Você está na página 1de 40

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP

INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO


CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DOS ALUNOS

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

(3/2º semestres)

SÃO PAULO
2021
2
2021_1_v 0_09/02/2021

APRESENTAÇÃO

O Manual aqui apresentado tem como objetivo fornecer orientações para a


realização das Atividades Práticas Supervisionadas – APS – nos 3º/2º semestres
do curso de Administração. Trata-se de um trabalho semestral, extraclasse e em
equipes.

Como consta do Projeto Pedagógico do Curso, as Atividades Práticas


Supervisionadas constituem-se em um meio ou instrumento pedagógico para o
aprimoramento da aprendizagem por meio da aplicação do conhecimento -
adquirido em sala de aula - à realidade.

As Atividades Práticas Supervisionadas visam a contribuir para desenvolver


nos alunos as competências requeridas aos futuros Bacharéis e a favorecer aos
alunos um meio de reflexão crítica da realidade a partir dos fundamentos teóricos
das disciplinas do semestre letivo e da observação, descrição e análise de
importantes temas e desafios presentes em uma empresa/organização em situação
real.

Desde 2017 passa-se a adotar o referencial teórico e o modelo de Indicadores


Ethos para Negócios Sustentáveis e Responsáveis como referência padrão para as APS
dos cursos de Administração e Ciências Contábeis (disponível em
http://www3.ethos.org.br/cedoc/indicadores-ethos-para-negocios-sustentaveis-e-
responsaveis/ ou http://www3.ethos.org.br/obrigado-pelo-seu-interesse-em-baixar-um-de
nossosdocumentos/?ver=599f22b48e559b83e734d042b967a6638e0c588e#.
WKHV428rJph
3
2021_1_v 0_09/02/2021

1 ORIENTAÇÕES/ETAPAS GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES


PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (APS)

 Composição das equipes: número mínimo 4 (quatro) e no máximo 6 (seis)


alunos. Segue anexo o modelo de Formulário de Composição da Equipe.
 Identificação de uma organização/empresa de pequeno ou médio porte -
segundo os critérios do BNDES1 - (com ou sem fins lucrativos) para o estudo:
caberá aos alunos escolher uma organização/empresa com a qual possam
estabelecer uma parceria, ou seja, a organização/empresa se beneficiará com a
contribuição dos alunos e os alunos terão na organização/empresa o espaço
extraclasse para aprendizagem.
 Realização das Atividades Práticas Supervisionadas na organização/ empresa
escolhida pela equipe. Caso seja necessário, a equipe poderá solicitar ao
Coordenador Auxiliar do Curso – via Coordenador das APS do semestre - uma
Carta de Apresentação da equipe.

 Responsabilidades dos Atores:

 Coordenador Auxiliar do Curso:


a-) designar o Coordenador das APS do semestre;
b-) encaminhar ao Coordenador das APS o Manual referente ao semestre e a
FICHA DAS APS (que deverá ser preenchida, individualmente, pelos integrantes
das equipes);
c-) definir o período para as (eventuais) apresentações;
d-) encaminhar ao Coordenador das APS informações referentes ao período e
procedimentos para o encaminhamento dos trabalhos escritos ao Sistema de
Trabalhos Acadêmicos - http://trabalhosacademicos.unip.br - (conforme Manual
do próprio sistema).

 Coordenador das APS do semestre:


a-) disponibilizar aos alunos o Manual (que contém o Título e o Roteiro de
conteúdo) das APS do semestre e a FICHA DAS APS (que deverá ser
preenchida, individualmente, pelos integrantes das equipes);
b-) orientar os alunos sobre os procedimentos para a realização das APS a partir
das informações do Manual;
c-) mediar a composição das equipes;

1
http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Apoio_Financeiro/porte.html
4
2021_1_v 0_09/02/2021

d-) estabelecer a data para receber o Formulário de Composição das Equipes;


e-) esclarecer eventuais dúvidas quanto à forma de realização das APS do
semestre junto às equipes;
f-) elaborar o cronograma das apresentações (quando for o caso) no período
estabelecido pelo Coordenador Auxiliar;
g-) orientar os representantes das equipes quanto aos procedimentos para
cadastramento da equipe e postagem do Trabalho Escrito e das Fichas de APS
no Sistema de Trabalhos Acadêmicos - http://trabalhosacademicos.unip.br -
(conforme Manual do próprio sistema).

 Professores das Disciplinas:


a-) orientar os alunos quanto ao conteúdo (Título e Roteiro) do semestre, em
especial, o professor da disciplina-âncora do semestre – Estruturas
Organizacionais - que é diretamente contemplada no Título e Roteiro das APS;
b-) estabelecer datas de aulas específicas para esclarecer eventuais dúvidas
quanto ao conteúdo das APS do semestre.

 Equipe:
a-) realizar as APS conforme as orientações recebidas via o Coordenador das
APS do semestre, professores das disciplinas e o Manual (que contém o Título e o
Roteiro de conteúdo) do semestre;
b-) cumprir os cronogramas estabelecidos pelo Coordenador Auxiliar e pelo
Coordenador das APS do semestre;
c-) elaborar o relatório escrito conforme o Título e Roteiro contidos no Manual do
semestre letivo. Importante: na capa e na folha de rosto do relatório deve
constar o título do relatório, como definido no roteiro, com as informações
apropriadas quanto ao nome e porte da organização/empresa, objeto de
estudo da equipe.
d-) preencher – cada integrante – a FICHA DAS APS e entregá-la ao
representante da equipe para postagem no Sistema de Trabalhos Acadêmicos -
http://trabalhosacademicos.unip.br .

 Representante da Equipe:
a-) comunicar ao Coordenador das APS do semestre quaisquer mudanças
ocorridas na equipe e/ou em relação à organização/ empresa sob estudo;
b-) responsabilizar-se pela entrega do Formulário de Composição da Equipe e do
Trabalho Escrito;
5
2021_1_v 0_09/02/2021

c-) responsabilizar-se pelo cadastro da equipe e postagem do Trabalho Escrito e


das FICHAS DAS APS dos integrantes da equipe (em um único arquivo) no
Sistema de Trabalhos Acadêmicos - http://trabalhosacademicos.unip.br - no
período estabelecido, conforme Manual do próprio Sistema.

 Procedimentos das Equipes:

 Composição da equipe: Formulário anexo.


 Trabalho de Campo e o consequente trabalho escrito, conforme o Tema/Roteiro
de conteúdo estabelecidos para o semestre letivo. A equipe deverá realizar ao
menos uma visita técnica à organização/empresa e registrá-la via foto ou
declaração da empresa.
Trabalho Escrito deve ser elaborado de acordo com a estrutura básica para
trabalhos acadêmicos disponível no site - Portal da UNIP –
www.unip.br/servicos/biblioteca/guia.aspx sob denominação: Guia de
Normalização. Somente a Capa e a Folha de Rosto devem seguir o modelo
anexo. Importante: na capa e na folha de rosto do relatório deve constar o
título do relatório, como definido no roteiro, com as informações
apropriadas quanto ao nome e porte da organização/empresa, objeto de
estudo da equipe.
 Cadastro da equipe, postagem do Trabalho Escrito e das Fichas de APS no
Sistema de Trabalhos Acadêmicos (http://trabalhosacademicos.unip.br) -
conforme Manual do próprio Sistema - pelo representante da equipe, no período
estabelecido.

 Apresentação (oral) e arguição:


As equipes, a critério do Coordenador das APS, em comum acordo com o
Coordenador Auxiliar, poderão apresentar o trabalho à uma banca examinadora
formada por professores do curso.
A apresentação oral será feita por todos integrantes da equipe – terá
duração de 15min a 20min de arguição, da qual todos os integrantes da equipe
participarão.

 Avaliação
A avaliação das APS incidirá sobre PARTICIPAÇÃO, ou seja, o
cumprimento, com pontualidade, das orientações/etapas do trabalho pela equipe, o
CONTEÚDO do Trabalho Escrito Final, o respeito às NORMAS para a elaboração
de trabalhos acadêmicos e a APRESENTAÇÃO / ARGUIÇÃO (quando houver).
6
2021_1_v 0_09/02/2021

As notas dos trabalhos escritos e das apresentações serão atribuídas –


individualmente - pelos professores tendo como referência a interdisciplinaridade
e, portanto, a integração das disciplinas, mas a nota final será única: média das
notas individuais atribuídas pelos professores.

