Você está na página 1de 85

IIM – Instituto Industrial de Maputo


Módulo: Executar operaões de alinhamento

Engº: Maquias Henrique Rungo

Tema:Alinhamento e Desalinhamento de Elementos Mecânicos


Email: maaquias@gmail.com

Contacto:84 7481021

Curso : Mecânica Industrial

Código: UCEP10440718

Turma : MI.CV4- 1 , 2 e 3

3/25/2021 Mecânica Industrial 1


Alinhamento


Generalidades
As máquinas e os equipamentos em geral precisam estar
alinhados geometricamente e nivelados para poderem
operar de forma adequada e com o máximo de eficiência.
Mais de 50% de avarias em máquinas rotativas são
causados por desalinhamento de eixos. Essas avarias causam
um aumento de paradas de máquinas, o que se traduz
diretamente em custos mais elevados. Adicionalmente, um
alinhamento incorreto solicita mais os componentes da
máquina, resultando num maior desgaste, bem como num
maior consumo de energia.

3/25/2021 Mecanica Industrial 2


Generalidades (cont)


Para tanto, as indústrias gastam, a cada ano, enormes
somas para remediar os efeitos de eixos desalinhados.
Contudo, o desalinhamento pode ser facilmente
eliminado, por meio de uma manutenção preventiva.
Portanto, um alinhamento adequado economiza não
apenas o dinheiro, mas vai manter a sua maquinaria em
funcionamento por muito mais tempo, e de maneira
mais eficiente.

3/25/2021 Mecanica Industrial 3


Conceito


O alinhamento geométrico pode ser compreendido como
sendo a relação existente entre os planos geométricos de
todos os elementos constituintes de uma máquina.

3/25/2021 Mecanica Industrial 4


Alguns métodos de alinhamento


Os métodos tradicionais de alinhamento
freqüentemente não produzem o rigoroso grau de
precisão exigido pela actual maquinaria de precisão. Os
métodos rudimentares ainda em uso hoje em dia
podem ser rápidos, mas são também imprecisos. Outros
métodos tradicionais, que empregam mostradores, não
proporcionam um elevado grau de precisão, mas
exigem operadores especializados, e consomem muito
tempo.

3/25/2021 Mecanica Industrial 5


Métodos de alinhamento

3/25/2021 Mecanica Industrial 6


Métodos sofisticados de alinhamento


Alinhador de Eixos, série TMEA 1
proporciona simplicidade, junto a um elevado grau de
precisão.

3/25/2021 Mecanica Industrial 7


Passos para o alinhamento de precisão


Essas ferramentas inovadoras são caracterizadas por
um processo de três passos para corrigir o alinhamento:
medição, alinhamento e documentação. Inicialmente,
mede-se o estado actual do alinhamento da máquina.
Depois, faz o alinhamento horizontal e verticalmente.
Finalmente, documenta-se e acompanha-se o processo
de alinhamento. Esses três simples passos permitem
que se faça o alinhamento, de maneira fácil e eficaz,
utilizando a avançada tecnologia a laser.

3/25/2021 Mecanica Industrial 8


Passos para o alinhamento de precisão


Todas as três versões das ferramentas da série TMEA 1
utilizam duas unidades autônomas de medição. Um simples
processo de rotação usa a tecnologia de raio laser para medir
o alinhamento do eixo, tanto o paralelo quanto o angular. Um
mostrador de leitura fácil calcula as correções necessárias
para um alinhamento correto.

3/25/2021 Mecanica Industrial 9


Importância do alinhamento geométrico


A importância do alinhamento geométrico reside no fato de
que deve haver harmonia entre os diversos conjuntos
mecânicos existentes nas máquinas, e que executam
movimentos relativos entre si, para que o todo funcione de
modo eficaz. Caso contrário, ocorrerá comprometimento dos
elementos em termos de exatidão e durabilidade.

3/25/2021 Mecanica Industrial 10


Vantagens de um correto alinhamento


• Vida mais longa para os rolamentos

• Menor esforço sobre os acoplamentos, reduzindo o risco de


superaquecimento e quebras
• Menor desgaste de vedações, baixando o risco de contaminação e
de vazamento de lubrificante
• Menor consumo de energia

• Menos vibração e ruídos

• Aumento de disponibilidade de funcionamento


3/25/2021 Mecanica Industrial 11
Alinhamento geométrico e nivelamento de máquinas e
equipamentos
As ilustrações a seguir mostram algumas máquinas

alinhadas geometricamente. Observe a harmonia entre
os eixos de trabalho que os conjuntos mecânicos
executam.

