Você está na página 1de 648

Edited with the trial version of

Foxit Advanced PDF Editor


To remove this notice, visit:
˜ www.foxitsoftware.com/shopping
Seçoes deste livro:

os jovens perguntam
´
FAMILIA

SUA IDENTIDADE Treinamento para a


ˆ
vida adulta! Como voce
DENTRO E FORA pode se preparar para ser
DA ESCOLA ´
um adulto responsavel?
Os Jovens Perguntam
´
SEXO, MORAL E AMOR — Respostas Praticas,
´
Volume 1, pode ajuda-lo.

1
COMPORTAMENTO
Seus conselhos se
´
AUTODESTRUTIVO baseiam nos princıpios
´
praticos encontrados na
´
SEU TEMPO LIVRE Bıblia. Ela tem ajudado
˜
milhoes de pessoas
˜
a conseguir enfrentar
ADORAÇAO
os desafios da vida.
´
Descubra como a Bıblia
´
pode ajuda-lo!

ˆ
APENDICE PARA OS PAIS

Os
´ ´ ´
jovens perguntam
´
‘O
´ proprio raciocınio o guardara, ´
o proprio discernimento o resguardara.’
respostas praticas
yp1-T

´ VOLUME 1
— Proverbios 2:11.
˜
Seçoes deste livro:

os jovens perguntam
´
FAMILIA

SUA IDENTIDADE Treinamento para a


ˆ
vida adulta! Como voce
DENTRO E FORA pode se preparar para ser
DA ESCOLA ´
um adulto responsavel?
Os Jovens Perguntam
´
SEXO, MORAL E AMOR — Respostas Praticas,
´
Volume 1, pode ajuda-lo.

1
COMPORTAMENTO
Seus conselhos se
´
AUTODESTRUTIVO baseiam nos princıpios
´
praticos encontrados na
´
SEU TEMPO LIVRE Bıblia. Ela tem ajudado
˜
milhoes de pessoas
˜
a conseguir enfrentar
ADORAÇAO
os desafios da vida.
´
Descubra como a Bıblia
´
pode ajuda-lo!

ˆ
APENDICE PARA OS PAIS

Os
´ ´ ´
jovens perguntam
´
‘O
´ proprio raciocınio o guardara, ´
o proprio discernimento o resguardara.’
respostas praticas
yp1-T

´ VOLUME 1
— Proverbios 2:11.
exemplo
a´ seguir
ındice
´
Jaco 48
Aos nossos queridos jovens:
´ ˆ
Seu Pai celestial, Jeova Deus, ama muito voces.
ˆ ˆ
Ele quer que voc´es sejam felizes. Mas talvez voces
´
se perguntem: ‘E realmente possıvel ser feliz hoje?’
´ ´
Essa e uma boa pergunta. Afinal, nossa vida esta
cheia de problemas. Parece que todos os dias
surgem desafios que roubam nossa alegria. Mas ´
´ Jo 97
como e bom saber que nosso Pai amoroso
´ ´
providenciou ajuda para nos! Sua Palavra nos da a
˜
orientaçao que precisamos para enfrentar as
´
tempestades da vida. Embora a Bıblia tenha sido
´ ˜ ˜
escrita ha muito tempo, seus conselhos sao tao
´ ´
praticos hoje quanto na epoca em que foram
´
escritos. — Salmo119:98, 99; 2 Timoteo 3:16, 17.
ˆ ´
Preparamos este livro porque amamos voces. Moises 149
Queremos que sejam felizes e aproveitem a vida
´
do melhor modo possıvel. Para isso incentivamos
ˆ ˆ ´
voces a le-lo de capa a capa. Alem disso, recorram
a ele sempre que surgirem problemas. Um dos
´ ˜
objetivos deste livro e melhorar a comunicaçao
ˆ
entre voces e seus pais. Esperamos que leiam ou
´
ate estudem partes dele juntos. Tirem proveito da
ˆ Rute 215
sabedoria e da experiencia de seus pais.
´
Esse e o desejo do
Corpo Governante Gostaria de dizer
como este livroˆ
das Testemunhas de Jeová beneficiou voce?
Escreva aos
editores usando
o endereço ´
apropriado. Timoteo 287
exemplo
a´ seguir
ındice
´
Jaco 48
Aos nossos queridos jovens:
´ ˆ
Seu Pai celestial, Jeova Deus, ama muito voces.
ˆ ˆ
Ele quer que voc´es sejam felizes. Mas talvez voces
´
se perguntem: ‘E realmente possıvel ser feliz hoje?’
´ ´
Essa e uma boa pergunta. Afinal, nossa vida esta
cheia de problemas. Parece que todos os dias
surgem desafios que roubam nossa alegria. Mas ´
´ Jo 97
como e bom saber que nosso Pai amoroso
´ ´
providenciou ajuda para nos! Sua Palavra nos da a
˜
orientaçao que precisamos para enfrentar as
´
tempestades da vida. Embora a Bıblia tenha sido
´ ˜ ˜
escrita ha muito tempo, seus conselhos sao tao
´ ´
praticos hoje quanto na epoca em que foram
´
escritos. — Salmo119:98, 99; 2 Timoteo 3:16, 17.
ˆ ´
Preparamos este livro porque amamos voces. Moises 149
Queremos que sejam felizes e aproveitem a vida
´
do melhor modo possıvel. Para isso incentivamos
ˆ ˆ ´
voces a le-lo de capa a capa. Alem disso, recorram
a ele sempre que surgirem problemas. Um dos
´ ˜
objetivos deste livro e melhorar a comunicaçao
ˆ
entre voces e seus pais. Esperamos que leiam ou
´
ate estudem partes dele juntos. Tirem proveito da
ˆ Rute 215
sabedoria e da experiencia de seus pais.
´
Esse e o desejo do
Corpo Governante Gostaria de dizer
como este livroˆ
das Testemunhas de Jeová beneficiou voce?
Escreva aos
editores usando
o endereço ´
apropriado. Timoteo 287
Os
jovens perguntam
´
respostas praticas
VOLUME 1

este livro pertence a

Gustavo de Abreu Sisson

51989, 2011
WATCH TOWER ˜ BIBLE AND TRACT SOCIETY
´ OF PENNSYLVANIA
ASSOCIAÇAO TORRE DE VIGIA DE BIBLIAS E TRATADOS
Todos os direitos reservados
Editoras
WATCHTOWER BIBLE AND TRACT SOCIETY OF NEW YORK, INC.
Brooklyn, New
˜ York, U.S.A. ´
ASSOCIAÇAO TORRE DE VIGIA ´ DE BIBLIAS E TRATADOS
Rodovia
˜ SP-141, km 43, Ces ario Lange, SP, 18285-901, Brasil
Ediçao de 2012
˜ ˜ ´ ´
Esta publicaçao nao e vendida. Ela faz parte de uma obra educativa bıblica,
mundial, mantida por donativos.
˜ ´ ˜
A menos˜ que haja outra indicaçao, os textos bıblicos citados saoˆ da
Traduçao do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referencias.

O nome de alguns jovens mencionados neste livro foram mudados.


´ ´ ´ ˆ
Credito das fotos: pagina 241: 5 Gusto Productions/Photo
´ Researchers, Inc.; pagina 244: cancer˜
ˆ 5 Mediscan/Visuals Unlimited, Inc.; arteria entupida: 5
de boca: ´ Index Stock/Photolibrary;
´ pulmao
com cancer: 5 Arthur Glauberman/Photo Researchers,
ˆ Inc.; p agina 245: RM do c erebro:
5 Mediscan/Visuals Unlimited, Inc.; rim com cancer: 5 Dr. E. Walker/Photo Researchers, Inc.

Questions Young People Ask—Answers That Work, Volume 1


Portuguese (Brazilian Edition) (yp1-T)
ISBN 978-85-7392-149-6
Made in Brazil Impresso no Brasil
´
PREFACIO

´
Respostas praticas!
˜
‘Como posso ter uma boa comunicaçao com meus
pais?’ ‘Como posso fazer amigos?’ ‘Qual o problema em
˜
fazer sexo sem compromisso?’ ‘Por que fico tao triste?’
ˆ ´ ˜
Se voce ja fez a si mesmo perguntas como essas, nao
´ ´
e o unico. Dependendo de onde tenha buscado ajuda, tal-
vez tenha obtido respostas completamente diferentes.
Para ajudar os jovens a encontrar conselhos em que
podem confiar, a revista Despertai! lançou em janeiro de
´ ´
1982 uma serie baseada na Bıblia, intitulada “Os Jovens
´
Perguntam . . .”. Muitos anos depois, essa serie continua
´
sendo de grande ajuda. Cada artigo e resultado de muita
pesquisa. Para saber exatamente como os jovens pensam
e se sentem, os redatores da Despertai! conversam com
centenas de jovens no mundo todo. Mas o mais importan-
´ ´
te e que os conselhos da serie “Os Jovens Perguntam”
˜ ´
sao baseados na Palavra de Deus, a Bıblia.
ˆ ˜
O livro que voce tem em maos foi publicado
´
originalmente em 1989. Contudo, os capıtulos foram
completamente revisados para abordar assuntos atuais.
´ ˜ ˜
Mais de 30 capıtulos sao adaptaçoes de artigos de
“Os Jovens Perguntam” publicados entre 2004 e 2011.
´
Os Jovens Perguntam — Respostas Praticas, Volu-
´ ˆ
me 1, fornecera o que voce precisa para se tornar um
´
adulto responsavel. Esperamos que aplique os conselhos
˜
deste livro e possa estar entre os milhoes de jovens e
ˆ
adultos que “pelo uso tem as suas faculdades perceptivas
treinadas para distinguir tanto o certo como o errado”.
— Hebreus 5:14.
Os Editores
2 os jovens perguntam
´
este livro contem . . .
´

=
textos-chave da Bıblia que
destacam os pontos principais

 SUGEST˜ AO
˜

´
sugestoes praticas
˜
que o ajudarao a
ˆ
VOCE SABIA . . .
˜
informaçoes que
?
´ ˜
vencer obstaculos vao estimular seu
´
raciocınio

˜
plano de açao!
ı oportunidades de expressar
ˆ ´
como voce vai aplicar a materia

COMO RESPONDERIA?
˜
˘ perguntas que o ajudarao a
raciocinar sobre o que leu

e mais . . .

˜
minhas anotações
cada seçao termina
´
com uma pagina para
˜
suas anotaçoes, onde
´ EXEMPLO A SEGUIR
podera expressar em ´
˜ personagens bıblicos
palavras suas opinioes ˜
escolhidos sao
apresentados como
dignos de serem imitados
´
sumario ´
FAMILIA
1 1 Como posso conversar com meus pais? 7
2 Por que estamos sempre discutindo? 14
3 Como posso conseguir mais liberdade? 21
4 Por que meus pais se separaram? 28
5 Como conviver com o novo casamento
de um dos meus pais? 34
˜
6 Como me dar bem com meus irmaos? 40
7 Estou pronto para sair de casa? 49

SUA IDENTIDADE
2 8 Como fazer bons amigos? 57
` ˜
9 Como posso resistir a tentaçao? 64
´
10 Por que devo me preocupar com a saude? 71
11 O que posso vestir? 77
12 Como aumentar minha autoestima? 85
˜ ˜
13 O que posso fazer para nao ficar tao triste? 91
˜
14 Por que nao acabar logo com tudo? 98
´
15 E errado querer um pouco de privacidade? 105
16 Como superar a morte de um dos meus pais? 111

DENTRO E FORA DA ESCOLA


3 17 Por que tenho
˜ medo de falar sobre
minha religiao na escola? 121
18 Como posso lidar com o estresse na escola? 128
19 Devo largar a escola? 134
20 Como posso me dar bem com meu professor? 142
21 Como usar melhor o tempo? 150
22 Dividido entre duas culturas — o que posso fazer? 156
SEXO, MORAL E AMOR
4 ´
23 Como posso explicar o conceito da Bıblia
sobre a homossexualidade? 165
´
24 Sera que o sexo vai melhorar meu namoro? 172
´
25 Como posso vencer
˜ o mau habito
da masturbaçao? 178
´
26 Sexo sem compromisso — e errado? 183
˜
27 Por que eles nao gostam de mim? 188
˜
28 Por que elas nao gostam de mim? 195
´
29 Como vou saber se e mesmo amor? 203
30 Estamos realmente preparados
para o casamento? 212
31 Como posso superar o fim do namoro? 221
32 Como posso me proteger
de predadores sexuais? 228

COMPORTAMENTO AUTODESTRUTIVO
5 ´ ´ ˜
33 Sera que fumar e tao perigoso assim? 237
´
34 E errado participar de bebedeiras? 246
35 Como posso me libertar das drogas? 252

SEU TEMPO LIVRE


6 ˆ
36 Sou viciado em aparelhos eletronicos? 259
˜
37 Por que meus pais nao querem que eu me divirta? 265

˜
ADORAÇAO
7 38 Como posso sentir prazer em adorar a Deus? 273
39 Como alcançar meus alvos? 282

ˆ
Apendice: Os Pais Perguntam 289
´
FAMILIA ˜
7 Comunicaçao
˜
14 Discussoes
1
21 Liberdade
´
28 Divorcio
34 Novo casamento
˜
40 Irmaos
49 Sair de casa
1

Como posso conversar


com meus pais?
“Fiz um grande esforço para contar a meus pais
˜ consegui
como eu me sentia, mas nao me expressar ˜
direito
´ — e eles nem me deixaram terminar. Foi tao
difıcil criar coragem para me abrir com eles, e acabou
sendo um desastre total!” — Rosa.
ˆ
QUANDO voce era mais novo, as primeiras pessoas que pro-
curava para pedir conselhos provavelmente eram seus pais.
Contava a eles qualquer novidade, grande ou pequena. Fica-
`
va a vontade para expressar seus pensamentos e sentimen-
tos, e confiava no conselho deles.
˜ ˆ
Mas agora talvez ache que seus pais nao entendem voce.
“Certa noite, durante o jantar, comecei a chorar e me abri com

Como posso conversar com meus pais? 7


meus pais”, conta uma jovem chamada Eliana. “Eles me ouvi-
˜
ram, mas parecia que nao me entendiam.” O que aconteceu
depois? “Fui para o meu quarto e continuei chorando!”
` ˆ ˜
Por outro lado, as vezes voce talvez prefira nao se abrir
´
com eles. “Converso com meus pais sobre varias coisas”, diz
`
um jovem chamado Christian. “Mas acho bom que as vezes
˜
eles nao saibam tudo que estou pensando.”
´ ´ ´
Sera que e errado guardar alguns pensamentos so para
ˆ ˜ ˜
voce? Nao necessariamente — desde que nao esteja enga-
´
nando seus pais. (Proverbios 3:32) No entanto, quer seus
˜ ˆ ˆ ˜
pais pareçam nao entende-lo quer voce prefira nao se abrir
´ ˆ
com eles, uma coisa e certa: voce precisa conversar com eles
ˆ
— e eles precisam ouvir voce.
˜
Nao desista de falar!
´
De certa forma, falar com seus pais e como dirigir um car-
ˆ ˜ ´
ro. Voce nao desiste se encontrar um obstaculo na estrada,
simplesmente muda o caminho. Veja dois exemplos.
´ ˆ
OBSTACULO 1 Voce precisa conversar, mas parece
˜ ´
que seus pais nao ouvem. “Acho difıcil ` conversar com meu
´
pai”, diz uma garota chamada Lıgia. “As vezes, depois de eu
ficar certo tempo contando algumas coisas, ele pergunta: ‘Fi-
ˆ
lha, voce estava falando comigo?’ ”
´
PERGUNTA: E se Lıgia realmente precisa conversar
ˆ ˜
sobre um problema? Ela tem pelo menos tres opçoes.

´ ˜
Assim como um obstaculo nao
precisa se transformar
´ ˆ num
beco sem saıda, voce pode
achar um jeito de conversar
com seus pais!

8 os jovens perguntam
˜
Gritar
´ com o pai. ˜ Opçao
Lıgia ´ grita: “Pai, preste atençao!
Isso e importante!”

˜
A ˜
N´ao falar nada. Opçao
Lıgia simplesmente desiste de tentar
falar de seus problemas.

˜
B ˜
Esperar uma ocasiao melhor para Opçao
tentar conversar de novo.
´
Lıgia conversa pessoalmente com o pai
mais tarde ou escreve uma carta para ele
contando o problema.
C
˜ ˆ ´
Que opçao voce acha que Lıgia deve escolher? ı ............. C
˜
Vamos analisar as opçoes para ver qual seria o resultado
de cada uma delas.
´ ´ ´ ˜ ˜
O pai de Lıgia esta distraıdo e nao percebe a frustraçao da
˜ ´ ˜ ˜
filha. Entao, se Lıgia escolher a opçao A, ele talvez nao en-
´ ˜
tenda por que ela esta gritando com ele. Essa opçao provavel-
˜ ´ ˜
mente nao vai ajudar o pai de Lıgia a prestar mais atençao, e
´
ela estara sendo desrespeitosa

´ ˜
com ele. (Efesios 6:2) De fato, SUGESTAO
˜ ˜
essa opçao nao ajuda em nada. ˆ ´
Se voce acha difıcil
˜
Embora a opçao B talvez simplesmente sentar e
´ ´ ˜ ´
seja a saıda mais facil, nao e conversar com seus pais
´ ˆ sobre um problema, fale
a mais sabia. Por que? Por-
que “os planos fracassam por sobre o assunto durante
´ uma caminhada, um
falta de conselho”. (Proverbios passeio de carro ou ao
˜
15:22, Nova Versao Interna- fazer compras juntos.
cional) Para conseguir resolver
Como posso conversar com meus pais? 9
‘‘ Nem sempre e´ facil
´ conversar com os pais.
Mas, quando voceˆ se abre com eles,
e´ como se tirasse um peso enorme
das costas.

’’
— Denise

´
seus problemas, Lıgia precisa conversar com o pai; e ele pre-
´
cisa saber o que esta acontecendo na vida dela para poder
´ ˆ ˜ ´
ajuda-la. O silencio nao e bom para nenhum dos dois lados.
˜ ´ ˜ ´
Mas, se escolher a opçao C, Lıgia nao deixara que um
´ ´
obstaculo na estrada se transforme num beco sem saıda.
˜
Assim, ela tenta conversar numa outra ocasiao. E, se de-
cidir escrever uma carta para
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Assim como
ˆ
voce talvez
sinta melhor logo em segui-
´
o pai, pode ser que Lıgia se

´ da. Escrever uma carta tam-


ache difıcil ´falar sobre ´ ´
assuntos serios com seus bem pode ajuda-la a expres-
˜
pais, eles ` talvez nao se
sar exatamente o que ela quer
sintam a vontade nem dizer. Quando ler a carta, o
preparados ao tentar ´
ˆ pai estara como que ouvin-
conversar com voce sobre ´ ´
esses mesmos assuntos. do Lıgia e descobrira o que
ela estava tentando lhe dizer.
´ ´
Isso podera ajuda-lo a enten-
´ ˜
der melhor o que esta incomodando sua filha. Assim, a opçao
´ ´ ´
C e a melhor saıda para Lıgia e seu pai.
˜ ´
Que outras opçoes Lıgia pode escolher? Tente pensar
´
em uma e escreva abaixo. Daı escreva qual provavelmen-
te seria o resultado.
Gutalfk ça jsdçlfkajs dçflkasjd fçlasijdf çalskd
ı ..................................................................................................
çlak sdjfaçlskdfj açsldkfj asçdlfk jasçdlfka jsdl
..................................................................................................
´ ˆ
OBSTACULO 2 Seus pais querem conversar, mas voce
˜ ˜ ´ ´
nao. “Nao ha nada pior do que ser interrogada logo apos um
´
dia difıcil na escola”, diz uma garota chamada Sara. “Tudo

10 os jovens perguntam
´
que quero e esquecer da escola, mas meus pais começam a
me perguntar: ‘Como foi seu dia? Aconteceu alguma coisa?’ ”
˜ ´ ´ ˜ ´
Nao ha duvida de que a inten´ çao dos pais de Sara e boa. Mes-
´
mo assim, ela se lamenta: “E difıcil falar da escola quando es-
tou cansada e estressada.”
˜
PERGUNTA: O que Sara pode fazer nessa situaçao?
ˆ ˜
Como no caso anterior, ela tem pelo menos tres opçoes.

˜ ˜
Nao conversar. Opçao
Sara diz: “Por
˜ favor, deixem-me
em paz. Nao quero conversar agora!”
A ˜
Decidir conversar. Opçao
Mesmo estressada, Sara responde
` ´
as ´ perguntas dos pais, porem com
ma vontade. B ˜
Adiar a conversa sobre a escola, Opçao
mas continuar conversando sobre
outro assunto.
Sara sugere que eles conversem sobre a
escola mais tarde,´ quando for uma boa
hora para ela.˜ Daı ela diz com interesseˆ
C
sincero: “Entao, como foi o dia de voces?
Deu tudo certo?”

˜ ˆ C
Que opçao voce acha que Sara deve escolher? ı ...............
˜
Mais uma vez, vamos analisar as opçoes para ver qual se-
ria o resultado de cada uma delas.
Sara chegou da escola estressada e sem vontade de con-
˜ ´
versar. Se escolher a opçao A, ela continuara estressada e
´
ainda por cima se sentira culpada por ter perdido a calma com
´
os pais. — Proverbios 29:11.

Como posso conversar com meus pais? 11


˜ ˜
Ao mesmo tempo, os pais de Sara nao vao gostar nem
ˆ
um pouco do ataque de nervos dela — ou do silencio que se
´ ´
seguira. Eles talvez achem que Sara esta escondendo algo.
˜ ´ ´ ´
Poderao ate insistir para que ela fale, o que, e claro, a deixara
˜ ˜ ´
mais irritada. No fim das contas, essa opçao nao ajudara em
nada.
˜ ´ ˜
A opçao B e obviamente melhor do que a opçao A. Afinal,
˜
pelo menos Sara e seus pais estarao conversando. Mas, visto
˜ ´ ˆ
que a conversa nao sera espontanea, nem Sara nem seus
˜
pais conseguirao ter o que gostariam — uma conversa des-
´
contraıda e franca.
˜ ´ ´
Com a opçao C, porem, Sara se sentira melhor porque a
´ ˜
conversa sobre a escola sera adiada. Seus pais reconhecerao
´ ˜ ˜
seu esforço de conversar e tambem ficarao felizes. Essa opçao
tem a maior probabilidade de dar certo porque os dois lados
˜ ´
aplicarao o princıpio encontrado em Filipenses 2:4, que diz:
´ ´
“Que ninguem procure somente os seus proprios interesses,
´ ´
mas tambem os dos outros.” — Bıblia na Linguagem de Hoje.

˜
plano de açao!
´
Na proxima vez que eu quiser parar de conversar com
meus pais, eu vou . . .
asd lfkajsdfçlaksdj façlksdjf açlskdf jaçlsdkfja sdçlkfj
ı ..........................................................................................................................
lk jaçsldkf jasçldkfj asçdlkf jasçdlkfa jsdlkfa jsçdlfkaj
..........................................................................................................................
Se meus pais insistirem em˜ conversar a respeito de um
assunto sobre o qual eu nao quero falar, vou dizer:
ç alskdjf açlsdkfj açsldkfj asçdlkfj asçdlkfja sdçlfkaj l
..........................................................................................................................
lkj açlsdkfj açsldkf jaçsldkfj açsldkfj açsldkfj asçldkfjl
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
lk jaçsldkfj asçldkf jaçsldkfj açlskdjf açlskdjf açlsdkfjl
..........................................................................................................................
çlka jsdçlkfaj sdçlkfaj sçdlfkja sçdlkfj asçdlkf jasçdlk
..........................................................................................................................
=
˜
“As minhas palavras ser
˜ ao sinceras,
vindas do coraçao.” — Jo´ 33:3,
´
Bıblia na Linguagem de Hoje.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
Evite a linha cruzada
ˆ ´
Lembre-se de que nem sempre o que voce diz e o que seus
pais entendem. Digamos que seus pais lhe perguntem por que
ˆ ´ ˆ ˜
voce esta de mau humor. Voce diz: “Nao quero falar sobre
´ ˜ ˆ
isso.” Mas o que seus pais entendem e: “Nao confio em voces
para contar-lhes as coisas. Vou contar meus problemas para
˜ ˆ ´
os meus amigos, nao para voces.” Tente fazer o exercıcio abai-
ˆ
xo. Anote suas respostas. Imagine que voce esteja enfrentan-
´
do um problema difıcil e seus pais lhe oferecem ajuda.
ˆ ˜
Se voce disser: “Nao se preocupem, posso cuidar disso
sozinho.”
Seus pais talvez entendam: ı asçdl fkajsdçflkasj
.........................................
ˆ
çlka sdçlfkajl
Talvez fosse melhor se voce dissesse: .............................
j çlaksd jfçlaksdj flaksd jfçlaksd jfçalksdj façlk
..................................................................................................
˜
A que conclusao chegamos? Escolha bem suas palavras e
fale com um tom de voz respeitoso. (Colossenses 4:6) Encare
˜ ´
seus pais como amigos, nao como inimigos. Uma coisa e cer-
ˆ
ta: para lidar com os desafios que tem de enfrentar, voce pre-
´ ´
cisa do maior numero possıvel de amigos.
´ ´ ˜
NO PROXIMO CAPITULO Talvez o problema nao seja conversar
ˆ
com seus pais, mas sim que, toda vez que conversam, voces
discutem. O que fazer?

COMO RESPONDERIA?

´ ˆ
˘ Qual e a importancia
´ de escolher a hora certa para
conversar? — Proverbios 25:11.
˘ Por que vale a pena
´ se esforçar para conversar com
seus pais? — Jo 12:12.

Como posso conversar com meus pais? 13


2

Por que
estamos
sempre
discutindo?

˜ ˆ
Na situaçao mencionada a seguir, Rachel contribui de tres maneiras
˜ ´
para uma discussao. Consegue identifica-las? Escreva suas respostas
´
abaixo e depois as compare com o quadro “Respostas”, na pagina 20.
asçdl fkasjdfçlkasjd fçlaksjd fçalksdj fçalskdj l
ı ..................................................................................................
j açsldkf jaçsldkf jaçsldkfj açsldkfj asçldkfj açl
..................................................................................................
çlkaj sdçlfkajs dçlfkajsd fçlkaj sdfçlkasj dfçlaj
..................................................................................................

14 os jovens perguntam
´
E quarta-feira a` noite. Rachel, de 17 anos, acabou
suas tarefas ´e agora esta´ pronta para um merecido des-
canso — ate que enfim! Ela liga a TV e desaba em sua
poltrona favorita.
Neste exato momento, sua mae ˜ aparece na porta — e
nao esta nada feliz. “Rachel! Por que voceˆ esta´ perden-
˜ ´
do tempo vendo TV ˆem vez de ajudar sua irma˜ com o
dever de casa? Voce nunca me obedece!”
“La´ vem sermao ˜ de novo!”, resmunga Rachel, alto o
suficiente para ser ouvida.
A mae ˜ se inclina em sua direçao˜ e pergunta: “O que
voceˆ disse, mocinha?”
Suspirando ˜ e balançando a cabeça, Rachel responde:
“Nada, mae.”
Agora a mae ˜ esta´ furiosa. “Nao
˜ fale comigo desse jei-
to!”
“Mas voceˆ pode falar assim comigo, ne?”, ´ retruca
Rachel.
Fim
˜ do descanso . . . e o começo de mais uma discus-
sao.
ˆ ˜
ESSA cena lhe parece familiar? Voce e seus pais estao sem-
pre discutindo? Em caso afirmativo, pare um pouco e pen-
se. Que assuntos costumam causar mais conflitos? Ponha
um  nos pontos que se aplicam ao seu caso — ou acres-
cente outro.
ıO
✔Atitude ✔Diversao
O
˜
´ O✔Roupa
✔Hora de chegar em casa
O ✔Tarefas domesticas
O O✔Amigos
✔Sexo oposto
O ✔Outro.........................................
O
˜ ˆ
Nao importa o assunto,
´ discutir deixa voce — e seus
ˆ
pais — chateados. E verdade que voce poderia simplesmen-
´
te morder a lıngua e fingir que concorda com tudo que eles
´ di-
´ ˆ ˜
zem. Mas e isso que Deus espera que voce faça? Nao. E ver-
´ ˜
dade que a Bıblia diz que os filhos devem ‘honrar pai e mae’.
´ ´
(Efesios 6:2, 3) Mas ela tambem os incentiva a desenvolver
Por que estamos sempre discutindo? 15
´ ´ ´
“raciocınio” e a usa-lo. (Proverbios 1:1-4; Romanos 12:1) Ao
´ ´ ˆ
fazer isso, e inevitavel que voce acabe tendo fortes convic-
˜
çoes, e algumas delas talvez sejam diferentes das de seus
´ ˜ ´
pais. No entanto, quando uma famılia poe em pratica os prin-
´ ´
cıpios bıblicos, pais e filhos podem se comunicar em paz
˜ ˜
— mesmo quando as opinioes sao diferentes. — Colossen-
ses 3:13.
ˆ
Como voce pode dizer o que pensa sem transformar ´ ´ uma
conversa normal numa guerra declarada? E facil dizer: “O
´ ˜
problema e dos meus pais. Afinal, sao eles que ficam sempre
´ ˆ
pegando no meu pe!” Mas pense: Que controle voce tem so-
´
bre os outros, incluindo seus pais? Na realidade, a unica pes-
ˆ ´ ˆ
soa que voce pode mudar e voce mesmo. E se fizer a sua par-
˜ ´
te para aliviar a tensao, isso valera a pena, pois seus pais
˜ ˆ
estarao mais propensos a ouvir o que voce tem a dizer sem
perder a calma.
˜ ˆ
Veja entao o que voce pode fazer para acabar com a dis-
˜ ´ ˜
cussao. Ponha em pratica as sugestoes a seguir, e seus pais
ˆ ´
talvez se surpreendam — e voce tambem — com seu novo
jeito de se comunicar.
˘ Pense antes de responder. Quando se sentir sob ata-
˜
que, nao fale a primeira coisa que
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Esforçar-se para re-


lhe vem a mente. Por exemplo,
suponhamos que sua mae diga:
`

ˆ ˜
˜

solver ou evitar´ um “Por que voce nao lavou a lou-


ˆ
conflito tornar a sua ça? Voce nunca me obedece!” Tal-
´ ˜ ´ ˜
vida mais facil. vez sua primeira reaçao seja di-
` ´ Nao e ˆ ´
a toa que a Bıblia diz zer: “Por que voce esta pegando
que umaˆ pessoa “de ´ ´
no meu pe?” Mas use o raciocınio.
benevolencia age de Tente descobrir o sentimento por
modo recompensador ´ ˜
com a sua propria
´ tr as das palavras de sua mae. Em
´ ˜ ´
alma”. — Proverbios geral, nao se deve entender ao pe
˜ ˆ
11:17. da letra declaraçoes como “voce
ˆ
sempre . . . ” ou “voce nunca . . . ”.
16 os jovens perguntam
=
“O justo pensa antes de responder.”
´ ´
— Proverbios 15:28, Sociedade Bıblica Portuguesa.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

Essas palavras podem indicar um sentimento oculto. Qual


seria?
˜
Talvez sua mae esteja frustrada, sentindo-se sobrecarre-
´
gada com as tarefas domesticas, ou simplesmente queira ter
ˆ
certeza do seu apoio. Se esse for o caso, dizer “Por que voce
´ ´ ˜ ´
esta pegando no meu pe?” nao vai leva-lo a lugar nenhum
˜ ˜ ˜
— exceto a uma discussao! Entao, por que nao facilita as coi-
˜ ˆ ˜
sas para sua mae? Por exemplo, voce poderia dizer: “Mae,
´
estou vendo que esta chateada. Vou lavar a louça agora mes-
´ ˜ ´
mo.” So tome cuidado para nao usar um tom sarcastico. Res-
´ ´ ˜
ponda com empatia, e e mais provavel que sua mae se acal-
´
me e lhe conte o que realmente a esta incomodando.1
Escreva abaixo o que seus pais talvez digam que poderia
´ ˆ
deixa-lo irritado — se voce permitir.
ı ..................................................................................................
asd fçldksajflçakds jaçlkdsfj açlskdfj açslkfaj l
ˆ
Agora pense em como voce pode responder, mostrando
´
que leva em conta o sentimento por tras do que eles disse-
ram.
çlaks jdfçlaksd jfçlaksdjf çalsdkfj açlsdkfj açs
..................................................................................................
ˆ
˘ Fale com respeito. Michelle aprendeu por experiencia
´ ´
propria como e importante fa-
˜

˜
lar com sua mae do modo cor- SUGESTAO
˜
reto. “Nao importa o assunto”,
Quando seus pais
conta ela, “o problema sempre estiverem falando com
˜ ˆ
acaba sendo que minha mae voce, desligue o som,
˜
nao gosta do meu tom de voz”. deixe de lado o livro ou a
revista que estiver lendo
˜ e olhe para eles.
1 Para mais informaçoes, veja o Volu-
´
me 2, Capıtulo 21.

Por que estamos sempre discutindo? 17


‘‘ Minha mae ˜ as ` vezes pede desculpas e me da´
um abraço, e isso e´ muito bom. Aı´ esquecemos
o assunto. Eu tambem ´ tento fazer isso. Deixar
o orgulho de lado e fazer um sincero pedido de
desculpas ajuda muito, embora eu admita que
˜ e´ facil.
isso nao ´

’’
— Laura

ˆ
Se isso costuma acontecer com voce, aprenda a falar deva-
˜ ˜
gar e a nao gritar, e evite expressoes faciais ou outros sinais
˜ ˆ ´ ´
nao verbais que mostrem que voce esta irritado. (Proverbios
´
30:17) Se achar que esta quase perdendo o controle,´ faça
˜
uma oraçao breve e silenciosa. (Neemias 2:4) E claro que o
˜ ´
objetivo nao e pedir ajuda divina para que seus pais ‘parem
´ ˆ ´
de pegar no seu pe’, mas para que voce tenha autodomınio
˜
para nao piorar as coisas. — Tiago 1:26.
˜
No espaço abaixo, escreva algumas reaçoes que seria
ˆ
bom voce evitar.
˜ ˆ
Reaçoes verbais (o que voce diz):
ı ..................................................................................................
açsdl kfjasçdlkfajs dçlfkasj dçflka sjdçflkasj df
çlaks jdçlfkas jdçflkajs dfçlakjsd flçakjsd fçlak
..................................................................................................
˜ ˜ ˜
Reaçoes nao verbais (suas expressoes faciais e lingua-
gem corporal):
lkj açlsdkjf açlskdf jaçlsdkfj açsdlkfj açsldkfj a
..................................................................................................
çlkaj sdçlfkajs çdlfkaj sdçlfkaj sdçlfkasj dçflak
..................................................................................................
´
˘ Ouça. A Bıblia declara: “Quem muito fala acaba ofen-
´ ˜ ˆ
dendo.” (Proverbios 10:19, Pastoral) Entao de a seus pais a
˜ ˜
chance de falar e preste bastante atençao. Nao os interrom-
pa para se justificar. Apenas ouça. Depois, quando eles aca-
ˆ ´
barem de falar, voce tera bastante oportunidade para fazer
perguntas ou explicar seu ponto de vista. Por outro lado, se
ˆ ˜ ´
voce for teimoso e nao esperar para se expressar, isso so vai
˜
piorar a situaçao. Mesmo que queira dizer mais coisas, ago-
18 os jovens perguntam
Discutir
´ com os pais
e como correr numa
´
esteiraˆ ergometrica
— voce˜ vai se cansar,
mas nao vai sair
do lugar

´
ra provavelmente e “tempo para ficar quieto”. — Eclesiastes
3:7.
´
˘ Esteja disposto a pedir desculpas. Sempre e apro-
ˆ
priado se desculpar por qualquer coisa que voce tenha feito
´
e que tenha contribuıdo para o problema. (Romanos 14:19)
ˆ ´
Voce pode ate pedir desculpas pelo simples fato de haver um
˜
plano de açao!
˜ ´ ´
A sugestao deste capıtulo que eu mais preciso melhorar e:
ı ..........................................................................................................................
açsldkf jasldkfj asçdlfkjas dçflkaj dfçlkasj dfçlkajs dfl
çlk ajsdçlfkja sçdlfkj asçdlfkj asçdlfkj asçdlfkj asçlkfj
..........................................................................................................................
˜
Estou decidido a aplicar essa sugestao a partir de (data):
çlak jsdçflaksj dfçlakjsd fçalksdjf çalskdfj açsldkfj aç
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
çlkajs dçflkajs dçlfkaj sdçflkaj sdçflka jsdçflkaj sdçflj
..........................................................................................................................

kj çalskdj façlskdjf açlskd fjaçlksdf jaçslkdjf açlskdjf l


..........................................................................................................................
culatra.
voce pode falar assim comigo, ne?”) quase sempre e um tiro pela
ˆ ´ ´
(balançar a cabeça) so serviu para provocar a mae. 3. Retrucar (“Mas
´ ˜
deixou a mae ainda mais irritada. 2. A linguagem corporal de Rachel
˜
respostas 1. O uso de sarcasmo (“La vem sermao de novo!”) so
´ ˜ ´

´
problema. Se acha difıcil fazer isso pessoalmente, tente ex-
´
pressar seus sentimentos por meio de um bilhete. Daı faça
ˆ
mais do que se espera de voce: mude qualquer atitude que te-
´ ´
nha contribuıdo para o inıcio do conflito. (Mateus 5:41) Por
ˆ
exemplo, se o estopim do conflito foi voce ter deixado de fa-
zer uma tarefa em casa, que tal surpreender seus pais e fazer
ˆ ˜ ˜ ´
essa tarefa? Mesmo que voce nao goste, nao acha que e me-
ˆ ˆ
lhor faze-la do que sofrer as consequencias quando seus pais
˜
virem que ela ainda nao foi feita? (Mateus 21:28-31) Pense
em como pode se beneficiar se fizer sua parte para diminuir
˜ ˆ
a tensao entre voce e seus pais.
´ ˆ ˆ
Famılias felizes tem conflitos, mas sabem como resolve-
´ ´
los de modo pacıfico. Coloque em pratica os conselhos deste
´ ´ ´ ´ ´
capıtulo e vera que e possıvel conversar com seus pais ate
´ ˜
mesmo sobre os assuntos mais difıceis — e sem discussao!
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULO Voce acha que seus pais devem lhe
ˆ
dar mais liberdade? Nesse caso, o que voce pode fazer?

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que alguns de seus colegas gostam de discutir?


´ ´
˘ Por que uma pessoa
´ que discute e tola para Jeova
Deus? — Proverbios 20:3.
ˆ ˜
˘ Como voceˆ pode se beneficiar por diminuir a tensao
entre voce e seus pais?

20 os jovens perguntam
3

Como posso conseguir


mais liberdade?
“Gostaria que meus pais me deixassem sair
sozinha de vez em quando.” — Sara, 18 anos.
“Sempre
˜ pergunto a meus pais por que eles
nao confiam em mim quando quero sair com um
grupo´ de amigos.Geralmente,
ˆ ´ ˜eles respondem:
‘Nos confiamos em voce. So nao confiamos em
seus amigos.’ ” — Cristina, 18 anos.
ˆ ´
VOCE tambem quer mais liberdade, assim como Sara e Cris-
´
tina? Para isso, precisara ganhar a confiança de seus pais.
´ ´
Mas confiança e bem parecida a dinheiro — difıcil de conse-
´ ˜
guir, facil de perder e, nao importa quanto se ganha, talvez
nunca pareça ser o bastante. Eliana, de 16 anos, disse: “Sem-
pre que quero sair, meus pais me bombardeiam com pergun-
´
tas sobre aonde vou, quem ira comigo, o que vou fazer e a que
˜
horas vou voltar. Sei que eles sao meus pais, mas me irrito
quando ficam me interrogando desse jeito!”
ˆ
O que voce pode fazer para que seus pais confiem mais
ˆ
em voce e lhe deem mais liberdade? Antes de responder a
´
essa pergunta, vamos ver por que a confiança e um assunto
˜
tao delicado, que gera atrito entre muitos pais e filhos.
´ ˜
A difıcil fase da transiçao
´ ´
A Bıblia reconhece´ que “o homem deixara seu pai e sua
˜ ˆ
mae”. (Genesis 2:24) E claro que o mesmo pode ser dito so-
ˆ ´
bre a mulher. Um objetivo fundamental da adolescencia e pre-
ˆ
parar voce — quer seja homem quer mulher — para a vida
´
adulta, quando estara pronto para sair de casa e talvez formar
´ ´
sua propria famılia.1
˜ ˜ ´
No entanto, a transiçao para a vida adulta nao e igual a
ˆ
uma porta pela qual ´ voce simplesmente passa quando atin-
ˆ
ge certa idade. E mais parecida com uma escada, que´ voce
ˆ
sobe degrau por degrau durante toda a adolescencia. E ver-
ˆ ˜
dade que voce e seus pais talvez tenham opinioes diferen-
ˆ ´
tes sobre quantos degraus voce ja subiu nessa escada. “Te-
nho 20 anos e ainda tenho um problema com meus pais!”,
˜
disse Maria, que acha que seus pais nao confiam nela quan-
´
do o assunto e a escolha de ami-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Liberdade total nao e


˜ ´
gos. “Meus pais acham que eu
˜
nao conseguiria sair de uma si-
˜
sinal de amor dos pais, tuaçao ruim. Eu tentei lhes dizer
ˆ
mas de negligencia. ˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Capıtulo 7
deste livro.

22 os jovens perguntam
IDADE ADULTA

ˆ ˆ
INFANCIA ADOLESCENCIA

˜
A´ transiçao para se tornar umˆ adulto de confiança
e como uma escada que voce sobe ˆ degrau por
degrau durante toda a adolescencia

´ ´ ˜ ˜ ´
que ja saı de situaçoes assim, mas isso nao e o bastante para
eles!”
´
Como mostra o comentario de Maria, o assunto da con-´
˜
fiança pode ser a causa de muita tensao entre pais e filhos. E
´ ˆ
assim na sua famılia? Se for, como voce pode ganhar mais
ˆ
confiança de seus pais? E, se voce perdeu a confiança deles
´ ´
por ter agido de modo irresponsavel, o que podera fazer para
˜
corrigir a situaçao?
Prove que merece confiança
´ ˜
O apostolo Paulo escreveu aos cristaos do primeiro
´
seculo: “Persisti em provar

´ ˜
o que vos mesmos ´sois.” SUGESTAO
´
(2 Corıntios 13:5) E ver- Em vez
dade que esse conselho ˜ de comparar ˆ as res-
triçoes que voce tem hoje
˜
nao foi dado especialmente com ˜ a liberdade que seu ir-
para os adolescentes. Mes- mao mais velho talvez ˜ tenha,
´ ´ ´ compare as restriçoes que
mo assim, o princıpio e va- ˆ
voce tinha quando era mais
lido. Na maioria dos casos, novoˆ com a liberdade que
´ ˆ
quanto mais confiavel voce voce tem agora.
se mostrar, mais liberdade

Como posso conseguir mais liberdade? 23


‘‘ Quando converso com meus pais, falo
francamente sobre meus problemas e
˜
preocupaçoes. Acho que isso faz com que
eles confiem em mim.

