Você está na página 1de 338

Foné ca 03

Acentuação grá ca 15

Classes de Palavras e seus Empregos 29

Estrutura e formação de palavras 51

Funções Sintá cas 65

Concordância Verbal e Nominal 109

Compreensão e Interpretação de Texto 145

Emprego dos Pronomes 159

Ortogra a 181

Regência Verbal 191

Crase 211

Orações 225

Pontuação 265

Verbos 287

Discurso Direto e Indireto 315

Vozes Verbais 321

www.professorandresan.com.br
Qualquer unidade sonora capaz de estabelecer distinção entre palavras de uma língua.

Representação gráfica do fonema.

3.1. Uma palavra pode apresentar o mesmo número de fonemas e letras.

Exemplo:

3.2. O número de fonemas de uma palavra pode ser menor que o número de letras.
Exemplo:

3.3. O número de fonemas de uma palavra pode ser maior que o número de letras.
Exemplo:

3.4. O mesmo fonema pode ser representado por mais de uma letra.
Exemplos:

www.professorandresan.com.br
3.5. A mesma letra pode representar mais de um fonema.
Exemplos:

Defini ão:

4.1. São dígrafos consonantais:

4.2. São dígrafos vocálicos:

Ocorre quando as letras “m” e “n” não representam consoantes, mas tão-somente indicam que a vogal anterior
é nasal. É o que ocorre, por exemplo, em:

OBSERVAÇÃO

2 Curso extensivo de português


Indique o número de fonemas das palavras abaixo.

( ) passarinho ( ) humano ( ) chácara


( ) assessoramento ( ) qualquer ( ) falam
( ) guerrilhazinha ( ) processo ( ) discurso
( ) sucessor ( ) discente ( ) psiquiatria
( ) encaixar ( ) questionar ( ) enquanto
( ) encantamento ( ) advogassem ( ) assassinassem
( ) tórax ( ) massacrado

5.1. Encontros vocálicos – agrupamento de vogais e semivogais, sem consoante intermediária.


Subdividem-se em ditongos, tritongos e hiatos.

5.2. Encontros consonantais – agrupamento de consoantes sem vogal intermediária.


Subdividem-se em:

PERFEITOS: problema, livro, grade

IMPERFEITOS: advogado, ritmo, absoluto

QUESTÕES TÍPICAS

www.professorandresan.com 3
Classifique os encontros vocálicos (ditongo crescente, ditongo decrescente, tritongo ou
hiato) abaixo:

1. outro

2. mau

3. levem

4. herói

5. pais

6. país

7. mão

8. feito

9. baú

10. jóquei

11. tainha

12. olham

13. coordenação

14. viu

15. história

16. espécie

17. vadiice

18. cair

19. pão

20. vejam

21. ânsia

22. media

23. média

24. voo

25. chegou

26. releem

27. Uruguai

4 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS
1.Assinale a alternativa em que o segmento sublinhado não corresponde ao fonema representado pela
letra X na palavra máximo.
a)função
b)assassinar
c)sala
d)existir
e)acesso

2.A pronúncia das palavras na linguagem coloquial por vezes se distancia bastante de sua representação
escrita. Em alguns casos, essa diferença chega a determinar uma quantidade diferente de sílabas entre a
palavra escrita e sua pronúncia na linguagem coloquial. Este é o caso de todas as palavras abaixo, com
exceção de
a)absoluto
b)habitar
c)secção
d)ritmo
e)signo

3. Assinale o vocábulo que contém menos fonemas do que letras.


a)finalizar
b)mártir
c)problema
d)aniquilar
e)volto

4.Em qual das palavras abaixo não há acréscimo ou supressão de fonemas.


a)feiticeira
b)matadouro
c)capturado
d)opção
e)médico

5. Na fala, frequentemente fazemos acréscimos ou supressões de fonemas nas palavras. Tais fatos de
pronúncia, contudo, não são registrados na escrita. Todas as palavras abaixo, considerando sua pronúncia
na linguagem coloquial, se encaixam nesse caso, à exceção de
a) verdadeira
b) tampouco
c) capturado
d) balé
e) ficção

6. Observe os vocábulos “vem” e “hífen”. Identifique a alternativa que contém uma palavra em que a
letra “m” ou a “n” desempenhe o mesmo papel:
a) manga
b) tempo
c) quente
d) também
e) enfrente

www.professorandresan.com 5
QUESTÕES DE CONCURSOS
1.Assinale a alternativa que apresenta o mesmo 8.Na palavra aquele há um
número de fonemas da palavra aquele a) ditongo
a) trepou b) encontro consonantal
b) covarde c)dígrafo
c) desceu d) hiato
d) caminho e) tritongo
e) cheirou
9.Assinale o vocábulo que contém cinco letras e
2.Na palavra companheiro há: quatro fonemas.
a)um ditongo crescente e dois encontros consonan- a)estou
tais b)adeus
b)um dígrafo e um hiato c)livro
c)um ditongo decrescente e dois dígrafos d)volto
d)dois ditongos crescentes e)daqui
e)um hiato e um dígrafo
10.Assinale a alternativa em que ambas as palavras
3.Assinale a alternativa que apresenta um dígrafo: têm o mesmo número de letras e fonemas.
a) floresta a)Reconhecer e civilizado.
b) passeavam b)Nossas e velhos.
c) gracejar c)Questão e através.
d) trepou d)Engenhos e variados.
e) dois e)Exibe e filha.

4.Assinale o item cuja palavra contém cinco letras e 11.A letra n pode integrar um dígrafo nasal. Tal situ-
quatro fonemas ação verifica-se na palavra da opção
a) outro a)oceanos;
b) amigo b)apenas;
c) disse c)nível;
d) morto d)higiene;
e) deles e)existente

5.Assinale a alternativa que apresenta um ditongo 12.Qual das alternativas abaixo apresenta uma pa-
nasal decrescente lavra com o mesmo número de fonemas do vocábu-
a) apareceu lo guerra.
b) respiração a)enquanto
c) ouvido b)máximo
d) cheirou c)ficha
e) n.d.a d)papel
e)folhas
6.A palavra prendia possui um:
a) hiato
b) ditongo crescente 13.Na ortografia da língua portuguesa, usam-se
c) tritongo combinações de duas letras para representar ape-
d) ditongo decrescente nas um som. Isso não ocorre na palavra
e) n.d.a a)crescer
b)possibilidades
7.A alternativa em que há um erro de divisão silábi- c)escolha
ca é: d)exame
a) chei-rou, ho-mem, a-mi-go e)humanas
b) com-pa-nhei-ro, de-sceu, ca-ir
c) dis-se, fin-giu, fe-roz 14.Assinale a letra que contenha palavras com me-
d) gra-ce-jar, pren-di-a, a-pa-re-ceu nos fonemas que letras:
e) n.d.a a)fixo / sexo / inexeqüível
b)descobrir / floreira / jardinagem
c)Gramínea / leitão / cateter

6 Curso extensivo de português


d)Boêmia / lendo / obeso d)português
e)Andorinha / santificado / planta e)laser

15.Aponte a falsa correlação entre a cadeia sonora 21.A pronúncia do substantivo flagrante e, em espe-
e o respectivo número de fonemas: cial, do seu verbo cognato flagrar é, freqüentemen-
a)correspondência sonora = 18 fonemas te, modificada na linguagem popular. Possivelmen-
b)Relações intermitentes = 19 fonemas te, isso se deve
c)Riacho de águas cristalinas = 23 fonemas a)ao significado abstrato a que ambos os termos
d)mulher impressionante = 17 fonemas remetem.
e)Terrível sonho = 11 fonemas b)ao seu uso restrito às atividades de caráter poli-
cial.
16.Assinale a alternativa em que, nas palavras c)à presença de dois encontros consonantais em
apresentadas, a letra “n” tem valor equivalente. uma única palavra.
a)enquanto – janela d)à função sintática que tanto o substantivo quanto
b)silencioso – numa o verbo costumam exercer.
c)pensar – mandou e)à semelhança com outro substantivo da Língua
d)dentro – nosso Portuguesa que apresenta significado próximo.
e)destino – impaciente
22.É comum fazermos acréscimos ou supressões
17.Em que conjunto a letra X representa o mesmo de fonemas nas palavras, fenômenos esses não
fonema? registrados na língua escrita. Todas as palavras
a)tóxico – taxativo abaixo, considerando sua pronúncia na linguagem
b)enxame – inexaurível coloquial, se encaixam neste caso, À EXCEÇÃO
c)intoxicado – exceto DE
d)exame – têxtil a)surpreendidos
e)tóxico - fixo b)dignidade
c)duradoura
18.Nas palavras anjinho, carrocinhas, nossa e d)técnicas
recolhendo, podemos detectar a seguinte quanti- e)ambigüidade
dade de fonemas.
a)três – quatro – dois – quatro 23.Algumas palavras da língua portuguesa contêm
b)cinco – nove – quatro – oito sílabas terminadas por consoantes que não cos-
c)três – dez – cinco – nove tumam ocorrer nesta posição (final de sílaba). Em
d)três – seis – dois – cinco função disso, na língua falada, freqüentemente tais
e)sete – onze – cinco – dez palavras acabam por apresentar uma sílaba a mais
do que na sua representação escrita. Observe as
palavras abaixo.
19.Na fonologia temos os sons, os fonemas: na I - pulso (l. 11)
escrita os fonemas são graficamente representados II - intelecto (l. 15)
pelas letras. Por vezes, usamos duas letras para III - hipnótica (l. 16)
representar um só fonema e vice-versa. Assinale a
opção na qual todas as palavras têm número idênti- Quais delas correspondem à descrição acima?
co de fonemas e de letras. a)Apenas II
a)Também, participa, corrente; b)Apenas III
b)Fechado, governo, perceber; c)Apenas I e II
c)Palavra, diminuir, escritura; d)Apenas II e III
d)Seguir, passagem, almoço; e)I, II e III
e)Representam, porque, narina.
24.Assinale a alternativa em que o segmento subli-
20.A pronúncia das palavras na linguagem coloquial nhado não corresponde ao fonema representado
por vezes se distancia bastante de sua representa- pela letras x na palavra máximo.
ção escrita. Em alguns casos, essa diferença chega a)astucioso
a determinar uma quantidade diferente de sílabas b)se
entre a palavra escrita e sua pronúncia na lingua- c)profissionais
gem coloquial. Este é o caso da palavra d)população
a)habitantes e)exige
b)estruturalmente
c)objeto
www.professorandresan.com 7
25.(Arquitetura – Prefeitura de Alvorada/RS – I – A letra z em razões e dez representa fonemas
FAUGRS) A pronúncia coloquial de algumas pala- diferentes, assim como a letra s em desafio e bra-
vras da língua portuguesa costuma apresentar o sileiros.
acréscimo de um som vogal entre certas consoan- II – Em cada uma das seguintes palavras: reconhe-
tes, como ocorre em pneu (“peneu”) ou ritmo (“riti- ceu, nascimento e trabalhista não há correspon-
mo”). Assinale a palavra do texto em cuja pronúncia dência entre o número de letras e o de fonemas,
é comum o mesmo fenômeno. pois os grupos nh, sc e lh representam, cada um,
a) laranjeiras um único som.
b) magnífica III – Os segmentos destacados em conseguir,
c) ambicionam população e pressupostos representam o mesmo
d) empurra fonema.
e) conforto Quais estão corretas?
a) Apenas I
26.(Procurador – Pref. Caxias do Sul/RS - FAU- b) Apenas II
GRS) Considere as seguintes afirmações quanto c) Apenas I e II
à relação entre letras e fonemas em palavras do d) Apenas I e III
texto. e) Apenas II e III
I –As letras sublinhadas nas palavras expressão,
prefixo e abaixo representam fonemas diferentes. 30.(Assistente Administrativo – SULGÁS – FAU-
II–As palavras brasileiro, interlocutor e universo GRS) Assinale a alternativa cujo grupo de palavras
têm, cada uma delas, o mesmo número de letras e contém uma em que o número de fonemas é maior
de fonemas. do que o de letras.
III– Os segmentos sublinhados nas palavras subs- a) elixir – bilhetinhos – exercícios
tantivo, marcha e português pertencem ao caso b) detalhes – conhecimento – sangüíneos
em que um único fonema é representado por mais c) melhor – irrigados – neuroquímico
de uma letra. d) intelectual – treinada – observou
Quais estão corretas? e) atividades – conexão – neurônios
a) Apenas I
b) Apenas I e II 31.(Psicólogo – SUSEPE/RS – FAUGRS) Assinale
c) Apenas I e III a palavra em que a letra X representa, na pronúncia
d) Apenas II e III usual, mais de um som.
e) I, II e III a) aproximação
b) explicariam
27.(Téc. em Higiene Dental – Prefeitura de Al- c) inexorável
vorada/RS – FAUGRS) As palavras advogada e d) paixão
designar costumam ser pronunciadas por algumas e) extraordinário
pessoas como adevogada e desiguinar, erronea-
mente. Assinale, dentre as palavras abaixo citadas, 32. Qual das palavras abaixo possui o mesmo nú-
a que passa pelo mesmo processo. mero de fonemas de acontecendo
a) pneu a)incessante
b) querendo b)necessárias
c) rasga c)linguística
d) surto d)sensacional
e) touca e)complexas

28.(Auxiliar de Perícias – IGP/RS FAUGRS) A


palavra que apresenta tantos fonemas quantas são 33. (Oficial de Justiça – 1998 - OFFICIUM) Na
as letras que a compõem é Língua Portuguesa, um mesmo fonema pode ser
a) amanhã representado por letras ou seqüências de letras
b) queria diferentes, assim como a mesma letra ou seqüên-
c) machado cia de letras pode representar diferentes fonemas.
d) possibilidade Assinale a alternativa em que os segmentos grifa-
e) cápsulas dos representam o mesmo fonema.
a) concepções – reconhecer – social
29.(Assistente de Operações – TRENSURB/RS – b) visível – existe – raízes
FAUGRS) Considere as seguintes afirmações sobre c) recai – estereótipos – bairro
a relação entre letras e fonemas em palavras do d) sistema – seleção – criminosos
texto. e) taxa – expectativa – enxergar

8 Curso extensivo de português


34. (Oficiais do Estado Maior da Brigada Militar, vras.
no posto de Capitão - FAURGS) I - A pronúncia coloquial da palavra corrupção pode
Todas as letras abaixo sublinhadas representam o apresentar um fonema que não está representado
mesmo fonema representado pela letra c na palavra na escrita.
parece, À EXCEÇÃO DE II - As palavras hipócritas e pequenos são grafa-
a) dimensões (linha 09). das com números de letras maior que o número de
b) dissertar (linha 17). fonemas na sua pronúncia.
c) experiência (linha 18). III - As letras destacadas nas palavras demoniza e
d) verbosidade (linha 28). exemplos representam o mesmo fonema.
e) significação (linha 30).
Quais estão corretas?
a) Apenas I
35. Na pronúncia da palavra característica (linha b) Apenas II
01), como conseqüência da inserção de uma vogal, c) Apenas III
ocorre o acréscimo de uma sílaba não existente d) Apenas I e II
na escrita. Assinale a única alternativa em que se e) I, II e III
lista uma palavra no texto que NÃO sofre a mesma
alteração. 40. (UFSM) Analise as afirmações relacionadas
a) compreendo com as alterações fonéticas.
b) expectativa
c) ignoram “Ele domina a número cinco, atenção, vai marcar,
d) admite dá de chaleira... É goooool, sensacional!”
e) intelectuais Se essa fala fosse transcrita em nível coloquial,
algumas palavras sofreriam alterações, como:
36. (Assistente Administrativo – FAURGS) A
alternativa em que as duas palavras citadas têm marcar . marcá
maior número de letras do que de fonemas é chaleira . chalera
a) humor – disposições sensacional . sensacionau
b) flui – Aqui
c) cachorro – habilidade I. Em marcá, houve queda de consoante final e
d) gestos – vitória deslocamento da sílaba tônica.
e) criamos – pessoas II. Em chalera, houve simplificação de um ditongo
decrescente em vogal simples.
37. (Agente Técnico Administrativo Códigos 10 III.Em sensacionau, houve substituição da consoan-
A 26 – FAURGS) A palavra que apresenta tantos te final por semivogal, formando um ditongo cres-
fonemas quantas são as letras que a compõem é cente.
a) importância
b) milhares Está(ão) correta(s):
c) sequer a) apenas I.
d) técnica b) apenas II.
e) adolescente c) apenas III.
d) apenas I e II.
38. (Oficial Escrevente – FAURGS) Considere os e) apenas II e III.
fenômenos fonéticos a seguir:
1 - letra que representa mais de um fonema; 41. Assinale a alternativa em que o segmento su-
2 - letra que não representa nenhum fonema; blinhado não corresponde ao fonema representado
3 - correspondência total de fonemas e letras. pela letra x na palavra próximo.
Assinale a alternativa cujas palavras apresentam, a) minucioso
na ordem em que são citados, os fenômenos fonéti- b) será
cos acima. c) passionais
a) reflexões – hábito – executada d) coração
b) herma – clássica – exceção e) examinar
c) fachada – Recorremos – reflexões
d) pontilhada – herma – clássica 42. Na ortografia da língua portuguesa, usam-se
e) pontilhada – herma – clássica combinações de duas letras para representar ape-
nas um som. Isso não ocorre na palavra
39. (FAURGS) Considere as seguintes afirmações a) florescer
sobre as relações entre fonemas e grafia de pala- b) assíduo
www.professorandresan.com 9
c) folha
d) exato
e) humilde

43. A pronúncia do verbo driblar é alterada com


frequência na linguagem popular. A razão provável
dessa alteração é
a)o uso frequente dessa palavra em conversas a
respeito do futebol.
b)a semelhança entre /dr/ a seqüência inexistente
em português /dl/.
c)a complexidade da estrutura de complementação
desse verbo.
d)a complexidade do evento que o verbo descreve.
e) a presença de dois encontros consonantais em
uma só palavra.

44. A pronúncia das palavras na linguagem colo-


quial por vezes se distancia bastante de sua repre-
sentação escrita. Em alguns casos, essa diferença
chega a determinar uma quantidade diferente de
sílabas entre a palavra escrita e sua pronúncia na
linguagem coloquial. Este é o caso de todas as
palavras abaixo, com exceção de
a) objeto
b) psicanalista
c) quarto
d) captar
e) significado

10 Curso extensivo de português


GABARITOS
01.C 06.A 11.E 16.C 21.C 26.A 31. C 36. C 41.E
02.C 07.B 12.C 17. E 22.E 27. A 32.E 37.D 42.D
03.B 08.C 13.D 18.B 23.D 28.E 33.B 38.A 43.E
04.C 09.E 14.E 19.C 24.E 29.E 34.D 39.E 44.C
05 B 10.B 15.D 20.C 25.B 30.E 35.A 40.B

Indique o número de fonemas das palavras abaixo.


(8) passarinho (5) humano
(11) assessoramento (7) qualquer
(10) guerrilhazinha (7) processo
(7) sucessor (6) discente
(7) encaixar (9) questionar
(9) encantamento (9) advogassem
(6) tórax (9) massacrado
(6) chácara (10) psiquiatria
(5) falam (6) enquanto
(8) discurso (10) assassinassem

Classifique os encontros vocálicos (ditongo crescente, ditongo decrescente, tritongo ou


hiato) abaixo:
1. o u t r o - ditongo decrescente
2. m a u - ditongo decrescente
3. l e v e m - ditongo decrescente nasal
4. h e r ó i - ditongo decrescente
5. p a i s - ditongo decrescente
6. p a í s - hiato
7. m ã o - ditongo decrescente nasal
8. f e i t o - ditongo decrescente
9. b a ú - hiato
10. j ó q u e i - ditongo decrescente
11. t a i n h a - hiato
12. o l h a m - ditongo decrescente nasal
13. c o o r d e n a ç ã o - hiato
14. v i u - ditongo decrescente
15. h i s t ó r i a - ditongo crescente
16. e s p é c i e - ditongo crescente
17. v a d i i c e - hiato
18. c a i r - hiato
19. p ã o - ditongo decrescente nasal
20. v e j a m - ditongo decrescente nasal
21. â n s i a - ditongo crescente
22. m e d i a - hiato
23. m é d i a ditongo crescente
24. v o o - hiato
25. c h e g o u - ditongo decrescente
26. r e l e e m – hiato
27. Uruguai - tritongo

www.professorandresan.com 11
12 Curso extensivo de português
Acentos
Servem para marcar sílabas tônicas.

Sinais
Não marcam a sílaba tônica.

PRÉ-REQUISITO – Tonicidade das Palavras

Proparoxítona – acento tônico na antepenúltima sílaba: século, paralelepípedo.


Paroxítona – acento tônico na penúltima sílaba: relógio, parede.
Oxítona – acento tônico na última sílaba: capaz, vatapá.
Monossílabo tônico (forte): dó, luz, noz.
Monossílabo átono (fraco): do, me, lhe.

www.professorandresan.com.br
1. Proparoxítonas
Todas são acentuadas.
Exemplos:

2. Oxítonas
São acentuadas as que terminam em a) A(S), E(S), O(S),
b) EM, ENS (com mais de uma sílaba).
Exemplos:

16 Curso extensivo de português


3. Paroxítonas
São acentuadas as que não terminam em A(S), E(S), O(S), EM e ENS.
Portanto, as paroxítonas acentuadas são aquelas que possuem as seguintes terminações:
ã, ãs, ão, ãos, ei, eis, i, is, om, on, ons, um, uns, us, l, n, r, x, ps e ditongo crescente.
Exemplos:

Atenção
Nova Regra

COLOQUE V (VERDADEIRO) OU F (FALSO), PARTE I

1) A palavra pôsteres manteria o acento gráfico caso fosse passada para o singular . ___
2) O emprego de acento gráfico nas palavras tábua e mágoa é determinado pela mesma regra. ___
3) As palavras série e antagônico são acentuadas por razões diferentes. ___
4) A mesma regra preceitua o uso do acento em nível e aliás. ___
5) Uma mesma regra determina o uso de acento em negócio e prêmio. ___
6) Justifica-se o sinal gráfico de acentuação em língua e períodos pela mesma razão. ___
7) A mesma regra determina o uso do acento em comprá-lo e balé. ___
8) As palavras alguem e polens deveriam ser acentuadas. ___
9) A mesma regra determina o uso do acento nas palavras caráter e até. ___
10) Caso retirássemos o acento de ânsia e é, surgiriam outras palavras equivalentes na Língua Portugue-
sa, sem acento gráfico.___
11) Fáceis e histórias recebem acento gráfico em virtude de serem o plural de palavras acentuadas. ___
12)Se fosse retirado o acento gráfico das palavras virá, estudarás e está, esta alteração provocaria o
surgimento de outras palavras da Língua Portuguesa._____
13) A palavra caráter mantém o acento gráfico em sua forma plural._____
14) As palavras é e vê-se são acentuadas devido à mesma regra.____
15) Eficácia e Ministério são palavras acentuadas pela mesma razão._____
16) De acordo com a nova ortografia, a palavra bônus poderá receber acento agudo.____
17) A palavra álbum recebe acento apenas no singular.____
18) A palavra urubu deveria ser acentuada, pois é uma oxítona terminada em “u”. ____
19) Todas as palavras terminadas em e(s) devem ser acentuadas, visto que são oxítonas. _____
20) Repórteres recebe acento pela mesma regra de revólver. _____

www.professorandresan.com.br 17
4. Hiatos “I” e “U”.

Atenção
Nova Regra
As palavras paroxítonas que têm i ou u tônicos precedidos por ditongos não serão mais acentuadas. Desta
forma, agora escreve-se feiura, baiuca, boiuno, cauila (avarento).

Essa regra não vale quando se trata de palavras oxítonas; nesses casos, o acento permanece. Assim, continua
correto Piauí, teiús, tuiuiú.

4. Hiatos “I” e “U”.


Acentuamos os ditongos EU, EI, OI quando forem abertos, tônicos em posição de oxítona.
Exemplos:

18 Curso extensivo de português


Atenção
Nova Regra
O acento agudo foi eliminado nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como assembleia, bo-
leia, epopeia, ideia, jiboia, paleozoico, paranoia, onomatopeia.

As palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói continuam acentuadas: chapéu, herói, corrói, remói, céu, véu,
lençóis, anéis, fiéis, papéis, Ilhéus.

6. Acento Diferencial

1. HIATOS OO / EE
REGRA ANTIGA

REGRA NOVA
Foram eliminados os acentos circunflexos nos hiatos OO / EE:

oo – enjoo, perdoo, magoo, voo, abençoo;


ee – creem, deem, leem, releem, veem, preveem

2.TREMA
REGRA ANTIGA

www.professorandresan.com.br 19
REGRA NOVA
O trema foi abolido de todas as palavras da língua portuguesa.

Porém, o trema é mantido em nomes próprios estrangeiros e suas derivações, como Bündchen, Schönberg,
Müller e mülleriano.

A letra u não será mais acentuada nas sílabas que, qui, gue, gui dos verbos como arguir, apaziguar, averiguar,
obliquar. Assim, temos apazigue (em vez de apazigúe), argui (em vez de ele argúi), averigue, oblique. Pode-se
também acentuar desta forma esses verbos: ele apazígue, averígue, oblíque.

3.ACENTO DIFERENCIAL FACULTATIVO


REGRA NOVA
dêmos – pres. do subj.
demos – pret. perf. do ind

fôrma – subst.
forma – subst. ou verbo

4. VERBOS DE PRIMEIRA CONJUGAÇÃO NA PRIMEIRA PESSOA DO PLURAL


REGRA NOVA
Pres. do ind. X pret. perf. do ind.
Nós amamos - amámos
Nós estudamos - estudámos
Nós cantamos - cantámos

COLOQUE V (VERDADEIRO) OU F (FALSO), PARTE II

1) A mesma regra determina o emprego de acento gráfico nas palavras período e faísca.___
2) As palavras heroísmo e baús são acentuadas pela mesma razão.___
3) As palavras guaranás, juízes e faróis recebem acento gráfico tanto no singular quanto no plural.____
4) As palavras só e intragável mantêm o acento gráfico em suas formas de plural.____
5) De acordo com as novas regras, as palavras papéis e heróico deixaram de receber acento gráfico.___
6) Cipós e país são palavras acentuadas pela mesma razão.___
7) Em todas as palavras da Língua Portuguesa o til recai sobre a sílaba tônica, exemplo disso são as
palavras do texto instituição, tradições e função.___
8) A palavra daí é acentuada pela mesma regra de constituíram.___
9) A regra que determina o acento na palavra está é a mesma que prescreve seu uso na palavra ensiná-
los.___
10) As palavras aí, vê, e só são acentuadas pela mesma regra.___
11)Caso anzol aparecesse no plural, seriam criadas as mesmas condições de acentuação da palavra
céu._____
12) A ausência de acento gráfico em médico provocaria mudança na sua pronúncia._______
13) A palavra enjôo e a palavra vêem, conforme as novas regras, continuarão sendo acentua-
das._______
14) A palavra dê (verbo) é acentuada pela regra dos acentos diferenciais._________
15) A palavra Tramandaí é acentuada pela mesma regra de conteúdo.________
16) A palavra advêm, segundo a nova ortografia, perderá o acento gráfico. _______
17) Conforme as novas regras, as palavras bocaiúva e feiúme passarão a não ser acentuadas. ______
18)Segundo as novas regras da língua portuguesa, anéis e lençóis não mais terão acento
gráfico.________
19) Consoante a nova ortografia oficial, não haverá mais acento diferencial na língua portuguesa. _____
20) De acordo com as novas regras, a palavra “chapéu” perderá o acento agudo. ___

20 Curso extensivo de português


d) é a mesma que explica o uso do acento em
QUESTÕES DE CONCURSOS saúva.
01. (CESPE) Julgo o item (C ou E) e) também se aplica à forma infinitiva do verbo a
Nas palavras “referência” e “espécie”, o emprego que pertence a forma verbal saíste.
do acento atende à mesma regra de acentuação
gráfica. 7. (FDRH) O acento gráfico em têm no trecho
Um exemplo disto são as que trabalham em
02. (CESPE) Julgo o item (C ou E) postos informais, que não têm onde registrar este
As palavras “Único”, “críticas” e “público” recebem fato se justifica porque se trata de
acento gráfico porque têm sílaba tônica na a) palavra oxítona terminada em em.
antepenúltima sílaba. b) acento diferencial de timbre.
c) hiato.
3. (FAURGS) Todas as palavras abaixo são d) marca de plural de forma verbal.
acentuadas pela mesma regra que preceitua o e) ditongo aberto.
uso do acento em tráfico (I. 20), À EXCEÇÃO DE
a) fétido 8. (FDRH) O acento gráfico em têm no trecho
b) África. Um exemplo disto são as que trabalham em
c) açúcar. postos informais, que não têm onde registrar este
d) época fato se justifica porque se trata de
e) século . a) palavra oxítona terminada em em.
b) acento diferencial de timbre.
4. (FAURGS) Considere as afirmações abaixo a c) hiato.
respeito da acentuação de palavras no texto. d) marca de plural de forma verbal.
I –Mesmo quando no singular, a palavra itens e) ditongo aberto.
não recebe acento.
II – A acentuação da palavra princípio segue a 9. Todas as palavras a seguir são proparoxítonas,
regra de uso diferencial. exceto
III–Na palavra benção, o til acumula duas funções: a) imaginário.
indicação de nasalização e tonicidade. b) único.
c) síntese.
Quais estão corretas? d) mágicos.
a) Apenas I e) América.
b) Apenas II
c) Apenas I e II 10. Analise as afirmativas sobre a acentuação
d) Apenas II e III gráfica das palavras do texto.
e) I, II e III I. “Intermináveis”, “lingüística” e “ineficiência” são
paroxítonas.
5. (FDRH) Quanto à acentuação gráfica das II. As palavras “gerúndio” e “estratégia” são
formas verbais, há INCORREÇÃO na frase: acentuadas porque são paroxítonas terminadas
a) Os paises do terceiro mundo tem carências em ditongo crescente.
educacionais enormes. III.“Intuímos” é acentuada porque o “i” é tônico efor-
b) Convém implantar programas amplos e eficazes ma hiato com a vogal anterior.
de alfabetização.
c) Este método de alfabetização é ineficaz; mpõe-se Qual(is) está(ão) correta(s)?
distingui-lo dos demais. a) Apenas a I.
d) Quanto às necessidades dos pobres, o b) Apenas a II.
governo não pode ignorá-las. c) Apenas a III.
e) Os livros de Freire reúnem os relatos de suas d) Apenas a I e a II.
experiências educacionais. e) Apenas a II e a III.

6. (FDRH) A regra que prescreve o acento agudo 11. Assinale a alternativa em que a palavra, quando
em condoída. estiver na sua forma singular, deverá ser acen-tua-
a) também prescreve acentuação da forma da graficamente.
singular de juízes. a) juízes
b) considera unicamente a posição da sílaba b) caracteres
tônica da palavra. c) veiculados
c) baseia-se exclusivamente no tipo de encontro d) vezes
vocálico envolvido. e) novos
www.professorandresan.com.br 21
12. A palavra paralítica é acentuada pela mesma pretérito, o que, por sua vez, indica que o fim da
regra que acentua dívida externa foi decretado.
a) igarapé. ( ) certo ( ) errado
b) amazônica.
c) tipóia. 18. (Cespe) O sinal de acentuação gráfica em
d) Tamba-tajá. “mantêm” (L.3) marca o plural do verbo.
e) porém. ( ) certo ( ) errado

13. Assinale a alternativa que contém apenas pala- 19. (Cespe) De acordo com as regras de acentua-
vras que deveriam estar acentuadas. ção gráfica da língua portuguesa, a palavra “ibero-
a) massa farinha americanos” (l.2) também poderia ser corretamente
b) lapis papel escrita da seguinte forma: íbero-americanos.
c) mes torneira ( ) certo ( ) errado
d) tambor floresta
e) tambem cipo 20. (Cespe) As palavras “Estágio”, “diária” e “após”
são graficamente acentuadas devido à mesma
14. Assinale a única palavra que obedece à regra.
mesma regra de acentuação de área . ( ) certo ( ) errado
a) História.
b) Sintético. 21. (Cespe) Na frase “Essas relações mantêm
c) Está. traços da escravidão”, a correção gramatical seria
d) Também. mantida caso a forma verbal fosse grafada com
e) Científico. acento agudo em lugar do acento circunflexo.
( ) certo ( ) errado
15. A única palavra que não obedece à mesma
regra de acentuação das demais é 22. (Cespe) No trecho “As empregadas domésticas
a) férias. constituem um público que parece desprivilegiado
b) necessária. pelas políticas públicas”, as palavras acentuadas
c) ciência. obedecem à mesma regra de acentuação gráfica.
d) secretária. ( ) certo ( ) errado
e) básica.
23. (Cespe) A justificativa para o acento agudo
16. Com relação à classificação das palavras nas palavras “sensíveis” e “visíveis” é o fato de
quanto à posição da sílaba tônica, numere a elas terminarem em ditongo crescente
coluna II de acordo com a ( ) certo ( ) errado

Coluna I 24. (Cespe) A mesma regra justifica a acentuação


(1) oxítona dos vocábulos “amazônica” e “sustentável”.
(2) paroxítona ( ) certo ( ) errado
(3) proparoxítona
25. (CESGRANRIO) Aponte a única série em que
Coluna II pelo menos um vocábulo apresente erro no que
(__) amigos diz respeito à acentuação gráfica:
(__) melhor a) pegada – sinonímia
(__) psicóloga b) êxodo – aperfeiçoe
(__) rigidez c) álbuns - atraí-lo
(__) também d) ritmo - itens
Assinale a alternativa que apresenta a correta e) redimí-la - grátis
sequência numérica da Coluna II.
a) 3 – 2 – 3 – 1 – 1 26. (CESGRANRIO) Assinale a opção em que os
b) 2 – 1 – 3 – 1 – 1 vocábulos obedecem à mesma regra de acentua-
c) 1 – 3 – 2 – 1 – 2 ção gráfica:
d) 3 – 1 – 3 – 2 – 1 a) pés, hóspedes
e) 2 – 2 – 3 – 1 – 1 b) sulfúrea, distância
c) fosforescência, provém
17. (Cespe) O acento circunflexo em “pôde” (L.5) d) últimos, terrível
indica que, além de a pronúncia da vogal ser fe- e) satânico, porém
chada, como em ovo, por exemplo, o verbo está no

22 Curso extensivo de português


27. (ESAF) Em todas as alternativas as palavras b) Apenas ll.
foram acentuadas corretamente, exceto em: c) Apenas l e lll.
a) Eles têm muita coisa a dizer. d) Apenas ll e lll.
b) Estude os dois primeiros ítens do programa. e) l, ll e lll.
c) Afinal, o que contém este embrulho?
d) Foi agradável ouvir aquele orador. 32. Considere as seguintes afirmações acerca de
e) Por favor, deem-lhe uma nova chance. acentuação.
I - A mesma regra determina a acentuação gráfica
28. Todas as palavras abaixo têm um equivalente das palavras Laís e ninguém.
em língua portuguesa, sem acento gráfico, à II- O emprego do acento gráfico em adolescência e
exceção de: próprio decorre da mesma regra.
a) agência III-A palavra pôsteres recebe acento gráfico em
b) é virtude de ser o plural de uma palavra acentuada.
c) às Quais estão corretas?
d) acúmulo a) Apenas I.
e) hábitos b) Apenas II.
c) Apenas III.
29. Para qual dos vocábulos abaixo, retirados do d) Apenas I e II.
texto, a formação do plural implica o deslocamento e) I, II e III.
da tonicidade de uma sílaba para a outra ?
a) caráter 33. A regra que determina o uso de acento em
b) português contribuíram é a mesma que prescreveu seu uso
c) corrupção na palavra.
d) nasal a) frequência
e) tese b) previsível
c) indivíduos
30. Considere as seguintes afirmações sobre d) conteúdos
acentuação gráfica no texto. e) científico
I- A palavra teórica recebe acento gráfico pela
mesma regra que preceitua o uso do acento em 34. (UFGRS) A retirada do acento de uma palavra
lúgubre. geralmente provoca mudança na sua pronúncia,
II- Se fosse retirado o acento das palavras só, é e numa leitura em voz alta, por exemplo. Esse é o
média, esta alteração provocaria o aparecimento caso de todas as palavras abaixo, À EXCEÇÃO DE
de outras palavras da Língua Portuguesa. a) média (l. 04)
III- A palavra herói é acentuada pela mesma b) distância (l. 05)
regra de autoritários. c) é (l. 05)
d) têm (l. 21)
Quais estão corretas? e) árvores (l. 22)
a) Apenas I
b) Apenas II 35. Considere as seguintes afirmações sobre
c) Apenas I e III acentuação gráfica no texto.
d) Apenas II e III I - A palavra zoólogos recebe acento gráfico
e) I, II e III devido à presença de hiato.
II -Caso raiz aparecesse no plural, seriam
31. Considere as seguintes afirmações sobre a criadas as mesmas condições de acentuação da
acentuação gráfica no texto. palavra babuíno
l – A palavra risível recebe o acento gráfico pela III -A ausência de acento gráfico em dúvida
mesma regra que preceitua o uso do acento em provocaria mudança na sua pronúncia.
ridículo.
ll – A palavra possuído recebe o acento gráfico Quais estão corretas?
pela mesma regra de aí. a) Apenas I
lll – Se fosse retirado o acento gráfico das palavras b) Apenas II
várias, pública e está, esta alteração provocaria o c) Apenas I e II
surgimento de outras palavras da Língua Portugue- d) Apenas II e III
sa. e) I, II e III

Quais estão corretas?


a) Apenas l.
www.professorandresan.com.br 23
36. A grafia dos nomes próprios nem sempre se- são quase sempre em torno da droga que ESTÁ
gue as regras ortográficas da língua portuguesa. O mais em EVIDÊNCIA.
nome Livia, de acordo com a pronúncia com que
ocorre usualmente deveria receber acento gráfico. A 42. As palavras em destaque são acentuadas
regra que determina o uso do acento neste caso é a pelas mesmas razões que justificam os acentos
mesma responsável pelo acento gráfico em das seguintes palavras respectivamente:
a) episódios a) fiéis - pá - ânsia
b) aí b) Luís - contém - bênção
c) reúne c) saída - você - sábio
d) estréia d) saí - estátua - álbuns
e) nós e) ideia - avós – estômago

37. Assinale a alternativa que apresenta uma pala- I - Pacaembú - dinamarquêsa - juíz - mêses
vra que não recebe acento gráfico quando na II -pudico - ítem - moinho - vêz
sua forma singular. III -Anhangabaú - táxi - mês - estáveis
a) etíopes I. 08).
b) fósseis (I. 08). 43. Quanto à acentuação, assinale:
c) indivíduos (I. 12). a) se apenas III está correta.
d) características (I. 22). b) se apenas I está correta.
e) raízes (I. 23). c) se todas estão corretas.
d) se apenas II está correta.
38. Assinale a opção cuja palavra não deve ser e) se todas estão incorretas.
acentuada:
a) Todo ensino deveria ser gratuito. 44. A acentuação dos dois vocábulos obedece à
b) Não ves que eu não tenho tempo? mesma regra de acentuação do vocábulo LÍNGUA
c) É difícil lidar com pessoas sem carater. em
d) Saberias dizer o conteudo da carta? a) âmbito - vulnerável
e) Veranopolis é uma cidade que não para de b) influência - involuntário
crescer. c) correspondência - ridículo
d) década - móvel
39. Os dois hiatos das formas verbais devem ser e) distância – ortográfica
acentuados apenas na alternativa:
a) refluir, intuindo. 45. Assinale a alternativa em que todas as
b) construindo, destruido. palavras acentuam-se pela mesma razão:
c) caida, saiste. a) lá, só, até, séria.
d) instruido, intuir. b) único, diplomático, túnel, existência.
e) refluira, destruindo. c) princípio, espontânea, remédio, agrária.
d) possível, automóvel, Niterói, inibitório.
40. A sílaba tônica de RECÉM está na mesma e) país, lá, férias, aniversário.
posição que a da palavra
a) arquétipo. 46. As palavras “extermínio” (ref.14), “Juízes”
b) tecem. (ref.5) e “há” (ref.15) seguem, respectivamente, a
c) ínterim. mesma regra de acentuação de
d) contem. a) história - herói - saí.
e) ruim. b) polícia - várias - mês.
c) convivência - idéia - aí.
41. Indique o item no qual os vocábulos obedecem d) possíveis - séries - já.
à mesma regra de acentuação da palavra NÓDOA. e) penitenciário - saía - três.
a) ânsia, âmbar, imundície.
b) míope, ímã, enjôo. 47. As palavras que são acentuadas graficamente
c) água, tênue, supérfluo. pelas mesmas regras de “fácil”, “científica” e “Moi-
d) ímpar, míngua, lânguida. sés”, respectivamente, são:
e) viúvo, argênteo, sórdido. a) negócio, saída, já.
b) espírito, atribuída, herói.
A questão da descriminalização das drogas se c) cárter, lógica, atrás.
presta a frequentes simplificações de caráter “MA- d) incluído, século, dólar.
NIQUEÍSTA” que acabam por estreitar um problema e) benefício, pára, cafés.
extremamente complexo, permanecendo a discus-

24 Curso extensivo de português


48. Marque a opção em que nenhuma das formas
exige acento gráfico.
a) proton - displicencia - joia
b) novel - sutil - rubrica
c) estrategia - acrobata - mercancia
d) fluido - chavena - alibi
e) tenue - etiope - transfuga

49. Assinale a alternativa que contém a única


palavra acentuada corretamente:
a) caractéres júniores
b) condôr aváro
c) recórde circúito
d) ibéro circuíto
e) diabete ínterim

50. Qual a sequência de palavras acentuadas


porque terminam em encontro vocálico pronunciado
como ditongo crescente:
a) papéis caracóis solidéu
b) Tambaú Tambaí Açaí
c) Série pátio tênue
d) Imóveis pudésseis mísseis
e) Bônus lápis tênis

www.professorandresan.com.br 25
GABARITOS

01.C 02.C 03.C 04. A 05.A 06.D


07.D 08.D 09.A 10.E 11.B 12.B
13.E 14.A 15.E 16.B 17.C 18.C
19.E 20.E 21.E 22.C 23.E 24.E
25.E 26.B 27.B 28.E 29.A 30.A
31.D 32.B 33.D 34.D 35.D 36.A
37.E 38.A 39.C 40.E 41.C 42.C
43.A 44.B 45.C 46.E 47.C 48.B
49.E 50.C

COLOQUE V (VERDADEIRO) OU F (FALSO), PARTE I


1. A palavra pôsteres manteria o acento gráfico caso fosse passada para o singular . _V__
2. O emprego de acento gráfico nas palavras tábua e mágoa é determinado pela mesma regra. _V__
3. As palavras série e antagônico são acentuadas por razões diferentes. _V__
4. A mesma regra preceitua o uso do acento em nível e aliás. _F__
5. Uma mesma regra determina o uso de acento em negócio e prêmio. __V_
6. Justifica-se o sinal gráfico de acentuação em língua e períodos pela mesma razão. _F__
7. A mesma regra determina o uso do acento em comprá-lo e balé. _V__
8. As palavras alguem e polens deveriam ser acentuadas. _F__
9. A mesma regra determina o uso do acento nas palavras caráter e até. _F__
10. Caso retirássemos o acento de ânsia e é, surgiriam outras palavras equivalentes na Língua Portu-
guesa, sem acento gráfico._F__
11. Fáceis e histórias recebem acento gráfico em virtude de serem o plural de palavras acentua-
das._F__
12. Se fosse retirado o acento gráfico das palavras virá, estudarás e está, esta alteração provocaria o
surgimento de outras palavras da Língua Portuguesa.__V___
13. A palavra caráter mantém o acento gráfico em sua forma plural.__F___
14. As palavras é e vê-se são acentuadas devido à mesma regra.__V__
15. Eficácia e Ministério são palavras acentuadas pela mesma razão.__V___
16. De acordo com a nova ortografia, a palavra bônus poderá receber acento agudo._V___
17. A palavra álbum recebe acento apenas no singular.__F__
18. A palavra urubu deveria ser acentuada, pois é uma oxítona terminada em “u”. _F_
19. Todas as palavras terminadas em e(s) devem ser acentuadas, visto que são oxítonas.__F__
20. Repórteres recebe acento pela mesma regra de revólver. __F__

COLOQUE V (VERDADEIRO) OU F (FALSO), PARTE II


1. A mesma regra determina o emprego de acento gráfico nas palavras período e faísca._F__
2. As palavras heroísmo e baús são acentuadas pela mesma razão._V__
3. As palavras guaranás, juízes e faróis recebem acento gráfico tanto no singular quanto no plu-
ral._F__
4. As palavras só e intragável mantêm o acento gráfico em suas formas de plural.__V__
5. De acordo com as novas regras, as palavras papéis e heróico deixaram de receber acento
gráfico._F__
6. Cipós e país são palavras acentuadas pela mesma razão._F__
7. Em todas as palavras da Língua Portuguesa o til recai sobre a sílaba tônica, exemplo disso são as pa-
lavras do texto instituição, tradições e função._F__
8. A palavra daí é acentuada pela mesma regra de constituíram._V__
9. A regra que determina o acento na palavra está é a mesma que prescreve seu uso na palavra ensiná-
-los.__V_
10. As palavras aí, vê, e só são acentuadas pela mesma regra._F__
11. Caso anzol aparecesse no plural, seriam criadas as mesmas condições de acentuação da palavra
céu.___V__
12. A ausência de acento gráfico em médico provocaria mudança na sua pronúncia.___V____
13. A palavra enjôo e a palavra vêem, conforme as novas regras, continuarão sendo acentua-

26 Curso extensivo de português


das.___F___
14. A palavra dê (verbo) é acentuada pela regra dos acentos diferenciais.____F_____
15. A palavra Tramandaí é acentuada pela mesma regra de conteúdo.____V____
16. A palavra advêm, segundo a nova ortografia, perderá o acento gráfico. ___F____
17. Conforme as novas regras, as palavras bocaiúva e feiúme passarão a não ser acentuadas. __V___
18. Segundo as novas regras da língua portuguesa, anéis e lençóis não mais terão acento gráfi-
co.___F___
19. Consoante a nova ortografia oficial, não haverá mais acento diferencial na língua portuguesa. __F___
20. De acordo com as novas regras, a palavra “chapéu” perderá o acento agudo. __F__

ANOTAÇÕES

www.professorandresan.com.br 27
ANOTAÇÕES

28 Curso extensivo de português


SUBSTANTIVOS

ADJETIVOS

ARTIGOS

VERBOS

São variáveis.

PRONOMES

NUMERAIS

São variáveis e invariáveis.

ADVÉRBIOS

PREPOSIÇÕES

INTERJEIÇÕES

CONJUNCÕES

São invariáveis.

1.SUBSTANTIVO

www.professorandresan.com.br
2.ADJETIVO

3.ADVÉRBIO
Palavra invariável que modifica um verbo, adjetivo ou outro advérbio, indicando uma circunstância.

Hoje, aqui, lentamente.

EXEMPLO

30 Curso extensivo de português


Sublinhe os adjeti os da lista abaixo.
a) feroz
b) inocência
c) duvidoso
d) frugal
e) vontade
f) pressão
g) puro
h) esperto
i) crucial
j) brusco
k)sensível
l) parco
f) legal
g) tristeza
h) honra
i) favorável
j) esforço
l) esforçado
m) mundo
n) mundial
o) aridez
p) claro
q) clareza

Semânti a

Assinale as frases em que ocorre mudança de sentido


( ) Por ALGUM dinheiro ele seria capaz de vender a casa. Por dinheiro ALGUM ele seria capaz de vender a
casa.
( ) Belo Horizonte já foi uma LINDA cidade. Belo Horizonte já foi uma cidade LINDA.
( ) Sem dúvida, ela é uma GRANDE mulher. Sem dúvida, ela é uma mulher GRANDE.
( ) Aquela POBRE família tem muitos problemas. Aquela família POBRE tem muitos problemas.
( ) Comprei um BONITO carro. Comprei um carro BONITO.
( ) O ALTO traficante assusta a polícia. / O traficante ALTO assusta a polícia.
( ) O VELHO amigo é que socorreu o viciado. / O amigo VELHO é que socorreu o viciado.

Classifique a classe gramatical das palavras destacadas (substantivo, adjetivo, advérbio)


1. A cerveja que desce redondo.
2. A cerveja que desce gelada.
3. Ele é um rapaz bom.
4. O bom da vida é o cantar dos pássaros
5. João está no meio do estádio.
6. Comeu meia maçã.
7. Aquelas moças são meio atrapalhadas.
8. Ela mexe bonito.
9. Não faltam mulheres bonitas aqui.
10. O bonito desta paisagem é o verde.
11. Comprei um bonito terno verde.
12. Os fracos não são perseverantes.
13. Aquela moça só faz o bem.

www.professorandresan.com.br 31
14. Eles falam bem.
15. Eles gostavam de falar difícil.
16. Eles contam rápido.
17. Eles são rápidos.
18. Ela somou certo a conta.
19. Ele está certo.
20. O certo é isso.

GRAUS DO ADJETIVO

32 Curso extensivo de português


Classifique a flexão do adjeti o:

1) O garoto é tão inteligente quanto sua irmã.____________________________________________

2) O aluno é o mais inteligente da sala.__________________________________________________

3) A cerveja está geladíssima._________________________________________________________

4) O político é muito influente._________________________________________________________

5) O leite está melhor que o café.______________________________________________________

6) Sou tão alto quanto você. __________________________________________________________

7) O sol é maior do que a terra. _______________________________________________________

8) A torre é altíssima. _______________________________________________________________

9) Pedro é o menos alto de todos nós. __________________________________________________

10) João é muito alto. _____________________________________________________________

4.PREPOSIÇÃO

www.professorandresan.com.br 33
5.ARTIGO
EMPREGO DOS ARTIGOS

CLASSES DO A
a. Artigo Definido

b. Pronome Pessoal Oblíquo

c. Pronome Demonstrativo

d. Preposição

Classifique o A nas frases abaixo de acordo com o código.


1.Artigo Definido
2.Pronome Pessoal Oblíquo
3.Pronome Demonstrativo
4.Preposição

a) Ele a ( ) encontrou calada.


b) A ( ) que trouxer a ( ) encomenda receberá a ( ) caixa de presentes.
c) A ( ) menina atravessou o rio a ( ) nado..
d) As ( ) amigas prometeram que as ( ) viriam ver antes de as ( ) férias terminarem.
e) Ele começou a ( ) falar que a ( ) blusa de Maria era a ( ) que estava rasgada.

34 Curso extensivo de português


CLASSES DO O
a. Artigo Definido

b. Pronome Pessoal Oblíquo

c. Pronome Demonstrativo

EXEMPLO

6.NUMERAL
Cardinal – um, dois, três

Ordinal – primeiro, segundo, terceiro

www.professorandresan.com.br 35
7.INTERJEIÇÃO
Expressa um sentimento.
Ai!, ui!, epa!

8.PRONOMES
Substituem ou acompanham nomes.
Tua dedicação é perceptível a todos.

9. VERBOS
Indicam ação, estado, fato ou fenômeno da natureza.
Cláudio passeava pelas ruas do centro.
A garota está enferma.
Geou muito na serra.

10.CONJUNÇÕES
Ligam orações ou, eventualmente, termos.
Compareceu à reunião, embora estivesse doente.

36 Curso extensivo de português


1. substantivo

2. adjetivo

3. advérbio

4. artigo

5. preposição

6. numeral

7. interjeição

8. pronome

9. conjunção

10. verbo

Identifique a classe gramati al dos vocábulos destacados de acordo com o código.

1. Todas as crianças fizeram ontem o trabalho que havia sido solicitado.

( ) ( )

2. Amanhã haverá novos discursos na praça central .

( ) ( ) ( ) ( )

3. Saímos sem permissão: por isso ,fomos suspensos.

( ) ( )

4. Não iremos à cerimônia porque a entrega dos convites já ocorreu.

( ) ( ) ( ) ( ) ( )

5. Naquela noite chegamos à tarde.

( ) ( )

6. Os velhos normalmente se movem com mais dificuldade que os jovens.

( ) ( ) ( ) ( )

7. Os velhos homens estavam meio cansados, porque caminharam durante toda a tarde.

( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( )

8. Os que vieram aqui foram os amigos do criminoso.

( ) ( )

9. Estamos confiantes em você.

( ) ( )

10. Oh! O leite derramou.

( ) ( )

www.professorandresan.com.br 37
III.Não é possível determinar, pelo texto, o gênero da pa-
QUESTÕES DE CONCURSOS lavra “xinfolames”.

CLASSES GRAMATICAIS Observe o fragmento: Quais as afirmações corretas:

“(...) quando perde o controle e libera seus instintos ani- a)Apenas I.


mais primitivos.”
b)Apenas II.
1.Identifique o período em que as palavras sublinhadas
têm, respectivamente, a mesma classe de “controle” e c)Apenas III.
“animais” do fragmento proposto.
d)Apenas I e II.
a)É preciso que você controle os animais.
e)I, II e III.
b)Ele conseguiu manter o controle de suas inclinações
animais.
I -CERTAS instituições encontram sua autoridade na
c)O controle dos animais não deve ser descuidado. palavra divina.

d)Há necessidade de que ele controle os impulsos ani- II - Instituições CERTAS encontram caminho no mercado
mais. financeiro.

e)Não há controle dos animais primitivos.


4. As palavras, em destaque, são, no plano morfológico
e semântico (significado)

2.O período a seguir apresenta cinco segmentos sublinha- a) adjetivo em I e substantivo em II, com significado de
dos, um dos quais NÃO faz parte da classe dos substan- “algumas” em I e “corretas” em II.
tivos. Identifique-o, assinalando a letra correspondente: b) substantivo em I e adjetivo em II, com significado de
“muitas” em I e “íntegras” em II.
“Numa aparente contradição à famosa lei da oferta e da
procura, o livro no Brasil é caro porque o brasileiro não c) advérbio em I e II, com significado de “algumas” em I
lê”. e “algumas” em II.

a)contradição d) adjetivos em I e II, com significado de “algumas” em I


e “íntegras” em II.
b)oferta e) advérbio em I e adjetivo em II, com significado de
“poucas” em I e “poucas” em II.
c)procura

d)caro I. “Essa atitude de certo modo religiosa de ‘um’ homem


engajado no trabalho...”
e)brasileiro
II. “Pedro comprou ‘um’ jornal”
III. “Maria mora no apartamento ‘um’.”
3.As palavras seguintes, apesar de inventadas, respeitam IV. “Quantos namorados você tem?” ‘Um’.
as regras da língua portuguesa,
5. A palavra “um” nas frases acima é, no plano morfoló-
“Se as blugatides olvasse trúnfides apocolinas, então gico, respectivamente:
groncemente predimaríamos os xinfolames de frelhões”.
a)artigo indefinido em I e numeral em II, III e IV.
Considere as três afirmações seguintes:
b)artigo indefinido em I e II e numeral em III e IV.
I.A palavra “groncemente” é um advérbio. c)artigo indefinido em I e III e numeral em II e IV.

II.A palavra “predimaríamos” é um verbo conjugado na 1a d)artigo indefinido em I, II, III e IV.
pessoa do plural do futuro do pretérito.

38 Curso extensivo de português


e)artigo indefinido em III e IV e numeral em I e II. 10. A terceira palavra destacada é um

6. Assinale a alternativa que o adjetivo está flexionado no a) adjetivo feminino.


grau superlativo absoluto sintético:
b) substantivo plural.
a)O garoto é tão inteligente quanto sua irmã.
c) substantivo masculino.
b)O aluno é o mais inteligente da sala.
d) adjetivo masculino.
c)A cerveja está geladíssima.
e) substantivo feminino.
d)O político é muito influente.

e)O leite está melhor que o café.


11. Assinale a alternativa cujo adjetivo está no grau su-
perlativo absoluto sintético.

7. Em “o total de chuvas registrado este ano foi maior que a) Frio – muito frio
no mesmo período de 2007.” (2º parágrafo), o adjetivo
destacado está no grau b) Sábio – sabidíssimo
a)superlativo. c) Grande – maior
b)superlativo absoluto. d) Difícil – dificilíssimo
c)comparativo de igualdade.
e) Fácil – facílimo
d)superlativo relativo de superioridade.
e)comparativo de superioridade.
12. Assinale a alternativa em que a palavra destacada
está corretamente classificada entre parênteses.
(...)que chegou a ter uma orquestra particular composta a) As escadas foram levadas pelos eletricistas. (adjetivo)
por escravos em sua grande fazenda.
b) Este já é o segundo chamado que fazem. (numeral)
(...)estudar no famoso colégio Abílio.
c) Umas mulheres perguntaram por você. (preposição)
Nesta cidade dinâmica e aristocrática (...)
d) Um jovem bonito trouxe esta carta. (substantivo)

e) Esperarei que chamem minha turma. (verbo)


8. A primeira palavra destacada é um

a) adjetivo singular.
13. Considere os seguintes enunciados:
b) substantivo masculino.
I- “... como a última luz na varanda”.
c) adjetivo plural.
II-“E comecei a sentir falta das pequenas brigas...”
d) substantivo feminino
III-”Ele a considerava como uma verdadeira companhei-
e) adjetivo feminino. ra”.

Os termos grifados são, respectivamente:


9. A segunda palavra destacada é um a)Artigo, pronome, preposição.

a) adjetivo plural .
b)Preposição, preposição, pronome.
b) substantivo singular.

c) adjetivo masculino.
c)Artigo, artigo, pronome.
d) substantivo feminino.
d)Artigo, preposição, pronome.
e) adjetivo feminino.
www.professorandresan.com.br 39
e)Pronome, preposição, artigo. 18. (FAURGS) A frase em que ambas as palavras subli-
nhadas, de acordo com o contexto, são classificadas
14. Assinale a alternativa em que a palavra destacada é como substantivos é
um adjetivo.
a)O apelido foi instantâneo.
a)O mecânico tem um forte sotaque italiano.
b)Variava a pronúncia, mas a língua era uma só.
b)Aquele jovem é muito educado.
c)Disse o gordo Jorge, que era o que mais implicava com
c)Os motoristas pediram carros novos. o novato.
d)O velho já apresentava sinais de senilidade. d)O pai não viu a sinaleira fechada
e)Chegamos cedo à rodoviária. e)Mas de onde viera aquela estranha palavra?

15. “Uma belíssima lua cheia enfeitava, entre as nuvens, 19. (FAURGS) Assinale a alternativa em que a palavra
o céu, neste Domingo de Páscoa.” sublinhada, considerando o contexto que ocorre, NÃO é
classificada como substantivo.
O grau do adjetivo em destaque na frase acima é
a)compatriotas famintos
a) superlativo absoluto analítico.
b)produção agrícola
b) superlativo relativo de superioridade.
c)evasão escolar
c) comparativo de inferioridade.
d)novo governo
d) comparativo de superioridade.
e)caráter assistencialista
e) superlativo absoluto sintético.

20. (FAURGS) Assinale a alternativa em que a palavra


16. Nas expressões “um dos mais anti os e tradicionais
destacada é da mesma classe gramatical em ambas as
da cidade.” (3º parágrafo) e “um belíssimo” (2º parágra-
frases.
fo), os adjetivos em destaque estão,
a)Levantou-se, saindo da mesa, quando o delegado en-
a) respectivamente, no grau comparativo de superiorida-
trou.
de e superlativo relativo.
Uma mesa de tampo de bronze lavrado foi o móvel mais
b) ambos, no grau superlativo relativo.
caro do leilão.
c) respectivamente, no grau superlativo relativo e super-
b)Tudo sob controle, doutor.
lativo absoluto sintético.
Não suporto que minha mãe me controle o dia inteiro.
d) respectivamente, no grau comparativo de superiorida-
de e superlativo absoluto sintético. c)As perícias já foram feitas, e eu mandei desinterditar
os locais.

Os jogadores locais abusaram da violência durante a par-


17. (FAURGS) Assinale, dentre as palavras abaixo, a que
tida.
pode ser flexionada para o grau superlativo.
d)Botei aqui nestas folhas tudo o que o senhor precisa
a)nobre
para o registro.
b)novela
A informação precisa só pode ser encontrada no Jornal
c)quando da Perícia.

d)perde e)Botei aqui nestas folhas tudo o que o senhor precisa


para o registro.
e)estes
Cometo erros de ortografia sempre que registro uma
ocorrência.

40 Curso extensivo de português


21. (FAURGS) A palavra que NÃO pode ser flexionada em Por que alguns, e não a maioria, passam ao banditismo
gênero, número ou grau é pesado?

a)precisava A princípio ninguém estranha muito quando os jovens


passam a frequentar a igreja apenas em datas cerimo-
b)todos niais.
c)apenas Ir à igreja passa então a ser uma atividade secundária.
d)sensação No fundo, no fundo, não existem medidas públicas capa-
zes de mudar os mecanismos internos de controle que
e)o
fazem...

O que a professora afirma, em resumo, é que não há


22. (FAURGS) Analise as afirmações abaixo. medida tomada por governos que seja capaz de impedir
que surjam novos jovens bandidos...
I –Quem não gostaria de tomar um elixir que garantisse
uma memória à prova de falhas? ... livres das carências materiais extremas com que se
acostumou no Brasil a justificar até os crimes mais bár-
Na frase acima, a palavra um está empregada como nu- baros.
meral, já que expressa uma quantidade, diferentemente
de uma, que é um artigo, pois se antepõe ao substantivo Ao lado do psicológico e do social, o componente econô-
memória para determiná-lo, indicando-lhe gênero e nú- mico pode ser crucial para entender esses ritos de passa-
mero. gem do bem para o mal.

II – Praticar exercícios físicos e ter uma dieta saudável, Diz ele: “Se ele percebe que as suas ações não vêm ten-
com pouco sal e gordura, também ajuda a conservar em do sucesso, conclui que não vale.....”
bom estado os vasos sanguíneos do cérebro.
a) embora – então – mal
Na frase acima, a palavra pouco se refere tanto a sal quan-
b) fortemente – adversas – são
to a gordura.
c) não – governos – para
III – Se for bem treinada, a memória de um idoso pode ser
tão boa quanto a de um jovem. d) estranha – acostumou – conclui
Na frase acima a palavra quanto poderia ser substituída e) mecanismos – novos – ele
corretamente por como.

Quais estão corretas?


24.(FAURGS) Assinale a alternativa que apresenta o plu-
a) Apenas I ral correto para as palavras difíci e márti .
b) Apenas II a) difices - mártis
c) Apenas III b) difíciles - mártirs
d) Apenas II e III c) difíceis - mártires
e) I, II e III d) difíceis - martires

e) difícies - mártirs
23. (FAURGS) Considerando o contexto, assinale a alter-
nativa em que todas as palavras pertencem à mesma ca-
tegoria gramatical. 25. (FAURGS) A palavra que aceita flexão em gênero e
em grau é
Embora fortemente arraigada no instrumental populis-
ta,a ideia de que o crime é fruto exclusivo de condições a) distorcido
sociais adversas é tão atraente quanto falsa.
b) menos
São inúmeras as evidências estatísticas de que muitos
adolescentes cometem delinquências e pequenos furtos. c) se

www.professorandresan.com.br 41
d) sempre b) A coceira de urgências mal resolvidas estilhaça
nossa atenção consciente, quebrando-a em mil pedaços.
e) aparecem
c) Isso significa que quem nasce hoje em dia vive
em média 122 mil horas a mais...
26. Há palavras que dependendo do contexto em que d) Na prática, porém, por tudo o que sinto, ouço e obser-
ocorrem, pertencem ora a uma classe gramatical, ora a vo ao meu redor, o efeito tem sido exatamente o oposto.
outra. Este NÃO é o caso de
e) Se “tempo é dinheiro”, como queria Benjamin
a) São Franklin, parece que quanto mais ricos ....
b) Vão

c) Escuta 30. (FAURGS) Dentre os advérbios abaixo listados,


qual deles modifica outro advérbios nas frases abaixo.
d) Massas
a) bem
e) Entre
.... um simples e despretensioso café assume um sentido
transcendental quando sorvido bem quente, ...
27. (FAURGS) Na frase gostariam de ter um manual mági-
b) eternamente
co, a palavra mágico expressa.
Vá explicar a um sujeito que vive eternamente à beira do
a) um tempo.
mar cristalino, no Nordeste brasileiro, ....
b) uma ação.
c) perfeitamente
c) um modo.
O inverno ilustra perfeitamente o caso: como pensar em
d) uma qualidade recolhimento, um livro diante ...

e) um desejo. d) mais

E disse mais, numa comparação que as mulheres jamais


entenderão: que o frio lhe trazia ...
28. (FAURGS) Em São, na melhor hipótese, gerentes re-
gionais da grande empresa do império americano. E, na e) mais
pior hipótese, feitores de escravos, as duas frases apre-
O frio gaúcho nos permite pertencer ao restrito clube
sentam estruturas semânticas e sintáticas paralelas, de
dos seres humanos que vão ao sol para aquecer-se –
tal forma que foi possível para o autor omitir, na segunda
para lagartear, mais propriamente.
frase, por semelhança com a primeira

a) um advérbio.
31. (Officiu As preposições De, para e com, (desta-
b) um adjetivo.
cadas no trecho abaixo) introduzem, respectivamente,
c) um substantivo. ideias de
De Roma até a Internet, passando pelas grandes na-
d) um verbo. vegações, usamos a tecnologia e a informação para en-
volver e conquistar o mundo conhecido. Somos globali-
e) uma preposição.
zadores.
Nos últimos anos, com a modernização das relações
de produção e de trabalho e com a expansão da eco-
29. (FAURGS) Na frase A coceira de urgências mal resolvi- nomia virtual, alguns segmentos socioeconômicos nos
das estilhaça nossa atenção consciente... a classe grama- países desenvolvidos e em desenvolvimento cresceram
tical da palavra mal conforme seu emprego nessa frase, é e lucraram, gerando a onda de desemprego que varreu a
a mesma da palavra em negrito das frases abaixo. praia da velha economia.
a) ... o meu argumento encontre alguma ressonân-
cia em sua própria experiência. a) posse, movimento e causa.

42 Curso extensivo de português


b) origem, finalidade e causa. do verão quase tropical da cidade naturalmente incitada
nos seus habitantes. De tal modo que esse novo estado
c) origem, movimento e simultaneidade. de disposição coletiva era sensível, que os paulistanos
em geral, surpresos consigo mesmos, e os seus porta-vo-
d) posse, finalidade e simultaneidade.
zes informais em particular, os cronistas, se puseram a
e) origem, finalidade e adição especular sobre ele.

35. (UFRGS) Considere as seguintes afirmativas sobre o


uso de artigos no texto.
32. (FAURGS) Assinale a palavra que aceita flexão de
gênero. I. Se suprimíssemos o artigo “os” (l. 01), isso não acarre-
taria qualquer erro, já que a ocorrência de artigos antes
a) estudo de possessivos não é obrigatória na língua portuguesa.

b) atividade II. Se substituíssemos o artigo “uma” (l. 02) por “a”, isso
não acarretaria qualquer alteração no significado, por-
c) engrandecimento que ambos desempenham a mesma função semântica e
são do mesmo gênero gramatical.
d) colaborador
III. Se suprimíssemos o artigo “um” (l. 04), isso não acar-
e) material
retaria qualquer erro, porque no contexto pode-se usar
igualmente “um tanto” e “tanto”.

33. (FAURGS) Qual das palavras abaixo, retiradas do tex- Quais estão corretas?
to, pode sofrer o mesmo processo flexional ocorrido em
a) Apenas I
muitíssim ?
b) Apenas II
a) presença
c) Apenas III
b) isso
d) Apenas I e III
c) meio
e) I, II e III
d) conhecido

e) artéria
A famosa “malemolência” ou preguiça baiana não
passa de racismo, segundo concluiu uma tese de
34.Assinale a única alternativa em que a expressão dos doutorado defendida na USP. O estudo durou quatro
parênteses define corretamente a classe gramatical, na anos.
frase, da palavra sublinhada. A tese defendida pela professora de antropologia
Elisete Zanlorenzi sustenta que o baiano é tão eficiente
a) No ritmo atual da destruição, uma espécie se extingue
quanto o trabalhador das outras regiões do Brasil e
a cada 20 (pronome) minutos.
contesta a visão de que o morador da Bahia vive em
b) Há muito para ser feito, mas o tempo é curto (advérbio clima de “festaeterna”.
de modo). “Pelo contrário, é justamente no período de festas
c) Mostrar (verbo substantivado) uma área da Mata que o baiano mais trabalha. Como 51% da ............. da
Atlântica que tenha se regenerado. população atua no mercado informal, as festas são uma
oportunidade de trabalho.
d) Se quiser convencer alguém (pronome pessoal oblíquo)
da importância de biodiversidade... Quem se diverte é o turista” diz a autora.

e) ... sendo a nossa melhor (adjetivo) arma. Segundo a antropóloga, a objetivo da tese foi descobrir
como a imagem da preguiça baiana surgiu e se consolidou.
Elisete conclui que a imagem da preguiça se derivou do
discurso .............. contra os negros e mestiços, que são
Desde os seus primeiros dias, o ano de 1919 trouxe uma 79% da população da Bahia “A elevada porcentagem de
inusitada excitação às ruas de São Paulo. Era alguma coisa negros e mestiços não é uma coincidência. A atribuição
além da turbulência instintiva, que o calor um tanto tardio da preguiça aos baianos tem um teor racista”.
www.professorandresan.com.br 43
O estudo mostra que a imagem de povo preguiçoso se não haveria alteração no sentido global da frase.
enraizou no próprio Estado por meio das elites de origem
européia, que consideravam os escravos “indolentes”. II. O artigo indefinido uns poderia substituir o definido
os em os americanos(...), sem que houvesse alteração
36. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações acerca do no sentido da frase em questão.
uso de artigos.
III. As duas ocorrências do artigo definido o anteposto
I. O artigo indefinido uma poderia ser substituído pelo às palavras psicoterapeuta e sociólogo no final do
definido a, sem que houvesse alteração no sentido da texto poderiam ser substituídas por um indefinido
frase em questão. sem mudar o sentido da frase.

II. Caso tivéssemos oportunidades aos invés de uma Quais estão corretas?
oportunidade, não haveria alteração no sentido global
da frase em questão. a) Apenas l.

III. O artigo definido O poderia ser substituído pelo b) Apenas ll.


indefinido Um, sem que houvesse alteração no
c) Apenas l e lll.
sentido da frase em questão.
d) Apenas ll e lll.
Quais estão corretas?
e) l, ll e lll.
a) Apenas I

b) Apenas II
Não existe nada que o homem mais tema do que ser
c) Apenas III
tocado pelo desconhecido. Ele quer saber quem o está
d) Apenas I e II agarrando; ele o quer reconhecer ou, pelo menos, classi-
ficar. O homem sempre evita o contato com o estranho.
e) Apenas II e III. De noite ou em locais escuros o terror diante de um con-
tato inesperado pode converter-se em pânico.

38. (UFRGS) O uso do artigo definido na expressão “o


A notícia saiu No “The Wall Street Journal”: a “ansieda- homem” pode ser explicado.
de superou a depressão com problema de saúde mental
predominante nos EUA”. Para justificar o absurdo, o au- a) porque, no caso, trata-se de um ser específico dentro
tor da matéria recorre a um psicoterapeuta e a um so- de seu grupo.
ciólogo. O primeiro descreve “ansiedade como condição
dos privilegiados que, livres de ameaças reais, se dão ao b) pela intenção de que o substantivo por ele
luxo de “olhar para dentro” e criar medos irracionais; o determinado se refira à totalidade de um grupo.
segundo diz que “vivemos na era mais segura da huma-
nidade” e, no entanto, “desperdiçamos bilhões de dólares c) pela ênfase no gênero masculino, que no caso
em medos bem mais ampliadas do que seria justificável”. representa um sexo determinado.
Sem meias palavras, os peritos dizem algo mais ou menos d) pelo objetivo de cercar o substantivo “homem” de
assim: os americanos estão nadando em riqueza e, como uma atmosfera afetiva.
não têm do que se queixar, adquiriram o costume neu-
rótico de desentocar medos irracionais para projetá-los e) pela posição sintática da expressão “o homem” na
no admirável mundo novo ao redor (...). oração.

Os candidatos à ansiedade são, assim, bem mais


numerosos e bem menos ociosos do que pensam o
psicoterapeuta e o sociólogo. 39. (Assistente Administrati o – FAURGS) Associe as pa-
lavras sublinhadas na segunda coluna com as atribuições
(Adaptado de: COSTA J.F. A ansiedade da opulência. que a elas são conferidas, enumeradas na primeira co-
Folha de São Paulo. 19 de março de 2000.) luna.

(1) Acompanha um nome e indica posse.


37. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações acerca do (2) Nomeia um ser.
uso de artigos.
(3) Expressa uma qualidade.
I. Caso tivéssemos uma condição em vez de condição,

44 Curso extensivo de português


(4) Expressa uma ação. d) 5 – 1 – 4 – 2 – 3.

(5) Expressa uma circunstância. e) 1 – 2 – 3 – 4 – 5.

( ) A palavra humor vem do latim

( ) que se movimenta internamente

( ) O mau humor, em geral, é maior do que nossa


consciência

( ) Com bom humor criamos novas soluções

( ) modificamos o ambiente

A sequência numérica correta, na segunda coluna, de


cima para baixo, é

a) 2 - 5 – 1 – 3 – 4.

b) 3 – 4 – 2 – 5 – 1.

c) 4 – 3 – 5 – 1 – 2.