3/25/2021 Mecanica Industrial 12


Peso dos componentes das máquinas e equipamentos


Quando uma máquina ou equipamento é projectado, dois
factores importantes são levados em consideração:
1-O centro de gravidade da máquina, ou centro de massa;
2-O dimensionamento do seu curso de trabalho.

O centro de gravidade é o local onde está o ponto de


equilíbrio do peso de todo o conjunto.

3/25/2021 Mecanica Industrial 13


Peso dos componentes das máquinas e equipamentos cont


Se uma máquina ou equipamento tiver algum problema com
seu centro de gravidade e erros no dimensionamento de seu
curso, surgirão desgastes de conjuntos e estruturas, quebras,
peças mal executadas, resistências indesejáveis etc.
Na ilustração abaixo, mostramos uma máquina cujo centro
de gravidade está deslocado por causa da não simetria na
distribuição de massa da mesa na direção x. A mesa do lado
direito da figura possui mais massa e, conseqüentemente,
mais peso desse lado. Nessas condições, o alinhamento
geométrico fica prejudicado, pois a condição de apoio do
sistema não satisfaz as necessidades.
3/25/2021 Mecanica Industrial 14

Hoje em dia, as máquinas modernas apresentam
configurações arrojadas e se deslocam sobre bases mais
estáveis e robustas, o que lhes garante maior rigidez. O
centro de gravidade dessas máquinas é mais estável,
garantindo o alinhamento geométrico desejado.
Observe na figura abaixo que na direção x a mesa se
mantém perfeitamente alinhada, apesar do lado direito
ser maior que o esquerdo. É um projeto de engenharia
bem executado que garante o perfeito alinhamento da
máquina.

3/25/2021 Mecanica Industrial 15



Resumindo, os elementos relacionados entre si devem
ser nivelados e alinhados geometricamente nos planos
horizontais e verticais, e esses planos devem ser
nivelados e alinhados entre si.

3/25/2021 Mecanica Industrial 16


Instrumentos utilizados no alinhamento geométrico


Há vários instrumentos que são utilizados no
alinhamento geométrico de máquinas e equipamentos.
Esses instrumentos variam em complexidade e
exactidão. Exemplos: ·
relógio comparador; ·
relógio com apalpador de precisão; ·
régua padrão calibrada; ·
bases calibradas para suporte de instrumentos; ·
acessórios de verificação
3/25/2021 Mecanica Industrial 17
Instrumentos utilizados no alinhamento geométrico(cont )


nível de bolha; ·
nível de bolha quadrangular; ·
nível electrónico; ·
teodolito; ·

3/25/2021 Mecanica Industrial 18


Aspectos técnicos do alinhamento geométrico


As partes estruturais das máquinas, como o
barramento, por exemplo, sempre foram um problema
de difícil solução para os projectistas. A dificuldade
reside no comportamento que essas partes estruturais
exibem quando estão em trabalho, fugindo de todas as
condições consideradas nos cálculos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 19


Aspectos técnicos do alinhamento geométrico


Os factores que contribuem para esse comportamento
aleatório são os seguintes: ·
Surgimento de esforços durante a usinagem de peças; ·
esforços actuantes de outros componentes em trabalho;
· vibrações do corte; · vibrações de componentes como
árvores e rolamentos; · efeitos de agentes externos
como a temperatura que causa dilatações.

3/25/2021 Mecanica Industrial 20


Aspectos técnicos do alinhamento geométrico (cont)


O somatório desses factores, principalmente a
temperatura, actuando nas máquinas, pode provocar
torsões no conjunto e causar deslocamentos de difícil
controle.
As bases das máquinas foram e ainda são construídas,
embora em menor número, em blocos compactos de
ferro fundido.

