Você está na página 1de 15

PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL

PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 1 de 15

DATA REVISÃO HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES APROVAÇÃO

09/12/19 0 Elaborado para implantação Luiz Santos

ATENÇÂO: Este documento é propriedade da T.E.S. Engenharia Ltda e como tal, exige tratamento como
documento confidencial. Reprodução, cópia, abertura perante terceiros e uso para fins diferentes dos acordados
são estritamente sujeitos à prévia permissão por escrito pela T.E.S. Engenharia Ltda.

EMITIDO POR VERIFICADO POR APROVADO POR

Luiz Santos Luiz Santos Wilson Candido


Setor QSMS Setor QSMS Diretor Técnico
T.E.S. Engenharia T.E.S. Engenharia T.E.S. Engenharia

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 2 de 15

1. OBJETIVO
Descrever a sistemática a ser adotada para tratar, apurar, investigar e relatar os acidentes e
incidentes, bem como o acompanhamento de ações para minimizar riscos e evitar ocorrência similar
ou da mesma natureza, através da eliminação das causas identificadas.
Este procedimento será aplicado em todas as frentes de serviços e atividades prestadas pela
TES Engenharia.

2. REFERÊNCIA NORMATIVA

ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade – Requisitos


ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental – Especificação e Diretrizes para Uso
ISO 45001 – Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional
MSGI – 001 – Manual do Sistema de Gestão Integrado.
Instrução Normativa INSS/DC nº 118, de 14 de abril de 2005;
NBR 14280:2001 – Cadastro de Acidente do Trabalho – Procedimento e classificação;
Normas Regulamentadoras - NR, da Portaria n.º 3214, de 8 de junho de 1978, emitidas pelo
Ministério do Trabalho e Emprego – MTE; Portaria nº33, de 27 de outubro de 1983, emitida pelo
Secretário de Segurança e Medicina do Trabalho;

3. DEFINIÇÕES

Ação Corretiva: Ação para eliminar a causa de uma não–conformidade (anomalia) identificada ou
outra situação indesejável.
Ação Preventiva – Ação para eliminar a causa de um potencial não-conformidade (anomalia)
identificada ou outra situação potencialmente indesejável.
Acidente – Evento indesejável, decorrente de atividade da (nome da empresa), que resulte ou que
possa resultar em danos ou falhas que afetem pessoas ou o meio ambiente. Envolve acidente com
lesão e ocorrência anormal.
Acidente de Trajeto – É o acidente sofrido pelo empregado no percurso da residência par o
trabalho ou deste para aquela.
Acidente de Transito – Acidente que resulte dano em veículo ou na sua carga ou lesões em
pessoas ou animais, em que pelo menos uma das partes está em movimento nas vias públicas.
Pode originar-se, terminar ou envolver veículos parcialmente na via pública.
Acidente do Trabalho – Evento indesejável, decorrente de atividade da (nome da empresa), que
resulte ou que possa resultar em danos ou falhas que afetem pessoas ou o meio ambiente.
Envolve acidente com lesão e ocorrência anormal.
Acidente Grave – Acidente que causou morte ou incapacidade permanente total ou dano material
classificado como grande ou impacto ao meio ambiente classificado como maior.
A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 3 de 15

Acidente Típico – É todo aquele ocorrido com o colaborador da (nome da empresa) ou


