Você está na página 1de 4

c

c c

c c

c c

c c

c c

c c

c c

CONSTITUIÇÃO
c
Da República Federativa de Tandera
CONSTITUIÇÃO
Da República Federativa de Tandera

c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c c
c
c
c
c | rio
Pr âb lo..................................................... ...........
Tí lo I ± Org niz ção d T nd r
Capítulo I ± Da Organização administrativa....
Capítulo II ± Da Capital e Territórios..............
c c Tí lo II ± Os Pod r s d T nd r
Capítulo I ± Do Poder Legislativo
cc Capítulo II ± Do Poder Judiciário
 
 c  cc
 cc    c Capítulo III ± Do Poder Executivo
  
 cc  c
   c Tí lo III ± gr s d on í io
Capítulo I ± Proteção Social
Capítulo II ± Garantias Estatais
c Tí lo IV ± Trib ção d Tnd r sos
Capítulo I ± Sistema Tributário Nacional
c Capítulo II ± Maneira que o Estado Tributará

  

 


 





c 

 c cccc ccc
c c
  c c  c c


  cccc !c c

c
c


"  #c

c
Tí lo I ±  Orgnizção d Tnd r III ± Superior Tribunal da Tribo;
pí lo I ±  Orgnizção Adinisri  IV ± Tribunais Regionais das Tribos;
V ± Juízes das Tribos;
Ar 1º
República Federativa de Tandera se subdivide em Grupo, Ar 11 Só farão parte do Conselho Nacional das Tribos:
Estados, a Capital Tanderópolis e as Tribos, que possuem I ± Pessoas de Boa índole e que passaram por testes
capacidade plena e autonomia. e disputas nas tribos;
§ 1º Taderópolis é a Capital Federal. II ± Pessoas que já tenham familiares em atividade
§ 2º Todas as tribos integram o Grupo. no conselho.
§ 3º Os Estados mantêm o controle sobre suas tribos dentro de Ar 12
ultima decisão judicial será a dada pela
suas jurisdições. Suprema Tribo, servindo o resultado para ou tras causas
de igual situação.
Ar 2º É vedado ao Grupo, Estados, Capital Tanderópolis e Tribos: Ar 13
s causas judiciais seguirão hierarquicamente,
I ± Interferir de maneira agressiva em reuniões de sua população; conforme art.10, dependendo de como as causas serão
II ± Distinguir sua população; recorridas até chegarem a Suprema Tribo.
III ± Valorar uma pessoa mais que outra;
IV ± Serem parciais em suas decisões; pí lo III ± o Pod r Ex i o
pí lo II ±  pil T rririos Ar 14 O poder executivo é exercido pelo Presidente do
Grupo, auxiliado pelos ministros do Estado.
Ar 3º Os Estados organizam-se Hierarquicamente. Ar 15
eleição do Presidente se fará à 17º estrela
Ar 4º
Capital tem o dever de regrar os Estados
caída do Olho de Tandera, que terão como candidatos
Ar 5° São deveres da Capital e seus Territórios os Caciques maiores que 40 anos.
I ± Controlar sua população, de maneira em que garanta a pa z Ar 16 Compete ao Presidente:
social a todos; I ± Nomear ministros;
II ± Garantir segurança e desenvolvimento; II ± Decretar Estado de Luta ou de Paz;
III ± Se inter-relacionar com sua população; III ± Sancionar, decretar e promulgar leis;
IV ± Elaborar suas atividades de maneira clara e concisa. IV ± Exercer comando nas Forças de Guerra Tribais,
Ar 6º O território de Tandera é toda área demarcada por lei cabendo total autoridade;
vigente. VI ± Se relacionar com outras Tribos;
Tí lo II ± Os Pod r s d Tnd r VII ± Fazer negociação com outras Tr ibos;
pí lo I ± o Pod r L gisli o VIII ± Dar cargos a pessoas de sua confiança.

Ar 7º O Poder Legislativo de Tandera é exercido pela Tribo Tí lo III ± grs d on í io
Central, que se compõem de Câmara dos Caciques do Senado pí lo I ± Proção |o il
Federal. Ar 17 São garantidos a proteção social a todos as
Ar 8º Os Caciques são representantes do povo, eleitos pelas pessoas do Grupo.
Tribos, Estados e pela Capital Tanderópolis. Ar 18 O Grupo deve preparar guerreiros que possam
Ar 9º O tempo de mandato dos Caciques durará o período de 16
proteger sua população.
estrelas caídas pelo Olho de Tandera, contando que podem ser Ar 19 O Estado fiscalizar empresas para que seus
reeleitos por igual período. trabalhadores não possam ser humilhados nem
pí lo II ± o Pod r J di irio escravizados.

Ar 10 São Membros Judiciários de Tandera de forma hierarquica : pí lo II ± Grnis Esis
I ± Suprema Tribo;
II ± Conselho dos Nacional das Tribos;
Ar 20 O Estado deve garantir proteção aos direitos da população,
bem como o prezo por suas vidas .
Ar 21
proteção previdenciária será garantida a todos os
trabalhadores idosos e que estejam impossibilitados de trabalhar por
alguma enfermidade.

Tí lo IV ± Trib ção d Tndr   sos


pí lo I ± |is Trib rio  ionl

Ar 22 Todos os membros do Grupo poderão instituir tributos,


dentre os quais estão:
I ± Impostos;
II ± Taxas por atividades realizadas.
Ar 23 Todo setor do Grupo terá tributação, tributação essa que
será voltada a melhoria do Grupo, dos Estados, Capital e Tribos.

pí lo II ± Mnir q  o Esdo Trib r

Ar 24 O Estado deverá tributar de maneira em que não venha a


retirar mais do que 5% do salário mínimo nacional .
Ar 25 O Estado deverá criar leis de tributos referentes a cada
Instituição que estiver em sua jurisdição.