Você está na página 1de 49

Arte

Grega

Professora Amanda Sobral


Na Grécia Antiga não existia a palavra arte no
sentido que empregamos hoje, e sim
"tekné", da qual originou-se a palavra
"técnica”.
A “arte” estava a serviço da valorização do
homem, do conhecimento e da razão.
Períodos históricos da Grega Antiga:

• Período Arcaico: século VII a.C. ao século V a.C.;

• Período Clássico: século V a.C ao século IV a.C.,


quando as atividades intelectuais, artísticas e
políticas manifestaram o esplendor da cultura
grega;

• Período Helenístico: século IV a.C. ao III a.C.


Características gerais da Arte Grega:

• valorização do homem como criatura mais


importante do universo;
• conhecimento e razão acima da fé em divindades;

• a arte não tinha função religiosa e nem precisava


submeter-se a regras, por isso evoluiu livremente;

• busca da perfeição: predominam o ritmo, o


equilíbrio, a harmonia ideal;

• Resumindo: racionalismo; amor pela beleza; busca


pela perfeição e valorização do homem.
Arquitetura
• as construções que se destacam na arquitetura
grega são os templos;

• eles não serviam para cultos religiosos, mas para


proteger as esculturas de seus deuses da chuva ou
do sol;

• uma característica forte dos templos gregos são as


colunas, que poderiam ser feitas por modelos
diferentes:
Ordem dórica (simples e maciça)
Ordem jônica (sugeria mais leveza e era
mais ornamentada)
Ordem coríntia
(super ornamentada)
Capitéis gregos:

- Dórico
- Jônico
- Coríntio
Outras partes dos templos:
Um dos mais famosos templos gregos é o Partenon,
construído em homenagem à deusa Atena
e que existe ainda hoje em Atenas.
Partenon
Planta baixa do Partenon:
Frontão: espaço em forma de triângulo que ficava entre a
arquitrave e o telhado na entrada e nos fundos dos templos, e que
era ornamentado com esculturas.

Reconstituição de um templo na Grécia Antiga


Influências da arquitetura grega (pg. 28)

Lincoln Memorial, Washington, EUA


No interior do prédio, uma estátua do ex-presidente
Abraham Lincoln, assume o papel que seria de um
deus grego.
Escultura
O movimento na rigidez da pedra

Características gerais:
• Preferência pela representação do corpo humano, sendo
menos frequentes animais ou outros motivos decorativos;
• Naturalismo da figura humana;
• Procura do ideal de beleza humana, baseada na
proporcionalidade e no equilíbrio das diferentes partes do
corpo;
• O escultor grego acreditava que uma estátua não deveria
apenas representar um homem, mas ser um objeto belo por
si só, devendo ser observado por todos os lados;
• Principais materiais: mármore, pedra e bronze.
Esculturas do Período Arcaico

• Influência da tradição egípcia;


• Frontalidade e rigidez;
• Uma perna ligeiramente
avançada;
• Braços caídos ao longo do
corpo;
• Músculos mal definidos;
• Olhos amendoados.
Padrão Kouros:

• figuras masculinas nuas,


eretas, em rigorosa
posição frontal e com o
peso do corpo igualmente
distribuído sobre as duas
pernas;

• kouros significa homem


jovem, e mostrava bem a
simetria do corpo
humano.
Esculturas do
Período Clássico
• Posições mais naturais;
• Abandono da rigidez;
• A cabeça perde a frontalidade,
olhando para os lados;
• Braços livres do corpo;
• Peso do corpo sobre uma das
pernas;
• Curva praxiteliana - figura
ligeiramente arqueada;
• Atenção aos sentimentos e
emoções.
• a escultura deveria
despertar no observador o
desejo de andar em torno
dela para examiná-la de
vários ângulos;
• a postura rígida deu lugar
a movimentos corporais;
• na escultura Discóbolo (450
a.C), de Míron, pode-se
perceber claramente a
ideia de movimento, um
contraponto com a ideia de
rigidez e imobilidade da
escultura egípcia.
Esculturas do
Período Helenístico

• surgimento do
nu feminino.
Até então, as mulheres
eram representadas
sempre vestidas;

Afrodite de Melos (pg. 31)


Afrodite
• surge a escultura
como
representação de
um grupo de
pessoas;
• o conjunto devia
dar a impressão de
movimento e
representar uma
cena;
Pintura
Vasos gregos:

• a pintura grega teve a


sua maior
importância nos vasos
ou ânforas;

• são famosos pela


beleza da forma e pela
harmonia das cores;
• a pintura representava
cenas mitológicas e
costumes gregos;
Figura negra

O artista pintava as
figuras em preto
deixando no fundo a cor
natural do vaso.
Mais tarde, um artista inverteu o esquema das cores:
deixou as figuras na cor natural do barro cozido e
pintou o fundo em preto.
Figura vermelha
Música

• a Grécia é considerada o
berço da cultura musical;

• a própria palavra “música”


vem da deusa grega Musa;
• Pitágoras dividiu a
escala em 7 sons;

• a notação era feita


através de letras
(A, B, C, D, E, F, G);
• alguns instrumentos de corda
como a lira e a harpa ficaram
característicos da Grécia.
Teatro
• Os gregos foram os criadores do teatro, que
surgiu ligado a rituais religiosos;

• Os atores, além das máscaras, utilizam


muito os recursos da mímica;

• Temas: tragédias relacionadas a fatos


cotidianos, problemas emocionais e
psicológicos, lendas e mitos, homenagem
aos deuses gregos, fatos heróicos e críticas
humorísticas aos políticos.
Persona: as máscaras
usadas no teatro

• Sua função era tanto dar ao ator


a aparência que o papel exigia,
quanto amplificar sua voz,
permitindo que fosse bem
ouvida pelos espectadores. A
palavra é derivada do verbo
personare, ou "soar através de”;

• De “persona” veio a palavra


“personagem”, que usamos até
hoje.
Anfiteatros gregos

• Eram construídos
em encostas de
montanhas no
formato de um
semicírculo e se
compunham de três
partes:

– a skene ou
orquestra:
espaço circular,
reservado para a
representação dos
atores, danças e
coro;
Teatro de Epidauro
– palco: onde os atores se preparavam para entrar
em cena. Também era usado para guardar os
cenários e as roupas;

– koilon ou arquibancada: espaço reservado para


os espectadores.