GABARITO
CLASSES GRAMATICAIS
01. b 06. c 11. e 16. c 21. c 26. d 31. b 36. b
02. d 07. e 12. b 17. a 22. d 27. d 32. d 37. a
03. d 08. d 13. d 18. b 23. d 28. d 33. d 38. b
04. d 09. c 14. a 19. c 24. c 29. e 34. e 39. a
05. b 10. a 15. e 20. a 25. a 30. e 35. a

www.professorandresan.com.br 45
RESPOSTAS
EXERCÍCIOS I

Sublinhe os adjetivos da lista abaixo.

a) feroz

b) inocência

c) duvidoso

d) frugal

e) vontade

f) pressão

g) puro

h) esperto

i) crucial

j) brusco

k)sensível

l) parco

f) legal

g) tristeza

h) honra

i) favorável

j) esforço

l) esforçado

m) mundo

n) mundial

o) aridez

p) claro

q) clareza

46 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS II – Semântica

Assinale as frases em que ocorre mudança de sentido.

(X) Por ALGUM dinheiro ele seria capaz de vender a casa. Por dinheiro ALGUM ele seria capaz de vender a
casa.

( ) Belo Horizonte já foi uma LINDA cidade.Belo Horizonte já foi uma cidade LINDA.

(X) Sem dúvida, ela é uma GRANDE mulher. Sem dúvida, ela é uma mulher GRANDE.

(X) Aquela POBRE família tem muitos problemas. Aquela família POBRE tem muitos problemas.

( ) Comprei um BONITO carro. Comprei um carro BONITO.

(X) O ALTO traficante assusta a polícia. / O traficante ALTO assusta a polícia.

(X) O VELHO amigo é que socorreu o viciado. / O amigo VELHO é que socorreu o viciado.

EXERCÍCIOS III

Classifique a classe gramatical das palavras destacadas (substantivo, adjetivo, advérbio)

1. A cerveja que desce redondo. ADVÉRBIO

2. A cerveja que desce gelada. ADJETIVO

3. Ele é um rapaz bom. ADJETIVO

4. O bom da vida é o cantar dos pássaros. SUBSTANTIVO/SUBSTANTIVO

5. João está no meio do estádio. SUBSTANTIVO

6. Comeu meia maçã. ADJETIVO

7. Aquelas moças são meio atrapalhadas. ADVÉRBIO

8. Ela mexe bonito. ADVÉRBIO

9. Não faltam mulheres bonitas aqui. ADJETIVO

10. O bonito desta paisagem é o verde. SUBSTANTIVO/SUBSTANTIVO

11. Comprei um bonito terno verde. ADJETIVO/ADJETIVO

12. Os fracos não são perseverantes. SUBSTANTIVO/ADJETIVO

13. Aquela moça só faz o bem. SUBSTANTIVO

14. Eles falam bem. ADVÉRBIO

15. Eles gostavam de falar difícil. ADVÉRBIO

16. Eles contam rápido. ADVÉRBIO

17. Eles são rápidos. ADJETIVO

18. Ela somou certo a conta. ADVÉRBIO

19. Ele está certo. ADJETIVO

20. O certo é isso. SUBSTANTIVO

www.professorandresan.com.br 47
EXERCÍCIOS IV

– Classifique a flexão do adjetivo:

1. O garoto é tão inteligente quanto sua irmã. COMPARATIVO DE IGUALDADE

2. O aluno é o mais inteligente da sala. SUPERLATIVO RELATIVO DE SUPERIORIDADE

3. A cerveja está geladíssima. SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO

4. O político é muito influente. SUPERLATIVO ABSOLUTO ANALÍTICO

5. O leite está melhor que o café. COMPARATIVO DE SUPERIORIDADE

6. Sou tão alto quanto você. COMPARATIVO DE IGUALDADE

7. O sol é maior do que a terra. COMPARATIVO DE SUPERIORIDADE

8. A torre é altíssima. . SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO

9. Pedro é o menos alto de todos nós. SUPERLATIVO RELATIVO DE INFERIORIDADE

10. João é muito alto. SUPERLATIVO ABSOLUTO ANALÍTICO

EXERCÍCIOS V

Classifique o A nas frases abaixo de acordo com o código.

1. Artigo Definido

2. Pronome Pessoal Oblíquo

3. Pronome Demonstrativo

1. Preposição

a) Ele a ( 2 ) encontrou calada.

b) A ( 3 ) que trouxer a ( 1 ) encomenda receberá a ( 1 ) caixa de presentes.

c) A ( 1 ) menina atravessou o rio a ( 4 ) nado..

d) As ( 1 ) amigas prometeram que as ( 2 ) viriam ver antes de as ( 1 ) férias terminarem.

e) Ele começou a ( 4 ) falar que a ( 1 ) blusa de Maria era a ( 3 ) que estava rasgada.

EXERCÍCIOS VI

1. substantivo

2. adjetivo

3. advérbio

4. artigo

5. preposição

6. numeral

7. interjeição

8. pronome

9. conjunção

48 Curso extensivo de português


10. verbo

Identifique a classe gramatical dos vocábulos destacados de acordo com o código.

1. Todas as crianças fizeram ontem o trabalho que havia sido solicitado.

(8) (3)

2. Amanhã haverá novos discursos na praça central .

(3) (2) (1) (2)

3. Saímos sem permissão: por isso ,fomos suspensos.

( 5 ) ( 9 )

4. Não iremos à cerimônia porque a entrega dos convites já ocorreu.

(3) (1 ) (9 ) (1) (3)

5. Naquela noite chegamos à tarde.

( 1 ) (1 )

6. Os velhos normalmente se movem com mais dificuldade que os jovens.

(1 ) ( 3) (5) ( 1 )

7. Os velhos homens estavam meio cansados, porque caminharam durante toda a tarde.

(4) ( 2 ) (3) (2) ( 9 ) ( 1 )

8. Os que vieram aqui foram os amigos do criminoso.

(8 ) ( 4 )

9. Estamos confiantes em você.

(2) (5 )

10. Oh! O leite derramou.

(7) (10)

www.professorandresan.com.br 49
ANOTAÇÕES

50 Curso extensivo de português


DERIVAÇÃO E COMPOSIÇÃO
CONCEITOS BÁSICOS

1.Prefi al Acréscimo de um prefixo à palavra já existente.

Exs.: ANTEver, CONter, IMpossível, Ilegal, DESleal.

2.Sufi al Acréscimo de um sufixo à palavra já existente.

Exs.: lealDADE, laranjAL, meninINHO, felizMENTE.

3.Prefi al e Sufixal Acréscimo de um prefixo e um sufixo à palavra já existente.

Exs.: DESlealDADE, INfelizMENTE.

4.Parassintéti a Acréscimo simultâneo de um prefixo e um sufixo à palavra já


existente.

Exs.: EMpobrECER, AmanhECER, DESalmADO

5.Regressiva Perda de elemento de uma palavra já existente. Ocorre,


geralmente, de um verbo para substantivo.
Exs.: cantar – o canto
chorar – o choro
vender – a venda

6.Imprópria Muda-se a classe gramatical sem alterar a forma da palavra.

Exs.: Fez um ai meio estranho.

www.professorandresan.com.br
Formação de uma palavra nova através da união de dois ou mais vocábulos primitivos. Assim, temos:

1.Justaposição Formação de uma palavra composta sem que ocorrra perda de


Elementos.

Exs.: guarda + chuva = guarda-chuva


pé + de + moleque = pé-de-moleque
passa + tempo = passatempo
gira + sol = girassol

2.Aglutina ão Formação de uma palavra composta com perda de elementos.

Exs.: plano + alto = planalto


água + ardente = aguardente
perna + alta = pernalta

3. Outros casos:
1.Hibridismo com elementos oriundos de línguas diferentes.
Exs.: automóvel (auto: grego; móvel: latim)
sambódromo (samba: dialeto africano; dromo: grego)

2.Onomatopéia reprodução de sons e ruídos.


Exs.: tique-taque, reco-reco

3.Redução espécie de parte da palavra.


Exs.: foto (por fotografia)
fone (por telefone)

4.Abreviatura representação abreviada de uma palavra ou expressão.


Exs.: loc. adv. (locução adverbial)
Av. (Avenida)
5.Sigla geralmente formada com as letras iniciais das palavras de um nome ou título.
Exs.: QG (Quartel-General)
FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)

Indique o processo de formação das palavras abaixo por meio do seguinte código:

1- Prefixação a) enraizar ( )
2- derivação regressiva b) refazer ( )
3- Sufixação c) clareza ( )
4- derivação imprópria d) rosa-claro ( )
5- prefixação e sufixação e) pontiagudo ( )
6- composição por justaposição f) a busca ( )
7- parassíntese g) amável ( )
8- composição por aglutinação h)conhecimento ( )
i) prever ( )
j) o castigo ( )
k) desonrado ( )
l) anoitecer ( )
m) subumano ( )
n) sexta-feira ( )
o) o falar ( )

52 Curso extensivo de português


1.Formam substanti os de verbos

AGENTE
navegante
combatente
pedinte
contador
pintor
agressor

LUGAR
bebedouro
laboratório

AÇÃO
traição
suadouro
ferimento
concorrência

2.Formam substanti os de adjeti os

bondade
doçura
aridez
beleza

3.Formam adjeti os de substanti os

Horroroso
Barbudo
horizontal

4.Formam verbos

civilizar
florescer
endurecer

5. Forma advérbios de adjeti os

luxuosamente

6. Forma adjeti o de verbo

justificável

www.professorandresan.com.br 53
Indique o processo através do seguinte código:

1 - Forma substantivos de verbos


2 - Forma substantivos de adjetivos
3 - Forma adjetivos de substantivos
4 - Forma verbos de adjetivos
5 - Forma advérbios de adjetivos
6- Forma adjetivos de verbos

a) discutível ( )
b) estudante ( )
c) realizar ( )
d) julgamento ( )
e) felicidade ( )
f) rigidez ( )
g) afastamento ( )
h) admirável ( )
i) prazeroso ( )
j) dormitório ( )
k) ampliação ( )
l) horizontal ( )
m) bondoso ( )
n) perfeitamente ( )
o) utilizar ( )
p) fidelidade ( )
q) gostoso ( )
r) bebedor ( )
s) bebedouro ( )
t) mental ( )
u) beleza ( )
v) caracterização ( )
w) orbital ( )
x) fortemente ( )
y) homogeneidade ( )
z) escassez ( )
aa) sortudo ( )
bb) demissão ( )

54 Curso extensivo de português


GREGOS
1. AERO 31. LITO
2. ANTROPO 32. LOGO
3. ARQUIA 33. MACRO
4. AUTO 34. METRIA
5. ALGIA 35. MESO
6. BIO 36. MICRO
7. CACO 37. MISO
8. CARDIO 38. MONO
9. CEFALO 39. NEURO
10. CALI 40. NEVRO
11. COSMO 41. NEO
12. CROMO 42. ORTO
13. CRONO 43. POLI
14. CRACIA 44. POTAMOS
15. DEMO 45. PSIQUE
16. DERMA 46. PIRO
17. DROMO 47. PROTO
18. ETNO 48. PSEUDO
19. FILO 49. PAN
20. FONO 50. PATO
21. FOTO 51. SCOPIA
22. FOBIA 52. TEO
23. FAGIA 53. TERMO
24. GAMO 54. TOPO
25. GEO 55. TELE
26. GRAFIA 55. TERAPIA
27. HEMO 56. TECA
28. HETERO 57. TANATOS
29. HIDRO 58. ZOO
30. HOMO

LATINOS
1. AGRI
2. AMBI
3. COR
4. CIDA
5. COLA
6. EGO
7. EQUI
8. FUGO
9. IGNI
10. MULTI
11. ONI
12. VOMO
13. VORO
14. SEMI
15. SESQUI

www.professorandresan.com.br 55
QUESTÕES DE CONCURSOS d) sua aplicação às palavras polêmica e carreira exigiria
alteração na pronúncia da palavra, deslocando a
FORMAÇÃO DE PALAVRAS tonicidade de uma sílaba para outra.
1. A formação do vocábulo destacado na expressão “o e) na adição de sub a agência, o prefixo constituiria uma
canto das sereias” é: sílaba isolada, à semelhança de subalterno.
a) composição por justaposição

b) derivação regressiva 5. Considere as seguintes afirmações sobre as palavras


balaio-de-gatos e camisa-de-força.
c) derivação sufixal
I. Elas são formadas a partir de palavras já existentes na
d) palavra primitiva
língua portuguesa.
e) derivação prefixal II. Elas têm o significado de todo determinado pela soma
do significado das partes.
III. Elas fazem o plural pelo acréscimo de –s apenas ao
2. Com o mesmo radical da palavra “passíveis” é formada último membro.
a palavra.
Quais estão corretas?
a) passado a) Apenas I
b) inultrapassável b) Apenas II

c) capacidade c) Apenas III


d) Apenas I e III
d) impassibilidade
e) I, II e III
e) pacífico.

6. Em qual das palavras abaixo não há prefixo igual a da


3. Com o mesmo radical da palavra díspares é formada palavra indesejada.
a palavra:
a) Incontinente
a) discreto
b) Irregular
b) ímpar
c) Impossível
c) disparar
d) aparar d) Irritação

e) disperso e) Infalível

4. Neste texto, o autor cria a palavra biprofissional para 7. Todas as palavras iniciaram-se por um mesmo prefixo,
nomear o fenômeno a respeito do qual seu texto versará. exceto:
Para tanto, ele utiliza um mecanismo produtivo de
formação de palavras em língua portuguesa - a prefixação. a) infeliz
Quanto à prefixação, é correto afirmar que
b) ilegal
a) as palavras preconceito, impossibilidade e transformar
são também resultados de sua aplicação. c) imperfeito

b) as palavras reforça, subgerente e repentinamente são d) indígena


também resultado de sua aplicação.
e) ingrato
c) a palavra sempre poderia ser tomada como base
para sua aplicação, da mesma forma como o autor
tomou profissional, dando origem a um novo item no 8. Todas as palavras abaixo possuem o mesmo prefixo,
vocabulário da língua portuguesa. com exceção de:

56 Curso extensivo de português


a) insinuações 12. O prefixo indica duplicidade em:
b) indireta a) êxodo
c) incompetentes
b) antídoto
d) incapazes
c) compor
e) inconscientemente
d) revisar

9. Considere as seguintes afirmações sobre a formação e) díptero


de palavra do texto.

I. As palavras contradição e tradicional contêm a mesma


13. No texto há palavras cuja formação ocorreu pelo
raiz
acréscimo de um sufixo que transforma adjetivos em
II. As palavras exclusão e inclusão contêm prefixos que substantivos. Assinale a alternativa em que esse processo
são antônimos. de formação pode ser identificado.

III. As palavras infiéis e fidelidade têm a mesma raiz. a) comportamento

Quais estão corretas? b) moradia

a) Apenas I. c) homogeneidade

b) Apenas II. d) organização

c) Apenas III. e) tendências

d) Apenas II e III.

e) I, II e III. 14. Todas as palavras abaixo, que aparecem no texto,


contém o mesmo sufixo. Assinale a alternativa em que
a palavra contém, na sua estrutura, outro sufixo além do
que é comum a todas:
10. Os prefixos das palavras expressam idéias opostas,
exceto na alternativa: a) explicação

a) intrínseco – extrínseco b) concepção

b) promover – regredir c) formação

c) anteceder – pospor d) conscientização

d) diálogo – transformação e) percepção

e) subestimar – superestimar

15. Relacionam-se, pela origem, a verbos existentes


na Língua portuguesa, todos os substantivos abaixo, à
11. Dentre as alternativas abaixo, assinale aquela em que exceção de:
ocorrem dois prefixos que dão idéia de negação.
a) deterioração
impune, acéfalo
b) compensações
pressupor, ambíguo c) mergulhadores
anarquia, decair d) estofamento
importar, soterrar e) metrópoles

ilegal , refazer
16. Relacionam-se a verbos existentes na Língua
Portuguesa as palavras abaixo, à exceção de

www.professorandresan.com.br 57
a) entrevistado c) esforço

b) ordinária d) probabilidade

c) perguntas e) êxito

d) diálogo

e) funcionamento 20. Considere as seguintes afirmações sobre a formação


de palavras no texto.
f)
I. O prefixo contido na palavra invencível é o mesmo
17. Abaixo são feitas três afirmações sobre a formação de que se encontra, em formas variantes, nas palavras
palavras do texto. inferir, irromper, irrigar.
I. As palavras justificável e admirável são adjetivos II. A palavra hipérboles contém o mesmo prefixo que a
formados a partir de verbos. palavra hipermercado.
II. As palavras irracionais e indispensáveis apresentam o III. As palavras melodioso e melódica são adjetivos
mesmo prefixo. derivados de um mesmo substantivo, como o é
também a palavra melodista.
III. Nas palavras mental e sexual, o sufixo utilizado forma
adjetivos a partir de substantivos. a) Apenas I.
Quais estão corretas? b) Apenas II.
a) Apenas l. c) Apenas III.
b) Apenas ll. d) Apenas I e II.
c) Apenas l e lll. e) Apenas II e III.
d) Apenas ll e lll.

e) l, ll e lll. 21. A partir da palavra “Lapa”, foram criadas as cinco


palavras da coluna da esquerda, utilizando-se sufixos
correntes na Língua Portuguesa; na coluna da direita,
18. As palavras molheira, saleiro e sujeira são formadas foram listados três significados.
pela adição de um mesmo sufixo ao radical. Assinale a
1. lapófilo ( ) aquele que estuda a lapa
alternativa que Não apresenta o mesmo sufixo.
2. lapólatra ( ) aquele que odeia a lapa
a) roupeiro
3. lapético ( ) aquele que é amigo da lapa
b) queira
4. lapólogo
c) mosqueteiro
5. lapófobo
d) fofoqueira
A numeração correta da coluna da direita, de cima para
e) lixeira
baixo, para associar as duas colunas, é:

a) 4 – 5 - 1
19. Existem, em Língua Portuguesa, palavras que embora
b) 4 – 2 - 3
pertencendo à mesma família, apresentando pequenas
diferenças no radical. É o caso de um dos substantivos c) 1 – 5 - 2
abaixo, que, em relação a um adjetivo da mesma família,
apresenta diferença de consoantes do seu radical. Qual é d) 1 - 2 - 3
esse substantivo?
e) 3 – 1 - 4
a) grupos

b) incerteza

58 Curso extensivo de português


21. Assinale a alternativa em que está classificada d) combinação.
corretamente a palavra bom-tom do ponto de vista de
sua formação. e) anteporta.

a) Derivação imprópria.

b) Parassintetismo. 25. (FAURGS) Associe as colunas, conforme as palavras


tenham sido formadas com o acréscimo de prefixo
c) Composição por aglutinação. (partícula antes do núcleo de sentido da palavra),
sufixo (partícula depois do núcleo de sentido da
d) Derivação regressiva. palavra) ou sem nenhum dos dois.
e) Composição por justaposição. (P) Prefixo

(S) Sufixo
22. Analise as afirmativas sobre a formação das palavras (N) Nenhum
do texto.

I. A palavra informação contém sufixo formador de


substantivo a partir de verbo. ( ) desaboliu

II. Em bebível, o sufixo significa passível de. ( ) noivinha

III. As palavras crônica-síntese e semi-aberto são ( ) libertino


compostas por aglutinação.
( ) testa
Qual(is) está(ão) correta(s)?
A alternativa que preenche correta e respectivamente os
a) Apenas a I. parênteses da segunda coluna, de cima para baixo, é

b) Apenas a II. a) P – S – N – P

c) Apenas a III. b) P – S – S – N

d) Apenas a I e a II. c) S – N – P – P

e) I, II, III. d) S – P – S – N

e) N – P – P – S

23. As palavras da seqüência “caótica, desregrada,


imperfeita e ilógica” são formadas, respectivamente, por
26. (FDRH)
a) derivação, derivação, derivação, composição.
Leia as afirmações abaixo, relativas à estrutura de
b) derivação, derivação, composição, composição. algumas palavras do texto.

c) composição, derivação, derivação, derivação. I - A palavra subjeti a pertence à mesma família de


palavras de sujeição.
d) derivação, composição, derivação, composição.
II - Na palavra vivência encontramos um sufixo que
e) derivação, derivação, derivação, derivação. forma substantivos abstratos a partir de verbos.

III – A palavra opressiva pertence à mesma família de


palavras de um verbo da segunda conjugação.
24. A alternativa cuja palavra apresenta um prefixo
com o mesmo significado que o prefixo da palavra Quais estão corretas?
“contraditório” é
a) Apenas I.
a) antebraço.
b) Apenas I e II.
b) adjunto.
c) Apenas I e III.
c) anticaspa.
www.professorandresan.com.br 59
d) Apenas II e III. e) 3-4-5.

e) I, II e III.

30. (FAUGRS) Abaixo são feitas três afirmações sobre a


formação de palavras do texto.
27. (FAURGS) As palavras abaixo apresentam sufi o em
I – As palavras étnica, e etólogos contêm o mesmo
sua estrutura, à exceção de
radical.
a) futebol II – As palavras inegável, infl xibilidade e imutáveis são todas
formadas com o mesmo prefixo.
b) comentarista
III – Tanto a palavra insti ante quanto a palavra ardiloso
c) virada apresentam um sufixo que forma adjetivos derivados de
substantivos.
d) sombrio
Quais estão corretas?
e) esportivas
a) Apenas I.

b) Apenas II.
28. (FAUGRS) A palavra sinaleira é derivada de sinal. A
alternativa que apresenta uma outra palavra também c) Apenas I e II.
derivada é
d) Apenas II e III
a) região
e) I, II e III
b) língua

c) hospital
31. (FAUGRS) O adjetivo que pertence a uma família de
d) palavra palavra onde NÃO ocorre um verbo formado com o
sufixo –izar é
e) novato
a) objetiva

b) econômico
29. (UFRGS) A palavra geoarqueóloga é composta por
três radicais eruditos. Na posição final encontra-se o c) eterno
radical –logo, que significa ‘aquele que estuda’.
d) consciente
Abaixo, na coluna da esquerda, estão listadas cinco
palavras compostas com dois radicais eruditos; na da e) responsável
direita, os sentidos possíveis dos radicais finais de três
dessas palavras. Associe adequadamente a coluna da
direita à da esquerda.
32. (O cium) Na Língua Portuguesa, as siglas têm mais
1 - ególatra ( ) aquele que cultua de uma forma possível de leitura oral, sendo que de
maneira geral, o uso consagra uma forma de leitura
2 - enófilo ( ) aquele que tem aversão a para cada sigla particular. Dentre as siglas abaixo,
qual – de acordo com o uso consagrado – não é lida
3 - enófobo ( ) aquele que descreve pela mesma regra de leitura oral utilizada na leitura
das outras?
4 - filantropo
a) TSE
5 - geógrafo
b) IPVA
a) 1-2-3.
c) BRDE
b) 1-3-5.
d) ABNT
c) 2-3-4.
e) DETRAN
d) 2-4-5.

60 Curso extensivo de português


d) Apenas I e III.

33. (Officium Assinale a alternativa em que todos os e) I, II e III.


substantivos pertencem a famílias de palavras em que
ocorrem adjetivos terminados em –al.

a) tradições – consenso – razão 36. (FAURGS) Todas as palavras abaixo são formadas por
sufixo, À EXCEÇÃO DE
b) tradições – premência – mercado
a) francês
c) grupos – razão – utopia
b) somente
d) premência – grupos – hierarquias
c) exaustivos
e) consenso – utopia – mercado
d) corredores

e) valor
34. (Officiu Além do radical glob-, a palavra globalização
tem outros elementos formadores. Leia a descrição
de possíveis elementos que dela fariam parte.
37. (OFFICIUM) O sufixo presente na palavra marginais
I - Um sufixo que geralmente forma adjetivos a partir de também ocorre em adjetivos derivados dos
substantivos. substantivos abaixo, à exceção de

II - Um sufixo que geralmente forma verbos. a) lei

III - Um sufixo que geralmente forma substantivos derivados b) ocasiões


de verbos, denotando resultado da ação.
c) territórios
Quais desses elementos estão presentes na citada
d) rigor
palavra?
e) empresário
a) Apenas I

b) Apenas III
38. (OFFICIUM) Quando as palavras são formadas a partir
c) Apenas I e II
de uma mesma raiz, dizemos que elas pertencem a
d) Apenas II e III uma mesma família. Considere, nesse sentido, os
seguintes grupos de palavras empregadas no texto.
e) I, II e III
I - criatividade, criativo e criar

II - independência e persistência
35. (FAURGS) Considere as seguintes afirmações sobre
a estrutura de palavras do texto. III - inconformismo e conformistas

I - As palavras imaginati as, imagináveis e imaginário Quais deles contêm palavras que pertencem a uma
pertencem à mesma família. mesma família?

II - Originado de um verbo o adjetivo indecifrável tem a) Apenas I


sufixo e prefixo em sua estrutura.
b) Apenas II
III - A partir da palavra categoria, forma-se de um verbo
c) Apenas III
por meio do mesmo sufixo que ocorre em ti ania.
d) Apenas I e III
Quais estão corretas?
e) I, II e III
a) Apenas I.

b) Apenas lI.
39. (OFFICIUM) Sobre a palavra inatingível, são feitas as
c) Apenas III.
três afirmações abaixo.
www.professorandresan.com.br 61
I – Trata-se de uma palavra que não apresenta variação de A. O conhecimento de radicais gregos e latinos pode
gênero gramatical. nos auxiliar em várias atividades da vida diária, como,
por exemplo, na identificação dos órgãos a cujas
II – Contém um prefixo que significa movimento para doenças alguns remédios se destinam. Suponhamos que
dentro. determinado laboratório lance uma série de remédios e
utilize, de forma correta, os radicais referentes a várias
III – Apresenta um sufixo que deriva adjetivos de verbos.
partes do corpo humano para denominar esses novos
Quais estão corretas? medicamentos.

a) Apenas I Os nomes dos supostos remédios seriam:

b) Apenas I e II a) Gastrivol

c) Apenas I e III b) Hematovol

d) Apenas II e III c) Cardiovol

e) I, II e III d) Hepatovol

e) Cefalovol

40. (OFFICIUM) As palavras gigantism e negati os, se


analisadas do ponto de vista morfológico, têm como
42. (UFRGS) Selecione o remédio para dores de cabeça.
característica comum o fato de ambas
43.
a) apresentarem prefixo.
44. (UFGRS) Selecione o remédio para doenças do fígado.
b) serem derivadas de verbo.

c) serem derivadas de adjetivo.


45. (UFRGS) A partir da palavra “Lapa”, foram criadas as
d) apresentarem desinência de pessoa.
cinco palavras da coluna da esquerda, utilizando-se
e) apresentarem sufixo. sufixos correntes na Língua Portuguesa; na coluna da
direita, foram listados três significados.

1. lapófilo ( ) aquele que estuda a lapa


41. (OFFICIUM) Considere as seguintes afirmativas sobre
formação de palavras. 2. lapólatra ( ) aquele que odeia a lapa

I – Embora praticamente não a utilizem, os falantes da 3. lapético ( ) aquele que é amigo da lapa
língua portuguesa podem compreender o significado da
4. lapólogo
palavra achamento a partir de suas partes constitutivas: o
radical do verbo achar e o sufixo que o acompanha. 5. lapófobo
II – A derivação da palavra cabralino transforma um nome A enumeração correta da coluna da direita, de cima para
próprio em um adjetivo através de acréscimo de um baixo, para associar as duas colunas, é:
sufixo.
a) 4 – 5 - 1
III – As palavras inaceitável, incorporado e intolerância
apresentam o mesmo prefixo. b) 4 – 2 – 3

Quais são corretas? c) 1 – 5 - 2

a) Apenas I d) 1 - 2 - 3

b) Apenas I e II e) 3 – 1 - 4

c) Apenas I e III

d) Apenas II e III 46. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações sobre a


derivação de algumas palavras do texto.
e) I, II e III

62 Curso extensivo de português


I. As palavras Renascimento, rechonchudas e
preconceituosos são formadas, simultaneamente,
por prefixo e sufixo.

II. Podemos inferir que o significado do elemento comum


de antropologia e antropofagia é “cultura”.

III. Em antropofágica, há um sufixo cuja função é


transformar um substantivo em adjetivo.

Quais estão corretas?

a) Apenas I

b) Apenas II

c) Apenas III

d) Apenas I e II

GABARITOS
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS
01. B 06. D 11. A 16. B 21. A 25. B 30. B 35. E 40. E
02. D 07. D 12. E 17. E 21. E 26. B 31. A 36. E 41. B
03. B 08. A 13. C 18. B 22. D 27. A 32. E 37. D 42. E
04. A 09. D 14. D 19. D 23. E 28. E 33. A 38. D 43. D
05. A 10. D 15. E 20. E 24. C 29. B 34. E 39. C 44. A
45. C

a) enraizar (7) Exercícios de sufixos


b) refazer (1) A. Discutível (6)
c) clareza (3) B. Estudante (1)
d) rosa-claro (6) C. realizar (4)
e) pontiagudo (8) D. julgamento (1)
f) a busca (2) E. felicidade(2)
g) amável (3) F. Rigidez(2)
h) conhecimento (3) G. Afastamento(1)
i) prever (1) H. Admirável(6)
j) o castigo (2) I. prazeroso(3)
k) desonrado (5) J. dormitório(1)
l) anoitecer (7) K. ampliação(1)
m) subumano (1) L. horizontal(3)
n) sexta-feira (6) M. bondoso(3)
o) o falar (4) N. perfeitamente(5)
O. utilizar(4)
P. fidelidade(2)
Q. gostoso(3)
R. bebedor(1)
S. bebedouro(1)
T. mental(3)
U. beleza(2)
V. caracterização(1)
W. orbital(3)
X. fortemente(5)
Y. homogeneidade(2)
Z. escassez(2)
AA. sortudo(3)
BB. demissão(1)

www.professorandresan.com.br 63
ANOTAÇÕES

64 Curso extensivo de português


Localização do sujeito

Definição gramatical: Sujeito é o ser sobre o qual se faz uma declaração.


Localização do sujeito
Exs.:
A)
B)
C)

Núcleo do Sujeito
A)
B)

1) Simples: apresenta apenas um núcleo.


Exemplo:

2) Composto: apresenta dois ou mais núcleos.

Exemplo:

Simples x Composto

Exemplo:

www.professorandresan.com.br
3) Elípti o = _________________=__________________=______________________ : é identi ado pela ter-
minação verbal ou pelo contexto.
Exemplo:

4) Indeterminado: é aquele que não se quer ou não se pode identi ar.


A. Com verbo na terceira pessoa do plural sem que o contexto possa determinar o sujeito.

B. Com verbo transitivo indireto ou verbo intransitivo no singular mais a palavra SE

C. Com verbo no infinitivo impessoal

66 Curso extensivo de português


1) Sintaxe X Semântica

2) Partícula apassivadora X Índice de indeterminação do sujeito

www.professorandresan.com.br 67
5) Oração sem Sujeito (Sujeito Inexistente): há casos em que a oração possui um verbo considerado impesso-
al:
A. Com verbos que se referem a fenômenos da natureza.

B. Com o verbo HAVER = EXISTIR ou indicando tempo transcorrido

C. Com o verbo FAZER indicando tempo transcorrido, temperatura ou clima

6. Sujeito Oracional =

68 Curso extensivo de português


Classifique o sujeito dos verbos grifados e dê a função sintáti a da partícula SE:

1. Lê-se todos os dias naquela escola.

2. Lê-se um livro por semana naquela turma.

3. Bajula-se hoje para atacar amanhã.

4. Bajula-se o chefe para ter privilégios.

5. Não se precisa de maus conselhos.

6. É necessário que se analisem estas questões ainda hoje.

7. É necessário que se obedeça às ordens dos chefes.

8. Passa-se um tempo, olha-se ao redor e não há nada.

9. Necessita-se de costureiras.

10. Mudaram-se também as leis.

11. É bom que se pense nestas coisas.

12. Fizeram-se as alterações lá.

Localize o sujeito dos verbos grifados:

1. Faz anos que ela partiu.

2. Pedro, não deixes aqui o livro que te dei.

3. Choveram denúncias contra aquela igreja.

4. Não venhas, menino, aqui.

5. Vai fazer dois anos que não a vejo.

6. Nos bailes de antigamente, dançava-se alegremente.

7. Nos bailes de antigamente, dançavam-se valsas românticas.

8. Faltavam-lhe conhecimentos específicos da função.

9. João e Mário já eram conhecidos dos policiais. Ontem assaltaram mais uma casa.

10. Assaltaram a casa do vizinho.

11. É impossível que ele chegue a tempo.

12. É bom que os testes se façam com todo o cuidado.

13. Vem chuva com certeza.

www.professorandresan.com.br 69
13. Vem chuva com certeza.

14. Fui roubada. Levaram tudo.

15. Alguém está batendo.

16. Convém que estudes bastante.

17. Convêm várias observações.

18. Ventava muito naquela noite.

19. O vento ventou do sul.

20. Afirma-se que é necessário que os técnicos mudem o projeto.

21. Houve muitas mudanças.

22. Quem disse que não havia rasuras?

23. Os deuses trovejaram ameaças.

24. Frequentam-se praias.

25. Chegaram, no sábado passado, as meninas.

70 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS b) Os livros contemplei, os quadros e as outras obras de
arte.
c) Nós, os homens de futuro, venceremos.
1. Classifique a frase cujo sujeito se classifica do mes- d) Foram João e Maria.
mo modo que o da frase “Faz muito calor no Rio o ano e) Ontem foi João, e José hoje.
inteiro”.
a) Antigamente havia mais interesse pela boa formação 8. Em “Na mocidade, muitas coisas lhe haviam aconteci-
profissional. do”, temos oração.
b) Falaram muito mal de vocês a) sem sujeito
c) Vive-se bem no clima de montanha. b) com sujeito simples
d) Almejamos dias melhores. c) com sujeito oculto
e) Haviam chegado cedo todos os candidatos. d) com sujeito composto
e) com sujeito indeterminado
2. A Universidade de Campinas, com a realização do
seminário “Perspectiva de Mudanças do Padrão Tecnoló- 9. Havia alunos no parque. O sujeito é:
gico da Agricultura”, trouxe valiosa colaboração para os a) oculto
que estudam as migrações demográficas em nosso país. b) composto
O sujeito do verbo TROUXE é c) simples
a) a realização do seminário d) não existe sujeito
b) valiosa colaboração e) indeterminado
c) A Universidade de Campinas
d) o seminário 10. Sujeito indeterminado está em:
e)“Perspectiva de Mudanças do Padrão Tecnológico da a) Vivo feliz.
Agricultura” b) Vive-se feliz.
c) Chove muito.
3. Na oração “na festa alguém assim nos disse”, o sujeito d) Fui à Europa.
classifica-se como e) Faz calor
a) oculto
b) inexistente 11. Há sujeito indeterminado em:
c) composto a) O atleta foi estrondosamente aclamado.
d) indeterminado b) Esse exercício é tão fácil!
e) simples c) Fizeram-se somente os reparos mais urgentes.
d) Escolheu-se, infelizmente, o homem errado.
4. A oração não possui sujeito em e) Ali, rouba-se no atacado e no varejo.
a) Puseram fogo na loja.
b) Vende-se esta casa. 12. Nas seguintes orações:
c) Naquele ano surgiram os sintomas da doença. - Pede-se silêncio.
d) Existem vagas para todos. - A caverna anoitecia aos poucos.
e) Havia rasuras no texto. - Fazia um calor tremendo naquela tarde.
Os sujeitos se classificam como:
5. Sujeito não é inexistente em a) indeterminado, inexistente, simples
a) Ventava muito naquela noite. b) oculto, simples, inexistente
b) Deve haver eleições este ano. c) inexistente, simples, inexistente
c) Choveu muito naquela cidade. d) oculto, inexistente, simples
d) Choveram asneiras no teste. e) simples, simples, inexistente
e) Faz cinco anos que partiu.
A internet vem despertando um interesse incrível. Cada
6. Na oração: “Reprovam alguns autores esta história”, vez mais pessoas estão integrando essa realidade ao seu
qual é o núcleo do sujeito? cotidiano e, com o tempo, todos irão incluir seu endere-
a) história ço de correio eletrônico no cartão de visita. Médicos, ad-
b) alguns autores vogados, empresas – desde a maior até menor – estarão
c) reprovam conectados. Nos estados unidos, as pessoas já utilizam
d) autores a internet para acompanhar uma apuração de votos em
e) alguns tempo real.

7. Sujeito composto está em 13. Assinale a alternativa que identifica, respectivamen-


a) Deus, Deus, que farei? te, os sujeitos de estarão e utilizam.

www.professorandresan.com.br 71
a) todos – estados unidos
b) empresas – internet
c) médicos, advogados, empresas – pessoas
d) desde a maior até a menor – americanos
e) pessoas – pessoas

GABARITO
1.A 2.C 3.E 4.E 5.D 6.D
7.D 8.B 9.D 10.B 11.E 12.E 13.C

72 Curso extensivo de português


2 - OBJETO DIRETO
é o complemento de um verbo transitivo direto. Vem, normalmente, ligado ao verbo sem preposição.
PONTOS IMPORTANTES
A) Pergunta para encontrar o objeto direto.

B) Sujeito X Objeto Direto

C) Pronome oblíquo de terceira pessoa que representa objeto direto.

3 - OBJETO INDIRETO
é o complemento de um verbo transitivo indireto, isto é, o complemento se liga ao verbo por meio de
preposição.
PONTOS IMPORTANTES
A) Pergunta para encontrar o objeto indireto.

B) Pronome Oblíquo que representa objeto indireto.

www.professorandresan.com.br 73
OBJETO DIRETO X OBJETO INDIRETO

Classifique os complementos verbais (objeto direto ou objeto indireto) em destaque nas frases abaixo.

1) Ceda o lugar aos mais velhos.

2) Construí uma bela casa.

3) O quarentão se apaixonou por uma adolescente.

4) Chamei um técnico.

5) As orquídeas gostam de ambientes úmidos e quentes.

6) A televisão deve às crianças programações mais ricas e educativas.

7) Não respondia às minhas perguntas.

8) Os pais preocupam-se com os filhos.

9) Devemos comunicar o fato ao diretor.

10) Procurei o livro, mas não o encontrei.

11) Deste modo prejudicas-te.

12) Roberto hostilizava o amigo.

13) Nunca desobedeci ao meu pai.

74 Curso extensivo de português


14) A namorada não te esperou?

15) Ela me traiu.

16) Confiou-me as chaves.

17) A terra nos pertencia.

Complete com a forma correta.


1) Sobram- _____ qualidades e recursos. (os/lhes)

2) Isto não ________ convém. (o/lhe)

3) Procurei- ________ muito. (a/lhe)

4) Ninguém __________ viu. (o/lhe)

5) Ela ________________ confessará tudo. (os/lhes)

6) Conheço-________.(o/lhe)

7) Como _____ invejam. (a/lhe)

8) Ela não ______ entregou os documentos. (os/lhes)

9) Nunca _________ ofendi. (o/lhe)

ANOTAÇÕES

www.professorandresan.com.br 75
4. AGENTE DA PASSIVA
é o complemento que, na voz passiva com auxiliar, designa o ser que pratica a ação sofrida ou recebida pelo
sujeito. Este complemento verbal vem normalmente introduzido pela preposição por e, algumas vezes, por de.
EXEMPLOS:
O livro foi feito pelos alunos.

O procedimento de Carlos era conhecido de todos.

5. ADJUNTO ADVERBIAL
é o termo da oração que indica uma circunstância do fato expresso pelo verbo ou intensifica o sentido do verbo,
do adjetivo e do advérbio. O adjunto adverbial exerce, portanto, a função de modificador e de intensificador.

Principais tipos de Adjunto Adverbial

a)

b)

c)

d)

2) Outros tipos
ASSUNTO Falávamos sobre futebol.
CONFORMIDADE Vivemos conforme a situação.
INSTRUMENTO Ela o matou com uma faca.
MEIO Iremos de carro.
INTENSIDADE Maria Eduarda ficou muito triste.
MATÉRIA A vela é feita de cera.
OPOSIÇÃO Lutaremos contra a injustiça.
COMPANHIA Fomos com Maria.
CONCESSÃO Apesar da chuva, foi à praia.
FINALIDADE Prepare-se para a festa.
DÚVIDA Acaso ele entende mesmo de poema?
NEGAÇÃO João não virá.

6. APOSTO
é um termo de caráter nominal que se junta a um substantivo, a um pronome, ou a um equivalente destes, a
título de explicação ou de esclarecimento.
PONTOS IMPORTANTES

76 Curso extensivo de português


7. VOCATIVO
é um termo classificado à parte, pois não pertence ao sujeito nem ao predicado. É utilizado para realizar invoca-
ções, chamados. Deve ser colocado sempre entre vírgulas, no caso de aparecer no meio da oração, e seguido ou
antecedido de vírgula, caso ocorra no início ou no fim de uma oração.
PONTOS IMPORTANTES

8. PREDICATIVO
é o termo da oração que indica uma característica que se atribui ao sujeito ou ao objeto.
PONTOS IMPORTANTES
a) Predicati o do Sujeito

Eles parecem tristes.

b) Predicati o do Objeto

João considerou o negócio ótimo.

Sublinhe o aposto

1) São Paulo, a maior cidade da América Latina, tem graves problemas sociais.

2) A maior cidade da América Latina, São Paulo, tem graves problemas sociais.

3) Precisava de três coisas: fé, esperança e atitude.

4) A praia de Cidreira fica no litoral norte.

www.professorandresan.com.br 77
5) Professor de matemática, João não gosta de português.

6) Os três – João, Carlos e Antônio – foram suspensos.

7) Eles, os pobres desesperados, tinham uma euforia de fantoches.

8) A verdade é esta: não fala nada com nada.

9) Os pontos cardeais são quatro: Norte, Sul, Leste e Oeste.

10) Ontem, Falei com o diretor, homem muito probo.

11) Clarice, a primeira neta da família, cursa Direito.

12) A primeira neta da família, Clarice, cursa Direito.

13) Tudo – alegrias, tristezas, preocupações – ficava estampado logo no seu rosto.

14) Paulinho, amigo de infância, chegará amanhã.

Classifique os adjuntos adverbiais grifados abaixo.

1) Às vezes gritava de dor.

2) Fique comigo.

3) Talvez ela volte hoje.

4) Haviam deixado um espaço para a colocação da mesa.

5) A professora bate com a régua na mesa.

6) Voltou lentamente para casa.

7) Eu vi uma mulher muito bela.

8) Agora ele não ouvia nada.

9) Há homens para tudo.

10) Do interior ele veio.

11) Apesar do vento, irei de bicicleta pela beira da praia.

12) Segundo Maria, todas as manhãs, ele saia cedo de casa e ia à casa de Joana, só voltando à noite pela rua escura.

Classifique o predicativo.

1) Ela já foi loira.

2) Ele encontrou a amiga embriagada.

78 Curso extensivo de português


3) Consideraram o réu culpado.

4) Preciso deste ladrão vivo.

5) Elegeram João governador.

6) O povo elegeu o dentista deputado.

7) Pedro é o meu melhor amigo.

8) Considero Pedro meu melhor amigo.

9) O prefeito é um incompetente.

10) A cidade acha o prefeito um incompetente.

11) As jóias não são de verdade.

9. COMPLEMENTO NOMINAL
é o termo que se liga a um substantivo abstrato, adjetivo ou advérbio, através de uma preposição, com a função
de completar algum desses termos. O complemento nominal tem sempre sentido passivo.
PONTOS IMPORTANTES

10. ADJUNTO ADNOMINAL


é o termo de valor adjetivo que serve para especificar ou delimitar o significado de um substantivo, qualquer
que seja a função deste. Tem sentido ativo quando introduzido por uma preposição.
PONTOS IMPORTANTES

www.professorandresan.com.br 79
COMPLEMENTO NOMINAL X ADJUNTO ADNOMINAL

80 Curso extensivo de português


Use o seguinte código para os termos sublinhados: (CN) complemento nominal , (AA) adjunto adnominal.

1)Ninguém fez referência ao namoro de Susana. ( )

2)Este é um livro de magia. ( )

3)O funcionário não aceitou a apresentação dos documentos. ( )

4)A admiração de José por Renata é flagrante. ( ) ( )

5)João comprou uma linda casa de pedra. ( )

6)Ele tem gosto pelas artes. ( )

7)A compra daquele jogador foi uma grande aquisição do clube. ( )

8)Estou apto para o serviço. ( )

9)A obediência às leis é importante. ( )

10)O computador de Carlos está aqui. ( )

11)A insistência no detalhe, às vezes, é irritante. ( )

12)A lembrança do pai era dolorida. Ele sempre se lembrava dos filhos que estavam longe. ( )

13)A lembrança do pai era dolorida. Os filhos sempre se lembravam dele que estava longe. ( )

14)O telefone dos alunos tem de ficar no silencioso. ( )

15)O lápis de Antônio foi roubado. ( )

16)Seria aquele o arpão do pescador? ( )

17)O carro passava pela porta do mestre José Amaro e Lula tirava o chapéu para ele. ( )

18)... saio à rua e desço a ladeira em busca do pão e dos jornais. ( )

19)Ela tinha uma incrível simpatia por crianças. ( )

20)A destruição da casa ocorreu ontem. ( )

21)A leitura da revista de modas foi feita pela filha de Maria. ( ) ( ) ( )

22)Isso é referente a pessoas casadas? ( )

23)Sou favorável ao professor de Matemática. ( )

www.professorandresan.com.br 81
1)) APOSTO ESPECIFICATIVO X ADJUNTO ADNOMINAL

Use o seguinte código para os termos sublinhados: (1) aposto especificati o , (2) adjunto adnominal.

1)) Ch ou o mês de junho. ( )

2)) As estas de junho vão começar. ( )

3)) O a oporto de Porto Alegre foi ampliado. ( )

4)) A cidad de Porto Alegre tem um trânsito intenso. ( )

5)) O p ta Olavo Bilac foi Parnasiano. ( )

6)) É te o soneto de Olavo Bilac. ( )

7)) O esidente Vargas cometeu suicídio. ( )

8)) A ép a de Vargas foi marcante. ( )

9)) A cidad do Rio de Janeiro é bonita. ( )

10)
0) arnaval do Rio de Janeiro é bonito. ( )

2) Predicati o do Sujeito X Objeto Direto

3) Predicati o do Sujeito X Adjunto Adverbial

82 Curso extensivo de português


Classifique os termos destacados - sujeito (SUJ), predicati o do sujeito (PS), objeto direto (OD), adjunto adver-
bial

1) Voltaram as velhas práticas.

2) A sugestão parece boa.

3) Eles continuam cansados.

4) Depois da derrota, os jogadores permaneceram no gramado.

5) Depois da derrota, os jogadores permaneceram quietos no gramado.

6) João está doente.

7) João está no hospital.

8) O garoto andava rápido

9) O garoto andava triste.

10 ) O menino será alto.

11) O menino fala alto.

12) Daquela situação surgiu uma boa coisa.

4) Funções do LHE

Dê a função do “lhe”
1. Objeto indireto
2. Complemento nominal
3. Adjunto adnominal
1) Uma espécie de riso sardônico e feroz contraía-lhe as negras mandíbulas. ( )
2) Aconteceu-lhe uma desgraça. ( )
3) Tudo lhe era diferente ( )
4) Não lhe contei o susto por que passei ( )
5) Não lhe seguirei as ordens. ( )
6) O pai não lhe deu chance. ( )

www.professorandresan.com.br 83
7) Ao inimigo, não lhe nego perdão ( )

8) A mãe apalpava-lhe o coração. ( )

9) Não lhe disse nem a metade do que eu diria. ( )

10) Tanto lhe invejo a competência. ( )

Dê a função sintática dos termos sublinhados.

1. A menina estava zangada.

2. Vieram três reis encantados.

3. Agora, a decisão depende apenas de nós.

4. Boatos não faltaram.

5. É claro que nós temos eleições.

6. Compram-se móveis antigos.

7. Ele abriu a porta, nada viu.

8. Quem tudo quer tudo perde.

9. A descoberta acidental de uma barra de ouro provocou uma confusão.

10. João encontrou-a desfalecida no canto da sala.

11. Chegaram à noite. No dia seguinte, quando despertaram, João estava no canto sozinho.

12. Na Índia meridional, todos acreditam em magia negra e recorrem aos feiticeiros para resolver suas com-
plicações.

13. Poetas, correi!

14. Todos sabem por que ocorrem os acidentes.

15. Desejamos que você venha.

16. Ouviram do Ipiranga as margens plácidas.

1. A engenharia brasileira está agindo rápido para comba-


QUESTÕES DE CONCURSOS ter a crise de energia.

Para responder às questões de 1 a 50 siga o enunciado a) objeto direto – objeto indireto


abaixo: b) sujeito – objeto indireto
Assinale a alternativa correta quanto à função sintática c) sujeito – complemento nominal
das palavras ou expressões sublinhadas.
d) sujeito – ajunto adnominal

e) sujeito – predicativo do sujeito

84 Curso extensivo de português


2. O observador olha o morro. 7. O tempo, inimigo impiedoso, foge apressado.

a) sujeito a) sujeito

b) adjunto adnominal b) predicativo do sujeito

c) objeto direto c) objeto direto

d) aposto d) aposto

e) vocativo e) vocativo

3. Choveu pela manhã.

a) objeto indireto 8. Amigos, eu os convido a sentar.

b) adjunto adverbial a) sujeito

c) agente da passiva b) predicativo do sujeito

d) adjunto adnominal c) objeto direto

e) complemento nominal d) aposto

e) vocativo

4. Os pássaros fazem seus ninhos.

a) sujeito – objeto indireto; 9. Seguem anexas as declarações.

b) sujeito – aposto; a) sujeito

c) vocativo – aposto; b) predicativo do sujeito

d) vocativo – complemento nominal; c) objeto direto

e) sujeito – objeto direto. d) aposto

e) vocativo

5. Cabe ao diretor a decisão .

a) sujeito 10. Os comprovantes seguem, em anexo.

b) predicativo do sujeito a) sujeito

c) objeto direto b) predicativo do sujeito

d) aposto c) objeto direto

e) vocativo d) aposto

e) vocativo

6. A passeata seguia rapidamente.

a) predicativo do sujeito 11. Os soldados estão felizes.

b) adjunto adverbial a) sujeito

c) agente da passiva b) predicativo do sujeito

d) adjunto adnominal c) objeto direto

e) complemento nominal d) aposto

e) vocativo

www.professorandresan.com.br 85
12. Uma noite, no seio da cabana, a virgem de Tupã tor- d) adjunto adnominal
nou-se esposa de Martim.” (Alencar)
e) predicativo do sujeito
a) aposto

b) adjunto adverbial
17. Estou certo de sua inocência.
c) agente da passiva
a) predicativo do sujeito
d) sujeito
b) objeto indireto
e) objeto indireto
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal
13. Moramos perto.
e) complemento nominal
a) objeto indireto

b) adjunto adverbial
18. Precisava, naquele dia, de um ombro amigo.
c) agente da passiva
a) predicativo do sujeito
d) adjunto adnominal
b) objeto indireto
e) predicativo do sujeito
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal
14. Pediu informações à minha secretária.
e) complemento nominal
a) sujeito – objeto indireto;

b) sujeito – objeto direto;


19. Merai, cidade do sul da Índia, não tem nenhum ho-
c) objeto direto – objeto indireto; mem com menos de sessenta anos.

d) objeto direto – complemento nominal; a) sujeito

e) objeto direto – objeto direto. b) predicativo do sujeito

c) objeto direto

15. Naquela época, o governo destinava mais verbas para d) aposto


a saúde.
e) vocativo
a) adjunto adverbial – objeto indireto;

b) adjunto adverbial – objeto direto;


20. Tenho certeza da vitória do Inter.
c) objeto indireto – objeto direto;
a) adjunto adverbial
d) objeto indireto – sujeito;
b) objeto indireto
e) adjunto adverbial – sujeito.
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal
16. Talvez o governo destine mais recursos para a área da
saúde. e) complemento nominal

a) objeto indireto

b) adjunto adverbial 21. Existe louco para tudo, até para acreditar no impossí-
vel.
c) agente da passiva
a) sujeito – objeto indireto;

86 Curso extensivo de português


b) sujeito – objeto direto; 26. Jurandir, músico muito conhecido, está desemprega-
do.
c) objeto direto – objeto indireto;
a) sujeito
d) objeto direto – complemento nominal;
b) predicativo do sujeito
e) objeto direto – objeto direto.
c) objeto direto

d) aposto
22. Sonhar não custa nada.
e) vocativo
a) sujeito

b) predicativo do sujeito
27. O clima era diferente.
c) objeto direto
a) sujeito
d) aposto
b) predicativo do sujeito
e) vocativo
c) objeto direto

d) aposto
23. Não fiquemos tristes.
e) vocativo
a) sujeito

b) predicativo do sujeito
28. Ele abriu a porta, nada viu.
c) objeto direto
a) sujeito
d) aposto
b) predicativo do sujeito
e) vocativo
c) objeto direto

d) aposto
24. O livro foi feito pelos alunos.
e) vocativo
a) adjunto adverbial

b) objeto indireto
29. A explicação destes assuntos ao diretor não convenceu.
c) agente da passiva
a) adjunto adverbial
d) adjunto adnominal
b) objeto indireto
e) complemento nominal
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal
25. Durante a noite, ele teve um sonho terrível.
e) complemento nominal
a) adjunto adverbial

b) objeto indireto
30. Carla mora perto de minha casa.
c) agente da passiva
a) adjunto adverbial
d) adjunto adnominal
b) objeto indireto
e) complemento nominal
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal

www.professorandresan.com.br 87
e) complemento nominal c) agente da passiva

31. O colapso da civilização Maia, um dos grandes misté- d) adjunto adnominal


rios da civilização pré-colombiana,
e) complemento nominal
parece finalmente ter encontrado uma explicação razoá-
vel.

a) sujeito 36. A bom entendedor meia palavra basta.

b) predicativo do sujeito a) adjunto adverbial

c) objeto direto b) objeto indireto

d) aposto c) agente da passiva

e) vocativo d) adjunto adnominal

e) complemento nominal

32. Poderá haver algumas modificações.

a) sujeito 37. Rapaz impulsivo, Mário não se conteve.

b) predicativo do sujeito a) sujeito

c) objeto direto b) predicativo do sujeito

d) aposto c) objeto direto

e) vocativo d) aposto

e) vocativo

33. Vendem-se carros usados.

a) sujeito 38.Quando nós encontramos o tesouro, nós não o procu-


rávamos.
b) predicativo do sujeito
a) objeto direto – objeto direto;
c) objeto direto
b) objeto direto – objeto indireto;
d) aposto
c) adjunto adnominal – objeto direto;
e) vocativo
d) sujeito – adjunto adnominal;

e) adjunto adverbial – objeto direto.


34. Assistiu-se a peças espetaculares.
39. Quem não arrisca não petisca.
a) adjunto adverbial
a) sujeito
b) objeto indireto
b) predicativo do sujeito
c) agente da passiva
c) objeto direto
d) adjunto adnominal
d) aposto
e) complemento nominal
e) vocativo

35. A decisão foi tomada por quem?


40. Os ignorantes, que acham que sabem tudo, privam-se
a) adjunto adverbial de um dos maiores prazeres da vida: aprender.

b) objeto indireto a) sujeito

88 Curso extensivo de português


b) predicativo do sujeito

c) objeto direto 45. João ainda não fez dez anos; ele os faz hoje.

d) aposto a) sujeito

e) vocativo b) predicativo do sujeito

c) objeto direto

41. O cão não ladra por valentia e sim por medo. d) aposto

a) adjunto adverbial e) vocativo

b) objeto indireto

c) agente da passiva 46.As mesas? Eles as trouxeram hoje.

d) adjunto adnominal a) sujeito

e) complemento nominal b) predicativo do sujeito

c) objeto direto

42. Não há pior inimigo que um falso amigo. d) aposto

a) sujeito e) vocativo

b) predicativo do sujeito

c) objeto direto 47. Carlos nunca lhe obedecia.

d) aposto a) adjunto adverbial

e) vocativo b) objeto indireto

c) agente da passiva

43. O meu ódio a ela crescia dia a dia. d) adjunto adnominal

a) adjunto adverbial e) complemento nominal

b) objeto indireto

c) agente da passiva 48. Não lhe seguiu o conselho.

d) adjunto adnominal a) adjunto adverbial

e) complemento nominal b) objeto indireto

c) agente da passiva

44. Escutaste-lhe a voz? Viste-lhe o rosto? Tocaste-lhe os d) adjunto adnominal


vestidos resplendentes? (Fagundes Varela).
e) complemento nominal
a) adjunto adverbial

b) objeto indireto
49. Aquilo lhe foi desagradável.
c) agente da passiva
a) adjunto adverbial
d) adjunto adnominal
b) objeto indireto
e) complemento nominal
c) agente da passiva

d) adjunto adnominal

www.professorandresan.com.br 89
e) complemento nominal

50. A compra do material teve de ser feita.

a) adjunto adverbial

b) objeto indireto

c) agente da passiva

d) adjunto adnominal

GABARITO - ANÁLISES SINTÁTICAS


01.D 02.B 03.B 04.E 05.A 06.B
07.D 08.E 09.A 10.A 11.B 12.B
13.B 14.C 15.B 16.B 17.E 18.B
19.D 20.E 21.A 22.A 23.B 24.C
25.A 26.D 27.B 28.C 29.E 30.E
31.D 32.C 33.A 34.B 35.C 36.B
37.D 39.A 40.D 41.A 42.C
43.E 44.D 45.C 46.C 47.B 48.D
49.E 50.E

90 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS
5. Assinale a oração que começa com uma adjunto ad-
FUNÇÕES SINTÁTICAS verbial de tempo:

1. “As cartas, enviei-as ontem, pelo portador da Compa- a) Com certeza havia um erro no papel branco.
nhia.”
b) No dia seguinte Fabiano voltou à cidade.
A função sintática do termo sublinhado é:
c) Na porta, (...) enganchou as rosetas das esporas
a) objeto indireto
d) Não deviam tratá-lo assim.
b) sujeito
e) O que havia era safadeza.
c) objeto direto

d) adjunto adnominal
6. Na oração seguinte: “Você ficará tuberculoso, de tu-
e) complemento nominal berculose morrerá’’, as palavras destacadas são, respec-
tivamente:

a) adjunto adverbial de modo, adjunto adverbial de cau-


2. Sou amado por aquelas duas mulheres. sa.

Idem à anterior. b) objeto direto, objeto indireto

a) objeto direto c) predicativo do sujeito, adjunto adverbial

b) objeto indireto d) ambas predicativos

c) agente da passiva e) n.d.a.

d) predicativo do sujeito

e) sujeito 7. Jovens, tenham cuidado com os livros, seus verdadei-


ros amigos.

A função sintática da palavra ou expressão sublinhada é,


3. Assinale a frase em que há complemento respectivamente:
nominal. a) sujeito – objeto indireto;
a) Tudo lhe é indiferente b) sujeito – aposto;
b) A casa de José é bonita. c) vocativo – aposto;
c) Preciso de você. d) vocativo – complemento nominal;
d) Nada me perturba. e) aposto – objeto direto.
e) Nada me interessa.

8. Coloque V ou F nos parênteses, conforme seja verda-


deira ou falsa a afirmação, e depois assinale a alternati-
4. A recordação da cena persegue-me até hoje. va correta.
Os termos em destaque são, respectivamente: ( ) Em Não conseguiremos ensinar às pessoas o amor
à vida, os termos destacados são, respectivamente, um
a) objeto indireto, objeto indireto
objeto indireto e um complemento nominal.
b) complemento nominal, objeto direto
( ) Em É preferível o otimismo das ações ao pessimismo
c) complemento nominal, objeto indireto das idéias, o termo em destaque é objeto direto .

d) objeto indireto, objeto direto ( ) Em Há muito para ser feito, mas o tempo é curto, o
sujeito da primeira oração é inexistente, e o da Segunda
e) n.d.a. é o tempo.

www.professorandresan.com.br 91
( ) Em O amor pela biodiversidade da vida continua sen- c) se;
do a nossa melhor arma, o termo destacado é predicati-
vo. d) três indivíduos;

a) V, F, V, V. e) módulos.

b) V, F, V, F.

c) F, V, V, F. 11. Que função sintática exerce a expressão ‘labora-


tório científico instalado numa órbita a 400 quilômetros
d) F, V, F, V. da Terra’, linhas 4 e 5?

e) F, F, V, V. a) A expressão explica o termo ‘Estação Espacial Inter-


nacional’, adquirindo a função de aposto.

b) A expressão indica a circunstância do termo ‘Estação


9. Existem algumas pessoas que já aderiram ao movi- Espacial Internacional’, adquirindo a função de adjunto
mento. A função sintática das expressões sublinhadas é, adverbial.
respectivamente,
c) A expressão caracteriza ou determina o substantivo
a) sujeito – objeto indireto ‘Estação Espacial Internacional’, adquirindo a função de
adjunto adnominal.
b) sujeito – complemento nominal
d) A expressão é o complemento do verbo ‘sustentar’,
c) objeto direto – objeto indireto
e) N.D.A.
d) objeto direto – complemento nominal

e) adjunto adverbial – objeto direto


12. Em: “Não eram tais palavras compatíveis com a
sua posição”, o termo em destaque é:
1. Um relatório apresentado pela Academia Nacional de a) complemento nominal
2. Ciências dos Estados Unidos sustenta que está b) objeto indireto
3. comprometido o futuro da Estação Espacial c) objeto direto
4. Internacional, laboratório científico instalado numa d) sujeito
5. órbita a 400 quilômetros da Terra. Construído por um e) agente da passiva.
6. consórcio de 16 países, liderado pelos EUA, o projeto

7. foi abalado com a decisão da Nasa de cortar custos e Tinha grande amor à humanidade.
8. diminuir o número de astronautas. A estação deveria As ruas foram lavadas pela chuva.
9. abrigar sete pessoas, mas foram eliminados alguns Ele é rico em virtudes.

10. módulos. Hoje só comporta três indivíduos. O 13. Os termos destacados são, respectivamente:
11. resultado, diz o documento, é que foi posto de lado o a) complemento nominal, agente da passiva, comple-
mento nominal.
12. propósito primordial, que seria fazer experiências
b) objeto indireto, agente da passiva, objeto indireto.
científicas no espaço.
c) complemento nominal, objeto indireto, complemen-
to nominal.
10. A que sujeito se refere o verbo ‘comportar’, linha d) objeto indireto, complemento nominal, agente da
10? passiva
a) a estação; e) sujeito, aposto e objeto indireto
b) sete pessoas;

92 Curso extensivo de português


14. Assinale o item em que a função não corresponde 18. Observe as frases abaixo:
ao termo em destaque.
“A água doce é um recurso renovável pela própria na-
a) Comer demais é prejudicial à saúde. Complemento no- tureza.”
minal.
“Traz vida para o ser humano a água doce.”
b) Jamais me esquecerei de ti. Objeto indireto.
Indique a função sintáti a exercida pelos termos desta-
c) Ele foi cercado pelos amigos sinceros. Agente da pas- cados nas duas frases, respecti amente:
siva.
a) sujeito, agente da passiva
d) Não tens interesse pelos estudos. Complemento no-
minal. b) sujeito, sujeito

e)Tinha grande necessidade de afeto. Objeto indireto. c) agente da passiva, sujeito

d) predicativo do sujeito, sujeito

15. Analise o termo destacado: “Uniu-se à melhor e) sujeito, objeto direto


das noivas, a Igreja, e oxalá vocês se amem tanto.”

a) aposto
19. Considere o seguinte trecho: “Com os dias, Se-
b) adjunto adnominal nhora, o leite primeira vez coalhou”. Em qual das alter-
nati as abaixo o termo destacado apresenta a mesma
c) adjunto adverbial função sintáti a do termo sublinhado anteriormente?

d) pleonasmo a) “Toda a casa era um corredor deserto...”.

e) vocativo b) “Uma hora da noite eles se iam...”.

c) “... como a última luz na varanda”.

16. Aponte a correta análise do termo destacado. d) “Às suas violetas, na janela, não lhes poupei água...”.

“Ao fundo, as pedrinhas claras pareciam tesouros aban- e) “Não tenho botão na camisa...”.
donados.”

a) predicativo do sujeito
20. Em A mulher ouve-lhe os passos, o pronome
b) adjunto adnominal destacado exerce função de

c) objeto direto a) objeto direto.

d) complemento nominal b) objeto indireto.

e) predicativo do objeto direto c) aposto.

d) adjunto adnominal.

17. Em todas as orações o termo destacado está ana- e) agente da passiva.


lisado corretamente, exceto em:

a) Existe, nesta cidade, um carpinteiro. (objeto direto)


21. “Neste ano, o domingo de Páscoa cai em 23 de
b) É importante o apoio dos operários. (sujeito) março, apenas um dia depois da data mínima possível.”

c) Já tínhamos certeza da derrota. (complemento nomi- Com relação à frase acima, assinale a alternativa corre-
nal) ta.

d) O estudante permaneceu inalterável. (predicativo) a) O sujeito da frase é indeterminado.

e) Renato, o engenheiro, logo protestou. (aposto) b) O predicado é nominal.

c) Há dois verbos na frase e o segundo é da 3ª conjuga-


ção.
www.professorandresan.com.br 93
d) A frase é interrogativa.

e) O sujeito da frase é “o domingo de Páscoa”.

22. A cheia, assunto de todas as pessoas, causava


tristeza. A expressão destacada é:

a) vocativo

b) adjunto adverbial

c) aposto

d) predicativo do sujeito

e) n.d.a.

GABARITO - FUNÇÕES SINTÁTICAS


01. C 06. C 11. A 16. A 21. E
02. C 07. C 12. A 17. A 22.C
03. A 08. A 13. A 18. B
04. B 09. A 14. E 19. B
05. B 10. A 15. A 20. D

94 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS e) denúncia

FUNÇÕES SINTÁTICAS 4. (TÉCNICO EM INFORMÁTICA – TJ – 1998 – OFFICIUM)


Qual das formas verbais abaixo apresenta um sujeito
1. (OFICIAL AJUDANTE – OFFICIUM) Qual dos segmen- posposto?
tos abaixo, conforme seu uso no texto, completa simul-
taneamente duas formas verbais? a) é – Nesse campo, o Rio Grande do Sul é um fenômeno.
Com 9,7 milhões de habitantes, território maio do que o
a) Desde que descobrimos o signifi ado e o prazer da da Grã-Bretanha e renda per capita superior à da Grécia
ambição, tentamos diminuir o mundo. e à de Portugal, hoje é o melhor estado brasileiro por vá-
rios critérios.
b) (...) encurtando as distâncias ou aumentando nossa ve-
locidade de deslocamento, abraçamos regiões cada vez b) tem – Um deles é Bom Princípio que, segundo a pre-
maiores ou chegamos cada vez mais longe. feitura, tem hoje 27 analfabetos entre seus 8.677 habi-
tantes.
c) De Roma até a Internet, passando pelas grandes nave-
gações, usamos a tecnologia e a informação para envol- c) está – A Organização Mundial de Saúde divulgou que
ver e conquistar o mundo conhecido. também está no Rio Grande do Sul a população mais lon-
geva da América Latina.
d) Hoje, as pessoas saem (as - para as - às) ruas para exigir
empregos e mudanças. d) foi – O Rio Grande do Sul foi até hoje o mais bem-suce-
dido na distribuição o da riqueza.
e) Isso não aconteceu, vieram o choque modernizador e
a triste conclusão: como o admirável mundo novo e o e) é – No entanto, estão sempre entre os primeiros colo-
admirável homem velho são incompatíveis, alguém deve cados quando o assunto é saúde e educação.
ser excluído.

5. Em qual das orações a seguir o termo em itálico não


2. (GUARDA DE SEGURANÇA – OFFICIUM) A expressão a é o sujeito?
dinâmica do trânsito exerce, na oração, a função de
a) “Deus sabe como os presos lá dentro viviam e co-
No caso do idoso, a falta de reflexos e a dificuldade em se miam...”
locomover fazem dele presa fácil na frente de motoristas
irresponsáveis. Já a criança não entende a dinâmica do b) “(...) e a professora traçava no quadro-negro nomes de
trânsito, é impulsiva e tem dificuldade em avaliar riscos. países distantes”.

a) sujeito c) “Continue, Juquita. Você ainda será um grande escri-


tor”.
b) objeto direto
d) “Vocês estão rindo do Juquita”.
c) complemento nominal
e) “E a escola, nova de quatro ou cinco anos, era o lugar
d) predicativo do sujeito menos estimado de todos”.

e) objeto indireto
6. (ESCRITURÁRIO – BANRISUL – 2001 – FAURGS) Se o
trecho os importantes programas de recuperação de se-
3. (ESCRITURÁRIO – PROCERGS – FDRH) No trecho abai- tores econômicos e o crédito para a agricultura familiar
xo, a forma verbal poderão ficar retoma fosse sujeito de uma oração qualquer, qual dos predica-
Para todo o Estado há 40 pessoas. O ideal, na avaliação dos abaixo seria o adequado?
de Branchtein, seriam 100 profissionais. “Hoje se as a) caracteriza a atuação social do Banrisul.
empresas não estiverem nos programas anuais só serão
fiscalizadas mediante denúncia, exigência do Ministério b) temos o prazer de proporcionar à comunidade gaú-
Púbico ou se houver acidente grave. Sem isto, poderão cha.
ficar sem fiscalização por dois anos.
c) constitui a melhor opção para o desenvolvimento do
a) profissionais Estado.

b) pessoas d) reerguerá a economia do Rio Grande do Sul.

c) empresas e) colaboram para a boa imagem do Banrisul junto ao


povo gaúcho.
d) programas

www.professorandresan.com.br 95
7. (TÉCNICO CIENTÍFICO ÁREA DO DIREIRO – FAPERGS a) Sujeito
–FAURGS) A oração que exerce a função de objeto
direto na frase em que ocorre é b) Complemento nominal

a) Pelo que eu entendi do que relatou o corsário Richard c) Predicativo


Hawkins da viagem, havia três tipos básicos de pirata.
d) Objeto direto
b) Gente de dinheiro que financi va a viagem com o to-
tal apoio da Coroa Britânica. e) Objeto indireto

c) Havia muitos capitães desonestos que lesavam os do-


nos dos navios.
10. (TÉCNICO SUPERIOR – AGERGS – 1997 – FAURGS)
d) Talvez o mais importante nisso tudo seja a naturalida- As formas verbais podem, eventualmente, constituir nú-
de com que o saque era encarado por todos. cleos de sujeitos de oração. Tal é o caso da alternativa
e) Hoje, tantos séculos depois, há toda uma retórica para a) De repente, o chique é encenar uma pose de despren-
nos garantir que negócio é negócio e roubo é roubo. dimento e até de prodigalidade.

b) Ótimo que existam campanhas para ajudar os pobres.


8. (FISCAL AMBIENTAL – ALVORADA – FAURGS) Assinale c) Você vai se senti maior e melhor.
a passagem abaixo que apresenta na frase em que é utili-
zada a mesma função do trecho em destaque. d) Doar para ter prazer, longe de ser um modo de amar
ao próximo, institucionaliza-se como um recurso permiti-
Orestes Barbosa fundou A fornada, jornal cujo lema era do para cultivar o narcisismo.
“não me interessa quem descobriu o Brasil. O que eu
quero é saber quem bota água no leite das crianças”. e) Fraternidade é estar ao lado do outro como irmão, ja-
mais como alguém superior que simplesmente entrega o
que não lhe falta.
a) Além de defender os consumidores e criticar o capita- 11. (INSPETOR DE SEGURANÇA - AL/RS - 2004 – FDRH) O
lismo, advogava o direito de designar de língua brasilei- adjetivo isolados está no plural porque
ra a língua falada no Brasil.
E há também o medo. O enclausuramento em condo-
b) Suas crônicas jornalísticas retratam como era a vidamínios não contribui para reduzir taxas de violência, ao
no Rio de Janeiro de sua época. Entretanto, seu sucessocontrário. Os muros, garantem os sociólogos, reforçam
maior foi como letrista e poeta. a suspeita de todos contra todos. Paulo Sérgio Pinheiro,
cientista político do Núcleo de Estudos da Violência da
c) Para o poeta, a mulher amada ocupava esse lugar e USP, concorda. “ Nunca vi pobres e elite tão separados. É
por isso passeava por um chão de estrelas. como se fossem água e óleo. Normalmente isolados em
d) Força da criação de Orestes Barbosa, um homem que seus próprios mundos, esses elementos, quando juntos,
se preocupava com o leite das crianças brasileiras. podem explodir. Mas é uma reação cercada de fatores
complexos. E a ciência ainda tem muito trabalho pela
e) Surge na mágoa roxa da neblina, como fulgor do amor frente para decifrar como ela realmente se dá.
que já morreu...

a) Faz referência a condomínios, que é o tópico do pará-


9. (ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO – UFRGS – 2003 – grafo.
PRORH) Considere as seguintes ocorrências da palavra
que nas frases abaixo b) Está relacionado com o tema dos muros, os quais
também são fatores de isolamento.
Ela nos mostra que as mulheres mandam no controle re-
moto da maioria dos lares. c) Está relacionado com os sociólogos, que são os únicos
estudiosos que se preocupam com a desigualdade.
A pesquisa indica que as pessoas dão grande valor ao
jornalismo. d) Modifica pobres e elite, segmento que aparece na fra-
se anterior.
As pessoas se envergonham de dizer que apreciam no-
velas. e) Modifica fatores complexos, segmento que aparece na
frase seguinte.
Qual a função sintática desempenhada (introduzida) pela
palavra que nessas ocorrências?

96 Curso extensivo de português


12. (PSICÓLOGO – FUNDAÇÃO HOSPITALAR CENTENÁ- 15. Qual a função sintática desempenhada pelas pala-
RIO – SÃO LEOPOLDO/RS – 2004 – FDRH) As formas ver- vras destacadas?
bais é e está concordam com os seus respectivos sujeitos
que são Os alunos saiam da aula confiantes em si mesmos.

