Você está na página 1de 4

Tem início hoje o 10º Festival da Canção de Viçosa na UFV

Arquivo

O Espaço Multiuso da UFV, Fresta (Jesus Anísio Neto)


na noite de hoje, será palco Lampião (Paulo Victor Queiroz)
JORNAL
de músicas de diferentes Mais (Gabriel Costa)
DA UFV
estilos e localidades do País, O mundo gira (Felipe Elia de
com o início do 10º Festival A. Magalhães)
Ano 35 Viçosa (MG), 28 de setembro de 2007 Número 1.409 PUBLICAÇÃO DA DIVISÃO DE JORNALISMO DA COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Visite nosso site: www.ufv.br
da Canção de Viçosa. O todo é tão pouco (Bruno
Apresentando o maior Lima)
número de inscritos desde o Sonata do açúcar amargo
primeiro festival, em 1997, (Ronaldo Medeiros e Renato
UFV se destaca na produção
o Fecavi reúne MPB, rock, Luiz)
roda de viola, samba e sam-
ba-rock. Os compositores Amanhã, o público pode-
selecionados concorrem a rá prestigiar as canções da
até R$ 4 mil em prêmios. Categoria Geral:
de novos cultivares no Brasil
Na Categoria Universitá- Akoma-e (Dário Marques)
ria, seis canções serão apre- Calango desassombrado
sentadas hoje por seus com- (Diorgem Ramos)
positores: Casulo na moldura (Carlos
Gomes)
A
Cadê a infância (Suzana É ruim de pegar com a mão

Arte: Márcio Jacob


Dias) (Zé Alexandre) Universidade
De coração (Ivan Rodrigues) Indiferença (Rafael Aguiar) Federal de
Espera-se que o 10º Fecavi tenha o mesmo sucesso das edições anteriores
Viçosa foi ho-
Arquivo

Junho de todos os santos começa a partir das 20 ho- lojas credenciadas da Oi. menageada, pelo Mi-
(Zebeto Corrêa) ras. Amanhã, o festival terá O Festival da Canção de
Legado de um negro (Mari- início no mesmo horário e vai Viçosa é promovido pela Fun-
nistério da Agricul-
nho San) contar com a participação da dação Artística e Cultural de tura, Pecuária e
Milagreiro (Eduardo San- banda de rock mineira Tia- Viçosa (Facev), Fundação
Abastecimento
tana) nastacia, que comemora 10 Rádio e Televisão Educativa
Samba mistura (Paulo Mo- anos de carreira. e Cultural de Viçosa (Fratev) (Mapa), por figurar
narco) O ingresso para o 10º Fe- e Divisão de Assuntos Cultu- entre as instituições
cavi é trocado por um quilo de rais (DAC) da Pró-Reitoria de
A cantora Aline Calixto e alimento não perecível, a ser Extensão e Cultura da Uni- brasileiras com o mai-
o compositor carioca Nelson doado a entidades sociais. Há versidade Federal de Viçosa. or número de cultiva-
Sargento, importante nome pontos de troca nas Quatro Pi-
do samba brasileiro, se apre- lastras (entrada da UFV), no Com reportagem de: res protegidos. A ce-
O evento sempre recebeu um grande público sentam hoje no evento, que Supermercado-Escola e nas Felipe Luchete rimônia foi realizada,
no dia 25 deste mês,
em Brasília, ocasião
em que foram come-
morados os 10 anos
de proteção de culti-
vares no Brasil.
Veja matéria na
página 3.
Pólo de Excelência
Comemoração do 81º aniversário da UFV em Florestas na UFV
A

José Paulo Martins


Universidade Federal de Viçosa
F
oi realizada, no dia 14 de
comemorou, no dia 28 de agosto, agosto, na UFV, a Reu-
o 81º aniversário de sua fundação, nião Técnica Preparató-
em cerimônia realizada no Espaço Acadê- ria para a instalação do Pólo
mico-Cultural “Fernando Sabino” (foto). de Excelência em Florestas
na Universidade, com amplas
Na oportunidade, foram prestadas perspectivas para o desen-
homenagens a diversos membros da volvimento do setor na re-
comunidade acadêmica, agraciados gião e em Minas.
28 de O evento foi realizado no
com as Medalhas Bello Lisboa, José Va-
setembro Salão Nobre do Edifício Ar-
Impresso lentino da Cruz e Peter Henry Rolfs do thur da Silva Bernardes, con-
de 2007 Especial
9912165948/DR/MG
UFV
Mérito em Ensino, Pesquisa e Extensão. tando com a presença de au-
CORREIOS toridades acadêmicas, re-
Leia matéria completa na presentantes de organiza-
8 U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E
36570-000 - VIÇOSA - MINAS GERAIS - BRASIL
V I Ç O S A DEVOLUÇÃO
GARANTIDA
CORREIOS
7397090628/DR/MG
9912165948/DR/MG

página 5.
ções participantes do pólo e
especialistas na área. Pág. 6
UFV deverá ampliar vagas para aderir ao Reuni Projeto Reciclar inicia campanha
A administração da UFV, por meio da As universidades podem ou não ade- gressantes) seja de, no mínimo, 90%. Atu-
Pró-Reitoria de Ensino, promoveu, em rir ao plano. As que aderirem terão acrés- almente esta média é de 69,81%. O Reuni
JORNAL
DA UFV
agosto deste ano, uma série de encon-
tros com a comunidade universitária para
debater a possível adesão da Universida-
de ao Reuni, o Programa de Apoio à Ex-

cimos de até 20% no orçamento em cin-


co anos. A autorização do Consu ainda
não significa a adesão da UFV, mas já é
um primeiro passo. Para que o projeto

também estabelece que as Universidades


tenham uma média de 18 alunos por pro-
fessor, na UFV a relação é 16,61. Se as
metas forem atingidas, em cinco anos a
de coleta seletiva nos alojamentos JORNAL
DA UFV

