Você está na página 1de 4

Instituto Lab System de Pesquisas e Ensaios LTDA.

Laboratório de ensaio acreditado pela Cgcre/INMETRO de acordo com a


NBR ISO/IEC 17025 - CRL 0154

Relatório de Análises e Ensaios de Produtos (RAE) N.º 3980412 Pág.: 1/4

Data de emissão: 10/05/2012


1 – Solicitante: Cordoaria Brazilian Ropes Com. Ltda.
End.: Rua Ivan Figueiredo N° S/N
Complemento: Lote 8 , Quadra N Galpão 2. CEP: 42700 - 000
Cidade/Estado Lauro de Freitas / BA
Tel.: (71) 3379-1620 Fax --- email: kattylaabreu@brazilianropes.com.br

2 – Produto ensaiado:
Descrição do produto: Corda listra laranja
Fabricante: Cordoaria Brazilian Ropes.
Código/ referência: Corda BRC Modelo Resc 11
Características nominais: Tipo A
Pedido do cliente: Orçamento: 06602012/00
Total de amostras recebidas: 50 metros Com lacre: ( ) Sem lacre: ( X ) Total de amostras ensaiadas: 50 metros
Ordem de serviço: 3980412
Data de realização do(s) ensaio(s): Início: 26/04/2011 Término: 09/05/2011

3 – Normas utilizadas:
Especificação de produto/ método de ensaios
- ABNT/NBR 15986/2011 – Cordas de Alma e Capa de baixo coeficiente de alongamento para acesso por cordas – Requisitos e
métodos de ensaio.
- EN 1892: 1997; Mountaineering equipment – Dynamic mountaineering ropes – Safety requirements and test methods.

4 – Instrumentos / Equipamentos utilizados:


Descrição Código Certificado Validade
Célula de carga EE 071/1 100519R01 02/06/2012
Cronômetro digital IM 019 LV 28728/11 11/05/2013
Régua graduada de aço IM 011 DM-01-071/12 12/07/2013
pH metro microprocessador de bancada IM 045 LV 10323/11 03/05/2012
Trena de aço IM 081 DM-02-053/12 05/02/2013
Sensor tipo k (vareta) IM 135 RI 2400/11 02/11/2012
Termohigrômetro IM 182 LV 04764/11 20/02/2013
Termohigrômetro IM 193 LV 12800/11 30/05/2012
Célula de carga 5000 IM 217 100519R02 02/06/2012
Termômetro digital IM 274 LV 12279/11 19/05/2012
Paquímetro digital IM 291 DM-02-059/12 05/08/2012

Avenida Guinle, 106 – Guarulhos – S.P. - CEP: 07221-070 – Fone/Fax: (11) 2446-0053 - E-mail: labsystem@labsystem.com.br
Este relatório se aplica somente às amostras ensaiadas, não se estendendo a quaisquer lotes, mesmo que similares, e não deve ser reproduzido total ou
parcialmente sem prévia autorização, por escrito, do ILSPE - Instituto Lab System.de Pesquisas e Ensaios Ltda.
Form. 001 - Revisão 10 – 17/02/2011
ILSPE – Laboratório de ensaio acreditado pela Cgcre/INMETRO
de acordo com a NBR ISO/IEC 17025 – CRL 0154
RAE: 3980412 Pág.: 2/4

5 – Ensaios solicitados:
Itens
da Descrição do(s) ensaio(s) Obs. Pág.
Norma
4.1 Verificação de materiais R 2
4.2 Verificação do Diâmetro da corda (D) R 2
4.3 Verificação da Flexibilidade (K) R 2
4.4 Deslizamento da capa (Ss) R 2
4.5 Verificação de alongamento (E) R 2
4.6 Verificação Encolhimento (R) R 2
4.7 Verificação da massa por unidade de comprimento (M) R 2
4.8 Verificação da massa do material da capa externa (Sp) R 2
4.9 Verificação da massa do material da alma (C) R 2
4.10 Verificação da força de frenagem (Fmax) ou força de pico de parada da queda R 2
4.11 Ensaio de comportamento dinâmico R 2
4.12.1 Resistência estática sem terminais R 2
4.12.2 Resistência estática com terminais R 3
6 Marcação R 3
R – Realizado NR – Não Realizado

6 – Descrição / Resultado(s) do(s) ensaio(s):