Vida de ladrão é vida de cão, reconhecem eles mesmos. a) objeto indireto


Infelizmente, não é essa a impressão que a mídia trans-
mite ao divulgar assaltos audaciosos. b) núcleo do predicativo

Na imaginação deles, o bandido que atira na polícia, es- c) complemento nominal


capa da perseguição e ganha espaço no rádio e nos pro-
d) agente da passiva
gramas de tevê que deixamos as crianças assistirem nos
finais de tarde está mais próximo do herói suburbano do e) adjunto adverbial
que do suburbano desprezível.

a) a impressão – o bandido
16. Qual a função sintática desempenhada pelas pala-
b) essa – herói suburbano vras destacadas?
c) a impressão – imaginação Surgiu, naquela noite de terça-feira, um jogador sensa-
cional.
d) essa – imaginação
a) objeto direto
e) a impressão – herói suburbano
b) adjunto adnominal
13. (Técnico Superior-AGERS-FDRH)
c) sujeito
A oração em que o verbo destacado exige o mesmo tipo
de complemento que reduzir na frase “Sua capacidade d) predicativo
de reduzir a vida pública a um serviço em benefício dos
excluídos.” e) complemento nominal

a) Betinho não dispunha de futuro em função de ser por-


tador do vírus da AIDS.
17. (UFRGS) Algumas dessas línguas são estruturalmen-
b) O Brasil fi ou indignado com a pobreza. te bastante sofisticadas: o kamaiurá possui declinações,
como o latim, para marcar a função da palavra na frase
c) A campanha de Betinho contra a fome tornou-se um (sujeito, objeto direto, etc.). também se expressa atra-
marco da cidadania. vés de um sistema de declinações o grau de certeza do
d) O povo enviou seus donativos aos centos de distribui- falante quanto ao assunto de que se fala.
ção por vários meses.
O núcleo do sujeito de “se expressa” é:
e) Betinho falava em acabar com a fome com a convicção
de que isso era possível. a) kamaiurá.

b) sistema.

14. Qual a função sintática desempenhada pelas palavras c) grau.


destacadas?
d) certeza.
Respondi às questões tranqüilamente, pois estava muito
seguro. e) assunto.

a) complemento nominal Instrução: responda a próxima questão de acordo com


o texto abaixo.
b) sujeito Os sonhos são de fato mensagens, concordava Freud,
mas não as esperadas pelo público em geral. Não re-
c) objeto direto
velam seu sentido pelo método corrente de atribuir
d) objeto indireto cada detalhe do sonho uma significação simbólica única e
definida, nem é possível lê-los como um criptograma a
e) adjunto adverbial ser decifrado por meio de uma chave ingênua. Freud de-
clarou a inutilidade de ambos os procedimentos inter-

www.professorandresan.com.br 97
pretativos populares deles, ele recomendava o método Como se explica que, apesar de seu lúgubre estalinis-
catártico: o sonhador deve empregar a associação livre, mo, Che Guevara tenha adquirido uma aura romântica
renunciando à sua costumeira crítica racional aos que ofusca a de qualquer outro herói do século 20. essa
meandros mentais, para reconhecer o sonho ele é - aura romântica começou a se formar quando, abando-
um sintoma. nando uma prestigiosa posição no regime cubano, se in-
18. (UFRGS) Assinale a alternativa que indica correta- ternou no congo para lutar contra uma corrupta e san-
mente os sujeitos de “revelam”, “renunciando” e “reconhe- guinária ditadura colonialista. E tornou-se legendária
cer”, respectivamente. em decorrência de sua trágica aventura na Bolívia. Che
Guevara morreu antes de suas idéias e, graças a isso,
a) os sonhos - o sonhador - o sonhador não só escapou do eclipse histórico, como se transfor-
mou num dos símbolos e ícones de nossa época. Seus
b) mensagens - o sonhador - sua costumeira crítica racional métodos autoritários, sua base teórica, extremamente
c) os sonhos - a associação livre - sua costumeira crítica ra- superficial, e o seu projeto econômico-social fracassou
cial miseravelmente.
21. Considere as seguintes formas verbais do texto:
d) mensagens - a associação livre - o sonhador

e) os sonhos - o sonhador - sua costumeira crítica racial 1. ofusca

Instrução: A questão de número 12 refere-se ao texto abai- 2. começou


xo. 3. se internou
Quando tratavam de maneiras ............mesa, os manuais de
4. tornou-se
civilidade medievais – ou talvez devamos dizer “manuais
de cortesia”, tenho em vista a época – condenavam as 5. escapou
manifestações de gula, a agitação, a sujeira, a falta
de consideração pelos outros convivas. Tudo isso persis- 6. fracassou
te nos séculos XVII e XVIII, porém novas prescrições se
acrescentam as antigas. Em geral, elas desenvolvem a
idéia de limpeza - já presente na Idade Média-, orde-
Quais têm como sujeito expresso ou subentendido “Che
nando que se usem os novos utensílios de mesa: pratos,
Guevara”?
copos, facas, colheres e garfos individuais.

19. (UFRGS) Assinale a alternativa que identifica correta- a) apenas 1 e 3


mente os núcleos dos sujeitos de, respectivamente conde-
b) apenas 2 e 4
navam, se acrescentam se usem.
c) apenas 3 e 5
a) maneiras - isso - utensílios
d) apenas 4 e 6
b) maneiras - prescrições - novos
e) apenas 5 e 6
c) manuais - antigas - utensílios

d) manuais - isso - novos


22. “Ao término de um período de decadência, sobre-
e) manuais - prescrições - utensílios
vém o ponto de mutação.”

No período acima, a função sintática do termo grifado é:


20. Assinale a opção onde o termo sublinhado foi classifi-
a) complemento nominal
cado erradamente.
b) sujeito
a) Necessito de bons alunos. (objeto indireto)
c) objeto direto
b) O livro foi comprado pelo aluno. (agente da passiva)
d) objeto indireto
c) O mecânico consertou o carro. (núcleo do sujeito)
e) adjunto adverbial
d) Certamente, não devolverei seus livros! (adjunto ad-
nominal)

e) Encontrei o velho caído. (predicativo do objeto)


98 Curso extensivo de português
23. As afirmações a seguir referem-se à análise de expres-
sões e orações do texto
25. Moça que estudava em outra cidade mandou o se-
I - Na frase “Não há mais almas humanas”, o sujeito é guinte bilhete a sua mãe: No meu aniversário quero que
“almas humanas”. convides a jantar o Roberto, irmão de Paulo e Gisela, a
Tânia, filha da professora, a Neiva e a Rita.
II - Em “Precisamos dar um sentido humano às
nossas construções”, “às nossas construções” tem fun- De acordo com o bilhete, o número de convidados é de:
ção de objeto indireto.
a) 7
III - Na oração “um mundo de criaturas passivas seria
também triste e sem beleza”, “triste e sem beleza” é o b) 3
predicativo do sujeito.
c) 6
IV - No período “É indispensável trabalhar”, “traba-
lhar” é uma oração subordinada substantiva subjetiva. d) 5

Das afirmações: e) 4

a) apenas I e II estão corretas.


GABARITO
b) apenas I, II e III estão corretas.
FUNÇÕES SINTÁTICAS
c) apenas II, III e IV estão corretas

d) apenas III e IV estão corretas. 01. C 06. E 11. D 16. C 21. C


02. B 07. E 12. A 17. C 22. B
e) apenas I e III estão corretas. 03. C 08. D 13. D 18. A 23. C
04. C 09. D 14. D 19. E 24. D
05. C 10. D 15. C 20. E 25. E
24. Quanto à função sintática, os termos sublinhados nos
trechos,

“... eu não sentia necessidade dos meus brinquedos”.

“O seu destino fora cruel”.

“Gritava, dizia tanta coisa...”

“... eu fico a pintar o retrato dessa mãe angélica”.

são, respectivamente:

a) objeto direto / predicativo / objeto indireto / comple-


mento nominal.

b) complemento nominal / objeto direto / sujeito / ad-


junto adnominal.

c) adjunto adnominal / sujeito / objeto indireto / comple-


mento nominal.

d) complemento nominal / predicativo / objeto direto /


adjunto adnominal.

e) objeto direto / predicativo / complemento nominal /


adjunto adnominal.

www.professorandresan.com.br 99
RESPOSTAS
EXERCÍCIOS I

Classifique o sujeito dos verbos grifados e dê a função sintática da partícula SE:

1. Lê-se todos os dias naquela escola. IIS

2. Lê-se um livro por semana naquela turma.PA

3. Bajula-se hoje para atacar amanhã.IIS

4. Bajula-se o chefe para ter privilégios.PA

5. Não se precisa de maus conselhos.IIS

6. É necessário que se analisem estas questões ainda hoje.PA

7. É necessário que se obedeça às ordens dos chefes.IIS

8. Passa-se um tempo, olha-se ao redor e não há nada.PA / IIS

9. Necessita-se de costureiras. IIS

10. Mudaram-se também as leis. PA

11. É bom que se pense nestas coisas. IIS

12. Fizeram-se as alterações lá. PA

EXERCÍCIOS II

Localize o sujeito dos verbos grifados:

1. Faz anos que ela partiu. Inexistente/simples

2. Pedro, não deixes aqui o livro que te dei. oculto

3. Choveram denúncias contra aquela igreja. simples

4. Não venhas, menino, aqui. oculto

5. Vai fazer dois anos que não a vejo. Inexistente/oculto

6. Nos bailes de antigamente, dançava-se alegremente. indeterminado

7. Nos bailes de antigamente, dançavam-se valsas românticas. simples

8. Faltavam-lhe conhecimentos específicos da função. simples

9. João e Mário já eram conhecidos dos policiais. Ontem assaltaram mais uma casa. Composto/oculto

10. Assaltaram a casa do vizinho. indeterminado

100 Curso extensivo de português


11. É impossível que ele chegue a tempo. Oracional/simples

12. É bom que os testes se façam com todo o cuidado. Oracional/simples

13. Vem chuva com certeza. simples

14. Fui roubada. Levaram tudo. Oculto/indeterminado

15. Alguém está batendo. simples

16. Convém que estudes bastante. oracional

17. Convêm várias observações. simples

18. Ventava muito naquela noite. inexistente

19. O vento ventou do sul. simples

20. Afirma-se que é necessário que os técnicos mudem o projeto. Oracional/oracional/simples

21. Houve muitas mudanças. inexistente

22. Quem disse que não havia rasuras? Simples/inexistente

23. Os deuses trovejaram ameaças. simples

24. Freqüentam-se praias. simples

25. Chegaram, no sábado passado, as meninas. simples

www.professorandresan.com.br 101
EXERCÍCIOS III

Classifique os complementos verbais (objeto direto ou objeto indireto) em destaque nas frases abaixo.

1) Ceda o lugar aos mais velhos. OD, OI

2) Construí uma bela casa. OD

3) O quarentão se apaixonou por uma adolescente. OI

4) Chamei um técnico. OD

5) As orquídeas gostam de ambientes úmidos e quentes. OI

6) A televisão deve às crianças programações mais ricas e educativas. OI, OD

7) Não respondia às minhas perguntas. OI

8) Os pais preocupam-se com os filhos. OI

9) Devemos comunicar o fato ao diretor. OD, OI

10) Procurei o livro, mas não o encontrei. OD, OD

11) Deste modo prejudicas-te. OD

12) Roberto hostilizava o amigo. OD

13) Nunca desobedeci ao meu pai. OI

14) A namorada não te esperou? OD

15) Ela me traiu. OD

16) Confiou-me as chaves. OI

17) A terra nos pertencia. OI

Complete com a forma correta.

1) Sobram- _____ qualidades e recursos. (lhes)

2) Isto não ________ convém. (lhe)

3) Procurei- ________ muito. (a)

4) Ninguém __________ viu. (o)

5) Ela ________________ confessará tudo. (lhes)

6) Conheço-________.(o)

7) Como _____ invejam. (a)

8) Ela não ______ entregou os documentos. (lhes)

9) Nunca _________ ofendi. (o)

10) Já _______ disse isso várias vezes. (lhe)

102 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS IV

Use o seguinte código para os termos sublinhados: (CN) complemento nominal, (AA) adjunto adnominal.

1. Ninguém fez referência ao namoro de Susana. ( CN )

2. Este é um livro de magia. ( AA )

3. O funcionário não aceitou a apresentação dos documentos. ( CN )

4. A admiração de José por Renata é flagrante. ( AA ) ( CN )

5. João comprou uma linda casa de pedra. ( AA )

6. Ele tem gosto pelas artes. ( CN )

7. A compra daquele jogador foi uma grande aquisição do clube. ( CN )

8. Estou apto para o serviço. ( CN )

9. A obediência às leis é importante. ( CN )

10. O computador de Carlos está aqui. ( AA )

11. A insistência no detalhe, às vezes, é irritante. ( CN )

12. A lembrança do pai era dolorida. Ele sempre se lembrava dos filhos que estavam longe. ( AA )

13. A lembrança do pai era dolorida. Os filhos sempre se lembravam dele que estava longe. ( CN)

14. O telefone dos alunos tem de ficar no silencioso. ( AA )

15. O lápis de Antônio foi roubado. ( AA )

16. Seria aquele o arpão do pescador? ( AA )

17. O carro passava pela porta do mestre José Amaro e Lula tirava o chapéu para ele. ( AA )

18. ... saio à rua e desço a ladeira em busca do pão e dos jornais. ( CN )

19. Ela tinha uma incrível simpatia por crianças. ( CN )

20. A destruição da casa ocorreu ontem. ( CN )

21. A leitura da revista de modas foi feita pela filha de Maria. ( CN ) ( AA ) ( AA )

22. Isso é referente a pessoas casadas? ( CN )

23. Sou favorável ao professor de Matemática. ( CN )

www.professorandresan.com.br 103
EXERCÍCIOS V

Sublinhe o aposto

1) São Paulo, a maior cidade da América Latina, tem graves problemas sociais.

2) A maior cidade da América Latina, São Paulo, tem graves problemas sociais.

3) Precisava de três coisas: fé, esperança e atitude.

4) A praia de Cidreira fica no litoral norte.

5) Professor de matemática, João não gosta de português.

6) Os três – João, Carlos e Antônio – foram suspensos.

7) Eles, os pobres desesperados, tinham uma euforia de fantoches.

8) A verdade é esta: não fala nada com nada.

9) Os pontos cardeais são quatro: Norte, Sul, Leste e Oeste.

10) Ontem, falei com o diretor, homem muito probo.

11) Clarice, a primeira neta da família, cursa Direito.

12) A primeira neta da família, Clarice, cursa Direito.

13) Tudo – alegrias, tristezas, preocupações – ficava estampado logo no seu rosto.

14) Paulinho, amigo de infância, chegará amanhã.

EXERCÍCIOS VI

Classifique os adjuntos adverbiais grifados abaixo.

1) adj. adv. de tempo e adj. adv. de causa

2) adj. adv. de companhia.

3) adj. adv. de dúvida e adj. adv. de tempo

4) adj. adv. de finalidade

5) adj. adv. de instrumento e adj. adv. de lugar

6) adj. adv. de modo e adj. adv. de lugar

7) adj. adv. de intensidade

8) adj. adv. de tempo e adj. adv. de negação

9) adj. adv. de finalidade

104 Curso extensivo de português


10) adj. adv. de lugar

11) adj. adv. de concessão, adj. adv. de meio e adj. adv. de lugar

12) adj. adv. de conformidade, adj. adv. de adj. adv. de tempo, adj. adv. de tempo, adj. adv. de lugar, adj. adv. de
lugar, adj. adv. de tempo e adj. adv. de lugar

EXERCÍCIOS VII

Classifique o predicativo.

1) predicativo do sujeito

2) predicativo do objeto

3) predicativo do objeto

4) predicativo do objeto

5) predicativo do objeto

6) predicativo do objeto

7)predicativo do sujeito

8) predicativo do objeto

9) predicativo do sujeito

10) predicativo do objeto

11) predicativo do sujeito

EXERCÍCIOS VIII

Use o seguinte código para os termos sublinhados: (1) aposto especificativo , (2) adjunto adnominal.

1)) Chegou o mê de junho. ( 1 )

2)) A festas de junho vão começar. ( 2 )

3)) O aeroport de Porto Alegre foi ampliado. ( 2 )

4)) cidade de Porto Alegre tem um trânsito intenso. ( 1 )

5)) O poet Olavo Bilac foi Parnasiano. ( 1 )

6)) É este o sonet de Olavo Bilac. ( 2 )

7)) O president Vargas cometeu suicídio. ( 1 )

www.professorandresan.com.br 105
8)) época de Vargas foi marcante. ( 2 )

9)) cidade do Rio de Janeiro é bonita. ( 1 )

10)
0) O carnav do Rio de Janeiro é bonito. ( 2 )

EXERCÍCIOS VIII
Classifique os termos destacados - sujeito (SUJ), predicativo do sujeito (PS), objeto direto (OD), adjunto ad-
verbial
1) sujeito

2) predicativo do sujeito

3) predicativo do sujeito

4) adjunto adverbial

5) predicativo do sujeito

6) predicativo do sujeito

7) adjunto adverbial

8) adjunto adverbial

9) predicativo do sujeito.

10 ) predicativo do sujeito

11) adjunto adverbial

12) sujeito

FUNÇÕES DO LHE EXERCÍCIOS IX Dê a função do “lhe”

1. Objeto indireto

2. Complemento nominal

3. Adjunto adnominal

1) Uma espécie de riso sardônico e feroz contraía-lhe as negras mandíbulas. (3)

2) Aconteceu-lhe uma desgraça. (1)

3) Tudo lhe era diferente (2)

4) Não lhe contei o susto por que passei (1)

5) Não lhe seguirei as ordens. (3)

106 Curso extensivo de português


6) O pai não lhe deu chance. (1)

7) Ao inimigo, não lhe nego perdão (1)

8) A mãe apalpava-lhe o coração. (3)

9) Não lhe disse nem a metade do que eu diria. (1)

10) Tanto lhe invejo a competência. (3)

EXERCÍCIOS X

Dê a função sintática dos termos sublinhados.

1. predicativo do sujeito

2. sujeito

3. objeto indireto

4. sujeito

5. sujeito

6. sujeito

7. objeto direto

8. sujeito

9. sujeito e objeto direto

10. objeto direto, predicativo do objeto e adj. adv.

11. adj. adv., adj. adv., adj.adv. e predicativo do sujeito

12. adj. adv., objeto indireto, objeto direto

13. vocativo

14. sujeito

15. objeto direto

16. sujeito

www.professorandresan.com.br 107
108 Curso extensivo de português
Regra Geral O verbo concorda com o núcleo sujeito em número e pessoa

Corrija, quando necessário, a concordância do verbo.


1. Será que existe no Brasil outros autores tão importantes quanto ele?
2. Sairá amanhã os resultados do concurso.
3. Faltam só três minutos para o meio-dia.
4. Se ele fosse o diretor, não ocorreria tantas desistências.
5. Acho que cabe medidas imediatas.
6. Acontecem, todos os dias, o mesmo problema.
7. Geralmente cabe ao homem as primeiras iniciativas.
8. Não constava no edital as datas das provas.
9. Sobrou para nós muitas tarefas.
10. Só naquela noite faltou dez pessoas.
11. Ocorre com ele coisas muito estranhas.
12. Couberam aos diretores estas críticas.
13. Existe, em cidades do interior, histórias mirabolantes.
14. Veio daquela pessoa que todos criticavam as ideias para a reestruturação da empresa.
15. Permaneciam, naquela tarde, empregados na porta da fábrica.
16. Não existe, pois, no futebol brasileiro, razões para angústias,
17. Faltam, no gramado de nossos estádios, talentos incomparáveis.
18. Já chegou hoje os três representantes da Argentina.
19. Resta ainda alguns participantes.
20. Vem do Uruguai as sugestões para a reforma.
21. Existem na atualidade diferentes tipos de comportamento.
22. Faltam aos países subdesenvolvidos uma legislação mais rigorosa para esses crimes.
23. Persistem por muito tempo no meio ambiente os efeitos nocivos desse gás.
24. Possuem elevado grau de complexidade os problemas matemáticos daquele professor

www.professorandresan.com.br
Complete as frases com dele ou de ele, deles ou de eles, dela ou de ela, delas ou de elas, do ou de
o, da ou de a, dos ou de os, das ou de as.
1) O gesto____________ me impressionou.(dela/de ela)
2) Já está na hora _________refletir no que quer com Pedro.(dela/de ela)
3) Apesar ____________ trabalhadores ganharem mal, ainda dão o melhor. (dos/de os)
4) O fato _________ mentir é grave.(dela/de ela)
5) A mentira ______________ não convenceu ninguém.(dela/de ela)
6) Antes __________ reler o livro, poderá falar.(dela/de ela)
7) No momento ______________ diretora falar, vamos fazer silêncio.(da/ de a)
8) A despeito ____________ jogador ser aplaudido, foi mandado embora.(do/de o)
9) O cartaz ______________ filme era horrível. ( do / de o )
10) O discurso______________ não convenceu ninguém.(dela/de ela)
11) Em vez __________continuar a explicação, interrompeu-a inexplicavelmente.(dela/de ela)
12) Está na hora ______________ limparem o gramado.(delas/de elas)
13) Antes ____________ galo cantar.(do/de o)
14) Apesar____________ resultados estarem impressos....(dos/de os)
15) O irmão ______________ policial era o culpado. ( do / de o )
16) Antes __________garoto chegar.(do/de o)
17) A notícia _______ jornal estarreceu a todos. ( do / de o)

QUESTÃO DE CONCURSO
1. A contração de preposição com artigo está incorreta, do ponto de vista da língua culta
padrão, na alternati a
a) Resultado do seu último planejamento estratégico
b) o Estado continua com o controle do banco
c) A perspectiva concreta do Brasil atingir o investiment grade (grau de investimento)
d) Os bons resultados do crescimento econômico do Estado nos últimos anos
e) A tendência da redução das taxas de juros no mercado interno

110 Curso extensivo de português


www.professorandresan.com.br 111
Se colocássemos as expressões sublinhadas no plural, quantas outras palavras deveriam OBRIGATORIAMENTE
sofrer ajustes para fins de concordância?

1) A tese de educação “libertadora”, que atravessou solidamente as décadas passadas, começa a perder terreno
entre nós depois de contestada até mesmo nos países onde surgiu e, principalmente, demonstrou sua ineficiên-
cia.
_________________

2) O marinheiro que infringisse as regras era submetido a duros castigos. O mais cruel era passá-lo por baixo da
quilha do navio. Se não morresse afogado, ele dificilmente sobrevivia aos ferimentos que sofria quando batia no
casco.
_________________

3) Ultimamente, vem se impondo ao brasileiro infindável sucessão de números que o deixa atônito.
_________________

4) Este biólogo entende que é mais fácil recompor a floresta norte-americana do que a brasileira, mas vê seme-
lhanças no terreno político: o governo de ambos os países estimula a indústria a derrubar as árvores.
__________________

5) A principal crítica feita ao brasileiro é que é acomodado, não luta por seus objetivos, aceita tudo, é preguiçoso,
oportunista, desonesto, quer tudo de mão beijada, só pensa em diversão. A ninguém ocorre fazer-lhe justiça,
lembrando-o como é generoso, bem-humorado, afável.
__________________

6) Se você é casado, solteiro, divorciado, tem entre 5 e 95 anos, e também acha que diversão é a melhor terapia,
não perca a oportunidade que lhe oferece este novo jornal.
Forme uma terceira frase substituindo você por tu.
__________________

7) O homem primitivo é tímido, ignorante, e, como tal, teme ser atingido pelo desconhecido. Ele precisa saber
quem o está agarrando.
Substitua homem por criaturas.
__________________

8) Com seu binóculo, viu o barco afundar lentamente, apesar do esforço dos que tentavam salvá-lo, procurando
inutilmente laçá-lo com grossos cabos e arrastá-lo para a beira, onde poderia ser consertado.
Substitua barco por jangada.
__________________

112 Curso extensivo de português


1.Verbos impessoais Há verbos que não têm sujeito. É o caso dos verbos impessoais

1.1. HAVER – no sentido de existir

Ex.: Havia poucas mulheres na sala.

Obs.: Caso forme locução com outro verbo, a impessoalidade do verbo haver o contaminará.

Exs.: Vai haver novas oportunidades.

Poderá haver algumas modificações.

ATENÇÃO: Nem sempre o verbo haver é empregado no sentido de EXISTIR.

Ex.: Naquele dia, eles haviam chegado tarde.

1.2 FAZER – indicando tempo, temperatura.

Exs.: Faz dez anos que partiu.


Faz dias quentes em Recife.

Obs.: Formando locação com outro verbo. A impessoalidade do verbo FAZER passará para o outro.
Exs.: Vai fazer três meses que estou sem namorado.

Sublinhe a forma correta:


1. Onde você andava? Fazem/Faz mais de três horas que a espero.
2. Talvez houvessem/houvesse soluções melhores do que aquela.
3. Vão/Vai terminar acontecendo coisas desagradáveis.
4. Vão/Vai terminar havendo coisas desagradáveis.
5. Haviam/Havia ocorrido vários acidentes naquele local.
6. Haviam/Havia vários carros naquele local.
7. Acho que devem/deve haver duas colheres ali.
8. Acho que devem/deve bastar duas colheres de açúcar.
9. Hão/Há de haver outras saídas.
10. Hão/Há de existir outras saídas.
11. Espero que hajam/haja sobrado algumas cervejas.
12. Espero que hajam/haja algumas cervejas no gelo.
13. Já começam/começa a haver esperanças.
14. Não podem/pode haver hesitações
15. No domingo, farão/fará seis meses que as aulas começaram; pode-se dizer que só faltam/falta trinta dias
para as férias.

www.professorandresan.com.br 113
2.Concordância na PASSIVA SINTÉTICA Quando o verbo vier acompanhado da partícula se,
haverá sujeito e com ele será feita a concordância, se for passiva sintética ou pronominal.

Observe os exemplos: Fazem-se carretos.


Vende-se um apartamento.
Vendem-se dois apartamentos.
Consertam-se calçados.
Contrataram-se professores.

ATENÇÃO Não haverá concordância, se o termo que acompanha o verbo for


preposicionado (objeto indireto) ou se o verbo for intransitivo. Nesses casos, temos o sujeito indeterminado.

Exs.: Necessita-se de ajudantes.


Precisa-se de excelentes jogadores.
Assistiu-se a bons espetáculos.
Vive-se bem em Alvorada.

Preencha as lacunas.

1.____________________________ as reformas administrativas. (anunciou-se / anunciaram-se)


2.Amanhã se ________________ os últimos exames. (fará / farão)
3._____________________ de questões polêmicas. (Trata-se / Tratam-se)
4.Ainda não se _________________ os verdadeiros responsáveis. (conhece / conhecem)
5.Não mais se _____________________ aos pais como antigamente. (obedece / obedecem)
6._____________________para as médicas mais experientes. (Apelou-se / Apelaram-se)
7.É necessário que se _________________ as provas até segunda-feira. (aplique / apliquem)
8.Você não sabe como se ____________________ estes cheques? (preenche / preenchem)
9.Nas ilhas do Pacífico é onde melhor se _________________ os velhos. (trata – tratam)
10.Ele prefere não opinar quando se ___________________ em eleições. (fala / falam)

3.CONSIDERAÇÕES FINAIS

3.1 Concordância com o verbo SER Se o verbo SER for impessoal, ou seja, indicando
hora,data, distância, concordará com o predicativo.

114 Curso extensivo de português


3.2 Nomes próprios no plural
Com artigo – verbo no plural
Sem artigo – verbo no singular

3.3 A concordância com expressões partitivas será opcional.

3.4 Concordância com os verbos VIR e TER e derivados.


Ex.: Ele tem dois filhos. Ele mantém a decisão.
Eles têm dois filhos. Eles mantêm a decisão.

3.5 Sujeito Oracional

www.professorandresan.com.br 115
3.6Sujeito Composto

3.7 Cada um

3.8 Mais de um / Mais de dez

3.9 Pronome de tratamento

3.10 Percentuais

3.11 Concordância com SER indicando quantidade, medida, preço.

116 Curso extensivo de português


3.12 Um dos que

3.13 concordância com a conjunção “ou”

1. Utilizando a norma culta da língua, a opção correta seria a seguinte:


a) Não entendi. Houveram modificações em seu comportamento.
b) Não entendi Verificou-se modificações em seu comportamento.
c) Não entendi. Existiu modificações em seu comportamento.
d) Não entendi.Ocorreram modificações em seu comportamento.
e) Não entendi. Aconteceu modificações em seu comportamento.

2. Observe a concordância verbal.


I - O público aprovou as feiras que se promoveram este ano.
II - O público aprovou as feiras que ocorreram este ano.
III - O público aprovou as feiras que houveram este ano.

Quais estão corretas?


a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III

3. - .................... anos que não se colhem bons frutos: ...................... pragas a assolarem os pomares.
a) Faz – deve haver
b) Fazem – deve haver
c) Fazem – devem haver
d) Faz – devem de haver
e) Faz – devem haverem

4. Devido aos desmatamentos,.................sumir da face do planeta árvores de porte majestoso e ...........haver trans-
formações que.................a flora amazônica ao desaparecimento.
a) poderiam – poderiam - condenariam
b) poderiam – poderia – condenariam
c) poderia – poderiam – condenaria
d) poderia – poderia – condenaria
e) poderiam – poderiam – condenaria

www.professorandresan.com.br 117
5. Do alto, os turistas...............os contrafortes da serra e ................a atenção voltada para as explicações do guia.
a) vêm - mantêm
b) vêem – mantêm
c) vêem – mantém
d) vêm – mantém
e) vem – mantém

6. O avanço do conhecimento é normalmente concebido como um processo linear, inexorável, em que as desco-
bertas são aclamadas tão logo venham à luz, e no qual as novas teorias se.........com base na evidência racional.
..................os entraves da religião, desde o século 17, o conhecimento..............florescendo de maneira livre, contí-
nua.
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto na seqüência em que elas aparecem.
a) impõem – afastados - vêm
b) impõem – afastado – vêm
c) impõe – afastados – vêm
d) impõe – afastado – vem
e) impõem – afastados – vem

1. D 2.D 3.A 4.B 5.B 6.E

Complete as frases:
1.É necessário que se _____________ os reajustes do aluguel e se ___________ os prazos para o pagamento, a fim
de que, no futuro, não______________ mal-entendidos. (faça- façam/fixe- fixem/surja- surjam)
2.Não ____________________ meios de convencê-la a abandonar aquela tarefa árdua. (poderia haver / poderiam
haver)
3._________________de histórias em quadrinhos. (Trata-se / Tratam-se)
4.As crianças não sabem que __________pistolas e que __________armas nucleares; se soubessem chorariam.
(existe- existem / podem haver- pode haver)
5._____________várias semanas que não se ______________torneios; _______________ motivos suficientes
para tal procedimento. (faz- fazem/ realiza-realizam/ deve haver- devem haver)
6.Não ______palavras que __________minha alegria. (existe- existem/ traduza- traduzam)
7.__________seis horas quando saiu. (era- eram)
8.Quando se __________ de situações como estas, onde se ____________rápidas medidas,
não___________________ tantos embaraços.(trata- tratam/ exige- exigem/ deve haver- devem haver)
9.__________, em 1993, as transmissões regulares entre Nova Iorque e Chicago, mas quase
não_________________ aparelhos. Atualmente, __________400 televisores para cada mil habitantes. (Iniciou-se-
Iniciaram-se/ havia- haviam/ existe- existem)
10.No mundo __________diariamente 8.000 periódicos e __________250 milhões de revistas a cada quinze dias.
(publica-se/publicam-se/ distribui-se- distribuem-se)
11._______________coisas que não se ____________________ (havia(m) – compreendia(m)
12.Convém que se ____________________nestes problemas e que não se_____________________ decisões
precipitadas. (pense(m) e tome(m)
13.Ontem _____________________25o C à sombra. (fez - fizeram)
14.____________________aos enfermos todos os cuidados. (prestou-se- prestaram–se)
15.Sem bons jogadores, não se __________ bons times de futebol. (faz –fazem)
16.No Sul, ............ invernos rigorosos. (faz-fazem)
17.É preciso que se __________ aos filmes e que se ____________ os livros. (assista(m) – leia(m).
18.Convém que se ________ às ordens e que se _________. os compromissos. (obedeça(m) e cumpra(m)
19.___________ fazer cinco meses que não a vemos. (vai-vão).
20.Naquela casa _____________ocorrer coisas estranhas. (costuma(m)
21._____________________ problemas durante a viagem. (Houve / Houveram)
22._____________________ problemas durante a viagem. (Ocorreu / Ocorreram)
23.Não ________________ motivos para tanto. (Havia / Haviam)

118 Curso extensivo de português


24. Não ________________ motivos para tanto. (Exista / Existiam)
25. _____________________ que _____________________ alguns transtornos. (Observou-se / Observaram-
-se – deve ter havido / devem ter havido)
26. ____________________ décadas que a empresa está assim. (Deve fazer – Devem fazer)
27. Os preparativos para a conferência internacional_________________________ ontem. (terminou / termi-
naram)
28. As acusações ao antigo amigo do partido _____________________a polícia a abrir investigações. (levou /
levaram)
29. Uma pesquisa de pessoas especializadas ________________________ que a maioria dos adolescentes
não se _______________________ contra a AIDS. (revelou / revelaram – previne / previnem)
30. A maior parte dos acidentes de trânsito ______________________________ pela imprudência dos moto-
ristas. (é provocada / são provocados)
31. Poços de Caldas ___________________________. ( continua agradável – continuam agradáveis)
32. Pelotas ____________________ no sul do Rio grande do Sul. ( fica – ficam)
33. Alagoas ____________________ praias belíssimas. (tem – têm)
34. Ouvi dizer que as Alagoas _______________ praias belíssimas. (tem – têm)
35. _____________________ vinte para as três. (É – São)
36. Discutir esses assuntos não _____________ a pena. ( vale – valem)
37. _______________ falar tais coisas. (Convém – Convêm)
38. _______________ que se ressaltem certos procedimentos. (Cabe – Cabem)
39. ___________ ocorrido muitas denúncias. (Tem – Têm)
40. A falta de luz ou a falta de água _____________ a população. (prejudica- prejudicam)
41. Nadar e caminhar _____________ bem. (faz – fazem)
42. Cada um dos alunos _______________ uma nova chance. (pediu – pediram)
43. Mais de um motorista ______________ multado. (foi – foram)
44. Mais de cem pessoas _______________ da manifestação. (participou – participaram)
45. Dez por cento da população _____________________ a ideia. (aprovou – aprovaram)
46. Sua Excelência _______________ com _________ comitiva. (chegou – chegaste / sua – vossa)
47. Vossa Senhoria ____________ admirada por ____________ inteligência. (é – és / sua – vossa)
48. _____________ o aluno e o professor. (Saiu – Saíram)
49. 1% das crianças _______________ agasalhos. (recebeu – receberam)
50. Escrever estas redações ____________ a diferença. (fará – farão)
51. Cem reais ____________ dinheiro. (é muito - são muitos)
52. Ele foi um dos que _________________ (apoiou – apoiaram)

www.professorandresan.com.br 119
EXERCÍCIOS I

Corrija, quando necessário, a concordância do verbo.

1. Será que existem no Brasil outros autores tão importantes quanto ele?

2. Sairão amanhã os resultados do concurso.

3. Faltam só três minutos para o meio-dia. correta

4. Se ele fosse o diretor, não ocorreriam tantas desistências.

5. Acho que cabem medidas imediatas.

6. Acontece, todos os dias, o mesmo problema.

7. Geralmente cabem ao homem as primeiras iniciati as.

8. Não constavam no edital as datas das provas.

9. Sobraram para nós muitas tarefas.

10. Só naquela noite faltaram dez pessoas.

11. Ocorrem com ele coisas muito estranhas.

12. Couberam aos diretores estas críti as.

13. Existem, em cidades do interior, histórias mirabolantes.

14. Vieram daquela pessoa que todos criticavam as ideias para a reestruturação da empresa.

15. Permaneciam, naquela tarde, empregados na porta da fábrica.


16. Não existem, pois, no futebol brasileiro, razões para angústia ,

17. Faltam, no gramado de nossos estádios, talentos incomparáveis.

18. Já chegaram hoje os três representantes da Argentin .

19. Restam ainda alguns participa tes.

20. Vêm do Uruguai as sugestões para a reforma.

21. Existem na atualidade diferentes tipo de comportamento.

22. Falta aos países subdesenvolvidos uma legislação mais rigorosa para esses crimes.

23. Persistem por muito tempo no meio ambiente os efeitos nocivos desse gás.

24. Possuem elevado grau de complexidade os problemas matemáti os daquele professor.

EXERCÍCIOS II

Complete as frases com dele ou de ele, deles ou de eles, dela ou de ela, delas ou de elas, do ou de o, da ou de a,
dos ou de os, das ou de as.
1) O gesto dela me impressionou.(dela/de ela)

2) Já está na hora de ela refletir no que quer com Pedro.(dela/de ela)

120 Curso extensivo de português


3) Apesar de os trabalhadores ganharem mal, ainda dão o melhor. (dos/de os)

4) O fato de ela mentir é grave.(dela/de ela)

5) A mentira dela não convenceu ninguém.(dela/de ela)

6) Antes de ela reler o livro, poderá falar.(dela/de ela)

7) No momento de a diretora falar, vamos fazer silêncio.(da/ de a)

8) A despeito de o jogador ser aplaudido, foi mandado embora.(do/de o)

9) O cartaz do filme era horrível. ( do / de o )

10) O discurso dela não convenceu ninguém.(dela/de ela)

11) Em vez de ela continuar a explicação, interrompeu-a inexplicavelmente.(dela/de ela)

12) Está na hora de elas limparem o gramado.(delas/de elas)

13) Antes de o galo cantar.(do/de o)

14) Apesar de os resultados estarem impressos....(dos/de os)

15) O irmão do policial era o culpado. ( do / de o )

16) Antes de o garoto chegar.(do/de o)

17) A notícia do jornal estarreceu a todos. ( do / de o)

EXERCÍCIOS III

QUESTÃO DE CONCURSO

Gabarito letra C

EXERCÍCIOS IV QUESTÃO TÍPICA

Se colocássemos as expressões sublinhadas no plural, quantas outras palavras deveriam OBRIGATORIAMENTE


sofrer ajustes para fins de concordância?

1) A tese de educação “libertadora”, que atravessou solidamente as décadas passadas, começa a perder terreno
entre nós depois de contestada até mesmo nos países onde surgiu e, principalmente, demonstrou sua ineficiência.

_________6________

2) O marinheiro que infringisse as regras era submetido a duros castigos. O mais cruel era passá-lo por baixo da qui-
lha do navio. Se não morresse afogado, ele dificilmente sobrevivia aos ferimentos que sofria quando batia no casco.

_________11________

3) Ultimamente, vem se impondo ao brasileiro infindável sucessão de números que o deixa atônito.

__________3_______

4) Este biólogo entende que é mais fácil recompor a floresta norte-americana do que a brasileira, mas vê semelhan-
ças no terreno político: o governo de ambos os países estimula a indústria a derrubar as árvores.

__________5________

5) A principal crítica feita ao brasileiro é que é acomodado, não luta por seus objetivos, aceita tudo, é preguiçoso,

www.professorandresan.com.br 121
oportunista, desonesto, quer tudo de mão beijada, só pensa em diversão. A ninguém ocorre fazer-lhe justiça, lem-
brando-o como é generoso, bem-humorado, afável.

_________17_________

6) Se você é casado, solteiro, divorciado, tem entre 5 e 95 anos, e também acha que diversão é a melhor terapia, não
perca a oportunidade que lhe oferece este novo jornal.

Forme uma terceira frase substituindo você por tu.

________5____________

7) O homem primitivo é tímido, ignorante, e, como tal, teme ser atingido pelo desconhecido. Ele precisa saber
quem o está agarrando.

Substitua homem por criaturas.

_________11___________

8) Com seu binóculo, viu o barco afundar lentamente, apesar do esforço dos que tentavam salvá-lo, procurando inu-
tilmente laçá-lo com grossos cabos e arrastá-lo para a beira, onde poderia ser consertado.

Substitua barco por jangada.

_________5____________

EXERCÍCIOS V

Sublinhe a forma correta:

1. Onde você andava? Faz mais de três horas que a espero.

1. Talvez houvesse soluções melhores do que aquela.

2. Vão terminar acontecendo coisas desagradáveis.

3. Vai terminar havendo coisas desagradáveis.

4. Haviam ocorrido vários acidentes naquele local.

5. Havia vários carros naquele local.

6. Acho que deve haver duas colheres ali.

7. Acho que devem bastar duas colheres de açúcar.

8. Há de haver outras saídas.

9. Hão de existir outras saídas.

10. Espero que hajam sobrado algumas cervejas.

11. Espero que haja algumas cervejas no gelo.

12. Já começa a haver esperanças.

13. Não pode haver hesitações

14. No domingo, fará seis meses que as aulas começaram; pode-se dizer que só faltam trinta dias para as férias.

122 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS VI

Preencha as lacunas.

1. ____________________________ as reformas administrativas. (anunciou-se / anunciaram-se)

2. Amanhã se ________________ os últimos exames. (fará / farão)

3. _____________________ de questões polêmicas. (Trata-se / Tratam-se)

4. Ainda não se _________________ os verdadeiros responsáveis. (conhece / conhecem)

5. Não mais se _____________________ aos pais como antigamente. (obedece / obedecem)

6. ________________________ para os médicos mais experientes. (Apelou-se / Apelaram-se)

7. É necessário que se _________________ as provas até segunda-feira. (aplique / apliquem)

8. Você não sabe como se ____________________ estes cheques? (preenche / preenchem)

9. Nas ilhas do Pacífico é onde melhor se _________________ os velhos. (trata – tratam)

10. Ele prefere não opinar quando se ___________________ em eleições. (fala / falam)

EXERCÍCIOS VII

Complete as frases:

1. É necessário que se _____________ os reajustes do aluguel e se ___________ os prazos para o pagamento, a


fim de que, no futuro, não______________ mal-entendidos. (faça- façam/fixe- fixem/surja- surjam)

2. Não ____________________ meios de convencê-la a abandonar aquela tarefa árdua. (poderia haver / pode-
riam haver)

3. _________________de histórias em quadrinhos. (Trata-se / Tratam-se)

4. As crianças não sabem que __________pistolas e que __________armas nucleares; se soubessem chorariam.
(existe- existem / podem haver- pode haver)

5. _____________várias semanas que não se ______________torneios; _______________ motivos suficientes


para tal procedimento. (faz- fazem/ realiza-realizam/ deve haver- devem haver)

6. Não ______palavras que __________minha alegria. (existe- existem/ traduza- traduzam)

7. __________seis horas quando saiu. (era- eram)

8. Quando se __________ de situações como estas, onde se ____________rápidas medidas,


não___________________ tantos embaraços.(trata- tratam/ exige- exigem/ deve haver- devem haver)

9. __________, em 1993, as transmissões regulares entre Nova Iorque e Chicago, mas quase não_________________
aparelhos. Atualmente, __________400 televisores para cada mil habitantes. (Iniciou-se- Iniciaram-se/ havia-
haviam/ existe- existem)

10. No mundo __________diariamente 8.000 periódicos e __________250 milhões de revistas a cada quinze dias.
(publica-se/publicam-se/ distribui-se- distribuem-se)

11. _______________coisas que não se ____________________ (havia(m) – compreendiam

12. Convém que se ____________________nestes problemas e que não se_____________________ decisões


precipitadas. pense e tomem

13. Ontem _____________________25o C à sombra. (fez - fizeram)

www.professorandresan.com.br 123
14. ____________________aos enfermos todos os cuidados. (prestou-se- prestaram–se)

15. Sem bons jogadores, não se __________ bons times de futebol. (faz –fazem)

16. No Sul, ............ invernos rigorosos. (faz-fazem)

17. É preciso que se __________ aos filmes e que se ____________ os livros. (assista – leiam)

18. Convém que se ________ às ordens e que se _________. os compromissos. (obedeça e cumpram)

19. ___________ fazer cinco meses que não a vemos. (vai-vão).

20. Naquela casa _____________ocorrer coisas estranhas. (costumam)

21. _____________________ problemas durante a viagem. (Houve / Houveram)

22. _____________________ problemas durante a viagem. (Ocorreu / Ocorreram)

23. Não ________________ motivos para tanto. (Havia / Haviam)

24. Não ________________ motivos para tanto. (Existia / Existiam)

25. _____________________ que _____________________ alguns transtornos. (Observou-se / Observaram-se –


deve ter havido / devem ter havido)

26. ____________________ décadas que a empresa está assim. (Deve fazer – Devem fazer)

27. Os preparativos para a conferência internacional_________________________ ontem. (terminou / termina-


ram)

28. As acusações ao antigo amigo do partido _____________________a polícia a abrir investigações. (levou / le-
varam)

29. Uma pesquisa de pessoas especializadas ________________________ que a maioria dos adolescentes não se
_______________________ contra a AIDS. (revelou / revelaram – previne OU previnem)

30. A maior parte dos acidentes de trânsito ______________________________ pela imprudência dos motoristas.
(é provocada ou são provocados)

31. Poços de Caldas ___________________________. (continua agradável – continuam agradáveis)

32. Pelotas ____________________ do sul do Rio grande do Sul. ( fica – ficam)

33. Alagoas ____________________ praias belíssimas. (tem – têm)

34. Ouvi dizer que as Alagoas _______________ praias belíssimas. (tem – têm)

35. _____________________ vinte para as três. (É – São)

36. Discutir esses assuntos não _____________ a pena. (vale – valem)

37. _______________ falar tais coisas. ( Convém – Convêm)

38. _______________ que se ressaltem certos procedimentos. (Cabe – Cabem)

39. ___________ ocorrido muitas denúncias. ( Tem – Têm)

40. A falta de luz ou a falta de água _____________ a população. (prejudica- prejudicam)

41. Nadar e caminhar _____________ bem. (faz – fazem)

42. Cada um dos alunos _______________ uma nova chance. (pediu – pediram)

43. Mais de um motorista ______________ multado. (foi – foram)

124 Curso extensivo de português


44. Mais de cem pessoas _______________ da manifestação. (participou – participaram)

45. Dez por cento da população _____________________ a ideia. (aprovou ou aprovaram)

46. Sua Excelência _______________ com _________ comitiva. (chegou – chegaste / sua – vossa)

47. Vossa Senhoria ____________ admirada por ____________ inteligência. (é – és / sua – vossa)

48. _____________ o aluno e o professor. (Saiu ou Saíram)

49. 1% das crianças _______________ agasalhos. (recebeu ou receberam)

50. Escrever estas redações ____________ a diferença. (fará – farão)

51. Cem reais ____________ dinheiro. (é muito - são muitos)

52. Ele foi um dos que _________________ (apoiou ou apoiaram)

www.professorandresan.com.br 125
Defini ões Básicas

ADJETIVO Palavra variável que se refere a um substantivo.Expressa uma característica do substantivo.

ADVÉRBIO Palavra invariável que se refere a um verbo, a um adjetivo ou um a outro advérbio.


Expressa uma circunstância.

1. Regra Geral
Observe: as crianças dois cachorros

esse problema ótima idéia

O arti o, o pronome, o numeral e o adjeti o concordam em gênero e número com o substan-


vo a que se referem. Dessas classes gramaticais, a única que apresenta alguns problemas de concordância é o
adjeti o.

2. Concordância do Adjeti o
2.1. Adjetivo Anteposto aos Substantivos

Concorda com o mais próximo.

Exs.: Bonitas sandálias e sapatos.


Bonito sapato e sandália.

Referindo-se a pessoas, o adjetivo vai para o plural.

Ex.: Queridas Paula e Letícia.


Os inseparáveis Cássio e Carlos chegaram.

2.2. Adjetivo Posposto aos Substantivos


Concorda com o mais próximo ou vai para o masculino plural, concordando com ambos.

Exs.: casaco e camisa branca


camisa e casaco branco (ou brancos)

Obs.: Caso o sentido da frase exigir, o adjetivo, mesmo posposto ao substantivo, só concordará com o mais
próximo.
Ex.: cavalo e casa destelhada.

126 Curso extensivo de português


3. Casos particulares

3.1. Nas expressões é bom, é preciso, é proibido, o adjetivo ficará invariável, quando o sujeito não estiver deter-
minado

3.2. Anexo, obrigado, quite, mesmo, próprio, incluso concordam com o termo a que se referem.

3.3. Em anexo, menos e alerta são advérbios, portanto tais termos são invariáveis.

3.4. Meio, quando for adjeti o, concorda com o termo a que se refere. Nesse caso, significa “metade”:
Ficará invariável quando for advérbio. Nesse caso, significa “um pouco”, “mais ou menos”:

3.5. Todo, toda, todo o, toda a

www.professorandresan.com.br 127
3.6. Bastante é variável quando for adjetivo. Nesse caso, acompanha um substantivo. Quando for adverbio, fica
invariável.

3.7. Dado, visto e outros particípios. Concordam com o substantivo que acompanham.

3.8 Tal Qual

3.9 Possível

3.10 Lesol

3.11 Pseudo E Todo

128 Curso extensivo de português


3.12 Nomes de cor.

3.12.1 O nome de cor, quando originado de um substantivo, não varia, quer se trate de uma palavra simples,
quer se trate de uma palavra composta (nome de cor + substantivo)

Exs.: Tapetes vinho


Cortinas areia
Lençóis rosa
Camisas amarelo-limão
Olhos verde-mar

3.12.2 O nome de cor, quando é adjetivo, varia, quer seja uma palavra simples, quer seja o segundo elemento
de uma palavra composta.

Exs.: Faixas azuis


Calções brancos
Paredes amarelas
Calças pretas
Sapatos verde-escuros
Olhos azul-claros
Colcha amarelo-esverdeada
Bandeiras rubro-negras

as palavras azul-marinho e azul-celeste são invariáveis.


Ex.: Ela ganhou casacos azul-marinho e comprou luvas azul-celeste.

Nome de cor simples x nome de cor composto

O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é:

a) ternos azuis-claros; ternos verdes-mares


b) ternos azuis-claros; ternos verde-mares
c) ternos azul-claro; ternos verde-mar
d) ternos azul-claros; ternos verde-mar
e) ternos azuis-claros; ternos verde-mar

www.professorandresan.com.br 129
Substanti os Compostos

130 Curso extensivo de português


Adjeti os Compostos

www.professorandresan.com.br 131
Complete as lacunas abaixo com a forma apropriada do termo entre parênteses:

PARTE 1
1. As ______________ Maria e Joana participaram do concurso. (dedicado)
2. Essa conversa será __________longa. (meio)
3. Comeu somente ______________ laranja. (meio)
4. Viam-se ao longe ____________________ mangueiras e abacateiros. (alto)
5. Viam-se ao longe ____________________ abacateiros e mangueiras. (robusto)
6. É um especialista em plantas e animais _______________. (marinho)
7. É um especialista em animais e plantas _______________. (marinho)
8. Ele mora numa casa com portões e janelas ____________. (branco)
9. Ele mora numa casa com janelas e portões _____________. (branco)
10. Havia______________ livros e revistas sobre a mesa. (muito)
11. Havia______________ revistas e livros sobre a mesa. (muito)
12. Considero_________________ as atividades da comissão. (indispensável)
13. Julgo as atividades da comissão ___________________. (desnecessário)
14. Escolhemos _________ hora e lugar. (mau)
15. __________desempenho e caráter caracterizam sua gestão. (bom)
16. O menino e a menina __________iniciaram o desfile. (lindo).
17. Enviou-lhe __________ os dados e as informações ___________. (anexo, solicitado).
18. Considerava ______________ aquelas afirmações. (inverídico)
19. Havia jornais e revistas ___________ pelo chão. (espalhado).
20. Deu-lhe um beijo e um abraço ________. (apertado).
21. Tachou de __________ nossas declarações. (falso).
22. Peço que torne _____________ a carta em que qualifiquei de __________ aquelas nomeações. (público e
suspeito).
23. Seus argumentos não pareciam ____________ para persuadi-lo. (suficiente).
24. As irmãs estavam sempre ______________ (só).
25. Decidiu-se que ficaria __________ à baronesa a posse das ações. (assegurado).
26. O confronto das testemunhas tornou __________ os erros do processo anterior. (visível).
27. Precisamos de mais disposição e _____________ preguiça. (menos).
28. Portou-se com _____________ lealdade e coragem. (extremo).
29. Os ____________________ prima e primo chegaram antecipadamente. (ansioso)

PARTE 2
1. Esses garotos são__________ atrevidos. (bastante)
2. Estamos _________com nossos credores. ( quite)
3. Cautela é _________. (necessário)
4. As folhas _________ contêm os exercícios. (anexo)
5. Ela estava _________tonta. (meio)
6. Ela é a _____________indicada para o cargo. ( menos)
7. É _________________ a entrada de pessoas estranhas. (proibido)
8. Eles _________ o mataram. ( mesmo)
9. ________________coisas foram ________ na reunião. ( bastante – dito)
10. Elas ficaram _________________________. ( bastante – agradecido)
11. Ela ficou __________ triste com o resultado. (meio)
12. ________________as pazes , foram comemorar. (feito)
13. ____________________grupo gostou do discurso. (todo)
14. Elas _________ organizaram o jantar. (mesmo)
15. ________________ser humano gostaria de conhecer _________________mundo. (todo)
16. Foi ______________como certa a troca de direção. (dado)
17. É ________________ a sua presença. (necessário)
18. Não diga nada ao diretor. É ________________ cautela. (necessário)
19. Ela ______________ organizou toda a festa. (mesma).
20. Parecia ______________ aflita diante do ocorrido. (meio)
21. Eles ____________ comunicaram à atriz que ela ________________ teria de tomar as providências neces-
sárias(mesmo)

132 Curso extensivo de português


22. As funcionárias garantiram que elas ________________ iriam fiscalizar para que seus documentos seguis-
sem ______________ à ficha. (mesmo/anexo)
23. A foto pedida segue _________________ à ficha de cadastro da empregada. (incluso)
24. Muito ______________ ! disseram os rapazes. Estamos ________________ agora. (obrigado/quite)
25. Acho que a goiaba que comemos esta manhã estava ______________ estragada. (meio)
26. Faz uma hora e _____________ que ele está esperando.(meio)
27. A situação do país é _______________ preocupante: _______________ famílias tiveram de vender suas
terras e migrar para outros centros. (bastante
28. Faça tudo com _______________ rapidez e esteja aqui antes de __________ - dia e _________ (bastante/
meio/meio)
29. Muitas mães de família andam _________________ desgastadas com a dupla jornada de trabalho que
têm de cumprir. (meio)
30. Nos grandes negócios, é _______________________ cautela. (necessário).
31. A prudência é _____________ __________em qualquer atividade. (necessário)
32. Eles ___________ ___________seriam os beneficiários. (próprio).
33. Ainda é _________________________prudência. (necessário)
34. Ainda é ______________ ______muita prudência. (necessário)
35. ___________________ as testemunhas, o júri se reuniu para deliberar. (ouvido).

PARTE 3
1. Comprou duas saias __________ que não combinavam com os sapatos _________ e as luvas __________.
(azul-claro, cinza e creme).
2. Essas meninas são ____________ a mãe. (tal qual).
3. Suas atitudes eram ______________ infantis. (meio)
4. Enfrentamos tempestades o mais perigosas _____________. (possível)
5. Enfrentamos obstáculos os mais perigosos _____________ (possível)
6. Ele não era __________ os primos. (tal qual)
7. Os filhos são ____________ o pai. (tal qual)
8. Os boatos são ____________ as notícias. (tal qual)
9. Ganhamos vários lenços ________________. (branco)
10. Adorei essas meias ________________. (pérola)
11. Queremos mais tecidos __________________________. (verde-garrafa)
12. A menina pediu uma bolsa __________________. (cor-de-tijolo)
13. Estas saias ______________________ são lindas. (azul-marinho)
14. Passei os dias ____________________ de julho relendo Machado.(cinza)
15. O ônibus enlameou minhas ricas calças _______________________. (rosa-claro)

www.professorandresan.com.br 133
CONCORDÂNCIA NOMINAL 23. inclusa
24. obrigados - quites
1. dedicadas 25. meio
2. meio 26. meia
3. meia 27. bastante - bastantes
4. altas 28. bastante / meio / meia
5. robustos 29. meio
6. marinhos 30. necessário
7. marinhas - marinhos 31. necessária
8. brancas - brancos 32. próprios
9. brancos 33. necessário
10. muitos 34. necessária
11. muitas 35. ouvidas
12. indispensáveis
13. desnecessárias PARTE 3
14. má 1. azul-claras / cinza / creme
15. bom 2. tais qual
16. linda - lindos 3. meio
17. anexos – solicitados - solicitadas 4. possível
18. inverídicas 5. possíveis
19. espalhadas - espalhados 6. tal quais
20. apertado 7. tais qual
21. falsas 8. tais quais
22. pública - suspeitas 9. brancos
23. suficientes 10. pérola
24. sós 11. verde-garrafa
25. assegurada 12. cor-de-tijolo
26. visíveis 13. azul-marinho
27. menos 14. cinza
28. extrema 15. rosa-claro
29. ansiosos

PARTE 2
1. bastante
2. quites
3. necessário
4. anexas
5. meio
6. menos
7. proibida
8. mesmos
9. bastantes – ditas
10. bastante – agradecidas
11. meio
12. feitas
13. todo o
14. mesmas
15. todo – todo o
16. dada
17. necessária
18. necessário
19. mesma
20. meio
21. mesmos - mesma
22. mesmas - anexos

134 Curso extensivo de português


01. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS) Assina- c) foram feito.
le a alternativa que preenche correta e respectivamente a
lacuna com traço contínuo da frase abaixo. d) foi feitos.

Mulheres solteiras ____________ não ____________ em e) foi feito.


si mesmas um ponto de equilíbrio.

a) parecem – conseguir encontrar


04. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS) Como
b) parece – conseguirem encontrar depois ela aparece beijando os avós, aos quais sempre
agrediu, a violência intrafamiliar acabou consagrada
c) parecem – conseguirem encontrar como o melhor método educacional.

d) parecem – conseguirem encontrarem Caso a expressão a violência da frase acima fosse substi-
tuída por “as agressões”, quantas outras palavras da mes-
e) parece – conseguir encontrarem ma frase sofreriam alteração, para fins de concordância?

a) Uma
02. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS - FAUR- b) Duas
GS) Analise as seguintes afirmações, considerando o em-
prego do verbo haver na frase abaixo. c) Três

Aqui, no Rio Grande do Sul, há vários exemplos. d) Quatro

I – A forma verbal há, no contexto em que aparece, é im- e) Cinco


pessoal; por essa razão se apresenta na 3ª pessoa do sin-
gular.

II – A substituição da forma verbal há por existe manteria 05. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS – FAUR-
a correção gramatical e o significado original da frase. GS) Considere as seguintes sugestões de substituição de
palavras ou expressões em frases do texto, que acarre-
III – Caso o período fosse passado para o pretérito per- tariam, obrigatoriamente, ajustes de concordância para
feito de modo indicativo, a forma verbal há deveria ser que se mantivesse a correção.
substituída por houveram.
I – Esse preconceito nos limita e nos faz sofrer.
Quais estão corretas?
Substituição de Esse preconceito por Esses preconceitos.
a) Apenas I
II – Por um instante desejei ter chegado, enfim, ao mes-
b) Apenas II mo patamar – onde coisas pelas quais luto hoje e sofro
fossem uma celebração, recobertas de uma beleza menos
c) Apenas III ilusória.Substituição de coisas por tudo.
d) Apenas I e II

e) Apenas I e III O número de outras palavras, em cada período, que so-


freria ajustes, nos casos I e II respectivamente, é

a) 1 e 2.
03. (Auxiliar de Perícias – IGP/RS FAURGS) A expressão
que preenche correta e respectivamente a lacuna ponti- b) 2 e 3.
lhada da frase abaixo
c) 2 e 4.
“Os ferimentos causados nas vítimas dos três crimes
............... pelas mesmas armas?” d) 3 e 3.

a) fora feito. e) 3 e 4.

b) foram feitos.
www.professorandresan.com.br 135
06. (Téc. em Higiene Dental – Prefeitura de Alvorada/RS 09. (Motorista – MP/RS – FAURGS) Na frase Os números
– FAURGS) Suas crônicas jornalísticas retratam como era são tão grandes que costumam deixar muitas pessoas
a vida no Rio de Janeiro de sua época. insensíveis, incapazes de compreender a gravidade do
problema, caso a expressão Os números fosse substituída
Caso a palavra crônicas fosse substituída por crônica, por O índice, quantas outras palavras do período deve-
quantas outras palavras da mesma frase sofreriam altera- riam obrigatoriamente sofrer ajustes para fins de concor-
ção par afins de concordância? dância?
a) Uma a) Uma.
b) Duas b) Duas.
c) Três c) Três.
d) Quatro d) Quatro.
e) Cinco e) Cinco.

07. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS – FAURGS) 10. (Auxiliar de Perícias – IGP/RS – FAURGS) Se no pará-
No primeiro dia de aula, o aluno novo já estava sendo grafo “Eu sei”, disse Vilela. “Mas tenho que fazer umas
chamado de “Gaúcho”. investi ações e queria saber se há possibilidade de os
ti os terem sido disparados pelas mesmas armas.” a pa-
Caso se substituísse, na frase acima, a palavra aluno por
lavra Eu fosse substituída por Nós, quantas outras pala-
aluna, as outras palavras da frase que deveriam, obrigato-
vras do parágrafo precisariam sofrer ajustes, para fins de
riamente, sofrer ajustes para fins de concordância seriam
concordância?
a) novo e chamado
a) Uma
b) chamado e “Gaúcho”
b) Duas
c) o, novo, sendo e chamado
c) Três
d) o, novo, chamado e “Gaúcho”
d) Quatro
e) o, novo, sendo e chamado e “Gaúcho”
e) Cinco

08. (Analista Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS) Na ân-


11. (Contador – BANRISUL/RS – FAURGS) Na frase Uma
sia de afastar a qualquer custo a sensação dolorosa, me-
coisa que aprendi de cara: tudo aquilo que era vendido
diante o uso abusivo de analgésicos, relaxantes muscula-
aos pobres era de péssima qualidade caso a expressão
res, antiinflamatórios e outros medicamentos, as pessoas
tudo aquilo fosse substituída por todos os produtos, as
podem estar se privando de seu sinalizador mais perfeito
alterações que se fariam na frase para fins de concordân-
– um alarme preciso que a natureza instalou no organis-
cia resultariam em
mo para soar a cada ameaça de dano ou desequilíbrio.
a) todos os produtos que eram vendidos aos pobres eram
de péssima qualidade.
Na frase acima, caso o segmento as pessoas fosse subs-
b) todos os produtos que eram vendidos aos pobres era
tituída pelo pronome nós, quantas outras alterações se-
de péssima qualidade.
riam obrigatórias nesta frase?
c) todos os produtos que eram vendido aos pobres eram
a) Uma
de péssima qualidade.
b) Duas
d) todos os produtos que eram vendido aos pobres era de
c) Três péssima qualidade.

d) Quatro e) todos os produtos que era vendido aos pobres eram de


péssima qualidade.
e) Cinco

136 Curso extensivo de português


12. (Advogado – FEBEM/RS – FAURGS) Na frase Os olhos b) Apenas II
de vidro muito pretos e o focinho de plásti o, também
preto, davam ao boneco um ar meigo, caso a palavra c) Apenas III
olhos fosse passada para o singular, quantas outras pala-
d) Apenas I e II
vras do mesmo período teriam de sofrer ajustes para fins
de concordância? e) I, II e III
a) Uma.

b) Duas. 15. (Agente Administrati o – MP/RS – FAURGS) Na frase


Predispostos assim às interações solidárias, ao estabe-
c) Três.
lecimento de vínculos duradouros, condenamos as con-
d) Quatro. dutas egoístas e prezamos as altruístas, se em lugar de
condenamos empregássemos o ser humano condena,
e) Cinco. quantas outras palavras da frase deveriam sofrer ajustes
de concordância?

a) Apenas uma.
13. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS –
FAURGS) Na frase Ela dura muito mais do que um filme b) Apenas duas.
e tem muito menos sentido do que um filme, caso a pa-
lavra Ela fosse substituída por Vidas, quantas outras pala- c) Apenas três.
vras do período deveriam, obrigatoriamente, ser altera-
d) Quatro.
das para fins de concordância?
e) Nenhuma.
a) Uma.

b) Duas.
16. (Motorista – FEBEM/RS – FAURGS) Caso se substituís-
c) Três.
se a palavra ciência por ciências na frase E nesse aspecto
d) Quatro. a ciência dá uma ajuda indispensável aos jovens papais,
as outras palavras no período que deveriam, obrigatoria-
e) Cinco. mente, sofrer ajustes para fins de concordância seriam as
seguintes:

a) dá.
14. (Perito Químico – Forense – IGP/RS – FAURGS) Con-
sidere as seguintes afirmações sobre questões de concor- b) a – dá.
dância no texto.
c) aspecto – a – dá.
I – “Bem”, disse alguém, “não há necessidade; se não
pode não pode – não vamos romper os regulamentos.” d) nesse – aspecto – a – dá.

Mesmo que a palavra necessidade fosse substituída por e) nesse – aspecto – a – dá – indispensável.
exigências, o verbo haver não sofreria alteração.

II – “O auto de exame cadavérico é peça essencial do pro-


17. (Auxiliar de Contabilidade – BANRISUL/RS – FAURGS)
cesso.
Caso a palavra dados fosse substituída na frase abaixo por
Se a expressão O auto de exame cadavérico fosse substi- informações, quantas outras palavras deveriam, obriga-
tuída por Os exames periciais, a continuação correta da toriamente, sofrer ajustes para fins de concordância?
frase seria são peças essenciais dos processos.
Os dados são da ONU e podem ser confirmados pelo lucro
III – Tiraram a saia, a blusa, as peças íntimas. dos bancos, das empresas de segurança privada e pelas
grades na frente da sua casa.
A forma verbal Tiraram está no plural por que seu sujeito,
a saia, a blusa, as peças íntimas, é composto. a) Nenhuma.

Quais estão corretas? b) Uma.

a) Apenas I c) Duas.

www.professorandresan.com.br 137
d) Três. 21. (UFRGS) – Assinale a alternativa que preenche corre-
tamente as lacunas da frase abaixo:
e) Quatro.
............ os casos. “As estrelas parecem brilhar” e “As es-
trelas parece brilharem”. ....... de duas frases ........ escri-
tas, variando apenas o foco de concordância.
18. (Escrivão de Polícia – Polícia Civil/RS – FAURGS)
Quantas outras palavras do período deveriam sofrer ajus- a) observe-se – tratam-se – bem
te obrigatório para fins de concordância caso o segmento
os agentes públicos na frase abaixo fosse substituída por b) observem-se – tratam-se – mal
o poder público?
c) observe-se – trata-se – mal
Constatado tal erro, os agentes públicos buscam agora
uma meta que substitua a antiga utopia e estão encon- d) observem-se – trata-se – bem
trando alternativas promissoras.
e) observem-se – tratam-se - bem
a) Uma.

b) Duas.
22. Responda conforme o texto:
c) Três.
“ O complexo cipoal de questões envolvidas na tentati-
d) Quatro. va. de definir o termo ideologia........... não ter fim. Na
história das ciências sociais talvez não ...... outros termos
e) Cinco. tão enigmáticos e polissêmicos.

No curso dos dois últimos séculos, ................ em torno


dele ambigüidades , paradoxos, arbitrariedades , equí-
19. (Operador de Informáti a – EPTC/RS – FAURGS) A vocos.
palavra Toda na frase abaixo, significa.
Assinale a alternativa que preenche corretamente as
Toda pessoa ficaria extremamente entediada se nada de lacunas do texto:
diferente ou desafiador jamais acontecesse em sua vida.
a) parece – hajam – acumularam-se
a) Alguma
b) parecem – hajam – acumulou-se
b) Cada
c) parecem – haja – acumulou-se
c) Certa
d) parece – haja – acumularam-se
d) Uma ou outra
e) parece – hajam – acumulou-se
e) Qualquer

23. Os seres aparecem, então, como produtos, como


20. (Auxiliar de Radiologia – Prefeitura de Caxias do Sul/ conseqüências de forças preexistentes que limitam a sua
RS – FAURGS) Caso se substituísse, na frase abaixo, a pala- responsabilidade e que os tornam, nos casos extremos,
vra homem por pessoas, todas as outras palavras da frase verdadeiros joguetes das condições.
que deveriam obrigatoriamente sofrer ajustes para fins
de concordância seriam Se substituíssemos seres por ser, essa substituição provo-
caria mudança em mais ............. palavras.
Cada vez mais, o homem moderno prefere buscar nas
prateleiras dos supermercados a água que consome. a) cinco

a) o e moderno. b) oito

b) o, moderno e prefere. c) seis

c) o, moderno e busca. d) nove

d) o, moderno, prefere e consome. e) sete

e) o, moderno, prefere, buscar e consome

138 Curso extensivo de português


24. (UFRGS) - .................... anos que não se colhem bons
frutos: ...................... pragas a assolarem os pomares.

a) Faz – deve haver

b) Fazem – deve haver

c) Fazem – devem haver

d) Faz – devem de haver

e) Faz – devem haverem

25. Utilizando a norma culta da língua, a opção correta


seria a seguinte:

a) Não entendi. Houveram modificações em seu compor-


tamento.

b) Não entendi. Verificou-se modificações em seu


comportamento.

c) Não entendi. Existiu modificações em seu comporta-


mento.

d) Não entendi. Ocorreram modificações em seu com-


portamento.

e) Não entendi. Aconteceu modificações em seu compor-


tamento

01. A 06. C 11. A 16. B 21. D


02. A 07. D 12. B 17. C 22. D
03. B 08. C 13. B 18. B 23. E
04. C 09. C 14. A 19. E 24. A
05. C 10. C 15. B 20. D 25. D

www.professorandresan.com.br 139
I)Correm _______ aos processos vários documentos.
1. “Nessas condições, o interesse e o ponto de vista
particulares tendem a diferir dos sociais”. O adjetivo II) São _________inteligentes.
“particulares” está no plural. O uso desse plural se
justifica. III) É ___________ entrada de pessoa estranhas.

a) porque o adjetivo se refere ao substantivo condições. a) anexo – bastante – proibida

b) porque o adjetivo se refere simultaneamente aos dois b) anexos – bastante – proibido


substantivos que o antecedem.
c) anexos – bastantes – proibida
c) porque os dois substantivos que precedem o adjetivo
são empregados como sinônimos. d) anexos – bastantes – proibido

d) pelo fato de o adjetivo em questão também pode ser e) anexo – bastantes – proibida
usado como sinônimos.

e) pelo fato de o adjetivo vir precedido de um substantivo


composto 5. Na frase “As negociações estariam meio abertas só
depois de meio período de trabalho”, as palavras
grifadas são, respectivamente:

2. Na formação do plural do feminino de substantivos a) adjetivo – adjetivo


compostos constituídos de substantivo mais
substantivo ou de substantivo mais adjetivo, ambos b) advérbio – advérbio
os elementos se flexionam, ao passo que, no caso c) advérbio – adjetivo
dos adjetivos compostos, só o último elemento varia.
Qual está errada? d) numeral – adjetivo
a) As águas-furtadas eram comuns nas casas da região. e) numeral – advérbio
b) Os altares-mores daquelas antigas igrejas ainda
ostentavam detalhes em ouro.
6. Todas as concordâncias nominais estão corretas, exceto
c) Os barrigas-verdes orgulham-se de suas belas praias. em:
d) As águas verde-claras convidavam para um banho a) Seguem anexo as notas promissórias.
refrescante.
b) Escolhemos má hora e lugar para a festa.
e) A situação econômica-financeira dos pais tende a
estabilizar-se. c) Ela está meio triste.

d) A justiça declarou culpados o réu e a ré. A moça usava


uma blusa verde-clara.
3. Ainda ___________ furiosa, mas com __________
violência, proferiu _____________injúrias para e) Estou quite com meus compromissos
escandalizar a todos.

a) meia – menos – bastantes


7. Marque a alternativa cuja seqüência preenche
b) meia – menos – bastante adequadamente as lacunas do seguinte período:

c) meio – menos – bastante Nós ............... socorremos o rapaz e a moça ................

d) meio – menos – bastantes a) mesmos – bastante machucados

e) meio – menas – bastantes b) mesmo – bastantes machucados

c) mesmos – bastantes machucados

4. Assinale a alternativa que completa corretamente as d) mesmo – bastante machucada


lacunas.
e) mesmos – bastantes machucada

140 Curso extensivo de português


8. Assinale a frase errada: 12. Gorbachev busca crédito e paciência.

a) Ela mesmo fez o discurso de posse. A manchete acima pode apresentar estruturas pecu-
liares, como as abaixo relacionadas.
b) Seguem anexas as fotografias do acidente.

c) O exercício encontra-se nas páginas um e dois.


l. Utilização de frase nominal, sem verbo.
d) Nós próprios assumimos a responsabilidade.
ll. Exclusão de qualquer tipo de adjetivação.
e) Os meninos ficaram alerta.
lll. Exclusão de indicação de circunstâncias.

9. Observando a concordância nominal nas frases abaixo:


Quais estão presentes na manchete acima?
I - É necessário compreensão.
a) Apenas l.
II - A compreensão é necessária.
b) Apenas ll.
III - Compreensão é necessário.
c) Apenas lll.
IV - Para quem a compreensão é necessário?
d) Apenas ll e lll.
Verificamos que:
e) l, ll e lll.
a) apenas a I e a IV estão erradas

b) apenas a II e a III estão erradas


13. Considere as frases que seguem com relação à
c) apenas a IV está errada concordância nominal.
d) apenas a II está errada l. A aplicação do dinheiro não foi bem explicado.
e) todas estão certas ll. Ainda hoje será divulgado pela rádio uma nota explica-
tiva.

lll. Ao meio-dia e meia partirá a comitiva.


