Você está na página 1de 7

ÉTICA

Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

ÉTICA E FUNÇÃO PÚBLICA – EXERCÍCIOS DA CIDADANIA –


DEMOCRACIA – ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO

A maioria dos estados e dos Poderes já tem seu código de ética (exemplo: Tribunais,
Ministérios Públicos, Justiça Federal, Legislativo e Executivo – Decreto 1.171/1994, com
suas atualizações e Decreto n. 6.029/2007, que trata das comissões de ética).

!
O PULO DO GATO
As questões de provas costumam cobrar o que é ética, virtude e valor, em questões sim-
ples. As provas costumam cobrar os vários conceitos misturados na questão.

ÉTICA E DEMOCRACIA

Democracia é uma forma de organizar pessoas e tem como característica principal o fato
de que as decisões são tomadas por todos direta e indiretamente.
Democracia direta: quando as decisões são tomadas diretamente pelos membros do grupo.

Os gregos instituíram e falavam de democracia como o “poder do povo”. Atenas, princi-


palmente, tinha uma sociedade que se baseava em uma democracia direta. O povo era con-
sultado na Ágora para saber o que deveria ser feito (lembrando que em Atenas, o conceito
de cidadão era muito reduzido, sendo que poucas pessoas eram consideradas cidadãs). Daí
nasce a ideia de democracia direta.

Democracia indireta (representativa): quando as decisões são tomadas por representan-


tes reconhecidos (validados, escolhidos) pelos membros do grupo.
Democracia participativa: mistura aspectos diretos (plebiscito, referendo, ação popular) e
indiretos (escolha de representantes que falem pelo povo), como no Brasil.

O voto é um direito, e no Brasil é também uma obrigação.


5m

Ética e democracia têm relação estreita:


• Democracia vem do grego “demo” (povo) e “kratos” (poder).
ANOTAÇÕES

1 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

• Democracia e ética têm relação direta. Quanto mais democrático um país, mais ético
ele tende a ser.

!
O PULO DO GATO
O ponto acima é muito recorrente em provas.

Em termos de democracia, o Brasil ainda é um “bebê”, pois vem de uma época em que
não havia democracia.

Pela história de todos os países, percebe-se que quando se perde a democracia, também
se perde a ética. Ações são tomadas sem os valores, a ética e as virtudes. Assim, demo-
cracia tem relação direta com ética na medida em que quanto mais a democracia está con-
solidada (países de primeiro mundo, como Suíça, Suécia e Dinamarca) mais ético tende a
ser um país.

Exigência do povo quanto à observância dos princípios.



Por que quanto mais democrático é um país mais ele tende a ser ético? Porque há uma
exigência do povo quanto à observância dos princípios. Se o povo tem voz, tende a exigir
mais a observância dos direitos e dos deveres.

O exercício da cidadania relaciona-se diretamente com a consolidação de uma con-



duta democrática.
Quando se exerce a cidadania (exigem-se os direitos e cumprem-se os deveres), tem-se
a consolidação de uma conduta democrática.

Resumindo:
Relação entre ética e democracia: quanto mais democrático é um país, mais ele é ético
porque as pessoas têm voz e exigem o cumprimento de princípios.
Como o Brasil ainda está em uma democracia que está se consolidando, ainda há des-
lizes éticos porque as pessoas ainda não entenderam que têm voz para cobrar que esses
princípios sejam cumpridos. O exercício da cidadania também se relaciona com a consolida-
ção democrática.
ANOTAÇÕES

2 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

• Cidadania vem do latim “civitas” que significa ética e cidadania.


• Trata-se do conjunto de direitos e deveres pelo qual o indivíduo está sujeito no seu
relacionamento com a sociedade em que vive.
• Cidadania é um dos fundamentos do Estado previsto no art. 1º da CF.

Quando tratamos de direitos e deveres, estamos tratando de cidadania. A partir do


momento que se toma consciência dos direitos e se cumpre corretamente os deveres, tem-se
um pleno exercício da cidadania.