Teatro de
Epidauro
CURIOSIDADES

• A Grécia Antiga é considerada pelos historiadores


como uma civilização de grande esplendor cultural.
Os gregos desenvolveram a filosofia, as artes, a
tecnologia, os esportes e muito mais. Tamanha era
a importância desta cultura, que os romanos, ao
invadir a Península Balcânica, não resistiram e
beberam nesta esplendida fonte cultural. Vejamos
os principais elementos da cultura grega.
Esportes

• Foram os gregos que desenvolveram os Jogos


Olímpicos. Aconteciam de quatro em quatro anos
na cidade grega de Olímpia. Era uma homenagem
aos deuses, principalmente a Zeus (deus dos
deuses). Atletas de diversas cidades gregas se
reuniam para disputarem esportes como, por
exemplo, natação, corrida, arremesso de disco
entre outros. Os vencedores das Olimpíadas eram
recebidos em suas cidades como verdadeiros
heróis.
Filosofia

• A cidade de Atenas foi palco de grande


desenvolvimento filosófico durante a o Período
Clássico da Grécia (século V a.C.). Os filósofos
gregos pensavam e criavam teorias para explicar a
complexa existência humana, os comportamentos e
sentimentos. Podemos destacar como principais
filósofos gregos Platão e Sócrates.
Democracia

A cidade de Atenas é considerada o berço da


democracia. Os cidadãos atenienses (homens,
nascidos na cidade, adultos e livres) eram aqueles
que podiam participar das votações que ocorriam
na Ágora (praça pública). Decidiam, de forma
direta, os rumos da cidade-estado.
Mitologia

• Para explicarem as coisas do mundo e


transmitirem conhecimentos populares, os gregos
criaram vários mitos e lendas. As estórias eram
transmitidas oralmente de geração para geração. A
mitologia grega era repleta de monstros, heróis,
deuses e outras figuras mitológicas. Os mitos mais
conhecidos são: Minotauro, Cavalo de Tróia,
Medusa e Os Doze trabalhos de Hércules.
Principais seres mitológicos:

- Heróis: seres mortais, filhos de deuses com seres humanos.


Exemplos : Herácles ou Hércules e Aquiles.
- Ninfas: seres femininos que habitavam os campos e bosques,
levando alegria e felicidade.
- Sátiros: figura com corpo de homem, chifres e patas de bode.
- Centauros : corpo formado por uma metade de homem e outra de
cavalo.
- Sereias: mulheres com metade do corpo de peixe, atraíam os
marinheiros com seus cantos atraentes.
- Górgonas: mulheres, espécies de monstros, com cabelos de
serpentes. Exemplo: Medusa
- Quimeras: mistura de leão e cabra, soltavam fogo pelas ventas.

Medusa: mulher com serpentes na cabeça


Minotauro
• É um dos mitos mais conhecidos e já foi tema de filmes,
desenhos animados, peças de teatro, jogos etc. Esse monstro
tinha corpo de homem e cabeça de touro. Forte e feroz,
habitava um labirinto na ilha de Creta. Alimentava-se de sete
rapazes e sete moças gregas, que deveriam ser enviadas pelo
rei Egeu ao Rei Minos, que os enviavam ao labirinto. Muitos
gregos tentaram matar o minotauro, porém acabavam se
perdendo no labirinto ou mortos pelo monstro.
• Certo dia, o rei Egeu resolveu enviar para a ilha de Creta seu
filho, Teseu, que deveria matar o minotauro. Teseu recebeu da
filha do rei de Creta, Ariadne, um novelo de lã e uma espada.
O herói entrou no labirinto, matou o Minotauro com um golpe
de espada e saiu usando o fio de lã que havia marcado todo o
caminho percorrido.
Deuses gregos
• De acordo com o gregos, os deuses habitavam o
topo do Monte Olimpo, principal montanha da
Grécia Antiga. Deste local, comandavam o trabalho
e as relações sociais e políticas dos seres humanos.
Os deuses gregos eram imortais, porém possuíam
características de seres humanos.
• Ciúmes, inveja, traição e violência também eram
características encontradas no Olimpo. Muitas
vezes, apaixonavam-se por mortais e acabavam
tendo filhos com estes. Desta união entre deuses e
mortais surgiam os heróis.
Principais deuses
Zeus - deus de todos os deuses, senhor do Céu.
Afrodite - deusa do amor, sexo e beleza.
Poseidon - deus dos mares 
Hades - deus das almas dos mortos, dos cemitérios e do
subterrâneo.
Hera - deusa dos casamentos e da maternidade.
Apolo - deus da luz e das obras de artes.
Artemis - deusa da caça.
Ares - divindade da guerra..
Atena - deusa da sabedoria e da serenidade. Protetora da
cidade de AtenasCronos - deus da agricultura que também
simbolizava o tempo
Hermes - divindade que representava o comércio e as
comunicações
Hefestos - divindade do fogo e do trabalho.
FIM

Você também pode gostar