Você está na página 1de 51

Manual de Treinamento Prático - EJ 1

2 Manual de Treinamento Prático - EJ

Copyright 2012 by EJ Escola de Aeronáutica Civil

Todos os direitos reservados e protegidos pela lei.


A reprodução não autorizada deste material, no todo ou em parte,
constitui violação do copyright-Lei no 9.610/98.

Depósito legal na Biblioteca Nacional conforme Decreto no 1.825,


de 20 de dezembro de 1907.

Colaboração: Josué de Andrade, Anderson Carlos da Silva,


João Paulo Amado, Antônio Andreoli Junior,
Denis Bianchini, Eduardo Fernando Aldrighi,
Guilherme Rueda Alcantara, João Claudio Roedel Maciel Ribas,
Rodrigo de Sá Halbout Carrão e Tomas Duarte Kikuta.

Revisão
Dados gráfica ede
Internacionais diagramação:
CatalogaçãoDenis Bianchini(CIP)
na Publicação
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)
Capa: EJ Escola de Aeronáutica

EJ Escola de Aeronáutica Civil


Editoração: Editora Bianch
Manual de Treinamento Prático
Impressão:
-- São Paulo: Prol 2012.
Ed. do Autor, Editora Gráfica


Muito cuidado Bibliografia
e técnica foram empregados na edição desta obra. Porém, podem ocorrer erros de
impressãoISBN
digitação, 978-85-xxxxxx-x-x
ou dúvida conceitual. Em qualquer das hipóteses, solicitamos a comunicação
à nossa Central de Atendimento, para que possamos esclarecer ou encaminhar a questão.

1. Aviadores - Estudo
Centrale de
ensino 2. Vôo - Instrução
Atendimento
3. Vôo - Treinamento I. Título.
email: contato@ej.com.br
site: www.ej.com.br

10-03637 CDD-629.1307
Índices para catálogo sistemático:
1. Piloto privado : estudo e ensino : Aeronáutica 629.1307

Impresso no Brasil/Printed in Brazil


Manual de Treinamento Prático - EJ 3

1
NÍVEIS DE APRENDIZAGEM,
PADRONIZAÇÃO E
PROFICIÊNCIA

OUT / 2012
4 Níveis de aprendizagem, padronização e proficiência
Manual de Treinamento Prático - EJ

Níveis de Aprendizagem
Durante o treinamento do aluno, o processo de aprendizagem é dividido em
quatro níveis evolutivos. Na medida em que o curso é realizado, objetiva-se verificar o
aprimoramento das habilidades, o que é possível através do incremento progressivo do
critério de avaliação a ser verificado em cada lição. Tais fases, denominadas “Níveis de
Aprendizagem”, estão definidas a seguir:

- Memorização (M)
Aluno deve apresentar preparo intelectual, físico e emocional. Conhecimento teórico
completo. Reconhece os procedimentos ou manobras, sem precisar, obrigatoriamente,
executá-las. Na prática o INVA executa a manobra e o aluno, acompanhando-o, a reconhece.

- Compreensão (C)
Aluno demonstra completo conhecimento teórico. Recebe orientações e/ou
explicações sobre a prática do exercício. Não está capacitado a realizá-los sem auxílio. Na
prática, executa o exercício com acompanhamento manual e verbal do INVA.

- Aplicação (A)
Aluno demonstra que adquiriu certa segurança e executa o exercício com pouco
auxílio do INVA, que intervém, verbalmente ou diretamente nos comandos, somente com o
objetivo de aperfeiçoar a manobra.

- Execução (E)
Deve executar o exercício sozinho. São admitidos erros pequenos, que devem ser
interpretados e corrigidos pelo próprio aluno com a devida presteza. A intervenção do INVA
nos comandos não é mais admitida como normal.

Após a conclusão de todas as fases do treinamento com, no mínimo, grau
satisfatório, o aluno será submetido a uma avaliação segundo os critérios estabelecidos
pela ANAC, tendo por finalidade a obtenção da licença correspondente ao curso realizado.
Níveis de aprendizagem, padronização e proficiência
Manual de Treinamento Prático - EJ 5

Níveis de Padronização e Proficiência


A avaliação do Nível de Padronização (capacidade em cumprir corretamente todas
as rotinas operacionais) e Proficiência (capacidade em executar manobras com habilidade
e precisão) deve ser aferida em todos os voos, de acordo com os itens previstos na lição
realizada.

O objetivo destas avaliações é propiciar meios de acompanhar a evolução


do desempenho do aluno durante o seu treinamento. Sendo assim, todas as manobras
realizadas deverão receber um grau (perigoso, deficiente, satisfatório, bom ou excelente),
que será lançado e detalhado na Ficha de Avaliação de treinamento em voo, devidamente
registrada no Flight Center e arquivada na Pasta do Aluno.

Juntamente com o grau atribuído, o instrutor deverá escrever, na Ficha de


Avaliação, os comentários realizados durante o debriefing. Estes comentários servem
para um acompanhamento constante do desempenho do aluno, principalmente nos casos
onde há recorrência do erro. A Ficha de Avaliação deverá ser devidamente assinada pelo
instrutor e pelo aluno.
É importante salientar que graus baixos nos primeiros voos de uma fase podem
ser considerados normais. A constância de graus baixos, no entanto, em itens relativos à
Padronização, no decorrer da instrução, denota baixo compromisso do aluno com o estudo.
Já a constância de graus baixos, em itens relativos à Proficiência em executar determinadas
manobras, podem denotar baixo potencial, pouca habilidade ou aptidão insuficiente.
Os critérios para avaliar os níveis de Padronização e Proficiência encontram-se na
tabela da página seguinte.
6

NÍVEL / GRAU 1 = PERIGOSO 2 = DEFICIENTE 3 = SATISFATÓRIO 4 = BOM 5 = EXCELENTE

MEMORIZAÇÃO (M)

Aluno deve apresentar preparo


intelectual, físico e emocional. Preparo global adequado, porém, Bom preparo global, e boa capa- Completo preparo global e
Falhas no conhecimento teórico e/
Conhecimento teórico completo. apresenta dificuldade para visualizar cidade de assimilação. Visualiza entendimento do exercício, o qual
ou falta de condições físicas (e/
Não aplicável o exercício. Ao final percebe as todas as características do exercício executa sob orientação constante do
Reconhece os procedimentos ou ou emocionais) que impossibilitam
principais características ao acom- ao acompanhar a sua execução instrutor, cometendo erros normais
manobras, sem precisar, obrigato- assimilar a instrução
panhar a sua execução pelo INVA. pelo INVA. para experiências.
riamente executá-las. Na prática o
INVA executa a manobra e o aluno,
acompanhando-o, a reconhece.

COMPREENSÃO (C)
Manual de Treinamento Prático - EJ

Aluno demonstra completo


conhecimento teórico. Recebe Comete erros continuamente e Inicialmente, não consegue Percebe bem as características do
Após demonstrado, o aluno executa
orientações e/ou explicações sobre sem progresso, sendo incapaz de executar, mesmo com auxílio do exercício. Realiza com o auxílio do
sozinho, com segurança. Erros nor-
a prática do exercício. Não está Não aplicável realizar o exercício, mesmo com INVA. Ao final ele executa sob INVA. Erros normais para sua expe-
mais para sua experiência. Observa-
acompanhamento verbal e/ou orientação, com erros normais para riência. Alguns erros percebidos e
capacitado a realizá-los sem auxílio. ções no sentido de aperfeiçoar.
manual do INVA. sua experiência. corrigidos, outros não.
Na prática, executa o exercício com
acompanhamento manual e verbal
do INVA.

APLICAÇÃO (A)
Níveis de aprendizagem, padronização e proficiência

Interferência do instrutor, em Não consegue executar integral-


Inicialmente executa com alguns Inicialmente executa com pequenos
Aluno demonstra que adquiriu certa qualquer das circunstâncias e por Não consegue executar sem mente o exercício sem orientação,
erros que nem sempre percebe erros, interpretados e corrigidos.
segurança e executa o exercício qualquer meio, para evitar uma orientação do INVA. Comete erros comete erros pequenos e demora
e corrige, necessitando pouca Ao final executa bem com algumas
com pouco auxílio do INVA, que ação que comprometa a segurança que não percebe e não demonstra a reconhecê-los. No final executa
orientação. Ao final pequenos erros, orientações no sentido de aperfei-
intervém, verbalmente ou diretamen- de vôo, mesmo após as devidas progresso. sozinho, cometendo erros normais
interpretados e corrigidos. çoar a ação.
te nos comandos, somente com o orientações do INVA. para sua experiência.
objetivo de aperfeiçoar a manobra.