Agnaldo Montesso
pansão e a Reestruturação das Universi- de expansão seja aprovado já no ano UFV deverá incorporar cerca de 38 mi- ben/Divisão de Saúde na Pra- Abaixo, gráficos que demonstram a evolução da coleta
dades Federais proposto pelo governo que vem, a UFV terá que elaborar a pro- lhões de reais ao seu orçamento anual. JORNAL DA UFV ça de Vivência, a aquisição seletiva de lixo e o percentual da coleta seletiva em
federal. Se aderir, a UFV deverá criar cer- posta detalhada até o final do mês de Para o pró-reitor de Ensino, os pro- PUBLICAÇÃO DA UNIVERSIDADE de equipamentos para a Di- relação à convencional. Na fotografia, a faixa anuncia
ca de três mil novas vagas nos cursos de outubro. jetos pedagógicos da graduação na UFV FEDERAL DE VIÇOSA visão de Saúde e assistên- o projeto, no Alojamento Novo.
graduação nos próximos cinco anos. Segundo o pró-reitor de Ensino, Luiz já contemplam, razoavelmente, a mobi- Registro no Cartório de Títulos e cia a estudantes carentes e
Em reunião, no dia 23 de agosto, o Aurélio Raggi, a Universidade não terá lidade que o governo deseja e fornecem Documentos da Comarca de servidores da UFV por meio
Conselho Universitário (Consu) autorizou muitas dificuldades em se adequar às flexibilidade aos estudantes que queiram Viçosa sob o nº 04, livro B,
da Asben.
nº 1, fls. 3/3v
a Administração da UFV a elaborar a pro- metas do governo. De acordo com os cursar disciplinas em outras instituições.
posta de adesão ao Programa, que tem cálculos do MEC, a UFV precisa criar pelo Ele também avalia que a política de as- ADMINISTRAÇÃO Coleta Seletiva na UFV
como meta global a elevação gradual da menos 2.927 novas matrículas na gradu- sistência estudantil da UFV é mais favo-
taxa de conclusão média dos cursos de ação nos próximos cinco anos. Também rável ao aluno que na maioria das uni- Ed. Arthur da Silva Bernardes
- Campus Universitário - A coleta seletiva de resí-
graduação para 90% e da relação de alu- será necessário reduzir as taxas de eva- versidades federais e ainda pode ser duos na UFV é realizada des-
nos de graduação em cursos presenci- são com políticas mais efetivas de ocu- melhorada com os recursos prometidos CEP 36570-000 - Viçosa - MG
de 1995 e baseia-se na parti-
Telefax (31) 3899-2245
ais por professor para 18, ao final de cin- pação de vagas ociosas e de permanên- pelo Reuni. Entretanto, será preciso cipação voluntária de profes-
co anos. Com isso, o governo pretende cia dos estudantes. buscar formas para reduzir a evasão e sores, estudantes e, princi-
criar mais 300 mil vagas na educação su- O governo exige que a taxa de con- diminuir a ociosidade de vagas sem pre- REITOR
Carlos Sigueyuki Sediyama palmente, de funcionários,
perior pública no Brasil. clusão (relação entre diplomados e in- juízos à qualidade do ensino.
que coordenam o recolhimen-
VICE-REITOR to dos materiais nos prédios.
DCE realiza 1º Congresso Estudantil da UFV Cláudio Furtado Soares
COORDENADOR DE

Faixa do projeto no alojamento Novíssimo


O Projeto Reciclar iniciou
durante o mês de setembro a
do-lhes destino correto, pois,
atualmente, 12% dos resídu-

Nos últimos dez anos, fo-


ram recolhidos, além dos tra-
dicionais papel e papelão,
O 1º Congresso Estudantil da UFV, com
Agnaldo Motesso

COMUNICAÇÃO SOCIAL campanha de mobilização dos os passam pela coleta seleti- todos os tipos de plásticos,
o tema “Transformações da Universidade moradores dos alojamentos va. Posteriormente, a cam- vidros e sucata em geral.
Cláudio Mafra
Pública: quais caminhos?”, foi realizado Novo e Novíssimo, convidan- panha será estendida aos Estima-se que mais de 50%
entre os dias 19 e 22 de setembro no do-os a realizar a coleta sele- demais alojamentos e prédi- dos materiais potencialmen-
JORNALISTA RESPONSÁVEL
auditório do Departamento de Engenha- tiva de materiais nos aparta- os do Campus, a fim de que te recicláveis ainda são des-
Antônio Fernando de
ria Florestal e em outros espaços do cam- mentos. Cada morador pode- toda a comunidade universi- cartados no lixo da coleta
Souza Faria
pus, como o CEE e o Barzinho do DCE. O convencional. Dessa forma,
Reg. MG 02608 JP rá contribuir separando os tária tenha a oportunidade de
evento, organizado pelo Diretório Central o Projeto Reciclar visa à
materiais em recicláveis e or- aderir à campanha.
dos Estudantes, teve a presença, na aber- conscientização da comuni-
DIVISÃO DE JORNALISMO gânicos, depositando-os em Em 2006, foram recolhi-
tura, do professor Alberto Jones (DER) e dade universitária para a im-
Antônio Fernando de tambores apropriados, para das aproximadamente 100
dos estudantes Antônio David (USP) e Bru- portância da coleta seletiva
Souza Faria posterior triagem no Galpão toneladas de materiais reci-
no Elias (UNE), que discutiram o tema
do Projeto Reciclar/Asben. cláveis com a renda sendo do material reciclável gera-
central do evento. Houve outros painéis
DIVISÃO DE RÁDIO E TV O objetivo da campanha revertida para a comunida- do no Campus.
como “Acesso à Universidade Pública” e
“Universidade Popular e Democrática x Ricardo Nogueira Reis é aumentar a quantidade de de universitária, através de
materiais recicláveis coleta- benefícios sociais, como a Com reportagem de:
Mercantilização do Ensino”. Anna Caroli-
DIVISÃO DE RELAÇÕES dos no Campus da UFV, dan- instalação da Farmácia As- Agnaldo Montesso
na de Oliveira Azevedo, uma das organiza- Representantes da UNE, UFV e USP
doras, afirma que o congresso é uma for- PÚBLICAS
ma de discutir assuntos importantes na sobre o tema. As oficinas contaram com foram definidas as diretrizes do movimen- Yara Vaz de Melo Freppel
vida acadêmica, pois, muitas vezes, os es-
tudantes estão alheios às transformações
que vêm ocorrendo na Universidade.

variados temas como o “Programa Teia:


articulando projetos de extensão na
UFV”, “Cultura solta na Casa Universitá-

to estudantil da UFV para os próximos


dois anos, além da aprovação de novo
estatuto para DCE, pois o que estava vi-
DIVISÃO DE GRÁFICA
UNIVERSITÁRIA
UFV promove o 4º Simpósio de Meio Ambiente
Durante os quatro dias do congres- ria de Cultura e Arte”, dentre outros. gente foi elaborado na década de 70. José Paulo de Freitas

