Você está na página 1de 4

Proposta de Oficina

Projeto Pandemia Criativa – Arena Cultural

Propositor: Cleiton Demian

Título da Oficina: Laboratório de Expressividades- Módulos Jazz Burlesco/ Módulo Stiletto

Linguagem Artística: Dança- Performance- Artes Cênica

Descrição da Atividade: O Jazz Burlesco é uma proposta afim de gerar o pensamento


sobre um corpo que é comunicativo, criativo e expressivo, propor um caminho de possíveis
descobertas do corpo em movimento e na a adaptação necessária para se comunicar,
pensando estar dentro dessa esfera, que é o mundo, onde os modos de comunicação estão em
constante movimento. Formatado em módulos, essa trabalho é tecido dentro de modalidades
de dança, um percurso estruturado com a técnica de Jazz Dance, a Arte Burlesca e a
performance do Stiletto. Essa aula deriva do modelo de Laboratório de Expressividades, que
desenvolvo como Projeto de Pesquisa em Dança, pela Universidade Estadual do Paraná.

Etapas 1 Investigação corporal; Comunicação; Prática de dança;;


 Propor uma investigação da atenção corporal dos alunos no momento
presente, criando uma espécie de fluxo comunicativo entre o corpo
individual, o que seria o corpo de outre e o corpo espaço que se encontram
para a prática;

Encontro 1 - ativação das articulações do corpo;


Encontro 2 – caminhadas, espaço;
Encontro 3 – contratempo;
Encontro 4 – respiração, níveis;
Encontro 5 - vivência em grupo;
Encontro 6 – musicalidade e ritmo;
Encontro 7 - contrapeso do corpo, equilíbrio e fortalecimento muscular;
Encontro 8 - trabalho de armazenamento de dados, momentos de prática em
aula, recapitular tudo que foi visto até agora;

Etapa 2 Gatilhos de movimentos; Coletivo; Percepção do corpo;

 Mediar uma exploração gatilhos de movimentos, que começa do individual e


cria relação com o coletivo, explorando os graus de entendimento das
articulações, encaixes, e cadeias musculares, a partir de atividades que
estimule subsistemas como a percepção do corpo;
Encontro 1- aquecimentos
Encontro 2 - preparação corporal
Encontro 3 - construções coreográficas
Encontro 4 - vivência em grupo;

 Etapa 3 Autogestão do corpo; Comunicação; Criação;

 Conduzir, de forma imaginária e literal, um diálogo informativo sobre


possibilidades de comunicação entre EU e o MUNDO pelo movimento,
despertando o interesse para imaginar uma inovação daquilo que é
comum;
Encontro 1 - células coreográficas;
Encontro 2- composição coreográfica;
Encontro 3 - partitura e repertório;
Encontro 4 - dança em cena;

Etapa 4 Debilidades e potencialidades; partitura e repertório; ;

 Propor a experiência de investigar o corpo como sendo um corpo performático


cheios de possibilidades, e consequentemente, impulsionar o uso da mente para
desempenhar atividades que deslumbro no corpo e que poderia representar em
movimento, revelando para si as debilidades e potencialidades das sensação que
surgem na prática; 
Encontro 1 - vivência em grupo;
Encontro 2 - olhar para o outro;
Encontro 3- partitura e repertório;
Encontro 4 - dança em cena;

Etapa 5 Mémoria; Armazenamento de dados; Experimentações;

 Sugerir o uso da memória para pensar sua representação social e a sujeição do


corpo performático para desempenhar as atividades que me proponho a realizar
e aquilo que me colocam pra fazer na vida, enfatizando seu processo de
comunicação corpo e mundo. Usando as ferramentas da tecnologia, propor
experimentos com a câmera.
Encontro 1- experimento vídeo arte;
Encontro 2- experimento de vídeo dança;

Duração (Em meses, semana, dias): Aulas quinzenais, com duração de 3 meses cada etapa.

Duração em Horas: 1h30min

Número de participantes: Mínimo : 10 e máximo: 20

Os participantes podem acessar as aulas em outros horários? ( ) sim ( x ) não/ atividade ao


vivo
Tem preferência por algum app ( ) não ( x ) sim Qual? Google Meet

Condições ou materiais necessários para participantes realizarem as atividades:

- usar roupas que permita mobilidade do corpo;

- pré-disposição para mover;

- fazer uso do som e de câmera ligadas em aula;

Anexar

- Currículo do Proponente / Mini Bio

Profissional dinâmico e multicultural, atuante como professor e propositor de dança, desenvolve


aulas para pessoas de várias idades, trabalhando a mobilidade e a expressão corporal, a
resistência física e a habilidade motora de pessoas que gostam de dançar e que buscam uma
modo de manutenção da saúde do corpo. Trilhando no caminho da dança desde 2014, sua
formação tem contribuição das modalidades de Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Jazz Dance
e Jazz Contemporâneo, Heels e Stiletto, tendo como professores, Marcela Mendes, Samuel Gomes
Gechele, Mestre Jair Moraes* in memoriam, Eliane Fetzer, André Oliveira, Emmanuel Fagundes,
Vivianne Cecconelo, entre outros. Teve participação em três edições do Festival de Dança de
Joinville, sendo apoio do Instituto Festival de Dança de Joinville na área de Cursos. Graduando em
Dança desde de 2017 pela Universidade Estadual do Paraná, desenvolve sua pesquisa em dança
buscando estudos nas Práticas Pedagógicas Performática, investigando a relação do ensino da
dança e o desenvolvimento das aulas de dança nas propostas hodiernas, introduzindo uma
investigação da performance constrói sua pesquisa de movimento, nomeada como Jazz Burlesco/
Jazz Burlesqueire, com o viés do transformismo. Em sua trajetória de danças, esteve presente em
vários espetáculos de dança como,” O quebra nozes “ pela Escola Allegro (PR), “Coppelia” e
“Grease” do Centro Cultural Lilly Bremer (SC), “Busca” junto a Cia Masculina de Dança Jair Moraes
(PR), entre outros.

- Fotos de trabalho (preferencia as que ilustrem a atividade proposta)


Figura 1- Laboratório de Expressividades, Jazz Burlesco, Oficina no Seminário de Dança do DANCEP, 2019.

Figura 2- Laboratório de Expressividades, curso de modelos da Forum School, Londrina, 2018

A Arena Cultural ficará com 20% do valor arrecadado das atividades referentes a produção e
divulgação e contato com os participantes da atividade

Você também pode gostar