EXECUÇÃO (E)

Deve executar o exercício sozinho.


São admitidos erros pequenos, que Inicialmente executa com pequenos
Houve interferência do instrutor, em Inicialmente alguns erros que nem Aluno executa bem. Raramente
erros, interpretados e corrigidos.
devem ser interpretados e corrigidos qualquer circunstância e por qual- Erros que não corrige exigindo sempre percebe e corrige. Pouca comete pequenos erros. É aplicado
Ao final executa com algumas
quer meio, para evitar uma ação que constante orientação. orientação e ao final pequenos nos mínimos detalhes e seu padrão
pelo próprio aluno com a devida orientações no sentido de aperfei-
comprometa a segurança de voo. erros, interpretados e corrigidos. é muito bom.
presteza. A intervenção do INVA çoar a ação
nos comandos não é mais admitida
como normal.

Normas da atividade aéreas forem Quando o instruendo apresentar


violadas sem razão; e sempre que erros, não atingindo o nível de Quando o instruendo raramente
Quando o instruendo apresentar Quando o instruendo apresentar
houver interferência do instrutor, em aprendizagem previsto na missão, comete erros, demonstrando bom
GRAU FINAL erros, atingindo, com treinamento, o erros, atingindo, com pouco treina-
qualquer circunstância e por qual- especialmente nas de verificação; e domínio da aeronave atingindo com
nível previsto na missão. mento, o nível previsto.
quer meio, para evitar uma ação que sempre que o instruendo recebe um facilidade o nível previsto.
comprometa a segurança de vôo. grau 2 em qualquer item de voo.
Manual de Treinamento Prático - EJ 7

2
PROGRAMA DE
TREINAMENTO PRÁTICO
8 Manual de Treinamento Prático - EJ
INVA Prático
Manual de Treinamento Prático - EJ 9

IFR

Simulador IFR (30h)


Composição do Curso
O Programa de Instrução IFR – Simulador tem o objetivo de oferecer o treinamento
de voo por instrumentos aos pilotos que desejam obter a habilitação IFR inicial.
Este manual apresenta o Programa de Instrução, que é o detalhamento de
todas as lições que o aluno realizará. Além disso, há, no capítulo dedicado às Manobras,
informações gerais sobre o uso do simulador, reprodução do checklist a ser utilizado, flight
patterns adotados e parâmetros de operação.
O Programa de Instrução é dividido em três fases:
- Fase I: Adaptação (AD) - 03 lições / 03 horas
- Fase II: Básico (BA) - 18 lições / 18 horas
- Fase III: Avançado (AV) - 06 lições / 09 horas

Este capítulo também apresenta todas as manobras que serão executadas durante
as lições, fornecendo meios para que o aluno se prepare antecipadamente para cada voo.

Fase I – Adaptação (AD)


A primeira fase, composta de três lições, tem o objetivo de proporcionar uma
familiarização com o voo por instrumentos, dando bastante ênfase na verificação cruzada
dos instrumentos e no voo por atitude.

Fase II – Básico (BA)


Nesta fase, o aluno desenvolverá habilidade para efetuar procedimentos simples
do voo por instrumentos, aprendendo a identificar posições e familiarizando-se com a
utilização de auxílios IFR.
10 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Fase III – Avançado (AV)


Na última fase do treinamento o aluno já será capaz de desenvolver um voo
inteiramente regido pelas regras IFR, podendo realizar qualquer procedimento relacionado,
até mesmo os mais complexos.
Os treinamentos ILS e de Navegação serão priorizados no final do curso.
Cada fase compõe-se de um Programa de Instrução que inclui o nível de
aprendizagem que o aluno deve atingir em cada lição e exercícios previstos na prática de voo.
A fase avançada é composta por navegações IFR. Estas têm o objetivo de
desenvolver as habilidades de gerenciamento de voo do aluno, preparando-o para
procedimentos de chegada STAR e fraseologia para voo em rota. Visam também trabalhar o
processo decisório, bem como aprimorar todas as técnicas IFR já desenvolvidas neste curso.
A navegação fica a critério do instrutor, atendendo as necessidades do aluno.

Avançado / Navegações:
AV 01 - Tempo: 1.5 h
- Navegação NDB
- Rota: SBSR - SBRP

AV 02 - Tempo: 1.5 h
- Navegação NDB com Alternativa
-Rota: SBRP-SBAQ ALTN SBBU

AV 03 - Tempo: 1.5 h
- Navegação VOR
- Rota: SBLO – SBDN

AV 04 - Tempo: 1.5 h
- Navegação com chegada ILS
- Rota: SBSJ-SBKP

AV 05 - Tempo: 1.5 h
- Navegação SID Arco DME e chegada com STAR
- Rota: SBSJ - SBGL

AV 06 X1- Tempo: 1.5 h


- Navegação SID VOR e chegada com STAR
- Rota: SBRP - SBSP

*Observação: as rotas sugeridas podem ser modificadas, desde que os novos


destinos contemplem os procedimentos previstos para cada lição acima.

Lições

Lição com grau deficiente.

Quando o aluno não atingir grau satisfatório em uma ou mais manobras da lição, o
grau final será deficiente (02). Neste caso o aluno deverá repetir as manobras até atingir grau
satisfatório e prosseguir para a lição seguinte. O tempo de voo dependerá do desenvolvimento
do aluno.
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 11

Lição com grau perigoso.

Quando o aluno for avaliado com grau perigoso, o instrutor encaminhará o relatório
através da ficha de voo ou reporte no sistema Flight Center para o conselho de instrução
analisar o caso. Alunos com grau perigoso ficarão fora de voo até a decisão do conselho.

Lição de recuperação - LR

Esta lição constará todas as manobras referentes a fase, devendo o instrutor escolher
as manobras que o aluno necessita de aperfeiçoamento. A quantidade de horas necessárias
para atingir grau satisfatório dependerá da evolução do aluno, e as manobras que não forem
realizadas, deverão constar como não aplicáveis (N/A).

Lição de readaptação

Essa lição é para alunos que não realizaram voo em treinamento no período superior
a 45 (quarenta e cinco) dias. A quantidade de horas dependerá da readaptação do aluno para
prosseguir no curso.

Plano de Lições da Fase I – Adaptação (AD)

Manobras Lições/Níveis
AD 01 AD 02 AD 03
Apresentação do Simulador M
Apresentação dos equipamentos M
Partida dos motores M C A
Decolagem normal M C A
Subida M C A
Nivelamento M C A
Utilização do PA (Piloto Automático) M C
Utilização do F/D (Diretor de Voo) M
Utilização do FMA (Flight Mode Anunciator) M
Curva Padrão M C
Curva padrão com inclinação constante M C
Utilização do VOR M
Utilização do ADF M
Uso do TRIM (Estabilizador Horizontal) M
Curvas Cronometradas M C
Subidas e descidas cronometradas M C
Cheque cruzado dos instrumentos M C
Curvas Sucessivas e Intercaladas C
Pouso normal M C A
Parada dos motores M C A
Cheque de abandono M C A
TIPO DE VOO DC DC DC
DURAÇÃO DO VOO 1.0 1.0 1.0
TOTAL DE HORAS 3,0
12 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Plano de Lições da Fase II – Básico (BA)

Manobras Lições/Níveis
BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA BA
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Demonstração de afast./aprox. da esta-
A E
ção NDB
Mudanças de QDM e QDR A E
Correções de QDM E QDR A E
Setorização A E E E E E E A E E E E E E E E E E
Curvas de reversão Imediata A A
Curvas de reversão de 30 graus A A
Curvas de reversão de 45 graus A A
Nivelamento E E E E E E E E E E E E E E
Fraseologia M C A E E E E E E E E E E E
Entradas em órbita A E E E E E E
Órbitas NDB Padrão A E E
Órbitas NDB Não Padrão A E E
Preparação de cabine M C A
Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emer
C A E
gência)
Subida E E E
Saída IFR NDB A
Correções de QDR na saída E
Briefings (Descida, IAC) C A E E E E E E E
Preparação de Cabine para descida C A E E E E E E E
Órbita NDB E E E E
Procedimento NDB A E
Procedimento Para Circular A E
Procedimento NDB Hipódromo A
Demonstr. de afast.(FROM) e aprox(TO)
A E
do VOR
Correções de radiais TO e FROM (HSI
A E
E VOR2)
Mudanças de radiais TO e FROM (HSI
A E
E VOR2)
Través da estação VOR - dois tipos A E
Órbitas VOR Padrão A E E
Órbitas VOR Não Padrão A E E
Saída IFR VOR A
Correções de Radiais na saída E
Procedimento VOR A E
Entrada em órbita E E E E
Procedimento VOR/DME A
Órbita VOR E E E E E
Saída IFR ARCO DME A
Entrada no ARCO e Restrições A
Procedimento ILS ARCO DME A
Procedimento VOR ARCO DME A
Procedimento ILS A E
Procedimento ILS S/Glide Slope A E
Gerenciamento de GS e LOC A E
Cheque Cruzado dos Instrumentos A E E E E E E E E E E E
Uso do Check List C A E E E E E E E E E E
Pouso Normal E E E E E E E E E E E
Cheque de Abandono E E E E E E E E E E E E E E E E E E
TIPO DE VOO DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC DC
DURAÇÃO DO VOO 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
TOTAL DE HORAS 18
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 13
Plano de Lições da Fase III – Avançado (AV)

