Você está na página 1de 16

Listas de circuitos elétricos

Circuitos Elétricos
Universidade Federal do ABC (UFABC)
15 pag.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

Circuitos Elétricos e Fotônica – Lista 5 – Exercícios

Exercícios de Fotônica (Separados por Tópicos)

 Óptica de raios. Reflexão e Refração.


NOTA: Nos problemas abaixo, considere o índice de refração do ar n = 1.

1) Obtenha a lei de reflexão a partir do princípio de Fermat.

2) Obtenha a lei de refração (lei de Snell) a partir do princípio de Fermat.

3) Um feixe laser se propaga no ar (n1 = 1) e incide na superfície de uma lâmina de vidro


(n2 = 1,5) de espessura d = 2 cm. O ângulo de incidência  = 35 graus. Calcule o caminho
óptico do feixe no interior da lâmina.
Re:  = 3,25 cm

4) Um raio de luz incide em uma interface arvidro. Se o índice de refração do vidro é


1,7, encontre o ângulo incidente , tal que o ângulo refratado seja  /2.
Re:  = 63,6

5) Um tanque metálico retangular está cheio com um


líquido de índice de refração desconhecido. Um observador
O, com os olhos no nível da superfície, consegue enxergar
até a extremidade E do tanque. O raio de luz que refrata em
direção ao observador está ilustrado na figura ao lado. Se D
= 85,0 cm e L = 1,10 m, qual o índice de refração do
líquido?
Re: n = 1,26

6) Na figura ao lado, um poste vertical de 2,0 m de


altura se estende do fundo de uma piscina até um
ponto 50,0 cm acima da superfície da água. A luz solar

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

incide formando um ângulo  = 55. Qual o


comprimento da sombra do poste no fundo da piscina?
(Considere o índice de refração da água 4/3).

Re: L = 1,065 m

 Reflexão Interna Total

7) Uma fonte pontual emite raios de luz em todas as direções. A fonte está localizada
80cm abaixo da superfície de uma piscina com água (n = 4/3). Encontre o diâmetro do
círculo na superfície da piscina através do qual a luz emerge da água.
Re: D = 181,4 cm

8) Um raio luz incide perpendicularmente à face ab do


prisma de vidro (n = 1,52) ao lado. Encontre o maior
valor possível para o ângulo , tal que o raio sofra
reflexão interna total (perpendicular) na face ac para:
a) o prisma imerso em ar; b) o prisma imerso em água
(n = 4/3).
Re: a)  (Max) = 48,9 ; b)  (Max) = 28,7

 Ondas. Polarização.
NOTA: Nos problemas abaixo, considere o índice de refração do ar n = 1. A velocidade
da luz no espaço livre c0 = 3108 m/s e a permissividade 0 = 8,851012 F/m.

1) Um diodo laser emite luz de comprimento de onda 635 nm no espaço livre (vácuo).
Ache o valor numérico do número de onda na água (n = 1,33).
Re: κ = 1/λ = 2,1 m1

2) Duas ondas têm comprimentos de onda e frequências ligeiramente diferentes,


respectivamente  e  + ,  e  + . Mostre que as razões   e   são

aproximadamente iguais. Considere que as ondas se propagam no vácuo.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

3) Mostre que: E  eE [ xˆ  yˆb exp(i )] exp i(kz  t ) 


 E [ xˆ cos(kz  t )  yˆb cos(kz  t   )] . Considere E0 e b reais.

