O Dragão de Sete Cabeças

(Os ensinamentos do ocultismo hindu à luz do Cristianismo). Bispo Dom Alexandr (Mileant). Tradução: Vladímir Bresgunov e Larissa Bresgunov Kalinin

Conteúdo: Introdução. As Três Correntes. Os Ensinamento Orientais À Luz do Cristianismo. Deus e o Mundo. A Verdade — um Conceito, Absoluto ou Relativo? O Homem, Sua Natureza, Sua Destinação. O Problema da Personalidade. O Pecado e o carma. A Vida Além do Túmulo e a Transmigração das Almas. A Idéia da Salvação, o Bem e o Mal. Cristo e os Avatares Hindus. O Destino e a Providência Divina. A Escatologia. Cristianismo Doutrinas Ocultas A Prece e a Iluminação Mística. Dois Caminhos. O Curandeirismo. Os Principais Cultos Orientais. O Hinduismo. Budismo e Zen Budismo. Ramificações do Budismo. Teosofia. Doutrina. Yoga. Meditação Transcedental. O Movimento da "Nova Era." Tradução de Rafael Resende Daher. História. Ensinamentos. Outros Movimentos Ocultos em Voga.

Cabala. Gnose. Conclusão. O Credo Niceno. Bibliografia.

Introdução.
"Ora, o Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvido a espíritos enganadores e a doutrina de demônios..." (I Tim. 4:1)

O ser humano não pode, como no caso de um animal dar-se por satisfeito apenas com as
coisas materiais. Mais cedo ou mais tarde ele começa a sentir falta de algo espiritual em sua vida e então surgem numerosas perguntas essenciais: para que ele vive, qual é a finalidade da sua existência, se há algo além dos limites do mundo físico, etc. O Cristianismo ajuda o homem a escapar da opressão da vanidade do cotidiano, achar o sentido da vida e desenvolver as mais nobres aptidões da sua alma. Mas, começando pelo fim do século passado, o mundo ocidental viu-se cada vez mais invadido pelas diversas doutrinas ocultas hindus, "orientais," que ofereciam seus métodos para tornar a vida mais espiritual. Adaptadas à mentalidade das pessoas formadas pela cultura ocidental, essas doutrinas são divulgadas usando-se amplamente a terminologia cristã e as noções cristãs, criando-se a impressão de que elas não contrariam o Cristianismo, mas tão somente, completam o que nele falta. Na realidade, porém, estes ensinamentos colidem frontalmente com o Cristianismo e colocam as pessoas em um caminho espiritual errado. Infelizmente, nem todos são capazes de elucidar os seus erros, — principalmente porque as idéias propagadas por estes ensinamentos freqüentemente se entrelaçam com as cristãs. Neste trabalho nós examinaremos à luz do Cristianismo as principais afirmações das ciências ocultas hindus (ou "orientais"), e mostraremos o que e porque está errado. Mostraremos também, por que razão os tratamentos psicotécnicos destinados ao "alargamento da consciência" e descobrimento de espaços internos são prejudiciais à psique e nefastas para a alma. Na segunda parte nós vamos apresentar alguns dados históricos e mostrar as peculiaridades dos cultos orientais mais populares.

As Três Correntes.

Todas as ciências ocultas hindus, podem ser de um modo geral, divididas em três
correntes: 1) As que apresentam aspecto científico e filosófico. 2) As que apostam nas

práticas psicofisiológicas e 3) As que visam o desenvolvimento da intuição e da espontaneidade. Na corrente que se distingue pelo aspecto científico e intelectualismo podem ser incluídos o gnosticismo, a teosofia de Blavátskaya, a antroposofia de R. Steiner, os ensinamentos de A. Beili, a agni-yoga de E.I. Rerich, a cabala, a vivecananda, "A rosa da paz" de D. Andréyev e semelhantes. A sua principal característica de todas elas reside na elaboração de teorias aparentemente científicas que versam sobre a estrutura do mundo invisível, a hierarquia dos seres invisíveis, a influência do Cosmo sobre o destino dos seres humanos, dos povos, dos continentes, a "estrutura" do ser humano, a evolução do mundo, a vida além-túmulo, etc. — tudo isso extremamente confuso, nebuloso, infundado e apresentado nas páginas dos tratados que preenchem muitos volumes, e cujos estudos podem ocupar a vida inteira. Estes estudos destinam-se às pessoas contemplativas para as quais os conselhos práticos teriam um interesse secundário. Uma importância maior dada ao estudo da literatura sobre o ocultismo para desenvolver no homem a "intuição" das coisas do além. Ele adquire a capacidade da visão do lado místico da vida, e a interpretação "oculta" dos acontecimentos. As conseqüências dos estudos das ciências ocultas para a psique são frialdade, cinismo, desprezo em relação aos outros, um vazio dentro da alma, desalento, a sensação de estar perdido que leva ao desânimo. A segunda corrente — a psicofísica, dá ênfase à prática que visa a reestruturação do organismo e por isso esta corrente traz o risco de conseqüências irreversíveis para a saúde. O homem torna-se objeto aberto para a influência dos espíritos do além e assim pode perturbar o andamento dos seus processos biológicos de tal modo, que nenhum médico conseguiria entender o que houve com ele. Nesta corrente podem ser incluídas várias modalidades de yoga (khatkha-yoga, radja-yoga, mantra-yoga, à qual se associam o krishnaismo, a "meditação transcendental," a yoga daociana ou daocismo místico), os métodos do budismo tibetano, métodos da "Fraternidade mundial branca," de O. Ivankhava, o método de Perepelítzin, o método de Porfíriy Ivanóv, a terapia de S. Grof com o uso de narcóticos, o banho de D. K. Lilli, os exercícios respiratórios (respiração holotrópica de C. Gref), etc. Este rol inclui ao lado dos ensinamentos orientais tradicionais, suas modificações supostamente com fundamento científico e usadas na psicoterapia, — as práticas "criadas em casa" do tipo método de Ivanóv. Se os métodos tradicionais apresentam teorias simples e primitivas, os métodos modernizados podem apoiar-se em pesquisas "científicas" sérias que tocam o mundo dos fenômenos e ilusões que se abrem por meio dos narcóticos ou exercícios respiratórios (como nos métodos de S.Grof). O principal argumento a favor destas correntes da mística "psicofisica" reside na afirmação de que elas "funcionam," quer dizer a sua prática traz resultados perceptíveis. Isto atrai pessoas não dadas às reflexões, mas antes inclinadas para a ação. Para a "invasão" do mundo invisível são geralmente usados movimentos do corpo, posições fixas, prende-se a respiração, procura-se influenciar a distribuição de sangue e a localização dos processos energéticos no organismo, a repetição do mantra, a visualização (ou seja o trabalho da

imaginação, que consiste na tentativa de reproduzir, de olhos fechados na escuridão, alguma imagem, e com o tempo chegar a enxergá-la perfeitamente clara e nítida), como também o método da exclusão dos estimuladores externos (o que facilita "a abertura dos sentidos" para o mundo invisível), bem como o uso de narcóticos. A terceira corrente — é a mística intuitiva na qual pode ser incluído o Zen-budismo, daocismo filosófico, jnana-yoga (a yoga do conhecimento, ensinamentos de Krishnamurti, Radjneshi, C. Castaeda ente outros). Nestes ensinamentos em regra nega-se o modo racional e lógico da apreciação das coisas, afirmam-se a paradoxalidade e as contrariedades dos fenômenos no mundo que nos cerca, a necessidade de descobrir no homem a faculdade de reagir independentemente da razão, — espontaneamente pela intuição, sem refrear os seus desejos e reações não controláveis. A tônica desta corrente é o mais completo afrouxamento interno. Por isso o daocismo religioso permite as orgias e a devassidão. Os adeptos do zen-budismo deixam-se fazer o que lhes apraz. O arranjo aqui apresentado das ciências ocultas hindus — é relativo. Antes devemos falar da acentuação do papel do intelecto, da prática e da intuição numa ou noutra corrente. Todas elas até certo ponto se cruzam e possuem muito em comum. O principal fato que as aproxima é a visão peculiar de Deus como um princípio impessoal do mundo e o uso generalizado dos métodos de meditação e da yoga.

Os Ensinamento Orientais À Luz do Cristianismo.

De um modo geral, todas as religiões e ensinamentos dos sistemas de filosofia religiosa,
podem ser divididos em dois grupos. Ao primeiro pertencem os que reconhecem a Deus como Pessoa e Um Ser absolutamente perfeito e transcendental, o Criador de tudo visível e invisível. O segundo inclui aquelas que crêem em um princípio impessoal. Uns chamam-no o Absoluto, outros — o princípio eterno do Universo, ou ainda a força cósmica ou algo deste gênero. As religiões do primeiro grupo incluem o Cristianismo, o Judaísmo e o Islamismo. Elas são dirigidas a Deus, já que a fé em Deus como Pessoa é o seu fundamento. Ao segundo grupo pertencem os ensinamentos "orientais" de tendências ocultas hindus. Ao contrário do primeiro grupo estes devem ser chamados de "dirigidos ao homem." O leitor não versado em questões teológicas, poder pensar que a questão de Deus ser pessoal ou impessoal é puramente filosófica, já que a Sua essência de qualquer modo é incognoscível. Importante é ser um homem honesto e bondoso, — mas estas qualidades são defendidas por todas as religiões independentemente de suas idéias. Porém, como veremos, a questão sobre a pessoalidade e autoconsciência de Deus — é de longe não uma questão

autoconsciência. Daí. que tão pouco são demonstráveis e são objetos da fé. Se removermos as camadas talmudicas sobrepostas ao Judaísmo. Todas as "verdades" religiosas e os princípios morais aos quais o homem chega. — fundamento de tudo. Não é de se estranhar. Mas. — estes ensinamentos se aproximarão do Cristianismo. As diferenças entre estas respostas dependem em grande parte do ponto de partida destes ensinamentos — e em primeiro lugar — da premissa da pessoalidade ou impessoalidade de Deus. Enquanto as religiões que buscam Deus se apoiam na fé em . Substituindo Deus pessoal por uma vaga noção da energia onipresente. não tolher a liberdade de pensamento. que ramos menos exatos do conhecimento humano como a religião e a filosofia também se apoiem sobre de seu modo "axiomas" ou dogmas." axiomas. são as pessoas que a entendem diferentemente. Todas as religiões e sistemas filosóficos procuram respostas para as principais questões da existência. — portanto são relativos e sujeitos à reconsideração.abstrata. nem um Juiz justo — tudo move-se "por si mesmo. De fato. Os ensinamentos ocultos hindus. Vamos então. premissas imediatamente evidentes que não podem ser provadas e devem ser aceitas pela fé. falta de uma estrutura." assim diz uma frase hindu. todos os ensinamentos orientais tem por base um dogma. naturalmente decorre toda a diversidade. como veremos. tem como causa a sua capacidade cognitiva e perspicácia intelectual. — se Ele possui razão. Todas as idéias da filosofia religiosa destes ensinamentos se desenrolam coerentemente a partir desta premissa principal. — se não existe Deus como Pessoa — então não existe uma Razão Superior. volição ou Ele é uma força. Deus e o Mundo. eles colocam o homem no centro da atenção e tem como meta levá-lo aos meios para usar esta energia para seu próprio desenvolvimento e felicidade. como veremos. em outras palavras. contrariedade. mas uma questão que determina todo o conteúdo ideológico e prático de uma determinada religião ou ensinamento. Esta diferença básica. nem uma Autoridade indiscutível. se apoia num certo número de verdades "óbvias por si mesmo." sob a ação das forças cósmicas cegas. analisar os principais traços destes ensinamentos partindo da questão fundamental. como por exemplo a matemática. mas isto é impossível. cria um abismo entre os ensinamentos direcionados a Deus ou aos homens e portanto chegam a conclusões no âmbito moral diametralmente opostas. Ao acusar o Cristianismo de ser dogmático. ou as prédicas de Maomé do Islamismo. mas oferecer ao homem a liberdade de por si mesmo conhecer os mistérios da existência. Toda a ciência. que distingam os ensinamentos ocultos hindus. nem Volição que orienta. porém. uma energia. O axioma básico de todos os ensinamentos da filosofia religiosa é a idéia de Deus. pois a sua própria base de sustentação é essencialmente outra. os ensinamentos ocultos hindus acham sua vantagem no fato de não impor um determinado sistema de dogmas. por mais lógica e coerente no pensamento que seja. Se pudessem ser provadas — se tornariam teoremas. "A verdade é uma só. não podem ser aproximados deste último. — a fé na existência de um princípio impessoal.

Assim. Merece destaque o fato de que todos estes ensinamentos. são obrigados a atribuir à matéria algumas qualidades divinas. como se fosse o lado desconhecido do Universo. perfeito. Deus zela por nós como um pai por seus filhos. Da mesma maneira como o mundo foi criado do nada. como: existência eterna. Onipotente. vivificante e inacessvel . como Ele é para o Cristianismo.como a adequabilidade das leis da natureza e justiça (lei do carma). Seu destino depende inteiramente da vontade do Criador." etc. e Theos — Deus.Deus-Pessoa. fora do tempo e do espaço Se acha em todo lugar e dirige tudo. nem alguma energia ou força. Criador de tudo visível e invisível. Deus infundiu nele as leis segundo as quais este deveria desenvolver-se em uma direção determinada pelo Criador." outros — do princípio geral ou conformidade às leis subjacentes à existência. Tudo o que existe veio pela Sua vontade — não como eflúvio do Seu Ser. que junto com ele segue o caminho da evolução de acordo com as leis da vida. as ciências orientais hindus." ou então a "Realidade Prímea. nem Espíritos. palavra que provém de duas outras gregas: pan — tudo. mas — do nada. Ele vive além do tempo e do espaço. nos quais os mundos ou aparecem do abismo do Absoluto ou desaparecem no mesmo. Deste modo. Sendo uma forma. . há quem creia numa energia que preenche tudo. sempre entende-se algo impessoal." Esta visão do mundo tem o nome de panteísmo. fantasmagórico. O início e o fim eqüivalem. nem o Cosmo. certa racionalidade . já que deriva da energia prímea. nem mesmo partículas elementares que o compõem. Todos os ensinamentos ocultos hindus tem como ponto de partida a idéia da impessoalidade de Deus. A natureza do Universo é totalmente diferente de Deus. inseparável do próprio mundo. todas as nossas noções são relativas e não verídicas. mas um objeto. No entender Cristão — Deus é um Ser acima do mundo. sujeito às leis da evolução dependentes deles. Um traço característico destes ensinamentos também é a afirmação de que o mundo é ilusório. para o ocultismo hindu Ele é o que : Deus e o mundo fundem-se para ele em uma noção :"Deus é tudo e tudo é Deus. por fim. pela vontade de Deus ele pode voltar à não existência. uma modalidade do Absoluto. desenvolvimento. Deus penetra tudo sem tocar em nada e não Se mistura com nada. onipresença. envelhecimento e destruição. uns falam de "Brahman" ou "Absoluto. Que é um Espírito puríssimo e onipresente. uma força mística — uma "alma do mundo. Mas. segundo o qual o mundo passa pelas fases de surgimento. Existia somente Deus como uma Luz eterna. Se para os cristãos Deus é Quem. negando Deus como Pessoa. No início não existia nada — nem Anjos. Tudo que enxergamos à nossa volta — é ilusão. Tudo é irreal. Ao criar o mundo. chegam às suas conclusões partindo da premissa de um princípio impessoal. e consequentemente. o "Absoluto" das ciências ocultas hindus não é o arquiteto e legislador. Que na Luz inatingível. não existia o tempo e o espaço. O Cristianismo ensina a ter fé no único Deus-Pessoa. Um traço característico destes ensinamentos é o conceito do caráter cíclico da vida do Cosmo. com toda esta diversidade de nomes. (maia). Ao criar o mundo com determinado propósito. de sabedoria infinita e onipotente. o tempo volta para trás. o Cosmo atravessa os ciclos de existência e não existência.