Manobras Lições/Níveis
AV 06
AV 01 AV 02 AV 03 AV 04 AV 05
X1
Planejamento de Voo C A E E E E
Plano de Voo C A E E E E
Preparação da cabine (subida) A E E E E E
Fraseologia E E E E E E
Briefings ( Meteorologia,SID,DEP, emergência) E E E E E E
Subida E E E E E E
Saída IFR E E E E E E
Voo em rota A A E E E E
Determinação de posição/marcação cruzada A A E E E E
Gerenciamento de voo A A E E E E
Decisão e Atitude para Alternar E
Procedimentos para alternativa E
Briefings (Descida, IAC) E E E E E E
Preparação de cabine (descida) E E E E E E
Procedimento STAR A E
Entrada em órbita E E E E
Órbita E E E E
Procedimento de descida IFR E E E E E E
Procedimento de aproximação perdida E E
Pouso normal E E E E E E
Procedimentos após o pouso E E E E E E
Uso do Check List E E E E E E
Cheque Cruzado dos Instrumentos E E E E E E
Cheque de abandono E E E E E E
TIPO DE VOO DC DC DC DC DC DC
DURAÇÃO DO VOO 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5
TOTAL DE HORAS 9
14 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

FICHAS DE LIÇÕES

Adaptação | Lição AD 01
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Apresentação do Simulador e Equipamentos

N°. Manobra Níveis


1 Apresentação do Simulador M
2 Apresentação dos equipamentos M
3 Partida dos motores M
4 Decolagem normal M
5 Subida M
6 Nivelamento M
7 Utilização do PA (Piloto Automático) M
8 Utilização do F/D (Diretor de Voo) M
9 Utilização do FMA (Flight Mode Anunciator) M
10 Curvas Padrão M
11 Curvas padrão com inclinação constante M
12 Utilização do VOR M
13 Utilização do ADF M
14 Uso do TRIM (Estabilizador Horizontal) M
15 Pouso normal M
16 Parada dos motores M
17 Cheque de abandono M

Adaptação | Lição AD 02
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Treinamento de Subidas e Descidas e Curvas Padrão

N°. Manobra Níveis


1 Partida dos motores C
2 Decolagem normal C
3 Subida C
4 Nivelamento C
5 Cheque cruzado dos instrumentos M
6 Curvas padrão com inclinação constante C
7 Curvas Padrão C
8 Curvas Cronometradas M
9 Subidas e descidas cronometradas M
10 Utilização do PA (Piloto Automático) C
11 Pouso normal C
12 Parada dos motores C
13 Cheque de abandono C
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 15

Adaptação | Lição AD 03
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Treinamento de Curvas, Subidas e Descidas cronometradas

N°. Manobra Níveis


1 Partida dos motores A
2 Decolagem normal A
3 Subida A
4 Nivelamento A
5 Cheque cruzado dos instrumentos C
6 Subidas e descidas cronometradas C
7 Curvas cronometradas C
8 Curvas sucessivas e intercaladas C
9 Pouso normal A
10 Parada dos motores A
11 Cheque de abandono A

Básico | Lição BA 01
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Mudanças e correções de QDM e QDR

N°. Manobra Níveis


1 Demonstração de afast./aprox. da estação NDB A
2 Mudanças de QDM e QDR A
3 Correções de QDM E QDR A
4 Setorização A
5 Curvas de reversão Imediata A
6 Cheque de abandono E

Básico | Lição BA 02
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Mudanças e correções de QDM e QDR

N°. Manobra Níveis


1 Afast./aprox. da estação NDB E
2 Mudanças de QDM e QDR E
3 Correções de QDM E QDR E
4 Setorização E
5 Curvas de reversão de 30 graus A
6 Curvas de reversão de 45 graus A
7 Nivelamento E
8 Cheque de Abandono E
16 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Básico | Lição BA 03
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Órbitas NDB Padrão e não Padrão

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia M
2 Setorização E
3 Entradas em órbita A
4 Órbitas NDB Padrão A
5 Órbitas NDB Não Padrão A
6 Cheque de Abandono E

Básico | Lição BA 04
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Saída IFR NDB e Preparação de cabine

N°. Manobra Níveis


1 Preparação de cabine M
2 Fraseologia C
3 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) C
4 Subida E
5 Saída IFR NDB A
6 Nivelamento E
7 Correções de QDR na saída E
8 Setorização E
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos A
12 Uso do Check List C
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 17

Básico | Lição BA 05
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC NDB

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia A
2 Setorização E
3 Briefings (Descida, IAC) C
4 Preparação de Cabine para descida C
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita NDB E
8 Procedimento NDB A
9 Procedimento Para Circular A
10 Pouso Normal E
11 Cheque de Abandono E
12 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
13 Uso do Check List A

Básico | Lição BA 06
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC NDB Hipódromo ( Sugestão SBBU )

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings (Descida, IAC) A
4 Preparação de Cabine para descida A
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita NDB E
8 Procedimento NDB Hipódromo A
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E
18 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Básico | Lição BA 07
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC NDB ( Cheque NDB )

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings ( Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita NDB E
8 Procedimento NDB E
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E

Básico | Lição BA 08
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Mudança e Correções de Radiais HSI e VOR 2

N°. Manobra Níveis


1 Demonstr. de afast.(FROM) e aprox(TO) do VOR A
2 Correções de radiais TO e FROM (HSI E VOR2) A
3 Mudanças de radiais TO e FROM (HSI E VOR2) A
4 Través da estação VOR - dois tipos A
5 Setorização A
6 Curvas de reversão Imediata A
7 Cheque de Abandono E

Básico | Lição BA 09
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Mudanças e correções de Radiais VOR2

N°. Manobra Níveis


1 Afast.(FROM) e aprox(TO) do VOR E
2 Correções de radiais TO e FROM (VOR2) E
3 Mudanças de radiais TO e FROM (VOR2) E
4 Través da estação VOR - dois tipos E
5 Setorização E
6 Curvas de reversão de 30 graus A
7 Curvas de reversão de 45 graus A
8 Nivelamento E
9 Cheque de Abandono E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 19

Básico | Lição BA 10
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Órbitas VOR Padrão e não Padrão

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Entradas em órbita E
4 Órbitas VOR Padrão A
5 Órbitas VOR Não Padrão A
6 Cheque de Abandono E

Básico | Lição BA 11
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Saída IFR VOR e Preparação de cabine

N°. Manobra Níveis


1 Preparação de cabine C
2 Fraseologia E
3 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) A
4 Subida E
5 Saída IFR VOR A
6 Nivelamento E
7 Correções de Radiais na saída E
8 Setorização E
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E
20 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Básico | Lição BA 12
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC VOR

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings (Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita VOR E
8 Procedimento VOR A
9 Procedimento Para Circular E
10 Pouso Normal E
11 Cheque de Abandono E
12 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
13 Uso do Check List E

Básico | Lição BA 13
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC VOR DME ( Sugestão SBSJ )

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings (Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita VOR E
8 Procedimento VOR/DME A
09 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 21

Básico | Lição BA 14
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC VOR ( Cheque VOR )

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings ( Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbita VOR E
8 Procedimento VOR E
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E

Básico | Lição BA 15
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: Saída IFR ARCO DME e Preparação de cabine

N°. Manobra Níveis


1 Preparação de cabine A
2 Fraseologia E
3 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
4 Subida E
5 Saída IFR ARCO DME A
6 Nivelamento E
7 Correções de Radiais na saída E
8 Setorização E
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E
22 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Básico | Lição BA 16
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC ILS/VOR ARCO DME

