Você está na página 1de 9

Dia 11/04/2021 – IPBV na EBD

Texto: João 1.43-51


Encontros com Jesus – NATANAEL (encontros narrados no evangelho de João)
43
No dia seguinte Jesus decidiu partir para a Galiléia. Quando encontrou
Filipe, disse-lhe: "Siga-me". 44Filipe, como André e Pedro, era da cidade de
Betsaida. 45Filipe encontrou Natanael e lhe disse: "Achamos aquele sobre
quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito de quem os profetas também
escreveram: Jesus de Nazaré, filho de José". 46Perguntou Natanael:
"Nazaré? Pode vir alguma coisa boa de lá? " Disse Filipe: "Venha e veja".
47
Ao ver Natanael se aproximando, disse Jesus: "Aí está um verdadeiro
israelita, em quem não há falsidade". 48Perguntou Natanael: "De onde me
conheces?" Jesus respondeu: "Eu o vi quando você ainda estava debaixo
da figueira, antes de Filipe o chamar". 49Então Natanael declarou: "Mestre,
tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!" 50Jesus disse: "Você crê porque
eu disse que o vi debaixo da figueira. Você verá coisas maiores do que
essa!" 51E então acrescentou: "Digo-lhes a verdade: Vocês verão o céu
aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem".

INTRODUÇÃO
1. Como eu, talvez você também esteja com saudade de poder
encontrar um banco qualquer e se sentar ao lado de alguém,
especial, sem qualquer medo, apenas para desfrutar de um
encontro e uma boa conversa.
2. Eu conheço alguém que gosta muito de fazer isto. Este alguém
tem sua história narrada por quatro diferentes pessoas. Sendo
que uma delas se chamava João. E, em sua obra, ele se
autorretrata como “aquele a quem o Senhor ama”.
3. Seu Senhor era nada mais e nada menos que Jesus Cristo, o
qual aparentemente gostava muito de se encontrar com pessoas
seja onde ou como for.
4. A partir de hoje queremos a cada domingo nos sentar e juntos,
ainda que virtualmente, OBSERVAR e CONVERSAR a respeito
de 11 diferentes encontros com Jesus.
5. Hoje começaremos com o encontro de Natanael com Jesus – LER
6. Antes de entrarmos no encontro de Jesus com Natanael, deixa
eu te dizer quais são nossos principais objetivos:
 Objetivo 1: Apresentar a pessoa de Jesus! – Afinal, não
tem como se encontrar com alguém de verdade e por inteiro,
sem deixar que algo de nós se torne conhecido ao outro . –
E, a intenção de Jesus em cada encontro é deixar-se
conhecer.
 Objetivo 2: Apresentar as transformações que resultam
do encontro com Jesus! – Afinal, não tem como se
encontrar com alguém como Jesus e sair do mesmo jeito,
sem ser afetado.
 Objetivo 3: Apresentar as decisões que emergem do
encontro com Jesus! Afinal, não tem como se encontrar
com alguém como Jesus, sem se ver confrontado de algum
modo.
7. Minha oração é que nesta manhã possamos TER um encontro
com Jesus NO encontro de Natanael com Jesus

FT – Se a vida é a arte do encontro, como disse certo poeta brasileiro


. Jesus é, dentre todos, o
(“A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida” – Vinicius de Morais)

melhor nesta arte. Pois não apenas vem nos encontrar, MAS...