como a negação da imortalidade. — se bem. Já que o mundo é fantasmagórico e ilusório. Ao meditar. disse que ele aparenta ser uma serpente . não coincidam entre si e sujeitas à revisão. e por fim. Por isso é natural que as suas conclusões sejam imperfeitas. Assim. Negando a razão e a lógica. a crença na fatalidade. porém. como por exemplo os cristãos. ensinamentos sobre o karma e transmigração das almas. Zoroastro. a negação da Revelação Divina. os ensinamentos ocultos hindus estimulam os estudos de religiões para ampliar nossos horizontes intelectuais. Cristo. é o fundamento do Zen Budismo. Confucio. Qual deles estava com a razão? Evidente — todos e nenhum. A Verdade deve ser alcançada diretamente pela intuição numa integração daquilo que é percebido com aquele que é perceptivo. os seres humanos no seu esforço de apossar-se dos mistérios da existência. Ensinar alguma coisa a alguém é tido como impossível. tão características dos cultos orientais. Maomé. . — não se pode ter uma única fonte de revelação. que supostamente rege o destino do homem. livrar-se de todos os preconceitos e opiniões pregadas pelas várias religiões. eles acusam de serem fanáticos aqueles que defendem a exclusividade de sua doutrina. como também sobre a relatividade das noções do verdadeiro e do falso. em primeiro lugar. Baseando-se na idéia da relatividade das doutrinas religiosas. Buda. Zen exorta a intensos exercícios de meditação — no sentido que os iogos imprimem a ela. — concluem estes ensinamentos. achando que tudo não passa de vários níveis da percepção da Realidade. é mister. Apesar da aparente "espiritualidade" das ciências ocultas hindus e alguma aproximação ao Cristianismo. ao apalpar a barriga. Como exemplo recorre-se à imagem de um elefante que foi examinado por quatro cegos: um que tocou a sua perna. o que vale também. para aprender com alguém.Na premissa da impessoalidade de Deus baseiam-se todas as particularidades. em várias formulações verbais. a negação de Cristo como Salvador da humanidade. Portanto. pela lógica. Os livros podem ser úteis para um iniciante pois eles fomentam a meditação. virtude e vício entre outros. A Verdade — um Conceito. o terceiro. achou que tratava-se de um cesto. Para conceber algo. são aprisionados dentro dos limites daquilo que é acessível à sua percepção e seu intelecto. deduziu que ele parece com um grande tonel. Absoluto ou Relativo? No seu entender da verdade. — toda religião tem razão. Por outro lado. apenas nossa percepção subjetiva. Do mesmo modo. A Realidade não possui conteúdo objetivo — existe. a negação do juízo de Deus e da vida eterna. concluiu que o elefante é semelhante a um poste outro. que agarrou o animal pelo rabo. As religiões dos homens são planos diferentes do entendimento da mesma verdade. a maioria dos ensinamentos ocultos hindus negam a existência de heresias e erros. os ensinamentos ocultos hindus ou panteísticos são muito coerentes: já que não existe Deus como pessoa. o quarto passando a mão pelas orelhas. ou no "espiritualismo" materialista. A idéia da incognoscibilidade da Verdade. Krishna e outros "avatares" são aceitos como "mestres" que pregam os mesmos princípios. a Verdade é incognoscível. — como princípio. Logo. da autoconsciência do homem. elas devem ser incluídas no ateísmo. que não tão vulgar e militante como o materialismo comunista. — cada qual a seu modo. a pessoa deve livrar sua mente de todas as impressões externas e relaxar completamente.

e sob orientação da Igreja edificar sobre elas a nossa visão do mundo e a vida cristã. Sem ter a única fonte de revelação . O pecado o afastou Dele. A principal tarefa de nossa vida aqui na terra é compenetrar-se das verdades reveladas por Deus. O conceito da Verdade absoluta e imutável baseia-se na idéia de Deus ser uma Pessoa.Tudo que um homem pode conhecer virá espontaneamente de dentro dele. Apesar de um ser humano nem sempre ser capaz de aprofundar-se na Revelação . Ela considerava a sua vida e doutrina teosófica como cumprimento da vontade dos mestres misteriosos que habitavam acima das nuvens nos cumes das montanhas do Tibete. recebia deles ordens. Deus não abandonou o homem. era possível comunicar-se com Deus e até falar com Ele (Gen. mas tomou por assunto central aquilo que é o mais importante para nós — como alcançar o Reino Celeste. Sua mente obscureceu e como resultado surgiram várias pseudo-religiões." A fundadora da sociedade Teosófica. Uma vez alcançado isto. em sua pureza. Porém. A Verdade em sua plenitude foi revelada ao mundo pelo Senhor Jesus Cristo. O principal é chegar a sentir-se como uma parte do Inteiro. Ele não deixou de preocupar-Se com a salvação dos seres humanos e enviou-lhes Seus Profetas-mestres. a razão humana seria o olho que tem a capacidade de receber sua luz. Comparando Deus ao Sol. — e. a Bíblia encerra a verdadeira e não corrompida revelação Divina. apta a relacionar-se com Ele e conhecer a Verdade. conceber a essência das coisas espirituais e materiais. Ele acrescentou às Escrituras do Antigo Testamento o que lhes faltava e proporcionou noções mais aprimoradas sobre Deus e muitos assuntos espirituais. Pai amoroso. ou seja. Deste modo. — ele tem a faculdade de aceitar pela Fé aquilo que ela afirma. Para o primeiro homem. E. Ele expôs com clareza o que é correto e o que é errado. as doutrinas ocultas hindus apoiamse nas manifestações dos "espíritos. — Deus . Ele proveu-o da razão semelhante à Divina. Resumindo. Unigênito. cap.2-3). O Homem. dirigia-se a eles com perguntas e ouvia suas respostas. afirmava que achava-se em contínuo contato telepático com os "mahatmas" do Tibete. Ao criar o homem. por exemplo. Filho de Deus. como deve-se viver e o que aspirar para entrar na vida eterna. Tudo que contradiz a verdade revelada por Deus não passa de fruto da fantasia. Sua Natureza. se bem que não em toda sua intensidade de brilho. Sua Destinação. ." "irmãos brancos" ou dos "gurus. a pessoa imerge num estado de deleite sentindo-se "deus’. O ensinamento de Cristo é preservado em sua pureza e incolumidade nos Evangelhos compostos pelos quatro Evangelistas e é interpretado nos escritos do Santos Apóstolos. Blav tskaya. — o Cristianismo distingue nitidamente as verdades reveladas por Deus das opiniões dos homens e afirma que a Verdade é única ao passo que os falsos juizes podem ser numerosos. Ele não tencionava satisfazer a curiosidade dos homens revelando os dificilmente assimiláveis mistérios da existência. iluminado por Ele.

ou as ondas sonoras podem sincronizar-se novamente em determinada freqüência . a ligação misteriosa entre o corpo e a alma perdura. o nascituro herda também os espirituais. os seres humanos jamais poderão conformar-se com a tragédia da morte — ela é um fenômeno que contraria a própria natureza. Portanto. o homem desfrute a vida eterna. Ele é único. Herdando dos seus pais vários caracteres físicos. o Cristianismo ensina claramente que a alma do nascituro não é um espírito que habitava alhures e se incorporou nele. conhecimentos acumulados e o estado moral que ele alcançou. então é considerada parte do processo natural. ou seja o momento em que a alma. Este . com toda esta semelhança com os pais. Apesar da natureza da alma e do seu aparecimento no mundo na hora do nascimento da criança serem um mistério da Criação de Deus . ou então. — com uma onda sonora parada numa determinada freqüência. raciocinar. volta a dissolver-se no mar energético que preenche o Universo. sentir e querer. ficando reduzido aos elementos que o compõem.No entender cristão. sendo uma condensação temporária de energia. trata-se justamente da restauração do ser humano na sua condição de portador das suas duas naturezas. É importante entender que a alma de cada homem irá juntarse com o seu próprio corpo. A alma do nascituro não vem habitar o corpo como se fosse um inquilino. quando a alma de cada homem retornará ao seu corpo renovado e dotado do espírito por Deus. formando deste jeito a alma humana para alojar-se em um novo corpo. Mas. A morte que resultou do pecado é um fenômeno anormal e atenta contra a própria natureza. A finalidade da vinda ao mundo do Nosso Senhor Jesus Cristo foi corrigir a anomalia que é a morte e restabelecer o ser humano em sua condição de união das duas naturezas. mas é um novo ser que surgiu no ventre materno em algum instante após a formação do embrião. ele é um ser composto de duas partes de uma alma racional e um corpo perecível. lembrar. Mas. O corpo humano não passa de um invólucro de pouca importância que envolve a energia personificada . Os ensinamentos ocultos hindus entendem a natureza humana de modo totalmente diferente. A morte. — tanto positivos. as "partículas" de energia cósmica são capazes de condensar-se outra vez. para que depois disso. mas se liga a ele numa união no íntimo . Sua personalidade. como Deus o criou. a criança que acaba de nascer é um "Eu" totalmente novo. mas como uma parte integrante da natureza humana — sua parte espiritual. como as moléculas de vapor podem voltar a condensar-se novamente. que não permite réplica e é dotada de consciência e razão independentes e do livre arbítrio. esta que nos desígnios do Criador deve ser eterna. diferente do "Eu" dos seus progenitores. dando origem à gota de chuva. e não com algum corpo novo. como se fosse sua vestimenta. desintegrar-se. uma individualidade. Apesar do corpo ser privado do princípio da vida. seu "Eu" único depois da morte física continua a perceber. Para a alma. Ela não foi criada para ser um anjo ou um fantasma. Esta restauração virá no dia da Ressurreição geral dos mortos. o homem é uma criatura de Deus e porta o signo da Sua imagem. Para eles a alma é uma condensação. Diferentemente dos anjos e dos animais dotados da natureza simples — espiritual no primeiro caso e física no segundo. bem como negativos. A alma ao abandonar o corpo conserva a personalidade do homem — sua experiência espiritual. a separação do corpo é discordante da sua natureza e não passa de um estado temporário. Por tudo isso. uma espécie de "materialização" daquela mesma energia que preenche o Universo e pode ser comparada com o vapor que ficou condensado na forma de uma gota.

ao passo que as negam-No. emoções e desejos. não a aceitam. interesses. a personalidade é uma coisa mais estável na natureza — mais estável do que as moléculas ou os átomos. um deles tornou-se um profeta lembrado com gratidão por todos. mas o sentido é o mesmo. sentimentos. No decorrer dos anos. Dependendo dos seus anseios ele pode tornar-se douto ou ficar iletrado. nível moral. seus detalhes. A experiência de vida forma a personalidade do homem e forma o seu caráter. A Personalidade do homem concentra em si a totalidade de suas qualidades individuais — inatas ou adquiridas. Mas. O Cristianismo ensina que o mais valioso e estável no ser humano é a sua personalidade. dona de suas decisões e seus atos. crescer ou sofrer a baixa moral. o homem durante toda a sua existência sente-se como a mesma pessoa. Dispondo do equipamento adequado podemos transformar um elemento em outro por meio da "reorganização" das partículas subatômicas (quarks e elétrons) dos quais ele é constituído. — nem ele mesmo. Todos eles convergem ao mesmo ponto — que a personalidade e autoconsciência do homem acabam com a sua morte. ou "Eu" deve se entender o centro imaterial da consciência e de todos processos psíquicos dos seres dotados de razão. O Problema da Personalidade. experiência. sensibilidade. digamos . pensamentos. Por personalidade." Naturalmente. mas não se pode extinguir nem os seus conhecimentos. Todas as religiões que professam a fé em um Deus pessoal reconhecem a imortalidade da alma. sentimentos religiosos. Tudo isto perfaz seu único e íntegro "Eu. nem a experiência da sua alma imortal. muitas são substituídas por novas. intuição. A criança vem ao mundo como uma folha de papel em branco. ninguém pode extinguir. ao passo que o outro tornou-se um . Pela percepção do homem flui um ininterrupto caudal das mais variadas sensações. A personalidade. Teoricamente é possível. força de vontade. com o tempo. caráter. Com toda diversidade de estados que se encontra. conhecimentos. Que é eterno.processo leva o nome de "reencarnação" ou "metempsicose. Pode ser que ao nascer duas crianças. — mas o seu "Eu" não é um leito impassível deste caudal." distinto do mundo externo e do "eu" dos outros. apesar disto ser difícil nas condições de um laboratório. pensa e faz. temperamento. porém. digamos transformar chumbo em ouro. mas o dirigente ativo. aspirações e assim por diante. que incluem lembranças. A cada ser humano é dada a possibilidade de formar o seu "Eu" como quiser. Na infância todos são parecidos. Porquanto o "Eu" traz em si o signo do Criador. podem ser diferentes nos vários cultos orientais. conserva os conhecimentos acumulados e a experiência da vida. talento criativo. da variedade de seus atos. porém. bem como a terminologia. pode ficar espiritualmente enobrecido. tudo o que ela sente. que livremente orienta sua atividade espiritual. A personalidade humana. é inalterável: pode se matar um homem. Na medida em que as células do corpo envelhecem e tornam-se atrofiadas. capacidades. deixa em seu consciente e subconsciente um certo traço. — o profeta Moisés e Jack o "estripador" eram só um pouco diferentes entre si. mas aquilo que ele adquiriu no seu íntimo. o seu "Eu" e não os elementos físicos que compõem o seu corpo.

O Cristianismo entende por pecado a violação da lei moral estabelecida por Deus. O homem é exortado a lutar contra suas inclinações ao Mal. uma espécie de mancha que adere ao homem e o acompanha nos processos da reecarnação. palavras e o endereçamento da volição. o que é virtude e o que é pecado. Os pecados repetidos e o endereçamento da volição pecaminosa tornam o homem moralmente doente e o puxam para o abismo do Mal. sentimentos. Apesar disto. da graça de Deus para renascer. e devido a isto." Mas ainda retornaremos a este importante assunto posteriormente. Um ato pecaminoso. nem os que seguem os ensinamentos ocultos hindus discordam. Após a morte cada um deles vai perceber claramente o que ele é e o que merece. as migalhas do Bem foram colocadas por obra de Deus na nossa natureza. são unânimes na definição do que o Bem e do que é o Mal. A personalidade não passa de um fenômeno comparável à espuma trazida pela onda do oceano e que retornará e se dissolverá nele. Os cultos orientais entendem como carma uma lei imutável de retribuição.. O repúdio consciente de Jesus Cristo. então que tanto os pagãos como os maometanos e pessoas que professam as mais variadas religiões. enviado por Deus — também é um pecado (João. é algo indevido e negativo. negando a autoconsciência do Absoluto. o carma ganha um caráter puramente mecânico e formal. cada homem instintivamente anseia o Bem e quando faz algum mal. bem como a volição pecaminosa deixam uma mácula na consciência. considerando-os "duas faces da mesma moeda." Na prática. Pecaminosos podem ser não somente os atos. Não é de se estranhar. Ao rigor. (Sobre isto falaremos mais adiante). inquietando-o e deprimindo-o Isto acontece porque Deus dotou a nossa natureza espiritual de um instrumento muito sensível e preciso que atua na área moral. a falta de boa vontade em acreditar Nele como o Salvador do mundo. a praga do pecado original é tão forte que todo ser humano necessita da força. 16:9). ele tem algo que aproxima-se da noção de pecado. — tudo o que leva o homem ao caminho do afastamento de Deus. mas muitas vezes o pecado supera suas forças espirituais e ele necessita da ajuda Superior. Verdade. apesar do hinduismo teoricamente não fazer diferença entre o Bem e o Mal. — mas não é claro o que eles entendem pelo termo. Suas conseqüências . careça da própria consciência como a "meditação transcendental" não tem nada a ver com a razão. Este fato da estabilidade da personalidade seria uma terrível tragédia se não existisse a graça Divina que "sana os debilitados e supre os carentes. em resumo. Todas as doutrinas ocultas hindus. consideram na no homem como algo sem importância e passageiro. Disto. uma lei que não depende do arbítrio superior consciente.facínora cruel — ambos seguiram um caminho livremente escolhido. Já que na doutrina hindu falta um Deus que perdoe e purifique o homem. É bem possível que neste caso tudo não passe de um jogo de palavras e que "a consciência suprema" . O carma (que quer dizer em hindu "obra"). De acordo com o Apóstolo Tiago (4:17) quem tem a oportunidade de fazer uma coisa boa e não a faz também peca. — a consciência. que é chamado de carma. um sentimento desagradável apodera-se dele. que as divulgações contemporâneas das doutrinas ocultas hindus às vezes de passagem atribuem ao seu Absoluto uma consciência suprema. mas também pensamentos. O Pecado e o carma.