Gabriel Miranda
Logo após a abertura, o re- referentes à preservação do cursos e palestras, contan-
so, oficinas, minicursos, grupos de traba- Por meio dos GTs (pesquisa, universidade
presentante do MMA, Bernar- meio ambiente. O evento foi do com sessões sobre
lhos e apresentações culturais envolve- e sociedade, extensão, acesso e perma- Com reportagem de: EQUIPE DE REDAÇÃO
ram dezenas de estudantes para refletir nência, cultura e movimento estudantil), Agnaldo Montesso do Pires, proferiu a conferên- coordenado pelo professor Se- “Energia”, “Saúde e Meio
Antônio Fernando de Souza
Faria, João Batista Mota, cia “O Governo Federal e o bastião Renato Valverde (DEF- Ambiente, Agricultura e Sil-
Meio Ambiente”. Mais tarde, UFV) e teve como público-alvo vicultura”, “Mineração e
Café com papo inicia comemorações dos 136 anos de Viçosa José Paulo Martins e
Léa Medeiros às 16h20, foi a vez do dirigen-
te do IEF, Geraldo Fausto, pro-
estudantes, profissionais e
pesquisadores da área.
Água” e “Meio Ambiente
como Investimento”.
Priscila Martins

A 10 a edição do Projeto Em fevereiro deste ano, o Café com DESIGNER GRÁFICO ferir a palestra “O Governo O encerramento do 4º Sim-
“Café com Papo” iniciou a co- Papo recebeu Menção Honrosa no 4o Sim- Márcio Jacob
memoração dos 136 anos da pósio de Extensão Universitária da Univer- Estadual e o Meio Ambiente”. pósio de Meio Ambiente ocor- Com reportagem de:
cidade de Viçosa, que serão sidade Federal de Viçosa. A premiação foi Em seguida, às 17h10, o pro- reu no dia 19, com diversos Gabriel Miranda
ESTAGIÁRIOS
celebrados amanhã, com pro- no dia 26 de setembro, no auditório da Felipe Luchete de Oliveira, fessor Luiz Cláudio Costa

Gabriel Miranda
gramação organizada pela Se- Biblioteca Central da UFV. O projeto é Gabriel Gomes Miranda, (DEA-UFV) presidiu o seminá-
cretaria Municipal de Cultura. uma iniciativa do curso de Comunicação José Agnaldo Montesso rio “Mudanças Climáticas Glo-
O “Café” foi realizado no sába- Social da Universidade Federal de Viço-
do, dia 22, na Praça Silviano sa, idealizado pelos alunos Kamila Bebber,
Júnior, Renata Aparecida bais e seus Efeitos no Meio
de Almeida Loures e Ambiente”. Por fim, às 18 ho-
Brandão. O evento apresentou Priscila Martins e Rafael Munduruca, com
Rodrigo de Castro Resende
contadores de causos que re- a orientação dos professores Joaquim ras, ocorreu o coquetel come-
Mesa que presidiu a abertura do Simpósio
lembraram histórias marcadas Lannes, Juliano Pires e Kátia Fraga. morativo dos 40 anos do
REVISÃO
na cidade e a Pequena Orques- Teve início, na tarde do honorário do Centro Brasilei- CMCN/CBCN.
Maria do Carmo da Costa
Os contadores de causos de Viçosa na tra Ararita, que tocou música Com reportagem de:
Val Gomide dia 18 deste mês, no Es- ro para a Conservação da Na- Promovido pelo Departa-
10ª edição do Café com Papo brasileira de percussão. Renata Loures
paço Acadêmico-Cultural tureza (CBCN), além de repre- mento de Engenharia Flores-
28 de 28 de
IMPRESSÃO “Fernando Sabino”, o 4º sentantes do Ministério do tal (DEF) da UFV, pelo CBCN e
setembro Divisão de Gráfica Universitária (DGU)
setembro
Simpósio de Meio Ambien- Meio Ambiente (MMA), Ibama, pelo Núcleo de Pesquisa em
de 2007 Participe do JORNAL DA UFV te. A cerimônia de abertu- IEF, UFV, Prefeitura e Câmara Ambiência e Arquitetura de
de 2007
Dê a sua opinião, sugestões e faça críticas! ra contou com a presença Municipal de Viçosa, Câmara Sistemas Agroindustriais (Am-
do professor Roberto da dos Deputados e ex-presiden- biagro), o Simpósio teve iní-
2 Veja na página da UFV (www.ufv.br) a opção para o envio de notícias
U M P A Í S
Governo Federal
D E T O D O S
Silva Ramalho, presidente tes do CBCN. cio no dia 17, com minicursos Parte do público que prestigiou o evento
7
Inaugurada Sala de Informática Presidente nacional da Câmara Brasileira da UFV é a universidade que mais
no Alojamento Pós Indústria da Construção profere palestra na UFV
JORNAL
DA UFV
produziu novos cultivares no Brasil JORNAL
DA UFV
Rodrigo Resende

