Você está na página 1de 167

Apostila de Treinamento

Curso Básico

Apostila de Treinamento v. 1.06


Para Calypso rev. 4.0 e 4.2
Maio 2006

Carl Zeiss do Brasil – IMT


Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

CONTEÚDO

Esta Apostila está protegida pela Lei dos Direitos Autorais . Nenhuma parte ou conteúdo poderá
ser copiada , reproduzida , processada por meios eletrônicos ou repassada sem o expresso
consentimento da Carl Zeiss do Brasil Ltda.
A distribuição e reprodução desta documentação , bem como a exploração e divulgação do seu
conteúdo não são permitidos a menos que expressamente seja concedida uma permissão pela
Carl Zeiss do Brasil Ltda.
Violações dos Direitos Autorais incorrerão em pagamentos por danos.

Nos reservamos no direito de alterar o conteúdo deste manual como exigido!

Carl Zeiss do Brasil Ltda. – IMT . Todos os Direitos Reservados

Revisão do Software 4.0 e 4.2

Impresso no Brasil

Carl Zeiss do Brasil Ltda.


Av. Nações Unidas , 21711
São Paulo – SP
CEP 04795-100
Tel : ++5511 5693-5542
Fax: ++5511 5547- 9671

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -2-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

ÍNDICE

1 – PRÉ-REQUISITOS

2 – INICIAR MAQUINA
2.1 – Iniciar Controlador
2.2 – Funções Painel de Controle

3 – INICIAR SOFTWARE
3.1 – Iniciar Calypso
3.2 – Janela Calypso
3.3 – Janela Semáforo
3.4 – Janela Acontecimentos ( Status )
3.5 – Scheme ACIS

3 – QUALIFICAÇÃO DE APALPADORES
3.1 – Preparação
3.1.1 – Criar Plano Medição
3.1.2 – Influencia de Temperatura / Sensor Temperatura
3.1.3 – Abrir janela de Qualificação
3.1.4 – Montar Configuração de trabalho
3.1.5 – MasterProbe
3.1.6 – Esfera Padrão

3.2 – Janela de Qualificação


3.2.1 – Funções dos Ícones
3.2.2 – Funções dos Botões
3.2.3 – Funções dos Menus de seleção
3.2.4 – Informação dos apalpadores
3.2.5 – Informações da Esfera Padrão

3.3 – Iniciar Qualificação


3.3.1 – Inserir Raio e Numero de Serie da Esfera Padrão
3.3.2 – Troca Manual de Configuração ( Inserir MasterProbe )
3.3.3 – Definir posição da Esfera Padrão

3.4 – Qualificar Configuração de Trabalho


3.4.1 – Criar Configuração de Trabalho e 1º apalpador
3.4.2 – Criar outros apalpadores
3.4.3 – Qualificar apalpadores
3.4.4 – Re-qualificação Automática

3.5 – Editar dados da Qualificação


3.5.1 – Editar Configuração
3.5.2 – Editar Apalpadores

3.6 – Definir Magazine ( VAST , HSS e ST )


3.6.1 – Abrir Janela
3.6.2 – Criar depósitos
3.6.3 – Definir comprimento da MasterProbe
3.6.4 – Definir posição dos depósitos
3.6.5 – Definir configuração para deposito
3.6.6 – Definir parâmetros de aproximação
3.6.7 – Troca automática de configuração

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -3-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico
4 – AMBIENTE DE TRABALHO
4.1 – Manipulação do Software
4.1.1 – Menu Pulldown
4.1.2 – Ícones
4.1.3 – Alterar língua e unidades de medida
4.1.4 – Barra de manipulação Gráfica
4.1.5 – Manipulação Gráfica com mouse

4.2 – Menus de Programação


4.2.1 – Menu Característica
4.2.2 – Menu Elementos
4.2.3 – Menu Pré-requisitos

4.3 – Criação de Elementos Geométricos


4.3.1 – Reconhecimento Automático de Elementos
4.3.2 – Definição Previa de Elementos
4.3.3 – Definição Manual de Elementos
4.3.4 – Criar Elementos por Re-chamada
4.3.5 – Conteúdo dos Elementos

5 – ALINHAMENTO
5.1 – Conceitos
5.1.1 – Definição de Alinhamento Básico
5.1.2 – Descrição da Janela de Alinhamento

5.2 – Alinhamentos
5.2.1 – Alinhamento com 3 Planos
5.2.2 – Alinhamento com Plano , Linha e Ponto
5.2.3 – Alinhamento com Cilindro , Plano e Linha 3D
5.2.4 – Alinhamento com Cilindro , Cone e Plano
5.2.5 – Gerar um segundo Alinhamento
5.2.6 – Alinhamento com Translação da Origem
5.2.7 – Alinhamento com Giro por Distância
5.2.8 – Alinhamento com Giro por Ângulo
5.2.9 – Plano Offset

6 – CUBO DE SEGURANÇA
6.1 – Criar Cubo de Segurança
6.2 – Definição Plano de Segurança para medição de Elementos
6.3 – Movimento em ARCO entre Planos de Segurança

7 – ESTRATEGIA DE MEDIÇÃO
7.1 – Estratégia de medição para Elementos Geométricos
7.1.1 – Definição de Ângulos
7.1.1 – Circulo
7.1.2 – Cilindro
7.1.3 – Plano
7.1.4 – Definir estratégia de medição Padrão ( Cilindro )
7.1.5 – Ponto Espaço

7.2 – Estratégia para Planos de Segurança


7.2.1 – Dados de Segurança
7.2.2 – Criação de vários Dados de Segurança para o mesmo Elemento
7.2.3 – Definir Plano de Retração e Sub-Plano de Segurança
7.2.4 – Medir elemento com Posições Intermediarias

8 – CARACTERISTICAS
8.1 – Valor de Coordenada
8.1.1 – Valor de Coordenadas X Y Z ( Elemento Ponto )
8.1.2 – Valor de Coordenadas ( Ponto Interseção Cone com Plano )
8.1.3 – Valor de Coordenadas ( Ponto Projeção Circulo com Plano )
8.1.4 – Valor de Coordenadas ( Ponto de Simetria entre Círculos )
8.1.5 – Salvar , Carregar e Executar Programa CNC
8.1.6 – Relatórios de medição
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -4-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico
8.2 – Diâmetros
8.2.1 – Diâmetro de Circulo
8.2.2 – Diâmetro de Cilindro
8.2.3 – Diâmetro de Cone Adicional

8.3 – Ângulos
8.3.1 – Projeção Ângulo 1 e 2
8.3.2 – Ângulos entre Elementos
8.3.3 – Ângulo de Cone
8.3.4 – Ângulo Posição Polar ( Circulo )

8.4 – Distancia
8.4.1 – Distancia Simples
8.4.2 – Distancia Cartesiana ( Entre dois Círculos )
8.4.3 – Distancia Perpendicular ( Entre Planos Paralelos )

8.5 – Erro de Posição


8.5.1 – Verdadeira Posição
8.5.2 – Exercícios práticos de Erro de Posição

8.6 – Erro de Forma


8.6.1 – Circularidade
8.6.2 – Planicidade
8.6.3 – Filtro / Eliminar extrapolados

9 – PROGRAMAÇÃO CNC COM MODELO CAD


9.1 – Modelo CAD
9.1.1 – Importar Modelo
9.1.2 – Ajuste Automático do Modelo
9.1.3 – Ajustar Origem e Sistema ( Eixos ) de Coordenadas do modelo

9.2 – Criar Elementos Geométricos


9.2.1 – Pontos
9.2.2 – Circulo em Cilindro
9.2.3 – Linha em Plano
9.2.4 – Extrair Elementos Definidos
9.2.5 – Definir configuração e apalpadores em modo Manual e Automático

9.3 – Alinhamento
9.3.1 – Criar Alinhamento Básico
9.3.2 – Definir Cubo de Segurança

10 – RELATÓRIOS E CABEÇALHOS
10.1 – Editar Cabeçalho de Relatório Personalizado
10.2.– Editar Cabeçalho de Relatório Compacto
10.2.– Editar Cabeçalho de Relatório Gráfico

11 – OUTROS
11.1 – Criar Programa CNC de Calibração
11.2 – Janela de Execução de Programa
11.3 – Ajustes de unidades de Comprimento , Angular , Temperatura e Casas Decimais
11.4 – Criar Usuários
11.5 – Desenhos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -5-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

Cronograma sugerido

1º Dia 1 – Pré-requisitos
2 – Iniciar maquina
3 – Qualificação de apalpadores

2º Dia 4 – Ambiente de trabalho


5 – Alinhamento

3º Dia 6 – Cubo de segurança


7 – Estratégia de medição

4º Dia 8 – Características

5º Dia 9 – Programação CNC com modelo CAD


10 – Relatórios e cabeçalhos
11 – Outros

1 – PRÉ-REQUISITOS

- Pré-requisitos para o treinamento de Calypso Básico :

a- Conhecimento básico em metrologia

b- Conhecimento em GD&T

c- Compreender desenhos e tolerâncias

d- Conhecimento básico com PC e Windows

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -6-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

2 – INICIAR MAQUINA
2.1 – Iniciar Controlador .
a- Ligar chave geral do Controlador girar 90º sentido horário para posição ON ( ITEM 1 ).
b- Posicionar a chave “Man” ou “Auto” na posição desejada ( Man = 60% da velocidade nominal da
maquina , Auto = 100% da velocidade nominal ) ( ITEM 2 ).
c- Girar a chave Liga/Desliga ate a posição ON ( ITEM 3 ).
d- Aguardar ate que as luzes do Painel de Controle parem de piscar , isto indica que o controlador
finalizou o Boot.
e- Desativar botões de Emergência , caso algum esteja ativado .
f- Girar a chave de Start 90º em sentido horário ou pressionar o botão de Start ( ITEM 4 ).

ITEM 3 e 4

ITEM 2

ITEM 1

ITEM 3 e 4

ITEM 1
ITEM 2

ITEM 1

ITEM 2
ITEM 3 ITEM 4

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -7-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

2.2 – Funções Painel de Controle.

Botão de Emergência

Controle de Velocidade Inverter eixos Diminuir Velocidade

Selecionar Apalpador ENTER

Mover eixo Z Mover eixo X


Mover Mesa Giratória Mover Eixo Y

- Comandos adicionais

. Shift + Return – F2 = Tirar manualmente configuração ( Este comando libera a configuração


imediatamente sem o tempo de espera de 5 segundos .
. Shift + Return – F3 = Inserir Configuração manualmente ( Este comando não executa Taragem na
configuração e também não informa ao Calypso sobre qual configuração esta no cabeçote ).
. Shift + Return – F1 = Taragem manual da configuração.
. Shift + Return – F12 = Ponto Zero maquina.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -8-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3 – INICIAR SOFTWARE

Sistema Operacional
- O software Calypso roda em Windows-NT , Windows-2000 e Windows-XP.
- Conhecimento com o sistema operacional ajudara no desenvolvimento deste treinamento , pois
somente poucas funções administrativas serão demonstradas .
Instalação do Calypso
- Em maquinas novas o software vem instalado no computador junto com seus aplicativos adquiridos
pelo cliente .
- Em maquinas que passam por upgrade um técnico da Zeiss executara a instalação do software .Caso o
cliente deseje conhecer o sistema de instalação e definição de parâmetros o mesmo devera receber um
treinamento para executar tal tarefa .

- O software Calypso é instalado em varias diferentes pastas do sistema , favor ter muito cuidado ao
remover pastas ou arquivos , certificar-se de que os mesmo não pertencem ao Calypso.

3.1 – Iniciar Calypso


a- Iniciar Calypso usando o ícone disponível no desktop.

b- Na janela de Login selecionar usuário “Master”


c- A senha para o usuário “Master” é a tecla ENTER .

Nota : No decorrer do treinamento será demonstrado como criar usuários e senhas .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT -9-
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.2 – Janela Calypso

- Ambiente Calypso .

Nota : No decorrer do treinamento será demonstrado como criar Plano de Medição e as


possibilidades para manipular o software Calypso.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 10 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.3 – Janela Semáforo

. Verde = Sistema normal


. Vermelho = Parada de CNC ,
colisão , problemas de
comunicação , etc..
. Amarelo = Interromper
programa CNC

. Informação sobre o sistema


base.

. Deslocamento no sistema
maquina ou em relação ao
Alinhamento Básico

. Informação configuração e
apalpador

. Posição XYZ da maquina

. Sistema de coordenadas

. Informações da MMC

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 11 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.4 – Janela Acontecimentos ( Status )

- Na Janela de Acontecimentos são demonstrados :

. Carregamento dos parâmetros e configuração da MMC.

. Data e hora.

. Mensagens de erros.

3.5 – Scheme ACIS

- A janela Scheme ACIS serva como interface entre o ambiente gráfico do Calypso e com os “Drives”
gráficos do Windows .

Nota: Nunca fechar esta janela , pois se isto ocorrer o ambiente gráfico do Calypso será
totalmente comprometido ( Neste caso reiniciar Calypso ).