se na morte uma determinada personalidade desmancha-se. não são por si só suficientes para restabelecer. a nova que surge na reencarnação não pode entender por qual ato tem de pagar e portanto seus sofrimentos não terão nenhum valor como ensinamento moral. mas pelo caminho de passagens pelos ciclos de reencarnações de modo puramente maquinal. isto não tem o sentido de "redimir" uma culpa perante Ele. Deus nos ama. Ele não se vinga. Ele dirige tudo para o nosso benefício espiritual e nossa salvação. A lei do carma. mas aguarda com paciência que caiamos em si e nos ajuda a voltar ao caminho certo. felizes e ricas — são aquelas que em vidas passadas colheram um bom carma. sofre porque numa de suas vidas anteriores fez algum mal e agora deve pagar por isto. como se fosse o movimento de engrenagens num mecanismo de relógio. ao passo que os que sofrem. a força regeneradora de Cristo Que ressuscitado dos mortos.se deixam sentir em todas as reencarnações vindouras. se apieda de nós como Seus filhos. mesmo quando nós relaxamos espiritualmente. Nossa meta é chegar à eterna bem-aventurada vida no Reino do Céu. Não fosse este. surgiu provavelmente para tentar explicar a causa dos sofrimentos. de modo que cada ato cometido determina com extrema precisão o futuro da alma. . mas apesar disto. O mistério da Redenção não é compreensível para nós. Nenhum sofrimento pessoal. o pecado e o castigo acham-se numa relação matemática. Assim. um meio de nosso saneamento. pois o seu destino está predeterminado. Nela não existe um Deus misericordioso ou Salvador Que redime os homens do pecado. ou mesmo pecamos. Sobre o fundo resplandecente da esperança da renovação plena e do restabelecimento do ser humano. A Vida Além do Túmulo e a Transmigração das Almas. Uma criança inocente. Quando nós não contrariamos Deus. A tragédia do pecado foi corrigida pelo Senhor Jesus Cristo. ou de modo geral são menos felizes recebem o que corresponde aos pecados e erros do passado. Deste modo. Não importa aquilo o que um homem fez na vida. não castiga. além disto. mas tão somente. Tudo o que acontece no mundo eles atribuem ao destino e à inexorável lei do carma. as doutrinas ocultas hindus aparecem sombrias e fatalistas. no fim de vidas errantes e infrutíferas. A "salvação’ é alcançada não através da Fé e do endereçamento da volição ao Bem. E. fica evidente que a lei do carma torna legítima uma injustiça. o bem ou o mal. pessoas sadias. por exemplo.lhe a imortalidade que possuía ao ser criado. mas devido ao dano causado à sua natureza pelo pecado ele ficou sujeito à morte. pois. Tudo o que poderá surgir — é um vago sentimento de injustiça na vida. age com evidência no homem de fé e o convence de que também se reerguerá dos mortos pela força do Vencedor da morte. para a doutrina do carma. De acordo com a Fé Cristã os sofrimentos e a morte são intimamente ligados à tragédia do pecado original . o homem viveria eternamente. nem os esforços para se viver virtuosamente . se nos aprofundarmos mais nesta questão. anulou o poder da morte e devolveu a imortalidade ao homem. Que com Seu sofrimento na Cruz redimiu os pecados humanos. Mas. passando de um corpo para outro vir a ser condenado a desaparecer no Absoluto cósmico com a perda total da experiência de sua vida e da sua autoconsciência. nem as boas ações. A lei do carma é implacável e soma todo o mal feito pelo homem para ser pago nas próximas encarnações que podem repetir-se milhares ou até milhões de vezes. Quando Ele permite que a aflição apodere-se de nós.

do mesmo modo que um facínora inveterado por mais mal que não tenha feito. — o seguidor de cultos orientais considera seu corpo como um invólucro temporário. Na realidade. quer no homem. Se cada pessoa. as doutrinas do carma e da encarnação cometem a maior injustiça porque admitem o mesmo fim: um justo. Assim. como objeção válida podemos notar que todos estes casos de "lembranças" não contém nenhuma informação importante. Nosso cérebro armazena sem parar fragmentos das mais variadas impressões visuais e auditivas. Os antigos profetas Moisés e Elias ao aparecerem para Cristo no monte Tabor muitos séculos após terem deixado este mundo. acabando com o carma chegar à perfeição espiritual. seguindo o caminho da lógica. aquele que ele possuía. o recrudescimento do ódio e da crueldade gratuitos . /o único/. feitas por algumas pessoas que imaginam tê-los visto em outras vidas. em todos os casos anotados pelos médicos que . Pode-se imaginar algo mais monstruoso do que esta perspectiva? O paradoxal é que este sistema não se justifica. Mais tarde estas impressões soltas podem reunir-se num quadro imaginário. O homem não é capaz de se lembrar nem da língua que falava anteriormente. a essência espiritual impessoal para "corrigir o carma" depois deve depois da morte reencarnar-se. estes aparecendo para alguém eram capazes de partilhar sua experiência e os conhecimentos adquiridos em sua única vida e sua autoconsciência não era apagada pela morte. são facilmente explicadas como um jogo de imaginação. No hinduismo. porém observamos um quadro oposto — uma degradação de sociedade. não importa quantas boas ações tenha praticado.Enquanto o cristão espera a ressurreição do seu corpo. nem dos pormenores de acontecimentos de sua vida "passada. A doutrina da reencarnação não possui nenhuma confirmação por provas objetivas. seria de se esperar a perfeição de toda a humanidade. São bem diferentes os numerosos casos contados nas descrições das vidas os santos e na literatura religiosa em geral.. — em uma palavra. ou até numa planta. Os ensinamentos ocultos hindus vêem nestas "lembranças" uma afirmação da idéia de transmigração das almas. uma espécie de prisão da qual ele poderá um dia livrar-se. preservaram a clara noção daquilo que foram no passado. As referências às lembranças isoladas de lugares "conhecidos" numa vida passada. não receberá recompensa. Do mesmo modo. nem dos nomes das pessoas com as quais se relacionava. — nada daquilo que a nossa consciência adquire ao longo da vida e que forma nosso intelecto e experiência de vida. tudo isto está mais de acordo com a profecia da Bíblia sobre a degeneração espiritual da humanidade antes da segunda Vinda de Cristo." nem de informações literárias ou científicas. — então. não terá o castigo por ele. Na sua tentativa de explicar o Mal no mundo. como Stálin terão o mesmo fim ao misturar-se em um impessoal Absoluto.. no macaco. de modo que para a pessoa pode parecer que está "reconhecendo" um lugar que na realidade está vendo pela primeira vez. na cabra. Ora. o aumento da criminalidade e da depravação. passando por muitas vidas. os santos como São Nicolau milagroso e os matadores de milhões de inocentes. É evidente que todas as afirmações sobre a transmigração das almas são destituídas de fundamento. mesmo por parte de menores de idade. Inexplicavelmente tudo isto "evapora" sem deixar nenhum rastro. Lamentavelmente. Porém. que vão se sedimentando no subconsciente. bem como numerosas narrativas contemporâneas sobre a vida após a morte que desmentem a doutrina da transmigração das almas na sua própria origem.

as almas dos recém falecidos ao encontrarem-se com as almas de parentes que já haviam falecido. Assim. Mas isto será algo maior do que o retorno à bem-aventurança do Eden. Por isso o Cristianismo nos exorta a multiplicar os talentos que foram dados e aumentar o tesouro espiritual. o Bem e o Mal. O exemplo trazido pelo Evangelho — o caso do Bom Ladrão ilustra bem isto. Além disto. Este. a alma ao deixar o corpo continuava a sentir-se a mesma que habitava o corpo antes do momento da morte. — todos são meios para o renascimento espiritual do homem. em eterno tormento. as boas ações. Este pecado maculou moralmente a natureza humana. a oração. o sentimento de alegria serão proporcionais àquele nível moral que foi alcançado em vida. Mas isto não ocorre automaticamente. não podemos somente através dos nossos esforços pessoais. Se não houvesse o pecado original não seria necessário salválo. O sangue por ele derramado na Cruz nos purifica do pecado e faz renascer nossas almas. os sacramentos da Igreja. Quem planta em abundância terá colheita abundante e quem semeia com parcimônia — terá colheita pobre. Desta forma. Se é que ela desejava voltar ao mundo. A praga do pecado com todas as suas conseqüências nefastas nós recebemos como herança. aceitar o Seu ensinamento e viver uma vida cristã. o estudo da palavra de Deus. precisamos Do Salvador! Se o Senhor Jesus Cristo não redimisse nossos pecados na Cruz . É necessário fazer um esforço para ter fé Nele. as almas dos mortos conservam seu "Eu" e a experiência acumulada durante a vida. — reconheciam uns aos outros como as determinadas pessoas que foram em vida. era para completar sua missão ainda não acabada e não para começar uma nova vida.trabalhavam na reanimação de pessoas. estaríamos todos fadados à morte eterna. para a salvação existem duas condições: o esforço pessoal no caminho até Deus e sua ajuda pela graça invisível que Ele nos dá. Tudo o que é corrupto se tornará imperecível e os justos resplandecerão com o Sol. a Redenção trazida por Cristo nos livra do poder dos processos cósmicos e do destino cego. o caminho da salvação é aberto a todo homem. a autoconsciência é indelével — o que desmente o ensinamento sobre a transmigração das almas e sua dissolução no nirvana. A Idéia da Salvação. Assim. Em todos os casos conhecidos pela religião e pela ciência. Por salvação entende-se o restabelecimento do homem na condição de ser que possui duas naturezas com total liberação do pecado e de todas as suas conseqüências. desarmonizou o seu mundo íntimo e com isto privou o homem do relacionamento vivo com Deus. evitando o carma e vidas errantes cíclicas pelas vias cósmicas. mas recuperar a vida eterna. Para isto necessitamos da ajuda de Deus. . O Cristianismo ensina que Deus criou o ser humano para a vida imortal. O tema da Salvação é deveras amplo para tentar abarcá-lo aqui. porém desconhecida dos pensamentos ocultos hindus. "A Salvação" é uma idéia própria do Cristianismo. Porém. graças ao Senhor Jesus Cristo. — não no sentido da aniquilação da alma. Tudo isto mostra com clareza que o ensinamento hindu choca-se com a doutrina cristã da Redenção. no instante da sua adesão e súplica a Cristo herda o Reino Celeste. pois será acompanhado pela espiritualização e transfiguração tanto do ser humano. na terra. onde ocupa um lugar central. como de todo o mundo. O jejum. mas sendo condenados a permanecer nas trevas. A bem-aventurança.

Enquanto o Cristianismo. mais rápido chega ao fim de todos." Cristo e os Avatares Hindus. a saída para o astral. nos ensinamentos ocultos hindus eles são noções relativas. pois não passa de uma pequena engrenagem do mecanismo cósmico. O fato dele sentir seus atos como bons ou maus — é uma ilusão. — tudo não passa de um carma temporário que vai ser moído nas reencarnações e finalmente dissolvido no mar da Realidade Prímea. o Bem e o Mal são tão necessários como a claridade e as sombras num quadro. que culminam com a sensação da sua "divindade. a vinda ao mundo do Salvador é tida como um acontecimento único. Daí se deduz que o homem não é responsável pelos seus atos. etc. Este relativismo moral tem origem na idéia monística de que tudo é uma coisa só e dela é feita a dedução lógica . Para ser exato. porém lados perfeitamente equiparáveis da Realidade Prímea e são necessários para o equilíbrio vital dentro da harmonia cósmica. É verdade que na literatura teosófica hindu.Os ensinamentos ocultos hindus possuem uma opinião completamente diferente sobre a finalidade da vida humana. — mesmo sem conhecimentos sobre Deus e não esclarecido pela Escritura. Negando o pecado original e a imortalidade da personalidade." Torna-se entretanto patente que. Por isso todo homem. quanto mais rápido o homem se aperfeiçoa. eles negam também a necessidade da salvação. Mas tudo isso não pode ser atribuído à própria doutrina. mas ao fato de Deus ter dotado o ser humano da atração pelo Bem e de bom senso. a evocação dos espíritos. não existe o pecado nem o vício. Os cultos orientais consideram isto como a maior bem-aventurança. Toda a sua atenção concentra-se em torno do desenvolvimento pessoal através dos vários métodos de ioga e meditação. O Filho . Ao invés do relacionamento vivo com Deus como Pessoa através da prece." fazendo-os sentirem-se superiores aos "não esclarecidos. Com este sentido de "salvação. Quando alguém chega a ter um conhecimento mais profundo da filosofia do hinduismo. como as cargas positivas e negativas no átomo ou os pólos Norte e Sul do campo magnético. Aquilo que para alguns significa o Mal. que não pode se repetir. sente uma aversão natural pelo Mal e pelo vício e atração pela vida virtuosa." é natural que todas as atividades também tenham um sentido e finalidade totalmente diferentes do que no Cristianismo. descobre que o Bem e o Mal são noções relativas e subjetivas. Ao lado da idéia da Salvação que no Cristianismo ocupa um lugar central. e o Budismo criou meios para se livrar dela. a repetição de mantras. Eles são diferentes. No lugar da penitência perante o Criador e a correção dos defeitos — estas doutrinas ensinam seus seguidores a contar com suas próprias forças e desenvolver o sentido da sua "divindade. Segundo ela. — que bem-aventurança é esta se o homem não a percebe e em que difere da morte? Do ponto de vista cristão isto não passa de um jogo de palavras. — ou seja na dissolução no nirvana. estes ensinamentos estimulam a criação de laços com os mahatmas (espíritos) e gurus por meio da telepatia. em outro plano pode levar ao Bem. conselhos muito bons e exortações animadoras. Mas. podemos perguntar. numa formulação clara e insofismável mostra a diferença entre o Bem e o Mal. assim como nos livros de qualquer religião podem ser encontrados muitos pensamentos notáveis sobre a vida virtuosa.

Não somente a nossa vida como um todo. mais do que isto — levá-la à comunhão com Sua natureza Divina. Na sua Epístola aos Tessalonicences. O avatar do momento é alvo de grandes honras. Para isto Ele ascendeu ao Céu em Seu corpo transfigurado para permanecer eternamente nesta união real. Seu relacionamento com os homens . a vida nela terminaria em eterna alegria no Seu Reino Celeste. como o mais bondoso pai para com os seus filhos. cuja atividade é a manutenção do Cosmo. No décimo capítulo Bhagavad-Gita Krishna declara: "Sou o príncipe sobre os demônios. enfim os sofrimentos na Cruz e a gloriosa Ressurreição que trouxeram a Redenção . que até o presente contam vinte e uma. Nosso Senhor Jesus Cristo com sua única Encarnação e a vinda ao mundo realizou a redenção da humanidade. enquanto que este nunca seca. O Destino e a Providência Divina. com todo o poder. não força a acreditar Nele ou mesmo. que vai salvar os que tem fé até os últimos tempos da existência do Universo. são aspectos inseparáveis da mesma obra da salvação da humanidade. Como ele é unido à divindade. Rama. Apesar do deus do hinduismo não ser considerado uma pessoa. Confúcio. Maomé.: Apoc. Este ser que é a união de deus e do homem é chamado de avatar. O Senhor Jesus Cristo virá pela segunda vez ao mundo não para ensinar ou salvar. assumindo uma feição humana. Porquanto está no corpo ele pode demonstrar as emoções humanas. As divindades hindus corporizam-se de maneira diferente. Vishnu. Os krishnaitas apontam Bhagavad-Gita como o último na ordem de corporalização das divindades. mas até os seus detalhes ele dirige para o nosso bem. ele às vezes corporaliza-se. o rei George V. possui uma força sobrenatural (siddhis) que o coloca acima das leis do carma. conf. — da mesma Realidade Prímea." Esta confissão lança luz sobre a natureza sinistra dos avatares hindus. deixando exercer o livre arbítrio. concordam em reconhecer Cristo como um dos "avatares" — a materialização de Vishnu — quer dizer. Como é ilimitado o número de rios que nascem das águas do oceano (pela evaporação que dá origem às chuvas). Se nós não O contrariássemos. Tudo isto aconteceu uma só vez e criou uma inesgotável força espiritual. Zoroastro. — afirma o hinduismo. Seu próprio exemplo e. mas o seu estado espiritual ultrapassa os limites do tempo e do espaço (maya). mas nos portássemos como filhos obedientes. Outros avatares foram Buda. com sinais e prodígios mentirosos" (II Tess. Ele tem o poder de modificar o . — assim são inúmeras as corporalizações de deus. Os homens desgraçam-se sozinhos já que Deus não os coage.13:2). e isto apesar de sermos pecadores e teimosos.Unigênito de Deus assumiu nossa natureza humana para renová-la. O Cristianismo ensina que Deus não deixa de ter para conosco todos os desvelos. Estes avatares aparecem supostamente nos momentos mais críticos da História para ensinar determinadas verdades. Krishna. Seus ensinamentos . — não existiria o Mal na terra. o Apóstolo Paulo fala sobre o último avatar (o anticristo) e diz que "a vinda dele é por obra de satanás. quando muito. viver virtuosamente. Mahatma Gandi entre outros. aparece na forma de Narayana — como o protótipo de todos avatares. de Deus com o Homem. mas para julgar e retribuir a cada um os atos cometidos. Os ensinamentos ocultos hindus. 2:9 .