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings ( Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada no ARCO e Restrições A
8 Procedimento ILS ARCO DME A
9 Procedimento VOR ARCO DME A
9 Pouso Normal E
10 Cheque de Abandono E
11 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
12 Uso do Check List E

Básico | Lição BA 17
Duração: 01:00 - Tipo: DC - Objetivo: IAC ILS C/GS e S/GS e RNAV/GNSS

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings ( Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbitas NDB padrão E
8 Órbitas NDB não padrão E
9 Órbita NDB E
10 Órbitas VOR padrão E
11 Órbitas VOR não padrão E
12 Órbitas VOR E
13 Procedimento ILS A
14 Procedimento ILS/Glide Slope A
15 Gerenciamento de GS e LOC A
16 Cheque de Abandono E
17 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
18 Uso do Check List E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 23

Básico | Lição BA 18
Duração: 01:00 - Objetivo: IAC ILS ( Cheque ILS) e RNAV/GNSS

N°. Manobra Níveis


1 Fraseologia E
2 Setorização E
3 Briefings ( Descida, IAC) E
4 Preparação de Cabine para descida E
5 Nivelamento E
6 Entrada em órbita E
7 Órbitas NDB padrão E
8 Órbitas NDB não padrão E
9 Órbitas VOR padrão E
10 Órbitas VOR não padrão E
11 Órbitas VOR E
12 Procedimento ILS E
13 Procedimento ILS/Glide Slope E
14 Gerenciamento de GS e LOC E
15 Pouso Normal E
16 Cheque de Abandono E
17 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
18 Uso do Check List E

Avançado | Lição AV 01
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Navegação NDB

Origem: SBSR
Destino: SBRP
N°. Manobra Níveis
1 Planejamento de Voo C
2 Plano de Voo C
3 Preparação da cabine (subida) A
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Voo em rota A
9 Determinação de posição/marcação cruzada A
10 Gerenciamento de voo A
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Entrada em órbita E
14 Órbita E
15 Procedimento de descida IFR E
16 Procedimento de aproximação perdida E
17 Pouso normal E
18 Procedimentos após o pouso E
19 Cheque de abandono E
20 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
21 Uso do Check List E
24 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Avançado | Lição AV 02
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Navegação NDB com Alternativa

Origem: SBRP
Destino: SBAQ
Alternativa: SBBU
N°. Manobra Níveis
1 Planejamento de Voo A
2 Plano de Voo A
3 Preparação da cabine (subida) E
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Voo em rota A
9 Determinação de posição/marcação cruzada A
10 Gerenciamento de voo A
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Entrada em órbita E
14 Órbita E
15 Procedimento de descida IFR E
16 Decisão e Atitude para Alternar E
17 Procedimento de aproximação perdida E
18 Procedimento para Alternativa E
19 Pouso normal E
20 Procedimentos após o pouso E
21 Cheque de abandono E
22 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
23 Uso do Check List E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 25

Avançado | Lição AV 03
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Navegação VOR

Origem: SBLO
Destino: SBDN

N°. Manobra Níveis


1 Planejamento de Voo E
2 Plano de Voo E
3 Preparação da cabine (subida) E
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Voo em rota E
9 Determinação de posição/marcação cruzada E
10 Gerenciamento de voo E
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Entrada em órbita E
14 Órbita E
15 Procedimento de descida IFR E
16 Pouso normal E
17 Procedimentos após o pouso E
18 Cheque de abandono E
19 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
20 Uso do Check List E
26 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Avançado | Lição AV 04
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Navegação com chegada ILS

Origem: SBSJ
Destino: SBKP

N°. Manobra Níveis


1 Planejamento de Voo E
2 Plano de Voo E
3 Preparação da cabine (subida) E
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Voo em rota E
9 Determinação de posição/marcação cruzada E
10 Gerenciamento de voo E
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Entrada em órbita E
14 Órbita E
15 Procedimento de descida IFR E
16 Pouso normal E
17 Procedimentos após o pouso E
18 Cheque de abandono E
19 Cheque Cruzado dos Instrumentos E
20 Uso do Check List E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 27

Avançado | Lição AV 05
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Saída ARCO DME e chegada STAR

Origem: SBSJ
Destino: SBGL
Alternativa:
N°. Manobra Níveis
1 Planejamento de Voo E
2 Plano de Voo E
3 Preparação da cabine (subida) E
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Vôo em rota E
9 Determinação de posição/marcação cruzada E
10 Gerenciamento de voo E
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Procedimento STAR A
14 Procedimento de descida IFR E
15 Pouso normal E
16 Procedimentos após o pouso E
17 Cheque de abandono E
18 Cheque Cruzado dos instrumentos E
19 Uso do Check List E
28 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Avançado | Lição AV 06 X1
Duração: 01:30 - Tipo: DC - Objetivo: Saída VOR e chegada STAR e Procedimento IFR (ILS ou RNAV/GNSS)

Origem: SBGL
Destino: SBGR
Alternativa:
N°. Manobra Níveis
1 Planejamento de Voo E
2 Plano de Voo E
3 Preparação da cabine (subida) E
4 Fraseologia E
5 Briefings ( Meteorologia,SID,DEP,emergência) E
6 Subida E
7 Saída IFR E
8 Vôo em rota E
9 Determinação de posição/marcação cruzada E
10 Gerenciamento de voo E
11 Briefings (Descida, IAC) E
12 Preparação de cabine (descida) E
13 Procedimento STAR E
14 Procedimento de descida IFR (ILS ou RNAV/GNSS) E
15 Pouso normal E
16 Procedimentos após o pouso E
17 Cheque de abandono E
18 Cheque Cruzado dos instrumentos E
19 Uso do Check List E

AV 06 X1 – Lição de avaliação e liberação para treinamento IFR em aeronave.

Nesta lição o aluno será avaliado em todas as manobras treinadas desde o início
até o final do simulador. Tem como objetivo, caso aprovado, o aluno ser liberado à fase
seguinte para dar sequência em seu treinamento. Em caso de reprovação, o aluno deverá
realizar a Lição de Recuperação (LR), conforme previsto neste manual.

IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 29

IFR Prático (20h)


Composição do Curso
A parte Prática do Curso de Voo por Instrumentos é composta de duas partes:

Parte 1: Familiarização com a aeronave de instrução ou "Ground School", composta por


duas fases:

Conhecimentos Técnicos da Aeronave de Instrução

Compreende a transmissão de dados e conhecimentos técnicos referentes às


características, ao funcionamento e à operação da aeronave que será utilizada na realização
da prática de voo.

Instrução no Solo

Instrução realizada com a aeronave no solo, que só deverá ser iniciada após a
aprovação do aluno no teste relativo à “Conhecimentos Técnicos da Aeronave de Instrução”,
abrangendo os conhecimentos teóricos sobre a aeronave, transmitidos por ocasião da
instrução técnica do equipamento.
A Instrução no Solo consiste na preparação do aluno para o voo, através de práticas
na aeronave de instrução, parada, e com o auxílio e a orientação direta de um instrutor
qualificado, que estará a bordo da aeronave. O objetivo é ambientar o aluno à cabine de voo
pela identificação, verificação, funcionamento, monitoramento e manuseio dos mecanismos
dos equipamentos de bordo, bem como pelo acionamento e pela visualização da reação
dos comandos (ou controles) de voo da aeronave e demais instrumentos que exijam
manipulação.

- Parte 2: Prática de Voo

É estruturada em 2 (duas) fases distintas, de modo que o aluno desenvolva,


de forma progressiva e dentro dos padrões técnicos exigidos, a habilidade e a perícia
necessárias à condução de uma aeronave com segurança.
A carga horária para a prática de voo será de 32 (trinta e duas) horas de voo,
obedecendo às seguintes fases:
- Fase I: Adaptação IFR (AD) - 5 horas sob capota totalizando 6 horas de voo.
- Fase II: Navegação (NAV) - 17 horas sob capota totalizando 19 horas de voo.
- Cheque: 2,5 horas

Cada fase compõe-se de um Programa de Instrução que inclui o nível de


aprendizagem que o aluno deve atingir em cada lição e exercícios previstos na prática de
voo.
Este programa foi baseado em um total de 20 horas sob capota de instrução IFR
realizadas em duplo comando, para aqueles alunos que já tenham cumprido um programa
de pelo menos 30 horas de instrução em simulador.
Após a execução de todas as fases com grau satisfatório, o mesmo será submetido
a uma avaliação segundo os critérios estabelecidos pela ANAC, tendo por finalidade a
obtenção da habilitação IFR.
30 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Fase I – Local (LC)

Esta fase é voltada para o treinamento inicial de voo por instrumentos. A mesma
será realizada com auxílio de um instrutor, completando um mínimo de 5 (cinco) horas
horas IFR-C (6 horas de voo totais), para a realização de manobras básicas sob capota.
Ao final desta fase, o aluno deverá ser capaz de conduzir o avião olhando apenas
para seus instrumentos. Nesta etapa, que é fundamental para todo o desenvolvimento da
parte prática do curso, o aluno deverá aumentar o seu rendimento de forma contínua e
gradual, de modo a atingir a proficiência desejável para ser indicado para a próxima etapa
prevista no curso, na qual a segurança de voo será um importantíssimo fator.