subcontratado em área ou instalação sob sua responsabilidade ou sob sua gestão de SMS, ou fora
desses limites, quando autorizado. Acidente ocorrido com colaborador a serviço, durante o seu
horário de descanso, diretamente relacionado com os processos de trabalho da (nome da
empresa), também é considerado acidente típico.
Acidente Típico com Afastamento – É todo acidente típico em que o colaborador: Fique
temporariamente incapacitado totalmente para o trabalho a partir do dia seguinte ao acidente, ou
sofra algum tipo de incapacidade permanente, ou venha a morrer.
Acidente Típico sem Afastamento – É todo acidente típico em que o colaborador retorna ao
trabalho após o atendimento médico ou que no dia seguinte, está apto a executar tarefas, com
segurança, sem comprometimento de sua integridade física.
BA – Boletim de Acidentado.
CAT – Comunicação Acidentes do Trabalho.
Causa – Fator ou circunstância que contribuiu para a ocorrência do evento (nos casos de acidentes
e incidentes) ou da ação ou condição (nos casos dos desvios).
Causa Básica – Falha ou sucessão de falhas no sistema de gestão que permitiu a ocorrência da
(s) causa (s) imediata (s) do acidente, incidente ou desvio.
Causa Imediata – Causa que levou diretamente à ocorrência do acidente, incidente ou à existência
do desvio.
Desvio – Qualquer ação ou condição, que tem potencial para conduzir, direta ou indiretamente, a
danos a pessoas, ao patrimônio (próprio ou de terceiros), ou impacto ao meio ambiente, que se
encontra desconforme com as normas de trabalho, procedimentos, requisitos legais ou normativos,
requisitos do sistema de gestão ou boas práticas.
Desvio Crítico – Desvio com potencial para causar incidente com alto potencial ou acidente grave.
Desvio Sistêmico – Conjunto de desvios ou de desvios similares que ocorrem de forma repetitiva
e frequente.
Doença do Trabalho – É a doença não degenerativa nem inerente a grupos etários, resultante das
condições especiais ou excepcionais em que o trabalho seja executado, desde que, diretamente
relacionada com a atividade exercida, cause redução da capacidade para o trabalho que justifique
a concessão do benefício por incapacidade previsto em lei (lei 5316, art. 2º, § 1º, b. com redução
de acordo com o Decreto Lei 893).
Doença Ocupacional – É o conjunto de Doenças Profissionais e do Trabalho.
Doença Profissional – É a doença produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar
a determinada atividade, constante da relação de que trata o anexo II do Decreto 3048/99.
DRT – Delegacia Regional do Trabalho.
Evento não-Planejado – Qualquer evento cujo acontecimento tenha sido inesperado.
Homens-Hora de Exposição ao Risco (HHER) – São as horas efetivamente trabalhadas por
todos os colaboradores próprios ou de empresas contratadas, no período considerado, não

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 4 de 15

devendo ser computados as horas devidas às faltas, licenças ou férias, bem como as horas de
descanso a serviço da Companhia.
Incidente – Evento imprevisto e indesejável que poderia ter resultado em dano à pessoa, ao
patrimônio (próprio ou de terceiros) ou impacto ao meio ambiente.
Incidente com Alto Potencial – Incidente que poderia ter causado morte incapacidade
permanente ou dano material classificado como grande ou impacto ao meio ambiente classificado
como maior.
Incidente Sistêmico – Conjunto de incidentes ou de incidentes similares que ocorrem de forma
repetitiva e frequente.
Não-Conformidade – Anomalia caracterizada pelo não atendimento a um requisito definido em
normas, procedimentos, legislação, políticas, documentos internos, dentre outros.
Ocorrência Anormal – Todo e qualquer acidente que não seja acidente com lesão.
PCMSO – Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional Perda – Consequência de um
acidente.
Primeiros Socorros – Casos de lesão em que o atendimento de saúde é único, ou seja, não
requer tratamento médico continuado, após o qual o acidentado está apto a retornar imediatamente
ao trabalho na mesma atividade, sem restrição.
Restrição ao Trabalho – Qualquer acidente relacionado ao trabalho que faz com que a pessoa
não esteja plenamente capacitada para exercer suas atividades regulares a partir do dia seguinte à
ocorrência.
SMS – Segurança, Meio Ambiente e Saúde.
Tempo Computado – É o somatório dos dias de afastamento dos acidentados, temporariamente
incapacitados totalmente para trabalhos, e dos dias debitados dos acidentados que sofreram
incapacidade permanente ou morreram no período conforme tabelas constantes da NBR 14280, ou
o somatório dos dias que o colaborador permanecer incapaz de executar plenamente suas
atividades normais de trabalho para os casos de retorno com restrição.
Tratamento Médico – Casos de lesão em que após o atendimento de saúde o acidentado está
apto a retornar imediatamente ao trabalho na mesma atividade sem restrição, porém requer
reavaliação procedimento médico posterior

4. RESPONSABILIDADES
4.1. Setor de QSMS
- Investigar acidentes e ocorrência anormais e incidentes na obra e emitir FR-025-Relatório de
Investigação de Incidente, Doença ocupacional, Incidente com Alto Potencial e Desvio Crítico.
- Investigar as ocorrências anormais ambientais na obra e emitir FR-025-RIA
- Garantir que o plano de ação enviado ao Cliente proposto na FR-025-RIA seja cumprido.