A decomposição moral da humanidade será acompanhada pela desintegração social e material: aumentarão as guerras de grande poder destrutivo. as pessoas que aceitam as idéias ocultas hindus acreditam nele e. eles vão dedicar-se a vários vícios. O Cristianismo prepara os fiéis para a segunda vinda de Cristo. — elas apenas influenciam. Não vamos negar que os astros e a lua até certo ponto podem nos influenciar da mesma forma como fazem as estações do ano. — a nossa vida é determinada não tanto pelos fatores externos. surgirão numerosos falsos profetas. Em uma palavra. ao passo que Deus rege tudo. A Sagrada Escritura prediz que o tempo que antecede o fim do mundo. A fé dos homens enfraquecerá. Nela. que ocorrerá com o fim do mundo material. Então. ocorrerão terremotos. Mas. superada e fanática e para os fiéis virão tempos nos quais serão confessores e mártires. o Senhor ressuscitará os mortos e depois fará o juízo sobre os homens e os demônios. logo na astrologia. A prece pode operar até coisas tidas como impossíveis — fato do qual possuímos numerosos exemplos. . quanto pela nossa livre vontade e pela Providência Divina. Cada qual vai receber aquilo o que merece pelos seus feitos. sobrevirá a fome. nosso Salvador. A Ele. cartomantes e acreditam em todo tipo de crendices. as epidemias mortais. A Escatologia. A abjuração do Cristianismo ser liderada pelo "grande" governante que a Sagrada Escritura chama de "Besta" e "Anticristo. entusiasmar-se pelas mais variadas atividades do ocultismo e adoração dos demônios." Nisto. já que não acreditam em um Deus — Pessoa subordinam tudo aos cegos processos cósmicos. Para justificar a sua crença na força das constelações eles citam a influência da lua sobre a maré. O seu governo terá sucesso graças à intensa vigilância sobre os povos. para sermos dirigidos e amparados. Por isso a Fé Cristã nos ensina a recorrer constantemente a Ele. da abjuração do Cristianismo e extremo recrudescimento do Mal.desenrolar dos acontecimentos e fazer algo que pela lógica humana não seria possível. mas também inspirador de novas idéias religiosas. uns ingressarão na vida eterna. o mar se agitará e até as Forças Celestes estremecerão. Os ensinamentos ocultos hindus. A terra e tudo o que está sobre ela serão consumidos pelo fogo. a germinação das sementes e as alterações de humor das pessoas. será o tempo da apostasia. que irão atrair os homens para seus ensinamentos. adivinhos. Por isso. Para adivinhar o seu futuro eles recorrem aos horóscopos." Provavelmente ele presidirá o Governo Mundial e irá ser não somente um líder político. Como não existem Razão e Volição Superiores e a nossa liberdade não passa de uma ilusão. Mas Deus vai criar o novo céu e a nova terra onde "vai habitar a Verdade. O Cristianismo será perseguido como uma religião inoperante. a temperatura. tudo é dirigido pelo destino. umidade do ar e milhões de outras causas de origem interna ou externa. enquanto outros serão sentenciados à pena eterna junto ao diabo e seus anjos.

O destino. Para uma pessoa não versada em teologia pode ser difícil distinguir entra a Verdade e as invenções. nada de mal nos acontecerá e o nosso Pai Celeste nos levará à vida eterna. aparentemente parecida. Se seguirmos a Sua vontade. encarnação do Filho de Deus e Sua obra de Redenção da Humanidade. mais diferente no seu interior. que passa por fases de surgimento. a Ressurreição dos mortos. O homem é uma criatura que possui duas A alma é um estado transitório. Que Se acha fora do tempo e do espaço. Após . desenvolvimento e de desintegração. o espaço e a energia que o preenche.Os ensinamentos ocultos hindus compreendem o significado dos últimos tempos de modo diferente. A sua vinda assinalará uma nova e feliz era — um paraíso na terra. Doutrinas Ocultas Uma energia impessoal. Mas. Assim. com Quem pode-se conversar. Supõe-se que este mestre messias irá trazer para a humanidade a tolerância. Legislador e Juiz. Eles pintam de "cor de rosa" a vinda do Grande Avatar. Assim. o Juízo Final e a vida eterna — são acontecimentos únicos que não se repetem. O Universo não é eterno. se o homem se dirigir a Deus de todo seu coração. Esta experiência íntima vai convencê-lo de que Deus — é Uma Pessoa viva. Deus dirige o mundo e a vida de cada homem. "Provar" uma ou outra Verdade religiosa é impossível. todos os conceitos sofisticados dos ensinamentos ocultos hindus se desfazem como um castelo de cartas. Com esta possibilidade de sentir a presença de Deus. o Criador. porquanto ela pertence ao mundo espiritual inacessível ao experimento realizado em laboratório. Deus e o Universo são o mesmo. a ação das forças cósmicas determinam o futuro do ser humano. ilumina a nossa mente e ajuda em situações difíceis. Os Principais Pontos de Divergência Entre o Cristianismo e as Doutrinas Orientais Cristianismo Deus é uma Pessoa real. O tempo percorre numa linha reta: a O tempo é cíclico. foi criado por Deus do nada. O Universo repete eternamente os ciclos nos quais surge. Os mundos surgem para criação do mundo e do homem. o homem não passa de um cisco dentro do mecanismo do Cosmo. Realidade Prímea. progride e por fim perece. a novamente desintegrar-se. então na prece ele vai sentir claramente a Sua presença e o amor confortantes. prosperidade e trará paz em geral e a ordem. Que aceita nossas súplicas. assim como também foram o tempo. a cada item da fé Cristã os ensinamentos ocultos hindus contrapõem alguma coisa sua. Ele é absolutamente perfeito e não é subordinado a nenhum processo evolutivo ou a alterações.

Confúcio. A alma e o corpo se acham numa eterna união que se rompe apenas temporariamente por ocasião da morte. Inventar algo novo é inadmissível. "aperfeiçoamento de si mesmo" seguindo as receitas dos iogos e através da meditação. Essas verdades por Ele reveladas se encontram na Sagrada Escritura. ." homens no que acreditar e como levar uma vida justa. Os ensinamentos do pastor merecem fé na medida em que harmonizam-se com os ensinamentos da Igreja. Somente com a ajuda de o homem livra-se dele por meio de Cristo o homem pode livrar-se dele. A ressurreição dos mortos será efetuada As múltiplas reencarnações da alma vão por Jesus Cristo no fim da existência do finalmente culminar com sua dissolução no mundo atual. igual à Krishna. Depois disto cada um vai oceano da Realidade Prímea (nirvana). O "guru" é uma autoridade independente. Quanto ao carma ruim nossa natureza. repetidas encarnações. Buda. a Verdade e os falsos juízos são noções absolutas. Zoroastro (ou Zaratustra). A sua personalidade e a autoconsciência são únicas e imortais. único Salvador Que permanecerá eternamente nesta união de Deus e Homem. a virtude e o vício. Cristo não passa de um dos "avatares’. O Bem e o Mal. Os pastores espirituais são chamados para ensinar o que ensinaram os Apóstolos. O Bem e o Mal são noções relativas. Deus é a única fonte da Revelação das A Revelação Divina não existe. A Salvação: o homem alcança a vida eterna A idéia da Salvação não existe nas pela fé no Senhor Jesus Cristo e através da doutrinas ocultas. numerosas reencarnações. aplicadas de acordo com o ponto de vista e da razão do homem. Cristo é o Filho de Deus encarnado uma única vez. Através dos Seus doutrinas ocultas hindus baseiam-se na Profetas e Apóstolos Ele ensinou os "intuição" ou na autoridade dos "espíritos. ela se dissolverá no nirvana sem conservar a sua personalidade. O pecado. A finalidade da vida é o vida virtuosa. Maomé e outros. este terrível mal moral danificou O pecado não existe. receber aquilo o que merece: ou a recompensa eterna ou a condenação eterna.naturezas. As verdades religiosas. uma espécie de divindade a quem a subordinação deve ser total e indiscutível.

antes de tudo sugerem negar qualquer critério da razão. declaram a razão e a lógica inimigos da experiência íntima e um obstáculo para a iluminação espiritual. Todos eles concordam em advertir contra esforços para chegar à iluminação mística por qualquer prática ativa. — os adeptos dos ensinamentos ocultos hindus oferecem um princípio subjetivo: "Se algo funciona — então é bom. a "cientologia. que há em ti. — percepção extrasensorial. ficam com um olhar que denota a exaltação. "Se pois a luz. Se abrirmos mão da superficial e privada de importância semântica destas denominações. É deveras paradoxal que justamente aqueles ensinamentos que pretendem desvendar os eternos mistérios da existência. Com a eliminação de um critério objetivo para o discernimento entre aquilo que deve ser considerado a iluminação genuína e o que não passa de uma engano . Todos os ensinamentos ocultos hindus convidam à iluminação mística. Ela é uma graça de Deus e não um fruto dos esforços pessoais ou uma recompensa pelos feitos. é trevas. em vez de darem uma resposta razoável. A iluminação espiritual genuína vem de Deus quando Ele condesce às nossas preces. ou o resultado de mais intensa excitação. 6:23). A razão deve estar sempre alerta e não estimular a fantasia. emendar seu coração pervertido pelas paixões. Não importa como é denominado este estado. elas poderão ser resumidas em um trabalho que com exercícios repetidos torna-se um estado permanente de alienação pelos espíritos imundos. Os Profetas do Antigo Testamento. os Apóstolos de Cristo e muitos eremitas experimentaram-na. Junto com a razão eles repudiam todas as autoridades espirituais . dirigir-se na humildade a Deus — já que tudo isto é o principal objetivo da vida cristã. o homem enveredará por um caminho perigoso e poderá ceder à tentação do demônio. sentido cósmico." As pessoas. Para alcançá-la. todo sentimento subjetivo tem de passar pelo crivo do testemunho das Sagradas Escrituras e pela experiência espiritual da Igreja. quando perguntadas de como a alcançaram. a Revelação Divina e a experiência dos santos ascetas cristãos. ao recuperar os sentidos. o Zen-budismo. eles. e irão se convencer." o "Novo Século" ou alguma outra coisa da família das ciências ocultas. as tentativas de distinguir a realidade da ilusão afundam no mar da subjetividade. iluminação mística. aparentando entrar em transe. A iluminação espiritual é um estado conhecido para muitas pessoas justas. O ensinamento que se encarrega de levar o homem a ele pode ser: a ioga. a meditação transcendental. No Cristianismo." Quando os sentimentos substituem a razão e todos critérios objetivos são rejeitados. que chegaram à iluminação mística. eles recomendam com um sorriso afável: "Experimentem. . sentimento da sua divindade ou algo parecido — o significado é o mesmo. O homem deve purificar-se do pecado através da penitência. Caso contrário. consciência expandida. quão espessas serão as próprias trevas!" (Mat. Pouco depois.A Prece e a Iluminação Mística.

a capacidade de raciocinar. o infeliz não entende que foi ele mesmo quem abriu o caminho para o seu subconsciente aos espíritos do outro mundo. Porém. como ainda estimulam-na e recomendam vários métodos que levam a ela. a veneração a Deus vem a ser substituída pela orgulhosa afirmação: "deus sou eu. eles exortam o místico a libertar seu espírito através da "projeção astral. Na insana auto-admiração. sentir plenamente a alegria por achar-se na vivificante luz Divina. A seguir. ficando sem qualquer autodefesa. trazendo uma enxurrada de sensações corporais. chegando a sentir a sua "divindade.." Trata-se. da presença nos Santos Ofícios." Nisto. os sentimentos e a volição. Os ensinamentos ocultos hindus. — só nos será dado na outra vida. todas as verdades reveladas na Sagrada Escritura tornam-se mais compreensíveis e convincentes. Aí. para nos proteger da presunção e do orgulho. Deus não torna evidente a presença da Sua luz. Já na luz da iluminação por Deus. ou a impressão da sua divindade e da sua superioridade que são próprios da "iluminação" mística do ocultismo. não somente não alertam contra a sedução demoníaca. pelo qual eles continuarão a influenciá-lo. Neste estado o homem sente uma inefável paz no íntimo da alma . Cristianismo O ser humano apesar de ter sido criado Ensinamentos Ocultos Negam a corrupção moral como também o . O sentimento da "iluminação" torna-se o critério da verdade e o árbitro de todos os atos. não há nem sombra de um enlevo sentimental. A razão não é rejeitada. mas fica mais enriquecida pelo maior entendimento delas. vamos fazer uma análise das diferenças entre as noções da espiritualidade do Cristianismo e dos ensinamentos ocultos. mesmo cessando o transe. desaparece a própria noção da responsabilidade moral e do Juízo Superior. e tudo o que é regido pela alma: a razão. da leitura atenciosa da Sagrada Escritura. mas esta penetra invariavelmente na alma humana durante a prece.A iluminação genuína leva o homem a perceber com nitidez a majestade divina e a nossa indigência. Nisto. — se unem numa sublime harmonia." No estado de transe ele perde a noção do espaço e do tempo. Dois Caminhos. Já que a carne obscurece a percepção espiritual. que lembra a ação inebriante dos narcóticos. Os exercícios de ioga e a meditação garantem ao homem a libertação total dos grilhões da carne e a união com a Realidade Prímea. porém de um estado doentio e muito perigoso. É verdade que as pessoas que alcançaram a iluminação mística por meios ocultos experimentam um enlevo incomum. O mundo parece não existir e o tempo não passar. Mas. do arrependimento sincero. um enternecimento. da comunhão. enquanto o amor filial inflama seu coração. na hora das reflexões sobre as coisas espirituais.

Na prece não se deve procurar o êxtase." Deve-se concentrar numa imagem nascida da imaginação para se chegar a fundir-se com este objeto ilusório. iluminação mística. a mente e o coração a Ele. Através das técnicas que influenciam a psique. mas o saneamento da alma e a afirmação na vida justa. A prece e os pensamentos voltados a Deus As iluminações místicas como resultado do sempre clareiam a alma. Ao rezar deve-se evitar fantasias e a criação de imagens ilusórias. pecado. A verdadeira iluminação nos leva a sentir O homem alcança a "consciência cósmica" vivamente a majestade de Deus e. Deus concede a iluminação espiritual perceptível somente em casos excepcionais. que para eles não passa de um erro. ao passo que o mundo material esvaece.para a bem aventurança. O importante para se chegar a ela é irrefletida do "mantra" (palavra para a concentração e a sinceridade. precisa de cura. Entretanto para transe e induzidas pela sedução demoníaca nos preservar do orgulho. pode se alcançar a iluminação mística. Nem a fé. O principal — é ter fé em Deus. fica feliz em sentir-se como um deus. a nossa insignificância. Tudo isso é considerado sem importância. levando-o gradualmente a tornar-se um templo do Espírito Santo. A meditação dos iogos ensina a relaxar. Com a iluminação espiritual as verdades da O homem se convence de que não precisa Fé Cristã tornam-se compreensíveis e nem de Deus . também. recorrer a Ele penitenciando-se e começar uma vida justa. A meditação e a ioga tem como finalidade levar o homem à impressão da sua "divindade. no seu estado atual afetado pelo pecado. nem da Sua Revelação. Os sacramentos do Batismo. O coração enche-se de paz e amor indizíveis a Deus. da Penitência e da Eucaristia purificam o homem dos pecados e renovam a sua natureza espiritual. Ele importantes. nem a penitência são necessárias. ele não nos deixa criam a sensação da soberbia e do poder. não . A prece é uma interlocução entre o homem A meditação consiste na repetição e Deus. A razão deve guardar o coração de todas as A razão é considerada como o inimigo da tentações demoníacas. e sente-se unido à natureza. A prece sempre exige um esforço interno. Pode-se gozar da bem aventurança quando quiser e quem quiser. perceber a alegria da iluminação espiritual em toda a sua grandeza. que elevam conduzir o pensamento).