Fase II – Navegação (NAV)

Nesta etapa, o aluno deverá estar apto a conduzir o avião com segurança, através
de rotas pré-estabelecidas ou não, com noção correta da utilização de auxílios à rádio-
navegação. Serão trabalhados procedimentos NDB, VOR e ILS em diversas localidades, a
fim de deixar o aluno apto ao voo por instrumentos com total desenvoltura e segurança.
Por fim, em se tratando de uma importantíssima fase da prática do voo, a sua
duração está estabelecida em um mínimo de 19 (dezenove) horas de voo, sendo,
necessariamente 17 (dezessete) horas sob capota.

Lições

Lição com grau deficiente.

Quando o aluno não atingir grau satisfatório em uma ou mais manobras da lição, o
grau final será deficiente (02). Neste caso o aluno deverá repetir as manobras até atingir grau
satisfatório e prosseguir para a lição seguinte. O tempo de voo dependerá do desenvolvimento
do aluno.

Lição com grau perigoso.

Quando o aluno for avaliado com grau perigoso, o instrutor encaminhará o relatório
através da ficha de voo ou reporte no sistema Flight Center para o conselho de instrução
analisar o caso. Alunos com grau perigoso ficarão fora de voo até a decisão do conselho.

Lição de recuperação - LR

Esta lição consta de todas as manobras referentes a fase, devendo o instrutor escolher
as manobras que o aluno necessita de aperfeiçoamento. A quantidade de horas necessárias
para atingir grau satisfatório dependerá da evolução do aluno, e as manobras que não forem
realizadas, deverão constar como não aplicáveis (N/A).

Lição de readaptação

Essa lição é para alunos que não realizaram voo em treinamento no período superior
a 45 (quarenta e cinco) dias. A quantidade de horas dependerá da readaptação do aluno para
prosseguir no curso.
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 31
Plano de Lições da Fase I – Adaptação (AD)

Manobras Lições/Níveis
LC 05
LC 01 LC 02 LC 03 LC 04
X1
Documentos / Equipamento de Voo E E E E E
Inspeções E E E E E
Briefing de decolagem / Emergência E E E E E
Partida do motor E E E E E
Cheques E E E E E
Fraseologia E E E E E
Táxi E E E E E
Decolagem normal E E E E E
Subida E E E E E
Voo Nivelado A A E E E
Coordenação Potência/Vel./Atitude M C A
Interpretação dos Instrumentos C A E E E
Cheque cruzado dos instrumentos M C A E E
Subidas e descidas cronometradas M C A E E
Curvas Padrão M C A E E
Curvas Cronometradas M C A E E
Curvas Cronometradas subindo M C A E
Curvas Cronometradas descendo M C A E
Curvas sucessivas / Intercaladas M C A E
Setorização / Orientação espacial M C A E E
Recuperação de Atitudes Anormais M C A E E
Mudanças de QDM e QDR M C A
Órbita NDB M C A
Mudanças de Radiais M C A
Órbita VOR M C A
Procedimentos IFR (simulação) M C C
Curvas de Reversão M C A E
Pouso normal E E E E E
Procedimentos após o pouso E E E E E
Parada do motor E E E E E
Cheque de abandono E E E E E
Iniciativa / Postura
Correções C E E E E
Interesse na instrução
Progresso na instrução
TIPO DE VOO DC DC DC DC DC
DURAÇÃO DO VOO 1,2 1,2 1,2 1,2 1,2
SOB CAPOTA 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0
TOTAL DE HORAS 6,0
TOTAL SOB CAPOTA 5,0
Programa de treinamento prático
32 Manual de Treinamento Prático - EJ

Plano de Lições da Fase II – Navegação (NAV)

Manobras Lições/Níveis
NAV 05
NAV 01 NAV 02 NAV 03 NAV 04
X1
Documentos / Equipamentos de voo E E E E E
Peso e balanceamento da aeronav E E E E E
Planejamento do voo C A E E E
Consulta a meteorologia E E E E E
Inspeções E E E E E
Preparação da cabin E E E E E
Briefings de decolagem / Emergência E E E E E
Partida E E E E E
Cheques E E E E E
Fraseologia E E E E E
Táxi E E E E E
Decolagem normal E E E E E
Saída do tráfego E E E E E
Subida em rota A A E E E
Uso dos equipamentos de navegação A A E E E
Cheque cruzado dos instrumentos A E E E E
Estabelecimento do regime de cruzeiro E E E E
Voo de cruzeiro E E E E
Determinação de posição E E E E
Briefing de descida E E E E
Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) A E E E E
Procedimento de chegada (STAR) A E
Procedimentos de aproximação perdida IFR A E E E
Pouso normal E E E E E
Procedimentos após o pouso E E E E E
Parada dos motores E E E E E
Cheque de abandono E E E E E
Iniciativa
Correções C E E E E
Interesse na instrução
Progresso na instrução
TIPO DE VOO DC DC DC DC DC
DURAÇÃO DO VOO SBJD 3,5 3,5 4,0 4,0 4,0
SOB CAPOTA SBJD 3,1 3,1 3,6 3,6 3,6
DURAÇÃO DO VOO SDIO 2,5 4,5 2,0 5,5 4,5
SOB CAPOTA SDIO 2,0 4,0 1,8 5,0 4,0
TOTAL DE HORAS 19,0
TOTAL SOB CAPOTA 17,0
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 33
FICHAS DE LIÇÕES

Local | Lição LC 01
Duração: 01:20 - Tipo: DC - Sob Capota: 1,0 - Objetivo: Apresentação da Aeronave e Curvas

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamento de Voo E
2 Inspeções E
3 Briefing de decolagem / Emergência E
4 Partida do motor E
5 Cheques E
6 Fraseologia E
7 Táxi E
8 Decolagem normal E
9 Subida E
10 Voo Nivelado A
11 Coordenação Potência/Vel./Atitude M
12 Interpretação dos Instrumentos C
13 Cheque cruzado dos instrumentos M
14 Subidas e descidas cronometradas M
15 Curvas Padrão M
16 Curvas Cronometradas M
17 Setorização / Orientação espacial M
18 Recuperação de Atitudes Anormais M
19 Pouso normal E
20 Procedimentos após o pouso E
21 Parada do motor E
22 Cheque de abandono E
23 Correções C
34 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Local | Lição LC 02
Duração: 01:20 - Tipo: DC - Sob Capota: 1,0 - Objetivo: Treinamento de Subidas e Descidas e Curvas Padrão

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamento de Voo E
2 Inspeções E
3 Briefing de decolagem / Emergência E
4 Partida do motor E
5 Cheques E
6 Fraseologia E
7 Táxi E
8 Decolagem normal E
9 Subida E
10 Voo Nivelado A
11 Coordenação Potência/Vel./Atitude C
12 Interpretação dos Instrumentos A
13 Cheque cruzado dos instrumentos C
14 Subidas e descidas cronometradas C
15 Curvas Padrão C
16 Curvas Cronometradas C
17 Curvas Cronometradas subindo M
18 Curvas Cronometradas descendo M
19 Curvas sucessivas / Intercaladas M
20 Setorização / Orientação espacial C
21 Recuperação de Atitudes Anormais C
22 Curvas de Reversão M
23 Pouso normal E
24 Procedimentos após o pouso E
25 Parada do motor E
26 Cheque de abandono E
27 Correções E
Manual de Treinamento Prático - EJ
IFR
35

Local | Lição LC 03
Duração: 01:20 - Tipo: DC - Sob Capota: 1,0 - Objetivo: Mudanças e Correções de QDM, QDR e Radiais