10. Parecem ..............., mas são bem diferentes esses
............... .

a) igualzinhos – porta-retratos Quais estão corretas?


b) iguaizinhos – portas-retrato a) Apenas l.
c) iguaizinhos – porta-retratos b) Apenas ll.
d) igualzinhos – porta-retrato c) Apenas lll.
e) iguaizinhos – portas-restratos d) Apenas l e lll.
11. Por razões éticas, vários ............... foram enviados e) l, ll e lll.
contra aquele tipo de intervenção ...............

a) abaixo-assinados – médico-cirúrgica
14. Observe:
b) abaixo-assinados – médico-cirúrgicas
I - Vão anexos a este ofício dois relatórios.
c) abaixo-assinados – médica-cirúrgica
II - Confessou que consumia alguns gramas de vitaminas.
d) abaixos-assinados – médica-cirúrgica
III - Hoje, nesta sala, há menas pessoas para serem
e) abaixo-assinado – médica-cirúrgica atendidas.

www.professorandresan.com.br 141
Quanto à concordância nominal ou verbal, a alternativa b) azuis-claros - anexo
aceitável é:
c) azuis-claro - anexa
a) Apenas I está correta.
d) azul-claro - anexa
b) Apenas II está correta.
e) azul-claro - anexo
c) Apenas III está correta.

d) Apenas I e II estão corretas.


19. Ela................ nos confessou que a discussão entre os
e) Apenas II e III estão corretas. dois estava............. áspera, por isso, quando nos viu,
saiu............... constrangida.

a) mesma – meia – todo


15. Seguem ... as cópias e nelas há ... letras... apagadas.
b) mesma – meio – toda
a) anexas, bastante, meias
c) mesma – meio – todo
b) anexo, bastantes, meio
d) mesmo – meia – toda
c) anexo, bastante, meias
e) mesmo – meio – todo
d) anexas, bastantes, meia

e) anexas, bastantes, meio


20. Observando o emprego da expressão “de si mesmo”,
assinale a frase gramaticalmente incorreta.
16. Elas ...providenciaram os atestados, que enviaram ... a) As pessoas têm conhecimento de si mesmas.
às procurações, como instrumentos ... para os fins
colimados. b) Tu tens conhecimento de si mesmo.

a) mesmas – anexos - bastantes c) Ela tem conhecimento de si mesma.

b) mesmo – anexo - bastante d) Eu tenho conhecimento de mim mesma.

c) mesmas – anexo - bastante e) Nós temos conhecimentos de nós mesmos.

d) mesmo – anexos - bastante

e) mesmas – anexos – bastante 21. Preencha as lacunas do texto abaixo com base nas
alternativas propostas.

No princípio, estávamos................... temerosas, mas de-


17. Ficou ..................... aos dois meninos a condição pois recebemos..................... encomendas de................
de legítimos herdeiros do rei e, como ...................., cidade, por isso ficamos muito ................. a todos que nos
deviam ser reconhecidos. prestigiaram.
a) assegurados - tal a) meio – bastante – toda – obrigadas
b) assegurado - tais b) meias – bastantes – toda a – obrigado
c) assegurada - tais c) meio – bastantes – toda a – obrigadas
d) assegurado - tal d) meia – bastante – toda – obrigada
e) asseguradas - tal e) meia – bastante – toda a – obrigadas

18. Os convites vieram impressos em cartões ...................., 22. Há pessoas ............... apreensivas com a crise
e a programação vinha ..................... atual. Elas ................. devem lutar para que as
transformações necessárias aconteçam.
a) azul-claros - anexa

142 Curso extensivo de português


a) meia – mesmas

b) meias – mesmas

c) meia – mesmo

d) meio – mesmas

e) meio – mesmo

23. ‘’... as revistas e os jornais brasileiros...’’; com o


deslocamento dos termos da frase, a única forma
INCORRETA é:

a) as brasileiras revistas e jornais;

b) os brasileiros jornais e revistas;

c) os brasileiros revistas e jornais;

d) os jornais e as revistas brasileiras;

e) os jornais e as revistas brasileiros.

24. ‘’Um consórcio de empresas jornalísti as norte-


americanas...’’; o adjeti o ‘’norte-americanas’’
concorda com o substanti o ‘’empresas’’. O
item abaixo que apresenta um caso errado de
concordância nominal é;

É proibido a utilização de softwares pirateados.

a) É necessário ficarmos alerta diante das falsificações.

b) Os computadores têm preços o mais baratos possível.

c) Os manuais estão em anexo aos disquetes.

d) Os usuários luso-brasileiros têm dificuldades com a


língua inglesa

25. ‘’... procedimentos técnico-materiais...’’; o item a


seguir em que o termo destacado apresenta o mesmo
tipo de plural do termo ‘’técnico-materiais’’é:

a) O público-alvo da campanha era o das comunidades


carentes.

b) A segunda-feira é um dia indesejado.

c) O fim-de-semana é momento de descanso e de lazer.

d) A situação socio-econômica do país é difícil.

e) O operário-padrão do ano foi um metalúrgico do ABC.

www.professorandresan.com.br 143
01. B 06. A 11. A 16. A 21. C
02. E 07. A 12. D 17. C 22. D
03. D 08. A 13. C 18. A 23. C
04. B 09. C 14. D 19. B 24. A
05. C 10. C 15. E 20. B 25. D

144 Curso extensivo de português


TEXTO I
Instrução: A questão 1 refere-se ao texto abaixo.
01. Desenvolveu-se nos Estados Unidos, nos meios
02. intelectuais que defendem as minorias, a idéia do
03. “politicamente correto” – ou seja, a substituição de
04. termos com conotação preconceituosa por outros
05. carregados de positividade. Assim, a própria
06. palavra “negro” não seria desejável, devendo-se
07. preferir “afro-americano”. O mesmo vale para várias
08. outras palavras, como “deficiente”, “solteirão” – em
09. suma, todo termo que possa dar a entender uma
10. falha, um defeito. E isso se acentua quando
11. comunidades fortes – como os homossexuais da
12. Califórnia – interferem em roteiros de filmes, ou
13. quando figuras históricas são condenadas mediante
14. critérios morais fora de sua época( como sucedeu
15. quando um condado da Luisiana resolveu que
16. nenhuma escola pública de sua jurisdição deveria
17. ostentar o nome de quem tivesse possuído
18. escravos – o que eliminava, por exemplo, Thomas
19. Jefferson). Tudo isso parece exagerado e, no Brasil, é
20. apresentado como ridículo. Mas há que destacar
21. que é positivo no chamado politicamente correto:
22. a idéia – óbvia para qualquer lingüista, psicólogo ou
23. psicanalista – de que a linguagem não é neutra, mas
24. expressa, produz e reproduz uma visão de mundo.
25. Se a linguagem não se limita a traduzir fatos, mas
26. tende a expressar pontos de vista, é preciso expô-los
27. e eventualmente combatê-los. Aqui está o que a
28. zombaria contra o politicamente correto dissimula:
29. ele reage contra velhas idéias conservadoras. O
30. que dizem ainda hoje nossos livros escolares, a
31. despeito de elogiáveis iniciativas (inclusive oficiais),
32. sobre o negro e o índio? Quantos preconceitos não
33. rodam por aí, moldando a mente das crianças
34. assim como moldaram as nossas? Antes de se
35. zombar dos exageros de certos movimentos norte-
36. americanos, não seria preciso romper a
37. cumplicidade que ata nossa opinião pública a quem
38. ridiculariza e humilha a mulher nos programas de
39. humor? Se alguma cultura pode dar-se ao luxo de
40. achar risível o excesso nos direitos humanos, não é
41. a nossa, certamente.
(Adaptado de: RIBEIRO, RJ. A sociedade contra o social. São
Paulo: Cia das Letras, 2000.)

01.Da leitura do texto, depreende-se que


a)a idéia de ser “politicamente correto” é defendida por todos
os intelectuais americanos.
b)Revelamos nossa visão de mundo quando usamos determi-
nadas expressões.
c)a expressão “politicamente correto” é somente utilizada por
movimentos sociais que defendem os direitos das minorias.
d)o patrulhamento excessivo promovido pelo “politicamente
correto” mais encobre do que revela preconceitos sociais.
e)a doutrina norte-americano do “politicamente correto”
está baseada em atitudes conservadores.

www.professorandresan.com.br
TEXTO II Quais estão corretas?
Instrução: As questões de 1 a 3 referem-se ao texto a) Apenas I
abaixo. b) Apenas II
01 No Brasil das últimas décadas, a miséria c) Apenas III
02 teve diversas caras. Houve um tempo em que, d) Apenas I e II
03 romântica, ele batia à nossa porta. Pedia-nos e) Apenas I e III
04 um prato de comida. Algumas vezes, suplicava
05 por uma roupinha velha. Conhecíamos os 2. O contraste entre as várias caras da miséria é
06 nossos mendigos. Cabiam nos dedos de uma um elemento fundamental no texto. Assinale a alternati-
07 das mãos. Era parte da vizinhança. Ao va em que não há contraste entre as palavras ou expres-
08 alimentá-los e vesti-los, aliviávamos nossas sões retiradas do texto.
09 consciências. Dormíamos o sono dos justos. a) parte da vizinhança (l. 7)/ impessoalidade (l. 11)
10 A urbanização do Brasil deu à miséria certa b) batia à nossa porta (l. 3)/ invade (l. 40)
11 impessoalidade. Ela passou a apresentar-se c) romântica (l. 3) / violenta (l. 33)
12 como um elemento da paisagem. Algo para ser d) pede (l. 38) / exige (l. 38)
13 visto pela janelinha do carro, ora esparramada e) calçada (l. 14) / viaduto (l. 14)
14 sobre a calçada, ora refugiada sob o viaduto.
15 A modernidade trouxe novas formas de 3. Um dos recursos utilizados pelo autor na cons-
16 contato com a riqueza. Logo a miséria estava trução do texto é o emprego de expressões em sentido
17 batendo, suja, esfarrapada, no vidro de nosso figurado. As expressões abaixo são exemplos desse recu-
18 carro. Os semáforos ganharam uma inesperada so, à exceção de
19 função social. Passamos a exercitar nossa a) de bem com nossos travesseiros (l. 21-22)
20 infinita bondade pingando esmolas em mãos b) elemento da paisagem (l. 12)
21 rotas. Continuávamos de bem com nossos c) braços distraídos (l. 41-42)
22 travesseiros. d) eficiente sistema de miséria encanada (l. 30)
23 Com o tempo, a miséria conquistou os e) despejar violência sobre o tapete da sala (l. 27-
24 tubos de imagem dos aparelhos de TV. Aos 28)
25 poucos, foi perdendo a docilidade. A rua
26 oferecia-nos algo além de água encanada e luz
27 elétrica. Os telejornais passaram a despejar
28 violência sobre o tapete da sala, aos pés de
29 nossos sofás. Era como se dispuséssemos de
30 um eficiente sistema de miséria encanada. Tão
31 simples quanto virar uma torneira ou acionar o
32 interruptor, bastava apertar o botão da TV.
33 Embora violenta, a miséria ainda nos
34 excluía. Vivia-se numa fase, a utopia da cesta
35 básica. Tentava-se remediar anos de omissão
36 com programas oficiais paternalistas.
37 Súbito, a miséria cansou de esmolar. Ela
38 Agora não pede; exige. Ela já não suplica;
39 toma. A miséria não bate mais à nossa porta;
40 invade. Não estende a mão diante do vidro do
41 carro. Arranca os relógios dos braços
42 distraídos.
(Folha de São Paulo, 31/10/1994, p. 12)

1. Considere as seguintes afirmações sobre o texto.


I - O texto descreve as transformações pelas quais passou
a relação entre a população miserável e o grupo social ao
qual pertence o autor, como indicam o uso constante da
primeira pessoa do plural no primeiro parágrafo do texto.
II - O texto sugere na linha 10 que a urbanização divide a
história da miséria no Brasil em suas duas únicas etapas.
Na primeira, a miséria é romântica; na segunda, violenta.
III - Segundo o autor, seu grupo social manteve-se
sempre mobilizado em relação à miséria, vista como um
problema social e não individual.

146 Curso extensivo de português


TEXTO III 1. O assunto do texto está corretamente sintetizado em:
Elefantes são herbívoros tranqüilos. Sem a) Caça a exemplares mais velhos permite que animais
predadores naturais, só recorrem à violência quando se ainda muito jovens liderem grupos de elefantes em par-
sentem ameaçados. Nos últimos anos, no entanto, tes da Ásia e da África.
ficaram mais agressivos e os ataques fatais a pessoas, b) Turistas desavisados põem em risco o equilíbrio
animais e outros elefantes tornaram-se mais freqüentes. psicológico de elefantes, despertando nestes ímpetos
Em certas partes da Ásia e da África, eles investem agressivos.
contra carros, casas e, às vezes, vilas inteiras, sem ser c) Desestruturação familiar dos elefantes provoca perigo-
provocados. No mês passado, um turista inglês que fazia sas alterações de hábitos comportamentais dos paqui-
um safári na reserva florestal do Quênia foi pisoteado dermes.
até a morte por um ele-fante, quando saiu do carro para d) Comportamento imprevisível de manadas de elefantes
apreciar a natureza. Um paquiderme invadiu uma casa comprometem atividades turísticas em regiões da Ásia e
na ilha de Sumatra, na In-donésia, agarrou um morador da África.
com a tromba e o matou. “Tromba não é arma. e) Paquidermes, apesar de sua aparência tranqüila, são
Normalmente é usada apenas para segurar alimentos e animais de ímpetos violentos, com alto risco para popu-
galhos”, diz a psicóloga americana Isabel Bradshaw, lações e turistas.
especialista em elefantes. “O que está ocorrendo é algo
totalmente fora dos padrões.”
Após estudar manadas na Ásia e na África, ela
concluiu que a mudança de comportamento se deve ao
colapso da estrutura familiar dos elefantes, ocasionado
pela caça aos animais mais velhos e pela redução das
reservas de vida selvagem nas últimas décadas. Ela
afirma que a espécie sofre de um distúrbio psicológico
bem conhecido entre os seres humanos, o stress pós-
traumático, que deixa esses animais propensos à
depressão e à agressivi-dade excessiva.
Um estudo recente mostrou que os elefantes são
ca-pazes de reconhecer a própria imagem no espelho. A
experiência coloca o paquiderme no reduzido grupo de
animais com autoconsciência, que inclui o homem, o
chimpanzé e o golfinho.
Uma manada de elefantes é um grupo coeso, em que
cada membro está estreitamente ligado aos demais. O
sistema de comunicação dentro do grupo, com vibra-
ções no solo, vocalizações e movimentos com o corpo, é
um dos mais complexos já observados entre animais. O
conhecimento – como encontrar água ou se comportar
dentro do grupo − é transmitido entre as gerações. Os
filhotes passam oito anos sob a tutela da mãe e também
aprendem com tias, primas e, sobretudo, com a matriar-
ca que lidera o grupo. Após esse período, os machos
jovens se afastam para uma temporada de aventuras
entre os machos adultos.
A matança indiscriminada fez a população mundial
de elefantes cair. Os esforços de preservação
conseguiram evitar a extinção desses mamíferos, mas
não foram sufi-cientes para impedir o desequilíbrio dos
laços familiares. Não apenas caiu o número de
matriarcas e de fêmeas mais velhas, como também o de
machos adultos, cujo papel é manter os mais jovens na
linha. Foram identifica-dos vários grupos sem fêmeas
adultas – não é surpresa que, nessas condições, os
elefantes se comportem como jovens transviados.
(Adaptado de Duda Teixeira. Veja, 8 de novembro de
2006, p. 132-133)

www.professorandresan.com 147
Noel Rosa, não sei por que razão, evitava o ponto do samba - o Café Nice – e preferia a Lapa, onde vivia o pes-
soal da madrugada, bons bebedores, alguns cafetões, várias meretrizes, que se portavam com dignidade nas
horas de folga, e gente solitária: ignorávamos de que vivia, e nenhuma pergunta era endereçada a ele, esse
amigo de todos, Noel da Lapa.

está pressuposta no título acima.


01.Supondo que a palavra “meretrizes” seja desconhe-
a)É incomum a aposentadoria aos 15 anos de serviço, em
cida para o leitor, a melhor estratégia de que ele pode
nosso meio.
valer-se para tentar detectar seu significado será
b)A aposentadoria é uma situação que as pessoas alme-
a)aproximá-la de outras palavras da língua portuguesa
jam alcançar.
que tenham a mesma terminação, como “atrizes” e “cica-
c)A carga horária semanal de trabalho do mineiro é mui-
trizes”.
to alta.
b)considerá-la como designação de profissionais que, nas
d)O trabalho do mineiro pode trazer danos à saúde.
horas de trabalho, não se portam “com dignidade”. (l. 07)
e)O trabalho no mineiro pode ser encarado sob mais de
c)associá-la aos termos “tuberculose” (l. 12) e “doença”
um ponto de vista.
(l. 13), de forma a desvelar seu sentido correto, “mulhe-
res doentes”.
4.Assinale a interpretação sugerida pelo seguinte trecho
d)observar o contexto sintático em que ela ocorre: antes
publicitário.
de uma oração adjetiva e depois de um pronome indefi-
nido.
Considere a seguinte frase: “Ainda temos esperança de
e)reler a primeira frase do texto para nela descobrir pala-
que os programas espaciais americano e russo retomem
vras associadas a “meretrizes”, tais como “anos trinta” (l.
seu ritmo acelerado e outras nações entrem nessa corri-
01), “sambistas” (l. 02) e “turfistas” (l. 03).
da pela conquista do cosmos.”
2.“As coisas, lá em casa, vão mal: Lucas continua beben-
Escolha, entre as afirmações abaixo, aquela que está
do muito e Jorge recomeçou a jogar.
implícita na frase acima.
Assinale a afirma ão incorreta.
a)As esperanças de uma retomada do ritmo acelerado
a)Lucas já bebia anteriormente.
nos programas espaciais americanos e russo constituem
b)Jorge jogou em um momento passado.
um fato novo.
c)Lucas bebe atualmente.
b)Os Estados Unidos e a Rússia desenvolveram seus
d)Lucas sempre bebeu
programas espaciais com ritmos e objetivos claramente
e)Jorge joga atualmente.
diferenciados.
c)Além dos Estados Unidos e da Rússia, outras nações
3.Risco: um trabalho insalubre
abandonaram anteriormente a corrida pelas conquistas
Vantagem: aposentadoria em 15 anos.
espaciais.
Em uma reportagem sobre o trabalho dos mineiros, foi
d)Na organização e implementação de seu programa
colocado o título acima. Embora sucinto, ele pressupõe
espacial, Estados Unidos e Rússia têm mantido um ritmo
algumas outras afirmações. Assinale a afirmação que não
constante.
148 Curso extensivo de português
e)A entrada de outras nações, que não os Estados Unidos 6. Assinale a alternati a que melhor reproduz a primei-
e a Rússia, na corrida espacial constituiria, nesse mo- ra fala do diálogo.
mento, um fato novo. a)Alguém perguntou se o presidente não tinha medo de
barata.
Instrução: As questões de números 5 e 6 referem-se ao b)Alguém perguntou se o senhor tinha medo de nada,
texto abaixo. presidente.
01.Dos anais da república: c)Perguntaram ao presidente se o senhor não tinha
02.– O senhor não tem medo de nada, presidente? medo se barata.
03.– Nada. d)Perguntaram a alguém se o senhor, presidente, não
04.– Nem de barata? tinha medo de nada.
05.Pausa de segundos. Digo a verdade, ou minto e)Alguém perguntou ao presidente se ele não tinha
06.para parecer mais humano? [...] medo de nada.
07.Não. Melhor ser curto e sincero.
08.– Nem de barata. 7.Considere as frases abaixo.
(Veríssimo, L.F. Ortopterofobia. In: Comédias da Vida I.–Nada. (l. 3)
Pública. Porto Alegre: L&PM, 1995. P. 237) II.– Nem de barata? (l. 4)
III.Pausa de segundos. (l. 5)
5. Assinale a alternati a que apresenta a interpretação IV.– Digo a verdade, ou minto para parecer mais huma-
correta do significado de dizer a verdade ou de menti , no? (l. 5-6)
na linha 5, considerando a totalidade do texto. Quais delas representam ou a fala ou o pensamento do
a)Dizer a verdade significa reconhecer que tem medo de presidente?
barata. a)Apenas I e II
b)Mentir significa fingir que tem medo de barata. b)Apenas I e IV
c)Dizer a verdade significa fingir que não tem medo de c)Apenas II e III
barata. d)Apenas I, II e IV
d)Mentir significa negar que tem medo de barata. e)Apenas I, III e IV
e)Dizer a verdade significa reconhecer que não sabe se
tem medo de barata.

www.professorandresan.com 149
6) Os problemas que atingem o sistema educacional
não comportam soluções fáceis que possam ser vendi-
Aponte a tipologia textual predominante dos trechos das como um mero produto eleitoral. Os candidatos a
abaixo (narração, descrição, dissertação) prefeito têm obrigação de dizer a verdade. De onde virão
os recursos que assegurarão o direito constitucional de
1) Tentara dormir, mas não conseguira. A cama dava Educação para todos ? Como e em que prazo consegui-
voltas. Tinha vomitado. Encontrou o uruguaio no saguão. rão construir todas as unidades para o atendimento da
Pediu-lhe desculpas pelo que pudesse ter feito de incon- demanda ? O que pensam e como agirão no atendimen-
veniente. Não se lembrava de quase nada. O homem o to das reivindicações econômicas e sociais dos profissio-
tranqüilizou. Estava acostumado com aquilo. Afinal, era nais do ensino ? Se dizem a verdade, quando apontam a
ou não era o dono de hotel há quarenta anos? Que não solução para todos os problemas, devem dizer também
se preocupasse, que tomasse o seu café em paz. Com- quem pagará a conta? Do contrário, somente estarão
preendia, era excesso de preocupação com ‘ la muerte contribuindo com a máxima popular de que, para os
de nuestro Ignacio.’ políticos, a defesa dos pobres e da educação só ocorre na
_________________________________ época de eleição.
Com as palavras os candidatos.
2) Nessa noite, no jantar, o suposto Aureliano Segundo
partiu o pão com a mão direita e tomou a sopa com a es- __________________________________
querda. Seu irmão gêmeo. O suposto José Arcádio, partiu
o pão com a mão esquerda e tomou a sopa com a direita.
Era tão precisa a coordenação dos seus movimentos Testes de percepção de leitura.
que não pareciam dois irmãos sentados um em frente 1.Qual o próximo número da sequência 2, 10, 12, 16, 17,
ao outro, e sim um artifício de espelhos. O espetáculo 18, 19, ....
que os gêmeos tinham concebido desde que tomaram a)20
consciência de que eram iguais foi repetido em honra do b)26
recém-chegado. c)36
_________________________________ d)84
e)200
3) Ser um tímido notório é uma contradição. O tímido
tem horror a ser notado, quanto mais a ser notório. Se 2.Alguns meses têm 30 dias, outros 31 dias. Quantos têm
ficou notório por ser tímido, então tem que se explicar. 28?
Afinal, que retumbante timidez é essa, que atrai tanta .................................................................................
atenção? Se ficou notório apesar de ser tímido, talvez es- 3.Um fazendeiro tinha 17 vacas. Todas elas exceto 9 mor-
tivesse se enganando junto com os outros e sua timidez reram. Quantas sobreviveram?
seja apenas um estratagema para ser notado. Tão secreto .................................................................................
que nem ele sabe. É como no paradoxo psicanalítico: só 4.Quantos animais de cada tipo Moisés colocou na arca?
alguém que se acha muito superior procura o analista .................................................................................
para tratar um complexo de inferioridade, porque só ele 5.A mãe de Alice tem cinco filhas: Ana, Alcione, Adriana
acha que se sentir inferior é doença. e Aline. Qual o nome da quinta filha?
.................................................................................
______________________________________
6.Numa sala escura há um lampião, uma vela e um pano
4) Taninha queria ser adulta naquela hora. Queria ser alta com álcool. Você só possui um fósforo. O que você acen-
para poder ser vista do outro lado do balcão da padaria e de primeiro?
gritar bem alto e firme: “O senhor me roubou no troco.” .................................................................................
Mas apenas olhou o dinheiro na sua mão e saiu revoltada 7.Qual é a metade de dez, mais dez?
da padaria. .................................................................................
8.Numa corrida, o terceiro colocado, João, ultrapassa o
_____________________________________ segundo, Miguel. Que lugar fica João?
.................................................................................
5) “Ela não era feia; amorenada, com os seus traços
acanhados. o narizinho mal feito, mas galante, não muito
baixa nem muito magra e a sua aparência de bondade
passiva, de indolência de corpo, de ideia e de sentidos.”

________________________________

150 Curso extensivo de português


TEXTO IV
Instrução: As questões de 1 a 6 referem-se ao texto
abaixo.
01. Assim que a seleção francesa foi desclassificada,
02. tirando da competição a supostamente invencível
03. Marselhesa, The Guardian anunciou: “O Brasil agora
04. possui o melhor hino nacional da Copa Mundial de
05. 2002”. E não apareceu ninguém para desmentir
06 .......... jornal inglês.
07. Para The Guardian, o nosso hino nacional é
08. “o mais alegre, o mais animado, o mais melodioso e
09. o mais encantador do planeta”. A despeito da
10. secular pinimba dos britânicos com os franceses,
11. não me pareceu forçada ......... restrição que fizeram
12 ........ Marselhesa e seus “belicosos apelos às
13. armas”, desfavoravelmente comparados ao estímulo
14. aos sentimentos nacionais e às belezas naturais do
15. florão da América contido nos versos que Joaquim
16. Osório Duque Estrada escreveu para a música de
17. Francisco Manuel da Silva.
18. Cânticos de louvor ...... nações e seus povos,
19. os hinos pouco se diferenciam: são quase sempre
20. hipérboles patrióticas, não raro jingoístas dema-
21. siado apegadas a glórias passadas e inclinadas a
22. exortar a alma guerreira que em muitos de nós
23. dormita. Entretanto, comparado aos hinos dos
24. países que nós derrotamos nas três fases da Copa,
25. o nosso ganha fácil em beleza melódica e
26. expressividade poética. “E como se tivesse vindo
27. pronto, já composto, de uma casa de ópera”,
28. bajulou The Guardian.
29. Quase um século nos separa da concepção da
30. letra do Hino Nacional Brasileiro. Ela é antiga,
31. solene, inflamada, alambicada, anacrônica, como
32. todas de sua espécie. Custamos a nos acostumar
33. com ela. Suas anástrofes e seus cacófatos até hoje
34. aturdem as crianças. Passei um bom temp9 de
35. minha infância sem atinar para o sentido de alguns
36. versos e acreditando que a nossa terra era
37. “margarida”, e não “mais garrida”. Por uma
38. deformação mental qualquer — ou, quem sabe,
39. condicionado por outros hinos e por fatos de nossa
40. nada incruenta história --, vivia a cantar “paz no
41. futuro e guerra (em vez de ‘glória’) no passado”.
42. Encontrei uma versão em que tiraram do berço o
43. gigante eternamente deitado: “Erguido virilmente
44. em solo esplêndido / Entre as ondas do mar e o céu
45. profundo”. Prefiro os versos originais. Não por
46. convicções ideológicas, mas por uma questão de
47. métrica, de eufonia — e um pouco por desconfiar
48. que sempre vivemos deitados em berço esplêndido,
49. dormindo mais do que deveríamos.
Adaptado de: AUGUSTO, Sérgio. Bravo!, ano 5, n. 59,
ago. 2002.

www.professorandresan.com 151
01.Assinale a alternativa que preenche adequadamente as lacunas das linhas 06, 11, 12 e 18, na ordem em que apa-
recem.
a)o — a — à — a
b)ao — à — a — à
c)o — à — para a — a
d)o — a — para a — à
e)ao — a — à — a

02.Assinale a única alternativa que encontra suporte no texto.


a)O nosso hino se tornou o melhor da Copa Mundial de 2002 porque sofreu forte influência da música operística.
b)O hino nacional, por ter linguagem erudita e sintaxe complexa, nem sempre é compreendido pela população.
c)O hino brasileiro não é de fácil compreensão, uma vez que as ideias contidas nos versos são, hoje, vistas como
ultrapassadas.
d)O hino francês não alcançou sucesso à época de sua criação porque defendia ideias belicosas em um tempo de paz.
e)Uma das características do Hino Nacional Brasileiro é ter sido composto a muitas mãos ao longo de sua história.

03.A respeito de algumas passagens do texto são feitas as seguintes afirmações.


I - A expressão nossa nada incruenta história ( l.39-40 ) sugere que a história do Brasil foi marcada por poucas lutas e
guerras.
II - No penúltimo parágrafo, o autor faz uma crítica à escola por não ensinar o hino nacional às crianças.
III- Conforme se depreende do último parágrafo, uma das razões pelas quais não deveria ser modificada a letra do
hino nacional é que os versos originais parecem caracterizar o modo de ser do povo brasileiro.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Nenhuma.

04.Para evitar a repetição da expressão The Guardian (l. 03 e 07), são feitas as sugestões abaixo.
I.- Substituir a primeira ocorrência (I. 03) pela expressão um famoso jornal da Inglaterra, mantendo a da linha 07.
II- Manter a primeira ocorrência (l. 03) e substituir a da linha 07 pela forma ele.
III- Manter a primeira ocorrência (l. 03) e substituir a da linha 07 pela expressão o jornal.
Quais estão corretas?
a)Apenas I
b)Apenas II.
c)Apenas III.
d)Apenas I e II.
e)I, II e III.

05.Assinale a alternativa que melhor caracteriza a relação existente entre a oração tirando da competição a suposta-
mente invencível Marselhesa.(l.02-03) e a oração que a precede.
a)Causa
b)Comparação
c)Consequência
d)Concessão
e)oposição

06.Considere as afirmações abaixo, quanto a opiniões do jornal inglês The Guardian


I - Do uso de agora (l. 03), infere-se que nenhum outro hino nacional da Copa foi melhor do que o brasileiro.
II- Do uso de o mais (l. 08), conclui-se que há no mundo alguns hinos nacionais mais alegres do que o brasileiro.
III- Do uso de desfavoravelmente (l. 13), conclui-se que o hino francês foi considerado inferior ao brasileiro.
Quais estão corretas?
a)Apenas I.
b)Apenas II.
c)Apenas III.
d)Apenas I e II.
e)I, II e III.

152 Curso extensivo de português


TEXTO V
Atenção: As questões referem-se ao texto que segue.

No campo da éti a

Costuma-se dizer que os fins justificam os meios, de modo que, para alcançar um fim legítimo, todos os meios
dispo-níveis são válidos. No campo da ética, porém, essa afirmação deixa de ser óbvia.
Suponhamos uma sociedade que considere um valor e um fim moral a lealdade entre seus membros, baseada na
confiança recíproca. Isso significa que a mentira, a inveja, a adulação, a má-fé, a crueldade e o medo deverão estar
excluídos da vida moral, e as ações que se valham desses recursos, empregando-os como meios para alcançar um
fim, serão imorais.
No entanto, poderia acontecer que, para forçar alguém à lealdade, fosse preciso fazê-lo sentir medo da punição
pela deslealdade, ou fosse preciso mentir-lhe para que não perdesse a confiança em certas pessoas e continuasse
leal a elas. Nesses casos, o fim – a lealdade – não justificaria os meios – o medo e a mentira? A resposta ética é: não.
Por quê? Porque esses meios desrespeitam a consciência e a liberdade da pessoa moral, que agiria por coação
externa e não por reconhecimento interior e verdadeiro do fim ético.
No campo da ética, portanto, nem todos os meios são justificáveis, mas apenas aqueles que estão de acordo com
os fins da própria ação. Em outras palavras, fins éticos exigem meios éticos.
A relação entre meios e fins pressupõe que a pessoa moral não existe como um fato dado, como um fenômeno
da Natureza, mas é instaurada pela vida intersubjetiva e social, precisando ser educada para os valores morais e
para as virtudes.
(Marilena Chauí, Convite à Filosofia)

1. Esse texto se desenvolve de modo a argumentar em favor da seguinte posição:


a) a prática dos valores éticos é um atributo natural dos seres humanos.
b))os meios só se justificam quando não são contrários aos fins de uma ação.
c) a deslealdade pode ser necessária para se promover uma atitude leal.
d) a educação moral torna possível justificar quaisquer meios em razão dos fins.
e) a legitimidade dos fins é garantida pela eficácia de uso dos meios disponíveis.

2. A leitura do último parágrafo do texto permite deduzir, corretamente, que


a) a prática moral é tanto mais fácil quanto mais alto o nível de escolaridade.
b) nenhuma ação é moral quando contraria a índole natural de uma pessoa.
c) os valores morais são categorias essencialmente individuais, e não coletivas.
d) é necessária uma educação moral para que bem se ajustem meios e fins.
e) a educação moral resulta de uma imposição interna de cada indivíduo.

3. Está correta a tradução de sentido da seguinte expressão do texto:


a) todos os meios disponíveis são válidos = todos os subterfúgios são verossímeis.
b) essa afirmação deixa de ser óbvia = tal conjectura já não é improcedente.
c) agiria por coação externa = se renderia aos ditames da consciência.
d) a relação entre meios e fins pressupõe que = a autonomia tanto dos fins quanto dos meios faz supor que.
e) ações que se valham desses recursos = atos que lancem mão desses meios.

www.professorandresan.com 153
TEXTO VI
Atenção: As questões referem-se ao texto que segue.

Seria impertinente, hoje, falar-se de feminismo ou machismo entre os que trabalham no campo do Direito.
Nos fóruns, homens e mulheres se misturam, num ritmo frenético, movidos pela responsabilidade de “correr atrás”
da Justiça. Não há disputa de valores ou espaços, mas uma saudável cumplicidade tácita entre os dois sexos. Se a
presença dos homens é ainda dominante no Poder Judiciário, a participação feminina vem aumentando progressi-
vamente, até mesmo dentro das seccionais e subseções da OAB, a cada dia apresentando uma quantidade maior de
conselheiras e diretoras.
As mulheres vêm ocupando, por mérito, um crescente número de espaços importantes dentro das carreiras
jurídicas, sem que essa escalada tenha sido marcada por reivindicações impositivas ou conveniências políticas. Com
o passar dos anos, no silêncio da competência e com desprendimento de ambições desnecessárias, as mulheres vêm
galgando posições, defendendo seus pontos de vista, criando, junto com os homens, uma prestação jurisdicional me-
lhor e mais efetiva.
A mulher contemporânea encontra no homem um parceiro, no enfrentamento dos desafios impostos por um
Poder Judiciário com muitas falhas estruturais e que deve se preparar para entrar no Terceiro Milênio. O futuro exige
de todos uma grande capacidade de renovação; o respeito entre homens e mulheres é essencial para que sejam ven-
cidos, tanto no campo do trabalho jurídico como nos demais, os desafios comuns impostos pela modernidade.
(Adaptado de Carmem Fontenelle, “No silêncio da competência”)

1.Atualmente, as mulheres que trabalham no campo do Direito


a)vêm sofrendo menos discriminação do que sofriam há poucos anos.
b)travam intensa disputa com os homens, provocada por ambições desnecessárias.
c)enfrentam, juntamente com os homens, os desafios do trabalho comum.
d)são cúmplices dos homens, galgando posições ao defenderem o ponto de vista destes.
e)ocupam majoritariamente os cargos de maior significação.

2Há a sugestão de que o trabalho das mulheres é feito de modo discreto e eficaz em:
a)encontra no homem um parceiro.
b)uma grande capacidade de renovação.
c)uma prestação jurisdicional melhor e mais efetiva.
d)no silêncio da competência e com desprendimento de ambições desnecessárias.
e)não há disputa de valores ou espaços, mas uma saudável cumplicidade tácita.

3.Considere as seguintes afirmações:


I.A atuação das mulheres advogadas reflete-se em sua cada vez mais expressiva participação no órgão da classe.
II.Há muito o que se fazer para que o Poder Judiciário, no Brasil, supere as graves falhas de seu funcionamento.
III.Não é pela força de pressões ou de arranjos políticos que as mulheres vêm obtendo sucesso na carreira jurídica.
Em relação ao texto, está correto o que se afirma em
a)I, II e III.
b)II e III, somente.
c)II, somente.
d)I e III, somente.
e)I e II, somente.

154 Curso extensivo de português


TEXTO VII
Atenção: As questões de números 1 a 4 referem-se ao texto que segue

O caso Amina Lawal

A absolvição da nigeriana Amina Lawal, que havia sido condenada à morte por apedrejamento pela acusação de
adultério, representa uma vitória dos direitos humanos e da comunidade internacional. Ela está longe, entretanto, de
significar uma melhora da situação das mulheres no país. Na verdade, a “solução” encontrada pelos juízes da corte
islâmica de apelações que reviu o caso manteve as aparências. Lawal foi absolvida devido a “erros de procedimento”
nos dois julgamentos anteriores. Em nenhum momento o “crime” (sexo fora do casamento, ou “zina”, na lei islâmica)
ou a crueldade da pena foram postos em questão. A sentença, porém, aliviou a pressão internacional sobre o gover-
no nigeriano.
O caso Lawal é, para os padrões democráticos ocidentais, um verdadeiro escândalo. Amina Lawal, 31, foi
sentencia-da em primeira instância, em março de 2002, no Estado de Katsina, no norte da Nigéria. Segundo a Anistia
Inter-nacional, a prova usada contra ela foi o fato de ter engravidado sem ser casada. Curiosamente, o homem que
ela afirmava ser o pai da criança apenas negou que tivesse mantido relações sexuais com Amina e nem foi a juízo.
Pelos cânones da escola Maliki de interpretação da “sharia”, a lei muçulmana, que é a corrente dominante no norte
da Nigéria, a gravidez é prova bastante da culpabilidade da ré. A condenação de Amina fora confirmada em
segunda instância em agosto de 2002.
A absolvição representa um alívio para o governo do presidente Olusegun Obasanjo (cristão). Se o
apedrejamento fosse confirmado pela corte islâmica e ascendesse a um tribunal laico, uma eventual liberação de
Lawal – vista por observadores como certa – poderia desencadear uma guerra civil entre os muçulmanos do norte
do país e os cristãos do sul. Se o pior desfecho foi evitado com a absolvição, a questão dos direitos humanos está
longe de equacionada. No mesmo dia em que Lawal era libertada, a imprensa nigeriana noticiava a condenação ao
apedrejamento de um acusado de sodomia.
(Folha de S.Paulo. Editorial. 27/09/2003)

1. Entende-se que “o caso Amina Lawal”, tal como o expõe o texto, representou,
a) com toda a evidência, uma flexibilização do código moral islâmico.
b) ao menos provisoriamente, uma conciliação entre os princípios cristãos e os muçulmanos.
c) com toda a evidência, a fixação de uma jurisprudência que passará a nortear os casos similares.
d))ao que tudo indica, uma concessão do tribunal nigeriano às pressões da comunidade internacional.
e) ao que tudo indica, o símbolo de uma abertura democrática do regime político da Nigéria.

2. Deve-se entender que, do modo como foi utilizada, a expressão do texto Ela está longe, no contexto do primeiro
parágrafo,
a) refere-se, inequivocamente, a acusação de adultério.
b) refere-se, inequivocamente, a uma melhora da situação.
c) permite retomar não só a expressão absolvição da nigeriana, como também uma vitória.
d) está indeterminada, por não se referir a um termo antecedente explícito.
e) é ambígüa, pois tanto predica acusação de adultério como melhora da situação.

3. Curiosamente, o homem que ela afirmava ser o pai da criança apenas negou que tivesse mantido relações sexuais
com Amina e nem foi a juízo. Na frase acima, o sentido algo irônico de curiosamente liga-se ao fato de que
a) o suposto pai da criança preferiu não admitir o adultério.
b))bastou a palavra do homem para isentá-lo de julgamento.
c) o pai da criança negou a evidência de sua paternidade.
d) Amina sequer foi ouvida na acusação feita contra ela.
e) o caso não teria ido a juízo se o homem responsabilizado não fosse culpado.

4. Considerando-se o contexto, há equivalência de sentido entre uma expressão do texto e a que se apresenta em
seguida em:
a) erros de procedimento = divergências quanto ao mérito.
b) prova bastante da culpabilidade = indício suficiente para a presunção de inocência.
c) aliviou a pressão internacional = fragilizou a resistência internacional.
d) ascendesse a um tribunal laico = promovesse um julgamento informal.
e) uma eventual liberação de Lawal = um possível livramento de Amina.

www.professorandresan.com 155
156 Curso extensivo de português
TEXTO I 3) 9
1) B 4) nenhum
5) Alice
TEXTO II 6) fósforo
1) A 7) 15
2) E 8) segundo
3) B
TEXTO IV
TEXTO III 1) A
1) C 2) B
3) C
QUESTÕES DE INFERÊNCIA 4) E
1) B 5) C
2) D 6) C
3) C
4) E TEXTO V
5) B 1) B
6) E 2) D
7) B 3) E

EXERCÍCIOS DE TIPOLOGIA TEXTUAL TEXTO VI


1) narração 1) C
2) descrição 2) D
3) dissertação 3) A
4) narração
5) descrição TEXTO VII
6) dissertação 1) D
2) C
TESTES DE PERCEPÇÃO DE LEITURA 3) B
1) E 4) E
2) todos

www.professorandresan.com 157
158 Curso extensivo de português
Emprego dos pronomes EU/MIM – TU/TI – COM NÓS/ CONOSCO – SI/CONSIGO.
1) Empregam-se “EU” e “TU” quando forem sujeitos de um verbo no infinitivo.
Ex.:

2) Empregam-se “MIM” e “TI” após preposição.


Ex.:

MAIS EXEMPLOS

www.professorandresan.com.br
3) Os pronomes reflexivos SI e CONSIGO sempre se referem ao sujeito da oração.
Ex.:

4) COM NÓS X CONOSCO


Ex.:

160 Curso extensivo de português


Preencha as lacunas com EU/MIM/SI/CONSIGO/COM NÓS/CONOSCO.

1.Saíram sem ________________.


2.Os alunos saíram sem ______________ autorizar.
3.Há muitos papéis para _____________ organizar.
4.O funcionário levou ________________ os documentos da firma.
5.Para ________ trabalhar de madrugada é penoso.
6.Fizeste isso para _________?
7.Tudo isso é para _____________ fazer?
8.Venha ___________.
9.Ela chegará ___________ todos.
10.O carteiro entregou o telegrama para ____________.
11.O carteiro entregou o telegrama para _____________ler.
12.Para___________ ler isso, preciso pôr os óculos.
13.Para___________ ler à noite é um sacrifício.
14.Ontem aconteceu uma discussão entre _______________ e ela.
15.Entre ______________e ______________ não há mais nada.
16.Sem _____________, eles não iriam ao escritório.
17.Sem _____________ autorizar, eles não iriam ao escritório.
18.É necessário, para _________ estudar, silêncio.
19.É necessário para _________ estudar aqui.
20.Não há desentendimentos entre vocês e _________.
21.O plano era para ___________ desistir
22.É triste para ________ aceitar isso.
23.Chegaram cartas, mas não havia nenhuma para__________.
24.Eles discutiram entre __________.
25.Maria veio ___________ todos.
26.Percebi que o plano era para ___________ assumir o cargo.
27.Passeando pelo jardim, o velho falava ________________ mesmo murmurando frases confusas.
28.Recomende um filme para _____________ ver.
29.O diretor queria falar ___________ dois.
30.Pesam suspeitas sobre ________ e _________.
31.Traga um presente para ____________.
32.Ele trará o contrato para _________ ler.

www.professorandresan.com.br 161
I. Próclise
Os pronomes oblíquos átonos (me, te, se, nos, vos, o, a, lhe) ficarão antes do verbo quando houver,
antes do verbo, algumas dessas palavras:

1. Advérbios (não, hoje, já, ontem, nunca, jamais, aqui, lá, ainda, sempre) não seguidos de vírgula.

2. Conjunções subordinativas (quando, se, como, porque, que, enquanto, embora, logo que)

3. Pronomes relativos (quem, o qual, que, quanto, cujo, como, onde, quando)

4. Pronomes interrogativos (quem, que, qual, quanto/a)(s))

5. Pronomes indefinidos (nada, ninguém, algum, cada, tudo, todos)

6. Em + se + gerúndio

7. Frases optativas

162 Curso extensivo de português


O infinitivo precedido de uma das palavras ou expressões mencionadas acima, admite o pronome átono em
próclise ou ênclise.

II. Mesóclise
Os pronomes oblíquos átonos podem ficar no meio do verbo, se este estiver conjugado no futuro do presente
ou futuro do pretérito e não for obrigatória a próclise.

1) Futuro do presente do indicativo

2) Futuro do pretérito do indicativo

Entre próclise e mesóclise, sempre prevalece a próclise.

III. Ênclise
Os pronomes oblíquos átonos devem ficar após o verbo quando

1) o verbo esti er no início do período:

2) houver pontuação (, / ; / : / ? / ! / . )

www.professorandresan.com.br 163
164 Curso extensivo de português
Coloque C (certo ) e E (errado), de acordo com o uso padrão da língua.
1. ( ) Jamais me lembrarei de ti.
2. ( ) Lhe disse o que queria.
3. ( ) Avisar-lhe-ei a hora da partida.
4. ( ) Te quero.
5. ( ) As férias de julho, me diziam todos as crianças, foram as melhores.
6. ( ) Não lhe dissemos nem a metade do que queríamos.
7. ( ) Ninguém o chamou aqui.
8. ( ) Todos elogiavam-nos.
9. ( ) O artista a quem referes-te chegou.
10. ( ) Talvez lhe devolvam o dinheiro.
11. ( ) Quem convencer-me-á?
12. ( ) Lá, nos acusam de tudo.
13. ( ) Lá nos acusam de tudo
14. ( ) Depois o informaremos.
15. ( ) Ter-se-ão obtido os melhores resultados?
16. ( ) Se vai a primeira dama.
17. ( ) O amor que me deu era falso.
18. ( ) Disse que amava-me.
19. ( ) Te espero após a aula.
20. ( ) Encontraram-na dormindo.
21. ( ) Se fosse possível, lhe daria um presente.
22. ( ) Me dê um cigarro.
23. ( ) Soldados! Arrumem-se.
24. ( ) Haviam declarado-o vencedor.
25. ( ) É preciso que aqueça-me neste inverno.
26. ( ) Me disseram que era verdade.
27. ( ) Não se vá, por favor!
28. ( ) Não arrependa-te de tua escolha.
29. ( ) Lhe quero muito.
30. ( ) Me ames.
31. ( ) Me liga mais tarde.
32. ( ) Preciso de alguém que me entenda.
33. ( ) Nunca te contaram este fato.
34. ( ) Darei-te a dose necessária.
35. ( ) Quem se candidatará?
36. ( ) Mostrar-lhe-ei meus escritos.
37. ( ) Nos falaram que era tudo mentira.

www.professorandresan.com.br 165
1. Assinale a frase correta quando à colocação do pronome:

a) Nunca apresenta-se corretamente.

b) Sempre lembrar-se-á de ti.

c) As flores que me foram entregues são lindas.

d) Alguém falou-se das belezas da Bahia.

e) Me chamou a atenção a elegância da jovem.

2. Assinale a frase correta

a) Isto abalou-me profundamente.

b) Embora falassem-me, não acreditei.

c) Que acompanhe-te!

d) Em se dizendo ouvinte do programa.


e) Darei-te o remédio de hora em hora.

3. Assinale a frase incorreta

a) Venha cá jantar amanhã, me disse ela.

b) Agora é muito tarde; depois lhe direi.

c) Em se falando de esportes, o futebol polariza os comentários.

d) Existiu ali um arsenal onde se guardava pólvora.

e) Como me sinto feliz agora.

4. Assinale a frase incorreta

a) Ao vê-la, senti-me derrotado.

b) Nada foi inventado, estou-lhe contando a pura verdade.

c) Compreendi que não nos entendíamos

d) Diria-se que ela escava cansada.

e) Receberam-me ontem.

5. Assinale a frase incorreta:

a) O lugar para onde nos mudamos é aprazível.

b) É importante que nos venha visitar.

c) Arruma-te de uma vez!

d) Aquilo não incomoda-a.

e) Contei-lhe o caso.

166 Curso extensivo de português


6. Assinale a frase incorreta:

a) Não me explicou nem me falou.

b) Quem te acompanhará nesta viagem?

c) Ambos se olharam, permanecendo em silêncio.

d) Se me devolveram o livro, farei a pesquisa.

e) Fi-lo porque qui-lo.

7. Considere as afirma ões:

I – No trecho Agora entendo-a de acordo com a norma culta deveria ser Agora a entendo.

II – No trecho ao pé da letra: trata-se de acordo com a norma culta deveria ser ao pé da letra: se trata

III – No trecho quando corrigi-la de acordo com a norma culta deveria ser quando a corrigir.

Quais estão corretas?

a) Apenas l.
b) Apenas ll.

c) Apenas l e lll.

d) Apenas ll e lll.

e) l, ll e lll.

8. Marque a opção que pode preencher corretamente as lacunas da seguinte afirmativa: Em “Dir-se-á que, até certo
ponto, a felicidade se constrói”, segundo a norma culta, é um caso de ............... obrigatória por se tratar de um
verbo no ..............., em ............... de período.

a) Mesóclise – futuro do presente – início.

b) Próclise – futuro do presente – início.

c) Próclise – imperativo positivo – começo.

d) Ênclise – presente do subjuntivo – início.

e) Mesóclise – futura do subjuntivo – princípio.

9. “É bem provável que freqüentadores de museus não procurem essa institui ão.”

Substituindo-se a expressão em negrito na frase acima pelo pronome que lhe é correspondente,

obtém-se:

a) não lhe procurem;

b) não a procurem;

c) não procurem-a;

d) não procurem-lhe;

e) não procurem-na.

www.professorandresan.com.br 167
10. Assinale o único período em que a mesóclise é inadequada:

a) Nada contenta-lo-á enquanto não tiver a paz interior.

b) Dir-se-ia que pairava sobre nós uma divindade funesta.

c) Se mergulhares um pano vermelho neste rio, retirá-lo-ás cheio de piranhas.

d) Sentir-me-ia mais aliviado, se conseguisse chorar um pouco.

e) Por este processo, chegar-se-ia a melhores resultados

11. Assinale a alternativa que contém uma expressão frequente na linguagem coloquial, mas considerada incorreta
na norma culta.
a) O problema com você, Hobbes, é que nunca diz nada!

b) Essa é a diferença entre eu e o resto do mundo.

c) Meu dia está arruinado.

d) Eu descobri que isso preserva em muito uma amizade.

e) Eu não!

12. Assinale a série de pronomes que completa adequadamente as lacunas do seguinte período:

Os desentendimentos entre _______ e ________ advêm de uma insegurança que a vida estabeleceu para ______
traçar um caminho que vai de ______ a ______.
a) mim – ti – eu – mim – ti

b) eu – tu – eu – mim – tu

c) mim – ti – mim – mim – tu

d) eu – ti – eu – mim – ti

e) eu - ti – mim – mim – tu

13. Assinale a alternativa certa.

Tudo foi feito para ________ dizer a verdade, porque entre ___________ havia uma rixa.

a) mim, eu e você

b) mim, mim e você

c) eu, mim e você

d) eu, eu e você

e) mim, você e eu

14. Assinale a alternativa em que o pronome pessoal está empregado corretamente

a) Este é um problema para mim resolver

b) Entre eu e tu não há problemas.

c) A questão deve ser resolvida por eu e você

168 Curso extensivo de português


d) Para ti, escalar montanhas parece fácil.

e) Quando voltei a si, não sabia onde me encontrava.

15. O tempo não será suficiente para ................ datilografar o relatório. Pedirei ao chefe que divida a tarefa
entre..................... .
a) eu – eu e ti

b) mim – eu e tu.

c) mim – mim e tu

d) eu – mim e ti

e) mim – mim e ti

16. Das alternativas abaixo, apenas uma preenche de modo correto as lacunas das frases. Assinale-a.

Quando saíres, avisa-nos que iremos ........

Meu pai deu um livro para ........ ler.

Não se ponha entre ........ e ela.

Mandou um recado para você e .........

a) contigo, eu, eu, eu

b) com você, mim, mim, mim

c) consigo, mim, mim, eu

d) consigo, eu mim, mim

e) contigo, eu, mim, mim

17. Escolha a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase a seguir.


Era para .............. falar ................ ontem, mas não ................ encontrei em parte alguma.

a) mim – contigo – lhe

b) mim – consigo – o

c) eu – com ele – lhe

d) mim – consigo – lhe

e) eu – com ele – o

18. Assinale a alternativa correta.


Quando é para ................. escrever sobre o teu ponto de vista, a questão deve ser resolvida entre ........... .

a) eu – eu e tu

b) eu – mim e ti

c) mim – mim e ti

d) eu – eu e ti

www.professorandresan.com.br 169
e) mim – mim e ti

19. Assinale a alternativa errada.


a) Não é difícil para mim convencê-lo a ceder.

b) Eles reservaram os melhores quartos para si.

c) Sem mim e ti, pouco se faria nesse escritório.

d) Se der para eu falar, pretendo fazê-lo.

a) Espere um pouco, quero falar consigo.

20. Assinale a opção onde o pronome pessoal está empregado incorretamente.

a) Para mim, cumprimentá-la seria uma ofensa.

b) Entre eu e ela já não há mais nada.

c) Viram-nos, mas não os chamaram.

d) Permitiu-lhe, a ele, fazer a ronda.

e) Aquele era o carro para mim; comprá-lo com que dinheiro?

21. O seguinte período apresenta algumas lacunas:

“Ela ficou em casa ............... dois, para conversar ............... sobre o livro, mas disse ao

meu irmão que era difícil para ............... ler aquele livro sozinho, porque as letras eram

pequenas demais para ............... ler, sem forçar meus olhos hipermetropes.”

Os pronomes de 1ª pessoa que completam adequadamente as lacunas são, respectivamente:

a) conosco – conosco – mim – mim

b) conosco – conosco – eu – eu

c) com nós – conosco – eu – mim

d) conosco – com nós – eu – eu

e) com nós – conosco – mim – eu

22. ‘’entre um cão e um homem.’’; a forma correta da construção da preposição ENTRE seguida de pronomes
pessoais é:

a) entre mim e tu;

b) entre eu e ela;

c) entre ela e eu;

d) entre ti e eu;

e) entre mim e ti.

23. Assinale a alternativa correta.

170 Curso extensivo de português


Quando é para ................. escrever sobre o teu ponto de vista, a questão deve ser resolvida entre ........... .

a) eu – eu e tu

b) eu – mim e ti

c) mim – mim e ti

d) eu – eu e ti

e) mim – mim e ti

24. Dadas as sentenças:

1. Ela comprou um livro para mim ler.

2. Nada há entre mim e ti.

3. Alvimar, gostaria de falar consigo.

Verificamos que está (estão) correta(s):

a) apenas a sentença n.º 1

b) apenas a sentença n.º 2

c) apenas a sentença n.º 3

d) apenas as sentenças n.º 1 e 2

e) todas as sentenças

25. Assinale a alternativa em que o pronome possessivo foi usado incorretamente.

a) Vossa Senhoria trouxe seu discurso?

b) Vossa Reverendíssima queira desculpar-me se interrompo vosso trabalho.

c) Voltando ao Vaticano, Sua Santidade falará a fiéis de todas as partes.

d) Informamos que Vossa Excelência e seus auxiliares conseguiram muitas adesões.

e) Sua Excelência, o senhor Presidente, chegou cedo.

26. A alternativa em que o pronome oblíquo não está empregado de acordo com a norma culta é

a) É difícil para mim aceitar essas condições.

b) Para saber o resultado, eles fizeram um teste com nós que estudávamos matemática.

c) Entre eu e ele há um acordo de não agressão.

d) Não queira fazer conosco o que fizeram com os outros.

e) Não te ressintas se não te convidarem para suas bodas.

27. ____opiniões não me interessam. Já ____disse que não confio mais em ____, pois muitas foram as vezes que me
mentiu.

www.professorandresan.com.br 171
Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas do período acima.

a) Suas lhe você

b) Tuas te você

c) Vossas lhe você

d) Tuas lhe vós

e) Suas te ti

28. Passa-me ______ lista que tens aí na mão para ______verificar a classificação.

Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas da oração acima.

a) esta - eu

b) essa - eu

c) essa - mim

d) esta - mim

e) aquela - mim

29. Sobre o emprego e a colocação dos pronomes no texto, analise as seguintes afirmativas.

1. O pronome “se”, do trecho “sem que se possa percebê-los”, está em próclise porque é atraído pelo nexo “sem que”.

2. O pronome possessivo “seu”, em “Você sempre gostou de seu trabalho”, concorda com a forma de tratamento
“Você”.

3. Em “percebê-los”, o pronome “os” foi indevidamente utilizado porque o verbo é transitivo indireto e sua regência
exige “lhe” objeto indireto.

Qual(is) está(ão) correta(s)?

a) Apenas a 1.

b) Apenas a 2.

c) Apenas a 1 e a 2.

d) Apenas a 2 e a 3.

e) 1, 2 e 3.

30. Assinale a alternativa incorreta quanto à colocação dos pronomes pessoais oblíquos.

a) Por favor, se banhe imediatamente.

b) A mãe lembrou-lhe o compromisso assumido.

c) Quem lhe chamou aqui?

d) Todos se apresentaram no horário indicado.

e) Não queremos lembrá-lo.

172 Curso extensivo de português


31. Com relação ao emprego dos pronomes pessoais, retos ou oblíquos, assinale a alternativa incorreta.

a) Ele é contra mim, pois não acredito nele.

b) Com eu estar doente, não houve palestra.

c) Não houve entre mim e ti nenhuma desavença.

d) Por favor, não saia sem eu.

e) Ela pensava consigo sobre o que poderia fazer para amenizar a notícia.

32. Meu amigo, decidiram que era para ________atender os visitantes antes de _________ para conversar ________
sobre o projeto. Assinale a alternativa que completa correta e

respectivamente as lacunas do período acima.

a) mim - procurar-te - contigo

b) eu - procurar-te - consigo

c) mim - procurá-lo - contigo

d) mim - procurá-lo - consigo

e) eu - procurá-lo - com você

33. A alternativa em que o pronome possessivo está incorretamente empregado é

a) Dirijo-me a vós, a fim de solicitar a vossa ajuda.

b) Dirijo-me a ele, a fim de solicitar o seu apoio.

c) Dirijo-me a Vossa Senhoria, a fim de solicitar a vossa presença.

d) Recorro a Vossa Excelência, a fim de pedir a sua complacência.

e) Dirijo-me a ti, a fim de solicitar teu comparecimento.

34. “Como há muita confiança entre _____ e _____, atrevo-me a pedir -____: podes emprestar – me _____vestido de
baile para ____ ir à festa?”

Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas do período acima.

a) eu – tu – te – teu – mim

b) mim –vós – lhe – teu – eu

c) mim – ti – te – teu – eu

d) eu – tu – lhe – seu – mim

e) mim – vós – lhe – teu – mim

1.C 2.D 3.A 4.D 5.D 6.E 7.C 8.A 9.B 10.A
11.B 12.A 13.C 14.D 15.D 16.E 17.E 18.B 19.E 20.B
21.E 22.E 23.B 24.B 25.B 26.C 27.A 28.B 29.C 30.A
31.D 32.E 33.C 34.C

www.professorandresan.com.br 173
Para unirmos duas orações por meio de um pronome relativo qualquer, é indispensável que elas tenham um
ELEMENTO COMUM:

Ontem roubaram o quadro.


O quadro estava na parede da sala.

Elemento comum: O QUADRO. Aqui é possível a relativação.

1.QUE

2.QUEM

3.O QUAL

4.CUJO

174 Curso extensivo de português


5.ONDE

Questões de concurso

1. O período que tem melhor redação, considerando a correção e a clareza, é:


a) Visitou o autor do poema que tanto admirava, para pedir-lhe explicações.
b) Visitou o autor do poema que qual tanto admirava, para pedir-lhe explicações.
c) Visitou o autor cujo poema tanto admirava, para pedir-lhe explicações.
d) Visitou o autor cujo o poema tanto admirava, para pedir-lhe explicações.
e) Visitou o autor cujo seu poema tanto admirava, para pedir-lhe explicações.

2. Assinale a alternativa em que a palavra cujo completa corretamente a lacuna da frase.


a) Selecione um programa _________ conteúdo seja de fato educativo.
b) Indique uma escola __________ o professor usa a televisão como recurso didático.
c) Convença um menino _______ seu programa preferido não é aconselhável.
d) Desconfie do político _________ defende a volta da censura.
e) Rememore a época ________ o Canal X transmita concertos dominicais.

Não se deve esquecer que, no padrão culto, é preciso manter a regência determinada pelo verbo quando seu
complemento ou modificador é um pronome relativo.

Exemplos:

Ela gosta de esporte.


Esse é o esporte de que ela gosta.
Ele tem direito a essa herança.
Essa é a herança a que ele tem direito

www.professorandresan.com.br 175
Complete as frases com as preposições adequadas antes dos pronomes relativos.
1. Esta é a mulher ________ acredito. (que)
2. O assunto _______ me refiro é complicado. (o qual)
3. Esta é a rua ________passo. (que)
4. Era difícil a situação ________ se encontrava. (que)
5. O espetáculo _______ assistimos era deprimente. (o qual)
6. A luta ______ assistimos era deprimente. ( a qual)
7. São esses os recursos ______ dispomos. (que)
8. São essas as injustiças ______ lutamos. ( as quais)
9. Os ideais _____ lutamos são os mais elevados. (os quais)
10. Os objetos _______ encontraste são desconhecidos. (que)
11. Os objetos _______ necessitas são raríssimos. (que)
12. Trata-se de uma bonificação ______ todos tínhamos direito. (que)
13. Os problemas ______ me preocupo são vários. (que)
14. O beco __________ moro é escuro. (que)

Complete com o pronome CUJO, usando preposições sempre que houver necessidade.

1. Aí está o livro _________ páginas inspiraram tantos heróis.


2. Aí está o livro__________ páginas se inspiraram tantos heróis.
3. Aí está o livro__________ páginas tiraram os testes.
4. Essas são as pessoas __________ apoio podemos contar.
5. Eis o amigo __________ casa estivemos hospedados.
6. Esse é o chefe __________ ordens devemos obedecer.
7. Essas são as pessoas __________ lealdade mais confiamos.
8. Finalmente encontramos o líder __________ ideias lutaremos.

Acomodações do OBJETO DIRETO

1) Verbos Terminados em R, S e Z com Pronomes O, OS, A, AS

Quando a forma verbal termina em R, S e Z, essas consoantes desaparecem, e os pronomes oblíquos assu-
mem as formas LO, LA, LOS, LAS.

2) Verbos Terminados em M, ÃO e ÕE com Pronomes O, OS, A, AS


Quando a forma verbal termina em M, ÃO e ÕE, devemos acrescentar ao pronome oblíquo o N.

176 Curso extensivo de português


Faça a transformação correta:

Modelo:
Comprei o carro - comprei-o

a) Vesti a roupa - ______________ ______________


b) Obedece aos mais velhos -__________________
c) Subir o morro- _____________________________
d) Fazem os testes - __________________________
e) Carregas a apostil - ________________________
f) Põe o regulamento no armário -_______________
g) Dão o almoço - _____________________________
h) Fiz a lição- _____________________________________

EXERCÍCIOS I
Preencha as lacunas com EU/MIM/SI/CONSIGO/COM NÓS/CONOSCO.

1.Saíram sem ________MIM________.


2.Os alunos saíram sem ____EU__________ autorizar.
3.Há muitos papéis para ______EU_______ organizar.
4.O funcionário levou _______CONSIGO_________ os documentos da firma.
5.Para ____MIM____ trabalhar de madrugada é penoso.
6.Fizeste isso para ___MIM______?
7.Tudo isso é para _______EU______ fazer?
8.Venha _____CONOSCO______.
9.Ela chegará _____COM NÓS______ todos.
10.O carteiro entregou o telegrama para ______MIM______.
11.O carteiro entregou o telegrama para ______EU_______ler.
12.Para_____EU______ ler isso, preciso pôr os óculos.
13.Para_______MIM____ ler à noite é um sacrifício.
14.Ontem aconteceu uma discussão entre ______MIM_________ e ela.
15.Entre _______MIM_______e _____TI_________ não há mais nada.
16.Sem _____MIM________, eles não iriam ao escritório.
17.Sem ______EU_______ autorizar, eles não iriam ao escritório.
18.É necessário, para ____EU_____ estudar, silêncio.
19.É necessário para ____MIM_____ estudar aqui.
20.Não há desentendimentos entre vocês e ____MIM_____.
21.O plano era para _____EU______ desistir
22.É triste para ___MIM_____ aceitar isso.
23.Chegaram cartas, mas não havia nenhuma para____MIM______.
24.Eles discutiram entre ____SI______.
25.Maria veio _______COM NÓS____ todos.
26.Percebi que o plano era para ______EU_____ assumir o cargo.
27.Passeando pelo jardim, o velho falava ___CONSIGO_____________ mesmo murmurando frases confusas.
28.Recomende um filme para ______EU_______ ver.
29.O diretor queria falar ____COM NÓS_______ dois.
30.Pesam suspeitas sobre ___MIM_____ e ____TI_____.
31.Traga um presente para ____MIM________.
32.Ele trará o contrato para ____EU_____ ler.

www.professorandresan.com.br 177
EXERCÍCIOS II
Coloque C (certo ) e E (errado), de acordo com o uso padrão da língua.

1.c) Jamais me lembrarei de ti.


2.e) Lhe disse o que queria.
3.c) Avisar-lhe-ei a hora da partida.
4.e) Te quero.
5.e) As férias de julho, me diziam todos as crianças, foram as melhores.
6.c) Não lhe dissemos nem a metade do que queríamos.
7.c) Ninguém o chamou aqui.
8.e) Todos elogiavam-nos.
9.e) O artista a quem referes-te chegou.
10.c) Talvez lhe devolvam o dinheiro.
11.e) Quem convencer-me-á?
12.e) Lá, nos acusam de tudo.
13.c) Lá nos acusam de tudo
14.c) Depois o informaremos.
15.c) Ter-se-ão obtido os melhores resultados?
16.e) Haviam declarado-o vencedor.
17.e) Se vai a primeira dama.
18.c) O amor que me deu era falso.
19.e) Disse que amava-me.
20. e) Te espero após a aula.
21.c) Encontraram-na dormindo.
22.e) Se fosse possível, lhe daria um presente.
23.e) Me dê um cigarro.
24.c) Soldados! Arrumem-se.
25.e) É preciso que aqueça-me neste inverno.
26.e) Me disseram que era verdade.
27.c) Não se vá, por favor!
28.e) Não arrependa-te de tua escolha.
29.e) Lhe quero muito.
30.e) Me ames.
31.e) Me liga mais tarde.
32.c) Preciso de alguém que me entenda.
33.c) Nunca te contaram este fato.
34.e) Darei-te a dose necessária.
35.c) Quem se candidatará?
36.c) Mostrar-lhe-ei meus escritos.
37.e) Nos falaram que era tudo mentira.

EXERCÍCIOS III
Questões de concurso

1. C

2. A

178 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS IV
1. Esta é a mulher ____em que____ acredito. (que)
2. O assunto ___ao qual____ me refiro é complicado. (o qual)
3. Esta é a rua ___por que ou em que___passo. (que)
4. Era difícil a situação ____em que____ se encontrava. (que)
5. O espetáculo ___ao qual____ assistimos era deprimente. (o qual)
6. A luta ___à qual___ assistimos era deprimente. ( a qual)
7. São esses os recursos __de que____ dispomos. (que)
8. São essas as injustiças __contra as quais____ lutamos. ( as quais)
9. Os ideais __pelos quais___ lutamos são os mais elevados. (os quais)
10. Os objetos __que_____ encontraste são desconhecidos. (que)
11. Os objetos ___de que____ necessitas são raríssimos. (que)
12. Trata-se de uma bonificação __a que____ todos tínhamos direito. (que)
13. Os problemas ___com que___ me preocupo são vários. (que)
14. O beco ___em que_______ moro é escuro. (que)

EXERCÍCIOS V
Pronome CUJO.

1. Aí está o livro ____cujas_____ páginas inspiraram tantos heróis.


2. Aí está o livro____em cujas______ páginas se inspiraram tantos heróis.
3. Aí está o livro__de cujas________ páginas tiraram os testes.
4. Essas são as pessoas ___com cujo_______ apoio podemos contar.
5. Eis o amigo ____em cuja______ casa estivemos hospedados.
6. Esse é o chefe _____a cujas_____ ordens devemos obedecer.
7. Essas são as pessoas _____em cuja_____ lealdade mais confiamos.
8.Finalmente encontramos o líder ____por cujas______ ideias lutaremos

EXERCÍCIOS VI

a) Vesti-a
b) Obedece-lhes
c) Subi-lo
d) Fazem-nos
e) Carrega-la
f) Põe-no
g) Dão-no
h) Fi-la

www.professorandresan.com.br 179
180 Curso extensivo de português
www.professorandresan.com.br
182 Curso extensivo de português
POR QUE - equivale a “pelo qual” ou as variações dessa expressão: pelos quais, pela qual e pelas quais. Tam-
bém ocorre quando se pode acrescentar as palavras “razão” ou “motivo”.

POR QUÊ - assim como o porquê acima, pode-se acrescentar a palavra “razão” ou “motivo”, o acento é justifi-
cado por anteceder pontuação.

PORQUE - é uma conjunção, equivalendo a “pois”.

PORQUÊ - é um substantivo, equivalendo a “razão”, “motivo” e normalmente aparece antecedida de palavra


determinante (artigo, por exemplo).

Complete as frases:
1.Penso nos ideais _______________lutamos.
2.Não sei explicar o _______________do fracasso. Será _______________subestimamos o adversário?
3.Até hoje ninguém explicou __________________ .
4.O guarda queria saber_________________ele estava sem documentos.
5.Aquele __________________ deixou-o possesso.
6.Nossos pedidos foram indeferidos, _________________?
7.Quem poderia dizer __________________ tudo isso ocorreu?
8.Ele não escreveu para você, ______________?
9.Ninguém me explicou o _____________ de sua indiferença.
10.Quero saber _____________ não estuda mais.
11.________________é sonhador, o jovem cultiva ideais.
12.________________deixar de lado uma causa __________________ lutamos há tanto tempo?
13.Ninguém sabe o ____________________ de nossa luta.
14.Ele vivia tranquilamente, __________________ tinha uma grande herança.
15.O governo não deve mudar, __________________?
16.Pergunto _______________________ você é tão irresponsável.
17.Vivo feliz, ____________________ amo minha esposa.
18.____________________ não vieste? Não vais dizer ____________________?
19.O senhor vai embora só ______________________ ela chegou?
20.Não renovou o contrato _______________________ achou inconveniente.
21.Ela não sabia ___________________ lutava. Talvez _____________________ nunca pensara no assunto.
22.____________________ não gostas do mar?
www.professorandresan.com.br 183
23. ____________________ ele te inspira medo?
24. __________________não gostas do mar? __________________ te inspira medo?
25. Não respondeu _____________________ não quis.
26. Não sei _____________________ ages assim e não quero saber _________________________.
27. Dê-me um ___________________________ para este episódio.
28. Às vezes me pergunto ___________________________ ajo assim.
29. _________________ razão insistes em namorar esta moça?__________________ é bonita?
30. O patrão te despediu só ___________________ chegaste tarde?