’’
— Diana
´ ˜ ˆ ´
lhe sera dada. Nao que voce deva ser perfeito. Afinal, errar e
´
humano. (Eclesiastes 7:20) Mas, de modo geral, sera que seu
´ ˜
comportamento da motivos para que seus pais nao confiem
ˆ
em voce?
Por exemplo, Paulo escreveu: “Queremos comportar-nos
honestamente em todas as coisas.” (Hebreus 13:18) Pergun-
te-se: ‘Tenho sido honesto com meus pais quando digo aonde
´
vou e o que faço?’ Observe os comentarios de alguns jovens
˜
que tiveram de fazer uma avaliaçao honesta de si mesmos so-
`
bre isso. Depois de ler o que eles dizem, responda as pergun-
tas abaixo.
Laura: “Eu estava trocando e-mails secretamente com
um menino de quem gostava. Meus pais descobriram e man-
˜
daram que eu parasse. Prometi que faria isso, mas nao fiz.
Isso continuou por um ano. Eu mandava e-mails, meus pais
descobriam; eu me desculpava e prometia que ia parar, mas
´ ˜
aı fazia tudo de novo. A situaçao chegou a ponto de meus pais
˜
nao poderem confiar em mim para nada!”
˜
Na sua opiniao, por que os pais de Laura pararam de con-
fiar nela? ı ..............................................................................
açlsdkf jaçsldkfj açsldkfj açsldkfj açl
çlka jçsldkfj açsldkfj açsldkjf açslkdfj açslkdjf
..................................................................................................
ˆ ˆ
Se voce fosse os pais de Laura, o que teria feito e por que?
kj çalskdj fçalskdj fçalksj fçlaksjd fçalksdj fçal
..................................................................................................
çlk jaçsldkjf açlskd jfçalskd jfçalskjd fçalskdj f
..................................................................................................
´
Como Laura poderia ter sido mais responsavel depois que
seus pais conversaram pela primeira vez com ela sobre o pro-
blema?
çlka jsdçlfkaj sçdflkja sdçflkaj sdçflkajs dfçlak
..................................................................................................

24 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO VOLUME 2, CAPITULO 22
=
˜
“Nao usem a liberdade como desculpa
para fazer o mal.” — 1 Pedro 2:16,
˜
Nova Versao Internacional.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜
Suely: “Meus pais nao confiavam em mim quando o as-
ˆ
sunto era meninos, mas agora entendo por que. Eu estava
flertando com dois meninos que eram dois anos mais velhos
´
do que eu. Alem disso, conversava com eles por telefone ho-
´
ras a fio, e nas festinhas conversava praticamente so com
ˆ ˜
eles. Meus pais tiraram meu telefone por um mes e nao me
deixavam ir a lugares onde aqueles meninos estariam.”
ˆ ˆ
Se voce fosse os pais de Suely, o que teria feito e por que?
çalsk fjaçslkdjf açsldkf jaçsldkfj açslkdjf açlsk
ı ..................................................................................................
˜
Na sua opiniao, acha que os pais de Suely exageraram
˜
nas proibiçoes que estabeleceram para ela? Em caso afirma-
ˆ
çlkajs dçlfkaj sdçlkfaj sdçlfkja sçdl
tivo, por que? ..........................................................................
kj çalksj fçlaksj dfçalksdj fçalskdjf çalskdj façlj
..................................................................................................
O que Suely poderia ter feito para reconquistar a confian-
çlkja sçdlkfja sçldkfj asdçlkf jasçl
ça de seus pais? .......................................................................
ç alskdj fçalksdj fçalskdj fçalskdj façsldkf jasç
..................................................................................................

Como reconquistar a confiança


Que dizer se, assim como os jovens mencionados, suas
˜ ´ ˜
açoes contribuıram para que seus pais nao tenham confiança
ˆ ´
em voce? Mesmo que esse seja o caso, tenha certeza de que e
´ ˜
poss` ıvel reverter a situaçao. Mas como?
´
A medida que criar um historico de comportamento res-
´ ´ ´
ponsavel, e provavel que seus pais passem a ter mais confian-
ˆ
ça em voce e lhe deem mais liberdade. Anete chegou a essa
˜ ˆ ´
conclusao mais tarde. Ela disse: “Quando voce e mais novo,
˜ ´ ˆ
nao se da conta da importancia de ter a confiança de outros.

Como posso conseguir mais liberdade? 25


´
Hoje me sinto mais responsavel e motivada a agir de modo a
˜ ˜
nao perder a confiança de meus pais.” Que liçao aprendemos
˜ ˆ
disso? Em vez de reclamar que seus pais nao confiam em voce,
˜ ´
esforce-se para criar a reputaçao de alguem digno de confian-
ˆ ´
ça. Voce provavelmente ganhara mais liberdade.
ˆ ´ ´ ˜
Por exemplo, voce e confiavel nas situaçoes alistadas abai-
ˆ
xo? Ponha um  naquelas em que voce precisa melhorar.
ıO
✔ Voltar para casa no
´ O
✔ Cumprir o que prometer
horario combinado ´
O Usar o dinheiro de modo responsavel

O
✔ Ser pontual
O Sair da cama sem os pais

✔ Concluir as tarefas
O ficarem insistindo
´
domesticas
O
✔ Falar a verdade
✔ Manter o quarto limpo
O O
✔ Admitir erros e pedir desculpas
O
✔ Usar o telefone e
o computador de
modo equilibrado
O çalsdkjf açsldkfj asçdlkfj asçdlfkja s
✔ Outras ..............................................................................
ˆ ˜ ´ ´
Por que voce nao faz um esforço para provar que e confia-
˜ ´ ˆ
vel nas situaçoes que ticou? Siga o conselho da Bıblia de ‘por
˜
plano de açao!
´ ˜
Serei mais confiavel nas seguintes situaçoes:
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................

Se eu perder a confiança de meus pais, eu vou . . .


..........................................................................................................................

..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
de lado a velha personalidade que se conforma ao seu pro-
´
cedimento anterior’. (Efesios 4:22) Que o seu “sim signifique
´ ´
sim”. (Tiago 5:12) ‘Fale a verdade com o seu proximo.’ (Efe-
sios 4:25) ‘Em tudo seja obediente aos seus pais.’ (Colossenses
´
3:20) Com o tempo, o seu progresso sera notado pelos outros,
´
incluindo seus pais. — 1 Timoteo 4:15.
ˆ ´
Mas e se voce achar que, mesmo fazendo o seu maximo,
˜ ˜ ˆ
seus pais nao lhe dao a liberdade que voce merece? Por que
˜
nao conversa com eles sobre isso? Em vez de reclamar que eles
ˆ
precisam confiar mais em voce, pergunte, de modo respeitoso,
ˆ
o que acham que voce precisa fazer para ganhar a confiança
˜
deles. Explique claramente quais sao seus alvos nesse respeito.
˜ ´
Nao espere que seus pais cedam imediatamente. Sem du-
˜ ˆ ´
vida, eles vao querer ter certeza de que voce cumprira o que
´ ´
promete. Aproveite a oportunidade para provar que e confia-
vel. Com o tempo, pode ser que seus pais confiem mais em
ˆ
voce e lhe deem mais liberdade. Foi ´ isso o que aconteceu com
´ ´
Suely, ja mencionada. Ela diz: “E muito mais difıcil conquistar
ˆ
confiança do que perde-la”, e acrescenta, “a cada dia que passa
estou conquistando a confiança dos meus pais, o que me deixa
muito feliz!”.
´ ´
NO PROXIMO CAPITULO
´ Seus pais se divorciaram? Como
manter o equilıbrio quando seu mundo parece estar
desmoronando?

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que seus pais talvez hesitem


ˆ em lhe dar mais
liberdade, mesmo ´ quando
´ voce se esforça bastante
para provar que e confiavel?
˘ Como saber comunicar-se
˜ com
˜ seus pais pode
determinar se eles vao ou nao lhe dar mais
liberdade?

Como posso conseguir mais liberdade? 27


4

Por que meus pais


se separaram?
“Eu estava em casa com minha mae ˜ quando meu pai
foi embora. Eu tinha apenas seis anos e nao ˜ entendia o
que estava acontecendo. Eu estava sentada ˜
no chao
˜
assistindoTV, e podia ouvir minha mae soluçando e
implorando que meu pai ficasse. Ele desceu as escadas
com uma mala, se ajoelhou, me deu um beijo e disse:
ˆ Depois
‘O ˜ papai sempre vai amar voce.’ ele foi embora.
Nao vi meu pai por um bom tempo depois ˜ disso.
´ Desde
aquele dia, tenho medo que minha mae tambem va´
embora.” — Elaine, 19 anos.
´
O DIVORCIO de seus pais pode parecer o fim do mundo,
´
uma catastrofe que causa sofrimento para a vida inteira. Ge-
ralmente isso causa vergonha, raiva, ansiedade, medo de ser
˜
abandonado, depressao e sentimentos de culpa e de profun-
´
da perda — ate mesmo um desejo de vingança.
ˆ
Se seus pais se separaram recentemente, talvez voce es-
˜ ´
teja se sentindo assim, e isso nao e de admirar. Nosso Cria-
ˆ
dor desejava que voce fosse criado tanto por seu pai como
˜ ´ ˆ ˜
por sua mae. (Efesios 6:1-3) Mas agora voce nao tem mais ao
´ ˆ
seu lado um dos seus pais, alguem que voce talvez ame pro-
fundamente. “Eu tinha muito respeito por meu pai e queria fi-
˜
car com ele, mas minha mae conseguiu nossa guarda”, diz
Daniel, cujos pais se separaram quando ele tinha sete anos.
Por que os pais se separam
˜ ´
Em geral, a separaçao e uma surpresa para os filhos, pois
os pais costumam esconder deles seus problemas. “Eu fiquei
chocada”, diz Raquel, que tinha 15 anos quando seus pais se
divorciaram. “Eu sempre achei que eles se amavam.” A sepa-
˜ ´
raçao pode ser um choque ate mesmo quando os pais brigam
muito.
˜
Em muitos casos, a separaçao ocorre porque um dos pais
´ ˆ
se envolve em ma conduta sexual. Nessas circunstancias,
ˆ
Deus permite que o conjuge inocente se divorcie e fique livre
para se casar novamente. (Mateus 19:9) Em outros casos, ‘o
ˆ
furor, o brado e a linguagem ultrajante’ resultam em violencia,
´
fazendo com que um dos pais tema por seu bem-estar fısico e
´
o de´ seus filhos. — Efesios 4:31.
E verdade que alguns casais se separam por motivos que
˜ ˜ ´
nao sao validos. Em vez de resolverem seus problemas, al-
˜
guns egoistamente se divorciam porque dizem que sao “infe-
˜
lizes” ou “nao se amam mais”. Isso desagrada a Deus, que
´
‘odeia o divorcio’ desse tipo. (Malaquias 2:16) Jesus deu a en-
´
tender que talvez algumas famılias fossem desfeitas quando
ˆ ˜
um dos conjuges se tornasse cristao. — Mateus 10:34-36.

Por que meus pais se separaram? 29


˜
Seja qual for o caso, se seus pais preferiram nao lhe dizer
` ´
nada ou dar respostas vagas as suas perguntas sobre o divor-
˜ ˜
cio, isso nao significa que eles nao o amam. Pode ser que seus
´ ˆ ´
pais achem difıcil conversar com voce sobre o divorcio por es-
´ ´
tarem concentrados no seu proprio sofrimento. (Proverbios
´ ´
24:10) Talvez eles tambem achem difıcil e constrangedor ad-
´
mitir suas proprias falhas.
ˆ
O que voce pode fazer
´
Identifique seus temores. Visto que o divorcio pode virar
ˆ
sua vida de cabeça para baixo, talvez voce comece a se preo-
˜
cupar com coisas que antes nao o preocupavam. Mesmo as-
ˆ ´
sim, voce pode diminuir seus temores. O primeiro passo e
˜
identificar quais sao eles. Abaixo, ponha um  no que lhe
´
causa mais temor, ou escreva seu proprio temor ao lado de
“Outro”.
ı O Meu pai (ou´ minha
˜
˜
´
´ ´
mae) tambem me abandonara.
O Minha´ famılia nao tera dinheiro suficiente para sobreviver.
O O divorcio, de alguma maneira, foi culpa ´
minha.
O Se eu me casar, meu casamento tambem vai fracassar.
O Outro ................................................................................
˜ ˜
Fale sobre suas preocupaçoes. O Rei Salomao disse que
´ ˜
ha “tempo para falar”. (Eclesiastes 3:7) Entao tente discer-
nir o momento certo para falar com seus pais sobre os te-
ˆ ˜
mores que voce identificou acima. Diga a eles quao triste e
ˆ ´
confuso voce esta se sentindo. Talvez eles possam lhe ex-
´
plicar o que esta acontecendo e isso ajude a diminuir sua
˜ ˜
ansiedade. Se seus pais nao estiverem dispostos ou nao ti-
˜
verem condiçoes de lhe dar a ajuda
? ˆ
VOCE SABIA . . .

A infelicidade˜ no
que precisa no momento, talvez voce
possa se abrir com um amigo ma-
ˆ

casamento nao duro. Tome a iniciativa de procurar


´ ´
e algo que se herda essa pessoa. Ter alguem para ouvi-lo
´ ´ ´ ´
dos pais. ja sera um grande alıvio. — Prover-
bios 17:17.

30 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO VOLUME 2, CAPITULO 25
=
´
“Ha um . . . tempo para curar.”
— Eclesiastes 3:1, 3.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´
Acima de tudo, seu Pai celestial esta sempre disposto a
´ ˜
ouvi-lo, pois ele e o “Ouvinte de oraçao”. (Salmo 65:2) Abra
˜
seu coraçao a ele, ‘porque ele
ˆ

˜
cuida de voce’. — 1 Pedro 5:7. SUGESTAO
˜ Se seus pais se
O que nao fazer
˜ divorciaram, um deles
Nao guarde ressentimen- ou provavelmente os
´
to. “Meus pais foram egoıstas”, dois cometeram erros.
diz Daniel, citado anteriormen- Tente identificar
˜ esses
˜ ´ erros para nao repeti-los
te. “Eles nao pensaram em nos
´ no futuro, quando
nem em como serıamos afeta-
´ decidir ´se casar.
dos pelo que fizeram.” Da para — Proverbios 27:12.
entender como Daniel se sente,
˜
e ele pode ter razao. Mas como
ˆ `
voce responderia as perguntas a seguir? Escreva suas respos-
tas abaixo.
˜
Que problemas Daniel poderia ter se nao deixasse de lado
´
a raiva e o ressentimento? (Leia Proverbios 29:22.)
ı ..................................................................................................
´
Embora possa ser difıcil, por que seria bom que Daniel
tentasse perdoar seus pais pelo sofrimento que lhe causa-
´
ram? (Leia Efesios 4:31, 32.)
..................................................................................................
´
Como a verdade basica de Romanos 3:23 poderia ajudar
Daniel a entender seus pais?
..................................................................................................
Evite um comportamento que o prejudique. “Eu fiquei
´
triste e deprimido depois do divorcio dos meus pais”, lembra-
ˆ
se Denis. “Comecei a ter problemas na escola e fui reprovado

Por que meus pais se separaram? 31


‘‘ Depois que minha mae ˜ nos deixou, fiquei
deprimida e chorava todo dia. Mas eu orava
regularmente, me concentrava em ajudar
outros e me mantinha achegada a amigos
maduros. Acho que essa foi a maneira de
Jeova´ Deus me ajudar.

’’
— Natalie

uma vez. Depois disso . . . eu me tornei o palhaço da turma e


´
tambem me envolvi em muitas brigas.”
ˆ ˆ
O que voce acha que Denis estava tentando conseguir por
agir como o palhaço da turma? ı ...........................................
..................................................................................................
Por que ele começou a se envolver em muitas brigas?
..................................................................................................
ˆ
Se voce sente vontade de punir seus pais comportando-se
´ ´ ´
mal, como o princıpio de Galatas 6:7 pode ajuda-lo a encarar
˜
a situaçao da maneira correta? ................................................
..................................................................................................

˜
plano de açao!
Posso falar sobre os meus temores com
ˆ (escreva o nome de
uma pessoa madura com quem voce gostaria de conversar):
ı ..........................................................................................................................
Se eu sentir vontade de punir meus pais comportando-me
mal, posso me controlar por fazer o seguinte:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
´
Superar
´ o divorcio dos pais
e como se recuperar de
uma
´ fratura — o processo
e doloroso,
ˆ mas por fim
voce sara

O que esperar do futuro


Assim como um braço quebrado
´
pode levar semanas ou ate meses para
sarar completamente, feridas emocio-
´
nais tambem levam tempo para sa-
rar. Alguns especialistas acham que os
´
piores efeitos do divorcio passam em
˜ ˆ
questao de tres anos. Isso pode pare-
cer muito tempo, mas lembre-se de que
muita coisa tem de acontecer antes de sua vida voltar ao nor-
mal.
Para começar, a rotina em casa, que foi afetada pelo di-
´ ´ ´
vorcio, tem de ser reorganizada. Tambem levara algum tem-
´ ´
po para que seus pais recuperem o equilıbrio emocional. So`
˜ ˆ
entao eles talvez possam lhe dar a ajuda que voce precisa. A
medida que sua vida voltar a uma rotina relativamente nor-
ˆ ´
mal, voce passara a se sentir bem de novo.
´ ´ ´
NO PROXIMO CAPITULO Esta enfrentando dificuldades
ˆ
porque um dos seus pais se casou de novo? Como voce
pode lidar com isso?

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Por que
´ seus pais talvez evitem falar com voce sobre
o divorcio?
´ ´ ´
˘ Por que e importante lembrar-se ˜ que o divorcio
ˆ e um
problema entre os seus pais — nao com voce?

Por que meus pais se separaram? 33


5

Como
conviver
com o novo
casamento
de um dos
meus pais?
˜
SUA mae1 talvez estivesse mui-
to feliz no dia em que se casou de
ˆ
novo. Mas voce provavelmente
˜ ˆ ˜
nao estava nada feliz. Por que? O novo casamento da sua mae
´ ´
destroi a esperança de que seus pais biologicos voltem a viver
´
juntos. Alem disso, o novo casamento pode ser ainda mais do-
loroso se ocorrer logo depois da morte de um dos pais, a quem
ˆ
voce amava.
ˆ ˜
Como voce se sentiu quando sua mae se casou de novo?
˜ ˆ
Ponha um  nas opçoes que se aplicam a voce.
Eu . . . ı O fiquei feliz O´ me senti inseguro O me senti traıdo
´
O fiquei com ciume do meu padrasto
˜
O me senti culpado de traiçao por ter
começado a amar o meu padrasto
´ ˜
Essa ultima reaçao poderia ser causada pelo senso de leal-
˜ ´ ˆ
dade para com seu pai, que nao esta mais com voce. Seja qual
˜ ´
1 Embora nos refiramos ao novo casamento da mae, os mesmos princıpios se
aplicam aos jovens cujo pai se casou de novo.

34 os jovens perguntam
for o motivo, alguns dos sentimentos mencionados acima
ˆ
podem fazer com que voce expresse sua dor emocional de
maneira destrutiva.
ˆ ´
Por exemplo, pode ser que voce sempre torne difıcil a
´
vida de seu padrasto. Talvez ate mesmo tente causar pro-
˜
blemas entre ele e sua mae, esperando que eles se separem.
´ ´
Contudo, um proverbio sabio avisa: “Quem causa proble-
` ´ ´ ´ ´
mas a sua famılia herdara somente vento”, isto e, acabara
´ ˜
sem nada. (Proverbios 11:29, Nova Versao Internacional)
ˆ ˜ ˆ
Voce nao precisa cair nessa armadilha. Voce pode lidar com
seu conflito emocional de maneiras mais produtivas. Veja al-
guns exemplos.
Desafio 1: lidar com a autoridade de um padrasto
˜ ´ ´ `
Nao e facil submeter-se a autoridade do padrasto. Quando
ˆ
ele lhe pede para fazer alguma coisa, talvez voce se sinta ten-
ˆ ˜ ´
tado a responder: “Voce nao e meu pai!” Falar assim talvez
ˆ
faça com que voce se sinta satisfeito no momento, mas apenas
´
revelara a sua imaturidade.
´
Por outro lado, aceitar a autoridade do padrasto e uma for-
ˆ ´ ´
ma de mostrar que voce esta acatando o conselho bıblico,
´
que diz: “Sejam adultos no seu modo de pensar.” (1 Corıntios
´
14:20, Bıblia na Linguagem de Hoje) Na verdade, ele assumiu
´
as responsabilidades de um pai biologico e merece seu respei-
´ ´
to. — Proverbios 1:8; Efesios 6:1-4.
´ ˜
Geralmente, a disciplina do padrasto e uma expressao de
ˆ ´
amor e de interesse por voce. (Proverbios 13:24) “Meu pa-
´
drasto nos disciplina”, diz Ivone, de 18 anos, “mas e isso que se
espera dos pais. Acho que, se eu ficar chateada com seus con-
˜
selhos, estarei demonstrando falta de consideraçao por ele es-
´
tar cuidando de nos em sentido material e espiritual ao longo
˜
dos anos. E isso seria ingratidao”.
˜
Ainda assim, talvez haja motivos justos para reclamaçao.
ˆ ´
Se esse for o caso, demonstre que voce e ‘adulto’ por fazer
o que Colossenses 3:13 incentiva: “Continuai a suportar-vos

Como conviver com o novo casamento de um dos meus pais? 35


uns aos outros e a perdoar-vos uns aos outros liberalmente, se
´ ˜
alguem tiver razao para queixa contra outro.”
Escreva abaixo duas ou mais qualidades do seu padrasto.
ı ..................................................................................................
Como se lembrar das qualidades do seu padrasto o ajuda-
´
ra a ter mais respeito por ele?
..................................................................................................

Desafio 2: aprender a compartilhar e a ceder


“Meu pai acabou se casando novamente duas vezes”, lem-
´
bra-se Alan, de 24 anos. “Foi difıcil para mim me apegar a cada
´ ´
nova famılia. No inıcio, eles pareciam apenas estranhos para
´
mim, mas outros me diziam que eu tinha de ama-los. Eu acha-
va tudo muito confuso.”
ˆ ´
Talvez voce tambem enfrente desafios. Por exemplo, pode
ˆ ˜ ´
ser que voce perca a posiçao de filho mais velho ou filho unico.
ˆ
Ou talvez por muito tempo voce se considerasse o homem da
˜
casa — posiçao agora ocupada por seu padrasto. Pode ser
´ ˆ
tambem que voce se sinta como Ivone, que disse: “Meu pai nun-
˜ ` ˜
ca deu atençao a minha mae. Por isso eu estava acostumada a
˜ ˜
ter toda a atençao dela. Mas, quando minha mae se casou no-
˜
vamente, meu padrasto lhe dava muita atençao. Eles passavam
tempo juntos e conversavam, era como se ele a estivesse rou-
bando de mim. Mas por fim consegui me acostumar.”
ˆ
Como Ivone, o que voce pode fazer para se acostumar?
“Seja a vossa razoabilidade conhecida de todos os homens”, re-
´
comenda a Bıblia. (Filipenses 4:5) A
? Seus
ˆ
VOCE SABIA . . .
˜
palavra original traduzida “razoabili-
dade” significava “ceder” e transmi-
˜
˜ irmaos ´ de cria- tia a ideia de nao insistir em todos
çao tambem podem ˆ
estar tendo dificulda- os seus direitos. Como voce pode
` aplicar esse conselho? (1) Evite ficar
de em se ajustar
´ a
nova famılia. pensando no passado. (Eclesiastes
˜ ´
7:10) (2) Nao seja egoısta nos tratos

36 os jovens perguntam
=
´
“Melhor e o fim´ posterior dum
´ assunto do´
que o seu princıpio. Melhor e aquele´ que e
paciente do que o soberbo no espırito.”
— Eclesiastes 7:8.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜ ˜ ´
com seu padrasto e com seus irmaos de criaçao. (1 Timoteo
˜
6:18) (3) Nao os trate como estranhos.
ˆ
Em qual dos pontos mencionados acima voce mais precisa
melhorar?
açlsdkfj asçdlfkja sçdlfkaj sdçlfkjasdçflkajs dç
ı ..................................................................................................
Desafio 3: lidar com o tratamento desigual
“Meu padrasto gostava muito mais dos filhos dele do que de
˜
mim e da minha irma”, diz Tatiane. “Ele comprava tudo que eles
gostavam de comer e alugava os filmes ´ que eles queriam assis-
´ ´
tir. Ele fazia tudo para agrada-los.” E difıcil suportar esse trata-
mento diferente. O que pode ajudar? Tente entender por que
˜
seu padrasto talvez nao sinta a mesma coisa por um enteado do
´
que sente pelo seu proprio filho. Pode ser que isso aconteça por
ˆ ˜
causa das experiencias que eles compartilharam na vida, nao
´
por serem pais e filhos biologicos. Afinal de contas, provavel-
ˆ ´ ´
mente voce tambem se sente mais achegado a seus pais biolo-
gicos do que ao seu padrasto.

˜
Contudo, existe uma impor- SUGESTAO
tante diferença entre um trata- Conviver com novos
mento igual e um tratamento jus- ˜
ˆ irmaos do sexo oposto
˜
to. As pessoas tem personalidade pode gerar pressoes em
e necessidades diferentes. Assim, sentido moral. Evite
em vez de ficar preocupado de- pensamentos imorais
´ e tome cuidado para
mais se seu padrasto esta tratan-
ˆ ˜ que nem suas roupas
do voce igual aos seus irmaos de
˜ ´ nem sua conduta
criaçao, tente ver se ele esta se sejam sexualmente
esforçando em suprir suas neces- provocantes.
sidades.

Como conviver com o novo casamento de um dos meus pais? 37


‘‘ O segundo casamento da minha mae ˜ acabou
´ ´
em divorcio. Mas ate hoje sou muito apegada
˜ de criaçao.
aos meus irmaos ˜ Eles foram uma
das melhores coisas que aconteceram na
minha vida.

’’
— Tatiane

˜ ´
Quais sao suas necessidades que seu padrasto esta su-
prindo?
asdçlf kajsd fçlaksjd fçlaksdjf çalksdjfaçlksdjf
ı ..................................................................................................
ˆ ˜ ˜
Que necessidades voce acha que nao estao sendo satisfei-
tas?
çlaks jdçflkasjd fçlaksjd fçlaksdj fçalksdj fçlak
..................................................................................................
ˆ ˜ ´
Se voce acha que alguma das suas necessidades nao esta
˜
sendo satisfeita, por que nao fala respeitosamente sobre o as-
sunto com o seu padrasto?

˜
plano de açao!
Vou tentar respeitar mais meu padrasto por me lembrar´
das seguintes coisas boas que ele tem feito pela famılia
(escreva duas delas):
açsldkf jaçslkdfj açsdlkfj asçldkfj açslkdjf açlskdj fça
ı ..........................................................................................................................
lk jasçldkf jaçsldkfj açslkdfj alçskdj fçlaksdj fçalksdj l
..........................................................................................................................
˜ ˜
Se meus´ irmaos de criaçao me tratam mal, posso aplicar
o princıpio de Romanos 12:21 fazendo o seguinte:
çlkja çsdlkfj asçldkfj asçlkdjf açlsdkfj asçldkfj alçsdkj
..........................................................................................................................
çlkaj sçdlkfj asçldkfj açslkdjf açlskdj fçalksj fçalskj fl
..........................................................................................................................
` ˜
Eu gostaria de perguntar a minha mae ou ao meu padrasto
o seguinte sobre esse assunto:
çlkaj sçdlfkj asçdlkfj açsldkfj açsldkf jaçslkdjf çalskdj
..........................................................................................................................
çlkaj çsdlkfja çslkdfj açslkdfj açlskdjf açlksdj façlksd
..........................................................................................................................
˜ ´
A´ uniao de duas fam
´ ılias
e como misturar´ agua ´
e cimento — e necessario
tempo e esforço, mas
pode resultar em algo
forte e resistente

Vale a pena ser paciente!


´
Normalmente, leva anos ate
que haja confiança a ponto de os mem-
´
bros de uma famılia de um segundo casamento se
` ˜ ˜
sentirem a vontade um com o outro. Somente entao poderao
´ ´
viver em harmonia e ter uma rotina agradavel apesar dos habi-
˜
tos e valores diferentes. Assim, seja paciente! Nao espere sen-
´ ´
tir amor logo no inıcio nem espere que uma famılia se forme de
uma hora para outra.
˜ ´
Quando sua mae se casou de novo, Tome ficou apreensivo,
´ ˜
para dizer o mınimo. Sua mae tinha quatro filhos, e o homem
ˆ ´ ´ ´
com quem ela se casou tinha tres. “Nos brigavamos, discutıa-
´ ´ ´
mos, implicavamos uns com os outros, passavamos por terrıvel
˜ ´
tensao emocional”, escreveu Tome. Por fim, o que os ajudou a
´ ´
ser bem-sucedidos? “Por aplicarmos os princıpios bıblicos, tudo
foi resolvido.”
´ ´ ˜
NO PROXIMO CAPITULO E se o seu problema nao for seus
˜ ˜ ˜ ´
irmaos de criaçao, mas seus irmaos biologicos, que o
deixam louco?

COMO RESPONDERIA?

˜ ˜
˘ Que temores seu padrasto ou seus irm` aos de cria
´ çao
talvez tenham a respeito de juntar-se a sua famılia?
´
˘ Por
` que e importante
˜ pensar no
´ futuro no que se refere
a sua relaçao com a nova famılia?

Como conviver com o novo casamento de um dos meus pais? 39


6

Como me
dar bem
com meus
˜
irmaos?

Numa escala de1 a 5, sendo1 para


“distante” e 5 para “achegado”,
como voceˆ classificaria o seu
relacionamento com seus irmaos?˜ 5
ı ........

˜ ˜ ´
ALGUNS irmaos sao bem achegados. Por exemplo, Felıcia,
˜ ´
de 19 anos, diz: “Irene, minha irma de 16 anos, e minha
˜
melhor amiga.” E Carla, de 17 anos, fala de seu irmao de
´
20 anos, Eric: “Nos nos damos super bem. Nunca briga-
mos.”
˜ ˜
Por outro lado, muitos irmaos sao como Laura e Marta.
“Brigamos por qualquer coisa”, diz Laura. “Qualquer boba-
´ ˆ
gem e motivo para discutirmos.” Ou talvez voce se sinta
40 os jovens perguntam
como Alice, de 12 anos, que
˜
diz sobre seu irmao Dennis,
de 14 anos: “Ele me irrita!
Invade meu quarto e ‘pega
emprestado’ minhas coisas
´
sem pedir. Ele e muito in-
fantil!”
ˆ ˜
Voc e tem um irm ´ ao
que o irrita muito? E ver-
˜
dade que seus pais sao os
´
responsaveis por manter
a paz em casa. No entan-
to, mais cedo ou mais tarde
ˆ
voce vai precisar aprender
a conviver com os outros. E
um bom lugar para aprender
´
isso e em casa.
´
Pense nas brigas que ja teve
˜ ˜
com seu irmao ou irma. Qual foi o
principal motivo? Veja a lista abaixo e ponha
ˆ ´
um  nos motivos que tiram voce do serio.
˜
ıO✔ Objetos. Meu irmao “pega emprestado” minhas coisas
sem pedir.
˜ ´ ´
O
✔ Conflito de personalidade. Meu irmao e egoısta ou
tenta controlar minha vida.
˜
O
✔ Privacidade. Meu irmao entra no meu quarto sem ba-
ˆ
ter ou le meus e-mails ou mensagens de texto sem pe-
dir.
O açlksdj fhaçlsdkjf açlskdjf açlsdkjf a
✔ Outro .............................................................................
˜
Como me dar bem com meus irmaos? 41
identifique a raiz do problema
´ ´
Quer aprender a identificar melhor o que esta por tras
˜
dos problemas entre irmaos? Em caso afirmativo, leia a
´
parabola de Jesus sobre o filho que saiu de casa e desper-
diçou toda a sua herança. (Lucas 15:11-32) Analise a
˜ ˜
reaçao do irmao mais velho quando o mais novo voltou
´ `
para casa. Daı, responda as seguintes perguntas:
˜ ˜
O que causou a reaçao do irmao mais velho?
ı..................................................................................................
˜
Na sua opiniao, qual foi a raiz do problema?
..................................................................................................
Como o pai tentou resolver o problema?
..................................................................................................
˜
O que o irmao mais velho precisava fazer para resolver
o problema?
..................................................................................................
..................................................................................................
˜ ˆ ´
Agora pense numa discussao˜ que voce teve ha pouco
tempo com um dos seus irmaos. Escreva suas respostas
abaixo.
˜
O que causou a discussao?
..................................................................................................
˜
Na sua opiniao, qual foi a raiz do problema?
..................................................................................................
´ ˆ
Que˜ regras basicas voce poderia estabelecer com seu
irmao para resolver esse problema e evitar futuras brigas?
..................................................................................................

42 os jovens perguntam
˜
Se seu irmao o incomoda o tempo todo — dando ordens
´ ˜
ou invadindo seu espaço —, talvez seja difıcil nao guardar
´ ´ ´
magoa. Mas um proverbio bıblico diz: “O espremer do na-
riz produz sangue, assim o espremer da ira produz conten-
´ ˆ
da.” (Proverbios 30:33, Almeida, revista e corrigida) Se voce
´ ´ ˜
guardar magoa, isso resultara numa explosao de raiva, as-
´
sim como espremer o nariz com certeza causara sangra-
´ ´
mento. Isso so vai piorar o problema. (Proverbios 26:21)
ˆ
Como voce pode evitar que um aborrecimento vire uma bri-
´
ga feia? O primeiro passo e identificar o verdadeiro pro-
blema.
Ataque o mal pela raiz
˜ ˜
Problemas entre irmaos sao como espinhas. O sintoma
´ ´ ˆ
obvio de uma espinha e um pequeno inchaço de aparencia
´ ˜
feia, mas a causa e uma infecçao escondida. Da mesma for-
´ ˜ ´
ma, uma briga seria entre irmaos em geral e apenas a evi-
ˆ
dencia de um problema escondido.
ˆ ˆ
No caso da espinha, voce poderia tentar espreme-la.
Mas estaria atacando apenas o sintoma, e isso poderia dei-
˜ ˜
xar uma cicatriz ou piorar a infecçao. Uma soluçao melhor
˜
seria tratar da infecçao e assim prevenir futuras espinhas. O
´ ˜
mesmo se da com problemas entre irmaos. Aprenda a iden-
´ ´ ˆ ˜
tificar o que esta por tras dos conflitos, assim voce nao se
´ ´
concentrara nos sintomas, mas atacara a raiz do problema.
´ ´ ˆ ´
Tambem conseguira por em pratica o conselho do
´ ˜ ´
sabio Rei Salomao, que escreveu: “A perspicacia
do homem certamente torna mais
´
vagarosa a sua ira.” — Prover-
bios 19:11.

˜ ˜
Problemas entre irmaos sao
como
ˆ espinhas
´ — para resol-
ve-los e preciso ˜atacar a raiz
do problema, nao apenas o
sintoma
´
Por exemplo, Alice, ja mencionada, disse a respeito de
˜
seu irmao, Dennis: “Ele invade meu quarto e ‘pega empres-
´
tado’ minhas coisas sem pedir.” Esse e o sintoma. Mas, na
˜ ´
sua opiniao, qual e o verdadeiro problema? Tudo indica que
´
e algo relacionado ao respeito. Alice poderia lidar com o pro-
blema por proibir Dennis de entrar em seu quarto ou pegar
suas coisas. Mas essa atitude trata apenas do sintoma e
´
provavelmente levaria a outros conflitos. Se Alice, porem,
˜
conseguisse convencer seu irmao a respeitar sua privacida-
´
de e suas coisas, o relacionamento deles sem duvida melho-
raria.
Aprenda
´ a resolver e a evitar conflitos
´
E claro que identificar o motivo oculto do problema e ape-
˜ ˆ
nas parte da soluçao. O que mais voce pode fazer para resol-
˜
ver a questao e evitar futuros confrontos? Veja seis suges-
˜
toes.
´ ˆ
1. Estabeleça algumas regras basicas. Veja o que voce
ˆ ˜ ´
marcou que causa conflito entre voce e seu irmao. Daı, criem
juntos algumas regras que sejam boas para os dois e que
ataquem a raiz do problema. Por exemplo, se o motivo da
´
briga e pegar as coisas um do
? ˆ
VOCE SABIA . . .
ˆ
Quando voce sair da`
outro, a primeira regra poderia
ser: “Sempre peça antes de pe-
gar algo.” A segunda regra po-
casa de seus pais, as
vezes vai ficar cercado deria ser: “Respeite o direito de
˜ ˜ ˜
de´ pessoas que vao irri- seu irmao de dizer que nao quer
ta-lo — colegas de emprestar.” Quando criar essas
trabalho˜ e outros que regras, pense no mandamento
talvez vao parecer
´ ru- de Jesus: “Todas as coisas, por-
des,´ insensıveis´ e tanto, que quereis que os ho-
egoıstas. O lar e o me- ´ ´
lhor lugar para aprender mens vos façam, vos tambem
a lidar com esses´ desa- tendes de fazer do mesmo modo
fios de modo pacıfico. a eles.” (Mateus 7:12) O resulta-
´
do sera regras que os dois po-
44 os jovens perguntam
=
“Seja a vossa razoabilidade conhecida
de todos os homens.”
— Filipenses 4:5.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´
dem seguir. Daı, pergunte se seus pais aprovam as regras que
´
estabeleceram. — Efesios 6:1.
ˆ ´
2. Siga voce mesmo as regras. O apostolo Paulo escre-
˜
veu: “Tu, pois, que ensinas outro, nao te ensinas a ti mes-
˜
mo? Tu, que pregas: ‘Nao furtes’, furtas?” (Romanos 2:21)
ˆ ´
Como voce pode aplicar esse princıpio? Por exemplo, se
˜ ˆ
quer que seus irmaos respeitem sua privacidade, voce tam-
´
bem deve bater na porta antes de entrar no quarto deles ou
˜
pedir permissao antes de ler os e-mails e as mensagens de
texto deles.
˜ ´
3. Nao se ofenda facilmente. Por que esse conselho e
´ ´
bom? Porque, como diz um proverbio bıblico, “apenas os to-
´
los ficam irritados facilmente e guardam magoa”. (Eclesias-
ˆ
tes 7:9, Contemporary English Version) Se voce se ofende
´
facilmente, sua vida sera muito infeliz. Com certeza, seus ir-
˜ ˜ ˜
maos vao fazer ou dizer coisas que o ofenderao. Mas per-
´ ´ ´ ˜
gunte-se: ‘Sera que eu tambem ja nao fiz isso alguma vez?’
(Mateus 7:1-5) “Quando eu ti-

˜
nha 13 anos, eu me achava o SUGESTAO
´ ˆ ˜
maximo”, diz Jenny, “e achava Se voce tem˜ um irmao
˜
que minha opiniao era a mais ou uma irma com quem
importante e que deveria ser tem dificuldade de lidar,
˜ encare isso de modo po-´
ouvida. Minha irma mais nova ˜
´ sitivo. Esse irm ao o est a
agora esta passando por essa
ajudando a desenvolver
mesma fase. Por isso, tento importantes qualidades
˜
nao me aborrecer com as coi- para a vida.
sas que ela diz”.
˜
Como me dar bem com meus irmaos? 45
‘‘ Sem meus irmaos, ˜ todas as minhas melhores
lembranças desapareceriam. Para aqueles
ˆ irmaos,
que tem ˜ ˜ deixe de
eu diria: ‘Nao
´
valoriza-los!’

’’
— Marilyn

4. Perdoe e esqueça. Problemas graves precisam ser


´ ´ ˜
discutidos e resolvidos. Mas sera que e preciso fazer questao
˜ ´
de cada erro que seus irmaos cometem? Jeova Deus fica fe-
ˆ ˜ ˜
liz quando voce se dispoe a “passar por alto a transgressao”.
´
(Proverbios 19:11) Alessandra, de 19 anos, diz: “Eu e minha
˜
irma, Rachel, quase sempre conseguimos resolver nossas
´ ˜
diferenças. Nos duas nao demoramos para pedir desculpas
e depois conversamos
` sobre o que achamos ter sido o moti-
´
vo da briga. As vezes, espero ate o outro dia para tratar de
˜ ´
um problema. Em geral, na manha seguinte, ja esqueci o
problema e nem sinto necessidade de tocar no assunto.”
˜
plano de açao!
´
Algumas regras
˜ basicas
˜ que eu poderia estabelecer com
meu(s) irmao(s) sao:
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................
˜
Posso irritar menos meu(s) irmao(s) se eu . . .
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
ˆ ˜ ˜
5. Peça ajuda a seus pais. Se voce e seu irmao nao con-
seguem resolver um problema grave, talvez seus pais pos-
´
sam ajuda-los a fazer as pazes. (Romanos 14:19) Lembre-
´
se, porem, que conseguir resolver desentendimentos sem
´
apelar para os pais e sinal de verdadeira maturidade.
˜
6. Reconheça as qualidades de seus irmaos. Eles pro-
ˆ ˆ
vavelmente tem qualidades que voce admira. Anote uma de
cada um deles.
Nome Qualidade que admiro
ı....................................... ......................................................
....................................... ......................................................
....................................... ......................................................
....................................... ......................................................
˜
Em vez de se concentrar nos defeitos, por que nao pro-
ˆ
cura uma oportunidade para lhes dizer o que voce admira
´
neles? — Salmo 130:3; Proverbios 15:23.
´ ˜ ´
A Bıblia admite que seu irmao nem sempre sera o seu
´
melhor amigo. (Proverbios 18:24) Mas a amizade com seus
˜ ˆ
irmaos vai ficar mais forte se voces ‘continuarem se supor-
˜
tando’, mesmo quando tiverem “razao para queixa”. (Colos-
ˆ ´
senses 3:13) Se fizer isso, voce provavelmente ficara menos
˜ ˆ ´
irritado com seus irmaos. E quem sabe voce tambem os irri-
´
tara menos!
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULO Como voce pode saber se
´
realmente esta pronto para sair de casa?

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Por que e importante identificar a diferença entre
os sintomas e a raiz do problema?
˜ ˜ ˜
˘ Na sua opiniao, quais sao as vantagens de ter irmaos?

˜
Como me dar bem com meus irmaos? 47
´
EXEMPLO A SEGUIR

Jaco
´ ˜ ´
Jaco e seu irmao, Esau, ficaram anos sem se falar. Na
´ ´ ´ ˜
verdade, Esau odiava Jaco. Embora Jaco nao tivesse feito
nada de errado, foi ele quem tomou a iniciativa de resolver
˜
o problema. Ele cedeu. Seu objetivo nao era ganhar uma
˜ ˜ ˜ ´ ˜
discussao, mas ganhar a afeiçao do seu irmao. Jaco nao
´ ´ ˜
violou seus princıpios, mas tambem nao insistiu que seu ir-
˜
mao lhe pedisse desculpas antes de fazer as pazes com
ˆ
ele. — Genesis 25:27-34; 27:30-41; 32:3-22; 33:1-9.
ˆ
Como voc` e lida com os problemas com os membros da
´ ˆ ´
sua famılia? As vezes, voce pode achar que esta certo e
˜ ˜
que seu irmao ou seus pais estao totalmente errados. Nes-
˜ ˆ
sas situaçoes, voce fica esperando a outra pessoa tomar a
´ ˜ ´
iniciativa? Ou pode agir como Jaco? Quando nao ha prin-
´ ´ ´ ˆ ´
cıpios bıblicos envolvidos, sera que voce esta disposto a
´ ˜
ceder a fim de manter a paz? (1 Pedro 3:8, 9) Jaco nao
´
permitiu que o orgulho dividisse sua famılia. Ele se humi-
˜
lhou e ganhou de volta o seu irmao. Que tal agir da mesma
´
maneira com os membros da sua famılia?
7

Estou pronto
para sair de
casa?