3/25/2021 Mecanica Industrial 21



Muitas máquinas modernas apresentam suas bases na
forma de conjuntos soldados de aço em vez de ferro
fundido.
Esse avanço tecnológico permite um melhor
dimensionamento do peso dessas máquinas e uma
localização mais racional para nervuras e reforços
estruturais

3/25/2021 Mecanica Industrial 22



As guias de deslizamento eram e ainda são, em muitos
casos, usinadas no próprio corpo da base de muitas
máquinas. Tais guias são retificadas para que o
alinhamento atenda às especificações normalizadas.
Uma máquina com guias de deslizamento feitas no
próprio corpo da base pode trazer problemas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 23



Se ocorrerem desvios, a base da máquina deverá ser
retirada; as guias precisarão sofrer uma nova usinagem
para corrigir as imperfeições; os demais componentes
da máquina deverão ser ajustados de acordo com as
novas dimensões das guias e toda a máquina deverá ser
alinhada segundo as novas condições.

3/25/2021 Mecanica Industrial 24



Na actualidade, com a evolução das máquinas que
desenvolvem elevadas velocidades de corte, é cada vez
mais freqüente a presença de guias lineares providas de
apoios de rolamentos, padronizadas e de fácil
montagem, alinhamento, de fácil reposição e
manutenção. As guias lineares com rolamentos
permitem uma regulação da pré-carga dos elementos
rolantes.

3/25/2021 Mecanica Industrial 25



Outra inovação no campo da fabricação de máquinas é
a utilização de resinas como elemento de revestimento
de superfícies. Essas resinas, em geral com substratos
de diamantes, possuem uma elevada dureza e reduzem
grandemente o atrito entre as superfícies em contacto.
As superfícies que recebem resinas passam por uma
preparação prévia para que a aderência seja perfeita.

3/25/2021 Mecanica Industrial 26



O ajuste dimensional e o alinhamento prévio dos
conjuntos envolvidos são realizados com dispositivos e
instrumentos adequados antes do preenchimento,
moldagem e cura das resinas. As correcções posteriores,
quando necessário, são efetuadas por meio de
raspagem.

3/25/2021 Mecanica Industrial 27


Alinhamento de mancais de deslizamento


O alinhamento de mancais de deslizamento pode ser
obtido de dois modos:
a) Colocar o eixo sobre o mancal e fazer o eixo girar
para que se possa observar as marcas provocadas pelo
eixo contra o mancal. Quando os mancais estiverem
alinhados, as marcas deverão ser uniformes.

3/25/2021 Mecanica Industrial 28


Alinhamento de mancais de deslizamento


b) Comparar o alinhamento do mancal com um eixo
padrão, controlando o paralelismo com calibradores e o
alinhamento horizontal com um nível de precisão.

3/25/2021 Mecanica Industrial 29


Alinhamento e controle dos eixo


O controle e o alinhamento dos eixos visam determinar, com
exatidão, a correta posição que eles devem assumir em
condições de trabalho.
Quando se fala em alinhamento de eixos, deve-se levar em
consideração a base de apoio das máquinas e equipamentos
que os contêm. De fato, as máquinas e equipamentos
existentes nas empresas, nos setores de produção, assentam-
se, parcial ou totalmente, na maioria das vezes, em pisos
concretados. O concreto tem a capacidade de evitar ou
reduzir, ao mínimo, as vibrações e deslocamentos das
máquinas e equipamentos.
3/25/2021 Mecanica Industrial 30
Alinhamento e controle dos eixo (cont)


O nivelamento correto contribui para que não ocorram
rupturas e desgastes desnecessários de muitos
elementos das máquinas e equipamentos. Por exemplo,
quando se instala uma bomba sobre uma base de apoio
apenas cimentada, o nivelamento adequado é difícil de
ser obtido. A bomba, nessas condições, trará problemas,
mais cedo ou mais tarde.
As figuras a seguir mostram exemplos de
equipamentos que exigem o correto alinhamento dos
eixos.
3/25/2021 Mecanica Industrial 31
Exemplos de equipamentos que exigem o correto
alinhamento dos eixos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 32



O alinhamento de eixos é feito de diversas maneiras, e
os instrumentos e equipamentos utilizados na operação
variam de acordo com o grau de exatidão requerido.

