Você está na página 1de 2

Cura Divina – Mais Atual do Que Nunca C. R.

Alves

Capitulo 13
O Espinho na Carne de Paulo
Uma das objeções mais comuns nos dia atuais, sobre o ministério da cura esta baseada na
questão do espinho na carne de Paulo. Uma interpretação tradicional que acabou levando a outras
interpretações tradicionais.
A doutrina ensinada e bastante divulgada em toda parte é de que Deus é o Autor das
enfermidades e deseja que alguns de seus filhos mais piedosos permaneçam enfermos para O
glorificarem, exibindo coragem e paciência. Esse ensinamento tem levado muitas pessoas a terem a
idéia que Paulo tinha uma enfermidade que Deus não quis curar.
É com um sincero desejo de ajudar a cada leitor sincero, que apresentamos o seguinte estudo
sobre o espinho na carne de Paulo. Algumas pessoas sofrem desnecessariamente durante muitos
anos de sua vida, achando que estão agradando a Deus, pois o mesmo Deus, supostamente permitiu
que Paulo sofresse alguma forma de enfermidade. Vamos ver pela Palavra de Deus o que era o
espinho na carne de Paulo.
2 Corintios 12.7-10
7. E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne,
a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. 8. Acerca do qual
três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. 9. E disse-me: A minha graça te basta,
porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas
fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. 10. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas
injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando
estou fraco então sou forte.
Para compreendermos bem esse caso, vamos considerar o que a Bíblia nos diz sobre esse
espinho na carne:
1) O que era o espinho de Paulo?
A expressão espinho na carne é usada no Antigo e no Novo Testamento apenas como uma
ilustração. A figura do espinho não foi usada na Bíblia como símbolo de enfermidade. Todas às
vezes em que aparece na Bíblia, aparece com um sentido especifico conforme veremos.
Moisés disse aos filhos de Israel, antes da entrada deles em Canaã.
Números 33.55
55. Mas se não lançardes fora os moradores da terra de diante de vós, então os que deixardes ficar
vos serão por espinhos nos vossos olhos, e por aguilhões nas vossas virilhas, e apertar-vos-ão na
terra em que habitardes,
Em outro texto bíblico Josué disse:
Josué 23.13
13. Sabei certamente que o Senhor vosso Deus não continuará a expulsar estas nações de diante de
vós, mas elas vos serão por laço e rede, e açoite às vossas ilhargas, e espinhos aos vossos olhos;
até que pereçais desta boa terra que vos deu o Senhor vosso Deus.
O rei Davi também disse:
2 Samuel 23.6-a
6-a. Porém os filhos de Belial todos serão como os espinhos que se lançam fora, .....

Capitulo 13 – O Espinho na Carne de Paulo 37


Cura Divina – Mais Atual do Que Nunca C. R. Alves

Nesses textos vemos, claramente, que os espinhos estão relacionados a personalidades, e não
com enfermidades.
Paulo declara com a mesma clareza o que significava o espinho em sua carne. Ele disse que
era um mensageiro ou uma personalidade (ángelos) de Satanás;
A palavra grega ángelos que aparece 188 vezes na Bíblia, sendo traduzida como anjo 181
vezes; e 7 vezes por mensageiro. Em todas as 188 vezes que aparece, refere-se a seres e não coisas.
Um anjo ou mensageiro é sempre um ser enviado, e nunca uma enfermidade.
A Bíblia declara abertamente o que era o espinho na carne de Paulo, não deixando brechas
para especulações: Ela afirma nas próprias palavra de Paulo que era um mensageiro de Satanás.
2) Qual o propósito do espinho?
Paulo não apenas diz o que era o seu espinho, um mensageiro de Satanás, mas nos diz
também o que esse mensageiro ou anjo de satanás veio fazer: para me esbofetear.
A palavra esbofetear significa dar bofetada após bofetada, desferir golpes repetidos. Esse
mensageiro ou anjo de Satanás foi enviado para esbofetear Paulo continuamente – para dar
bofetadas após bofetadas nesse fiel servo de Deus. A enfermidade jamais poderia golpear uma
pessoa com muitas bofetadas, tampouco esbofetear uma pessoa, mas a obra hostil de um anjo de
satanás cabe bem nessa descrição.
Após a conversão de Paulo, Deus enviou-lhe Ananias para dizer-lhe:
Atos 9.16
16. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.
Esse sofrimento se daria, não por meio de enfermidades, mas sim de perseguições, as quais o
apóstolo comparou as bofetadas. Nas suas cartas Paulo relacionou em detalhes, as bofetadas que
recebeu, instigadas pelo anjo de Satanás: os açoites, as prisões, os tumultos, a desonra, as calunias,
traições.
Quem a não ser o anjo de Satanás, pode ser responsável por todos esses sofrimentos. Vemos
que Paulo ao relacionar as bofetadas, menciona quase tudo em que podemos pensar, menos
enfermidade ou doença nos olhos. E infelizmente, a única coisa que ele não menciona a tradição se
apropria e diz que era o seu espinho.
3) Por que o espinho foi enviado a Paulo?
Por que o mensageiro de Satanás foi enviado para esbofetear Paulo? Paulo nos da à resposta
claramente: para que ele não se exaltasse pelas excelências das revelações.
É por causa da excelência das revelações que os enfermos de hoje devem ser ensinados a
considerar suas enfermidades como um espinho, que deve permanecer para que eles não se exaltem
demais? A razão do próprio Paulo para aquele espinho exclui quase todas as outras.
Você viu que a Bíblia ensina a verdade relacionada a esse assunto.

Capitulo 13 – O Espinho na Carne de Paulo 38