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 5 de 15

4.1.2. Setor de QSMS_Segurança


- Comunicar ao Cliente, imediatamente, a ocorrência de qualquer acidente ou incidente relevante
ocorrido no empreendimento;
- Emitir a CAT, no prazo determinado pela legislação e enviar cópia ao Cliente em 48 horas;
- Apoiar a investigação de acidentes e ocorrência anormais e incidentes na obra
- Revisar os relatórios enviados ao Cliente, sempre que solicitadas correções, num prazo máximo de
1 (um) dia útil.

4.1.3. Setor de QSMS_Meio Ambiente


- Treinar os colaboradores nas possíveis ocorrências anormais ambientais que possam vir a
acontecer. As ações de controle/mitigação dessas ocorrências encontram-se no procedimento POP-
SMS-005 - Proc. - Levantamento de Aspecto-Impacto Perigos-Riscos e POP-SMS-003 Plano de
Preparação de Respostas a Emergências.
- Comunicar ao Cliente, imediatamente, a ocorrência anormal ambiental ocorrida no
empreendimento;
- Apoiar a investigação as ocorrências anormais ambientais através da FR-025 RIA.
- Revisar os relatórios enviados ao Cliente, sempre que solicitadas correções, num prazo máximo de
1 (um) dia útil;

4.2. Médico do Trabalho


- Examinar e diagnosticar as ocorrências médicas na obra;
- Providenciar emissão de atestado de apto ao retorno ao trabalho, nos casos de restrição e
afastamentos;
- Apoiar a investigação de acidentes e ocorrência anormais e incidentes na obra;
- Emitir o Boletim do Acidentado – BA e o FPRAT.

5. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES


Serão equiparados aos acidentes do trabalho, todos os casos previstos na legislação vigente –
Artigo 21 da Lei 8.213 de 24/07/91, ou seja:
Será considerado como do trabalho o acidente que, embora não tenha sido a causa única, haja
contribuído diretamente para a morte ou a perda ou a redução da capacidade para o trabalho.
O acidente sofrido pelo empregado no local e no horário de trabalho, em consequência de:
a) Ato de sabotagem ou de terrorismo praticado por terceiro, inclusive companheiro de
trabalho;

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 6 de 15

b) Ofensa física intencional, inclusive de terceiro, por motivo de disputa relacionada ao


trabalho;
c) Ato de imprudência ou de negligência de terceiro, inclusive companheiro de trabalho;
d) Ato de pessoa privada do uso da razão;
e) Desabamento, inundação ou incêndio;
f) Outros casos fortuitos ou decorrentes de força maior.

Doença proveniente de contaminação acidental do empregado, no exercício de suas atividades.


O acidente sofrido pelo empregado, ainda que fora do local e horário de trabalho, desde que:
a) Na execução de ordem ou na realização de serviço sob a autoridade da empresa;
b) Na prestação espontânea de qualquer serviço à empresa, para lhe evitar prejuízo ou
proporcionar proveito;
c) Em viagem a serviço da empresa, seja qual for o meio de locomoção utilizado,
inclusive veículo de propriedade do empregado;
d) No percurso da residência para o trabalho ou deste para aquela.

NOTA1: Nos períodos destinados a refeições ou descanso ou por ocasião da satisfação de outras
necessidades fisiológicas, no local de trabalho ou durante este, o empregado será considerado a
serviço da empresa.

Considera-se também como acidente de trabalho, as doenças profissionais e as doenças do


trabalho.
No caso de acidente com empregados de prestadoras de serviços, deverá ser adotada a
sistemática definida na Norma para Trabalho de Terceiros.
As recomendações constantes do formulário “Análise de Acidentes do Trabalho”, deverão constar
da ata de reunião dos grupos de segurança como assuntos novos.

5.1. Disposições de Acidentes / Incidentes


5.1.1. Classificação de Acidentes / Incidentes
O acidente e o incidente serão classificados em categorias, levando-se em consideração o potencial
de gravidade e/ou a gravidade da lesão, com o fim de comunicação da investigação,
acompanhamento e controle das medidas a serem adotadas.

6.1.2. O potencial de gravidade e/ou gravidade da lesão dos acidentes e/ou incidentes são:

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 7 de 15

Grau A (Maior): Acidente ou incidente com potencial de gravidade que possa causar
incapacidade permanente, morte ou mutilação e/ou perda considerável de
estruturas, equipamentos, materiais ou ao meio-ambiente.
Grau B (Sério): Acidente ou incidente com potencial para causar lesão ou
enfermidade grave, que gere incapacidade parcial e/ou incapacidade temporária ou
dano à propriedade de tipo destrutivo, mas não muito extenso ou danos ao meio-
ambiente.
Grau C (Menor): Acidente ou incidente com potencial para causar lesões leves que
não provoquem afastamento / incapacitação ou restrição ao trabalho, enfermidade
leve ou dano menor à propriedade ou ao meio-ambiente.