As ilustrações a seguir mostram a verificação do


alinhamento de eixos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 33


Verificação do alinhamento de eixos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 34


Alinhamento para eixos longos transmissores de torque


Em determinadas máquinas ou equipamentos que
apresentam eixos longos transmissores de torque, são
empregados mancais de deslizamento associados. Essa
medida evita deformações, vibrações e outras
irregularidades prejudiciais ao bom funcionamento do
sistema.
De acordo com a situação de montagem encontrada,
quando se fala em mancais de deslizamento e
alinhamento de eixos, recomendam-se os seguintes
procedimentos:
3/25/2021 Mecanica Industrial 35
Medidas adoptadas para eixos longos


Aumentar a altura dos calços com chapas ou lâminas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 36


Medidas adoptadas para eixos longos


Rebaixar o material do assento do suporte do mancal.

3/25/2021 Mecanica Industrial 37


Medidas adoptadas para eixos longos


Rebaixar a base de apoio do mancal ao mínimo e ajustá-
lo com o rasquete.

3/25/2021 Mecanica Industrial 38



A adoção de qualquer um dos procedimentos citados
exigirá, no final, o ajuste do mancal com raspagem
(limagem) ; contudo, o importante é que o eixo gire
perfeitamente.

Sempre que houver mais de dois mancais num sistema,


o alinhamento deverá ser iniciado pelos mancais da
extremidade e terminar nos mancais intermediários.

3/25/2021 Mecanica Industrial 39


Alinhamento de polías
Além dos cuidados citados anteriormente, as polias em


“V” exigem alinhamento. Polias desalinhadas
danificam rapidamente as correias e forçam os eixos
aumentando o desgaste dos mancais e os próprios
eixos.
É recomendável, para fazer um bom alinhamento, usar
uma régua paralela fazendo-a tocar toda a superfície
lateral das polias, conforme mostra a figura.

3/25/2021 Mecanica Industrial 40


Exercícios


Complete as lacunas das afir
mativas a seguir:
a) O primeiro modo de se realizar o alinhamento de
mancais de deslizamento consiste em colocar o
...................... sobre o mancal e girá-lo. As marcas
deixadas entre as superfícies em contato devem ser …..
b) O alinhamento horizontal de mancais de
deslizamento deve ser executado com o auxílio de um
............................ de precisão.

3/25/2021 Mecanica Industrial 41


A inconveniência do calor em máquinas


Como já foi discutido atrás , as máquinas em operação
geram uma certa quantidade de calor. Esse calor é
proveniente das forças de atrito que surgem entre
elementos mecânicos que estão em contacto e realizam
movimentos relativos entre si.
Por exemplo, o calor pode ser gerado pelo atrito entre: ·
ferramentas de corte e peças em usinagem; ·
engrenagens em movimento; eixos movimentando-se
apoiados em mancais; · polias e correias; pinhão e
cremalheira.
3/25/2021 Mecanica Industrial 42
A inconveniência do calor em máquinas (cont)


Uma possível adição extra de calor na máquina poderá
ter sua origem no meio ambiente em que ela está
instalada.
Todo esse aumento de temperatura se transmite a todos
os elementos da máquina, e isso, inevitavelmente,
influirá na geometria dos conjuntos mecânicos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 43


A inconveniência do calor em máquinas (cont)


Máquinas e equipamentos com exactidão dimensional
são fabricados e operam normalmente em condições
ambientais controladas. Além do controle da
temperatura, controla-se a humidade do ar.
É de facto uma necessidade quando se pensa em
qualidade e eficiência.

3/25/2021 Mecanica Industrial 44


Desalinhamento


Caso a vibração seja excessiva, tenderá a existir
desgaste rápido das chumaceiras, acoplamentos e
retentores. Assim, no caso de a substituição destas
peças ser feita em períodos inferiores a 5 anos, constitui
um sinal de que provavelmente existe um problema de
desalinhamento.
A figura abaixo mostra equipamentos a vibrar por
desalihamento.

3/25/2021 Mecanica Industrial 45


Desalinhamento (cont)

Equipamentos a vibrar por desalinhamento

3/25/2021 Mecanica Industrial 46


Desalinhamento (cont)


Existe desalinhamento sempre que as linhas de eixo dos
veios e das chumaceiras não coincidam, ou então
quando as linhas de eixo da máquina motora e movida
não coincidam. É impossível atingir um alinhamento
perfeito, por isso é sempre necessário contar com efeitos
residuais provenientes deste fenómeno.