4) Uma onda harmônica plana se propaga em um pedaço de vidro. O campo elétrico está
orientado na direção z e seu módulo é dado por Ez  E0 cos  1015[( x 0, 65c0 )  t ] . Considere
as dimensões no SI. Determine:
(a) A frequência angular da luz; (b) O comprimento de onda; (c) O índice de refração do
vidro; (d) a direção e sentido de propagação da onda.
Re: a)  = 1015 rad/s; b)  = 390 nm; c) n = 1,54 ; d) +x

5) Considere uma onda com uma velocidade de fase 3108 m/s e uma frequência de
61014 Hz.
a) Qual é a menor distância ao longo da onda entre dois pontos defasados de 30 graus?
b) Qual a diferença de fase (em graus) num dado ponto em 106 s?
c) Quantas ondas passaram nesse tempo?
Re: a) d = 41,7 nm ; b)  = 2,161011 graus; c) N = 600.000.000 ondas

6) Uma onda harmônica plana, linearmente polarizada, tem o vetor campo elétrico
descrito por E   xˆ cos(   z     t   ) V/m. Considere as dimensões no SI.
Determine:
a) O número de onda;
b) A fase inicial;
c) A direção de polarização;
d) A direção do vetor campo magnético H;
e) A direção e sentido do vetor de Poynting S;
f ) O índice de refração do meio.
Re: a) k = 2107 rad/m e κ = 3,2x106 m-1 ; b)  ; c) x ; d)- y ; e) z ; f) n = 1,5

7) Uma onda harmônica plana se propaga no espaço livre e tem as componentes do campo
elétrico nas direções x̂ , ŷ e ẑ dadas por E x   cos{   [( z c )  t ]} V/m e
E y  Ez   . Considere as dimensões no SI. Determine:

a) A amplitude do campo elétrico da onda;

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

b) A direção e sentido do fluxo de energia;


c) A frequência em Hz;
d) O comprimento de onda.
Re: a) E0 = 10 V/m; b) z ; c) f= 41014 Hz; d)  = 750 nm

8) Uma onda harmônica plana, linearmente polarizada, propaga-se em um pedaço de


vidro. O vetor campo elétrico dessa onda é dado por:
   t 
E   yˆ cos  
x  V/m. Considere as unidades no SI e x̂ , ŷ e ẑ os
          
versores nas direções das coordenadas x, y e z, respectivamente. Determine:
a) A direção de polarização;
b) A direção do vetor campo magnético H;
c) A direção e o sentido do vetor de Poynting S;
d) O número de onda no vácuo.
Re: a) y ; b) -z ; c)  x ; d) k0 = 8,38 rad/m e κ = 1,33μm-1

 Potência e Irradiância.

1) Um transmissor de ondas de rádio AM operando em 700 kHz tem potência de 1 kW.


Calcule o número de fótons emitidos por segundo pela antena.
Re: Nph = 2,16  1030 fótons por segundo

2) Mostre que o valor médio temporal do vetor de Poynting é dado pela expressão
S  (1 2) E0  H 0 , onde E  eE0 exp i(kz  t ) e H  eH0 exp i(kz  t ).

3) Um laser emite um feixe de luz com potência óptica de 5 mW. Se o feixe é focalizado
em uma área circular de 10 m de diâmetro, encontre a irradiância e a amplitude do
campo elétrico da luz no plano focal. Considere a iluminação uniforme, a velocidade c =

3108 m/s e a permissividade   = 8,851012 F/m. Expresse os resultados em unidades

SI. Re: E0 = 2,2105 V/m

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

4) Uma aeronave voando a uma distância de 10 km de um transmissor de ondas de radio


recebe um sinal de irradiância 10 W/m2. Qual é a amplitude a) do campo elétrico da
onda e b) do campo magnético da onda? c) Se o transmissor radia uniformemente sobre
um hemisfério, qual a potência da onda transmitida?
Re: a) E0 = 87 mV/m; b) 230 A/m; c) 6,28 kW

5) Um laser He-Ne radia luz com comprimento de onda 632,8 nm e potência 3 mW. O
feixe diverge com um ângulo  = 0,17 mrad, como ilustrado na figura abaixo. a) Qual a
irradiância do feixe a uma distância d = 40 m do laser? Considere que o laser é substituído
por uma fonte de luz pontual, que emite luz de maneira uniforme em todas as direções. b)
Qual potência deveria ter essa fonte para prover a mesma irradiância a 40 m?

Re: a) 82,6 W/m2; b) 1,7 MW

 Polarizadores. Lei de Malus.