Acender: pôr fogo Conjetura ou conjectura: hipótese, suposição


Ascender: subir Conjuntura: momento, situação

Acento: sinal gráfico Concerto: sessão musical


Assento: local para se sentar Conserto: ato de arrumar

Acerca de: a respeito de, sobre Comprimento: medida


A cerca de: a aproximadamente Cumprimento: saudação
Há cerca de: faz aproximadamente
Coser: costurar
Acidente: desgraça Cozer: cozinhar
Incidente: episódio
Delatar: denunciar
Afim: semelhante Dilatar: ampliar
A fim de: para, com intuito de
Descrição: ato de descrever
A princípio: no início Discrição: modéstia
Em princípio: em tese
Descriminar: inocentar
Amoral: indiferente à moral Discriminar: separar, segregar, discernir
Imoral: contrário à moral
Despensa: divisão da casa, armário ou construção sepa-
Ao encontro de: favorável rada em que ficam os mantimentos
De encontro a: contra Dispensa: isenção, licença

À – toa: sem-vergonha Emergir: vir à tona


À toa: sem rumo Imergir: afundar

Caçar: perseguir Eminente: elevado, célebre


Cassar: anular Iminente: próximo

Casual: por acaso Emigrar: sair da pátria


Causal: que expressa causa Imigrar: entrar em país estranho

Cavaleiro: homem a cavalo Estada: permanência de pessoa


Cavalheiro: homem gentil Estadia: permanência paga de um navio no porto

Censo: contagem Espectador: que assiste a um espetáculo


Senso: juízo Expectador: que está na expectativa

Cessão: cedência Espiar: observar secretamente, espionar


Seção ou secção: parte de um todo Expiar: tornar(-se) puro de (crimes ou faltas), levar a
Sessão: reunião de pessoas culpa

Cerrar: fechar Flagrante: evidência


Serrar: cortar Fragrante: aromático

184 Curso extensivo de português


Florescente: florido Ratificar: confirmar
Fluorescente: luminoso Retificar: corrigir

Incipiente: iniciante Sustar: suspender


Insipiente: ignorante Suster: manter

Infligir: aplicar pena Tachar: desaprovar, acusar de defeito, censurar


Infringir: transgredir Taxar: fixar preço, qualificar

Mandado: ordem judicial Tráfego: movimentação de veículos


Mandato: delegação de poder Tráfico: negócio ilícito

Prescrever: ordenar, regular, determinar, estabelecer,


preceituar
Proscrever: desterrar, abolir, extinguir, proibir

Complete as frases 16) ..................os amigos sem muito entusiasmo, com


1) Minha ___________ na Bahia será muito proveitosa.(esta- ...................... (cumprimentou ou comprimentou/ descrição ou
da/estadia) discrição)

2)Os mendigos foram presos em____________ pelos guardas. 17)Discutia-se a vantagem de ...................... o uso de drogas. O
(fragrante/flagrante) ..................... comum parecia ser contrário à proposta. (descri-
minar ou discriminar / senso ou censo)
3)João não tem _____________ de justiça. (senso/censo)
18)Era um estadista ................. . Parecia .................. a sua vitó-
4)Seus direitos políticos foram _____________ pelo governo. ria nas próximas eleições. (eminente ou iminente)
(caçados/cassados)
19) Para o ..................... da missão, ele precisava de um
5)Todos os ____________ já haviam sido limpos.(assentos/ ..................... de apreensão e busca. (comprimento ou cumpri-
acentos) mento / mandado ou mandato)

6)Laurinda _______________ sua presença no almoço.(retifi- 20) As atitudes estavam corretas e eram oportunas. Era
co/ratificou) preciso, pois, ....................... (retificá-las ou ratificá-las)

7)O ___________no final da tarde é demais.(tráfego/tráfico) 21) Os europeus, historicamente, ........................para


várias regiões e foram muito bem recebidos. No entanto, nem
8)Não costumo __________as normas da escola.(infligir/in- sempre receberam bem os ........................ . (emigraram ou
fringir/infrigir) imigraram / emigrantes ou imigrantes)

9)Poucos vizinhos ___________ o criminoso.(dilataram/dela- 22) Era preciso .......................... a operação. Se teimás-
taram) semos em mantê-la, o fracasso era ...................... . (sustar ou
suster / eminente ou iminente)
10)Aqui não há ___________de cor ou raça.(discriminação/
descriminação) 23) O controle do ............................ nas grandes cidades,
é complexo, em virtude do número crescente de veículos.
11)Falei ao chefe da _____________ que os seus funcionários (tráfego ou tráfico)
faltam muito. (sessão/ seção/cessão)
24) Entrou no ....................... das moças e .......................
12)A tragédia era ____________.(eminente/iminente) –as em trajes íntimos. (vestuário ou vestiário / flagrou ou
fragrou)
13)Precisou ________________ a roupa do pai.(coser/cozer)
25) De toda a tragédia, ...................... uma esperança: a
14)Falávamos ........................de política, e nossas opiniões possibilidade de reconstruir tudo. (emerge ou imerge)
vinham............................ das aspirações dos ouvintes, que
aplaudiam para manifestar aprovação. (acerca de ou a cerca 26) A colisão com o iceberg fora absolutamente ...............
de/ao encontro de ou encontro a) . O navio .......... rapidamente. (causal ou casual / emergia ou
imergia)
15)A ciência é ......................... ; o roubo é ............................
.(amoral ou imoral) 27) Possuem temperamentos .................. e gostos seme-
lhantes. Estão sempre ....................... de viagens e aventuras.
(afins de ou a fim de)

www.professorandresan.com.br 185
1. Por que fui mudar de pista? O trecho destacado poderia a) Por que, por quê, porque, porquê
ser escrito da seguinte forma de acordo com a norma
culta da língua sem prejuízo do sentido: b) Porque, porquê, por quê, por que

a) Fui mudar de pista por quê? c) Porquê, porque, por que, por quê

b) De pista porque fui mudar. d) Por quê, porque, por que, porquê

c) Porque fui mudar de pista? e) Por que, porquê, por quê, porque

d) Fui mudar porquê de pista.

e) Mudar de pista por quê fui? 5. Cinqüenta e um por cento da  ______________ da
população atua no mercado informal, e a imagem
da preguiça derivou do discurso _______________
2. “... mas o mais tentador...” Observe o uso do contra os negros e mestiços. Além disso, a indústria
mas/mais sublinhado, a seguir faça a correta do turismo vende uma idéia de ________________
correspondência: permanente.

I. Tentou, _______ não conseguiu.

II. Ele foi quem _______ tentou. a) mão de obra – discriminatória – lazer
III. Aquele é um dos países _______ desenvolvidos do
planeta. b) mão-de-obra – discriminatória – lazer

c) mão-de-obra – descriminatória – laser


A seqüência correta é:
d) mão de obra - descriminatória – laser
a) mas, mas, mais.
e) mão-de-obra – descriminatória – lazer
b) mais, mais, mas.

c) mas, mais, mas.  

d) mais, mas, mas. 6. Pelo ___________, percebem que o _______________


saia do ____________________.
e) mas, mais, mais.
a) retrovisor – vice-prefeito – supermercado

3. Assinale a alternativa que apresenta ERRO quanto à b) retrovisor – vice-prefeito – super-mercado


ortografia:
c) retro-visor – viceprefeito – super-mercado
a) Expoente.

b) Aferir. d) retrovisor – vice-prefeito – super mercado

c) Aperfeiçoamento. e) retro-visor – vice-prefeito – supermercado


d) Apogeu.

e) Repecurssão.
7. A _____________ e sua conseqüências ( a
miséria, o _____________ ) são, em grande parte,
responsabilidade da intolerância e do radicalismo
4. Observando o uso correto da ortografia oficial, assinale
católico.
a seqüência que completa corretamente o uso de por
que, por quê, porque e porquê:
a) super população – subdesenvolvimento
“______________ o ministro demorou tanto?
_______________? Não o intimide, _________________ b) super-população e subdesenvolvimento
ele está com a razão. Ele explicará o ________________
de sua decisão.” c) super-população e sub-desenvolvimento

186 Curso extensivo de português


d) superpopulação e sub-desenvolvimento comando do________________.

e) superpopulação e subdesenvolvimento a) submarino – contra-torpedeiro – contralmirante

b) sub-marino – contratorpedeiro – contraalmirante

c) submarino – contratorpedeiro – contra-almirante


8. Os _____________________ e os
______________________, em especial, não são d) submarino – contratorpedeiro – contraalmirante
hospitaleiros como o povo nordestino. e) sub-marino – contra-torpedeiro – contra-almirante

a) riograndenses – porto-alegrenses.

b) rio grandenses – porto-alegrenses 12. Assinale a frase incorreta.

a) O pseudo-homem não tinha infraestrutura para


c) rio-grandenses – porto-alegrenses assumir um relacionamento extraconjugal.

d) riograndense – porto alegrenses b) Era extraoficial a notícia sobre um extraterreno.

c) Estudei línguas neolatinas em colônias ultramarinas.


e) riograndense – portoalegrenses
d) O antisemita tomou anti-biótico e vacina antirrábica.
 
e) Era um suboficial de uma superpotência.
9. Cheques _________________ já fazem parte de nossa
cultura, embora exista um ________________ jurídico
de que não são válidos. 13. Considere a frase abaixo:

a) pré-datados – pre-suposto Não é preciso entrarmos em longas discussões sobre os


motivos __________ considero tua atitude dificilmente
aceitável.
b) pré-datados – pressuposto
a) é indiferente, do ponto de vista semântico, escrever
c) predatados – pressuposto “por que” ou “porque”.

d) pré datados – pre suposto b) não é possível preencher a lacuna com “porque”.

c) nesse contexto, a forma “pelos quais” é sinônimo de


e) pre datados – pressuposto “porque”.

  d) somente “porque” pode preencher corretamente a


lacuna.
10. Em que alternativa a palavra sublinhada está correta e) pode-se usar a forma “pelos quais” no mesmo sentido
quanto ao emprego do hífen? de “por que”.
a) Ainda existem muitas nações sub-desenvolvidas.

b) Há quem prefira o ônibus semi-direto. 14. O ________, sem ______, levou o ______ ao ministro.

a) acessor - hesitar - ante-projeto


c) Os funcionários já receberam seus contra-cheques.
b) acessor - hexitar - anti-projeto
d) Falta ao candidato um pouco de auto-confiança.
c) aceçor - exitar - antiprojeto
e) O porto-alegrense possui várias opções de lazer. d) assessor - hesitar - antiprojeto

e) assessor - hesitar – anteprojeto

11. Qual a opção correta?


15. Assinale a alternativa correspondente à frase em que
“O _____________________ inimigo não conseguiu não há erro de ortografia.
afundar o __________________________ graças ao

www.professorandresan.com.br 187
a) Acerca de uma hora estou na fila para pagar a tacha colega.
de inscrição e encaminhar o documento à secretaria.
d) Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos
b) Quanto as suas pretenções a escritor, penso ser melhor encaixar na equipe de trabalho o nosso pretensioso
abandoná-las, porque lhe falta criatividade. colega.
c) Na antivéspera das eleições, partidários dos dois e) Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos
candidatos hostilisavam-se mutuamente em praça
encaixar na equipe de trabalho o nosso pretensiozo
pública.
colega.
d) Muito a contra-gosto, a mulher olhou enviesado para
o marido, que não conseguia disfarsar seu mal-humor.
e) Espontaneamente, sem qualquer hesitação, todos se 19. A alternativa em que aparece uma palavra
puseram a entoar o hino nacional. incorretamente grafada é:

a) puseram - quiseste - análise

16. Assinale a letra que preenche adequadamente as b) excesso - pretencioso - exceção


lacunas da frase apresentada:
c) duquesa - prazeroso – mexerico
É ............... a entrada de elementos ............ à ...............
d) enxada - aridez - estrangeiro
a) inadimissível - extranhos - empreza
e) Suscitar - sucinto - ascensão
b) inadimissível - estranhos - empresa

c) inadimissível - extranhos - empresa

d) inadmissível - estranhos - empresa 20. “Se você não arrumar o fogão, além de não poder
cozinhar as batatas, há o perigo próximo de uma
e) inadmissível - extranhos - empreza. . explosão.”
Podemos substituir perfeitamente as palavras
sublinhadas por:
17. Observando a grafia das palavras destacadas nas frases
abaixo, assinale a alternativa que apresenta erro. a) consertar – cozer – eminente.

a) A hombridade de caráter eleva o homem. b) concertar – coser – iminente.

b) A obsessão é prejudicial ao discernimento. c) concertar – cozer – eminente.

c) Eles quiseram fazer concessão para não ridicularizar o d) consertar – cozer – iminente.
estrangeiro.
e) consertar – coser – iminente.
d) Aquele hereje sempre põe empecilho, porque é muito
pretencioso.
e) Uma falsa meiguice encobria-lhe a rigidez e a falta de 21. Assinale a alternati a em que a palavra grifada está
compreensão. de acordo com a ortografia oficial:
f) a) Houve um impecilho para um bom relacionamento.
.18. Assinale a letra que não contenha erros, quanto à b) Este salgado leva muçarela.
ortografia:
c) Alguns possuem certos previlégios.
a) Mesmo que quizéssemos, não conseguiríamos
encaichar na equipe de trabalho o nosso pretensioso d) Faremos um almoço beneficiente para a casa dos
colega. idosos.
b) Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos e) O meretíssimo Juiz compareceu ao jantar de
encaixar na equipe de trabalho o nosso pretencioso confraternização entre funcionários.
colega.

c) Mesmo que quizéssemos, não conseguiríamos


encaichar na equipe de trabalho o nosso pretencioso

188 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS I 27.Dê-me um PORQUÊ para este episódio.

Complete as frases: 28. Às vezes me pergunto POR QUE ajo assim.

1. Penso nos ideais POR QUE lutamos. 29. POR QUE razão insistes em namorar esta moça?
PORQUE é bonita?
2. Não sei explicar o PORQUÊ do fracasso. Será PORQUE
subestimamos o adversário? 30. O patrão te despediu só PORQUE chegaste tarde?

3. Até hoje ninguém explicou POR QUÊ.

4. O guarda queria saber POR QUE ele estava sem EXERCÍCIOS II


documentos.
Respostas Parônimos
5. Aquele PORQUÊ deixou-o possesso.
1. Minha ___________ na Bahia será muito proveitosa.
6. Nossos pedidos foram indeferidos, POR QUÊ? (estada/estadia)

7. Quem poderia dizer POR QUE tudo isso ocorreu? 2. Os mendigos foram presos em____________ pelos
guardas.(fragrante/flagrante)
8. Ele não escreveu para você, POR QUÊ?
3. João não tem _____________ de justiça. (senso/
9. Ninguém me explicou o PORQUÊ de sua indiferença. censo)
10. Quero saber POR QUE não estuda mais. 4. Seus direitos políticos foram _____________ pelo
governo.(caçados/cassados)
11. PORQUE é sonhador, o jovem cultiva ideais.
5. Todos os ____________ já haviam sido limpos.
12. POR QUE deixar de lado uma causa POR QUE lutamos
(assentos/acentos)
há tanto tempo?
6. Laurinda _______________ sua presença no almoço.
13. Ninguém sabe o PORQUÊ de nossa luta.
(retifico/ratificou)
14. Ele vivia tranquilamente, PORQUE tinha uma grande
7. O ___________no final da tarde é demais.(tráfego/
herança.
tráfico)
15. O governo não deve mudar, POR QUÊ?
8. Não costumo __________as normas da escola.(infligir/
16. Pergunto POR QUE você é tão irresponsável. infringir/infrigir)

17. Vivo feliz, PORQUE amo minha esposa. 9. Poucos vizinhos ___________ o criminoso.(dilataram/
delataram)
18. POR QUE não vieste? Não vais dizer POR QUÊ?
10. Aqui não há ___________de cor ou raça.
19. O senhor vai embora só PORQUE ela chegou? (discriminação/descriminação)

20. Não renovou o contrato PORQUE achou inconveniente. 11. Falei ao chefe da _____________ que os seus
funcionários faltam muito. (sessão/ seção/cessão)
21. Ela não sabia POR QUE lutava. Talvez PORQUE nunca
pensara no assunto. 12. A tragédia era ____________.(eminente/iminente)

22. POR QUE não gostas do mar? 13. Precisou ________________ a roupa do pai.(coser/
cozer)
23. POR QUE ele te inspira medo?
14. Falávamos ........................de política, e nossas
24. POR QUE não gostas do mar? PORQUE te inspira opiniões vinham............................ das aspirações dos
medo? ouvintes, que aplaudiam para manifestar aprovação.
(acerca de ou a cerca de/ao encontro de ou encontro
25. Não respondeu PORQUE não quis.
a)
26. Não sei POR QUE ages assim e não quero saber POR
15. A ciência é ......................... ; o roubo é
QUÊ.
............................ .(1) amoral ou 2)imoral)

www.professorandresan.com.br 189
16. ..................os amigos sem muito entusiasmo, com
...................... (cumprimentou ou comprimentou/
descrição ou discrição)

17. Discutia-se a vantagem de ...................... o uso de


drogas. O ..................... comum parecia ser contrário
à proposta. (descriminar ou discriminar / senso ou
censo)

18. Era um estadista ................. . Parecia .................. a


sua vitória nas próximas eleições. (1)eminente ou
iminente 2)

19. Para o ..................... da missão, ele precisava de um


..................... de apreensão e busca. (comprimento
ou cumprimento / mandado ou mandato)

20. As atitudes estavam corretas e eram oportunas. Era


preciso, pois, ....................... (retificá-las ou ratificá-
las)

21. Os europeus, historicamente, ........................


para várias regiões e foram muito bem recebidos.
No entanto, nem sempre receberam bem os
........................ . (emigraram ou imigraram /
emigrantes ou imigrantes)

22. Era preciso .......................... a operação. Se


teimássemos em mantê-la, o fracasso era
...................... . (sustar ou suster / eminente ou
iminente)

23. O controle do ............................ nas grandes cidades,


é complexo, em virtude do número crescente de
veículos. (tráfego ou tráfico)

24. Entrou no ....................... das moças e .......................


–as em trajes íntimos. (vestuário ou vestiário /
flagrou ou fragrou)

25. De toda a tragédia, ...................... uma esperança:


a possibilidade de reconstruir tudo. (emerge ou
imerge)

26. A colisão com o iceberg fora absolutamente ...............


. O navio .......... rapidamente. (causal ou casual /
emergia ou imergia)

27. Possuem temperamentos .................. e gostos


semelhantes. Estão sempre ....................... de viagens
e aventuras. (1)afins de ou 2) a fim de)

GABARITO
01. A 06. A 11.C 16. D 21. B
02. E 07. E 12. D 17. D
03. E 08. C 13. E 18. D
04. A 09.B 14. E 19. B
05. A 10. E 15. E 20. D

190 Curso extensivo de português


1)

2)

3)

www.professorandresan.com.br
São verbos significativos, incapazes, sozinhos, de constituir o predicado, já que, tendo sentido incompleto, exi-
gem um complemento. Subdividem-se em:

3.1. Direto quando exigem complemento sem preposição obrigatória, denominado objeto direto.

Exs.: Luciana comprou livros.


Luciana ama Carlos

3.2. Indireto quando exigem complemento com preposição obrigatória, denominado objeto indireto.

Exs.: Carlos necessita de livros.


Luciana con a em Carlos

3.3. Direto e indireto quando possuem dois complementos: um sem preposição (objetodireto),
outro com preposição (objeto indireto).

Exs.: Luciana ofereceu livros a Carlos.


Carlos emprestou os livros para Luciana

3.4. Verbo Intransiti o São verbos significativos, capazes, sozinhos, de constituir o


predicado. Não necessitam de complemento, já que possuem sentido completo.

Exs.: O balão subiu.


O cão desapareceu desde ontem.

3.5. Verbos de Ligação São verbos vazios ou quase vazios de significado, que servem
como elo de ligação entre o sujeito e um atributo do sujeito denominado predicativo do sujeito.

Exs.: Luciana é estudiosa.


Carlos está tenso.

192 Curso extensivo de português


1. (FCC) Na prática, essa mistura gera infinitas possibilidades. (5° parágrafo)
O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase:
a) A arte, apesar de bela, também não é fácil ...
b) ... quando a estética surgiu na Antigüidade ...
c) ... o traço de união entre arte e ciência reside exatamente nesse ponto.
d) .. que logo abandonaram as cenas sem profundidade do período clássico ...
e) Bem-humorado, brincava com as idéias da matemática ...

2. ... (FCC) eles investem contra carros, casas e, ás vezes, vilas inteiras ... (1° parágrafo)
O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase:
a) ... ficaram mais agressivos ...
b) Após estudar manadas na Ásia e na África ...
c) ... que a espécie sofre de um distúrbio psicológico bem conhecido entre os seres humanos ...
d) ... que deixa esses animais propensos à depressão e à agressividade excessiva.
e) ... que inclui o homem, o chimpanzé e o golfinho.

3. ...(FCC) as empresas investem no treinamento de seus funcionários.


O mesmo complemento exigido pelo verbo assinalado na frase acima está em:
a) ...quando a produtividade se eleva.
b) ...que perde produtividade.
c) ...depende também da educação.
d) ...o País deu grandes passos no campo quantitativo.
e) ...não há a menor possibilidade.

4. ... (FCC) ou até mesmo reduzir o crescimento da população mundial ... (frase abaixo)
Ocorre que deter ou até mesmo reduzir o crescimento da população mundial não é tão simples.
O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifado acima está na frase:
a) ... o impacto das atividades humanas sobre a natureza é real.
b) A salvação do planeta passaria necessariamente pelo fim do crescimento de economias e populações ...
c) Uma economia... seria movida por fontes renováveis de energia.
d) ... nenhuma mudança terá realmente efeito.
e) ... até metas mais óbvias ... parecem distantes.

5. A Universidade de Campinas, com a realização do seminário “Perspectiva de Mudanças do Padrão Tecnológico


da Agricultura”, trouxe valiosa colaboração para os que estudam as migrações demográficas em nosso país.
O sujeito do verbo TROUXE é
a)a realização do seminário
b)valiosa colaboração
c)A Universidade de Campinas
d)o seminário
e)“Perspectiva de Mudanças do Padrão Tecnológico da Agricultura”

6.Qual a predicação verbal do verbo voar na frase: “Os pássaros voam na mata”.
a)verbo de ligação
b)verbo transitivo direto
c)verbo transitivo indireto
d)verbo intransitivo
e)nenhum do citados

7.Idem à anterior
“O aluno ficou contente com o resultado dos seus estudos!”.
a)verbo de ligação
b)verbo transitivo direto
c)verbo transitivo indireto
d)verbo intransitivo
e)nenhum dos citados

www.professorandresan.com.br 193
8.Jovens, tenham cuidado com os livros, seus verdadeiros amigos.
A função sintática da palavra ou expressão sublinhada é, respectivamente:
a)sujeito – objeto indireto;
b)sujeito – aposto;
c)vocativo – aposto;
d)vocativo – complemento nominal;
e)aposto – objeto direto.

9.Existem algumas pessoas que já aderiram ao movimento. A função sintática das expressões sublinhadas é, res-
pectivamente,
a)sujeito – objeto indireto
b)sujeito – complemento nominal
c)objeto direto – objeto indireto
d)objeto direto – complemento nominal
e)adjunto adverbial – objeto direto

10. Qual a função sintática desempenhada pelas palavras destacadas?


Respondi às questões tranquilamente, pois estava muito seguro.
a)complemento nominal
b)sujeito
c)objeto direto
d)objeto indireto
e)adjunto adverbial

1. D 6. D
2. C 7. A
3. C 8. C
4. D 9. A
5. C 10. D

194 Curso extensivo de português


A regência verbal se ocupa do estudo da relação que se estabelece entre os verbos e os termos que os com-
plementam (objetos diretos e objetos indiretos) ou caracterizam (adjuntos adverbiais).

1.A turma do Q.PPPAAAVOR

1.Querer - VTD = desejar / VTI = estimar, querer bem, gostar.

2.Pagar e Perdoar VTD - OD – coisa / VTI - OI - A pessoa / VTDI - alguma COISA A ALGUÉM:

3.Proceder Proceder = “realizar”, “dar início”:

4.Assistir VTD = dar assistência / VTI = presenciar (prep. A obrigatória):

5.Aspirar VTD = cheirar, sorver / VTI = ambicionar (prep. A obrigatória):

6.Agradar VTD = acariciar / VTI = satisfazer

7.VisarVTD = pôr o visto / VTD = apontar, mirar / VTI = ambicionar

www.professorandresan.com.br 195
8.Obedecer VTI A sempre

9.Responder Quando houver apenas um objeto, este terá de ser obrigatoriamente OBJETO INDIRETO:

Complete as frases quando for necessário


1.Sua atitude não agradou______ amigos.
2.Assistiremos ___________ aula hoje.
3. Quero____ relógio.
4.Visamos ______ um cargo melhor.
5. Aquela mulher jamais perdoou _______ marido.
6. Assisti _____um jogo inesquecível.
7. Um bom médico assiste ____ doentes com devoção.
8. Eles aspiram ________ um bom lucro.
9. Viso ________ vaga na empresa.
10. O funcionário visou ______passaporte.
11. Pagou ____ dívida
12. Pagou ____ diarista.
13. O lutador queria ___ vitória.
14. O lutador queria ___ amigos.
15. Depois de cuidadoso exame, o diretor visou ____ documento.
16. Os comerciantes não obedeceram __ decreto do governo.
17. Os professores procederam _____ provas para os alunos.
18. Aspiramos ____ um cheiro forte.
19. Aspiro ____ carreira militar.
20. Respondeu _____ bilhete e depois _____ carta.

2.1. Implicar - No sentido de acarretar é VTD.

2.2. Preferir - Preferir exige a prep. A :

196 Curso extensivo de português


2.3. Ir, Voltar, Chegar - Solicitam as preposições A ou DE ou PARA.

2.4. Morar, Residir, Estar situado (Residente, Sito) - Solicitam a preposição EM.

2.5. Esquecer-se, Lembrar-se / Esquecer, Lembrar - Quando pronominais, solicitam a preposição DE.

Complete as frases com as preposições adequadas.


1. Conviver bem com todos implica_____ tolerância.
2. Obedeça____ conselhos de seu pai.
3. Prefiro praia_____ campo.
4. Prefiro o campo _____ praia.
5. Não me lembrei _______ dia da realização do exame.
6. Não lembrei ______ dia da realização do exame.
7. Foi ______ Alagoas realizar um concurso.
8. José vai _______ São Paula definitivamente.
9. Chegamos cedo _____ evento.
10. Carlos mora_______ rua dos pais.
11. Passar no concurso implica _____ muitos sacrifícios.
12. Fui _____ cinema.
13. Sito ______ rua Palmeira das Missões.
14. Esqueça _______ teu marido.
15. Esqueça-se _____ teu marido.
16. À noite, às vezes, lembrava ______ beijos apaixonados que trocavam ao luar.
17. Lembrava-se _____ beijos apaixonados.
18. Prefiro cachorro ____ gato.
19. Prefiro a paz ____ guerra.
20. Chegou ____ Porto Alegre bem cedo.

1. Leia atentamente:
“Refiro-me a esta carta e não aquela que recebi ontem.”
Na frase acima, a falta de um acento gráfico indica um erro de:

a) pontuação
b) regência nominal
c) regência verbal
d) concordância nominal
e) colocação pronominal

www.professorandresan.com.br 197
2. Indique a alternativa correta:
a) Preferia brincar do que trabalhar.
b) Preferia mais brincar a trabalhar.
c) Preferia brincar a trabalhar.
d) Preferia brincar à trabalhar.
e) Preferia mais brincar do que trabalhar.

3. Indique a regência que está de acordo com a norma culta:


a) Estes são os recursos que dispomos.
b) Perdôo aos teus erros.
c) Assiste ao debate dos candidatos.
d) Paguei a uma dívida atrasada.
e) Perdoei o amigo que me ofendeu.

1)C 2) C 3) C

Avisar, informar, comunicar, advertir, prevenir ...


quando VTDI (OD - coisa ou pessoa)
(OI - coisa ou pessoa)

Ex.: Avisei o aluno da mudança.


Avisei ao aluno a mudança.
Avisei-o de que era proibido.
Avisei-lhe que era proibido

Complete as frases com os pronomes adequados.


1.Enviaram - _______ uma carta muito reveladora.
2.Comuniquei - ________ o fato.
3.Informei -__ ______ de tudo que se passava.
4.Proibiram - ______ os pratos apimentados e as bebidas alcoólicas.
5.Proibiram - _______ de ver o namorado.
6.Mostrei -_________ os fatos e aconselhei - _______ a ter cautela.
7.Eu ________ preparei a prova.
8.Apresentei - _________ aos meus amigos.
9.Apresentei - _________ os meus amigos.
10.Impediram - _______ de falar.
11.Permitiram -______ ficar.
12.Felicitei - _______ pela aprovação.
13.Não _________ aconselharam cautela. Aconselharam -_____ a ser ousado.
14.Ordenaram - _______ que fosse pontual.
15.Convenceram -______ a revelar o segredo.

198 Curso extensivo de português


1. Isso ......... autorizava ........... tomar iniciativas.
a) o - à.
b) lhe - de.
c) o - de.
d) o - a.
e) lhe - a.

2. A situação ........ aspiras não é compatível ........... tuas posses.


a) que - para.
b) a que - de.
c) que - de.
d) à que - de.
e) a que - com.

3. Ansiava ............. encontrá-lo, a fim de ............ pelo sucesso.


a) por - cumprimentá-lo.
b) de - cumprimentar-lhe.
c) com - cumprimentá-lo.
d) em - cumprimentar-lhe.
e) para - cumprimentar-lhe.

1)D 2) eE 3) A

www.professorandresan.com.br 199
EXERCÍCIOS I
1.Sua atitude não agradou___aos___ amigos.
2.Assistiremos _____à______ aula hoje.
3. Quero __o__ relógio.
4.Visamos ___a___ um cargo melhor.
5. Aquela mulher jamais perdoou _____ao__ marido.
6. Assisti ___a__um jogo inesquecível.
7. Um bom médico assiste __os__ doentes com devoção.
8. Eles aspiram ____a____ um bom lucro.
9. Viso ____à____ vaga na empresa.
10. O funcionário visou ____o__passaporte.
11. Pagou __a__ dívida
12. Pagou __à__ diarista.
13. O lutador queria __a_ vitória.
14. O lutador queria _aos__ amigos.
15. Depois de cuidadoso exame, o diretor visou ___o_ documento.
16. Os comerciantes não obedeceram _ao_ decreto do governo.
17. Os professores procederam __às___ provas para os alunos.
18. Aspiramos ___a_ um cheiro forte.
19. Aspiro ___à_ carreira militar.
20. Respondeu __ao___ bilhete e depois __à___ carta.

EXERCÍCIOS II
1. Conviver bem com todos implica___x__ tolerância.
2. Obedeça__aos__ conselhos de seu pai.
3. Prefiro praia___a__ campo.
4. Prefiro o campo ___à__ praia.
5. Não me lembrei ____do___ dia da realização do exame.
6. Não lembrei ____o__ dia da realização do exame.
7. Foi ___a___ Alagoas realizar um concurso.
8. José vai ____para___ São Paula definitivamente.
9. Chegamos cedo ___a/do__ evento.
10. Carlos mora____na___ rua dos pais.
11. Passar no concurso implica ___x__ muitos sacrifícios.
12. Fui ___ao__ cinema.
13. Sito ___na___ rua Palmeira das Missões.
14. Esqueça ___x/o____ teu marido.
15. Esqueça-se __de/do___ teu marido.
16. À noite, às vezes, lembrava ___os___ beijos apaixonados que trocavam ao luar.
17. Lembrava-se __dos___ beijos apaixonados.
18. Prefiro cachorro _a___ gato.
19. Prefiro a paz __à__ guerra.
20. Chegou _a/de___ Porto Alegre bem cedo.

EXERCÍCIOS III
1.Enviaram - ___lhe____ uma carta muito reveladora.
2.Comuniquei - ___lhe_____ o fato.
3.Informei -__o ______ de tudo que se passava.
4.Proibiram - __lhe____ os pratos apimentados e as bebidas alcoólicas.
5.Proibiram - ___na____ de ver o namorado.
6.Mostrei -_____lhe____ os fatos e aconselhei - ___o____ a ter cautela.
7.Eu ___lhe_____ preparei a prova.
8.Apresentei - ___o______ aos meus amigos.
9.Apresentei - ____lhe_____ os meus amigos.
10.Impediram - ___no____ de falar.
11.Permitiram -__lhe____ ficar.

200 Curso extensivo de português


12. Felicitei - ___o____ pela aprovação.
13. Não _____lhe____ aconselharam cautela. Aconselharam -__no___ a ser ousado.
14. Ordenaram - __lhe_____ que fosse pontual.
15. Convenceram -___no___ a revelar o segredo.

1. Considere as afirmativas sobre a regência de verbos do 4. No período Mais do que novidades, a Smed investe na
texto. continuidade de projetos que dão certo. , o verbo desta-
cado é
1. “Chegar” pede a preposição a junto à expressão loca-
tiva. a) transitivo indireto.

2. Está correto o emprego da locução “do que” depois do b) intransitivo .


verbo “preferir”.
c) transitivo direto.
3. Deve-se evitar a construção popular: Fui no cinema.
d) transitivo direto e indireto.
Está incorreto o que se afirma
e) de ligação.
a) apenas em 1.

b) apenas em 2.
5. Considere as frases seguintes.
c) apenas em 3.
1. Chegamos cedo na reunião.
d) apenas em 1 e 2.
2. Tua atitude implicará em contrariedades futuras.
e) em 1, 2 e 3.
8. Pretendo assistir à inauguração da nova sede.

Está(ão) correta(s)
2. Assinale a alternativa que apresenta correta regência
verbal. a) apenas a 1.

a) Esta decisão implicará em muitas reclamações. b) apenas a 2.

b) Proibiram-lhe a entrada naquele espetáculo. c) apenas a 3.

c) O processo consta cento e cinqüenta páginas. d) apenas a 1 e a 2.

d) Mandou proceder o recolhimento das provas. e) 1, 2 e 3.

e) Prefiro antes um chá do que café


6. Assinale a alternativa que apresenta correta regência
verbal.
3. A regência do verbo “gostar”, no trecho 2, não está de
acordo com a norma culta padrão. Assinale a alternativa a) Prefiro nadar do que jogar futebol.
que sugere a correção para tal problema.
b)Naquela época, eu não visava ao cargo de presidente.
a) para fazer aquilo em que se gosta.
c)Liberdade implica em muita responsabilidade.
b) para fazer aquilo que gosta.
d)É necessário que todos obedeçam as leis do trânsito.
c) para fazer aquilo de que se gosta.
e)Ao final do jogo, procedeu-se uma entrega de prêmios.
d) para fazer aquilo a que se gosta.

e) para fazer aquilo por que se gosta.


www.professorandresan.com.br 201
7. Assinale a alternativa que apresenta correta regência 9. Assinale a alternativa em que haja erro de regência.
verbal.
a) Atender crianças implica em muita paciência.
a) Ele costumava implicar o cãozinho até cansá-lo.
b) Logo simpatizamos com suas idéias criativas.
b) Temos o prazer de convidar a Vossa Senhoria para nos-
sa formatura. c) Ainda não paguei a primeira parcela do emprésti-
mo à financiadora.
c) Chegamos cedo na palestra do professor.
d) Não lhe acudia naquele instante o nome de sua amiga.
d) Aquela senhora queria muito aos netos.
e) Assisti ao show na primeira fila.
e) Agradeci meu pai pela ajuda que me deu.

10. Assinale a alternativa que apresenta erro de regência


8. Analise as afirmativas sobre o verbo “chegar’. verbal.

I. Constrói-se normalmente com adjunto adverbial intro- a) Eles chegaram na cidade decididos a ficarem ricos.
duzido pela preposição “a”.
b) Estamos aptos para o trabalho indicado.
II. Indica movimento.
c) Preferes ficar parado a trabalhar?
III.Está correta a construção: O novo diretor planeja che-
gar na cidade amanhã. d) Lembro-me dos tempos bons que juntos vivemos.

Qual(is) está(ão) correta(s)?

a) Apenas a I. 11. Assinale a alternativa em que a palavra destacada está


incorretamente empregada.
b) Apenas a II.
a) O pedestre ficou todo molhado, onde começou a gritar
c) Apenas a III. com os motoristas.

d) Apenas a I e a II. b) Na rua onde ficava minha casa havia muitas crianças.

e) I, II e III. c) O restaurante aonde fomos jantar é muito lindo.

d) Você pode me dizer aonde iremos todos, esta noite?

1.B 2.B 3.C 4.A 5.C 6.B 7.D 8.D 9.A 10.A 11.A

202 Curso extensivo de português


d) Apenas I, III e IV
REGÊNCIA VERBAL
e) Apenas II, III e IV
01. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS)
Assinale a alternativa que preenche correta e respectiva-
mente a lacuna com traço contínuo da frase abaixo. 03. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS – FAUR-
GS) Considere as seguintes propostas de substituição de
Como depois ela aparece beijando os avós,
formas verbais no texto.
_________________, a violência intrafamiliar acabou
consagrada como o melhor método educacional. I – Num país imenso como o Brasil, cheio de variações,
essas novidades ocorrem a toda hora e ajudam, por si
a) onde sempre os agrediu
mesmas, a demarcar regiões culturais.
b) que sempre agrediu os vós
Substituição de ocorrem por dão-se.
c) aos quais sempre agrediu
II – Qualquer um de nós, ao conversar dois minutos com
d) na qual sempre os agrediu um brasileiro de outras partes de nosso país, já passou
pela situação de causar espanto em nosso interlocutor ao
e) cujos sempre agrediu chamar o supermercado simplesmente de “súper”.

Substituição de passou por enfrentou.

02. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS – FAUR- III – Por sinal, com acento, porque o que era apenas um
GS) Analise as seguintes propostas de substituição de pa- prefixo virou um substantivo.
lavras ou expressões no texto.
Substituição de virou por transformou-se.
I - Aliás, o Rio Grande do Sul tem fartura de usos peculia-
res de palavras. IV – Os dicionários disponíveis não registram o nosso uso
– nem mesmo os regionalistas (salvo o Dicionário de Por-
peculiares – por próprios. to Alegrês, modéstia à parte).

II – Qualquer um de nós, ao conversar dois minutos com Substituição de registram por trazem.
um brasileiro de outras partes de nosso país, já passou
pela situação de causar espanto em nosso interlocutor ao
chamar o supermercado simplesmente de “súper”.
Quais exigiriam alterações estruturais na frase em que se
partes – por lugares. inserem?

III – Por isso não há explicação documentada sobre a ori- a) Apenas I e II


gem do uso.
b) Apenas I e IV
origem – por surgimento.
c) Apenas II e III
IV – Mas dá para estima que “rancho” virou sinônimo
d) Apenas III e IV
de “suprimento”, especialmente suprimento de comida, a
partir do universo militar, em que “rancho”, originalmente e) Apenas II, III e IV
apenas a marcha de um batalhão e depois o acampamen-
to dos soldados, designa também o refeitório.

estima – por apreciar. 04. (Advogado – FEBEM/RS – FAURGS) As lacunas com


traço contínuo das frases abaixo devem ser preenchidas,
correta e respectivamente, por
Quais mudariam o significado que a palavra original tem Belinda precisava esforçar-se para ___________.
no texto ou necessitariam de ajustes na estrutura da frase
para que esta se mantivesse correta são Aparecida ____________ o brinquedo, dizendo que era
dela.
a) Apenas I e II
Depois , quando compreendeu do que se tratava, uma
b) Apenas II e IV sensação esquisita começou a _______________ .
c) Apenas I, II e III
www.professorandresan.com.br 203
a) compreendê-la – estendeu-lhe – sufocá-la c) à – você – lhe

b) compreendê-la – estendeu a – sufocá-la d) à – tu – lhe

c) compreendê-la – estendeu-lhe – sufocar-lhe e) a – tu – as

d) compreender-lhe – estendeu-a – sufocar-lhe

e) compreender-lhe – estendeu-a – sufocá-la 07. (Perito Químico – Forense – IGP/RS – FAURGS) Assi-
nale a frase em que o verbo destacado apresenta a mes-
ma regência em ambas as frases.
05. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS – FAUR- a) Mas o legista pareceu não notar, pois disse:
GS) Assinale a alternativa cujas palavras ou expressões
preenchem corretamente as lacunas das frases abaixo na Minha filha sempre se pareceu com a minha esposa.
ordem em que aparecem.
b) Novamente o legista deixou de notar o alívio estampa-
Uma história com começo, meio e fim, uma história capaz do no rosto dos três homens.
de dar ________ existência um sentido – coisa que ela
nem sempre tem – e um final feliz, coisa que ela raramen- A chegada da dançarina deixou alegres os freqüentadores
te tem. da boate.

Talvez não fizéssemos milagres, mas teríamos acesso c) Eu lhes digo o que vou fazer:
________ tudo aquilo que a tecnologia pode proporcio-
Quando olho no espelho, me digo que sou um cara ho-
nar, em termos de imagem, de som.
nesto.
“E o Oscar vai para ...”, nós, sorridentes, já estaríamos
d) “O homem queria mesmo matar”, disse o legista,
olhando ao redor com ar de triunfo, já estaríamos nos en-
olhando o corpo, profissionalmente.
caminhando para o palco, para ali receber, sob uma chuva
de aplausos, o troféu ________ sempre fizemos jus. A prima lhe queria bem desde que eram pequenos.

e) Os ferimentos, como se fossem desenhos, espalhavam-


-se pelo corpo.
a) à – a – a que
Os cadáveres putrefatos espalhavam gases fétidos.
b) à – a – que

c) a – a – a que
08. (Escrivão de Polícia – Polícia Civi/RS – FAURGS) Assi-
d) à – à – a que
nale a alternativa que preenche correta e respectivamen-
e) a – à – que te as lacunas das frases abaixo.

Praia é uma república ________ todos são iguais perante


o sol.
06. (Assistente Administrati o – SULGÁS – FAURGS) Assi-
nale a alternativa que preenche, correta e respectivamen- Nenhuma democracia social é tão adiantada quanto a
te, as lacunas pontilhas das frases abaixo. praia, _______ as raças não apenas convivem como fazem
tudo para se tornarem iguais.
Quem não gostaria de tomar um elixir que garantisse uma
memória .............. prova de falhas?

Use ao máximo sua memória, procure sempre aprender a) onde – que


coisas novas, atualize-se e comente com alguém o que
b) que – em que
......... observou.
c) que – que
Principalmente, dê preferência a atividade que ..............
dão prazer. d) em que – que
a) à – você – as e) em que – onde
b) a – você – lhes

204 Curso extensivo de português


09. (Escrivão de Polícia – Polícia Civil/RS – FAURGS) A for- d) Apenas II, III e IV.
ma verbal que poderia substituir sonham na frase abaixo,
sem provocar alteração obrigatória no emprego de pre- e) I, II, III e IV.
posição é

11. (Auxiliar de Radiologia – Prefeitura de Caxias do Sul/


A praia também é a democracia econômica com que tan- RS – FAURGS) Se o termo uma garrafa, no trecho ao com-
tos sonham. prar uma garrafa, fosse substituído por um pronome pes-
soal oblíquo, a forma correta seria
a) se iludem.
a) ao comprar-na.
b) imaginam.
b) ao comprar-a.
c) idealizam.
c) ao comprar-lhe.
d) desejam.
d) ao comprá-la.
e) almejam.
e) ao comprar-la.

10. (Operador de Informáti a – EPTC/RS – FAURGS) Ana-


lise as afirmações abaixo considerando situações de con- 12. (Serviço Notarial e de Registro – FAURGS) Em qual
cordância e regência verbal e nominal. das alternativas abaixo a ocorrência da preposição a (iso-
lada ou combinada com artigos) é regida por uma forma
I – Nos segmentos se nada de diferente ou desafiador verbal?
jamais acontecesse em sua vida e Sabe-se que uma certa
quantidade de stress ajuda as pessoas, os nexos prepo- a) A premência da questão é grande, pois, libertando-nos
sitivos sublinhados são exigidos pelos verbos que os an- do respeito aos valores ancestrais particulares, ...
tecedem.
b) ... uma religião em que Deus se endereça ao foro íntimo
II – Se o vocábulo Fatores em Fatores que estressam ne- de cada um e não a um provo no seu conjunto só pode
gati amente algumas pessoas, entusiasmam outras fos- deixar cada indivíduo...
se empregado no singular, apenas duas outras palavras
c) O espírito moderno achou outra resposta à questão do
desta frase deveriam ser também passadas para o singu-
que seria comum à humanidade inteira.
lar para fins de concordância.
d) O espírito moderno achou outra resposta à questão do
III – Se a palavra defesas em As defesas principais estão
que seria comum à humanidade inteira.
dentro do indivíduo e consistem na manutenção da saú-
de físi a e mental fosse substituída pela palavra resguar- e) Graças a ele, mesmo vindos de horizontes disparata-
do, outras quatro palavras desta frase deveriam sofrer dos, encontramos de novo ....
ajustes para fins de concordância.

IV – Se a expressão às crenças na frase abaixo fosse mo-


dificada para a crença, deixariam de existir as razões que 13. (TRT 4ª região – FAURGS) Assinale a alternativa
determinam o emprego da crase. em que se estabelece uma correlação INCORRETA entre
um pronome relativo e a palavra ou expressão do texto à
qual ele faz referência.
Melhorar a saúde geral e a forma física, além de estar a) cujas – famílias européias já formadas
consciente de que as reações aos acontecimentos estão
relacionados às crenças e aos valores da pessoa, embora Provavelmente porque o povoamento do Brasil não se
alguns eventos .... deu por famílias européias já formadas, cujas mulheres
brancas combatessem todo o incurso com mulheres de
Quais estão corretas? cor.
a) Apenas I e II. b) que – tolerância
b) Apenas II e III. É preciso reconhecer, entretanto, que o apartheid tem
conteúdos de tolerância que aqui se ignoram.
c) Apenas I, II e III.

www.professorandresan.com.br 205
c) que – vasta escala de graduações 16. (Guarda de Segurança - OFFICIUM)

Nas conjunturas assimilacionistas, ao contrário, se dilui a O trecho em negrito na frase “A garantia dos sigilos, ins-
negritude numa vasta escala de graduações, que quebra titucionalizada para a proteção dos indivíduos, passou a
a solidariedade, reduz a combatividade. ser vista como um mecanismo ilegítimo, que serve ape-
nas para proteger aqueles que têm algo a esconder” está
d) que – as condições de terrível violência reescrito abaixo de cinco formas diferentes. Assinale a
que não mantém o significado original.
quando, de fato, desarma o negro para lutar contra a po-
breza que lhe é imposta, e dissimula as condições de ter- a) onde serve apenas para proteger
rível violência a que é submetido.
b) a servir apenas para proteger
e) que – condições de convivência
c) cuja única serventia é proteger
Seu objetivo ilusório é criar condições de convivência em
que o negro possa aproveitar as linhas de capilaridade so- d) servindo apenas para proteger
cial.
e) o qual só serve para proteger

14. (Assistente Administrati o – FDRH) De acordo com a


norma culta da língua, a frase em que falta uma preposi- 17. (Oficiais do Estado Maior da Brigada Militar, no pos-
ção é to de Capitão - FAURGS) Assinale a alternativa que preen-
che correta e respectivamente as lacunas pontilhadas no
a) É preciso saber que formação você precisa para garantir texto abaixo.
a empregabilidade.
Narração de conteúdos ..... tendem a petrificar-se ou fa-
b) Uma boa educação não implica, necessariamen- zer-se algo quase morto, mesmo que sejam valores ou di-
te, gastos exagerados. mensões concretas da realidade.

c) Alguns especialistas garantem que os melhores profis- Nela, o educador aparece como seu indiscutível agente,
sionais são bons leitores. como o seu real sujeito, .......... tarefa indeclinável é “en-
cher” os educandos dos conteúdos de sua narração.
d) Renovar o quadro de pessoal acarreta despesas in-
suportáveis, mesmo para grandes empresas. A palavra, nessas dissertações, se esvazia da dimensão
concreta ......... deveria ter ou se transforma em palavra
e) A fábrica planeja instalar uma nova unidade somente oca, em verbosidade alienada e alienante.
onde houver mão-de-obra qualificada.
a) que – que – de que.

b) que – cuja – que.


15. (Assistente Administrati o – FDRH) De acordo com a
norma culta da língua, a palavra “lhe” pode ser emprega- c) de que – cuja – de que.
da na frase
d) de que – cuja – que.
a) O mercado torna-se mais competitivo: é necessário hu-
manizar ______ . e) de que – que – de que.

b) O pai de família está desempregado: é preciso


oferecer ______ uma nova oportunidade.
18. (Sanitarista – FAURGS) Em qual das frases abaixo o
c) O jovem tem talento: é imprescindível preparar ______ verbo em destaque apresenta a mesma regência que tem
para o futuro. no trecho dentro dos parênteses?

d) Este empresário apresentou um projeto audacioso: é a) Um famoso colecionador de arte deve comprar a gra-
bom orientar ______ para que proceda com cautela. vura.

e) O estagiário não tem experiência: é importante corrigir (Muito da memória visual sobre o Brasil e o próprio Rio
______ quando erra. Grande do Sul do século 19 se deve ao desenho de Jean
Baptiste Debret.)

b) Quem nunca se apaixonou por alguém está perdendo


de ser feliz.

206 Curso extensivo de português


(Prontamente, apaixonou-se pela cor e vivacidade das (V) Verbo
paisagens e dos tipos brasileiros.)
(N) Nome (substantivo ou adjetivo)
c) Os enfermeiros ajudam os médicos.

(o livro Voyage Pittorewsque et Historique au Brésil, com


dezenas de registros iconográficos que ajudam, hoje, a ( ) não estão descritas nos códigos de todas as profissões,
conhecer melhor a época e os costumes do Brasil Colô- mas que são comuns a todas as atividades
nia.)
( ) não se limitar apenas ( ) tarefas que foram dadas
d) O causídico que se retratou no tribunal havia ofendido a você, contribui para o engrandecimento do trabalho,
o juiz. mesmo que ele seja temporário.

(retratou ainda detalhes como o tambor sopapo, criado ( ) Se sua tarefa é varrer ruas, você pode se contentar em
aqui pelos escravos negros.) varrer ruas e juntar o lixo, mas pode tirar o lixo que você
vê que está prestes a cair na rua
e) Depois daquele susto na estrada, meus amigos muda-
ram muito. ( ) aprendendo, experimentando novas soluções, criando
novas formas de exercer as atividades.
(os trópicos mudaram sua européia visão do mundo e lhe
garantiram um lugar na história.)
A alternativa que preenche correta e respectivamente os
parênteses da segunda coluna, de cima para baixo é
19. (Agente Técnico Administrati o CÓDIGOS 10 A 26 –
FAURGS) Considere as seguintes propostas de substitui- a) N – V – N – V
ção de verbos e locuções verbais no texto.
b) N – N – V – V
I – Substituição de sabem dizer por “estão cientes”.
c) N – V – V – N
A leitura não dá prazer quando o leitor é igual ao pianeiro:
d) V – N – N – V
sabem juntar as letras, sabem dizer o que significam.
e) V – N – V – N
II – Substituição de Vou por “Estou indo”.

A mãe lhe pergunta: “Aonde é que você vai?” E ele res-


ponde “Vou a um concerto de leitura. 21. (Auxiliar Administrati o II – HCPA – FAURGS) Assina-
le a frase na qual o verbo destacado apresenta a mesma
III – Substituição de vai ser lido por “será feita a leitura”.
regência nas duas frases (1 e 2).
Hoje, no teatro, vai ser lido o conto ‘A terceira margem
a) dependem
do rio’, de Guimarães Rosa. Por que é que você não vai
também com o pai?” 1 - A qualidade do atendimento e a valorização do ser
humano usuário dos serviços do hospital dependem do
Quais acarretariam alteração de regência para que se pos-
auxiliar de administração.
sa preservar a estrutura correta da frase?
2 - ela faz parte de um conjunto maior de atividades que
a) Apenas I.
dependem do bom desempenho desta.
b) Apenas II.
b) pode
c) Apenas I e II.
1 - Em termos de atendimento, mais pode um funcionário
d) Apenas I e III. bem-humorado do que aquele que é incapaz de sorrir e
de olhar para o usuário ao dar informação.
e) Apenas II e III.
2 - Se sua tarefa é varrer ruas, você pode se contentar em
varrer ruas e juntar o lixo, mas pode tirar o lixo que você
vê que está prestes a cair na rua
20. (Auxiliar Administrati o II – HCPA – FAURGS) As-
socie as colunas, relacionando a classe de palavras com a c) surgem
preposição que ela rege em destaque nas linhas abaixo.

www.professorandresan.com.br 207
1 - As palavras de incentivo surgem naturalmente dos co- I - Num – Vai-se convidar aqui o leitor a passar num in-
legas e superiores que percebem uma atitude proativa do vento injustiçado.
auxiliar de administração.
II - De – Espécie de herói obscuro do nosso tempo: o ele-
2 - Muitas oportunidades de trabalho surgem onde me- vador.
nos se espera, desde que você esteja aberto e receptivo
III - Entre – Inventou-se o elevedor dito de serviço, mais
d) confere um instrumento para marcar a diferença entre os bem-
-postos e os mal-postos na vida.
1 - Não confere com a boa imagem de um auxiliar ad-
ministrativo tratar o usuário com rispidez ou descaso, ou IV - Ao – O que se quer é atribuir ao elevador seu justo
omitir-se o tempo todo. peso.

2 - O medico cirurgião que confere as suturas nos tecidos Quais dentre eles são exigidos por uma forma verbal?
internos antes de completar a cirurgia.
a) Apenas I e II
e) permacerá
b) Apenas I e IV
1 - A lembrança do comportamento do auxiliar adminis-
trativo permanecerá, quer tenha sido dispensado, quer c) Apenas III e IV
tenha pedido demissão por ter recebido proposta melhor.
d) Apenas I, II e III
2 - Agindo de forma eticamente correta em suas profis-
e) II, III e IV
sões, ao fazerem o que não é visto, ao fazerem aquilo que
permacerá anônimo mesmo descoberto por alguém.

24. (Escriturário – BANRISUL – 2001 – FAURGS) Assinale


a alternativa que apresenta a mesma regência nas duas
22. (Oficial Escrevente – FAURGS) Em qual dos casos abai-
frases.
xo, o verbo apresenta no texto a mesma regência que a
forma verbal tem apresenta em a) A cantora brasileira Marisa Monte estudou na Itália.
No parque da Redenção, que tem esse nome em alusão Nascida em berço musical, Marisa Monte estudou canto,
à abolição e à anti a presença afro naqueles limites... piano e bateria na infância.
a) jaz - A presença étnica afro-brasileira entre nós, por b) Não adianta cobrir a areia depois que a tempestade
exem- plo, jaz em quase completo esquecimento. passou.
b) dão - A ............. do Solar do Câmara foi preservada ca- Contudo, a veia popular acabou falando mais alto e ela
sualmente, por acomodar-se entre as fundações que dão passou a cantar música brasileira em bares e casas notur-
sustentação à casa. nas.
c) Recorremos - Mas o que a Justiça tem a ver com tudo c) O feiticeiro encantou a pobre princesa.
isso? Recorremos ao improviso de nossa memória para
registrar que o único agente, quase que exclusivamente Até que o jornalista e produtor Nelson Motta apareceu na
dedicado ao meio jurídico... platéia e encantou-se com a moça e virou diretor de seu
primeiro show no Rio.
d) É - o único agente, quase que exclusivamente dedicado
ao meio jurídico, dignificado com uma herma em área pú- d) Meu vizinho lançou um livro assim que se apresentou.
blica eminente é o Dr. Oswaldo Vergara, fundador da OAB,
Seção Rio Grande do Sul. De volta ao Brasil, Marisa lançou o espetáculo Veludo
Azul, despertando o interesse do público, da crítica e da
e) Perdeu - Na verdade, muitos até estão lá, nas placas, gravadora.
mas a memória coletiva perdeu a filiação institucional
dos mesmos. e) A copeira serviu o vinho em taças de cristal.

23. (Oficial Superior Judiciário – TJ – OFFICIUM) Consi- A cantora já estava na boca do povo quando gravou o pri-
dere os seguintes usos de preposição ou de combinação meiro disco, Marisa Monte ao Vivo, em 1998. Serviu como
entre preposição e artigo. um cartão de visitas.

208 Curso extensivo de português


e) Paula foi deixando o bom rapaz entrar em seu coração.
25. (Técnico judiciário – área administrati a – TRT –
FAURGS) Assinale a alternativa na qual o verbo destacado Mas a vítima também foi punida, pois seu namorado ado-
apresenta a mesma regência nas duas frases. lescente morreu, deixando-lhe como consolo um filho em
suas entranhas.
a) O Diretor parou a cena do beijo para evitar uma cena
de ciúme.
Já outra, acintosamente, não parou de insinuar-se a um 26. (FDRH-Fundação Cultural Piratini
vizinho, contando com a conivência de sua mãe, e não se
intimidando sequer com a presença da esposa. Assinale a alternativa em que a palavra cujo com-
pleta corretamente a lacuna da frase.
b) O joalheiro escapou com o presente que Dóris recebera
do padre. a) Selecione um programa _________ conteúdo
seja de fato educativo.
Nem a figura da avó escapou, pois se revelou perversa e
agressiva com a pobre neta órfã, que tem visões paranor- b) Indique uma escola __________ o professor usa a
mais da mãe exemplar televisão como recurso didático.

c) O exame de DNA revelou que o menino era filho da c) Convença um menino _______ seu programa
prostituta edo adúltero. preferido não é aconselhável.

Nem a figura da avó escapou, pois se revelou perversa e d) Desconfie do político _________ defende a volta
agressiva com a pobre neta órfã, que tem visões paranor- da censura.
mais da mãe exemplar
e) Rememore a época ________ o Canal X transmita
d) O padre e a mundana trocaram o sacerdócio e a futili- concertos dominicais.
dade por um relacionamento maduro.

Ainda bem, que desta vez as lésbicas não foram incendia-


das. Entretanto, não trocaram nenhuma carícia.

01. C 06. C 11. D 16. A 21. A


02. E 07. C 12. B 17. B 22. E
03. C 08. E 13. B 18. B 23. B
04. A 09. A 14. A 19. D 24. D
05. A 10. D 15. B 20. C 25. B
26. A

www.professorandresan.com.br 209
210 Curso extensivo de português
A Crase (dita) Proibida:

a. Antes de substanti o masculino


Andar a cavalo.
Vendeu a prazo.
Chegou a tempo.
É claro, você recorda que crase é a preposição a mais artigo feminino a. Evidentemente, este último não
ocorrerá antes de substantivo masculino.

b. Antes de verbo
Começou a chover.
Ficou a contemplar a paisagem.
Quedou-se a meditar.
Crase é proposição + artigo. Você naturalmente sabe que não pode existir artigo antes de verbo.

c. Antes de artigo indefinid


Levou o automóvel a uma oficina.
Se o a fosse crase, teríamos dois artigos (porque crase é também artigo) diante do mesmo substantivo.
Isso não pode acontecer.

d. Antes de pronomes pessoais, demonstrati os ou indefinido


Dei a ela o prêmio merecido.
A ninguém é lícito fugir do trabalho.
Refiro-me a esta moça.
Os “as” das frases acima são meras preposições, porque os pronomes pessoais, demonstrativos e inde-
finidos (estes últimos com poucas exceções) não admitem anteposição de artigo.

e. Antes de expressão de tratamento introduzida pelo possessivo “VOSSA” ou “SUA”


Trouxe a V.Sa a mensagem fatal.

f. Quando o “a” esti er no singular e a palavra seguinte no plural


Refiro-me a lendas antigas.
O “a” é simples preposição: não contém artigo, pois, se isso ocorresse, estaria no plural, já que o artigo
concorda com o gênero e número com o substantivo ao qual se refere.

g. Depois de preposições
Compareceu perante a banca examinadora.
A reunião foi marcada para as cinco horas.
Claro, porque não pode haver duas preposições em sucessão, e crase é preposição mais artigo.
Observação: excetua-se o caso da preposição a seguir:
Foi até a praia, ou foi até à praia.

www.professorandresan.com.br
SOLUÇÃO PRÁTICA
Não ocorrendo qualquer dos casos anteriores, pode haver crase ou não. Para verificarmos, basta substituir a pa-
lavra feminina que vem após o “a” por um termo masculino. Feita essa substituição, três coisas podem acontecer:

1) O a transforma-se em o:
Ex.: Releu a revista.
Releu o livro.

2) O a permanece inalterado:
Ex.: Elas estavam cara a cara.
Elas estavam frente a frente.

3) O a transforma-se em ao:
Ex.: Refiro-me a moça.
Refiro-me ao moço.

Nesse caso, ocorre a fusão; portanto, temos a crase e o acento grave é indispensável.
Refiro-me à moça.

Acentue o “a”, se for necessário,


1.É hora de dar um basta a essa barbárie.
2.A pesquisa não se refere a questões polêmicas.
3.Fizemos alusão a opinião de João.
4.Dê o cartão a Sua Excelência.
5.Ela não fez referência a tese discutida.
6.Você está se referindo a secretárias?
7.Quando chegamos a igreja, começou a chover.
8.A morte ninguém foge, por mais que nos apeguemos a esta vida.
9.Devemos dar atenção as leis de trânsito.
10.A princípio, o deputado levava a sério a função exercida.
11.Levou a carta a amante.
12.Chegamos a conclusão de que nada foi feito.
13.Enviou a quantia a uma instituição beneficente.
14.Graças a precaução tomada, conseguimos um bom resultado.
15.Escreveu a universidade, solicitando a entrega do diploma.
16.A inteligência de alguns pesquisadores deve a humanidade as primeiras conquistas e os primeiros passos rumo
a civilização.
17.Induziu a namorada a acompanhá-lo.
18.Renata sempre foi contrária as atitudes do pai.
19.Veio a cavalo e chegou a tempo de trazer a mensagem a todos.
20.Ficou a contemplar a paisagem.
21.Esta avenida é paralela a que passa pela minha casa.
22.Algumas pessoas foram a Igreja.
23.Alguns alunos se referiram a você.
24.Ninguém encontrou a saída.
25.Não direi nada a Vossa Excelência.
26.A mulher fez elogios as filhas.
27.Comunique nossas decisões as pessoas interessadas.
28.Envie dinheiro a estas instituições beneficentes.
29.Nada posso dizer-lhe a respeito disso.
30.Não posso mais comprar a crédito.

212 Curso extensivo de português


1.Crase com os pronomes demonstrati os:
AQUELE (S), AQUELA (S), AQUILO. Basta trocar os pronomes aquele, aquela, aquilo por este, esta, isto. Se,
na troca, surgir a este (ou a esta, a isto), existirá crase. Se surgir apenas este (ou esta, isto), não existirá
crase.

2.Nomes de lugar.
VOLTEI DE = A VOLTEI DA = À

3.Crase com “A QUE” “A DE”

4.Palavras como “MODA” podem funcionar ocultamente para efeitos da crase.

www.professorandresan.com.br 213
Acentue o “a”, se for necessário,
1. Li aquela questão com muita atenção.
2. Chegamos aquela conclusão depois de muita discussão.
3. Essa notícia é triste; a que ouvi ontem era mais alegre.
4. As revoltas de hoje são semelhantes as de anos anteriores.
5. Nas férias, irei a Blumenau.
6. Transmita aquele funcionário as instruções necessárias.
7. Vamos a Bahia ou a Santa Catarina nas próximas férias?
8. Fui a Europa, depois a Ásia.
9. Fui a Natal, depois a Fortaleza.
10. Fui a Natal das praias inesquecíveis.
11. Finalmente, chegamos a Florianópolis das quarenta e duas praias.
12. Transmita aquelas pessoas os meus cumprimentos.
13. Aquele velho homem devo tudo que eu sei.
14. Era difícil contar aquela gente o que estava acontecendo.
15. Sonhei com aquela festa por anos e anos.
16. Dirigiu-se a Brasília rapidamente.
17. Ela deseja comprar uma cama igual a que comprei.
18. Quero um belo peixe a florentina.
19. Naquele dia, queríamos um bife a pé.
20. Ele faz poemas a Carlos Drummond de Andrade.

5.Crase facultati a

6. “A” ou “HÁ”

7.Crase com as palavras “TERRA”, “CASA’’ e “DISTÂNCIA”

8. Crase diante de PARTES DO DIA e HORA

214 Curso extensivo de português


Use a crase quando necessário.
1. O tempo dedicado a suas alunas mais problemáticas era muito pouco.
2.Resolva a sua questão com ele.
3.Sempre serei fiel a seu ideal.
4.Não fiz qualquer alusão a sua maneira de agir, nem me submeterei as suas exigências.
5.Limite suas críticas a minha roupa.
6.Apelei a Lúcia.
7.Adoro a Cristina.
8.Refiro-me a João.
9.Fez vários elogios a Maria.
10.Refiro-me a tua colega e as tuas amigas, mas nada sei sobre as nossas primas.
11.Isso diz respeito a nossas vizinhas.
12.Saiu ____ três horas.
13.Voltará daqui ____ cinco minutos.
14._____ anos conclui o Ensino Médio.
15.____ dois meses estou só, por isso estou carente.
16.A encomenda chegará daqui ____ dois meses.
17.Paloma forçou o motorista a voltar a casa do empresário.
18.Chegamos cedo a casa.
19.Vários marinheiros preferiram não descer a terra ontem.

www.professorandresan.com.br 215
20.Fui a velha casa onde passei minha infância.
21.Preciso ir a terra dos meus antepassados.
22.A igreja fica a distância de vinte metros daqui.
23.Cheguei a noite.
24.Chegou a noite rapidamente.
25.Viajarei a uma hora.
26.Viajaremos a uma fazenda em Tapes.
27.Ele sairá as dez horas.
28.Espero desde as dez horas.
29.A aula terá de duas a três horas de duração.
30.Trabalharei das onze a uma hora.
31.Estudaremos de segunda a segunda.
32.Teremos aula da terça a quinta.

O acento indicativo de crase é usado nas expressões adverbiais, nas locuções prepositivas e conjuntivas de
que participam palavras femininas:

à tarde à chave às escondidas


à noite à escuta à sombra de
à direita à deriva à exceção de
Às claras às turras à força de
Às avessas às moscas à frente
à toa à beça à esquerda
Às vezes às ocultas à revelia
à luz à larga às ordens
Às escondidas à medida que à procura de
à imitação de à proporção que à semelhança de

Acentue o “a”, se for necessário,


1. É hora de dar um basta a essa barbárie.
2. A pesquisa não se refere a questões polêmicas.
3. Fizemos alusão à opinião de João.
4. Dê o cartão a Sua Excelência.
5. Ela não fez referência à tese discutida.
6. Você está se referindo a secretárias?
7. Quando chegamos à igreja, começou a chover.
8. À morte ninguém foge, por mais que nos apeguemos a esta vida.
9. Devemos dar atenção às leis de trânsito.
10. A princípio, o deputado levava a sério a função exercida.
11. Levou a carta à amante.
12. Chegamos à conclusão de que nada foi feito.
13. Enviou a quantia a uma instituição beneficente.
14. Graças à precaução tomada, conseguimos um bom resultado.
15. Escreveu à universidade, solicitando a entrega do diploma.
16. À inteligência de alguns pesquisadores deve a humanidade as primeiras conquistas e os primeiros passos
rumo a civilização.
17. Induziu a namorada a acompanhá-lo.
18. Renata sempre foi contrária às atitudes do pai.
19. Veio a cavalo e chegou a tempo de trazer a mensagem a todos.

216 Curso extensivo de português


20. Ficou a contemplar a paisagem.
21. Esta avenida é paralela à avenida que passa pela minha casa.
22. Algumas pessoas foram à Igreja.
23. Alguns alunos se referiram a você.
24. Ninguém encontrou a saída.
25. Não direi nada a Vossa Excelência.
26. A mulher fez elogios às filhas.
27. Comunique nossas decisões às pessoas interessadas.
28. Envie dinheiro a estas instituições beneficentes.
29. Nada posso dizer-lhe a respeito disso.
30. Não posso mais comprar a crédito.

1. Li aquela questão com muita atenção.


2. Chegamos àquela conclusão depois de muita discussão.
3. Essa notícia é triste; a que ouvi ontem era mais alegre.
4. As revoltas de hoje são semelhantes às de anos anteriores.
5. Nas férias, irei a Blumenau.
6. Transmita àquele funcionário as instruções necessárias.
7. Vamos à Bahia ou a Santa Catarina nas próximas férias?
8. Fui à Europa, depois à Ásia.
9. Fui a Natal, depois a Fortaleza.
10. Fui à Natal das praias inesquecíveis.
11. Finalmente, chegamos à Florianópolis das quarenta e duas praias.
12. Transmita àquelas pessoas os meus cumprimentos.
13. Àquele velho homem devo tudo que eu sei.
14. Era difícil contar àquela gente o que estava acontecendo.
15. Sonhei com aquela festa por anos e anos.
16. Dirigiu-se a Brasília rapidamente.
17. Ela deseja comprar uma cama igual à que comprei.
18. Quero um belo peixe à florentina.
19. Naquele dia, queríamos um bife a pé.
20. Ele faz poemas à Carlos Drummond de Andrade.

1. O tempo dedicado a suas alunas mais problemáticas era muito pouco.


2. Resolva a sua questão com ele.
3. Sempre serei fiel a seu ideal.
4. Não fiz qualquer alusão à/a sua maneira de agir, nem me submeterei às suas exigências.
5. Limite suas críticas a/à minha roupa.
6. Apelei a/à Lúcia.
7. Adoro a Cristina.
8. Refiro-me a João.
9. Fez vários elogios a/à Maria.
10. Refiro-me à/a tua colega e às tuas amigas, mas nada sei sobre as nossas primas.
11. Isso diz respeito a nossas vizinhas.
12. Saiu __há/às__ três horas.
13. Voltará daqui __a__ cinco minutos.
14. _Há____ anos conclui o Ensino Médio.
15. _Há___ dois meses estou só, por isso estou carente.
16. A encomenda chegará daqui __a__ dois meses.
17. Paloma forçou o motorista a voltar à casa do empresário.
18. Chegamos cedo a casa.
19. Vários marinheiros preferiram não descer a terra ontem.
20. Fui à velha casa onde passei minha infância.
21. Preciso ir à terra dos meus antepassados.

www.professorandresan.com.br 217
22. A igreja fica à distância de vinte metros daqui.
23. Cheguei à noite.
24. Chegou a noite rapidamente.
25. Viajarei à uma hora.
26. Viajaremos a uma fazenda em Tapes.
27. Ele sairá às dez horas.
28. Espero desde as dez horas.
29. A aula terá de duas a três horas de duração.
30. Trabalharei das onze à uma hora.
31. Estudaremos de segunda a segunda.
32. Teremos aula da terça à quinta.

01. (Arquiteto – Prefeitura de Alvorada/RS FAURGS) d) a – as – à


Assinale a alternativa que preenche correta e respecti-
vamente as lacunas pontilhadas das frases abaixo. e) a – as – a

Assim, se a condessa se indispõe ............ duas horas


da manhã – zás -, em um salto estás lá.
03. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS
E se ................. noite o senhor conde deseja alguma – FAURGS) Considere, a partir de frases do texto, as
coisa – crac! -, em três saltos, eis-me diante dele. seguintes afirmações a respeito do emprego do sinal
de crase e do emprego de preposições ou contrações
Rosina: Não diga isso ................. ninguém! destas com o artigo.

a) às – à – a I - .... pensar na história do Rio Grande do Sul, terra de


fronteira, implica necessariamente pensar no grande
b) às – a – à papel dos militares, porque nosso Estado foi durante
muitas décadas a única fronteira viva, primeiro entre
c) às – à – à o império português e o espanhol, depois entre nosso
país e os vizinhos do Prata, Argentina e Uruguai.
d) as – a – a
A inclusão da preposição em após a forma verbal im-
e) as – à – à plica, no contexto em que aparece, não acarretaria
erro à frase, pois a regência do verbo permite também
esse uso.
02. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS)
II – Assim é que “fazer rancho”, ir ao “súper” e tantas
Assinale a alternativa que preenche correta e respecti-
outras coisas são, para nós, muito comuns.
vamente as lacunas pontilhadas das frases abaixo.
A substituição de o súper, que aparece no segmento
Nem a figura da avó escapou, pois se revelou perver-
ao “súper” por a venda criaria, na respectiva oração,
sa e agressiva com a pobre neta órfã, que tem visões
condições para o emprego da crase.
paranormais da mãe exemplar que lhe concedia exce-
lente padrão de vida dedicando-se ................... prosti- III - Assim é que “fazer rancho”, ir ao “súper” e tantas
tuição e foi vítima de uma bala perdida. outras coisas são, para nós, muito comuns.
Quanto ............... instituições, foi lastimável o total des- A contração ao poderia ser substituída por no sem
prestígio da Justiça. acarretar erro à frase, pois, de acordo com a norma
culta, essa regência, no contexto, também pode ser
No último capítulo, a cena mais deplorável foi a surra
usada.
que o pai infligiu ................ filha, expondo-a e humi-
lhando-a em seu local de trabalho. Quais estão corretas?
a) à – as – a a) Apenas I
b) à – às – à b) Apenas II
c) à – às – a c) Apenas III

218 Curso extensivo de português


d) Apenas I e II d) a – à – à

e) I, II e III e) à – a - à

04. (Téc. em Higiene Dental – Prefeitura de Alvora- 06. (Contador – BANRISUL/RS – 2002) As lacunas
da/RS – FAURGS) Assinale a alternativa que preenche das frases abaixo são preenchidas, correta e respec-
correta e respectivamente as lacunas pontilhadas das tivamente por
frases abaixo.
Aprendi a ver que os filhinhos-de-papai tinham coisas
Seus versos são de uma riqueza literária .......... altura mas não eram ou apenas eram porque tinham e
dos grandes poetas nacionais. passei a odiar .............. palavra status, que recém en-
trara na moda.
Esse verso será sempre cantado pelos intérpretes
da música popular devido ........... força da criação de E isso não era muito difícil: bastava ler, aprender, es-
Orestes Barbosa, um homem que se preocupava com tudar, e, na medida em que lia, aprendia e estudava,
o leite das crianças brasileiras. mais reverenciava ........... vida e os seres humanos.
Por causa dessa sua grande importância, não pode- Nunca soube de nenhum grande artista ou revolucio-
mos esquecer o criador desse verso e de muitos ou- nário que vivesse para amealhar fortuna ........... custa
tros, como aqueles que poderiam ser dedicados .......... dos outros.
alguma habitante de uma certa cidade do Rio Grande
do Sul: a) à – à – à

a) à – à – à b) à – à – a
b) a – a – a c) à – a – à
c) à – a – a d) a – à – a
d) a – a - à e) a – a – à
e) à – à – a

07. (Técnico Científico – FAPERGS – FAURGS) As


lacunas das frases abaixo, devem ser preenchidas,
05. (Analista Judiciário – TRT 4ª Região – FAURGS) respectivamente por
Assinale a alternativa que preenche correta e respec-
tivamente as lacunas com espaço contínuo das frases Pelo que entendi do que relatou o corsário Richard
abaixo Hawkins da viagem que fez ........... América, nos pri-
meiros anos da década de 1590,
Mas a velha vilã também é uma aliada: a dor é um alar-
me que nos adverte sobre ameaças ________ saúde. Aconselhava a ser cortês, quer dizer, ............ não rou-
bar tudo; não tocar em coisas pessoais de gente impor-
Ataca o aparelhinho impertinente, desliga o alarme e tante, não tocar em gente importante e deixar o bastan-
volta _________ dormir, ou checa minuciosamente os te para que pudessem sobreviver.
compartimentos de sua casa para certificar-se de que
ninguém tentou invadi-la? Talvez o mais surpreendente nisso tudo seja a naturali-
dade com que o saque era encarado por todos, vítimas
A resposta óbvia _________ essa situação é o primeiro e piratas: o saque era visto apenas como mais uma for-
passo para se compreender por que alguns estudiosos ma de negócio, o que nos força ........... dar uma olhada
estão preocupados com o hábito do homem moderno ao redor.
de suprimir a dor indiscriminadamente, sem procurar
saber sobre suas causas. a) à – a – a

b) à – à – a
a) à – à – à c) a – à – à
b) à – a – a d) a – a – à
c) a – a – a e) à – a – à

www.professorandresan.com.br 219
08. (Perito Químico – Forense – IGP/RS – FAURGS) a) a – a – a
Assinale a alternativa que preenche correta e respecti-
vamente as lacunas pontilhas das frases abaixo. b) à – à – à

“Já sei”, cortou o legista, “os senhores querem assistir c) a – a – à


.............. autópsia.”
d) à – à – a
Eu lhes digo o que vou fazer: permitirei a entrada de um
dos senhores, para que assista .......... esta tarefa, que, e) à – a – a
infelizmente, tem que ser executada, está na lei.”