3/25/2021 Mecanica Industrial 47


Causas de desalinhamento


As principais causas associadas ao desalinhamento são:
Deficiente montagem do acoplamento, chumaceiras
desalinhadas, fundação mal construída, gradientes
térmicos; montagens inadequadas, alinhamentos
imprecisos, desgaste de apoios e rolamentos, expansão
térmica ignorada, apoios com alturas diferentes e não
adequadas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 48


Tipos de desalinhamento


 Desalinhamento paralelo;
 Desalinhamento angular;
 Desalinhamento combinado.

3/25/2021 Mecanica Industrial 49


Desalinhamento paralelo


O desalinhamento paralelo consiste numa translação de
um dos eixos em relação ao outro. Neste tipo de
desalinhamento os dois eixos em questão mantêm-se
paralelos, no entanto não são coincidentes, conforme
ilustra a figura abaixo.

3/25/2021 Mecanica Industrial 50


Exemplo de desalinhamento paralelo

Um espectro típico de frequência da vibração gerada
por um desalinhamento paralelo na direcção radial
destaca-se pelo facto da frequência preponderante ser
correspondente a duas vezes a frequência de rotação,
de cordo com o ilustrado na figura

3/25/2021 Espetro Mecanica Industrial


de frequencia de desalinhamento paralelo 51
Desalinhamento angular


Conforme a figura abaixo, o desalinhamento angular
consiste na falta de paralelismo entre os dois eixos
acoplados. Este tipo de desalinhamento gera um
momento flector em cada veio responsável pela maior
amplitude de vibração na direcção axial.

3/25/2021 Mecanica Industrial 52


Exemplo de desalinhamento angular
Desalinhamento combinado


Este tipo de desalinhamento configura uma
sobreposição de efeitos dos dois tipos de
desalinhamento anteriores (paralelo e angular), provoca
momento flector em cada veio. A figura que se segue,
mostra um exemplo de desalinhamento combindo.

3/25/2021 Mecanica Industrial 53


Exemplo de desalinhamento combindo
Desalinhamento de correias


As correias tem boa capacidade de absorver choques e
vibrações da transmissão, porém podem gerar ruídos e
vibrações em toda a máquina.
A frequência de vibração é factor chave para
determinar a natureza da vibração da correia, se a
correia estiver reagindo a outras forças a vibração terá a
frequência da fonte e a correia actua como um
amplificador destes distúrbios.

3/25/2021 Mecanica Industrial 54


Desalinhamento de correias


Em caso de correias múltiplas, todas precisam ter a
mesma tensão, caso não tenham as que estiverem
frouxas irão ter vibração excessiva e aumentar o
desgaste das demais. A figura que se segue, mostra o
exemplo de montagem de correias.

3/25/2021 Mecanica Industrial 55


Exemplo de montagem de correias
Desalinhamento de correias (cont)


A frequência de vibração causada pelo desalinhamento
de correias e polias ocorrerá em múltiplos da rotação da
correia, conforme a figura abaixo.

Espetro de frequencia de desalinhamento de correias


3/25/2021 Mecanica Industrial 56
Tipos de falhas em correias


Os modos de falha que ocorrem com correias
normalmente são: rachaduras ou fendas, lóbulos,
tensão não apropriada, desalinhamento, cargas
excessivas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 57


Defeitos em Rolamentos


Os rolamentos estão entre os componentes mais
importantes da grande maioria das máquinas, sendo
que as suas especificações de tempo de vida útil e
capacidade são muito rigorosas. Isto permite que se
faça coincidir o tempo de vida do rolamento com o
tempo de vida da máquina.
O tempo de vida de um rolamento é definido como o
número de rotações que pode fazer antes dos primeiros
sinais de fadiga na forma de fendas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 58


Causas de defeitos em mancais de rolamentos


 Selecção incorrecta dos rolamentos;
Sobrecarga;
Desalinhamento;
Lubrificação inadequada;
Montagem incorrecta;
Desbalanceamento;

3/25/2021 Mecanica Industrial 59


Causas de defeitos em mancais de rolamentos (cont)


 Erro de projecto ou reparação utilizando um
rolamento inapropriado;
Desgaste pela utilização;
Variações bruscas de temperatura;
Partículas abrasivas ou corrosivas nos lubrificantes

3/25/2021 Mecanica Industrial 60


Fadiga


Fadiga é um fenómeno de surgimento de microfissuras
nas peças, causado por cargas cíclicas que podem ser
muito inferiores às cargas estáticas admissíveis .
Geralmente, estas fissuras aparecem em diversos sítios
e vão se desenvolvendo até que a secção remanescente
da peça se torne insuficiente para suportar as cargas de
serviço.