O Curandeirismo. 7:22-23). a prece cristã e os pensamentos dirigidos a Deus. apartaivos de Mim. 8 :34-35). Por isso a prece ao lado pensar em nada. — por um lado. Cristo veio para nos livrar do poder do diabo e da servidão ao pecado. são dois caminhos diferentes que levam em direções opostas e a resultados totalmente diferentes. vós que praticais a iniqüidade" (Mat. "Todo o que comete o pecado. Senhor. estreito que leva à vida. não profetizamos nós em Teu nome. Ora o escravo não fica para sempre na casa. No sacramento do batismo. se o Filho vos livrar. Comparando à prece da vida cristã representa "o caminho podemos cham -la de caminho largo.uma concentração. Mas. o homem se livra dos grilhões dos vícios e ganha de Cristo a força para lutar contra sua inclinação para o mal. "Muitos Me dirão naquele dia: Senhor. e as práticas da ioga e a meditação que levam à iluminação mística por outro. Não existe uma paixão ou um vício que um homem não seja capaz de superar com a ajuda de Deus. mas o filho fica nela para sempre. para isso necessita decididamente entrar em luta com o pecado e começar a viver espiritualmente — . e em Teu nome fizemos muitos milagres? Então Eu lhes direi bem alto: Nunca vos conheci." contra o qual nos adverte o Salvador. é escravo do pecado. Deste modo. Por isso. sereis verdadeiramente livres" (João.

sem esforço e confiança incondicional naquele que realiza o tratamento. fantasmas que vagam pela noite. Os danos provocados por seu método eram tão profundos que numerosos médicos. pessoas dotadas de faculdades extrasensoriais e hipnotizadores. Se é que existem algumas diferenças nas práticas. Entretanto.1993). O notável é que ao vencer seus defeitos o homem fortifica-se e cresce espiritualmente. De fato. que elaborou o método de hipnose "psicotrópico. outros acabam com ." Ed. mortos). a criatividade e. livraram-se completamente do seu mal. que a protegem do tenebroso mundo demoníaco. como a sutileza do intelecto e das emoções. comungar e pedir a ajuda de Deus. muitos estão preocupados com o "mau olhado" . mostraram-se especialmente nefastas. também as faculdades humanas mais nobres. são conhecidos casos em que as pessoas que aderiram a algum culto oriental e seguindo suas técnicas ocultas ou recorrendo a um curandeiro. que controla o comportamento agressivo. a obesidade. Os dotados de percepção extra-sensorial. mas. As sessões de curandeirismo de Yúriy Krivonógov. exige uma completa abertura. Mas. o homem paga com sua saúde espiritual a "cura" por meios ocultos porque alguma parte de sua natureza espiritual fica atrofiada para sempre. a dependência de tóxicos. Eles prometem a cura total dos grandes males como o alcoolismo. como também para os que possuem capacidade extra.(Veja a pesquisa sobre patologia oculta de Dion Fortune: " A defesa psíquica contemporânea. Como resultado.a rezar. Neste crescimento interno é que se resume a finalidade da nossa vida na terra. além dos numerosos curandeiros ocultos particulares e "extrasensos. vários cultos orientais do nosso tempo (krishnaitas e outros). que afeta a psique. Isto pose ser comparado com a lobotomia. é muito provável que nem perceba a perda de algumas delas. penitenciar-se com sinceridade. o foco do comportamento violento dos pacientes psiquiátricos é extinto. Aplicando-o ele conseguiu transformar algumas centenas de seguidores da "Irmandade Branca" em uma espécie de "zumbis" (duendes. Para estes feiticeiros. esta preocupação se tornou uma fonte de renda: enquanto uns causam o mal. os hipnotizadores e os curandeiros com seus métodos ocultos destroem o sistema de defesa da alma humana . especialmente — a capacidade de ter fé em Deus.sensorial. o desejo sexual desmedido. não conseguiram fazer as pessoas a ele submetidas voltarem ao normal. além de outros. rezar e levar uma vida cristã perdem-se . Isto ocorre devido à concentração da atenção do paciente sobre a pessoa do curandeiro. aliás. Nos últimos tempos. Para concorrer com a ação benéfica cristã sobre a alma." Kiev. o fumo. cirurgia na qual é removido o lobo frontal do cérebro." oferecem seus tratamentos médicos." ou seja. que traz "quebrante" ou "trabalhos" feitos por feiticeiros profissionais para prejudicar as pessoas. que "curas" semelhantes podem ser piores do que a moléstia que se pretendia combater. que como um médium permite a transmissão da ação demoníaca. "Sofia. De qualquer modo. Muitos comentários sobre este caso trágico apareceram na imprensa da Ucraína e da Rússia nos anos de 1993-1995. como todos os procedimentos mágicos. o tratamento é próprio do curandeirismo que se resume na aplicação de energia concentrada do curandeiro para influenciar a psique do paciente. se até então o homem não viveu espiritualmente. chamados de todos os cantos da antiga URSS apesar de todos os esforços. precisamos saber. O curandeirismo. atenção tranqüila.

vem quando a alma humana (atman) se une com a alma cósmica do Brama. passaram a ser registrados por escrito. Assim. O Hinduismo surgiu 1500 anos aC. O Hinduismo. o homem deve parar de ter medo dos danos ou do "mau olhado" e recorrer a Deus em busca de proteção e de ajuda: rezar. começa o período da composição do "upanixade" (que quer dizer "tratado filosófico"). A liberdade plena (moska/ mukti) que é a independência dos ciclos de vida. eles se ajudam reciprocamente no "bussiness" . penitenciar-se. que não parou de crescer. Iniciou-se então a formação dos princípios básicos do Hinduismo contemporâneo e o politeísmo primitivo pagão começou a passar gradativamente para o princípio do monismo. em essência.ele. como mestre religioso. são a mesma coisa.C. Aproximadamente ao mesmo tempo aparece o budismo como uma reação aos abusos da casta dos bramanos. passou por diversas fases e sofreu várias divisões. Este influenciou profundamente a formação religioso-filosófica do futuro Hinduismo. mas sempre existe o perigo da ingerência dos seres do outro mundo. O único meio eficaz de defesa contra eles." — é a graça do Espírito Santo que a pessoa que tem fé recebe gratuitamente na Igreja. mas aproximadamente 1000 anos a. A vida na Terra passou a ser considerada como uma ininterrupta cadeia de transmigrações da alma (Sansara. . metempsicose) e o sentido da vida tornou-se então a liberação da lei punitiva do carma.. comungar. Essa idéia panteísta fornece a base ao Hinduismo. Os conquistadores arianos trouxeram o vedismo — a fé nas mais variadas divindades. Os arianos acreditavam na transmigração das almas. tudo — Deus e o mundo. Já o ensinamento sobre a transmigração das almas serviu de base para o sistema de "castas. segundo o qual. Com este a visão do mundo na religião hindu tornou-se mais pessimista. a sua pedra angular. praticavam o rito da purificação pelo fogo e cremavam seus mortos." A partir do século VI a. Não h d vida que aqui existe muita charlatanice.C. como também de todas as espécies de danos e "quebrante. fazer o bem para os outros. num conjunto de poemas e preces que recebeu o nome "Veda" ("as máximas da sabedoria"). Também desenvolveu-se o ascetismo e cresceu a autoridade do guru. No início. agora passaram a ser protetores de várias formas de sadismo e perversão sexual. Assim. os ensinamentos pagãos eram transmitidos verbalmente. Neste caso a aproximação dos espíritos das trevas não será possível. O ramo bramano do hinduismo apoia-se nesta idéia. Muitas divindades do antigo Hinduismo que já eram de um nível moral bastante duvidoso. A partir daí. após a invasão da Índia pela tribos arianas vindas da Ásia Central . tornando-se como um dogma. ler com atenção a palavra de Deus. Os Principais Cultos Orientais.

O deus é a alma do mundo (Mahatman) e cada alma "individual" (Atman) é o seu reflexo. o "Baha’I Faith.O último período do desenvolvimento do Hinduismo começou já no inicio da era Cristã. a natureza material dos objetos não passa de ilusão. O ditado hindu "Braman é único e não há outro além dele" soa aparentemente monoteísta. Braman não é uma pessoa transcendental e sim. lendas. o movimento "New Age" e outros cultos orientais. pagãs. contém a exposição da visão religioso-filosófica do mundo segundo o Hinduismo. cultos e correntes "orientais" são saturadas com idéias do Hinduismo : a teosofia. preces ricas em idéias politeístas. fórmulas de sacrifícios." a antroposofia. a literatura vedica apresentam uma compilação das mais variadas matérias de natureza religioso-filosóficas e de contos épicos. Ao mesmo tempo apareceu um grande número de gurus que agem por conta própria e fazem grande propaganda dos seus métodos de autoconsciência e de revelação de toda potência interior." "Igreja da Cientologia. a Vishnu começaram a atribuir a faculdade de encarnar-se e assumir feições humanas. O filósofo religioso Shankara desenvolveu a idéia do maya. a maçonaria. quando a literatura védica passou a significar uma sagrada escritura para os hindus. Apesar do Hinduismo em todo o tempo de sua existência ter evitado o proselitismo e a atividade missionária. no decorrer do tempo elas passaram a ser consideradas como revelações distintas do mesmo princípio. Agora." etc. Apesar do Hinduismo antigo encerrar um sem-número das mais variadas divindades. No lugar dele a filosofia da yoga. pois todos são uma projeção do mesmo princípio prímeo. quando Swami Vivekananda. A segunda parte. que apareceu mais tarde. A primeira parte da Veda (Rig Veda) contém hinos. o princípio subjacente à existência. a consciência da obrigação moral tomou o caminho para a liberação da visão fantasmagórica do mundo e da união com o "Único. enquanto o dharma. O Hinduismo carece de um único sistema da Salvação. " Sociedade Ekankar" entre outras. estabeleceu em Nova Iorque a "Sociedade Vedanta. A exemplo de que o sonho só existe na percepção de quem dorme." "Sociedade Mundial da Autopercepção Krishnaita" . Mas. — oferece vários . "The Divine Light Mission" . numerosas seitas. (Upanishada ou Vedanta). — da iluminação mística e da união com a "alma do mundo"). não existe nenhum paralelo com a Trindade cristã. O ascetismo tornou-se mais rígido. a partir da última década do século passado ele começou a deitar raízes nos EUA. impessoal. (ou seja. Da multidão de deuses pagãos antigos só três tornaram-se proeminentes: Braman assumiu o papel do criador. Atualmente. — o nosso mundo é uma espécie de sonho da divindade. a "Christian Science." O Deus Brama assumiu o primeiro lugar entre as divindades e o "senhor" Krishna (a décima encarnação do deus Vishnu) tornou-se objeto da veneração geral. Já que o mundo consiste de pura energia. ou seja de que tudo visto por nós — os objetos e os acontecimentos — são uma ilusão." A partir daí surgiu uma multidão de sociedades de orientação hinduista : "Meditação Transcendental. discípulo do reformador hindu Ramakrishna. Os ensinamentos. E é do Hinduismo que estes ensinamentos passaram para a teosofia. O Hinduismo atribui grande importância ao carma e à transmigração das almas (sobre o que nós já falamos). Evidentemente. Vishnu — do conservador e Shiva — do deus destruidor.

Vivecananda diz: "Pecado é considerar alguém pecador" Acreditando nisso. — de algo próprio ao populacho supersticioso. A finalidade da vida e das numerosas transmigrações é o nirvana — a união com Brama e a dissolução nele. conforme as suas preferências e capacidades. A sua universalidade e a tolerância provêem do princípio básico. ou seja — a aniquilação da vida individual. "A Verdade é uma só"! É que os homens expressam-na diferentemente. Em outras palavras — a morte eterna." o pecado não passa de uma ilusão. não incomoda a seus adeptos. que afirma que tudo é uma coisa só. A finalidade de todos os tipos de yoga é evidenciar a "divindade" da pessoa. — uns são mais fáceis e rápidos. Assim ele pode expressar-se através de diversos rituais — desde os elevados e inspirados até os mais abjetos e cruéis. — mais demorados. Esta sentença mostra com clareza a essência do Hinduismo apresentando-o como a mais mutável e adaptável pseudo-religião da humanidade. eles não significam os pontos finais. os seguidores do Hinduismo não sentem nenhuma necessidade de penitenciar-se e emendar-se segundo os mandamentos revelados por Deus. O Hinduismo não nega nenhuma religião porque considera tudo igual. — não podemos dizer que ele seja totalmente alheio aos dogmas. A existência do paraíso e do inferno não é contestada. Dizem os escritos sagrados do Hinduismo. ele está cheio de contradições. com toda esta falta de uma nítida estrutura e com a facilidade com que sofre mudanças.caminhos. Vários caminhos levam a isso. — a diversidade e as contradições de suas idéias religioso-filosóficas. Dentro de certas ramificações do Hinduismo podemos encontrar uma absoluta aversão ao derramamento de sangue enquanto que em outras acontecem sacrifícios sanguinários. Ele determina todas as peculiaridades do Hinduismo. E isto é proclamado como a máxima bem-aventurança! Enquanto toda religião possui sua hierarquia e um sistema de direção. — o que aliás. . no Hinduismo reina uma grande anarquia. como também a falta de ditames morais claros. Mas. Pelo fato do Hinduismo durante sua longa existência ter absorvido as mais diversas crenças. e a noção de culpa de ter negligenciado os preceitos morais. nem um ritual centralizado. O mesmo vale para a conduta moral que vai desde a mais rigorosa ascese à maior devassidão. Uma pessoa não iluminada tem de se reencarnar milhares de vezes até que chegue a repousar no nirvana. porém. Budismo e Zen Budismo. outros. entre os quais o homem pode escolher qualquer um. mas sim estados transitórios dentro dos ciclos da encarnação. Não existe um único código moral. Já que o ser humano faz parte da alma cósmica e portanto é "deus.

sua filosofia e arte. Olkott assim formula o ensinamento budista: "De todas as religiões ele (Budda) é o único que ensina o mais sublime bem sem Deus. Dados históricos: O Budismo foi fundado por Siddharta Gautama (563-483aC).O Budismo surgiu a partir do Hinduismo e herdou muito deste. Conta-se que era um príncipe hindu e cresceu em ambiente requintado. Como no Hinduismo. sentimento e desejo. e . e que é considerado ser sem um conteúdo determinado. até então transmitidas verbalmente. falta nele uma organização e uma doutrina determinada. repleto de coisas agradáveis e belas. O fundador deste ensinamento — Budda. Logo renunciou à riqueza. A finalidade da vida para ele era o nirvana — estado de absoluta quietude. pois só estes são capazes de levar uma vida cheia de privações que é necessária para a "iluminação. mas a tudo que existe no Cosmo. um pensamento surgiu em sua mente — que a causa de todos os sofrimentos humanos reside na avidez de viver. a redenção pelas próprias forças — sem rituais. nem crenças. não o considerava uma religião. — isto será absolutamente correto e os seus seguidores não irão se opor a esta definição. ficou impressionado com a pobreza extrema e com os sofrimentos." Qualquer atividade. técnicas. quando já na idade adulta conseguiu sair pela primeira vez do palácio e descobriu como viviam os outros. Exortava todos a tornarem-se monges. ligada a coisas materiais. Ele incentivava a caridade e a compaixão. Buda pregava contra o sistema de "castas" na sua terra e afirmava a igualdade de todos os seres humanos perante Deus. não passando de uma ilusão. renunciando-se a qualquer desejo. Pelo fato de ter sido iluminado ele ganhou o nome "Budda. formou-se a coletânea que leva o nome de "Tipitaka. um concilio composto por quinhentos monges budistas juntou e guardou por escrito as memórias sobre Buda. a bem-aventurança sem o Céu. Este estado ele considerava como a bemaventurança. pois considerava-o fora da realidade. a continuação da vida sem a alma. ensina a perfeição ." . tem por finalidade a destruição da ilusão de que o ser humano realmente existe. livre de qualquer pensamento. A sua biografia é rica em lendas. Ele não admitia nem deuses. Portanto. ele dedicou o resto de sua vida à elaboração e divulgação do seu ensinamento. preces e penitência. Tudo o que o Budismo encerra. Porém. Por isso. — seus rituais. a santidade sem o Salvador. provoca nele o sofrimento. os sofrimentos cessarão. sem a ajuda dos santos ou clero. deixou a esposa e os filhos e começou a vagar pelo mundo à procura da Verdade. nem doutrinas. No ano 236 a." Se chamarmos o Budismo de ateísmo. são vazadas em termos negativos. Buda não falava nada sobre a existência do futuro. Se o Budismo é uma religião ou uma filosofia — é uma questão que pode ser discutida.C. que pode ser alcançada já nesta vida. E isto se refere não somente ao homem. enfim. sendo o Budismo a filosofia do pessimismo. Por ocasião de meditação profunda." que quer dizer "esclarecido’. Assim. Na sua "catequese budista" um dos fundadores do movimento teosófico. Tendo compreendido isto . as teses do Budismo na maioria das vezes.

começou a fragmentar-se dando origem a outras seitas." afirma que a vida não deve existir. Sem o caos. o seu estudo leva a vida inteira. A inquietação é algo negativo e impróprio. O autodomínio O autodomínio é o tema central do Budismo. a visão correta do mundo. a atividade correta. como também o superior é impossível sem o inferior ou o prazer sem a contraposição do . o que faz do Budismo o ensinamento mais complicado e paradoxal do mundo. Tudo nesta complicada semi-filosófica. Ele afirma que "o Mal deve existir ao lado do Bem. pois isso contradiz O Princípio Absoluto. pois nos estágios mais elevados do aperfeiçoamento ela torna-se um empecilho. O Budismo desconhece o pecado original. o homem pode escapar da lei do carma e evitar as encarnações infrutíferas. a palavra correta. o prazer junto aos sofrimentos porque de outra maneira a ordem perde sua razão de ser. para se livrar dos sofrimentos. a vida correta. O Budismo prega a não aceitação total do mundo. O ponto de partida do seu ensinamento é a análise puramente prática do que provêem os sofrimentos e como livrar-se deles. semi-mística obra deixa transparecer a tendência de diminuir a intensidade da vida até a sua total aniquilação. Livrando-se de todos os desejos. apagando-se. Todos os esforços de um sábio budista não almejam a descoberta dos lados positivos da vida. o budismo propagou-se rapidamente em Burma e no Ceilão. Apesar da idéia básica do budismo ser extremamente simples. Os maus atos são ainda piores porque aumentam os sofrimentos na nova encarnação. Com a morte de Ashoka. Nisto ele é o oposto ao Cristianismo. 4) Isto pode ser alcançado seguindo o caminho dos oito preceitos.Devido à grande atividade missionária de Ashoka (274-236 a. a lembrança correta e o aprofundamento correto de si mesmo. 2) A causa reside na avidez de viver e sentir prazeres. a origem do mundo e do ser humano e outros assuntos abstratos não atraíram Buda. nem o estabelecimento da Verdade. a aspiração correta. mas a demonstração da ilusão e engano que é a vida. a resolução correta. o homem finalmente imerge em um "bem-aventurado" estado do nirvana. Satisfazendo estas oito condições estabelecidas por Buda. entra no caminho da tranqüilidade e do descanso final no nirvana. já que todos os atos realizados nesta vida levam à nova transmigração. — mas sua extinção. agitação ou perda da clareza da percepção transcendente do Absoluto. Todo acontecimento é interpretado como a conseqüência do desassossego. 3) Portanto.C. como é o caso do Cristianismo. Seu ideal é a destruição da existência pessoal. A pessoa que conheceu a "verdade. Assim. bem como todo o problema do Mal. que considera a personalidade o principal do ser humano. é preciso suprimir todos os desejos. A doutrina As questões sobre Deus. Por base de seu ensinamento Buda tomou as quatro "verdades fundamentais" : 1) Os sofrimentos atingem todos os lados da vida — desde o nascimento até a morte. No Budismo a virtude é considerada como algo passageiro. A meta aqui não é o crescimento do espírito.). as regras para seguir o "caminho" são deveras complicadas e numerosas.