 Critérios para avaliação


Avaliação do Trabalho Escrito
ASPECTOS AVALIADOS QUANTO À FORMA
Formatação e cuidado na apresentação do relatório
Elementos Pré-Textuais
Elementos Pós-Textuais
Ortografia, Clareza e Coerência
Discurso imparcial e não promocional
ASPECTOS AVALIADOS QUANTO AO CONTEÚDO
Introdução
Fundamentação Teórica
Estudo de Caso
Análise e Sugestões de Melhoria
Considerações Finais

Avaliação da Apresentação

ASPECTOS AVALIADOS NA APRESENTAÇÃO


Habilidade para situar a audiência no assunto/ tema do roteiro.
Apresentação da empresa estudada com informações básicas e fundamentais.
Síntese da fundamentação teórica do tema em foco, dada sua relevância para a
compreensão da apresentação.
Conhecimento e domínio das informações apresentadas.
Postura do apresentador durante a apresentação.
Presença e postura da equipe durante a apresentação.
Uso de recurso(s) de apoio à apresentação
Desempenho na arguição

2 ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS PARA O SEMESTRE LETIVO

O título, com o respectivo roteiro de conteúdo das APS, que deve ser trabalhado
pelas equipes no semestre letivo, consta dos anexos.

3 ORIENTAÇÕES FINAIS

a-) Por ser um trabalho acadêmico, o texto referente às APS deve privilegiar a
linguagem formal. Desse modo, os verbos não devem ser usados na primeira
pessoa, mas, sim, na terceira pessoa.
b-) Palavras em outras línguas, que não a materna, devem ser grafadas em itálico, e
somente utilizadas se não houver equivalente na língua portuguesa.
7
2021_1_v 0_09/02/2021

c-) Quanto às referências (bibliográficas e/ou digitais), que devem ser utilizadas na
fundamentação teórica do trabalho, devem ser, no mínimo, as que estão contempladas
no Plano de Ensino da disciplina-âncora do semestre.

ANEXOS

 FORMULÁRIO DE COMPOSIÇAO DA EQUIPE


 MODELO DE CAPA E FOLHA DE ROSTO
 TÍTULO E ROTEIRO DO CONTEÚDO
 FICHA DE APS INDIVIDUAL
 INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES
8
2021_1_v 0_09/02/2021

FORMULÁRIO DE COMPOSIÇÃO DA EQUIPE


APS – 2021 - CURSO:________________
DATA: ____/_____/2021
Nome da organização/ empresa:

Área de atuação:

Endereço: Cidade:

CEP: Telefone:
Nome do contato na empresa/organização:

Cargo:
Turma:
Classe:
Representante grupo: Telefone: E-mail:

Identificação dos Integrantes das Equipes Foto


Nome: Endereço:

RA: Telefone:
E-mail:
Nome: Endereço:

RA: Telefone:
E-mail:
Nome: Endereço:

RA: Telefone:
E-mail:
Nome: Endereço:

RA: Telefone:
E-mail:
Nome: Endereço:

RA: Telefone:
E-mail:

A equipe necessita de Carta de Apresentação? ( ) Sim ( ) Não


9
2021_1_v 0_09/02/2021
Fonte: tamanho 12, LETRAS
MAIÚSCULAS, centralizado e
1 - Capa sem negrito.
UNIVERSIDADE PAULISTA
INSTITUTO DE CIÊNCIAS Fonte: tamanho 10, LETRAS
SOCIAIS E COMUNICAÇÃO – ICSC MAIÚSCULAS, centralizados
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO e sem negrito.

Fonte: tamanho 14, LETRAS


MAIÚSCULAS, em negrito.
(TEMA das APS do semestre) centralizados e no meio da
folha

CAMPINAS - SP. Fonte:


tamanho 12, LETRAS
LOCAL MAIÚSCULAS, centralizados
e sem negrito.
ANO

Modelo de uma Capa Ano: 2020. Fonte: tamanho12,


centralizado e sem negrito.
2 – Folha de Rosto

Fonte: tamanho12,
Nome do(s) autor(es) centralizado e sem negrito
e com R.A.

TEMA do roteiro das APS-


Título: realizado pela equipe.
Subtítulo Fonte: tamanho 14,
LETRAS MAIÚSCULAS,
centralizado e com negrito.

Atividades Práticas FOCO do trabalho


Supervisionadas – conforme o roteiro: um
trabalho apresentado estudo ...
como exigência para a Fonte: tamanho 14, letras
avaliação dos 3º/2º minúsculas, centralizado e
semestres, do curso de com negrito.
Administração da
Universidade Paulista, sob
orientação do professor
da disciplina âncora.

LOCAL LOCAL e ANO como na


ANO capa.

Modelo de uma Folha de Rosto


10
2021_1_v 0_09/02/2021

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS


TÍTULO e ROTEIRO - 3º/2º SEMESTRES DE 2021
PLANO DE CONTINGÊNCIA DECORRENTE DA SITUAÇÃO 2021-1 (COVID-19)
Em virtude da situação imprevista e sem duração determinada, estabelecem-se as
alterações ANOTADAS EM CAIXAS EM VERMELHO ao longo do Roteiro para
possibilitar que os alunos realizem os trabalhos utilizando praticamente SÓ O
COMPUTADOR/INTERNET e a bibliografia disponibilizada pelo professor orientador.

Importante
Sumário, 1. TÍTULO (Caixa ALTA, Negritado
títulos e 1.1. SUB TÍTULO (Caixa ALTA, SEM negrito) - 1º nível
subtítulos 1.1.1. Sub Título (caixa baixa, negritado) – 2º nível.
1.1.1.1. Sub título (caixa baixa sem negrito) 3º nível e demais.
Citação de Disponível em........... Acesso em dia Mês (abreviado) Ano.
internet Ex.: Disponível em https://www.usjt.br/arq.urb/arquivos/abntnbr6023.pdf.
Acesso em 13 Fev. 2020.

Disciplina Âncora: Estruturas Organizacionais


Disciplinas Complementares: disciplinas do semestre ou de semestres
anteriores
TÍTULO: RESPONSABILIDADE SOCIAL ORGANIZACIONAL: GOVERNANÇA E
GESTÃO: uma pesquisa aplicada.

Sujeito da Pesquisa: ___________ (inserir o nome de uma organização de


pequeno ou médio porte de acordo com os critérios do BNDES)

Objetivo do Trabalho: Investigar a aplicação de práticas de Governança e Gestão,


com base nos parâmetros da disciplina E.O – Estruturas Organizacionais, pela
empresa _____________, tendo como referência o tema Estruturas
Organizacionais, norma ABNT NBR ISO 26000, IBGC – Instituo Brasileiro de
Governança Corporativa e os “Indicadores Ethos para Negócios Sustentáveis e
Responsáveis”, que tratam da Responsabilidade Social nas dimensões
“Governança e Gestão” e “Social”.

Elementos Pré-textuais

(Capa, Folha de Rosto, Lista de Tabelas, Lista de Figuras/ilustrações, Lista de


Abreviaturas e Siglas, Lista de Símbolo e Sumário)2

Elementos Textuais:

1. INTRODUÇÃO (Incluir os objetivos das APS, abordar o título, mencionar a


empresa e resumir como o trabalho será desenvolvido, ou seja, as partes do
relatório)

1
O estudo será realizado a partir dos indicadores Ethos de Responsabilidade Social Empresarial referentes à
Dimensão Governança e Gestão e Dimensão Social, disponível em http://www3.ethos.org.br/wp-
content/uploads/2013/07/IndicadoresEthos_2013_PORT.pdf.
2
Os elementos em negrito são obrigatórios.
11
2021_1_v 0_09/02/2021

2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (ou REVISÃO CONCEITUAL): trata-se de um


texto baseado nos conceitos e conteúdo da disciplina-âncora – Estruturas
Organizacionais (EO), da ABNT NBR ISO 26000 que contribuirão para a
análise das informações coletadas e de sugestões de melhoria à empresa
(objeto de estudo), da análise dos fundamentos do Instituto Ethos e do IBGC –
Instituo Brasileiro de Governança Corporativa.

Exemplificando:
2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA OU REVISÃO CONCEITUAL

2.1 Fundamentos de organização


2.2 Elementos do processo de organização
2.3 Poder e estrutura organizacional
2.4 Desenho estrutural das organizações
2.5 Modelos organizacionais
2.6 Condicionantes de estrutura organizacional
2.7 Mecanismos de coordenação
2.8 Avaliação das estruturas organizacionais
2.9 Novos desafios para organizar organizações
2.10 Responsabilidade Social (ABNT NBR ISO 26000:2010)
2.10.1 Princípios de Responsabilidade Social (resumidamente, apresentar os oito princípios da
Responsabilidade Social)
2.11 Indicadores Ethos
2.11.1 Dimensão Governança e Gestão
2.11.1.1 ...
2.11.2 Dimensão Social
2.11.2.1 ...