Muitas pessoas não sabem quais são os seus direitos. Uma pesquisa foi feita nas ruas de
São Paulo e Rio de Janeiro perguntando às pessoas se elas sabiam quais eram seus direitos
constitucionais.
10m

Cinquenta e dois por cento citaram saúde e educação. O restante não conseguiu citar
nenhum direito constitucional. Assim, se as pessoas não conhecem seus direitos e deveres,
elas não podem exercer plenamente sua cidadania.

O voto não foi mencionado por ninguém nessa pesquisa, somente associando-o com o
dever. O voto, no Brasil, é um dever (é obrigatório), mas também é um direito (a escolha de
um representante é o ápice de uma democracia).

Quando as pessoas têm consciência de seus direitos, elas acabam por exercer melhor a
cidadania, cobrando isso de seus governantes.

Relação entre cidadania e ética:


• Cidadania implica relacionamento responsável (principalmente), direitos e obrigações.
• Não há cidadania sem ética: para que haja cidadania é indispensável ética. Quanto
mais as pessoas tiverem consciência de seus direitos e deveres, mas se terá um com-
portamento ético, um comportamento reflexivo que se volta para aquilo que é bom.
• Exercer a cidadania, por consequência, é também ser probo, agir com ética assumindo
a responsabilidade que advém de seus deveres enquanto cidadão inserido no convívio
social. Quanto mais as pessoas exercem sua cidadania, quanto mais direitos elas têm
ANOTAÇÕES

3 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

atendidos (educação e saúde públicas de qualidade, acesso a emprego, direciona-


mento de desempregos a empregos etc.), mais plena é a cidadania. A cidadania mais
plena impulsiona comportamentos éticos (probidade, respeito ao limite do outro etc.).

Exemplo: em uma pequena cidade da Inglaterra, a população exerce plenamente sua


cidadania, cobrando seus direitos, cumprindo com seus deveres e tendo seus direitos atendi-
dos. Nela, não há crimes há vários anos. Como se tem tudo o que se precisa, não há escor-
regões éticos.

Percebe-se que há relação direta entre cidadania e ética. Quanto mais um país atende os
direitos e observa os deveres, também estimulando as pessoas a observarem seus deveres,
menos se veem comportamentos antiéticos, aéticos e imorais naquele lugar.
Em um país no qual a cidadania não é plena e não pode ser exercida, no qual os direi-
tos não são atendidos e os deveres acabam sendo descumpridos, haverá menos respeito à
ética, menos questionamentos, menos diálogo.

ÉTICA E FUNÇÃO PÚBLICA

• Bem comum: quando se fala em função pública, isso significa que se exercerá um
cargo no qual se tem como princípio geral o bem comum. Esse é o princípio norteador
da função pública.
15m
• Princípios constitucionais: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e efici-
ência (LIMPE).

!
O PULO DO GATO
Várias questões de prova, dentro da temática da ética e da função pública, tratarão dos
princípios gerais. Mesmo que o aluno não estude o Decreto n. 1.171/1994 porque ele não
cairá na prova (pode ser que caia, de acordo com o edital, o código do município ou do
estado), o aluno perceberá que as questões podem direcionar aos princípios, uma vez
que ética e função pública partem deles (fazer o que está previsto em lei, saber que nem
tudo o que é legal é moral, ou seja, não basta haver a legalidade. Deve haver também a
moralidade).

Impessoalidade: o agente é um prestador de serviço público, que lida com o cidadão que
paga seus impostos e o salário do funcionário público. Assim, a conduta do agente público
deve ser muito especial.

4 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

• Transparência está ligada a Accountability. Se a coisa é pública, ela é de todos. Se é


público, há que se ter transparência.

Ambos os termos surgiram nas empresas privadas, pois nelas há um capital que não é
somente do dono da empresa, mas também dos acionistas, que têm interesse que a empresa
seja bem sucedida financeiramente. Para que isso aconteça, surge o termo governança cor-
porativa (é necessário que todos estejam envolvidos na gerência dessa empresa: o dono, os
acionistas, o gerente etc.). Para esse envolvimento, é necessário transparência (prestação
de contas para os acionistas).