As "verdades" são compreendidas diretamente pela intuição. As estátuas de Buda são veneradas como de um deus ao lado de uma multidão de divindades. Incentiva-se a vida contemplativa. Zen rejeita todos os ensinamentos e religiões: os milagres e fenômenos sobrenaturais ele considera como uma miragem. que dão existência ao nosso mísero mundo que só merece a destruição. existe o Zen Budismo ou Zen . que se destaca pelo conservantismo. pois como o que acontece agora. estendeu-se ao Sul: Ceilão. dentro do qual surge uma incompreensível "agitação. Japão. já que é preciso dedicar ao Budismo a vida toda. uma ilusão. Ao meditar. a filosofia budista introduz este no próprio Absoluto. que podem ser considerados como religiões diferentes. no lugar do relacionamento com Deus. tranqüila e a paz de espírito. Nela já existe a classe regente dos "sacerdotes" — os lamas que estudam e interpretam o lado filosófico do Budismo. — a iluminação mística. ninguém deve sacrificar a sua própria salvação" consta no código moral budista. o homem tem de livrar a sua mente do apego às coisas deste mundo e não pensar tanto em coisas más. Tibete. O liberal Mahayama estendeu-se ao Norte: na China. "Por maiores que sejam as privações e necessidades dos outros. Ramificações do Budismo. O homem é exortado a entrar em harmonia com a natureza. Zen acredita na infabilidade da intuição humana. Cada um deve livrar-se dos preconceitos e das opiniões alheias. As escrituras podem ser úteis no início como um estímulo para a meditação. que é uma versão japonesa do Budismo. Além disso. assim como aprender alguma coisa com ela. Com o tempo o Budismo dividiu-se em dois ramos principais: o liberal (Mahayana — "a grande carruagem") e o conservador (Teravada — "o caminho do ancião e dos poucos"). Ele ensina que a realidade não possui um conteúdo objetivo. os rituais mágicos e ocultos. O importante é concentrar-se em um só pensamento até esgotá-lo por completo. Deus como pessoa real não existe para ela. Nele acentua-se o lado cultual do Budismo : o uso de incenso." uma inquietação. No lugar da prece. O esclarecimento é bom. Indonésia e Vietnã. A Teravada. Birmânia. Toda autoridade é rejeitada.sofrimento. Negando a idéia da existência do Criador e considerando o mundo como o Mal. como nas boas. Ela se apoia nos escritos da Tipitaca. A Mahayama do Tibete é a mais significativa pelo seu ocultismo entre todas as formas de Budismo. — quando une-se aquilo que é percebido com aquele que percebe. Para o Zen a análise lógica — é um tabu. Camboja e Tailândia. Ensinar algo a alguém é considerado impossível. Para o desenvolvimento da pessoa o Zen exorta os seus seguidores a intensos exercícios de meditação durante várias horas por dia. — existe apenas a percepção subjetiva. mas não é a finalidade. Coréia. A escola da Teravada evita rituais e incentiva a meditação. Tudo o que o homem pode conhecer vem do seu . que exortavam a levar uma vida monástica. Eles diferem tanto. A principal virtude é a sabedoria. propõe-se a meditação.

— para que este se sinta bem. o Zen ensina que Deus e o homem. Cabala. Na realidade o resultado comum da meditação receitada por Zen são as alucinações e a visão de demônios. O Cristianismo. Emaranharam-se as noções dos valores. — o mestre tem a liberdade de fazer tudo o que lhe aprouver.são a mesma coisa. e esta que deveria ser a dona do corpo. que seria a maior bem-aventurança. misticismo da . Portanto. considerando tudo que passa em volta como algo sem importância. O alvo da fé Cristã . O principal é chegar a sentir-se uma parte inseparável do Integro. quando aplicadas aos novatos. — o que nos leva freqüentemente a aspirar algo de que na realidade nem precisamos ou o que pode até ser nocivo para nós. tornou-se sua escrava." Apesar das exigências quanto à moral no Zen serem assaz rigorosas. O número de adeptos do Budismo chega a trezentos milhões. O Budismo esotérico exorta seus seguidores a colocar-se acima do amor e do ódio. O Budismo atrai pela inexistência de dogmas e porque aceita facilmente a convivência com outras religiões. uma vez que os considera como fruto da percepção subjetiva. colocando-o no quarto lugar entre as religiões no mundo." Como o Hinduismo. não considera o desejo como um mal. Neoplatonismo. nem sagradas escrituras. Provavelmente. o budista é esclarecido de que o Bem e o Mal como categorias morais nem existem. — somente indica "o caminho. Teosofia. aperfeiçoar-se. O ensinamento do Zen agrada àqueles que sentem repulsa a dogmas e às autoridades. é isto que atrai os intelectuais contemporâneos. Nos graus superiores da iniciação. O Budismo contemporâneo destaca-se pela abundância do ocultismo. — é nos ajudar a colocar em ordem os nossos pensamentos e desejos e direcionar todos os esforços para obter a vida eterna. do Bem e do Mal. A teosofia representa uma mistura complicada de vários ensinamentos ocultos — tanto antigos como os mais modernos — o Gnosticismo. celebrações e rituais. com seu "amor livre.íntimo. pois referem-se à existência como tal coisa cujo desejo deva ser reprimido. antes corretas. fartos da enxurrada de informação sem nenhum valor espiritual. O único estado digno para ele — é o do distanciamento e da indiferença. alegrar-se com a vida. A filosofia do Zen Budismo deu origem ao movimento hippie . Pois o Próprio Deus dotou-nos de vontade de criar. A doutrina do Zen é caótica. Ela não afirma nada e não nega nada. Ele é totalmente dirigido ao homem. O mal está no fato do pecado ter desestabilizado o equilíbrio original entre os desejos corpóreos e os da alma. não existe nenhum objeto de veneração. ao passo que desprezamos os bens realmente valiosos — como o relacionamento com Deus e nosso mundo íntimo. ao contrário. Para um budista o amor é tão perigoso quanto o ódio — isto porque ambos atrelam o homem à roda em movimento giratório próprio do Cosmo. Isto leva a um estado de uma iluminação espontânea . O Zen não reconhece nem virtudes. feitiçaria e relações com os espíritos. nem pecados.

além das afirmações infundadas dos seus líderes do misticismo doentio. — de charlatanismo. Ela não possui nenhuma prova de suas conclusões supostamente científicas. ela viajou muito. Mesmo as lojas teosóficas não tendo sido muito numerosas. Finalmente ela fixou residência em Londres. A Sociedade a acusou publicamente de feitiçaria. Lá. correntes filosóficas e das últimas descobertas da ciência. conheceu a Índia e o Tibete. o livre arbítrio e. Mesmo usando às vezes uma linguagem cristã. Mais tarde nos seus livros sobre Teosofia ela afirmava que durante essas viagens entrava em contato com seres superiores não dotados de corpos físicos. incluindo o movimento "New Age. A ética da teosofia nega o caráter absoluto dos princípios do Bem e do Mal. Yelena Petrovna Blavátskaya nasceu na Rússia no ano de 1831 numa família da pequena nobreza de origem alemã (Hahn). como o Hinduismo. Todas as suas afirmações sobre o desenvolvimento da espiritualidade do homem e sobre a união com o princípio divino. Blavátskaya teve o "mérito" de ter conseguido despertar o interesse para as meio esquecidas idéias ocultas e apresentá-las de uma maneira atraente para as pessoas com inclinação para a mística e que anseiam conhecer os mistérios da vida. Foi lá que em 1875 junto com o coronel Henry Olcott fundou sua sociedade teosófica que existe até hoje. no ocultismo e na psicologia inventadas. subordina os seus seguidores à lei do carma. 12:31). principalmente. A Teosofia atrai com sentenças no estilo empolado: criar a fraternidade mundial. que revelaram à ela os mistérios da vida. as idéias da Teosofia tiveram grande influência no pensamento da alta sociedade da Rússia antes da revolução e hoje foram absorvidas por várias sociedades ocultas. — tudo acrescentado de invencionices de sua fundadora — Yelena Blavátskaya. o que a levou ao interesse pelo espiritismo. O seu prestígio novamente sofreu . — os mahatmas . Seu casamento na idade de 17 anos com o velho general Nicolay Blavátsky durou apenas três meses. Apesar da maioria das teses deste ensinamento fantástico e confuso serem tão velhas como o Hinduismo. do uso da hipnose e. charlatanismo e truques que imitam milagres. sempre divulgando suas idéias ocultas. No meio deles ela venerava especialmente um que chamava de Senhor (provavelmente "o príncipe deste mundo" / João.Idade Média mesclado com Budismo. Três anos mais tarde ela visitou novamente a Índia onde junto com Olcott estabeleceu o Centro Teosófico Mundial. baseiam-se na metafísica. Depois de ser publicamente acusada de charlatanismo foi obrigada a deixar a Índia e passou a viajar pela Europa." Dados históricos A fundadora da Teosofia. Em 1872 ela chegou a Novas Iorque onde dedicou-se ao espiritismo. em 1884 suas pretensões aos milagres e recados miraculosos escritos pelos "senhores" foram examinados pela sociedade "Physical Research" e julgados inconsistentes. a teosofia está totalmente dominada pela visão panteísta do mundo. penetrar nas misteriosas forças da natureza e dos fenômenos paranormais. fomentar o estudo das religiões. Depois do divórcio. Desde a infância ela revelava capacidade para a mediunidade. que uniria pessoas de todas as raças e dos mais diversos modos de ver o mundo.

que a conheceu de perto. ("A Sacerdotisa Contemporânea de Isis" — XXX Vs." pois aonde quer que seja. Blavátskaya era de estatura mediana.um revés. fumava sem parar e abusava dos narcóticos (haxixe). N." cuja finalidade era a reabilitação do espírito caído. a Teosofia é um emaranhado de teorias fantasiosas e infundas. Nem por isso Blavátskaya sossegou. cuja originalidade e ousadia é peculiar somente as fantasias dos "profetas" das ciências ocultas. Y. Ela também chefiou o Departamento Esotérico desta sociedade. talvez a chamaria de "de pessoa histórica. Embora não muito numerosas. Esta adivinha faleceu no ano de 1891 em Londres. a acusava de truques e falcatruas. Sob o ponto de vista psicológico apresentava um complicado caso de personalidade partida. Ela provocava desordens. Hoje. Seria necessário descobrir qual era este ensinamento secreto para ligar todas as religiões. fazendo todos os esforços para substituir as idéias Cristãs pelas do ocultismo. Quando Olcott faleceu. especialmente da Cabala. Os liberais da Igreja Católica também foram contaminados por muitas de suas idéias. não há como não lembrarmos as palavras de Cristo : "Vós os conhecereis pois pelos seus frutos" (Mat. muitas idéias da Teosofia foram assimiladas pelo movimento da "Nova Era". de olhos esbugalhados. V. 7:20). veio a presidir a Sociedade Teosófica e ajudou na exposição e consolidação das idéias de Blavatsky. cuja atividade principal era feitiçaria e espiritismo. É muito difícil analisar e refutar todas as teses teosóficas. uma fiel discípula de Blavtskaya – Anie Besant (1847-1933). Ela continuou a escrever muito e a difundir suas idéias. É claro que esta afirmação é infundada. o seu aparecimento levava inevitavelmente a uma complicação. A Bíblia de Cristo não . as lojas teosóficas existem até hoje em várias cidades de Europa e da América. Ela baseava a sua autoridade nos "milagres" com a materialização das coisas vindas do astral e nas revelações feitas pelos potentados imateriais através de bilhetes jogados para ela. e comportava-se como uma pessoa estouvada. a Teosofia ensina que os livros sagrados de todas as religiões possuem um único ensinamento secreto. O conhecido escritor Vsévolod Solovyóv. Doutrina. Na sua juventude ela editava a revista — "Lúcifer. Lendo sua biografia. o coronel Olcott continuo na direção da Sociedade Teosófica. gorda. Valendo-se de jogo de palavras. uma "história" desagradável. que ultrapassa todos eles. apesar desta ter entrado em declínio. As idéias ocultas de Madame Blavatsky contribuíram para o afastamento da Igreja da intelligentsia russa antes da revolução comunista no país. Semelhante a neoplatônicos e gnósticos do primeiro século do Cristianismo. Renegou a Fé Ortodoxa em que foi batizada e criou um ódio ardente ao Cristianismo. nos quais revelavam-se os mistérios da vida. Solovyóv). Basicamente. Após sua morte. Pronunciava expressões ordinárias e palavrões com a maior naturalidade. Gôgolh. Uma leitura mais atenciosa das suas obras mostra muitas coisas emprestadas da literatura do ocultismo mais antigo. Entre as "obras" de Blavátskaya destacam-se "A doutrina Secreta" e "The Voice of Silence" . devido a grande confusão que impera em todas elas.

Completando os ensinamentos do Hinduísmo. Pelo contrário. mentais. O Deus da Teosofia é como o do Hinduísmo. de acordo com a palavra de Deus. comunicações telepáticas e a capacidade de influenciar os outros subordinando-os à sua vontade. o Cristianismo é tolerado nos graus inferiores da iniciação. e os "Eus" humanos se dissolvem novamente. ao passo que nos mais altos exige-se a adesão " à verdadeira" religião. e passa periodicamente por processos de aparecimento. A Teosofia não ataca abertamente o Cristianismo. Ele é impessoal e completamente passivo em relação ao destino dos homens. desenvolvimento e morte. a Teosofia fala do dia e da noite do Brahman. definido como um caráter abstrato. Como o Hinduísmo. ou a "alma do mundo") inacessível para a compreensão da mente humana. clarividência. Não precisamos dizer o quanto estas teorias são tolas. Ela promete forças sobrenaturais. apoderando-se da sabedoria de todos os tempos. a Teosofia de Blavátskaya representa uma mistura confusa de ensinamentos ocultos baseados na visão panteísta do mundo. O mundo teria um grande número de deuses.contém nenhum doutrina secreta. O mundo seria eterno. que tem o nome de Sofia (Sabedoria). Como no caso dos maçons. Ela quer convencer de que uma vez conhecidos os meios da Teosofia. a Teosofia atribuiu a ele um princípio feminino. Desta infinita realidade. Assim. tudo nela é exposto com clareza. espíritos (devas) que encontram-se numa complicada hierarqia determinada pelas relações numéricas da Cabala. a pessoa torna-se capaz de penetrar nos mistérios dos sacerdotes egípcios e segredos da astrologia da Caldéia. "A verdade está acima da religião" — asseverava com ênfase Blavátskaya. Na sua entrada (o dia) surge as partículas minúsculas do Brahman. emanam as divindades. ela torna qualquer afirmação uma coisa relativa. a Teosofia ensina que existe um princípio onipresente. O mundo e os seres humanos passariam por sete graus de evolução. de modo que até as pessoas simples podem compreender e levar a vida corretamente. E isto seria a vida. substituindo-a pela especulação mística e outras idéias da filosofia religiosa. Ela incentivava o estudo de todas elas. Ela considerava as religiões como caminhos que levam ao mesmo ponto. para ressurgir de uma maneira diferente. As almas de todos os seres humanos não passam de partículas do cosmo. A doutrina teosófica passa longe da razão. repete-se sem fim o surgimento e a destruição dos mundos. porém considera-o uma forma inferior de religiosidade. . de diversos espíritos e almas humanas (éons dos gnósticos). uma virtude — apenas questão de gosto. Negando a Suprema Autoridade e Onipotente Volição. Assim. que são como o "Eu" dos seres humanos. ilimitado e imutável (o Absoluto. na sociedade teosófica somente aqueles que se acham no nível baixo do conhecimento é permitido freqüentar a igreja e manter costumes cristãos. Na saída do Brhaman (a noite) tudo acaba. como um círculo fechado. Seguindo os antigos gnósticos. e o contato para enriquecer-se com suas experiências. astrais e outros. e que vestem-se de diferentes corpos: físicos.