3. ESTUDO DE CASO
O ESTUDO DE CASO relacionado abaixo deve ser construído a partir de
informações obtidas na Internet a respeito da empresa escolhida. O GRUPO IRÁ
ESCOLHER UMA EMPRESA para desenvolver os trabalhos de pesquisa.
Ocasionalmente algum item poderá ser prejudicado pela ausência das
informações para a composição do relatório, entretanto antes de abandonar o
quesito o pesquisador deverá pesquisar o que for possível na internet pra fim de
obter a maior quantidade possível de informações.

3.1. PERFIL DA ORGANIZAÇÃO


3.1.1. Apresentação da empresa
3.1.1.1. Denominação e forma de constituição, dados e fatos relevantes da
origem da organização, natureza e ramo de atuação.
3.1.1.2. Tipo (empresa privada, empresa pública, órgão governamental,
instituição de fins lucrativos etc.)
3.1.1.3. Atividade principal
3.1.1.4. Porte (pequeno, médio, grande) – segundo os critérios do BNDES.

3.1.2. Força de trabalho


3.1.2.1. Informar a composição da força de trabalho, incluindo a quantidade de
pessoas, percentuais por nível de escolaridade, de chefia ou gerenciais,
e regime jurídico de vínculo.
12
2021_1_v 0_09/02/2021

3.1.3. Produtos3 e Clientes


3.1.3.1. Produtos principais
3.1.3.2. Clientes-alvo.

3.1.4. Principais concorrentes da organização.

3.1.5. Principais insumos: Citar os principais produtos e matérias-primas


adquiridos de fornecedores.

3.2. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL


Algumas empresas publicam informações suficientes que possam contribuir
na montagem deste tópico. Caso o pesquisador encontre dificuldades, ainda
assim deve se empenhar para obter o maior volume possível de informações.

3.2.1. Ambiente contextual, estratégia e estágio de desenvolvimento


3.2.2. Descrição da estrutura organizacional encontrada na empresa
3.2.3. Descrição das condições ambientais encontradas na empresa
3.2.4. Aspectos físicos e ambientais de trabalho
3.2.5. Aspectos centralização/descentralização, delegação, terceirização,
hierarquia, poder, comportamento, sistema de comunicação e outros.
3.2.6. Avaliação da empresa/organização quanto à sua estrutura organizacional e
como essa estrutura incentiva (ou não) o comprometimento das partes
interessadas4.
3.2.7. Informar quais os recursos/ferramentas utilizados na medição de
desempenho da estrutura organizacional.
3.2.8. Descrever como a administração apoia, implementa e impulsiona a
estratégia da organização.

3.3. DIMENSÃO GOVERNANÇA E GESTÃO

3.3.1. Governança Organizacional


3.3.2. São temas que orientam a empresa a estruturar sua gestão alinhada a RSE /
sustentabilidade e abrangem desde a proposição e implementação de
políticas até sua integração com os processos de gestão da empresa.

4. IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS (a partir da pesquisa junto à empresa,


aplicar o questionário Ethos para identificar Oportunidades de Melhoria).

4.1. DIMENSÃO GOVERNANÇA E GESTÃO

3
Entende-se por “produtos” o resultado de atividades ou processos. (...) pode incluir mercadorias,
serviços, soluções, ferramentas, materiais, equipamentos, informações etc. ou uma combinação
desses elementos; um produto pode ser tangível (mercadorias ou serviços) ou intangível
(conhecimento ou conceito). (FNQ - Critérios de Excelência - São Paulo, 2011)
4
Organização, pessoa ou entidade que afeta ou é afetada pelas atividades de uma organização,
com interesse comum no seu desempenho. A maioria das organizações apresenta as seguintes
classes de partes interessadas: clientes; força de trabalho; acionistas, mantenedores ou
proprietários; fornecedores; e sociedade. A quantidade e a denominação das partes interessadas
podem variar em razão do perfil da organização. (FNQ - Critérios de Excelência – Glossário - São
Paulo, 2011)
13
2021_1_v 0_09/02/2021

A verificação dos indicadores deverá ser efetuada por meio da comparação


entre o ESCOPO DOS INDICADORES e os ELEMENTOS/EVIDÊNCIAS
encontrados nas publicações recentes, 2018/2019/2020, a respeito do contexto
de cada um, sem a verificação no local dos indicadores por intermédio da
aplicação dos questionários.
Deste modo, os Questionários não devem ser aplicados.
No caso de não ser identificada ação da empresa, nas publicações disponíveis
na internet, referentes ao indicador em pauta, esta ausência caracterizará
oportunidade de melhoria.
Havendo muitas oportunidades de melhoria em aberto o pesquisador deverá
utilizar a ferramenta de priorização para determinar as oportunidades a serem
sugeridas.

4.1.1. Indicador ETHOS 05/ ISO 26000 subitens 6.3.9 e 6.6.6: governança
organizacional.
Trata-se de sistema de tomada de decisão pela empresa voltada para a
consecução de objetivos organizacionais. Ela se dá de forma responsável e
coerente com os princípios de RSE/ sustentabilidade.
A empresa atua de acordo com a legislação e possui estrutura de
administração formal que orienta a tomada de decisão.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores Ethos para
Negócios sustentáveis e responsáveis)

4.1.2. Indicador Ethos 06/ISO 26000 subitem 6.6.3: compromissos voluntários


e participação em iniciativas de RSE/ Sustentabilidade.
Esses compromissos voluntários são assumidos pela empresa com o objetivo
de assegurar sua participação nas iniciativas de RSE/ Sustentabilidade que
têm o intuito de influenciar o processo de aperfeiçoamento de sua conduta
ética. A empresa participa de seminários e discussões sobre compromissos
voluntários ou iniciativas em RSE/ sustentabilidade e sua gestão se inspira
em algum deles.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores Ethos para
Negócios sustentáveis e responsáveis)

4.1.3. Indicador Ethos 07/ISO 26000 subitem 5.3.3: engajamento das partes
interessadas
Trata-se de processo que envolve a identificação das partes interessadas
com o propósito de estabelecer com elas um diálogo que possa contribuir
para o seu engajamento no processo de aperfeiçoamento da conduta da
empresa.
Empresa confere prioridade às principais partes interessadas, relacionando-
se com elas por meio de canais que favorecem a recepção de opiniões,
gerando relatórios gerenciais e planos de engajamento.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores Ethos para
Negócios sustentáveis e responsáveis)

4.1.4. Indicador Ethos 15/ ISO 26000 subitem 6.4.3: gestão participativa
Uma gestão efetivamente participativa requer que o conjunto de empregados
se envolva com a empresa tanto em busca de solução para seus problemas
14
2021_1_v 0_09/02/2021

como na escolha de estratégias que favoreçam o desenvolvimento pessoal e


profissional do todo.
A empresa possui comissões internas que, de acordo com a legislação
vigente, contam com a participação dos empregados, cujo número é
proporcional ao tamanho da empresa e em conformidade a seu ramo de
atividade.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores Ethos para
Negócios sustentáveis e responsáveis)

4.1.5. Indicador Ethos 19/ ISO 26000 subitens 6.3.8, 6.6.6, 6.8.3 e 7.5.4: gestão
da RSE / sustentabilidade
Integração da RSE/ sustentabilidade na forma de a empresa conduzir seus
negócios. A empresa realiza práticas pontuais relacionadas à RSE/
sustentabilidade.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores Ethos para
Negócios sustentáveis e responsáveis)

4.2. DIMENSÃO SOCIAL

Direitos humanos: Nos últimos anos, torna-se maior o reconhecimento de


que as empresas, além dos governos, são responsáveis por garantir o
respeito aos Direitos Humanos. Esse respeito, que não se limita ao
cumprimento legal, se aplica a todos os relacionamentos da empresa. Nesse
sentido, torna-se fundamental que a empresa estabeleça políticas e
mecanismos que favoreçam o respeito e previnam qualquer tipo de violação
a esses direitos.

4.2.1. Indicador Ethos23 / ISO 26000 subitens 6.3.9 e 6.3.10: Promoção da


diversidade e equidade.
A promoção da diversidade e da equidade é fundamental na esfera do
trabalho. Portanto, mecanismos eficazes e adequados devem ser
estabelecidos pela empresa com o propósito de coibir qualquer tipo de
discriminação e de assegurar a diversidade em seus quadros funcionais.
A empresa segue a legislação brasileira que combate a discriminação e se
manifesta contrariamente a comportamentos que não promovem a equidade
de oportunidades no ambiente interno e na relação com clientes,
fornecedores e a comunidade do entorno.

4.2.2. Indicador Ethos 24 /ISO 26000 subitens 6.3.5, 6.3.6, 6.4.3 e 6.4.4: Relação com
empregados (efetivos, terceirizados, temporários ou parciais)

A empresa deve adotar critérios que orientem a relação da empresa com


empregados de diferentes vínculos empregatícios.