José Paulo Martins

Com o objetivo de fortalecer


a representatividade do setor
da construção nacional, respon-
sável por 5,4% do Produto Inter- Embrapa, a Epamig e a UFLA. bientes e garantem a produ- RB867515 e RB928064 são mestrado, doutorado e pós-
no Bruto (PIB) da economia e pela A Universidade Os cultivares protegidos ção em condições de estres- cultivares desenvolvidos doutorado.
geração de 5,6 milhões de em- pela UFV encontram-se re- ses ambientais. Além disso, pelo Departamento de Fito- Os cultivares de soja de-
pregos no País, a Câmara Brasi- Federal de Viçosa
lacionados com a Agroener- os cultivares de milho da UFV tecnia da UFV e protegidos senvolvidos pela UFV, sob a
leira da Indústria da Construção foi homenageada,
(CBIC) iniciou uma série de visi- gia (cultivares de cana) e também estão sob os princí- pelo SNPC. Cultivares de nominação UFVS, contribu-
tas às cidades mineiras que pos-
pelo Ministério da com o setor alimentício (mi- pios da agricultura sustentá- destaque em produtividade em para o aumento da pro-
suem sindicatos empresariais da Agricultura, Pecuá- lho, soja, café, trigo e fei- vel, pois são eficientes no de açúcar e tolerante às dutividade, trazem maior es-
categoria. ria e Abastecimen- jão). São cultivares de ní- aproveitamento de nutrien- principais doenças de impor- tabilidade à produção, cola-
A primeira delas ocorreu no
dia 10 deste mês, quando o pre- to (Mapa), por figu- vel superior, voltados para tes, são mais resistentes às tância em nosso país. A boram na expansão da re-
sidente da entidade, Paulo Safa- rar entre as institui- o agronegócio e para o pe- doenças, maximizam o uso RB867515 foi o cultivar mais gião de cultivo e ampliação
Flagrante da inauguração da sala no alojamento Pós dy Simão, esteve em Viçosa para
ções brasileiras com queno produtor. da água do solo e possuem plantado no Brasil nas últi- da época de semeadura,
Foi inaugurada, no dia 19 des- mas informatizados da UFV, como o um encontro com empresários e além de ocasionarem maior
o maior número de A CPPI foi criada em 1999 elevada estabilidade de pro- mas duas safras, com plan-
te mês, a nova Sala de Informáti- Sapiens e o PVAnet. O reitor Carlos lideranças empresariais e políti-
cas das cidades de Ponte Nova, e instalada na Pró-Reitoria de dutividade. tio estimado de 10% do to- adaptação em diferentes ti-
ca do Alojamento Pós. O evento Sediyama agradeceu a colaboração cultivares protegi-
contou com a presença do reitor dos acadêmicos na construção des- Ouro Preto, Mariana e Viçosa, Pesquisa e Pós-Graduação. Por isso, a comercializa- tal. Esse cultivar tem sido a pos de solos.
além de estudantes de gradua- O presidente nacional da CBIC em reunião na UFV dos. A cerimônia foi ção dos cultivares de milho melhor opção para manejo Os cultivares UFVS apre-
Carlos Sigueyuki Sediyama, do pró- se novo espaço e enfatizou o lado Sua missão é organizar, sis-
reitor de Assuntos Comunitários, social dos computadores, que pro- ção e pós-graduação dos cursos de Aceleração do Crescimento sentação política que ela desem- realizada, no dia 25 tematizar, divulgar, orientar, da UFV apresenta maiores em solos de baixa fertilida- sentam ainda maior resistên-
Luciano Esteves Pelúzio, e do che- porcionarão aos estudantes mais de Engenharia Civil e Economia (PAC), o aperfeiçoamento da Lei penha em prol das indústrias da deste mês, em Bra- acompanhar e executar os vantagens comparativas, de natural e de textura are- cia às principais doenças,
fe da Divisão de Assistência Estu- contatos com seus familiares e ami- da UFV, que ocorreu no Centro de Licitações (Lei 8.666/93), a construção civil, pesada e do
dantil , Sebastião Carlos da Fonse- gos, através da internet. de Ciências Exatas e Tecnológi- discussão do Projeto de Lei Com- mercado imobiliário nacional. sília, ocasião em trâmites previstos na legis- como: a marca UFV, asses- nosa no cerrado brasileiro. como cancro-da-haste, man-
ca, além de representantes do Antiga reivindicação estudan- cas do Departamento de Enge- plementar 3.057/2000, que trata que foram comemo- lação sobre a propriedade soria técnica científica da O Programa de Melhora- cha-olho-de-rã, mancha alvo,
CPD e estudantes da UFV. til, a instalação da Sala de Infor- nharia Civil da UFV. da regularização fundiária e o par- Dados de Minas Gerais intelectual, o que envolve UFV, produto diferenciado, mento Genético da Cana- oídio e nematóide-de-cisto,
Durante o evento, organiza- celamento do solo, a inclusão das
rados os 10 anos de
A Sala de Informática foi prepa- mática no alojamento Pós entrou além de possuírem melhor
do pelo Sindicato da Indústria da empresas de construção civil na - Minas Gerais é a terceira proteção de culti- depósitos e registros dos di- excelente qualidade produti- de-Açúcar (PMGCA) da UFV
rada e equipada por bolsistas da UFV, em pauta na atual Administração,
com o auxílio da Central de Proces- juntamente com outros avanços Construção Civil no Vale do Piran- Lei Geral das Micro e Pequenas economia do País, com participa- reitos relativos à proprieda- va, selecionado e adaptado tem como ponto forte a par- qualidade fisiológica de se-
vares no Brasil.
samento de Dados (CPD). Durante a na área da informática, como a ins- ga (Sinduscon-VP) e pelo Depar- Empresas, a ampliação do crédito ção de 9,4% no PIB nacional de intelectual, contratos de ao sistema produtivo da re- ceria com as empresas pro- mentes e melhor sabor.
cerimônia de inauguração, fizeram talação da internet sem fio em al- tamento de Engenharia Civil da imobiliário e os avanços do mer- (IBGE); transferência de tecnologia e gião, conhecido e sem simi- dutoras de açúcar, álcool e Atualmente, a UFV conta
uso da palavra os estudantes Luiz guns pontos da Universidade. UFV, o presidente Paulo Simão pro- cado imobiliário, o marco regula- - A construção mineira é a
licenciamentos, bem como lar na região, menor custo na energia. As usinas e as des- com 13 cultivares de soja
Fernando de Souza Couto, do curso A nova instalação conta com 13 feriu a palestra “Construção Ci- tório do saneamento, a necessi- segunda maior do País, partici- Receberam homenagens a
vil: Panorama Atual e Perspecti- dade de capacitação e qualifica- pando com 13,3% do PIB total do subsidiar o estabelecimento produção de sementes, po- tilarias têm participado do protegidos perante o SNPC,
de Engenharia Ambiental, e Júlio computadores e ficará disponível UFV, como instituição de en-
Cezar Bueno Cota, do curso de Ci- entre 8 e 18 horas. Além do acesso vas” para um público de cerca de ção de mão-de-obra para enfren- setor (IBGE); de políticas institucionais de dendo ganhar mercado rapi- desenvolvimento de cultiva- tendo sido objeto de inten-
sino, pesquisa e extensão; a
ência da Computação. Ambos des- à internet, a sala poderá ser utili- 90 pessoas. tar o crescimento do setor, as di- - Em 2006, Minas Gerais teve propriedade intelectual e damente, menor valor nomi- res desde as etapas inici- sas e pioneiras pesquisas de-
tacaram o papel inclusivo da nova zada para cursos destinados aos Após a apresentação, foi re- ficuldades com a Caixa Econômica um crescimento de 3,7% (a cons- Embrapa, como empresa pú-
transferência de tecnologia nal no comércio, mercado po- ais do programa. senvolvidas com o empenho
Sala, apontando para sua importân- próprios estudantes e aos servi- alizado amplo debate entre os Federal, dentre outros. trução 6,94%); blica de pesquisa; a Monsan-
presentes sobre temas atuais Na ocasião, o presidente da - Segundo os últimos dados da no âmbito da UFV. tencial de 100.000 hectares Assim, a adoção e o ma- e colaboração dos professo-
cia no uso acadêmico, proporcio- dores da UFV. to, como empresa privada; o
nando aos moradores do alojamen- como as oportunidades de mer- CBIC falou também sobre a atua- Pesquisa Nacional por Amostra de A seguir, os programas da na região com valor potenci- nejo dos novos cultivares res/melhoristas, funcionári-
Instituto Agronômico do Pa-
to e a outros estudantes da Univer- Com reportagem de: cado e de trabalho que estão sur- ção da entidade em Brasília e es- Domicílios (PNAD), em 2005, o se- UFV envolvidos na pesquisa al de três milhões de reais. ocorrem de maneira facili- os e estudantes.
sidade o acesso aos diversos siste- Rodrigo Resende gindo decorrentes do Programa clareceu sobre o papel de repre- tor ocupou 659.705 pessoas. raná (Iapar), como órgão es-
tadual de pesquisa; e a Coo- de novos cultivares: Atualmente, estão dispo- tada, pelo fato de o produ-
perativa Central de Pesquisa níveis para a produção de tor ter participado ativa- Programa de
Programa Milho sementes dois cultivares de mente do desenvolvimento Melhoramento da
Agrícola (Coodetec), como
Reunião técnica discute a instalação do Pólo de Excelência em Florestas na UFV organização cooperativista.
Como informa a presiden-
milho, a UFVM 100, voltada
para a produção de grãos,
da tecnologia. Em Minas
Gerais, a área cultivada com
Qualidade da Soja (PMQS)
O PMQS, desenvolvido no
te da Comissão Permanente silagem e milho-verde, e a cana-de-açúcar para produ-
José Paulo Martins