1) Um feixe laser de potência óptica P = 100 mW está linearmente polarizado na direção


ŷ . Esse feixe se propaga na direção x̂ e incide em um polarizador linear com eixo de

transmissão formando um ângulo de 30 graus com o eixo ŷ . Calcule a potência óptica do


feixe transmitido pelo polarizador. Considere o polarizador ideal.
Re: P = 75 mW

2) Uma onda plana randomicamente polarizada incide perpendicularmente em um


polarizador linear. A irradiância da onda incidente I = 300 mW/cm2. Calcule a irradiância
da luz transmitida pelo polarizador. Considere o polarizador ideal.
Re: I = 150 mW/cm2

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

3) Um feixe laser colimado está linearmente polarizado na direção y


e se propaga em um sistema contendo dois polarizadores. Os
ângulos dos eixos de transmissão dos polarizadores em relação ao
eixo y são 1 = 70 e 2 = 90. Se a irradiância do feixe incidente é
43 W/m2, qual a irradiância do feixe transmitido pelo sistema?
Re: I = 4,4 W/m2

4) Um feixe de luz linearmente polarizado na direção vertical ( ŷ ) passa através de um


sistema de dois polarizadores lineares. Com relação à direção ŷ , o eixo de transmissão
do primeiro polarizador faz um ângulo  e o eixo de transmissão do segundo polarizador
faz um ângulo de 90. Se 10% da potência óptica incidente é transmitida pelo sistema,
qual o ângulo  ?
Re:  = 20 ou 70

 Fibras Ópticas

1) A abertura numérica de uma fibra óptica é definida como NA  n sin a , com n o


índice de refração do meio externo que envolve a fibra e  a o semi-ângulo de abertura do
cone de aceitação. Mostre que, para uma fibra com perfil de índice tipo degrau, NA =
(n12  n22 )1 2 , com n  e n os índices do núcleo e da casca da fibra respectivamente.

2) Uma fibra óptica tem diâmetro d = 50 m, índice do núcleo n = 1,460 e da casca n =
1,457. Quantas reflexões ocorrem em cada metro de fibra para o modo de mais alta
ordem?
Re: 1284 reflexões/m

3) Considere uma fibra óptica multimodo de comprimento L = 1 km, com perfil de índice
tipo degrau, índice do núcleo n = 1,48 e índice da casca n = 1,46.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

(a) Dado um pulso óptico na entrada, calcule o alargamento temporal (t) do pulso na
saída. Sugestão: Calcule o tempo ( t min ) de propagação do pulso no modo fundamental.
Em seguida, calcule o tempo ( t MAX ) de propagação no modo de ordem mais alta possível.
O alargamento temporal t  t MAX  t min .
(b) Considerando que dois pulsos ópticos consecutivos devem estar separados no tempo
de pelo menos 2t para serem lidos na saída, calcule a taxa temporal máxima de pulsos
(Bits/segundo, onde cada pulso representa um Bit) que pode ser transmitida através dessa
fibra.
Re: a) 67,6 ns ; b) 7,40 MBits/s

4) Uma fibra óptica com perfil de índice tipo degrau tem índices do núcleo n = 1,48 e da

casca n = 1,46. O diâmetro do núcleo é de 2 m. Calcule o comprimento de onda de

corte no vácuo (  c ), tal que para   c somente um modo guiado existe na fibra.