(Mais informações e questionário a ser aplicado vide e-book Indicadores


Ethos para Negócios sustentáveis e responsáveis)

5. ANÁLISE
15
2021_1_v 0_09/02/2021

5.1. Analisar os resultados na pesquisa da Unidade 4 como referência os


conceitos – fundamentos teóricos - apresentados no item 2 e no Estudo de
caso, Análise da empresa, apresentados no item 3.
5.2. Comparar, diante dos resultados de pesquisa e observações, o que a
empresa TEM e o que a empresa NÃO TEM. (A comparação serve para
indicar os pontos vulneráveis diante do referencial teórico e dos resultados
da pesquisa).
5.3. Se for necessário, utilizar a metodologia GUT – Gravidade Urgência e
Tendência para PRIORIZAR as Oportunidades de Melhoria, dentre as
demandas identificadas nos questionários.
(Material de apoio entre aos anexos, no final do arquivo)

6. SUGESTÕES DE MELHORIAS
Finalidade do item: O que o grupo sugere para que a empresa avaliada possa avançar do
seu estágio atual para estágios mais avançados de responsabilidade social, em relação aos
subtemas e indicadores investigados?

6.1. ESTABELECENDO PRIORIDADES SEGUNDO O GUT


(Caso tenha sido utilizada) A Planilha GUT, escolher as três oportunidades
PRIOFITÁRIAS e sugerir as melhorias diretamente relacionadas com o tema
da APS – Estruturas Organizacionais / Dimensão Governança e Gestão
e Dimensão Social.

6.2. SUMÁRIO EXECUTIVO DA OPORTUNIDADE DE MELHORIA


Elaborar um SUMÁRIO EXECUTIVO para cada uma das três melhorias
priorizadas pelo GUT, conforme o modelo sugerido abaixo:

NOME DA OPORTUNIDADE:
 Introdução
(Em rápidas palavras, contextualizar e definir a oportunidade de melhoria).
 Sumário Executivo da Oportunidade de Melhoria
(indicando as Áreas envolvidas e as ações necessárias)
 Avaliação da Situação
(Justificar a vantagem da implantação da melhoria).
 Recomendações Estratégicas
(As recomendações estratégicas para que a Melhoria se converta em
resultados positivos)
 Plano de Ação
 Responsabilidade:
 Recursos:
 Cronograma:
 Avaliação:
 Resultados Esperados
 Implementação.
16
2021_1_v 0_09/02/2021

 Orçamento
(O plano de ação deve resumir o processo de implantação prevendo tempos,
recursos e envolvimentos – Quanto aos recursos, informar que serão apurados na
fase de detalhamento do Plano de Ação).

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

(Diretamente relacionadas ao tema das APS)

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.

(Recomendação de referências bibliográfica disponível no final do arquivo,


entre os anexos)

9. APÊNDICES
9.1. Carômetro (ficha de composição com fotos)
9.2. Fichas Individuais
9.3. Questionários Respondidos
9.4. Cartas de apresentação e protocolos
9.5. Outros documentos relevantes, gerados pelos pesquisadores.

10. ANEXOS
Documentos relevantes de autoria de Terceiros que possam ser úteis ao
trabalho.
17
2021_1_v 0_09/02/2021

APENDICES E ANEXOS DO MANUAL


Instruções adicionais aos alunos:

1. ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS EM EQUIPE

Para que os trabalhos da APS cumpram com suas finalidades de desenvolvimento


de competências, entre elas a da capacidade de se trabalhar em equipe, é
importante que os alunos sejam orientados a como fazer para que seus respectivos
grupos de trabalho saibam como bem trabalhar em equipe.

Uma sugestão é que eles sejam orientados a como planejar execução dos
trabalhos e, depois, como executar o que foi planejado.

A etapa de planejamento poderá envolver ações como:

 Reunião do grupo para entender o trabalho a ser feito:


o conhecimento das etapas do trabalho;
o conhecimento da ferramenta Ethos;
o conhecimento dos conceitos do IBGC;
o conhecimento dos componentes do perfil organizacional;
o entendimento do significado de cada uma das questões dos subtemas a
serem investigados etc.;
o conhecimento da estrutura de apresentação do trabalho (Guia de
normalização para apresentação de trabalhos acadêmicos – www.unip.br >
biblioteca > guias de normalização > ABNT)
 Divisão das tarefas e elaboração do cronograma do trabalho.
 Escolha da organização a ser trabalhada

A etapa de execução poderá envolver:


 Elaboração da fundamentação conceitual do trabalho (em especial a
fundamentação de cada um dos subtemas do trabalho (algo como o que se
espera que as organizações façam)
 Preparação do questionário para elaboração do perfil
 Busca de informações para elaboração do perfil (pesquisa na internet e
entrevista com representantes da empresa)
 Reestudo das questões dos subtemas objeto da pesquisa
 Aplicação do questionário (essa aplicação não poderá ser feita sem que a
fundamentação conceitual esteja pronta. O motivo para isso é que será essa
fundamentação que permitirá o bom entendimento das questões). Cuidado com
os muitos “sim”
 Discussões em grupo: análise (crítica) das respostas ao questionário
 Discussões em grupo: sugestões de melhoria
 Discussões em grupo: conclusões
 Elaboração do trabalho final
 Postagem do trabalho e das fichas de APS
18
2021_1_v 0_09/02/2021

2. COMO FAZER A MATRIZ GUT PARA A RESOLUÇÃO DE


PROBLEMAS? CONHEÇA A MATRIZ DE PRIORIDADES
Publicado dia 9 de fevereiro de 2018
RENATA FREITAS DE CAMARGO

2.1. INTRODUÇÃO.

Problemas, problemas e mais problemas. É a planilha de orçamento que é


ineficiente. É o fluxo de caixa que saiu do controle. É o orçamento que não foi
aprovado. Atrás disso tudo, está a ausência da Cultura Orçamentária. Que desafio
trabalhar assim, não acha?
Problemas fazem parte da rotina de qualquer profissional, independentemente de
sua área de atuação. Por isso, é importante saber como resolver problemas, afinal
passamos em média 90.000 horas na vida trabalhando e nesse tempo irão surgir
muitos problemas para serem solucionados.
A questão fica ainda mais grave quando falamos do setor de planejamento e
controladoria, pois um pequeno problema pode ser sinônimo de um rombo no
orçamento. Sem os dados orçamentários corretos, por exemplo, os relatórios de
análises serão mal elaborados, não conterão as informações precisas e, por
consequência, direcionarão gestores para tomadas de decisão erradas (isso sim é
um senhor de um problema!).
Bom, e se não tem como evitar os obstáculos da rotina, o jeito é encontrar
ferramentas que identifiquem pontos que precisam ser considerados e resolvidos o
quanto antes. Em outras palavras, é preciso priorizar a resolução de problemas.
Dentre as ferramentas de priorização existe uma que é bem eficaz no dia a dia, que
é conhecida como Matriz GUT ou também como matriz de priorização.
Iremos abordar tudo sobre a ferramenta GUT, para que a solução de problemas
não seja mais um obstáculo na sua rotina e não acabe com seu dia animado de
trabalho.

O que você vai encontrar neste artigo:


 O que é a Matriz GUT?
 Para que serve a Matriz GUT?
 Como funciona o Modelo GUT?
 Como montar a Matriz GUT?
o #01 – Listagem dos problemas
o #02 – Definição da Gravidade, Urgência e Tendência (GUT)
o #03 – Cálculo G x U x T e classificação dos problemas
o #04 – Elaboração de planos de ação
 Entendendo melhor: exemplo de Matriz GUT
 Concluindo
2.2. O QUE É A MATRIZ GUT?

A Matriz GUT é uma ferramenta que auxilia na priorização de resolução de


problemas (por isso é também conhecida como Matriz de Prioridades). A análise
GUT é muito utilizada naquelas questões em que é preciso de uma orientação para
tomar decisões complexas e que exigem a análise de vários problemas. Para isso,
com o sistema GUT é possível classificar cada problema de acordo com a
Gravidade, Urgência e Tendência (e assim temos a sigla GUT).
19
2021_1_v 0_09/02/2021

Imagine que você tenha um incêndio para apagar e não sabe por onde começar:
pelo quarto, sala ou cozinha. No caso da sua rotina profissional, seria o mesmo que
se você tivesse que apagar o fogo causado pela inadimplência de clientes ou pelas
despesas que superam a receita, para citar dois exemplos. Para tomar a decisão
certa sobre qual fogo apagar primeiro será preciso trabalhar com prioridades, ou
seja, com a Tabela GUT.
Proposta por dois especialistas em resoluções de questões organizacionais,
Charles H. Kepner e Benjamin B. Tregoe, além da resolução de problemas a
matriz GUT é utilizada em situações como estratégias, desenvolvimento de
projetos, tomadas de decisão etc.
Na maioria das vezes existe a associação do Método GUT com a Matriz SWOT,
pois ele é comumente utilizado para analisar a prioridade de resolução de
problemas tanto no ambiente interno quanto no externo (pode ser utilizado
também com Ciclo PDCA, Diagrama de Pareto ou Diagrama de Ishikawa).
Mais adiante veremos como funciona o Modelo GUT e você entenderá que a
ferramenta é bastante prática e intuitiva (por isso vem ganhando muitos
adeptos). A principal vantagem dessa matriz de priorização está em trazer
uma avaliação quantitativa dos problemas de uma área ou da organização
como um todo, possibilitando que sejam priorizadas ações corretivas e
preventivas para que o problema seja eliminado (parcialmente ou em sua
totalidade).
Para você entender bem a aplicação de como fazer uma matriz GUT, vamos
esmiuçar um pouco mais a utilidade e importância dessa matriz de priorização de
problemas.