Os três homens, que começavam ............. falar, silen-


11. (Advogado – SULGÁS/RS – FAURGS) As lacunas
ciaram abruptamente.
com traço contínuo das frases abaixo são preenchidas,
a) à – à – à correta e respectivamente por

b) a – à – à É muito difícil escapar ________ ingênua


idealização.
c) à – a – à
No passado, os heróis eram figuras ligadas _______
d) a – a – a movimentos militares e/ou políticos.

e) à – a – a É só ir ao estádio de futebol ou olhar ______ tela


da tevê.
a) à – a – a
09. (Soldado – Brigada Militar/RS – FAURGS) Assi-
nale a alternativa que preenche correta e respectiva- b) a – à – a
mente as lacunas pontilhadas das frases abaixo.
c) à – à – a
Ir ............ igreja passa então a ser uma atividade se-
cundária. d) a – à – à
“Se o criminoso decide agir é porque mentalmente che- e) à – a – à
gou à conclusão de que tem chances de sair ileso e,
em caso de ser preso, pagar um preço não exorbitante
......... sociedade.”
12. (Escrivão de Polícia – Polícia Civi/RS – FAUR-
Se ele percebe que as suas ações não vêm tendo su- GS) Assinale a alternativa que preenche correta e res-
cesso, conclui que não vale ............. pena investir ne- pectivamente as lacunas com traço contínuo nas frases
las. abaixo.

a) à – à – a Chegar _____ eliminação das drogas não pelo ataque


_____ oferta ou ao consumo, mas tratando aqueles
b) a – à – à que já estão dependentes da droga.....

c) à – a – à Os burocratas resistem _____ admitir, mas o mundo já


perdeu a guerra contra as drogas.
d) à – à – à
Constatado tal erro, os agentes públicos buscam agora
e) a – a – a uma meta que substitua ______ antiga utopia e estão
encontrando alternativas promissoras.

a) à – a – a – à
10. (Psicólogo – SUSEPE/RS – FAURGS) Assinale a
alternativa que preenche correta e respectivamente as b) à – à – a – a
lacunas pontilhadas da frase abaixo.
c) a – à – à – a
Negros, estrangeiros, epilépticos, prostitutas, alcoó-
latras e tatuados eram presenteados como perigosos d) a – à – a – à
......... harmonização social e aproximados .......... crimi-
nalidade, pois poderiam levar .......... degeneração, tan- e) à – a – à – à
to individual como coletiva, pela dissolução da moral e
dos costumes, num processo semelhante ao contágio.

220 Curso extensivo de português


13. (Oficiais do Estado Maior da Brigada Militar, no 15. (Processo Seletivo Público Ano 2001 - FAUR-
posto de Capitão - FAURGS) Considere as seguintes GS) Considere as seguintes sugestões de alteração de
sugestões de mudança em frases do trecho abaixo. passagens do texto.

ao ficar desempregada, resolveu apostar na educação. Com isso não me refiro aos ornamentos que adotamos
para falar e escrever.
além da discussão sobre a realidade social.
Penso nas formas que se impõem naturalmente quan-
Márcia se sentiu estimulada a fugir da mesmice. do descrevemos a nossa experiência e o sentimento de
quem somos.
I – Substituição de apostar por recorrer na linha 13.
Logo se insinuaria a convicção de que o descaso é um
II – Substituição de sobre por relativa na linha 24. vício tupiniquim.
III – Substituição de estimulada por encorajada na linha I – Substituição da palavra ornamentos (primeira linha)
37. por figuras de estilo.
Quais delas criaram, na sua respectiva oração, o con- II – Substituição da forma verbal descrevemos (segun-
texto para o emprego do sinal indicativo de crase? da linha) por examinamos.
a) Apenas I. III – Substituição da forma verbal se insinuaria (quarta
b) Apenas II. linha) por chegaríamos.

c) Apenas III. Quais delas criaram as condições para o emprego do


sinal de crase no contexto de suas respectivas orações?
d) Apenas I e II.
a) Apenas I.
e) I, II e III.
b) Apenas II.

c) Apenas III.
14. (Oficiais do Estado Maior da Brigada Militar, no
posto De Capitão - FAURGS) Assinale a alternativa d) Apenas I e III.
que preenche correta e respectivamente as lacunas e) I, II e III.
com traço contínuo no texto.
Quanto mais analisamos ________ relações entre edu-
cador e educandos, na escola, em qualquer de seus
16. (Sanitarista – FAURGS) As lacunas do trecho a
níveis (ou fora dela), parece que mais nos podemos
seguir devem ser preenchidas, respectivamente, por
convencer de que essas relações apresentam um ca-
ráter especial e marcante. Ele era o pintor histórico da. Missão Artística Francesa
que chegou ........ então colônia de Portugal, em 1816,
quando não falar ou dissertar sobre algo com o objetivo de retratar .......... vida na corte.
completamente alheio ______ experiência
existencial dos educandos vem sendo, realmente, Debret, que, em vez de integrar ........ Missão France-
a suprema inquietação dessa educação, a sua sa que iria .......... Rússia, optou pelo Brasil parece não
irrefreada ânsia. ter-se arrependido.

Se o educador é que sabe, se os educandos são os a) à – a – a – à.


que nada sabem, cabe ______ dar, entregar, levar,
transmitir o seu saber aos segundos. b) a – a – à – à.

a) as – a – àquele. c) à – a – à – à.

b) as – à – àquele. d) a – à – a – a

c) às – a – aquele. e) à – à – à – à.

d) às – à – aquele.

e) às – à – àquele. 17. (TRT 4ª região – FAURGS) Considere as seguin-


tes afirmativas relativas ao emprego da crase.

www.professorandresan.com.br 221
1. Era como se ele se tivesse longamente submetido à 19.(Assistente Administrativo – FAURGS) Assinale
crença de que não era preciso bater no peito e gritar a alternativa que preenche, correta e respectivamente,
“sou negro” ou protestar contra as discriminações, as lacunas pontilhadas das linhas no trecho abaixo.
considerando bastante ter uma vida digna e afirmar-
se social e intelectualmente como fizera seu pai. A palavra humor vem do latim e significa algo que flui,
que se movimenta internamente. Tem ...... ver com dis-
2. É revelador de profunda verdade sobre essa posições, impulsos e reações emocionais, geralmente
questão no Brasil o fato de Gil ter sido um sem consciência.
exemplo perfeito de filho de “preto doutor” Por outro lado, senso diz respeito ....... habilidade de
apreciar ou compreender um fato.
I – Caso ao invés de crença (trecho 1 tivéssemos prin-
cípio, as condições para o emprego da crase na oração Desse modo, senso de humor refere-se ...... capacida-
seriam alteradas. de de apreciar conscientemente
II – Caso ao invés de protestar (trecho 1) tivéssemos uma situação estabelecendo certa distância do mundo.
opor-se, seriam criadas no contexto desta oração as
condições para o emprego da crase. a) a – a - a.
III – Caso ao invés de sobre (trecho 2) tivéssemos b) à – à - a.
quanto, seriam criadas no contexto desta oração as
condições para o emprego da crase. c) à – à – à.

Quais estão corretas? d) à – a – à.

a) Apenas I. e) a – à – à.
b) Apenas II.

c) Apenas III. 20. (Agente Técnico Administrativo – FAURGS) As-


sinale a alternativa que preenche correta e respectiva-
d) Apenas I e II
mente as lacunas pontilhadas do texto
e) I, II e III.
O homem foi criado ...... semelhança de Deus, repetem
os religiosos desde que o mundo é mundo.

18. (Processo Seletivo Público – FAURGS) As la- Ao humanizar ..... figura divina, Cacá alerta que não
cunas do trecho abaixo devem ser preenchidas, res- pretendeu fazer um filme religioso ou teológico
pectivamente, por
O Deus de Cacá bota o pé nas estradas empoeiradas
Agora, a Dupont outras empresas nada virtuais como do Nordeste .... procura de um santo substituto para
a centenária John Deere, fabricante de máquinas agrí- que possa finalmente tirar umas merecidas férias.
cola fundada em 1837, estão se associando _______
cooperativas de agricultores nos Estados Unidos. a) a – à – à.

Engana-se quem pensa que arado, colheitadeira, tra- b) à – a - a.


tor, vacas, porcos e galinhas pouco têm ______ ver c) à – à - a.
com a rede mundial.
d) a – a – à.
Quanto à Internet, uma pesquisa realizada pela Asso-
ciação Brasileira de Marketing Rural com 2050 produto- e) à – a – à.
res de dez Estados brasileiros revelou que 4% já estão
conectados _____ rede e outros 18% têm computador.

a) a – à - a. 21. (Técnico Superior em Trânsito – DETRAN/RS


– FDRH) Em qual das frases abaixo, o sinal de crase
b) à – a – à. deve obrigatoriamente ser usado?

c) a – à – à. a) O governo deve conceder prioridade a medidas ge-


rais.
d) à – a - a.
b) A exploração das crianças está vinculada a injustiça
e) a – a – à. social.

222 Curso extensivo de português


c) Este programa pode impelir os pais a valorizar o es- 24. (Escriturário – PROCERGS – 2000 – FDRH) A al-
tudo. ternativa que preenche corretamente as lacunas abai-
xo é:
d) O combate ao trabalho infantil não pode ficar a cargo
de programas limitados. Exigência do Ministério Público ou ocorrência _____
um acidente grave.
e) O sucesso da criança na escola esta relacionado a
sua assiduidade. Conforme o Sinditest, estudos internacionais compro-
vam que ____ cada dólar investido em prevenção,
_____ uma economia de sete dólares.
22. (Técnico Superior – AGERGS – FDRH) Todas as a) em – a – à
substituições abaixo criam condições para o uso de
crase, EXCETO a de b) de – à – a
a) É assim que o espírito de papai noel toma conta da c) por – a – há
programação de TV – Trocar toma conta por compare-
ce. d) em – á – há

b) Longe de ser um modo de amar ao próximo – Trocar e) de – a – há


Próximo por alguém.

c) O telespectador é instado a doar seus trocados – Tro-


car Doar seus trocados por doação de seus trocados. 25. (Analista de Projetos – BRDE – 2001 – FAURGS)
O período em que devem ser utilizados dois acentos
d) Menos pelos benefícios que proporcionará aos ou- indicativos de crase é
tros e mais pelos prazeres que experimentará ao fazer
a doação – Trocar outros por outras pessoas. a) A despeito da falta de técnicos especializados entre
nós, o mercado tende a valorizar o profissional de for-
e) As campanhas de filantropias se aproveitam da ima- mação mais genérica.
gem dos miseráveis para comover sua clientela – Tro-
car se aproveitam por se referem. b) Quem está a par do que acontece na economia bra-
sileira fica a espera de uma ação mais enérgica das
autoridades.

23.(Escriturário – PROCERGS – FDRH) Considere as c) O articulista não faz menção apenas aquilo que
afirmativas abaixo acontece nas grandes potências, mas também a situa-
ção de países em desenvolvimento, como o Brasil.
I – Alguns indicativos se contrapõem a esta verificação
(a locução a esta poderia ser substituída sem correção d) As empresas também cabe zelar pela qualidade
e sentido da frase por à.) da educação a que os filhos de seus funcionários têm
acesso.
II – Isto significa que, apesar da redução, as pessoas
continuam se acidentando. (Se o trecho as pessoas e) A formação direcionada a áreas especilizadas pode
continuam se acidentando fosse modificado para as não ser bem-sucedida se a ela não se integrar um co-
pessoas continuam a se acidentar, haveria alteração nhecimento mais amplo do mundo e das pessoas.
também no sentido da frase.)

III – Os benefícios normalmente concedidos estão rela-


cionados a acidentes sem afastamento. (Na expressão
a acidentes, o a poderia ser substituído, sem que alte-
rasse o sentido e correção da frase, por aos.)

Quais estão corretas?

a) Apenas I

b) Apenas III

c) Apenas I e II

d) Apenas II e III

e) I, II e III

www.professorandresan.com.br 223
01. A 06. E 11. A 16. A 21. B
02. B 07. A 12. B 17. D 22. B
03. B 08. E 13. D 18. E 23. B
04. E 09. A 14. B 19. E 24. E
05. B 10. B 15. D 20. E 25. C

224 Curso extensivo de português


www.professorandresan.com.br
I – Assindéti as não apresentam conjunção.

Chegou cedo, encontrou a esposa com outro, matou os dois.

PONTUAÇÃO DA COORDENADAS

II – Sindéti as apresentam conjunção. Podem ser:


1. Aditivas- Ideia de ____________________________

2. Adversati as Ideia de ____________________________.

226 Curso extensivo de português


OBSERVAÇÃO

3. Alternati as INDICAM ____________________________.

4. Conclusivas Indicam ____________________________.

www.professorandresan.com.br 227
5. Explicati as  Indicam ____________________________.

OBSERVAÇÕES

EXERCÍCIOS I
Classifique as orações:

01.Deve ser muito rico, porque está sempre rodeado de mulheres.


02.Não estava chovendo, todavia ela chegou com o cabelo molhado. Tinha explicação?
03.Mulher precisa ser bonita, contudo homem não precisa.
04.Não era bonita nem simpática, no entanto fazia sucesso.
05.Acordou tarde, por conseguinte chegou atrasado.
06.Queria falar, entretanto ninguém deixou.
07.Não só compareci à reunião, mas manifestei minhas opiniões.
08.Cale a boca, pois estou falando.
09.É um corrupto; deve, pois, ser preso.
10.Não fale alto, porquanto eles estão dormindo.
11.Sempre foi muito esforçado, por isso passava em todos os concursos.
12.Ela era muito feia, mas tinha três namorados.
13.Vá dormir, que sairemos de madrugada.
14.Estavam um pouco machucados, não obstante conseguiram correr.
15.Precisava resolver, porém hesitava.
16.Os fatos voam e se renovam a cada minuto.
17.Havia um compromisso, entretanto ela estava cansada.
18.As crises sucediam-se, portanto a estabilidade do país estava ameaçada.
19.Saiam depressa, porque já é tarde.
20.Não comprou nada, por isso não parou de chorar.

228 Curso extensivo de português


PONTUAÇÃO DAS SUBORDINADAS ADVERBIAIS

1. Causais Exprimem a causa do fato expresso na principal.

2. Condicionais Exprimem condição.

3. Temporais Indicam tempo.

www.professorandresan.com.br 229
4. Concessivas Indicam ______________________________.

EXERCÍCIOS II
Classifique as orações subordinadas adverbiais em destaque.

a)Apesar de estudar muito, foi reprovado.


b)Cada vez que ele vem acontece isso.
c)Por mais que te esforces, não conseguirás apagar o amor.
d)Contanto que sejamos virtuosos, teremos sabedoria.
e)Ela não foi à festa porque estava doente.
f)Ela não sai de casa desde que o marido fugiu com a vizinha.
g)José, assim que entrou na sala, abriu as janelas.
h)Adoeceu visto que não se alimentava bem.
i)Caso precisemos de ajuda, poderemos contar com ele.
j)Conquanto os poderosos não queiram, nós conseguiremos a liberdade.
k)Uma vez que estudasse, passaria facilmente de ano.
l)Uma vez que estudou, passou facilmente de ano.

230 Curso extensivo de português


5. Conformati as Indicam conformidade.

6. Consecutivas Indicam conseqüência.

7. Comparati as Indicam comparação.

8. Finais Indicam finalidade.

9. Proporcionais Indicam uma relação de proporcionalidade.

www.professorandresan.com.br 231
EXERCÍCIOS III
Classifique as orações subordinadas adverbiais em destaque.

a)À medida que caminhávamos, mais longe ficávamos da base.


b)Falou mais alto a fim de que todos o ouvissem melhor.
c)Como não tinha estudado, foi mal na prova.
d)Conforme era previsto, ele não compareceu.
e)Embora fosse rico, vivia na mais extrema penúria.
f)Estava falando alto desde que chegou.
g)Falou tanto que ficou rouco.
h)A prova, como se esperava, foi muito difícil.
i)A chuva foi de tal modo intensa que inundou quase todas as casas.
j)A fome obriga o bandido a deixar o mato, como obriga as aves a emigrarem.
k)Uma mangueira vive em média cem anos, desde que lhe dêem condições.
l)Como eu ia dizendo, homem é fraco e mulher é forte, fortíssima.
mConhecíamo-la, posto que não tivéssemos encontros freqüentes.
n)Embora fossem inimigos, os portugueses e tupinambás não deixavam de entrar em negócios.
o)Seu Lima ficou em minha vida como um símbolo.
p)Ao chegar ao cercado,gritávamos, para que o velho se escondesse.
q)A coisa foi tão inesperada que o juiz de paz olhou desconfiado para o filho.
r)Recife, como Paris, era uma festa.

232 Curso extensivo de português


Oração desenvolvida X Oração reduzida

1) Diferenças

2) PRINCIPAIS ORAÇÕES REDUZIDAS ADVERBIAIS

a) Temporais

b) condicionais

c) causais

d) concessivas

www.professorandresan.com.br 233
EXERCÍCIOS IV
Primeiro indique a idéia, após desenvolva as orações reduzidas usando os nexos adequados.

01. Sendo muito pobre, não podia mesmo vestir-se bem como as amigas. (Idéia de ___________________)
___________________________________________________________

02. Sendo muito pobre, andava tão bem vestida como as amigas. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

03. Ela o magoou sem querer. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

04. Havendo possibilidade, irei. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

05. A comprar este livro, você não precisará de outro. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

06. Estando sem dinheiro, ele teve de desistir da faculdade. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

07. Conhecendo a namorada, sabia que ela não o enganava. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

08. Tendo vivido na roça, conhecia os costumes dos roceiros. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

09. Tendo vivido na roça, ignorava os costumes dos roceiros. (Idéia de ______________________)
___________________________________________________________

10. Terminada a sessão, retirei-me. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

11. Tendo muito dinheiro, não gastava nada. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

12. Tendo muito dinheiro, gastava muito. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

13. Por trabalhar muito, recebeu um aumento. (Idéia de ______________________)


___________________________________________________________

234 Curso extensivo de português


QUESTÕES
Tudo mudou quando Galileu provou, em 1610, que o telescópio permitia enxergar mundos que, sem ele, permane-
ceriam desconhecidos para sempre: a realidade material não se limitava ao imediatamente visível. Era inegável –
mesmo que alguns tenham se recusado a acreditar – que Galileu havia descoberto quatro luas girando em torno de
Júpiter, que jamais haviam sido vistas antes.

1. – mesmo que alguns tenham se recusado a acreditar – (2° parágrafo)

A frase isolada pelos travessões denota, considerando-se o contexto,

a) condição.

b) conclusão.

c) finalidade.

d) proporcionalidade.

e) ressalva.

Após estudar manadas na Ásia e na África, ela concluiu que a mudança de comportamento se deve ao colapso da
estrutura familiar dos elefantes, ocasionado pela caça aos animais mais velhos e pela redução das reservas de vida
selvagem nas últimas décadas. Ela afirma que a espécie sofre de um distúrbio psicológico bem conhecido entre os
seres humanos, o stress pós-traumático, que deixa esses animais propensos à depressão e à agressividade excessiva.

2. A caça aos animais mais velhos e a redução das reservas de vida selvagem citadas no 2° parágrafo do texto de-
vem ser percebidas como

a) consequência de certos fatos agressivos registrados anteriormente.

b) observação que restringe as informações anteriores a uma só explicação possível.

c) condição necessária à preservação dos laços familiares observados entre os animais.

d) causa das alterações de comportamento observadas em alguns animais.

e) introdução de um aspecto temporal, que ocorre concomitantemente à alteração de comportamento dos ani-
mais.

3. Sem predadores naturais, só recorrem à violência quando se sentem ameaçados.

O segmento grifado acima aparece reescrito, com outras palavras, mas NÃO mantém o sentido original em:

a) Por não terem predadores naturais ...

b) Em que pese não haver predadores naturais ...

c) Já que não há predadores naturais ...

d) Como não têm predadores naturais ...

e) Visto que não têm predadores naturais ...

www.professorandresan.com.br 235
4. A frase Ter consciência crítica significa também saber analisar, com realismo, as causas e os efeitos das situa-
ções, que precisam ser enfrentadas articula o segundo ao primeiro parágrafo. Considerando-se essa articulação, a
palavra também tem o sentido de

a) ainda assim.

b) apesar de tudo.

c)) além disso.

d) sobretudo.

e) antes de mais nada.

5. Identifica-se relação de causa e conseqüência, respectivamente, entre as frases:

a) ... e sobre medidas que poderiam reduzir as emissões de gases do efeito estufa, na esperança de evitar
algumas de suas piores conseqüências.

b) Esse relatório propõe uma agenda que custaria apenas o equivalente a 1% do consumo mundial, mas evita-
ria riscos que custariam cinco vezes mais.

c) Mas poucos previram a rapidez com que a calota de gelo do Ártico parece derreter.

d) ... já que não estamos seguros da extensão do problema, pouco ou nada devemos fazer.

e) A incerteza deve, porém, levar-nos a agir hoje mais resolutamente, e não menos.

6. Identifica-se o efeito de uma ação e sua causa, respectivamente, no segmento:

a) Para nós, ocidentais, o tempo é linear e nunca volta.

b) ... mas as viagens demoram cada vez mais por culpa dos congestionamentos.

c) – uma ótima opção para controlar a ansiedade, mas com efeito muitas vezes nulo.

d) Na prática, servem para ser apertados e só.

e) E, mesmo acelerando, estão entre os maiores focos de impaciência.

7. O sentido da frase Ao se doparem, os viciados em drogas geralmente experimentam um bem-estar não sofrerá
alteração ao se substituir a expressão sublinhada por

a)) Quando se dopam.

b) Para se doparem.

c) A menos que se dopem.

d) A fim de que se dopem.

e) Ainda quando se dopam.

GABARITO
1.E 2.D 3.B 4.C 5.D 6.B 7.A

236 Curso extensivo de português


1.NEXOS EXPLICATIVOS X CAUSAIS

EXERCÍCIOS V
Diferencie a oração causal da oração explicati a e virgule a explicati a.

1)Os retirantes invadiram o armazém porque estavam famintos.


2)Ele se acredita um gênio porque sabe lógica.
3)Volte hoje porque amanhã será tarde.
4)Não fique preocupado porque tudo dará certo.
5)Pedro voltou porque estava cansado.
6)Eu fiquei resfriado porque saí sem agasalho.
7)Venha porque eu desejo conversar com você.
8)Desça daí porque você cai, menino!
9)Não via o caminho porque ia de olhos fechados.
10)Fui porque não suportava a sua ausência.
11)Espero ver-te porque sem você a vida é um desespero.
12)Vá rápido porque já está começando a chover.
13)Não tivemos coragem de expressar nossa admiração porque todos se calaram.
14)A neve cobria as montanhas e o vale porque o sol daquele verão fora brando.
15)Não viveu porque a doença avançara cruelmente.

www.professorandresan.com.br 237
2. O NEXO “COMO”

EXERCÍCIOS VI
Classifique a palavra como - conjunção conformati a, comparati a, integrante ou causal – nas orações seguin-
tes.

a)O imperador, como dissemos, ia no meio.


b)Como a multidão nos acotovelava, convidei o Sr. Brito a tomar um aperitivo na Americana.
c)Imagine como não ficou o Andrade!
d)Em dois dias, o coronel murchara como caqui fora do galho.
e)Somente um milagre, como quer Dona Dulce, pode mudar essa lei.
f)Não se soube como tudo havia começado.
g)Como irás chegar cedo, sairei agora.
h)Como nunca conseguiu enganar o marido, desistiu do casamento.
i)Como ele agiu? Agiu como você recomendou.
j)Ela é muito mal cheirosa. Fede como um gambá.

238 Curso extensivo de português


1 Subjeti a exerce a função de sujeito do verbo da oração principal.

Ex.: É bom que você estude.

2 Objeti a direta exerce a função de objeto direto da oração principal.

Ex.: Desejo que você passe.

3 Objeti a indireta exerce a função de objeto indireto do verbo principal.

Ex.:Necessitamos de que você saia.

4 Predicati a exerce a função de predicativo.

Ex.:A verdade é que te amo.

5 Completi a nominal desempenha a função de complemento nominal.

Ex.:Tenho necessidade de que você me ame.

6 Apositiva desempenha a função de aposto em relação a um nome.

Ex.:Só te faço um pedido: que venhas logo.

www.professorandresan.com.br 239
EXERCÍCIOS VII
Classifique as orações subordinadas substanti as abaixo em

(01)subjeti a
(02)objeti a direta
(03)objeti a indireta
(04)predicati a
(05)completi a nominal
(06)apositi a

1)Meu desejo é que chegues logo.


2)Tenho esperança de que meus colegas concordem.
3)Duvido de que ele vá.
4)Estão perguntando se vai haver aula.
5)É necessário que sejas sincero.
6)Dei-lhe um conselho: que não se envolvesse com estranhos.
7)O importante é que não haverá mais denúncias.
8)É impossível que não penses nisso.
9)Não me digas que estás triste.
10)Os alunos desejavam que a prova fosse transferida.
11)Insisto em que ele saia.
12)Avisei ao candidato que a prova já começara.
13)Avisei o candidato de que a prova já começara.
14)Sou favorável a que o despachem.
15)Impus-lhe uma condição: que me deixasse sair aos sábados.
16)É preciso que saibas isso.
17)Convém que não mudes de foco agora.
18)Afirma am que o portão de entrada era aquele.
19)Afirmou-se que o portão de entrada era aquele.
20)O estranho é que todos sabem criticar.

240 Curso extensivo de português


1 Restriti a

EXEMPLOS

www.professorandresan.com.br 241
EXERCÍCIOS VIII
Classifique as orações abaixo, colocando vírgulas quando necessário:

(1) Explicativa
(2) Restritiva

1.Os cães que descendem dos lobos ainda conservam vestígios da vida selvagem.
2.Os cães que usam coleiras podem ser rastreados e identificados.
3.O dinheiro que se ganha com trabalho tem mais valor.
4.O dinheiro que hoje é usado em todos os países praticamente extinguiu o antigo sistema de trocas.
5.As mentiras que se dizem com convicção são mais eficazes.
6.As mentiras que sempre foram uma prática dos seres humanos às vezes parecem inevitáveis.
7.As pessoas que gostam de viajar estão “dando um tempo” em virtude da alta do dólar.
8. Quero apresentar-te minha única irmã que mora no Rio de Janeiro.
9.As mulheres preferem os rapazes que são tímidos.
10.Pelé que foi considerado o atleta do século nasceu em Três Corações.
11.Os jogadores que foram convocados apresentaram-se ontem.
12.Não encontramos os livros que você recomendou.
13.Há alunos que estudam aos sábados à meia-noite.
14.O Brasil que é o maior país da América do Sul tem milhões de analfabetos.
15.Os lobos que viviam nos Estados Unidos foram exterminados pelos fazendeiros.
16.As pastas dentais que contêm flúor são as preferidas pelos consumidores.
17.Os programas de televisão que apresentam cenas de sexo e violência têm público garantido.
18.Nos campos de nudismo onde se permite a entrada de curiosos ocorrem às vezes situações de constrangimento.
19.Os campos de nudismo onde se dispensa completamente o uso de roupas permitem um contato mais íntimo
com a natureza.

242 Curso extensivo de português


I - Pronome Relati o

II - Conjunção Integrante

III - Conjunção Consecutiva

IV - Conjunção Explicati a

V - Partícula Expleti a

VI – Conjunção Comparati a

www.professorandresan.com.br 243
Classi icações do “SE”
I - Conjunção Condicional

II - Conjunção Integrante

III - Pronome Reflexivo

IV - Partícula Expletiva

V - Partícula Apassivadora

VI – Índice de Indeterminação do Sujeito

244 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS IX
Identifique os “SES”
1. Indagaram se ela viria. ( )
2. O rapaz não se convenceu. ( )
3. Fizeram-se as modificações. ( )
4. Foi-se embora rapidamente. ( )
5. Poderemos ficar se você vier. ( )
6. Anulou-se a questão. ( )
7. Se eles fizessem o bem, seria ótimo. ( )
8.Necessita-se de pessoas com este perfil. ( )
9.Quando foi subir a escada, tropeçou e feriu-se. ( )
10. Todos queriam saber se o que aconteceu era verdade. ( )
11. Se tu ficares aqui, deverás arrumar as tuas coisas. ( )
12. É necessário que se obedeça às ordens. ( )
13. Não se olharam. ( )
14. Não se organizam os torneis como antigamente. ( )
15. Não sei se fizemos a coisa certa. ( )

Identifique os QUES
1. O carro vinha tão depressa que atropelou uma velhinha. ( )
2. O rapaz prometeu que nada aconteceria se passassem a noite juntos. ( )
3. Disse-lhe que não iria prometer nada. ( )
4. As moças que mais namoram são as que mais aproveitam. ( )
5. Joana é que sabe tudo. ( )
6. Venha, que estou aqui. ( )
7. Tudo depende de que estudes bastante. ( )
8. É mais bonita que as primas, mais charmosa, mais elegante. ( )
9. As drogas que causam dependência são as piores. ( )
10. Existem erros que se justificam. ( )
11. A garota esperava que os irmãos voltassem. ( )
12. Tanto insistiu que conseguiu a vitória. ( )
13. O cientista afirmava que não existiam tais fenômenos. ( )
14. Disseram que venceríamos. ( )
15. “Seus olhos eram mais negros que a asa da graúna. ( )
16. Determinou que o jogo fosse transferido. ( )
17. Não demore muito, que estamos te esperando. ( )
18. Assim é que se faz. ( )
19. Tão intensa era sua emoção que não conseguia controlar-se. ( )
20. Havia muitas coisas que não te contaram. ( )
21. Ele acredita em que o amor entre eles existe. ( )
22. Foi tão prolixo que confundiu a todos. ( )
23. O menino é que é feliz. ( )

www.professorandresan.com.br 245
QUESTÕES DE CONCURSOS b) Tempo

ORAÇÕES c) Adição

1) “Quando ele desfaz do chuchu em minha presença, d) Explicação


salto logo em defesa do humilde ...”. A palavra subli-
nhada na frase anterior, estabelece entre as orações e) Oposição
uma relação de:

a) Causa.
5) Observe estas orações: “... e essa brisa que esbarrava
b) Conclusão. em tantos ângulos de cimento para chegar até mim...” A
relação existente entre elas é de:
c) Consequência.
a) Lugar.
d) Tempo.
b) Finalidade.
e) Oposição.
c) Causa.

d) Modo.
2) Em todas as frases abaixo, as conjunções que iniciam
as orações destacadas têm o mesmo valor semântico, EX- e) Conformidade.
CETO:

a) “Eu sei que toda a gente despreza o chuchu...”


6) “Havia certamente todos os ruídos da cidade lá embai-
b) “... mas já reparei que há uma certa injustiça...” xo, havia janelas acesas de apartamentos. Mas a presença
da lua fazia uma espécie de silêncio superior e de majes-
c) “... dizem que o chuchu não vale nada...” tade plácida...”. A conjunção “mas” na frase anterior opõe
basicamente duas palavras que são:
d) “... são raras as cozinheiras que sabem prepará-lo”.
a) embaixo / superior
e) “Um dia se descobriu que a alface é rica de vitamina A,
cálcio e ferro”. b) acesas / lua

c) certamente / espécie

3) Assinale a alternativa que é frase, mas NÃO é oração: d) apartamentos / majestade

a) “Mas que saudades do chuchu com molho branco”. e) ruídos / silêncio

b) “Não tenho também nenhuma ternura especial pelo


chuchu...”
7) “/ Porém primeiro, / para poder fazer o necessário /”
c) “Sei ainda que os médicos nutricionistas banem o chu- Esse trecho destacado equivale à:
chu de todas as suas dietas...”
a)Todavia primeiro, para poder fazer o necessário...
d) “Antigamente, antes da descoberta das vitaminas, se
dizia o mesmo da alface, mas o sabor da planta...” b) E primeiro, para poder fazer o necessário...

e) “Quem me dirá que um dia, próximo ou distante, não c)Porque primeiro, para poder fazer o necessário...
se descobrirá no chuchu um elemento novo, indispensá-
d)Se primeiro, para poder fazer o necessário...
vel à economia orgânica?”
e)Como primeiro, para poder fazer o necessário...

4) “As frutas tropicais devem ser as mais abordadas pelo


estudo, pois não apresentam resistência natural às baixas 8) Observe as orações:
temperaturas”. A palavra sublinhada na frase anterior,
estabelece com o período anterior uma relação de: “Um avião passeia sobre as cataratas, mas ele ronda
alto...” A relação existente entre elas é de:
a) Consequência

246 Curso extensivo de português


a) lugar e) oposição

b) modo 12) “... há que lançá-lo logo ao consumo – mesmo sob o


risco de uma divulgação incompleta...” (4º§). O conectivo
c) finalidade que não poderia substituir “mesmo” na frase anterior é:
d) oposição a) embora
e) conformidade b) ainda que

c) desde que
9) Assinale a alternativa em que o vocábulo se exerce a d) conquanto
mesma função sintática que no segmento “...como se nos-
so movimento fosse uma traição...”: e) nem que

a) “...ilhas dependuradas, insanas, se toucando de arco-


-íris...”
13) “Pouco durou, historicamente, para que saíssemos do
b) “...os pequenos bichos do mato se movem num perpé- isolamento...” A expressão sublinhada, estabelece com a
tuo susto...” oração anterior uma relação de:

c) Um bando de papagaios se depara com a mata escura. a) causa

d) “...como se tivesse medo de ser tragado pela respiração b) consequência


do monstro...”
c) tempo
e) Os tucanos coloridos se esbarrando no galhos das ár-
vores d) finalidade

e) oposição

10) Denomina-se concessão ao fato que, embora possa


afetar a realização de um outro fato, não o faz. Com o in-
14) “Como já ocorrera no fim do ano passado e no mês
tuito de preservar a idéia de concessão na oração: “Embo-
de janeiro, o índice mostra devastação em alta”. O valor
ra não necessariamente escrita, está contida também nas
da conjunção destacada no período anterior é de:
leis tão mal cumpridas do país.”, a conjunção grifada pode
ser substituída EXCETO por: a) Causa.
a) conquanto b) Consequência.
b) quando c) Conformidade.
c) ainda que d) Explicação.
d) posto que e) Finalidade.
e) mesmo que

15) “Não posso pensar na cena que visualizei e que é real.”


A conjunção destacada no trecho anterior demonstra
11) “Pouco durou, historicamente, para que saíssemos do
uma idéia de:
isolamento...” A expressão sublinhada, estabelece com a
oração anterior uma relação de: a) Conclusão.
a) causa b) Adversidade.
b) consequência c) Alternância.
c) tempo d) Adição.
d) finalidade e) Contradição.

www.professorandresan.com.br 247
16) “Não há dúvida, porém,...”,neste caso, o “porém”, 20) “Sabia que ele tinha visto mais de um filho morrer”. A
pode ser substituído, sem alteração do sentido contextual palavra grifada anteriormente tem função de:
por:
a) Pronome relativo.
a) contudo
b) Conjunção integrante.
b) por que
c) Pronome demonstrativo.
c) mas
d) Conjunção comparativa.
d) ainda
e) Conjunção consecutiva.
e) e

21) “Eu o vi mas na hora não entendi tudo”. A expressão


17) “Mas a energia nuclear é muito mais do que isso.” A grifada estabelece uma relação de:
conjunção grifada pode ser substituída sem prejuízo do
sentido por: a) Conclusão.

a) Contudo. b) Alternância.

b) Porque. c) Explicação.

c) Ainda que. d) Adição.

d) Embora. e) Oposição.

e) E.
22) “Ao Brasil falta riqueza para se igualar...” Identifique a
seguir a opção que demonstra o uso do “se” equivalente
18) As conjunções expressam circunstâncias nas orações. ao que aparece no trecho destacado:
De acordo com a circunstância expressa na oração se-
guinte pela conjunção em destaque, a mesma poderá ser a) Eleonice se machucou, mas não se perturbou.
substituída por:
b) O se é uma palavra muito interessante.
“Quando se fala em energia nuclear, boa parte da pes-
c) Se você for a Natal, avise-me.
soas...”
d) Vive-se bem nesta cidade.
a) Enquanto.
e) Não sei se o diretor foi embora.
b) Para que.

c) Conforme.
23) “O vento que vinha trazendo a lua”. O valor gramatical
d) Como.
do vocábulo “que”, na frase anterior, é o mesmo que apre-
e) Que. senta na seguinte alternativa:

a) “... alguma coisa que irmana o homem e o bicho...”

19) “Se as avós...” A conjunção em destaque expressa b) “ ... sonhei que poderíamos estar os dois juntos...”
uma idéia de:
c) Que linda noite de luar!
a) Causa.
d) Pela janela do apartamento vi que a lua já havia nas-
b) Circunstância. cido.

c) Condição. e) A lua estava tão vermelha que parecia uma bola de


fogo.
d) Precaução.

e) Temporalidade.

248 Curso extensivo de português


24) Em “Os rios que abastecem o reservatório da Hidre- 28) No período “O importante é que, nessa hipótese de
létrica de Itaipu teriam sua vazão sensivelmente diminuí- venda de ações preferenciais, que vamos estudar crite-
da, causando um colapso energético no país” a expres- riosamente, o Estado continua com o controle do banco,
são grifada é classificada como: sem nenhum risco”, as palavras destacadas são responsá-
veis, respectivamente, por introduzir
a) Oração coordenada adversativa.
a) uma oração substantiva e uma oração adjetiva.
b) Oração subordinada adjetiva restritiva.
b) uma oração adjetiva e uma oração substantiva.
c) Oração subordinada adjetiva explicativa.
c) uma oração adjetiva e uma oração adverbial.
d) Oração subordinada substantiva completiva nominal.
d) uma oração substantiva e uma oração adverbial.
e) Oração subordinada substantiva objetiva direta
e) uma oração adverbial e uma oração adjetiva.

25) “Já a produção de petróleo não é suficiente para aten-


der à demanda, embora a dependência externa no setor 29) Conforme sua função no texto, a palavra “que” pode
tenha conhecido...” O termo “embora”, nesse fragmento, substituir uma palavra ou expressão anteriormente men-
estabelece relação lógico-semântica de: cionada. Esse é o caso de todas as ocorrências destacadas
de “que”, nas seqüências abaixo, à exceção de
a) Condição.
a) Há jovens que usam o carro como instrumento para
b) Adição. demonstrar sua masculinidade.
c) Conformidade. b) As mulheres entrevistadas garantem dispensar ho-
mens que compõem o maior grupo de risco no trân-
d) Concessão.
sito.
e) Tempo.
c) Especialistas em segurança destacam dois fatores
como principais causas de erro, que levam ao infor-
túnio nas estradas.
26) Em “Mas alguns atribuem ao voto” (3º parágrafo), a
conjunção em destaque poderia ser substituída, sem pre- d) Estatísticas efetuadas pelas autoridades comprovam
juízo para estrutura ou alteração de sentido da frase, por que mais de 95% dos acidentes de trânsito são oca-
sionados por imprudência.
a) porque.
e) Velocidade e álcool não combinam, ainda assim alguns
b) se. indivíduos que bebem se acham onipotentes.

c) quando.

d) porém. 30) Constitui recurso expletivo a palavra sublinhada na


frase:
e) por isso.
a) “... mesmo que matem mais gente.”

b) “ O que devemos seguir cobrando com rigor...”


27) Na oração “Porque a vida pode ser reinventada a cada
minuto.”, o nexo destacado só não poderia ser substituído c) “ ... gene defeituoso que atinge a nação inteira...”
por
d) “Pessoas honestas que também têm seu preço.”
a) já que.
e) “Naturalmente que há muita gente honesta.”
b) uma vez que.

c) pois.
31) “... com atrasos e cancelamentos que não se expli-
d) mesmo que. cam,” (2º§) – o termo em destaque tem a mesma classi-
ficação do termo destacado em:
e) visto que.
a) “... se colocarmos o dedo onde dói”

www.professorandresan.com.br 249
b) “Mas não é o momento de se excluir.” 34) “Todos tinham certeza de que seriam aprovados”, a
oração destacada é:
c) “... os defeitos alheios como se estivesse acima do bem
e do mal” a) substantiva objetiva indireta

d) “... como se eles tivessem sido criados em cativeiro...” b) substantiva completiva nominal

e) “Como se faz isso?” c) substantiva apositiva

d) substantiva subjetiva

32) “Se ele confessou, não sei.” e) n.d.a .

A oração destacada é:

a) subordinada adverbial temporal 35) Assinale a alternativa cuja oração subordinada é subs-
tantiva predicativa:
b) subordinada substantiva objetiva direta
a) Espero que venha hoje.
c) subordinada substantiva objetiva direta
b) O aluno que trabalha é bom.
d) subordinada substantiva subjetiva
c) Meu desejo é que te formes logo.
e) subordinada substantiva predicativa
d) És tão inteligente como teu pai.

e) n. d. a.
33) “Lembro-me de que ele só usava camisas brancas.”

A oração destacada é:
36) Aponte a alternativa em que ocorre oração subordi-
a) subordinada substantiva completiva nominal nada adjetiva.
b) subordinada substantiva objetiva indireta a) Faça silêncio, que já é tarde.
c) subordinada substantiva predicativa b) Desejo que todos voltem rapidamente.
d) subordinada substantiva subjetiva c) É esta a rua em que moro.
e) subordinada substantiva objetiva direta d) Percebeu que não havia outra solução.

e) Soube-se que ele não viria.

GABARITO - ORAÇÕES
01. d 06. e 11.d 16. a 21. e 26. D 31. e 36. c
02. d 07. a 12. c 17. A 22. a 27. D 32. b
03. a 08. d 13. d 18. a 23. a 28. a 33. b
04. d 09. d 14. c 19. C 24. b 29. D 34. b
05. b 10. b 15. d 20. b 25. d 30. e 35. c

250 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS 03. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS) A
sugestão de alteração no texto que acarretaria mudan-
ça de significado da respectiva frase é a substituição de
NEXOS
a) Palavras significam emoções e conceitos, portanto
01. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região) Uma delas, também preconceitos.
ainda que uma educadora bem sucedida profissional-
mente, joga-se ao vício do alcoolismo, só controlando portanto – por por conseguinte.
quando encontrou um par. b) A possibilidade de ter qualidade de vida, saúde, pro-
O nexo ainda que na frase acima estabelece, entre as jetos e ternura até os 90 anos é real, desde que levan-
orações que une no texto, uma relação de do em conta as limitações de cada período.

a) finalidade. desde que – por mesmo que.

b) alternativa. c) Mas predomina entre nós a noção de que a velhice


é uma condenação da qual se deve fugir a qualquer
c) comparação. custo, até mesmo nos mutilando ou escondendo.

d) tempo. Mas – por No entanto.

e) concessão. d) Porém, no espírito de manada que nos caracteriza,


nós o adotamos ainda que seja em nosso desfavor.

Porém – por Apesar disso.


02. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS)
A propósito do uso do nexo que nas frases abaixo, é e) Porém, no espírito de manada que nos caracteriza,
INCORRETO afirmar que, nós o adotamos ainda que seja em nosso desfavor.

a) Por imaginarmos que as últimas décadas de uma ainda que – por por mais que
vida são apenas decadência e deterioração, criamos o
tabu que reveste essa palavra.

Os nexos que na frase acima, exerce funções diferen- 04. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS)
tes nas respectivas orações. Assinale a alternativa cuja palavra ou expressão pode-
ria substituir Por isso, na frase abaixo, sem acarretar
b) Detestar ou temer a velhice mostra que ela tem, erro à frase.
para a maioria, a marca da incapacidade, do feio e da
deterioração. Por isso não há explicação documentada sobre a
origem do uso.
O nexo que na frase acima, retoma a expressão a ve-
lhice. a) Não obstante

c) Quando não pudermos mais realizar negócios, via- b) Conquanto


jar a países distantes ou dar caminhadas, poderemos c) A despeito disso
ainda exercer afetos, agregar pessoas, ler bons livros,
observar a humanidade que nos cerca, eventualmente d) Pois
lhe dar abrigo e colo.
e) Assim
O nexo que poderia ser substituído por a qual sem pre-
juízo da correção ou do significado da frase.

d) Será pior, será menos belo, menos bom e respeitá- 05. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) Na fra-
vel, ter mais sabedoria, mais serenidade, mais elegân- se Variava a pronúncia, mas a língua era uma só, a
cia diante de fatos que na juventude nos fariam arran- palavra mas poderia ser substituída, sem prejuízo de
car os cabelos de aflição? significado, por

O nexo que poderia ser substituído por os quais sem a) no entanto


prejuízo da correção ou do significado da frase.
b) tanto que
e) Visitei uma artista plástica de quase 90 anos que
pinta telas de uns vermelhos palpitantes. c) à medida que

O nexo que retoma a expressão uma artista plástica. d) por essa razão

www.professorandresan.com.br 251
e) visto que d) Talvez o mais surpreendente nisso tudo seja a natu-
ralidade com que o saque era encarado por todos,
vítimas e piratas...
06. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) Na frase e) ... há toda uma retórica para garantir que o negócio
– O pai atravessou a sinaleira e pechou, a palavra e é negócio e roubo é roubo, só que muitas vezes, na
expressa idéia de prática...
a) adição

b) finalidade 09. (Técnico Científico – FAPERGS) A palavra ou


expressão em negrito que estabelece uma relação de
c) condição causa e conseqüência entre os elementos que liga na
d) oposição frase é

e) conclusão a) ... e os marinheiros comuns, uns pobres coitados


que muitas vezes entravam na jogada para fugir de
credores, apenas com a roupa do corpo.

07. (Contador – BANRISUL/RS) Considere as ora- b) Se os saques fossem bem sucedidos, os comercian-
ções abaixo em negrito. tes, o capitão e a coroa faturavam bem.

I – Eu queria a bicicleta, e meu pai, que era barbeiro, c) Segundo Hawkins, havia muitos capitães desones-
achou que aquilo era dinheiro jogado fora. tos que lesavam os donos dos navios, e, como a justi-
ça inglesa era uma esculhambação semelhante à nos-
II – Uma coisa que aprendi de cara: tudo aquilo que sa, era impossível puni-los.
era vendido aos pobres era de péssima qualidade.
d) Aconselhava a ser cortês, quer dizer, a não roubar
III - Aprendi a ver que os filhinhos-de-papai tinham coi- tudo; não tocar em coisas pessoais de gente importan-
sas mas não eram ou apenas eram porque tinham e te,....
passei a odiar a palavra status, que recém entrara na
moda. e) ... há toda uma retórica para garantir que o negócio
é negócio e roubo é roubo, só que muitas vezes, na
prática, na calada da noite....

Quais delas exercem, no texto, função equivalente à


de adjetivo?
10. (Advogado – FEBEM/RS) Qual das reescritas pro-
a) Apenas I postas abaixo para o trecho Está tudo bem. Esse tal
de Camacho nunca mais vai te bater, não vai mais
b) Apenas II de importunar. Fica tranqüila mantém o seu significa-
do original?
c) Apenas I e III
a) Está tudo bem, embora esse tal de Camacho nunca
d) Apenas II e III
mais vá te bater, não vá mais te importunar porque fi-
e) I, II e III carás tranqüila.

b) Está tudo bem, pois esse tal de Camacho nunca


mais vai te bater, nem vai mais te importunar, portanto,
08. (Técnico Científico – FAPERGS) A oração em ne- fica tranqüila.
grito que exerce a função de objeto direto nas frases
abaixo é c) Conforme esteja tudo bem, esse tal de Camacho
nunca mais vai te bater, não vai mais te importunar,
a) Pelo que entendi do que relatou o corsário Richar quando ficares tranqüila.
Hawkins da viagem que fez à América, ...
d) Está tudo bem, mas esse tal de Camacho nunca
b) ... gente de dinheiro que financiava a viagem com mais vai te bater, nem vai mais te importunar, se bem
total apoio da coroa britânica, o capitão do navio (e/ que fiques tranqüila.
ou dono, como Hawkins)....
e) Ou está tudo bem, ou esse tal de Camacho nunca
c) Segundo Hawkins, havia muitos capitães desones- mais vai te bater, não vai mais te importunar, a fim de
tos que lesavam os donos dos navios, e, como a jus- que fiques tranqüila.
tiça inglesa era ...

252 Curso extensivo de português


11. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS – sem qualquer mudança de sentido, indiferentemente
2002) Observe as seguintes propostas de substituição por Contudo ou Todavia.
de palavras em negrito nas frases abaixo.
II – Se for bem treinada, a memória de um idoso pode
I – Mais ou menos os poderes que tem Deus. ser tão boa quanto a de um jovem.

Substituição do pronome que por os quais O nexo Se, na frase acima, inicia uma oração que ex-
pressa uma condição em relação ao que é enunciado
II – Talvez não fizéssemos milagres, mas teríamos na oração principal.
acesso a tudo aquilo que a tecnologia pode proporcio-
nar, em termos de imagem, de som. III – Escolha atividades como dança ou judô, que agi-
lizam a memória, pois elas aumentam seu poder de
Substituição da conjunção mas por embora. concentração.
III – “E o Oscar vai para...”, nós, sorridentes, já estaría- Na frase acima, justifica-se o emprego da primeira vír-
mos olhando ao redor com ar de triunfo, já estaríamos gula porque esta separa da oração principal uma outra
nos encaminhando para o palco, para ali receber, sob que explica ou esclarece um segmento antecedente,
uma chuva de aplausos, o troféu a que sempre fizemos atribuindo-lhe uma qualidade que lhe é inerente.
jus.

Substituição do nexo para por a fim de.


Quais estão corretas?

a) Apenas I
Quais manteriam a correção e o sentido original das
frases em que se inserem? b) Apenas II

a) Apenas I c) Apenas III

b) Apenas II d) Apenas I e III

c) Apenas III e) I, II e III

d) Apenas I e III

e) I, II e III 14. (Soldado – Brigada Militar/RS) Na frase Isso é


comum, pois os jovens têm de ganhar a vida, o arti-
culador pois estabelece uma relação de
12. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS) No a) comparação.
período Isso tudo se a vida fosse um filme, o trecho
sublinhado poderia ser substituído, sem prejuízo de seu b) condição.
sentido original, por
c) explicação.
a) desde que a vida fosse um filme.
d) oposição.
b) apesar de a vida ser um filme.
e) finalidade.
c) enquanto a vida fosse um filme.

d) mesmo que a vida fosse um filme.


15. (Psicólogo – SUSEPE/RS) Na frase Ampliavam o
e) em razão de a vida ser um filme. interesse e a curiosidade pública, pois ameaçavam
um outro valor socialmente construído – a honra
e a defesa da moralidade, o segmento que substitui
pois ameaçavam, sem interferir no significado geral e
13. (Assistente Administrativo – SULGÁS) Conside- na correção da frase, é
re as afirmações abaixo.
a) embora ameaçassem.
I – No entanto, o conhecimento sobre os mecanismos
da memória garimpados nos últimos anos pela ciência b) em virtude de ameaçarem.
estão ajudando na criação de terapias cada vez mais
eficazes para preservar e recuperar as recordações. c) na medida em que ameaçavam.

A locução No entanto poderia ser substituída na frase d) ou ameaçariam.

www.professorandresan.com.br 253
e) a fim de que ameaçassem. ção sublinhada expressa uma circunstância de

a) lugar.

16. (Advogado – SULGÁS/RS) Considere os trechos b) condição.


abaixo.
c) proporção.
I – no meio século que se passou desde sua morte
d) concessão.
II – É claro que aí temos outra distorção
e) conclusão.
III – Heroína é a mãe que anda quilômetros em bus-
ca de atendimento com o filho doente nos braços.
19. (Motorista – FEBEM/RS – 2002) Na frase A res-
ponsabilidade de acertar nessa tarefa é enorme,
Em quais delas a oração destacada restringe o signi- pois é toda uma vida que está em jogo, a conjunção
ficado de uma palavra ou expressão que a antecede? pois expressa idéia de

a) Apenas I a) oposição.

b) Apenas II b) tempo.

c) Apenas I e III c) explicação.

d) Apenas II e III d) finalidade.

e) I, II e III e) condição.

20. (Auxiliar de Contabilidade – BANRISUL/RS) As-


sinale a alternativa que apresenta uma substituição
17. (Advogado – SULGÁS/RS) Qual das reescritas do para a expressão desde que na frase abaixo que NÃO
trecho Alguém perguntará: mas o que há de heróico acarreta alteração de significado ou necessidade de
numa partida de futebol? Muita coisa. O esforço, a qualquer ajuste na frase.
luta pela auto-superação, a abnegação, até, mais se
aproxima do significado original? Todos falam na integração mundial dos mercados, de
um mundo livre de barreiras comerciais, desde que, é
a) Embora alguém pergunte o que haja de heróico claro, os cucarachas fiquem no seu lugar e não fabri-
numa partida de futebol, muitas coisa se esforça e luta quem aço barato demais.
pela superação até chegar a abnegação.
a) de tal forma que
b) A pergunta de alguém será se há heroísmo numa
partida de futebol, o que é muita coisa, havendo até o b) assim que
esforço, a luta pela auto-superação e abnegação.
c) ainda que
c) É exigência demais perguntar o que há de heróico, de
esforçado, de enfrentamento pela auto-superação, de d) até que
abnegação numa partida de futebol.
e) contanto que
d) Caso alguém venha a perguntar o que há de herói-
co numa partida de futebol, responder-se-á que existe
muita coisa, como o esforço, a luta pela auto-supera- 21. (Escrivão de Polícia – Polícia Civi/RS – 2002)
ção e até a abnegação. Entre as expressões abaixo, aquela que, substituindo
e) Alguém virá a perguntar, no entanto, muita coisa so- embora alteraria o significado da frase abaixo.
bre o heroísmo existente numa partida de futebol em Os brancos tentam ficar marrons, embora às vezes só
que haja,ainda por cima, o esforço, a luta pela auto-su- fiquem vermelhos, os marrons ficam pretos e os pretos
peração e a abnegação. já estão prontos.

a) mesmo que.
18. (Assistente de Promotoria – MP/RS – 2002) – No b) não obstante.
período Portanto, a imprensa, para estar a serviço
da liberdade, deve evidenciar o máximo possível o c) se bem que.
sentido geral das experiências particulares, a ora-

254 Curso extensivo de português


d) visto que. b) modo

e) ainda que. c) lugar

d) intensidade

22. (Operador de Informática – EPTC/RS – 2002) e) dúvida


Analise as afirmações abaixo com relação a nexos ora-
cionais.

I – Não só as mudanças significativas, mas as que 24. (Agente Administrativo II) Contém orações que
ocorrem muito rapidamente ou em simultaneidade fre- expressam, respectivamente, idéias de condição, con-
qüentemente causam stress. cessão e proporção, os períodos iniciados por

A conjunção mas poderia ser substituída corretamente a) Ocorre que, do ponto de vista da nossa vivência
pela palavra também, sem causar prejuízo ao signifi- subjetiva, o efeito dessas conquistas parece ser justa-
cado da frase, pois ambas expressam idéia de adição. mente o contrário do esperado.

II – Essas podem, porém, se defender através da iden- Embora façamos as coisas que desejamos em cada
tificação das causas do stress e do aprendizado das vez menos tempo, sentimos cada vez mais a falta de
diferentes maneiras de evitá-lo ou da melhor forma de tempo para fazer o que desejamos.
ajustar-se a ele.
Ao mesmo tempo que se trabalha menos, vive-se mui-
A conjunção porém expressa idéia de oposição, por to mais.
isso poderia ser substituída, sem qualquer alteração na
b) Mas, se você tiver, só me resta pedir a sua paciência
frase, por contudo.
e compreensão.
III – Melhor a saúde geral e a forma física, além de es-
Eles eram pobres, mas viviam como milionários perto
tar consciente de que as reações aos acontecimentos
de nós.
estão relacionados às crenças e aos valores da pes-
soa, embora alguns eventos sejam por si só negativa- Quando olhamos para trás, a geração de nossos pais
mente estressantes, pode auxiliar a diminuir os efeitos e avós, assim como as comunidades que pararam no
do desequilíbrio gerado pelo excesso de stress. tempo, parecem-nos usufruir de um espaço interno de
convivência e de uma largueza na dotação do tempo....
A conjunção embora poderia ser substituída pela locu-
ção posto que, sem acarretar erro, pois ambas iniciam c) Ocorre que, do ponto de vista da nossa vivência
orações em que se admite um fato contrário à ação subjetiva, o efeito dessas conquistas parece ser justa-
principal, mas incapaz de impedi-la. mente o contrário do esperado.

Eles eram pobres, mas viviam como milionários perto


de nós.
Quais estão corretas?
Quanto mais economizamos tempo, mais carecemos
a) Apenas I.
dele.
b) Apenas II.
d) Mas, se você tiver, só me resta pedir a sua paciência
c) Apenas III. e compreensão.

d) Apenas I e II. Embora façamos as coisas que desejamos em cada


vez menos tempo, sentimos cada vez mais a falta de
e) I, II e III. tempo para fazer o que desejamos.

Quanto mais economizamos tempo, mais carecemos


dele.
23. (Auxiliar de Radiologia – Prefeitura de Caxias
do Sul/RS – 2002) A palavra onde ,na frase abaixo, e) Mas, se você tiver, só me resta pedir a sua paciência
expressa idéia de e compreensão.

Para saber que tipo de água mineral você bebe, basta Eles eram pobres, mas viviam como milionários perto
olhar o rótulo, onde há informações sobre a composição de nós.
química do produto.
Ao mesmo tempo que se trabalha menos, vive-se mui-
a) tempo to mais.

www.professorandresan.com.br 255
25. (Oficial de Justiça – 1998) Os nexos pois, como 27. (Assistente Administrativo – Fdrh) Considere as
e porém introduzem, no contexto das frases abaixo em seguintes afirmações sobre o valor das expressões
que ocorrem, respectivamente, idéias de sublinhadas no texto.

Acabar com a criminalidade é, pois, meta inatingível.

Na prática, percebe-se que as diversas instâncias são I – Em “É como se cada autor, cada consultor, cada
tratadas (e tratam-se) como compartimentos estan- articulista pegasse uma idéia, transformasse em regra
ques, isolando-se uma das outras, como se cada uma e quisesse aplicá-la a todos os seres humanos” , a ex-
tivesse um objetivo diverso. pressão destacada pode ser substituída por “Parece
que”, mantendo-se a mesma idéia e as mesmas for-
Essa atuação, porém, é profundamente marcada por mas verbais.
estereótipos, e a seleção recai prioritariamente sobre
as “caras de prontuários”, na expressão do penalista II – Pode-se substituir a palavra como (destaque no
argentino Zaffaroni. trecho) por por que, sem prejuízo ao sentido e à cor-
reção da frase.
a) conclusão, conformidade e contraposição.
E como o próprio mercado é todo cheio de ambigüi-
b) explicação, conformidade e retificação. dades e necessidades que são contrárias umas
às outras, o que sobra para nós é uma grande
c) explicação, comparação e contraposição. perplexidade.
d) conclusão, comparação e contraposição. III – Em “não será apenas uma questão de “empre-
e) conclusão, conformidade e retificação. gabilidade”, como dizem, mas de vida” , a palavra
“como” estabelece uma relação de conformidade entre
as orações.

26.(FDRH-Agente Adm.-Pref.POA-2001) Quais estão corretas?

a) Apenas a I.

Analise o sentido da palavra destacada nas frases b) Apenas a II.


abaixo.
c) Apenas a III.

d) Apenas a I e a III.
I – Como é modesto, Guga nos cativa.
e) A I, a II e a III.
II – Como se previa, o tenista brasileiro venceu mais
um torneio.

III – Airton Senna encantou-nos no passado como 28. (PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ANO 2000 –
Guga nos encanta hoje. FAURGS) O trecho Como Portugal não queria concor-
rência (no trecho abaixo) expressa, no contexto em que
IV – Naomi Campbell não abandonou as passarelas, ocorre, idéia de
como havia sido anunciado.

Como Portugal não queria concorrência, o ______


Pela análise realizada, é correto concluir que o como (suscessor/sucessor) de Afonso V, D. João II, construiu
é empregado com o valor idêntico ao que apresenta em 1842 o Castelo de São Jorge da Mina, ou simples-
na frase “Mas, como escreveu Machado de Assis, a mente, Elmina, para garantir militarmente o monopólio.
vaidade é um princípio de corrupção.” Em
a) comparação.
a) I e II
b) condição.
b) I e III
c) concessão.
c) II e III
d) conseqüência.
d) II e IV
e) causa.
e) III e IV

256 Curso extensivo de português


GABARITO - NEXOS
01. E 06. A 11. D 16. C 21. D 26. D
02. B 07. E 12. A 17. D 22. E 27. C
03. B 08. E 13. E 18. B 23. C 28. E
04. E 09. C 14. C 19. C 24. D
05. A 10. B 15. B 20. E 25. D

GABARITO - EXERCÍCIOS
Classifique as orações:

1.Deve ser muito rico, porque está sempre rodeado de mulheres. explicativa

2.Não estava chovendo, todavia ela chegou com o cabelo molhado. Tinha explicação? adversativa

3.Mulher precisa ser bonita, contudo homem não precisa. adversativa

4.Não era bonita nem simpática, no entanto fazia sucesso. Aditiva e adversativa

5.Acordou tarde, por conseguinte chegou atrasado. conclusiva

6.Queria falar, entretanto ninguém deixou. adversativa

7.Não só compareci à reunião, mas manifestei minhas opiniões. aditiva

8.Cale a boca, pois estou falando. explicativa

9.É um corrupto; deve, pois, ser preso. conclusiva

10.Não fale alto, porquanto eles estão dormindo. explicativa

11.Sempre foi muito esforçado, por isso passava em todos os concursos. conclusiva

12.Ela era muito feia, mas tinha três namorados. adversativa

13.Vá dormir, que sairemos de madrugada. explicativa

14.Estavam um pouco machucados, não obstante conseguiram correr. adversativa

15.Precisava resolver, porém hesitava. adversativa

16.Os fatos voam e se renovam a cada minuto. aditiva

17.Havia um compromisso, entretanto ela estava cansada. adversativa

18.As crises sucediam-se, portanto a estabilidade do país estava ameaçada. conclusiva

19.Saiam depressa, porque já é tarde. explicativa

20.Não comprou nada, por isso não parou de chorar. conclusiva

Classifique as orações subordinadas adverbiais em destaque.

a) Apesar de estudar muito, foi reprovado. Concessiva

b) Cada vez que ele vem, acontece isso. Temporal

c) Por mais que te esforces, não conseguirás apagar o amor. Concessiva

www.professorandresan.com.br 257
d) Contanto que sejamos virtuosos, teremos sabedoria. Condicional

e) Ela não foi à festa porque estava doente. Causal

f) Ela não sai de casa desde que o marido fugiu com a vizinha. Temporal

g) José, assim que entrou na sala, abriu as janelas. Temporal

h) Adoeceu visto que não se alimentava bem. Causal

i) Caso precisemos de ajuda, poderemos contar com ele. Condicional

j) Conquanto os poderosos não queiram, nós conseguiremos a liberdade. Concessiva

k) Uma vez que estudasse, passaria facilmente de ano. Condicional

l) Uma vez que estudou, passou facilmente de ano. Causal

Classifique as orações subordinadas adverbiais em destaque.

a) À medida que caminhávamos, mais longe ficávamos da base. Proporcional

b) Falou mais alto a fim de que todos o ouvissem melhor. Final

c) Como não tinha estudado, foi mal na prova. Causal

d) Conforme era previsto, ele não compareceu. Conformativa

e) Embora fosse rico, vivia na mais extrema penúria. Concessiva

f) Estava falando alto desde que chegou. Temporal

g) Falou tanto que ficou rouco. Consecutiva

h) A prova, como se esperava, foi muito difícil. Conformativa

i) A chuva foi de tal modo intensa que inundou quase todas as casas. Consecutiva

j) A fome obriga o bandido a deixar o mato, como obriga as aves a emigrarem. Comparativa

k) Uma mangueira vive em média cem anos, desde que lhe dêem condições. Condicional

l) Como eu ia dizendo, homem é fraco e mulher é forte, fortíssima. Conformativa

m) Conhecíamo-la, posto que não tivéssemos encontros freqüentes. Concessiva

n) Embora fossem inimigos, os portugueses e tupinambás não deixavam de entrar em negócios. Concessiva

o) Seu Lima ficou em minha vida como um símbolo. Comparativa

p) Ao chegar ao cercado,gritávamos, para que o velho se escondesse. Final

q) A coisa foi tão inesperada que o juiz de paz olhou desconfiado para o filho. Consecutiva

r) Recife, como Paris, era uma festa. Comparativa

Diferencie a oração causal da oração explicativa e virgule a explicativa.

1. Os retirantes invadiram o armazém porque estavam famintos. Causal

2. Ele se acredita um gênio porque sabe lógica. Causal

3. Volte hoje, porque amanhã será tarde. Explicativa

258 Curso extensivo de português


4. Não fique preocupado, porque tudo dará certo. Explicativa

5. Pedro voltou porque estava cansado. Causal

6. Eu fiquei resfriado porque saí sem agasalho. Causal

7. Venha, porque eu desejo conversar com você. Explicativa

8. Desça daí, porque você cai, menino! Explicativa

9. Não via o caminho porque ia de olhos fechados. Causal

10. Fui porque não suportava a sua ausência. Causal

11. Espero ver-te, porque sem você a vida é um desespero. Explicativa

12. Vá rápido, porque já está começando a chover. Explicativa

13. Não tivemos coragem de expressar nossa admiração porque todos se calaram. Causal

14. A neve cobria as montanhas e o vale porque o sol daquele verão fora brando. Causal

15. Não viveu porque a doença avançara cruelmente. Causal

Classifique as orações subordinadas de acordo com o código:

(1) subjetiva

(2) objetiva direta

(3) objetiva indireta

(4) predicativa

(5) completiva nominal

(6) apositiva

1. Meu desejo é que chegues logo. 4

2. Tenho esperança de que meus colegas concordem. 5

3. Duvido de que ele vá. 3

4. Estão perguntando se vai haver aula. 2

5. É necessário que sejas sincero. 1

6. Dei-lhe um conselho: que não se envolvesse com estranhos. 6

7. O importante é que não haverá mais denúncias. 4

8. É impossível que não penses nisso. 1

9. Não me digas que estás triste. 2

10. Os alunos desejavam que a prova fosse transferida. 2

11. Insisto em que ele saia. 3

12. Avisei ao candidato que a prova já começara. 2

13. Avisei o candidato de que a prova já começara.3

www.professorandresan.com.br 259
14. Sou favorável a que o despachem. 5

15. Impus-lhe uma condição: que me deixasse sair aos sábados. 6

16. É preciso que saibas isso. 1

17. Convém que não mudes de foco agora. 1

18. Afirmaram que o portão de entrada era aquele. 2

19. Afirmou-se que o portão de entrada era aquele. 1

20. O estranho é que todos sabem criticar. 4

Classifique as orações abaixo, colocando vírgulas quando necessário:

1. Explicativa

2. Restritiva

1. Os cães, que descendem dos lobos, ainda conservam vestígios da vida selvagem. 1

2. Os cães que usam coleiras podem ser rastreados e identificados. 2

3. O dinheiro que se ganha com trabalho tem mais valor. 2

4. O dinheiro, que hoje é usado em todos os países, praticamente extinguiu o antigo sistema de trocas. 1

5. As mentiras que se dizem com convicção são mais eficazes. 2

6. As mentiras, que sempre foram uma prática dos seres humanos, às vezes parecem inevitáveis. 1

7. As pessoas que gostam de viajar estão “dando um tempo” em virtude da alta do dólar. 2

8. Quero apresentar-te minha única irmã que mora no Rio de Janeiro. 1 ou 2

9. As mulheres preferem os rapazes que são tímidos. 2

10. Pelé, que foi considerado o atleta do século, nasceu em Três Corações. 1

11. Os jogadores que foram convocados apresentaram-se ontem. 2

12. Não encontramos os livros que você recomendou. 2

13. Há alunos que estudam aos sábados à meia-noite. 2

14. O Brasil, que é o maior país da América do Sul, tem milhões de analfabetos. 1

15. Os lobos que viviam nos Estados Unidos foram exterminados pelos fazendeiros. 2

16. As pastas dentais que contêm flúor são as preferidas pelos consumidores. 2

17. Os programas de televisão que apresentam cenas de sexo e violência têm público garantido. 2

18. Nos campos de nudismo onde se permite a entrada de curiosos ocorrem às vezes situações de constrangi-
mento. 2

19. Os campos de nudismo, onde se dispensa completamente o uso de roupas, permitem um contato mais
íntimo com a natureza. 1

260 Curso extensivo de português


Primeiro indique a idéia, após desenvolva as orações reduzidas usando os nexos adequados.

01. Sendo muito pobre, não podia mesmo vestir-se bem como as amigas. (Idéia de causa)

Já que era muito pobre, não podia mesmo vestir-se bem como as amigas.

02. Sendo muito pobre, andava tão bem vestida como as amigas. (Idéia de contrariedade)

Embora fosse muito pobre, andava tão bem vestida como as amigas.

03. Ela o magoou sem querer. (Idéia de contrariedade)

Ela o magoou, embora não quisesse.

04. Havendo possibilidade, irei. (Idéia de tempo ou de condição ou de causa)

Quando houver possibilidade, irei.

Se houver possibilidade, irei.

Já que há possibilidade, irei.

05. A comprar este livro, você não precisará de outro. (Idéia de condição)

Se comprar este livro, você não precisará de outro.

06. Estando sem dinheiro, ele teve de desistir da faculdade. (Idéia de causa ou tempo)

Já que estava sem dinheiro, ele teve de desistir da faculdade.

Quando estava sem dinheiro, ele teve de desistir da faculdade.

07. Conhecendo a namorada, sabia que ela não o enganava. (Idéia de causa)

Já que conhecia a namorada, sabia que ela não o enganava.

08. Tendo vivido na roça, conhecia os costumes dos roceiros. (Idéia de causa ou tempo)

Já que viveu na roça, conhecia os costumes dos roceiros.

Quando vivia na roça, conhecia os costumes dos roceiros.

09. Tendo vivido na roça, ignorava os costumes dos roceiros. (Idéia de contrariedade)

Embora tivesse vivido na roça, ignorava os costumes dos roceiros.

10. Terminada a sessão, retirei-me. (Idéia de causa ou tempo)

Já que terminou a sessão, retirei-me

Quando terminou a sessão, retirei-me.

11. Tendo muito dinheiro, não gastava nada. (Idéia de contrariedade)

Embora tivesse muito dinheiro, não gastava nada.

12. Tendo muito dinheiro, gastava muito. (Idéia de causa)

Já que tinha muito dinheiro, gastava muito.

13. Por trabalhar muito, recebeu um aumento. (Idéia de causa)

Já que trabalhou muito, recebeu um aumento.

www.professorandresan.com.br 261
Identifique os QUES

1. O carro vinha tão depressa que atropelou uma velhinha. (III )

2. O rapaz prometeu que nada aconteceria se passassem a noite juntos. (II )

3. Disse-lhe que não iria prometer nada. (II )

4. As moças que mais namoram são as que mais aproveitam. (I )

5. Joana é que sabe tudo. (V)

6. Venha, que estou aqui. (IV )

7. Tudo depende de que estudes bastante. (II )

8. É mais bonita que as primas, mais charmosa, mais elegante. (VI )

9. As drogas que causam dependência são as piores. ( I)

10. Existem erros que se justificam. (I )

11. A garota esperava que os irmãos voltassem. ( II)

12. Tanto insistiu que conseguiu a vitória. (III )

13. O cientista afirmava que não existiam tais fenômenos. (II )

14. Disseram que venceríamos. (II )

15. “Seus olhos eram mais negros que a asa da graúna. (VI )

16. Determinou que o jogo fosse transferido. (II)

17. Não demore muito, que estamos te esperando. (IV )

18. Assim é que se faz. ( V)

19. Tão intensa era sua emoção que não conseguia controlar-se. ( III)

20. Havia muitas coisas que não te contaram. (I )

21. Ele acredita em que o amor entre eles existe. ( II)

22. Foi tão prolixo que confundiu a todos. ( III)

23. O menino é que é feliz. (V )

Identifique os “SES”

1. Indagaram se ela viria. (conjunção integrante)

2. O rapaz não se convenceu. (pronome reflexivo)

3. Fizeram-se as modificações. (partícula apassivadora )

4. Foi-se embora rapidamente. (partícula expletiva)

5. Poderemos ficar se você vier. (conjunção condicional)

6. Anulou-se a questão. (partícula apassivadora )

7. Como se eles fizessem o bem. (conjunção condicional)

262 Curso extensivo de português


8.Necessita-se de pessoas com este perfil. (ind. ind. do suj.)

