Você está na página 1de 3

Universidade Federal de Pelotas

Faculdade de Educação
Curso de Pedagogia – Diurno
Disciplina: Teoria e Prática Pedagógica III
Prof.: Rogério Würdig – Departamento de Ensino
1º/2021

A partir das questões desencadeadoras da disciplina de TPP3 “Como te


percebes corporalmente” e “O que/quem interfere nessa percepção” e da
respectiva análise das respostas, elaborei um pré-categorização que ajuda na
compreensão das percepções corporais e interferências indicadas pela turma.

PERCEPÇÕES

Inacabado, em construção e aprendendo


• “um ser inacabado, numa relação de aprendizado com o mundo, que
vamos nos construindo a partir da relação do nosso corpo com o mundo,
sempre verificando possibilidades de um novo jeito de ser”

Membros, sentidos e instintos


• como um corpo composto por membros além de sentidos e instintos.

Que faz o máximo e pode fazer mais


• Me percebo como alguém que faz o máximo dentro de suas limitações,
mas que ainda assim poderia fazer mais

Fraco, incapaz
• percebo meu corpo como fraco, com pouca resistência física, pouca
noção de espaço e reflexos lentos.
• Não gosto muito da minha percepção de mim mesma pois me sinto
incapaz de fazer a maioria das coisas, sinto dores na coluna e nas
articulações

Desproporcional
• Tenho 1,58 de altura, me acho baixinha e sou gordinha
• me percebo corporalmente de forma mais estética. Eu sou uma pessoa
pequena, baixa e gorda esteticamente desproporcional e desagradável.

Pouco ativa
• Em questão de atividades físicas não sou muito ativa, não tenho esse
hábito de fazer exercícios físicos.

INTERFERÊNCIAS

Regras: sociais e de comportamento escolar

• o que mais interfere são as regras sociais impostas; como meninas de


rosa e meninos de azul, menino joga bola, menina brinca de casinha. As
regras de comportamento escolar, como formar filas, todos sentados
em silêncio, sem interação. Como se a pessoa não fizesse parte do
mundo e o mundo não fizesse parte da pessoa.

Redes sociais e padrões de beleza


• Acredito que as redes sociais possam interferir de alguma forma,
[....]eu passei toda minha pré-adolescência e adolescência na internet
[...] acredito que é uma fase onde construímos muitas percepções
próprias [...] apesar de hoje termos muitas referências de pessoas de
todas as formas, jeitos e corpos, há poucos anos atrás não se tinha, o
que afetou minha minha autoestima. Hoje com o movimento que temos
de discussão que gira em torno da autoaceitação e padrões de beleza,
já não me afeta tanto, apesar de afetar um pouco kkkkk

Experiências

• Minhas experiências com atividades corporais

Hábitos, falta de tempo, sedentarismo


• Normalmente temos hábitos errados durante o dia, percebo que ao
decorrer do meu dia não consigo ter tempo para outros tipos de
atividades.
• Conceitos como o de sedentarismo me apontam o caminho oposto em
que gostaria de estar, o de melhor aproveitamento físico.
Olhar, comparações
• Jeito que me vejo.
• Quando me olho no espelho.
• Acho que comparações comigo mesma de alguns anos atrás e de outras
pessoas

Familiares, amigos e colegas


• opiniões de familiares, colegas e amigos ao longo da vida.