2.3. PARA QUE SERVE A MATRIZ GUT?

Entendemos que a Ferramenta GUT é uma metodologia que trabalha com a


priorização da resolução de problemas. Mas para entender para que o Diagrama
de GUT serve, vamos analisar mais detalhadamente a sigla GUT:
o Gravidade (G): trata do impacto que o problema gerará nos envolvidos,
podendo ser os colaboradores, os processos, tarefas, resultados da empresa
etc. A análise é feita nos efeitos que o problema, caso não seja resolvido,
acarretará em médio e longo prazo.
o Urgência (U): é o prazo, ou o tempo disponível para a resolução do
problema. Aqui não tem segredo: quanto menor o tempo, mais urgente será o
problema que deverá ser resolvido. O recomendado é fazer a pergunta: Isso
pode esperar?
o Tendência (T): trata da probabilidade (ou do potencial) que o problema tem
de crescer com o passar do tempo. Aqui é feita uma previsão da evolução do
problema. A pergunta a ser feita é: Se eu não resolver isso hoje, o problema
vai piorar aos poucos ou bruscamente?

Você já entendeu que a Matriz GUT é utilizada para priorizar a resolução de


problemas. Um outro uso bem comum que se dá a ela é para dar prioridade aos
planos de ação oriundos do planejamento, de acordo com a Gravidade, Urgência e
Tendência.
Ao criar um Plano Estratégico é necessário, dentre outras coisas, definir as ações
que precisarão ser realizadas de modo a garantir que os objetivos táticos (as
metas) sejam alcançadas. A Tabela GUT pode ser usada para priorizar essas
ações, garantindo que as metas sejam alcançadas por ordem de prioridade.
20
2021_1_v 0_09/02/2021

Assim, podemos dizer que a Matriz GUT auxilia também o Planejamento


Estratégico a sair do papel e ser colocado em prática. Aqui não nos
alongaremos nessa questão do plano estratégico, mas para que você consiga
entender sua importância e como fazer o Modelo GUT, sugerimos a leitura do e-
book Planejamento Estratégico e Orçamentário sem complicações, que pode
ser baixado gratuitamente pela imagem abaixo: Assim, sobre para que serve a
Matriz GUT (ou Matriz de prioridades), citamos suas vantagens:
o Pode ser utilizada por qualquer empresa e qualquer área;
o A ferramenta GUT auxilia na resolução de problemas que afetam a
execução do planejamento estratégico;
o Facilita tomadas de decisão;
o É fácil de ser aplicada (conforme veremos);
o O Método GUT indica quais problemas precisarão de mais recursos,
evitando desperdícios;
o Reduz ou elimina os problemas mais sérios.

Já percebeu que a Matriz de Prioridades é bastante útil, não é mesmo? Por isso,
agora temos que entender melhor como fazer uma Matriz GUT na prática.

2.4. COMO FUNCIONA O MODELO GUT?

Os fatores trabalhados com a Matriz GUT (Gravidade, Urgência e Tendência) são


pontuados de 1 a 5, sendo que:

Gravidade:
1. Sem gravidade
2. Pouco grave
3. Grave
4. Muito grave
5. Extremamente grave

Urgência:
1. Pode esperar
2. Pouco urgente
3. Urgente, merece atenção no curto prazo
4. Muito urgente
5. Necessidade de ação imediata

Tendência:
1. Não irá mudar
2. Irá piorar a longo prazo
3. Irá piorar a médio prazo
4. Irá piorar a curto prazo
5. Irá piorar rapidamente

A combinação dessas pontuações definirá quais ações serão prioritárias.


Essa combinação é feita com um cálculo de multiplicação dos três fatores (G) x
(U) x (T). Portanto, o resultado com maior pontuação no Método GUT será o de
125 pontos e o menor, 1.
21
2021_1_v 0_09/02/2021

Como a Matriz GUT é uma matriz de priorização de problemas, aquele cujo


resultado da multiplicação for mais alto deverá ter prioridade para tomada de ação.
Fácil, não é mesmo? Entendido isso, vamos colocar a mão na massa!

2.5. COMO MONTAR A MATRIZ GUT?

O Método GUT é bem simples, não é mesmo? Sabemos que você já deve estar
louco para listar seus problemas e priorizar, mas tenha um pouquinho de paciência
pois ainda tem muita coisa que pode te ajudar nesse artigo.
A seguir mostramos um passo a passo de como preencher o Modelo GUT:

#01 – Listagem dos problemas


A primeira ação a tomar na Análise GUT é elencar os problemas que precisam ser
resolvidos em uma determinada atividade, área, projeto etc. Nesta etapa a Matriz
SWOT pode ser bastante útil. Se você quiser conhecer mais sobre a Matriz de
Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, salve a leitura do artigo: Matriz
SWOT ou Matriz FOFA: utilizando a Análise SWOT para conhecer as cartas do
jogo e aumentar as chances de vitória de sua empresa!

#02 – Definição da Gravidade, Urgência e Tendência (GUT)


Para cada problema listado na Tabela GUT, dê uma pontuação, lembrando que
situações menos favoráveis recebem nota máxima (5) e as mais favoráveis
recebem nota 1. Sendo assim, se o problema for extremamente grave,
urgentíssimo e com altíssima tendência a piorar com o tempo receberá a
pontuação conforme a seguir:
Gravidade = 5 | Urgência = 5 | Tendência = 5
O quadro abaixo como exemplo da Matriz GUT, ajuda a visualizar melhor:

#03 – Cálculo G x U x T e classificação dos problemas


Com problemas listados e notas atribuídas, é hora de multiplicar os valores de cada
um dos atributos: Gravidade, Urgência e Tendência. O problema que obtiver a
pontuação mais alta na Tabela GUT terá prioridade na resolução, uma vez que
será mais grave, urgente e com maior tendência a se tornar pior.

#04 – Elaboração de planos de ação


Se você descobriu na Matriz de prioridades onde está o fogo é hora de apagar o
incêndio, certo? Então, é hora de começar a elaborar o plano de ação. Geralmente,
planos de ação são criados em planilhas (eletrônica ou mesmo de papel). Eles
contêm informações como objetivos, ações e responsáveis com suas respectivas
datas de entregas, conforme abaixo:
22
2021_1_v 0_09/02/2021

O plano acima foi feito no Excel e se você quiser utilizar a mesma planilha (tanto
para executar o 5W2H quanto o Plano de Ação) ela está disponível gratuitamente
para download. Basta clicar na imagem para acessá-la:

Entendendo melhor: exemplo de Matriz GUT


Nada como usar um exemplo de Matriz GUT para deixar tudo bem esclarecido.

Após ter comprovado os pontos negativos de uma planilha para o orçamento, e


depois de o problema ter sido considerado extremamente grave, urgentíssimo e
com altíssima tendência a piorar, a Empresa A adotará uma solução para Gestão
Orçamentária, que inclusive ajudará a solucionar problemas como falta de controle
do fluxo de caixa.
Bom, e já que a empresa do nosso exemplo encontrou a solução, vamos dar uma
ajudinha para ela não errar na escolha de um software para Gestão do Orçamento.
Temos dois artigos muito especiais que irão esclarecer as dúvidas do controller da
Empresa A:
o 13 cuidados ao escolher uma solução de Gestão Orçamentária para sua
empresa
o Como escolher a Solução de Gestão Orçamentária ideal para sua empresa
E se você se identificou com essa rotina do controller, indicamos o nosso Podcast
chamado Controller Cast que fala tudo sobre os desafios dessa área e como
superá-los.

3. CONCLUINDO

Matriz Gravidade, Urgência e Tendência (GUT). Com a análise desses três fatores
a Matriz GUT consegue ser uma ferramenta muito importante e de grande
ajuda para priorização da solução de problemas (por isso também é chamada
de Matriz de Priorização). Apesar de ser bem simples de utilizá-la, sua eficácia
faz com que tomadas de decisão sejam mais precisas.
23
2021_1_v 0_09/02/2021

A Matriz GUT também é utilizada no Planejamento Estratégico, uma vez que auxilia
na definição das ações que precisarão ser realizadas para garantir o atingimento
das metas. Como controller, você sabe o quanto isso é importante, principalmente
porque o atingimento das metas estratégicas significa que o orçamento empresarial
também está sendo cumprido, já que deve existir um alinhamento entre estratégia
e planejamento orçamentário.