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 12 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3 – QUALIFICAÇÃO DE APALPADORES

3.1 – Preparação

3.1.1 – Criar Plano Medição

- Para iniciar qualquer trabalho com Calypso é necessário criar um Plano de Medição ou carregar um já
existente

a- No menu pulldow selecionar Arquivo -> Novo

b- No campo Nome inserir nome desejado para o Plano de Medição , p.ex. , “Treinamento” .

c- Confirmar com “OK”

- Após passo “c” o software disponibilizara todas suas opções e ferramentas

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 13 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.1.2 – Influencia de Temperatura / Sensor Temperatura

- Qualquer material possui diferentes dimensões em diferentes temperaturas .Por esta razão esta
definido , DIN-102 e ISO-1 , que em qualquer medição com MMC o fator “Temperatura” devera ser
levado em consideração.
- Se a Peça , MMC , Esfera Padrão ou Apalpador possuir temperatura diferente de 20ºC ( valor de
referencia ) o material se deformara , refletindo diretamente na precisão dos resultados de medição .
- É de extrema importância que a Compensação de Temperatura seja ativada antes de iniciar o processo
de qualificação de apalpadores ou na medição de qualquer peça .

Modo1 = Este processo define um coeficiente de expansão único , que será aplicado em todos as
características do Plano de Medição .

a- No Menu Pré-requisitos selecionar a opção Compensação Temperatura

b- Na janela Compensação Temperatura ativar a opção a opção Compensação Temperatura


Ativar/Desativar
c- No campo Coef. Dil. Inserir o coeficiente de dilatação da peça a ser medida , neste caso inserir
coeficiente de dilatação para cerâmica
d- Fixar os sensores de temperatura da maquina no corpo da base magnética da Esfera Padrão

Material Coef. Dilat.


Alumínio – 2024-T3 22.7
Alumínio – 6061-T6 24.3
Alumínio – 7079-T6 24.7
Ferro fundido 11.7
Cobre 16.6
Magnésio – HK31A-H24 25.2
Níquel 13.0
Aço – AISI C 1020 15.1
Aço – AISI 304 17.8
Aço Carbono 11.3
Titânio – B 120VCA 9.4

Nota : Em maquinas que não possui sensor de temperatura o usuário devera usar um termômetro
para medir a temperatura da peça e inserir manualmente a temperatura correspondente no campo
“Temperatura” .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 14 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

Modo 2 = Neste processo é possível definir vários coeficientes de expansão diferentes , aplicados em
peças com diferentes tipos de material .

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Editor Ajuste Elementos


b- Na janela Editor Ajuste Elementos selecionar Unidades => Coeficiente expansão Peça

c- Selecionar opções Aplicar Plano Med. ou Aplicar no Elem. Selec.


d- Selecionar coeficiente de expansão
e- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 15 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.1.3 – Abrir janela de Qualificação

a- No menu Pré-requisitos selecionar a opção Qualificar Apalpador

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 16 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.1.4 – Montar Configuração de trabalho

- Para este treinamento sugere-se montar uma configuração com 5 apalpadores , como demonstrado na
figura abaixo .

a- Materiais necessários

=> Prato de apalpadores


=> Extensão 20 x 40
=> Cubo 20 x 20
=> 5 apalpadores 5 x 50

b- Alinhar apalpadores

=> Soltar os 3 parafusos do Prato => Alinhar os apalpadores


=> O conjunto inferior pode ser rotacionado => Apertar os 3 parafusos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 17 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.1.5 – MasterProbe

- A configuração padrão possui o nome de MasterProbe .A principio , esta configuração é usada


somente para determinar a posição da Esfera Padrão , se for atribuído a mesma outro nome é possível
qualifica-la para medições .
- A MasterProbe é identificada com um ponto vermelho no apalpador e uma tarja circular vermelha na
base inferior do prato.

3.1.6 – Esfera Padrão

- Esfera Padrão usada na qualificação de apalpadores. normalmente de cerâmica com diâmetro nominal
de 30mm , também são possíveis de cerâmica com 25mm ou de aço de 30mm.

POSSIBILIDADES
=> Cerâmica com diâmetro nominal de 30mm
=> Aço com diâmetro nominal de 30mm
=> Cerâmica com diâmetro nominal de 25mm

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 18 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.2 – Janela de Qualificação

3.2.1 – Funções dos Ícones

1 2 3 4 5 6 7 8 9
1- Administração de Configuração

2- Administração Esfera Padrão

3- Troca manual de Configuração

4- Troca Configuração em CNC

5- Criar nova Configuração

6- Criar novo Apalpador

7- Re-nomear Apalpador

8- Girar Cabeçote ( Para cabeçotes Indexáveis )

9- Qualificar Configuração em CNC

3.2.2 – Funções dos Botões

1 2
1- Qualificar apalpador ativo

2- Definir posição da Esfera Padrão

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 19 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.2.3 – Funções dos Menus de seleção

1 2 3

4 5 6 7

1 = Selecionar Configurações disponíveis.

2 = Modo de qualificação .

- Tensor = Para VASTxxx e HSS . São apalpados 30 pontos em 15 diferentes posições da


Esfera Padrão.Esta opção define a deflexão do apalpador qualificado e a força de medição
pode ser controlada pelo usuário.

- Tensor Dinâmico = Somente para cabeçotes Vast-Navigator .São apalpados 30 pontos


em 15 diferentes posições da Esfera Padrão .Esta opção define a deflexão do apalpador
qualificado e a força de medição pode ser controlada pelo usuário e corrige os erros
geométricos em alta velocidade.

- 6 pontos = Para STx , RDSx , MIH e PHx. Qualificação padrão para cabeçotes
Trigger.

- Manual = Qualificação manual p ara todos os cabeçotes ( Usar somente quando a


qualificação em CNC não for possível ) .

- Re-qualificação Geométrica = Re-qualificação com 6 pontos , sendo que os primeiros 4


pontos definem a posição da Esfera Padrão e os outros 6 pontos redefinem a geometria do
apalpador .

- Re-qualificação Manual = Re-qualificação da Geometria do apalpador quando a Re-


qualificação em modo automático não for possível .

- Re-Qualificação Dinâmica = Somente para o cabeçote VAST-Navigator , redefine a


geometria do apalpador

- Qualificar Apalp. Passivo = Somente para o cabeçote VAST-XXT

3 – Parameter = Parâmetros para cabeçote ST’s ( Standard , ATAC 2 e ATAC 3 ).

4 – Campo de seleção dos apalpadores disponíveis .

5 – Numero do apalpador selecionado .

6 – Tipo de apalpador utilizado ( Esfera , disco , cilíndrico e Apalpador de Temperatura )

7 – Ângulo de ação do apalpador a ser qualificado , p.ex. , 180º significa que a partir do centro da
Esfera Padrão o apalpador em questão se deslocara 90º para o sentido , p.ex. X , negativo e positivo
somando 180º. Em casos , p.ex. , de apalpadores com o diâmetro pequeno deve-se diminuir o ângulo
de ação para não correr o risco de apalpar com a haste .
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 20 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.2.4 – Informação dos apalpadores

Nome = Nome do apalpador selecionado

Data = Data da qualificação

R = Raio

S = Dispersão

XYZ = Diferença do centro da esfera do apalapdor


selecionado para o centro da esfera da MasterProbe

= Apalpador não Qualificado

= Apalpador Qualificado

3.2.5 – Informações da Esfera Padrão


No. = Numero da Esfera Padrão

Temp. = Temperatura

NS = Numero de Serie

Data = Data da Definição da Posição

R: = Raio nominal da Esfera Padrão

S = Dispersão

XYZ = Valores do centro da esfera do


apalpador da MasterProbe

Incli: e Rotac = Ângulos da Haste da


Esfera Padrão

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 21 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.3 – Iniciar Qualificação


3.3.1 – Inserir Raio e Numero de Serie da Esfera Padrão

- O Raio da Esfera Padrão é a referência para a determinação do Raio dos apalpadores , assim é de
extrema importância que o usuário fique atento a este valor .
- Todas Esferas Padrões produzidas pela CZ são calibradas e o relatório de calibração é enviado junto
com as mesmas.

a- Selecionar a opção “Administração Esfera Padrão”.


b- No campo “Raio da Esfera” inserir o raio nominal da Esfera Padrão .
c- Finalizar a janela com “OK”.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 22 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.3.2 – Troca Manual de Configuração


3.3.2.1 – Retirar configuração do cabeçote ( VAST / ST )

a- Selecionar o Ícone “Troca Manual de Configuração”.

b- Com o mouse dar um clique na seta apontada


para baixo.

c- Aparecera um aviso que a configuração sera


liberada em 5 segundos.

d- Aparecera o contador de 5 segundos .

Nota : Após 5 segundos a configuração será


liberada imediatamente.

e- Antes de terminar os 5 segundos aparar


levemente a configuração com a mão ( Não é
necessário fazer força contra a configuração) ,
ver figura ao lado .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 23 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.3.2.1 – Inserir configuração do cabeçote ( VAST / ST )

a- Com o mouse dar um clique na


seta apontada para cima.

b- Após aparecer a janela com a frase


“inserir Configuração! “ , inserir a
configuração no cabeçote (Não é
preciso forçar a configuração para
cima).

c- Após inserir a configuração ,


acionar o botão “OK”.

d- Na janela “Selec. Configuração” selecionar a configuração desejada ,p.ex. ,


MasterProbe .

e- Após selecionar a configuração desejada acionar o botão “OK”.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 24 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.3.3 – Definir posição da Esfera Padrão

a- Selecionar Modo Tensor


para cabeçotes VAST’s e
HSS e 6 Pontos para ST

b- Acionar o botão “Pos.


Esfera Padrão”.

c- Selecionar força de
medição ,p.ex. 200mN
para MasterProbe.

d- Acionar o botão “OK”.

e- Selecionar posição da haste da Esfera Padrão em relação ao plano XY.

f- Acionar o botão “OK”.

g- Apalpar um ponto na direção da haste do apalpador ( - Z ) .


Nota: Após apalpar 1 ponto na direção da haste do apalpador o restante da operação continuara
em CNC.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 25 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.4 – Qualificar Configuração de Trabalho


3.4.1 – Criar Configuração de Trabalho e 1º apalpador

- Existem 2 possibilidades para a criação de configurações :

1- Na janela de seleção de configuração na troca manual , ao invés de selecionar uma configuração


disponível pode-se acionar o botão “Nova”.

a- Acionar o botão Nova


b- Entrar com o nome da configuração , p.ex. ,
Config_Treinamento .
c- Inserir o nome do 1º apalpador ,p.ex. , - Z .
d- Acionar o botão “OK”.

2- Na janela de Qualificação acionar o ícone “Inserir nova Configuração”.

Nota : Para criar a configuração proceder como no exemplo anterior

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 26 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.4.2 – Criar outros apalpadores

- Os apalpadores criados serão anexados na configuração ativa .

Nota : Não existe limite para a quantidade de apalpadores dentro de uma configuração e o nome
do apalpador é de livre escolha , sugerimos usar nomes que ,p.ex. , indicam a direção do
apalpador .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 27 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.4.3 – Qualificar apalpadores

a- Selecionar Modo de qualificação

b- Selecionar apalpador a ser qualificado

c- Definir Ângulo de Cobertura ( Apalpador muito curto ou curto com o diâmetro da haste muito
pequeno , diminuir Ângulo de Cobertura da esfera para ate 120º )

d- Acionar o botão “Qualificar Apalpador”

e- Definir Força de Medição ( Para apalpadores com a haste longa e diâmetro pequeno ou
apalpadores com o diâmetro da haste muito pequeno , p.ex. 0.5 x 5mm , 0.2 x 5mm , diminuir a
força de medição )

f- Apalpação dinâmica manter em 100%

g- Acionar o botão “OK”

h- Apalpar um ponto na direção da haste

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 28 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.4.4 – Re-qualificação Automática

a- Acionar o ícone “Qualificar Configuração em CNC”

b- Acionar o botão “Requalificar” ( Este comando ativara a qualificação em modo CNC de todos os
apalpadores já qualificados .

c- Após iniciar a qualificação automática aparecera a janela de Impressão , ver abaixo , com
informações sobre os apalpadores qualificados que podem ser impressas ou salvas em formato
texto .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 29 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.5 – Editar dados da Qualificação


3.5.1 – Editar Configuração

a- Acionar o ícone “Administração Configuração”

b- Na janela Administração Configuração selecionar a pasta “Diretório”

c- Com o mouse selecionar a configuração desejada

d- No menu de seleção “Editar” pode-se Copiar , Excluir , Imprimir , etc..

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 30 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.5.2 – Editar Apalpadores

a- Acionar o ícone “Administração Configuração”

b- Na janela “Administração Configuração” selecionar a pasta “Dados”

c- No menu “Editar” pode-se Editar , Copiar , Excluir , Selecionar , etc... .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 31 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6 – Definir Magazine ( VAST , HSS e ST )


3.6.1 – Criar depósitos

a- Inserir configuração MaterProbe


b- Acionar o ícone “Troca Configuração em CNC “
c- Selecionar a opção “Adicionar Deposito”
d- Selecionar o tipo de cabeçote usado
e- Identificar o deposito com uma letra
f- Acionar o botão “OK”
g- Repetir o processo para todos os depósitos disponíveis

Ilustração da janela após a criação dos depósitos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 32 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6.2 – Definir comprimento da MasterProbe

a- Acionar o botão “Compr. MasterProbe

b- Responder “OK” para a pergunta “MasterProbe ativa?”

c- Apalpar com a base do prato ( ver figura ao lado )

d- Apalpar no mesmo local com a esfera do apalpador ( ver figura


ao lado )

e- Responder “OK” na janela abaixo

Nota: O comprimento da MasterProbe da janela acima é somente um exemplo , valores reais


dependem do modelo de cabeçote e do modelo da MasterProbe.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 33 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6.3 – Definir posição dos depósitos

a- Com o botão esquerdo do mouse selecionar com um clique o deposito desejado


b- Selecionar a opção “Def. Localização Deposito”

c- Posicionar o apalpador conforme indicado na janela que aparecera ( Ver figuras abaixo )

d- Acionar o botão “OK”

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 34 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6.4 – Definir configuração para deposito

a- Com o mouse selecionar um deposito

b- Selecionar a opção “Definir Configuração para o Deposito

c- Selecionar da lista a configuração desejada

d- Acionar o botão “OK”

Após definição abaixo de cada deposito aparecera o nome da respectiva configuração

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 35 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6.5 – Definir parâmetros de aproximação

a- Selecionar a opção “Param. Aproximação”

b- Definir as posições antes e após deposito

c- Definir direção de aproximação ( Normalmente +Y )

d- Acionar o botão “OK”

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 36 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

3.6.6 – Troca automática de configuração

a- Com o botão esquerdo do mouse selecionar o deposito da configuração desejada

b- Com o botão direito do mouse dar um clique sobre sobre o deposito e selecionar a opção
“Carregar Configuração”

Notas : Observar se existe alguma configuração no cabeçote e se existir observar se existe


deposito disponível para a mesma .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 37 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4 – AMBIENTE DE TRABALHO

4.1 – Manipulação do Software

4.1.1 – Menu Pulldown

- Normalmente a manipulação do software é feita através do menu “Pulldown” como demonstrado no


exemplo abaixo.