Re: c = 634 nm

5) O coeficiente de atenuação de uma fibra óptica para um certo comprimento de onda é


  3 dB/km. Considere a potência óptica na entrada da fibra PIN = 10 mW. Calcule a

potência POUT na saída para os seguintes comprimentos L da fibra:


a) L = 1 km ; b) L = 2 km
Re: a) POUT = 5 mW ; b) POUT = 2.5 mW

6) O coeficiente de atenuação de uma fibra óptica para um certo comprimento de onda é


  10 dB/km. Considere que a potência óptica na entrada da fibra PIN = 1 W. Calcule a
potência POUT na saída para os seguintes comprimentos L da fibra:
a) L = 1 km ; b) L = 2 km ; c) L = 3 km
Re: a) POUT = 100 mW ; b) POUT = 10 mW ; c) POUT = 1 mW

7) A potência óptica incidente em uma fibra óptica monomodo por um laser de diodo
operando com  = 1300 nm é de aproximadamente 1 mW. O fotodetector na saída da
fibra requer uma potência mínima de 10 nW para fazer a detecção do sinal. A fibra tem

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

um coeficiente de atenuação de 0,4 dB/km. Qual é o máximo comprimento da fibra que


pode ser usado sem ter de se inserir um repetidor/regenerador de sinal no sistema?
Re: L = 125 km

8) Um sinal óptico de 4 mW de potência é inserido em um cabo de fibra óptica com 3 km


de comprimento. Esse cabo é formado emendando-se três fibras de 1 km de comprimento
cada. O coeficiente de atenuação da fibra é  = 1 dB/km e a perda de potência em cada
emenda é de 0,5 dB. Qual a potência óptica na saída da fibra?
Re: POUT = 1,59 mW

 Interferência

1) Duas ondas de luz se superpõem em certo ponto do espaço. As componentes do campo


elétrico nesse ponto são E  E cost e E   E cos(t   ) , ambas na mesma direção
e sentido. Escreva a expressão do campo resultante (amplitude e fase).
Re: E = 1,81E0 cos(t + 25)

2) Duas fontes pontuais de ondas de rádio S e S  , separadas por uma distância d = 2 m,


estão radiando em fase com  = 0,50 m. Um detector percorre um caminho circular de
raio r  d em torno das duas fontes. O caminho percorrido pelo detector está em um
plano que contém o eixo (x) que liga as fontes. Quantos máximos ele detecta?

Re: 16 máximos

3) Dois feixes de luz colimados de frequência  = 5,64  1014 Hz se propagam em um


meio com índice de refração n = 1,5. Os feixes têm vetores de propagação k1 = k x̂ e k2 =
k ŷ (i.e., se propagam em direções ortogonais) e interferem em uma região do espaço.
Calcule o número de franjas por milímetro (franjas/mm) do padrão de interferência na
direção K = k1  k2.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

Re: N = 3988 franjas/mm.

4) Um experimento de fenda-dupla de Young utiliza uma fonte de luz branca. Se a franja


clara de primeira ordem da componente infravermelha (780 nm) coincide com a franja
clara de segunda ordem da componente violeta, qual o comprimento de onda dessa
última?
Re: VIO = 390 nm.

5) Em uma experiência de interferência com duas fendas, a distância entre as fendas é de


0,1 mm e a tela está colocada a uma distância de 1 m. A franja brilhante de 3ª ordem
forma-se a uma distância de 15 mm da franja de ordem 0. Calcular o  da luz utilizada.
Re:  = 500 nm.

6) Um interferômetro de Michelson é iluminado com luz monocromática de comprimento


de onda  = 633 nm. Quando um dos espelhos é movido uma distância d (na direção do
feixe incidente), observa-se que 60 franjas claras passam no processo. Determine d.
Re: d = 19 m

7) Um interferômetro de Michelson é iluminado com luz monocromática. Um dos


espelhos é então movido 25 m e observa-se que 90 franjas claras passam no processo.
Determine o comprimento de onda da luz incidente.
Re:  = 556 nm

8) Considere um filme fino depositado sobre uma lente, como ilustra a figura abaixo. Um
feixe de luz colimado com 0 = 532 nm incide perpendicularmente à superfície da lente.
Calcule a espessura d do filme para que as ondas refletidas na 1ª interface (onda 1) e na 2ª
interface (onda 2) interfiram destrutivamente.