` ˜ me levam
“As ´ vezes, sinto
´ que as pessoas nao ˜ saı´ de
a serio porque ja tenho19 anos e ainda nao
casa, como se eu tivesse de morar sozinha para
ser adulta.” — Katie.
“Tenho quase 20 anos e me irrita saber que nao ˜
sou dona da minha vida. Ja´ pensei em sair de
casa.” — Fabiana.

ˆ
MUITO antes de estar pronto para sair de casa, voce talvez
´
comece a sentir vontade de ser independente. Isso e normal.
´
Afinal, conforme considerado no Capıtulo 3, originalmente a
vontade de Deus para os jovens era que por fim eles deixas-
´ ´ ˆ
sem os pais para formar a propria famılia. (Genesis 2:23, 24;
ˆ ´
Marcos 10:7, 8) Mas como voce vai saber se esta realmente
Estou pronto para sair de casa? 49
ˆ
pronto para sair de casa? Analise tres perguntas importan-
ˆ ´
tes que voce precisa responder. A primeira e . . .
Por que quero sair de casa?
ˆ ˜
De uma olhada na lista a seguir. Numere suas razoes
ˆ
para sair de casa em ordem de importancia.
ı ...... Fugir dos problemas em casa
...... Ter mais liberdade
...... Ser mais respeitado pelos colegas
...... Ajudar um amigo que precisa dividir o aluguel
´
...... Fazer trabalho voluntario em outro lugar
ˆ
...... Ganhar experiencia
˜
...... Nao dar despesas para meus pais
...... Outra ..................................................
˜ ˜ ˜ ´ ˜
Essas razoes nao sao necessariamente mas. A questao
´ ˆ
e: por que motivo voce quer sair de casa? Por exemplo, se o
´ ˜ ˆ
motivo e apenas fugir das restriçoes, voce provavelmente vai
ficar surpreso.
Daniele, que morou um tempo fora de casa quando tinha
ˆ
20 anos, aprendeu muito com essa experiencia. Ela conta:
´ ˜
“Todos nos temos de conviver com certas restriçoes. Quan-
ˆ ´
do voce mora sozinha, seus horarios de trabalho ou a falta de
ˆ
dinheiro restringem o que voce pode fazer.” Carmen, que
ˆ
morou no exterior por seis meses, diz: “Gostei da experien-
˜
cia, mas muitas vezes achava que nao tinha tempo livre. Ti-
nha de cuidar da casa — fazer limpeza, consertar coisas,
˜
cuidar do jardim, lavar roupa, esfregar o chao e assim por
diante.”
˜
Nao deixe que os outros o in-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

O motivo de voce
ˆ
fluenciem a tomar uma decisao
˜
´
precipitada. (Proverbios 29:20)
´
˜

querer sair de casa Nao basta ter motivos validos


ˆ
podeˆ determinar se para sair de casa. Voce vai pre-
´ cisar saber cuidar de si mesmo
voce sera feliz quando `
fizer isso. — o que nos leva a segunda per-
gunta . . .
50 os jovens perguntam
=
´ ˜
‘O homem deixara seu pai e sua mae.’
— Mateus 19:5.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

Estou preparado?
´ ˆ
Sair de casa e como fazer uma trilha na floresta. Voce se
aventuraria a fazer isso sem saber armar uma barraca, acen-
der uma fogueira, preparar comida ou ler um mapa? Prova-
˜ ˜
velmente nao! Mas muitos jovens vao morar sozinhos sem
saber direito como cuidar de uma casa.
´ ˜
O sabio Rei Salomao disse que “o argucioso considera os
´ ´
seus passos”. (Proverbios 14:15) Para ajuda-lo a avaliar se
´ ´
esta preparado para morar sozinho, analise os topicos a se-
ˆ ´
guir. Ponha um  nas habilidades que voce ja tem e um 
naquelas que ainda precisa melhorar.
✔O Administrar o dinheiro: “Nunca precisei pagar nada
do meu bolso”, diz Serena, de 19 anos. “Tenho medo de sair
˜
de casa e nao saber cuidar bem do meu dinheiro.” Como
ˆ
voce pode aprender a administrar o dinheiro?
´ ´ ´ ´ ´
Um proverbio bıblico diz: “O sabio escutara e absorvera
˜ ´ ˜
mais instruçao.” (Proverbios 1:5) Entao, que tal perguntar a
ˆ
seus pais quanto uma pessoa precisa por mes para pagar
o aluguel ou o financiamento da
casa, comprar comida, manter
um carro ou cobrir outros gas-
´
tos com transporte? Daı, peça a

´
Sair de casa e como fazerˆ uma
trilha na floresta — voce precisa
aprender a cuidar de si mesmo
antes de começar

Estou pronto para sair de casa? 51


´

‘‘
ˆ
E normal querer independencia. Mas, se voceˆ
´
quer sair de casa so para fugir de regras, isso
indica que nao˜ esta´ preparado para morar
sozinho.

’’
— Aron

´
seus pais que o ensinem a fazer um orçamento domesti-
co.1
´
O Cuidar das tarefas domesticas: O que mais preocupa

´ ´ ˆ
Beto, de 17 anos, e lavar a propria roupa. Como voce pode
´
saber se esta pronto para cuidar de si mesmo? Aron, de
´ ˜
20 anos, da a seguinte sugestao: “Por uma semana, leve a
´
vida como se morasse sozinho. Prepare sua propria comida
ˆ
usando itens que voce mesmo comprou com o dinheiro que
ˆ
ganhou. Use roupas que voce lavou e passou. Limpe o que
sujou. E tente ir aos lugares que precisa sem pedir que um
˜
dos seus pais o leve ou o busque.” Seguir essas sugestoes o
´
ajudara em dois sentidos: (1) a desenvolver habilidades im-
portantes e (2) a valorizar mais as coisas que seus pais fa-
zem.
ˆ ´
O Relacionamentos: Voce se da bem com seus pais e

˜ ˜
seus irmaos? Se a resposta for nao, talvez ache que morar
´
com um amigo seria mais fa-

˜
SUGESTAO cil. Mas veja o que Eva, de
ˆ 18 anos, diz: “Duas cole-
De a seus pais, por um
tempo, o dinheiro dos gas-
gas minhas foram morar jun-
ˆ tas. Elas eram muito amigas,
tos mensais
ˆ que eles tem ˜
com voce, envolvendo mas nao conseguiram morar
˜ juntas. Uma era organizada
alimentaçao, moradiaˆ e ˜
outras coisas. Se voce nao e a outra bagunceira. Uma
estiver disposto a pagar ´ ˜
˜ levava a serio sua religiao e a
essas despesas ou nao˜ ˆ
outra nem tanto. A experien-
conseguir fazer isso, n ao ˜
´ cia nao deu certo!”
esta preparado para mo-
rar sozinho. ˜
1 Para mais
´ informaçoes, veja o Vo-
lume 2, Capıtulo 19.

52 os jovens perguntam
´ ˜ ˆ
Qual e a soluçao? Elaine, de 18 anos, diz: “Voce pode
aprender muito sobre como se dar bem com os outros en-
ˆ
quanto estiver morando em casa. Voce aprende a resolver
problemas e a ceder. Percebi que os que saem de casa para
˜
evitar discussoes com os pais aprendem a fugir dos conflitos,
˜ ˆ
nao a resolve-los.”
´
O Rotina espiritual: Alguns saem de casa so para fugir
´
da rotina religiosa da famılia. Outros saem decididos a man-
´ ˜
ter um bom programa de estudo da Bıblia e de adoraçao,
´
mas logo acabam desenvolvendo maus habitos. Como evitar
´ ´ ´
‘o naufragio da sua fe’?1 — 1 Timoteo 1:19.
´
Jeova Deus quer que estejamos convencidos de nossas
´
crenças. (Romanos 12:1, 2) Crie uma rotina de estudo da Bı-
˜
blia e de adoraçao e se apegue a ela. Que tal anotar essa ro-
´
tina espiritual num calendario e ver se consegue segui-la por
ˆ ´
um mes sem que seus pais precisem lembra-lo disso?
ˆ
Finalmente, a terceira pergunta que voce precisa analisar
´
e...
O que espero alcançar?
ˆ
Se voce quer sair de casa para fugir de problemas ou da
˜ ´
autoridade dos seus pais, sua atençao esta nas coisas que
´ ´ ˜ ´ ´
esta deixando para tras, nao em aonde esta indo. Isso e
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Volume 2, Capıtulos 34 e 35.

˜
plano de açao!
O que eu espero alcançar ao sair de casa:
ı ..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
ˆ
como dirigir olhando apenas no retrovisor — voce se con-
´ ´ ˜
centra tanto no que esta deixando para tras que nao perce-
´ ` ˜
be o que esta a sua frente. O que aprendemos disso? Nao se
concentre apenas em sair de casa — mantenha seus olhos
fixos num objetivo que vale a pena.
˜ ´
Alguns jovens adultos que sao Testemunhas de Jeova se
˜ ´
mudaram para pregar em outras regioes do seu paıs ou no
˜
exterior. Outros, com o objetivo de ajudar na construçao de
˜
locais de adoraçao ou trabalhar numa filial das Testemunhas
´
de Jeova. Ainda outros acham que devem morar sozinhos
por um tempo antes de se casar.1
˜
Nao importa qual seja seu objetivo, pense bem. Um pro-
´ ´
verbio bıblico diz: “Quem planeja com cuidado tem fartura,
´
mas o apressado acaba passando necessidade.” (Proverbios
´
21:5, Bıblia na Linguagem de Hoje) Ouça os conselhos dos
´
seus pais. (Proverbios 23:22) Ore sobre o assunto. Ao tomar
˜ ´ ´
uma decisao, leve em conta os princıpios bıblicos analisados
´
neste capıtulo.
Em vez de se perguntar: ‘Estou pronto para sair de
´
casa?’, pergunte-se: ‘Estou pronto para cuidar da minha pro-
ˆ
pria casa?’. Se a sua resposta for sim, provavelmente voce
´ ´
esta preparado para tomar seu proprio rumo na vida.
´
1 Em algumas culturas, e comum os filhos, em especial as mulheres, morarem
´ ´ ˜ ´ ´
com os pais ate se casar. A Bıblia nao da conselhos especıficos sobre esse assunto.

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Mesmo que o ambiente em casa seja dif ´ ıcil, como
continuar ali por um tempo pode ajuda-lo?
ˆ
˘ Enquanto estiver com seus pais,
´ o que voce pode
fazer para beneficiar
´ sua famılia e se preparar para
cuidar de sua propria casa?

54 os jovens perguntam
´
FAMILIA
1 minhas
ˆ
anotações
Descreva
´ um problema
´ que voce teve recentemente com
alguem da sua famılia.
ı

˜ ˆ ˜
Usando as sugestoes que voce leu nesta seçao, escreva
abaixo como poderia resolver esse problema.

55
57 Amigos
˜
64 Tentaçoes
2 SUA IDENTIDADE
71
´
Saude
77 Roupas
85 Autoestima
91 Tristeza
´
98 Suicıdio
105 Privacidade
111 Morte de um dos pais
8

Como fazer
bons amigos?
´ para desabafar.
“Se estou brava, preciso de algu´em
Se estou triste, preciso de alguem para me consolar.
Se estou feliz, quero compartilhar isso com outra
pessoa. Para mim, ter amigos e´ uma necessidade.”
— Brittany.

TEM-SE dito que crianças precisam de colegas para brincar,


mas adolescentes precisam de amigos. Qual a diferença?
´ ´
Um colega e alguem que lhe faz companhia.
´ ´ ˆ
Um amigo e alguem que tem os mesmos valores que voce.
Como fazer bons amigos? 57
´ ´
Alem disso, a Bıblia diz que “o verdadeiro companheiro
´ ´ ˜
esta amando todo o tempo e e um irmao nascido para quan-
´ ˜ ´
do ha afliçao”. (Proverbios 17:17) Isso provavelmente des-
´
creve uma amizade mais ıntima do que o tipo de amizade que
ˆ
voce tinha quando era criança.
ˆ
Fato: Conforme voce vai crescendo, precisa de amigos
que tenham:
1. Boas qualidades
2. Valores elevados
ˆ ˆ
3. Uma influencia positiva sobre voce
Pergunta: Como encontrar amigos que se encaixem nes-
ˆ
se perfil? Vamos examinar cada um desses tres fatores.
Primeiro fator:
Boas qualidades
ˆ
O que voce deve saber. Nem todos que dizem ser ami-
˜ ´ ´ ´
gos sao amigos de verdade. A Bıblia ate mesmo diz que “ha
companheiros dispostos a se fazerem mutuamente em peda-
´
ços”. (Proverbios 18:24) Isso pode parecer um exagero. Mas
´ ˆ
pense: Ja teve um “amigo” que se aproveitou de voce? Ou
ˆ
que espalhou um boato falso ou falou mal de voce pelas cos-
ˆ
tas? Essas coisas podem fazer com que voce acabe perdendo
a confiança nos amigos.1 Lembre-se sempre de que, quando
´ ´
o assunto e amizades, qualidade e melhor do que quanti-
dade.
ˆ
O que voce pode fazer. Esco-
? ˆ
VOCE SABIA . . .
˜
Embora Deus´ nao seja
lha amigos que tenham qualida-
des que valem a pena ser imita-
parcial, ele e bem das.
seletivo ao˜ escolher “Todo mundo tem uma opi-
os que ser
´ ao aceitos ´ ´
como ‘hospedes na 1 E claro que todos nos cometemos erros.
sua tenda’. — Salmo (Romanos 3:23)
ˆ Portanto, quando um amigo
magoa voce, mas se arrepende de verdade, ˜
15:1-5. lembre-se de que “o amor cobre uma multidao
de pecados”. — 1 Pedro 4:8.

58 os jovens perguntam
´

=
“Ha um amigo
que se apega
˜ mais do que
´
um irmao.” — Proverbios 18:24.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜
niao boa sobre minha amiga Fiona. Quero que falem bem de
´ ˜ ´
mim tambem. Quero ter a mesma reputaçao que ela. Isso e
algo que eu admiro.” — Yvette, 17 anos.
´
Faça este exercıcio:
´
1. Leia Galatas 5:22, 23.
ˆ
2. Pergunte-se: ‘Meus amigos tem qualidades que fazem
´
parte do fruto do espırito?’
3. Coloque abaixo os nomes dos seus melhores amigos.
´
Ao lado de cada um, escreva a caracterıstica que melhor o
descreve.
´
Nome Caracterıstica
çsdlkfjaçsdlkfja sçdlfj
ı ................................................ çalskd jfaçlskdj façslj
..............................................
çlak sdjçlfaksj dçlfkajl
................................................ çl ksdjçalkjsd çlkfj aç
..............................................
çlkaj sçdlkfaj sdçlfkajl
................................................ çlaks jdçlfaksj dçlakj
..............................................
˜ ˆ ´ ´
Sugestao: Se voce so consegue se lembrar de caracterıs-
ticas ruins, talvez esteja na hora de procurar amigos melho-
res.

˜
SUGESTAO
Segundo fator: ˜
Valores elevados Viva segundo padroes
ˆ corretos, e pessoas que
O que voce deve saber.
ˆ se esforçam em fazer o
Quanto mais ansioso voce es- mesmo provavelmente
tiver para conseguir amigos, ˜
´ vao querer
˜ sua amizade.
maior sera a probabilidade de Esses sao os melhores
´
fazer a escolha errada. A Bıblia amigos.
diz: “Quem anda com os tolos

Como fazer bons amigos? 59


‘‘ Quando meus pais me afastaram de certo
grupo de amigos, disse a mim mesmo que
˜ queria outras amizades; eu estava
nao
contente com as que eu tinha. Mas o
conselho deles foi bom, e por fim
me dei conta de que havia muitos
amigos melhores.

’’
— Cole

´ ´ ´
acabara mal.” (Proverbios 13:20, Bıblia na Linguagem de
˜
Hoje) O termo “tolos” nao se refere a pessoas que tiram no-
˜ ˜
tas baixas ou que nao sao inteligentes. Mas descreve aqueles
˜ ˜ ´
que desprezam a razao e sao indiferentes para com o que e
˜
moralmente correto. Esse tipo de amigo nao lhe faz falta.
ˆ ˜
O que voce pode fazer. Seja seletivo, nao faça amizade
˜
com qualquer um. (Salmo 26:4) Isso nao significa ser pre-
conceituoso. Significa perceber ‘a diferença entre o justo e o
´ ˜
inıquo, entre o que serve a Deus e o que nao o serve’. — Ma-
laquias 3:18.
“Agradeço muito a meus pais por terem me ajudado a en-
˜
contrar amigos da minha idade que estao bem em sentido es-
piritual.” — Christopher, 13 anos.
`
Responda as seguintes perguntas:
Quando estou com meus amigos,
costumo ficar preocupado se eles vao ıO Sim
˜
me pressionar a fazer coisas erradas? O ˜
✔ Nao

Fico com receio de apresentar meus


` ´
amigos a minha famılia, achando que O Sim
˜ ˜
meus pais talvez nao os aprovem? O ✔ Nao

˜ `
Sugestao: Se respondeu Sim as perguntas acima, procu-
˜
re amigos com valores mais elevados — os que sao um bom
˜
exemplo de vida crista.
60 os jovens perguntam LEIA
LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO
NO VOLUME
VOLUME 2,
2, CAPITULO
ITULO 99
˜
tente estas sugestoes
Converse com seus pais sobre amizades. Pergunte
a eles que tipo de amigos tinham quando eram da sua ida-
´
de. Sera que se arrependem dos amigos que escolheram?
ˆ ˆ
Em caso afirmativo, por que? Pergunte como voce pode
evitar alguns dos problemas que eles tiveram.
ˆ
Apresente seus amigos a seus pais. Se voce tem
receio de fazer isso, pergunte-se: ‘Por que me sinto as-
´ ´
sim?’ Sera que e por causa de alguma coisa a respeito de
˜
seus amigos que seus pais nao aprovariam? Se esse for o
ˆ
caso, voce precisa escolher melhor suas amizades.
Seja bom ouvinte. Mostre interesse nos assuntos e
no bem-estar de seus amigos. — Filipenses 2:4.
˜ ˜ ´
Seja perdoador. Nao espere perfeiçao. “Todos nos tro-
peçamos muitas vezes.” — Tiago 3:2.
˜ ˜ ´ ˆ
Nao seja possessivo. Nao ha necessidade de voces
˜
ficarem juntos o tempo todo. Amigos verdadeiros sao
ˆ
aqueles com quem voce pode contar quando precisar.
— Eclesiastes 4:9, 10.

Terceiro fator:
ˆ
Influencia positiva
ˆ ´ ´ ˜
O que voce deve saber. A Bıblia diz: “Mas associaçoes
´ ´ ´
estragam habitos uteis.” (1 Corıntios 15:33) Uma jovem cha-
´
mada Lauren conta: “Meus colegas de escola so me aceita-
vam se eu fizesse as coisas que eles queriam. Visto que eu
´
me sentia sozinha, decidi agir como eles so para ser aceita.”
ˆ ˜
Lauren percebeu que, quando voce se ajusta aos padroes
ˆ ´ ˜
de outras pessoas, voce e como um peao num tabuleiro de
Como fazer bons amigos? 61
´ ˆ
xadrez, que e movido como elas bem entendem. Voce mere-
ce mais do que isso!
ˆ
O que voce pode fazer. Termine a amizade com pessoas
ˆ
que insistem que voce ajuste seu estilo de vida ao delas. Se fi-
´
zer isso, talvez tenha menos amigos, mas se sentira melhor
´
e deixara abertas as portas para amizades que o influencia-
˜
rao de um modo positivo. — Romanos 12:2.
´
“Clint, um grande amigo meu, e equilibrado e compreen-
sivo. Tem sido a pessoa que mais me encoraja.” — Jason,
21 anos.
Pergunte-se:
´
Sera que me visto, falo ou ajo
´ ´
de modo improprio so para O Sim
ı
˜
agradar meus amigos? O ✔ Nao

Estou indo a lugares moralmente


´ ˜
questionaveis que nao frequentaria se O Sim
˜ ˜
nao fosse por causa de meus amigos? O
✔ Nao

˜
plano de açao!
Para ter bons amigos, eu vou . . .
çalskdj façlsdkjf açsldkfj açsldkfj asçldkfj asçlkfj aslj
ı ..........................................................................................................................
çlka jsdçflkajs dçflkasj dçflkasjd fçlaksdj fçalksjd fçlk
..........................................................................................................................
Algumas pessoas mais velhas do que eu e que eu gostaria
de conhecer melhor:
çlaks djfçlaksjd fçlaksdj fçlaksdj fçalksdj fçlaksdj fçlk
..........................................................................................................................
çlka jsçdlfkja sçdlkfj asçdlkf jasçldkjf açslkdjf açslkdj
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlk ajsçdlfkja sdçlfkja sçdlkfj asçdlkfj açsldkfj açsldkj
..........................................................................................................................
çlkaj sdçlkfj asçldkfj açsldkfj asçldkfj açsldkf jaçsdlkf
..........................................................................................................................
ˆ
Quando voce faz tudo o
que os seus
´ amigos
querem
ˆ ´ so para ser aceito,
˜
voce e como um peao num ´
tabuleiro de xadrez, que e
movido como eles bem
entendem

˜ ` ´
Sugestao: Se respondeu Sim as perguntas da pagina an-
terior, peça conselhos a seus pais ou a outro adulto maduro.
ˆ ´ ´ ˜
Se voce e Testemunha de Jeova, procure um anciao e diga-
˜
lhe que gostaria de ter ajuda para escolher amigos que terao
ˆ ˆ
uma influencia melhor sobre voce.
´ ´ ´ ´
NO PROXIMO CAPITULO Ser
´ a que algu˜ em que diz
´ ser seu
amigo, ou talvez seu proprio coraçao, o est
ˆ a pressionando
a fazer coisas erradas? Saiba como voce pode resistir.

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Que qualidades
ˆ voce mais valoriza num amigo,
e por que?
ˆ
˘ Que qualidades voce precisa desenvolver para ser
um amigo melhor?

Como fazer bons amigos? 63


9

Como ` posso˜
resistir a tentaçao?

Nao˜ faz nem dez minutos que Karen esta´ na


festa quando veˆ dois garotos chegando ´
com varias
sacolas de compras. Nao e difıcil adivinhar o que ha´
˜ ´ ´
naquelas sacolas. Antes da festa, Karen tinha ouvido
os mesmos garotos dizerem que haveria “muita
bebida” ali.
De repente, Karen ouve atr´ as ´ de si uma voz
conhecida: “O que voceˆ est ´ a fazendo ˆ aı´ parada,´ sua
chata?” Ao olhar para tras, ela ve sua amiga Jessica
segurando duas cervejas que acabou de abrir. Ela
˜ vai
oferece uma para Karen e diz: “N ao me dizer que
voceˆ e´ muito nova para se divertir!”
Karen quer recusar. Mas a press´ ao ˜ para ceder e´
mais forte ˜ do que ela pensava. Jessica e´ sua amiga, e
Karen nao quer
´ ter a fama´ de chata, ´ uma como sua amiga
a chamou. Alem disso, Jessica e boa pessoa.
´ Se
ela esta´ bebendo, entao ˜ qual o problema?
˜ ´ ‘E so´ uma
cerveja’, diz Karen para si mesma. ‘Nao e como usar
drogas ou fazer sexo.’
˜ ´
NA JUVENTUDE, as tentaçoes surgem de varias maneiras.
´
Geralmente envolvem alguem do sexo oposto. “As garotas
˜
na escola sao insistentes demais”, diz Ramon, de 17 anos.
ˆ ´
“Elas gostam de tocar em voce para saber ate onde podem
˜ ˜
chegar. Elas nao aceitam um ‘nao’ como resposta!” Deanna,
´
tambem de 17 anos, concorda com isso. “Um garoto se apro-
ximou e colocou o braço em volta de mim”, diz ela. “Dei um
´
soco no braço dele e disse: ‘O que e isso? Eu nem conheço
ˆ
voce!’ ´ ” ´ ˆ ´ ˜
E provavel que voce tambem enfrente tentaçoes, e pode
˜ ˜
parecer que a pressao nunca vai acabar. A tentaçao constan-
´
te pode ser comparada a alguem que bate sem parar em sua
˜ ˆ
porta, ignorando o aviso “Nao perturbe”. Voce acha que a
˜ ´
tentaçao esta batendo em sua porta mais vezes do que gos-
taria? Por exemplo, sente-se tentado a fazer alguma das coi-
sas abaixo?
ı O Fumar O ✔ Ver pornografia
´
O
✔ Tomar bebidas alco olicas O ✔ Fazer sexo
✔ Usar drogas
O O ✔ Outra ....................................
açdlf as~lçdfk asçldfk a~slçdfka s~dçlfa

ˆ ˆ ˜
Se voce pos um  em algum dos pontos acima, nao con-
˜ ˜ ˆ
clua que nao serve para ser cristao. Voce pode aprender a
` ˜
controlar desejos errados e a resistir a tentaçao. Como? Re-
´ ´ ˜
conhecer o que esta por tras da tentaçao pode ajudar. Consi-
ˆ
dere tres fatores.
˜ ˆ ´ ´
1. Imperfeiçao. A tendencia de fazer o que e errado e co-
´ ´
mum a todos os humanos imperfeitos. Ate mesmo o aposto-
˜
lo Paulo, um cristao maduro, admitiu honestamente: “Quan-
´ ´
do quero fazer o que e direito, esta presente em mim aquilo
´ ´
que e mau.” (Romanos 7:21) Fica claro que, vez por outra, ate
ˆ
a pessoa mais justa sente a influencia do ‘desejo da carne e do
˜
desejo dos olhos’. (1 Joao 2:16) Mas ficar pensando demais
˜ ´ ´
nas tentaçoes para fazer o que e errado so vai piorar as coi-
´ ´ ´ `
sas, pois a Bıblia diz: “O desejo, tendo-se tornado fertil, da a
luz o pecado.” — Tiago 1:15.
` ˜
Como posso resistir a tentaçao? 65
ˆ ˜ ˜
2. Influencias externas. As tentaçoes estao em toda a
parte. “Na escola e no trabalho, as pessoas falam sobre sexo
˜
o tempo todo”, diz Trudy. “A televisao e os filmes sempre re-
tratam o sexo como algo atraente e muito empolgante. Ra-
ˆ
ramente mostram as consequencias negativas.” Trudy sabe
ˆ ´ ´
por experiencia propria como os colegas e a mıdia podem
ˆ
exercer uma forte influencia. “Aos 16 anos, eu achava que es-
˜
tava apaixonada”, lembra-se ela. “Minha mae se sentou co-
migo e me disse que, se as coisas continuassem daquele jei-
´
to, eu acabaria ficando gravida. Fiquei chocada por minha
˜ ´
mae pensar daquele jeito! Dois meses depois, eu estava gra-
vida.”
` ´
3. “Desejos pertinentes a mocidade.” (2 Timoteo 2:22)
˜ ´
Essa expressao pode incluir qualquer desejo tıpico da juven-
´
tude, como querer ser aceito ou criar uma identidade propria.
˜ ˜ ˜
Esses desejos nao sao errados em si, mas, se nao forem con-
˜ ´ `
trolados, poderao fazer com que seja mais difıcil resistir a
˜
tentaçao. Por exemplo, a forte vontade de ter uma identidade
´ ´
propria pode leva-lo a rejeitar os bons valores que aprendeu
em casa. Foi isso que aconte-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Deus predisse que Jesus


ceu com Steve quando tinha
17 anos. Ele diz: “Eu me rebe-
se manteria fiel, mas lei contra meus pais e fiz todas
˜ as coisas que eles haviam me
isso nao significa que ˆ
˜
Jesus era como um robo, ensinado a nao fazer — tudo
programado para obede- isso pouco depois do meu ba-
cer. Em vez disso, ´ Jesus tismo.”
tinha livre-arbıtrio.´ Ele foi
fiel por escolha pr˜ opria, Como resistir
sua fidelidade nao esta-
va predeterminada. Esse Deve-se admitir que essas
ˆ ˜
foi um dos motivos de ele influencias sao poderosas. Mas
ˆ ` ˜
ter orado fervorosamen- voce pode resistir a tentaçao.
te quando˜ passou por Como?
provaçoes. — Hebreus ˘ Primeiro, identifique a
5:7. ˜ ˆ ´
tentaçao que para voce e a

66 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´´
NO VOLUME 2, CAPITULO 15
tente fazer o seguinte
´
Pegue uma bussola e a
posicione de modo que no
mostrador a agulha indique
´ ˜
o norte. Agora coloque um ıma
´
ao lado da bussola. O que aconte-
ce? A agulha deixa de apontar para a
˜
direçao correta. Em vez disso, ela apon-
´ ˜
ta para o ıma.
ˆ ´ ´
Sua consciencia e como uma bussola. Se
´
for treinada do modo correto, ela apontara para
´ ˜ ´
o “norte” e o ajudara a tomar decisoes sabias. Con-
´ ˜ ´ ˜
tudo, mas associaçoes, assim como um ıma, exercem
ˆ ´
uma influencia que pode distorcer seu criterio no que diz
` ´ ˜
respeito a moral. Qual e a liçao? Procure evitar pessoas e
˜
situaçoes que podem desorientar seu senso moral. — Pro-
´
verbios 13:20.

´ ˆ ´ ´
mais difıcil de resistir. (Talvez voce ja tenha feito isso na pagi-
na 65.)
´ ´
˘ A seguir, pergunte-se: ‘Quando e mais provavel que
˜
essa tentaçao ocorra?’ Ponha um  em uma das alternativas
abaixo:
ı O Na escola O Quando estou sozinho(a)
O No trabalho O
✔ Outra ..............................................
asd lçfkj asdçlfkaj sdçlfkajsdf çlkasjd fçlkasdj fçlaksdjf çalskdjf

˜
Identificar quando uma tentaçao costuma ocorrer pode
´ ˆ ´
ate mesmo ajudar voce a evita-la por completo. Como exem-
˜ ´ ´
plo, considere a situaçao descrita no inıcio deste capıtulo. O
que poderia ter dado a entender a Karen que haveria proble-
mas naquela festa?
asdç lfkj asçdlfkj asçdlkf jasçdlkfj açsldk fjaçs
..................................................................................................
` ˜
Como posso resistir a tentaçao? 67
‘‘ O que me ajuda e´ saber que tenho o Ser
mais poderoso do Universo ao meu lado
e que posso pedir sua ajuda a qualquer
hora.

’’
— Christopher

˜ ´
Como ela poderia ter evitado a tentaçao logo de inıcio?
a çsldkfja sçdlfkjas dçlfkjas dçlfkajs dlfkajs dç
ı ..................................................................................................
ˆ ˜
˘ Agora que voce identificou a tentaçao e determinou
´ ´ ˆ ´
quando e mais provavel que ela ocorra, voce esta pronto para
´
agir. Sua prioridade e descobrir como diminuir ou eliminar a
˜
possibilidade de se deparar com essa tentaçao. Escreva abai-
ˆ
xo o que voce pode fazer.
çalsk dfjçalskdjf apsldkfj açsldkfj açlsdkjf açsl
..................................................................................................
j çalskdjf açlskdfj açlskdfj açslkdfj açlskdjfaçlf
..................................................................................................
ˆ
(Exemplos: se depois das aulas voce geralmente passa por
colegas de escola que o pressionam a fumar com eles, talvez
´
possa mudar seu trajeto para evitar encontra-los. Se com fre-
ˆ ˆ ´
quencia voce recebe material pornografico pela internet sem
´
solicita-lo, talvez possa instalar programas para bloquear to-
das as mensagens enviadas por essa fonte e todos os “sites”
´ ´ ˆ ´
de conteudo similar. Alem disso, voce pode ser mais especı-
fico ao escolher as palavras

˜
SUGESTAO que digita em “sites” de bus-
ca.) ´
Use o “Plano para˜ ˜ ´ ´
enfrentar a press´ ao de E claro que nao e possı-
˜
colegas”, nas paginas 132 vel evitar todas as tentaçoes.
e 133, do livro Os Jovens Mais cedo ou mais tarde,
Perguntam — Respostas ˆ
´ voce provavelmente se con-
Praticas, Volume 2, para ´ ˜
frontara com uma tentaçao
planejar o que´ vai dizer
quando alguem o tentar a muito forte — talvez quan-
fazer algo errado. do menos esperar. O que fa-
zer?

68 os jovens perguntam
˜ ˆ
Ao ceder a uma tentaçao, voce se
torna escravo dos seus desejos

Esteja preparado
Quando Jesus estava “sendo
´
tentado por Satanas”, ele rejeitou
˜
a tentaçao imediatamente. (Marcos
ˆ ´
1:13) Por que? Porque ele ja sabia
˜
qual era sua posiçao quanto aos as-
´
suntos levantados ali. Jesus ja ha-
via decidido obedecer a seu Pai em
˜ ˜
todas as ocasioes. (Joao 8:28, 29)
´
Ele realmente estava falando serio
´ ˜
quando disse: “Desci do ceu, nao para
fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me en-
˜
viou.” — Joao 6:38.
´ ˆ
Na pagina seguinte, escreva dois motivos para voce resis-
` ˜
tir a tentaçao com que mais se confronta e duas coisas que
poderia fazer para resistir a ela.
˜
plano de açao!
˜ ` ˜
Para fortalecer minha determinaçao de resistir a tentaçao,
eu vou . . .
çalskdf jaçlskdfj açsldkfj açlsdkjf açlkdjf açlskdj açls
ı ..........................................................................................................................
çlkjaçsl dk jfaçslkdjf açlskd jfçlaksdj fçlaksdj fçalskd
..........................................................................................................................
ˆ
Alguns lugares, pessoas e circunstancias que preciso evitar:
çlkaj sdçlkfj asçldkfj açslkdjfaçlskdj façlskdj fçalskdjl
..........................................................................................................................
çlkja sçdlkfj asçdlkfj açslkdf jaçlskdj fçalskd jfçalskd
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
çlkja çsldkfjaçsldkf jaçlskd jfçalskd jfçlaksdj fçlaksj ç
..........................................................................................................................
çlk ajsçdlkfj asçlkdfj açslkdfj açslkdjf açlskdjf çalskd
..........................................................................................................................
´ ˜ ´
“Deus e fiel,
´ e ele nao deixara que sejais

=
tentados alem daquilo que podeis
˜ aguentar,
´
mas, junto
´ com
´ a tentaçao, ele provera
tambem a saıda, a fim de que a possais
´
aguentar.” — 1 Corıntios 10:13.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

Motivos para resistir:


1 asçd lkf jasdlkfj asçlkjf asdçlkfjasdçlfk jasçlj
..............................................................................................
2 çlaks jdçflaksjd fçalksdj fçlkasdj fçlaksjd fçlj
..............................................................................................
´
O que o ajudara a resistir:
1 j çlaksjd fçlaksjd fçlaksdj fçlkas jdfçlkasj dçf
..............................................................................................
2 çlka sdçlkf asçldkf jasçldkfj asçlkdjf açlskdjf
..............................................................................................
˜ ˆ
Lembre-se de que, ao ceder a uma tentaçao, voce se torna
´
escravo dos seus proprios desejos. (Tito 3:3) Por que permi-
tir que eles o controlem? Seja maduro e controle seus dese-
ˆ
jos, em vez de permitir que eles controlem voce. (Colossenses
3:5) E sempre ore para que continue a fazer isso. — Mateus
6:13.1
´ ´
1 Veja tambem os Capıtulos 33 e 34 deste livro.

´ ´
Anda se sentindo
NO PROXIMO CAPITULO
´ muito cansado?
Descubra como melhorar sua saude e recuperar as
energias.

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Seraˆ que criaturas perfeitas
˜ podem ser tentadas?
— Genesis 6:1-3; Joao 8:44.
ˆ ˜
˘ Quando voce resiste a uma tentaçao,´ que efeito sua
fidelidade
´ tem sobre outros? — Proverbios 27:11;
1 Timoteo 4:12.

70 os jovens perguntam
10

Por que devo


me preocupar
´ com
a saude?
Ponha um  em cada
meta que deseja alcançar.
ıO
✔ Reduzir a ansiedade
✔ Controlar o temperamento
O
✔ Ser mais autoconfiante
O
O
✔ Ficar mais alerta
O
✔ Ter mais energia
O
✔ Melhorar a pele
O
✔ Perder peso

´
HA ALGUMAS coisas na vida
˜
que os jovens nao podem esco-
lher, por exemplo, os pais, os
˜
irmaos e onde moram. Mas a
´ ´ ´
saude e outra historia. Embora

71
´
a genetica desempenhe um papel importante, em geral sua
˜ ´ ´ ˆ
condiçao fısica e determinada pelo estilo de vida que voce leva.1
´
‘Mas eu sou jovem demais para me preocupar com a sau-
ˆ ˆ
de’, talvez voce diga. Acha mesmo? De uma olhada na lista de
´ ˆ ´
metas na pagina 71. Quantas voce marcou? Por incrıvel que
´ ´
pareça, a boa saude e vital para alcançar cada uma dessas me-
tas.
ˆ
Voce talvez pense como Amanda, de 17 anos, que diz:
“Eu nunca conseguiria comer alimentos integrais, sem gordura
´ ˆ ˜
e sem açucar o tempo todo!” Se voce pensa assim, nao se
ˆ ˜
preocupe. Voce nao precisa parar totalmente de comer doces
ˆ
nem correr longas distancias toda semana. Na realidade, al-
˜
guns ajustes simples sao o suficiente para se sentir bem, me-
ˆ ´
lhorar a aparencia e o desempenho fısico. Veja como alguns jo-
vens conseguiram isso.
ˆ
Coma direito e sua aparencia vai melhorar
´ ˜ ´ ˜
A Bıblia recomenda moderaçao nos habitos. “Nao . . . se
´
empanturre de comida”, diz Proverbios 23:20. (Contemporary
´ ´
English Version) Nem sempre e facil seguir esse conselho.
“Assim como a maioria dos adolescentes, estou sempre
com fome. Meus pais dizem que sou um saco sem fundo!”
´
— Andre, 15 anos.
˜
“Nao vejo de que maneira as coisas que eu como preju-
´ ˜ ˆ
dicam minha saude. Entao, qual o problema em come-las?”
— Danielle, 19 anos.
ˆ
Voce precisa se controlar
? ´
ˆ
VOCE SABIA . . .
´
Exercıcios fısicos ajudam
mais na hora de comer? Veja o
que alguns jovens fazem nesse
a liberarˆ endorfinas sentido.
´
— subst
´ ancias qu ımicas ´ ˆ
do cerebro que podem 1 E claro que muitas pessoas tem defi-
ˆ ´
ciencias ou problemas de saude que es-
aliviar a dor e˜ produzir ˜ ´
tao alem de seu controle, como os causa-
uma sensaçao de ´ ´
dos por fatores hereditarios. Este capıtulo
bem-estar. ´ ´
pode ajuda-las a melhorar sua saude den-
ˆ
tro de suas circunstancias.

72 os jovens perguntam
“mudei meu estilo de vida”
“Eu era uma adolescente obesa, algo que eu nunca
quis que acontecesse comigo. Eu estava insatisfeita com
ˆ ˜
minha aparencia e nao me sentia bem fisicamente. De
tempos em tempos, tentava perder peso com alguma die-
˜
ta especial, mas sempre engordava de novo. Entao, quan-
˜ ´
do tinha 15 anos, tomei uma decisao seria: perder peso da
maneira certa — de uma maneira que eu conseguisse se-
´ ´
guir a vida inteira. Comprei um livro sobre princıpios basi-
˜ ´ ´
cos de nutriçao e exercıcios, e coloquei em pratica o que
˜
li. Estava decidida a nao desistir mesmo se tivesse uma
´
recaıda ou ficasse desanimada. Sabe o que aconteceu?
´
Deu certo! No perıodo de um ano, perdi mais de 25 quilos.
´
Ja faz dois anos que mantenho o peso que eu queria. Para
´
mim, isso parecia impossıvel. Acho que consegui porque
˜ ´
mudei meu estilo de vida, nao apenas meus habitos ali-
mentares.” — Catherine, 18 anos.

Saiba quando parar. “Eu costumava contar calorias”, diz


´
Julia, de 19 anos, “mas agora eu simplesmente paro de comer
quando estou satisfeita”.
˜ ˜ ´ ´
Evite alimentos que nao sao saudaveis. “So de cortar o
refrigerante”, diz Peter, de 21 anos,
ˆ

˜
“perdi quase 5 quilos num mes!” SUGESTAO
´
Corrija maus habitos alimen- Combine fazer
´
tares. “Quando tomo uma´ refei- exercıcios com ou-
˜ ˜
çao, tento nao repetir”, diz Erica, de tra pessoa. ´ Isso vai
19 anos. incentiv
ˆ ˜ a-lo porque
˜ ˜ voc e n ao vai querer
Ponto-chave: Nao pule refeiçoes.
´ deixar a outra ˜ pes-
Se fizer isso, ficara com muita fome e soa na mao.
vai acabar comendo demais.
´
Por que devo me preocupar com a saude? 73
‘‘ Eu me sinto bem depois de me exercitar.
ˆ
E quando percebo melhora na aparencia
aumenta minha autoestima.
isso

’’
— Emily

Exercite-se mais e sinta-se muito bem!


´ ´ ´
A Bıblia diz: “O treinamento corporal e proveitoso.” (1 Timo-
˜
teo 4:8) Mesmo assim, parece que muitos jovens nao gostam de
´
fazer exerc
´ ıcios.
“E impressionante quantos jovens foram reprovados em
˜ ´ ´
educaçao fısica quando eu estava no ensino medio! Era a aula
´ ´
mais facil — sem contar a hora do lanche, e claro!” — Ricardo,
21 anos.
´
“Alguns pensam: ‘Por que correr no sol quente ate ficar sua-
ˆ
do e cansado, se num jogo de “videogame” voce pode fingir que
´
esta fazendo isso?’ ” — Ruth, 22 anos.
ˆ ´ ´
Voce fica cansado so de ouvir a palavra “exercıcio”? Se fica,
ˆ ´ ´
veja tres benefıcios comprovados de fazer exercıcios com regu-
laridade.
´ ´
Benefıcio 1. Melhora seu sistema imunologico. “Meu pai
ˆ ˜
sempre dizia: ‘Se voce nao consegue arrumar tempo para fazer
´ ˜
exercıcios, entao arrume tempo para ficar doente’ ”, diz Rachel,
de 19 anos.
´ ´ ˆ
Benefıcio 2. Estimula o cerebro a produzir substancias
que acalmam. “Correr me acalma bastante quando estou de ca-

´ ´
Sua saude e como
ˆ ˜ um
carro — se voce ˜ nao
fizer manutençao
adequada, vai ter
problemas

74 os jovens perguntam
´
beça cheia”, diz Emily, de 16 anos. “Renova minhas forças fısi-
cas e melhora o meu estado emocional.”
´
Benefıcio 3. Pode ser divertido. “Gosto muito da vida ao ar
˜
livre”, diz Ruth, de 22 anos, “entao faço trilha, snowboarding,
˜
nataçao e ando de bicicleta”.
ˆ
Ponto-chave: Reserve pelo menos 20 minutos, tres vezes
´ ˆ
por semana, para fazer uma atividade fısica intensa que voce
gosta.
´
Durma mais e seu desempenho sera melhor
´ ´
A Bıblia diz: “Melhor e um punhado de descanso do que um
´
punhado duplo de trabalho arduo e um esforço para alcançar o
˜
vento.” (Eclesiastes 4:6) Se nao dormir direito, seu desempenho
vai cair muito.
˜ ˜
“Quando durmo pouco, nao funciono direito. Nao consigo
me concentrar em nada!” — Rachel, 19 anos.
˜
“Por volta das 2 horas da tarde, estou tao cansada que quase
chego a dormir no meio de uma conversa!” — Cristina, 19 anos.
ˆ ˆ
Voce precisa dormir mais? Veja o que alguns jovens tem
feito.
˜
plano de açao!
´
Uma meta` razoavel que´ eu poderia estabelecer com
respeito a minha dieta e:
ı ..........................................................................................................................
a çldskf jaçsldkfj asdçlkfj asdlkfj asldkfj açlskdjf açsl
´
Uma meta ´ razo
´ avel ´ que eu poderia estabelecer para fazer
exercıcios fısicos e:
çlkaj sdçlkfaj sçdlkfj asçdlkfj asçdlkfj asçdlkfj açsldk
..........................................................................................................................
´ 10 horas
Vou me esforçar´ para dormir
ˆ em media ............
por noite no proximo mes.
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
asdkfahsld kfjasdhfkasjdhf laksjdf halksdjfh alskdjfh
..........................................................................................................................
jh alksdjhf alskdjf halskdjfh alskdjfh aslkdjfh alskdjf l
..........................................................................................................................
= ´ “O treinamento corporal
´
e proveitoso.” — 1 Timoteo
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
4:8.