o desenvolvimento socioeconômi- Parque Tecnológico de Viçosa Aurélio Raggi, pró-reitor de Instituto de Biotecnologia
de Propriedade Intelectual UFVM 2, para pipoca. ção de açúcar, álcool e ener-
co e cultural, destacando o gran- (PTV), para conhecer o local e o Ensino; José Cola Zanúncio,
gia ocupa 368 mil hectares, Aplicada ao Agronegócio da
de significado da cadeia relacio- estágio das obras do empreendi- pró-reitor de Planejamento e (CPPI) da UFV, professora
Programa Cana-de-Açúcar abrangendo 78 municípios, UFV (Bioagro), tem como
nada com a produção florestal. mento. Aí conheceu o local onde Orçamento; João Marcos de Elza Fernandes de Araújo, a
Logo após, o secretário de esta- será construída a futura Estação Araújo, pró-reitor em exer- com a geração de 60 mil meta o melhoramento de
Universidade é uma das pio-
do de Ciência, Tecnologia e Ensi- Quarentenária. Os visitantes es- cício de Extensão e Cultura; empregos diretos. soja, visando ao desenvol-
neiras no desenvolvimento
no Superior, Alberto Duque Portu- tiveram com o diretor-executivo Sérgio Hermínio Brommons- vimento de cultivares com
gal, fez palestra abordando as do Centro Tecnológico de Desen- chenkel, diretor do Centro de
dos cultivares brasileiras,
Programa Soja melhores caracteres de qua-
propostas e ações do governo volvimento Regional de Viçosa Ciências Agrárias; e Walmer principalmente de soja, ten-
O Programa Milho®, do lidade agroindustrial e agro-
mineiro em todos os setores, en- (Centev), Paulo Tadeu Leite Aran- Faroni, diretor do Centro de do, ainda, importância os de
Departamento de Fitotecnia nômicos.
fatizando os pólos de excelência tes, que destacou a importância Ciências Humanas, Letras e café, cana-de-açúcar, milho,
e o desenvolvimento regional do do apoio que o PTV vem receben- Artes; Mauro Mansur Furta- da UFV, incentiva a criação e Para esse fim, são utili-
feijão e trigo. Elza Fernan-
Estado. Após a palestra, realiza- do do governo estadual. Na opor- do, assessor Internacional e desenvolvimento de empre- zados marcadores molecula-
des salienta que, a partir da
ram-se discussões técnicas para tunidade, Alberto Portugal reafir- de Parcerias; e Demetrius sas tecnológicas por meio da res no mapeamento de ge-
a viabilização do pólo em Viçosa. mou o compromisso do governo David da Silva, presidente da
Lei nº 9.456/97, que garan-
disponibilização de três cul- nes, no monitoramento do
Terminadas as discussões, o com o estabelecimento de três Fundação Arthur Bernardes, tiu a proteção dos cultivares,
tivares de milho, com maio- A Universidade Federal fluxo gênico, na seleção as-
secretário e parte de sua comiti- parques em Minas: Viçosa, Itaju- bem como a coordenadora do a UFV vem sistematicamen-
res vantagens comparativas de Viçosa faz parte da Rede sistida e na caracterização
va, acompanhados pelo reitor bá e Belo Horizonte. Programa de Uso Múltiplo de te protegendo as culturas de-
Carlos Sediyama e pelo vice-rei- Dentre outras personalida- Florestas Renováveis, Ana com produtos similares dis- Interuniversitária para De- dos cultivares. Testes bioquí-
senvolvidas.
O reitor Carlos Sediyama entrega ao secretário Alberto Portugal tor Cláudio Furtado Soares, visi- des, participaram da reunião téc- Paula de Souza Silva; os diri- senvolvimento do Setor Su- mico-moleculares são utiliza-
exemplar da edição número 7 da revista UFV & Parcerias, com a Atualmente, diz a pro- poníveis no mercado. O mer- O Programa de Melhora-
taram o Laboratório de Celulose nica o superintendente de Desen- gentes da Sociedade de In- croalcooleiro (Ridesa), for- dos no monitoramento da
temática “Inovações Tecnológicas para o Agronegócio”, editada fessora, existem na Univer- cado exige a diferenciação mento Genético de Soja, do
pela Assessoria Internacional e de Parcerias da UFV e Papel, onde foram recebidos volvimento Rural Sustentável de vestigações Florestais pro-
mada por outras seis univer- qualidade e na prospecção de
pelo professor José Lívio Gomide, Minas, Fernando Antônio Cardo- fessores Eduardo Euclydes de sidade vários cultivares pro- de produtos. Departamento de Fitotecnia genes para o programa de
Realizou-se, no dia 14 de O evento reuniu autoridades, re- e o Laboratório de Propriedades so, representando o secretário Lima e Borges (diretor-admi- tegidos, destacando-se 13 As variedades e híbridos sidades federais. No Brasil, da UFV, tem o objetivo de melhoramento. Esse progra-
agosto, na Universidade Fe- presentantes de organizações Físicas e Mecânicas da Madeira, de Agricultura, Pecuária e Abas- nistrativo) e Ismael Eleotério de soja, denominados de milho do Programa Milho mais de 50% da área planta- aperfeiçoar as propriedades
28 de deral de Viçosa, a Reunião participantes do pólo e especia-
ma inclui, ainda, o isolamen- 28 de
onde estiveram com o professor tecimento, Gilman Viana Rodri- Pires (diretor-científico); a “UFVS” e “UFVTN”; duas de UFV são selecionados em da de cana-de-açúcar utili- da soja e de seus derivados. to e caracterização de genes setembro
setembro Técnica Preparatória para a listas na área. José de Castro Silva. Essas duas gues; o pró-reitor Antônio Doni- superintendente de Desen-
cana-de-açúcar “RB” e três ambientes ótimos e sob es- zam os cultivares desenvol- O primeiro passo foi buscar de interesse agronômico e a de 2007
de 2007 Instalação do Pólo de Exce- A abertura da reunião foi fei- unidades são consideradas de zette de Oliveira, representan- volvimento Científico e Tec-
lência em Florestas na UFV, ta pelo reitor, professor Carlos ponta e terão papel importante do a Universidade Federal de La- nológico de Minas, Déa Fon- de milho, “UFVM”, um cul- tresses e submetidos às vidos pela Ridesa. novas variedades do grão. O transformação de plantas.
com amplas perspectivas Sigueyuki Sediyama, que fez um no estabelecimento do Pólo de Ex- vras; os professores da UFV Mau- seca; e a gerente executiva tivar de trigo e cinco de pressões de incidência das A crescente demanda por Programa contribui ainda Vários desses projetos são
celência em Florestas na UFV rílio Alves Moreira, pró-reitor de do Intersind (Ubá), Heliane café, em parceria com a principais doenças, incluindo energia renovável aumenta, para formação de recursos conduzidos em parceria com
3
para o desenvolvimento do relato da atuação da UFV, seu
6 setor na região e em Minas. crescimento e envolvimento com A comitiva esteve também no Pesquisa e Pós-Graduação; Luiz Martins de Souza Hilário. Epamig, e um cultivar de
feijão, em parceria com a
as viróticas, possuem res-
postas às melhorias de am-
significativamente, a impor-
tância das ações do setor. A
humanos em iniciação cien-
tífica, aperfeiçoamento,
empresas do setor privado,
por meio de convênios.
Torneio Leiteiro e concursos de produtividade Professor da UFV Iniciadas as atividades letivas UFV comemora seu 81º aniversário
incentivam pecuaristas da região participa de avaliação de do Campus de Rio Paranaíba A Universidade Federal de