(1) (2)

Ar: n = 1
Filme: n = 1,3 d

Lente: n = 1,5

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

Re: d = 102 nm

9) Um interferômetro de Michelson é utilizado para


medir o índice de refração do ar na temperatura e
pressão ambientes. Para isso, uma célula de vidro de
comprimento d = 10 cm é inserida em um dos braços
do interferômetro. (Despreze a espessura das paredes
de vidro da célula). Luz de comprimento de onda  =
590 nm é utilizada. Considere que a célula está
inicialmente cheia de ar. Em seguida, o ar é
bombeado para fora da célula, fazendo-se vácuo no
seu interior. Sabendo que 129 franjas claras passam
nesse processo, calcule o índice de refração do ar
com 6 dígitos significativos.
Re: nAR = 1,00038.

 Difração

1) Um feixe laser colimado com  = 550 nm incide em uma fenda estreita. Numa tela
situada a 5 m observa-se um padrão de difração, sendo que a distância do primeiro
mínimo ao máximo brilhante central é de 30 mm. Qual é a largura da fenda?
Re: b = 92 m

2) Um feixe de luz colimado de comprimento de onda  = 633 nm incide normalmente


em uma fenda de largura 0,5 mm. Uma lente de distância focal 50 cm, colocada
imediatamente após a fenda, focaliza a luz difratada em uma tela colocada no plano focal
da lente. Calcule a distância do primeiro mínimo de irradiância com relação ao centro do
padrão de difração (máximo central).

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

Re: 633 m

3) Um feixe laser colimado incide sobre uma rede de difração que tem 500 linhas por mm.
Em um anteparo colocado a 1 m da rede, o máximo central e o de primeira ordem estão
separados por 30 cm. Determinar o comprimento de onda do laser.
Re:  = 575 nm

4) A luz de um laser incide sobre uma rede de difração com 5310 linhas/cm. O máximo
central e o de primeira ordem estão separados por 0,49 m num anteparo distante 1,72 m
da rede. Determinar o comprimento de onda do laser.
Re: 516 nm

5) Um feixe laser colimado ( = 633 nm) emerge através de uma abertura circular de
diâmetro 0,5 cm. Estimar o diâmetro do feixe a 10 km do laser.
Re: 3,09 m

6) Qual o tamanho do telescópio (raio de abertura) necessário para resolver a imagem de


duas estrelas cuja separação linear é de 100 milhões de km e cuja distância à Terra é de 10
anos luz? (Considere  = 500 nm).
Re: 28,9 cm

7) O telescópio de Monte Palomar tem um espelho de 508 cm de raio. a) Qual a distância


a que devem ficar dois objetos na superfície da Lua para serem observados pelo
telescópio, segundo o critério de Rayleigh? b) Calcular essa distância se os objetos fossem
observados apenas com o olho. Considere  = 500 nm; Distância Terra–Lua: 384.400 km;
Diâmetro do olho: 4 mm.
Re: a) 23 m ; b) 58,6 km

8) Duas manchas solares aparecem na superfície do sol a uma distância de 90 km entre


elas. Qual deve ser o diâmetro do espelho de um telescópio situado na terra para resolver

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

essas duas manchas segundo o critério de Rayleigh? Considere  = 550 nm e a distância


Terra-Sol de 8 minutos-luz.
Re: 1,07 m

 Semicondutores

1) Considere uma pastilha de Silício com as dimensões descritas abaixo, na temperatura T


= 300 K. Dados: ni = 1.5  1010 cm3,  n = 1350 cm2/Vs e  p = 480 cm2/Vs

a) Se a pastilha é de Si puro (intrínseco), qual deve ser a diferença de potencial (V) que
deve ser aplicada para circular uma corrente de 1 A ?
b) Se a pastilha é de Si tipo N, com N D = 5  1014 cm3 (i.e., adição de 1 átomo de
impureza para cada 108 átomos de Si) qual deve ser a diferença de potencial que deve ser
aplicada para circular uma corrente de 1 A ?
a) 1370 V; b) 56 mV

3 mm

100 m
50 m
i = 1 A

V=?

2) Uma barra de semicondutor tipo N de silício tem comprimento L = 3 mm. As faces


conectadas aos terminais são metalizadas e têm dimensões de (50100) m. A
concentração de impurezas doadoras é de 5  1012 cm–3 e a concentração de átomos de
silício é de 5  1022 cm–3. Considere T = 300 K. A concentração intrínseca do silício ni =

1.5  1010 cm–3, a mobilidade dos elétrons  n = 1350 cm2/(V.s) e a mobilidade das

lacunas  p = 480 cm2/(V.s). A carga elementar e = 1.6  10–19 C.

a) Qual a corrente que flui através da barra devido aos portadores majoritários?
b) Qual a corrente que flui através da barra devido aos portadores minoritários?
a) 180 A; b) 576 pA

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

i
+ 1000 V

L = 3 mm
3) Determine a variação da tensão nos terminais de um diodo correspondente a uma
variação de 20:1 na corrente que circula através dele. Considere T = 300 K, o fator de
idealidade  = 2 e a corrente que circula através do diodo muito maior que a corrente de
saturação reversa (i >> iS ).

Re: V = 155 mV

4) Qual deverá ser o valor da resistência R na figura abaixo para que a corrente através do
diodo seja de 0,20 mA? Considere uma queda de tensão de 0,7 V no diodo de silício.
Re: R = 19.8 k
R
+ 12 V

10 k 10 k

5) O LED da figura abaixo opera com um queda de tensão de 2 V e tem especificação de


potência máxima de 100 mW. Calcule o valor mínimo da resistência R que impede o LED
de se queimar.
27.2 

+ 30 V
24  24 

R
12  6

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

6) A figura abaixo ilustra a resposta espectral de um fotodiodo de Si com área ativa de 2


mm2. A corrente de saturação reversa i s = 5 nA, T = 300 K e o fator de idealidade  = 1.

Considere o fotodiodo uniformemente iluminado com luz de comprimento de onda  e


irradiância I.
a) Se  = 600 nm e I = 10 mW/cm2, estime a tensão nos terminais do fotodiodo se ele é
operado no modo fotovoltaico, considerando seus terminais em circuito aberto.
b) Se  = 950 nm e I = 100 mW/cm2, estime a corrente que circula pelo fotodiodo se ele é
operado no modo fotovoltaico, considerando seus terminais curto-circuitados.

Re: a) V = 250 mV ; b) i =  1.2 mA

7) Considere um cristal de GaAs puro. O cristal está em equilíbrio térmico na temperatura


ambiente T = 300 K e a concentração intrínseca ni = 1.8  106 cm3. Devido à energia
térmica, pares elétrons-lacuna são produzidos constantemente, existindo um equilíbrio
entre as taxas de geração (G) e de recombinação (R), i.e., G = R. Considere: 1) A taxa de
recombinação R = rnp, com r  2  1010 cm3/s o parâmetro de recombinação elétron-
lacuna, n a densidade de elétrons livres e p a densidade de lacunas; 2) 50% das
recombinações são radiativas. Assuma por simplicidade que os fótons emitidos têm a
energia do bandgap Eg = 1.42 eV.
a) Calcule a densidade de potência óptica (em Watts/cm3) emitida pelo cristal;
b) Determine a frequência da luz emitida;
c) A qual faixa do espectro eletromagnético pertence essa radiação?

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)
ESTO001-17 – Circuitos Elétricos e Fotônica Lista 5

Re: a) 7.361017 W cm3 ; b) 3.431014 Hz ; c) Infravermelho

8) O que é um LED? Quais suas principais características?


Re: Um LED é essencialmente uma junção pn feita de um material semicondutor de
bandgap direto. Para operação, a junção deve ser polarizada diretamente. A injeção de
uma corrente elétrica através da junção aumenta a taxa de recombinação elétron-lacuna,
com conseqüente emissão de fótons (no caso das recombinações radiativas). A energia do
fóton emitido h  EG , com EG a energia do gap.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: kaueams (kaueaapsom@gmail.com)

Você também pode gostar