3/25/2021 Mecanica Industrial 61


Fadiga (cont)


Nesta altura ocorre uma quebra repentina da peça
Por essa razão, as avarias por fadiga são muitas vezes
inesperadas pois, pode não haver sinais externos, o que
é diferente do desgaste.

Muitas peças giratórias estão sujeitas à tensões cíclicas ,


veios, eixos, rodas dentadas, polias ect. Algumas destas
peças sofrem tensões volumétricas cíclicas.

3/25/2021 Mecanica Industrial 62


Fadiga (cont)


Quando há lubrificante entre superfícies em contacto
com cargas cíclicas, surgem micro-cavidades devido ao
lascamento piorado pela compressão do lubrificante na
cunha das micro-fissuras, onde há altas concertações de
tensões.
A fadiga ocorre depois de um certo número de ciclos
de carga. Quanto maior for a tensão a que a peça esta
sujeita, menor é o numero de ciclos de carga que são
necessários para causar fadiga. A curva da fadiga é
dada abaixo
3/25/2021 Mecanica Industrial 63
Curvas de fadiga

3/25/2021 Mecanica Industrial 64


Limite de fadiga


Nota: Há valores de tensões б para os quais, mesmo
que se aplique um grande número de ciclos de variação
de carga, não ocorre fadiga.
Ao valor máximo desta tensão, chama-se limite de
fadiga
A resistência à fadiga por contacto pode ser melhorada
por meio do aumento da dureza superficial e por outros
tratamentos (martelagem, polimento, uso de
lubrificantes viscosos), ect.

3/25/2021 Mecanica Industrial 65


Acoplamentos


Acoplamentos fixos
Os acoplamentos fixos são aqueles que possibilitam a
junção entre veios mas não permitem nenhum
movimento relativo entre as peças conjugadas. Por isso
mesmo, requerem um elevado grau de alinhamento dos
veios unidos pois não permitem compensar a ausência
de coaxialidade ou paralelismo. Os acoplamentos de
manga simples, manga bipartida e de pratos (flanges)
são exemplos ilustrativos de acoplamentos fixos.

3/25/2021 Mecanica Industrial 66


Acoplamento de prato ou flange

3/25/2021 Mecanica Industrial 67


Acoplamento de manga bipartido

3/25/2021 Mecanica Industrial 68


Acoplamentos de compensação (compensadores)


Os acoplamentos de compensação tem a virtude de
permitir deslocamentos e desalinhamentos relativos
entre as peças de máquinas que são por eles unidos. Os
desalinhamentos podem dever-se a erros de fabricação,
erros de montagem ou deformações durante o
funcionamento (tais como dilatações térmicas, desgaste,
ect).

3/25/2021 Mecanica Industrial 69


3/25/2021 Mecanica Industrial 70


Acoplamentos compensadores rígidos


Os acoplamentos compensadores rígidos permitem
compensar desalinhamentos e deslocamentos axiais,
radiais e angulares.
Existem construções diversas, com diferentes
capacidades de compensar os vários tipos de
desalinhamento. A construção típica tem um (ou mais )
elemento deslocável ou articulação do tipo cruzeta.

3/25/2021 Mecanica Industrial 71


Acoplamentos compensadores rígidos

3/25/2021 Mecanica Industrial 72


União de holdham


A união de holdham é um exemplo típico de
acoplamentos compensadores rígidos. Nesta
construção, existe um elemento intermédio deslocável
em ranhuras perpendiculares situados nas
extremidades dos veios conjugados. As ranhuras
possibilitam deslocamentos do elemento intermédio em
direcções radiais perpendiculares ou em combinações
de movimentos radiais que conferem desalinhamentos
em qualquer direcção radial.