4.1.2 – Ícones

- Trocar configuração manual e CNC , trocar apalpador , executar programa CNC , etc... ( Ver figura
abaixo )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 38 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.1.3 – Alterar língua e unidades de medida

a- No menu pulldown selecionar Extras => Area Trabalho => Ambiente

b- Definir idioma , Unidade de medida , Unidade de temperatura , Unidade angular e numero de


casas decimais .

c- Confirmar seleções com o botão Aplicar

Nota : É possível trabalhar com o software em uma língua e o relatório de medição em outra
língua com a unidade de medida em milímetro e o relatório em polegada .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 39 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.1.4 – Barra de manipulação Gráfica

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
1- Mostrar somente elementos selecionados
2- Mostrar todos elementos do Programados
3- Mostrar modelo sólido
4- Programação de elementos com modelo CAD
5- Vistas
6- Diminuir modelo ou elementos
7- Definir área de ampliação com o mouse
8- Aumentar modelo ou elementos
9- Usar mouse para imagem CAD
10- Definir eixo de rotação
11- Rotacionar modelo ou elementos para esquerda
12- Ativar mouse para rotacionar modelo CAD ou elementos
13- Rotacionar modelo ou elementos para direita
14- Preencher modelo como sólido
15- Ajustar janela para modelo CAD

4.1.5 – Manipulação Gráfica com mouse

a- Botão esquerdo = Deslocar modelo ou elementos


b- Botão direito = Rotacionar modelo ou elementos
c- Botão central = Ampliar / Diminuir modelo ou elementos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 40 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.2 – Menus de Programação

4.2.1 – Menu Característica

- Características são avaliações extraídas dos elementos geométricos ,p.ex., diâmetros , circularidades ,
paralelismos , verdadeira posição , alinhamentos , etc...

- Para deslocar uma característica basta seleciona-la com o mouse e arrasta-la para a posição que
desejar.

- Para apagar uma característica basta seleciona-la com o mouse e acionar a tecla “Delete” do teclado .

- Para abrir uma característica basta dar um clique duplo sobre a característica desejada

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 41 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.2.2 – Menu Elementos

- Todos elementos programados no software Calypso são alocados neste menu.

- Para deslocar um elemento basta seleciona-lo com o mouse e arrasta-la para a posição que desejar.

- Para apagar um elemento basta seleciona-lo com o mouse e acionar a tecla “Delete” do teclado .

- Para abrir um elemento basta dar um clique duplo sobre o elemento desejado

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 42 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.2.3 – Menu Pré-requisitos

- O Menu de Pré-requisitos também é chamado de menu de preparação , pois muitos parâmetros ou


comandos de fundamental importância para o software estão dispostos de maneira clara e simples
,p.ex., Janela de Qualificação de apalpadores , Alinhamento Básico , Cubo de Segurança e
Compensação de Temperatura .
- Os itens de Alta Importância estão na cor vermelha , isto significa que se os mesmos não forem
definidos corretamente o programa ativo no momento poderá ter problemas na sua execução , após sua
correta definição os mesmos passarão para a cor verde . Os itens de Media importância estão na cor
laranja , porem se definidos corretamente também passarão para a cor verde.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 43 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.3 – Criação de Elementos Geométricos

4.3.1 – Reconhecimento Automático de Elementos

- É possível e muito usual no Calypso trabalhar com a função de Reconhecimento Automático de


Elementos ativada , isto facilita muito na hora de medições manuais pois o usuário simplesmente inicia a
medição e o software reconhece o elemento , este reconhecimento esta relacionado com o
posicionamento e direção do conjunto de pontos e a quantidade de pontos apalpados .
- O software segue uma lógica , p.ex. , uma apalpação = Ponto , 2 apalpações na mesma direção = Reta
, 2 apalpações em direções opostas = Ponto simetria , 3 apalpações na mesma direção = Plano , etc... .

a- Extras => Área Trabalho => Medição


b- Selecionar a pasta Elementos
c- Selecionar os elementos com reconhecimento automático
d- Selecionar a opção Definição automática de Elementos
e- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 44 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.3.2 – Definição Previa de Elementos

a- Elementos => Circulo


b- Abrir o elemento criado com um clique duplo ( observar que todos os dados do elemento estão
sem informações )
c- Executar a medição do elemento
d- Após apalpar todos os pontos confirmar com OK

Nota : Este procedimento pode ser aplicado em todos elementos.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 45 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.3.3 – Definição Manual de Elementos

e- Elementos => Circulo


f- Abrir o elemento criado com um clique duplo
g- Definir se o Circulo_1 é interno ou externo
h- Trocar nome do elemento para Circulo_Treinamento
i- Inserir os valores nominais de XYZ , Diâmetro , A1-A2 e Eixo Espacial
j- Após todas definições confirmar com OK

Nota : Este procedimento pode ser aplicado em todos elementos.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 46 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.3.4 – Criar Elementos por Re-chamada

- Em muitas situações é necessário a criação de elementos por Re-chamadas , p.ex. , Linha3-D entre 2
círculos , plano entre 3 pontos , etc... .

a- Criar 3 elementos “Ponto”


b- Elementos => Plano
c- Abrir elemento Plano1
d- Selecionar a opção Rechamar
e- Selecionar os elementos que irão compor o elemento principal

Nota : Este procedimento pode ser aplicado em todos elementos.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 47 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

4.3.5 – Conteúdo dos Elementos

- É importante para o usuário ter conhecimento sobre o conteúdo das janelas dos elementos. Existem
colunas, entradas e opções comuns para todos elementos , e existem elementos com colunas ,
entradas e opções especificas .
- Neste item será apresentado o conteúdo da janela do elemento Circulo que servira como referencia
para o usuário.

1 2
3
5
4 6 7 12

8 11 13
9 10
15
14
16

17 18

1 – Indica se o elemento é externo ou interno ( Alterável ).


2 – Nome do elemento ( Alterável ).
3 – Botão para abrir a janela de estratégia de medição do elemento.
4 – Plano de Segurança do elemento ( Alterável ).
5 – Definição de plano de projeção do elemento ( Alterável ).
6 – Criar elemento por Re-chamada .
7 – Selecionar Alinhamento.
8 – Ativar características do elemento.
9 – Coluna de Nominais ( Alterável ).
10 – Coluna do valor atual ( Inalterável ).
11 – Entrada de Tolerância Superior e Inferior ( Alterável ).
12 – Selecionar Classe de Tolerância ( Todas previstas em normas ).
13 – Identificador da característica ( Relação entre nome do elemento e tipo de característica , alterável ).
14 – Eixo Espacial do elemento ( Alterável ) .
15 – Entrada para tolerância de diâmetro ( p.ex. H7 ).
16 – Ângulo Inicial ( Define o inicio da medição do elemento , alterável ).
17 – Cálculos básicos feito entre os pontos de medição do elemento ( Inalterável ).
18 – Ativar características de Erro de Forma e Posição .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 48 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5 – ALINHAMENTO
5.1 – Conceitos
5.1.1 – Definição de Alinhamento Básico

- Em muitas situações o Alinhamento Básico tem o objetivo de somente definir a posição da peça para
que a máquina possa medir os elementos que irão compor um alinhamento principal . Quando esta for a
aplicação recomenda-se usar pontos de fácil localização e medição , pois ao executar o alinhamento em
modo manual ( Localização ) o alinhamento que será carregado pelo software será o Alinhamento
Básico.
- Também é normal que o Alinhamento Básico seja o principal .
- Em qualquer situação após a execução em modo manual o software repetira a medição do Alinhamento
Básico em modo CNC.

5.1.2 – Descrição da Janela de Alinhamento

a- Abrir menu Pré-requisitos

b- Acionar o ícone de
Alinhamento Básico / Inicial

c- Selecionar a opção “Criar novo


Alinhamento Básico”

d- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 49 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

Janela de Alinhamento

- Rotação Espacial = Elemento para


Nivelamento ,p.ex. , Plano ,
Cilindro , Cone e Linha3D.

- Rotação Plano = Elemento para


Alinhamento , p.ex. , Plano ,
Cilindro , Cone , Linha3D ,
Linha2D , Circulo relacionado com
uma origem .

- Origem X = Elemento para Ponto


Zero em X ( Qualquer elemento )

- Origem Y = Elemento para Ponto


Zero em Y ( Qualquer elemento )

- Origem Z = Elemento para Ponto


Zero em Z ( Qualquer elemento )

- Eixo +Z Definição da direção do


eixo ( Todos eixos e sentidos são
possíveis )

- Eixo +Y Definição da direção do


eixo ( Todos eixos e sentidos são
possíveis )

- Rotação Espacial = O elemento selecionado será rotacionado no espaço matematicamente , sendo


assim , dois planos serão nivelados e a maquina passara a trabalhar em relação a este nivelamento.

- Rotação Plano = O elemento selecionado será rotacionado matematicamente tomando como


referencia um eixo espacial , normalmente definido automaticamente pelo software .

- Origens XYZ = Os valores das respectivas coordenadas dos elementos selecionados passarão a ser
zero , definindo a origem do sistema de medição .Isto significa que os valores das coordenadas de
qualquer outro elemento , medido após o alinhamento , será em relação a estas origens .

- Eixo = Esta opção é usada para mudar a direção dos eixos da peça .

Nota: No decorrer do treinamento será demonstrado as principais funções de alinhamento .


___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 50 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2 – Alinhamentos

5.2.1 – Alinhamento com 3 Planos

a- Arquivo => Novo criar novo Plano de Medição

b- Medir Plano 1 com apalpador Nº 1


c- Medir Plano 2 com apalpador Nº 2
d- Medir Plano 3 com apalpador Nº 3

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 51 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

e- No menu Pré-requisitos selecionar o ícone de Alinhamento Básico / Inicial

f- Para Rotação Espacial selecionar Plano1

g- Para Rotação Plano selecionar Plano2

h- Para Origem X selecionar Plano3

i- Para Origem Y selecionar Plano2

j- Para Origem Z selecionar Plano1

k- Confirmar com OK

Notas :
- Mudanças no Alinhamento Básico devem ser evitadas .Quando elementos novos forem medidos
ou calculados , modificações podem produzir valores nominais incorretos ou Planos de Medição
inutilizáveis .
- A ordem de medição dos elementos não influencia na definição do Alinhamento .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 52 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.2 – Alinhamento com Plano , Linha e Ponto

a- Arquivo => Novo criar novo Plano de Medição

PLANO
b- Medir Plano 1 com apalpador Nº 1
c- Medir Linha 2D com apalpador Nº 5
d- Medir Ponto com apalpador Nº 3

PONTO

LINHA 2D

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 53 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

e- No menu Pré-requisitos selecionar o ícone de Alinhamento Básico / Inicial

f- Para Rotação Espacial selecionar Plano1

g- Para Rotação Plano selecionar Linha 2D1

h- Para Origem X selecionar Linha 2D1

i- Para Origem Y selecionar Ponto1

j- Para Origem Z selecionar Plano1

k- Confirmar com OK

Notas :
- Mudanças no Alinhamento Básico devem ser evitadas .Quando elementos novos forem medidos
ou calculados , modificações podem produzir valores nominais incorretos ou Planos de Medição
inutilizáveis .
- A ordem de medição dos elementos não influencia na definição do Alinhamento .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 54 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.3 – Alinhamento com com Cilindro , Plano e Linha 3D

a- Arquivo => Novo criar novo Plano de Medição


b- Medir Plano
c- Medir Cilindro
d- Medir Circulo
e- Criar Linha 3D por Rechamada entre Circulo e Cilindro

f- Selecionar Alinhamento Básico / Inicial

g- Rotação Espacial selecionar Cilindro1

h- Rotação Plano selecionar Linha 3D1

i- Origem X selecionar Cilindro1

j- Origem Y selecionar Cilindro1

k- Origem Z selecionar Plano1

l- Confirmar com OK

Nota: Este exemplo de alinhamento poderá ser executado no cubo de treinamento ( Queijo Zeiss ).

