Você está na página 1de 2

@CAMILLABARRIUNUEVO

CADERNO DE QUESTÕES – ÉTICA

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL- INCOMPATIBILIDADES E QUESTÃO 3 – (OAB/XXII EOU) Carolina, Júlia, Bianca e Maria
IMPEDIMENTOS são advogadas. Carolina é servidora estadual não
enquadrada em hipótese de incompatibilidade; Júlia está
QUESTÃO 1 (OAB/XXIV EOU) – Severino, advogado, é cumprindo suspensão por infração disciplinar; Bianca está
notório conhecedor das normas procedimentais e licenciada por requerimento próprio justificado; e Maria é
disciplinares do Estatuto da Advocacia e da OAB, bem como servidora federal não enquadrada em hipótese de
de seu regulamento, atuando na defesa de colegas incompatibilidade. As quatro peticionam, como advogadas,
advogados em processos disciplinares. Recentemente, isoladamente e em atos distintos, em ação judicial proposta
Severino foi eleito conselheiro, passando a exercer essa em face da União.
função em certo Conselho Seccional da OAB.
Diante da situação narrada, de acordo com o Estatuto da
Considerando o caso descrito, assinale a afirmativa correta. OAB, são válidos os atos praticados

A) Severino não poderá, enquanto exercer a função de A) por Carolina, apenas.


conselheiro, atuar em processos disciplinares que tramitem B) por Carolina e Bianca, apenas.
perante qualquer órgão da OAB, sequer em causa própria. C) por Carolina, Bianca e Maria, apenas.
B) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atuar em D) por Carolina, Julia, Bianca e Maria.
processos disciplinares que tramitem perante o Conselho
Seccional onde exerce sua função. Porém, perante os demais QUESTÃO 4 – (OAB/XX EOU) Renata, devidamente inscrita
conselhos, não há vedação à sua atuação, em causa própria na Ordem dos Advogados do Brasil, exerce, há muitos anos,
ou alheia. atividades privativas da advocacia. Ocorre que Renata
C) Severino não poderá, enquanto for conselheiro, atuar em concorre a deputada estadual, encontrando-se em curso
processos disciplinares que tramitem perante o Conselho diversos processos em que ela atua como advogada.
Seccional onde exerce sua função e o Conselho Federal da
OAB. Porém, perante os demais conselhos, não há vedação Caso Renata seja eleita, é correto afirmar que
à sua atuação, em causa própria ou alheia.
D) Severino não poderá, enquanto exercer a função, atuar A) ela ficará impedida de exercer a advocacia apenas contra
em processos disciplinares que tramitem perante qualquer ou a favor de pessoas jurídicas de direito público, empresas
órgão da OAB, salvo em causa própria. públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas,
entidades paraestatais ou empresas concessionárias ou
QUESTÃO 2 – (OAB/XXIII EOU) Juliana é integrante da permissionárias de serviço público.
equipe de recursos humanos de certa sociedade anônima, B) ela ficará sujeita à proibição total ao exercício da
de grande porte, cujo objeto social é o comércio de produtos advocacia, pois este é incompatível, mesmo em causa
eletrônicos. Encontrando-se vago um cargo de gerência própria, com as atividades dos membros do Poder
jurídica, Juliana organizou processo seletivo, tendo recebido Legislativo.
os currículos de três candidatas. A primeira delas, Mariana, C) ela ficará impedida de exercer a advocacia apenas contra
é advogada regularmente inscrita na OAB, tendo se ou a favor de pessoas jurídicas de direito público.
especializado em Direito Penal. A segunda, Patrícia, não é D) ela ficará sujeita à proibição total ao exercício da
graduada em Direito, porém é economista e concluiu o advocacia, pois este é incompatível, mesmo em causa
doutorado em direito societário e mercado de capitais. A própria, com as atividades dos membros do Poder
terceira, Luana, graduada em Direito, foi aprovada no exame Legislativo, mas poderá atuar, excepcionalmente, nos feitos
da OAB e concluiu mestrado e doutorado. É conselheira de que já estavam em curso antes do exercício de seu mandato
certo tribunal de contas estadual, mas encontra-se afastada, parlamentar.
a pedido, sem vencimentos.

Considerando a situação narrada, assinale a afirmativa


correta.

A) Qualquer das candidatas poderá exercer a função de


gerência jurídica, mas apenas Mariana poderá subscrever os
atos privativos da advocacia.
B) Qualquer das candidatas poderá exercer a função de
gerência jurídica, mas apenas Mariana e Luana poderão
subscrever os atos privativos da advocacia.
C) Apenas Mariana poderá exercer a função de gerência
jurídica.
D) Apenas Mariana e Luana poderão exercer a função de
gerência jurídica.
@CAMILLABARRIUNUEVO - @SARAHSUZYE
GABARITO - CADERNO DE QUESTÕES – ÉTICA – 18 DE JULHO DE 2018

1–D 2–C 3–A 4–A