Evite dormir tarde. “Tenho me esforçado para ir dormir


´
numa hora razoavel”, diz Kate, de 18 anos. `
˜ ´
Nao fique conversando ate tarde. “As vezes, alguns cole-
gas me ligam ou mandam mensagens de texto tarde da noite”,
´
diz Ricardo, de 21 anos, “mas de um tempo para ca comecei a
cortar a conversa e ir para a cama”.
Mantenha a regularidade. “Ultimamente”, diz Jennifer, de
20 anos, “tenho tentado dormir e acordar na mesma hora to-
dos os dias”.
Ponto-chave: Esforce-se para dormir pelo menos oito ho-
ras por noite.
ˆ ´ ´
Voce so tem a ganhar se colocar em pratica algumas medi-
´ ´
das simples para cuidar de sua saude. Lembre-se: ter boa sau-
´ ˆ ˆ
de ajudara voce a melhorar a aparencia, sentir-se muito bem e
´
ter um bom desempenho. Ao contrario de algumas coisas na
˜ ´ ´ ˆ
´ e tem certa me-
vida, sua condiçao fısica e algo sobre o qual voc
dida de controle. “No fim das contas”, diz Erica, de 19 anos,
´ ´ ˆ
“sua saude so depende de uma pessoa — voce”.
´ ´ ˆ ˜
NO PROXIMO CAPITULO Voce e seus pais estao sempre
discutindo por causa de roupas? Descubra como podem
chegar a um acordo.

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Cuidar da saude tem que efeito sobre sua autoestima?
´
˘ O que
´ e´ ainda mais importante
´ do que cuidar da sua
saude fısica? — 1 Timoteo 4:8.

76 os jovens perguntam
11

O que posso vestir?

Heather esta´ pronta para sair, e seus pais nao˜


acreditam no que veem.
“Voceˆ vai sair desse jeito?”, pergunta o pai
chocado.
˜
“Por ´ que nao?”, responde Heather surpresa.
“Eu so vou ao ‘shopping’ com minhas amigas.”
˜ com essa roupa!”, diz a mae.
“Nao ˜
˜
“Mas mae”, resmunga Heather, “esta roupa tem
tudo a ver comigo. E todo mundo esta´ usando!”
“Mas voceˆ nao ˜ e´ todo mundo!”, retruca o pai.
“Suba ja´ e troque de roupa, mocinha, ou nao ˜ vai a
lugar nenhum!”
77
˜ ´
NAO e de hoje que pais e filhos discutem sobre roupa. Isso
deve ter acontecido com seus pais quando tinham a sua ida-
´
de. E naquela epoca, eles provavelmente pensavam como
ˆ
voce. Mas agora o papel deles mudou, e esse assunto causa
˜ ´
uma discussao´ apos outra.
ˆ ´
Voce diz: E confort ´ avel.
Eles dizem:´ E desleixada.
ˆ
Voce diz: E linda! ´
Eles dizem: E muito provocante.
ˆ
Voce diz: Custou ´ a metade do preço.
´
Eles dizem: E claro . . . so tem metade da roupa!
´ ˜
Ha um modo de acabar com essa discussao? Sim! Me-
˜
gan, de 23 anos, aprendeu o segredo. “Nao precisa haver
˜ ´
discussao”, diz ela. “Pode haver um acordo.” Acordo? Sera
ˆ
que isso significa que voce vai ter de se vestir como uma
pessoa de 40 anos? Calma! Fazer um acordo significa ape-
ˆ ˜
nas que voce e seus pais conversarao sobre suas diferenças
˜ ˜
e apresentarao outras opçoes que agradem a eles — e a
ˆ
voce. Quais as vantagens disso?
ˆ ´ ´ ˜
1. Voce estara bem vestida. Ate os seus colegas vao
achar isso. ´ ´
2. E menos provavel que seus pais critiquem suas rou-
pas.
ˆ ´ ´
3. Ao perceberem que voce e responsavel nesse assun-
˜ ´
to, seus pais poderao ate lhe dar mais liberdade.
˜ ˆ
Entao vamos começar. Pense numa roupa que voce viu
na internet ou numa loja e que
? ˆ
VOCE SABIA . . .

A primeira impress
˜
ao
quer muito comprar. A primeira
´
coisa a fazer e . . .
ˆ ´ ´
que ˆas pessoas tem de Analise os princıpios bıblicos
voceˆ depende ´ do que ´ ´
voce esta vestindo. Por incrıvel que pareça, a Bı-
blia fala pouco sobre como se
78 os jovens perguntam
˜

=
“Nao seja o vosso adorno . . . o trajar
de roupa exterior, mas
˜ seja a pessoa
secreta do coraçao.” — 1 Pedro 3:3, 4.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ´
vestir. Na verdade, voce poderia ler todos os conselhos bı-
blicos sobre esse assunto em apenas alguns minutos. Mas,
˜ ´
nesses poucos minutos, encontraria instruçoes solidas e va-
liosas. Por exemplo:
´
˘ A Bıblia aconselha as mulheres a se arrumarem “com
´ ´ ´
modestia e bom juızo”.1 — 1 Timoteo 2:9, 10.
´
A palavra “modestia” talvez a deixe preocupada. ‘Preci-
ˆ
so me vestir como uma velha?’, pode ser que voce se per-
´
gunte. De jeito nenhum! Nesse contexto, modestia signifi-
ˆ ´
ca que suas roupas mostram que voce tem amor-proprio
˜ ´
e consideraçao pelos sentimentos dos outros. (2 Corıntios
6:3) Uma ampla variedade de roupas se encaixa nessa defi-
˜ ˜ ´ ´
niçao. “Pode nao ser facil”, diz Danielle, de 23 anos, “mas e
´
possıvel estar na moda sem ser extravagante”.
´ ´ ˆ ˆ
˘ A Bıblia diz que, quando o assunto e aparencia, voce
˜
deve se concentrar na “pessoa secreta do coraçao” — ou,
´
como diz a Bıblia Pastoral, nas “qualidades internas”.
— 1 Pedro 3:4.
Uma roupa extravagante pode momentaneamente cha-
˜ ´
mar a atençao, mas a beleza interior causara um im-
pacto duradouro nos adul-

˜
tos e nos seus colegas. Nos SUGESTAO
´
colegas? Sim, ate eles tal- Evite estilos sexualmente
´
vez percebam o ridıculo dos sugestivos. Eles fazem
ˆ
´ voce parecer
ˆ desespera-
1 Embora` esse conselho bıblico
´ seja di- da e egocentrica.
recionado as mulheres,
´ os princıpios nele
se aplicam tambem aos homens.

O que posso vestir? 79


´
Sua roupa e como
um
` cartaz que diz
as pessoasˆ tudo me
a
minnshagem ?
sobre voce.
O que diz o
seu “cartaz”?

estilos exagerados. “Fico indignada com o tipo de roupa que


as mulheres usam! Elas praticamente se atiram nos ho-
mens”, diz Brittany, de 16 anos. Kay concorda. Descreven-
do uma antiga amiga, ela diz: “Tudo que ela usava era para
˜
chamar a atençao dos rapazes. Para isso usava as roupas
´
mais extravagantes possıveis.”
˜
Peça a opiniao dos seus pais
Levar uma roupa provocante na mochila para se trocar
˜ ´ ˜
depois na escola nao e uma boa ideia. Seus pais confiarao
ˆ ˆ ´
mais em voce se perceberem que voce e franca e sincera
com eles, mesmo em coisas que eles talvez nunca venham
˜
a saber. De fato, seria bom procurar a opiniao deles ao es-
´
colher uma roupa. (Proverbios 15:22) — Use a planilha
´
“Analise seu guarda-roupa”, nas paginas 82 e 83.
80 os jovens perguntam
‘‘ Quando vejo garotas usando roupas
reveladoras, meu respeito por elas diminui.
Mas, quando vejo pessoas usando roupas
modestas
´ e ao mesmo tempo bonitas, penso:
‘E assim que eu quero ser vista pelos
outros.’

’’
— Nataleine

ˆ ˜ ˜ ´
Mas por que voce pediria a opiniao deles? Nao e o papel
˜
´ censurar seu jeito de se vestir? Nao necessa-
dos seus pais
riamente. E verdade que eles talvez vejam as coisas de um
ˆ ` ´ ˆ
angulo diferente, mas as vezes e disso que voce precisa.
“Eu valorizo os conselhos dos meus pais”, diz Nataleine, de
˜
17 anos, “porque nao quero sair na rua envergonhando a
mim mesma nem quero que falem mal de mim por causa da
ˆ
minha aparencia”.
´
Alem disso, sejamos realistas: enquanto morar debaixo
ˆ ´
do teto dos seus pais, voce esta sob a autoridade deles.
˜
plano de açao!
´ ´
Alguem da minha famılia ou um amigo maduro que eu
poderia consultar
´ a respeito de uma roupa que eu gostaria
de comprar e:
as dlfkjah sdflkjasd hlfkjasd hflkjasdh flkajsd hflakjsl
ı ..........................................................................................................................
Quando eu for comprar uma roupa, vou levar em conta
os seguintes fatores:
alskdjfhalskdjf alskjdfh askljdhf alskdjf hlaksjdf laskj
..........................................................................................................................
lkja sdlfkjadhs flkjash dflkjash dflkajsd hflakjs fhalsk
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
lakjsd fhlaksjdh flaksjd fhlaksjdh flakjsdh flkajsd hflj
..........................................................................................................................
hlkja sdlfkja shdlkfja hsdlkjf haslkdjf haslkdjfh alskd
..........................................................................................................................
ˆ
para
ˆ
voce Pense numa roupa que
voce quer usar ou comprar.
Por que voceˆ gosta dessa roupa?
e analisem as respostas juntos. Houve alguma surpresa? O que cada um de
Numere osˆ fatores abaixo em ordem
preencherem, e a da esquerda e para voce. Depois que tiverem preenchido, troquem

de importancia.
´
ˆ A pagina da direita e para seus pais

ı ...... E de marca ˜
...... Chama atençao do sexo oposto
...... Minhas
´ colegas usam
´
...... E confortavel
˜ ´
...... Nao e cara
...... Outro .................................................
asdç lfkajsdfçlkasjd flaksdj fçalskdjf açlsdkfj asçldkfj asçldkfj asçdlf

˜ inicial dos meus pais ao


´

A reaçao ´
verem essa roupa provavelmente sera:
O “Nem pensar!”
O “Talvez.”
✔ “Sem problema.”
O
Se eles nao ˜ gostarem, talvez seja
voces descobriu sobre o ponto de vista do outro?
´

porque:
´
O “E´ muito provocante.”
´ paginas.

O “E´ muito desleixada.”


O “E moderna demais.”
analise seu guarda-roupa

´
O “Reflete
´

´ mal em nos como seus pais.”


O “E muito cara.”
Instruçoes: Tire uma copia destas

✔ Outro .....................................................
O açlks jfaçsldkfj asçldkfj açsdlkfj asçdlkfj asçldkfj asçdlkfj asçdlkf asçldkfj
´

podemos decidir
O que consigo ver de bom na opiniao ˜
asd~fçlaksd~çflaks df
dos meus pais? ..........................................
ãsç ldkf a~lçdskf a~slçdfk a~sdlf
......................................................................
Posso fazer alguma´ mudan ´ ça na roupa
˜

de folha

para que seja possıvel usa-la?


~çla sdk ~façlskd f~çalskd f~lçal
ˆ

......................................................................
~çlak sd~lfçak s~dçlfka s~dçflak
......................................................................

82
para seus pais Pense numa roupa que sua
filha adolescente quer usar ou comprar.
˜ por que ela gosta
Na sua opiniao,
dessa roupa? Como voceˆ acha que
ela vai numerar os fatores
ˆ abaixo
em ordem de importancia?
´
...... E de marca
˜
...... Chama atençao do sexo oposto
...... Minhas
´ colegas usam
´
...... E confortavel
˜ ´
...... Nao e cara
...... Outro .................................................
asd lçkgas ~dçlfka sd~çlfka sd~çlfk as~dlçfka ~sdlçfk a~sçdlfk ~çll

Minha reaçao˜ inicial foi:


O “Nem pensar!”
O “Talvez.”
O✔ “Sem problema.”

O motivo de eu nao ˜ ter gostado foi:


´
O “E´ muito provocante.”
O “E´ muito desleixada.”
O “E moderna demais.” ´
O “Reflete
´ mal em nos como seus pais.”
O “E muito cara.”
✔ Outro .....................................................
O

juntos?
Sera´ que nao
˜ aprovo essa roupa
˜ de gosto?
simplesmente por questao
˜
✔ Nao
O Sim O Talvez O
´
Ha alguma mudança que pode ser feita
´ na
roupa para que minha filha possa usa-la?
adl kfjasdlçkfja sdçlfkaj sdçlfkaj sd
...........................................................................
jaç lsdkjf açslkdfj açlskdjf açlskdj ç
...........................................................................
˜ çlkaj sçldkfj asçlkfj
a decisao ............................................. 83
para os rapazes
´ ´ ´
Os princıpios bıblicos analisados neste capıtulo tam-
´
bem se aplicam aos rapazes. Seja modesto. Deixe que a
˜
pessoa secreta do seu coraçao — suas qualidades interio-
res — se destaque. Ao escolher uma roupa, pergunte-se:
˜ ´
‘Que impressao ela passa a meu respeito? Sera que revela
˜
quem realmente sou?’ Lembre-se de que as roupas sao
˜
uma forma de expressao. Certifique-se de que elas refli-
´ ˆ
tam os princıpios em que voce acredita.

ˆ
(Colossenses 3:20) Mesmo assim, depois que voce enten-
der o conceito deles — e eles o seu — talvez fique surpre-
´ ˆ ˜
sa com o numero de vezes que voces chegarao a um acordo.
˜ ˜
Em resultado disso, pode ser que nao haja mais discussoes
sobre roupa.
˜ ´
Sugestao: Ao experimentar uma roupa, veja alem de
seu reflexo no espelho. Uma roupa pode deixar de ser mo-
ˆ
desta quando voce se senta ou se inclina para pegar algo. Se
´ ˜ ˜
possıvel, peça a opiniao de seu pai, de sua mae ou de uma
amiga madura.
´ ´ ˆ ´
NO PROXIMO CAPITULO
˜ Voce e seu pior inimigo? O que pode
fazer se nao gosta de si mesmo?

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que
˜ pais e adolescentes geralmente discordam na
questao de roupas?
ˆ
˘ Que habilidades voce pode desenvolver por conversar
com seus pais sobre roupas?

84 os jovens perguntam
12

Como aumentar
minha autoestima?
ı
Quando voceˆ se olha no Sim Nao
˜
ˆ
espelho, gosta do que ve? O O ✔

Acha que tem


´ ✔
habilidades notaveis? O O
Consegue resistir
a` pressao
˜ dos colegas?
O ✔
O
´ ´
Aceita bem crıticas validas? O O

Sabe lidar com comentarios ´
injustos que outros fazem
ˆ ✔
sobre voce? O O
Sente-se amado? O ✔
O
´ ✔
Cuida bem da saude? O O
Fica feliz quando os outros
se saem bem em algo? O ✔
O
Em geral, voceˆ se considera
uma pessoa bem-sucedida? O ✔
O

Se respondeu Nao ˜ a varias


´
dessas perguntas, pode ser
que a baixa autoestima esteja
impedindo voceˆ de ver seus
pontos fortes. O objetivo deste
´
capıtulo e´ ajuda-lo
´ a descobrir
˜
quais sao esses pontos fortes.

85
´
E COMUM os jovens se sentirem inseguros no que diz respei-
ˆ
to a aparencia e habilidades, principalmente quando se com-
ˆ ´
param com outros. Voce tambem se sente assim?
“Fico deprimida quando penso em meus defeitos. A pes-
´
soa que mais me critica sou eu mesma.” — Letıcia.
ˆ
“Mesmo que voce seja bonita, sempre existe outra pessoa
´
ainda mais bonita.” — Heloısa.
“Fico muito constrangida perto dos outros. Fico com medo
de fazer papel de boba.” — Rachel.
ˆ ´ ˜
Se voce se identifica com esses comentarios, nao fique de-
˜ ˆ
sesperado. Isso tem soluçao. Veja tres coisas que podem au-
˜
mentar sua autoestima e que o ajudarao a ter um conceito
mais positivo de si mesmo.
Ajude outras pessoas
´ ´
Texto-base. “Ha mais felicidade em dar do que ha em re-
ceber.” — Atos 20:35.
ˆ
O que isso significa. Quando ajuda outros, voce se ajuda.
´
Como assim? “A generosidade sera recompensada”, declara
´ ´ ˆ ´ ´
um proverbio bıblico. “De um copo de agua e recebera de volta
´ ´
um copo de agua.” (Proverbios 11:25, Contemporary English
˜ ´ ´ ˆ ´
Version) Nao ha duvida — voce se sentira melhor ao ajudar
outros!1
“Penso no que posso fazer pelas pessoas e tento ajudar al-
´ ˜
guem necessitado em minha congregaçao. Eu me sinto me-
˜
lhor quando dou amor e atençao aos outros.” — Brenda.
“Participar na obra de prega-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

O ˆ modo como voce se


ˆ
˜ ´
çao e recompensador, porque
nos obriga a parar de pensar em
´
ve pode afetar o modo nos mesmos para pensar nos ou-
como tros.” — Jack.
´ outros o veem . . .
e ate mesmo como o ˆ ´ ´
tratam. 1 Se voce e Testemunha de Jeova, pense
na grande alegria de compartilhar a mensa-
´
gem do Reino com outros. — Isaıas 52:7.

86 os jovens perguntam
˜ ´
“Prove cada um
˜ quais
´ sao as suas proprias ˜

=
obras, e entao tera causa para´ exulta˜ çao,
apenas com˜ respeito a si proprio e n ao em
´
comparaçao com outra pessoa.” — Galatas 6:4.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜
Alerta: Nao ajude apenas com o objetivo de receber algo
˜ ˜
em troca. (Mateus 6:2-4) Ajudar com a motivaçao errada nao
˜
traz bons resultados. As pessoas perceberao que esses atos
˜
nao passam de fingimento! — 1 Tessalonicenses 2:5, 6.
´ ´ ˆ ´
Agora e sua vez. Pense em alguem que voce ja ajudou.
ˆ ´
Quem era, e o que voce fez para ajuda-lo?
ı ..................................................................................................
Como se sentiu depois?
..................................................................................................
ˆ
Pense em outra pessoa que voce pode ajudar, e escreva
como fazer isso. .......................................................................
..................................................................................................

Faça amigos
´
Texto-base. “O verdadeiro companheiro esta aman-
´ ˜
do todo o tempo e e um irmao
´ ˜

˜
nascido para quando ha afliçao.” SUGESTAO
´
— Proverbios 17:17. ˜
Nao diga coisas como
O que isso significa. Um bom ‘eu sempre erro’ ou
amigo pode ser de muita ajuda ‘nunca faço nada cer-´
em tempos de dificuldade. (1 Sa- to’. Esses exageros
´ so
´ servem para deixa-lo
muel 18:1; 19:2) So saber que al-
´ ˆ ´ desanimado. Em vez ˆ
guem se preocupa com voce ja
´ disso, admita que voce
o deixa mais animado. (1 Corın- tem
tios 16:17, 18) Assim, faça amiza- ´ defeitos, mas tam-
ˆ bem reconheça que
de com pessoas que tem uma in- tem pontos fortes.
ˆ ˆ
fluencia positiva sobre voce.

Como aumentar minha autoestima? 87


‘‘ Uma pessoa pode ser muito bonita
assim se sentir feia. Ou pode
´ nao
e mesmo
˜ ser ˜
tao
atraente, mas achar que e mais bonita do
todo mundo ao seu redor. Tudo e´ questao
atitude.
˜ que
de

’’
— Aline

˜ ˆ
“Bons` amigos nao deixam voce ficar deprimido.” — Daniel.
´ ´
“As vezes, a coisa mais importante e saber que alguem se
ˆ ˆ
preocupa de verdade com voce. Isso faz voce se sentir valori-
zada.” — Hellen.
˜ ´
Alerta: Nao finja ser uma pessoa diferente so para ser
ˆ
aceito por seus amigos — eles devem gostar de voce como
ˆ ´ ´ ´
voce realmente e. (Proverbios 13:20; 18:24; 1 Corıntios
´
15:33) Fazer coisas tolas so para impressionar outros vai fa-
ˆ
zer voce se sentir rebaixado e usado. — Romanos 6:21.
´
Agora e sua vez. Escreva o nome de um amigo que pode
´
ajuda-lo a aumentar sua autoestima.
çalskdfj açlsdkjf açsldkfj açsldkjf açlskdjf çalk
ı ..................................................................................................
Que tal passar algum tempo com essa pessoa? — Nota:
˜
ela nao precisa ser da sua idade.
˜ ´
Nao desista so porque cometeu um erro
˜ ´
Texto-base. “Todos pecaram e nao atingem a gloria de
Deus.” — Romanos 3:23.
˜ ´ ˆ ´
O que isso significa. Nao ha como negar — voce e imper-
` ˆ ´
feito. Isso significa que as vezes voce vai dizer ou ate mesmo
ˆ ˜
fazer algo errado. (Romanos 7:21-23; Tiago 3:2) Voce nao
˜
pode evitar cometer erros, mas pode controlar sua reaçao a
´
eles. A Bıblia diz: “O justo pode cair sete vezes, mas se levan-
´ ´
ta.” —` Proverbios 24:16, Bıblia Pastoral.
“As vezes, nossa autoestima fica baixa quando compa-
ramos nossa fraqueza com o ponto forte de outra pessoa.”
— Kevin.
88 os jovens perguntam
“Todo mundo tem defeitos e qualidades. Devemos ter or-
gulho das nossas qualidades e nos esforçar para corrigir nos-
sos defeitos.” — Laura.
˜
Alerta: Nao use o fato de ser imperfeito como desculpa
´ ˆ
para praticar pecados. (Galatas 5:13) Se voce fizer coisas er-
´ ´ ˜
radas de proposito, perdera a aprovaçao da pessoa mais im-
´
portante: Jeova Deus. — Hebreus 10:26, 27.
´ ˆ
Agora e sua vez. Escreva uma qualidade que voce acha
que precisa melhorar.
ı ..................................................................................................
açlsdkfj açsldkfj açlsdk fjçlask djflçaks djfçlk
Anote a data de hoje ao lado dessa qualidade. Faça pesqui-
´
sas sobre como melhora-la e acompanhe seu progresso du-
ˆ
rante um mes.
Seu verdadeiro valor
´ ´ ˜
A Bıblia diz que “Deus e maior do que os nossos coraçoes”.
˜ ˆ
(1 Joao 3:20) Isso significa, por exemplo, que ele ve coisas
ˆ ˆ ˜
boas em voce que voce mesmo talvez nao consiga ver. Mas
´ ˜ ˆ
sera que suas imperfeiçoes fazem voce perder o valor perante
˜
plano de açao!
Quando meus amigos me rebaixarem, eu vou . . .
çlka sjdçflka jsdçlfkj asçdlkfj asçldkf jasçldk jfaçlskd
ı ..........................................................................................................................
j çalksd jfçlaksd jfçlaks jdfçlka sdfçlka sjdfçlka jsdfçl
..........................................................................................................................
´
Quando eu perceber que estou me concentrando so nas
minhas fraquezas, eu vou . . .
sj çlaksd jfçalksd jfçalksd jfçalksd jfçalskd jfçalksdj f
..........................................................................................................................
kj çalksdj fçlaksdj fçlaksdj fçalskd jfçalskdjf açlsdkfj
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlka jsdçlfkajs dçflkaj sdçflkaj sdçflkaj sdçflka jsdlka
..........................................................................................................................
çlkasj dfçlkasj dfçlkajs dçflka jsdçlfk ajsdçlkfj asçdlf
..........................................................................................................................
Assim como o valor˜ de uma
nota de dinheiro nao diminui
por causa de um rasgo,
˜ seu
valor perante Deus nao diminui
˜
por causa de suas imperfeiçoes

ˆ
Deus? Imagine que voce te-
´
nha uma nota de 100 dola-
res com um pequeno rasgo.
ˆ ´
Voce a jogaria fora, achando que ela perdeu o valor so por
´
causa do rasgo? De jeito nenhum! Ela ainda valeria 100 dola-
res — com ou sem rasgo.
Isso pode ser comparado ao modo como Deus encara
ˆ ˜ ˆ
voce. Suas falhas nao fazem com que voce perca o valor pe-
´
rante ele. Deus percebe e valoriza seus esforços de agrada-lo,
˜ ˆ
nao importa se eles pareçam insignificantes para voce! Real-
´ ˜ ´
mente, a Bıblia garante: “Deus nao e injusto, para se esquecer
de vossa obra e do amor que mostrastes ao seu nome.” — He-
breus 6:10.
´ ´ `
NO PROXIMO CAPITULO Sente as vezes ˆ uma tristeza
profunda que toma conta de voce? O que pode fazer
a respeito?

COMO RESPONDERIA?

ˆ ˆ
˘ Por que especialmente os jovens tem a tendencia de
ter baixa autoestima?
´
˘ Por que e importante ter certo grau de autoestima?

90 os jovens perguntam
13

O que posso˜
fazer para
˜ nao
ficar tao triste?

“Sempre que meus amigos estao ˜ angustiados, eu os


consolo e os ajudo a resolver seus problemas. Mas daı´
— e poucas pessoas sabem disto — eu volto para casa,
me tranco no quarto e começo a chorar.” — Kelly.
“Quando estou triste, eu me isolo. Se alguem´ me
convida para sair, invento uma desculpa para nao ˜ ir.
Consigo
´ esconder muito bem minha tristeza da minha
famılia. Eles acham que esta´ tudo bem comigo.”
— Henrique.
´
JA SE sentiu como Kelly ou Henrique? Em caso afirmativo,
˜ ´ ˆ
nao conclua logo que ha algo de errado com voce. Na realida-
´
de, todo mundo fica triste de vez em quando. Ate mesmo ho-
´ ´
mens e mulheres fieis da Bıblia se sentiram assim. — 1 Sa-
muel 1:6-8; Salmo 35:14.

91
` ˆ ´ ` ˜
As vezes, voce sabe por que esta triste; as vezes, nao.
ˆ ˜ ˜ ´
“Voce nao precisa estar numa situaçao horrıvel para se sentir
triste”, diz Anna, de 19 anos. “Esse sentimento pode chegar a
˜
qualquer hora, ´ mesmo que nao esteja passando por nenhum
problema. E estranho, mas acontece!”
˜ ´ ˜
Nao importa o motivo — ou ate mesmo se parece nao ha-
ˆ
ver nenhum —, o que voce pode fazer quando se sentir domi-
nado pela tristeza? Tente o seguinte:
´
1. Converse com alguem. Quando estava passando por
´ ´
um perıodo de grande ansiedade, Jo disse: “Vou falar na
´
amargura da´ minha alma!” — Jo 10:1.
´
Kelly: “E incrıvel como me sinto aliviada depois de uma
´
conversa, porque ´ finalmente alguem fica sabendo o que estou
passando. E como se essa pessoa jogasse uma corda e me pu-
´
xasse para fora do poço. Que alıvio!”
˜
Sugestao: Escreva abaixo o nome de um amigo com quem
ˆ ´
voce pode se abrir quando a tristeza parecer insuportavel.
asdf~l çsakdfãçlsdk façlsdk fãçlsdk f~çsladk
ı ..................................................................................................
2. Coloque no papel. Quando a tristeza tomar conta de
ˆ
voce, tente escrever sobre seus sentimentos. Em seus salmos
`
inspirados, Davi as vezes expressava profunda tristeza. (Sal-
´
mo 6:6) Fazer isso pode ajuda-
? ˜ ´
ˆ
VOCE SABIA . . .

Nao ha nada de mal


´ ´
ca e o raciocınio’. — Proverbios
´
lo a ‘resguardar a sabedoria prati-

3:21.
em chorar,
ˆ mesmo que ´
voce seja homem. Em Heloısa: “Quando estou tris-
certo momento de sua te, fico pensando em muitas coi-
vida, o Rei Davi admitiu: sas, e escrever me ajuda a organi-
“Todas as noites a mi- zar os pensamentos. Depois que
nha cama se molha de ˆ
´ voce expressa seus sentimentos
lagrimas, e o meu choro ˆ
e passa a entende-los melhor, a
encharca o travessei-
ro.” — Salmo 6:6, Bıblia
´ tristeza diminui.”
˜ ´
na Linguagem de Hoje. Sugestao: Use a tabela na pa-
´
gina 93 para ver como podera

92 os jovens perguntam
Complete
a tabela
para diminuir sua tristeza
˜ ˜ ˜
situaçao reaçao negativa reaçao positiva

´
Um professor ´ me faz Desistir de tentar me
´ sair Dica: veja o Capıtulo 20
me sentir inutil bem naquela materia deste livro

´
Um amigo me ignora Espalhar boatos Dica: veja o Capıtulo 10
sobre a pessoa do Volume 2

˜ ´
Meus pais estao Guardar ressentimento Dica: veja o Capıtulo 4
se divorciando contra um ou ambos os pais deste livro

˜
as~ç~çlas kfa~s
ı ..................................... ãldçs kfaa~sldçf ka~s
................................................ a ~dsçlfk as~lçk d~çlfk
....................................................

˜
as~dçlf kas~lçdfk
....................................... as~dçlfka s~dçlfak sd
................................................ ~çalsdk fãçlsdk fãlçsdk
....................................................

~çla s~dçlfk as~d


....................................... l k~çalsd kfa~çsldk fã
................................................ ~çla ks~dlçfa ks~çldk
....................................................

O que posso fazer para nao ficar tao triste? 93


~çlka ~çlsd kf~la
....................................... k ~çlks dãçl ksd~lçfa
................................................ çl ka~çsdl kfa~slçd kfa
....................................................
´ ´ ˆ ˜

=
“Perto esta Jeova dos que tem cora ˆ çao
quebrantado;
´ e salva os que tem
espırito esmagado.” — Salmo 34:18.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜
reagir de modo positivo a situaçoes estressantes. Isso vai aju-
´
da-lo a diminuir sua tristeza.
´ ˆ
3. Ore sobre o assunto. A Bıblia diz que, se voce orar so-
˜
bre suas preocupaçoes, ‘a paz de Deus, que excede todo pen-
´ ˜
samento, guardara o seu coraçao e as suas faculdades men-
tais’. — Filipenses 4:6, 7.
˜
Ester: “Eu tentava descobrir por que me sentia tao triste,
˜ ´
mas nao conseguia. Pedi que Jeova me ajudasse a ser feliz.
Estava cansada de ficar triste sem motivo. Finalmente, conse-
˜
gui quebrar o ciclo. Nunca subestime o poder da oraçao!”
˜
Sugestao: Use o Salmo 139:23, 24 como modelo para sua
˜ ˜ ´
oraçao. Abra seu coraçao a Jeova e peça que ele o ajude a
identificar o motivo de sua tristeza.
´ ˜ ˆ `
Alem dessas sugestoes, voce pode recorrer a valiosa aju-
´
da da Palavra de Deus, a Bıblia. Encher a mente com pen-
´ ´
samentos edificantes extraıdos de relatos bıblicos pode ter
um efeito positivo em seus sentimentos. (Salmo 1:1-3) Al-
´
gumas passagens b ıblicas

˜
SUGESTAO edificantes podem ser en-
ˆ contradas nas partes “Exem-
Escreva como ´voce se sen-
te quando esta triste e o plo a seguir” em cada volume
´
que acha que pode ser o ˆ deste livro. Na pagina 227
ˆ ´
motivo da tristeza. Um mes do Volume 2, voce ate mes-
depois, leia o que escre- ´ ´
mo ver a como o ap ostolo
veu. Seus sentimentos Paulo venceu pensamentos
sobre o assunto mudaram? `
negativos que as vezes sur-
Se a resposta for sim, es-
creva o que foi de ajuda. giam por causa de suas im-
˜
perfeiçoes.

94 os jovens perguntam
Quando a tristeza
˜
nao passa
` ˜
“As vezes, de manha”, Com ajuda e ˆ
conta Ryan, “acho que se- esforço, voce
´
ria mais facil ficar na cama pode sair do
do que me levantar e ter poço da
mais um dia sem objeti- tristeza
vo”. Ryan sofre de depres-
˜ ´ ˜ ´ ´
sao clınica, e nao e o unico.
Pesquisas indicam que 1 em
cada 4 jovens sofre de algum
˜
tipo de depressao antes de se
tornar adulto.
ˆ
Como voce pode descobrir se
˜
tem depressao? Alguns sintomas
´
incluem: mudanças drasticas no hu-
ˆ
mor e no comportamento; tendencia de se
˜
isolar; diminuiçao do interesse em quase todas as atividades;

˜
plano de açao!
Para me animar, posso me ocupar com as seguintes
atividades:
assdç lfkjasdçlfkaj sdçlfkaj sdçlkfj açldskfj açsldkfj s
ı ..........................................................................................................................
çlka sdjçflaks djfçlaksdjfçlaskd jfçalskd jfçalsdk fjaçl
..........................................................................................................................
´ ´
O que ajudara a diminuir minha tristeza e me associar
com os seguintes amigos:
çlk ajsçdlkfaj sdçlkfja sdçlkfja sdçlfkaj sdçlfkaj sdçlk
..........................................................................................................................
çlkaj çsdlkfj açsldkfj açlkj açsdlkfj asçdlkf jaçsdlkf aj
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlkas jdçflkajsd çflaksjd çflaksjd fçlaksd jçflkasj dçfl
..........................................................................................................................
kj çalskd jfçalskdjf çalskd jfçaslkdjf açlskdjf çalskdjf
..........................................................................................................................
´

‘‘ Quando estou triste, evito me isolar. E


verdade que eu talvez tenha de ficar sozinha
para colocar meus pensamentos em ordem e
chorar. Mas, depois disso, sei que preciso da
companhia de outros para nao
´
˜ ficar pensando
no que esta me deixando triste.

’’
— Cristine

´
mudanças significativas nos habitos alimentares e no sono; e
´
fortes´ sentimentos de inutilidade ou de culpa injustificavel.
E claro que quase todo mundo tem um ou mais desses
sintomas de vez em quando. Mas, se eles continuarem por
mais de duas semanas, seria bom conversar com seus pais
´
sobre procurar ajuda de um medico. Ele pode determinar se
´ ´
sua tristeza e causada por fatores clınicos.1
ˆ ˜ ´ ˜ ´
Se voce tem depressao clınica, nao ha motivo para sentir
vergonha. Muitos que fizeram um tratamento começaram a
se sentir melhor — talvez pela primeira vez em muito tempo!
˜
Nao importa o motivo de sua tristeza, tenha em mente as pa-
´ ´
lavras consoladoras do Salmo 34:18: “Perto esta Jeova dos
ˆ ˜ ˆ ´
que tem coraçao quebrantado; e salva os que tem espırito es-
magado.”
´ ´
1 Quando
ˆ ´ a tristeza e prolongada, alguns jovens pensam em tirar a propria vida.
Se voce ja pensou nisso, ˜ converse sem
´ demora com um adulto de confian ça.
— Para mais informaçoes, veja o Capıtulo 14 deste livro.

´ ´ ´ ˜
ˆ ´ O que fazer se sua tristeza
NO PROXIMO CAPITULO
´ e tao
profunda que voce ja pensou em tirar a propria vida?

COMO RESPONDERIA?

´ ´
˘ Sera que e bom chorar?
´
˘ Como a companhia de outros pode ajuda-lo a lidar com
a tristeza?

96 os jovens perguntam
´
EXEMPLO A SEGUIR

Jo
´
Avida de Jo virou de cabeça para baixo. Primeiro, ele
perdeu todos os seus bens. Segundo, perdeu seus filhos.
´ ´
Terceiro, perdeu a saude. Tudo isso aconteceu muito rapido,
´
sem que ele esperasse. Em total desespero, Jo disse: “Mi-
´ ´
nha vida so me da desgosto.” Ele descreveu a si mesmo
˜
como ‘dominado pela vergonha e mergulhado na afliçao’.
´ ˜
(Jo10:1, 15, Nova Versao Internacional) Mas, mesmo nessa
˜ ´ ´
situaçao, Jo se recusou a se voltar contra seu Criador. (Jo
˜
2:10) As mudanças na sua vida nao o tornaram uma pessoa
´ ´
diferente. Por isso Jo e um exemplo de perseverança para
´
nos.
ˆ ´
Quando voce passa por problemas, talvez tambem ache
´ ´ ´
que ‘sua vida so lhe da desgosto’. Ainda assim, como Jo,
ˆ
voce pode continuar sendo o mesmo tipo de pessoa, ape-
˜
sar das mudanças na vida, e nao permitir que os
˜ ´
problemas afetem sua decisao de servir a Jeova
Deus. Tiago escreveu: “Eis que proclamamos
felizes os que perseveraram. Ouvistes falar da
´
perseverança de Jo e vistes o resultado que
´ ´ ´ ˜
Jeova deu, que Jeova e mui terno em afeiçao e
´
e misericordioso.” (Tiago 5:11) Ele se importa-
´ ˆ
va com Jo, e se importa com voce!
14
˜
Por que nao
acabar logo
com tudo?
´
“SOU melhor morto do que vivo.” Quem disse isso? Alguem
˜ ´
que nao acreditava em Deus? Alguem que havia abandonado
´ ˜
a Deus? Alguem que Deus havia abandonado? Nao. Foi Jo-
nas, um homem fiel, mas que estava angustiado. — Jonas
4:3, Today’s English Version.
´ ˜
A Bıblia nao diz que Jonas estava prestes a tirar a vida.
`
Mas seu apelo desesperado revela um fato importante: as
´
vezes, ate mesmo um servo de Deus pode ser dominado pela
´
angustia. — Salmo 34:19.
˜ ˜
Alguns jovens se sentem tao angustiados que nao veem
˜
razao para continuar vivendo. Talvez se sintam como Laura,
de 16 anos, que disse: “Por anos, tenho tido frequentes crises
˜ ˆ
de depressao. Muitas vezes penso em me matar.” Se voce
´
conhece alguem que expressou o desejo de se suicidar, ou se
ˆ ´
voce mesmo ja pensou nisso, o que pode fazer? Vamos ana-
lisar em mais detalhes o que leva alguns a ter esse tipo de
pensamento.
´ ´
O que esta por tras do desespero
´ ´ ´
Por que alguem pensaria em tirar a propria vida? Varios
´
fatores podem estar envolvidos. Vivemos em “tempos crıti-
´ ˜
cos, difıceis de manejar”, e muitos adolescentes sao mais
´ ` ˜ ´ ´
sensıveis as pressoes da vida. (2 Timoteo 3:1) Alem disso, a
˜
imperfeiçao humana pode fazer com que alguns se entre-
guem a sentimentos negativos a respeito de si mesmos e do
`
mundo a sua volta. (Romanos 7:22-24) Em certos casos, isso
´
e resultado de maus-tratos. ´ Em outros, pode estar envolvido
´ ´
um problema de saude. E digno de nota que, em certo paıs,
´
calcula-se que mais de 90% dos que tiraram a propria vida
sofriam ´ de alguma doença mental.1
´ ´
E claro que ninguem esta livre de problemas. Na verdade,
´ ˜
a Bıblia diz que “toda a criaçao junta persiste em gemer e jun-
´ ´
ta esta em dores ate agora”. (Romanos 8:22) Isso inclui os
´ ˜
1 Vale a pena
´ mencionar que a maioria dos jovens com disturbios mentais nao
comete suicıdio.
˜
Por que nao acabar logo com tudo? 99
ˆ
se voce se sente deprimido
´
Mesmo alguns homens e mulheres fieis mencionados
´
na Bıblia vez por outra ficaram deprimidos por causa das
ansiedades da vida. Veja alguns exemplos.
´ ´
Rebeca: “Se e assim, por que e que estou viva?”
ˆ
— Genesis 25:22.
´ ˜ ˜
Moises: “Por favor, mata-me entao de vez, . . . e nao
´
me deixes olhar para a minha calamidade.” — Numeros
11:15.
´ ´ ˜
Elias: “O Jeova, tira a minha alma, pois nao sou melhor
do que os meus antepassados.” — 1 Reis 19:4.
´
Jo: “Quem dera que me escondesses no Seol, . . . que
me fixasses um limite de tempo e te lembrasses de mim!”
´
— Jo 14:13.
˜
Em cada um desses casos, a situaçao por fim mudou
para melhor — e de um modo que a pessoa que estava
sofrendo nunca podia ter imaginado. Tenha certeza que o
ˆ
mesmo pode acontecer com voce!

jovens. Eles podem ser profundamente afetados por aconte-


cimentos ruins, como:
˜
˘ Morte de um parente, amigo ou animal de estimaçao
˘ Problemas familiares
˘ Ir mal na escola
˘ Fim de um namoro
´
˘´ Maus-tratos (incluindo abuso fısico ou sexual)
E verdade que, mais cedo ou mais tarde, quase todos os
˜
jovens se deparam com pelo menos uma das situaçoes aci-
ma. Por que uns conseguem lidar melhor com elas do que
outros? Segundo especialistas, os jovens que querem desis-
100 os jovens perguntam LEIA
LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO
NO VOLUME
VOLUME 2,
2, CAPITULO
ITULO 99
tir de lutar se sentem totalmente desamparados e sem es-
˜
perança. Em outras palavras, esses jovens nao enxergam
´ ˜ ´
nenhuma luz no fim do tunel. Eles nao querem morrer, so
querem acabar com sua dor.
´ ˜ ´ ´
Sera que nao ha saıda?
´
Talvez conheça alguem que deseja tanto acabar com seu
sofrimento que expressou vontade de morrer. Se conhece, o
ˆ
que voce pode fazer?
´
Se um amigo esta deprimido a ponto de querer morrer,
´ ˜
insista que ele procure ajuda. Daı, mesmo se ele nao qui-
´
ser que outros saibam, converse com um adulto responsa-
˜
vel. Nao se preocupe em perder essa amizade. Por contar o
´ ˆ
assunto a alguem, voce pode estar salvando a vida do seu
amigo!
ˆ ´
E se for voce que esta pensando em acabar com tudo?
˜ ´
Nao esconda os seus sentimentos. Fale com alguem — um
dos seus pais, um amigo ou outra pessoa que se importa com
ˆ ˜ ´ ´
voce e que vai ouvir suas preocupaçoes e leva-lo a serio.
ˆ ˜
Voce nao tem nada a perder por falar de seus problemas com
´
alguem.1 ´ ´
E claro que so conversar a respeito de seus problemas
˜ ´
nao fara com que desapareçam. Mas o apoio de um confi-
ˆ
dente talvez seja exatamente o que voce precisa para ter um
˜ ´
conceito equilibrado da sua situaçao. Isso pode ajuda-lo a
˜ ´
achar algumas soluçoes praticas.
As coisas mudam
˜
ˆ
VOCE SABIA . . .
´
As´ vıtimas
?
Ao passar por afliçoes, lembre-
˜ ˜ ˜ do˜ sui-
se: nao importa o quanto a situaçao cıdio nao sao
´ apenas os ´ que ti-
pareça difıcil, com o tempo as coi- ram a propria
˜
sas vao mudar. Em certo momento ´ vida,
mas tambem os
˜ ˜ ˆ parentes e os ami-
1 Cristaos que estao deprimidos tem ainda outra
˜ ˜ gos que ficam.
fonte de ajuda: os anciaos da congregaçao. — Tia-
go 5:14, 15.
˜
Por que nao acabar logo com tudo? 101
˜
Sentimentos de desespero sao
como nuvens de tempestade
˜
— com o tempo vao embora

da sua vida, o salmista Davi, que passou por muitas dificulda-


ˆ ˜
des, pode dizer a Deus em oraçao: ‘Transformaste o meu la-
mento em dança.’ — Salmo 30:11.
˜
Com certeza, Davi nao esperava que aquela alegria du-
ˆ ´
rasse para sempre. Ele sabia por experiencia propria que os
ˆ ˜ ´
problemas vem e vao. Ja notou que o mesmo acontece com
os seus problemas? Alguns deles talvez pareçam esmagado-
res, pelo menos no momento. Mas seja paciente. As coisas
mudam, geralmente para melhor. Em certos casos, os pro-
ˆ
blemas podem ser amenizados de maneiras que voce nunca
ˆ
teria imaginado. Em outros casos, voce talvez descubra um
˜
modo de lidar com eles que nao havia pensado antes. O pon-
´ ˜ ˜
to e: problemas aflitivos nao continuarao sempre do mesmo
´
jeito. — 2 Corıntios 4:17.