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 55 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.4 – Alinhamento com Cilindro , Cone e Plano .

a- Arquivo => Novo criar novo Plano de Medição


b- Medir Plano1
c- Medir Cilindro1
d- Medir Cone1

Cone
Plano

Cilindro

e- Selecionar Alinhamento Básico

f- Rotação Espacial selecionar Cone1

g- Rotação Plano selecionar Cilindro1

h- Origem X selecionar Cone1

i- Origem Y selecionar Cone1

j- Origem Z selecionar Plano1

k- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 56 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.5 – Gerar um segundo Alinhamento

- Primeiro Alinhamento
a- Arquivo => Novo criar novo Plano de Medição
b- Medir Plano 1 com apalpador Nº 1
c- Medir Plano 2 com apalpador Nº 2
d- Medir Plano 3 com apalpador Nº 3

e- Selecionar Alinhamento Básico

f- Rotação Espacial selecionar Plano1

g- Rotação Plano selecionar Plano2

h- Origem X selecionar Plano3

i- Origem Y selecionar Plano2

j- Origem Z selecionar Plano1

k- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 57 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

- Segundo Alinhamento

l- Medir Cone

Cone

m- Selecionar Construção => Interseção

n- No menu Elementos abrir Interseção1

o- Selecionar Plano1 para Elemento 1

p- Selecionar Cone1 para Elemento 2

q- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 58 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

r- Selecionar Recursos => Utilidades => Alinhamento

s- No menu Característica abrir Alinhamento1

t- Origem X selecionar Interseção1

u- Origem Y selecionar Interseção1

v- Origem Z selecionar Interseção1

w- Confirmar com OK

- Após conclusão do segundo alinhamento as origens serão deslocadas para o ponto de interseção entre
o elementos Cone1 e Plano1 ( Ver ilustração abaixo ) , porem a Rotação Espacial e a Rotação Plano
serão mantidas conforme definido no primeiro alinhamento.
- Não há limites para a quantidade de alinhamento. O usuário pode acrescentar quantos alinhamentos
forem necessário no Plano de Medição .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 59 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.6 – Alinhamento com Translação da Origem

- Este alinhamento é aplicado em casos de peças que as origens não possuem valor igual a 0 (zero).

- Exemplo: O farol integra um conjunto de peças que uma vez montadas forma um carro . O carro possui
uma origem definida e o farol , uma vez montado na carroçaria , possui valores de coordenadas relativas
a estas origens . Se houver a necessidade de medir o farol isoladamente porem com suas origens em
relação ao carro deve-se aplicar este alinhamento.

a- Abrir novo Plano de Medição

b- Medir Plano

c- Medir Linha 2D

d- Medir Circulo

Plano

Linha 2D

Circulo

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 60 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

e- Selecionar Alinhamento Básico

f- Rotação Espacial selecionar Plano1

g- Rotação Plano selecionar Linha2D1

h – Origem X selecionar Circulo1

i – Origem Y selecionar Plano1

j – Origem Z selecionar Circulo1

l- Acionar o botão Especial


m- Acionar o botão Deslocamento
n- Inserir nos campos XYZ os valores de translação ( X=-250.00 , Y=-500,00 e Z=325.00 )

- A ilustração ao lado mostra um


exemplo de translação da origem

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 61 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.7– Alinhamento com Giro por Distância

Plano

Circulo 1
Circulo 2

a- Criar novo Plano de Medição

b- Medir Plano

c- Medir Circulo 1

d- Medir Circulo 2

e- Selecionar Alinhamento Básico

f- Rotação Espacial selecionar Plano1

g- Rotação Plano selecionar Circulo2

h- Origem X selecionar Circulo1

i- Origem Y selecionar Plano1

j- Origem Z selecionar Circulo1

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 62 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

k- Acionar o botão Especial

l- Selecionar a opção Giro a distancia para eixo

m- Inserir o valor de -2.00mm

n- Confirmar com OK

o- No menu Elementos abrir Circulo2

- Confirmar valor de Z do Circulo2


( -2.00mm )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 63 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.8– Alinhamento com Giro por Ângulo

Plano

Circulo 2

Circulo 1

Linha 3D

a- Criar novo Plano de Medição


b- Medir Plano
c- Medir Circulo1
d- Medir Circulo2
e- Elementos => Linha 3D
f- Criar Linha 3D por rechamada entre Circulo1 e Circulo2
g- Selecionar Alinhamento Básico

h- Rotação Espacial selecionar Plano1

i- Rotação Plano selecionar Linha 3D1

j- Origem X selecionar Circulo1

k- Origem Y selecionar Plano1

l- Origem Z selecionar Circulo1

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 64 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

m- Acionar o botão Especial

n- Selecionar a opção Giro por Ângulo

o- Inserir ângulo nominal 29.25º

p- Confirmar com OK

q- No menu Elementos abrir Linha 3D1

- Confirmar o valor do ângulo A2 (ZX)


da Linha 3D1 ( 29.25º )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 65 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

5.2.9 – Plano Offset

- Quando um Plano , para Alinhamento ou para Analise , deve ser criado entre 3 pontos que possuem
valores diferentes deve-se usar a função Plano Offset .

Ponto 1

Ponto 2

Ponto 3

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento
c- Definir Cubo de Segurança

d- Medir Ponto 1 ( Inserir Nominal Z= 0.0mm )


e- Medir Ponto 2 ( Inserir Nominal Z= - 8.0mm )
f- Medir Ponto 3 ( Inserir Nominal Z= -10.0mm)
g- No menu pulldown selecionar Elementos =>
Elementos Adicionais => Plano Offset

h- Abrir elemento Plano offset1

i- Em Def. Nominal selecionar Rechamar


j- Selecionar Ponto1 , Ponto2 e Ponto 3
k- Confirmar com OK

l- Responder com OK o aviso abaixo

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 66 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

m- Na janela Plano Offset selecionar o botão Avaliação


n- Acionar o Botão Editar
o- Inserir as diferenças entre os pontos ( Primeiro ponto é referencia , valor igual a zero )

p- Após inserir valores confirmar com OK


q- Finalizar janela Avaliação com OK
r- Finalizar janela do elemento

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 67 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

6 – CUBO DE SEGURANÇA

6.1 – Criar Cubo de Segurança

- O Cubo de Segurança é usado pela maquina , em modo CNC , para deslocar-se de um elemento para
outro , tornando o programa versátil e rápido .

- O Cubo de Segurança deve ser criado como pré-requisito para todos programas CNC’s.

- A criação do Cubo de Segurança só é permitida após a definição do Alinhamento Básico .

- Existem 3 possibilidades para definir o Cubo de Segurança:

1º - Este é o caminho mais pratico para criar o Cubo de Segurança , após Alinhamento Básico ,
posiciona-se o apalpador nos cantos transversais da peça e pressiona-se o botão do joystick direito.

2º - A segunda alternativa é entrar com os valores do Cubo de Segurança manualmente ou uma


combinação de posicionamento do apalpador e entrada manual .

3º - Quando existe modelo matemático ativo pode-se criar o Cubo de Segurança automaticamente
através de um botão disponível na janela de definição do Cubo de segurança .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 68 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

DEFINIÇÃO DO CUBO DE SEGURANÇA

a- Selecionar menu Pré-requisitos


b- Pressionar o ícone Cubo de Segurança

c- Posicionar apalpador no canto superior direito da peça ( XYZ positivo , Ver ilustração )
d- Acionar o botão do joystick direito 3 vezes
e- Posicionar apalpador no canto inferior esquerdo da peça ( XYZ positivo , Ver ilustração )
f- Acionar o botão do joystick direito 3 vezes
g- Verificar se o Cubo de Segurança envolve toda a peça e dispositivo
h- Confirmar com OK

XYZ +

XYZ -

- Após confirmar com OK aparecera a janela abaixo com uma pergunta .Esta pergunta refere-se aos
Planos de Segurança dos elementos já programados , se a resposta for “Sim” o software ira reavaliar
todos Planos de Segurança e poderá ocorrer mudanças ( Aparecera uma lista com os elementos e seus
respectivos Planos de Segurança ) , se a resposta for “Não” os Planos de Segurança serão mantidos .

Nota: O próximo item trata de Planos de Segurança .


___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 69 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

6.2 – Definição Plano de Segurança para medição de Elementos

- Ao criar um elemento de medição , automaticamente o software cria um Plano de Segurança para o


mesmo . O Plano de Segurança define de que lado da peça o apalpador ira deslocar-se para medir o
elemento em questão .

Circulo2 PS +Z

Circulo3 PS +X

Circulo1 PS -Y

- Na figura acima é demonstrado a


localização dos elementos na peça e
a relação dos mesmos com o
sistema de coordenadas.

- Na figura ao lado é demonstrado a


localização do campo relativo ao
Plano de Segurança encontrado
dentro de cada elemento medido .

- Ao lado é demonstrado como


alterar um Plano de Segurança .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 70 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

6.3 – Movimento em ARCO entre Planos de Segurança ( Opção para Navigator )

- Como padrão o trajeto entre planos de segurança ocorre como demonstrado na Figura 1 , ao definir o
deslocamento entre planos de segurança em ARCO o trajeto ocorrera como demonstrado na Figura 2 .

Peça Peça

Plano de Seguranca

Figura 2
Figura 1

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Editor Ajuste Elementos

b- Selecionar a opção Aplicar Plano Méd.


c- Selecionar a opção Lig.
d- Confirmar com OK

Nota: O exemplo acima esta disponível para versão 4.2.02 .Para versão 4.2.04 o usuário devera
selecionar a opção que permite definir o valor do ARCO.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 71 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7 – ESTRATEGIA DE MEDIÇÃO

7.1 – Estratégia de medição para Elementos Geométricos


- O software Calypso permite usar varias estratégias de medição para definir um elemento geométrico.
- Será apresentado neste item as mais comuns e mais utilizadas . É importante observar que o tipo de
cabeçote influencia na definição da estratégia ,p.ex. , cabeçote ST não realiza Scanning , com cabeçote
VAST-XXT não se pode usar velocidades de VAST-NAVIGATOR , etc.. , é importante que o usuário
tenha conhecimento do que é possível com o cabeçote da maquina .

7.1.1 – Definição de Ângulos


7.1.1.1 – Regras para ângulos .

- Todo elemento no sistema de coordenadas possui um eixo de referencia prescrito , consequentemente


ângulos de eixos , linhas e ,p.ex. , segmento de scanning é medido relativo a este eixo de referencia .
- A direção de medição é matematicamente positiva ( Sentido anti-horário ) , tomando como ponto de
vista a direção positiva do eixo espacial ( terceiro eixo) .
- O eixo de referencia pode ser trocado , porem trabalharemos nos exemplos que seguem com ajustes
padrões .

Plano : XY
Eixo de Referencia : X
Eixo Espacial : Z

Plano : YZ
Eixo de Referencia : Y
Eixo Espacial : X

Plano : ZX
Eixo de Referencia : Z
Eixo Espacial : Y

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 72 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.1.2 – Ângulo Inicial e Segmento Angular

- Ângulo Inicial e Segmento Angular podem ser ajustados na Janela do Elemento e na Janela de
Estratégia .

Ângulo Inicial = O primeiro ponto apalpado no elemento define o Ângulo Inicial do mesmo , isto é mais
visível em elementos circulares .O Ângulo Inicial do elemento é apresentado na Janela do Elemento e
pode ser diferente do Ângulo Inicial apresentado na Janela de Estratégia ( ver exemplos abaixo) .

Janela do Elemento Janela de Estratégia

Segmento Angular = Define o perímetro de medição do elemento , o valor apresentado na Janela do


Elemento é um calculo feito entre a primeira e a ultima apalpação . O Segmento Angular é apresentado
na Janela do Elemento pode ser diferente do Segmento Angular apresentado na Janela de Estratégia
(ver exemplos acima ) .

- É importante levar em conta os eixos de referencia em cada plano:

XY => X YZ => Y ZX => Z

7.1.1.3 – Modelo CAD

- Quando a programação ocorre com modelo CAD , o elemento será extraído com seus verdadeiros
ângulos.Porem os campos de ajustes serão apresentados e são passiveis de mudanças .
- A geometria verdadeira do elemento é sempre apresentada de acordo com os dados provenientes do
modelo matemático e a definição do Ângulo Inicial é associado com o Segmento Angular possível .

Ang. Inicial

- O exemplo ao lado mostra o ajuste automático do Ângulo


Inicial e Segmento Angular de um elemento , circulo ,
extraído do modelo matemático.
Seg. Angular

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 73 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.1.3 – Exemplos

- Abaixo segue um exemplo de cada plano .

Plano XY
Elemento Geometria Direção Rotação Segmento Circular

Plano YZ

Plano ZX

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 74 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.2 – Circulo

7.1.2.1 – Significado dos Ícones

a- Medir Circulo com 4 pontos


b- Finalizar Circulo com OK
c- Abrir Circulo
d- Acionar o botão Estratégia

Ícone Descrição
Editar pontos apalpados ,p.ex, apalpadores , coordenadas XYZ dos pontos ,
posições intermediarias , etc..
Transformar pontos simples em scanning . Ao acionar este comando os pontos
individuais serão transformados em um Segmento Circular e medidos em scanning ,
Macro de circulo ( Medição automática de circulo ) , Criar Circulo através do menu
pulldown => Abrir elemento => Abrir estratégia => Posicionar apalpador no centro
do circulo => Acionar o comando => Seguir instruções
Inserir segmento de scanning

Posição intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo ao alinhamento )


Inserir ponto de apalpação ( É mais pratico apalpar um ponto no local desejado pois
ao usar este comando os valores XYZ do ponto estarão em relação a posição da
maquina
Passo – Posição Intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo a posição atual )

Passo – Posição Intermediaria da MMC com apalpação ( Relativo a posição atual )


Parada no programa ( Utilizado para emitir mensagens para o operador , p.ex. ,
“Favor colocar pino no furo X”.
Inserir dados de segurança ,p.ex. , Distancia de segurança , distancia de retorno ,
trocar configuração para o elemento em questão , movimento da MG.

