Você está na página 1de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

FAET – FACULDADE DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA

DAU – DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA VERNACULAR

Discente: Bruna Santos e Silva


Relatório da palestra dada pela Prof. Dorcas Araujo, no dia 04/12/2019.
Infraestruturas Sociais nas Aldeias Indígenas

O assunto abordado relatou sobre uma pesquisa feita pela docente, envolvendo estudos sobre as
habitações indígenas, de modo geral. Foram apresentadas discussões que nos são recorrentes
atualmente, sobre as associações que fazemos entre tecnologia e cultura indígena.
Ao entender os costumes indígenas, as tradições, e como estes se mantém cravados até hoje,
lidamos com algumas situações em que muitos acreditam que estas tradições precisam se
“atualizar/modernizar”. Fomentando a discussão a respeito, nos foram apresentados alguns
argumentos que nos dizem até onde isso é necessário e até onde se torna invasivo.
O padrão de necessidade indígena não é semelhante ao da sociedade urbana, eles são
desprendidos de regras como as nossas, incluindo também a distinção da referência do padrão
de beleza. Justamente por isso, deve se ter cuidado ao intervir na civilização indígena, de modo
a não ir contra com o que eles têm por primordial.
O papel da arquitetura nessa questão é justamente se adaptar à esta cautela. Foram apresentados
durante a palestra alguns exemplos de instituições de apoio aos índios, como funcionavam em
termos de planta e forma.
Algumas vezes, justamente por não compreender o que se trata a cultura indígena e suas
particularidades, as condições em que vivem acabam tendo a imagem de que vivem em baixas
condições de salubridade, como se vivessem em uma miséria. Aí está a necessidade da cautela.
As intervenções feitas, juntamente com as instituições de apoio (casa de saúde, por exemplo),
devem respeitar as formas de viver, mas também viabilizar os itens necessários para a realização
efetiva das atividades. Esse é o desafio da arquitetura ao lidar com uma sociedade consolidada.
Outra problemática, além da adaptação da infraestrutura, é o acontecimento dela. Pela
localização das tribos, dificuldade de manutenção, dentre outros fatores que dificultam a
implementação de serviços, há também o descaso. Muitas vezes o estudo sobre a necessidade
nem acontece, e quando acontece não lida da forma necessária.
Cabe a nós, nos aprofundarmos nos estudos sobre a cultura da sociedade com a qual estamos
lidando e aprender a lidar com cautela para que sejam supridas as necessidades, sem atropelar
costumes e povos.

Você também pode gostar