Disponível em: https://www.treasy.com.br/blog/matriz-gut/ - Acesso em 13/02/2020.


24
2021_1_v 0_09/02/2021

4. EXEMPLO/SUGESTÃO DE SUMÁRIO EXECUTIVO DE UMA OPORTUNIDADE


DE MELHORIA.

A seguir, um Sumário Executivo, extraído de Dissertação de mestrado baseada em Estudo


de Caso com proposições de melhorias diversas, recomendados para uma organização do
Terceiro Setor, sugerindo a implantação de Plano de Marketing.

O exemplo abaixo pode servir de modelo e de inspiração para as sugestões de melhoria a


serem identificadas e desenvolvidas em seus projetos.

Oportunidade de Melhoria 01: Indicador Etos ----: ................................................


Sumário Executivo

 Introdução

O Plano Diretor de Marketing, para a Aldeia da Esperança, está diretamente ligado ao Plano do
CIAM - Centro Israelita de Assistência ao Menor, uma vez que a Aldeia é uma de suas UENs –
Unidade Estratégica de Negócios. O Plano compreende as atividades de Marketing previstas para
determinado período, em geral de um ano, e engloba quinze ações de marketing.

 Sumário Executivo

O Plano de Marketing compreende o desenvolvimento de ações, isoladas ou integradas, cujo


objetivo é possibilitar à Aldeia da Esperança a concepção de projetos e o cumprimento de metas
que permitirão a realização da missão e dos valores institucionais, nas seguintes áreas funcionais:
 Gerência de Produtos e Serviços: captação de recursos; atração de doadores; atração,
expansão e manutenção do quadro de sócios; reabilitação de sócios inativos e
autossuficiência (oficinas e terceirizações).

 Pesquisa de Marketing: desenvolvimento do SIM – Sistema de Informações de


Marketing e Pesquisas Qualitativas e Quantitativas.

 Administração de Vendas: vendas (novos produtos e novos clientes) e administração de


contratos e pós-vendas.

 Canais de Distribuição: sede da entidade e representantes.

 Comunicação: institucional; realização de eventos e comunicação geral, subdividida em:


comunicação com familiares e responsáveis; com firmas e escolas do entorno; com o
meio acadêmico; com o meio técnico; com autoridades e formadores de opinião e ação
social junto ao público do entorno.

 Avaliação da Situação

A Aldeia da Esperança está experimentando uma fase de crescimento e estabilidade


administrativa. O momento parece adequado para o planejamento de marketing e a implementação
de ações mais ostensivas para a fixação de imagem, captação de recursos, abertura de vagas para
novos residentes e consolidação gerencial.

 Recomendações Estratégicas

Tendo em conta as ações anteriores, cujo reflexo se percebe no momento, parece ser
recomendável a ação integrada de marketing atuando em frentes independentes. Alguns módulos
mais simples e objetivos deverão ser alvo da ação mais imediata enquanto que outros deverão
aguardar momentos mais oportunos. Recomenda-se a mobilização permanente, de modo a ter
sempre planos de ação em várias fases de execução, isto é, enquanto se implementam alguns,
avaliam-se outros e planejam-se novos. Há ações de duração determinada e ações de caráter
permanente.
25
2021_1_v 0_09/02/2021

 Plano de Ação

O Plano Diretor de Marketing contempla, originalmente, quinze módulos, cada qual com
estrutura independente e ações específicas. Tecnicamente todos os módulos estão subordinados
ao Plano Diretor de Marketing, cabendo, portanto, à Diretoria Executiva deliberar e decidir sobre a
oportunidade de implementação de cada um deles.

 Responsabilidade: Presidente e diretores designados para administrar cada módulo e


executivos designados para a implementação.

 Recursos: Os recursos necessários serão alocados conforme orçamento e conveniência de


execução de cada módulo.

 Cronograma: O Plano Diretor de Marketing abrange o período de um ano, contemplando


diferentes ações. Alguns módulos terão duração estabelecida e outros terão caráter de
permanência.

 Avaliação: A cada dois meses ou quando necessário serão realizadas reuniões específicas para
avaliar, discutir e atualizar os módulos do Plano Diretor, bem como para decidir sobre as
próximas ações. Além dos diretores os executivos responsáveis pela implementação de cada
módulo também deverão participar.

 Resultados Esperados

Espera-se, ao final do período, registrar avanço considerável, de modo a permitir alavancagem


de novas metas para o próximo período.

 Implementação.

As ações serão implementadas em suas áreas de competência e influência, conforme os


planos, em busca de resultados para a evolução e perpetuação da entidade.

 Orçamento

Os responsáveis pelos módulos deverão apresentar orçamentos a fim de que a diretoria


executiva providencie a consolidação e promova a alocação de recursos necessários à
implementação de cada ação.

-0-
26
2021_1_v 0_09/02/2021

5. BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA PARA AS PESQUISAS


(No mínimo três)

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CHIAVENATO, I. Administração: teoria, processo e prática – 5ª ed. – Barueri,


SP: Manole, 2014.

MANUAL DOS ALUNOS. APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS


II. RESPONSABILIDADE SOCIAL II: Dimensão Social, uma pesquisa aplicada.
2º semestre. Coordenação e Professores de EPA, UNIP. SÃO PAULO: 2020.

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco


configurações – 2ª ed. – São Paulo: Atlas, 2012

SOBRAL, Filipe, PECI, Alketa. Administração: teoria e prática no contexto


brasileiro, 2ª Ed. São Paulo: Person Prentice Hall, 2013, 3º e 4º capítulos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA VIRTUAL

(ATENÇÃO: No caso de consulta virtual, o aluno deve atualizar a data,


conforme consulta realizada. Disponível em:......................... Acesso em --/--
/2020).

SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro –


2ª ed. - São Paulo: Pearson, 2013

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco


configurações – 2ª ed. – São Paulo: Atlas, 2012

ROBBINS, S.P.; DECENZO, D.; WOLTER, R.M. A nova administração. São


Paulo: Saraiva, 2014

ABNT. NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 26000, 1ª edição 01.11.2010.


Diretrizes sobre responsabilidade social ABNT NBR ISO 26000:2010 ABNT. Rio de
Janeiro: ABNT, 2014. Disponível em http://www Pessoa com deficiencia.gov.br/.
Acesso em --- --- 2020. (Exemplo 30 Jan 2020)

Biblioteca Central da Universidade Paulista UNIP Guia de normalização para


apresentação de trabalhos acadêmicos da Universidade Paulista: ABNT /. São
Paulo: revisado e atualizado pelos Bibliotecários Alice Horiuchi e Rodrigo da C.
Aglinskas. – 2018. 52 p. Disponível em https://www.unip.br/presencial/
servicos/biblioteca/download/manual_de_normalizacao_abnt_2018.pdf. Acesso em
-- --- 2020. (Exemplo 30 Jan 2020)
27
2021_1_v 0_09/02/2021

Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Indicadores Ethos para


Negócios Sustentáveis e Responsáveis - Ciclo 2016/2017. São Paulo: Instituto
Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, março de 2017, disponível em:
https://www3.ethos.org.br/cedoc/indicadores-ethos-para-negocios-sustentaveis-e-
responsaveis/. Acesso em -- --- 2020. (Exemplo: 10 Fev 2020)

Matriz GUT. sobreadministracao.com/matriz-gut-guia-completo/, disponível em


www. sgc.goias.gov.br/ upload/links/arq_876_MatrizGUTpdf. Acesso em -- --- 2020.
(Exemplo 30 Jan 2020)

CAMARGO, Renata F. de. Como fazer a Matriz GUT para a resolução de


problemas? Conheça a Matriz de Prioridades. Disponível em https://www.
treasy.com.br/blog/matriz-gut/. Acesso em 13 Fev 2020.

O que é um Estudo de Caso. www.insper.edu.br/casos/estudo-caso/. Acesso em -- -


--- 2020. (Exemplo 30 Jan 2020)

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

RIES, E. A startup enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a


inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. Rio de
Janeiro: LeYa, 2012

SUTHERLAND, J.; SUTHERLAND, J.J.Scrum: a arte de fazer o dobro do


trabalho na metade do tempo. Rio de Janeiro: LeYa, 2016

ROBERTSON, B.J. Holacracia: o novo sistema de gestão que propõe o fim da


hierarquia. São Paulo: Benvirá, 2016

DAFT, R. Organizações: teoria e projetos. São Paulo: Cengage, 2014

ROBBINS, S.P.; DECENZO, D.; WOLTER, R.M. A nova administração. São


Paulo: Saraiva, 2014
28
2021_1_v 0_09/02/2021

6. TABELA DE CORRELAÇÕES ENTRE A NORMA ISO 26000 E OS


INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E
RESPONSÁVEIS - CICLO 2016/2017.