José Paulo Martins


Viçosa comemorou, no dia 28
JORNAL
Concorrida cerimônia rea- universidades argentinas
pesagem do leite produzido bém usaram a palavra o coor-
de agosto, o 81º aniversário JORNAL

José Paulo Martins


DA UFV de sua fundação, em cerimô- DA UFV
lizada no dia 1º deste mês, na pelos concorrentes do torneio denador técnico do convênio,
tinas Nacional de Rosário e nia realizada no Espaço Aca-
José Paulo Martins

sede da Associação dos Ex-Alu- foi realizada no período de 30 professor Sebastião Teixeira
Nacional do Litoral, localizadas dêmico-Cultural “Fernando
nos, marcou o encerramento de julho a 9 de agosto, por Gomes; o vice-reitor da UFV,
na Província de Santa Fé. Sabino”. Na ocasião, foram
do 18º Torneio Leiteiro, do 13º estagiários do Programa. A professor Cláudio Furtado So-
Concurso de Produtividade promoção tem o objetivo de ares; o diretor do Centro de O professor da UFV foi in- prestadas homenagens a
Leiteira e do 3º Concurso de incentivar o aumento da pro- Ciências Agrárias, professor dicado pela Comissão Nacio- membros da comunidade
Produtividade e Qualidade de dução leiteira e a melhoria da Sérgio Hermínio Brommons- nal de Avaliação de Educação acadêmica, agraciados com
Milho e Sorgo para Silagem da qualidade do leite. chenkel; a diretora-científica Superior do MEC para atuar as Medalhas Bello Lisboa,
Região de Viçosa, promovidos Nos pronunciamentos fei- da Funarbe, professora Eliza- como observador brasileiro, José Valentino da Cruz e Pe-
pelo Programa de Desenvolvi- tos durante a cerimônia de beth Pacheco Batista Fontes; no âmbito do Acordo de Coo- ter Henry Rolfs do Mérito em
mento da Pecuária Leiteira da premiação, ficou evidente a e o engenheiro-agrônomo Ker- peração, recentemente fir- Ensino, em Pesquisa e em
Cerimônia comemorativa, no Espaço Fernando Sabino
Região de Viçosa (PDPL-RV). importância do PDPL-RV, para ley Mesquita, ex-estagiário do mado entre os países inte- Extensão, destacados por
Dentre os vencedores, desta- a produção leiteira na região, PDPL. Além dos oradores, par- grantes do Mercosul. O acor- sua dedicação, em tempo para a manutenção desse sta- tacando-se a presença de fa-
Professor João Carlos Pereira da Silva
caram-se Paulo Martiniano Cu- que experimentou, nos últi- ticiparam da mesa de honra do prevê inicialmente coope- integral, às atividades aca- tus, a exemplo de José Va- miliares dos homenageados.
pertino, José Afonso Frederi- mos anos, importante cresci- da cerimônia o presidente da O professor João Carlos Pe- ração técnica nas áreas de Calouros do CRP, durante a cerimônia de início das aulas dêmicas e administrativas. lentino Cruz, o Candinho. Compuseram a mesa de hon-
co, Sérgio Henrique Viana mento na produção, na produ- Câmara Municipal de Viçosa, reira da Silva, do Departamento avaliação institucional exter- A cerimônia, presidida Receberam a Medalha Pe- ra da cerimônia o vice-reitor
As atividades letivas das professor Cláudio Furtado
Maciel e Cláudio Teixeira, do tividade e na qualidade do lei- José Antônio Gouveia; o se- de Veterinária da UFV, partici- na, avaliação de cursos de pelo reitor da UFV, professor ter Henry Rolfs os professo- Cláudio Furtado Soares; o
pou, no período de 9 a 14 de primeiras turmas dos cursos Soares, e do diretor do CRP,
município de Coimbra; Rondon te. Também foram feitas re- cretário municipal interino de graduação, avaliação de de- Carlos Sigueyuki Sediyama, res Gilberto Paixão Rosado secretário de Órgãos Colegi-
setembro, de processo de ava- de Agronomia e Administra- professor Liovando Marciano
Ricardo Cordeiro, de São Ge- ferências à conjuntura favo- Agricultura e Meio Ambiente, sempenho de estudantes e foi aberta com a apresenta- (Mérito em Ensino), Cosme ados, Paulo Shikazu Toma; o
liação das universidades argen- capacitação de avaliadores. ção do Campus da UFV em Rio da Costa, que, além de cum- Damião Cruz (Mérito em Pes- pró-reitor de Ensino, Luiz
raldo; Ozanan Luiz Moreira, de rável por que passa o setor, Marcos Roberto Fialho; a che- ção do Coral da UFV, forma-
Ubá; e Antônio Maria da Silva com a valorização do produ- fe do Departamento de Zoo- Paranaíba (CRP) foram inici- primentá-los pela conquista quisa) e Dejair Message (Mé- Aurélio Raggi; o pró-reitor de
do por estudantes da Univer-
Araújo, de Cajuri. to, tanto no Brasil quanto no tecnia, professora Maria Ignez adas no dia 10 de setembro, e aprovação no vestibular, sidade, sob a regência do rito em Extensão). Em segui- Pesquisa e Pós-Graduação,
Participaram dos certames
23 pecuaristas dos municípi-
exterior. O primeiro orador foi
o professor Sebastião César
Leão; o médico-veterinário
Neylor Faber Sepúlveda, ex-
Curso de Direito em evento realizado nas ins-
talações da Unidade.
fez a apresentação do corpo
docente, ressaltando a im-
maestro Rogério Moreira
Campos. Ao saudar os pre-
da, foram entregues as Meda-
lhas José Valentino da Cruz
Maurílio Alves Moreira; o pró-
reitor de Extensão e Cultura,
os de Araponga, Cajuri, Coim-
bra, Divinésia, Ervália, Paula
Cardoso Brandão, coordena-
dor-geral do convênio firma-
técnico do PDPL-RV; e a eco-
nomista doméstica Cynthia recebe certificado de Na ocasião, os calouros
receberam as boas-vindas do
portância de um relaciona-
mento respeitoso entre pro-
sentes, o reitor traçou um
panorama histórico da Uni-
(Candinho) aos servidores e às
servidoras que completaram 30
Geraldo Antônio de Andrade
Araújo; o pró-reitor de Admi-
Cândido, Piranga, Ponte Nova, do entre a Nestlé/Dairy Part- Maria Raposo Andrade, ex-téc- vice-reitor da Universidade, fessores e alunos. versidade e salientou as di- e 25 anos ininterruptos de tra- nistração, Fernando da Cos-
Porto Firme, São Geraldo, São ners Américas (DPA), e a UFV, nica do PDPL-RV. recomendação da OAB versas conquistas obtidas balho na Instituição, respecti- ta Baêta; o pró-reitor de As-