A classificação do potencial de gravidade e/ou gravidade da lesão, determinará os participantes a


serem envolvidos na investigação e análise.

5.2. Comunicação do Acidente / Incidente

5.2.1. Comunicação Interna

5.2.1.1 - Todo e qualquer acidente e/ou incidente deve ser comunicado, imediatamente, ao superior
imediato do funcionário ou responsável pela área envolvida.
5.2.1.2 - Caso o incidente ocorra fora do expediente normal de trabalho (incluindo sábados, domingos
e feriados) a comunicação deve ser feita às pessoas relacionadas na lista de contato, obedecendo a
ordem sequencial de contato.

ORD. FUNÇÃO NOME TELEFONE

+55 22 99988-6517
01 Direto Geral Wilson Cândido
+5 22 3311-0361
02 Gerencia de QSMS Luiz Santos 22 997172870

03 Gerencia de
Produção
André Santos +55 22 99704 5650
04 Ger. de RH

5.2.1.3 - Posteriormente, a ocorrência deve ser reportada através do formulário “Relatório de


Investigação” (anexo 01), cujo prazo para emissão é de acordo com o grau de severidade do
incidente:
A - Incidentes Maiores (Grau A): O incidente deve ser reportado no mesmo dia de sua ocorrência.
A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 8 de 15

B - Incidentes Sérios (Grau B): O prazo máximo para emissão é de 24 horas após a ocorrência.
C - Incidentes Menores (Grau C): Nesse caso o prazo é de 48 horas após a ocorrência.

5.2.1.3 - O “Relatório de Investigação” deve ser encaminhado ao Departamento de Segurança, para


atribuição de numeração específica e providências subsequentes.
5.2.1.4 - A informação do incidente deverá ser feita por qualquer empregado que tenha tomado
conhecimento do fato e deverá ser dirigida ao superior imediato do funcionário ou responsável pela
área envolvida.
5.2.1.5 - Quando se tratar de acidentes e/ou incidentes classificados como Grau A (Maiores) pelo
potencial de gravidade da lesão, estes devem ser, imediatamente, reportados à Gerência da
Fábrica, a quem compete comunicar à Diretoria. Também deve-se considerar a comunicação para:

a) Gerente de Segurança, Saúde e Meio-ambiente;


b) Gerente de Recursos Humanos;
c) Produção da Planta
d) Especialistas em Segurança, Medicina e Saúde no Trabalho;
e) Coordenador da área;
f) Presidente da CIPA;

NOTA2: A comunicação dos acidentes deverá ser realizada pela área de Medicina Ocupacional.
1. A comunicação dos incidentes deverá ser realizada pelo responsável pela área de ocorrência
2. No caso de Prestadores de Serviço, a comunicação deve ser realizada pelo coordenador
responsável pelo contrato do terceiro.

5.2.2. Comunicação Externa


Nos casos de acidente Grau A por gravidade da lesão, a Gerência da Planta avaliará a conveniência
da informação externa, tomando as devidas providências.

5.2.3. Prestadores de Serviço


O Coordenador responsável pelo contato do terceiro, ao receber a informação sobre a ocorrência do
acidente ou incidente que envolvam empregados de prestadores de serviço, conforme especificado na
Norma para Trabalho de Terceiros, deverá envolver de imediato o Setor de QSMS da planta e, em
conjunto com a Prestadora de Serviço, classificar o acidente (5.1.2), adotando o mesmo procedimento
constante do item 5.2.1.5, quando o acidente / incidente for de Grau A.

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 9 de 15

5.3. Registro de Acidentes / Incidentes

Cabe ao Setor de QSMS, assim que concluída a investigação e análise dos acidentes / incidentes,
através do banco de dados específico, cadastrar os dados no sistema e enviar o formulário.
5.3.2. Comprovada a necessidade, o médico do trabalho recomendará no próprio formulário “Análise
de Acidente de Trabalho”, o aproveitamento do acidentado em atividade compatível à limitação
funcional decorrente do acidente, indicando inclusive, a previsão de dias em que o funcionário ficará
nesta atividade.
Após a análise do acidente, a área de Segurança e Higiene no Trabalho preenche a 1ª via com as
conclusões do Grupo de Análise, colhe as assinaturas correspondentes e envia cópias para a chefia
das áreas envolvidas para o cumprimento das recomendações.
A Medicina Ocupacional, quando da emissão da CAT, deverá enviar cópia para INSS, entidade
sindical representante da categoria (se estiver citado no dissídio coletivo), R.H. e empregado
acidentado, ficando com uma cópia em seu arquivo.
O Relato do incidente deverá ser feito com os dados: data, local, descrição do incidente e descrição
dos danos; devendo ser encaminhado de imediato ao Setor de QSMS da área de ocorrência.