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamento de Voo E
2 Inspeções E
3 Briefing de decolagem / Emergência E
4 Partida do motor E
5 Cheques E
6 Fraseologia E
7 Táxi E
8 Decolagem normal E
9 Subida E
10 Voo Nivelado E
11 Coordenação Potência/Vel./Atitude A
12 Interpretação dos Instrumentos E
13 Cheque cruzado dos instrumentos A
14 Subidas e descidas cronometradas A
15 Curvas Padrão A
16 Curvas Cronometradas A
17 Curvas Cronometradas subindo C
18 Curvas Cronometradas descendo C
19 Curvas sucessivas / Intercaladas C
20 Setorização / Orientação espacial A
21 Recuperação de Atitudes Anormais A
22 Mudanças de QDM e QDR M
23 Órbita NDB M
24 Mudanças de Radiais M
25 Órbita VOR M
26 Procedimentos IFR (simulação) M
27 Curvas de Reversão C
28 Pouso normal E
29 Procedimentos após o pouso E
30 Parada do motor E
31 Cheque de abandono E
32 Correções E
36 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Local | Lição LC 04
Duração: 01:20 - Tipo: DC - Sob Capota: 1,0 - Objetivo: Mudanças e Correções de QDM, QDR e Radiais

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamento de Voo E
2 Inspeções E
3 Briefing de decolagem / Emergência E
4 Partida do motor E
5 Cheques E
6 Fraseologia E
7 Táxi E
8 Decolagem normal E
9 Subida E
10 Voo Nivelado E
11 Coordenação Potência/Vel./Atitude E
12 Interpretação dos Instrumentos E
13 Cheque cruzado dos instrumentos E
14 Subidas e descidas cronometradas E
15 Curvas Padrão E
16 Curvas Cronometradas E
17 Curvas Cronometradas subindo A
18 Curvas Cronometradas descendo A
19 Curvas sucessivas / Intercaladas A
20 Setorização / Orientação espacial E
21 Recuperação de Atitudes Anormais E
22 Mudanças de QDM e QDR C
23 Órbita NDB C
24 Mudanças de Radiais C
25 Órbita VOR C
26 Procedimentos IFR (simulação) C
27 Curvas de Reversão A
28 Pouso normal E
29 Procedimentos após o pouso E
30 Parada do motor E
31 Cheque de abandono E
32 Correções E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 37

Local | Lição LC 05 X1
Duração: 01:20 - Tipo: DC - Sob Capota: 1,0 - Objetivo: Simulação de Procedimentos NDB/VOR

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamento de Voo E
2 Inspeções E
3 Briefing de decolagem / Emergência E
4 Partida do motor E
5 Cheques E
6 Fraseologia E
7 Táxi E
8 Decolagem normal E
9 Subida E
10 Voo Nivelado E
11 Coordenação Potência/Vel./Atitude E
12 Interpretação dos Instrumentos E
13 Cheque cruzado dos instrumentos E
14 Subidas e descidas cronometradas E
15 Curvas Padrão E
16 Curvas Cronometradas E
17 Curvas Cronometradas subindo E
18 Curvas Cronometradas descendo E
19 Curvas sucessivas / Intercaladas E
20 Setorização / Orientação espacial E
21 Recuperação de Atitudes Anormais E
22 Mudanças de QDM e QDR A
23 Órbita NDB A
24 Mudanças de Radiais A
25 Órbita VOR A
26 Procedimentos IFR (simulação) C
27 Curvas de Reversão E
28 Pouso normal E
29 Procedimentos após o pouso E
30 Parada do motor E
31 Cheque de abandono E
32 Correções E

LC 05 X1 – Lição de avaliação e liberação para navegação IFR

Nesta lição o aluno será avaliado em todas as manobras treinadas desde o início
do treinamento IFR até a LC 04. Tem como objetivo, caso aprovado, o aluno ser liberado
à fase seguinte para dar sequência em seu treinamento. Em caso de reprovação, o aluno
deverá realizar a Lição de Recuperação (LR), conforme previsto neste manual.
38 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Navegação | Lição NAV 01


Objetivo: Navegação

Base Jundiaí Base Itápolis

Origem: SBJD SDIO

Destino: SBSJ SBAQ

Alternativa:

Duração 03:30 02:30

Sob Capota 3,1 2,0

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamentos de voo E

2 Peso e balanceamento da aeronav E

3 Planejamento do voo C

4 Consulta a meteorologia E

5 Inspeções E

6 Preparação da cabin E

7 Briefings de decolagem / Emergência E

8 Partida E

9 Cheques E

10 Fraseologia E

11 Táxi E

12 Decolagem normal E

13 Saída do tráfego E

14 Subida em rota A

15 Uso dos equipamentos de navegação A

16 Cheque cruzado dos instrumentos A

17 Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) A

18 Pouso normal E

19 Procedimentos após o pouso E

20 Parada dos motores E

21 Cheque de abandono E

22 Correções C
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 39

Navegação | Lição NAV 02


Objetivo: Navegação

Base Jundiaí Base Itápolis


Origem: SBJD SDIO
Destino: SBSJ SBSR_SBRP
Alternativa:
Duração 03:30 04:30
Sob Capota 3,1 4,0

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamentos de voo E
2 Peso e balanceamento da aeronav E
3 Planejamento do voo A
4 Consulta a meteorologia E
5 Inspeções E
6 Preparação da cabin E
7 Briefings de decolagem / Emergência E
8 Partida E
9 Cheques E
10 Fraseologia E
11 Táxi E
12 Decolagem normal E
13 Saída do tráfego E
14 Subida em rota A
15 Uso dos equipamentos de navegação A
16 Cheque cruzado dos instrumentos E
17 Estabelecimento do regime de cruzeiro E
18 Voo de cruzeiro E
19 Determinação de posição E
20 Briefing de descida E
21 Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) E
22 Procedimentos de aproximação perdida IFR A
23 Pouso normal E
24 Procedimentos após o pouso E
25 Parada dos motores E
26 Cheque de abandono E
27 Correções E
40 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Navegação | Lição NAV 03


Objetivo: Navegação

Base Jundiaí Base Itápolis


Origem: SBJD SDIO
Destino: SBKP SBBU
Alternativa:
Duração 04:00 02:00
Sob Capota 3,6 1,8

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamentos de voo E
2 Peso e balanceamento da aeronav E
3 Planejamento do voo E
4 Consulta a meteorologia E
5 Inspeções E
6 Preparação da cabin E
7 Briefings de decolagem / Emergência E
8 Partida E
9 Cheques E
10 Fraseologia E
11 Táxi E
12 Decolagem normal E
13 Saída do tráfego E
14 Subida em rota E
15 Uso dos equipamentos de navegação E
16 Cheque cruzado dos instrumentos E
17 Estabelecimento do regime de cruzeiro E
18 Voo de cruzeiro E
19 Determinação de posição E
20 Briefing de descida E
21 Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) E
22 Procedimento de chegada (STAR) C
23 Procedimentos de aproximação perdida IFR E
24 Pouso normal E
25 Procedimentos após o pouso E
26 Parada dos motores E
27 Cheque de abandono E
28 Correções E
IFR
Manual de Treinamento Prático - EJ 41

Navegação | Lição NAV 04


Objetivo: Navegação

Base Jundiaí Base Itápolis


Origem: SBJD SDIO
Destino: SBSJ SBDN
Alternativa: SBGW
Duração 04:00 05:30
Sob Capota 3,6 5,0

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamentos de voo E
2 Peso e balanceamento da aeronav E
3 Planejamento do voo E
4 Consulta a meteorologia E
5 Inspeções E
6 Preparação da cabin E
7 Briefings de decolagem / Emergência E
8 Partida E
9 Cheques E
10 Fraseologia E
11 Táxi E
12 Decolagem normal E
13 Saída do tráfego E
14 Subida em rota E
15 Uso dos equipamentos de navegação E
16 Cheque cruzado dos instrumentos E
17 Estabelecimento do regime de cruzeiro E
18 Voo de cruzeiro E
19 Determinação de posição E
20 Briefing de descida E
21 Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) E
22 Procedimento de chegada (STAR) E
23 Procedimentos de aproximação perdida IFR E
24 Pouso normal E
25 Procedimentos após o pouso E
26 Parada dos motores E
27 Cheque de abandono E
28 Correções E
42 Programa de treinamento prático
Manual de Treinamento Prático - EJ

Navegação | Lição NAV 05 X1


Objetivo: Navegação e Cheque Simulado

Base Jundiaí Base Itápolis


Origem: SBJD SDIO
Destino: SBSJ SBKP
Alternativa:
Duração 04:00 04:30
Sob Capota 3,6 4,0

Nº. Manobra Níveis


1 Documentos / Equipamentos de voo E
2 Peso e balanceamento da aeronav E
3 Planejamento do voo E
4 Consulta a meteorologia E
5 Inspeções E
6 Preparação da cabin E
7 Briefings de decolagem / Emergência E
8 Partida E
9 Cheques E
10 Fraseologia E
11 Táxi E
12 Decolagem normal E
13 Saída do tráfego E
14 Subida em rota E
15 Uso dos equipamentos de navegação E
16 Cheque cruzado dos instrumentos E
17 Estabelecimento do regime de cruzeiro E
18 Voo de cruzeiro E
19 Determinação de posição E
20 Briefing de descida E
21 Procedimentos de descida IFR (NDB, VOR, ILS) E
22 Procedimento de chegada (STAR) E
23 Procedimentos de aproximação perdida IFR E
24 Pouso normal E
25 Procedimentos após o pouso E
26 Parada dos motores E
27 Cheque de abandono E
28 Correções E

NAV 05 X1 – Lição de avaliação e liberação para voo de cheque ou


treinamento de MLTE.

