Você está na página 1de 6

Trabalho realizado por:

- Frederico Gomes Nº4 10ºA

c
Conto - O Pedro e o Lobo««««««««««««««««««««««««««««««««««««Pág. 3
Resumo««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««Pág. 4
Análise ..«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««Pág. 5
Críticas«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««..Pág. 6

˜
O Pedro era um pastor. O seu trabalho era tomar conta das ovelhas enquanto
pastavam. Mas por vezes ficava aborrecido por estar sozinho, sem ninguém com
quem brincar e falar.
Um dia resolveu fazer uma brincadeira para se divertir.
Desatou a gritar:
- Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!
Os fazendeiros que ouviram a gritaria desataram a correr para ajudar o Pedro
a afugentar o lobo, mas quando chegaram lá não havia lobo nenhum.
O Pedro fartou-se de rir mas os fazendeiros não acharam piada nenhuma à
brincadeira e foram-se embora.
No outro dia o Pedro resolveu fazer o mesmo.
Desatou a gritar:
- Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!
Os fazendeiros correram para ajudar o Pedro, mas não havia lobo nenhum.
O Pedro desatou a rir mas os fazendeiros ficaram zangados e disseram:
- Este miúdo pensa que não temos mais nada que fazer! - E foram-se embora.
Passados uns dias os fazendeiros ouviram o Pedro a gritar:
- Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!
E disseram uns aos outros:
- Não nos vamos deixar enganar. Hoje ficamos aqui.
O Pedro continuou a gritar porque desta vez era mesmo um lobo que lhe estava
a matar as ovelhas.
- Porque é que ninguém me ajudou? - Perguntou o Pedro a chorar. Agora fiquei
sem ovelhas.
Não te ajudamos porque pensávamos que era mais uma brincadeira -
responderam os fazendeiros.

þ
Pedro era um Pastor que todos os dias ia pastar as suas ovelhas. Um dia sentiu-se
solitário e decidiu fazer uma brincadeira. Gritou bem alto: ´Socorro, o lobo está
aqui a atacar as minhas ovelhasµ. Todos os pastores vieram em seu auxilio mas
ninguém viu Lobo algum e Pedro riu-se nas suas caras. No dia seguinte o Pedro
repetiu a mesma brincadeira, os pastores voltaram a aparecer e não viram lobo
nenhum, apenas o Pedro a rir-se. Um dia o lobo apareceu e quando Pedro pediu por
socorro ninguém o veio auxiliar. ´Porque é que não me vieram ajudar?µ perguntou
Pedro, os pastores responderam-lhe ´como mentis-te tantas vezes, nós já não
acredita-mos em tiµ.

!
As personagens deste conto são: O Pedro, os fazendeiros e o Lobo; O personagem
principal é o Pedro porque é aquele que desempenha uma acção que mais sobressai
no conto, a personagem secundária são os Fazendeiros pois têm uma acção em
torno da personagem principal e o figurante é o Lobo porque não desempenha
qualquer acção no decorrer do conto. Este conto apresenta um narrador
heterodiegético, ou seja não participa na acção. O excerto do texto que o pode
comprovar é ´O seu trabalho era«µ.
Este conto segue os 3 pontos que definem a Arquitectura clássica do conto
popular. Contem uma ´situação inicialµ que apresenta as personagens principais e
inicia o conto do conto. Contem o ´nó da intrigaµ onde o personagem principal
(Pedro) age várias vezes até que no ´Desenlaceµ ele aprende uma lição
consequentemente das suas acções.

4
Achei o conto bastante interessante pois ensina ninguém acredita num mentiroso
mesmo que ele diga a verdade. Este conto de Esopo é dedicado aos mais novos para
ensiná-los para não mentir. A história também tem um certo efeito nos adultos
pois fá-los reflectir que mentir nunca é a melhor opção.
Achei que a história poderia ser um pouco mais detalhada e mais elaborada.

Interesses relacionados