Você está na página 1de 5

Capítulo 2.

Programação Linear

Passo 2. Escolhemos o ponto P1(12,0) como vértice da primeira aproximação, partindo da


3a equação x1 + 4x2 = 12, se x1=12, x2 = 0 e resolvendo o sistema do passo1 temos:

 x3 = 5 *1 2− 1 0  x3 = 5 0
 
 x4 = 1 2− 6 ⇒  x4 = 6 e w1 = 30*12+20*0 = 360
 x = 1 2− 1 2 x = 0
 5  5
x1, x3, x4 – são varáveis básicas e x2, x5 – são variáveis não básicas.

Passo 3.1. Escrever o sistema do passo 1 de forma que (x1,x3,x4) = f(x2,x5) e


w = w1 + f(x2,x5).

 5x1 + x2 − x3 = 1 0  x3 = − 1 0+ x2 + 5(1 2− 4 x2 + x5 )
 
 x1 + x2 − x4 = 6 ⇒  x4 = − 6 + (1 2− 4 x2 + x5 ) + x2
 x + 4x − x = 1 2  x = 1 2− 4 x + x
1 2 5 1 2 5

 x1 = 1 2− 4 x2 + x5  x1 = 1 2− 4 x2 + x5
 
 x3 = − 1 0+ 6 0− 1 9x2 + 5x5 ⇒  x3 = 5 0− 1 9x 2 + 5 x5
 x = 6 − 3x + x  x = 6 − 3x + x
 4 2 5  4 2 5

w = 30x1+20x2 = 30(12-4x2+x5) + 20x2 = 360 – 100x2 + 30x5

Passo 4.1. Como na função objectivo do passo 3.1, existe um ci < 0, vamos variar x2,
fixando x5 em zero, sem esquecer da condição de não negatividade (x5=0).
Do passo 3.1 se

 x2 ≤ 3
 x1 ≥ 0  1 2− 4 x2 ≥ 0  50
  
 x3 ≥ 0 então  5 0− 1 9x2 ≥ 0 ⇒  x2 ≤
x ≥ 0  6 − 3x ≥ 0  19
 4  2  x2 ≤ 2 o m in ime o' 2 , lo g ox2 = 2

Apontamentos de Investigação Operacional 35


Alberto Mulenga
Capítulo 2. Programação Linear

Passo 5.1. Usando as variações encontradas para x2 = 2 e x5 = 0, vamos calcular os novos


valores das variáveis básicas do passo 3.1.

 x1 = 1 2− 4 * 2  x1 = 4
 
 x3 = 5 0− 1 9* 2 ⇒  x3 = 1 2 novo w2 = 360 –100*2+30*0 = 160
 x = 6 − 3* 2 x = 0
 4  4
(x1,x2,x3) são variáveis básicas e (x4,x5) são variáveis não básicas.
Passo 3.2. Rescrever o sistema do passo 3.1, de forma que (x1,x2,x3) = f(x4,x5) e
W = w2 + f(x4,x5).

 x1 = 1 2− 4 x2 + x5  x1 = 1 2− 4 x2 + x5
 
 x3 = 5 0− 1 9x2 + 5x5 ⇒  3 x 2 = 6 − x 4 + x5
 x = 6 − 3x + x  x = 5 0− 1 9x + 5x
 4 2 5  3 2 5

 1 1  4 1
x
 1 = 1 2 − 4 ( 2 − x 4 + x5 ) + x5 x
 1 = 4 + x 4 − x5
3 3 3 3
 
 1 1  1 1
 x 2 = 2 − x 4 + x5 ⇒  x 2 = 2 − x 4 + x5
 3 3  3 3
 1 1  19 4
 x 3 = 5 0 − 1 9( 2 − x 4 + x5 ) + 5 x5  x 3 = 1 2 + x 4 − x5
 3 3  3 3

1 1 100 10
W = 360 – 100x2 + 30x5 = 360 – 100( 2 − x 4 + x5 )+ 30x5 = 160 + x4 − x5
3 3 3 3

Passo 4.2 Como na função objectivo, ainda temos algum Ci < 0, vamos variar x5 e
fixamos x4 em zero: x4 = 0.
 1
 4 − 3 x5 ≥ 0
 x1 ≥ 0   x5 ≤ 1 2
  1 
 x2 ≥ 0 então  2 + x5 ≥ 0 ⇒  x5 ≤ − 6, v i o nl a on e g a t i dv ei d a
x ≥ 0  3  x ≤ 9 m i n i mp oos i t i: vx o= 9
 3  4  5 5
 1 2− 3 x 5 ≥ 0

Apontamentos de Investigação Operacional 36


Alberto Mulenga
Capítulo 2. Programação Linear

Passo 5.2. Usando as variações x4 = 0 e x5 = 9, vamos calcular os novos valores das


variáveis básicas do passo 3.2.