A Tabela de TABELA DE CORRELAÇÕES ENTRE A NORMA ISO 26000 E OS


INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS -
CICLO 2016/2017 está disponível nas páginas 97 a 103 do manual
INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS -
CICLO 2016/2017

7. SUMÁRIO, TÍTULOS, SUBTÍTULOS E CITAÇÃO DE INTERNET.


Importante
Sumário, 2. TITULO (Caixa ALTA, Negritado
títulos e 2.1. SUB TÍTULO (Caixa ALTA, SEM negrito) - 1º nível
subtítulos 2.1.1. Sub Título (caixa baixa, negritado) – 2º nível.
2.1.1.1. Sub título (caixa baixa sem negrito) 3º nível e demais.
Citação de Disponível em........... Acesso em (Dia Mês (abreviado) Ano).
internet – Ex.: Disponível em https://www.usjt.br/arq.urb/arquivos/abntnbr6023.pdf.
ABNT6023 Acesso em 13 Fev. 2020.

8. LISTA DE EMPRESAS COM PUBLICAÇÕES NA INTERNET, POSSÍVEIS DE


SEREM ANALISADAS NAS APS 2021/1

(Cada grupo deverá pesquisar uma empresa diferente, que deverá ser designada pelo
professor)

https://www.bradescori.com.br/siteBradescoRI/uploads/file/2019/FINAL_2019_PORT(1).p
df
https://www.natura.com.br/relatorio-anual
http://rs.klabin.com.br/
https://klabin.com.br/sustentabilidade/responsabilidade-socioambiental/
https://www.relatostar.com.br/ (Volks)
https://www.samsung.com/br/aboutsamsung/sustainability/strategy/
https://cms.santander.com.br/sites/WPS/documentos/institucional-santander-fale-conosco-
prsa-externa/17-12-05_114535_prsa_externa+2016-11.pdf
https://www.carrefour.com.br/institucional/sustentabilidade
https://institucional.casasbahia.com.br/projetos-sociais
https://www.faber-castell.com.br/Sustentabilidade/CompromissoSocial
https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/responsabilidade-social/Paginas/default.aspx
https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/responsabilidade-social/instituto-de-
responsabilidade-social/Paginas/instituto-de-responsabilidade-social.aspx
http://ri.suzano.com.br/a-companhia/sustentabilidade
29
2021_1_v 0_09/02/2021

https://www.ambev.com.br/sustentabilidade/desenvolvimento/
http://www.grupoboticario.com.br/pt/atitudes-sustentaveis/Paginas/Inicial.aspx
https://www.bb.com.br/pbb/sustentabilidade/reconhecimento-das-acoes-em-
responsabilidade-socioambiental#/
https://www.bayer.com.br/sustentabilidade/responsabilidade-social/
https://www.braskem.com.br/portal/RI/arquivos/imagens/PDCA-BAK%2026-2005%20-
%20%20Responsabilidade%20Social%20.pdf
https://www2.gerdau.com.br/sobre-nos/responsabilidade-social
http://ri.voegol.com.br/arquivos/GOL_RelatRespSocial04_port.pdf
https://www.einstein.br/noticias/noticia/responsabilidade-social-einstein
https://cliente.havan.com.br/Portal/Institucional/AcoesSociais
https://www.heineken.com/br/agegateway?returnurl=%2fbr%2fwe-are-heineken%2fenjoy-
heineken-responsibly%2fencouraging-responsibility
https://www.havaianas.com/pt-br/node/7962
https://www.honda.com.br/institucional/sustentabilidade
https://www.saudecrianca.org.br/novidades/johnson-johnson-faz-diferenca-na-sociedade-
brasileira/
https://www.institutolojasrenner.org.br/pt_br/pagina-inicial
https://www.latam.com/pt_br/sustentabilidade/gestao-de-sustentabilidade/
https://www.toyotaempilhadeiras.com.br/sobre-nos/politica-de-responsabilidade-social/
https://www.tramontina.com.br/sobre/responsabilidade-ambiental
http://www.neomondo.org.br/2009/01/19/a-responsabilidade-socioambiental-como-
estrategia-na-vale/
http://www.responsabilidadesocial.com/noticias/votorantim-social/
http://fundacaotelefonica.org.br/noticias/telefonica-leva-ao-ar-filme-sobre-acoes-de-
responsabilidade-social/
https://www.ype.ind.br/projetos/meio-ambiente/politica-de-meio-ambiente
https://www.zara.com/pt/pt/sustentabilidade-acao-social-l1663.html
31
2020_1_v0 07/02/2020

FICHA DAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - APS


Atividades Práticas Supervisionadas (laboratórios, atividades em biblioteca, Iniciação Científica, Trabalhos Individuais e
em grupo, práticas de ensino e outras)
Nome do aluno: _________________________________________________ Turma: ____________________ RA:_____________
Curso: _____________________Campus: _________________ Semestre:____________ Turno:____________
ASSINATURA
ATIVIDADE DATA TOTAL DE HORAS ALUNO PROFESSOR
FORMAÇÃO DO GRUPO E PLANO DE AÇÃO
INTRODUÇÃO
PERFIL DA ORGANIZAÇÃO
REVISÃO CONCEITUAL
IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS
ANÁLISE
OPORTUNIDADES DE MELHORIA
CONSIDERAÇÕES FINAIS
CONCLUSÃO
POSTAGEM

TOTAL DE HORAS: ( )
DATA:
APROVADO/REPROVADO:_______________
32
2020_1_v0 07/02/2020
ATENÇÃO ALUNOS: a entrega/postagem das fichas individuais é obrigatória.
A ausência da postagem da Ficha Individual reprova o/a aluno/a.

FICHA DAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - APS


Atividades Práticas Supervisionadas (laboratórios, atividades em biblioteca, Iniciação Científica, Trabalhos Individuais e
em grupo, práticas de ensino e outras)
Nome do aluno: _________________________________________________ Turma: ____________________ RA:_____________
Curso: _____________________Campus: _________________ Semestre:____________ Turno:____________
ASSINATURA
TOTAL DE
ATIVIDADE DATA HORAS ALUNO PROFESSOR
FORMAÇÃO DO GRUPO E PLANO DE AÇÃO
INTRODUÇÃO
PERFIL DA ORGANIZAÇÃO
REVISÃO CONCEITUAL
IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS
ANÁLISE
OPORTUNIDADES DE MELHORIA
CONSIDERAÇÕES FINAIS
CONCLUSÃO
POSTAGEM

TOTAL DE HORAS: ( )
DATA:
APROVADO/REPROVADO:_______________
Modelo de Carta de Apresentação das

Equipes)
(cidade), ___ de _________ de 2021.

Prezados Senhores,

As grandes mudanças observadas no cenário empresarial exigem


novos métodos de trabalho e novos modelos de gestão, para garantir a
sobrevivência das empresas. Para tanto, o mercado carece de administradores
com capacitação para responder a esses novos desafios.

Convicta desta realidade, a UNIP - Universidade Paulista vem


envidando esforços para capacitar seus alunos com conceitos modernos, que
estejam em sintonia com as exigências do mercado. Nesse contexto, criou as
APS – Atividades Práticas Supervisionadas -, cujo objetivo é propiciar aos
alunos uma fundamentação prática dos conceitos teóricos explorados na sala
de aula.

Para a consecução das APS, a UNIP vem trabalhando com o apoio de


organizações/empresas da região, certa de que a base da formação do
profissional do futuro está na integração universidade-empresa. Por meio
dessa integração, torna-se possível a formação de um profissional apto a
atender às exigências do mercado de trabalho.

É com base nesse cenário, que nos dirigimos a (nome da empresa) no


sentido de obter seu apoio para o processo de integração universidade-
empresa. Apresentamos a equipe, representada por (nome do aluno), e
gostaríamos de solicitar a permissão para que o(a) aluno(a), juntamente com
uma pequena equipe, possa conhecer os processos administrativos e de
gestão em pauta nessa conceituada empresa situada na (nome da
cidade/estado).

Temos consciência das inúmeras atividades de trabalho que compõem


o dia a dia da empresa. Por esse motivo, o compromisso assumido por nossos
alunos é o de reduzir ao mínimo o tempo necessário para a obtenção das
informações. Além disso, afirmamos nosso compromisso com a
confidencialidade das informações, caso necessário.

Contando com sua compreensão e inestimável apoio, agradecemos,


antecipadamente e, desde já, estamos à disposição para quaisquer
esclarecimentos que se façam necessários.