I. Prepara o Encontro – v 43-46


1. Quando eu comecei a namorar minha esposa, SÁBADO era o dia
oficial de encontrá-la. E eu me lembro como se fosse ontem os
preparativos para cada um dos sábados, que incluía: (1) Deixar o
estresse todo no campo de futebol, (2) Separar a melhor roupa,
com o melhor perfume, (3) Deixar o carro ajeitado, e (4) Definir o
programa daquele final de dia e início de noite
2. O encontro de Jesus com Natanael não é diferente, pois é
marcado por um PREPARO, que não é feito por Natanael, mas
por Jesus, que decidiu encontra-lo enquanto se preparava para ir
à Galiléia (43No dia seguinte Jesus decidiu partir para a Galiléia. ).
3. Jesus, talvez preparando-se para ir à Galiléia, não hesita em
interromper tudo para encontrar-se com Filipe, a quem desafia
dizendo: Siga-me (43...Quando encontrou Filipe, disse-lhe: "Siga-
me".)
4. Dito isto, João inclui a informação de que: 44Filipe, como André e
Pedro, era da cidade de Betsaida. – O que nos faz imaginar que
talvez os três tenham ido até o Jordão para receber o batismo de
João Batista, assim como Jesus.
5. Esta informação é mais relevante para o conjunto do capítulo 1,
do que para o encontro com Natanael... EMBORA seja relevante
quando pensamos em Jesus como aquele que não apenas vem
para o encontro, mas também prepara o encontro
6. E COMO JESUS PREPARA O ENCONTRO COM NATANAEL?
Jesus o prepara a partir de Filipe, pois 45Filipe encontrou Natanael
e lhe disse:... – DISSE O QUE? Sua Recém Descoberta ! Isto é:
45
..."Achamos aquele sobre quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito
de quem os profetas também escreveram: Jesus de Nazaré, filho de
José".

7. No original grego, a ordem das palavras faz com que a fala de


Filipe comece com uma referência ao messias e termine com a
palavra Nazaré (e não com 45...filho de José)
8. Então, estes dois conceitos “MESSIAS” e “NAZARÉ” soam ao
ouvido do estudioso Natanael, como algo totalmente
contraditório. Afinal, não havia na lei ou nos profetas nenhuma
relação entre o Messias e Nazaré
9. Por isto Filipe 46
Perguntou Natanael: "Nazaré? Pode vir alguma
coisa boa de lá?"... – Entenda que esta pergunta é feita ainda
sobre o eco da menção a Nazaré. E pode ter uma destas razões:
 Sectarismo/Preconceito/Rivalidade (não mencionado em
nenhuma outra parte das Escrituras)
 Simples Estranheza por não haver nenhuma menção no AT
que vincule o Messias a cidade de Nazaré
10.Mas o que talvez não percebamos é que nisto tudo, o encontro
de Jesus com Natanael estava sendo preparado por Jesus. –
Inclusive a resposta decisiva de Filipe ao questionamento de
Natanael foi a mesma que ele ouviu de Jesus: 46...Disse Filipe:
"Venha e veja". – E assim ambos se colocaram a caminho!
11.Tudo para o encontro estava preparado! Agora era só uma
questão de tempo para que o encontro, COM AQUELE QUE
PROMOVE ENCONTROS COMO NENHUM OUTRO, acontecesse.
12.O que isto diz sobre Jesus e como isto nos desafia? Isto nos diz
que Jesus é quem prepara nosso encontro com Ele, e usa
inclusive nosso ceticismo e nossa convicção de que nada de bom
pode vir do cristianismo, que é de Nazaré. – E isto nos desafia ao
encontro, nos desafia ao “Venha e Veja”.

FT – Se a vida é a arte do encontro, como disse certo poeta brasileiro


. Jesus é, dentre todos, o
(“A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida” – Vinicius de Morais)

melhor nesta arte. Pois não apenas vem nos encontrar, MAS...

