Você está na página 1de 4

NIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

CENTRO DE ENSINO E PESQUISA APLICADA À EDUCAÇÃO


ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

PLANO DE ENSINO 2017

ENSINO FUNDAMENTAL

9º ano/ Turmas A e B

Professor: Luiz Felipe Cezar Mundim

Carga horária semanal: 3 aulas

Carga horária anual: 120 horas

1. EMENTA: Discussão e problematização da história do final do século XIX e de todo o século


XX no Brasil e no Mundo abordando os seguintes assuntos: a revolução industrial e as mudanças no
mundo do trabalho; Ciência e Religião no mundo contemporâneo; o colonialismo e a expansão do
capitalismo; os movimentos sociais ontem e hoje no Brasil e no Mundo; problemas e contradições
da formação da república brasileira; Revoltas e Revoluções; a Era da Guerra Total; Democracia e
Autoritarismo; Ideologia e Cultura Política.

2. OBJETIVOS:

– Identificar os sujeitos históricos em seu próprio tempo e espaço, desenvolvendo a


capacidade de reconhecer os diferentes processos históricos e as diferenças entre as culturas;

– Desenvolver a capacidade de desnaturalizar os fenômenos sociais, reconhecendo a


importância da história na formação cultural em cada sociedade;

– Capacitar o estudo das diferentes fontes históricas (saber analisar documentos escritos,
imagens, audiovisual, etc.);

– Observar a intersecção dos processos históricos entre o Brasil e as outras nações no mundo
contemporâneo;

– Identificar a formação histórica das relações sociais de produção e de trabalho na


contemporaneidade;
– Desenvolver a noção de direito individual e coletivo, buscando fortalecer o conhecimento
sobre democracia, autoritarismo e cultura política;

– Reconhecer a historicidade das desigualdades sociais;


– Perceber diferentes projetos e conflitos sociais e posicionar-se diante deles.

3. EIXOS TEMÁTICOS E CONTEÚDOS:


3.1. Trabalho, Ciência e Técnica

Problematização com o presente: Os impactos da tecnologia no mundo do trabalho hoje; As


ameaças às conquistas do trabalhador.

– A sociedade industrial: o patrão, o contramestre e o trabalhador;

– Desenvolvimento científico: Positivismo, Darwinismo Social e Psicanálise;

– O movimento operário no Mundo e no Brasil;

– Modernização, higienismo e exclusão social: Reforma Urbana no Rio de Janeiro e Revolta


da Vacina;

– O fordismo e o taylorismo;

– O trabalhismo na Era Vargas.

3.2. Nações e Nacionalismos

Problematização com o presente: os trabalhadores em condições análogas à escravidão;


preconceito e exclusão social do negro no Brasil.

– Imperialismo e suas estruturas: partilha da Ásia e da África;

– A transição do Império para a República no Brasil;

– Abolição da escravidão e políticas de branqueamento;

– A construção da república e a costura da ordem: autoritarismo e exclusão social;

– A Primeira Grande Guerra;

– A Revolução Russa de 1917;

3.3. Estado e poder

Problematização com o presente: Exclusão territorial urbana nas grandes cidades brasileiras (a
periferia, as favelas, e as áreas de risco); Nacionalismos e xenofobia na atualidade.

– O coronelismo e a consolidação da República Oligárquica;

– Expressões e contestações políticas populares: Cangaço, Canudos, Contestado e Revolta da


Chibata;

– O movimento tenentista;

– A crise de 1929: do “the american way of life” ao “new deal”;

– O golpe de 1930 no Brasil;

– Os labirintos do fascismo;

– O golpe de 1937 no Brasil.

3.4. Generalização de conflitos

Problematização com o presente: Tensões territoriais, religiosas e étnicas na atualidade; a


violência institucionalizada no Brasil.

– A Segunda Guerra Mundial;

– Guerra Fria: o mundo de dois pólos;

– América Latina no pós-guerra: a consolidação dos governos populistas;

– Ditaduras na América Latina: autoritarismo e resistência;

– Autoritarismo e Revolução na América Latina: o caso de Cuba;

– A ditadura militar em Goiás;

– Conflitos no Oriente Médio: Israel e Palestina.

4. METODOLOGIA:

Aulas dialogadas, leitura coletiva e atividades construídas exercitando a compreensão dos temas
propostos a partir da análise de documentos históricos e textos historiográficos, e realização de
cine-debates.

5. AVALIAÇÃO
As atividades avaliativas serão relacionadas ao conteúdo trabalhado em sala de aula, podendo
envolver escrita de textos, resenhas, análises, análise de documentos históricos e desenvolvimento
de pequenas pesquisas. As atividades serão avaliadas com a atribuição de conceitos, e a recuperação
consistirá em fazer novos trabalhos e submetê-los a nova avaliação. Os/as alunos/as que não
entregarem a atividade terão conceito “E”, e só poderão refazer os trabalhos quem obtiver o
conceito “D”. A recuperação e atendimento ocorrerão durante o atendimento de história no período
vespertino (Nas terças às 15h30).