Rerich escreveram muitos volumes ditados por estas vozes). Assim. Junto com a propagação de idéias ocultas hindus. por exemplo. No mais alto degrau ocorre a revelação da "chama externa" que une a consciência pessoal com a cósmica. do Budismo tibetano e da meditação transcendental) tem por finalidade uma visão e relacionamento diretos com a "divindade" do mantra e com isso — a bem aventurança. Por exemplo. O Mantra-Yoga (o método dos krishnaitas. ganhou cada vez mais popularidade no Ocidente uma antiga invenção do Hinduismo — a Yoga." A clarividência supostamente cria possibilidades de ver aquilo o que acontece à distância e também . Ela inclui a repetição contínua do nome oculto. a felicidade e a aquisição dos dons sobrenaturais. cujo desenvolvimento Deus destinou somente em . Esta fase corresponde à total "abertura" dos sentidos habilitando para a união com o mundo dos espíritos. Há método para desenvolver a clarividência. — os acontecimentos do passado e do futuro. (E. o Raja Yoga (o caminho da contemplação) inclui as diversas técnicas de meditação que deixa aprender a disciplinar o corpo e a alma para alcançar samadhi — a união com o Absoluto. Existe o Karma Yoga — que atrai pessoas inclinadas para a atividade prática. No sentido amplo da palavra o Hinduismo considera a yoga como uma atividade que traz a união com a "alma do mundo. Surpreende o fato de que um número considerável de médicos defendam a yoga como um método "inofensivo e eficaz" para alcançar a saúde física e psíquica. Blavátskaya e E. O Jnana Yoga (o caminho do conhecimento) impele a procurar a orientação do guru e dedicar-se aos estudos das sagradas escrituras hindus." os chacras. ajustes da respiração e a meditação. Este estado pode ser atingido também através da leitura de livros ocultos. outros mais lentos e trabalhosos. que supostamente são os responsáveis pela recepção do mundo invisível e possibilitam a sua influência sobre o homem. o mantra. O Hinduismo considera isso como uma iluminação mística. Num determinado momento dos seus exercícios o discípulo enxerga uma face radiante de um "mestre" que doravante será seu mentor." A este fim levam diversos caminhos — alguns mais rápidos e fáceis. Na próxima fase o devoto começa a ouvir a "voz do seu mestre invisível" que desvenda os mistérios ocultos para ele. Depois vem a vez da "contemplação de fogos dos centros purificadores. — seguindo a receita da agni-yoga ("Yoga ígnea" de E. Rerich) ele pode alcançar a "visão das estrelas do espírito" — os pontos cintilantes de várias cores.Yoga. não maduro da sua essência espiritual. o que é o mais popular na Índia. Na linguagem comum. temos a Bhakti Yoga — adoração da divindade. Estes exercícios mutilam na pessoa aquele centro da vida espiritual. Todo tipo de yoga é perigoso porque. "abrindo o terceiro olho. Enfim. Na medida dos avanços dos exercícios da Yoga. a Yoga entende-se como exercícios especiais que compreendem posturas determinadas. — abre antes do tempo à força o botão ainda verde. por assim dizer. o homem chega a vários degraus da revelação dos seus sentidos.

autor da "The Yoga and Spiritual Life" vem com esta admoestração. levando em conta que o seu exercício pode levar à morte ou insanidade. Apesar de nos nossos dias. Os fatos provam que grande número de doenças mentais. que a maioria fica com a psique alterada para sempre. necessárias para a transfiguração da sua consciência. Todos estes meios são anormais e anti-sociais. "A Yoga não é uma simples diversão. São conhecidos casos quando os mais inocentes exercícios da yoga tiveram como resultado a demência e o endemoninhamento. mentais e místicos. Aqui existe uma grande probabilidade de lesar a mente. — eles não serão capazes de estabelecer o diagnóstico correto. é que estas alterações psíquicas que a yoga causa (até os acessos de loucura) são tidos por alguns como uma experiência positiva. quando ele estará livre da malignidade do pecado. Os médicos ao examiná-los não constataram nenhum distúrbio no organismo. — já que a sua verdadeira meta é a aniquilação da personalidade (esta "falsa ilusão") para chegar a sentir o "verdadeiro Eu" do impessoal Brahman. — o que leva ao surgimento da energia oculta do homem e forças psíquicas que causam mudanças dramáticas na sua consciência — de tal potência. por exemplo. particularmente na kundalini Yoga. Isto é especialmente válido para os casos em que não são executados corretamente. Muitos. Assim." Outra autoridade em Yoga. muitos recorrerem à yoga apenas para exercitar-se e movimentar-se eles não estão a par de onde ela poderá levá-los. e até casos de morte foram provocados pela Yoga. Mais do que isso. Mas. Não é de se estranhar o fato de que a prática da yoga possa destruir o intelecto e o corpo. Aí surge o perigo iminente de morte para o yogo. não é de se admirar que a dedicação a ela leva a irreparáveis deslocamentos das funções psíquicas e às doenças. escreve: "Deixem-me prevenir vos de que todos estes exercícios respiratórios podem tornar-se muito perigosos. várias autoridades no assunto advertiram contra eles. que é capaz de levar à iluminação mística. se a respiração (prana) for retirada antes do tempo." Já que a idéia da Yoga baseia-se no oculto. Hans Ulrich Rieker. (até médicos) cometem um erro pensando que a Yoga é inofensiva. Os que praticam tais técnicas respiratórias sem a devida supervisão podem adoecer de uma maneira que nem a ciência. pois a yoga prescreve o modo de vida que corresponde à sentença: "A minha existência mortal não merece vida. . nem os médicos podem curá-los." Estas alterações são conseguidas por determinadas posturas do corpo e através das técnicas de respiração. e assim não puderam receitar nada." Para realizar isto diversos meios devem ser usados: psicológicos. Isto acontece justamente devido à sua natureza oculta e não porque a yoga foi praticada incorretamente. Moti Lal Pandit afirma "o objetivo da yoga — é livrar o homem do seu estado comum." Comentando "Pantanjali Yoga" Sutras Shree Purohit Swami adverte: "Na Índia e Europa eu encontrei cerca de 300 pessoas que sofreram por causa da técnica falha.outra vida. Ao observar os resultados nefastos dos exercícios da Yoga. o mais funesto. Swami Prabhananda. físicos. Gopi Krishna fez esta observação: "Todos os sistemas da Yoga tem por finalidade produzir alterações psico-físicas no homem.

o transe e a loucura. pretende-se ajudar o homem a livrar-se da sobrecarga no interior. limpou bastante a TM dos termos hindus. favorecendo também a concentração da atenção. "The Hatha Yoga Pradipica" no seu segundo capítulo adverte: "Da mesma forma como se deve acautelar-se dos leões. as doenças do cérebro. os resultados pareciam tão promissores. escolas. nos Estados Unidos começou a propagar-se um ensinamento oriental — a "meditação transcendental. hospitais a até em algumas comunidades cristãs. ao alcance de todos e que levaria ao afrouxamento da tensão interna. a TM não passa de uma forma simplificada do mantra-yoga. O sentido." Deduz-se então que. Mas. — coisas que indiscutivelmente todos precisam. outros acham que é apenas uma nova compreensão para a vida. No início." Ele foi oferecido como autoterapia simples. é mister ter sob controle o prana (esta "divina" energia da respiração). Recomenda-se fazer este exercício duas vezes ao dia. fechar os olhos. elefantes e tigres. De imediato. A técnica da TM resume-se na pessoa ficar sentada no chão. — tudo isso devido a um "pequeno erro. para tornar a sua propaganda nos EUA mais eficiente. Swami Pranbhavananda ("Yoga and Mysticism" inclui no rol das possíveis conseqüências da prática errada da Yoga. Meditação Transcedental. o hindu Maharishi Yogi. O movimento da "Nova Era" está bastante popular. já que estão vivendo nas condições aceleradas do tempo atual. permanece o mesmo. Em primeiro lugar. O "apóstolo" deste ensinamento. procurar respirar lentamente. O clássico compêndio do Hatha Yoga. porém. Na segunda metade do século XX.” Tradução de Rafael Resende Daher. O Movimento da “Nova Era. acalmar-se e ganhar forças internas.O já citado conhecedor da Yoga Gopi Krishna adverte sobre os perigos dos exercícios porque estes podem provocar uma forte reação do sistema nervoso central e levar à morte. Na realidade. Na esfera religiosa e . Podemos acrescentar também o estado de espírito sombrio. que a TM começou a ser empregada nas forças armadas. numa determinada pose. substituindo-os parcialmente pelos usados na psicologia e outras ciências atuais. moléstias incuráveis e insônia. num ritmo constante. os pregadores da TM são cautelosos com o lado religioso e filosófico desta. e até escondem dos novatos o fato que os exercícios ligam o homem às idéias panteístas hindus e ao ocultismo. — cerca de vinte minutos cada vez." conhecido pela sigla "TM. senão ela pode matar o praticante. Alguns o enxergam como uma nova religião. concentrando-se mentalmente na palavra do mantra que repete meio cantado. se os mestres da Yoga fossem mais francos em relação aos recifes que ela encobre. quem pensa que há algo de novo neste movimento está errado. prisões. muitos escapariam da catástrofe.

como descobrir habilidades e significados para a vida. No Other Name. há uma mistura de vários ensinamentos ocultos que ficaram perdidos por muito tempo." A resposta dos católicos foi mais surpreendente: 60% achavam que o Catolicismo e a "Nova Era" estavam em perfeita harmonia. sobre como atingir maior sucesso na vida. atingindo milhões de pessoas nos E. tentando apenas "completá-lo" com "novas" idéias. Estudantes americanos estão sendo influenciados pelos ensinamentos da "Nova Era" sobre a concentração nos estudos e fortalecimento de energia.. na Rússia e em diversas partes da Europa e do mundo. Ensinamentos.. Beyond Patching . A novidade da "Nova Era" é sua maneira de comercializar seus materiais ocultos para atrair trapaceiros de diversos interesses e gostos. A "Nova Era" nunca foi um movimento organizado. Por isso o movimento da "Nova Era" só apareceu recentemente. perguntando "qual a influência da ‘Nova Era’ em suas crenças. considerando que livrarias católicas estão cheias de livros ocultos como Joshua. como uma alternativa fascinante ao lado do "humanismo" secular.U. mostrando suas influências nas diversas esferas da vida privada e familiar da sociedade. Nizam Ad-Din Awliya. Este livro de 1200 páginas parece a Bíblia em sua aparência externa e sua divisão de capítulos. prometendo melhorar o bem-estar do indivíduo e da sociedade. absorve qualquer coisa de interesse místico ou práticas similares. Até membros do clero. Quando um grupo de religiosos da Universidade de Princeton fez uma pesquisa entre os Cristãos dos E. como monges e freiras começam a se interessar pelos ensinamentos da "Nova Era. paranormalidade e metafísica. a "Nova Era" é um espécie de loja espiritual. O sucesso do movimento da "Nova Era" ocorre devido a sua habilidade para adotar e assimilar as mais variadas doutrinas. O movimento da "Nova Era" engana quando afirma não ser contra o Cristianismo.U.A." Isto não é tão surpreendente. que compartilham diversos interesses ocultos. um shopping center. Mas possui uma rede crescente de grupos independentes.A no começo de1992.A durante os anos 70. O movimento da "Nova Era" não rejeita nada.U. vidas passadas e futuras reencarnações — tudo isso vem junto com a "Nova Era." Um livro popular chamado A Course in Miracles é estudado por jovens cristãos como um guia para entender facilmente os ensinamentos de Jesus Cristo e como aplicá-los facilmente na vida moderna. O movimento da "Nova Era" começou a se desenvolver rapidamente nos E. História. realidade e ilusão. onde qualquer um pode achar algo interessante ou útil." quase 1/3 dos entrevistados responderam que não vinham conflito entre o Cristianismo e os ensinamentos da "Nova Era.filosófica da "Nova Era" não há nada De novo. The Web of the Universe. The Unity of Reality. Neste ponto. Eles poderiam responder que sabem menos sobre os ensinamentos da fé católica do que sobre os ideais ensinados pelo movimento da "Nova Era. A filosofia da "Nova Era" traz diversas confusões e idéias inconexas juntas." . Nascimento e morte. Turning Point. médiuns e curandeiros. Algumas paróquias católicas oferecem diversos cursos sobre este livro. Bíblia e lendas.

Poderia sentir minha unidade interna respirar com uma energia que me subjugou. antroposofia. A "Nova Era" assimilou idéias da parapsicologia. A velha visão sobre o mundo deve ser substituída por uma nova visão. e parece que possui uma "energia divina" inesgotável. ufologia. de ki pelo japonês e de prana no Ioga. me tornei o ar. algo como a "Era de Aquário. Para estes místicos. O movimento da "Nova Era" emprestou da filosofia Oriental a crença na existência de diversas energias invisíveis. Rosacruz. é prescrito diversos métodos holísticos de tratamento. Isto é chamado de chi pelo chinês. todos os métodos de cura não-tradicionais foram estragados pela contaminação ocultista da "Nova Era. na vida das plantas e nos significados místicos dos números (oriundo da Cabala)... Sua meta em desenvolvimento é apagar o limite entre o mundo material e espiritual e sentir o "cosmo. como acupuntura. A idéia fundamental é de que a pessoa deve ser curada." A "Nova Era" oferece diversos exercícios para desenvolver a auto-confiança e descoberta do potencial interno. não importando o quanto estranho e fantástico esta possa ser." A idéia sobre esta "iluminação" tem um grande papel no movimento da "Nova Era! Ao atingir esta iluminação. transmigração de almas. Na verdade. a pessoa deve muda seus valores e sofre uma mudança psicológica. ervas medicinais e diversos métodos para melhoria física e espiritual. as paredes. Também é muito popular a crença em UFOs. as bolhas de sabão. A ideologia da "Nova Era" aceita qualquer prática e convicção religiosa. bio-regressão. O movimento convida as pessoas para entrar em estados alterados da consciência. o céu. Infelizmente.Neste movimento você pode achar um panteísmo ordinário. e não apenas o órgão.." Este estado é atingido por uma experiência mística na qual o discípulo da "Nova Era" se ente como um espírito cósmico. adivinhação. Idéias de holística contemporânea e métodos para cura não-tradicionais ocupam um lugar especial na "Nova Era. karma. a "Nova Era" oferece diversas práticas ocultas. descrevendo sua experiência mística enquanto tomava um banho quente: "Eu sentia que de repente meu corpo estava planando no espaço. cristais." O medicamento científico é considerado ineficaz. A holística se espalhou pelo mundo. astrologia e psicanálise. e diversos fatores do misticismo oculto." Este senso de unidade com a natureza de sua própria "divindade" ocorre no êxtase. Então. embora o uso de cristais para concentrar energia cósmica é seguramente uma charlatanice. Ioga e projeção astral. Uma famosa discípula da "Nova Era" na América. ele e o mundo viram um. exercícios psicológicos. uma dieta hindu ou vegetariana. Não se pode negar que alguns deste métodos foram benéficos por algum tempo.. . espiritualismo. Lentamente. massagem (com tensão especial para reorientar o campo de energia da pessoa). como meditação hindu. dentro e fora do organismo humano. e levar ao mesmo tempo o leitor para predições astrológicas e de adivinhação com cartas. entrando em contato íntimo com a natureza. refeito para atrair a atenção do consumidor contemporâneo. a atriz Shirley MacLaine. buscando liberação de bioenergia. com sessões em que seus participantes imergem em uma transe. me transformei em água. as velas e o mármore molhado e até mesmo o som do rio.