Itens da
Descrição do(s) ensaio(s) Resultados
Norma
4 Requisitos ---
Materiais - Os materiais utilizados na fabricação das cordas de alma e capa trançada de baixo coeficiente
4.1 de alongamento devem ser constituídos por fibras sintéticas virgens, multifilamentadas e contínuas. Os C
materiais utilizados para a construção da alma e da capa devem ter o ponto de fusão >195°C.
Diâmetro (D) - O diâmetro (D) da corda deve ser determinado de acordo com 5.3.1 e deve estar
4.2 C
compreendido entre o diâmetro mínimo de 8,5 mm e um máximo de 16 mm. Obtido: 11,22 mm
Flexibilidade (K) – A rigidez da corda de capa e alma trançada de baixo coeficiente de alongamento deve
NC, ver obs.
4.3 ter índice de flexibilidade (K), determinado mediante o ensaio do nó especificado em 5.3.2 e ser inferior a
item 8 deste.
1,2. Obtido: 1,64.
Deslizamento da capa (Ss) – O deslizamento longitudinal Ss da capa em relação a alma deve ser
determinado conforme 5.3.3.
4.4 C
As medições devem ser conforme o valor V de 5.3.3.4, devendo estar expressas em porcentagem.
Obtido: 0,71 %.
Alongamento (E) - O alongamento (E) não deve ser maior que 5 % determinado conforme 5.3.4.
4.5 C
Obtido: 1,1%.
4.6 Encolhimento (R) – O encolhimento (R) deve ser determinado conforme 5.3.5. Obtido: 1,6 %. C
A massa por unidade de comprimento (M), de 1000 mm de corda de alma e capa trançada de baixo
4.7 coeficiente de alongamento, deve ser determinada conforme 5.3.6 e corresponde à massa combinada da alma C
e da capa. Obtido: 81,82 g.
Massa do material da capa externa (Sp) – De acordo o ensaio descrito em 5.3.6, a massa mínima de
material empregado unicamente para a capa, expressa em porcentagem da massa total da corda de alma e
4.8 C
capa trançada de baixo coeficiente de alongamento deve ser determinada conforme a seguinte equação:
Smin = (4D – 4)/D² x 100. Obtido: Smin = 32,47%.
Massa do material da alma (C) – A massa do material da alma (C) deve ser determinada conforme 5.3.6 e
atender a um valor mínimo para cada tipo de corda, calculada pelas expressões:
4.9 Para cordas tipo A; Cmin = (48/D)² x 100. C
Para cordas tipo B; Cmin = (40/D)² x 100.
Obtido: Cmin = 38,13 %.
Força de frenagem (Fmax) ou Força de pico de parada na queda – A força de frenagem (F) deve ser
4.10 C
determinada conforme 5.3.7.3.1 e não deve ultrapassar 6 kN. Obtido: 5,19 kN.
Comportamento dinâmico – A corda de alma e capa trançada de baixo coeficiente de alongamento, quando
4.11 C
ensaiada conforme 5.3.7.3.2, deve resistir a cinco quedas sem se romper e liberar a massa.
4.12 Resistência estática ---
Resistência estática sem terminais – A corda de alma e capa trançada de baixo coeficiente de alongamento,
quando ensaiada conforme NBR 9790/2001, uma força no mínimo de:
4.12.1 C
( X )Corda tipo A 22 kN, obtido: 38,8 kN.
( )Corda tipo B 18 kN, obtido: ---

Legenda: C – Atende ao item da Norma NC – Não atende ao item da Norma NA – Não aplicável
Form. 001 – Revisão 10 – 17/02/2011
ILSPE – Laboratório de ensaio acreditado pela Cgcre/INMETRO
de acordo com a NBR ISO/IEC 17025 – CRL 0154
RAE: 3980412 Pág.: 3/4

Resistência estática com terminais – Quando ensaiados conforme 5.3.8, a corda de alma e capa trançada de
baixo coeficiente de alongamento, incluindo os terminais preparados deve resistir a uma força durante 3
minutos.
4.12.2 C
( X ) Corda tipo A - 15 a 15,5 kN, obtido: 26,0 kN.
( ) Corda tipo B - 12 a 12,5 kN, obtido: ---

6 Marcação: ---
As extremidades das cordas de alma e capa trançada de baixo coeficiente de alongamento devem apresentar
rótulo envolvendo ou outra forma de marcação de maneira permanente, legível e indelével com as seguintes ---
marcações:
6.1 a) Letra A para cordas tipo A e letra B para cordas tipo B, seguida da indicação do seu diâmetro em
C
milímetros de acordo com as especificações. Exemplo: “A: 11,0 mm; B: 9,2 mm”.
b) Número e ano desta norma. C
c) O nome do material de fabricação da corda conforme ABNT NBR 12744. C
A corda de alma e capa trançada de baixo coeficiente de alongamento deve conter uma marcação interna,
de material plástico indelével (de maneira que permaneça legível, apesar das sujeiras, umidades e uso) ou
---
outra forma de marcação que se apresente indelével igualmente, repetida continuamente ao longo do seu
comprimento, com as seguintes informações:
a) O nome da marca comercial do fabricante, CNPJ ou no caso de cordas importadas devem seguir
6.2 C
EN 1891;
b) O número e ano desta norma e o tipo da corda A ou B; C
c) O ano de fabricação ou outra sistemática de rastreabilidade que identifique a data de fabricação C
d) O nome do material de fabricação da corda conforme ABNT NBR 12744 C

7 - Incerteza de medição nos ensaios:


Descrição do ensaio Incerteza da medição
Verificação de materiais Não considerado
Verificação do Diâmetro da corda (D) Não considerado
Verificação da Flexibilidade (K) Não considerado
Deslizamento da capa (Ss) Não considerado
Verificação de alongamento (E) Não considerado
Verificação Encolhimento (R) Não considerado
Verificação da massa por unidade de comprimento (M) Não considerado
Verificação da massa do material da capa externa (Sp) Não considerado
Verificação da massa do material da alma (C) Não considerado
Verificação da força de frenagem (Fmax) ou força de pico de parada da queda Não considerado
Ensaio de comportamento dinâmico Não considerado
Resistência estática sem terminais Não considerado
Resistência estática com terminais Não considerado
Marcação Não considerado

8 – Observações:
Subitem 4.3 – Flexibilidade (K) – Conforme verificado a amostra apresentou a flexibilidade da corda acima do especificado
pela norma.

Legenda: C – Atende ao item da Norma NC – Não atende ao item da Norma NA – Não aplicável
Form. 001 – Revisão 10 – 17/02/2011
ILSPE – Laboratório de ensaio acreditado pela Cgcre/INMETRO
de acordo com a NBR ISO/IEC 17025 – CRL 0154
RAE: 3980412 Pág.: 4/4

9 – Anexo:

Vista geral

Etiqueta de identificação interna

Legenda: C – Atende ao item da Norma NC – Não atende ao item da Norma NA – Não aplicável
Form. 001 – Revisão 10 – 17/02/2011