5.4. Investigação e Análise de Acidentes / Incidentes


O Setor de QSMS em conjunto com o coordenador da área classifica o grau do potencial de
gravidade e convoca o grupo determinado em função do potencial de gravidade para a realização
da investigação e análise.

5.4.2 – Grupo de Análise em função do potencial de gravidade do acidente / incidente:

a) Grau A: Acidentado (quando possível) e/ou envolvidos, chefia do acidentado e da área


envolvida (encarregado, engenheiro e gerente), membro da CIPA, Setor de QSMS, Engenheiro
de Segurança, Gerente de Recursos Humanos, Médico do Trabalho e demais pessoas que se
fizerem necessárias.
b) Grau B: Acidentado (quando possível) e/ou envolvidos, chefia do acidentado e da área
envolvida (encarregado, engenheiro), membro da CIPA, Setor de QSMS.
c) Grau C: Acidentado (quando possível) e/ou envolvidos, chefia do acidentado e da área
envolvida (encarregado), membro da CIPA, Setor de QSMS.

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 10 de 15

Os acidentes e incidentes, classificados como Grau A pelo potencial de gravidade da lesão, deverão
ser reportados preliminarmente via e-mail, telefone ou fax, no prazo de até 24 horas após a ocorrência
para as pessoas relacionadas no item 5.2.1.5.
O relatório definitivo de análise dos acidentes e incidentes de Grau A deve ser concluído no prazo
máximo de 3 dias após a ocorrência e distribuído para as pessoas relacionadas no item 5.2.1.5.
O relatório deve ser apresentado pelo gerente de área em que ocorreu o acidente ou incidente na
primeira reunião do Comitê Executivo de Segurança e Saúde, após o prazo de investigação e análise.
Em caso de atraso, o responsável pela investigação justificará o fato perante o Comitê.
No caso de acidente fatal (com empregado próprio ou de prestadores de serviços), o gerente deverá
apresentar ao Colegiado de Diretores reunião extraordinária), o relatório de investigação e análise do
acidente no prazo máximo de 72 horas.
Poderá ser utilizada para análise de acidentes / incidentes a metodologia de árvore de causas ou
da espinha de peixe, nos seguintes casos:
a) Quando não se souber a causa do acidente / incidente;
b) Acidentes ou incidentes classificados como Grau A pelo potencial de gravidade;
c) Os que tenham provocado afastamento superior a 30 dias;
d) Os que se repitam com frequência;
e) Os acidentes / incidentes que por algum motivo justifiquem uma solicitação da CIPA.

Em caso de Doença Ocupacional, o Setor de QSMS deverá convocar o Médico do Trabalho para
Investigação e Análise do nexo causal.

6. ANEXOS.

Metodologia de Árvore de Causas


Metodologia da Espinha de Peixe
Diagrama de Fluxo de Investigação de Acidentes / Incidentes
Diagrama de Fluxo Simplificado do Sistema

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 11 de 15

METODOLOGA DE ÁRVORE DE CAUSAS


Para se utilizar a metodologia da árvore de causas deve ser respondida à pergunta por que? A
partir da consequência da doença / acidente / incidente. A cada resposta obtida deve-se repetir a
pergunta, sequencialmente, até que não seja mais possível ou não se consiga mais responder o
porquê da última causa constante da cadeia.
Muitas vezes se abrem duas ou mais respostas à consequência ou para cada causa avaliada,
assim, abrem-se duas ou mais linhas explicativas, formando-se a cadeia explicativa, ou a árvore
de causas da doença / acidente / incidente.
Para se simplificar o trabalho do grupo podem ser utilizados métodos de visualização,
escrevendo-se em cartões, cada uma das causas e montando-se um painel onde o grupo possa
trabalhar em conjunto.

Após desenhada a Árvore de Causas, identificam-se as mudanças necessárias no ambiente /


processo de trabalho, que podem prevenir doenças / acidentes / incidentes semelhantes.