Levando esse raciocínio para a instituição pública, temos que todo cidadão tem o direito
de saber onde o dinheiro público está sendo gasto (transparência: o portal da transparência
mostra quanto o servidor ganha, onde o dinheiro público está sendo gasto). O princípio da
licitação pública é o da publicidade (o cidadão tem acesso a quanto foi gasto em algo, onde
o dinheiro foi empregado, se o valor é justo). O próprio cidadão pode então questionar esses
aspectos (relação entre ética e serviço público).

Accountability é um termo que traz a prestação de contas dos agentes públicos para a
sociedade: onde está sendo gasto, porquê está sendo gasto e se realmente é necessário.
Traz também o princípio da economia: é necessário economizar, o dinheiro não pode ser
gasto de qualquer forma e não se pode apropriar-se desse dinheiro (honestidade como valor
ou virtude, que está embutido na ideia de transparência).

!
O PULO DO GATO
As palavras transparência e accountability são muito recorrentes em provas.

• Conflito de interesse: na ética e função pública, deve-se minimizar, eliminar, acabar


com o conflito de interesses.

Muitos agentes públicos, principalmente aqueles que não têm vínculo permanente com o
órgão (estão de passagem, com função comissionada), podem gerar conflito de interesses,
que precisa ser minimizado e eliminado.
20m
ANOTAÇÕES

5 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

O Código de Conduta da Alta Administração traz, em todo o seu corpo, o conflito de inte-
resses. O Código de Ética dos Servidores do Distrito Federal também traz uma parte que dis-
corre sobre o conflito de interesses. Isso deve ser minimizado da melhor forma ou eliminado
da Administração.

Minimiza-se dando um prazo: um agente público que é secretário-geral, por exemplo,


tem um tempo de quarentena, que fica afastado de interesses e de contato com empresas
particulares para não gerar conflito de interesses com a coisa pública. Isso é ético: não se
pode ter conflito de interesses nem corrupção (corromper: desgastar, romper, usar da coisa,
do bem púbico ou da posição de servidor público para ter algum ganho pessoal. Entra, aqui,
o princípio da impessoalidade: o servidor púbico não é o seu cargo e vice-versa). O agente
público está em seu cargo para servir, para praticar o bem comum como um princípio geral.

• Corrupção

O prestador de serviço deve sempre ter como foco o bem comum no atendimento, na
resolução de demandas, na não procrastinação.
Como muito dinheiro está envolvido, a ética na gestão dos negócios públicos é funda-
mental. O cidadão deve se colocar como acionista desse negócio público, gerenciando esse
dinheiro e cobrando transparência, participando da gestão e não aceitando que façam qual-
quer coisa com esse dinheiro.
ANOTAÇÕES

6 www.grancursosonline.com.br
ÉTICA
Ética e Função Pública – Exercícios da Cidadania – Democracia – Ética no Serviço Público

Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

Quando o cidadão brasileiro tiver a consciência de que é acionista nos negócios públicos,
cobrará muito mais uma Administração de qualidade.

Se o aluno estiver prestando concurso para cargo do Executivo Federal, deve estudar
o Decreto n. 1.171/1994. Se o aluno for fazer concurso para o município ou para o Distrito
federal, deverá verificar no edital se o código de ética dos servidores está sendo cobrado.
Se há um código de ética do Estado, esse código deve ser estudado. Se o aluno for prestar
concurso para o Judiciário, deve verificar se o órgão já tem um código de ética (que prova-
velmente virá no edital).

Dica!
Cuidado com a intepretação. Para o CESPE, o aluno deve verificar o contexto da questão
para poder interpretá-la corretamente. Se a questão for de múltipla escolha, principalmente
da FCC e FGV, o aluno deve estar atento ao enunciado, grifando o que o examinador está
realmente querendo para que não erre a questão por falta de atenção.

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a aula
preparada e ministrada pela professora Kátia Lima.
A presente degravação tem como objetivo auxiliar no acompanhamento e na revisão do conteúdo
ministrado na videoaula. Não recomendamos a substituição do estudo em vídeo pela leitura exclu-
siva deste material.
ANOTAÇÕES

7 www.grancursosonline.com.br

Você também pode gostar