˜
SUGESTAO ˜
O valor da oraçao
Quando se sentir triste, ˜
A forma de comunicaçao
faça uma caminhada ´ ˜
mais importante e a oraçao.
acelerada.
´ Sair e fazer ˆ
exercıcios Voce pode orar como Davi:
˜ pode dar uma ´
“Esquadrinha-me, o Deus, e co-
sensaçao de tranquili- ˜
dade e bem-estar. nhece meu coraçao. Examina-
me e conhece meus pensamen-
102 os jovens perguntam
˜
“Fazei conhecer as vossas petiçoes a

=
Deus; e a paz de Deus,
´ que excede todo˜
pensamento, guardara os vossos coraçoes
e as vossas faculdades mentais.”
— Filipenses 4:6, 7.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ´
tos inquietantes, e ve se ha em mim qualquer caminho
penoso, e guia-me no caminho do tempo indefinido.” — Sal-
mo 139:23, 24. ´
˜ ˜ ´ ´
A oraçao nao e uma simples muleta psicologica. E uma
˜
forma de comunicaçao real com seu Pai celestial, que deseja
ˆ ˜
que voce ‘derrame seu coraçao diante dele’. (Salmo 62:8)
´
Veja as seguintes verdades basicas sobre Deus:
ˆ
˘ Ele sabe das circunstancias que contribuem para a afli-
˜ ˆ
çao que voce sente. — Salmo 103:14.
ˆ ˜
˘ Ele o conhece melhor do que voce mesmo. — 1 Joao
3:20.
ˆ
˘ ‘Ele cuida de voce.’ — 1 Pedro 5:7.
´
˘ Em seu novo mundo, Deus “enxugara dos seus olhos
´ ˜
toda lagrima”. — Revelaçao (Apocalipse) 21:4.
˜
plano de açao!
˜ ´
Se eu sentir que nao tenho valor e que ninguem me ama,
vou conversar
ˆ com (escreva o nome de uma pessoa com
quem voce pode se abrir):
ı ..........................................................................................................................
aal sdkjfhasdkljf halskdjfh alskdjfh alskdjf halskdjfh l
Uma coisa boa que aconteceu ˜ na minha vida e que posso
lembrar com gratidao:
lkja hsdkfjah sdlkfjahs dlfkjahs dlfkjas hdlfkjahds lfkl
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
kjh alksdj fhalksdjhf laksjdhf laksjdh flaksjdfh alsdkjf
..........................................................................................................................
lkj ahsldkjfah sldkjf halsdkjf halsdkjfh alskdjf haslkdj
..........................................................................................................................
`

‘‘ As vezes, minha depressao ˜ era tao


˜ profunda
´
que eu so queria morrer, mas agora voltei a ter
uma vida normal, graças a` perseverança em
˜ e ao tratamento.
oraçao

’’
— Heidi

´ ` ´
Quando o problema esta relacionado a saude
´
Como ja mencionado, pensamentos suicidas muitas ve-
˜
zes estao relacionados a alguma doença. Se esse for o seu
˜
caso, nao tenha vergonha de procurar ajuda. Jesus reconhe-
´
ceu que os doentes precisam de medico. (Mateus 9:12) A boa
´ ´
notıcia e que muitas doenças podem ser tratadas. E o trata-
´
mento pode ajuda-lo a se sentir bem melhor.1
´ ´
A Bıblia contem uma promessa muito consoladora — no
´
novo mundo de Deus, “nenhum residente dira: ‘Estou doen-
´ ˜ ´
te.’ ” (Isaıas 33:24) Deus diz que naquele tempo “nao havera
˜ ˜ ˜
recordaçao das coisas anteriores, nem subirao ao coraçao”.
´
(Isaıas 65:17) Enquanto isso, faça seu melhor para lidar com
os desafios da vida, confiando que no tempo devido de Deus
˜ ´ ˜
a depressao sera coisa do passado. — Revelaçao 21:1-4.
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Capıtulo 13 deste livro.

´ ´
NO PROXIMO CAPITULO
´ Seus pais querem saber
ˆ tudo sobre
a sua vida
˜ — ate algumas coisasˆ que voce gostaria que
eles nao soubessem. Como voce pode conseguir mais
privacidade?

COMO RESPONDERIA?

´ ˜ ´
˘ Ate mesmo graves problemas ´ sao apenas temporarios.
Como pensar nisso pode ajuda-lo?
´
˘ De que modo o suicıdio transfere os problemas de uma
pessoa para outra?

104 os jovens perguntam


´ 15

E errado querer um
pouco de privacidade?
Ponha um  na resposta mais provavel:´

1. Voceˆ esta´ no seu quarto com a porta fechada,


e seu irmao˜ entra de repente, sem bater.
`
ı O ‘Sem problema. As vezes eu faço o mesmo com ele.’
✔ ‘Que falta de respeito! E se eu estivesse me vestindo?’
O
2. Voceˆ acaba de chegar em casa e seus pais
começam a bombardea-lo ´ com perguntas.
“Aonde voce foi? O que voceˆ fez? Quem
ˆ
estava com voce?” ˆ
O ‘Sem problema.˜
Eu costumo contar tudo mesmo.’
˜
O✔ ‘Que decepçao! Meus pais nao confiam em mim!’

ˆ ˜
QUANDO voce era criança, a privacidade talvez nao fosse
˜ ˜
uma coisa tao importante assim. Se o seu irmao mais novo
˜
entrasse de repente no seu quarto sem bater, isso nao o in-
ˆ
comodava. Se os seus pais fizessem uma pergunta, voce
´
respondia sem hesitar. Naquela epoca, sua vida era como
ˆ ´
um livro
´ aberto. Agora pode ser que voce gostaria de fecha-
´
lo. “E bom quando posso guardar algumas coisas so para
mim”, comenta Carlos, de 14 anos. Vamos analisar duas
´
areas onde tentar ter um pouco de privacidade pode ser um
desafio.
ˆ
Quando voce quer ficar sozinho
´ ´ ˆ
Existem varios motivos validos para voce querer ficar so-
zinho. Por exemplo, para ‘descansar um pouco’. (Marcos
6:31) Ou, se for para orar, talvez queira fazer o que Jesus
´
aconselhou seus discıpulos: “Entra
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Quanto mais voce se


ˆ
no teu quarto particular, e, fechan-
do a tua porta, ora a teu Pai.” (Ma-
abrir com seus pais, teus 6:6; Marcos 1:35) O problema
´ ˆ
menos desconfiados e que, quando voce fecha a porta
˜
eles ficarao. do seu quarto (se tiver um), seus
˜ ˆ
pais talvez nao achem que voce
106 os jovens perguntam
´

=
“Faze o maximo para te apresentar
˜ a Deus
aprovado, obreiro que nao tem nada de
´
que se envergonhar.” — 2 Timoteo 2:15.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´ ˆ
esta orando! E, quando voce simplesmente quer ficar sozi-
˜ ˜
nho, pode ser que seus irmaos nao entendam.
ˆ
O que voce pode fazer. Em vez de transformar o assun-
to sobre ter privacidade numa batalha, faça o seguinte:
˜
˘ A respeito de seus irmaos, tente estabelecer algumas
´ ´ ˆ
regras basicas razoaveis para que voce possa ter algum tem-
po para si mesmo. Se for preciso, peça ajuda a seus pais.1
˘ A respeito de seus ` pais, esforce-se para compreender
o ponto de vista deles. “As vezes, meus pais querem saber o
que estou fazendo”, diz Rebeca, de 16 anos. “Mas, para ser
˜
honesta, eu faria a mesma coisa se fosse mae de um ado-
˜
lescente — especialmente sabendo de todas as tentaçoes
que os jovens enfrentam hoje em dia!” Assim como Rebeca,
ˆ ´ ´ ˜
voce consegue perceber o que esta por tras da preocupaçao
´
de seus pais? — Proverbios

˜
19:11. SUGESTAO
´
˘ Faça uma autoanalise Ao conversar com seus
sincera: ‘Tenho dado motivos pais
˜ sobre ter privacidade,
˜
para que meus pais suspeitem nao faça reclamaçoes.
que estou fazendo algo erra- Fale
˜ sobre suas preocupa-
´ çoes. Qual a diferen ça?
do quando a porta esta fecha- ˜
As reclamaçoes se con- ˆ
da? Tenho guardado tantos centram no que voce ˜
segredos que eles acham que acha que seus pais estao
´
precisam recorrer a taticas se- fazendo de errado. ˜
cretas para saber sobre minha As preocupa
ˆ çoes ajudam
voces a se concentrar
˜ em
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Capı- encontrar soluçoes.
tulo 6 deste livro.
´
E errado querer um pouco de privacidade? 107
‘‘ Seus pais nao˜ querem que nada de ruim
aconteça com voce,ˆ e as
` vezes pode ser que
eles invadam sua privacidade. Isso nao ˜ parece
justo. Mas, para ser sincera, se eu tivesse um
filho, acho que faria a mesma coisa.
— Alana

ˆ ˜ ’’
vida?’ Se voce respondeu nao a essas perguntas e ainda pa-
˜ ˆ
rece que seus pais nao confiam em voce, explique de modo
˜
calmo e respeitoso como se sente. Ouça com atençao as
˜ ˜ ´
preocupaçoes deles e veja bem se nao esta fazendo alguma
coisa que talvez esteja contribuindo para o problema. — Tia-
go 1:19.
Ao fazer amigos
ˆ ´
Durante a adolescencia, e normal fazer amizades. Tam-
´ ´ ˜
bem e normal que seus pais queiram saber quem sao seus
˜ `
amigos e o que fazem quando estao juntos. Mas as vezes
ˆ ˜
voce pode achar que eles estao ficando paranoicos. “Gosta-
˜
ria que meus pais nao ficassem me perguntando a cada dez
minutos com quem estou falando no celular ou para quem
estou mandando um e-mail”, conta Amanda, de 16 anos.
ˆ
O que voce pode fazer. Em vez de permitir que suas
ˆ
amizades se tornem uma barreira entre voce e seus pais,
tente o seguinte:
˜
˘ Conte aos seus pais quem sao seus amigos. Afinal,
ˆ ˜
voce nao vai querer que seus pais banquem os detetives.
˜ ˜ ´
Mas que escolha eles terao se os seus amigos sao um miste-
rio? Lembre-se de que, quanto mais seus pais souberem so-
ˆ ´ ´
bre as pessoas com quem voce anda, mais facil sera para
ˆ
eles confiarem que voce escolhe bem seus amigos.
ˆ ´
˘ Seja sincero consigo mesmo: o que voce quer e ter
privacidade ou esconder algo de seus pais? Brittany, de
ˆ ˜
22 anos, diz: “Se voce mora com seus pais e eles estao preo-
108 os jovens perguntam
´
A confian
´ ça e como um
salario — precisa ser
merecida

ˆ
cupados com o que voce
´ ˜
esta fazendo, entao deve-
˜
ria pensar: ‘Se nao estou
fazendo nada de errado,
por que esconder?’ Por
ˆ
outro lado, se voce sen-
te que precisa esconder o
´ ´
que esta fazendo, aı sim
´
algo esta errado.”
ˆ
A privacidade e voce
Agora, pense em solu-
˜
çoes para algum problema envolvendo a privacidade. Escre-
`
va suas respostas as perguntas que acompanham os passos
a seguir.
˜
Passo 1: identifique o problema. Em que situaçoes gos-
taria de ter mais privacidade?
ALK SDJFHALSKDJFHA LSKDJFH ALKSJD
ı ..................................................................................................
alksdj falskdjf hasldkjfh asldkjfha slkdjfh alskj
..................................................................................................

˜
plano de açao!
Para conquistar (ou recuperar) a confiança dos meus pais,
eu vou . . .
lkj ahsldkjfha lsdkjfha sldkjfh asldkfjh asldkjf ahslkdj
ı ..........................................................................................................................
lkjasdh lfkajsfhd laksdj fhalksjdf hasldkjfah sldkfjah
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
h lkajsdhf laksjdfh alksjdfh alskdjf halskjdf halksjdf h
..........................................................................................................................
lkj haslkdjfha lsdkjfh alskdjfh alksjdf hlakjsdh flaksjd
..........................................................................................................................
Passo 2: leve em conta o ponto de vista de seus pais. O
´ ˜
que acha que poderia estar por tras da preocupaçao deles?
al skdjfha sdlkfja hsdlkfjah sdlkfjash dlfkjah sl
..................................................................................................
lkj hasdlkjfha sldkjf hasldkjfh asldkjfh asldkjfh
..................................................................................................
hlkaj sdlfkja hsdlkfjash dlkfjha sdlkjf ahsldkjfh
..................................................................................................
˜ ˆ
Passo 3: busque soluçoes. De que maneira voce talvez
ˆ
esteja contribuindo para o problema? Que mudanças voce
`
poderia fazer com respeito a sua resposta anterior? Como
˜
gostaria que seus pais lidassem com suas preocupaçoes?
lka jsdhflkasj fhlaskdjfh alskdjf halskdjf halskj
..................................................................................................
h lkaj shdlkjf ahsldkjf halsdkjf hasldkjf halskdj
..................................................................................................
h lkajs hdlfkajsdh lfkajsd hflkajs dhflkajsd hfla
..................................................................................................
lkja hsldkjf halsdkjfh alskdjhf alskdjhf alkjsdf l
..................................................................................................
ˆ
Passo 4: converse sobre isso. Escreva como voce pode-
ria iniciar uma conversa com seus pais sobre ter privacidade.
lkjah sdlkfjha sdlkfjha sdlkjfa hsdlkjf ahsldkj fl
..................................................................................................
lkj ahsldkjf halsdkjfh alskdjf halskdj fhalskdj fl
..................................................................................................
lkja hsldkjf halksdj fhalskdj fhalksjdhf alksjdh
..................................................................................................
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULOVoce perdeu um dos seus pais na
morte? Onde pode encontrar consolo?

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Por que seus pais tem o direito de saber sobre sua vida?
˘ Como seus esforços de aprender a se comunicar com
seus pais talvez o ajudem a conversar com outros
adultos no futuro?

110 os jovens perguntam


16

Como superar a morte


de um dos meus pais?
“Quando minha mae ˜ morreu,
fiquei totalmente perdida e senti
um grande vazio.´ Era ela quem
mantinha a famılia unida.” — Carina.

ˆ
POUCAS coisas tem tanto impacto na vida como perder o pai
˜ ˆ ˜
ou a mae. Voce talvez tenha de lutar com emoçoes que nunca
sentiu. Bruno, que aos 13 anos perdeu o pai por causa de um
´ ´
ataque cardıaco, diz: “Na noite em que recebemos a notıcia,
´ ´ ´
so conseguıamos chorar e nos abraçar.” Natalia, que tinha

´
Embora este capıtulo fale´ especificamente sobre a morte
`
de um dos pais, os princıpios apresentados
´ ` se aplicam a
morte de qualquer pessoa da famılia ou a de um amigo.
‘‘
˜ me abria com ninguem.
Eu nao ´ Se eu tivesse
conversado mais sobre o assunto, teria sido
´ superar a dor.
mais facil

’’
— David

ˆ ˜
10 anos quando o pai morreu de cancer, lembra-se: “Eu nao
˜ ˜ ˜
sabia o que sentir. Entao, nao senti nada. Fiquei sem reaçao.”
´
Cada pessoa reage de forma diferente diante da morte. E
´ ´
por isso que a Bıblia diz que “cada um” tem “as suas proprias
˜ ˆ ˜
afliçoes e dores”. (2 Cronicas 6:29, Nova Versao Internacio-
nal) Com isso em mente, pense um pouco no impacto que a
˜ ˆ
morte do seu pai ou da sua mae teve sobre voce. Descreva
ˆ ´
abaixo (1) como voce se sentiu quando recebeu a notıcia e
(2) como se sente agora.1
a lskdfjçalskdjf açsldkjf açsldkfj açsdlkfj açsl
ı 1 ...............................................................................................
çlka jsçdlkfja sçdlkfj asçdlkfja çsdlkfja çsldkfj
..................................................................................................
çlkasj dçflkasjd fçlaksdj fçalksdj fçalksdjf çalj
..................................................................................................
lkj açlsdkfj açsldkfj asçdlkf jasçdlkf ajsdçlfk j
2 ...............................................................................................
çlka sjdçflkas jdfçlkasj dfçlaksjd fçlaks djfçlak
..................................................................................................
lkj açsldkfj açsldkf jaçsldkf jaçslkdf jaçslkdj fa
..................................................................................................
Pode ser que suas respos-
? ˆ
VOCE SABIA . . .
˜ ´
Chorar nao e´ sinal de
tas revelem que seus sentimen-
˜ ´
tos estao, ate certo ponto, se es-
´ ˜
fraqueza. Ate mesmo tabilizando. Isso e normal e nao
homens ˆ
˜ fortes
´ como significa que voce se esqueceu
˜
Abraao, Jose, Davi e do seu pai ou da sua mae. Por
Jesus choraram´ quando outro lado, talvez ache que ain-
perderam alguem ´
querido na morte. da se sente como no inıcio ou
ˆ ´
— Genesis 23:2; 50:1; ate pior. Sua tristeza pode ser
2 Samuel ˜1:11, 12; ´ ˆ
1 Se ainda for muito difıcil para voce res-
18:33; Joao 11:35. ponder a essas perguntas, tente fazer isso
˜
em outra ocasiao.

112 os jovens perguntam


CHANTELLE
´
‘‘ Meu pai
´ ficou doente durante cinco anos;
a saude dele foi so piorando.
´ Eu tinha 16 anos
quando ele tirou a propria vida.
˜ ˜
“Na ocasiao, minha mae manteve a mim
˜
e a meu irmao mais velho informados de
´
tudo o que estava acontecendo. Ela ate
´
mesmo deixou que participassemos nas
˜
decisoes sobre o funeral. Isso tornou a si-
˜ ´ ´
tuaçao mais facil para nos. Acho que os
˜
filhos nao gostam de ser deixados de
fora — especialmente de assuntos im-
portantes como esse. Com o tempo,
consegui falar abertamente so-
bre a morte do meu pai.
Sempre que sentia vontade
de chorar, simplesmente ia
a algum lugar ou procura-
va uma amiga e chorava.
˜ ´
Minha sugestao e: quando
ˆ
voce precisar falar sobre
isso, procure a ajuda da sua
´
famılia ou dos amigos. Faça
o que for preciso para ex-
pressar sua dor.
’’
˜
LEAH
‘‘ Minha mae teve um grave derrame
quando eu tinha
´
ˆ
19 anos, e morreu tres anos
depois. Apos sua morte, senti que tinha de
ser forte. Seria muito duro para meu pai se
eu desmoronasse em sentido emocional.
“Quando eu era criança e
˜
ficava doente ou nao me sen-
˜
tia bem, minha mae estava
sempre ao meu lado. Eu me
lembro do toque da sua
˜
mao quando ela ia ver se
˜ ´
eu estava com febre. Em certas ocasioes, doi muito sentir que
˜ ´ ˆ
ela nao esta mais aqui. Tenho a tendencia de esconder o que
˜ ´ `
sinto, e isso nao e bom. Por isso, as vezes fico olhando fotos
´ ´
so para conseguir chorar. Conversar com os amigos tambem
´ ˜
ajuda. A Bıblia promete que os que morreram serao ressusci-
´ ˜
tados para viver num paraıso na Terra. ( Joao 5:28, 29 )
˜
Quando me concentro na esperança de ver minha mae de
´
novo — e no que eu preciso fazer para estar la —, a tristeza

’’
diminui.

˜
BETHANY
‘‘
eu disse
˜ a
Eu gostaria de lembrar das ocasioes em que
meu pai que o amava. Sei que
´ eu falava
mas nao consigo me lembrar, e essa e uma lembrança
que eu gostaria de ter. Eu tinha apenas cinco anos
isso,

quando ele morreu.


“Meu pai teve um derrame enquanto dormia, e foi levado
` ˜
as pressas para o hospital. Quando acordei de manha, fiquei
sabendo que ele tinha morrido.
Depois disso, falar sobre meu
pai me incomodava, mas com o
tempo passei a gostar de ouvir
´
historias sobre ele. Isso me aju-
ˆ
da a conhece-lo melhor. Minha
˜
sugestao para quem perdeu o
˜ ´
pai ou a mae na morte e recor-
dar com carinho cada momento
que passaram juntos e colocar
por escrito essas lembranças
˜ ˆ ´
para nao esquece-las. Tambem
faça o que puder para fortalecer
´
sua fe para que, quando seu pai
˜
ou sua mae for ressuscitado no
ˆ
novo mundo de Deus, voce este-
´
’’
ja la.
Sua tristeza pode
ser como ondas que ˆ
quebram quando voce
menos espera

ˆ ˜
comparada a ondas do mar que vem e vao num ritmo constan-
ˆ
te, mas quando voce menos espera uma delas quebra com
´ ´ ´
mais força. Isso tambem e normal — mesmo que ja tenha
ˆ
passado alguns anos. Como voce pode lidar com esses senti-
mentos?
˜
Nao segure o choro. Chorar ajuda a aliviar a dor. Mas
ˆ
voce talvez se sinta como Alice, que tinha 19 anos quando a
˜
mae faleceu. Ela conta: “Eu achava que se eu chorasse os ou-
´
tros pensariam que minha fe era fraca.” Mas veja: Jesus Cris-
´
to era um homem perfeito que tinha forte fe em Deus. Mesmo
assim, ele ‘se entregou ao choro’ quando seu querido amigo
´ ˜ ˜
Lazaro morreu. (Joao 11:35) Assim, nao tenha receio de cho-
˜ ˆ ˜ ´
rar. Isso nao quer dizer que voce nao tem fe. Alice comen-
ta: “Depois de algum tempo, eu

˜
chorei. Chorei muito. Todos os SUGESTAO
dias.”1 ˜
˜ Sempre faça anotaçoes
Nao se culpe. “Eu sempre das lembranças que
dava um beijo de boa noite em tem do seu pai ou da sua
˜
˜ ˆ
mae que morreu. Isso
1 Nao ache que´ voce precisa chorar para pode ser de grande aju-
mostrar que esta triste. As pessoas ex-
pressam sua tristeza de maneiras diferen-
da para lidar com a
tes. Mas, se sentir necessidade, talvez seja tristeza.
“tempo para chorar”. — Eclesiastes 3:4.

Como superar a morte de um dos meus pais? 115


˜ ˜
anotaçoes que serao de ajuda
ˆ
Aliste
˜ boas lembranças que voce tem do seu pai ou da sua
mae que morreu.
asdçlfkajsd fçlaksj dfçlkasj dfçlaksjd fçlkaj sdl
ı
çl aksjdfç laksjd çlafksjd fçlaskdj fçalksdj fçalj

çlaksd jfçlaksdj fçalskdj fçalksdjf çalskdj façls

ˆ
Escreva o que voce gostaria de ter dito a ele ou a ela.
çla ksdjf çalksdj fçalskdjf çalsdk jfaçsldkjf açs

çlka sjdçflka jsdçlfkajs dçlfkaj sdçlkf jasçdlkfj

çlak sdjçflka jsdçflka sjçlkfa jsdçlkfa jsdçlkfj a

ˆ ˜ ´
Imagine que voce tem um irmao mais novo que esta lutando
contra sentimentos de culpa pela´ morte de um dos ´ seus pais.
´
Escreva
ˆ o que diria para consol
´ a-lo. (Isso tambem ajudara
voce a controlar o seu proprio sentimento de culpa.)
jçalks djfçalks djfçlak sjdçflaksjd fçlaksdj fçalj

çlk ajsçdlkfj açsldkf jaçsldkfj açsldkf jçalskdjf

ˆ
Escreva duas ou tres coisas que gostaria de saber sobre um
dos seus pais que morreu e peça que o outro lhe fale sobre
isso.
çlka jsdçlfk jasçdlkf jasçdlkfj açsldkfj açsldkjf

çlka jsdçlkfj açsdlkfj açslkdj fçalskdj fçalksdj f

Leia ´ Atos 24:15. Como


´ a esperança apresentada nesse
versıculo pode
˜ ajuda-lo a lidar com a morte do seu pai ou
da sua mae?
j çalksdj fçalksjd fçlaksj dçflkajs dçflkaj sdçlkf

j çlaksdj fçlaksjd fçlaksdj fçalksd jfçalksdj fçal

116 os jovens perguntam


˜ ˜
minha mae”, diz Carina, que tinha 13 anos quando sua mae
˜ ˜ ˜
morreu. “Mas numa ocasiao nao fiz isso. Na manha seguinte,
˜
ela faleceu. Sei que a culpa nao foi minha, mas sinto como se
˜
fosse, por causa de tudo que aconteceu naquela manha e por
˜ ˆ
nao ter ido ve-la na noite anterior. Meu pai tinha ido viajar a
´ ˜ ´
negocios e pediu que eu e minha irma cuidassemos dela. Mas
˜ ˜
acordamos tarde. Quando chegamos no quarto, mamae nao
´
estava respirando. Eu me senti pessima, porque ela estava
bem quando meu pai saiu.”
ˆ
Como Carina, voce talvez sinta culpa por coisas que dei-
xou de fazer. Pode ser que se torture com uma lista de “se”. ‘Se
´
eu tivesse insistido que o meu pai fosse ao medico.’ ‘Se eu ti-
˜
vesse ido ver como minha mae estava.’ Quando esse tipo de
´
pensamento o perturbar, lembre-se de que e normal sentir re-
˜
morso por nao ter feito as coisas de outro modo. A verdade
´ ˆ
e que voce teria agido de maneira diferente se soubesse o
ˆ ˜ ˜
que iria acontecer. Mas voce nao sabia. Por isso, nao deve se
ˆ ˜ ´ ´
culpar. Voce nao e responsavel pela morte do seu pai ou da
˜
sua mae! 1
´
Fale como se sente. Proverbios 12:25 declara: “Uma pa-
lavra bondosa o anima.” (NVI) Se reprimir seus sentimentos,
˜
1 Se pensamentos assim ainda o afligem, converse com seu pai (ou sua mae) ou
ˆ ´
outro adulto. Com o tempo, voce conseguira ter um ponto de vista mais equilibra-
do sobre o assunto.

˜
plano de açao!
´
Quando a tristeza parecer insuportavel, eu vou . . .
çaçlskd fjaçsldkfj açsldkfj açsldkfj açslkdfj açslkdjf a
ı ..........................................................................................................................
çlaksj dçflaksj dfçlaksjd fçlaksj dfçlkasjd fçalskdj fçl
..........................................................................................................................
` ˜
Eu gostaria de perguntar ao meu pai ou a minha mae
o seguinte sobre esse assunto:
çlka jsdçlfkaj sdçlfkj asçdlkfj asçdlfk jasçdlkfj asçdlk
..........................................................................................................................
j çlak jsdçflkaj sdçlfkaj sdçlfkajs dçflakj çlfkaj çsdlkfj
..........................................................................................................................
´
“[Deus]
´ enxugar
˜ a dos
´ seus olhos toda

=
lagrima,
´ e nao havera mais morte, nem
havera mais pranto, nem clamor,
´ nem dor.
As coisas anteriores ja passaram.”
˜
— Revelaçao 21:4.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
´ ´ ˆ
sera mais difıcil lidar com o pesar. Por outro lado, se voce falar
´ ´
a alguem de confiança como se sente, podera receber “uma
palavra bondosa” de consolo na hora em que mais precisar.
ˆ ´
Fale com Deus. Voce provavelmente se sentira bem me-
˜ ´ ˜
lhor depois de ‘abrir o coraçao’ a Jeova Deus em oraçao. (Sal-
´ ˜ ´
mo 62:8, Bıblia na Linguagem de Hoje) Isso nao e uma sim-
´ ˆ ˜
ples tecnica para faze-lo se sentir melhor. Por meio da oraçao,
ˆ
voce recorre ao “Deus de todo o consolo, que nos consola em
˜ ´
toda a nossa tribulaçao”. (2 Corıntios 1:3, 4) Um modo de
´ ´
Deus consolar e por meio da sua Palavra, a Bıblia. (Romanos
` ˜ ´
15:4) Pode ser de ajuda ter a mao uma lista de textos bıblicos
ˆ
que voce acha consoladores.1
˜
O pesar nao pode ser vencido da noite para o dia. Mas a
´
Bıblia pode dar consolo, pois ela garante que no novo mun-
˜ ´ ´
do prometido por Deus “nao havera mais morte, nem havera
˜
mais pranto, nem clamor, nem dor”. (Revelaçao [Apocalipse]
ˆ ´ ´
21:3, 4) Voce tambem descobrira que meditar nessas promes-
´ ˜
sas o ajudara a superar a perda do seu pai ou da sua mae.
1 Algumas pessoas´ acham os seguintes textos consoladores: Salmo 34:18;
˜
102:17; 147:3; Isaıas 25:8; Joao 5:28, 29.

COMO RESPONDERIA?

´ ˆ
˘ Por que e bom refletir nas boas lembranças que voce
tem de um dos seus pais que morreu?
˘ Por que
´ colocar por escrito seus pensamentos pode
ajuda-lo a lidar com o pesar?

118 os jovens perguntam


SUA IDENTIDADE
2 ˆ
minhas anotações
ˆ
Escreva tres qualidades que voce valoriza
ˆ num amigo de
verdade. Depois escreva o que voce pode fazer para
desenvolver ou melhorar essas qualidades.
ı sdfasdfasdfasdf çals kdf~çlaskd fãçlsdk fãçlsd
~çlka ~sdçlfk a~sçdlfk a~sdlçfk as~dçlfka ~sdçlfk
~çlqk sd~flçask d~flçasdk fãlçsdk fãlçsdk fãdçslk
k ~çlasdk f~lçaskd fãlçsk d~flçasdk fãlçsdk fãsçld
çl ka~sdlç kfa~sdlçk fa~lsçdk fãdsçlk~ç
lk
~çlk~çlk~çlk~çlk~çlk~çl k~çl k~lkhçljhl~kjk~ljlk ~jlç
jçlk j
~lk
jçlkj ~lkj ~çlkj ~çl k~çlk ~çlk
~çlk ~çlk ~çlk ~ç
k ~çlk ~çl k~çlk
~çl k~çl k~çl k
~çl k~ç
l k~
çl k~çlk
~çl k
~çlk
119
~çk l~çl
´
121 Falar sobre sua fe
128 Lidar com o estresse
3DENTRO E FORA DA ESCOLA
134 Largar a escola
142 Professores
150 Uso do tempo
156 Cultura
17

Por que
tenho
medo de
falar sobre˜
minha religiao
na escola?
“Tive boas oportunidades de falar sobre minhas
crenças na escola, mas fiquei quieto.” — Calebe.
“A professora perguntou ´
o que achavamos da
˜ Eu sabia
teoria da evoluçao. que´ era a oportunidade
perfeita para defender minha fe. Mas fiquei
˜ disse nada.
paralisada
´ e nao Depois me senti
pessima.” — Jasmine.
121
ˆ ´ ˜ ´ ´ ´
SE VOCE e um jovem cristao, e possıvel que ja tenha pas-
˜ ˆ
sado por situaçoes assim. Como Calebe e Jasmine, voce tal-
´ ´
vez ame as verdades bıblicas que aprendeu. Talvez ate quei-
ra falar delas a outros. Mesmo assim, pode ser que morra
ˆ
de medo de fazer isso. Mas voce pode aprender a ser mais
corajoso. Como? Faça o seguinte:
ˆ
1. Identifique seus medos. Quando voce pensa em falar
˜
sobre suas crenças, logo imagina que nao vai dar certo. Mas
`
colocar seus medos por escrito ou falar sobre eles as vezes
´ ´
e o suficiente para diminuı-los.
Complete a seguinte frase:
˜
˘ Se eu falar sobre minha religiao na escola, tenho medo
que aconteça o seguinte: ı ...................................................
ça ds]çflak sd~çflak sd
asd ~flaçk sd~lfçaks df~lçask d~falçsk d~flçs
..................................................................................................
˜ ˆ
Se isto serve de consolo, muitos jovens cristaos tem
ˆ
os mesmos medos que voce. Por exemplo, Christian, de
14 anos, admite: “Tenho medo que os colegas zombem de
´
mim e digam que sou esquisito.” E Calebe, citado no inıcio
´ ´
do capıtulo, diz: “Eu ficava preocupado que alguem pergun-
˜
tasse alguma coisa que eu nao soubesse responder.”
´ ˜ ´
2. Aceite` o desafio. Sera que nao ha motivos para
´
ter medo? As vezes ha, conforme Susie, de 20 anos,
se lembra: “Alguns colegas fin-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Alguns dos seus cole-


giam estar interessados nas mi-
nhas crenças”, diz ela. “Mas
gas de classe talvez o depois distorciam minhas pa-
ˆ lavras e zombavam de mim na
admirem por voce˜ se
apegar aos padr
´ oes frente de outros.” Nicole, de
de moral da Bıblia, 17 anos, passou pela seguin-
mas talvez tenham ˜
vergonha de perguntar te situaçao: “Um rapaz mostrou
´ ´
sobre suas crenças um versıculo na Bıblia dele e
religiosas. comparou com a minha; as pa-
lavras eram diferentes. Ele dis-
122 os jovens perguntam
‘Estejam sempre prontos para fazer uma
defesaˆ perante todo aquele que reclamar de

=
˜ ´
voces uma razˆ ao para a esperan´ ça que ha
em voces, fazendo-o, porem, com
temperamento brando e profundo
respeito.’ — 1 Pedro 3:15.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´
se que minha Bıblia tinha sido mudada. Fiquei sem graça!
˜
Nao sabia o que dizer.”1
˜
Situaçoes assim podem ser muito intimidadoras. Mas,
em vez de fugir dos desafios, reconheça que eles fazem par-
˜ ´
te de sua vida como cristao. (2 Timoteo 3:12) Mateus, de
13 anos, comentou: “Jesus disse que seus seguidores se-
˜ ˜
riam perseguidos. Entao, nao podemos esperar que todos
´ ˜ ˜
gostem de nos por causa de nossa religiao.” — Joao 15:20.
´ ´
3. Pense nos benefıcios. Sera que podemos tirar algo
ˆ
de bom de uma experiencia aparentemente ´ ruim? Amanda,
´
de 21 anos, acha que sim. Ela diz: “E difıcil explicar suas
´ ˜ ´
crenças a alguem que nao respeita a Bıblia, mas isso nos
˜
ajuda a ter mais convicçao nelas.” — Romanos 12:2.
ˆ
Avalie novamente o que voce escreveu no item 1.
´
Pense nos benefıcios que poderiam resultar dessa situa-
˜
çao e aliste dois deles.

˜
asdçlfk a~sçdlfk a~sdçlf
1 ......................................................
SUGESTAO

~çalsdk fãçldk ãçslkf ãdl


2 ...................................................... Em vez de dizer
˜ ´ aos seus colegas de
Sugestoes: Sera que falar de classe no que ˜ eles
suas crenças poderia diminuir a devem ou nao acre-
˜ ditar, fale com
pressao dos colegas? Como fa-
´ confiança
lar sobre elas afetara sua auto- ˆ sobre o
´ que voce acredita e
confiança? Como influenciara seus por que acha que˜
˜ ´ ˜
1 As traduçoes da Bıblia nao usam as mesmas
suas
˜ conclus´ oes
palavras. Mas algumas se aproximam mais dos sao razoaveis.
idiomas originais em que ela foi escrita.
˜
Por que tenho medo de falar sobre minha religiao na escola? 123
como iniciar uma conversa
ˆ ´
˘ “O que voce vai fazer nas ferias?” [Depois de ouvir
a resposta, mencione as atividades religiosas em que
ˆ
voce planeja participar, como assistir a um congresso
˜ ´
ou aumentar sua participaçao no ministerio.]
´
˘ Mencione uma notıcia e pergunte: “Ficou sabendo
´ ˜
disso? Qual e sua opiniao?”
ˆ ˜ ˆ
˘ “Voce acha que a situaçao economica do mundo
[ou outro problema] vai melhorar? [Permita uma
resposta.] Por que pensa assim?”
ˆ ˜
˘ “Voce tem religiao?”
ˆ ´
˘ “Como voce acha que sera sua vida daqui a cinco
˜
anos?” [Depois da resposta, diga quais sao seus alvos
espirituais.]

´
sentimentos por Jeova Deus e os sentimentos dele por
ˆ ´
voce? — Proverbios 23:15.
˜
4. Esteja preparado. “O coraçao do justo medita a fim
´ ´
de responder”, diz Proverbios 15:28. Alem de pensar no que
vai dizer, tente prever as perguntas que os outros talvez fa-
çam. Pesquise sobre elas e prepare respostas apropriadas.
´
— Veja a tabela “Prepare suas respostas”, na pagina 127.
5. Inicie a conversa. Depois de se preparar para falar
´
sobre suas crenças, como deve iniciar a conversa? Ha duas
˜ ´
opçoes. De certa maneira, falar sobre suas crenças e como
´
nadar: algumas pessoas entram na agua aos poucos, outras
ˆ
pulam de uma vez. Da mesma forma, voce pode começar fa-
˜ ` ˜
lando sobre um assunto nao relacionado a religiao, como se
´
estivesse entrando na agua aos poucos. Mas, se ficar preo-
˜
cupado demais com o que pode sair errado, a melhor opçao
´
e ‘pular de uma vez’. (Lucas 12:11, 12) “Para mim, pensar
124 os jovens perguntam
´ ´ ˆ
Falar de sua fe e´ como nadar — voce
pode entrar na agua aos poucos
ou pular de uma vez

´
em falar da minha fe
´
era sempre mais difı-
cil do que realmente
´
falar”, diz Andre, de
17 anos. “Mas, depois que
´
começava a conversar, percebia que era muito mais facil do
que eu imaginava.”1
6. Seja sensato. “O homem sensato sempre pensa an-
˜ ´ ´
tes de agir”, escreveu Salomao. (Proverbios 13:16, Bıblia na
ˆ ˜ ´
Linguagem de Hoje) Voce nao mergulharia em aguas rasas.
˜
Da mesma forma, tome cuidado para nao entrar em discus-
˜ ˜ ´
soes que nao levam a nada! Lembre-se de que ha tempo
para falar e tempo para ficar quieto. (Eclesiastes 3:1, 7)
´
1 Veja o quadro “Como iniciar uma conversa”, na pagina anterior.

˜
plano de açao!
Um colega de ˜ classe
´ com quem eu poderia falar sobre
minha religiao e [escreva o nome de pelo menos um]:
as~dçflak s~dçlfka s~dçflk a~sdçlfk a~sdçlfka ~sdl
ı ..........................................................................................................................
lk ãçlsdk fãslçdk f~slaçdk f~saçldk fãlsçdk fãçlsdk
..........................................................................................................................
´
Acho que o assunto que mais lhe interessaria e:
çk ãsçldk fãçdlsk fãçlsdk fãl sçdkfãsl çdfkãlsçd kfãl
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
ç alçsdkj f
..........................................................................................................................
lkjalksjdf halksdjf hlaksjdf hlaksjd hflaksjd hflaksjd h
..........................................................................................................................
‘‘ Quando eu era mais jovem, nao ˜ queria ser
diferente dos outros meninos. Mas depois
˜ me
passei a reconhecer que minha religiao
ajuda a ter uma vida melhor. Perceber isso
me deixou mais confiante e passei a ter
mais orgulho da minha fe.´

’’
— Jason

´
Algumas vezes, ate mesmo Jesus se recusou a dar respos-
tas. — Mateus 26:62, 63.
ˆ
Se achar melhor falar alguma coisa, de uma resposta
objetiva e educada. Por exemplo, se um colega de classe
˜ ˆ ˜
perguntar, em tom de provocaçao: ‘Por que voce nao
ˆ ´ ˜
fuma?’, voce podera simplesmente dizer: ‘Porque nao que-
´ ˜ ˆ
ro prejudicar minha saude.’ Dependendo da reaçao, voce
´ ˜
podera decidir se vale a pena dar mais explicaçoes.
˜ ´ ´
As seis sugestoes deste capıtulo podem ajuda-lo a estar´
´
‘pronto para fazer uma defesa’ de sua fe. (1 Pedro 3:15) E
˜ ´
claro que estar pronto nao eliminara todo o nervosismo. Ali-
ˆ
ne, de 18 anos, comenta: “Quando voce fala de suas cren-
ças apesar do medo, se sente vitorioso porque conseguiu
˜
superar o medo e assumiu o risco de as coisas nao darem
ˆ
certo. Mas, se derem certo, voce vai se sentir ainda melhor.
´
Ficara feliz por ter tido a coragem de falar.”
´ ´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULOA escola esta deixando voce
estressado? Descubra como lidar com isso.

COMO RESPONDERIA?