II. Está Inteiro no Encontro – v 47-49


1. Quantos e quantos encontros não são insossos, sem vida ou
sabor – nada deixamos e nada levamos. E quantas e quantas
conversas não passam de troca de trivialidades, onde nada
falamos sobre nós e nada ouvimos sobre o outro.
2. Mas um encontro com Jesus não é assim! E você vai perceber
isto durante toda a nossa série de mensagens. – No encontro de
hoje, 47Ao ver Natanael se aproximando, disse Jesus: "Aí está um
verdadeiro israelita, em quem não há falsidade".
3. Natanael havia acompanhado Filipe, e estava se aproximando
quando Jesus toma a iniciativa do encontro e impacta Natanael
com um elogio, que está diretamente relacionado ao patriarca
Jacó, filho de Isaque, filho de Abraão
4. Digo isto, porque quando Jesus usa a expressão “verdadeiro
israelita” e a palavra “falsidade”, Natanael é transportado para
seu conhecimento da história de Israel, em especial, a história do
patriarca Jacó, que é descrito no AT como enganador – Veja o
diálogo entre Isaque (seu pai) e Esaú (seu irmão):
35
Mas ele [isto é, Isaque] respondeu: "Seu irmão [ou seja, Jacó] chegou
astutamente e recebeu a bênção que pertencia a você". 36E disse Esaú:
"Não é com razão que o seu nome é Jacó? Já é a segunda vez que ele
me engana! Primeiro, tomou o meu direito de filho mais velho e agora
recebeu a minha bênção... – Gênesis 27.35-36

5. ENGANADOR no grego tem o sentido de “isca para peixes”, que


passou a significar “laço” e posteriormente “engano” e “fraude”. –
Isto é exatamente o que Jacó era! Jacó era um homem que
usava de artimanhas para ter vantagem pessoal.
6. Mas Natanael era uma rara exceção em meio a uma geração que
seguia os passos de Jacó (o enganador), e não os passos de
Israel (nome que Jacó recebe após encontro com Deus em Jaboque – Gn 32)
7. Jesus estava dizendo a Natanael que Ele o conhecia e sabia que
ele era um judeu honesto e sem duplicidade, apesar de sua
dificuldade de crer que Jesus fosse de fato o messias!
8. Agora, perceba comigo que, ao invés de receber o elogio,
48
Perguntou Natanael: "De onde me conheces?"
9. Entenda o que eu vou tentar explicar: Jesus está por inteiro no
encontro, e a primeira evidencia é que Ele conhece e sabe mais
de Natanael do que ele poderia imaginar. Mas Ele também quer
se deixar conhecer, e por isto 48
...Jesus respondeu: "Eu o vi
quando você ainda estava debaixo da figueira, antes de Filipe o
chamar".
10.Nesta resposta, JESUS SE DEIXA CONHECER, e Natanael
descobre: (1º) Que o olhar penetrante de seu novo mestre havia
entrado até mesmo no santuário de suas devoções interiores
quando ele estava debaixo da figueira
11.Mas Natanael não descobre só isto, pois o texto diz: 49
Então
Natanael declarou: "Mestre, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de
Israel!" – Os 3 títulos (Mestre, Filho de Deus e Rei de Israel)
revelam que Jesus é acessível e se deixa conhecer
 Jesus é o “MESTRE” que tem respostas as grandes
perguntas da vida. (Como não havia universidades, quem
desejava estudar deveria unir-se a um mestre)
 Jesus é o “FILHO DE DEUS”, pois (1º) pertence a Deus e é
por Ele amado; e (2º) porque obedece completamente a
Deus e por isto é do seu agrado.
 Jesus é o “REI DE ISRAEL”, ou seja, é o messias que tem
autoridade sobre Israel, como libertador e governador, que
restaurará o lugar de Israel entre as demais nações.
12.O que isto diz sobre Jesus e como isto nos desafia? Isto nos diz
que (1) Jesus nos conhece mais e melhor do que podemos
imaginar, e que (2) Jesus tem prazer em se deixar conhecer. – E
isto nos desafia a ir ao seu encontro por inteiro, com nossas
dores e delícias (Caetano: “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”).

FT – Se a vida é a arte do encontro, como disse certo poeta brasileiro


. Jesus é, dentre todos, o
(“A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida” – Vinicius de Morais)

melhor nesta arte. Pois não apenas vem nos encontrar, MAS...