Atenciosamente,

(nome do coordenador(a))
Coordenador(a) Auxiliar do Curso
34

Modelo de Carta de Apresentação das Equipes ---- PREENCHIDO COMO


EXEMPLO

São Paulo, 01 de março de 2021.


À
GIBA AUTO SOM
Av. Guapira, 441
Tucuruvi
SÃO PAULO – SP.

Ar. Sr. Carlos


Gerência

Prezados Senhores,

As grandes mudanças observadas no cenário empresarial exigem novos métodos de


trabalho e novos modelos de gestão, para garantir a sobrevivência das empresas. Para tanto, o
mercado carece de administradores com capacitação para responder a esses novos desafios.

Convicta desta realidade, a UNIP - Universidade Paulista vem envidando esforços para
capacitar seus alunos com conceitos modernos, que estejam em sintonia com as exigências do
mercado. Nesse contexto, criou as APS – Atividades Práticas Supervisionadas -, cujo objetivo é
propiciar aos alunos uma vivência prática dos conceitos teóricos explorados na sala de aula.

Para a consecução das APS, a UNIP vem trabalhando com o apoio de


organizações/empresas da região, certa de que a base da formação do profissional do futuro está na
integração universidade-empresa. Por meio dessa integração, torna-se possível a formação de um
profissional apto a atender às exigências do mercado de trabalho.

É com base nesse cenário, que nos dirigimos a GIBA AUTO SOM no sentido de obter seu
apoio para o processo de integração universidade-empresa. Apresentamos a equipe, representada
por Maria Júlia Bianchini, e gostaríamos de solicitar a permissão para que a aluna, juntamente com
uma pequena equipe, possa conhecer os processos administrativos e de gestão em pauta nessa
conceituada empresa.

Temos consciência das inúmeras atividades de trabalho que compõem o dia a dia da
empresa. Por esse motivo, o compromisso assumido por nossos alunos é o de reduzir ao mínimo o
tempo necessário para a obtenção das informações. Além disso, afirmamos nosso compromisso com
a confidencialidade das informações, caso necessário.

Contando com sua compreensão e inestimável apoio, agradecemos, antecipadamente e


permanecemos à disposição para os esclarecimentos que se fizerem necessários.

Atenciosamente,

Profa. Sandra Castilho


Coordenador Auxiliar do Curso

Atenção: os termos em vermelho devem ser substituídos conforme a empresa onde o


grupo fará o trabalho e o sexo do/a representante do grupo.

A carta poderá ser assinada pelo professor orientador da APS, embora o nome deva ser o da
Coordenação auxiliar.
35

14.1. EXEMPLO/SUGESTÃO DE SUMÁRIO EXECUTIVO DE UMA


OPORTUNIDADE DE MELHORIA.

A seguir, um Sumário Executivo, extraído de Dissertação de mestrado baseada em


Estudo de Caso com proposições de melhorias diversas, recomendados para uma
organização do Terceiro Setor, sugerindo a implantação de Plano de Marketing.

O exemplo abaixo pode servir de modelo e de inspiração para as sugestões de


melhoria a serem identificadas e desenvolvidas em seus projetos.

Oportunidade de Melhoria 01: Indicador Etos ----: ................................................


Sumário Executivo

 Introdução

O Plano Diretor de Marketing, para a Aldeia da Esperança, está diretamente ligado ao


Plano do CIAM - Centro Israelita de Assistência ao Menor, uma vez que a Aldeia é uma de
suas UENs – Unidade Estratégica de Negócios. O Plano compreende as atividades de
Marketing previstas para determinado período, em geral de um ano, e engloba quinze ações de
marketing.

 Sumário Executivo

O Plano de Marketing compreende o desenvolvimento de ações, isoladas ou integradas,


cujo objetivo é possibilitar à Aldeia da Esperança a concepção de projetos e o cumprimento de
metas que permitirão a realização da missão e dos valores institucionais, nas seguintes áreas
funcionais:
 Gerência de Produtos e Serviços: captação de recursos; atração de doadores;
atração, expansão e manutenção do quadro de sócios; reabilitação de sócios
inativos e autossuficiência (oficinas e terceirizações).

 Pesquisa de Marketing: desenvolvimento do SIM – Sistema de Informações de


Marketing e Pesquisas Qualitativas e Quantitativas.

 Administração de Vendas: vendas (novos produtos e novos clientes) e


administração de contratos e pós-vendas.

 Canais de Distribuição: sede da entidade e representantes.

 Comunicação: institucional; realização de eventos e comunicação geral,


subdividida em: comunicação com familiares e responsáveis; com firmas e escolas
do entorno; com o meio acadêmico; com o meio técnico; com autoridades e
formadores de opinião e ação social junto ao público do entorno.

 Avaliação da Situação

A Aldeia da Esperança está experimentando uma fase de crescimento e estabilidade


administrativa. O momento parece adequado para o planejamento de marketing e a
implementação de ações mais ostensivas para a fixação de imagem, captação de recursos,
abertura de vagas para novos residentes e consolidação gerencial.

 Recomendações Estratégicas

Tendo em conta as ações anteriores, cujo reflexo se percebe no momento, parece ser
recomendável a ação integrada de marketing atuando em frentes independentes. Alguns
módulos mais simples e objetivos deverão ser alvo da ação mais imediata enquanto outros
deverão aguardar momentos mais oportunos. Recomenda-se a mobilização permanente, de
36

modo a ter sempre planos de ação em várias fases de execução, isto é, enquanto se
implementam alguns, avaliam-se outros e planejam-se novos. Há ações de duração
determinada e ações de caráter permanente.

 Plano de Ação

O Plano Diretor de Marketing contempla, originalmente, quinze módulos, cada qual com
estrutura independente e ações específicas. Tecnicamente todos os módulos estão
subordinados ao Plano Diretor de Marketing, cabendo, portanto, à Diretoria Executiva deliberar
e decidir sobre a oportunidade de implementação de cada um deles.

 Responsabilidade: Presidente e diretores designados para administrar cada módulo e


executivos designados para a implementação.

 Recursos: Os recursos necessários serão alocados conforme orçamento e conveniência de


execução de cada módulo.

 Cronograma: O Plano Diretor de Marketing abrange o período de um ano, contemplando


diferentes ações. Alguns módulos terão duração estabelecida e outros terão caráter de
permanência.

 Avaliação: A cada dois meses ou quando necessário serão realizadas reuniões específicas
para avaliar, discutir e atualizar os módulos do Plano Diretor, bem como para decidir sobre
as próximas ações. Além dos diretores os executivos responsáveis pela implementação de
cada módulo também deverão participar.

 Resultados Esperados

Espera-se, ao final do período, registrar avanço considerável, de modo a permitir


alavancagem de novas metas para o próximo período.

 Implementação.

As ações serão implementadas em suas áreas de competência e influência, conforme os


planos, em busca de resultados para a evolução e perpetuação da entidade.

 Orçamento

Os responsáveis pelos módulos deverão apresentar orçamentos a fim de que a diretoria


executiva providencie a consolidação e promova a alocação de recursos necessários à
implementação de cada ação.
37

14.2. SUMÁRIO, TÍTULOS, SUBTÍTULOS E CITAÇÃO DE INTERNET.

Importante
Sumário, 3. TÍTULO (Caixa ALTA, Negritado
títulos e 3.1. SUBTÍTULO (Caixa ALTA, SEM negrito) - 1º nível
subtítulos 3.1.1. Subtítulo (caixa baixa, negritado) – 2º nível.
3.1.1.1. Subtítulo (caixa baixa sem negrito) 3º nível e demais.
Citação de Disponível em........... Acesso em (Dia Mês (abreviado) Ano).
internet – Ex.: Disponível em
ABNT6023 https://www.usjt.br/arq.urb/arquivos/abntnbr6023.pdf. Acesso em
13 fev. 2020.

MODELO DE PÔSTER (Quando Houver apresentação em público)

(NOME DA ORGANIZAÇÃO – fantasia visando à liberação de informações no pôster, dada a


exposição pública)

ICSC- INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO


CURSO _________________
APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS -

(NOME DOS ALUNOS - em ordem alfabética - e RA)

TÍTULO DO ROTEIRO

PERFIL DA ORGANIZAÇÃO

(informações básicas que caracterizem a organização)

PRINCIPAIS DESAFIOS
(identificados pela equipe na empresa em relação ao TEMA do roteiro do
semestre)
38

SUGESTÕES DE MELHORIA
(apresentadas pela equipe, após a análise dos desafios)

REFERÊNCIAS (VIDE NBR 6023)

MEDIDAS RECOMENDADAS PARA PADRADRONIZER OS POSTERS:


Altura: 120 cm
Largura: 90 cm
39

Relatório de Orientações

DATA Eventos Assinaturas


40

Você também pode gostar