Exemplo:
Não consegui
chegar a
tempo na
conferência

Houve atraso Deixei o hotel


no transporte muito tarde

Houve Prolonguei-me
Houve atraso O jantar
atraso na ao me
no transporte prolongou-se
saída aprontar

O
Excesso A roupa Atrasei O papo
Acidentes Outros Restaurante
de passada meu estava
no trajeto imprevistos é
tráfego atrasou cronograma bom
demorado

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 12 de 15

METODOLOGIA DA ESPINHA DE PEIXE

Para se utilizar a metodologia da espinha de peixe deve ser respondida à pergunta por que? A
partir da consequência da doença / acidente / incidente. A cada resposta obtida deve-se repetir a
pergunta, sequencialmente, até que não seja mais possível ou não se consiga mais responder o
porquê da última causa constante da cadeia.
Muitas vezes se abrem duas ou mais respostas à consequência ou para cada causa avaliada,
assim, abrem-se duas ou mais linhas explicativas, formando-se a cadeia explicativa, ou a árvore de
causas da doença / acidente / incidente.
Para se simplificar o trabalho do grupo podem ser utilizados métodos de visualização, escrevendo-
se em cartões, cada uma das causas e montando-se um painel onde o grupo possa trabalhar em
conjunto.
Após desenhada a Espinha de Peixe, identificam-se as mudanças necessárias no ambiente /
processo de trabalho, que podem prevenir doenças / acidentes / incidentes semelhantes.

Exemplo:

Máquina Material Mão-de-obra

Perdas
(Efeito)

Método Medição Meio-Ambiente

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 13 de 15

DIAGRAMA DE FLUXO PARA ANÁLISE DE ACIDENTES / INCIDENTES


1) Dar primeiros socorros e RCP
Política e GUIA Acidente ou
Pôr em prática as 2) Prevenir acidentes secundários
procedimentos incidente
ações inciais 3) Comunicar
de ocorre
Investigação

Programa de Há conseqüências NÃO


O Supervisor da Entrevistar
Investigação reais de perdas
linha investiga testemunhas
de Acidentes graves ou potenciais

SIM INCLUIR
COLETA DE EVIDÊNCIAS
Equipe Examinar
Treinar Diagrama e mapa materiais
administrativa Fotografias
investigadores do local
investiga

Análise Examinar
Analisar ações de equipamentos
Analisar posições detalhada do
reação e contenção de equipamento
relativas
perdas
Examinar
Analisar atos e registros
Analisar as partes Testar
condições fora do
que falharam materiais
padrão
Analisar causas básicas
- Fatores pessoais
- Fatores de trabalho
Reconstruir o
Analisar administração acidente
do programa Analisar as
1) Escopo causas
2) Padrões
3) Cumprimento
Desenvolver e
tomar
medidas
corretivas
A análise mostra o que
NÃO Coletar mais
aconteceu, o que
evidências e
deveria ter sucedido e o
reanalisar
por quê das diferenças
Relatar o
VERIFICAR encontrado e
ações

Conduzir reuniões para Preparar:


revisão das perdas 1) Informação de perdas
2) Boletim de informação
de perdas Ações de
seguimento

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 14 de 15

DIAGRAMA DE FLUXO SIMPLIFICADO PARA O SISTEMA

Incidente Acidente

Chefia do
Enfermaria
Setor
Análise da
Gravidade

Time de
Comunicação
Trabalho

Interna Externa Investigação

Análise de
causas

Planejarações Determinar
corretivas e custos
preventivas

Revisão para Medição de


Grau A Controle

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.
PROCEDIMENTO DE OPERACIONAL
PADRÃO

ASSUNTO: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES E INCIDENTES Nº: POP-SMS-001

ELABORAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Rev: 0


DATA DE EMISSÃO: 09/12/2019 DATA DE APROVAÇÃO: 13/12/2019 Pág.: 15 de 15

7. REGISTRO

Identificação Armazenamento Proteção Recuperação Retenção Descarte

FR025 Registro de Acidentes


/ Incidentes    Cronológico. 5 anos Fragmentação

Legenda:

 Registro em papel
 Acesso liberado
 Pasta suspensa
 Armário do SGQ
 Arquivo Digital

A REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL DESTE DOCUMENTO SERÁ SOMENTE A TÍTULO INFORMATIVO, SE NÃO HOUVER INDICAÇÃO QUE ATESTE
CONDIÇÃO ORIGINAL OU CÓPIA CONTROLADA.