Lista dos pontos apalpados durante a criação do elemento , as posições dos pontos
são exatamente onde o usuário os apalpou.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 75 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.2.2 – Transformas pontos em Segmento Circular ( Scanning )

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Circulo com 4 pontos
e- Abrir Circulo
Circulo

f- Abrir Estratégia
g- Acionar o ícone Pontos simples / Trocar para scan

h- Fechar Estratégia
i- Fechar Circulo

j- Abrir Circulo novamente

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 76 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

k- Abrir Estratégia

l- Fechar janela estratégia


m- Fechar elemento
n- Salvar Programa
o- Executar Programa

Notas :
- A definição de “Segmento Circular” será apresentada no item 7.1.2.3 .
- Antes de executar o programa ver opções da Janela de Execução de Programa ( Item 11.2 )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 77 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.2.3 – Definição de “Segmento Circular”

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Circulo com 4 pontos
Circulo

e- Finalizar Circulo com OK


f- Abrir Circulo
g- Abrir Estratégia

h- Acionar o ícone Definição Segmento Circular

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 78 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

i- Selecionar e apagar com “delete” os 4 pontos simples “Apalpar Ponto” ( Isto é necessário , pois
as definições de estratégia de medição são acumulativas , se os pontos individuais não forem
apagados os mesmos também serão medidos )

j- Abrir “Segmento Circular [ 1 Linha ]”

j1- Definir Velocidade de scanning ( 5 mm/s )


- Somente para cabeçotes que possibilitam esta função.

j2- Definir Largura do passo ( 0.1 mm ) ou inserir


Numero de Pontos desejados

j3- Selecionar Apalpador ( O apalpador apresentado


sempre será o mesmo que foi usado na criação do
elemento )

j4- Definir Ângulo Inicial e Segmento Angular


(Neste exemplo Ang Inic = 0.00º e Seg Ang = 360º)

j5- Definir Começo altura ( Este campo define a


posição do elemento na direção do eixo espacial ,
neste caso “+Z” , 0.00mm significa que a medição
acontecera na origem do elemento , exatamente onde
o elemento foi medido manualmente )

k- Fechar janela Segmento Circular [ 1 Linha ]


l- Fechar Estratégia
m- Fechar Elemento

n- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 79 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.2.4 – Redefinir Pontos Simples

- Este exercício mostra como redefinir a posição dos pontos de medição em casos de Pontos Simples.
- Ao criar um circulo os pontos são salvos individualmente dentro da janela Estratégia como “Apalpar
Ponto” .Porem se a medição for executada desta maneira os pontos serão medidos exatamente onde
foram criados , para uma boa medição é importante que os pontos sejam distribuídos por igual no
perímetro circular .

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Circulo com 4 pontos
Circulo

e- Finalizar Circulo com OK


f- Abrir Circulo
g- Abrir Estratégia

h- Acionar o ícone Definição Segmento Circular

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 80 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

i- Selecionar e apagar com “delete” os 4 pontos simples “Apalpar Ponto” ( Isto é necessário , pois
as definições de estratégia de medição são acumulativas , se os pontos individuais não forem
apagados os mesmos também serão medidos )

j- Abrir “Segmento Circular [ 1 Linha ]”


j1- Em casos de Pontos Únicos a Velocidade não será
levada em consideração

j2- Marcar a opção Numero de pontos e inserir a


quantidade de pontos desejada , p.ex. 4 , ( É possível
selecionar a opção Largura do passo e deixar para o
software calcular a quantidade de pontos ) .Os pontos
serão distribuídos a cada 90º a partir do eixo de
referencia , neste caso X .

j3- Selecionar Apalpador ( O apalpador apresentado


sempre será o mesmo que foi usado na criação do
elemento )

j4- Marcar a opção Pontos Únicos

j5- Definir Ângulo Inicial e Segmento Angular


(Neste exemplo Ang Inic = 0.00º e Seg Ang = 360º)

j6- Definir Começo altura ( Este campo define a


posição do elemento na direção do eixo espacial ,
neste caso “+Z” , 0.00mm significa que a medição
acontecera na origem do elemento , exatamente onde
o elemento foi medido manualmente )
k- Fechar janela Segmento Circular [ 1 Linha ]
l- Fechar Estratégia
m- Fechar Elemento
n- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 81 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.2.5 – Segmento Circular

- Este exercício mostra como definir a medição de um segmento circular .


- Em muitas casos o elemento a ser medido , neste caso circulo , não possui uma geometria
regular.Podem existir rasgos , relevos ,planos , etc.. , que não permite a medição de uma maneira
convencional.
- Nestes casos deve-se trabalhar com 2 comandos disponíveis na janela Estratégia que são :
Ang Inic = Ângulo inicial , define o inicio da medição tomando como referencia o eixo de referencia ( No
exemplo o eixo referencia é X ) .Os valores para este campo são de 0.00º a +/- 360º .
Seg Ang = Segmento angular , define o campo de medição do elemento em sentido positivo (Sentido
Anti-horário ) ou em sentido negativo ( Sentido horário ). Os valores para este campo vão de 0.00º até +/-
infinito ( Lembre-se que uma volta completa possui 360º e se o valor entrado ultrapassar este valor ,p.ex.
450º , será acrescido ¼ de volta na medição.

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Circulo com 3 pontos

Circulo

e- Finalizar Circulo com OK


f- Abrir Circulo
g- Abrir Estratégia

h- Inserir Segmento Circular

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 82 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

i- Selecionar e apagar com “delete” os 4 pontos simples “Apalpar Ponto” ( Isto é necessário , pois
as definições de estratégia de medição são acumulativas , se os pontos individuais não forem
apagados os mesmos também serão medidos )

j- Abrir “Segmento Circular [ 1 Linha ]”

j1- Definir Velocidade ,p.ex. 10.0mm/s

j2- Marcar a opção Largura do passo e inserir o


valor de 0.1mm.

j3- Selecionar Apalpador ( O apalpador apresentado


sempre será o mesmo que foi usado na criação do
elemento )

j4- Definir Ângulo Inicial e Segmento Angular


(Neste exemplo Ang Inic = 310º e Seg Ang = 300º)

j5- Definir Começo altura ( Este campo define a


posição do elemento na direção do eixo espacial ,
neste caso “+Z” , 0.00mm significa que a medição
acontecera na origem do elemento , exatamente onde
o elemento foi medido manualmente )

k- Fechar janela Segmento Circular [ 1 Linha ]


l- Fechar Estratégia
m- Fechar Elemento

n- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 83 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.3 – Cilindro
7.1.3.1 – Significado dos Ícones
e- Medir Cilindro com 8 pontos
f- Finalizar Cilindro com OK
g- Abrir Cilindro
h- Acionar o botão Estratégia

Ícone Descrição
Editar pontos apalpados ,p.ex, apalpadores , coordenadas XYZ dos pontos ,
posições intermediarias , etc..
Transformar pontos simples em scanning . Ao acionar este comando os pontos
individuais serão transformados em 2 Segmentos Circulares e medidos em
scanning .
Macro de cilindro ( Medição automática de circulo ) , Criar Cilindro através do menu
pulldown => Abrir elemento => Abrir estratégia => Posicionar apalpador no centro
do cilindro => Acionar o comando => Seguir instruções
Inserir 2 Segmentos Circulares , um em cada extremidade do cilindro .

Inserir 1 segmento circular no centro do cilindro

Inserir linhas paralelas

Inserir scanning em hélice no cilindro


Inserir scanning em hélice tangencial no cilindro ( Somente para cabeçote Vast-
Navigator )
Posição intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo ao alinhamento )
Inserir ponto de apalpação ( É mais pratico apalpar um ponto no local desejado pois
ao usar este comando os valores XYZ do ponto estarão em relação a posição da
maquina
Passo – Posição Intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo a posição atual )

Passo – Posição Intermediaria da MMC com apalpação ( Relativo a posição atual )


Parada no programa ( Utilizado para emitir mensagens para o operador , p.ex. ,
“Favor colocar pino no furo X”.
Inserir dados de segurança ,p.ex. , Distancia de segurança , distancia de retorno ,
trocar configuração para o elemento em questão , movimento da MG.
Lista dos pontos apalpados durante a criação do elemento , as posições dos pontos
são exatamente onde o usuário os apalpou.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 84 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.3.2 – Transformar Pontos Simples em 2 Segmentos Circulares ( Scanning )

a- Criar Plano de Medição


d- Definir Alinhamento Básico
e- Definir Cubo de segurança
f- Medir Circulo com 4 pontos
g- Abrir Circulo

Cilindro

h- Abrir Estratégia

i- Acionar o ícone Pontos simples / Trocar para scan

j- Fechar Estratégia

k- Fechar Cilindro

l- Abrir Cilindro novamente

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 85 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

m- Abrir Estratégia

n- Abrir os 2 Segmentos Circulares e editar parâmetros


o- Fechar Estratégia
p- Fechar Elemento
q- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 86 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.3.3 – Exercícios

1 – Medir Cilindro com Pontos Únicos usando 3 Segmentos Circulares .

2 – Medir Cilindro com Linhas Paralelas

3 – Medir Cilindro com Segmento Hélice

4 – Medir Cilindro com 4 Segmentos Circulares , com Segmento Circular de 90º , alturas e Ângulo
Inicial diferentes .

5 – Medir Cilindro com 2 Segmentos Circulares , 6 Linhas Paralelas e Segmento Hélice com 4
rotações .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 87 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.4 – Plano
7.1.4.1 – Significado dos Ícones

a- Medir Superfície com 4 Pontos

b- Finalizar Superfície com OK

c- Abrir Superfície

d- Acionar o botão Estratégia

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 88 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

Ícone Descrição
Editar pontos apalpados ,p.ex, apalpadores , coordenadas XYZ dos pontos , vetores
, posições intermediarias , etc..
Transformar pontos simples em scanning . Ao acionar este comando os pontos
individuais serão medidos em scanning .
Inserir medição em Grade

Inserir medição Linha de Borda

Inserir Segmento Circular no Plano

Inserir múltiplas Linhas de Borda

Posição intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo ao alinhamento )


Inserir ponto de apalpação ( É mais pratico apalpar um ponto no local desejado pois
ao usar este comando os valores XYZ do ponto estarão em relação a posição da
maquina
Passo – Posição Intermediaria da MMC sem apalpação ( Relativo a posição atual )

Passo – Posição Intermediaria da MMC com apalpação ( Relativo a posição atual )


Parada no programa ( Utilizado para emitir mensagens para o operador , p.ex. ,
“Favor colocar pino no furo X”.
Inserir dados de segurança ,p.ex. , Distancia de segurança , distancia de retorno ,
trocar configuração para o elemento em questão , movimento da MG.

Lista dos pontos apalpados durante a criação do elemento , as posições dos pontos
são exatamente onde o usuário os apalpou.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 89 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.4.2 – Grade

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Superfície com 4 pontos

e- Abrir Superfície
f- Abrir Estratégia
g- Acionar o ícone Medição de Grade

h- Selecionar e apagar os pontos individuais ( Apalpar Pontos )

i- Com um clique duplo do mouse abrir a estratégia Grade

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 90 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

j- Definir Velocidade
k- Definir Largura do passo
l- Definir Apalpador
m- Definir Comprimento e Largura da Grade

n- Definir direção da grade ( Girar grade 90º )


o- Definir entre Linhas ou Meandros
p- Definir distancia da aresta ( Desvio aresta )
q- Fechar Estratégia
r- Fechar Elemento
s- Executar programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 91 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.4.3 – Segmento Circular no Plano

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de segurança
d- Medir Superfície com 4 pontos

e- Abrir Superfície
f- Abrir Estratégia
g- Acionar o ícone Medição de Grade

h- Selecionar e apagar os pontos individuais ( Apalpar Pontos )

i- Com um clique duplo do mouse abrir Trajeto Circulo

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 92 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

j- Definir Velocidade
k- Definir Largura do passo
l- Definir Apalpador
m- Definir Ângulo Inicial e Segmento Angular

n- Definir Diâmetro
o- Definir posição XYZ
p- Fechar Estratégia
q- Fechar Elemento
r- Executar programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 93 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.5 – Definir estratégia de medição Padrão ( Cilindro )

- A definição de um Padrão de Estratégia de Medição pode economizar tempo na programação , pois ao


criar um elemento o padrão automaticamente será aplicado .
- O usuário , para definir uma boa estratégia , deve levar em consideração aspectos técnicos da maquina
como velocidade e cabeçote , tipos mais comuns de peças e seus elementos e filosofia de medição
adotada .

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Definir Padrão Estratégia Medição

b- Marcar o campo Habilitado do elemento desejado , p.ex. cilindro .


c- Acionar o botão Parametros

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 94 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

d- Abrir a linha Dados Segurança

e- Se necessário editar os campos Distancia Segurança , Mover Para e Distancia retorno

f- Confirmar alterações com OK

g- Acionar o ícone Segmento Circular 1

h- Abrir a linha Segmento Circular [1 Linha]

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 95 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

i- Velocidade 10.0mm/s
j- Largura do passo 0.1mm
k- Ângulo Inicial 0.0º
l- Segmento Angular 360º
m- Numero Rotações 2

n- Confirmar com OK

- Observar que existe apenas uma linha


de Segmento Circular porem entre
parênteses esta definido que são 2
linhas.
- Isto é atribuído ao numero de rotações
, definida como 2 .

o- Encerrar janelas com OK e Fechar


- A partir de agora todos os cilindros apresentarão este padrão ( Somente os criados após a
definição do Padrão os anteriores permanecerão com suas respectivas definições ) .