Apesar de seu pluralismo. os deuses e o cosmo esperam da raça humana. e também de uma espiritualidade universal. Cristo é simplesmente uma das muitas encarnações de Vishnu. hipnose. Um único sistema político mundial é exigido para provocar a harmonia global. e 4) "o feitiço" a fase na qual a identidade descoberta difere da própria pessoa. Para estas pessoas.A iluminação da "Nova Era" deve ser buscada por um caminho que consiste em quatro fases: 1) "entrada. há as que interessam ao mundo inteiro. Ioga. em contato com a "energia" divina da pessoa." onde é eliminada toda idéia comum sobre o mundo. Antes do fim deste século. todos líderes religiosos devem trabalhar de uma maneira conjunta para fazer leis universais que seriam as mesmas para todas as religiões. A pessoa tem que se livrar que qualquer preconceito particular." quando a percepção racionalista da interconexão do fenômeno é debilitada pelo método intuitivo." Como é típico do sistema oculto hindu. e pode aperfeiçoar a consciência e tornar pessoa do cósmico Absoluto. Entre os muitos tipos de atividades sobre qual o movimento da "Nova Era" se ocupa. talismãs mágicos e cristais. só que de maneiras diferentes. resolução dos problemas sociais. filosofia e cultura. com diversas células que se espalham pelo mundo inteiro. seções espíritas. 3) "integração. de forma que eles saibam o que Deus. precisamos de um mundo unificado. A transformação pessoal do homem busca uma renovação do planeta inteiro.. desde que tudo é um. "Considerando que nós todos. Em todos os lugares. O homem não precisa de Cristo. O movimento da "Nova Era" tenta dirigir as atividades dos indivíduos para difundir suas idéias e implantar nas esferas do negócio. o movimento da "Nova Era" adere o princípio que todas as religiões são iguais em sua essência. cidadãos do mundo. criam filiais. Em um estado de total esclarecimento místico a pessoa parece virar o mestre absoluto do corpo e da alma. Considerando que somos cidadãos do mundo. embora não rejeite Cristo ou o Evangelho abertamente." A idéia de uma religião universal é parte integrante do movimento da "Nova Era. mas abraça várias idéias ocultas das religiões Orientais. que se torna um "deus-homem. Devemos começar a agir. exibe um preconceito anti-cristão. e até mesmo narcóticos de todos os tipos são utilizados como ajuda para esta iluminação mística. 2) "exploração" quando começa a tentativa para atingir um novo nível de consciência com a ajuda de técnicas psíquicas. e precisamos de uma espiritualidade universal. como melhorias ecológicas. Seminários de treinamento são utilizados para isso. Nosso planeta está em um estado de grande confusão. busca por unificação política das nações e estabelecer uma unidade completa de todo o gênero humano. precisamos de um mundo unificado. ensinam a mesma coisa. da arte. feitiçaria. ele tem a divindade dentro dele." Os líderes do movimento da "Nova Era" trabalham em bancos internacionais e cooperam com empresas financeiras cuja meta principal é estabelecer um sistema de governo único ." Meditação. O movimento da "Nova Era" não possui seu próprio sistema doutrinal. Eles deveriam se comunicar com líderes políticos.. em diversas fontes de energia para "trazer o bem para a humanidade. Os "apóstolos" da "Nova Era" ensinam que o Cristianismo está antiquado e não responde as necessidades espirituais do homem contemporâneo. O movimento da "Nova Era" também busca uma mudança política para resolver os problemas comuns da terra.

os Cabalistas trabalham com um complexo método de computação e numerologia. que compõem os trinta e dois caminhos místicos para a "sabedoria. A doutrina Cabalística está em diversos livros de diferentes épocas. Se uma super-religião. resolver as crises financeiras momentâneas e parar com a instabilidade política. A base da religiosidade Cabalística é a doutrina oculta que traz uma idéia panteísta de Deus. escrito por Moses Leon por volta de 1300. Tarcher 1983. econômicos e religiosos para terminar as guerras. juntando idéias pitagóricas. Esta próxima era é concebida como sendo uma nova fase do desenvolvimento da sociedade. O movimento da "Nova Era" é particularmente perigoso porque soma uma busca em arruinar o mundo com uma mistura de idéias ocultas que são empacotadas com receitas práticas para alavancar a saúde da pessoa e o sucesso na vida. Com a finalidade de descobrir os ensinamentos escondidos na Tora. Cabala. P. by Robert Muller (New York: Doubleday 1984)." Os sefirots revelam as "criaturas" visíveis e aos anjos descritos pelo profeta Ezequiel (Ezequiel 10). also The Global Brain: Speculation on the Evolutionary Leap to Planetary Consciousness. Os principais são Sefer Yezirah (Livro da Criação). Os detalhes deste sistema oculto. Para maiores detalhes veja os livros escritos pelo Secretário Geral das Nações Unidas: New Genesis: The Shaping of a Global Spirituality. Afirmam que tal sistema unirá todos os grupos políticos." é um sistema teosófico judeu que começou no início da Era Cristã. e também idéias místicas que foram transmitidas oralmente. será algo parecido com o movimento da "Nova Era. Cabala significa "tradição oral. by Peter Russel (Los Angeles: J. Este processo corresponde aos dez números (sefirot) e as vinte e duas letras do alfabeto hebraico. mas foi aumentando gradualmente. é profundamente confusa e contraditória.). O movimento da "Nova Era" proclama a vinda da gloriosa "Era de Aquário" que é um reino de Deus sem Deus e sem Cristo. As letras do alfabeto correspondem os três mundos paralelos do homem. A principal meta da Cabala é descobrir um ensinamento oculto que estaria supostamente escondido na Tora (os primeiros cinco livros da Bíblia. unindo pessoas de todas as raças e culturas emergir. as esferas planetárias e os meses do ano. e o Zohar. A Cabala parece ser uma reação contra o ritualismo e formalismo do Judaísmo. O Sefer Yezirah está relecionado com o estudo da natureza da Deidade.no mundo. gnósticas e neoplatônicas. escritos pelo Profeta Moisés). o “infinito" que se revela por meio das emanações e nos processos de criação do mundo. evitar catástrofes ecológicas. que foi provavelmente escrito no sexto ou sétimo século. . combinando-as com os textos das cartas bíblicas. que traz revelações místicas e sobrenaturais com números e letras. na qual o ser humano adquirirá uma nova consciência planetária." Outros Movimentos Ocultos em Voga.

e crê no poder mágico dos nomes Bíblicos de Deus. todas as seitas gnósticas acreditam que o mundo é feito de partículas da luz mergulhadas na escuridão da matéria. a Cabala trabalha com métodos de "magia branca. como uma cachoeira. derivado da Cabala. os gnósticos acreditam que o mal deste mundo é uma emanação do Absoluto. é óbvio que esta partícula da divindade tenha construído o mundo. A Cabala designa grande importância para os significados místicos dos números e das letras. que seria como um fantasma. Esta tentativa distorceu o Cristianismo de diversos modos inimagináveis. os gnósticos inventaram um sistema complexo de eons. Saturnilus. criador do mundo físico. Em algumas crenças gnósticas. Portanto. A escola oriental da Gnose teve influência do dualismo Persa. e o Deus mau. (do grego gnosis — conhecimento) surgiram no começo do Cristianismo. No tercerio século formaram um grande obstáculo contra a Igreja. sírios. um número mágico. seres que emanam ou fluem do Absoluto. Seria Demiorgo o criador do . A Gnose ocidental teve muita influência do platonismo e dos neo-pitagóricos. inclusive na Maçonaria. A Cabala teve grande influência em vários sistemas ocultos ocidentais. O primeiro grupo teve Ophites. o Todo-Poderoso. que possui vários nomes que denotam seu poder absoluto: o mais Alto. Reichlin e Paracelso . Criador do mundo espiritual. Porém. O século XVI foi um período que teve um grande interesse pela Cabala. O primeiro eon emanado do Absoluto é chamado de Demiurgo. e parecia impossível que este mundo fosse criação do Deus todo Poderoso. Ao invés disso. com seus diversos graus das emanações da Deidade. Os gnósticos acreditam que acima de tudo há um Ser Supremo. pois então.Na prática. que ensinava dois princípios: o Deus bom. o Auto-Suficiente. Para resolver estes problemas. Antigos mestres da alquimia e astrologia na antiguidade eram considerados cabalísticos. o número de intermediários entre o Grande Desconhecido e o mundo material é trinta e dois. colocou tudo na escuridão da matéria. quiromancia (adivinhação utilizando as linhas da mão) e amuletos que trazem iluminações místicas. O segundo teve Carpocrates e Valentinus. Basilides. O eon mais distante do Absoluto. exorcismos. Gnose. o Infinito. Entre os pensadores que estudaram a Cabala estão: Pico della Mirandola. Os mestres da Gnose são classificados como orientais. ocidentais ou Alexandrinos. Também serviu como base para a fundação de movimentos messiânicos de Shabbatai Zevi e Jacob Frank e mais tarde para Hasidism. Cerdo e Marcião. e tiveram que explicar suas origens. As Seitas gnósticas. Mas quando viram que o mundo é desordenado e caótico. Teosofia e Antroposofia. toda a fonte do mal emanaria dele. e mais fraco." predizendo o futuro. O ensinamento destas seitas busca "elevar" o Cristianismo e acrescentar diversos fundamentos da cultura pagã — antigas crenças ocultas orientais e filosofia grega. o Incomparável. evocando espíritos.

Vários escritores russos. a boca em blasfêmias contra Deus." Em um apêndice. o Absoluto. Notamos que. a tentação de criar uma ponte entre o Criador todo-perfeito e a criação afetou também a teologia russa. Devemos lembrar. entrando até nos meios cristãos mais tradicionais da sociedade. mas era na realidade um espírito. devido aos escritos filosóficos de Vladimir Soloviev. Tal união é atingida pelo conhecimento dos mistérios da existência — gnosis. e o "aspecto feminino de Deus. considerada má. levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças. língua e nação. No fim do século III. ou até qualquer outra coisa parecida. sobre os chifres. Antroposofia e também as escolas filosóficas de Jacob Boehme. pois foram presos no mundo pela matéria. mas suas idéias influenciaram muitos movimentos ocultos. O desejo do gnóstico é voltar a se unir com o Absoluto. e hão de adorá-la todos os habitantes da terra. Percebemos que cada vez mais os ensinamentos hindus e ocultos florescem. Rosacruz.. as seitas gnósticas começaram a desaparecer... mostraremos um pouco mais dos outros movimentos ocultos. Paracelso. Nicholas Berdiav e alguns teólogos de Paris. dez diademas. Prof.. Abriu. pois. e escreveram diversos livros sobre Sofia. Hare Krishna. Arcebispo Sergius Bulgakov. Swedenborg. que apesar das diferenças externas. Todas estas doutrinas são contraditórias e confusas. O autor do livro Revelação registra uma visão sobre os últimos tempos: "Vi. Foi-lhe dado. cujos nomes . então. em outras é o Logos ou Sofia. nomes blasfematórios. Conseqüentemente. Considerando que os Gnósticos acreditam que a matéria é má. mais uma variação do antigo panteísmo ocultista. para blasfemar o seu nome. é impossível um ser espiritual como Cristo entrar em contato com a matéria. ou o "princípio" feminino. como a Antroposofia. como a Maçonaria. composto de elementos espirituais aprisionados na matéria. Conclusão. Schelling e outros.mundo. eles possuem em comum apenas a idéia da emanação da Deidade — em outras palavras. a alma do mundo. apareceu a heresia docetisma (de dokeo — aparecer). todos estes ensinamentos são baseados na idéia panteísta de um Deus impessoal. eles não aceitam a Encarnação do Messias. Em algumas seitas. A matéria é considerada o mais baixo eon. também. pregando que Cristo parecia um homem. e nas suas cabeças. Para eles. e má. inclusive o Arcebispo Paul Florensky. Recebeu autoridade sobre toda tribo. Todos que buscam uma vida espiritual ficam presos na matéria. o seu tabernáculo e os habitantes do céu. povo. o demiurgo é um intermediário. apanharam idéias gnósticas. Teosofia. A gnose apresenta diversos seres intermediários entre os eons e Deus. a alma do mundo. lamentavelmente. Eckankar e a Ioga de Agni Rerikh. Schopenhauer. fazer guerra aos santos e vencê-los. etc.

é necessário vigiar seu próprio coração. mas sim individual. Em uma análise espiritual. Enquanto não descobrirmos todas as particularidades desta religião futura. com suas idéias pseudoreligiosas. Para derrotar o monstro. notamos que o dragão tem muitas cabeças. Nem o Cristianismo. que prometeu que ninguém roubará um fiel de sua mão (João 10:28). mas sim a aceitação de uma ideologia anticristã. e mais provável que Ele seja ignorado. Que deseja nossa salvação como um Pai solícito e que espera a nossa fidelidade. fazendo isso. E provavelmente. quem supera a besta é merecedor da vida eterna." com seu método de marketing e sua habilidade para assimilar tudo aquilo que é "melhor" de diferentes religiões. mas devemos estudar o lado espiritual deste assunto. não estamos a sós neste combate. como se não existisse. as cabeças do dragão da Revelação não é tão fácil de cortar. Claro que isso é apenas uma história. O Apocalipse descreve o monstro de várias cabeças como feroz e sanguinário. Em primeiro lugar. onde cada cristão deve superar a decepção deste falso misticismo oculto. Nesta heróica batalha. Cristo será visto apenas como um dos muitos mestres do homem. Por fora. Se a cabeça é utilizada para significar um símbolo de sabedoria e conhecimento. Um cristão só pode ter em seu coração a crença de que há um Deus pessoal. Como está escrito. podemos afirmar por enquanto." não significa a aceitação de um sistema político específico. presente em todas as seitas hindus e ocultas. Um famoso conto da mitologia grega nos conta a história da vitória de Hercules. A referência que o livro da Revelação faz para a "adoração da besta. Não que o Deus pessoal seja rejeitado formalmente. que ela terá este conceito de Deus impessoal. Felizmente. o dragão representa os ensinamentos hindus e ocultos que arruínam milhares de almas. o corpo e o rabo monstro infernal. uma multidão de cabeças correrá até a base ideológica que formará esta Babilônia futura. este "coração" é o ponto cardeal do ataque das doutrinas ocultas — a rejeição de um Deus pessoal. . Em nosso lado temos Nosso Deus Jesus Cristo. tendo em vista seus efeitos espirituais. Que criou o mundo. sobre um dragão de nove cabeças. todas as doutrinas ocultas desapareceram como fumaça. Caso contrário.não estão escritos desde a origem do mundo no livro da vida do Cordeiro imolado" (Revelação 13:1 6-8) Não faz parte do nosso trabalho lidar com os aspectos políticos destes assuntos. ou os meios que serão utilizados em um governo mundial. este monstro parece bastante inofensivo. Que nos ama. levando a humanidade para uma "panela" com uma religião universal. como seria possível um monstro do inferno obter tanto sucesso destruindo almas humanas? Não é necessário que um cristão lute contra cada uma das cabeças desta besta — refutando toda idéia hindu e Teosófica. até mesmo amigável e sorridente. nem qualquer outra religião conseguirá satisfazer os desejos e o gosto de todas as nações. Hercules só derrota o dragão quando corta todas suas cabeças. A batalha não é um combate visível e mundial. Este conceito é a coluna vertebral que une as cabeças. enganando as pessoas sobre seu verdadeiro aspecto. Algo como o movimento da "Nova Era.

Creio em Um Só Deus. Una. E em Um Só Senhor.S. O qual. M. John McDowell. e a vida do século futuro. Indian Philosophy (two volumes). para que possamos o glorificar eternamente. Criador do céu e da terra. e que falou pelos profetas. Moscow 1990. E no Espírito Santo. Senhor Vivificante. gerado e não criado. nascido do Pai antes de todos os séculos: Luz de Luz. padeceu e foi sepultado. Oregon: Harvest House Publishers 1991. para remissão dos pecados. S. e o seu reino não terá fim. The Orthodox Path to Salvation. Deceivers. Yu. St Petersburg 1994. Amém. The Facts on Astrology. com o Pai e o Filho. Amém. Santa. Professo um só Batismo. Pai Onipotente. The Radonezh Society. Moscow: Danilovski blagovestnik 1995. Utamishi. John Ankerberg. por nós homens e para nossa salvação. Priest V. John Ankerberg. Medvedev. E ressuscitou ao terceiro dia. Orthodox Church. Eliseyev. juntamente é adorado e glorificado. The Facts on Hinduism in America. Radhakrishnan. Orthodox Church. nos salve da besta do inferno. junto com o Pai. que sempre existiu. Have No Fellowship With the Works of Darkness. E na Igreja. Por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos. para julgar os vivos e os mortos. Perm 1995. que do Pai procede e que. segundo as Escrituras. edited by Makarov. Filho Unigênito de Deus. por quem tudo foi feito. Contemporary Heresies and Sects. de todas as coisas visíveis e invisíveis. St Petersburg: Pravoslavnaya Rus 1995. Edited by D. e subiu aos Céus e sentou-se à direita do Pai. . consubstancial ao Pai. E novamente virá com glória. Filho de Deus. com o Espírito da Vida. Moscow 1993. Católica e Apostólica. Roads Which Lead to Hell. desceu dos céus: e se encarnou pelo Espírito Santo na Virgem Maria e se fez homem. Espero a ressurreição dos mortos. Oregon: Harvest House Publishers 1988. Five Days in Orchus. O Credo Niceno. Bibliografia. St Petersburg: Satis Press 1996.Senhor Jesus Cristo. Deus Verdadeiro de Deus Verdadeiro. Jesus Cristo.

J. Oregon: Harvest House Publishers 1988. Walter Martin. D. . Lochhaas. Michigan 1978. The Facts on the New Age Movement. The New International Dictionary of the Christian Church. Illinois: Tyndale House Publishers 1982. St Louis: Concordia Publishing House 1988. Mather and Larry A. Cults. How to Respond to Transcendental Meditation. Michigan: Zondervan Publishing House 1993. The Kingdom of the Cults. Minneapolis: Bethany House Publishers 1985. Philip H. How to Respond to the New Age Movement. Grand Rapids. Sects. Bob Larson. Father Seraphim Rose. Keith Gerberding. Platina. Dictionary of Cults. St Louis: Concordia Publishing House 1977. California: St Herman of Alaska Brotherhood 1990. Douglas (General Editor). Religions and the Occult. Orthodoxy and the Religion of the Future. George A.John Ankerberg. Nichols.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful