Você está na página 1de 12

PORTARIA Nº 3.066/SPO, DE 2 DE OUTUBRO DE 2018.

Aprova o Compêndio de Elementos de


Fiscalização - CEF RBAC nº 61.

O SUPERINTENDENTE DE PADRÕES OPERACIONAIS, no uso da atribuição que lhe


confere o art. 42, do Regimento Interno, aprovado pela Resolução nº 381, de 14 de junho de 2016, e
considerando o que consta do processo nº 00065.052029/2018-50,

RESOLVE:

Art. 1º Aprovar o Compêndio de Elementos de Fiscalização - CEF RBAC nº 61, referente ao


RBAC nº 61, Emenda nº 08, de 8 de junho de 2018.

Parágrafo único. A versão pública do CEF de que trata esta Portaria encontra-se disponível na
página “Legislação” juntamente ao RBAC.

Art. 2º No caso de constatação de nova infração ao mesmo requisito normativo, ocorrida no prazo
estabelecido pelo respectivo Elemento de Fiscalização - EF, será aplicada providência administrativa
sancionatória adicionalmente à providência administrativa definida no CEF.

Art. 3º Os relatos voluntários de deficiências não intencionais em segurança operacional, perigos


ou ocorrências devem ser incentivados, assegurado o sigilo da fonte e examinados na adoção de
providências sancionatórias.

Art. 4º Este CEF não se aplica ao exercício das atividades de fiscalização de natureza de ação
fiscal, conforme definição constante na Resolução nº 472, de 6 de junho de 2018, art. 2º, inciso III, alínea
“b”.

Parágrafo único. Para as infrações detectadas no âmbito das atividades de ação fiscal, de
competência da Superintendência de Ação Fiscal - SFI, será necessariamente aplicada a providência
administrativa sancionatória, a qual pode ser acompanhada de providência acautelatória, a depender da
constatação de existência de risco iminente.

Art. 5º Esta Portaria aplica-se a todas as fiscalizações em curso, sem prejuízo dos atos já praticados
e da aplicação das normas vigentes à época dos fatos, inclusive no que tange ao tipo de providência
administrativa aplicada.

Art. 6º Fica revogada a Portaria nº 1.138/SPO, de 29 de março de 2017, de 29 de março de 2017,


publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.12, nº 14, de 7 de abril de 2017.

Art. 7º Esta Portaria entra em vigor na data de 4 de dezembro de 2018.

WAGNER WILLIAM DE SOUZA MORAES

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
ANEXO À PORTARIA Nº 3.066/SPO, DE 2 DE OUTUBRO DE 2018.

Compêndio de Elementos de Fiscalização - CEF RBAC nº 61

Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

O piloto em comando ou segundo em


comando deve possuir licença (ou certificado,
Titularidade de
61001 61.3(a) se aplicável) e habilitação expedida pela Pilotos Sancionatória N/A
Licença
ANAC, conforme requerido para a aeronave,
operação e função

O piloto deve portar a licença/certificado


61002 Porte da Licença 61.3(a) Pilotos Preventiva 2 anos
requerido para a operação

61.3(a); 61.19;
61.17(a) (2);
61.33(b);
Validade da A habilitação requerida para a aeronave e
61.199(c);
61003 habilitação de operação devem estar dentro do prazo de Pilotos Sancionatória N/A
61.217(c);
piloto validade
61.227(c);
61.237(g);
61.247(c)

A tripulação de voo de aeronave estrangeira


deve ser titular de licença, habilitação e
Licenciamento de
certificado médico expedidos ou validados
61004 pilotos de aeronave 61.3 (b) Pilotos Sancionatória N/A
pelo país de matrícula da aeronave, todos
estrangeira
válidos e apropriados a aeronave e operação
desempenhada

61.3 (c); 61.17


(a) (1); 61.25 (a) O membro de tripulação de voo deve possuir
Titularidade de
61005 (2); 61.75 (a); CMA válido e apropriado a licença e Pilotos Sancionatória N/A
CMA
61.95 (a); 61.135 habilitação
(a); 61.155 (a);

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

61.175 (a);
61.223 (a) (2)

Somente pode operar voo por instrumentos


Habilitação de voo
ou sob IMC o piloto que possuir habilitação
61006 por instrumento 61.3 (d) Pilotos Sancionatória N/A
IFR válida e apropriada a categoria da
(IFR)
aeronave

O instrutor de voo deve possuir habilitação de


Habilitação de instrutor de voo válida e apropriada a
61007 61.3 (e) Instrutor de Voo Sancionatória N/A
instrutor de voo categoria da aeronave em que a instrução
esteja sendo ministrada

Prerrogativas do O instrutor só pode ministrar instrução nas


61.3 (e); 61.237
detentor da aeronaves e operações para as quais possua
61008 (b) (2); 61.237 Instrutor de Voo Sancionatória N/A
habilitação de habilitação válida em nível de piloto em
(g)
instrutor de voo comando

No caso de instrução para concessão de


licença, o instrutor deve possuir licença de
Nível da Licença
61009 61.237 (b) (1) piloto de graduação igual ou superior à Instrutor de Voo Preventiva 2 anos
do Instrutor de Voo
licença para a qual a instrução está sendo
ministrada

O instrutor deve ser habilitado como piloto


em comando da aeronave a ser usada para a
Habilitação do
61.199 (b); instrução de voo e, quando se tratar de
61010 instrutor como Instrutor de Voo Sancionatória N/A
61.237 (b) (3) instrução em modelo específico, deve possuir
piloto em comando
treinamento e endosso em CIV, conforme IS
61-006

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

Experiência para Para ministrar instrução em aeronave


ministrar instrução multimotora, o instrutor deve possuir, no
61011 de voo em 61.237 (b) (4) mínimo, 15 (quinze) horas de voo como Instrutor de Voo Preventiva 2 anos
aeronave piloto em comando no mesmo modelo de
multimotora aeronave em que a instrução é ministrada

O instrutor deve possuir, no mínimo, 50


Experiência para
(cinquenta) horas de voo IFR em comando
61012 ministrar instrução 61.237 (b) (5) Instrutor de Voo Preventiva 2 anos
para ministrar instrução de voo por
IFR
instrumentos

O voo de instrução realizado em aeronave


Voo de instrução deve ter como única finalidade a instrução,
61.3 (l) e 61.237 Pilotos e Instrutor de
61013 com transporte de não podendo ser aproveitado para transporte Preventiva 2 anos
(c) Voo
passageiro ou carga de passageiros, carga ou prestação de
qualquer outro serviço aéreo

Instrução em
Deve haver um piloto de segurança,
aeronave
devidamente habilitado e qualificado, quando
certificada para Pilotos e Instrutor de
61014 61.237 (d) a instrução for realizada em aeronave Sancionatória N/A
operação com Voo
certificada para tripulação mínima de 2 (dois)
tripulação mínima
pilotos
de 2 pilotos

Apresentação de O portador de licença ou certificado deve


61015 Licença ou 61.3 (f) apresenta-la quando solicitado pelo agente de Pilotos Sancionatória N/A
Certificado fiscalização

Uso de substâncias O portador de licença, certificado, habilitação


psicoativas durante ou autorização não deve fazer uso indevido
61016 61.3 (k) (1) (i) Pilotos Sancionatória N/A
o exercício da de substâncias psicoativas durante o exercício
atividade de sua atividade

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

Exercício da O portador de licença, certificado, habilitação


atividade sob efeito ou autorização não deve exercer suas
61017 61.3 (k) (1) (ii) Pilotos Acautelatória N/A
de substâncias atividades sob o efeito de qualquer substância
psicoativas psicoativa

Inobservância dos
O detentor de uma habilitação a nível de
limites de
61018 61.5(c) segundo em comando não deve atuar como Pilotos Sancionatória N/A
atribuição da
piloto em comando
habilitação

Inobservância dos O detentor de uma habilitação que limite-o a


limites de operar compondo tripulação com 2 pilotos
61019 61.5(c) Pilotos Sancionatória N/A
atribuição da não deve exercer sozinho as prerrogativas da
habilitação sua habilitação

O piloto somente pode operar aeronave civil


brasileira, fora da jurisdição do espaço aéreo
61.10 (a), (b),
Proficiência brasileiro, após haver sido submetido a
61020 (c), (d), (e); Pilotos Sancionatória N/A
Linguística exame de proficiência linguística na língua
61.105 (c)
inglesa e obtido, no mínimo, o nível 4 de
proficiência, válido, averbado em sua licença

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

A realização de voo / para revogar suspensão


de habilitações / de traslado por piloto
estrangeiro / de instrutores estrangeiros para
ministrar instrução de voo em aeronave que
Autorização 61.15 (a) (1), (2),
não possua, no país, instrutores devidamente
61021 específica para a (3) (i-iv) e (4) (i Pilotos Sancionatória N/A
habilitados e qualificados / para certificação
realização de voo e iii); (b); (c)
ou demonstração de produtos aeronáuticos,
somente deve ocorrer sob o amparo de
autorização específica, nos termos e prazo
nela previstos

Porte e
O titular de uma autorização específica,
apresentação da
expedida pela ANAC, deve portá-la para a
61022 Autorização para a 61.15 (d) Pilotos Preventiva 2 anos
realização do voo bem como apresenta-la se
realização de voo
solicitado por servidor da ANAC
específico

Circunstâncias
proibitivas ao
exercício das O titular deve deixar de exercer as
61023 prerrogativas das 61.17 (b) (1) prerrogativas da licença, se essas estiverem Pilotos Sancionatória N/A
licenças e restritas por razões de idade limite
habilitações -
limite de idade

Circunstâncias O titular deve deixar de exercer as


61024 proibitivas ao 61.17 (b) (2) prerrogativas da licença, se esta estiver Pilotos Sancionatória e Acautelatória N/A
exercício das cassada, suspensa ou cancelada pela ANAC
prerrogativas das
_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

licenças e
habilitações -
licença cassada,
suspensa ou
anulada

Circunstâncias
proibitivas ao
exercício das O titular deve deixar de exercer as
61025 prerrogativas das 61.17 (b) (3) prerrogativas da licença, se o CMA Pilotos Sancionatória N/A
licenças e correspondente estiver vencido
habilitações - CMA
vencido

Circunstâncias
proibitivas ao
O titular deve deixar de exercer as
exercício das
prerrogativas das licenças e habilitações,
prerrogativas das
61026 61.25 (a) (1) quando tiver conhecimento da diminuição de Pilotos Preventiva 2 anos
licenças e
suas aptidões psicofísicas que possam
habilitações -
comprometer a segurança da operação
diminuição de
aptidão psicofísica

O piloto só pode atuar em comando de


Experiência
61027 61.21 aeronave ou em operação, se cumprir os Pilotos Preventiva 2 anos
Recente
requisitos de experiência recente

O titular de licença que tiver mudado de


nome deve solicitar, dentro do prazo de 30
61028 Mudança de nome 61.27 (a) (trinta) dias, a contar do fato que originou tal Pilotos Preventiva 2 anos
mudança, a alteração do nome nos registros
da ANAC

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

O titular de licença que tiver mudado de


Mudança de
endereço deve atualizar seu novo endereço
61029 endereço de titular 61.27 (b) Pilotos Preventiva 2 anos
junto a ANAC dentro de 30 dias após a
de licença
mudança

O registro em CIV e CIV Digital, por parte


Registro de de todo titular de licença de piloto ou CPA,
61.31 (a) e 61.31
61030 atividade de voo de todas as atividades de voo em aeronaves e Pilotos Preventiva 2 anos
(d)
em CIV em FSTD qualificados e aprovados pela
ANAC

Preenchimento O piloto deve registrar em sua CIV e na CIV


61.31 (b) e 61.31
61031 completo e íntegro Digital todas as informações solicitadas na Pilotos Preventiva 2 anos
(c)
da CIV legislação em vigor

A CIV e CIV Digital devem ser preenchidas


Falsificação em 61.31(c)(5)(iii) e
61032 com dados estritamente exatos, sem qualquer Pilotos Sancionatória N/A
CIV 61.31(d)
falsificação ou adulteração

Registro das horas de voo realizadas em


Registro na CIV do instrução pelo instrutor de voo que a
Instrutor dos voos ministrou, informando um resumo dessa, a
61033 61.31 (c)(5) (i) Instrutor de Voo Preventiva 2 anos
de instrução que liberação do aluno piloto para realizar voo
tenha ministrado solo (quando aplicável), o CANAC, nome e
assinatura;

Apresentação da O titular de licença ou CPA deve apresentar a


61034 61.31 (e) Pilotos Sancionatória N/A
CIV CIV à fiscalização, quando solicitado

O piloto que atue como piloto rebocador de


Operações como planador deve:
61035 piloto rebocador de 61.31(g) Pilotos Sancionatória N/A
a) possuir endosso para a operação;
planador
b) ser titular da licença de planador;

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

c) possuir habilitação válida correspondente à


aeronave utilizada para reboque;

d) possuir no mínimo 100 hrs de experiência


como piloto em comando no modelo de
aeronave utilizado na atividade de reboque

O piloto que atue como piloto lançador de


paraquedista deve:

a) possuir endosso para a operação;


Operações como
61036 lançador de 61.31(h) c) possuir habilitação válida correspondente à Pilotos Sancionatória N/A
paraquedista aeronave utilizada;

d) possuir no mínimo 100 hrs de experiência


como piloto em comando no modelo de
aeronave utilizado na atividade de reboque

Requisitos para
Cumprir os requisitos de Idade,
liberação para Voo 61.61, 61.67 e Pilotos e Instrutor de
61037 Conhecimento Teórico e Instrução de Voo Sancionatória N/A
solo de aluno 61.69 Voo
antes da liberação para voo solo
piloto

Limitações no voo O voo solo do aluno piloto deve ser realizado


Pilotos e Instrutor de
61038 solo de aluno 61.63 sem passageiro, sem carga e sem nenhum Sancionatória N/A
Voo
piloto aproveitamento comercial

Endosso na CIV do
aluno, candidato a 61.79 (a); 61.99
licença de piloto (a); 61.159 (a); e O instrutor de voo deve endossar a CIV do
(privado, 61.179 (a) candidato à licença de piloto, declarando que
Pilotos e Instrutor de
61039 comercial, 61.195(f) ele está apto a realizar, de forma segura, as Preventiva 2 anos
Voo
planador, balão 61.213(a)(3)(iii) manobras necessárias ao exame de
livre e CPA) e às proficiência técnica
habilitações de 61.289(a)
classe e tipo

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

Condição ao
Exercício das prerrogativas da licença de
exercício das
piloto privado somente sem remuneração e
61040 prerrogativas da 61.85 (a) Pilotos Sancionatória N/A
em voo sem qualquer tipo de aproveitamento
licença de piloto
comercial
privado

Atuação somente como segundo em comando


Limitação ao
do piloto, titular da licença de piloto
exercício das
comercial, em voos de serviços de transporte
61041 prerrogativas da 61.105 (a) (4) Pilotos Sancionatória N/A
aéreo público em aeronave certificada para
licença de piloto
operação com tripulação mínima de 2 (dois)
comercial
pilotos

Limitação de idade
O titular de licença de piloto deve deixar de
para operações
atuar como piloto em operações
internacionais de
61.105 (d) e internacionais de serviço de transporte aéreo
61042 serviço de Pilotos Sancionatória N/A
61.145 (c) público, após haver completado 60 (sessenta)
transporte aéreo
anos de idade, ou 65 (sessenta e cinco), no
público ao titular
caso de operação com mais de um piloto
de licença de piloto

Planador - Atuação do titular de uma licença de piloto


Experiência de planador, como piloto em comando do
61043 operacional no 61.165 (a) planador, somente ocorra em aeronaves cujo Pilotos Preventiva 2 anos
método de método de lançamento ele possua experiência
lançamento operacional

Atuação em área densamente povoadas é


61044 Planador - Idade 61.165(b) Pilotos Sancionatória N/A
limitada ao maior de 18 anos

Limitação ao Atuação do titular de uma licença de piloto


exercício das de balão livre, como piloto em comando,
61045 prerrogativas da 61.185 (a) Pilotos Preventiva N/A
somente ocorra em balões em que ele possua
licença de piloto de experiência operacional
balão livre -

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

Experiência
operacional no tipo
de balão

Limitação ao
Aquisição de experiência operacional em voo
exercício das
noturno, sob supervisão apropriada, para que
prerrogativas da
61046 61.185 (b) o titular da licença de piloto de balão livre Pilotos Preventiva 2 anos
licença de piloto de
possa exercer suas prerrogativas em voo
balão livre - voo
noturno
noturno

O detentor de uma habilitação classe somente


Limitação da
61047 61.199 (a) pode pilotar aeronaves que pertençam a Pilotos Sancionatória N/A
habilitação classe
categoria e classe em que esteja habilitado

Condição ao
Exercício das prerrogativas de um titular de
exercício das
habilitação de classe em algumas aeronaves
prerrogativas da
de modelo específico previamente
61048 habilitação de 61.199 (b) (1) Pilotos Sancionatória N/A
especificadas pela ANAC somente após
classe em aeronave
conclusão de treinamento e obtenção de
de modelo
endosso, conforme IS 61-006
específico

Limitações ao O exercício das prerrogativas da habilitação


exercício das de Tipo são as de pilotar aeronaves
61049 61.217 (a) Pilotos Sancionatória N/A
prerrogativas da correspondentes ao tipo na qual tenha se
habilitação de Tipo habilitado

Limitação ao No caso de habilitação de tipo que


exercício da corresponda a mais de um modelo de
prerrogativa da aeronave, é necessário realizar o treinamento
61050 habilitação de Tipo 61.217 (b) Pilotos Preventiva 2 anos
de diferenças para operar outros(s) modelo(s)
ao modelo de que não aquele em que tenha treinado e
aeronave em que realizado seu exame de proficiência
tenha sido

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.
Ação Administrativa
Enquadramento
Código Título Situação Esperada Aplicabilidade aplicável (Resolução nº 472 Prazo
Normativo
de 6 de junho de 2018)

realizado o exame
de proficiência

O titular de habilitação só pode operar voo


Operação IFR em IFR em aeronave multimotora, depois de
61051 aeronave 61.227 (b) haver demonstrado para um examinador ou Pilotos Preventiva 2 anos
multimotora INSPAC sua capacidade de opera-la em
condições simuladas de um motor inoperante

Condição para o
As prerrogativas da habilitação de piloto
exercício da
agrícola somente podem ser exercidas em
61052 prerrogativa da 61.247 (b) Pilotos Sancionatória N/A
aeronaves nas quais o piloto esteja habilitado
habilitação de
e qualificado
piloto agrícola

Limitações às
A prerrogativa de um CPA limita-se à
prerrogativas do
operação de aeronave leve esportiva ou
titular de um CPA -
61053 61.297 (a) aeronave aerodesportiva portadora de CAVE, Pilotos Sancionatória N/A
Operações em
em horário diurno e sob condições visuais,
aeronave leve
apropriada à habilitação
esportiva

Limitações às A operação remunerada em aeronave leve


prerrogativas do esportiva ou aeronave aerodesportiva
61054 titular de um CPA - 61.295 (b) portadora de CAVE é permitida somente nos Pilotos Acautelatória N/A
Operações não casos em que o piloto esteja atuando como
remuneradas instrutor de voo ou examinador credenciado

_________________________________________________________________________________
Publicado no Boletim de Pessoal e Serviço - BPS v.13, nº 41, de 11 de outubro de 2018.

Você também pode gostar