III. Promete Que Tem Mais – v 50-51


1. Observe como o encontro de Jesus e Natanael é concluído:
50
Jesus disse: "Você crê porque eu disse que o vi debaixo da figueira.
Você verá coisas maiores do que essa!" 51E então acrescentou: "Digo-
lhes a verdade: Vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo
e descendo sobre o Filho do homem".

2. Perceba que, como vimos anteriormente, Jesus aceita a


declaração de Natanael a seu respeito e acrescenta uma
promessa: 50...Você verá coisas maiores do que essa!
3. E se dá ainda mais a conhecer, referindo-se a si mesmo com o
título 51...Filho do homem
4. Este título pode significar “ser humano”, mas na boca de Jesus e
nas páginas dos evangelhos, é quase sempre uma lembrança da
visão de Daniel, em que aparecem os reinos deste mundo
representados por 4 feras, e depois o Reino de Deus
representado por um ser humano ou “alguém semelhante a um
filho de um homem”
13
"Na minha visão à noite, vi alguém semelhante a um filho de um
homem, vindo com as nuvens dos céus. Ele se aproximou do ancião e foi
conduzido à sua presença. 14A ele foram dados autoridade, glória e
reino; todos os povos, nações e homens de todas as línguas o
adoraram. Seu domínio é um domínio eterno que não acabará, e seu
reino jamais será destruído. – Daniel 7.13-14

5. Com a compreensão deste título, Natanael poderá conhecer


ainda mais profundamente seu novo mestre, reconhecendo-o
como o enviado de Deus, para em nome de Deus realizar todo o
seu propósito, estabelecendo o seu Reino.
6. E a ideia de os anjos subindo e descendo certamente serviu para
remeter Natanael, e a todos nós, novamente para Jacó. O qual,
depois de enganar seu pai e irmão, foge e tem um encontro com
Deus em uma visão de anjos que subiam e desciam por uma
escada (Gênesis 28)
7. Com este fato de pano de fundo, Jesus está dizendo a Natanael
que tudo o que Ele conheceu de Jesus naquele primeiro
encontro, ainda não é a totalidade de quem Ele é
8. Se Natanael CREU, abandonando a incredulidade com suas
recentes descobertas, ele não perdia por esperar tudo o que ele
ainda descobriria sobre Jesus
9. E quais são as coisas maiores Natanael descobria sobre Jesus:
 Natanael descobriria que Jesus não é apenas o Filho de
Deus, mas também o Filho do homem. Ou seja, enquanto
Filho de Deus designa mais a união do homem Jesus com o
Pai, o título Filho do homem acentua sua missão divina.
 Natanael descobriria que Jesus não é apenas o rei de Israel,
mas o rei de toda a terra, que salvará e governará cada
nação e não apenas Israel
 Natanael descobriria que Jesus não será apenas adorado
em sua relação especial com Israel (rei de Israel), mas o será
na relação com a humanidade em geral (Ele é o rei de toda a
terra)

10.O que isto diz sobre Jesus e como isto nos desafia? Isto nos diz
que Jesus vai além do que pedimos ou pensamos, e que Ele nos
surpreende não com coisas mas com sua própria pessoa. E
assim somos desafiados a nos entregar por completo, pois
“embora a maioria das pessoas em busca do espiritual comece
sua jornada com medo de se decepcionar, Jesus afirma que
sempre será infinitamente mais do que as pessoas procuram”.

CONCLUSÃO
1. Jesus preparou este encontro para cada um de nós e está neste
exato momento sentado conosco. Ele te conhece como você
jamais imaginou ser conhecido e terá prazer em se deixar
conhecer.
2. Você não precisa ter medo de se decepcionar, pois com Ele, o
melhor sempre está por vir.
3. Que Deus te abençoe e que juntos possamos desfrutar de cada
encontro com Jesus, respondendo a todos eles com a fé e a
rendição à sua boa, perfeita e agradável vontade.
4. Que Deus nos abençoe!

Você também pode gostar