9.Quando foi subir a escada, tropeçou e feriu-se. (pronome reflexivo)

10. Todos queriam saber se o que aconteceu era verdade. (conjunção integrante)

11. Se tu ficares aqui, deverás arrumar as tuas coisas. (conjunção condicional)

12. É necessário que se obedeça às ordens. (ind. ind. do suj.)

13. Não se olharam. (pronome reflexivo)

14. Não se organizam os torneis como antigamente. (partícula apassivadora)

15. Não sei se fizemos a coisa certa. (conjunção integrante)

www.professorandresan.com.br 263
264 Curso extensivo de português
Frase normal: Sujeito – verbo – complementos – adjunto adverbial.

Uma frase normal (______________) jamais terá sinal de pontuação.

Exemplos:

1)

2)

3)

4)

Uso dos sinais de pontuação

1) VÍRGULA: marca enumeração, deslocamento, intercalação, omissão ou é usada entre certas orações.

Exemplo:

a)

2) PONTO E VÍRGULA: é usado, principalmente, para assinalar mudança de sentido ou nas coordena-
ções;

Exemplos:

a)

b)

3) DOIS-PONTOS: indica fala direta (discurso direto), uma citação, uma enumeração, um esclarecimen-
to, explicação, explicitação ou uma síntese.

Exemplos:

a)

b)

4) PONTO FINAL: emprega-se para fechar um período completo.

Exemplos:

a)

b)

www.professorandresan.com.br
5) PONTO DE INTERROGAÇÃO: indica pergunta direta.
Exemplo:

a)

PERGUNTA RETÓRICA: aquela que se formula sem objetivo de receber uma resposta, disfarça uma afirmação.
Exemplo:

a)

6) PONTO DE EXCLAMAÇÃO: expressa admiração, surpresa, alegria, dor, etc.

Exemplos:

a)

b)

7) RETICÊNCIAS: indica supressão ou omissão voluntária de uma coisa que poderia ou deveria ter sido dita

Exemplo:

a)

8) PARÊNTESES: usados principalmente para isolar trechos explicativos ou comentários.

Exemplos:

a)

b)

9) TRAVESSÃO: usado nos diálogos. Além disso, marca trechos explicativos ou comentários.

Exemplos:

a)

b)

c)

10) ASPAS: indica citação/discurso direto ou realça palavras que fogem ao uso habitual.

Exemplo:

a)

266 Curso extensivo de português


VÍRGULA COM UMA ORAÇÃO
1. enumeração

2.deslocamento do adjunto adverbial

3.aposto

4.voca vo

www.professorandresan.com.br 267
EXERCÍCIOS I
Use a vírgula, se necessário, e diga qual o motivo (1,2,3,4).

1.Fui ao supermercado e comprei uma cerveja um vinho e uma cachacinha. _____

2.Luís Carlos menino muito pobre não tinha roupa boa para ir à escola. _________

3.Pessoas de todo o mudo conhecerão o Brasil durante a Copa do Mundo de 2014.______

4.Dentro do navio ninguém sabia o que fazer.___________

5.Paulo você assistiu à aula? _______

6.Maria Clara menina discreta e responsável deu mostras de sua excelente formação moral.______

7.Prestem atenção aqui alunos. __________

8.Eu encontrei Raquel filha de Pedro amigo de meu pai no baile de formatura. _____

9.O guincho acaba de levar um carro uma moto e uma bicicleta. ________

10.As frequentes discussões entre os jogadores da seleção fizeram o técnico cair. _________

11.Várias línguas francês italiano alemão são faladas na Suíça. __________

12.Preciso falar com o Jorge filho do proprietário. _____________

13.Aqueles primos de João gostam de filmes de música e de livros.________

14.Não consigo esquecer Sidney Magal o rei da lambada.________

15.Não se pode meu caro leitor aceitar essa mudança sem que se reclame. _______

16.Carlos naquela ocasião reclamou de você. ___________

17.O diretor entregará os prêmios aos alunos. _______

18.Meus amigos não se admitem meias palavras._______

19.A família base da sociedade tem especial proteção do Estado. __________

20.Jocleido conhecido por suas frequentes conquistas amorosas vai casar. ______

268 Curso extensivo de português


VÍRGULA COM MAIS DE UMA ORAÇÃO
5.orações subordinadas adverbiais
A)

B)

C)

Exemplos:

1)

2)

3)

4)

5)

6) Já que ninguém falou nós vamos falar.

7) Arriscou embora não possuísse informações uma opinião.

8) Vim hoje conforme lhe havia prometido.

9) Fazendo o certo conseguirás passar.

10) A mãe de Júlia ao saber da notícia entristeceu-se.

11) Quando a diretora chamou o pai a menina já estava chorando.

12) Fiz-lhe um sinal para que se calasse.

13) Não carregue mesmo que o tenha dinheiro consigo.

14) Terminada a sessão todos foram embora.

15) Se você o vir fale o que houve.

www.professorandresan.com.br 269
6. Orações coordenadas
- oração coordenada assindética + oração coordenada assindética

a)

b)

- oração coordenada assindética + oração coordenada sindética

a) aditivas

b) adversativas

c) alternativas

d) conclusivas

e) explicativas

Observação:
A pontuação da conjunção E

a) sujeitos diferentes

b) E , E SIM, E NÃO como conjunção adversativa

c) vírgula depois do E

270 Curso extensivo de português


7.Orações adjeti as explicati as

8.Supressão ou omissão do verbo

www.professorandresan.com.br 271
Observações Finais
-1) Comentários / orações intercaladas

2) Expressões explicativas ou retificativas

3) Também

4) pontuação do etc.

5) pontuação do pois

6) o entre-vírgulas

7) Vírgula depois de parênteses ou travessão

8) Vírgula com duas funções

272 Curso extensivo de português


EXERCÍCIOS II
1. Este é um mal horrível mas tem cura.

2. Os operários protestavam e exigiam explicações.

3. O prefeito mandou distribuir cerveja grátis a todos e a população saiu às ruas.

4. Quando eu fizer a reforma vou consultá-lo.

5. O professor repetiu a explicação porém os alunos continua am com dúvidas.

6. Henrique é um bom amigo e além disso bom filho.

7. Esse “querer” não é um verbo e sim um substanti o.

8. Aquele prefeito lê muito e por incrível que pareça escreve mal.

9. Eu carrego as bebidas. Tu o gelo.

10. Só o diamante que é mais duro que o aço pode riscar esta superfície.

11. Falei tudo ao nosso amigo; deve pois estar triste

12. Nosso amigo deve estar triste pois falei tudo a ele.

13. Não poderão acredito ganhar a causa.

14. A rainha aliás não sabia de nada.

15. Elas explorariam o café. Nós o algodão.

16. Ninguém é verdade poderia prever este fracasso.

17. O homem depende da natureza portanto deve preservá-la.

18. As novas escolas também estão precárias.

19. Essa pequena biblioteca tem atlas gramáti as livros didáti os dicionários etc.

20. Eu não sei se vocês concordam vou votar em Márcio.

21. O Brasil que é o maior país da América do Sul tem muitos problemas sociais.

22. Carlos apesar das denúncias foi eleito prefeito.

23. Seremos vencedores ou iremos provar o amargo da derrota?

24. Não reclame de seus pais porque ninguém no mundo é prefeito.

25. Veio aqui conversou um pouco foi para casa.

www.professorandresan.com.br 273
2. DOIS PONTOS
2.1. Antes de uma citação.

2.2. Antes de uma enumeração.

2.3. Antes dos apostos.

2.4. Antes de uma explicação.

2.3. Antes dos apostos.

2.5. Resumo:

3. PONTO e VÍRGULA
Uso Geral

274 Curso extensivo de português


3.1. Para separar orações coordenadas adversativas e conclusivas cujo conetivo esteja deslocado.

3.2. Para separar orações de sentido oposto que se ligam sem conjunção

3.3. Para separar grupos de orações.

EXERCÍCIOS III
Coloque vírgula, ponto-e-vírgula e dois-pontos onde convier:
1. “O talento se forja na solidão o caráter na sociedade”. “Goethe”
2. Ela agia correto ele errado.
3. “A consciência não nos impede de cometer pecados impede-nos de desfrutar deles”.
4. O ar anda muito pesado devemos pois trabalhar menos.
5. Deves comprar o seguinte tomate três quilos cebola um quilo costela dois quilos.
6. Tudo corria muito bem havia entretanto dois problemas a falta de dinheiro e a falta de tempo.
7. Uns trabalhavam esforçavam-se exauriam-se outros folgavam descuidavam-se não pensavam no futuro.
8. Uns vão pela vida colhendo resultados outros sofrendo conseqüências.
9. A celebridade é fonte de labuta e mágoas o anonimato é fonte de felicidade.
10. A represa está poluída os peixes estão mortos.
11. Napoleão disse “Do alto desta pirâmide quarenta séculos vos contemplam.”

Coloque C (certo ) e E (errado) para as frases pontuadas abaixo:


1. Ônibus, automóveis e carros, ficaram detidos. ( )
2. Os ministros, ontem à noite encaminharam a proposta. ( )
3. A vida, meus amigos, é um mergulho na bruma. ( )
4. Ele, com certeza passará a duvidar de ti. ( )
5. Os amigos, de Lúcia, não fizeram questão de acreditar nele. ( )
6. Os freqüentes termos de baixo calão do deputado governista evidenciam seu despreparo. ( )
7. Seus olhos, duas bolas de pânico, impressionavam quem o via.( )
8. O pai de João, que há muito eu não via esteve aqui ontem. ( )
9.Quando sairmos desta situação; irei para casa descansar. ( )
10. Quando sairmos desta situação irei para casa descansar. ( )
11. Fizemos, conforme o combinado, todo possível para vencer. ( )
12. Se tudo desse certo, logo, estaremos em casa. ( )
13. Alguns reclamam e, ninguém reivindica. ( )
14. Expus meu ponto de vista e fiz minhas reivindicações. ( )
15. O time empenhou-se, mas, naquele dia, não superou o adversário. ( )
16. Só alimento uma ilusão na vida: ter você. ( )
17. Não falem alto; as crianças estão todas dormindo. ( )
18. Compareceram todos: seu Lucas, padre Abílio, mestre Caetano. ( )
19. “O romantismo era a apoteose do sentimento; o Realismo, é a anatomia do caráter”. ( )
20. O vento forte abriu a janela, e todos assustaram-se. ( )
21. Uma coisa, contudo, estava bem clara: a jovem não fora roubada, pois um grande anel de ouro continuava a
brilhar num dos dedos da mão esquerda. ( )
22. Naquela noite, o rapaz contou uma mentira a seu pai: disse-lhe, que ia passear com os amigos, e ninguém des-
confiou de que se preparava para fugir. ( )

www.professorandresan.com.br 275
ANOTAÇÕES

QUESTÕES DE CONCURSOS 02. (Técnico Judiciário – TRT – 4ª Região) É correto


afirmar que as vírgulas
01. (Arquiteto – Prefeitura de Alvorada/RS) Sobre a
pontuação do texto, é correto afirmar que Foi desastroso o fim da telenovela Mulheres Apaixona-
a) FÍGARO: (Andando pelo palco, como se estives- das, exibida durante oito meses em horário nobre pela
se medindo uma sala.) Dezenove pés por... vinte e Globo, rede de maior audiência da televisão brasileira.
seis. Ao invés de apaixonadas, a novela mostrou mulheres
em várias situações de discriminação e desrespeito,em
-Ah, senhor conde! Senhor conde! situação de submissão e inferioridade, impotentes e
coniventes com os clichês de violência e impunidade.
Os parênteses da frase acima e a vírgula do trecho –
Ah, isolam elementos de mesma função sintática a) As vírgulas do trecho Mulheres Apaixonadas, e Ao
invés de apaixonadas, devem-se à mesma razão de
b) Ouve, Fígaro, noivinho querido; fico bem assim? ordem sintática.

FÍGARO: Linda, meu amor; essa flor de laranjeira em b) Esta, corroída por um ciúme doentio, se desequili-
tua fronte, na manha de nossas núpcias, é uma visão bra, manifestando instintos suicidas e homicidas.
de doçura e encanto para o teu esposo enamorado.
As vírgulas depois de Esta e doentio poderiam ser
Apenas um dos dois ponto-e-vírgula das frases acima substituídas por parênteses sem prejuízo do significa-
pode ser substituído por dois-pontos. do geral da frase.

c) Assim, se a condessa se indispõe às duas horas da c) Nem a figura da avó escapou, pois se revelou per-
manhã – zás -, em um salto estás lá. versa e agressiva com a pobre neta órfã, que tem vi-
sões paranormais da mão exemplar que lhe concedia
A vírgula da frase acima seria necessária mesmo que excelente padrão de vida dedicando-se à prostituição e
não fosse seguida por uma oração adverbial desloca- foi vítima de uma bala perdida.
da.
As vírgulas da frase acima isolam uma oração desloca-
d) Assim, se a condessa se indispõe às duas ho- da de sua posição usual na frase.
ras da manhã – zás -, em um salto estás lá.
d) Um médico acintosamente, vaidoso e into-
Compreendes? (Cara espantada de Fígaro.) – Tu pen- lerante, foi disputado durante toda a novela por três
savas, meu divino amor, que o dote que ganhamos foi mulheres, sendo uma enteada da outra, que a ele se
por tua bela cara? ofereciam de forma lasciva.
Os travessões das frases acima foram usados pela As vírgulas depois de intolerante e mulheres pode-
mesma razão. riam ser substituídas por travessões sem prejuízo do
significado geral da frase.
e) ROSINA: Que, meu bom amigo, o senhor con-
de, cansado de namorar todas as beldades das redon- e) Mas a vítima também foi punida: seu namorado ado-
dezas, deseja voltar para o castelo, para o lar .... mas lescente morreu, deixando-lhe como consolo um filho
não para o seu quarto. em suas entranhas.
As reticências utilizadas na frase indicam a omissão de Como depois ela aparece beijando os avós, aos quais
um trecho da frase de Rosina. sempre agrediu, a violência intrafamiliar acabou consa-
grada como o melhor método educacional.

As vírgulas após as palavras morreu e avós, separam


orações de sujeitos diferentes.

276 Curso extensivo de português


03. (Procurador – Prefeitura de Caxias do Sul/RS) cia e humor ainda maior.
Assinale a afirmativa INCORRETA acerca do emprego
de sinais de pontuação no texto. O travessão da frase acima poderia ser substituído por
vírgula.
a) Sendo contraditórios – por isso interessantes -, não
é estranho que na época em que mais tempo vivemos II – Escreveu aquele que pode ser o verso mais impor-
haja tanta dificuldade em relação ao que se convencio- tante da Literatura Brasileira do século XX: “Tu pisavas
nou chamar velhice. os astros distraída”.

Por isso quero falar de minha implicância com a impli- Por causa dessa sua grande importância, não pode-
cância que temos com os vocábulos – e a realidade mos esquecer o criador desse verso e de muitos outros,
– velho, velhice. como aqueles que poderiam ser dedicados a alguma
habitante de uma certa cidade do Rio Grande do Sul:
- Seus quadros celebram a vida.
Alvorada
- Eu os crio para mim mesma, para o meu prazer.
Na alvorada que alucina, ...
Os travessões no trecho – por isso interessantes – e
– e a realidade – foram usados para separar expres-
sões intercaladas.
Os dois-pontos após século XX:, foram usados pela
Os travessões no trecho – Seus quadros... e – Eu os mesma razão que os dois-pontos após Rio Grande do
crio... foram usados para indicar mudança de interlo- Sul:.
cutor.
III – Entretanto, seu sucesso maior foi mesmo como
b) Por imaginarmos que as últimas décadas de uma letrista e poeta.
vida são apenas decadência e deterioração, criamos o
tabu que reveste essa palavra. No entanto, o autor deixa claro que aquela é apenas a
visão de um apaixonado que é capaz de amar e sonhar
A vírgula na frase acima poderia ser suprimida sem mesmo sendo socialmente desprovido e vivendo num
acarretar erro à frase, pois foi empregada para separar barracão cujo telhado de zinco é furado e, portanto,
um conjunto oracional deslocado. num lar que o calor de um dia de sol é insuportável e as
águas de verão inundam o pouco que possui.
c) Para isso não é necessário ser jovem, belo (signi-
ficando carnes firmes e pele de seda...) ou ágil, mas A vírgula após a palavra No Entanto, exerce a mesma
ainda lúcido. função que as vírgulas na palavra, portanto,

Os parênteses da frase acima foram usados para inter-


calar uma explicação que a autora julga conveniente.
Quais estão corretas?
d) Porém, no espírito de manada que nos caracteriza,
nós o adotamos ainda que seja em nosso desfavor. a) Apenas I

As vírgulas da frase acima poderiam ser substituídas b) Apenas II


por travessões, pois, nesse caso, estes sinais de pon- c) Apenas III
tuação exercem igual função.
d) Apenas I e III
e) Ela respondeu junto do meu ouvido, brilho nos olhos:
e) I, II e III
- Eu os crio para mim mesma, para o meu prazer.

Os dois-pontos da frase acima foram usados para in-


troduzir a fala da personagem; seu emprego, portanto, 05. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) Na frase
é obrigatório. No primeiro dia de aula, o aluno novo já estava sen-
do chamado de “Gaúcho”, a vírgula foi usada pela
mesma razão que determina o emprego.
04. (Téc. em Higiene Dental – Prefeitura de Alvora- a) – Aí, Gaúcho!
da/RS) Considere as seguintes afirmações sobre al-
guns casos de pontuação. b) – Mas o Gaúcho! Fala “tu”! – disse o gordo Jorge,
que era o que mais implicava com o novato.
I – Além de defender os consumidores e criticar o Capi-
talismo, advoga o direito de designar de língua brasilei- c) Podia estar, naquele momento, em algum hospital.
ra a língua falada no Brasil – tudo com muita veemên-

www.professorandresan.com.br 277
d) – Gaúcho... Quer dizer, Rodrigo: explique para a A colocação de uma vírgula após a palavra Educação
classe o que aconteceu. não acarretaria erro à frase.

e) – Nós vínhamos de auto, o pai não viu a sinaleira fe- A seqüência correta de preenchimento dos parênteses,
chada, passou no vermelho e deu uma pechada noutro de cima para baixo, é
auto.
a) V – V – F

b) F – V – F
06. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) .... Que já
ganhara outro apelido: Pechada. c) V – V – V

- Aí, Pechada! d) F – F – V

- Fala, Pechada! e) V – F – V

Os travessões acima foram usados para assinalar

a) a fala de personagens 09. (Auxiliar de Perícias – IGP/RS) Considere as se-


guintes afirmações sobre o uso da vírgula no texto.
b) um acontecimento
I – Tudo sob controle, doutor.
c) uma explicação
Eu sei, disse Vilela.
d) uma pausa
Nas frases acima as vírgulas exercem a mesma fun-
e) a troca de linhas ção, a de isolar o vocativo.

II – As perícias já foram feitas, e eu mandei desinterdi-


tar os locais.
07. (Analista Judiciário – TRT 4ª Região) Na frase
Suprimi-la indiscriminadamente com analgésicos, O uso da vírgula se deve ao fato de os sujeitos das
dizem alguns estudiosos, pode fazer mais mal do duas orações serem diferentes.
que bem, a função da vírgula em seus empregos é
III – “Alô, disse uma voz, pouco depois, “é o perito Mar-
a) isolar aposto tins, falando.”

b) separar oração intercalada As vírgulas foram empregadas para separar itens que
compõem uma enumeração.
c)separar orações coordenadas assindéticas

d) isolar adjunto adverbial intercalado


Quais estão corretas?
e) separar itens de uma série
a) Apenas I

b) Apenas II
08. (Motorista – MP/RS) Assinale, nos parênteses,
com V as afirmativas verdadeiras e com F as falsas, c) Apenas III
considerando o emprego da pontuação.
d) Apenas I e II
( ) Exemplos não faltam: há, no Brasil, bebês de dez
meses pesando três quilos... e) I, II e III

As vírgulas separam um adjunto adverbial deslocado.

( ) A desnutrição deixa marcas para a vida toda: afe- 10. (Contador – BANRISUL/RS) Sobre a pontuação
ta a capacidade de raciocínio, o aprendizado e, numa empregada no texto, é correto afirmar que
conjunção ainda mais cruel, ajuda a engrossar a lista
a) Eu queria a bicicleta, e meu pai, que era barbeiro,
de justificativas para a evasão escolar.
achou que aquilo era dinheiro jogado fora. Vendi jor-
As vírgulas no trecho e, numa conjunção ainda mais nais e garrafas, engraxei sapatos e, quando finalmente
cruel, ajuda poderia ser substituídas por travessões. consegui comprar a bicicleta, ela já não era mais im-
portante.
( ) Educação também é alimento.
As vírgulas depois de barbeiro e garrafas devem-se à

278 Curso extensivo de português


mesma razão de ordem sintática. I - ... o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE) apressou-se em advertir: os indicadores sobre
b) Bem cedo, portanto, descobri a diferença entre os renda são individuais, ...
que têm e humilham e os que não têm e são humilha-
dos. Os dois-pontos poderiam ser suprimidos sem acarretar
erro à frase, visto que foram utilizados apenas para in-
A palavra portanto deixaria de ser isolada por virgu- dicar uma pausa.
las caso fosse deslocada para depois da forma verbal
descobri. II - ... o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatís-
tica (IBGE) apressou-se em advertir: os indicadores
c) Mais tarde, ao entrar na adolescência, traba- sobre renda são individuais, mas as estatísticas sobre
lhava em jornal como contínuo e auxiliar de repórter bens duráveis que vão do fogão ao carro são por domi-
policial. cílio. A tendência, porém, tem outras razões, a começar
pelo fato de, ...
A vírgula que se segue à palavra adolescência está
separando itens de uma série. O ponto final poderia ser substituído por ponto-e-vírgu-
la se a conjunção porém fosse deslocada para o início
d) E isso não era muito difícil: bastava ler, apren- da oração em que se encontra.
der, estudar, e, na medida em que lia, aprendia e estu-
dava, mais reverenciava... III– É esse país dos cidadãos sem registro de nas-
cimento, dos que sobrevivem no mercado informal de
Os dois-pontos podem ser substituídos por ponto, des- trabalho, dos que não contribuem para a Previdência
de que a palavra seguinte inicie por maiúscula. ou nem mesmo pagam impostos.
e) Quando lhe indagam o porquê de seu compor- As vírgulas foram utilizadas para separar orações coor-
tamento, ele diz... denadas.
A vírgula depois de comportamento pode ser substi- Quais estão corretas?
tuída por ponto-e-vírgula ou ponto sem acarretar qual-
quer espécie de erro. a) Apenas I

b) Apenas II
11. (Advogado – FEBEM/RS) Considere a pontuação c) Apenas III
empregada nas frases abaixo
d) Apenas I e II
I – Os olhos de vidro muito pretos e o focinho de
plástico, também preto, davam ao boneco um ar meigo. e) Apenas II e III

II –Toma, Belina, é teu.

III–Depois, quando compreendeu do que se tratava, 13. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS)


uma sensação esquisita começou a sufocá-la Considere as seguintes afirmações acerca do uso da
pontuação no texto.

I – Se pudéssemos fazer de nossa vida um filme, seria,


Quais frases poderiam continuar apresentando vírgula não tenhamos dúvida, um grande filme.
caso fosse retirado o trecho sublinhado ?
A vírgula após a palavra filme separa uma oração ad-
a) Apenas I verbial deslocada; poderia, portanto, ser suprimida.
b) Apenas II II – Ou, ao contrário, um filme alternativo, como aqueles
do cinema Novo (“Uma câmera na mão, uma idéia na
c) Apenas I e II cabeça”): não faz diferença.
d) Apenas II e III As vírgulas no trecho ,ao contrário, foram usadas para
e) I, II e III separar um elemento intercalado.

III – Ah, e isso o nosso filme teria: belas atrizes, inteli-


gentes atores.
12. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS)
Considere as seguintes afirmações acerca do uso de A vírgula após a palavra atrizes poderia ser substituída
pontuação no texto. pela conjunção e, sem acarretar erro à frase.

www.professorandresan.com.br 279
Quais estão corretas? mento das “consciência sombrias”, ao aliar a medicina
legal, a antropologia criminal, os serviços de estatística
a) Apenas I e os serviços de identificação.
b) Apenas II As vírgulas no trecho ,acreditava-se, não poderiam ser
substituída por travessões porque isolam um comentário.
c) Apenas I e III
c) A ciência, acreditava-se, permitia o reconheci-
d) Apenas II e III mento das “consciência sombrias”, ao aliar a medicina
legal, a antropologia criminal, os serviços de estatística
e) I, II e III
e os serviços de identificação.

Antropologia que, aplicada à criminalidade, contribui


14. (Perito Químico – Forense – IGP/RS) A propósito para a promoção de um processo de naturalização e
da pontuação do texto, é INCORRETO afirmar que medicalização em que, crescentemente, o foco deixou
de estar centrado no crime, passando a concentrar-se
a) Os senhores são como se fossem seus paren- na figura do criminoso, ...
tes; afinal, são amigos.
As vírgulas no trecho ,a antropologia criminal, e no
O ponto-e-vírgula poderia ser substituído por ponto. trecho ,crescentemente, foram utilizadas pela mesma
razão.
b) Eu lhes digo o que vou fazer: permitirei a entra-
da de um dos senhores, para que assista a esta tarefa, d) Giravam em torno de sentimentos e instintos
que, infelizmente, tem que ser executada, está na lei. considerados básicos (amor, ódio, traição...) e repre-
sentados como naturais.
Os dois-pontos introduzem um esclarecimento sobre a
oração anterior. As reticências indicam que há um significado oculto su-
bentendido.
c) “Eu vou”, disse um deles, encarando os outros
dois, que desviaram os olhos. e) Ampliavam o interesse e a curiosidade públi-
cos, pois ameaçavam um outro valor socialmente cons-
As vírgulas no trecho ,disse um deles, isolam um ele- truído – a honra e a defesa da moralidade.
mento intercalado
A expressão a honra e a defesa da moralidade não
d) Tiraram a saía, a blusa, as peças íntimas. pode ser colocada entre parênteses porque está em-
pregada só com um travessão.
Temos que tomar nota de tudo, disse o legista, olhando
para o escriturário que escrevia, para o laudo.

As vírgulas no trecho ,a blusa, e ,disse o legista, fo-


ram utilizadas pela mesma razão.
16. (Agente Administrativo – MP/RS) Considere as
e) O homem queria mesmo matar, disse o legista, seguintes afirmações sobre o uso da pontuação no tex-
olhando o corpo, profissionalmente. to.
O ponto final da frase acima não pode ser substituído I – Padrões comportamentais, e não apenas tra-
por ponto de exclamação. ços fisiológicos e anatômicos, constituem a matéria-pri-
ma da seleção natural.

As vírgulas na frase acima poderiam ser substituídas


por travessões sem prejuízo à correção ou ao signifi-
15. (Psicólogo – SUSEPE/RS) A propósito da pontua- cado da frase.
ção empregada no texto, é correto afirmar que II– Se o comportamento egoísta resulta de tendên-
a) ... Elizabeth Cancelli mostra que, na passagem cia biológicas, dá-se o mesmo com o altruísmo, que
do século XIX para o século XX, diferentes teses apon- prevalece em determinadas espécies animais, sobretu-
tavam para a aproximação entre o conhecimento médi- do entre os humanos.
co e a compreensão de atos criminosos... Se a vírgula no trecho altruísmo, que fosse substituí-
As vírgulas no trecho ,na passagem do século XIX da por um travessão, nenhuma outra alteração seria
para o século XX, foram utilizadas para isolar um ad- obrigatória para que resultasse um período gramatical-
junto adverbial deslocado. mente correto.

b) A ciência, acreditava-se, permitia o reconheci- As teses do autor enraízam se numa concepção de

280 Curso extensivo de português


instinto apropriada à nossa espécie, a de primatas do- As vírgulas no trecho ,de forma direta ou pelos seus
tados de um elenco inato de “predisposições par apren- representantes, delimitam uma oração restritiva.
der”, em meio a um universo de seres mais submissos
à inflexibilidade de “programas genéticos imutáveis”. ( ) ... consiste em reforçar a resistência da opi-
nião pública ao poder, em geral ao encerrá-la num uni-
No trecho espécie, a substituição da vírgula por dois verso não-político, no qual a meteorologia, o futebol,
pontos não acarretaria erro. as reportagens sobre as estrelas da atualidade, o
exotismo e o recurso à emoção criam uma televisão ou
Quais estão corretas? uma imprensa de empatia, ....
a) Apenas I. As vírgulas do trecho marcado na frase anterior, sepa-
ram itens de uma enumeração.
b) Apenas II.
( ) Não creio que a imprensa possa ser inteira-
c) Apenas I e II. mente objetiva, pois ela contribui para construir a reali-
d) Apenas II e III. dade, embora não possa fazê-lo como bem entenda,
sob pena de perder o seu público.
e) I, II e III.
As vírgulas no trecho marcado delimitam uma oração
adverbial intercalada.

17. (Assistente de Promotoria – MP/RS) Sobre a fra- ( ) Em vez de lançar o seu desprezo sobre a mí-
se São superficiais as condenações da mídia que dia, os intelectuais deviam contribuir para demarcar o
passam arbitrariamente de uma crítica justificada papel de expressão dos anseios...
das deformações e dos limites da imprensa, e so-
bretudo da televisão, à afirmação de que a mídia A vírgula utilizada na frase acima separa adjunto adver-
está automaticamente a serviço das forças domi- bial deslocado.
nantes, são feitas afirmativas, considere A seqüência correta, de cima para baixo, é:
I– A colocação de uma vírgula depois de da mídia in- a) V – V – F – F
dicaria que todas as condenações da mídia são super-
ficiais. b) V – F – F – F
II– A vírgula após imprensa e após televisão poderia c) F – F – V – V
ser substituída por travessões sem que resultasse em
erro. d) F – V – V – V

III– As expressões das deformações, dos limites, da e) F – V – F – V


televisão e das forças dominantes modificam a ex-
pressão uma crítica justificada.

Quais estão corretas? 19. (Motorista – FEBEM/RS) Na frase ... a estimula-


ção, que pode acontecer em casa ou na escola a
a) Apenas I. partir de atitudes muito simples, como brincar ou
cantar com o bebê, mas que terão papel decisivo no
b) Apenas II. seu desenvolvimento, as vírgulas no trecho sublinha-
do foram empregadas para separar
c) Apenas III.
a) uma expressão de retificação.
d) Apenas I e II.
b) vários elementos de uma série.
e) Apenas I e III.
c) uma citação.

d) um vocativo.
18. (Assistente de Promotoria – MP/RS) As afirma-
ções abaixo referem-se ao emprego da vírgula no texto. e) uma exemplificação.
Assinale V nas afirmações verdadeiras e F nas falsas.

( ) Esta não consiste em emitir mensagens, mas


em fazer com que elas sejam recebidas, coisa que só 20. (Auxiliar de Contabilidade – BANRISUL/RS)
pode ser feita se o público tiver consciência de se parte Considere as seguintes possibilidades de alteração da
integrante, de forma direta ou pelos seus representan- pontuação empregada em frases do texto.
tes, do processo político.

www.professorandresan.com.br 281
I - Isso explica que Os Simpsons (os roteiros continuam pecialistas no tema no Brasil, assinale a alternativa
ótimos) sejam ainda desenhados à mão na Indonésia que justifica corretamente o emprego da vírgula.
enquanto todos os novos desenhos animados são fei-
tos por computador. __________________________

Substituição dos parênteses por travessões.

II – A lógica do mercado é essa, a do proletariado ex- 23. (Auxiliar de Radiologia – Prefeitura de Caxias do
terno: nativos pobres e escurinhos que, bem longe, Sul/RS – 2002) As vírgulas empregadas na frase Mas
fabricam a riqueza a ser desfrutada pelos ricos brancos aquela que mata a sede há muito tempo deixou de ser
do norte, sem problemas com legislação.... adquirida em poços, cacimbas, filtros de barro e torneiras,
se justificam porque separam
Supressão dos dois-pontos.
a) expressões explicativas.
III – Todos falam na integração mundial dos mercados,
de um mundo livre de barreiras comerciais, desde que, b) orações intercaladas.
é claro...
c) termos que o autor deseja realçar.
Inclusão de uma vírgula depois de falam.
d) termos de uma enumeração.

e) expressões de retificação.
Quais delas manteriam a correção?

a) Apenas I.
24. (Bibliotecário – 2004 – FAURGS) Na primeira co-
b) Apenas I e II. luna, são apresentadas algumas justificativas para o
emprego de sinais de pontuação; na segunda coluna,
c) Apenas I e III. são citados alguns empregos de vírgula no texto. Cor-
relacione-os.
d) Apenas II e III.
(1) Isolar adjunto adverbial deslocado.
e) I, II e III.
(2) Separar orações coordenadas.

(3) Isolar oração adjetiva explicativa.


Instrução: Considere a chave de respostas abaixo
para responder às questões 21 e 22. (4) Separar elementos de uma mesma função sintática.

a) Isolar adjunto adverbial deslocado. (5) Isolar aposto.

b) Separar orações coordenadas.

c) Isolar oração adjetiva explicativa. ( ) Vírgulas colocadas depois de parecem e depois de


anos.
d) Separar elementos em uma enumeração.
Afetam umas _______ outras, de maneira que pare-
e) Isolar aposto cem, ao longo dos anos, mais ou menos arbitrárias ou
mais ou menos imaginativas.

( ) Vírgulas colocadas depois de Masson e depois de


21. (Escrivão de Polícia – Polícia Civil/RS) Na frase
francesas.
A Polícia Federal brasileira, que aprende toneladas
de entorpecentes todo ano, trabalha nessa frente, O escritor francês Paul Masson, que trabalhara como
assinale a alternativa que justifica corretamente o em- juiz nas colônias francesas, notou que a Biblioteca Na-
prego das vírgulas. cional de Paris tinha deficiências de livros em italiano e
latim do século XV.
__________________________
( ) Vírgulas da primeira linha.

Salas, corredores, estantes, prateleiras, fichas e ca-


22. (Escrivão de Polícia – Polícia Civil/RS) Na frase
tálogos computadorizados supõem que os assuntos
....diz o juiz aposentado Walter Maierovitch, ex-se- sobre os quais nossos pensamentos se demoram são
cretário nacional antidrogas e um dos maiores es- entidades reais...

282 Curso extensivo de português


A seqüência numérica correta na segunda coluna, de 25. (Serviços Notariais e de Registros - OFFICIUM)
cima para baixo, é
A vírgula na frase “Como esta não pode mais se
a) 1 - 3 - 4. fundar sobre tradições de grupo, é preciso inventar um
consenso idealmente universal” tem a função
b) 2 - 5 - 4.
a) separar uma oração subordinada adverbial anteci-
c) 3 - 5 - 4. pada.
d) 4 - 5 - 2. b) isolar uma oração subordinada substantiva apositi-
va.
e) 5 -3 – 1.
c) isolar uma oração adjetiva explicativa.

d) separar orações reduzidas

e) separar orações coordenadas assindéticas.

GABARITO
01. C 06. A 11. D 16. E 21. C
02. B 07. B 12. C 17. D 22. E
03. B 08. A 13. D 18. D 23. D
04. E 09. B 14. D 19. E 24. A
05. C 10. D 15. A 20. A 25. A

Use a vírgula, se necessário, e diga qual o motivo (1,2,3,4).


1. Fui ao supermercado e comprei uma cerveja, um vinho e uma cachacinha. Enumeração
2. Luís Carlos, menino muito pobre, não tinha roupa boa para ir à escola. Aposto
3. Pessoas de todo o mudo conhecerão o Brasil durante a Copa do Mundo de 2014. Não há vírgula.
4. Dentro do navio, ninguém sabia o que fazer. Deslocamento do adj. adv. (vírgula opcional)
5. Paulo, você assistiu à aula? Vocativo
6. Maria Clara, menina discreta e responsável, deu mostras de sua excelente formação moral. Aposto
7. Prestem atenção aqui, alunos. vocativo
8. Eu encontrei Raquel, filha de Pedro, amigo de meu pai, no baile de formatura. Aposto e aposto
9. O guincho acaba de levar um carro, uma moto e uma bicicleta. Enumeração
10. As frequentes discussões entre os jogadores da seleção fizeram o técnico cair. Não há vírgula.
11. Várias línguas, francês, italiano, alemão, são faladas na Suíça. A primeira e a última vírgula
marcam aposto. As vírgulas intermediárias marcam uma enumeração.
12. Preciso falar com o Jorge, filho do proprietário. Aposto
13. Aqueles primos de João gostam de filmes, de música e de livros. Enumeração
14. Não consigo esquecer Sidney Magal, o rei da lambada. aposto
15. Não se pode, meu caro leitor, aceitar essa mudança sem que se reclame. vocativo
16. Carlos, naquela ocasião, reclamou de você. Deslocamento do adj. adv. (vírgula opcional)
17. O diretor entregará os prêmios aos alunos. Não há vírgula.
18. Meus amigos, não se admitem meias palavras. Vocativo
19. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. Aposto
20. Jocleido, conhecido por suas frequentes conquistas amorosas, vai casar. Aposto

www.professorandresan.com.br 283
Pontue as frases corretamente e diga qual o motivo.

1. Este é um mal horrível, mas tem cura. Oração Coordenada Sindética.


2. Os operários protestavam e exigiam explicações. O “e” une orações com o mesmo sujeito. Não há vírgula.
3. Falei tudo ao nosso amigo; deve, pois, estar triste. “Pois” conclusivo, por isso entre vírgulas.
4. Nosso amigo deve estar triste, pois falei tudo a ele. “Pois” explicativo. Apenas uma vírgula antes.
5. O prefeito mandou distribuir cerveja grátis a todos, e a população saiu às ruas. O “e” une orações com diferentes sujeitos.
6. Quando eu fizer a reforma, vou consulta-lo. Oração Subordinada Adverbial deslocada. Vírgula obrigatória.
7. O professor repetiu a explicação, porém os alunos continuaram com dúvidas. Oração Coordenada Sindética
8. Henrique é um bom amigo e, além disso, bom filho. Elemento intercalado.
9. A rainha, aliás, não sabia de nada. Elemento intercalado.
10. Esse “querer” não é um verbo, e sim um substantivo. “E” adversativo.
11. Aquele prefeito lê muito, e, por incrível que pareça, escreve mal. “E” adversativo / comentário
12. Eu carrego as bebidas. Tu, o gelo. Omissão do verbo.
13. Não poderão, acredito, ganhar a causa. Comentário.
14. Só o diamante, que é mais duro que o aço, pode riscar esta superfície. Oração Adjetiva Explicativa
15. Elas explorariam o café. Nós, o algodão. Omissão do verbo.
16. Ninguém, é verdade, poderia prever este fracasso. Comentário
17. O homem depende da natureza, portanto deve preservá-la. Oração Coordenada Sindética
18. As novas escolas também estão precárias. Não há vírgula.
19. Essa pequena biblioteca tem atlas, gramáticas, livros didáticos, dicionários, etc. Enumeração
20. Eu, não sei se vocês concordam, vou votar em Márcio. Comentário
21. O Brasil, que é o maior país da América do Sul, tem muitos problemas sociais. Oração Adjetiva Explicativa
22. Carlos, apesar das denúncias, foi eleito prefeito. Elemento intercalado
23. Seremos vencedores, ou iremos provar o amargo da derrota? Oração Coordenada Sindética
24. Não reclame de seus pais, porque ninguém no mundo é prefeito. Oração Coordenada Sindética
25. Veio aqui, conversou um pouco, foi para casa. Orações Coordenadas Assindéticas

Coloque vírgula, ponto-e-vírgula e dois-pontos onde convier:

1. “O talento se forja na solidão; o caráter, na sociedade”. “Goethe”


2.Ela agia correto; ele, errado.
3. “A consciência não nos impede de cometer pecados: impede-nos de desfrutar deles”.
4.O ar anda muito pesado; devemos, pois, trabalhar menos.
5.Deves comprar o seguinte: tomate, três quilos; cebola, um quilo; costela, dois quilos.
6.Tudo corria muito bem; havia, entretanto, dois problemas: a falta de dinheiro e a falta de tempo.
7.Uns trabalhavam, esforçavam-se, exauriam-se; outros folgavam, descuidavam-se. não pensavam no futuro.
8.Uns vão pela vida colhendo resultados; outros, sofrendo conseqüências.
9.A celebridade é fonte de labuta e mágoas; o anonimato é fonte de felicidade.
10.A represa está poluída: os peixes estão mortos.
11.Napoleão disse: “Do alto desta pirâmide, quarenta séculos vos contemplam.”

Coloque C (certo ) e E (errado) para as frases pontuadas abaixo:


1. Ônibus, automóveis e carros, ficaram detidos. (E)
2. Os ministros, ontem à noite encaminharam a proposta. (E)
3. A vida, meus amigos, é um mergulho na bruma. (C)
4. Ele, com certeza passará a duvidar de ti. (E)
5. Os amigos, de Lúcia, não fizeram questão de acreditar nele. (E)
6. Os freqüentes termos de baixo calão do deputado governista evidenciam seu despreparo. (C )
7. Seus olhos, duas bolas de pânico, impressionavam quem os via.(C)
8. O pai de João, que há muito eu não via esteve aqui ontem. (E)
9.Quando sairmos desta situação; irei para casa descansar. (E)
10. Quando sairmos desta situação irei para casa descansar. (E)

284 Curso extensivo de português


11. Fizemos, conforme o combinado, todo possível para vencer. (C)
12. Se tudo desse certo, logo, estaremos em casa. (E)
13. Alguns reclamam e, ninguém reivindica. (E)
14. Expus meu ponto de vista e fiz minhas reivindicações. (C)
15. O time empenhou-se, mas, naquele dia, não superou o adversário. (C)
16. Só alimento uma ilusão na vida: ter você. (C)
17. Não falem alto; as crianças estão todas dormindo. (C)
18. Compareceram todos: seu Lucas, padre Abílio, mestre Caetano. (C)
19. “O romantismo era a apoteose do sentimento; o Realismo, é a anatomia do caráter”. (E)
20. O vento forte abriu a janela, e todos assustaram-se. (C)
21. Uma coisa, contudo, estava bem clara: a jovem não fora roubada, pois um grande anel de ouro continuava a
brilhar num dos dedos da mão esquerda.(C)
22. Naquela noite, o rapaz contou uma mentira a seu pai: disse-lhe, que ia passear com os amigos, e ninguém
desconfiou de que se preparava para fugir. (E)

www.professorandresan.com.br 285
286 Curso extensivo de português
Expressa certeza.
1. Presente

2. Pretérito Perfeito

3. Pretérito Imperfeito

4. Pretérito mais-que-perfeito

5. Futuro do Pretérito

www.professorandresan.com.br
6. Futuro do Presente

Expressa dúvida, possibilidade, incerteza.


1) Presente

2) Pretérito Imperfeito

3) Futuro

OBSERVAÇÃO
Para não errar o Futuro do Subjuntivo, conjugue o verbo na 3ª pessoa do plural do pretérito perfeito. A seguir,
retire, as duas letras finais: “a” e “m”.

Pretérito Perfeito Futuro do Subjunti o


Eu tive Se eu tiver
Tu tiveste
Ele teve
Nós tivemos
Vós tivestes
Eles tiveram

288 Curso extensivo de português


Expressa uma ordem, pedido.
1) Afirmati o

FORMAÇÃO:

2) Negati o

FORMAÇÃO:

EXEMPLO

www.professorandresan.com.br 289
EXERCÍCIOS I
Identifique o tempo e o modo das seguintes formas verbais:

farás
fizéssemos
ventava
viu
devia
andaria
amemos
arrumarás
faça
vimos
andarmos
andara
abraçarão
abraçara
disséssemos
íamos
fizera
amarrou
fingirão
menti
coubera
falasse
fizermos

1) Presente do indicati o

2) Pretérito Perfeito do Indicati o

3) Os verbos terminados em iar são regulares.


Premio
Premias
Premia
Premiamos
Premiais
Premiam

290 Curso extensivo de português


Obs.: A turma do MARIO Mediar
Ansiar
Remediar
Incendiar
Odiar

4) Os verbos terminados em - ear

5) Conjugação de Verbos – Verbos derivados


Os verbos derivados de pôr, vir, ter, fazer, haver e outros SEGUEM a conjugação dos verbos
primitivos. Então, quando tiver dúvida (ele interviu ou ele interveio), conjugue o verbo primi-
tivo:
Eu vim

Ele vei }
Tu vieste E depois, coloque o prefixo Ele interveio

EXERCÍCIOS
Sublinhe a forma correta:
1.Elas se mantiveram- manteram...
2.Todos reviram- reveram...
3.Eu intervi- intervim...
4.Se Paulo propor, propuser...
5.Se eles detiverem- deterem...
6.Ontem ele interveio- interviu...
7.Se eles perfizessem- perfazessem...
8.Ela se entreteve- entreteu...
9.eles têm intervindo- intervido...
10.Se tu desdizeres- desdisseres...
11.eu me manti- mantive...
12.Quando eu rever- revir a obra...
13.Se ela se contivesse- contesse...
14.Quando tu repores- repuseres...
15.Sobrevieram- sobreviram imprevistos...

Complete as frases com os verbos entre parênteses:


Conjugue os verbos abaixo no presente do indicativo , nas seguintes pessoas:
a) eu , ele e eles ( passear)
b) eu , ele e eles (ansiar)
c) eu , ele e eles (mediar)
d) eu , ele e eles (premiar)
e) eu , ele e eles (magoar)
f) eu , ele e eles (crer)
g) eu , ele e eles (pôr)
h) eu , ele e eles (propor)
i) eu , ele e eles (possuir)
j) eu , ele e eles (ter)
l) eu , ele e eles (ver)

www.professorandresan.com.br 291
n) eu , ele e eles (prever)
o) eu , ele e eles (rir)
p) eu , ele e eles (vir)
q) eu , ele e eles (intervir)
r) eu , ele e eles (ler)
s) eu , ele e eles (aderir)

2) Dê o presente do indicativo e o pretérito perfeito do indicativo:


a)eu e (mobiliar)
b)eu e (caber)
c)eu e (querer)
d)eu e (requerer)
e)eu e (fazer)
f)eu e (ter)
g)eu e (manter)
h)eu e (ver)
i)eu e (prover)
j)eu e (distinguir)
k)eu e (polir)
l)eu e ( vir)
m)eu e (ir)
n)eu e (ser)
o)eu e (haver)
p)eu e (agir)
q)eu e (tragar)
r)eu e ( trazer)

3) Conjugue os verbos abaixo na primeira pessoa do singular do presente e do futuro do subjuntivo, conforme o
modelo:
Crer - que eu creia e quando eu crer
a) aguar – que eu e quando eu
b) averiguar - que eu e quando eu
c) pôr- que eu e quando eu
d) valer - que eu e quando eu
e) poder - que eu e quando eu
f) conter - que eu e quando eu
g) ver - que eu e quando eu
h) vir- que eu e quando eu
i) saber- que eu e quando eu
j) dizer- que eu e quando eu

4)Complete as lacunas abaixo, flexionando os verbos indicados no presente do indicativo:


a)Todos___________ cegamente nas palavras do chefe.(crer)
b)Os convidados _________ acompanhados de suas esposas.vir)
c)Você _______ alguma duvida?(tem)
d)Ninguém________ a nossa festa.(vir)
e)Os advogados ________ o processo com muita atenção.(reler)
f)Todos¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_________ os seus defeitos.(ver)
g)Ela____________ sua promessa.(manter)
h)O policial________ o ladrão.(deter)
i)Os alunos________ Machado de Assis.(ler)
j)Estas garrafas________ pouco vinho.(conter)

5)Quais frases estão corretas? (aproveite para corrigir as erradas)


a)Quando você ver a escola vire à direita.

292 Curso extensivo de português


b)Quando você vir ao colégio,não esqueça o livro de português.
c)Se você tiver tempo, averigúe ainda hoje se os alunos obteram os boletins.
d)Se impormos nossas idéias e não revermos nossas concepções não chegaremos a bons resultados.
e)Ela crê, eles não crêem; ela vê,eles não vêem; opostos em tudo ,tem apenas essa mesma oposição como liame.
f)Conforme preverá o advogado, não convieram ao presidente as condições de contrato.
g)Se houvesse intervido mais cedo, talvez contesse os ânimos.
h)Se eu pôr o verbo no plural, erro.
i)Pela presente circular,vimos informa-lo sobre as reformas.
j)O diretor interviu na reunião.
k)Não volte enquanto ele não repor o dinheiro.

6) Verbos Abundantes
São aqueles que têm duplo particípio:

Ele tinha.............o trabalho.


(completar)
O trabalho estava............... .

Eles haviam.............o jogo.


(suspender )
O jogo foi............................ .

Ele havia............o fogo.


(acender)
O fogo estava...................... .

INFINITIVO PARTICÍPIO REGULAR PARTICÍPIO IRREGULAR


Aceitar Aceitado aceito
Entregar Entregado entregue
Enxugar Enxugado enxuto
Expressar expressado expresso
Expulsar Expulsado expulso
Isentar Isentado isento
Libertar Libertado liberto
Limpar Limpado limpo
Matar Matado morto
Salvar Salvado salvo
Soltar Soltado solto
Acender Acendido aceso
Eleger Elegido eleito
Morrer Morrido morto
Prender Prendido preso
Suspender suspendido suspenso
Emergir Emergido emerso
Expelir Expelido expulso
Exprimir Exprimido expresso
extinguir Extinguido extinto
Imergir Imergido imerso
Imprimir Imprimido impresso
Incluir Incluído incluso
Inserir Inserido inserto

www.professorandresan.com.br 293
7) Alguns verbos com particípio regular

8) Alguns verbos com particípio irregular

9) Verbos terminados em -uir

294 Curso extensivo de português


Ter relacionamentos amistosos com os outros
QUESTÕES DE CONCURSOS funcionários é como estimular o trabalho em equipe e
criar um clima agradável. Mas não se force a ser amigo de
1. O verbo destacado na frase Para nunca se separar de todo mundo na empresa. Varie os contatos sociais.
sua esposa, o índio macuxi teceu uma tipóia... está no
(Adaptado de: Sete dicas para não adoecer no trabalho.
a) Presente do Subjuntivo. Correio Brasiliense/ZH. 15/mai/2005.)

b) Presente do Indicativo.

c) Pretérito Perfeito do Indicativo. 3. Assinale a alternativa que completa correta e respecti-


vamente as lacunas do trecho 2.
d) Futuro do Presente do Indicativo.
a) vai – sai – passeia
e) Futuro do Pretérito do Indicativo
b) vá – saia – passeie

c) vá – sai – passeie
2. Assinale a alternativa cuja forma verbal destacada está
incorretamente identificada entre parênteses. d) vai – saia – passeie

a) Eles retêm as receitas por uma medida de segurança. e) vá – saia – passeia


(presente do indicativo)

b) Segundo me disseram, eles reaveriam toda a mercado-


ria. (pretérito imperfeito do indicativo) 4. Analise as afirmações feitas sobre os períodos abaixo.

c) Doutor Sérgio, nós vimos manifestar-lhe nosso apoio. A. Em 2008, a Smed contará com R$ 500 mil para seu de-
(presente do indicativo) senvolvimento.

d) Não te constranjas e recorre a nós quando precisares. B. Em 2004, o investimento foi de aproximadamente R$
(imperativo negativo) 40 mil.

e) É possível que eles não dêem confiança ao caso. (pre-


sente do subjuntivo)
I. O verbo da letra A está no futuro do presente do indi-
cativo.

Como driblar as doenças II. O verbo da letra B está no pretérito perfeito do indica-
tivo.

III. As datas do início de cada período determinam o tem-


1. Pratique atividades físicas po verbal a ser utilizado.

Qual(is) está(ão) correta(s)?

Um corpo saudável ajuda no bem-estar da cabe- a) Apenas a I.


ça. Além de prevenir doenças e melhorar o funcionamen-
to do organismo, fazer exercícios é uma forma de extrava- b) Apenas a II.
sar as emoções.
c) Apenas a III.

d) Apenas a I e a III.
2. Tenha lazer
e) I, II e III.

É fundamental reservar momentos na sua rotina


5. Assinale a alternativa em que o tempo e modo do verbo
para fazer o que se gosta. ____ ao cinema, ____ com a
destacado está corretamente identificado entre parênte-
família, ____ no shopping.
ses.
3. Diversifique as relações sociais
a) “Se fosse necessário...” (pretérito imperfeito do subjun-
tivo)
www.professorandresan.com.br 295
b) “... os garotos teriam a resposta...” ( pretérito imperfei- 9. Assinale a alternativa cujo modo e tempo do verbo es-
to do indicativo) tão corretamente indicados entre parênteses.

c) “... e saibam dosar o que é permitido ou não...” (futuro a) Ela oferecia seus bilhetes de loteria de mesa em mesa.
do subjuntivo) (Pretérito Imperfeito do Indicativo)

d) Pelo menos um dos pais ti ava férias no inverno. (pre- b) Estavam os homens mergulhados em jornais e fuma-
térito perfeito do indicativo) ças. (Presente do Indicativo)

e) Todos cumprirão suas atividades rotineiras. (pretérito- c) Pouquíssimos responderão sim. (Pretérito Perfeito do
-mais-que-perfeito do indicativo) Indicativo)

d) Só se ela quisesse vender mais. (Pretérito Imperfeito


do Indicativo)
6. Observando a correlação temporal, assinale a alternati-
va que completa corretamente a frase “Era provável que e) Gostaríamos de poder ajudá-la. (Futuro do Subjuntivo)
eles hoje.”

a) virão
10. Assinale a alternativa que tem corretamente definido,
b) saíam entre parênteses, o Modo do(s) verbo(s) em destaque na
frase.
c) saíram
a) Certamente chegaremos lá. (Modo Imperativo Afirma-
d) chegam tivo)
e) viessem b) Pensei em uma nova poesia. (Modo Subjuntivo)

c) As crianças não ouviram, pensaram e falaram. (Modo


Imperativo Negativo)
7. Assinale a alternativa que completa corretamente a se-
guinte frase. “Quando ________ mais aperfeiçoados, os d) Depois o passarinho mudou seu canto. (Modo Subjun-
aviões, certamente, maior conforto e segurança ________ tivo)
em qualquer viagem.”
e) Eu jamais ouvi uma coisa assim. (Modo Indicativo)
a) estivessem – proporcionariam

b) estiverem – proporcionarão
11. Sobre a forma verbal em destaque na oração “O que
c) estejam – proporcionam devemos aceitar.” (7º parágrafo), são feitas as seguintes
afirmações.
d) estão – proporcionariam
1. O primeiro verbo é auxiliar.
e) estivessem – proporcionarem
2. A forma verbal confere uma idéia de obrigatoriedade.

3. Poderia ser substituída pela forma simples “aceitaría-


8. Assinale a alternativa que completa, corretamente, as
mos”.
lacunas da frase abaixo. “________ a vida com as verda-
des que tu tens e serás feliz.” Está correto o que se afirma
a) Constróis a) em todas.
b) Constrói b) em nenhuma.
c) Construí c) apenas em 1 e 2.
d) Construa d) apenas em 2.
e) Construas e) apenas em 1.

296 Curso extensivo de português


12. Escreva dentro dos parênteses (R) ou (I) conforme o 15. Assinale a alternativa que identifica correta e respec-
verbo seja regular ou irregular. tivamente as formas verbais fazia , eram e haverá , em
destaque no texto.
(__) amar

(__) fazer
a) pretérito perfeito do indicativo; pretérito imperfeito do
(__) vender indicativo; futuro do presente do indicativo
(__) falar b) pretérito mais-que-perfeito do indicativo; pretérito
perfeito do indicativo; presente do indicativo
A alternativa que apresenta a seqüência correta, de cima
para baixo é c) pretérito imperfeito do indicativo; pretérito imperfeito
do indicativo; futuro do presente do indicativo
a) R R I I
d) pretérito perfeito do indicativo; pretérito perfeito do
b) R I R R
indicativo; futuro do pretérito do indicativo
c) I I R R
e) pretérito mais-que-perfeito do indicativo; pretérito im-
d) I R R R perfeito do indicativo; presente do indicativo

e) R I R I
Ouça a CBN e verá que tenho razão.

13. Assinale a alternativa cujos modo e tempo da forma 16. Se, no último período do terceiro parágrafo, trocar-
verbal em destaque na frase estão corretamente indica- mos apenas as formas verbais para a 2ª pessoa do singu-
dos entre parênteses. lar, a redação correta será

a) Um dia após o terremoto, o governo da Indonésia de- a) Ouve a CBN e verás que tenho razão.
clarou estado de emergência. ( presente do indicativo)
b) Ouças a CBN e verás que tenho razão.
b) A Copa da Cultura animará Berlim durante a copa do
c) Ouvi a CBN e vereis que tenho razão.
mundo. (futuro do presente do indicativo)
d) Ouves a CBN e verás que tenho razão.
c) O governo federal anuncia R$ 10 bilhões para a agricul-
tura familiar. (pretérito mais-que-perfeito do indicativo) e) Ouvirás a CBN e verás que tenho razão.
d) As crianças que estavam descalças tremeram de frio.
(pretérito prfeito do indicativo)
17. Assinale a alternativa em que a forma verbal destaca-
e) Machado de Assis escreveu contos imortais. (pretérito da está corretamente identificada entre parênteses.
impereito do indicativo).
a) Se as autoridades intervierem não ocorrerão novos
abusos. (futuro do subjuntivo)
14. Perderíamos muito com essa mudança. b) Lamentavelmente, ele não pôde comparecer à audiên-
cia. (presente do indicativo)
Assinale a alternativa que não corresponde ao modo e
tempo da forma verbal em destaque. c) Ao explicares claramente tuas intenções, muitos te
apoiarão. (futuro do presente do indicativo)
a) Perderias.
d) Quando fores à Bahia, põe essa roupa colorida. (preté-
b) Perderiam.
rito perfeito do indicativo)
c) Perderíeis.

d) Perderei.
18. Assinale a alternativa em que a forma verbal destaca-
e) Perderia. da na frase está corretamente identificada entre parên-
teses.

a) Os soteropolitanos desfrutaram de um clima muito

www.professorandresan.com.br 297
agradável. (futuro do presente do indicativo) 19. Se quiser entender os poemas,_______ os versos e
_______. Não ______ que o texto literário se entrega ao
b) A previsão é de períodos chuvosos, intercalando com leitor totalmente através de uma simples leitura.
sol. (gerúndio)
Assinale a alternativa que completa correta e respecti a-
c) Preparemos nossos guarda-chuvas e sombrinhas! (pre- mente as lacunas do trecho acima.
térito perfeito do indicativo)
a) releie reflite pense
d) No mês de março ocorreu uma alternância entre sol e
chuva. (pretérito imperfeito do indicativo) b) releia reflita pense

c) releia reflita pensa

d) relê reflete pense

e) releie reflita pensa

GABARITO
1.C 2.B 3.B 4.E 5.A

6.E 7.B 8.B 9.A 10.E

11.C 12.B 13.B 14.D 15.C

16.A 17.A 18.B 19.B

298 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS 04. (Motorista – MP/RS) Assinale a alternativa que con-
VERBOS tém as palavras que preenchem corretamente as lacunas
das frases abaixo.
01. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) As formas
verbais que preenchem corretamente as lacunas das li- O Brasil que produz com fartura é o mês que ___________
nhas, das frases abaixo, na ordem em que aparecem, são 57 milhões de compatriotas famintos.

E os alunos não achavam formidável que num país do ta- As diferenças são ainda mais gritantes se ________ con-
manho do Brasil todo mundo _________ a mesma língua, tabilizados o desperdício de 44% da produção agrícola no
só com pequenas variações? transporte e o estocamento de alimentos; as toneladas de
sobras em restaurantes; a quantidade de comida que vai
- O que foi que ele disse, tia? - _________ saber o gordo para o lixo, nas mesas mais fartas.
Jorge.
Uma em cada quatro crianças brasileiras vive sob a amea-
Não podia ________ que não o entendera. ça de fome, alertam os institutos de ___________.

a) fala-se – quis – admitir a) possue – forem – pesquiza

b) falasse – quis – adimitir b) possui – forem – pesquisa

c) fala-se – quis – admitir c) possue – fossem – pesquisa

d) falasse – quiz – admitir d) possui – fossem – pesquisa

e) falasse – quis – admitir e) possui – forem – pesquiza

02. (Contínuo – Prefeitura de Alvorada/RS) Na frase Um 05. (Motorista – MP/RS) Se na frase Uma em cada quatro
dia o Gaúcho chegou tarde na aula e explicou para a pro- crianças brasileiras vive sob a ameaça de fome, alertam
fessora o que acontecera, a forma verbal acontecera in- os institu os de pesquisa, os verbos fossem passado para
dica um fato o pretérito-mais-que-perfeito, tempo verbal que expressa
uma ação já concluída antes de outra também concluída,
a) passado e já concluído. as formas verbais vive e alertam deveriam ser alteradas,
respectivamente, para
b) real, ou seja, que acontece realmente.
a) viveu – alertaram
c) passado e anterior a outro fato também passado
b) vivera – alertaram
d) que poderia acontecer, se preenchidas certas condições
c) vivera – alertara
e) que poderá acontecer
d) viveu – alertou

e) vivia – alertavam
03. (Analista Judiciário – TRT 4ª Região) Na frase Nin-
guém gosta de sentir dor e é natural que tentemos evitá-
-la, o segmento que tentemos poderia ser corretamente
substituído por 06. (Técnico Cientí o – FAPERGS) As formas verbais que
preenchem as lacunas das frases abaixo, correta e respec-
a) que tentássemos tivamente, são
b) que tentamos Se os saques ________ bem sucedidos, os comerciantes,
o capitão e a coroa faturavam bem.
c) tentarmos
Aconselhava a ser cortês, quer dizer, a não roubar tudo;
d) se tentássemos
não tocar em coisas pessoais de gente importante, não
e) que tentaríamos tocar em gente importante e deixar o bastante para que
__________ sobreviver.

Talvez o mais surpreendente nisso tudo _________ a na-


turalidade com que o saque era encarado por todos, víti-

www.professorandresan.com.br 299
mas e piratas: .... __________ realce e destaque os chamados crimes de
paixão, homicídios, e os suicídios, precisamente por sua
a) fossem – pudessem – era própria natureza profissional.
b) fossem – podem – seja a) recheavam – fossem – ganhavam
c) fossem – pudessem – seja b) recheavam – eram – ganhavam
d) seriam – podem – era c) recheassem – fossem – ganhassem
e) seriam – pudessem – era d) recheassem – eram – ganharam

e) rechearam – fossem – ganhassem


07. (Assistente de Operações – TRENSURB/RS) Considere
as seguintes afirmações acerca do emprego dos verbos no
texto. 09. (Assistente de Promotoria – MP/RS) Considere as
afirmativas abaixo sobre o uso de tempos verbais.
I – Se pudéssemos fazer de nossa vida um filme, seria, não
tenhamos dúvida, um grande filme. I – Esta não consiste em emitir mensagens, mas em fazer
com que elas sejam recebidas, coisa que só pode ser feita
Talvez não fi éssemos milagres, mas teríamos acesso a se o público tiver consciência de ser parte integrante, ....
tudo aquilo que a tecnologia pode proporcionar, em ter-
mos de imagem, de som. A forma verbal composta sejam recebidas exprime pro-
cesso hipoteticamente terminado no momento em que
As formas verbais pudéssemos e fi éssemos expressam, se fala ou escreve.
em seu contexto, fatos hipotéticos.
II – Em vez de nos indagarmos como a mídia influi em nos-
II – Caso o período Na nossa história, eliminaríamos to- sa situação, examinemos antes como a situação – isto é, a
dos os momentos chatos, aborrecidos, fosse reescrito na crise de comunicação política – age sobre a mídia.
voz passiva, deveria ter, para manter a mesma semântica
e a correção gramatical, a seguinte forma: Todos os mo- A forma verbal examinemos exprime processos possíveis
mentos chatos, aborrecidos, seriam eliminados na nossa num futuro próximo
história.
III – Não creio que a imprensa possa ser inteiramente ob-
III – Poderíamos, se quiséssemos, usar efeitos especiais. jetiva, pois ela contribui para construir a realidade, em-
bora não possa fazê-lo como bem entenda, sob pena de
Se a forma verbal Poderíamos fosse substituída por Pode- perder o seu público.
mos, a forma verbal quiséssemos deveria ser substituída
por quisermos, para que houvesse a devida correlação A forma verbal composta possa ser indica um fato atual,
temporal? permanente.

Quais estão corretas? Quais estão corretas?

a) Apenas I a) Apenas I.

b) Apenas I e II b) Apenas II.

c) Apenas I e III c) Apenas III.

d) Apenas II e III d) Apenas I e III.

e) I, II e III e) I, II e III.

08. (Psicólogo – SUSEPE/RS) Assinale a alternativa que 10. (Motorista – FEBEM/RS) O verbo ter na frase ... a es-
preenche correta e respectivamente as lacunas com traço timula ão, que pode acontecer em casa ou na escola a
contínuo da frase abaixo. partir de atitu es muito simples, como brincar ou cantar
com o bebê, mas que terão papel decisivo mo seu desen-
Segundo Elizabeth Cancelli, embora a maior parte dos volvimento, indica que o fato
crimes que _________ os dados estatísticos __________
os chamados “crimes comuns”, na crônica policial a) está acontecendo.

300 Curso extensivo de português


b) já aconteceu. 13. (Auxiliar de Radiologia – Prefeitura de Caxias do Sul/
RS) Se o verbo beber, na frase Para saber que tipo de
c) ainda acontecerá. água mineral você bebe, fosse empregado de maneira a
expressar o fato no passado, concluído, sem alteração de
d) teria acontecido.
pessoa, a forma correta seria
e) talvez acontecesse.
a) bebeste

b) beberás
11.(Auxiliar de Contabilidade – BANRISUL/RS) Assinale a
c) bebeu
alternativa cujas formas verbais preenchem corretamente
as lacunas do texto, nas frases abaixo, na ordem em que d) beberia
aparecem.
e) beberá
Que o tênis Nike e Adidas (os comerciais continuam óti-
mos) ___________ mas de US$ 100 e ____________ pro-
duzidos na China por trabalhadores que ganham US$ 20
por mês. 14. (BIBLIOTECÁRIO – FAURGS) Considere as seguintes
afirmações sobre o emprego da forma verbal inventara
Que as montadoras de automóveis ________ alegremen- no trecho abaixo.
te para a Bahia onde podem pagar, em média, 10% do que
pagam a um trabalhador americano. Decidiu remediar o problema, compilando uma lista de
livros apropriados sob uma nova categoria que “salvaria o
a) custem – sejam – correm prestígio do catálogo”

b) custam – são – corram – uma categoria que abarcou somente livros cujos títulos
ele inventara.
c) custem – sejam – corram
I - O uso do tempo verbal da forma inventara supõe uma
d) custem – são – corressem relação entre dois eventos no passado, localizando a for-
mulação dos títulos num momento anterior à sua inclusão
e) custassem – fossem – correm
na lista.

II - A forma inventara poderia ser substituída, sem pre-


12. (Escrivão de Polícia – Polícia Civil/RS) Assinale a su- juízo do significado expresso na frase original, por “tinha
gestão de substituição de tempo verbal que acarreta a inventado”.
mudança do significado da respectiva frase abaixo.
III - Não haveria alteração de significado caso a forma ver-
a) Das três estratégias, a que tem recebido mais atenção e bal “inventaria” substituísse inventara, estabelecendo-se,
recursos é disparadamente o combate ao tráfico. assim, no período, harmonia entre o tempo verbal desse
verbo e o da forma salvaria.
tem recebido por vem recebendo
Quais estão corretas?
b) E o consumo de drogas aumenta ao redor do mundo.
a) Apenas I.
aumenta por aumentará
b) Apenas II.
c) Constatado tal erro, os agentes públicos buscam agora
uma meta que substitua a antiga utopia e estão encon- c) Apenas III.
trando alternativas promissoras.
d) Apenas I e II.
buscam por estão buscando
e) I, II e III.
d) Constatado tal erro, os agentes públicos buscam agora
uma meta que substitua a antiga utopia e estão encon-
trando alternativas promissoras. 15. (Assistente Administrati o – FDRH) Considere as se-
guintes afirmações sobre o valor das formas verbais no
estão encontrando por vêm encontrando
trecho que segue.
e) Lá, quem quiser usar heroína pode obtê-la de graça do
I – “vai desisti ” equivale a “desistirá”. Quem se dedicar
governo.Pode por poderá
hoje a ler todos os livros, manuais e artigos sobre o que é
www.professorandresan.com.br 301
ser um “bom profissional” certamente vai desistir de a) Apenas I
tentar qualquer emprego.
b) Apenas II
II – “encontramos” expressa um fato repetido no passa-
do. c) Apenas III

Em primeiro lugar, as descrições que encontramos são d) Apenas I e II


sempre de “super-homens”, que nunca têm estresse,
e) I, II e III
não se cansam, são capazes de infinitas adaptações,
nunca brigam com a família...

III – “será” indica um fato posterior ao momento em que 17. (Agente Administrati o - FDRH) As formas verbais
se realiza o ato de comu-nicação entre o autor e o leitor. corretas para preencher as lacunas na frase “Ontem ele
_______ na discussão da obra literária e ________ defen-
O desafio é sair desse lugar e se tornar alguém inco-
der seus pontos de vista com segurança” são
mum, de acordo com seus desejos e interesses. Então,
não será apenas uma questão de “empregabilidade”, a) interviu - pode
como dizem, mas de vida.
b) intervinha - podia
Quais estão corretas?
c) interviu - pôde
a) Apenas a I.
d) interveio - pôde
b) Apenas a II.
e) intervinha - pode
c) Apenas a III.

d) Apenas a I e a III.
18. (Agente Administrati o - FDRH) A alternativa em que
e) A I, a II e a III. o tratamento “tu” está corretamente empregado é

a) Descubra um novo lazer e leia freqüentemente.


16. (Consultor Técnico – FAURGS) Considere as seguintes b) Descobre um novo lazer e lês freqüentemente.
afirmações sobre o emprego de tempos verbais nos tre-
chos abaixo. c) Descobre um novo lazer e lê freqüentemente.

I - O emprego do pretérito perfeito em pediram determi- d) Descobre um novo lazer e leia freqüentemente.
na a forma também pretérito do subjuntivo gravassem.
e) Descubra um novo lazer e lê freqüentemente.
As organizações de assistência, conhecendo as dificul-
dades de um transporte cultural violento, pediram que
os anciões das tribos gravassem sua sabedoria para os
19. (Técnico Superior em Trânsito – DETRAN/RS – FDRH)
jovens.
Considere as afirmações sobre o emprego da forma ver-
II - A forma sejam poderia ser substituída por “fossem” bal reconhecera no trecho abaixo.
sem prejuízo do significado da frase em questão.
No relatório apresentado em março de 95 na cúpula so-
Por exemplo: “Aconselho a vocês que sejam muito cuida- bre desenvolvimento social, o governo já reconhecera
dos com as mulheres”. que 16% das crianças brasileiras entre 5 e 14 anos de ida-
de trabalham.
III - A substituição de acabar por “acabasse” não acarre-
taria qualquer outra alteração nas formas verbais do res- I – Ação descrita pelo verbo está localizada num passado
tante da frase. anterior a outro passado.

Se um desses jovens acabar no mesmo colégio onde es-


tudaram meus filhos, ele receberá um código escrito no
II – O verbo pode ser substituído pela locução “tinha reco-
qual haverá uma série de proibições detalhadas relaciona-
nhecido”, mantendo-se inalterado o significado.
das à questão das relações amorosas, na área do colégio.
Outro conselho prático para anciões. III – Seu uso está praticamente restrito à linguagem es-
crita.
Quais estão corretas?

302 Curso extensivo de português


Quais afirmações estão corretas? a) presente – pretérito e presente

a) Apenas a II. b) pretérito – presente e pretérito

b) Apenas a I e a II. c) presente – pretérito e pretérito

c) Apenas a I e a III. d) pretérito – pretérito e presente

d) Apenas a II e a III. e) presente – presente e pretérito

e) I, II e III.