˜
˘ Qual poderia ser uma das ˜ razoes de seus colegas
zombarem da sua religiao?
˜ ´
˘ Se decidir falar sobre sua religiao, por que e
importante falar com confiança?

126 os jovens perguntam


˜ ˜
prepare suas Sugest
˜ ao: Converse com seus pais
´ e com os jovens da congregaçao sobre estas infor- Tir
maçoes. Preencha a tabela. Daı veja se consegue pensar emˆ outras perguntas que seus ˆ co ´ e um
pi a
respostas colegas de escola talvez façam, e prepare respostas que voce pode dar de modo espontaneo. a!
´
pergunta resposta proxima pergunta resposta

ˆ ˜ ˜ ˜
Por que voce ˜ nao` ´ ˜ ˆ ˜ Nao; e milhoes de ´
faz a saudaçaoˆ a Eu respeito
˜ o paıs onde moro, Entao voce n´ ao lutaria Testemunhas ˜ de Jeov´ a de ˜
bandeira? mas nao o adoro. pelo seu paıs? outras naçoes tambem ´ nao
˜ Voce ´
lutariam contra este paıs.
nao ama seu paıs?

neutralidade
´
Eu aceito tratamentos
˜ ˆ medicos
ˆ ˜ seguros, que nao tem o risco de Mas e se for caso ı .........................................
Por que voce nao˜ de vida
aceita transfusoes transmitir doenças como aids ou ˜ ´ ou morte?˜ .........................................
de sangue? hepatite. Mas o motivo
˜ ´ de eu n ´ ao Sera que Deusˆ nao
aceitar transfus oes e que a Bıblia perdoaria voce? .........................................

sangue
´
proıbe o uso de sangue. .........................................

´ ´
Fulano˜ e da sua Todos nos recebemos
˜ as .........................................
religiao e ele fez mesmas ˜ ˜
˜ instruçoes de
ˆ Deus, Entao, na sua religiao, .........................................
isso e aquilo. mas nao somos robos. Cada
´ as pessoas fazem
ˆ ˜ Por um deve
que voce nao ˜ tomar suas proprias o que querem? .........................................
decisoes.

escolhas
pode fazer?
.........................................

Por que eu deveria acreditar? ............................... j çlaks jdçlfkaj sçldkf jaçsldkf jaçsld
.........................................

˜
ˆ ˜ Nem mesmo os cientistas
Por que voce nao kj
acredita na teoria chegam a um acordo sobre isso ............................... .........................................
˜ — e eles se dizem entendidos k jçalks jdçlkf
da evoluçao? ............................... .........................................

criaçao
no assunto!
çlkd
............................... jçlk jfçlk jsçlkd
.........................................
18

Como posso lidar com


o estresse na escola?
˜ na escola que muitas
“Eu sentia tanta pressao
vezes tinha vontade de chorar e gritar ao mesmo
tempo.” — Sharon.
“O estresse na escola nao˜ diminui quando voceˆ fica
mais velho — o que muda sao ˜ os motivos.” — James.

128 os jovens perguntam


˜ ˜ ˆ ´
TEM a impressao de que seus pais nao entendem que voce esta
passando por muito estresse na escola? Talvez eles digam que
ˆ ˜ ´ ´
voce nao tem dıvidas para pagar, uma famılia para sustentar ou
˜ ˆ
um patrao para agradar. No entanto, voce provavelmente acha
˜ ´
que, na escola, enfrenta tanta pressao quanto eles — ou ate
mais.
´
Apenas ir e voltar da escola ja pode ser estressante. “Quase
ˆ
sempre acontecia uma briga no onibus escolar”, diz Tara, que
mora nos Estados Unidos. “O motorista parava e todos tinham
de descer. Isso causava um atraso de meia hora ou mais.”
´ ˆ `
Sera que o estresse diminui quando voce chega a escola?
ˆ
Dificilmente! Talvez voce enfrente o seguinte:
˘ Estresse causado pelos professores.
“Meus professores querem que eu me destaque e tire as
´
melhores notas, e eu me sinto pressionada a agrada-los.”
— Sandra.
“Os professores pressionam os alunos a se superar nos es-
tudos, principalmente se o aluno tem alguma habilidade espe-
cial.” — Ana.
ˆ
“Mesmo que voce tenha bons alvos na vida, alguns profes-
ˆ ˜
sores fazem voce se sentir como lixo se nao se empenhar pe-
ˆ
los objetivos academicos que eles acham ser os melhores para
ˆ
voce.” 1 — Naomi.
ˆ
Como o estresse causado pelos professores afeta voce?
ı ..................................................................................................
..................................................................................................

˘ Estresse causado pelos colegas.


´ ˆ ˜
“No ensino medio, os jovens tem mais liberdade e sao mais
ˆ ˜ ´ ´
rebeldes. Se voce nao age como eles, e excluıdo.” — Kevin. `
˜
“Todo dia, enfrento a tentaçao para beber e fazer sexo. As
´ ´
vezes e difıcil resistir ao desejo de fazer essas coisas.” — Aaron.
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Capıtulo 20 deste livro.

Como posso lidar com o estresse na escola? 129


“Agora que tenho 12 anos, o que me deixa mais estressada
´ ˜
e a pressao para namorar. Todo mundo na escola me pergun-
´ ˆ
ta: ‘Ate quando voce vai ficar sem namorado?’ ” — Alexandra.
“Eu era pressionada para sair com um garoto. Quando re-
´
cusei, meus colegas disseram que eu era lesbica. E isso quando
eu tinha apenas 10 anos!” — Christina.
ˆ
Como o estresse causado pelos colegas afeta voce?
ı ..................................................................................................
..................................................................................................

˘ Outras causas de estresse. Ponha um  na que mais es-


ˆ
tressa voce ou escreva outra.
´
O Epoca de provas
˜
O Liçao de casa
O Expectativas elevadas dos pais
` ´
O Corresponder as suas proprias expectativas elevadas
´
O Bullying ou assedio sexual
✔ Outra .....................................................................................
O
Quatro passos para reduzir o estresse
˜ ´ ´ ´
Nao e realista pensar que e possıvel concluir os estudos
sem ter de lidar com algum tipo de estresse. Por outro lado,
deve-se admitir que estresse em excesso pode sobrecarregar a
´ ˜ ˜
pessoa. O sabio Rei Salomao escreveu: “A mera opressao pode
´ ˜ ´
fazer o sabio agir como doido.” (Eclesiastes 7:7) Mas nao e pre-
ciso deixar que isso aconteça com
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Dormir o suficiente
ˆ ´
voce. O segredo e aprender a con-
´
trola-lo.
´
toda noite — pelo Lidar com o estresse e como le-
menos
˜ ´ oito horas — vantar pesos. Para ser bem-sucedi-
nao so o ajuda a lidar do, um halterofilista deve se prepa-
com o´ estresse, mas ˜ ˜
rar bem. Ele nao poe na barra mais
tambem ´ melhora a
memoria. pesos do que consegue levantar, e
os levanta do modo correto. Se fizer

130 os jovens perguntam


Assim como levantar
pesos´ do modo correto pode
torna-lo fisicamente mais
forte, lidar com o estresse
do modo
´ correto pode
torna-lo emocionalmente
mais forte

´ ´
isso, ele fortalecera os musculos sem prejudi-
´ ´
car o corpo. Caso contrario, ele podera rom-
´ ´
per um musculo ou ate fraturar um osso.
´ ´
Da mesma forma, e possıvel lidar com o
estresse e ser bem-sucedido ao realizar algo
ˆ
que voce precisa fazer sem se prejudicar.
Como? Siga os seguintes passos:
1. Identifique as causas. “A pes-
ˆ
soa sensata ve o perigo e se esconde”,
´ ´ ´
diz um proverbio sabio. (Proverbios
´
22:3, Bıblia na Linguagem de Hoje)
ˆ ˜
Mas voce nao pode ‘se esconder’ do estresse que o sobrecarre-
˜
ga a menos que primeiro identifique a causa. Entao veja nova-
ˆ ˆ ´
mente onde voce pos um  na pagina anterior. Qual daqueles
´
pontos esta lhe causando mais estresse?
2. Faça pesquisas. Por exemplo, se estiver estressado por-
˜ ˜
que tem muita liçao de casa, analise as sugestoes apresentadas
´
no Capıtulo 13 do Volume 2. Caso esteja se sentindo pressio-
nado a se envolver em imoralidade sexual com algum colega de
´ ´ ´ ´
classe, tambem podera encontrar conselhos uteis nos Capıtu-
los 2, 5 e 15 do Volume 2.
˜ ˜
3. Nao demore a agir. Ignorar os problemas nao neces-
ˆ ´
sariamente vai resolve-los. Pelo contrario, eles tendem a pio-
´
rar, aumentando seu estresse. Apos decidir como lidar com
˜ ˜
uma situaçao estressante, nao fique adiando. Faça logo o que
ˆ ´ ´
tem de fazer. Por exemplo, se voce e Testemunha de Jeova

Como posso lidar com o estresse na escola? 131


‘‘ Todo dia, meu pai orava comigo antes de me
˜
deixar na escola. Isso me dava uma sensaçao
de segurança.

’’
— Liz

´ ˜
e esta se esforçando para viver segundo os padroes de mo-
´
ral da Bıblia, deixe logo isso claro. Agir assim pode diminuir
´
seu estresse. Michele, de 20 anos, diz: “Logo no inıcio de
cada ano escolar, eu iniciava uma conversa sobre algum as-
sunto que com certeza me da-

˜
SUGESTAO ria a oportunidade de explicar
que a minha conduta se baseava
Divida os problemas que ˜ ´
lhe causam estresse em nos padroes da Bıblia. Descobri
duasˆ categorias — os que que, quanto mais eu demorava
voce pode fazer algo˜ a em me identificar como Teste-
respeito e os que nao ´ ´
munha de Jeova, mais difıcil fi-
pode
ˆ controlar.
˜ Primeiro, cava. Foi de muita ajuda deixar
de atençao aos ˜ ´
ˆ proble- clara minha posiçao e daı viver
mas que voce pode fazer
algo a respeito. Depois, de acordo com minhas crenças
quando todos esses pro- no restante do ano.”
blemas forem resolvidos 4. Pe ça ajuda. Mesmo o
— se isso um ˆ dia
´ aconte- mais forte dos halterofilistas
cer —, voce tera bastante ˆ ´
tem limites. Voce tambem tem.
tempo para pensar ˜ nos ˜ ´
problemas que nao pode Mas nao e preciso carregar esse
´
resolver. fardo sozinho. (Galatas 6:2) Por
˜
que nao conversa com seus pais
˜
plano de açao!
Para me ajudar a lidar com o estresse, eu decidi que,
´ `
quando possıvel, vou dormir as ı ...............
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
..............................................................................................
..............................................................................................
=
‘Lançai sobre [Deus] toda a vossa
ansiedade, porque
´ ele tem
cuidado de vos.’ — 1 Pedro 5:7.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
˜
ou com outro cristao maduro? Mostre a eles as respostas que
ˆ ´ ˜
voce escreveu neste capıtulo e peça sugestoes.
Existe estresse bom?
´
Por incrıvel que pareça, sentir um pouco de estresse na rea-
´ ˆ ˆ ´
lidade e algo bom. Por que? Isso indica que voce e esforçado e
ˆ ˜ ´
que sua consciencia nao se tornou preguiçosa. Veja como a Bı-
˜
blia descreve uma pessoa que parecia nao se estressar com
´ ˆ
nada: “Preguiçoso, ate quando voce vai ficar deitado? Quando
˜
vai se levantar? Entao o preguiçoso diz: ‘Eu vou dormir somen-
te um pouquinho, vou cruzar os braços e descansar mais um
´
pouco.’ Mas, enquanto ele dorme, a pobreza o atacara como
˜ ´ ´
um ladrao armado.” — Proverbios 6:9-11, Bıblia na Lingua-
gem de Hoje.
Helen, de 16 anos, resume bem o assunto. Ela diz: “A esco-
˜ ˆ
la pode parecer um lugar muito ruim, mas as pressoes que voce
˜ ´
enfrenta ali ´ sao as mesmas que enfrentara quando começar a
˜ ´ ´
trabalhar.” E verdade que nao e facil lidar com o estresse. Mas,
˜ ´ ´
se for controlado, ele nao vai prejudica-lo. Na realidade, fara de
ˆ
voce uma pessoa mais forte.
´ ´ ´ ´ ˜
NO PROXIMO CAPITULO Sera que largar a escola e a soluçao
para os seus problemas?

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Por que ser perfeccionista so vai aumentar seu
estresse?
ˆ
˘ Com quem voce pode conversar se estiver
se sentindo muito estressado?

Como posso lidar com o estresse na escola? 133


19

Devo largar
a escola?

ˆ
Voce acha
que deve´
estudar´ ate
que serie? ı ..........
E seus
´ pais,
ate quando
eles queremˆ
que voce
1111111111
estude? ..............

SEUS pais responderam a


ˆ
mesma coisa que voce? Mes-
mo se esse for o caso, talvez
ˆ
haja dias em que voce quer lar-
ˆ
gar a escola. Veja se voce se
identifica com alguns dos co-
´
mentarios
` a seguir.
˜
“As vezes, eu ficava tao estressada que
nem queria sair da cama. Eu pensava: ‘Por que
`
preciso ir a escola para aprender coisas que nunca vou
usar?’ ” — Rachel.
134 os jovens perguntam
˜ `
“Muitas vezes, eu nao aguentava mais ir a escola; queria
largar tudo e encontrar um emprego. Achava que a escola
˜
nao me ajudava em nada e que seria melhor trabalhar e ga-
nhar dinheiro.” — John.
´ ´
“Eu mudei para uma escola de ensino medio numa area
˜
mais pobre da cidade e tive problemas para me adaptar. Nao
tive nenhuma dificuldade com as atividades escolares, mas eu
´
me sentia excluıdo e passava a maior parte do tempo sozi-
´ ´
nho. Nem os outros que tambem eram excluıdos conversa-
vam comigo. Minha vontade era largar tudo.” — Ryan.
´ ˜
“Certas noites, eu gastava ate quatro horas fazendo liçao.
˜
Ficava tao atolada com provas, trabalhos e projetos — um
´ ˜
atras do outro — que achava que nao aguentaria mais. Eu ti-
nha vontade de desistir.” — Cindy.
´
“Na minha escola, ja houve uma ameaça de bomba, um
´ ˆ ´ ˆ
suicıdio, tres tentativas de suicıdio e violencia envolvendo
˜ ´
gangues. Tinha dias em que a situaçao ficava insuportavel e
eu queria largar os estudos!” — Rose.
´ ˜
Ja passou por algo parecido? Entao escreva abaixo o que
aconteceu.
ı ..................................................................................................
asd afçlsdk fãçlsdk fãsçldk fa~sçdlfk as~dçlf
ˆ
Pode ser que voce esteja pensando seriamente em largar
´
a escola. Mas como saber se esta largando os estudos porque
´ ˜
e a hora certa ou porque nao aguenta mais? Antes de respon-
der, precisamos saber o que significa largar a escola.
Sair ou largar?
ˆ
Como voce explicaria a diferença entre sair da escola e
largar a escola?
~çals kd~lfça ksd~flçak sd~flaçsk df~sçal kd
..................................................................................................
lçk a~dçslkf a~çlsdfk a~dçsl kfadsçlfk a~lçds
..................................................................................................
ˆ ´ ´
Voce sabia que em alguns paıses e normal um jovem se
formar depois de cinco a oito anos de estudo? Em outros

Devo largar a escola? 135


lugares, espera-se que os alunos fiquem pelo menos dez anos
˜ ´ ´
na escola. Assim, nao existe uma idade ou serie especıfica
que se aplica aos alunos do mundo inteiro.
´ ´
Alem disso, alguns paıses ou estados permitem que um
´
aluno estude algumas ou todas as materias em casa, sem pre-
`
cisar ir a escola. Os jovens que estudam em casa — com a
˜ ˜ ´ ˜ ˜
permissao e a cooperaçao dos pais, e claro — nao estao lar-
gando a escola.
ˆ ´
Mas, se voce esta pensando em largar os estudos — quer
em casa quer na escola — antes de se formar, precisa anali-
sar as seguintes perguntas:
´
O que a lei exige? Como ja foi dito, as leis que determi-
´
nam o numero de anos de escolaridade mudam de um lu-
´ ´ ´ ˆ
gar para outro. Qual e o perıodo mınimo exigido onde voce
´ ´ ˆ
mora? Ja cumpriu esse perıodo? Se voce desconsiderar o
´ ´ `
princıpio bıblico de estar ‘sujeito as autoridades superiores’ e
˜ ´ ´
nao cumprir o requisito mınimo, estara largando a escola.
— Romanos 13:1.
´ ˆ
Ja atingi meus objetivos escolares? Voce espera que a
˜ ˜
educa´ çao o ajude a alcançar que objetivos? Nao sabe ao cer-
´ ˆ ´
to? E importante saber! Do contrario, voce sera igual a um
passageiro que pega um trem sem saber para onde quer ir.
˜
Entao converse com seus pais e preencha o quadro “Meus ob-
´ ´
jetivos escolares”, na pagina 139. Isso o ajudara a se concen-
ˆ ˜
trar nos seus objetivos, e voce e seus pais poderao decidir
ˆ ´ ´
quanto tempo voce devera continuar na escola. — Prover-
bios 21:5.
Seus professores e outras pes-
?
Jovens que
ˆ
VOCE SABIA . . .
`
faltam as
´
soas sem duvida vao lhe dar con-
selhos sobre o grau de escolarida-
ˆ
˜

ˆ de que voce deve ter. Mas, no fim


aulas tem mais pro- ˜ ˆ
babilidade de acabar das contas, sao seus pais que tem a
largando a escola. autoridade para dar a palavra final.
´
(Proverbios 1:8; Colossenses 3:20)

136 os jovens perguntam


=
“Todo precipitado seguramente
ˆ se
encaminha para a carencia.”
´
— Proverbios 21:5.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

Se sair da escola antes de alcançar os objetivos escolares que


ˆ ´
voce e seus pais estabeleceram, estara largando a escola.
˜
Por que quero largar a escola? Cuidado para nao se en-
ˆ
ganar! (Jeremias 17:9) O ser humano tem a tendencia de
˜ ´
apresentar bons motivos para justificar decisoes egoıstas.
— Tiago 1:22.
ˆ
Escreva abaixo os motivos que voce considera justos para
sair da escola antes de se formar.
a~sdçlfk as~dlçfk as~çdlfk as~dfçlk as~dçflal
ı ..................................................................................................
~çla k~dçslf ka~slçdfk a~slçdf ka~dlfçk as~fç
..................................................................................................
´
Escreva alguns motivos egoıstas.
~çla ks~dçlf kas~lfdç kaslçdfk a~slçdfk a~çsl
..................................................................................................
~çlka s~dfçl kas~fdlçk as~çldfk as~dfçlk asçl
..................................................................................................
ˆ
Que motivos justos voce escreveu? Dois deles talvez se-
´
jam ajudar financeiramente a famılia e participar num traba-
´ ´
lho voluntario. Alguns motivos egoıstas podem ser fugir das
˜ ´ ´
provas e das liçoes de casa. O desafio e identificar qual e sua
˜ ´ ´
principal motivaçao — e se ela e justa ou egoısta.
ˆ
Veja novamente a lista que voce fez acima e classifique de
ˆ
1 a 5 os motivos de voce querer sair da escola (1 para o me-
ˆ
nos importante e 5 para o mais importante). Se voce largar a
´ ´ ´ ´
escola so para fugir de problemas, e provavel que va se arre-
pender.
Qual o problema em desistir?
´
Largar a escola e como pular de um trem antes de che-
´
gar ao seu destino. O trem pode ser desconfortavel e os

Devo largar a escola? 137


´
Largar a escola e como pular
de um trem antes de chegar
ao seu destino

˜
passageiros talvez nao sejam
´ ˆ
simpaticos. Mas, se voce pu-
˜
lar do trem, com certeza nao
´ ´
chegara ao seu destino e e
´
provavel que se machuque
gravemente. De modo simi-
ˆ ˜
lar, se voce desistir, nao vai
atingir seus objetivos escola-
´
res e sofrera problemas a cur-
to e a longo prazo. Veja alguns exemplos:
´
Problemas a curto prazo: Talvez seja mais difıcil encon-
´ ´
trar um emprego. E, mesmo se achar um, e provavel que o sa-
´ ˆ
lario seja menor do que se voce tivesse terminado os estudos.
˜ ´ ˆ
Para manter um padrao de vida basico, pode ser que voce
precise trabalhar mais horas num ambiente que talvez seja
pior do que o da sua escola.
Problemas a longo prazo: Pesquisas mostram que as
˜ ´
pessoas que largam a escola sao mais propensas a ter saude
˜ ˆ
fraca, ir para a prisao e depender de assistencia social para vi-
ver. ´
˜ ´ ˆ
E claro que terminar a escola nao e garantia de que voce
vai evitar esses problemas. Mas

˜
SUGESTAO por que dificultar sua vida desne-
ˆ ´ cessariamente por abandonar os
Se voce esta tendo difi-
culdades no ambiente estudos?
escolar, veja se conse- ´ ˜
Benefıcios de nao desistir
gue se inscrever
´ em ˆ
cursos ˜ rapidos que o Se voc e acabou de ir mal
ajudarao a se formar numa prova ou teve um dia di-
´
mais cedo. fıcil na escola, talvez queira de-
ˆ
sistir — para voce, os problemas

138 os jovens perguntam


meus objetivos escolares
´ ´
Um dos principais objetivos da escola e prepara-lo
para conseguir um emprego que o ajude a sustentar
´
a si mesmo e sua futura famılia. (2 Tessalonicenses
´ ˆ
3:10, 12) Ja decidiu que tipo de emprego voce quer?
˜
Como os anos escolares o prepararao para esse
˜
emprego? Para saber se seus estudos estao levando
ˆ ˜ `
voce na direçao certa, responda as seguintes
perguntas:
˜ ˆ
Quais sao meus pontos fortes? (Por exemplo, voce interage
bem com outras pessoas? Gosta ˆ de serviços manuais, de
fazer ou consertar coisas? Voce se sai bem em analisar e
resolver problemas?)
asd f,asdfçl aks djfçalskdjf çalskdjf açslkdfj al
ı ..................................................................................................
Em que tipo de emprego eu poderia usar meus pontos
fortes?
j çlaksdj fçalksjd fçlaksdj fçlaksdj façlksdj façl
..................................................................................................
Que oportunidades de emprego existem no lugar onde
eu moro?
j çlkaj sdçflka jsdçlfkajs dçflkasj dfçlaksjd fçal
..................................................................................................
´ ˜
Que materias que estou estudando agora vao me preparar
para o mercado de trabalho?
çalksd jfçalskd jfçalksd jfçlaksd jfçlaksd jfçla
..................................................................................................
˜
Que opçoes de estudo, ou cursos, me ajudariam a alcançar
meus objetivos?
çlka sjdçflka jsdçlfka jsdçlfka jsdçlkfj asçldk f
..................................................................................................
´
Lembre-se:
˜ seu objetivo´ e se formar
˜ ˜ com´ um grau de
instruçao que lhe seja util. Entao, nao ´ va ao outro extremo
— o de ficar no “trem” para sempre, so para fugir das
responsabilidades da vida adulta.1
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Volume 2, Capıtulo 38.
´

‘‘
´
E impossıvel fugir dos problemas.Continuar
na escola ajuda voceˆ a aprender a se virar
sozinho. Isso o beneficiara´ no mercado
de trabalho e em qualquer outro lugar.
— Ramona

no futuro podem parecer insignificantes comparados com os


ˆ
problemas que voce tem agora. Mas, antes de optar pela saı-
´
da mais “facil”, veja o que os alunos mencionados no inıcio
´ ˜
´
´
’’
deste capıtulo disseram sobre como foi bom para eles nao ter
largado a escola.
´
“Aprendi a ser perseverante e determinada. Tambem
˜ ˆ
aprendi que gostar ou nao de algo depende de voce. Por ficar
˜ ´
na escola, adquiri as qualificaçoes necessarias para um futuro
emprego.” — Rachel.
“Agora sei que se me esforçar bastante conseguirei alcan-
´
çar meus objetivos. Estou fazendo um curso tecnico no ensi-
´ ˆ ´
no medio que vai me ajudar a me tornar mecanico grafico.”
— John.
˜
plano de açao!
´
Se eu estiver com dificuldade numa materia, em vez de
largar a escola, eu vou . . .
açsldkf jaçsldkfj asçldkf jasçdlkfj açsdlkf jaçsdlkfj aç
ı ..........................................................................................................................
k jçalskd jfaçlskd jfaçlskd jfaçsldkfj açlskdj fçalskdj fl
..........................................................................................................................
Se, por causa do cansaço, eu sentir vontade de largar
a escola, vou conseguir lidar com isso se eu . . .
çlk jasdçlkfj asçdlfkja sçdlfkaj sdçflkasj dçflkaj sdçflk
..........................................................................................................................
çlkaj sdçlkf ajsdçlfka jsdçlkfaj sdçlfkja sdçlfkajs çlfka
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
j çlaksj dfçlaksd jfçalksd jfçalksdj fçaslkd jfçaslkd fja
..........................................................................................................................
çlaks dfçalksdj façlskd fjaçlsdkfj açsdlkfj açsdlkfj asl
..........................................................................................................................
˜ ´ ´
“Por eu nao ter desistido, aprendi bem os princıpios basi-
cos de leitura e escrita. A escola me ensinou a tirar proveito
´ ´
das crıticas e a me expressar de modo claro e logico — habi-
´ ´ ˜
lidades uteis no ministerio cristao.” — Ryan.
“A escola melhorou minha habilidade de resolver proble-
mas tanto dentro da sala de aula como em qualquer outro
ˆ
lugar. Pensar em maneiras de lidar com os desafios acade-
micos, sociais e outros me ajudou bastante a amadurecer.”
— Cindy.
“A escola me preparou para os desafios no ambiente de
´ ˜
trabalho. Alem disso, enfrentei muitas situaçoes que me obri-
˜ ˜
garam a fazer uma avaliaçao das minhas crenças. Entao, por
˜
permanecer na escola, fortaleci minhas convicçoes religio-
sas.” — Rose.
´ ˜ ´
O sabio Rei Salomao escreveu: “Melhor e o fim posterior
´ ´ ´
dum assunto do que o seu princıpio. Melhor e aquele que e
´
paciente do que o soberbo no espırito.” (Eclesiastes 7:8) En-
˜ ˆ
tao, em vez de desistir, tenha paciencia e tente resolver os
ˆ
problemas que voce enfrenta na escola. Se fizer isso, desco-
´ ´ ˆ
brira que “o fim posterior” sera muito melhor para voce.
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULO E se o motivo de voce odiar a escola
´ ˆ ˜ ´
e porque voce nao se da bem com seu professor?

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Por que e importante aprender bem a ler, escrever
e fazer contas?
˘ Como´ ter objetivos escolares
´ a curto prazo pode
ajuda-lo a aproveitar ao maximo a escola?
´
˘ Por que eˆ importante ter uma ideia do tipo de trabalho
que voce quer ter depois de se formar?

Devo largar a escola? 141


20

Como posso me
dar bem com
meu professor?
111111111
Nome do seu professor favorito: ı .................................
ˆ 111111111
Por que voce gosta desse professor? .................................
ˆ
Nome do professor com quem voce
111111111
tem mais dificuldade de se dar bem:.................................
ˆ
VOCE pode escolher seus amigos, mas nem sempre pode es-
ˆ
colher seus professores. Talvez voce goste de todos eles. Da-
vid, de 18 anos, diz: “Nunca tive problema com nenhum dos
meus professores. Eu os respeitava, e eles gostavam de mim.”
ˆ
Por outro lado, pode ser que voce se identifique com Sa-
´
rah, de 11 anos, que diz sobre sua professora: “Ela e muito
˜ ˆ ˜
chata. E nao consigo entende-la. Ou ela nao explica bem uma
´ ˆ
materia ou explica demais.” Para voce se dar bem com seu

142 os jovens perguntam


“Todas as coisas, portanto, que ´ quereis

=
´
que os homens vos façam, vos tambem
tendes de fazer do mesmo modo
a eles.” — Mateus 7:12.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ
professor, primeiro precisa identificar o problema que voce
´ ´
acha que existe. Depois de identificar o desafio, sera mais facil
ˆ
vence-lo. Ponha um  nos problemas abaixo que se aplicam
ao seu caso, ou acrescente outro.
ıO ´
✔ Acho difıcil entender meu professor
O
✔ Acho que mereço notas mais altas
O
✔ Acho que meu professor tem seus alunos preferidos
✔ Acho que levo mais bronca do que mereço
O
✔ Acho que estou sendo discriminado
O
O
✔ Outro .................................................................................
aslkdjf hasldkjf ahsldkfj ahsldkfjash dlkfjhda slfkjas hdflkajshdf laksjd fhalskdjfh asdl

´ ˜
O que pode ajuda-lo a lidar com a situaçao? O primeiro
´ ´
passo e aplicar o seguinte conselho dado pelo apostolo Pedro:
“Sede todos da mesma mentalidade, compartilhando os senti-
´
mentos.” (1 Pedro 3:8) O que poderia ajuda-lo a ‘compartilhar
os sentimentos’, ou seja, colocar-se no lugar de um professor
“chato”? Considere algumas coisas a respeito dos professores.
´ ˆ
Os professores tambem erram. Eles tem suas manias,
´ ´
seus problemas e ate mesmo seus preconceitos. “Se alguem
˜ ´ ´
nao tropeçar em palavra”, escreveu o discıpulo Tiago, “este e
´
homem perfeito, capaz de refrear tambem todo o seu corpo”.
(Tiago 3:2) Bianca, de 19 anos, diz: “Minha professora de Ma-
´ ˜ ˆ
tematica nao tinha muita paciencia e sempre gritava com a
´ ´ ´
gente. Por isso achavamos difıcil respeita-la.” Por que a pro-
fessora dela agia assim? “A classe fazia muita bagunça”, diz
´
Bianca, “e os alunos se comportavam mal so para deixar a
professora ainda mais irritada”.
ˆ ˜ ´
Com certeza, voce gosta quando um professor nao da mui-
ˆ
ta importancia aos seus erros e defeitos, especialmente se
ˆ ´ ˆ
voce estiver muito estressado. Sera que voce pode agir da

Como posso me dar bem com meu professor? 143


mesma maneira com seu professor? Escreva algo que aconte-
ˆ
ceu recentemente na sala de aula e o que voce acha que pro-
˜
vocou essa reaçao do professor.
ı ..................................................................................................
s fdlçgksjdfgçlksjdf glsdkjf çglskdjf çglsdfkjg ç
qçlskdj fçglskdjf çglsdkfj gçsldfkgj sçdlfkgj sdl
..................................................................................................
ˆ
Os professores tem seus alunos preferidos. Pense nos
desafios que os seus professores enfrentam: Quantos alunos
´
da sua classe querem estar la? Quantos dos que realmente
´ ˜
querem estar la estao dispostos a se concentrar em um assun-
to por meia hora ou mais e conseguem fazer isso? Quantos
˜
alunos gostam de descarregar suas frustraçoes e agressivida-
ˆ
de nos professores? Agora imagine que voce tenha de ensinar
´ ´
a 20, 30 ou ate mais dos seus colegas uma materia que a
˜ ˜ ˜
maioria nao quer estudar. Nao daria mais atençao aos que pa-
recem mais interessados?
ˆ ˆ ´
Talvez voce se irrite quando ve alguem demonstrando cla-
ˆ
ramente preferencia por outra pessoa. Natasha fala sobre um
de seus professores: “Ele marcava uma data para entregar-
˜
mos os trabalhos, mas sempre abria exceçoes para os que jo-
´
gavam no time de futebol da escola — e para mais ninguem.
˜ ` ´
Nao era a toa, ele era o auxiliar tecnico do time!” Se algo pare-
´ ˆ ´
cido esta acontecendo com voce, pergunte-se: ‘Sera que essa
˜ ´
situaçao esta prejudicando o ensino que estou recebendo?’ Se
˜
nao estiver, por que ficar abor-
? ´
E prov
´
ˆ
VOCE SABIA . . .

´ avel que seu profes-


recido ou com ciume?
´
Escreva abaixo o que pode
sor ja tenha ensinado a fazer para deixar mais claro ao
´ ˆ ´
mesma mat eria dezenas seu professor que voce esta in-
´ ´
ou ate centenas de vezes teressado no que ele esta ensi-
para outras classes. nando.
Assim, talvez seja um de-
safio para ele manter o kj çsldkfj gsçldkfj gsçllj
.................................................
entusiasmo
´ que tinha no çlkjs çdlfkgj sçdflkgj s
.................................................
inıcio.
çlks jdfçlgksj dfçlgksjf
.................................................

144 os jovens perguntam


˜
Os professores sao ´como pedras num ˆ rio
— eles podem ajuda-lo a ir da
ˆ ignorancia
ao conhecimento, mas voce precisa
fazer a sua parte
Os professores ` interpretam
mal os alunos. As vezes, cho-
ques de personalidade ou mal-
entendidos fazem com que seu
ˆ
professor fique contra voce. Fa-
zer perguntas pode ser encara-
do como rebeldia, e um pouco de
senso de humor como desrespei-
to ou criancice.
ˆ ´
O que voce pode fazer se for mal interpretado? A Bıblia diz:
˜ ´ ´
“Nao retribuais a ninguem mal por mal. . . . Se possıvel, no que
´ ´
depender de vos, sede pacıficos para com todos os homens.”
˜
(Romanos 12:17, 18) Assim, tente nao contrariar seu profes-
˜ ˆ
sor. Evite discutir com ele. Nao de motivos para ele se quei-
ˆ ´ ´
xar de voce. Tente ser amigavel. ‘Amigavel? Com ele?’, talvez
ˆ
voce se pergunte. Sim, demonstre boas maneiras por cumpri-
´ ˆ
menta-lo respeitosamente na sala de aula. Se voce for sempre
´
educado — ate mesmo sorrindo de vez em quando —, pode-
´ ˜
ra mudar a opiniao que ele tem a seu respeito. — Romanos
12:20, 21.

˜
Um jovem chamado Ken, SUGESTAO
por exemplo, muitas vezes era ˆ
Se voce acha
mal interpretado pelos professo- ´ que seu
´ professor e chato,´ con-
res. “Sou muito tımido”, diz ele, centre-se na materia,
˜
“e nunca conversava com meus nao˜ nele. Faça anota-
professores”. Como ele resolveu çoes e perguntas de´
isso? “Percebi que a maioria dos modo respeitoso; alem
professores queria me ajudar. disso, mostre´ entusias-
˜ mo pela materia.´ O
Entao decidi conhecer todos eles entusiasmo e conta-
pessoalmente. Depois disso, mi- giante.
nhas notas melhoraram muito.”

Como posso me dar bem com meu professor? 145


‘‘ Eu me esforcei para fazer amizade com
todos os meus professores. Sei o nome
deles e, quando os vejo na rua, paro alguns
minutos para falar com eles.

’’
— Carmen

´
E verdade que ter boas maneiras e conversar nem sempre
˜ ˆ
farao com que voce conquiste a amizade do seu professor.
ˆ ˜ ˆ
Mas tenha paciencia. O Rei Salomao escreveu: “Com pacien-
cia pode-se convencer um chefe [ou professor]; as palavras
ˆ ´
suaves quebram a resistencia.” (Proverbios 25:15, Sociedade
´ ˜
Bıblica Portuguesa) Quando for tratado injustamente, nao fi-
que irritado, fale de modo calmo. Talvez seu professor reava-
˜ ´
lie a opiniao que tem a seu respeito. — Proverbios 15:1.
Se seu professor o interpreta mal ou o trata de modo injus-
´ ˜
to, qual e a sua primeira reaçao?
sfdç lkgsjd fçlgksjd fgçlskdjf gçslkdf jgsçldfkg
ı ..................................................................................................
˜
Que reaçao seria melhor?
çlsk djfgçlskdjf gçlskdfj gçlskdfj gçlskdfj gçlsd
..................................................................................................
´
Como resolver problemas especıficos
˜ ´
Entender as limitaçoes do seu professor e apenas o come-
ˆ ´
ço. O que voce pode fazer para resolver um problema especıfi-
ˆ ˜
co? Por exemplo, como voce poderia lidar com as situaçoes a
seguir?
Mereço uma nota melhor. “Eu sempre tirava notas altas”,
ˆ
diz Karina. “Mas num ano meu professor de Ciencias me deu
uma nota muito baixa. Eu merecia uma nota melhor. Meus pais
´
conversaram com o diretor, mas ele aumentou so um pouco a
ˆ
minha nota. Eu continuei muito brava.” Se voce passa por um
˜ ´ ˜
problema parecido, nao lance uma serie de acusaçoes contra o
˜
seu professor. Em vez disso, aprenda de Nata, um personagem
´ ´ ´
bıblico. Ele recebeu a difıcil tarefa de expor um serio erro do

146 os jovens perguntam


˜ ˜ ´
Rei Davi. Nata nao entrou no palacio gritando e acusando o rei,
mas conversou com Davi com jeito. — 2 Samuel 12:1-7.
ˆ
Da mesma maneira, voce pode conversar com seu profes-
ˆ ˆ
sor de modo calmo e humilde. Se voce fizer escandalo ou acu-
sar seu professor de incompetente ou coisa pior, dificilmente
´
ganhara sua amizade. Tente agir de modo mais adulto. Primei-
´
ro peça ao seu professor para ajuda-lo a entender seu siste-
˜
ma de notas. “Escute antes de responder”, escreveu Salomao.
˜ ´ ´
“Se nao fizer isso, estara agindo como tolo e ofendera outros.”
´
(Proverbios 18:13, Today’s English Version) Depois que tiver
ˆ
escutado, talvez voce possa mencionar o que acha que passou
˜
despercebido do professor. Mesmo que a sua nota nao mude,
´
provavelmente ele ficara impressionado com a sua atitude ma-
dura.
´
Acho que meu professor esta me discriminando. Veja o
que aconteceu com Rachel. Ela sempre recebia notas altas.
´
Quando ela foi para o setimo ano, as coisas mudaram. “Meu
ˆ ´
professor fez tudo o que pode para que eu fosse mal na mate-
ria dele”, diz Rachel. Qual era o problema? O professor deixou
˜
plano de açao!
Para ajudar a tornar mais interessante uma aula cansativa,
eu vou . . .
sçsldfk jgsçldfkgj sçdlfkgj sçdflkgj sçdlfkgj sçdlfkgj s
ı ..........................................................................................................................
çlks jdfçlkgsj dfçlgk jsdfçlgkj sdçlfkgj sçdlfkgj sçdlfkj
..........................................................................................................................
´
Se eu achar que meu professor esta sendo injusto comigo,
eu vou . . .
çlks dfçlgksj dfçlgksj dfgçlksjd fçglksdj fgçlskdfj gçls
..........................................................................................................................
çlkjs dfçlgks jdfçglksj dfçglskdj fgçlskdfj gçslk jfdgçlj
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlk sjdçflkgj sdçflkgj sdçlfkgj sdçflkgj sdçflkgj sçdlfk
..........................................................................................................................
çlks djfgçlskd jfgçlskdfj gçslkdfj gçsldkfj gsçdlfkgj sl
..........................................................................................................................
˜ ˜ ˜
claro para Rachel e sua mae que nao gostava da religiao de-
las.
O que aconteceu? Rachel conta: “Toda vez que ficava evi-
dente que ele tinha deixado seu preconceito influenciar a minha
˜ ´
nota, eu e minha mae ıamos conversar com ele. Com o tempo,
´ ˆ ´
ele parou de pegar no meu pe.” Se voce esta passando por algo
˜
parecido, fale com seus pais sobre isso. Com certeza eles vao
querer falar com o professor e talvez com a diretoria da escola,
˜
para encontrar uma soluçao.
Tente ´ ver as coisas a longo prazo
E verdade
` que nem todo assunto complicado tem um final
´
feliz. As vezes e preciso ser persistente. “Tive um professor que
tratava mal os alunos”, diz Tanya. “Ele nos ofendia e nos cha-
´
mava de ignorantes. No inıcio eu chorava, mas depois aprendi
˜
a nao levar para o lado pessoal o que ele dizia. Eu me concen-
˜
trava em estudar e prestava atençao nas suas aulas. Com isso,
ele parou um pouco de me perturbar, e passei a ser um dos
poucos alunos que recebia boas notas. Dois anos depois, ele foi
despedido.”
´ ˆ ´
Aprenda a lidar com um professor difıcil e voce ganhara
ˆ ´
uma valiosa experiencia de vida. Isso o ajudara quando tiver de
´ ´ ´
lidar com um chefe difıcil. Tambem aprendera a dar valor a
bons professores.
´ ´ ˜
NO PROXIMO CAPITULO Acha
´ que nao tem tempo
˜ suficiente?
Aprenda a encarar o relogio como amigo, nao como
inimigo.

COMO RESPONDERIA?

´ ´
˘ Por que e importante se concentrar mais na materia
do que no professor?
ˆ ´
˘ Como o modo de voce encarar a materia pode
influenciar o modo como o professor o trata?