José Paulo Martins


Miguel do Anta, Senador Fir- representada pela Fundação O PDPL-RV iniciou suas pela Instituição, destacando- vamente. A Medalha Bello Lis- suntos Comunitários, Lucia-
mino, Teixeiras, Ubá, Viçosa Arthur Bernardes (Funarbe), atividades em 1988 e, desde O Conselho Federal da Or- ção, Sette Câmara cumpri- se como uma das mais im- boa foi entregue a docentes no Esteves Pelúzio; o diretor
e Visconde do Rio Branco. A que mantém o PDPL-RV. Tam- então, tem proporcionado sig- dem dos Advogados do Brasil mentou a Instituição pelo portantes no País, em avali- que completaram 25 anos de do Centro de Ciências Agrá-
nificativos ganhos em efici- acaba de conferir ao curso de “belo trabalho que vem sen- ações recentes. Para ele, es- magistério na UFV. Falaram, na rias, Sérgio Hermínio Brom-
José Paulo Martins

ência e qualidade à pecuária Direito da UFV o “Certificado do desenvolvido, pugnando sas conquistas resultam do ocasião, os agraciados com a monschenkel; o diretor do
leiteira da região, atualmen- OAB Recomenda”. O docu- pelo constante aperfeiçoa- empenho e da capacidade Medalha Peter Henry Rolfs, o Centro de Ciências Biológicas
te uma das mais evoluídas do dos servidores e professores, maestro Rogério Moreira Cam- e da Saúde, Ricardo Junquei-
mento, considerado verdadei- mento na formação qualifica-
Estado. Além do incremento de acordo com os ideais dos pos, em nome dos servidores ra Del Carlo; o diretor do Cen-
ro selo de qualidade, consti- da de bacharéis em Direito”.
das atividades produtivas, o técnico-administrativos, e o tro de Ciências Exatas e Tec-
tui, nas palavras do presiden- A chefe do Departamento visionários fundadores e pi-
Programa oferece aos acadê-
te da OAB-MG, Sérgio Sette de Direito, professora Patrícia oneiros da UFV, como Arthur professor Antônio Cléber Gon- nológicas, Antônio Simões
micos da UFV e de outras ins-
Câmara, importante indica- Aurélia Del Nero, assegura da Silva Bernardes, Peter çalves Tibiriçá. Silva; e o diretor do Centro
tituições oportunidades de
dor de referência que a Or- que, de sua parte, “esse dis- Henry Rolfs e João Carlos O evento recebeu grande de Ciências Humanas, Letras
convivência com situações
dem dos Advogados do Bra- tinto Certificado deve nos Parte do corpo docente e servidores técnico-administrativos do CRP Bello Lisboa, contribuindo número de participantes, des- e Artes, Walmer Faroni.
reais de trabalho profissional,
com treinamento integrado sil, após criteriosa análise, motivar, cada dia mais, para
em diversos níveis tecnológi-
cos e operacionais, enquanto
outorga apenas aos cursos
jurídicos que vêm apresen-
tando elevado índice de qua-

envidar todos os esforços para


que o trabalho desenvolvido
seja sempre reconhecido como
Comunidade universitária comemora o 80º aniversário do Departamento de Zootecnia
ocorre uma transferência sis-