Nota : Definir Estratégia de Medição Padrão para os elementos mais usuais ,p.ex. circulo e
superfície.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 96 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.6 – Ponto Espaço


7.1.6.1 – Esclarecimentos sobre Ponto Espaço

- Ao apalpar um ponto simples em uma superfície de 45º ( Pior situação ) acumula-se ao erro da peça um
erro adicional igual a 25% do diâmetro da esfera do apalpador utilizado ( ver ilustração abaixo ) . Isto
ocorre com qualquer software de medição convencional , a exceção ocorre quando o trabalho é
executado com modelo matemático .
- Para eliminar este erro , em medições sem modelo matemático , é necessário definir a normal do ponto
, assim a maquina ira executar uma medição vetorial , ou seja perpendicular ao plano onde esta
localizado o ponto.

Apalpação convencional ( com erro )

Direção de Apalpação

Erro

Ponto de Contato

Ponto Nominal

Apalpação Vetorial ( Sem erro )

Direção de Apalpação

Ponto Nominal

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 97 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.1.6.2 – Criar Ponto Espaço

a- Criar novo Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Através do contador da janela Semáforo posicionar apalpador nas coordenadas desejadas
e- Apalpar Ponto

f- Finalizar elemento Ponto com OK


g- Abrir elemento Ponto
h- Se necessário efetuar pequenos ajustes nas coordenadas nominais XYZ
i- Acionar o botão Avaliação

j- Selecionar a opção Ponto Espaço

k- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 98 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

l- Posicionar apalpador em frente ao Ponto

m- Acionar o botão Medir vetor normal agora


n- Responder com Sim para a pergunta da janela abaixo

- A maquina ira medir uma superfície com 3 pontos ao redor do ponto de origem e definir o vetor real do
plano do qual o ponto se encontra .Após a medição observar os campos i j k da janela do elemento
Ponto , os vetores do ponto serão apresentados .

- Em caso de haver nominais XYZ e vetores não é necessário executar este processo ,é possível criar
manualmente o ponto espaço “Elementos => Ponto => Abrir elemento => Inserir as nominais XYZ e ijk“.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 99 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.2 – Estratégia para Planos de Segurança

7.2.1 – Dados de Segurança


7.2.1.1 – Definição

- A função Dados Segurança esta disponível na janela Estratégia de todos elementos .


a- Abrir elemento ,p.ex. Cilindro .
b- Acionar o botão Estratégia

c- Abrir janela Dados Segurança

- Possibilidades :
1- Grupo Segurança = Alterar Plano de Segurança do elemento ( O mesmo Plano de Segurança
definido neste campo sera aplicado na janela principal do elemento e o oposto também é verdadeiro ).

2- Distancia Segurança = Distancia do elemento

3- Mover Para = Deslocamento relativo ao valor do campo anterior ,p.ex. 10.0mm antes e após a
medição

4- Distancia retorno = Distancia antes e após a apalpação dos pontos de um elemento ( Ao medir ,p.ex.
, um circulo com diâmetro de 3.00mm sugere-se usar apalpador de no máximo 1.5mm e Distancia
retorno 0.5mm

5- Configuração = Configuração de apalpadores que será usada para medir o elemento ( Todas as
configurações qualificadas irão aparecer neste campo )
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 100 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.2.1.2 – Exercício 1

a- Medir superfície indicada no desenho abaixo


b- Redefinir Grupo Segurança ( Plano de Segurança )
c- Redefinir Distancia de Segurança e Distancia retorno
d- Executar programa

7.2.1.3 – Exercício 2

a- Medir circulo interno de 3.5mm de diâmetro ( Ver desenho abaixo )


b- Redefinir Distancia retorno
c- Executar programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 101 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.2.2 – Criação de vários Dados de Segurança para o mesmo Elemento

- Em algumas situações é necessário a utilização de vários Dados de Segurança para medir um


elemento , neste item será demonstrado como aplicar a função nestas situações .
- Neste exemplo será medido o plano inferior do cubo ( ver ilustração abaixo ).

a- Abrir novo Plano de Medição


b- Determinar Alinhamento Básico
c- Selecionar apalpador No. 3
d- Apalpar 2 pontos do lado esquerdo do cubo
e- Selecionar apalpador No. 5
f- Apalpar 2 pontos do lado direito do cubo
g- Finalizar Plano com OK
h- Responder com SIM a janela abaixo

i- Abrir elemento
j- Abrir Estratégia

- Observar que automaticamente foi criado uma linha de Dados Segurança antes de cada ponto , é
importante o usuário abrir todas as linhas de Dados Segurança e verificar as informações ,p.ex. , Plano
de segurança , apalpadores , etc.. .
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 102 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.2.3 – Definir Plano de Retração e Sub-Plano de Segurança

- Neste item será apresentado o caminho para definir um Sub-Plano de Segurança , utilizado em
situações onde exista dois ou mais elementos próximos uns aos outros .

- No exemplo abaixo será medido os 3 planos do encaixo do cubo , normalmente a cada plano medido a
maquina volta para o Plano de Segurança ( +Z ) e retorna para medir o próximo . Com a criação de um
Sub-Plano de Segurança a maquina medira os 3 planos do encaixe e depois voltara para o Plano de
Segurança ( +Z) .

Plano de Segurança +Z

Plano lado Direito


Plano lado Esquerdo
Plano inferior

a- Criar novo Plano de Medição

b- Determinar Alinhamento Básico

c- Definir Cubo de Segurança

d- Medir Plano lado Direito e renomear como Plano_Dir

e- Medir Plano lado Esquerdo e renomear como Plano_Esq

f- Medir Plano Inferior e renomear como Plano_Inf

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 103 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

g- No menu pulldown Plano => Navegação => Plano Segurança Secundário

h- Acionar o botão Novo

i- Entrar com o nome “Encaixe “

j- Selecionar PS principal ( PS +Z )

k- Finalizar Com OK

l- Abrir Plano_Dir
m- Selecionar Encaixe para Grupo Segurança
n- Finalizar com OK
o- Repetir seleção para Plano_Esq e Plano_Inf
p- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 104 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

7.2.4 – Medir elemento com Posições Intermediarias

- Na maioria dos casos não é necessário utilizar posições intermediarias convencionais , porem se o
usuário optar ou for a única solução para medir elementos de difícil acesso , neste item será apresentado
o caminho para inserir posições intermediarias no programa .

a- Criar novo Plano de Medição


b- Determinar Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Gerar elemento Plano através do menu pulldown
e- Abrir elemento Plano
f- Abrir estratégia

- A janela Estratégia ira conter somente uma linha de Dados Segurança , é importante manter esta
linha pois antes e após de medir o elemento a maquina obedecera o Plano de Segurança definido para
o elemento e manterá informações sobre Configuração , Distancia de retorno , etc..

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 105 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

g- Selecionar apalpador No. 3


h- Com o botão do joystick direito criar Pos-I antes de apalpar o 1º ponto
i- Apalpar Ponto 1
j- Criar Pos-I antes do 2º ponto
k- Apalpar Ponto 2
l- Selecionar apalpador No. 5
m- Criar Pos-I antes do 3º ponto
n- Apalpar ponto 3
o- Criar Pos-I antes do 4º ponto
p- Apalpar ponto 4
q- Criar Pos-I para saída do elemento

r- Fechar janela Estratégia


s- Fechar Plano
t- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 106 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8 – CARACTERISTICAS

- Características são avaliações extraídas dos elementos medidos ,p.ex. , Diâmetro , Valor de
Coordenada , Verdadeira Posição , Paralelismo , Concentricidade , etc.. .
- Neste item será apresentado o caminho para extrair as características mais usuais .
- Outro fator importante é que se um elemento , desde que não seja usado no alinhamento , não possuir
uma característica dele extraído não será medido ao executar o programa CNC.

8.1 – Valor de Coordenada

8.1.1 – Valor de Coordenadas X Y Z ( Elemento Ponto )

8.1.1.1 – Medir e Selecionar Tolerâncias

a- Definir Alinhamento Básico


b- Definir Cubo de Segurança
c- Selecionar Apalpador No. 5
d- Apalpar ponto em –X
e- Selecionar Tolerância para X

f- Inserir Nominal para X ( Nominal atual sugerida pelo software )


g- Inserir Tolerâncias ( Tolerâncias atual sugerida pelo software )
h- Alterar nome da característica ( Nome atual sugerido pelo software )
i- Confirmar Plano de Segurança
j- Confirmar Ponto com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 107 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

k- Selecionar apalpador No. 4


l- Apalpar ponto em –Y
m- Selecionar Tolerância para Y

n- Inserir Nominal para Y ( Nominal atual sugerida pelo software )


o- Inserir Tolerâncias ( Tolerâncias atual sugerida pelo software )
p- Alterar nome da característica ( Nome atual sugerido pelo software )
q- Confirmar Plano de Segurança
r- Confirmar Ponto com OK

s- Selecionar apalpador No. 2


t- Apalpar ponto em +Z
u- Selecionar Tolerância para Z

v- Inserir Nominal para Z ( Nominal atual sugerida pelo software )


w- Inserir Tolerâncias ( Tolerâncias atual sugerida pelo software )
x- Alterar nome da característica ( Nome atual sugerido pelo software )
y- Confirmar Plano de Segurança
z- Confirmar Ponto com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 108 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.1.2 – Editar Características

a- Abrir menu de Características

b- Abrir característica Valor X Ponto 1

c- Se necessário editar Nome da característica , Nominal , Tolerâncias e de qual elemento esta


característica foi extraída .

d- Confirmar com OK
e- Abrir e alterar se necessário as outras características
f- Salvar Plano de Medição ( Ver item 8.1.5 )
g- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 109 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.2 – Valor de Coordenadas ( Ponto Interseção Cone com Plano )

Cone Plano

a- Abrir novo Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Medir Cone
e- Definir Estratégia para Cone
f- Medir Plano
g- Definir Estratégia para plano
h- Criar Interseção entre Cone e Plano , Construção => Interseção
i- Abrir elemento Interseção

j- Selecionar Cone para Elemento 1


k- Selecionar Plano para Elemento 2
l- Selecionar Tolerância Para XYZ
m- Finalizar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 110 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

n- Abrir menu de Características

o- Abrir característica Valor X Intersecção 1

p- Conferir informações
q- Fechar característica
r- Conferir informações das outras características
s- Salvar programa
t- Executar Programa
u- Avaliar Relatórios

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 111 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.3 – Valor de Coordenadas ( Ponto Projeção Circulo com Plano )

Plano

Circulo

a- Abrir novo Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Medir Circulo ( Segmento de circulo , conforme ilustração acima )
e- Definir Estratégia para o Circulo
f- Medir Plano ( Plano do encaixe , conforme ilustração acima )
g- Definir Estratégia para o Plano
h- No menu pulldown selecionar Construção => Projeção
i- Abrir elemento Projeção

j- Selecionar Circulo para Elemento 1


k- Selecionar Plano para Elemento 2
l- Selecionar Tolerância Para XYZ
m- Finalizar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 112 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

n- Abrir menu de Características

o- Abrir característica Valor X Projeção 1

p- Conferir informações
q- Fechar característica
r- Conferir informações das outras características
s- Salvar programa
t- Executar Programa
u- Avaliar Relatórios

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 113 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.4 – Valor de Coordenadas ( Ponto de Simetria entre Círculos )

Circulo 1

Circulo 2

a- Medir Circulo 1
b- Medir Circulo 2
c- Selecionar Construção => Simetria
d- Abrir elemento Simetria

e- Selecionar Circulo 1 para Elemento 1


f- Selecionar Circulo 2 para Elemento 2
g- Selecionar Tolerância Para XY
h- Abrir características e editar informações ( Nome , Nominais , etc.. )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 114 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.5 – Salvar , Carregar e Executar Programa CNC

8.1.5.1 – Salvar

- Quando o usuário utilizar o comando “Salvar Como” o mesmo poderá selecionar a pasta desejada .Se
o usuário utilizar o comando “Salvar” os programas serão salvos automaticamente na pasta padrão
definida no campo “Pasta para gravar Planos Medição” da janela “Ambiente”.
- Para cada programa salvo é criado uma pasta com o nome do mesmo.