 9
 x = 4 −
 x1 = 1
1
3

 9 
 x2 = 2 +
3
⇒  x2 = 5
 x = 0

x = 1 2 −
4*9  3
 3
 3
100 10
novo W3 =160 + * 0 − * 9 = 160 − 30 = 130
3 3
variáveis básicas (x1,x2,x5), variáveis não básicas (x3,x4)

Passo 3.3 Escrever o sistema do passo 3.2 de tal modo que (x1,x2,x5) = f(x3,x4) e que
W = w3 + f(x3,x4)
 4 1  4 1
 x1 = 4 + x 4 − x5  x1 = 4 + x 4 − x5
3 3 3 3
 
 1 1  1 1
 x 2 = 2 − x 4 + x5 ⇒  x 2 = 2 − x 4 + x5
 3 3  3 3
 19 4 4 19
x
 3 = 1 2 + x 4 − x5 3 5 x = 1 2 − x 3 + x4
 3 3  3

 4 1 3 19  1 1
x
 1 = 4 + x 4 − ( 9 − x 3 + x4 )  x1 = 1 + x 3 − x4
3 3 4 4 4 4
 
 1 1 3 19  1 5
 x2 = 2 − x4 + (9 − x3 + x4 ) ⇒  x 2 = 5 − x3 + x 4
 3 3 4 4  4 4
 3 19  3 19
 x 5 = 9 − x 3 + x4 x
 5 = 9 − x3 + x 4
 4 4  4 4
100 10 100 10 3 19 5 35
W = 160 + x4 − x5 = 160 + x 4 − (9 − x3 + x 4 ) = 130 + x3 + x4
3 3 3 3 4 4 2 2

Como todos ci >0 e o problema é de minimização não podemos mais diminuir o valor de
w, assim a solução óptima para o agricultor é:
{x1 = 1; x2 = 5; x3 = 0; x4 = 0, x5 = 9 e Wmin = 130}

Apontamentos de Investigação Operacional 37


Alberto Mulenga
Capítulo 2. Programação Linear

2.3.4 EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Exercício 2.11. Resolver o exmplo 2.2 do problema de alfaiate pelo método algébrico.
(Resp: x1 = 7; x2 = 2; x3 = 0; x4 = 0; x5 = 2; Zmax = 310)

Exercício 2.12. Uma companhia de aluguel de camiões possuí dois tipos: o tipo A com
2 m3 de espaço refregerado e 4 m3 de espaço não refregerado e o tipo B com 3 m3
refregerado e 3 m3 não refregerado. Uma fábrica de produtos alimentícios precisou
transportar 9 m3 de produto refregerado e 12 m3 de produto não refregerado. Quantos
camiões de cada tipo deve ser ela alugado, de modo a minimizar o custo, se o aluguel de
um camião do tipo A é 30 u.m por km e do B é 40 u.m por km.
a) Formule o problema de programação linear da fábrica que necessita de transportar os
seus produtos.
b) Resolva o problema pelo método gráfico e depois pelo método algébrico.
3
(Resp: x1 = ; x2 = 2; x3 = 0; x4 = 0; Wmin = 125)
2

Exercício 2.13. Uma pequena manufatura produz dois modelos, Standart e Luxo, de um
certo produto. Cada unidade do modelo standart requer 3 horas de lixação e 1 hora de
polimento. Cada unidade do modelo de luxo exige 1 hora de lixação e 4 horas de
polimento. A fábrica dispõe de 2 lixadores e 3 polidores, cada uma trabalha 40 horas
semanais. As margens de lucro são 24 e 32 unidades de medida, respectivamente, para
cada unidade standart e luxo. Não existem restrições de demanda para ambos os modelos.
Elabore um modelo de programação linear que permita calcular a produção semanal que
maximiza a margem total de lucro do fabricante. Use o método algébrico.
(Resp: x1 = 18.18; x2 = 25.45; x3 = x4 = 0; Zmax = 1250.91)

Exercício 2.14. Usando o método gráfico e algébrico, resolva os seguintes problemas de


programação linear.

a) Max Z = 2x1 + 3x2 b) Min W = 20x1+20x2


 x1 + 2 x2 ≥ 8
 x1 + x2 ≤ 6  3x + 2 x ≥ 1 6
  1 2
Sujeito à  x1 − x 2 ≤ 3 sujeito à 
 x ,x ≥ 0  5 x1 + 2 x2 ≥ 2 0
1 2  x1 , x2 ≥ 0

Apontamentos de Investigação Operacional 38


Alberto Mulenga
Capítulo 2. Programação Linear

(Resp: (a) x1 = 0; x2 = 6; x3 = 0; x4 = 9, Zmax = 18)


(Resp: (b) x1 = 4; x2 = 2; x3 = 0; x4 = 0; x5 = 4; Wmin = 120)

b) Um médico tem de escrever um artigo, para publicação numa revista, subordinada


ao tema da composição de uma refeição à base de carnes e legumes, em quantidades
de acordo com um mínimo nutricional exigido e de modo a que o custo dessa refeição
fosse mínimo. Ele sabe que cada refeição deve conter um mínimo de 8 unidades de
carbohidratos, 15 unidades de proteinas e 6 unidades de vitaminas.
Sabe também, que o custo de cada unidade de carne é de 5 u.m. e o custo de cada
unidade de legumes é de 4 u.m.
O número de unidades dos três factores contidos em cada unidade dos dois alimentos
acima descritos são:

Carne Legumes
Carbohidratos 3 1
Proteinas 4 4
Vitaminas 1 1

O dietista pretende indicar que quantidades de cada alimento devem ser compradas
para que se possa obter o mínimo nutricional requerido com um custo mínimo. A que
conclusão terá chegado?. (Resp: x1 = 1; x2 = 5; x3 = x5 = 0; x4 = 9; Wmin = 25 u.m.)

Apontamentos de Investigação Operacional 39


Alberto Mulenga