José Paulo Martins


lidade nos últimos anos. padrão de excelência e, sobre- O 80º aniversário da fun- dos presentes em um café tor do Centro de Ciências
temática de tecnologia aos
Ao finalizar sua comunica- tudo, de trabalho”. dação do Departamento de colonial, foi feita a inaugura- Agrárias, professor Sérgio
Cerimônia de premiação produtores de leite da região.
Zootecnia foi comemorado, ção da Galeria de Fotos dos Hermínio Brommonschenkel;
com grande participação da Ex-Chefes do DZO. pelo presidente da Câmara
Fundação Banco do Brasil divulga tecnologias sociais comunidade universitária,
nos dias 17 e 18 deste mês,
Ainda no dia 17, realizou-
se, no anfiteatro do Edifício
Municipal de Viçosa, ex-fun-
cionário José Antônio Gou-
com eventos diversos no Reinaldo de Jesus Araújo, veia; e pelo deputado fede-
certificadas em 2007, contemplando dois projetos da UFV campus da UFV. sessão solene comemorativa, ral e ex-aluno Paulo Piau No-
As comemorações tive- com ênfase na longa e ex- gueira. Todos enalteceram a
A Fundação Banco do Bra- ficar, certificar, premiar e di- 358 propostas submetidas. Em tas, que serão analisadas se- em cada categoria, será de- ram início na manhã do dia pressiva caminhada de suces- importante trajetória do DZO
sil anunciou a relação de tec- fundir tecnologias sociai, con- seguida, vieram renda (131), gundo critérios de mérito, clarada vencedora. 17, nas dependências do DZO, so, conquistas e excelentes na história da Universidade
nologias sociais certificadas ceito que compreende produ- meio ambiente (114) e saúde efetividade e resultado alcan- O resultado final será co- com a celebração de Missa em serviços prestados às comu- e o grande significado de
para concorrer à quarta edi- tos, técnicas ou metodologias (93). Aqueles que receberam çado. Todas as 24 tecnologi- nhecido em novembro e cada Ação de Graças, presidida nidades acadêmica e cientí- suas realizações para a pro-
ção do Prêmio de Tecnologia reaplicáveis, desenvolvidas na menor número de inscritos as sociais selecionadas nes- uma das oito instituições ven- pelo vigário da Paróquia de fica pelo DZO. dução animal no Brasil.
Social 2007. Ao todo, no País, interação com a comunidade, foram: alimentação (33), água sa fase receberão o troféu de cedoras receberá R$ 50 mil. São João Batista, em Viçosa, Durante a cerimônia, pre- O ato solene foi marcado
120 práticas inscritas foram que representem soluções efe- (30), habitação (15) e energia “Finalista do Prêmio Funda- Os recursos devem ser desti- padre Walter Jorge Pinto, en- sidida pelo reitor da UFV, pro- também pelo lançamento do
certificadas. A maior parte tivas de transformação social. (8). Desse total, 32 tecnologi- ção Banco do Brasil de Tecno- nados a atividades de expan- genheiro-agrônomo, ex-aluno fessor Carlos Sigueyuki Se- livro “80 Anos de História do O reitor Carlos Sediyama entrega a homenagem a professora
Maria Ignez Leão, do DZO
das inscrições certificadas foi O total de 782 inscritos, na as sociais foram certificadas logia Social – edição 2007”. são, aperfeiçoamento ou re- da UFV. Participaram da ceri- diyama, foram feitos pronun- Departamento de Zootecnia
enviada da Região Sudeste maior premiação do terceiro na área de educação, 27 na A fase seguinte é a de jul- aplicação da tecnologia soci- mônia os ministros da Euca- ciamentos pela chefe do DZO, da Universidade Federal de dora e ex-aluna Cristina Fon- reitor de Pesquisa e Pós-Gra-
(42), seguida do Nordeste setor, foi recorde em relação área de renda, 22 na área de gamento, quando as tecnolo- al premiada. A quarta edição ristia Carmélia Fontes Pimen- professora Maria Ignez Leão; Viçosa”, de autoria de José tes; e pela Reitoria da UFV, duação, professor Maurílio
28 de (36), Sul (22), Centro-Oeste aos anos anteriores. Em 2005, meio ambiente e 15 na área gias finalistas selecionadas do Prêmio Fundação Banco do tel e Pedro Lopes Filho, co- pelo representante da empre- Enir Jango Júnior, Maria Ig- entregue pelo reitor Carlos Alves Moreira; e o pró-reitor 28 de
setembro (12) e Norte (8). A UFV con- foram feitas 636 inscrições e, de saúde. A área de alimenta- serão analisadas segundo cri- Brasil de Tecnologia Social é mentada pelo professor José sa Bunge, ex-aluno Fernando nez Leão, Ângelo Adriano Sediyama. de Extensão e Cultura em setembro
de 2007 correrá com dois projetos: em 2003, 634. O número re- ção gerou 14 certificações, de térios de inovação, exempla- realizada em parceria com a Antônio Obeid. Em seguida de Paula Leonel; pelo repre- Faria de Assis e José Antô- Destacou-se, na ocasião, exercício, professor João de 2007
“Fabricação de Tintas à Base gistrado em 2001 foi de 523. água cinco e de habitação qua- ridade, transformação social Petrobrás, com apoio da Or- apresentou-se o Coral “Nos- sentante da empresa Perdi- nio Obeid. Também foram a presença de personalidades Marcos Araújo.
de Terra” e “Tratamento dos O crescimento de 2007 em re- tro. O tema de energia teve e potencial de reaplicabilida- ganização das Nações Unidas sa Voz”, regido pelo maestro gão, ex-aluno Uislei Antônio prestadas homenagens ao como o vice-reitor, professor No sábado, dia 18, as co-
4 Resíduos Orgânicos Rurais”.
A premiação é concedida,
a cada dois anos, para identi-

lação a 2001 foi de 49,5%.


O tema educação gerou o
maior grau de interesse, com

apenas uma certificação.


A próxima etapa do prê-
mio é a escolha das finalis-

de. Haverá pontuações para


cada critério e a tecnologia
com maior pontuação média,

para a Educação, a Ciência e


a Cultura (Unesco), e a KPMG
Auditores Independentes.

Rogério Moreira Campos,


aplaudido de pé pelos presen-
tes. Após a confraternização

Dias Orlando; pelo ex-profes-


sor e ex-chefe do DZO José
Brandão Fonseca; pelo dire-

DZO, com quadros comemo-


rativos, pela Câmara Muni-
cipal, entregue pela verea-

Cláudio Furtado Soares; o


pró-reitor de Ensino, profes-
sor Luiz Aurélio Raggi; o pró-

memorações prosseguiram,
com a realização do Baile de
Gala, no Clube Campestre.
5