Você está na página 1de 3

Ciclos

DE REVISÃO
DPE/PR
FILOCICLOS – DICAS
ESPECIAIS DE FILOSOFIA

CICLOS DE REVISÃO DPE/PR @CICLOSR3


CICLOS DE REVISÃO DPE/PR
FILOCICLOS - FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES

FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES1


Preparados para a primeira dica especial de filosofia?

O FILOCICLOS é um material especial para ajudar a compreender ainda mais essa matéria tão querida do
nosso edital.

Aproveitem o final de semana para “ciclar” e filosofar!!

Na obra Fundamentação da Metafísica dos


1
O homem está sujeito a ambas as leis, pois tem
Costumes (1785), Kant expõe sua filosofia moral. instintos e inclinações naturais, mas também possui
Assim, questiona-se: O que Kant quer dizer com capacidade racional.
‘’metafísica dos costumes’’? O que é metafísica e o
Nesse sentido, Kant entende por ‘’costumes’’ o
que são costumes?
conjunto de leis que disciplinam a conduta do
A ideia de Kant, com esse livro, foi a de explicar homem como sujeito livre. E, como sujeito livre, o
o seu livro Crítica da Razão Prática, todavia, é homem pertence ao mundo inteligível, assim, foge
famoso o trocadilho segundo o qual quem quer das leis da natureza e adapta suas ações a uma
facilitar não coloca um título desses no livro. Assim, forma diferente de lei, que é a lei moral, a qual dá
apesar de Kant iniciar o livro, de maneira bem origem ao mundo dos costumes, em contraposição
objetiva, explicando o que é Metafísica e o que são ao mundo natural.
Costumes, ainda é possível alguma confusão. Dessa
Já no tocante a metafísica Kant diferencia o
forma, como o objetivo aqui é a preparação para o
conhecimento em uma parte empírica e em uma
concurso, vamos facilitar Kant!
parte racional, sendo que somente a parte racional
No início da obra mencionada, Kant aceita a do conhecimento pode receber o nome de
tripartição clássica da filosofia em lógica, ética e ‘’metafísica’’. Sua filosofia moral é RACIONAL.
física. Para nossos fins, vamos focar na diferença
Em geral, metafísica dos costumes se refere,
entre ética e física para Kant.
portanto, ao conjunto de leis que regulam a
Segundo o filósofo, a física recebe o nome de conduta humana racional.
filosofia da natureza e se ocupa com as leis da
natureza. Já a ética recebe o nome de filosofia
dos costumes e se ocupa com as leis da liberdade.

1 Por Emily Garcia – Graduada em Direito pela PUC-PR.


Pós-graduada em Filosofia Política e Jurídica, pela UEL.
Mestranda em Filosofia, pela UEL. Curso de extensão pela
UFSC específico em KANT.

2 CICLOS DE REVISÃO DPE/PR @CLICLOSR3


CICLOS DE REVISÃO DPE/PR
FILOCICLOS - FUNDAMENTAÇÃO DA METAFÍSICA DOS COSTUMES

Conjunto de leis que disciplinam a conduta do


COSTUMES
homem livre.

METAFÍSICA Parte racional do conhecimento.

Conjunto de leis que regulam a conduta


METAFÍSICA DOS COSTUMES
humana racional.

Abaixo, trecho do livro Fundamentação da Metafísica dos Costumes (1785), no qual Kant explica a
diferenciação acima exposta. Vamos direto à fonte!

A antiga filosofia grega repartia-se em três pensamento estribem em princípios tomados


ciências: a Física, a Ética e a Lógica. Esta divi- da experiência; de contrário, não seria lógica,
são está inteiramente de acordo com a natu- isto é, cânone do entendimento e da razão,
reza das coisas, nem temos que lhe introduzir válido para todo pensamento e capaz de ser
qualquer espécie de aperfeiçoamento, a não demonstrado. Ao invés, tanto a Filosofia natu-
ser acrescentar o princípio em que ela se baseia, ral como a Filosofia moral podem, cada uma,
para que desse modo possamos, por um lado, possuir uma parte empírica, pois devem aplicar
possuir a certeza de ela ser completa e, por suas leis, aquela à natureza como a objeto da
outro lado, determinar com exatidão as subdi- experiência, e esta à vontade humana enquanto
visões necessárias. Todo conhecimento racional afetada pela natureza: leis, no primeiro, caso, em
é ou material e refere-se a qualquer objeto, ou conformidade com as quais tudo acontece; leis,
formal e ocupa-se exclusivamente com a forma no segundo caso, de acordo com as quais tudo
do entendimento e da razão, um e outro em si deve acontecer, tomando todavia em consi-
mesmos considerados, e com as regras univer- deração as condições, mercê das quais muitas
sais do pensamento em geral, sem distinção de vezes não acontece o que deveria acontecer.
objetos. A filosofia formal denomina-se LÓGI- Pode-se denominar empírica toda filosofia que
CA, mas a filosofia material, que trata de objetos se apoia em princípios da experiência; e pura,
determinados e das leis a que eles estão sujei- a que deriva suas doutrinas exclusivamente de
tos, divide-se, por sua vez, em duas, visto estas princípios a priori. Esta, quando simplesmente
leis serem ou leis da natureza ou leis da liberda- formal, chama-se Lógica; mas, se for circunscrita
de. A ciência das primeiras chama-se FÍSICA; a a determinados objetos do entendimento, rece-
das segundas, ÉTICA. Aquela dá-se também o be o nome de Metafísica. Deste modo, surge a
nome de Filosofia da natureza ou Filosofia natu- ideia de uma dupla metafísica: uma Metafísica
ral; a esta, o de Filosofia dos costumes. A Lógica da natureza e uma Metafísica dos costumes.
não pode comportar parte empírica, ou seja, (Fundamentação da Metafísica dos Costumes,
parte na qual as leis universais e necessárias do Kant).

3 CICLOS DE REVISÃO DPE/PR @CLICLOSR3

Você também pode gostar