Nesta lição o aluno será avaliado em todas as manobras treinadas desde


o início das navegações IFR até a NAV 04. Tem como objetivo, caso
aprovado, o aluno ser liberado à fase seguinte para dar sequência em seu
treinamento. Em caso de reprovação, o aluno deverá realizar a Lição de
Recuperação (LR), conforme previsto neste manual.
Manual de Treinamento Prático - EJ 43
FLIGHT PATTERNS

PROCEDIMENTO NDB – Procedimento de Não Precisão

O procedimento NDB pode ser do tipo lágrima ou gota “tear drop”, ou do tipo
“race track”. Os flights patterns (padrões de voo) serão iguais em ambos os procedimentos,
mudando apenas o ponto de início do procedimento em questão.
No procedimento NDB tipo lágrima ou gota, o procedimento inicia-se no bloqueio
da estação ou auxílio em uso para a descida.
No procedimento NDB tipo hipódromo, o procedimento inicia-se no través da
estação ou auxílio em uso para a descida. A diferença entre os dois procedimentos é que
no procedimento tipo hipódromo a descida será realizada em órbita.
Os flights patterns serão explicados abaixo.

PRIMEIRO FLIGHT PATTERN – Executado no bloqueio da estação e mantendo


o QDR de afastamento (lágrima ou gota) ou no través da estação mantendo a PROA de
afastamento (hipódromo) especificado na carta de procedimento em uso.

- CRONÔMETRO disparar o cronômetro


- MISTURA RICA aplicar mistura rica
- FLAP 10º configurar a segunda posição de flap
- 85 kts manter velocidade de 110 nós no afastamento
- Descida aplicar a razão de descida calculada para afastamento
- ATC reportar ao órgão ATC que iniciou o afastamento do
procedimento

*Durante o afastamento, calcular o tempo que irá afastar-se da estação ou do auxílio em uso
no procedimento e somar aproximadamente mais 1 minuto para execução da curva base.
Verificar a diferença entre altitude do início do procedimento e a altitude no fim da curva base
e dividir a diferença pelo tempo calculado de afastamento e de curva base para encontrar a
razão de descida ideal para manter durante o afastamento.

Exemplo: Altitude de início do procedimento será 5000ft, a altitude no fim da curva


base será de 3600ft. Temos então uma diferença de1400ft. O tempo de afastamento será 2
minutos mais 1 minuto de curva base. A conta então será 1400ft dividido por 3 minutos. O
resultado será de 466.666....ft/min. Deveremos manter entre 450ft/min e 500ft/min durante a
execução do afastamento e na curva base para atingirmos o final da curva base na altitude
mínima estabelecida na carta de aproximação.

SEGUNDO FLIGHT PATTERN – Executando na curva base do procedimento no


través da estação ou do auxilio em uso para ambos os procedimentos tipo lágrima ou gota
e no tipo hipódromo.

- LANDING LIGHTS ligar os faróis de pouso


- FLAP 20º configurar a terceira posição de flap
- 75 kts manter velocidade de 75 nós
- ATC reportar ao órgão ATC que está na curva base de
procedimento

*Durante a curva base, ficar atento para não descer abaixo da altitude mínima estabelecida
na carta para o fim da curva. No final da curva base, estando no QDM de aproximação final,
iniciar a descida até a MDA aplicando a razão de descida mínima da carta ou a razão máxima
de 1000ft/min.
44 Manual de Treinamento Prático - EJ

TERCEIRO FLIGHT PATTERN – Executando quando na aproximação final e


visual com a pista havendo condições de pouso e após ter sido autorizado o pouso.

- ATC reportar que está na visual com a pista e aguardar


autorização de pouso
- FLAP 30º configurar a quarta e última posição de flap
- 60kts manter velocidade de 60 nós para o pouso
- FINAL CHECK realizar a verificação de cabine para o pouso
- Landing Lights - On - Ligadas
- Mixture - Full Rich - Rica
- Flap - Set for landing - Configurado para pouso
- Approach - Stabilized - Estabilizado

*A necessidade de aguardar a autorização para pouso será devido ao fato da grande chance
de executar uma arremetida no ar durante a aproximação final do procedimento IFR ou no
caso de uma aproximação não estabilizada. A fim de evitar maior carga ao piloto durante uma
arremetida, o terceiro flight pattern será executado apenas após encontrar-se visual com a
pista e em condições de pouso.

PROCEDIMENTO VOR E VOR/DME – Procedimento de não precisão

O procedimento VOR e VOR/DME tem como base o procedimento NDB mudando


apenas a estação em uso e o método em que é executado o procedimento. Os flights
patterns (padrões de voo) serão semelhantes em ambos os procedimentos, mudando
apenas o ponto de execução seguindo procedimento na aproximação VOR e VOR/DME em
relação ao procedimento NDB.
Os flights patterns serão explicados abaixo.

PRIMEIRO FLIGHT PATTERN – Executado no bloqueio da estação e


mantendo a RADIAL de afastamento especificado na carta do procedimento em uso.

- CRONÔMETRO disparar o cronômetro


- MISTURA RICA aplicar mistura rica
- FLAP 10º configurar a segunda posição de flap
- 85 kts manter velocidade de 85 nós no afastamento
- DESCIDA aplicar a razão de descida calculada para o
afastamento
- ATC reportar ao órgão ATC que iniciou o afastamento do
procedimento

*Durante o afastamento no procedimento VOR, o método de cálculo para a descida pode ser
aplicado da mesma forma do cálculo já explicado para o procedimento NDB.

Para procedimento VOR/DME, a forma de afastamento será calculada em distância


em relação a estação em uso, não em tempo como no procedimento VOR e NDB. Neste
caso poderemos converter a distância em tempo e aplicar a mesma regra de cálculo de
descida para o procedimento VOR/DME.
Manual de Treinamento Prático - EJ 45
Exemplo: O afastamento será executado durante 5.0 DME da estação em uso.
No afastamento será mantida a velocidade de 85 kts. Iremos efetuar uma regra de 3 da
seguinte forma (5dme x 60 min / 85 kts). O resultado será 3,52 convertendo decimais para
segundos teremos 3 minutos e 31 segundos de afastamento. Agora devemos aplicar esse
número de 3 min. e 31 seg. ao método de cálculo para os procedimentos VOR e NDB.
Altitude de início do procedimento será 6000ft, a altitude no fim da curva será 4200ft. Temos
então uma diferença de 1800ft. O tempo de afastamento será 3 minutos e 31 segundos mais
1 minuto de curva base. A conta então será 1800ft dividido por 4,52 minutos. O resultado
será 398,23ft/min. Deveremos manter entre 400ft/min e 450ft/min durante a execução do
afastamento e na curva base para atingirmos o final da curva base na altitude mínima
estabelecida na carta de aproximação.

SEGUNDO FLIGHT PATTERN – Executado na curva base do procedimento com


indicação de CDI alive.

- LANDING LIGHTS ligar os faróis de pouso


- FLAP 20 º configurar a terceira posição de flap
- 75kts manter velocidade de 75 nós
- ATC reportar ao órgão ATC que está na curva base do
procedimento

*Durante a curva base, ficar atento para não descer abaixo da altitude mínima estabelecida
na carta para o fim da curva. No final da curva base do procedimento VOR, estando no
COURSE de aproximação final, iniciar a descida até a MDA aplicando a razão de descida
mínima da carta ou a razão máxima de 1000ft/min. No procedimento VOR/DME, ficar atento
às restrições de altitudes estabelecidas na carta e suas distâncias em relação à estação e
descer de acordo com as restrições aplicando a razão de descida mínima da carta ou a razão
máxima de 1000ft/min.