148 os jovens perguntam


´
EXEMPLO A SEGUIR

Moises
´
Moises foi uma pessoa muito privilegiada. Ele foi cria-
´ ´ ´
do na famılia real de Farao e instruıdo em toda a sabedo-
´ ˜
ria dos egıpcios. (Atos 7:22) O que ele fez com a instruçao
que recebeu? Ele poderia ter obtido fama, fortuna e poder.
˜ ˜
Mas nao foi influenciado pela pressao dos colegas nem
´ ˜ ´
foi atraıdo pela ambiçao egoısta. Em vez disso, ele esco-
´
lheu usar a vida de um modo que sem duvida surpreendeu
a muitos. Ele preferiu “ser maltratado com o povo de
´ ´
Deus”. (Hebreus 11:25) Sera que Moises perdeu alguma
˜
coisa ao fazer isso? Nao. Por ter escolhido servir a Deus e
ajudar as pessoas, ele teve uma vida feliz e gratificante.
ˆ ˜ ´
Se voce tem acesso a uma educaçao basica de qualida-
´ ˆ ´
de, como aproveitara isso? Voce pode ir atras de dinheiro
´
ou poder. Ou, como Moises, pode fazer algo realmente
´
significativo com a sua vida — usar sua capacidade fısica
´
e mental para servir a Deus e ao proximo. (Mateus 22:35-
´ ˜
40) Nenhum outro modo de vida e tao recompensador!
21

Como usar
melhor
o tempo?
Quantas
ˆ horas a mais
voce acha que o dia
deveria ter?
1111111111
ı .................................
Como usaria esse
tempo extra?
✔Saindo com os amigos
O
✔Dormindo
O
✔Estudando
O
✔Outra .........................
O sçlf dkgjsdflçkgj sdfçlkgj sdçflkgj f

´
O TEMPO e como um cavalo veloz
´ ˆ
— para que ele lhe seja util, voce tem
´
de aprender a controla-lo. Controle seu
´
tempo e provavelmente ficara menos es-
´ ˜
tressado, tirara notas melhores na escola e seus pais passarao
ˆ ´ ˆ
a confiar mais em voce. “Isso parece ´ otimo”, talvez voce diga,
´ ´ ´
“mas e mais facil falar do que fazer”. E verdade que enfrentara
´ ˆ
desafios, mas podera vence-los. Vejamos alguns exemplos.
˜
Desafio 1: fazer uma programaçao
ˆ ´
O que pode atrapalhar. Voce se sente sufocado so de pen-
˜ ˜
sar em fazer uma programaçao. Gosta de ser livre e nao quer
ser controlado por uma agenda.
˜
Por que fazer mesmo assim. O Rei Salomao escreveu: “Os
planos do diligente seguramente resultam em vantagem.” (Pro-

150 os jovens perguntam


=
‘Certifiquem-se das coisas mais
importantes.’ — Filipenses 1:10.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´ ˜
verbios 21:5) Salomao era um homem ocupado. Era marido,
pai e rei. E provavelmente se tornou mais ocupado quando foi
ˆ ´
ficando mais velho. Da mesma forma, voce tambem leva uma
´ ´
vida atarefada agora. Mas e provavel que ela fique ainda mais
` ˆ
agitada a medida que voce for ficando mais velho. Quanto mais
ˆ
cedo voce aprender a se organizar, melhor.
´
O que outros jovens dizem. “Uns seis meses atras, passei
˜
a fazer uma programaçao. Estava tentando facilitar as coisas, e
˜ ´
parece que ter uma programaçao deu certo!” — Junior.
˜
“Fazer listas me ajuda a nao esquecer as coisas. Quando
˜
aparecem mais coisas para fazer, eu e minha mae colocamos
tudo por escrito e juntas tentamos achar um modo de dar con-
ta de tudo.” — Melissa.
´ ˜ ˆ
O que o ajudara. Imagine a seguinte situaçao: voce e sua
´ ˜
famılia vao fazer uma viagem de carro. Cada um joga de qual-
˜
quer jeito a bagagem no porta-malas. A impressao que se tem
´ ˜ ˆ
e que nao vai caber tudo. O que voce pode fazer? Pode come-
çar tudo de novo, colocando primeiro as malas maiores e encai-
xando as menores nos lugares que sobrarem.
´
Algo parecido pode ser feito com suas atividades diarias. Se
ˆ ´
voce ocupar seu tempo primeiro com coisas pequenas, correra
˜ ˜
o risco de nao conseguir encaixar as importantes. Entao, faça
´
primeiro as coisas grandes, e ficara surpreso com o tempo que
vai sobrar para as outras. — Filipenses 1:10.
˜ ˆ
Quais sao as coisas mais importantes que voce precisa fa-
zer?
asdfç glkajsdfçlkasdj
ı ................................................ çlka jsdçlfkaj sçdlkfja
...........................................
aç sldkf jasçdlkfja sçlf
................................................ k jaçlsdkjf açsldkjf açl
...........................................
çlka jsçdlfkaj sçdlkfjal
................................................ çlka jsçdlfka jsdçlfkas
...........................................

Como usar melhor o tempo? 151


ˆ ˆ
Agora numere em ordem de importancia as coisas que voce
ˆ
precisa fazer. Se voce fizer as coisas mais importantes primei-
´
ro, vai se surpreender com a quantidade de tempo que sobrara
para cuidar das outras.
ˆ
O que voce pode fazer. Arrume uma agenda de bolso e
ˆ
aliste as coisas que precisa fazer em ordem de importancia. Ou
talvez uma das alternativas abaixo funcione bem no seu caso.
´ ˜
O Calendario doˆ celular O Bloco de´ anotaçoes
O Agenda eletronica ✔ Calendario de mesa
O
˜
Desafio 2: seguir a programaçao
O que pode atrapalhar. Quando chega da escola, o que
ˆ ´
voce mais quer e descansar e ver TV por alguns minutos. Ou
˜
talvez tenha a intençao de estudar para uma prova, mas recebe
uma mensagem de texto convidando-o para ir ao cinema. O fil-
˜ ˆ
me nao pode esperar, mas voce pode deixar para estudar mais
´ ˆ
tarde. ‘Alem disso’, voce diz a si mesmo, ‘eu trabalho melhor
˜
sob pressao’.
ˆ
Por que fazer mesmo assim. Se voce estudar quando a
´
mente estiver mais alerta, provavelmente conseguira notas me-
´ ˆ ´ ˜ ˜ ˜
lhores. Alem disso, voce ja nao enfrenta bastante pressao? Nao
´ ´
acha que deixar para estudar tarde da noite so vai aumenta-la?
´
Como sera o seu dia seguinte? Talvez acorde atrasado, fique
`
mais estressado, saia as pressas de casa e chegue tarde na es-
´
cola. — Proverbios 6:10, 11.
O que outros jovens dizem. “Gosto muito de ver TV, tocar
˜
violao e ficar com os amigos. Es-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Planejar fazer coisas


˜ ˜
sas coisas nao sao erradas. Mas,
`
por causa delas, as vezes o que
´
demais´ no mesmo dia o e mais importante fica para de-
´ ´
deixara estressado. Se pois, daı e a maior correria.”
estabelecer
´ prioridades, — Juliano.
vera o que precisa ser ´ ˜
feito e o que nao
˜ O que o ajudara. Nao pro-
precisa. grame apenas as coisas que pre-
´
cisa fazer — programe tambem

152 os jovens perguntam


´
O tempo
ˆ e como um cavalo veloz ´
— voce tem de aprender a controla-lo

as que gosta de fazer.


´
“Fica mais facil cumprir
˜
minhas obrigaçoes quan-
do sei que mais tarde vou fazer
as coisas que gosto”, diz Julia-
no. Outra ideia: estabeleça um
alvo e pense nos passos que
´
precisa dar para alcança-lo.
ˆ
O que voce pode fazer. Es-
creva um ou dois alvos que
´
pode alcançar nos proximos
seis meses.
sdçflg ksdflçgks df~gçlks df~gçlsk df~gçlsk d
ı ..................................................................................................
~çsldfk g~sçfldkg s~dçlfk g~sdçlfkg ~slçdfkg
..................................................................................................
´ ˆ
Que alvo realıstico voce pode estabelecer para daqui a dois
´
anos? E o que precisa fazer desde ja para atingir esse alvo?1
~çl skd~fçlg ksd~flçgk sd~flçgk s~dlçfgk sd~l
..................................................................................................
~çlsk df~lçgsk df~glçks df~lçgk sdf~lçgk sd~
..................................................................................................


Desafio 3: ser ordeiro e organi- ˜
SUGESTAO
zado ˜
ˆ Nao tente aplicar˜
O que pode atrapalhar. Voce
˜ todas as sugest oes
nao entende bem o que ser ordeiro e ´
deste capıtulo de
organizado tem a ver com usar me- uma vez. Em vez dis-
´ ´
lhor o tempo. Alem do mais, e bem so, aplique apenas
´ ´
mais facil deixar as coisas bagun- uma delas no proxi-
ˆ ˆ
çadas. Afinal, voce pode arrumar o mo mes. Quando
˜ estiver fazendo isso
quarto amanha — ou nunca! Se a
automaticamente,
˜ ´ escolha outra.
1 Para mais informaçoes, veja o Capıtulo 39
deste livro.

Como usar melhor o tempo? 153


‘‘
´
Certa vez, ouvi alguem comentar a meu
respeito em tom de brincadeira: ‘Se quiser que
`
ele chegue as 4 da tarde, marque para as 3.’ Foi
´
aı que percebi que precisava aprender a usar
melhor o meu tempo.

’’
— Ricardo

˜ ˜ ´ ´
bagunça nao o incomoda, nao ha nenhum problema. Mas sera
˜ ´
que nao ha mesmo?
Por que fazer mesmo assim. Manter as coisas arruma-
´ ˜ ´
das e organizadas o ajudara a nao perder tempo em procura-
´ ´ ´
las. Isso tambem o deixara bem mais tranquilo. — 1 Corıntios
14:40. ` ˜
O que outros jovens dizem. “As vezes, quando nao tenho
tempo para guardar minhas roupas, as coisas que preciso fi-
´
cam perdidas no meio da bagunça!” — Marcia.
“Procurei minha carteira por uma semana. Isso me deixou
bem estressado. Finalmente a encontrei quando arrumei meu
quarto.” — Fernando.
´
O que o ajudara. Tente guardar as coisas no lugar assim
´
que for possıvel. Faça isso sempre, em vez de deixar que a de-
sordem tome conta.
ˆ ´
O que voce pode fazer. Crie o habito de arrumar as coisas.
˜
plano de açao!
Posso gastar menos tempo com . . .
sflçdg ksd~flçgk sdlçfgk sdfçlgk s~fçlkg s~dçflgk s~l
ı ..........................................................................................................................
Vou usar o tempo que sobrar para fazer o seguinte:
s ~dflgçk sdflçgk sdf~gçlk sd~flçgk sdf~glçk sdf~lçg
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
~çsldf kg~slfçdk g~slçfdkg s~fçdlgk s~dlçgks d~fk
..........................................................................................................................
dçlk s~fldçgk s~dçflkg s~dlçfk gs~dfçlgk s~dfçlgk sl
..........................................................................................................................
para onde vai o meu tempo?
´ ˆ
No perıodo de uma semana, Some as horas que voce
jovens entre 8 e ´18 anos gasta por semana
gastaram em media suas 3
vendo TV ı ..............
horas assim:
2
jogando videogame ..............
17com os pais 1
navegando na internet ..............
´ 1
30 na escola
ouvindo musica ..............
7
Total ..............
Dessas horas,

44 vendo TV, jogando


videogame, enviando
mensagens de ´ texto
e ouvindo musica
quantas posso usar
facilmente para
coisas mais
4
importantes ..............

´
Mantenha tudo em ordem e sua vida com certeza ficara mais
´
facil!
ˆ ˆ
Voce, seus colegas e seus pais tem a mesma quantidade de
´ ´
tempo todos os dias. Se desperdiça-lo, tera dificuldades. Se
´ ´ ´
usa-lo bem, sera beneficiado. A escolha e sua.
´ ´ ˆ ´ ˜
NO PROXIMO CAPITULO Voce e filho de imigrantes? Nao se
`
sente a vontade nem na escola nem ˆ em casa? Aprenda a
tirar proveito das suas circunstancias.

COMO RESPONDERIA?

˘ Como aprender
´ a programar seu tempo agora
´
o ajudara no futuro, quando tiver sua propria vida?
ˆ
˘ O que voce pode aprender dos seus pais sobre como
usar bem o tempo?
ˆ ´ ˜
˘ Se voce ja tem uma programaçao, que ajustes talvez
precise fazer nela?

Como usar melhor o tempo? 155


22

Dividido entre
duas culturas — o que
posso fazer?

O idioma ou a cul-
Seu pai˜ ou´ tura com que voceˆ
sua mae e tem contato na
imigrante? escola e´ diferente
ı O Sim O ˜
✔ Nao dos de sua casa?
˜
✔ Nao
O Sim O
´ ´ ˜
“Minha famılia e italiana, e demonstra afeiçao
e ternura
˜ abertamente. Agora moramos na
Gra-Bretanha. Aqui as pessoas parecem muito
organizadas e educadas. Eu me sinto dividido
entre asˆ duas culturas — ˆmuito italiano para ser
um britanico e muito britanico para ser um
italiano.” — Giosue,` Inglaterra.
“Na escola, meu professor disse que eu olhasse
para ele quando ele estivesse falando. Mas, quando
fiz isso com o meu pai, ele falou que eu estava
sendo mal-educado. Eu me sentia dividido entre
duas culturas.” — Patrick, nascido na França,
filho de imigrantes argelinos.
´
QUANDO seus pais se mudaram para outro paıs, enfrenta-
ram grandes desafios. De repente eles se viram cercados por
pessoas de roupas, culturas e idiomas diferentes dos deles.
˜
Eles se destacavam na multidao. Em resultado disso, talvez
tenham sido desrespeitados e discriminados.
´ ˆ
Isso tambem tem acontecido com voce? Veja abaixo al-
˜ ˆ
guns desafios que outros jovens nessa situaçao tem enfren-
˜ ˆ ´
tado. Ponha um  na situaçao que voce acha mais difıcil de
lidar.
O Zombaria. Noor era bem jovem quando se mudou com
´ ˆ ´
sua famılia da Jordania para a America do Norte. Ela diz:
“Nossas roupas eram diferentes e por isso as pessoas riam
´ ˜ ´
de nos. E com certeza nao entendıamos o senso de humor
dos americanos.”
O Crise de identidade. “Nasci na Alemanha”, diz uma jo-
˜
vem chamada Nadia. “Meus pais sao italianos, por isso eu fa-
˜
lava alemao com sotaque, e as crianças na escola me cha-
´
mavam de ‘estrangeira idiota’. Mas, quando visito a Italia,
˜
percebo que meu italiano tem sotaque alemao. Por isso, me
˜ ˜
sinto como se nao tivesse uma identidade verdadeira. Nao
´
importa aonde eu va, sou uma estrangeira.”
Dividido entre duas culturas — o que posso fazer? 157
O Diferenças culturais em casa. Ana tinha 8 anos quan-
´
do se mudou para a Inglaterra com a famılia. “Para meu ir-
˜ ˜ ´
mao e eu, a adaptaçao a Londres foi quase automatica”, diz
ela. “Mas foi um grande desafio para meus pais, que viveram
por tantos anos na ilha da Madeira, uma pequena ilha portu-
guesa.”
˜
Voeun tinha 3 anos quando seus pais, que sao camboja-
` ´ ˜
nos, chegaram a Australia. “Meus pais nao se adaptaram
muito bem”, diz ela. “Na verdade, meu pai muitas vezes fica-
˜
va aborrecido e irritado porque eu nao entendia suas atitudes
e seu modo de pensar.”
✔ Barreira linguıstica´
O em casa. Ian tinha 8 anos quando
´
ele e sua famılia se mudaram do Equador para Nova York.
Depois de seis anos nos Estados Unidos, ele diz: “Hoje eu
ˆ
falo mais ingles do que espanhol. Meus professores falam in-
ˆ ˆ
gles, meus amigos falam ingles e
? ˆ
VOCE SABIA . . .
ˆ
Se voce dominar dois
eu converso com meu irmao em
ingl
ˆ ˆ ´
es. O ingles esta tomando o lu-
˜

´ gar do espanhol na minha mente.”


idiomas, tera mais
chances de conseguir ´
Lee, nascida na Australia e
um emprego. filha de pais cambojanos, diz:
“Quando converso com meus pais
e quero expressar em detalhes como me sinto sobre certos
˜ ´
assuntos, percebo que simplesmente nao sei falar bem a lın-
gua deles.”
Noor, citada antes, diz: “Meu pai fez de tudo para que fa-
´ ˜ ´
lassemos o idioma dele em casa, mas nao querıamos falar
´ ´
arabe. Aprender arabe parecia um peso a mais. Nossos ami-
ˆ ´
gos falavam ingles. Os programas de TV que assistıamos
ˆ ´
eram em ingles. Para que aprender arabe?”
ˆ
O que voce pode fazer?
´ ˆ ˜ ´
Conforme mostram os comentarios acima, voce nao e o
´ ˆ
unico a enfrentar esses desafios. Em vez de tentar vence-los,
158 os jovens perguntam
=
˜ ´
“Deus nao e parcial.” — Atos 10:34.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ˜
talvez voce tente esquecer toda a sua formaçao cultural e
´ ´
adotar a cultura do paıs em que esta vivendo. Mas isso pro-
ˆ
vavelmente ofenderia seus pais e deixaria voce frustrado. Em
vez disso, que tal aprender a lidar com os seus desafios e ti-
˜
rar proveito da sua situaçao? Considere as seguintes suges-
˜
toes:
˜ ˆ
Como encarar as zombarias. Nao importa o que voce
´
faça, nunca agradara a todos. Quem gosta de zombar dos ou-
´
tros sempre arrumara uma desculpa para fazer isso. (Pro-
´ ˜
verbios 18:24) Nao perca tempo tentando mudar a atitude
˜
preconceituosa deles. “O zombador nao gosta de quem o cor-
´ ˜ ´
rige”, disse o sabio Rei Salomao. (Proverbios 15:12, Nova
˜ ´ ´
Versao Internacional ) Comentarios preconceituosos so ex-
˜ ˆ ˜
poem a ignorancia de quem os faz, nao as supostas falhas de
´
quem e o alvo da zombaria. ´
Como lidar com a crise de identidade. E natural querer
´
fazer parte de um grupo, tal como a famılia ou pessoas de de-
´ ´
terminada cultura. Mas e um erro pensar que seu valor e me-
˜
dido pela sua formaçao cultural ou familiar. As pessoas tal-
˜ ˜
vez o julguem com base nisso, mas Deus nao. “Deus nao
´ ´ ˜
e parcial”, disse o apostolo Pedro. “Em cada naçao, o ho-
mem que o teme e que faz a jus-
´ ´

˜
tiça lhe e aceitavel.” (Atos 10:34, SUGESTAO
ˆ
35) Se voce fizer o seu melhor Se seus colegas zom-
´ ˜
para agradar a Jeova Deus, ele bam de sua
´ ´ ˜ formaçao
vai considera-lo como parte de etnica, nao revide e
´ ´ mantenha o senso de´
Sua famılia. (Isaıas 43:10; Mar-
´ ´ humor.
cos 10:29, 30) Sera que ha algo ´ Se fizer isso, e
provavel que eles ´ desis-
melhor do que ser identificado tam de provoca-lo.
´
como parte da famılia de Deus?
Dividido entre duas culturas — o que posso fazer? 159
‘‘ Fico feliz de poder ajudar outros.Consigo
ˆ
´
explicar a Bıblia
´
frances e moldavio.
a pessoas que falam russo,

’’
— Oleg

Como diminuir a diferença cultural em casa. Em quase


´ ˆ
toda famılia, pais e filhos tem pontos de vista diferentes. No
seu caso, essas diferenças podem ser ainda maiores — seus
ˆ ´
pais querem que voce adote os costumes do paıs deles, mas
ˆ ´ ˜
voce quer adotar os costumes do paıs onde estao vivendo.
Ainda assim, se quer que as coisas deem certo na sua vida,
ˆ ˜ ´
voce deve ‘honrar seu pai e sua mae’. — Efesios 6:2, 3.
Em vez de se rebelar contra os costumes dos seus pais
˜ ˆ
porque acha que nao servem para voce, tente entender por
´
que seus pais se apegam aos costumes deles. (Proverbios
´
2:10, 11) Pergunte-se: ‘Sera que esses costumes entram em
´ ´ ˜ ´
conflito com os princıpios bıblicos? Se esse nao e o caso, do
˜
que especificamente nao gosto nesses costumes? Como eu
poderia expressar meus sentimentos
´ aos meus pais de modo
´ ´
respeitoso?’ (Atos 5:29) E claro que sera muito mais facil
honrar seus pais — entender o modo de pensar deles e ex-
´ ˆ
pressar seus proprios sentimentos — se voce souber falar
´
bem a lıngua deles.
´
Como vencer a barreira linguıstica em casa. Algumas
´ ´
famılias descobriram que, se insistirem em falar apenas a lın-
˜
gua materna em casa, os filhos se beneficiarao, pois apren-
˜ ˜
derao bem os dois idiomas. Por que nao tenta fazer isso?
ˆ ´
Voce tambem pode pedir que seus pais o ensinem a escrever
´
na lıngua deles. Stelios, que foi criado na Alemanha, mas cuja
´ ´
lıngua materna e o grego, diz: “Meus pais costumavam con-
´
siderar comigo um texto bıblico todos os dias. Eles o liam em
voz alta e depois eu o escrevia. Hoje consigo ler e escrever
˜
tanto em grego como em alemao.”
160 os jovens perguntam
ˆ
Voce pode
˜ encarar sua
formaçao cultural como
uma ponte que o liga
a outros

´
Qual e outra vantagem? “Aprendi o idioma dos meus pais
porque queria me aproximar mais deles em sentido emocio-
` ´
nal e, acima de tudo, espiritual”, diz Giosue, ja citado. “Falar
o idioma deles permite que eu entenda como eles se sentem.
´
Isso tambem os ajuda a me entender.”
˜
Uma ponte, nao uma barreira
ˆ ˜
Como voce vai encarar sua formaçao cultural — como
uma barreira que o separa dos outros ou como uma ponte
˜
que o liga a eles? Muitos jovens cristaos descobriram que
ˆ
tem um motivo a mais para diminuir as diferenças culturais.
Eles querem falar a outros imigrantes sobre as boas novas do
Reino de Deus. (Mateus 24:14; 28:19, 20) “Saber explicar as
´ ˜
Escrituras em dois idiomas e maravilhoso!”, diz Salomao, que
˜
plano de açao!
´
Para entender melhor a lıngua dos meus pais, eu vou . . .
ads çflakjsdflsaçkd flskçadf a~ldçskf a~sçldfk a~sdl
ı ..........................................................................................................................
~çal sdk~flçasdk fãlsçdkf ãldsçfk a~sçdlfk a~sdçlfk
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
~çalsdk fãçlsdk f~laçsdk fãlsçdk fa~çsdlkf as~çdflk
..........................................................................................................................

~çla ksd~flçak sd~lçfa skdf~çalsdk fãlçsdk fa~lçdk f


..........................................................................................................................
se mudou para Londres quando tinha 5 anos. “Eu quase ti-
´
nha esquecido minha lıngua materna, mas agora que estou
˜ ´
em uma congregaçao de lıngua portuguesa, posso falar in-
ˆ ˆ ˆ
gles e portugues com fluencia.”
Noor, mencionada antes, viu a necessidade de evangeli-
´
zadores no campo arabe. Ela diz: “Estou tendo aulas e ten-
tando recuperar o que perdi. Mudei meu modo de pensar.
Agora quero que me corrijam. Eu quero aprender.”
ˆ ´
Com certeza, se voce esta familiarizado com duas cul-
turas e sabe falar dois ou mais idiomas, tem uma gran-
ˆ
de vantagem. O que voce sabe das duas culturas aumenta
sua capacidade de entender os sentimentos das pessoas e
` ´
de responder as perguntas delas sobre Deus. (Proverbios
˜
15:23) Preeti, que nasceu na Inglaterra e cujos pais sao in-
`
dianos, diz: “Por entender duas culturas, eu me sinto mais a
´
vontade no ministerio. Compreendo as pessoas de ambas as
˜
culturas — em que elas acreditam e quais sao suas atitudes.”
´ ˆ ´ ˆ
Sera que voce tambem pode encarar suas circunstancias
´
como uma vantagem em vez de um obstaculo? Lembre-se,
´ ˆ ´ ˜ ´
Jeova o ama pelo que voce e, nao por causa do paıs de onde
ˆ
voce ou seus pais vieram. Assim como os jovens citados,
´ ˆ ˆ
sera que voce pode usar seu conhecimento e sua experiencia
˜ ´
para ajudar outros com a mesma formaçao etnica que a sua
´
a aprender sobre Jeova, nosso Deus amoroso e imparcial?
´
Fazer isso pode torna-lo realmente feliz! — Atos 20:35.

COMO RESPONDERIA?

˜
˘ Como conhecer
´ a formaçao cultural dos seus pais
o ajudara a entender melhor a si mesmo?
ˆ ˜
˘ Que vantagens
˜ ˆ voce tem em comparaçao com jovens
que nao tem contato com mais de uma cultura?

162 os jovens perguntam


DENTRO E FORA DA ESCOLA
3 minhas
ˆ ´
anotações ´
Descreva que tipo de aluno voce e e por que acha que e
desse jeito.
ı a~lçsdf kasd~çlfka sdçlfka sd~lçfak sd~çlfaksd
~çl kasd~çlfka s~dflç kasd~lçk
~çl asd~lçf ka~lçdskf
~çl ka~lçsdfk alsçdkf a~slçdk
~çla ksd~çfla ksd~çfldksa ~çl
k ~çals kd~flçaskd ~lçfadsk
~çlk as~dçlf ka~slçdfk a~lsçd k
Escreva como a escola o tem beneficiado.
~çla ksd~çflak sd~lfçak sd~lçk
~çla ksdfçla ksd~çflak sd~lç
k ~çlasdk façlsdk fãsçdlk
~çlasdasdçf as~dçf jaçsldkfj çlkj
çlkaj sdçlkfja sçdlkfja sçldkfj asçldk j
çlka jsdçflakjs dçflka jsdçlk
j çlaskdj façlskdj façlksd j
çlkaj sçdlkfj asçldkf jalçkj
çlkj çlak jsdçlfka jsdçlkf jasçdlkf jdç
lk jaçlsdkfj açlsdkjf açlsdkfj açsdlkj
çlkajds flaksjdçlfakjs dçflaksdj çflaksd jfçlk 163
165 Homossexualidade
172 Sexo antes do casamento
4 SEXO, MORAL E AMOR
178
˜
Masturbaçao
183 Sexo sem compromisso
188 Rapazes
195 Garotas
203 Amor verdadeiro
212 Casamento
221 Fim do namoro
228 Predadores sexuais
23

Como posso ´explicar o


conceito da Bıblia sobre
a homossexualidade?
ˆ
Numa´ cerimonia ˜ a plateia foi
de premiaçao,
ao delırio quando duas atrizes famosas se
cumprimentaram com um beijo apaixonado! Os
observadores inicialmente ficaram chocados, depois
aplaudiram
´ em apoio. Os “gays” consideraram
˜ passou deisso
uma vitoria. Para
´ outras pessoas, nao um
golpe publicitario. Nos dias seguintes, a cena do
beijo apareceu ˜ repetidas vezes nos telejornais e foi
vista por milhoes de pessoas na internet.
´
CONFORME mostra o episodio acima, uma das coisas que
´ ´ ˜
mais causa alvoroço na mıdia e quando celebridades dao a
˜ ´
entender ou dizem abertamente que sao gays, lesbicas ou

Como posso explicar . . . 165


bissexuais. Algumas pessoas as elogiam por sua coragem; ou-
˜ ˆ
tras as condenam por sua vida imoral. Muitos que nao tem
˜
uma opiniao forte sobre o assunto consideram a homossexua-
lidade apenas um estilo de vida alternativo. “Quando eu esta-
ˆ ˜
va na escola”, disse Daniel, de 21 anos, “se voce nao fosse a fa-
´
vor da homossexualidade, era chamado de preconceituoso ate
˜
mesmo por alunos que nao eram gays”.
Os conceitos sobre a homossexualidade variam de uma
˜ ´ ˜
geraçao para outra e de um paıs para outro. Mas os cristaos
˜ ˜ ´ ´
nao sao “levados para ca e para la por todo vento de ensino”.
´ ´
(Efesios 4:14) O conceito deles se baseia na Bıblia.
´ ´ ˆ ´
Mas qual e o conceito da Bıblia? Se voce segue os princı-
´
pios de moral da Bıblia, o que vai dizer aos que acham que
ˆ ´ ´ ´ ´
voce e preconceituoso, crıtico ou ate mesmo homofobico, ou
´
seja, alguem que odeia os homossexuais? Analise as seguintes
˜ ´
perguntas ou declaraçoes e as possıveis respostas.
´
“O que a Bıblia diz sobre a homossexualidade?”
“Ela deixa claro que Deus criou o sexo para ser feito ape-
nas entre um homem e uma mulher, e apenas se forem casa-
ˆ ´ ´
dos. (Genesis 1:27, 28; Levıtico 18:22; Proverbios 5:18, 19) A
´ ˜
Bıblia condena a fornicaçao, quer entre pessoas do mesmo
´
sexo quer entre pessoas de sexos diferentes.” 1 — Galatas
5:19-21.
ˆ
“O que voce acha da ho-
?
Alguns crist
ˆ
VOCE SABIA . . .
˜
aos do
mossexualidade?”
˜
“Eu nao odeio os homosse-
˜
´ xuais, mas nao apoio o que eles
primeiro seculo que
tinham se envolvido em fazem.”
´ ˆ
praticas homossexuais Lembre-se: Se voce segue
conseguiram mudar sua ´ ´
os princıpios de moral da Bıblia,
conduta impura e foram ˜ ´
entao esse e seu estilo de vida, e
“lavados” aos ´ olhos de
Deus. — 1 Corıntios ´ ˜ ˜
1 O termo ` bıblico˜ “fornicaçao” nao se re-
6:9-11. fere apenas a rela ´ çao sexual propriamente
dita, mas tambem a atos como masturbar
outra pessoa ou fazer sexo oral ou anal.

166 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO VOLUME 2, CAPITULO 28
“Amortecei, portanto,˜ os membros do

=
vosso corpo que est˜ ao na terra, com
respeito a fornicaçao, impureza, apetite
´
sexual, desejo nocivo e cobiça, que e
idolatria.” — Colossenses 3:5.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ´ ˜
voce tem o direito de segui-lo. (Josue 24:15) Nao tenha vergo-
˜
nha da sua opiniao sobre esse assunto. — Salmo 119:46.
˜ ´ ˜
“Nao e dever dos cristaos respeitar todas as pessoas,
˜ ˜
nao importa a orientaçao sexual delas?”
´
“Com certeza. A Bıblia diz: ‘Honrai a homens de toda sor-
´ ´
te’, ou, como diz a Bıblia Facil de Ler: ‘Respeitem todas as pes-
˜ ˜ ˜ ´
soas.’ (1 Pedro 2:17) Assim, os cristaos nao sao homofobicos.
˜
Eles sao bondosos com todas as pessoas, incluindo os gays.”
— Mateus 7:12.
ˆ ˜ ˜
“Voce nao acha que sua opiniao sobre a homossexuali-
dade incentiva o preconceito contra os gays?”
˜
“De forma alguma. Eu rejeito a conduta homossexual, nao
as pessoas homossexuais.”
ˆ ´ ˜
Voce pode dizer tambem: “Por exemplo, eu decidi nao fu-
´
mar. Na verdade, tenho nojo so de pensar em fazer isso. Mas
ˆ ˜
suponhamos que voce fume e pense diferente de mim. Eu nao
ˆ
teria nenhum preconceito contra voce por causa da sua opi-
˜ ˆ ˜
niao, e tenho certeza que voce nao

˜
teria nenhum preconceito contra SUGESTAO
˜
mim por causa da minha opiniao,
˜ ´ Embora a conduta de
nao e verdade? O mesmo aconte- outros o incomode,
ce com a nossa diferença de opi- evite ser moralista. Na
˜ ˆ
niao sobre a homossexualidade.” verdade, eles tem a
˜ liberdade de escolher
“Jesus nao pregava a tole-
ˆ ˆ ˜ em que querem
rancia? Voce nao acha que os
˜ acreditar — ˆ assim
cristaos deveriam tolerar a ho- como voce.
mossexualidade?”

Como posso explicar . . . 167


que dizer da bissexualidade?
Embora existam rapazes e moças bissexuais, parece
ˆ ´
que essa tendencia esta se tornando cada vez mais comum
entre as moças. Algumas se envolvem com isso por curiosi-
dade. Lisa, de 26 anos, diz: “Quando um filme, um progra-
´
ma de TV ou uma musica promovem a ideia de garotas bei-
jando outras garotas, as adolescentes se sentem tentadas
˜
a experimentar — principalmente quando nao veem nada
de errado nisso.”
˜
Outras talvez realmente sintam atraçao por garotas.
“Conheci duas garotas bissexuais numa festa”, diz Vicky,
de 13 anos, “e depois uma amiga me disse que elas gosta-
ram de mim. Com o tempo, comecei a enviar mensagens
˜
de texto para uma delas e acabei sentindo atraçao por
ela”.
ˆ ´
Voce ja se sentiu como Vicky? Muitas pessoas o acon-
´
selhariam a aceitar sua sexualidade e assumir que e bisse-
´ ˆ ˜
xual. No entanto, e bom que voce saiba que a atraçao pelo
´
mesmo sexo geralmente e apenas uma fase passageira. Foi
´
isso que Vicky descobriu, e tambem Lisette, de 16 anos,
que disse: “Conversar com meus pais sobre meus senti-
´
mentos me ajudou a me sentir melhor. Tambem aprendi na
´ ˆ
aula de biologia que os nıveis de hormonio podem variar
ˆ
muito durante a adolescencia. Acho que, se mais jovens
entendessem melhor o que acontece com seu corpo, eles
˜ ´
veriam que a atraçao pelo mesmo sexo pode ser tempora-
˜
ria e nao se sentiriam pressionados a ser gays.”
Mesmo que seus sentimentos pareçam durar mais do
ˆ
que uma curta fase da adolescencia, lembre-se de que a
´ ´ ˆ
Bıblia lhe apresenta um objetivo realıstico: voce pode esco-
˜ ˜
lher nao se deixar levar pelos desejos errados, nao importa
quais sejam.

168 os jovens perguntam


˜
“Jesus nao incentivou seus seguidores a aceitar todo e
qualquer estilo de vida. Na realidade, ele ensinou que o cami-
˜ ´
nho para a salvaçao esta aberto para ‘todo aquele que nele
´ ˜ ´ ´
exercer fe’. (Joao 3:16) Um modo de exercer fe em Jesus e se-
´ ´
guir os princıpios de moral de Deus, que proıbem certos tipos
de conduta — incluindo a homossexualidade.” — Romanos
1:26, 27.
˜
“Os homossexuais nao conseguem mudar; eles nasce-
ram assim.”
´ ˜ ´
“A Bıblia nao fala dos fatores biologicos envolvidos na ho-
ˆ
mossexualidade, embora reconheça que algumas tendencias
´
sejam bem fortes. (2 Corıntios 10:4, 5) Mesmo que alguns sin-
˜ ´
tam certa atraçao por pessoas do mesmo sexo, a Bıblia diz
˜
que os cristaos devem rejeitar atos homossexuais.”
˜
Sugestao: Em vez de se envolver num debate sobre as
´ ´
causas dos desejos homossexuais, enfatize que a Bıblia proıbe
ˆ
a conduta homossexual. Voce poderia fazer a seguinte com-
˜
paraçao: “Muitos alegam que um comportamento violento
´ ˜
pode ter uma causa genetica e, por isso, algumas pessoas sao
` ˆ ´
predispostas a violencia. (Proverbios 29:22)
ˆ
E se isso for verdade? Voce talvez saiba
´
que a Bıblia condena acessos de ira. (Sal-
´ ˜ ´
mo 37:8; Efesios 4:31) Entao, sera que
´ ´ ˆ
ela esta errada so porque alguns tem in-
˜
clinaçao para ser violentos?”
“Como Deus pode exigir que al-
´ ˜
guem que sente atraçao por pes-
soas do mesmo sexo evite a ho-
mossexualidade? Isso parece
cruel.”

˜
Quando se trata da opini
˜ ao
ˆ
da maioria, os crist
˜ aos tem
a coragem˜ de nao seguir
a multidao
‘‘ Um garoto na escola me achava uma pessoa
´
horrıvel ˜ aceitava o estilo de vida
porque eu nao
dele. Mas, quando expliquei que eu nao

que nao
˜
˜ o rejei-
tava como pessoa — e, quando ele entendeu
˜ era apenas a homossexualidade que eu
nao aceitava, mas sim todas as formas de imo-
ralidade —, ele começou a me respeitar e ate´ a
me defender quando outros implicavam comi-
go.

’’
— Andreia

´
“Esse raciocınio se baseia na ideia equivocada de que os
humanos devem agir de acordo com seus impulsos sexuais. A
´
Bıblia dignifica os humanos por garantir que eles podem es-
˜ ´
colher nao agir segundo seus desejos sexuais improprios, se
realmente quiserem.” — Colossenses 3:5.
˜ ˆ
“Mesmo nao sendo gay, voce deveria mudar seu concei-
to sobre a homossexualidade.”
˜
plano de açao!
´ ´
Se alguem disser que
´ o conceito da Bıblia sobre a
homossexualidade e ultrapassado, vou dizer . . .
asdfa.sdfj açsldkfj açsldkfj asçdlkfj asçdlkfj asdçlfkj
ı ..........................................................................................................................
çlkj açsdlkfja sdçlfkaj sdçlfkasj dçflkasj dflkasj dçflaj
..........................................................................................................................
Para deixar claro˜ que eu desaprovo a conduta
homossexual, nao a pessoa em si, vou dizer . . .
kj çalsdk jfçalskdjf açlsdkfj açsldkfj asçdlkfj asçdlfka
..........................................................................................................................
kj çalsdkfj açsldkfj açsdlkfj açsdlkfj asçdlkfj açsdlkf j
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlk ajsdçlfkaj sdçlfk ajsdçlfka jsçdlfkj asdçlfkj asdçlk
..........................................................................................................................
çlka jsdçflak sjdfçlaksjd fçlaksd jfçlaksdj fçalskdj faç
..........................................................................................................................
˜ ˆ
“Imagine que eu nao aprovo apostar dinheiro, mas voce
ˆ
aprova. Faria sentido voce insistir que eu mudasse minha opi-
˜ ´ ˜
niao, so porque milhoes de pessoas fazem apostas?”
Lembre-se: os homossexuais, assim como a maioria das
´ ´
pessoas, seguem algum tipo de codigo de etica. Isso os faz
´
odiar certas coisas — como fraude, injustiça ou guerras. A Bı-
´ ´
blia proıbe essas coisas, mas tambem condena alguns tipos de
´
conduta sexual, incluindo a homossexualidade. — 1 Corıntios
6:9, 10.
´ ˜ ´
A Bıblia nao exige demais de nos nem promove o pre-
˜
conceito. Ela apenas orienta aqueles que sentem atraçao
pelo mesmo sexo que façam a mesma coisa que se exige dos
˜ ˜
que sentem atraçao pelo sexo oposto: ‘fugir da fornicaçao’.
´
— 1 Corıntios 6:18.
´ ˜
A verdade e que milhoes de heterossexuais que querem
˜ ´ ´
seguir os padroes da Bıblia exercem autodomınio apesar de
˜
quaisquer tentaçoes que talvez enfrentem. Isso inclui muitos
˜
que sao solteiros com poucas chances de se casar e muitos
˜ ´ ˜
que sao casados com alguem deficiente que nao consegue
˜
ter relaçoes sexuais. Eles levam uma vida feliz mesmo sem
ˆ ˜
satisfazer seus desejos sexuais. Aqueles que tem inclinaçoes
homossexuais podem fazer o mesmo se realmente quiserem
ˆ
agradar a Deus. — Deuteronomio 30:19.
´ ´
NO PROXIMO CAPITULO Algumas garotas acham que fazer
sexo com o namorado vai melhorar o relacionamento ˆ com
ele. Dificilmente isso vai acontecer! Descubra por que.

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que Deus tem o direito de impor leis de moral


aos humanos?
ˆ
˘ Como´ voce se beneficia de seguir as leis de moral
da Bıblia?

Como posso explicar . . . 171


24
´
Sera que o sexo vai
melhorar meu namoro?
´ ´ ´
Helena esta´ namorando Marcio ha apenas ´ ´ dois
meses, mas e como se o conhecesse ha seculos.
Trocam mensagens de texto o tempo todo, ´ ficam
horas conversando por telefone e um ja sabe o que
o outro vai dizer ˜ antes de terminar a frase. Mas,
agora
´ que estao parados no carro sob a luz da Lua,
Marcio quer mais do que apenas conversar.
´ ´
Nos ultimos dois ˜ meses, Marcio e Helena ´ apenas
pegaram na ˜ m ao e deram alguns beijos rapidos.
´ ˜
Helena nao ´ quer passar ´ disso. Mas tambem ˜ nao quer ˜
perder Marcio. ´ Ningu em a faz se sentir t ao linda,
´ tao
especial. ‘Alem disso’, ela diz a si mesma, ‘nos nos
amamos’.

172 os jovens perguntam


ˆ ´
VOCE talvez imagine como vai acabar essa historia. Mas o
ˆ ˜ ´
que voce talvez nao imagine e como o sexo mudaria drastica-
˜ ´ ˜
mente a situaçao de Marcio e Helena — e nao para melhor.
Analise o seguinte:
ˆ ´
Se voce desafiar uma lei fısica, como a lei da gravidade,
´ ˆ
sofrera consequencias. O mesmo se aplica a desafiar uma
˜
lei moral, como a de ‘se abster [ou afastar] de fornicaçao’.
˜ ˆ
(1 Tessalonicenses 4:3) Quais sao as consequencias de de-
´
sobedecer a essa lei? A Bıblia diz: “Quem pratica a forni-
˜ ´ ´
caçao esta pecando contra o seu proprio
´
corpo.” (1 Corıntios 6:18) Como
ˆ ˆ
assim? Aliste abaixo tres consequencias do sexo antes do ca-
samento.
çlkaj sdçlfkaj sdçlfkaj sdçlfkaj sdçlfkaj sdlj
1 ı ...........................................................................................
çlka jsdçlfkj asdçlkfj asdçlkfj asçdlkfj asçldk
2 ..............................................................................................
j çal skdjfaçlksd jfaçlsdk fjaçsldkf jaçsldkfj ç
3 ..............................................................................................
ˆ ˆ
Agora, de uma olhada no que voce escreveu. Incluiu coisas
´
como doenças sexualmente transmissıveis, gravidez indeseja-
˜ ˆ
da ou a perda do favor de Deus? Essas sao consequencias de-
sastrosas que podem sobrevir a qualquer um que desobedece
` ` ˜
as leis de moral de Deus referentes a fornicaçao.
ˆ
Mesmo assim, pode ser que voce se sinta tentado. Talvez
˜ ˜
pense: ‘Essas coisas nao vao acontecer comigo; afinal, todo
mundo faz sexo.’ Seus colegas ficam se gabando de suas aven-
˜
turas sexuais e parece que nao acontece nada com eles. Pode
´ ´
ser que, assim como Helena, mencionada no inıcio do capıtulo,
ˆ ´
voce ache que o sexo vai melhorar seu namoro. Alem disso,
˜ ´
quem gosta de ser zombado por ser virgem? Entao, sera que
˜ ´
nao e melhor ceder?
?
Depois
ˆ
VOCE SABIA . . .
´
˜ ´
Nao e bem assim. Pare e pen-
se. Em primeiro lugar, ´ nem todo
´ do sexo, e mais mundo faz sexo. E verdade que
provavel que o rapaz ´
largue a namorada e estatısticas indicam que um gran-
´
arrume outra. de numero de jovens faz isso. Por
exemplo, uma pesquisa realizada
nos Estados Unidos revelou que
´ ´ ˜
2 de cada 3 jovens naquele paıs ja sao sexualmente ativos
´ ´
quando terminam o ensino medio. Mas isso tambem significa
´ ´ ˜ ´
que 1 de cada 3 — um numero consideravel — nao e sexual-
˜
mente ativo. Mas que dizer daqueles que sao? Pesquisadores
constataram que muitos desses jovens surpreendem-se com
ˆ ´
uma ou mais das seguintes consequencias desagradaveis.
´
˝
ˆ
CONSEQUENCIA 1 ANGUSTIA. A maioria dos jovens que
fizeram sexo antes do casamento disse que depois se arrepen-
deu.