Mudar Pasta Padrão

a- Fechar todos Planos de Medição


b- No menu pulldown selecionar Extras => Área Trabalho =>Ambiente

c- Selecionar a pasta Diretório


d- No campo “Pasta para gravar Planos Medição” inserir o caminho completo para a pasta
desejada
e- Confirmar com o botão Aplicar
f- Fechar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 115 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.5.2 – Carregar e Executar Programa CNC

a- No menu pulldown selecionar Arquivo => Abrir

b- Selecionar o arquivo “inspection” localizado dentro da pasta referente ao programa desejado


c- Acionar o botão Open ou Abrir
d- O programa será carregado no ambiente de trabalho do Calypso
e- No menu pulldown selecionar Plano => Iniciar-CNC ou acionar o ícone da barra de ferramentas
superior ( indicado com uma seta na ilustração )

f- Na janela de inicio de programa acionar o botão OK

Nota: As opções da janela de inicio de programa estão dispostas no item 11.2


___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 116 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6 – Relatórios de medição

8.1.6.1 – Modo manual

a- Relatório Padrão , no menu pulldown Exibir => Relatório Padrão

b- Relatório Compacto , no menu pulldown Exibir => Relatório Compacto

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 117 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

c- Relatório Personalizado , no menu pulldown Exibir => Relatório Personalizado

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 118 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6.2 – Modo automático

a- Na janela de inicio de programa selecionar formato de relatório desejado

b- Para enviar automaticamente para a impressora selecionar a opção Imprimir Relatórios

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 119 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6.3 – Relatório Excel

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Formato Relatório Personalizado

b- Acionar o botão Selec. Relatório EXCEL


c- Na pasta C:\Zeiss\Calypso\home\om\excel_report selecionar planilha desejada ,p.ex. ,
Characteristic.xls
d- Na janela de execução de programa selecionar a opção Relatório Excel

Notas:
- É necessário ter o EXCEL instalado no mesmo computador do Calypso.
- Após o termino do programa CNC o Excel será carregado automaticamente com a planilha
selecionada e com os dados referente a medição dispostos na mesma .
- A cada execução será acrescentado um arquivo referente a medição no diretório
C:\Zeiss\Calypso\home\om\workarea\results

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 120 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6.4 – Relatório PDF

a- No menu pulldown selecionar Exstras => Área Trabalho => Ambiente

b- No campo “Gerar arquivo PDF:” da pasta Impressora selecionar a opção Adobe PDF Writer e
tamanho do papel no campo “Tam.Papel:”
c- Confirmar com o botão Aplicar e finalizar com OK
d- No menu pulldown selecionar Recursos => Resultados para Arquivo

e- Selecionar a opção Lig ( Saída automática ) ou a opção Selecionar no inicio CNC ( Saída após
seleção manual na janela de inicio de programa ) para a linha PDF
f- Confirmar com OK

Notas:
- O software Adobe Writer deve estar instalado no mesmo PC que o Calypso
- Os relatórios ( somente Personalizado e Compacto ) em formato PDF serão gravados no
diretório C:\Program Files\Adobe\Acrobat 4.0\PDF Output

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 121 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6.5 – Salvar Relatório Compacto em modo automático

a- Criar pasta Relatórios no Desktop


b- No menu pulldown selecionar Recursos => Definir Nome/Pasta Arquivos medição => Para
este Plano Medição

c- No campo Arq. Saída selecionar Impres. Compacta ( Relatório Compacto )


d- Selecionar a opção Nome variável arq. saída
e- No campo “Definição Nome do arq. Impres. Em Sintaxe PCM ( Com ou sem caminho ) digitar a
sintaxe abaixo ( pode-se usar os botões Impres. Campos Cabeç. e Diretório como auxilio )

"C:\Documents and Settings\HP\Desktop\Relatorios\""Treinamento"+getRecordHead("partnbinc")+".txt"

1 2 3 4
f- Confirmar com OK

1 = Caminho complete da pasta para gravação dos relatórios


2 = Nome para gravação ( Pode ser diferente o nome do Plano de Medição )
3 = Sintaxe PCM
4 = Formato do arquivo

Nota : Esta definição devera ser feita para todos os Planos de Medição

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 122 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.1.6.6 – Definir impressora Calypso

- Esta definição devera acontecer quando o usuário desejar definir uma impressora diferente da
impressora padrão do Windows.

a- No menu pulldown selecionar Extras => Área Trabalho => Ambiente

b- Selecionar as opções Definir impressora


c- Nos campos “Selecionar” selecionar a impressora desejada
d- Acionar o botão Aplicar
e- Fechar com OK
Nota:- Esta definição , acima mostrada , será aplicada para todos os Planos de Medição.

8.1.6.7 – Definir impressora especifica para um Plano de Medição

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Editor Ajuste Elementos


b- Selecionar a opção Impressora
c- No campo Fixar para selecionar impressora desejada ( p.ex. uma impressora da rede )

d- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 123 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2 – Diâmetros
8.2.1 – Circulo
8.2.1.1 – Circulo Simples

a- Selecionar apalpador No.1


b- Medir Circulo com 4 pontos
c- Selecionar Tolerância para diâmetro ( D )
d- Inserir diâmetro nominal
e- Inserir Tolerância “H7”
f- Fechar Circulo com OK
g- Verificar característica

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 124 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.1.2 – Circulo por rechamada

a- Selecionar apalpador No.1


b- Medir os 3 Circulos com diâmetro de 12.0mm
c- No menu pulldown selecionar Elementos => Circulo
d- Abrir Elemento Circulo

e- Selecionar a opção Rechamar

f- Selecionar circulos com diâmetro de 12.0mm

g- Selecionar Tolerância para diâmetro ( D )

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 125 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.2 – Diâmetro de Cilindro

- Neste exemplo será criado um Cilindro por rechamada usando 2 circulos .

a- Medir Circulo 1
b- Medir Circulo 2
c- Selecionar Elementos => Cilindro

d- Abrir Cilindro

e- Selecionar Rechamar Pontos de Elemento

f- Selecionar Circulo 1 e Circulo 2

g- Confirmar com OK

h- Selecionar Tolerância Para Diâmetro

i- Verificar Característica

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 126 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.3 – Diâmetro de Cone Adicional

8.2.3.1 – Diâmetro em relação ao Alinhamento


Plano

Cone

a- Medir Plano
b- Medir Cone
c- Selecionar Construção => Cálculos Cone
d- Abrir Cone adicional1

e- Selecionar Definição Diâmetro


f- Selecionar Alinhamento
g- Selecionar Tolerância Para D
h- Verificar Característica

Nota : Também é possível avaliar as coordenadas XYZ

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 127 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.3.2 – Diâmetro em relação a uma Altura definida

a- No campo Altura inserir o valor de -3.00mm


b- Selecionar Tolerância Para D
c- Verificar Característica

- Ao entrar com uma altura especifica o software determina o diâmetro projetado ,p.ex. - 3.00mm ,
tomando como referencia o eixo espacial do Cone e , neste caso , o alinhamento para definir o diâmetro.

Nota : Também é possível avaliar as coordenadas XYZ

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 128 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.3.3 – Diâmetro em relação a um Plano

a- Selecionar Cone
b- Selecionar Plano para Projeção
c- Selecionar Tolerância Para D
d- Verificar Característica

Nota : Também é possível avaliar as coordenadas XYZ

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 129 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.2.3.4 – Coordenadas em relação a um Diâmetro Definido do Cone

- Neste caso as coordenadas XYZ poderão ser avaliadas , pois o diâmetro do Cone será sempre o
inserido .

a- Selecionar Definição Posição


b- Inserir diâmetro desejado ,p.ex. 45 .
c- Selecionar Tolerância Para eixo desejado ( XYZ )
d- Verificar Característica

- Ao entrar com um diâmetro definido o software determina as coordenadas XYZ , tomando como
referencia o eixo espacial do Cone o diâmetro inserido .

Nota : Diâmetro 0 ( zero ) significa avaliar as coordenadas XYZ do ápice do Cone .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 130 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3 – Ângulos

8.3.1 – Projeção Ângulo 1 e 2

- Projeção Ângulo 1 e Projeção Ângulo 2 são características extraídas diretamente do elemento de


origem sem nenhuma associação com outros elementos , tomando como referencia somente o
alinhamento.
- Estas Características poderão ser extraídas de qualquer elemento que disponibilize os campos de
Tolerância A1 e A2 .Atenção especial para elementos que disponibilizam A1 e A2 mas não possuem um
ou os dois ângulos medidos ,p.ex. , Linha2D e Circulo .

a- Medir Elemento
b- Tolerância Para A1 e A2
c- Verificar Características

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 131 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.2 – Ângulos entre Elementos

8.3.2.1 – Ângulo entre 2 Planos

a- Medir Plano 1
b- Medir Plano 2
c- Selecionar Forma e Posição => Ângulo Entre Elementos

d- Abrir Ângulo entre Elementos


e- Selecionar Elemento 1 ( Plano 1 )
f- Selecionar Elemento 2 ( Plano 2 )
g- Selecionar Resultado
h- Confirmar Nominal
i- Confirmar Tolerâncias
j- Definir Nome da Característica

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 132 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.2.2 – Plano Simetria com Cilindro

Plano Simetria

Cilindro

a- Medir Plano do lado esquerdo do encaixe


b- Medir Plano do lado direito do encaixe
c- Selecionar Construção => Simetria
d- Abrir elemento Simetria
e- Definir elemento de simetria entre os 2 Planos do encaixe
f- Medir Cilindro
g- Selecionar Forma e Posição => Ângulo Entre Elementos
h- Abrir Ângulo entre Elementos
i- Selecionar Elemento 1 ( Simetria 1 )
j- Selecionar Elemento 2 ( Cilindro 2 )
k- Selecionar Resultado
l- Confirmar Nominal
m- Confirmar Tolerâncias
n- Definir Nome da Característica

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 133 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.3 – Ângulo de Cone

8.3.3.1 – Ângulo Total do Cone

a- Medir Cone
b- Selecionar Tolerância Para Ângulo Cone
c- Verificar ângulo Nominal
d- Verificar Característica

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 134 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.3.2 – Ângulo Meio Cone

a- Medir Cone
b- Selecionar Dimensões => Ângulo => Ângulo Meio Cone
c- No menu Característica abrir característica Ângulo Medio Cone1

d- Selecionar elemento
e- Mudar Nome
f- Inserir Nominal
g- Inserir Tolerâncias
h- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 135 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.4 – Posição Polar

8.3.4.1 – Ângulo Posição Polar

Circulo1 Circulo2
Plano 1

Plano 2

a- Medir Circulo 1
b- Medir Plano 1
c- Medir Plano 2
d- Abrir Alinhamento Básico

e- Rotação Espacial selecionar Plano1

f- Rotação Plano Selecionar Plano2

g- Origem X selecionar Circulo1

h- Origem Y selecionar Circulo1

i- Origem Z selecionar Plano1


j- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 136 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

k- Medir Circulo 2
l- Selecionar Dimensões => Padrões => Ângulo Posição Polar
m- No menu de características abrir Pos. polar Angulo1
n- Selecionar Elemento1
o- Alterar Nome
p- Inserir Ângulo Nominal
q- Inserir Tolerâncias
r- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 137 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.3.4.2 – Raio Posição Polar

a- Usar Alinhamento e Elementos do item anterior ( 8.3.4.2 )


b- Selecionar Dimensões => Padrões => Raio Posição Polar
c- No menu de Características abrir Pos. polar Raio1
d- Selecionar Elemento1
e- Alterar Nome
f- Inserir Raio Nominal
g- Inserir Tolerâncias
h- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 138 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.4 – Distancia
8.4.1 – Distancia Simples

- A característica Distancia Simples é uma avaliação universal de distancia , tomando como referencia
sempre o alinhamento presente , eliminando a necessidade e a possibilidade de referencias externas
(p.ex. Referencias Primaria , Secundaria ou Terciária ) .O calculo acontecera em relação as origens do
alinhamento ou em relação a outro elemento quando selecionado , mas ainda mantendo o alinhamento
presente.

8.4.1.1 – Distancia em relação ao Alinhamento e suas Origens

Circulo 2 Circulo 4

Circulo 3

Circulo 1

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Medir Círculos 1 , 2 , 3 e 4
e- No menu pulldown selecionar Dimensões => Distancia => Distancia Simples
f- No menu de Características abrir Distancia Simples

g- Para Elemento 1 selecionar Circulo4


h- Selecionar X e Y
i- Verificar Nominais

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 139 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.4.1.2 – Distancia e ângulo entre 2 circulos

a- No menu pulldown selecionar Dimensões => Distancia => Distancia Simples

b- Selecionar Eixos X e Y para distancia


c- Selecionar A para ângulo

- O ângulo nominal é 120º , com rotação em relação ao eixo X.


- Se a ordem dos elementos forem trocadas o software ira calcular um ângulo de 60º.
- O Elemento2 é a referencia , o calculo é feito em sentido anti-horário até o Elemento1

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 140 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.4.2 – Distancia Cartesiana ( Entre dois Círculos )

- A característica básica de Distancia Cartesiana é a necessidade de se definir elementos de referencias


para o calculo , mesmo que estes elementos fazem parte do alinhamento .

a- Definir Alinhamento ( Conforme ilustração abaixo )

b- Medir elementos ( Conforme ilustração abaixo )


Plano2
Circulo4

Linha2D

Circulo3

c- No menu pulldown selecionar Dimensões => Distancia => Cartesiana


d- Abrir característica Distancia Cartesiana
e- Para Elemento 1 selecionar Circulo 3
f- Para Elemento 2 selecionar Circulo 4
g- Para Referencia Primaria selecionar Plano2
h- Para Referencia Secundaria selecionar Linha 2D1

- Entre dois elementos existem 3 distancias cartesianas ,


sendo uma para cada eixo (XYZ) .Para definir qual dos eixos
será avaliado deve-se mudar entre Paralelo e Paralelo as
Referencias Primarias e Secundarias

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 141 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.4.3 – Distancia Perpendicular ( Entre Planos Paralelos )

a- Medir Planos do encaixe como demonstrado na figura abaixo

Plano 2

Plano 1

b- No menu pulldown selecionar Construção => Perpendicular


c- Abrir o Elemento Perpendicular
d- Selecionar Plano3 e Plano4
e- Selecionar Tolerância para Profundidade ( Profund )
f- Inserir Nominais e Tolerâncias
g- Verificar Característica

- Esta avaliação também pode ser


aplicada entre 2 cilindros paralelos ou
perpendiculares , entre cones , entre
cone e cilindro , etc..