TERCEIRO FLIGHT PATTERN – Executado quando na aproximação final e visual


com a pista havendo condições de pouso e após ter sido autorizado o pouso.

- ATC reportar que está visual com a pista e aguardar


autorização de pouso
- FLAP 30 º configurar a quarta e última posição de flap
- 60kts manter velocidade de 60 nós para o pouso
- FINAL CHECK realizar a verificação de cabine para o pouso
- Landin Lights - On - Ligadas
- Mixture - Full Rich - Rica
- Flap - Set for landing - Configurado para pouso
- Approach - Stabilized - Estabilizado

*A necessidade de aguardar a autorização para pouso será devido ao fato da grande chance
de executar uma arremetida no ar durante a aproximação final do procedimento IFR ou no
caso de uma aproximação não estabilizada. A fim de evitar maior carga ao piloto durante uma
arremetida, o terceiro flight pattern será executado apenas após encontrar-se visual e em
condições de pouso.
46 Manual de Treinamento Prático - EJ

PROCEDIMENTO ARCO DME – Procedimento de Não Precisão

O procedimento ARCO DME deverá ser executado mantendo 90 kts durante o


arco respeitando as altitudes e distâncias tendo como tolerância 0.3 DME para dentro e
para fora do arco.

Exemplo: Se o arco for executado a 10DME da estação, o máximo tolerado para o


procedimento será de 10.3 DME para fora do arco e 9.7 DME para dentro do arco.

Os flight patterns (padrões de voo) do procedimento ARCO DME serão


semelhantes ao procedimento VOR e VOR/DME, mudando apenas o ponto de execução
dos flight patterns.
O procedimento ARCO DME é composto de uma órbita na aproximação final,
porém nem sempre será necessária a execução da mesma. Serão especificados ambos os
métodos de aproximação do procedimento ARCO DME com e sem a execução da órbita.
O segundo flight pattern será aplicado no bloqueio do fixo de aproximação final (FAF) e o
terceiro flight pattern quando estiver visual com a pista em condições de pouso. Caso não
seja necessário a execução da órbita, os flight patterns deverão ser executados da seguinte
maneira.

PRIMEIRO FLIGHT PATTERN – Quando não for necessário a execução da


órbita, será executado com CDI ALIVE ou na curva de interceptação da aproximação final
mantendo o COURSE ou QDM de aproximação final. Se necessário a execução da órbita,
será executado no través da estação ou do auxílio em uso para execução da órbita, ou ao
manter a proa da perna de afastamento da órbita.

- CRONÔMETRO disparar o cronômetro


- MISTURA RICA aplicar mistura rica
- FLAP 10° configurar a segunda posição de flap
- 85 kts manter velocidade de 85 nós no afastamento
- DESCIDA aplicar a razão de descida calculada para o afastamento
- ATC reportar ao órgão ATC que iniciou o afastamento do
procedimento

SEGUNDO FLIGHT PATTERN – Executado no bloqueio do FAF (fixo de


aproximação final).

- LANDING LIGHTS ligar ambos os faróis de pouso


- FLAP 20° configurar a terceira posição de flap
- 75 kts manter velocidade de 75 nós para a aproximação final
- ATC reportar ao órgão ATC que está na curva base do
procedimento

* O procedimento ARCO DME poderá ter sua final baseada em um fixo NDB, VOR ou ILS.

Dependendo de qual procedimento em uso e como sua final será baseada, manter a razão
de descida estabelecida na carta para a aproximação final até atingir a MDA.
Manual de Treinamento Prático - EJ 47
TERCEIRO FLIGHT PATTERN – Executado quando na aproximação final e visual
com a pista havendo condições de pouso e após ter sido autorizado o pouso.

- ATC (reportar que está visual com a pista e aguardar


autorização de pouso)
- FLAP 30° (configurar a quarta e última posição de flap)
- 60 kts (manter velocidade de 60 nós para o pouso)
- FINAL CHECK (realizar a verificação de cabine para o pouso)
- Landing Lights - On - Ligadas
- Mixture - Full Rich - Rica
- Flap - Set for landing - Configurado para pouso
- Approach - Stabilized - Estabilizado

* A necessidade de aguardar a autorização para pouso será devido ao fato da grande chance
de executar uma arremetida no ar durante a aproximação final do procedimento IFR ou no
caso de uma aproximação não estabilizada. A fim de evitar maior carga ao piloto durante uma
arremetida, o terceiro flight pattern será executado apenas após encontrar-se visual com a
pista e em condições de pouso.

PROCEDIMENTO ILS – Procedimento de Precisão

O procedimento ILS tem maior precisão na aproximação final devido ao LOCALIZER


e ao GLIDE SLOPE que ajudam o piloto a manter o curso e uma rampa ideal para pouso na
pista. Porém sua descida pode ser baseada em um procedimento NDB (tipo lágrima ou gota
e tipo hipódromo), VOR, VOR/DME, ARCO DME ou até mesmo sendo como procedimento
final de uma STAR. Se antes da aproximação final ILS, o procedimento for composto por um
dos métodos de descida descritos acima, haverá algumas modificações na execução dos
flight patterns.
Os flight patterns serão explicados abaixo.

PRIMEIRO FLIGHT PATTERN – Quando for necessária a execução do afastamento


baseado em uma descida NDB ou VOR após a execução da órbita, será executado no
bloqueio da estação mantendo o QDR ou a RADIAL do afastamento especificado na carta.
Quando aproximar por um procedimento ARCO DME ou no final de uma STAR, será
executado com LOC ALIVE na curva de interceptação da aproximação final mantendo o
COURSE do ILS da aproximação final. Se necessário a execução da órbita do procedimento
ARCO DME ou no procedimento NDB tipo hipódromo, será executado no través da estação
ou do auxílio em uso para execução da órbita, ou ao manter a proa da perna de afastamento
da órbita.
- CRONÔMETRO disparar o cronômetro
- MISTURA RICA aplicar mistura rica
- FLAP 10° configurar a segunda posição de flap
- 85 kts manter velocidade de 85 nós no afastamento
- DESCIDA aplicar a razão de descida calculada para o afastamento
- ATC reportar ao órgão ATC que iniciou o afastamento do
procedimento
48 Manual de Treinamento Prático - EJ

SEGUNDO FLIGHT PATTERN – Executado quando estiver estabilizado no


Localizador e a 1 dot e meio (1.5DOT) abaixo da interceptação do Glide Slope. Caso não
seja possível a interceptação do Glide Slope a 1.5 dot, executar no bloqueio do FAF (fixo de
aproximação final).

- LANDING LIGHTS ligar ambos os faróis de pouso


- FLAP 20° configurar a terceira posição de flap
- 75 kts manter velocidade de 75 nós para a aproximação final
- ATC reportar ao órgão ATC que está na curva base do
procedimento

* O procedimento ILS poderá ter sua final baseada em um fixo NDB ou VOR. Dependendo
de qual procedimento em uso e como sua final será baseada, manter a razão de descida
estabelecida na carta para a aproximação final até atingir a DA. Verificar as marcações de OM
(Outer Marker) e MM (Middle Marker) se aplicável e do tempo de aproximação até o MAPT.

TERCEIRO FLIGHT PATTERN – Executado quando na aproximação final e visual


com a pista havendo condições de pouso e após ter sido autorizado o pouso.

- ATC reportar que está visual com a pista e aguardar au-


torização de pouso
- FLAP 30° configurar a quarta e última posição de flap
- 60 kts manter velocidade de 60 nós para o pouso
- FINAL CHECK realizar a verificação de cabine para o pouso
- Landing Lights - On - Ligadas
- Mixture - Full Rich - Rica
- Flap - Set for landing - Configurado para pouso
- Approach - Stabilized - Estabilizado

* A necessidade de aguardar a autorização para pouso será devido ao fato da grande chance
de executar uma arremetida no ar durante a aproximação final do procedimento IFR ou no
caso de uma aproximação não estabilizada. A fim de evitar maior carga ao piloto durante uma
arremetida, o terceiro flight pattern será executado apenas após encontrar-se visual com a
pista e em condições de pouso.
Manual de Treinamento Prático - EJ 49
50 Manual de Treinamento Prático - EJ
Manual de Treinamento Prático - EJ 51

Você também pode gostar