23. (Oficial Escrevente – FAURGS) Assinale a alternativa


que preenche correta e respectivamente as lacunas com
20. (Agente Educacional II – SEC – FDRH) A forma verbal traço continuo das linhas abaixo.
está corretamente empregada nas frases, EXCETO na al-
ternativa Todo espaço de memória promove um ato de lembrar, o
qual _____ estar associado a um ato de esquecimento.
a) O superior hierárquico reviu os cálculos do funcionário.
Não _____ a Semana da Consciência Negra, em novem-
b) O profissional se entreteve lendo, enquanto esperava bro, não teríamos maiores reflexões nesse sentido.
ser atendido pelo diretor.
Afinal, não seria de se esperar que a cidade _____ ponti-
c) Um participante interviu na discussão do tema,apre- lhada de referências à Justiça e aos indivíduos responsá-
sentando contribuição significativa. veis por ela?
d) O funcionário repôs o livro naestante após uma con- a) costuma – seja – esteja
sulta.
b) costumasse – seja – estivesse
e) O profissional requereu sua inscrição em um concurso
público. c) costuma – fosse – estivesse

d) costumasse – fosse – estivesse

21. (Oficial De Transportes – TJ - OFFICIUM) Assinale a e) costuma – fosse – esteja


frase em que todas as formas verbais estão corretamente
empregadas.

a) Tu ouviste quando ela contou que Liane trouxe uma Essa política, a multiplicidade lingüística dos negros
barraca? e as hostilidades recíprocas que trouxeram da África
dificultaram a formação de núcleos solidários que
b) Tu ouviu quando ela contou que Liane trosse uma retivessem o patrimônio cultural africano, incluindo-se aí
barraca? a preservação das línguas

c) Tu ouvistes quando ela contou que Liane trouxe uma


barraca?
24. (UFRGS) Dentre as sugestões de substituição da forma
d) Tu ouviu quando ela contou que Liane trousse uma bar- verbal reti essem, assinale a que acarretaria mudança no
raca? significado da frase original.

e) Tu ouviste quando ela contou que Liane trousse uma a) retiveram


barraca?
b) teriam retido

c) pudessem reter
22. (Oficial de Transportes – TJ – OFFICIUM) As for-
mas aquece, era e olhávamos (trecho abaixo) estão em- d) permitiriam reter
pregadas, respectivamente, nos tempos
e) reteriam
A neve caindo aquece o meu coração. Era horário de tra-
balho e as pessoas entravam e saíam dos edifícios. E nós
também olhávamos para o céu com os olhos daquele me-
nino...

www.professorandresan.com.br 303
25. (UFRGS) Entre as substituições propostas abaixo, as- Ultimamente, tem-se levantado o espectro da retomada
sinale a que acarretaria mudança de significado na frase do conflito entre o Islã e a cristandade.
respectiva.
a) dissesse por estivesse dizendo
É como se Abdul dissesse aos que podiam entendê-lo,
ou seja, aos ocidentais presentes: não sou todo daqui, b) fosse por tenha sido
minha tribo não resume inteiramente minha humanida-
c) constitui por tem constituído
de (...)
d) fora por tinha ido
Não acredito que a frase de Abdul fosse uma artimanha
oportunista. É provável que ela manifestasse uma dolo- e) tem-se levantado por levantara-se
rosa contradição de fundo. Por um lado, há a vontade de
defender o que, desde sempre, constitu uma espécie de
essência: a devoção, a fidelidade exclusiva à tribo; por ou-
tro, há a sedução da Alemanha, para onde já fora o amigo.
Qual é a força dessa sedução? Será que está apenas na
abundância de bugiganga?

GABARITO - VERBOS
01. E 06. C 11. C 16. A 21. A

02. C 07. E 12. B 17. D 22. C

03. C 08. A 13. C 18. C 23. C

04. B 09. B 14. D 19. E 24. A

05. B 10. C 15. D 20. C 25. E

304 Curso extensivo de português


VERBOS - FUNDAÇÃO CARLOS emprego.
CHAGAS b) Se o empregador não opor obstáculo ao jovem, este
poderá ganhar experiência.
1. Empregou-se de acordo com o padrão culto escrito a
forma grifada em: c) As experiências que os pais reteram serão contestadas
pelos filhos.
a) Quando eu reaver o que me foi cobrado indevidamen-
te, farei uma doação a esse projeto social. d)) A exigência de experiência anterior obstrui o caminho
de muitos jovens.
b)) Esses papeizinhos amarelos marcam as páginas mais
importantes do relatório. e) Quando se desfazerem de seus preconceitos, os em-
presários contratarão os jovens.
c) Ela confirmou que, se lhe convir, ela entrará no proces-
so junto com todo o grupo.

d) Os abaixos-assinados que circularam na empresa fo- 5. Está correta a articulação entre os tempos verbais na
ram entregues à imprensa hoje pela manhã. frase:
e) Se, no documento, ele requisesse somente o que lhe a) Seria preferível que os empregadores dêem mais aten-
era de direito, teria seu pedido deferido. ção aos jovens.

b)) Para que sua liberdade venha a ser afirmada, os jo-


vens terão de experimentar novos caminhos.
2. Que não se propague o temível exemplo de motim or-
ganizado ... O emprego da forma verbal grifada confere à c) À medida que se vão confrontando com os valores dos
frase a idéia de pais, os filhos tinham sentido a necessidade de afirmar os
seus próprios.
a) desejo de que a ação se realize.
d) Espera-se que a futura geração não vá enfrentar as
b) dúvida a respeito de um fato real.
mesmas dificuldades que se imporiam à geração passada.
c) certeza da realização de um fato futuro.
e) Talvez nunca se tenha desprestigiado tanto a sabedoria
d) finalidade de uma ação presente. dos ancestrais quanto viesse a ocorrer a em nossa época.

e)) explicação de um fato passado.


6. A frase totalmente de acordo com a norma padrão da
língua escrita é:
3. ... não venham a fazer parte de uma triste rotina.
a))Ele requereu que o setor central na indústria da cul-
Há uma afirmação INCORRETA a respeito do verbo grifa- tura, o cinema, revisse suas práticas, e chegou a pôr sob
do na frase acima em suspeição métodos que têm suscitado críticas de espe-
cialistas.
a) a forma de infinitivo do verbo é vir.
b) Nem todos quizeram se manifestar, mas os que o fize-
b) a forma empregada no texto é a de presente do sub- ram assinalaram o excesso de passivo e a dificuldade de
juntivo. superar a crise, se não sobrevirem boas oportunidades.
c)) no futuro do indicativo a forma correta é virá. c) Se os agentes da cultura não se comporem para evitar
os riscos de menosprezo da cultura expontânea, por ce-
d) a forma do presente do indicativo, 3a pessoa do singu-
ticismo em relação àquilo que ela cria, muito se perderá
lar, é vem.
definitivamente.
e) a mesma forma de presente do indicativo, no plural, é
d) Repuseram a questão de forma a exigir uma análize
vêem.
profunda de seus vários ítens, mas, quando se chegou à
tocar no processo de produção cinematográfico, a exita-
ção foi grande.
4. Está correto o emprego da forma verbal sublinhada na
frase: e) Muitos maus-entendidos teriam sido evitados, se al-
guns tivessem pesquisado melhor a questão e houves-
a) Ser jovem já não constitue vantagem, na luta por um sem reconhecido que o projeto contêm

www.professorandresan.com.br 305
7. Todas as formas verbais estão corretamente flexiona- e) Saberíamos - fosse fazer - íamos comprar
das na frase:

a) Se todos se detessem mais do que um instante, um so-


nho seria mais que um sonho. 11. Os tempos e modos verbais estão corretamente arti-
culados na frase:
b) Como nunca te conviu sonhar, deduzo que sejas feliz.
a) Foi um contra-senso interpretativo quando afirmára-
c)) O cronista provê de sonhos sua vida, ainda que sejam mos que o princípio da soberania absoluta do povo terá
fugazes. origem em Rousseau.

d) De onde proviram as gravatas, que se ostentam tão vai- b)) Seria um contra-senso interpretativo se afirmássemos
dosamente? que o princípio da soberania absoluta do povo teve ori-
gem em Rousseau.
e) Ah, se retêssemos por mais tempo os sonhos que va-
lham a pena sonhar... c) Será um contra-senso interpretativo se afirmássemos
que o princípio da soberania absoluta do povo haverá de
ter origem em Rousseau.
8. Os tempos verbais estão adequadamente articulados d) É um contra-senso interpretativo quando afirmávamos
na frase: que o princípio da soberania absoluta do povo tem tido
origem em Rousseau.
a) As mulheres muito lutariam para que possam ter seus
direitos respeitados. e) É um contra-senso interpretativo quando afirmarmos
que o princípio da soberania absoluta do povo tinha ori-
b) Esses valores se instituíram na prática, e só muito de-
gem em Rousseau.
pois houveram sido formalizados.

c) Firma-se o senso do que é justo à proporção que pas-


sassem os anos. 12. Estão corretos o emprego e a forma do verbo subli-
nhado na frase:
d)) São de se elogiar as alterações apresentadas pelo Có-
digo que recentemente se lançou. a))São grandes os esforços que o complexo pensamento
de Rousseau sempre requereu de seus intérpretes.
e) Coube às mulheres lutar para que sejam reconhecidos
os direitos que lhes negássemos. b) Advêem de Rousseau as principais formulações sobre
a soberania política do povo.

c) A teoria de Rousseau ainda hoje contribue para a aná-


9. Antes que se ...... reformas, os técnicos de inspeção ......
lise das relações entre o homem e a natureza.
a recursos que porventura ...... a faltar.
d) Os ingênuos seguidores de Rousseau não se deteram
a) propossem - ativeram-se - vierem
na complexidade de seu pensamento.
b))propusessem - ativeram-se - vierem
e) Em seu tempo, Rousseau interviu radicalmente na for-
c) propusessem - ateram-se - virem mação do pensamento democrático.

d) propossem - ativeram-se - virem

e) propusessem - ateram-se - vierem 13. As formas verbais estão corretamente flexionadas na


frase:

a) Se convirmos em que os fins justificam quaisquer


10. ...... que isso ...... falta, ...... grande estoque de mate- meios, justificar-se-ão até mesmo as maiores atrocida-
rial. des.

a)) Sabendo - iria fazer - compraríamos b)) Quem não exclui os meios anti-éticos em sua conduta
inclui a perfídia e a deslealdade como recursos possíveis.
b) Soubéssemos - fizesse - comprássemos
c) A menos que distinguamos entre o bem e o mal, não
c) Sabendo - fazendo - iríamos comprar haverá como aferir a qualidade ética dos nossos atos.
d) Sabíamos - fosse fazer - compraremos

306 Curso extensivo de português


d) Atos éticos nunca adviram de meios anti-éticos, segun- 16. A forma verbal flexionada de modo INCORRETO está
do o que assevera a autora do texto. na frase:

e) Eles pressuporam que elas agiriam eticamente, mas os a) O mais jovem dos candidatos a vereador obteve a
fatos que adviram provaram o contrário. maioria dos votos no município.

b))Sobreviram algumas dificuldades dos eleitores para


votar nas urnas eletrônicas.
14. Está correta a flexão de todos os verbos da seguinte
frase: c) O presidente da mesa diretora interveio na escolha dos
concorrentes à eleição municipal.
a) Tudo o que advir de uma experiência esotérica sempre
obterá, da parte dos cientistas, a atenção e o cuidado de d) Os participantes da assembléia geral propuseram no-
uma verificação objetiva. vas medidas de segurança no prédio.

b) Os profissionais da quiromancia ou da numerologia e) Apesar de muitas, as explicações do candidato não sa-


não apreciam os consulentes que regateam na hora do tisfizeram as exigências do Tribunal.
pagar o que lhes é pedido.

c)) Quando diz que um cientista se “inspira”, o autor su-


gere que ele intui um caminho, que ele se provê de con- 17. É adequada a articulação entre os tempos verbais na
fiança para considerar uma hipótese objetiva. frase:

d) O esoterismo obstrue o caminho da ciência; a cada vez a) O adolescente poderia e devesse ser punido pelo que
que manter os incautos distantes das práticas científicas, faria de errado, mas a sanção precisava ter caráter predo-
estará propagando o irracionalismo. minantemente educativo.

e) É explicável que creamos em práticas esotéricas, pois b) A pergunta estava nas ruas: não teria sido o caso de
elas nos fornecem imediatamente explicações mirabo- que venha a se reduzir a maioridade penal?
lantes para todos os mistérios.
c) Mesmo porque não é reduzindo a maioridade penal
que o envolvimento de jovens em crimes terá deixado de
existir.
15. ... os índios também poderiam fugir dos clichês... (final
do 1o parágrafo) d) Seria natural que o cidadão, acuado pela obscena vio-
lência que o cercar, concorde com tudo o que soasse
Os índios brasileiros ainda lutam pelo reconhecimento como solução drástica para o problema.
pleno de seus direitos, contra nossos preconceitos, por-
que muita gente acha que eles devem corresponder aos e)) Nada haveria de impedir que os bandidos passassem a
nossos modelos, como, por exemplo, ser ecologicamente recrutar um contingente mais jovem, o que, aliás, já vem
corretos. Em outras palavras, para serem aceitos em suas ocorrendo em algumas situações.
diferenças, seriam menos livres. Mas, se a liberdade é o
valor supremo do ser humano, os índios também pode-
riam fugir dos clichês, incluindo os ecológicos. 18. Todas as formas verbais estão corretamente flexiona-
das no contexto da frase:
O emprego da forma verbal grifada na frase acima intro-
duz no contexto a) Deteriam-se os jovens infratores no caso de que vis-
se a ser reduzida a maioridade penal, ou, pelo contrário,
a) a certeza da realização de um fato, no presente ou no
haveria-se de aumentar ainda mais esse tenebroso con-
futuro.
tingente?
b) o desejo de que a ação se realize, no presente ou no
b)) Tudo o que advier das medidas que se impõem no âm-
futuro.
bito da educação concorrerá para a inclusão social desses
c) a impossibilidade de que a ação se realize no futuro. jovens, providência que não mais se pode procrastinar.

d) uma ação continuada no passado, que se prolonga até c) Inclue-se, entre as medidas a serem tomadas, a habi-
o momento da fala. litação profissional dos jovens carentes, para que todos
nos redimamos do abandono a que os vimos relegando.
e)) um fato de ocorrência possível, na dependência de
certa condição. d) Os delitos dos jovens não provêem do nada; enraízam-
-se no solo fértil da criminalidade, num país em que tan-

www.professorandresan.com.br 307
tas vezes o delinqüente impune vira astro da mídia. do as expectativas internacionais.

e) A menos que se refrêem as ações dos bandidos adultos, b) Toda mulher que manter uma relação amorosa fora do
os jovens desamparados haverão de encontrar arrimo em casamento será submissa ao rigor da lei islâmica.
quem os alicie para as práticas criminosas.
c) As leis nigeriana provêem da tradição islâmica, e jamais
se absteram de observar os rígidos postulados desta.

19. ... que abrigue contradições. (11ª linha do 1º parágra- d) Se a Anistia e outros órgãos internacionais não inter-
fo) vissem no caso de Amina, não havia o que contivesse o
ânimo punitivo do tribunal nigeriano.
No entanto, a justa pressão social pela diminuição dos as-
sombrosos índices de violência e criminalidade não pode e)) Não se propusessem os formadores de opinião públi-
dar margem a um atabalhoado processo de mudança das ca a intervir no caso de Amina, é quase certo que a ela se
leis penais, que abrigue contradições, inconstitucionali- imporia a pena de morte por apedrejamento.
dades e até efeitos contrários ao que se pretende.

A forma verbal grifada na frase acima indica


22. Considere as seguintes frases:
a)) probabilidade, dentro de certas condições.
I. Amina já foi condenada em duas instâncias quando, fi-
b) fato real, num tempo presente. nalmente, obtivera a absolvição na corte islâmica de ape-
lações, que reviu seu caso.
c) ação concreta, em relação a um tempo futuro.
II. À medida que a Anistia Internacional e outros órgãos
d) ação futura, em relação a um tempo passado. iam exercendo cada vez mais pressão sobre o caso, a cor-
te islâmica sentira-se pressionada.
e) finalidade, tendo em vista uma situação anterior.
III. Nem bem foi anunciada a absolvição de Amina e a opi-
nião pública internacional expressou seu regozijo, confor-
20. Todas as formas verbais estão adequadamente flexio- me se pôde observar pelos noticiários da Internet.
nadas na frase:
A relação entre os tempos verbais mostra-se adequada
a) Os jovens que proviram do Sudão assustar-se-ão com a APENAS em
quantidade de casuísmos a que deverão se submeter em
a) I e II
sua nova experiência de vida.
b) II e III
b) Por vezes, uma comparação da nossa cultura com a de
outros povos restitue-nos o desejo de uma sociedade em c) I
que nada obstrui o caminho natural da justiça.
d) II
c) Se viajar de avião já constitui, para essa leva de jovens,
uma experiência assombrosa, imagine-se o assombro de- e)) III
les quando haverem de entrar em contato com nossas
leis.

d) Em suas tribos, os jovens sudaneses entretiam-se com 23. Está correta a articulação entre os tempos verbais na
as práticas da vida concreta, sem a preocupação de aten- seguinte frase:
tarem para intermináveis códigos de leis casuísticas.
a) Afirma o autor que as reflexões que desenvolveu ao
e)) Deveríamos agir segundo valores com os quais reou- longo do texto haveriam de lhe ocorrer à época do último
véssemos o sentido do que é social, e não sob a pressão carnaval.
de códigos que advieram de uma progressiva indigência
b) Se o carnaval pagão pudesse ter mantido todas as suas
moral.
primitivas características, talvez tenhamos um exemplo
de liberdade absoluta.

21. Está correta a flexão de todas as formas verbais da c)) É preciso que, tão logo surjam ameaças à nossa
frase: liberdade, nos valhamos das leis para garantir nosso
direito ao pleno exercício dela.
a) Caso não se detessem nas questões formais, os res-
ponsáveis pelo julgamento de Amina não teriam satisfazi- d) Se não houvesse qualquer autoridade, mesmo os anar-

308 Curso extensivo de português


quistas mais convictos acabarão por constituir alguma 26. ... que possa garantir a vida na Terra. (final do texto)
forma de ordenação.
O verbo empregado nos mesmos tempo e modo em que
e) As normas serão rigorosamente seguidas pelos partici- se encontra a forma grifada acima está na frase:
pantes do desfile, mas nem por isso empanaram o brilho
do espetáculo. a) ... que a Terra suporta?

b) ... as estimativas variaram entre ...

24. Estão corretas ambas as formas verbais sublinhadas c) ... afirma o geógrafo Álvaro Luiz Heidrich.
na frase:
d) ... a população da Terra cresceu mais de 40 vezes ...
a) Caso as normas não intervissem em nossas práticas so-
e)) ... que em 2050 tenhamos 9,3 bilhões de pessoas ...
ciais, destruir-nos-íamos uns aos outros.

b) Se não nos atêssemos a nenhuma norma, prejudicar-


mos-nos-íamos a nós mesmos. 27. Estão corretas as duas formas verbais sublinhadas na
frase:
c) É necessário que se disponhe de normas justas, para
que a autoridade detenha uma forma aceita de poder. a)) Se não nos convierem os exercícios intensos, abdique-
mos deles.
d)) Caso não nos conviesse obedecer a um mínimo de
normas, qualquer uma delas seria rechaçada tão logo se b) Quando uma experiência conter um risco, é preciso
impusesse. que a evitemos.
e) Quem se dispor a acompanhar um desfile carnavales- c) Há pessoas que não se detém nem mesmo diante do
co, dar-se-á conta de que ele cumpre um rigoroso regu- que fatalmente lhes trará malefícios.
lamento.
d) Para que não soframos com o excesso de ginástica, é
preciso que nos instruemos acerca dos riscos que repre-
sentam.
25. Está inteiramente adequada a pontuação do seguinte
período: e) Quando havermos de colher os frutos da nossa impru-
dência, arrepender-nos-emos.
a) Poucos imaginam entre os turistas estrangeiros: que
assistindo ao desfile carnavalesco estão presenciando um
espetáculo – cuja euforia se assenta, sobre regras bem
estabelecidas. 28. Estão corretos o emprego e a articulação dos tempos
verbais na frase:
b))Poucos imaginam, entre os turistas estrangeiros, que,
assistindo ao desfile carnavalesco, estão presenciando a) Seria preciso que evitemos os excessos da ginástica.
um espetáculo cuja euforia se assenta sobre regras bem
estabelecidas. b) Melhor teria sido se evitamos os exercícios mais inten-
sos.
c) Poucos imaginam, entre os turistas estrangeiros, que
assistindo ao desfile carnavalesco, estão presenciando c)) O ideal seria que os evitássemos, para que nada viés-
um espetáculo cuja euforia, se assenta sobre regras bem semos a sofrer.
estabelecidas.
d) A menos que os evitamos, haveremos de sofrer.
d) Poucos imaginam – entre os turistas estrangeiros – que
e) Mesmo sabendo que sofrerão com eles, há sempre os
assistindo ao desfile carnavalesco estão presenciando um
que não os evitassem.
espetáculo cuja euforia, se assenta sobre regras bem es-
tabelecidas.

e) Poucos imaginam entre os turistas estrangeiros que, 29. Se você ...... de voltar, mas não ......, com segurança,
assistindo ao desfile carnavalesco estão, presenciando, ...... a hora, telefone-me.
um espetáculo cuja euforia se assenta: sobre regras bem
estabelecidas. a) tiver - poder - prever

b)) tiver - puder - prever

c) ter - puder - prever

www.professorandresan.com.br 309
d) tiver - poder - previr 33. As principais tecnologias necessárias para que essa
revolução aconteça já existem ... (2º parágrafo)
e) ter - puder - previr
O uso do modo em que se encontra a forma verbal grifada
na frase acima indica
30. Informaram-nos de que talvez ...... a licença se a ...... a) um fato passado.
a tempo.
b) um fato concreto atual.
a) obtêssemos - tivéssemos requerido
c)) uma possibilidade futura.
b) obtemos - requisermos
d) uma ação habitual, repetitiva.
c)) obtenhamos - requerermos
e) uma ordem exata.
d) obteríamos - requiséssemos

e) obtivemos - requerêssemos
34. I. ... ele compõe a água

II. ... que compõem os átomos


31. Uma política que favoreça as exportações... (5º pará-
grafo) III. ... que o pico da produção mundial ocorrerá
ainda nesta década.
O uso da forma verbal grifada acima introduz na frase a
noção de

a) fato concreto. Os verbos das frases I e II passarão ao mesmo tempo e


modo, respectivamente, do verbo da frase III em:
b)) hipótese.
a) comporá e comporam.
c) continuidade.
b) compora e comporam.
d) repetição.
c) compora e compuserão.
e) necessidade.
d)) comporá e comporão.

e) comporá e compuseram.
32. Ambas as formas verbais grifadas estão corretas na
frase:

a) Agentes econômicos receiavam a instabilidade do mer- 35. Está correta a flexão de todas as formas verbais da
cado e se ateram a poucas transações comerciais, naque- frase:
le dia.
a) Quem se deter por muito tempo diante de um monitor,
b)) Advieram alguns prejuízos para certos candidatos, en- envolver-se-á de tal modo com o mundo virtual que o
quanto outros se beneficiaram com os acordos entre vá- sobreporá ao mundo real.
rios partidos políticos.
b) Os jovens se entreteram tanto com o computador que
c) Alguns candidatos indisporam-se contra as normas do nem se deram conta das horas que já haviam transcorri-
debate, considerando que dispunham de pouco tempo do.
para falar.
c) Dizendo que não quer que ninguém se imisque em sua
d) O Tribunal Regional Eleitoral interviu na discussão en- vida, o jovem tranca-se no quarto, para acessar a Internet
tre os partidos e manteve a decisão de impugnar a candi- e se pôr a navegar.
datura solicitada dias antes.
d)) Sobreveio-lhe uma forte irritação, mas conteve-se e
e) Os coordenadores preveram o surgimento de alguns abriu a porta com calma, pedindo ao jovem que cessasse
problemas e proporam-se a corrigir os rumos da campa- a navegação.
nha, para melhorar seu resultado.
e) Os prejuízos que advirem do uso abusivo do computa-
dor não serão compensados pelas eventuais vantagens
de que o usuário se beneficiou.

310 Curso extensivo de português


36. Por maiores que sejam os armamentos nacionais, eles desastrada serão minuciosamente contabilizados, para
não geram a segurança militar para nenhum país, nem que, no futuro, se recaírem sobre nós pesadas acusações,
garantem a manutenção da paz. tenhamos como nos defender.

Alterando-se os tempos das formas verbais sublinhadas, e) Tudo o que nos caber decidir será decidido, mas para
mantém-se uma adequada articulação temporal na se- isso fazer-se-á necessário obter, se não a totalidade dos
guinte seqüência: votos, um mínimo de consenso entre os que se disporem
a participar do simpósio.
a)) fossem - gerariam - garantiriam

b) venham a ser - geram - garantiriam


39. A forma verbal indicada entre parênteses deverá fle-
c) tenham sido - gerarão - garantissem xionarse obrigatoriamente no plural para preencher de
modo correto a lacuna da frase:
d) fossem - geraram - garantiriam
a) A tantos amores ...... (CONFIAR) meu destino que trago
e) venham a ser - tinham gerado - garantido
o coração desencontrado.

b)) Caso não lhe ...... (VIR) a parecer oportunas essas me-
37. O emprego e a articulação dos tempos verbais estão didas, tome você mesmo as que achar mais convenientes.
inteiramente adequados na frase:
c) Tão intenso é o medo que as ...... (PÔR) em pânico
a) Conviria que você venha nos visitar apenas na semana que suspeito seja ele inteiramente encenado.
que vem, quando já não estaríamos preocupados com o
d) Nem mesmo o despeito exagerado que há em todos
vestibular que fizermos na próxima terça-feira.
eles ...... (DEVER) estimular em nós qualquer reação ne-
b) Mal aportou, o navio fora submetido a uma rigorosa gativa.
inspeção da alfândega, em virtude da suspeita da carga
e) Caso não nos ...... (OCORRER), naquelas horas tardias,
contrabandeada que talvez ele trouxe em seus porões.
buscar o auxílio de um caçador, jamais encontraríamos o
c) Não me parece justo que você vem agora argumentar caminho de volta.
com razões que até ontem jamais invocou, revelando
um oportunismo que já seja tão conhecido.
40. Está inteiramente adequada a articulação entre os
d) Na próxima semana iremos estar atendendo a sua so-
tempos verbais na seguinte frase:
licitação, estaremos lhe telefonando para comunicar a
decisão final da empresa. a)) Predadores não sentirão a menor culpa a cada vez que
matarem uma presa, pois sabem que sua sobrevivência
e)) Tão logo saibamos o resultado do teste a que você on-
sempre dependerá dessa atividade.
tem se submeteu, entraremos em contato, para não pro-
longar a agonia de sua expectativa. b) Se predadores hesitassem a cada vez que tiveram de
matar uma presa, terão posto em risco sua própria sobre-
vivência, que depende da caça.
38. Está correta a flexão de todas as formas verbais na
c) Nunca faltarão exemplos que deixassem bem claro o
frase:
quanto é fácil que nos viessem a associar aos animais, em
a) É preciso que eles refrêem seu ódio, caso contrário so- nossas ações “desumanas”.
brevirão conflitos ainda mais graves do que os da semana
d) Por trás dessas ações assassinas sempre houve um mo-
passada, quando eles não conteram seus impulsos.
tivo simples, que estará em vir a preservar uma determi-
b) Caso os leitores de poesia se detessem mais a cada ver- nada espécie quando se for estar transmitindo o material
so, a cada imagem, haveriam de se surpreender com os genético.
inesperados encantos que aprouve ao poeta cultivar.
e) Ao paralisar a lagarta com veneno, a vespa terá depo-
c)) O editor-chefe, diante da escandalosa matéria que sitado seus ovos nela, e as larvas logo se alimentariam
fora apurada pelo repórter, interveio imediatamente e das entranhas da lagarta, que nada poderá ter feito para
reteve todo o material, a fim de o submeter ao presiden- impedi-lo.
te da empresa.

d) Os prejuízos financeiros que advirem dessa operação

www.professorandresan.com.br 311
GABARITO - FCC
01. B 02. A 03. E 04. D 05. B

06. A 07. C 08. D 09. B 10. A

11. B 12. A 13. B 14. C 15. E

16. B 17. E 18. B 19. A 20. E

21. E 22. E 23. C 24. D 25. B

26. E 27. A 28. C 29. B 30. C

31. B 32. B 33. C 34. D 35. D

36. A 37. E 38. C 39. B 40. A

GABARITO
Identifique o tempo e o modo das seguintes formas 25. Se tu desdizeres- desdisseres...
verbais: 26. eu me manti- mantive...
farás fut. do pres. do ind. 27. Quando eu rever- revir a obra...
Fizéssemos pret. Imp. do subj. 28. Se ela se contivesse- contesse...
ventava pret. Imp. do ind. 29. Quando tu repores- repuseres...
viu pret. Perf. do ind. 30. Sobrevieram- sobreviram imprevistos...
devia pret. Imp. do ind.
andaria fut. do pret. do ind. Complete as frases com os verbos entre parênteses:
amemos pres. do subj. ou imp. afir. Conjugue os verbos abaixo no presente do indicati o ,
arrumarás fut. do pres. do ind. nas seguintes pessoas:
faça pres. do subj. ou imp. afir. a) eu passeio, ele passeia e eles passeiam ( passear)
vimos pret. Perf. do ind do verbo b) eu anseio, ele anseia e eles anseiam (ansiar)
VER ou pres. do ind. Do c) eu medeio, ele medeia e eles medeiam (mediar)
verbo VIR d) eu premio, ele premia e eles premiam (premiar)
andarmos fut. do subj. e) eu magoo, ele magoa e eles magoam (magoar)
andara pret. Mais-que-perf. do ind. f) eu creio, ele crê e eles creem (crer)
abraçarão fut. do pres. do ind. g) eu ponho, ele põe e eles põem (pôr)
abraçara pret. Mais-que-perf. do ind. h) eu proponho, ele propõe e eles propõem (propor)
disséssemos pret. Imp. do subj. i) eu possuo, ele possui e eles possuem (possuir)
íamos pret. Imp. do ind. j) eu tenho, ele tem e eles têm (ter)
fizera pret. Mais-que-perf. do ind. l) eu vejo, ele vê e eles veem (ver)
amarrou pret. Perf. do ind. n) eu prevejo, ele prevê e eles preveem (prever)
fingirão fut. do pres. do ind. o) eu rio, ele ri e eles riem (rir)
menti pret. Perf. do ind. p) eu venho, ele vem e eles vêm (vir)
coubera pret. Mais-que-perf. do ind. q) eu intervenho, ele intervém e eles intervêm (intervir)
falasse pret. Imp. do subj. r) eu leio, ele lê e eles lêem (ler)
fizermos fut. do subj. s) eu adiro, ele adere e eles aderem (aderir)

Sublinhe a forma correta: 2) Dê o presente do indicati o e o pretérito perfeito do


indicati o:
16. Elas se mantiveram- manteram... A)Eu mobílio e mobiliei (mobiliar)
17. Todos reviram- reveram... B)Eu caibo e coube (caber)
18. Eu intervi- intervim... C)Eu quero e quis (querer)
19. Se Paulo propor, propuser... D)Eu requeiro e requeri (requerer)
20. Se eles detiverem- deterem... E)Eu faço e fiz (fazer)
21. Ontem ele interveio- interviu... F)eu tenho e tive (ter)
22. Se eles perfizessem- perfazessem... G)eu mantenho e mantive (manter)
23. Ela se entreteve- entreteu... H)eu vejo e vi (ver)
24. eles têm intervindo- intervido... I)eu provejo e provi (prover)

312 Curso extensivo de português


J)eu distingo e distingui (distinguir) c)tem
K)eu pulo e poli (polir) d)vem
L)eu venho e vim ( vir) e)releem
M)eu vou e fui (ir) f)veem
N)eu sou e fui (ser) g)mantém
O)eu hei e houve (haver) h)detém
P)eu ajo e agi (agir) i)leem
Q)eu trago e traguei (tragar) j)contêm
R)eu trago e trouxe ( trazer)
7)Quais frases estão corretas? (aproveite para corrigir as
3) Conjugue os verbos abaixo na primeira pessoa do erradas)
singular do presente e do futuro do subjuntivo, conforme a)Quando você vir a escola, vire à direita.
o modelo: b)Quando você vier ao colégio,não esqueça o livro de
Crer - que eu creia e quando eu crer português.
a) aguar – que eu ágüe e quando eu aguar c)Se você tiver tempo, averigúe ainda hoje se os alunos
b) averiguar- que eu averigúe e quando eu averiguar obtiveram os boletins.
c) pôr - que eu ponha e quando eu puser d)Se impusermos nossas idéias e não revirmos nossas
d) valer - que eu valha e quando eu valer concepções não chegaremos a bons resultados.
e) poder - que eu possa e quando eu puder e)Ela crê, eles não crêem; ela vê,eles não vêem; opostos
f) conter - que eu contenha e quando eu em tudo, têm apenas essa mesma oposição como liame.
contiver f)Conforme previra o advogado, não convieram ao presi-
g) ver - que eu veja e quando eu vir dente as condições de contrato.
h) vir - que eu venha e quando eu vier g)Se houvesse intervindo mais cedo, talvez contivesse os
i) saber - que eu saiba e quando eu souber ânimos
j) dizer - que eu diga e quando eu disser h)Se eu puser o verbo no plural, errarei.
i)Pela presente circular,vimos informá-lo sobre as refor-
mas.
6)Complete as lacunas abaixo, flexionando os verbos j)O diretor interveio na reunião.
indicados no presente do indicativo: k)Não volte enquanto ele não repuser o dinheiro.
a)creem
b)vêm

www.professorandresan.com.br 313
314 Curso extensivo de português
O discurso direto reproduz a fala diretamente, usando dois-pontos, vírgula ou travessão.
Exemplos:
A moça disse: “Este livro é meu.”
Este livro é meu, disse a moça.
Este livro, disse a moça, é meu.

No discurso indireto, a fala das personagens não é visível, mas informada por um narrador. A pontua-
ção é substituída pelas conjunções que ou se.
Exemplo:
A moça disse que aquele livro era dela.

Para você não se enganar, veja as diferenças:

1.Discurso Direto:
- Inicial maiúscula, pontuação (dois-pontos, vírgula ou travessão e, às vezes, aspas), ausência de con-
junção.
Ex.: A moça repetiu: “Eu te amo”.

- Verbo na 1ª ou 2ª pessoas:
Exemplos:
a) O rapaz garantia: “Não revelarei o segredo”.
b) Perguntei-lhe: “Por que não ficas comigo?”
- Pronomes este(a) ou esse(a).
Ex.: Luísa afirmava: “Esse tipo de amor não me satisfaz”.

- Advérbio aqui:
Ex.: “Compra este brinquedo aqui”, pediu a criança.

2. Discurso Indireto:
- Não há pontuação nem iniciais maiúsculas, mas surge uma conjunção.

- Verbo na 3ª pessoa:
Exemplos:
a) O rapaz garantia que não revelaria o segredo.
b) Perguntei-lhe por que não cava comigo.

- Pronome aquele(a)
Ex.: Luísa afirmava que aquele tipo de amor não a satisfazia.

- Advébio ali ou lá
Ex.: A criança pediu que eu comprasse aquele brinquedo ali.

Observe, no quadro abaixo, as mudanças de um discurso para o outro:

Discurso Direto Discurso Indireto


eu, mim, comigo, nós, nos, conosco ele(ela), se, o, a, lhe, consigo, eles(elas), os, as, lhes
aqui, cá ali, lá
esta, este, isto aquela, aquele, aquilo
Ontem no dia anterior
agora, hoje naquele dia
naquela ocasião
naquele momento
amanhã no outro dia
no dia seguinte

www.professorandresan.com.br
1) PRESENTE DO IND. PRETÉRITO IMPERFEITO DO IND.

Ex.:

2) PRETÉRITO PERFEITO DO IND. PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO DO IND.

Ex.:

3) FUTURO DO IND. FUTURO DO PRETÉRITO DO IND.

Ex.:

4) IMPERATIVO PRETÉRITO IMP. DO SUBJ

Ex.:

1)

2)

316 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS
Discurso Direto e Indireto

Passe para o discurso indireto.

1. O ministro apresentou a velhinha com um gesto triunfal:

– “Aqui está ela!”

a) O ministro apresentou a velhinha com um gesto triunfal e disse: – “Aqui está ela!”

b) O ministro apresentou a velhinha com um gesto triunfal e exclamou: – “Aqui está ela!”

c) O ministro apresentou a velhinha com um gesto triunfal e exclamou que ela estava lá.

d) O ministro, ao anunciar a velhinha com um gesto triunfal, exclamou que ela estava aqui.

e) O ministro, apresentando a velhinha com um gesto triunfal, disse que ela estava aqui.

2. “O cinema vendeu a alma ao diabo”, declarou o famoso diretor.

a) O famoso diretor declarou que o cinema tinha vendido a alma ao diabo.

b) Segundo o famoso diretor, o cinema vendeu a alma ao diabo.

c) Conforme declarações do famoso diretor, o cinema vendeu a alma ao diabo.

d) O famoso diretor declarou que o cinema teria vendido a alma ao diabo.

e) O famoso diretor disse: “O cinema vendeu a alma ao diabo”.

3. “Oh, não,” replicou Ramanujam, “é um número cheio de interesse.”

Se passarmos a frase para o discurso indireto, deverão ocorrer algumas mudanças. Abaixo, são indicadas
três possibilidades:

I - Suprimir a interjeição “Oh”.

II - Mudar o tempo verbal de “replicou”.

III - Introduzir o nexo se antes da afirmação “é um número cheio de interesse”.

Quais são corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas I e III.

e) Apenas II e III.

www.professorandresan.com.br 317
4. “Estou procurando estágio desde maio e já bati inutilmente em várias portas”.

Se quiséssemos relatar o depoimento de Thaís Greco para alguém, a forma assumida pelo enunciado,
em discurso indireto, seria

a) Thaís Greco contou que estaria procurando estágio desde maio e já tinha batido inutilmente em várias portas.

b) Thaís Greco contou que procurara estágio desde maio e já batera inutilmente em várias portas.

c) Thaís Greco contou que procurou estágio desde maio e já havia batido inutilmente em várias portas.

d) Thaís Greco contou que estava procurando estágio desde maio e já havia batido inutilmente em várias portas.

e) Thaís Greco contou que havia procurado estágio desde maio e já bateu

inutilmente em várias portas.

5. “A redação, para nós, não deve ser esse texto burocrático que tu, caro aluno, fizeste”, comentava anteontem
o professor; “nem mesmo uma lista de compras é tão fria e impessoal”, concluía.

a) O professor comentava ontem que a redação, para ele, não deveria ser esse texto burocrático que o aluno
fez, e concluía que nem mesmo uma lista de compras era tão fria e impessoal.

b) O professor comentava anteontem que a redação, para nós, não deve ser aquele texto burocrático que o
aluno fez, e concluía que nem mesmo uma lista de compras era tão fria e impessoal.

c) O professor comentava anteontem que a redação, para eles, não deveria ser aquele texto burocrático que o
aluno fizera, e concluía que nem mesmo uma lista de compras era tão fria e impessoal.

d) O professor comentava ontem que a redação, para eles, não deveria ser esse texto burocrático que o aluno
fazia, e concluía que nem mesmo uma lista de compras deveria ser tão fria e impessoal.

e) O professor comentava que a redação, para ele, não deveria ser esse texto burocrático que o aluno fez, e
concluía que mesmo uma lista de compras deveria ser tão fria e impessoal.

6. Considere o seguinte segmento, adaptado do texto.

É como se Abdul dissesse: “Não sou ‘todo’ daqui e minha tribo não resume inteiramente minha humanidade”.

Qual das alternativas abaixo apresenta uma reformulação correta, e equivalente em termos de significado, do
trecho acima?

a) É como se Abdul dissesse que não era “todo’ dali e sua tribo não resumia inteiramente sua
humanidade.

b) É como se Abdul dissesse que não seria “todo’ daqui e que sua tribo não resumiria inteiramente sua
humanidade.

c) É como se Abdul dissesse que não sou “todo’ dali e minha tribo não resume inteiramente minha
humanidade.

d) É como se Abdul dissesse que não fora “todo’ daí e que sua tribo não resume inteiramente minha
humanidade.

e) É como se Abdul dissesse que não é “todo’ dali e que sua tribo não resumia inteiramente sua
humanidade.

O pintor disse, muito comovido: “Compreendo perfeitamente o seu caso, meu caro. Eu também já fui negro”.

7. Considere as alternativas abaixo.

I – O pintor disse que compreendia perfeitamente o caso do jovem diplomata e que também já fora negro.

318 Curso extensivo de português


II – O pintor disse que compreendia perfeitamente o caso de seu caro porque ele foi negro.

III – O pintor disse que compreende perfeitamente o seu caso, meu caro. Ele também já foi negro.

Quais delas contêm versões corretas da passagem do discurso direto (linhas 20-23) para o discurso indireto?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas I e II.

e) I, II e III.

8. Naquele instante, o diretor do teatro interrompeu o ensaio e perguntou irritado: – Não é agora o momento
exato para este personagem dizer “há algo de podre no reino”?

a) Naquele instante, o diretor do teatro interrompeu o ensaio e perguntou irritado se não era então o momento
exato para aquele personagem dizer que havia algo de podre no reino.

b) Naquele instante, o diretor do teatro interrompia o ensaio e perguntava irritado se não era agora o momento
exato para aquele personagem dizer que havia algo de podre no reino.

c) Naquele instante, o diretor do teatro interrompeu o ensaio e perguntou irritado se não era agora o momento
exato para este personagem dizer que havia algo de podre no reino.

d) Naquele instante, o diretor do teatro interrompia o ensaio e perguntava irritado se não seria então o momento
para aquele personagem dizer se há algo de podre no reino.

e) Naquele instante, o diretor do teatro interrompeu o ensaio e perguntou irritado para aquele personagem dizer
se há algo de podre no reino.

9. Assinale a alternativa que reproduz a(s) frase(s), passando-a(s) para discurso indireto.

O porta-voz comunicou:

“– Recebi ordens de dizer aos manifestantes que o governo não aceitará a realização da marcha.”

a) O porta-voz comunicou que recebeu ordens de dizer-lhe que o governo não aceitará a realização da
marcha.

b) O porta-voz comunicou que havia recebido ordens de dizer aos manifestantes que o governo não aceitaria
a realização da marcha.

c) O porta-voz comunicara que recebera ordens de dizer-lhes que o governo não acatará a realização da
marcha.

d) O porta-voz comunicou ter recebido ordens de dizer que o governo não aceitará a realização da marcha.

e) O porta voz comunicou que receberia ordens de dizer que o governo não aceitaria a realização da marcha.

10. Passando-se para o discurso indireto a frase Tu estás na FEBEM, disse Aparecida. É um lugar onde a
gente cuida de jovens como tu. O resultado correto será

a) Aparecida disse que ela estava na FEBEM, que era um lugar onde cuidavam de jovens como ela.

www.professorandresan.com.br 319
b) Aparecida disse que tu estavas na FEBEM, que era um lugar onde a gente cuidava de jovens como tu.

c) Ela estava na FEBEM, dissera Aparecida, que é um lugar onde a gente cuida de jovens como tu.

d) Ela está na FEBEM, disse Aparecida, que é um lugar onde cuidam de jovens como ela.

e) Ela está na FEBEM, um lugar onde cuidavam de jovens como tu, disse Aparecida.

11. Considere a frase: “Não sei se os três poderiam entrar; isso é muito irregular”.

A sua transposição para um discurso indireto estaria correta em O legista disse que

a) não sabia se os três podem entrar; isso era muito irregular.

b) não sabia se os três poderiam entrar; aquilo era muito irregular.

c) não sei se os três puderam entrar; isso seria muito irregular.

d) não sei se os três poderão entrar; aquilo era muito irregular.

e) não soube se os três pudessem entrar; aquilo fora muito irregular.

12. “Uma velhinha ... gritou que Dario estava morrendo.”

O discurso direto seria assim:

a) uma velhinha ... gritou: - Dario está morrendo

b) uma velhinha ... gritou: - Dario estava morrendo

c) uma velhinha ... gritou: - Dario estara morrendo

d) uma velhinha ... gritou: - Dario estará morrendo

e) uma velhinha ... gritou: - Dario estaria morrendo

GABARITO
1. C 2. A 3. A 4. D
5. C 6. A 7. A 8. A
9. B 10. A 11. B 12. A

320 Curso extensivo de português


1.Ati a

2.Passiva

3.Refl xiva

A TRANSFORMAÇÃO PASSIVA

1)

2)

3)

www.professorandresan.com.br
OUTROS TERMOS

PRONOMES PESSOAIS

1)

2)

322 Curso extensivo de português


Passagem da voz passiva analítica para voz ati a

PASSE AS FRASES PARA A VOZ PASSIVA

1.O professor examinou as provas.

2.No dia de natal, com muito carinho, Paulo enviou para a noiva um buquê de flores e um cartão.

3.Pedrinho deveria estar distribuindo os convites.

4.Tu me convidarás.

5.Os carregadores iam levando o piano.

6.Elas devem estar aprontando alguma coisa.

7.Os alunos devem continuar a estudar as questões.

8.Eles podem acabar não cumprindo a promessa.

9.Nunca mais eu poderei vê-la.

10.Não podemos continuar a agir assim.

11.Assaltaram a casa do vizinho.

www.professorandresan.com.br 323
12.De algum lugar provêm essas idéias.

13.O menino parece estar curado.

14.Nós queremos o acordo.

15.Quem o encontrou?

PASSE PARA A VOZ ATIVA

16.Os testes práticos serão feitos por mim.

17.Duas lindas jovens foram contratadas.

18.As regras foram cumpridas por eles.

19.O problema poderá ser resolvido pelas pessoas do prédio.

20.Fomos cercados por um grupo de jovens.

1. Assinale a forma passiva correta da frase “Freud declarou a inutilidade de ambos os procedimentos interpreta-
tivos populares”.
a)Freud declarou inúteis ambos os procedimentos interpretativos populares.
b)Foram declarados inúteis por Freud ambos os procedimentos interpretativos populares.
c)Ambos os procedimentos interpretativos populares foram declarados por Freud inúteis
d)A inutilidade de ambos os procedimentos interpretativos populares foi declarada por Freud.
e)Declarou-se a inutilidade de ambos os procedimentos interpretativos populares por Freud.

2. Assinale a alternativa que traz a forma passiva correta da seguinte frase do texto:

“Em 1801, Destut de Tracy apresenta este novo “estudo das idéias”como uma parte da zoologia.”

a) Como uma parte da zoologia, Destut de Tracy apresenta, em 1801, este novo estudo das “idéias”.
b) Este novo “estudo das idéias”é apresentado por Destut de Tracy, em 1801, como uma parte da zoologia.
c) Foi apresentado, como uma parte da zoologia, em 1801, por Destut de Tracy, em 1801, este novo “estudo das
idéias”.
d) Como uma parte da zoologia, apresentou-se, por Destut e Tracy, em 1801, este novo “estudo das idéias”.
e) Sendo este novo “estudo das idéias”uma parte da zoologia. Destut de Tracy apresentou-a, em 1801.

Os governos de todo o mundo – presumivelmente, todos democráticos, poderão incentivar as pessoas à reprodu-
ção.

324 Curso extensivo de português


3. Assinale a alternativa que apresenta a forma passiva correta da frase que começa em Os governos ... .
a)As pessoas poderão ser incentivadas à reprodução pelos governos de todo o mundo – presumivelmente todos
democráticos.
b)A reprodução será incentivada pelos governos de todo o mundo – presumivelmente todos democráticos.
c)A reprodução das pessoas poderá ser incentivada pelos governos de todo o mundo – presumivelmente todos
democráticos.
d)As pessoas serão incentivadas à reprodução pelos governos de todo o mundo – presumivelmente todos democrá-
ticos.
e)O incentivo à reprodução será dado às pessoas pelos governos de todo o mundo – presumivelmente todos demo-
cráticos.

4. A voz passiva correta de um processo de indiferenciação tem marcado a programação da tevê é


a) A programação da tevê era marcada por um processo de indiferenciação.
b) A programação da tevê é marcada por um processo de indiferenciação.
c) A programação da tevê tem sido marcada por um processo de indiferenciação.
d) A programação da tevê foi marcada por um processo de indiferenciação.
e) A programação da tevê tinha sido marcada por um processo de indiferenciação

5. Qual das orações abaixo poderia ser passada para a voz passiva e, nesse caso, apresentaria agente da passiva?
a) O progresso tecnológico, médico e econômico tem permitido vitórias espetaculares diante do eterno desafio de
ganhar e poupar tempo.
b) O efeito dessas conquistas parece ser justamente o contrário do esperado.
c) O superávit objetivo resulta em déficit subjetivo.
d) A esperança média de vida ao nascer no mundo passou de cerca de 53 anos em 1960 para 67 anos atualmente.
e) A conseqüência lógica de todas essas maravilhas objetivas deveria ser uma sensação de alívio, uma atitude mais
pródiga e generosa no uso do tempo.

Observe as orações sublinhadas abaixo.


- A proposta seria que os pivetes fossem convidados pelas escolas para ouvir palestras educativas.
- É o que faria qualquer pai o mãe nessas situação.
- O autor sugere que sejam oferecidos aos pivetes tênis, brinquedos e revistas.

6. As orações sublinhadas têm os verbos, respectivamente, nas vozes:


a)ativa, passiva e passiva.
b)passiva, ativa e ativa.
c)ativa, passiva e ativa.
d)passiva, passiva e ativa.
e)passiva, ativa e passiva.

7. Transpondo para a voz ativa a frase “Os projetos estavam sendo revistos por um grupo de arquitetos”, obtém-se
a forma verbal..... .
a) seriam revistos.
b) estava revendo.
c) estão a rever.
d) devem rever.
e) iam revendo.

8. “Os ensaios estão sendo traduzidos por uma equipe competente.” Passando a oração anterior para a voz ativa,
sem que se altere o tempo e o modo do verbo, obtém-se a forma verbal
a) serão traduzidos.
b) traduziu.
c) está traduzindo.
d) vão traduzir.
e) é traduzida.

9. Transportando para a voz ativa a frase: “O vaso de samambaia está sendo regado diariamente pelas crianças”,
obtém-se a forma verbal:
www.professorandresan.com.br 325
a) estão regando
b) regam
c) têm regado
d) é regado
e) regarão

10. Passando para a voz ativa a frase: “os livros seriam postos em um líquido desinfetante pelos cientistas”, obtém-
-se a forma verbal:
a)vão por
b)fomos pôr
c)põem-se
d)vão ser postos
e)poriam

11. “Os meninos são detidos pelos policiais” A construção passiva sintética correspondente à expressão sublinhada
é:
a)Detém-se os meninos.
b)Detêm-se os meninos.
c)Detiveram-se os meninos.
d)Deter-se-ão os meninos.
e)Detêm-se aos meninos.

GABARITO
1.D 6.E 11.B
2.B 7.B
3.A 8.C
4.C 9.A
5.A 10.E

326 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS b) comecei a rever

1. Foram comprados muitos computadores novos para c) seriam revistos


o escritório.
d) estavam sendo revistas
A frase acima ao ser transposta para a voz passiva
sintética está corretamente apresentada na Alternativa e) ia revendo

a) O escritório comprou muitos computadores novos.

b) Muitos computadores novos se comprarão para o 5. A oração “Essa capitalização deverá ser realizada
escritório. por emissão de ações preferenciais sem direito a voto”
está na voz passiva. .A voz ativa correspondente está
c) Compram-se, para o escritório, muitos computadores na alternativa
novos.
a) Deverá realizar essa capitalização por emissão de
d) Estão sendo comprados, para o escritório, muitos ações preferenciais sem direito a voto.
computadores novos.
b) Deverão realizar essa capitalização por emissão de
e) Compraram-se muitos computadores novos para o ações preferenciais sem direito a voto.
escritório.
c) Realizará essa capitalização por emissão de ações
preferenciais sem direito a voto.

2. Assinale a única alternativa em que o verbo pode ser d) Realizarão essa capitalização por emissão de ações
transformado para a voz passiva. preferenciais sem direito a voto.

a) “Você sempre gostou de seu trabalho...” e) Realizar-se-á essa capitalização por emissão de
ações preferenciais sem direito a voto.
b) “Um dia, de repente, pifa.”

c) “...sem que se possa percebê-los...”


6. Em “Administradores modernos bolariam algum
d) “Uma doença que está se tornando cada vez mais cálculo do tipo custo-benefício...” transpondo-se a
comum é a depressão.” forma verbal para a voz passiva obtém-se
e) “...são sintomas mais evidentes.” a) seria bolado.

b) teria sido bolado.


3. Assinale o único período que está na voz passiva. c) fora bolado.
a) a secretaria reforçou projetos já existentes nas 92 d) foi bolado.
escolas da rede municipal
e) seriam bolados.
b) Outras duas, as EMEFs Moradas da Hípica e Vila
Dique, estão em fase de licitação.

c) O Programa de Leitura Adote um Escritor é exemplo 7. Escreva, dentro dos parênteses, a), (P) ou (R),
disso. conforme os verbos das orações estejam na voz ativa,
passiva ou reflexiva, respectivamente.
d) Foram investidos cerca de R$ 350 mil na aquisição
de livros. (__) A criança não se feriu.

e) A Smed repassa anualmente mais de R$ 1,5 milhão (__) As cartas foram escritas por Cecília Meireles.
às escolas de ensino fundamental
(__) A aniversariante recebeu muitos presentes.

(__) Os diretores se cumprimentaram cordialmente.


4. Transpondo para a voz passiva a frase “Eu estava
revendo, naquele momento, velhas fotos da minha (__) Glória, você tem sido elogiada por mim.
infância.”, a forma verbal correta deverá ser

a) estava sendo revisto

www.professorandresan.com.br 327
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência 8. Assinale a alternativa que apresenta erro na
correta, de cima para baixo, das letras nos parênteses. identificação da voz do verbo.

a) P – P – R – A – R a) Mistura de dança com luta, a Capoeira tem sua


origem na África. (voz ativa)
b) R – P – A – R – P
b) O berimbau é a alma da batucada. (voz ativa)
c) A – P – P – A – P
c) O bloco carnavalesco Filhos de Gandhy é composto
d) R – A – A – R – P de centenas de homens. (voz passiva)
e) R – P – R – R – A d) A roupa foi desenhada por mim. (voz ativa

GABARITO
1.E 2.C 3.D 4.D 5.B 6. A 7. B 8. D

328 Curso extensivo de português


QUESTÕES DE CONCURSOS revolucionário que vivesse para amealhar fortuna à custa
dos outros.
VOZES VERBAIS
3. (Economista/RS – FDRH) A voz passiva correta de um
1. (Téc. em Higiene Dental – Prefeitura de Alvorada/RS) processo de indiferenciação tem marcado a programação
Considere as seguintes propostas de transformações. da tevê é
I – Orestes Barbosa publicou dez livros em vida. Escreveu a) A programação da tevê era marcada por um processo
crônicas, poesias, letras de música e até um romance. de indiferenciação.
Crônicas, poesias, letras de música e até um romance b) A programação da tevê é marcada por um processo de
foram escritos por Orestes Barbosa. indiferenciação.
II – Este verso traz o sentimento e o retrato de uma c) A programação da tevê tem sido marcada por um
sociedade que continua atual. processo de indiferenciação.
Uma sociedade atual é trazida pelo sentimento e retrato d) A programação da tevê foi marcada por um processo
deste verso. de indiferenciação.
III – Esse verso será sempre cantado pelos intérpretes da e) A programação da tevê tinha sido marcada por um
música popular devido à força da criação de... processo de indiferenciação
Os intérpretes da música popular sempre cantarão esse
verso.
4. (Agente Administrati o II - FDRH)
Quais estão corretas?
Qual das orações abaixo poderia ser passada para a voz
a) Apenas I passiva e, nesse caso, apresentaria agente da passiva?
b) Apenas II a) o progresso tecnológico, médico e econômico tem
permitido vitórias espetaculares diante do eterno desafio
c) Apenas III
de ganhar e poupar tempo.
d) Apenas I e III
b) o efeito dessas conquistas parece ser justamente o
e) I, II e III contrário do esperado.

c) O superávit objetivo resulta em déficit subjetivo.

02. (Contador – BANRISUL/RS) Na frase Bem cedo, d) A esperança média de vida ao nascer no mundo passou
portanto, descobri a diferença entre os que têm e os de cerca de 53 anos em 1960 para 67 anos atualmente.
que não têm e são humilhados – qual dos verbos abaixo
e) A conseqüência lógica de todas essas maravilhas
em negrito conforme se encontra empregado nas frases
objetivas deveria ser uma sensação de alívio, uma atitude
abaixo podem sofrer transformação como a sofrida pelo
mais pródiga e generosa no uso do tempo.
verbo humilhar na segunda ocorrência da frase acima.

a) era – Eu queria a bicicleta, e meu pai, que era barbeiro,


achou que aquilo era dinheiro jogado fora. 5. (Oficial de Justi a - OFFICIUM)
b) vendi – Vendi jornais e garrafas, engraxei sapatos e, A forma passiva analítica correta da frase A essa atuação
quando finalmente consegui comprar a bicicleta, ela já discricionária some-se a expectati a social.
era mais importante.
a) Seja somada a essa atuação discricionária a expectativa
c) rasgavam – Camisas, calças, meias, cuecas rasgavam e social.
desbotavam com incrível facilidade.
b) Soma-se, a essa atuação discricionária, a expectativa
d) continu – No fim dos anos cinqüenta, comprei uma social.
camisa Lacoste (que continu boa até hoje mas não é
mais um símbolo de dinheiro) e a primeira coisa que fiz foi c) Somem-se a atuação discricionária e a expectativa
apanhar uma gilete e liberar o jacarezinho preso no peito. social.

e) soube – Nunca soube de nenhum grande artista ou d) A essa atuação discricionária é somada a expectativa
social.
www.professorandresan.com.br 329
e) Sejam somadas essa atuação discricionária e a - A proposta seria que os pivetes fossem convidados pelas
expectativa social escolas para ouvir palestras educativas.

6. (Oficial Superior Judiciário - OFFICIUM) - É o que faria qualquer pai o mãe nessas situação.

Leia os segmentos abaixo, retirados do texto. - O autor sugere que sejam oferecidos aos

I - O elevador é singelo e sensaborão. pivetes tênis, brinquedos e revistas.

II - Não haveria arranha-céus. As orações sublinhadas têm os verbos, respectivamente,


nas vozes:
III – Os prédios altos adensaram as cidades.
a) ativa, passiva e passiva.
IV - Aos bem-postos reserva-se o prestígios do “elevador
social”. b) passiva, ativa e ativa.

Quais poderiam ser passados para a voz passiva c) ativa, passiva e ativa.
analítica?
d) passiva, passiva e ativa.
a) Apenas I e II
e) passiva, ativa e passiva.
b) Apenas II e III

c) Apenas III e IV
10. Ocorre correspondência de sentido entre as frases na
d) Apenas I, II e III alternativa:

e) Apenas I, II e IV a) A roda não teria sido inventada se não houvesse


pesquisas.

Não teriam inventado a roda se não houvesse pesquisas.


7. Como fica na voz ativa a oração:
b) Opiniões polêmicas eram definidas pelos cientistas.
“Vias expressas são construídas umas sobre as outras..”?
O cientista defendeu opiniões polêmicas.
a) Construíam-se vias expressas...
c) As normas devem ser transformadas em lei.
b) Foram construídas vias expressas...
As normas devem transformar as leis.
c) Construíram vias expressas...
d) A ciência pode investigar todos os campos.
d) Constroem-se vias expressas...
Todos os campos podem investigar a ciência.
e) Constroem vias expressas...
e) A ética deve disciplinar as ações.

As ações deveriam disciplinar a ética.


8. “Os meninos são detidos pelos policiais” A construção
passiva sintética correspondente à expressão sublinhada
é:
11. A frase que apresenta condições de ser apassivada é:
a) Detém-se os meninos.
a) A tecnologia desprestigiou socialmente os discípulos de
b) Detêm-se os meninos. Hipócrates.

c) Detiveram-se os meninos. b) Não é de se estranhar a recente eclosão de inúmeras


terapêuticas alternativas.
d) Deter-se-ão os meninos.
c) A medicina desenvolve-se dentro de sistemas
e) Detêm-se aos meninos. econômico-sociais.

d) Políticos, economistas, engenheiros sanitários e


jornalistas são mais responsáveis pela saúde pública do
9. Observe as orações sublinhadas abaixo.
que os médicos.

330 Curso extensivo de português


e) A Medicina não é neutra, pois depende de sistemas d) é regado
econômico-sociais.
e) regarão

12. Transpondo para a voz passiva a oração “O tempo foi


gastando o tecido daquelas velhas roupas”, obtém-se a 16. Passando para a voz ativa a frase: “os livros seriam
forma verbal..... postos em um líquido desinfetante pelos cientistas”,
obtém-se a forma verbal:
a) estava sendo gasto.
a) vão por
b) foi sendo gasto.
b) fomos pôr
c) acabaram sendo gastas.
c) põem-se
d) foram gastas.
d) vão ser postos
e) era gasto.
e) poriam

13. Transpondo para a voz ativa a frase “Os projetos


estavam sendo revistos por um grupo de arquitetos”, 17. Caso apassivássemos o verbo da oração “Você o põe
obtém-se a forma verbal..... . no carrinho”, obteríamos

a) seriam revistos. a) carrinho você o põe.

b) estava revendo. b) carrinho é posto na frente por você.

c) estão a rever. c) Ele havia sido posto por você no carrinho.

d) devem rever. d) Você o pusera no carrinho.

e) iam revendo. e) Ele é posto por você no carrinho.

14. “Os ensaios estão sendo traduzidos por uma equipe 18. A alternativa que apresenta a voz ativa correspondente
competente.” Passando a oração anterior para a voz ativa, a “A reportagem que está sendo gravada lembra livros
sem que se altere o tempo e o modo do verbo, obtém-se que foram escritos por Jorge Amado” é:
a forma verbal
a) A reportagem que estão gravando lembra livros que
a) serão traduzidos. Jorge Amado escreveu.

b) traduziu. b) A reportagem que gravaram lembra livros que Jorge


Amado escrevia.
c) está traduzindo.
c) A reportagem que gravam lembra livros que Jorge
d) vão traduzir. Amado escrevia.

e) é traduzida. d) A reportagem que gravavam lembra livros que Jorge


Amado escrevia.

e) A reportagem que está gravada lembra livros de Jorge


15. Transportando para a voz ativa a frase: “O vaso Amado.
de samambaia está sendo regado diariamente pelas
crianças”, obtém-se a forma verbal:

a) estão regando 19. A oração “O alarma tinha sido disparado” está na voz
passiva. Assinale a alternativa que apresenta a forma
b) regam verbal ativa correspondente:
c) têm regado a) disparara

www.professorandresan.com.br 331
b) disparar-se-ia 22. Só não é possível voz passiva em

c) fora disparado a) Os brasileiros defendem a idéia de uma democracia


social.
d) tinham disparado
b) Conflitos sociais não transpõem os abismos
e) tinha disparado estratificados.

c) Esse abismo não conduz a conflitos tendentes à


transposição dos estratos sociais.
20. Considere as orações abaixo:
d) Os privilegiados ignoram ou ocultam as mazelas sociais.
I. É visível a cisão entre a música de alto repertório e a
música de mercado. e) Os brasileiros raramente percebem os profundos
abismos cruciais a seu desenvolvimento.
II. Os dois tipos de música falam a tipos de público
desiguais.

III. A música das massas marca o pulso rítmico e a 23. “Se os advogados tivessem esgotado os recursos, o
repetição. juiz não teria surpreendido as pessoas presentes.”
IV. Novas dimensões de tempo instauradas com a música Passando para o voz passiva, os verbos devem assumir as
de concerto contestam a escuta linear. formas da alternativa:

a) tivesse sido esgotado – teriam sido surpreendidas


Quais delas podem ser passadas para a voz passiva b) tiver sido esgotados – terão surpreendido
a) Apenas I e III. c) tivessem sido esgotados – teriam sido surpreendidas
b) Apenas II e IV. d) têm-se esgotado – terá sido surpreendidas
c) Apenas III e IV. e) tivessem esgotado – teria sido surpreendidas.
d) Apenas I, III e IV.

e) Apenas II, III e IV. 24. Transpondo para a voz passiva a frase “Talvez nem
conhecêssemos o sentido da palavra ‘’ilusão’’, a forma
verbal resultante será
21. Observe as sentenças abaixo, retiradas ou adaptadas
tivesse sido conhecido.
do texto.
I - Desta permanente preocupação decorre a sua presença a) seria conhecido.
em todas as nossas manifestações artísticas.
b) fossem conhecido.
II - A morte está presente na música, na escultura, nas
c) tivéssemos conhecido.
múltiplas modalidades da arte literária.
d) fosse conhecido.
III - O homem imaginou lendas inacreditáveis.

Quais delas apresentam condições para serem passadas


para a voz passiva. 25. “Efetivamente se queimaram alguns livros...”. A forma
verbal equivalente a sublinhada está em:
a) Apenas II
a) queimou
b) Apenas III
b) eram queimados
c) Apenas I e III
c) foram queimados
d) Apenas II e III
d) foi queimado
e) I, II e III
e) tinham queimado

332 Curso extensivo de português


GABARITO - VOZES VERBAIS
01. D 06. C 11. A 16. E 21. B

02. B 07. E 12. B 17. E 22. C

03. C 08. B 13. B 18. A 23. C

04. A 09. E 14. C 19. D 24. E

05. A 10. A 15. A 20. C 25. C

QUESTÕES DE CONCURSOS 4. Transpondo-se para a voz a va a frase Seu corpo nunca


fora tocado por um homem, a forma verbal resultante
FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS será
1. Transpondo-se para voz passiva a frase M. aceita essa a) tinha sido tocado.
idéia com gosto, a forma verbal resultante será
b) teriam tocado.
a)) é aceita.
c) tocaria.
b) foi aceita.
d) teria sido tocado.
c) tinha aceitado.
e)) tocara.
d) tinha sido aceitada.

e) aceitou-a.
5. A única frase que admite ser transposta para a voz
passiva é
1. Esses cuidados costumam ser negligenciados pelas a) ... sua expressão muda valeu por mil palavras...
pessoas.
b)... como também ignorava o teor dos processos...
Transpondo-se a frase acima para a voz ativa, a forma
verbal passa a ser c) ... sentia-se suficientemente recompensado...

a) costumam negligenciar. d) ... se fiscalizar parece, ainda hoje, uma operação


antipática...
b) costuma-se negligenciar.
e) Sempre que podia, eu ia com ele...
c) negligenciam.

d)) tinham negligenciado.


6. Transpondo-se para a voz passiva a frase Eles não me
e) estão sendo negligenciados. dão prazer algum, resultará a forma verbal

a) têm dado.
3. Transpondo-se para a voz passiva a frase O desafio b) é dado.
essencial será fazer respeitar a nossa condição de ser
humano, o segmento sublinhado será substituído por c) tem sido dado.

a) fazer com que respeitemos. d) teriam dado.

b) fazermo-nos respeitados. e) foi dado.

c) ter feito respeitar. 7. Transpondo-se para a voz passiva a frase As pessoas


nem sempre enxergam o seu bem, a forma verbal
d)) fazer ser respeitada. decorrente será
e) fizermos respeitá-la. a) tem sido enxergado.

www.professorandresan.com.br 333
b) foi enxergado. a) O réu jamais admitiu a culpa.

c)) é enxergado. b) Entraves burocráticos dificultam a distribuição de


justiça.
d) será enxergado.
c) Os mais cínicos colecionam “atestados de inocência”.
e) são enxergadas.
d)) Mas nem sempre isso acaba por ocorrer.

e) Ele ignorou a importância dos detalhes.


8. Transpondo-se para a voz passiva a frase Esses meios
desrespeitam a consciência e a liberdade da pessoa
moral, a forma verbal resultante será
12. Indica-se uma alteração da voz verbal do segmento
a) serão desrespeitadas. sublinhado em:

b) desrespeita-se. a) Cinco mil refugiados estão sendo distribuídos pelos


EUA = foram distribuídos.
c) é desrespeitada.
b) Qual será o maior estranhamento para esses jovens?
d)) são desrespeitadas. = terá sido.
e) são desrespeitados. c) O susto virá da quantidade de leis formais = deverá vir.

d) A vida da tribo era regrada = regrava-se.


9. A única frase que NÃO admite transposição para a voz e)) É por isso que inventamos tantas regras = são
passiva é: inventadas.
a) Podemos repetir uma experiência científica inúmeras
vezes.
13. Transpondo-se para a voz ativa a frase havia sido
b) Os bons cientistas consideram o caminho traçado por condenada à morte por apedrejamento, o segmento
seus antecessores. sublinhado deverá ser substituído por
c)) Os melhores charlatões não resistem a um inquérito a) haviam condenado-a.
verdadeiramente científico.
b)) haviam-na condenado.
d) Qualquer um de nós deseja compreender nosso vasto
e misterioso Universo. c) foi condenada.

e) Que bom se conhecêssemos todas as forças responsáveis d) condenaram-na.


pela nossa existência...
e) haviam de condená-la.

10. Passando para a voz passiva a frase A escrita das leis e


atos normativos (...) retiraria elementos da escrita usual, 14. Transpondo-se para a voz ativa a frase só podem ser
obtém-se a forma verbal alterados por uma Assembléia Constituinte, a forma
verbal resultante será
a) teriam sido retirados.
a) poderia alterar.
b) retirar-se-ia.
b) podem-se alterar.
c)) seriam retirados.
c)) pode alterar.
d) teriam retirado.
d) alterar-se-ão.
e) tinham sido retirados.
e) será alterada.

11. NÃO admite transposição para a voz passiva a seguinte


construção:

334 Curso extensivo de português


15. Transpondo-se para a voz passiva a frase A privação 19. Destas raízes espremidas e raladas se faz farinha que
da substância produz sintomas, obtém-se a forma verbal se come ... (última frase do Texto I)

a) é produzida. As formas verbais do segmento grifado acima estão


corretamente transpostas para formas equivalentes na
b) produz-se. frase:
c) eram produzidos. a) fazem farinha para ser comida.
d)) são produzidos. b) tinham feito farinha e comido.
e) foram produzidos. c)) é feita farinha que é comida.

d) foi feita farinha que eles comeram.


16. Transpondo para a voz passiva a frase “Até o final do e) fizeram farinha que foi comida.
ano eles terão cumprido o acordo”, obtém-se a forma
verbal ......

a) haveria de ser cumprido 20. Não é possível alterar a voz da forma verbal da frase:

b)) terá sido cumprido a) A quantidade dos micreiros já constitui, de fato, uma
nação, mais do que uma simples tribo.
c) terão de cumprir
b)) No começo da informatização das redações de jornal,
d) será cumprido houve um divertido mal-entendido.
e) cumprirão c) Alguns velhos homens de letras olham com preconceito
essa tribo.

d) A jovem repórter citada no texto tinha abortado uma


17. ... os rumores relativos a essas pesquisas nem se
matéria, e não um filho.
confirmam... (final do texto)
e) Recriações semânticas são feitas a partir de termos ou
A forma verbal correta, de sentido idêntico ao da grifada
expressões já antigos.
acima, é

a)) são confirmados.


21. NÃO admite transposição para outra voz verbal o
b) foi confirmado.
segmento sublinhado na frase:
c) tinham confirmado.
a) Essa tendência tem seu preço, que é alto e se paga tanto
d) está sendo confirmado. em dinheiro quanto em compulsão do comportamento.

e) confirmou-se. b)) Aquele equilíbrio vital, referido na frase latina, anda


cada vez mais comprometido.

c) O conceito de saúde vem sendo obsessivamente


18. A comunidade européia e o governo norte-americano identificado com a ótima forma do corpo.
anunciaram, nos últimos meses, fundos para esses
estudos. (final do 2º parágrafo) d) Não se pode ignorar a cadeia de consumo que atrai
progressivamente os candidatos a Apolo e Vênus.
Transpondo a frase acima para a voz passiva, a forma
verbal passará a ser e) Muito prometem as dietas milagrosas e as intermináveis
sessões de ginástica.
a)) foram anunciados.

b) estão anunciando.
22. NÃO admite transposição para a voz passiva o
c) foi anunciado. seguinte segmento do texto:

d) foi anunciada. a) centenas de formigas devorando um lagarto.

e) anunciou. b)) ao assistir a documentários sobre a violência do


www.professorandresan.com.br 335
mundo animal.

c) uma espécie de vespa cuja fêmea deposita seus ovos dentro de lagartas.

d) Predadores não sentem a menor culpa.

e) quando matam as suas presas.

GABARITO - FCC
01. A 02. A 03. D 04. E 05. B

06. B 07. C 08. D 09. C 10. C

11. D 12. E 13. B 14. C 15. D

16. B 17. A 18. A 19. C 20. B

21. B 22. B

GABARITO - VOZES VERBAIS


1. O professor examinou as provas.

As provas foram examinadas pelo professor.

2. No dia de natal, com muito carinho, Paulo enviou para a noiva um buquê de flores e um cartão.

Um buquê de flores e um cartão foram enviados por Paulo...

Observação: “no dia de natal”, “com muito carinho” e “para a noiva” podem aparecer em qualquer lugar.

3. Pedrinho deveria estar distribuindo os convites.

Os convites deveriam estar sendo distribuídos por Pedrinho.

4. Tu me convidarás.

Eu serei convidado por ti.

5. Os carregadores iam levando o piano.

O piano ia sendo levado pelos carregadores.

6. Elas devem estar aprontando alguma coisa.

Alguma coisa deve estar sendo aprontada por elas.

7. Os alunos devem continuar a estudar as questões.

As questões devem continuar a ser estudadas pelos alunos.

8. Eles podem acabar não cumprindo a promessa.

A promessa pode acabar não sendo cumprida por eles.

9. Nunca mais eu poderei vê-la.

Ela nunca mais poderá ser vista por mim.

10. Não podemos continuar a agir assim.

Não há voz passiva, pois não há objeto direto.

336 Curso extensivo de português


11. Assaltaram a casa do vizinho.

A casa do vizinho foi assaltada.

12. De algum lugar provêm essas ideias.

Não há voz passiva, pois não há objeto direto.

13. O menino parece estar curado.

Não há voz passiva, pois não há objeto direto.

14. Nós queremos o acordo.

O verbo “querer” não pode ser apassivado.

15. Quem o encontrou?

Ele foi encontrado por quem?

16. PASSE PARA A VOZ ATIVA

17. Os testes práticos serão feitos por mim.

Eu farei os testes práticos.

18. Duas lindas jovens foram contratadas.

Contrataram duas lindas jovens.

19. As regras foram cumpridas por eles.

Eles cumpriram as regras.

20. O problema poderá ser resolvido pelas pessoas do prédio.

As pessoas do prédio poderão resolver o problema.

21. Fomos cercados por um grupo de jovens.

Um grupo de jovens nos cercou/cercaram.

www.professorandresan.com.br 337
338 Curso extensivo de português

Você também pode gostar