3/25/2021 Mecanica Industrial 73


União de holdham


 Este tipo de acoplamento permite compensar
desalinhamentos angulares e axiais de pequena
magnitude.
 Este tipo de acoplamento permite compensar
desalinhamentos angulares e axiais de pequena
magnitude.

Este tipo de acoplamento permite compensar


desalinhamentos angulares e axiais de pequena magnitude.
3/25/2021 Mecanica Industrial 74
Acoplamentos compensadores elásticos


Os acoplamentos compensadores elásticos usam a
flexibilidade de certas peças para compensar os
desalinhamentos angulares, radiais e axiais. Estes
acoplamentos constituem um bom meio de compensar
imprecisões de fabrico e de montagem das peças e
conjuntos de maquinas, sendo também muito úteis no
amortecimento de choques e vibrações.

3/25/2021 Mecanica Industrial 75


Acoplamentos compensadores elásticos

3/25/2021 Mecanica Industrial 76


Elevação, movimentação e transporte de máquinas e
equipamentos


Quando uma máquina é fabricada conforme projecto
específico, todos os cuidados com ajustes e montagens
são tomados. Aprovada, a máquina deverá sair do
sector de fabricação e ser encaminhada para um
depósito ou directamente para o cliente que a comprou.
O encaminhamento da máquina para o depósito ou
para o cliente envolve medidas de protecção contra a
acção de agentes ambientais normais (chuva e poeira) e
contra quedas, uma vez que a máquina sofrerá
movimentação, tanto na horizontal quanto na vertical.
3/25/2021 Mecanica Industrial 77
Elevação, movimentação e transporte de máquinas e
equipamentos


Para se elevar uma máquina, devem-se observar os
locais próprios de amarração. Uma amarração bem
executada, considerando o centro de gravidade da
máquina, evitará a ocorrência de acidentes.
A figura abaixo mostra a amarração de um torno que
está sendo elevado.

3/25/2021 Mecanica Industrial 78


Elevação, movimentação e transporte de máquinas e
equipamentos


Os elementos de amarração devem estar bem
dimensionados para o peso da máquina, e seus
componentes móveis bem travados para não sofrerem
movimentos e choques com outros conjuntos durante
seu transporte.
Além da elevação da máquina por meio de amarras,
outros cuidados precisam ser observados em seu
transporte. No caso de caminhões, vagões de trens,
navios e aviões, a máquina deverá estar bem embalada,
assentada e amarrada para não se deslocar.
3/25/2021 Mecanica Industrial 79
Elevação, movimentação e transporte de máquinas e
equipamentos


Na hora do descarregamento, todo cuidado deve ser
tomado para que a máquina não caia.
Resumindo, o transporte de uma máquina exige técnica
e habilidade das pessoas envolvidas nessa importante
operação. Se todos os cuidados forem tomados,
garante-se a preservação do alinhamento geométrico
original da máquina.

3/25/2021 Mecanica Industrial 80


Elevação, movimentação e transporte de máquinas e
equipamentos

3/25/2021 Mecanica Industrial 81


Nivelamento de máquinas e equipamentos


O bom nivelamento das máquinas e equipamentos é outro
importante factor a ser considerado em termos de
alinhamento geométrico e de trabalho eficiente, e qualidade
de produto.
De fato, uma máquina ou equipamento bem nivelados
trabalham sem esforços adicionais, e operam segundo o
previsto.

Os instrumentos mais comuns para se efectuar o


nivelamento de máquinas e equipamentos são os seguintes:
nível de bolha de base plana; nível de bolha quadrangular e
nível eletrônico.
.
3/25/2021 Mecanica Industrial 82
Nivelamento de máquinas e equipamentos

3/25/2021 Mecanica Industrial 83


Modo de falha em mancais de rolamentos


Todos os modos de falha abaixo descritos causam o
início da falha do rolamento, sendo que após o
surgimento, as cargas cíclicas sobre o rolamento fazem
com que o dano se estenda até a falha do mancal de
rolamento. Os principais modos de falha são:
Falha de vedação – A falha de vedação cria abrasão por
entrada de elemento estranho no mancal de rolamento.

3/25/2021 Mecanica Industrial 84


Falha de vedação ex:

3/25/2021 Mecanica Industrial 85

Você também pode gostar