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 142 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.5 – Erro de Posição

8.5.1 – Verdadeira Posição

- Verificar Verdadeira Posição ( DIN ) descrito no desenho abaixo .


- Neste exemplo as referencias A e B fazem parte do alinhamento , sendo assim não será necessário
selecionar as referencias .
- Valores nominais Y = 30.0 Z = -33.0

a- Definir Alinhamento Básico

b- Medir Circulo lateral central

c- No menu pulldown selecionar Forma e Posição => Verdadeira Posição

d- Selecionar Circulo

e- Inserir valores para Posição Nominal

f- Inserir Tolerância

g- Confirmar com OK

- Verdadeira Posição é uma função que possui muitas


variações .Referencias externas ao alinhamento podem ser
aplicadas e alteradas com a função “Especial”
(Deslocamento , Giro pó Ângulo e Giro por Distancia ).

- Também pode ser inserido a Condição de Mínimo e


Maximo Material ( MMC e LMC ) e de suas referencias
obtendo assim um bônus , neste caso a cada “Condição de
Maximo ou Mínimo Material” avaliada uma característica
(Diâmetro ) será inserida no relatório de medição .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 143 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.5.2 – Exercícios práticos de Erro de Posição

a- Criar um novo Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Avaliar as 8 características propostas no desenho abaixo
e- Executar Programa

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 144 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.6 – Erro de Forma

8.6.1 – Circularidade

Circulo

a- Criar Plano de Medição


b- Definir Alinhamento Básico
c- Definir Cubo de Segurança
d- Medir Circulo indicado na ilustração acima
e- Definir estratégia de medição ( Scanning ,Segmento Angular 360º e Passo de 0.1 mm )
f- No menu pulldown selecionar Forma e Posição => Circularidade
g- Abrir a característica Circularidade_Circulo4

h- Inserir Tolerância

i- Selecionar Circulo Medido

j- Selecionar a opção Gráfico

k- Selecionar Circularidade Circulo4

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 145 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

l- Para alterar a apresentação selecionar Editar => Circularidade

Nota : Para a avaliação de erro de forma a quantidade de pontos é importante , pois reflete
diretamente no resultado .Poucos pontos pode levar a formas perfeitas porem não refletindo a
realidade da peça avaliada , sendo assim , sugere-se coletar o maior numero de pontos possivel .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 146 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.6.2 – Planicidade

a- Medir superfície em forma circular como indicado na ilustração abaixo


b- No menu pulldown selecionar Forma e Posição => Planicidade
c- Abrir característica Planicidade
d- Inserir Tolerância
e- Selecionar Plano para avaliação
f-

- Para alterar a apresentação selecionar Editar


=> Planicidade

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 147 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

8.6.3 – Filtro / Eliminar extrapolados

- A função Filtro/Eliminar Extrapolados pode ser aplicado em muitas avaliações , mas no caso de Erro de
Forma é de fundamental importância , pois apresentara um resultado muito mais preciso e real .

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Filtro / Eliminar Extrapolados

b- Selecionar o tipo de característica para aplicação de filtro ( Neste exemplo Elementos Circulares )
c- Acionar o botão Parâmetros
d- Selecionar o tipo de filtro ,p.ex. GAUSS
e- Selecionar Ondas Por Revolução = 50
f- Selecionar Ativar Filtro
g- Confirmar com OK

- É importante o usuário pesquisar sobre as normas que


tratam deste assunto e , quando houver , obedecer as
especificações de desenhos .

- A função Eliminar Extrapolados deve ser ativada e


os Parâmetros definidos na 3º coluna da janela .

Nota : Esta função deve ser definida para cada Plano de Medição.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 148 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9 – PROGRAMAÇÃO CNC COM MODELO CAD


9.1 – Modelo CAD
9.1.1 – Importar Modelo

- Formatos permitidos :
CAD Formato Conver.
ACIS .sat , sab Padrão
CATIA .exp , .model Opcional
ProE .prt , .asm Opcional
UG .prt Opcional
IDEAS .idi Opcional
STEP .stp Opcional
IGES .igs Opcional
VDAFS .vda Opcional
DXF .dxf Opcional

a- No menu pulldown selecionar CAD => Arquivo CAD => Carregar


b- Selecionar arquivo CAD na pasta que o mesmo foi armazenado

Nota : Pasta padrão do Calypso para armazenamento de arquivos CAD


C:\Zeiss\Calypso\opt\om\cad , porem os arquivos podem ser armazenados em qualquer pasta
local , rede , CD , etc.. .

9.1.2 – Ajuste Automático do Modelo


- Normalmente os modelos matemáticos são compostos por superfícies e faces e os elementos
geométricos existem apenas visualmente . Este item mostra como colocar estas faces e superfícies em
uma condição que o software as reconheça como elemento geométrico .

a- No menu pulldown selecionar CAD => Arquivo CAD => Ajuste Automático Modelo

b- Selecionar as opções Simplificação 0,0100 e Curvas Limite corretas


c- Confirmar com OK

-Simplificação : Superfícies de formas livres são convertidas em objetos simples ( Cones , esferas ,
cilindros , planos ) .A tolerância para construção pode ser alterada conforme necessidade .
- Bordar : Superfícies livres que não pertence ao modelo poderão ser unidas ao modelo .
- Construir Geometria : A geometria do modelo é editada. São corrigidas erros e inconsistências. Isto
inclui a Simplificação e Bordar.
- Curvas Limite corretas : São corrigidas aberturas nas curvas de limite de superfícies e seções que
não são exatamente alinhadas .
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 149 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.1.3 – Ajustar Origem e Sistema ( Eixos ) de Coordenadas do modelo

- Em algumas situações é necessário trocar os eixos XYZ do modelo ou redefinir a origem do sistema
(Ponto zero do modelo )

a- No menu pulldown selecionar Cad => Modificação => Transformação Modelo CAD

b- Para deslocar a origem do modelo inserir o valor desejado nos campos XYZ da coluna
Translação
c- Acionar o botão Aplicar
d- Para trocar os eixos XYZ selecionar Eixo Espacial , inserir o Ângulo desejado e acionar o botão
Aplicar

Nota : Atenção ao acionar o botão Aplicar , pois os valores inseridos na janela Transformar
Modelo CAD são acumulativos.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 150 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.2 – Criar Elementos Geométricos

9.2.1 – Pontos
a- Na barra ferramentas selecionar Definir pontos

b- Com o mouse clicar sobre a superfície desejada para criar o elemento ponto
c- Finalizar elemento ponto com OK

Notas :
- Quando cria-se elementos geométricos usando modelo matemático as nominais são extraídas
diretamente do modelo .
- Para desabilitar o mouse selecionar a opção Seleção já extraída elemento.

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 151 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.2.2 – Circulo em Cilindro

a- Na barra ferramentas selecionar Definir círculo em cilindro

b- Com o mouse clicar na parede do cilindro desejado para criar o elemento Circulo

Nota : A profundidade do circulo no cilindro pode ser alterada conforme necessidade ,p.ex. para acesso
do apalpador , ver exemplo abaixo .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 152 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.2.3 – Linha em Plano

9.2.4 – Extrair Elementos Definidos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 153 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.2.5 – Definir configuração e apalpadores em modo Manual e Automático

- Após extrair elementos geométricos do modelo matemático é necessário definir qual configuração e
qual apalpador executara a medição .Os comandos apresentados neste item mostra como executar essa
definição .

9.2.5.1 – Modo Manual

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Definir Configuração e Apalpador

c- Na janela Editor Ajuste Elementos definir configuração e apalpador para os elementos .

9.2.5.2 – Modo Automático

a- Inserir configuração desejada ( Troca Automática ou Manual )


b- No menu pulldown selecionar Recursos => Definição Automática de Apalpadores

Nota: É importante selecionar previamente a configuração desejada pois na definição automática


serão aplicados os apalpadores da configuração atual .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 154 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

9.3 – Alinhamento

9.3.1 – Criar Alinhamento Básico


a- Criar elementos usando o modelo matemático
b- Definir Estratégia de medição para os elementos
c- Definir Alinhamento Básico
d- Definir Configuração e Apalpadores
e- Definir Cubo de Segurança
f- Executar programa

9.3.2 – Definir Cubo de Segurança

a- No menu Pré-Requisitos selecionar Cubo Segurança


b- Acionar o botão Cubo Segurança do modelo CAD
c- Na janela Distancia da aresta inserir o valor desejado , p.ex. 10 .
d- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 155 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

10 – RELATÓRIOS E CABEÇALHOS

10.1 – Editar Cabeçalho de Relatório Personalizado

- Exercício proposto : Customizar cabeçalho de relatório

a- Criar novo Plano de Medição ou usar o atual


b- Copiar o arquivo “default” como Treinamento_BR

c- No menu pulldown selecionar Recursos => Formato Relatório Personalizado

d- Confirmar com OK
___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 156 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

e- No menu pulldown do Calypso selecionar Recursos => Definir Relatório Personalizado


=>Editor Cabeçalho Relatório

e- No menu pulldown selecionar Arquivo => Abrir selecionar a pasta “Treinamento_BR”


f- Editar o cabeçalho conforme necessidade ( Comandos de edição disponíveis são padrões do
Windows )
g- Salvar alterações

SYS = Informações emitidas automaticamente pelo sistema


EDIT = Informações que podem ser editadas Param. Entrada ( No menu pulldown selecionar
Recursos => Parâmetros Cabeçalho Relatório )
START = Informações passiveis de alterações se na janela Param. Entrada estiver selecionado a opção
Forçar Entrada no Inicio .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 157 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

10.2.– Editar Cabeçalho de Relatório Compacto

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Formato Relatório Personalizado

b- Confirmar com OK
c- No menu pulldown do Calypso selecionar Recursos => Definir Relatório Personalizado
=>Cabeçalho Relatório Compacto

d- No menu pulldown selecionar Arquivo => Abrir selecionar a pasta “Treinamento_BR”


e- Editar o cabeçalho conforme necessidade ( Comandos de edição disponíveis são padrões
do Windows )
f- Salvar alterações

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 158 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

10.3.– Editar Cabeçalho de Relatório Gráfico

a - No menu pulldown selecionar Recursos => Definir Relatório Personalizado => Editor
Cabeçalho Relatório
b - Abrir o arquivo “mbhead.gra” na pasta “C:\Zeiss\Calypso\opt\om\pictures\formplott\calypso”

c- Editar conforme necessidade


d- Salvar alterações
e- Executar testes

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 159 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

11 – OUTROS
11.1 – Criar Programa CNC de Calibração

- Neste item será demonstrado como criar programa de qualificação de apalpadores no Calypso.
a- Todos apalpadores devem estar previamente qualificados em modo semi-automático na janela de
qualificação
b- Criar novo Plano de Medição
c- No menu pulldown selecionar Recursos => Utilidades => Qualificação Configuração , no menu
de Características será criado um ícone referente ao comando

d- Com um clique duplo abrir característica

1
2

3 4 5

e- Confirmar com OK

1 = Nome da característica ( Sugere-se usar nome da configuração )


2 = Campo de seleção da configuração a ser programada
3 = Indicação de qual Esfera Padrão foi utilizada na qualificação da configuração selecionada
4 = Adicionar apalpador ou apagar apalpador
5 = Coluna de seleção de apalpador para edição
6 = Campo de seleção do modo de qualificação

Notas :
- Para cada configuração deve-se criar uma característica
- Antes de executar o programa definir a posição da Esfera Padrão com a MasterProbe em modo
manual
- É possível criar uma característica para a MasterProbe , porem é importante manter a mesma
sempre na mesma posição na mesa .
- Quando executar o programa selecionar na janela de execução a opção Nenhuma geração .

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 160 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

11.2 – Janela de Inicio de Medição

1 6
2 7
10 8
3 9
4

1 = Seleção de alinhamento

2 = Selecionar características a serem medidas

3 = Alterar informações do cabeçalho de relatório

4 = Informações para o usuário

5 = Seleção de apresentação de resultados

6 = Ordem de execução do programa

7 = Tipo de movimento entre os elementos do programa

8 = Modo de execução do programa

9 = Velocidade em CNC

10 = Apagar todos os resultados atuais do plano de medição

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 161 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

11.3 – Ajustes de unidades de Comprimento , Angular , Temperatura e Casas Decimais.

a- No menu pulldown selecionar Recursos => Editor Ajuste Elementos


b- Selecionar a opção Unidades => p.ex. Unidade Angular

c- Selecionar a unidade de medidas desejada ,p.ex. , Grau/Min./Seg.

d- Confirmar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 162 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

11.4 – Criar Usuários


a- No menu pulldown selecionar Extras => Área Trabalho => Usuário
b- Selecionar a pasta Administração

c- No campo Usuario inserir o nome desejado


d- Acionar o botão Adicionar
e- Acionar o botão Aplicar
f- Selecionar a pasta Privilégios
g- Na pasta Privilégios selecionar as ações permitidas para o usuário
h- Acionar o botão Aplicar
i- Selecionar a pasta Perfil

j- Acionar o botão Modificar


k- Inserir senha 2 vezes
l- Acionar o botão Aplicar
m- Finalizar com OK

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 163 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

11-5 – Desenhos

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 164 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 165 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 166 -
Calypso v. 4.0 e 4.2 Treinamento Básico

___________________________________________________________________________________
Carl Zeiss do Brasil – IMT - 167 -