174 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
´ ´ ASSUNTO
ESTE ASSUNTO
NO
NO VOLUME
VOLUME 2,
2, CAP
CAPITULOS
ITULOS 4 E 5
˜

=
“Fugi da fornica
˜ ´çao. . . . Quem pratica
a fornica
´ çao esta pecando´ contra o seu
proprio corpo.” — 1 Corıntios 6:18.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˝
ˆ
CONSEQUENCIA 2 DESCONFIANÇA. Depois de terem
feito sexo, os dois se perguntam: ‘Com quem mais ele/ela fez
sexo?’
˜
˝
ˆ
CONSEQUENCIA 3 DESILUSAO. No fundo, muitas garo-
´ ˜
tas teriam preferido alguem que as protegesse, nao que as
usasse. E muitos rapazes descobrem que se sentem menos
´ ` ˜
atraıdos a uma garota que cedeu a sua pressao para fazer
sexo.
´
Alem desses pontos, muitos rapazes dizem que nunca se
´ ˆ
casariam com uma garota com quem ja fizeram sexo. Por que?
´
Porque preferem alguem de moral mais elevada.
ˆ ´ ´
Se voce e mulher, isso a deixa surpresa ou ate indignada?
˜
Entao lembre-se do seguinte: na vida real, o sexo antes do ca-
´ ´
samento e muito diferente do que e apresentado nos filmes e
´
na TV. A industria do entretenimento retrata o sexo entre ado-
lescentes com glamour e o faz parecer um divertimento ino-
´ ˜ ˆ
fensivo ou ate amor verdadeiro. Mas nao seja ingenua! Quem
ˆ
tenta convence-la a fazer sexo an-

´ ˜
tes do casamento esta pensando SUGESTAO
´
apenas nos seus proprios interes- `
´ No que diz respeito a
ses. (1 Corıntios 13:4, 5) Afinal,
´ ´ sua conduta com os
sera que alguem que realmente a
´ do sexo oposto, uma
ama colocaria seu bem-estar fısico
´ boa´ regra a ser ˆ ˜ segui-
e emocional em perigo? (Prover- da e: se voce nao
´ ´
bios 5:3, 4) Sera que alguem que gostaria que seus pais
ˆ
realmente se importa com voce a o vissem
faria se sentir tentada a prejudi- ˜ ˜ fazendo algo,
˜ entao
ˆ nao deveria
car sua relaçao com Deus? — He- faze-lo.
breus 13:4.
´
Sera que o sexo vai melhorar meu namoro? 175
‘‘
˜ ˆ
Os jovens cristaos tem qualidades que outros
˜ ˆ
acham atraentes. Entao voce precisa ficar
esperto e recusar quando for convidado a fazer
ˆ
algo imoral. De valor a essas qualidades.
˜ ˜
Nao abra mao delas!

’’
— Joshua

ˆ ´ ´ ˜
Se voce e homem e esta namorando, as informaçoes deste
´ ˆ
capıtulo devem fazer voce pensar no seu relacionamento. Per-
´
gunte-se: ‘Sera que realmente me importo com a minha na-
´
morada?’ Em caso afirmativo, qual e a melhor maneira de de-
`
monstrar isso? Tendo força para obedecer as leis de Deus,
ˆ
sabedoria para evitar circunstancias tentadoras e amor para
ˆ
colocar os interesses dela em primeiro lugar. Se voce demons-
trar essas qualidades, provavelmente os sentimentos de sua
˜
namorada serao parecidos aos da sulamita, que tinha uma boa
´ ˆ
moral. Ela disse: “Meu querido e meu e eu sou dele.” (Cantico
˜ ˆ ´ ´
de Salomao 2:16) Resumindo, voce sera o heroi dela!
˜
plano de açao!
´
Quando estou com ˜alguem do sexo oposto, preciso evitar
as seguintes situaçoes:
çlak sdjfaçlsdkfj açsldkfj açsldkjf açlsdkj façlskdj faç
ı ..........................................................................................................................
çlak jsdçflkaj sdçlfkaj sdçlfkaj sdçflaksj dfçalks djfçlj
..........................................................................................................................
´
Se alguem do sexo oposto quiser se encontrar comigo
em um lugar isolado, vou dizer . . .
lkja sçdlfkj açsdlkfj açsldkfj açsdlkfjasçdlkfja sçdlfkaj
..........................................................................................................................
çlka jsdçlfkja sdçlkfj asçdlf jaçsdlkfj açsldkfj açsldkf j
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
sçlka jsdçlfkaj sdçlfkaj sdçlfkaj sdçlkfaj çsdlkf jaçlkj f
..........................................................................................................................
j çlka jsdçlkf jasçdlk fjasçdlkfj asçdlkfj asçldkjf açsldf
..........................................................................................................................
Fazer
´ sexo antes do casamento
e como
´ pegar um lindo quadro
´
e usa-lo para limpar os pes

˜ ˆ ´
Nao importa se voce e ho-
mem ou mulher, se ceder ao
sexo antes do casamento, es-
´
tara se rebaixando por abrir
˜
mao de algo muito valioso.
˜ ´
(Romanos 1:24) Nao e de admirar que,
depois do sexo, muitos se sintam vazios e sem va-
lor, como se uma parte valiosa de si mesmos tivesse sido rou-
˜ ˆ ´
bada. Nao deixe que isso aconteça com voce. Se alguem tentar
ˆ ˆ
convence-lo a fazer sexo, dizendo: “Se voce me amasse, faria
ˆ
isso”, diga com firmeza: “Se voce me amasse, nem me pediria
isso!”
´ ˜
Seu corpo e valioso demais para ser entregue de mao bei-
´ `
jada. Mostre que tem força de carater para obedecer a lei
˜ ´ ˆ
de Deus de rejeitar a fornicaçao. Daı, quando se casar, voce
´ ´ ´
podera fazer sexo. E podera aproveita-lo plenamente, sem
˜
as preocupaçoes, os arrependimentos e as inseguranças que
ˆ
costumam ser consequencias do sexo antes do casamento.
´ ´
— Proverbios 7:22, 23; 1 Corıntios 7:3.
´ ´ ´ ˜ ´
NO PROXIMO CAPITULO
´ Sera que a masturbaçao e algo
realmente serio?

COMO RESPONDERIA?

˘ Embora o sexo antes do casamento ´ possa ser atraente


ˆ
para a carne imperfeita, por que e errado para voce?
´ ˆ
˘ Como vai reagir se alguem quiser fazer sexo com voce?

´
Sera que o sexo vai melhorar meu namoro? 177
25

Como
´ posso vencer o mau
˜
habito da masturbaçao?
“Comecei a me masturbar aos 8 anos. Mais tarde,
aprendi o´ conceito de Deus sobre o assunto. ´ Eu me
sentia pessimo toda vez que tinha
´ uma recaıda. Pensava:
‘Como Deus pode amar alguem como eu?’ ” — Luiz.

QUANDO se chega na puberdade, o desejo sexual pode se


tornar muito forte. Por causa disso, o jovem pode adquirir o
´ ˜ ˜ ´
habito da masturbaçao.1 Muitos acham que nao ha nenhum
˜ ´
problema nisso. Dizem: “Isso nao prejudica ninguem.” Mas
´ ´ ´
ha bons motivos para evitar essa pratica. O apostolo Paulo
escreveu: “Amortecei, portanto, os membros do vosso corpo
. . . com respeito [ao] . . . apetite sexual.” (Colossenses 3:5) A
˜ ˜ ˜
masturbaçao nao amortece, ou seja, nao diminui os impulsos
´
sexuais, mas os estimula. Alem disso, considere o seguinte:
˜
˘ A masturbaçao faz com que a pessoa aja de modo total-
ˆ ´
mente egocentrico. Por exemplo, quando alguem se mastur-
´
ba, se concentra apenas no seu proprio prazer.
˜
˘ A masturbaçao faz com que a pessoa encare os do sexo
´ ˜
oposto como simples objetos, para sua propria satisfaçao se-
xual.
˜ ´
˘ A masturbaçao leva a pessoa a pensar de modo egoıs-
´ ˜ ˜
ta, e isso pode tornar difıcil conseguir satisfaçao nas relaçoes
sexuais no casamento.
˜ ˜ ˜ ´
1 Nao se deve confundir masturbaçao com excitaçao sexual ˜ involuntaria. Por
exemplo, um rapaz pode acordar excitado ou ter uma ejaculaçao noturna. Da mes-
ma forma, algumas moças podem involuntariamente
´ se sentir estimuladas, em es-
pecial pouco
˜ antes ou logo depois˜ do perıodo menstrual.
´ ˜ Em contraste com ´ isso, a
masturbaçao envolve a estimulaçao intencional dos orgaos sexuais da propria pes-
soa.

178 os jovens perguntam


` ˜
Em vez de recorrer a masturbaçao para aliviar seus im-
´
pulsos sexuais, esforce-se para cultivar autodomınio. (1 Tes-
´ ´
salonicenses 4:4, 5) Para ajuda-lo a fazer isso, a Bıblia o
˜ ´
aconselha a evitar situaçoes que podem deixa-lo excitado.
´ ˆ
(Proverbios 5:8, 9) Mas e se voce se tornou escravo da mas-
˜ ˜
turbaçao? Talvez tenha tentado parar, mas nao conseguiu.
´ ˆ ´ ˜
Seria facil pensar que voce e um caso perdido ´ e que nao con-
` ˜
segue viver a altura dos padroes de Deus. E assim que um ra-
paz chamado Pedro encarava a si mesmo. “Quando eu tinha
´
uma recaıda, me sentia arrasado”, diz ele. “Achava que nunca
´
poderia consertar o que tinha feito. Era difıcil orar.”
´ ˆ ˜ ˆ ˜ ´
Se e assim que voce se sente, nao desanime. Voce nao e
um caso perdido. Muitos jovens — e adultos — conseguiram
˜ ˆ ´
livrar-se da masturbaçao. Voce tambem pode conseguir!
Como lidar com sentimentos de culpa
´ ˆ ´
Conforme ja vimos, aqueles que tem o habito de se mas-
˜
turbar muitas vezes sao afligidos por sentimentos de culpa.
´
Sem duvida, a “tristeza da maneira que agrada a Deus” pode
´ ´
dar-lhe o incentivo necessario para vencer esse mau habito.
´ ´
(2 Corıntios 7:11, Bıblia na Linguagem de Hoje) Por outro
lado, sentimentos de culpa excessivos talvez tenham um efei-
ˆ
to negativo. Podem fazer com que voce se sinta desanimado
´
a ponto de querer desistir da luta. — Proverbios 24:10.
Por isso esforce-se para en-
carar o assunto do modo cor-
˜ ´
reto. A masturbaçao e uma for-
ˆ
VOCE SABIA . . .

Qualquer pessoa fraca


?
ma de impureza. Pode fazer de pode ceder aos seus
ˆ ´
voce um ‘escravo de varios dese- impulsos sexuais.
´
jos e prazeres’ e levar a um modo Mas e preciso ser um
de pensar deturpado. (Tito 3:3) homem ou uma mulher
Mas, ao mesmo tempo, mastur- de verdade ´ para ter
˜ ´ autodom ınio mesmo
bar-se nao e uma forma de grave ´
quando se esta
imoralidade sexual, como a for- sozinho.
˜ ˆ
nicaçao. (Judas 7) Se voce tiver
´ ˜
Como posso vencer o mau habito da masturbaçao? 179
˜
Cair durante umaˆ corrida nao
significa que voce precisa
começar tudo de novo.
Do mesmo
´ modo, uma
recaıda na luta
˜ contra
˜ a
masturbaçao nao anula
ˆ ´
o progresso que voce ja fez

˜ ˜
problema com a masturbaçao, nao precisa concluir que co-
´ ´
meteu um pecado imperdoavel. A chave e resistir ao forte de-
sejo ´ e nunca desistir de lutar!
´ ´ ´
E facil ficar desanimado apos uma recaıda. Quando isso
´
acontecer, tenha em mente as palavras de Proverbios 24:16:
´ ´
“O justo talvez caia ate mesmo sete vezes, e ele se ha de le-
´ ´
vantar; mas aos inıquos se fara tropeçar pela calamidade.”
´ ´ ˜ ˆ ´
Uma recaıda temporaria nao faz de voce uma pessoa inıqua.
˜ ˆ
Por isso, nao desista! Em vez disso, analise as circunstancias
´ ´
que o levaram a ter a recaıda, e tente evita-las.
´
Tire tempo para meditar sobre o amor e a misericordia de
´
Deus. O salmista Davi, que tambem passou por momentos de
´
fraqueza, disse: “Assim como o pai e misericordioso para com
´
os seus filhos, Jeova tem sido misericordioso para com os que
o temem. Porque ele mesmo conhece bem a nossa forma-
˜ ´
çao, lembra-se de que somos po.” (Salmo 103:13, 14) De
´ ˜ ´
fato, Jeova leva em conta a nossa imperfeiçao e esta “pron-
to a perdoar”. (Salmo 86:5) Por outro lado, ele deseja que
nos esforcemos para superar

˜ ´ ˜
SUGESTAO maus habitos. Entao, que me-
´ ˆ
didas praticas voce pode to-
Ore antes de os impulsos ´
mar para vencer esse mau ha-
se tornarem fortes. Pe ça
´
que Jeova´ Deus lhe de
ˆ bito?
“poder alem do normal”˜ Avalie seu tipo de entre-
ˆ
para lidar ´ com a tenta çao. tenimento. Voce assiste a fil-
— 2 Corıntios 4:7. mes ou programas de TV ou
˜
entra em sites que sao sexual-

180 os jovens perguntam


`
“Foge dos desejos pertinentes a mocidade,

=
´
mas empenha-te pela justiça, pela fe, pelo
amor, pela paz, ao lado
˜ dos que invocam o
´
Senhor dum coraçao puro.” — 2 Timoteo 2:22.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

mente estimulantes? O salmista agiu sabiamente ao orar a


´ ´
Deus: “Faze meus olhos passar adiante de ver o que e futil.”1
— Salmo 119:37.
Concentre seus pensamentos em outros assuntos. Um
˜ ´
cristao chamado William da o seguinte conselho: “Antes ´ de
dormir, leia algo relacionado a assuntos espirituais. E muito
´
importante que o ultimo pensamento do dia seja espiritual.”
— Filipenses 4:8.
´
Converse com alguem sobre o problema. A vergonha
´ ˆ ´
pode tornar difıcil voce se abrir com alguem sobre o assunto.
´ ˜
Mas fazer isso pode ajuda-lo a vencer a masturbaçao. Foi isso
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Volume 2, Capıtulo 33.

˜
plano de açao!
Posso manter a mente ocupada com coisas puras, se eu . . .
çlkaj sdçlkfj asçdlkfj asçdlkfj asçdlkfj asldçkfj asdçlf
ı ..........................................................................................................................
kj çalksdj fçalksdj fçalskd jfçalskdj flçaksdj fçlaksd jf
..........................................................................................................................

Em vez de ceder aos impulsos, eu vou . . .


skj açlksd jfaçlksd jfaçlskdj façlsdkj façlsdkfj açlskdjl
..........................................................................................................................

kMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
‘‘ Desde que
ˆ
consciencia
˜
venci esse problema,´ tenho uma
limpa perante Jeova, e isso e´ algo
que eu nao trocaria por nada neste mundo!
— Sarah
˜
o que descobriu um cristao chamado David. “Eu conversei
com o meu pai em particular”, diz ele. “Jamais me esquecerei
das suas palavras. Com um sorriso reanimador no rosto, ele
ˆ
me disse: ‘Estou muito orgulhoso de voce!’ Ele sabia que eu
’’
tive de ter coragem para falar sobre aquele assunto. Nenhu-
ma palavra poderia ter me animado tanto e me incentivado a
fazer o meu melhor.
˜
“Meu pai me mostrou entao alguns textos para me ajudar
˜
a ver que eu nao tinha ido longe demais. Depois mostrou ou-
tros textos para ter certeza de que eu tinha entendido a serie-
dade do meu proceder errado. Ele disse para eu me esforçar
´
dali em diante e que mais para a frente conversarıamos sobre
´ ˜
isso de novo. Tambem disse que eu nao devia desanimar se
´
tivesse uma recaıda, mas que simplesmente tentasse passar
˜
mais tempo sem ceder aos impulsos.” A que conclusao David
´
chegou? Ele diz: “Deixar que mais alguem soubesse do meu
problema e me ajudasse foi a melhor coisa que eu fiz.”1
˜ ´
1 Para mais informaçoes, veja o Volume 2, paginas 239-241.

´ ´ ˜ ´
NO PROXIMO CAPITULO O sexo
ˆ sem compromisso ˆ nao e um
assunto de pouca importancia. Saiba por que.

COMO RESPONDERIA?

´ ´ ´
˘ Por que e importante lembrar que Jeova ‘esta pronto a
perdoar’? — Salmo 86:5.
´
˘ Visto que Deus
ˆ criou os impulsos ´ sexuais, mas tambem
diz que voce precisa
ˆ ter autodom ınio, que confiança ele
deve ter em voce?

182 os jovens perguntam


26

Sexo sem
compromisso
´
— e errado?

´ ´
“Os jovens ‘ficam’ so para ver ate onde conseguem
ir e com quantas pessoas conseguem fazer sexo.”
— Penny.
“Os rapazes falam abertamente sobre isso. Eles se
gabam de ter uma namorada e ainda assim fazer sexo
com muitas outras garotas.” — Edward.

MUITOS jovens hoje se gabam de fazer sexo sem compro-


´
misso, sem nenhum apego emocional. Alguns ate mesmo
ˆ ˜
tem conhecidos com quem podem ter relaçoes sexuais sem
˜
as “complicaçoes” de um relacionamento.
˜ ˆ
Nao se surpreenda caso voce se sinta tentado a fazer
isso. (Jeremias 17:9) Edward, citado acima, diz: “Muitas ga-
´
rotas ja quiseram fazer sexo comigo, e resistir a isso tem
´ ˜ ˜ ´
sido a coisa mais difıcil na minha vida como cristao. Nao e
´
Sexo sem compromisso — e errado? 183
´ ˜ ´ ´ ˆ
facil dizer ‘nao’!” Que princıpios bıblicos voce deve ter em
´
mente se alguem o convidar para fazer sexo sem compro-
misso?
´
Saiba por que o sexo sem compromisso e errado
˜ ´ ˜ ´
A fornicaçao e um pecado tao serio que aqueles que a
˜ ˜ ´
praticam ´ “nao herdarao o reino de Deus”. (1 Corıntios 6:9,
˜ ˜
10) E claro que essa verdade nao muda, nao importa se
˜
duas pessoas estao “apaixonadas” ou se apenas fazem sexo
` ˜ ˜
sem compromisso. Para resistir a tentaçao nessas situaçoes,
ˆ ˜ ´
voce precisa encarar a fornicaçao como Jeova a encara.
“Eu realmente acredito que fazer as coisas de acordo
´ ´
com a vontade de Jeova e o melhor modo de vida.” — Ka-
´
ren, Canada.
ˆ ´ ´
“Lembre-se de que voce e filho de alguem, amigo de mui-
˜ ˆ
tas pessoas e parte de uma congregaçao. Voce desaponta-
` ˜
ria todas essas pessoas caso cedesse a tentaçao.” — Peter,
˜
Gra-Bretanha.
´ ˜
Por ter o mesmo conceito de Jeova sobre a fornicaçao,
ˆ ´ ´ ´
voce podera ‘odiar o que e mau’, mesmo que fazer o que e
˜
errado seja atraente por causa da imperfeiçao. — Salmo
97:10.
˜ ˆ
Sugestao de leitura: Genesis 39:7-9. Note a atitude cora-
´
josa de Jose diante da tenta-
? ˆ
VOCE SABIA . . .
´
Jeova quer que voce usu-
ˆ
˜
çao sexual e o que o ajudou
a resistir.
frua o sexo do modo como Tenha orgulho de suas
ele o criou — como fonte de cren´ ças
prazer no casamento ˜ —, E comum os jovens de-
sem as preocupaçoes, as
inseguranças e os arrepen- fenderem orgulhosamen-
dimentos queˆ costumam te uma causa em que acre-
ˆ ´
ser consequ encias da forni- ditam. Voce tem o privilegio
˜ ˜
caçao. de apoiar os padr oes de
Deus por meio de sua con-
184 os jovens perguntam
‘‘ Seja firme! Quando um jovem me fez um
˜
convite insinuante, eu disse: ‘Tire as maos
´ ´
de mim!’, daı fiquei seria e fui embora.

˜
˜
— Ellen,Gra-Bretanha.
˜ ˜
’’
duta. Nao se envergonhe da sua decisao de nao fazer sexo
antes do casamento.
´ ˆ ´
“Deixe claro desde o inıcio que voce se apega a princıpios
de moral.” — Allen, Alemanha.
“Os garotos da minha escola sabiam quem eu era e que
suas tentativas de me conquistar seriam perda de tempo.”
— Vicky, Estados Unidos.
` ´ ˆ ´
Apegar-se as suas crenças e sinal de que voce esta se
˜ ´
tornando um cristao maduro. — 1 Corıntios 14:20.
˜ ´
Sugestao de leitura: Proverbios 27:11. Veja como fazer o
´ ˜ ´
que e certo pode alegrar o coraçao de Jeova.
Seja determinado
˜ ´
Dizer “nao” e importante. Mas alguns podem achar que
ˆ ´ ´ ´
voce so esta tentando “se fazer de difıcil”.
ˆ
“Tudo sobre voce — como se veste, como fala, com
quem conversa e como se relaciona com as pessoas — deve
´
deixar claro sua recusa.” — Joy, Nigeria.
“Deixe bem claro que isso nunca vai acontecer. Jamais
ˆ ˜
aceite presentes de rapazes que tem segundas intençoes.
´
Eles podem se aproveitar disso, insinuando que e sua obri-
˜
gaçao retribuir de alguma for-
´
˜
ma.” — Lara, Gra-Bretanha.
´ ˆ
SUGESTAO
˜

Jeova o ajudara se voce for Melhore suas
determinado. Baseado em sua qualidades interiores. ˆ
ˆ (1 Pedro 3:3, 4) Se voce
experiencia pessoal, o salmis-
ˆ ´ desenvolver qualidades
ta Davi pode dizer sobre Jeova: ´
´ ´ melhores, atraira
“Com alguem leal agiras com pessoas melhores.
lealdade.” — Salmo 18:25.
´
Sexo sem compromisso — e errado? 185
´

=
“Fazei o maximo para serdes finalmente
achados
´ por [Deus] sem mancha nem
macula, e em paz.” — 2 Pedro 3:14.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜ ˆ ´
Sugestao de leitura: 2 Cronicas 16:9. Note que Jeova de-
´
seja ajudar os que querem fazer o que e certo.
Tenha cautela
´ ´
A Bıblia diz: “Argucioso e aquele que tem visto a calami-
´ ˆ
dade e passa a esconder-se.” (Proverbios 22:3) Como voce
´
pode aplicar esse proverbio? Tendo cautela.
´
“Fique o mais longe possıvel de pessoas que falam sobre
˜
essas coisas.” — Naomi, Japao.
˜ ˆ ˜
“Nao de informaçoes pessoais, como seu endereço ou te-
˜
lefone.” — Diana, Gra-Bretanha.
Analise sua conversa, conduta, companhias e lugares
´ ´
que frequenta. Daı pergunte-se: ‘Sera que sem querer ajo
˜
plano de açao!
˜ ´
Posso imitar a determinaçao de Jose de permanecer
moralmente limpo, se eu . . .
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
´
Vou evitar cometer o mesmo erro de Dina, se eu . . .
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
ˆ
Se voce fizer sexo sem
´
compromisso, estara
desvalorizando a si
mesmo

Gra
de uma maneira

´ tis
que pode aumen-
tar as chances de eu
receber convites para
me envolver em sexo ca-
sual?’
˜ ˆ
Sugestao de leitura: Genesis 34:1, 2. Veja como estar no
ˆ ´
lugar errado trouxe consequencias tragicas para uma moça
´
chamada Dina.
˜ ´
Lembre-se: sexo casual nao e um assunto casual para
´ ˆ
Jeova Deus, nem deveria ser para voce. Colocando-se do
´ ˆ ´
lado do que e certo, voce pode manter o amor-proprio e uma
ˆ
consciencia limpa perante Deus. Uma garota chamada Carly
ˆ
diz o seguinte: “Por que voce se deixaria ser ‘usada’ para o
ˆ ´ ˆ
prazer momentaneo de alguem? Cuide do que voce se esfor-
çou tanto para preservar!”
´ ´
NO PROXIMO CAPITULO O que os rapazes dizem sobre o
tipo de garotas que mais os atrai? A resposta talvez a
surpreenda!

COMO RESPONDERIA?

˘ Embora o sexo proibido´ possa ser atraente por sermos


imperfeitos, por que e errado?
ˆ ´ ´
˘ O que voce fara caso alguem o convide para fazer
sexo?

´
Sexo sem compromisso — e errado? 187
Ele sabe que sou popular, porque
contei que outros rapazes gos-
tam de mim. Ele deu risada Ela e´ bonita, mas parece
quando falei como alguns dos muito superficial. Quase
˜ infantis. E ele ˜ consigo dizer nada.
nao
meus amigos sao
sabe que sou inteligente — eu E, quando consigo falar
corrigi algumas coisas que ele alguma coisa, ela me
disse. Acho que logo ele vai me corrige! Minha vontade
convidar para sair. e´ sumir daqui.

27

Por que˜
eles nao
gostam
de mim?
ˆ ˜
VOCE fica preocupada porque os rapazes nao se sentem
´ ˆ ´
atraıdos a voce? Muitas garotas ficam, ate mesmo aquelas
ˆ
que voce nem imagina! Veja o caso de Joanne, por exem-
´
plo. Ela e bonita, inteligente e comunicativa. Mas diz: “Mui-
˜
tas vezes sinto que os rapazes nao gostam de mim. Alguns
de que gostei mostraram certo interesse, mas depois nun-
ca mais falaram comigo!”
Que tipo de coisas os rapazes gostam numa garota?
˜ ˆ
Que tipo de coisas eles nao gostam? O que voce pode fa-
˜
zer para chamar a atençao de um bom rapaz?
O que fazer
˜ ˆ
˘ Conheça sua mente e seu coraçao. Voce provavel-
´
mente se sentiu mais atraıda aos garotos logo depois que
´
entrou na puberdade. Talvez tenha se sentido atraıda a
´ ˆ
mais de um rapaz. Isso e normal. Mas, se voce tivesse se
˜
envolvido com o primeiro rapaz que fez seu coraçao bater
mais forte, teria corrido o risco de prejudicar seu amadure-
cimento emocional e espiritual. Leva tempo para desenvol-
´
ver um bom carater, para ‘reformar sua mente’ no que diz
respeito a assuntos importantes e para alcançar alguns de
´
seus objetivos. — Romanos 12:2; 1 Corıntios 7:36; Colos-
senses´ 3:9, 10. ´
E verdade que muitos rapazes se sentem atraıdos a
˜ ˆ ˜ ˜
moças que ainda nao tem fortes convicçoes ou que sao
ˆ ´
ingenuas. No entanto, esses rapazes se sentem atraıdos
˜ ´
principalmente pelo corpo da garota, nao por quem ela e
´
como pessoa. O fato e que um rapaz equilibrado procura-
´
ra uma moça que tenha qualidades que o complementam.
— Mateus 19:6.
O que eles dizem: “Acho atraente quando uma garota
´ ˜
consegue formar suas proprias opinioes sem se deixar in-
fluenciar por outros.” — James.
“Eu me interessaria por uma garota que se expressa de
˜
forma franca e respeitosa e que nao apenas concorda com
˜
Por que eles nao gostam de mim? 189
‘‘
´
Admito que de inıcio ´ a garotas
me sinto atraıdo
bonitas. Mas isso logo diminui se a garota nao ˜
tem objetivos definidos, pelos quais vale a pena
se esforçar. Por outro lado, se ela sabe o que
quer da vida — em especial se ja´ alcançou
alguns de seus objetivos —, isso pode torna-la´
muito atraente.

’’
— Danilo

˜ `
tudo que eu digo. Mesmo que seja bonita, nao me sinto a
´
vontade com uma garota que so diz o que eu quero ouvir.”
— Dario.
ˆ ´
O que voce acha desses comentarios?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
ˆ
˘ Aprenda a respeitar os outros. Assim como voce tem a
ˆ ˆ
necessidade de ser amada, os rapazes que voce conhece tem
˜ ´ ` ´
o profundo desejo de ser respeitados. Nao e a toa que a Bıblia
diz que o marido deve amar a esposa, mas que a esposa deve
´
ter “profundo respeito” pelo marido. (Efesios 5:33) Em harmo-
nia com essa ideia, uma pesquisa feita com centenas de rapa-
zes revelou que mais de 60% disseram valorizar mais o res-
peito do que o amor. Mais de 70% dos homens mais velhos
entrevistados disseram a mesma coisa.
˜ ˆ ˜
Respeito nao significa que voce deve abrir mao do seu
˜ ´ ˆ
direito de ter uma opiniao diferente e de expressa-la. (Genesis
ˆ ˜
21:10-12) Mas a maneira como voce expressa sua opiniao
ˆ
provavelmente vai determinar se voce atrai ou afasta um ra-
ˆ
paz. Se voce sempre contradiz ou corrige o que ele diz, talvez
ˆ ˆ
ele ache que voce tem pouco respeito por ele. Mas, se voce le-
var em conta o ponto de vista dele e comentar o que achou de
´ ´
positivo,
´ sera mais provavel que ele aceite e valorize sua opi-
˜ ´ ´
niao. E claro que um rapaz de bom senso tambem percebera
ˆ ´
se voce trata os membros de sua famılia e outras pessoas com
respeito.

190 os jovens perguntam


˜
Amor e respeito sao como
as duas rodas de uma
bicicleta
˜ — os dois
sao essenciais

´
O que eles dizem: “Acho que o respeito e a coisa mais im-
´
portante no inıcio de um relacionamento. O amor pode vir com
o tempo.” — Adrian.
´ ´
“Se uma moça e capaz de me respeitar, com certeza e ca-
paz de me amar.” — Mark.
ˆ ´
O que voce acha desses comentarios?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
´
˘ Vista-se com modestia e tenha boa higiene. Seu modo
de se vestir e se arrumar expressa seus pensamentos e atitu-
ˆ
des. Bem antes de voce começar a conversar com um rapaz,
´ ˆ ´
sua roupa ja diz muito sobre quem voce e. Se suas roupas fo-
˜
rem bem arrumadas e modestas, transmitirao uma mensagem
´
positiva a seu respeito. (1 Timoteo 2:9) Se forem provocati-
vas e desleixadas, a mensagem
´

˜
sera clara — e negativa! SUGESTAO
O que eles dizem: “O mo- ˜
Nao exagere na maquia-
do de uma moça se vestir diz gem. Isso pode transmitir
muito sobre como ela encara a uma mensagem errada
vida. Se ela usa roupas revela- ˆ ´
— que voc
´ e e convencida
doras ou desleixadas, concluo ou esta˜ desesperada por
´
que esta desesperada por aten- atençao.
˜
çao.” — Adrian.
˜
Por que eles nao gostam de mim? 191
´
“O tipo de garota que me atrai cuida do cabelo, e cheirosa
´
e tem um tom de voz suave. Uma vez, eu me senti atraıdo a
uma garota linda, mas a falta de higiene dela acabou com a
˜
atraçao.” — Ryan.
´ ´
“No inıcio, um rapaz com certeza se sente atraıdo a uma
˜ ´
garota que se veste de modo provocante. Mas nao e com
esse tipo de garota que eu quero iniciar um relacionamento.”
— Nicholas.
ˆ ´
O que voce acha desses comentarios?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
˜
O que nao fazer
˜ ˆ
˘ Nao flerte. As mulheres tem a habilidade de exercer
ˆ
uma enorme influencia sobre os homens. Esse poder de atra-
˜ ˆ
çao pode ser usado tanto para o bem como para o mal. (Gene-
´ ˆ
sis 29:17, 18; Proverbios 7:6-23) Se voce usar esse poder
´
sempre que conhecer um rapaz, provavelmente ganhara a re-
˜
putaçao de ser atirada.
´
O que eles dizem: “So o fato de sentar ao lado de uma
˜
garota atraente e encostar nela pode ser empolgante. Entao
ˆ
acho que uma garota que fica tocando em voce durante a con-
´
versa esta flertando.” — Nicholas.
“Se uma moça sempre acha uma maneira de tocar no bra-
ço de cada rapaz que acaba de co-
? Se voce exigir
ˆ
VOCE SABIA . . .
ˆ
nhecer ou disfarçadamente olha para
cada rapaz que passa, acho que ela e
˜
´
constantemente atirada e isso nao me atrai nem um
ˆ ´
que o rapaz d e aten- pouco.” — Jose.
˜ ´ ˆ
çao so´ a voce, ˜
˘ Nao seja possessiva. Quando
podera prejudicar
seu relacionamento duas pessoas se casam, elas se tor-
´ ´
com ele. nam o que a Bıblia chama de “uma so
ˆ
carne”. (Genesis 2:24) Nesse ponto

192 os jovens perguntam


˜
do relacionamento, tanto o marido como a esposa abrem mao
de boa parte da liberdade que talvez tivessem quando eram
solteiros; realmente, eles ficam comprometidos um com o ou-
´ ˆ ´
tro. (1 Corıntios 7:32-34) No entanto, se voce esta apenas co-
˜
nhecendo um rapaz, nao tem o direito de esperar esse grau de
ˆ ´
comprometimento da parte dele, nem ele de voce.1 O fato e
ˆ
que, quando voce reconhece o direito de ele ter outros amigos,
´ ˆ
ele provavelmente se sente mais atraıdo a voce. E o modo
´ ˆ
como ele usa essa liberdade revelara a voce muita coisa sobre
´
a personalidade dele. — Proverbios 20:11.
O que eles dizem: “Eu me sinto sufocado quando uma ga-
rota quer saber tudo que faço e parece incapaz de ter uma vida
´
social ou outros interesses alem de mim.” — Dario.
´
“Se uma moça que conheci ha pouco tempo fica me en-
´
viando mensagens de texto e quer saber quem esta comigo,
principalmente o nome de todas as garotas do grupo, acho
´
que isso e um alerta.” — Ryan.
˜ ˆ
“Uma garota que nao deixa voce sair com outros rapa-
˜
zes e fica irritada por nao ser sempre convidada para estar
ˆ ´ ˜
com voce e dependente demais, e isso nao a torna atraente.”
— Adrian.
´ ˆ
1 E claro que noivos tem o direito de ficar mais comprometidos um com o outro.

˜
plano de açao!
´ ´
Uma caracterıstica que vou procurar melhorar e:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
“O encanto talvez seja falso e a lindeza

=
˜
talvez ´seja
´ va; mas a mulher que teme a
Jeova e a que procura louvor para si.”
´
— Proverbios 31:30.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ´
O que voce acha desses comentarios?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................

Valorize-se
´ ´ ˆ ´
E provavel que voce conheça moças que fariam de tudo so
˜ ˜
para receber a atençao e a aprovaçao de um rapaz. Outras tal-
˜ ´
vez baixem seus padroes so para conseguir um namorado
´ ´ ˆ
— ou ate um marido. Mas o princıpio de que voce ‘colhe aqui-
´
lo que semeia’ se aplica nesse sentido. (Galatas 6:7-9, Socie-
´ ˆ ˜
dade Bıblica Portuguesa) Se voce nao valorizar a si mesma e
˜ ´
os padroes que tenta seguir na vida, provavelmente atraira ra-
˜ ˆ ˜
pazes que nao valorizam nem voce nem seus padroes.
´ ˜ ˆ
A verdade e que nem todos os rapazes vao gostar de voce
ˆ
— e isso pode ser bom. Mas, se voce cuidar da sua beleza ex-
´
terior e interior, tera “grande valor aos olhos de Deus” — e
´ ´ ˆ
atraira o tipo de rapaz que mais combinara com voce. — 1 Pe-
dro 3:4.
´ ´ ˆ ´ ´
NO PROXIMO CAPITULO E se voc˜ e e homem e esta se
perguntando: ‘Por que elas nao gostam de mim?’

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Como voce pode mostrar que respeita o modo
de pensar e os sentimentos de um rapaz?
ˆ
˘ Como voce pode mostrar que se valoriza?

194 os jovens perguntam


Agora ela ficou impressionada.
Contei tudo a meu respeito: Nao˜ aguento mais esse
as coisas que tenho, os lugares papo furado! Sera´ que
que visitei, as pessoas que ˜ percebe? Como
ele nao
conheço. Ela deve estar vou acabar com isso
caidinha por mim! sem ser mal-educada?
28

Por
˜ que elas
nao gostam
de mim?
ˆ ´
VOCE ja tem idade para namorar e gostaria de encontrar
uma garota bonita e que tenha as mesmas crenças religiosas
ˆ ´ ´ ˆ
que voce. (1 Corıntios 7:39) Mas ate agora toda vez que voce
tentou iniciar um relacionamento foi um desastre. O que deu
´
errado? Sera que as garotas querem apenas os rapazes mais
˜
bonitos? “Rapazes musculosos sao atraentes”, diz uma ga-
rota chamada Lisa. Ainda assim, a maioria das garotas pro-
` ˜
cura algo mais. “Os rapazes bonitos as vezes sao vazios”, diz
Karen, de 18 anos.
ˆ ˜
O que voce poderia fazer para nao ser uma pessoa “va-
´
zia”? Se quiser conhecer melhor alguem, que fatores precisa
´ ´
levar em conta? E de que princıpios bıblicos seria bom lem-
brar-se?
Primeira coisa a fazer
´
Antes de tentar se relacionar com alguem em especial,
ˆ ´
voce precisa dominar algumas habilidades basicas que o aju-
˜
darao a fazer amizade com qualquer pessoa. Analise o se-
guinte.
´
˘ Tenha boas maneiras. A Bıblia diz que “quem ama
˜ ´ ´ ´
nao e grosseiro”. (1 Corıntios 13:5, Bıblia na Linguagem
ˆ
de Hoje) Boas maneiras demonstram que voce respeita os
´
outros e que esta desenvolvendo uma personalidade madu-
` ˜ ˜
ra, semelhante a de Cristo. Contudo, boas maneiras nao sao
ˆ
como um terno que voce veste para impressionar outros e
tira quando chega em casa. Pergunte-se: ‘Sou educado em
˜ ´ ´
casa?’ Se nao for, ficara claro que esta fingindo ao ser educa-
do com outras pessoas. Lembre-
?
O que
ˆ
VOCE SABIA . . .

voc e
ˆ ´
e por den-
se que uma jovem de bom senso
˜
vai prestar atençao em como voce
´
ˆ
´ trata os membros de sua famı-
tro e mais ´ importante ˆ
do que e por fora. lia para descobrir como voce real-
´ ´
mente e. — Efesios 6:1, 2.
196 os jovens perguntam
‘Revesti-vos da nova personalidade, que foi

=
criada segundo a vontade de Deus, em
verdadeira justiça e lealdade.’
´
— Efesios 4:24.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

O que elas dizem: “Eu gosto muito quando um rapaz de-


monstra boas maneiras em coisas pequenas, como abrir a
porta para mim, e em coisas maiores, como ser gentil e aten-
˜ ´ ´ ´
cioso nao so comigo, mas tambem com a minha famılia.”
— Tina.
´
“Detesto quando alguem que acabei de conhecer faz per-
ˆ
guntas muito pessoais, como ‘Voce tem namorado?’ ou
˜ ´
‘Quais sao seus planos para o futuro?’ Isso e indelicado e me
´
deixa sem graça!” — Katia.
“Acho uma falta de respeito quando os rapazes pensam
que podem brincar com os nossos sentimentos, como se
˜ ´ ´ ˜
nao fossem importantes e como se nos estivessemos tao

˜
Boas
˜ maneiras nao ˆ
sao como um terno que voce
veste para impressionar
outros e tira quando
chega em casa
‘‘ Os rapazes pensam que, para atrair as
ˆ
moças, tem de se vestir de um certo jeito
´
ˆ
ou ter uma determinada aparencia. Embora
isso seja verdade ate certo ponto, eu acho
˜ ´
que muitas moças sao mais atraıdas por
´
boas qualidades.

’’
— Katia

desesperadas para casar que queremos que eles tenham


´
pena de nos.” — Alexis.
˘ Cuide de sua higiene. Quem tem boa higiene mostra
˜ ´ ´
respeito nao so pelos outros, mas tambem por si mesmo.
ˆ ˜
(Mateus 7:12) Se voce se respeita, outros estarao mais pro-
´
pensos a respeita-lo. Por outro lado, se for negligente com
´ ˜
sua higiene, a culpa sera sua se nao conseguir impressionar
uma moça.
O que elas dizem: “Um rapaz que estava interessado em
´ ˜
mim tinha mau halito. Era algo que nao dava para aceitar.”
— Kelly. ´ ˜
˘ Aprenda a conversar. E preciso boa comunicaçao
˜
para um relacionamento dar certo. Nao converse apenas so-
´
bre os seus interesses, mas tambem sobre os dos outros. (Fi-
ˆ ´
lipenses 2:3, 4) Assim, voce estara realmente escutando o
˜
que a outra pessoa diz e valorizando as opinioes dela.
O que elas dizem: “Fico encantada quando um rapaz
conversa comigo com naturalidade — quando lembra de
˜
coisas que lhe contei e sabe fazer perguntas que nao deixam
a conversa morrer.” — Cristina.
˜ ´
“Acho que os rapazes sao atraıdos pelo que veem, mas
˜ ´
as mo´ ças sao mais atraıdas pelo que ouvem.” — Laura.
“E bom ganhar presentes. Mas se um rapaz consegue
198 os jovens perguntam LEIA
LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO
NO VOLUME
VOLUME 2,
2, CAPITULO
ITULO 33
manter uma boa conversa e sabe o que dizer para consolar
ˆ ´
e animar voce . . . Uau, isso e demais!” — Mara.
´
“Conheço um rapaz que e educado e nunca toma liberda-
des indevidas. Podemos ter boas conversas sem ele dizer
ˆ ´ ˜ ˆ
coisas do tipo ‘Voce esta tao cheirosa hoje!’ ou ‘Como voce
´
esta bonita!’ Ele realmente me escuta, e isso faz qualquer ga-
rota se sentir bem.” — Beth.
´ ´
“Sem duvida, eu me interessaria por alguem que tivesse
´
senso de humor, mas que tambem conversasse sobre assun-
´
tos mais serios sem parecer forçado.” — Kelly.
´ ´
˘ Seja responsavel. A Bıblia diz: “Cada pessoa deve
´ ´
carregar a sua propria carga.” (Galatas 6:5, BLH) As garo-
˜ ˜ ´ ˜
tas nao vao se sentir atraıdas a um rapaz que nao para
´
em nenhum emprego porque e preguiçoso ou porque passa
muito tempo se divertindo.
O que elas dizem: “Seria bom se alguns rapazes fossem
´ ˜ ˜ ˜
mais responsaveis. Quando eles nao sao, as garotas nao se
˜
interessam por eles, porque isso nao passa uma boa impres-
˜
sao.” — Karen.
˜
“Alguns rapazes nao sabem o que querem da vida. Se es-
˜ ˜
tao interessados em´ uma garota, descobrem quais sao os al-
˜
vos dela e dizem: ‘E isso que eu quero fazer!’ Mas as açoes
´
deles provam o contrario.” — Beth.

´ ˜
Ser responsavel, conforme vimos SUGESTAO
´
acima, o ajudara a ter boas amiza- Pergunte a alguns
´
des. Contudo, quando sentir que esta adultos maduros
pronto para iniciar um relacionamen- que qualidade
´ eles acham mais
to serio, o que deve fazer?
importante um ra-
´ paz desenvolver,
Proximo passo ˜
ˆ e entˆ ao veja se
˘ Tome a iniciativa. Se voce ad- voce precisa me-
mira uma amiga e acha que ela se- lhorar nisso.
´
ria uma boa esposa, diga que esta
˜
Por que elas nao gostam de mim? 199
interessado nela. Seja claro e franco ao declarar seus senti-
´ ˆ
mentos. Isso pode ser muito difıcil. Talvez voce tenha medo
de ser rejeitado. No entanto, estar disposto a tomar a inicia-
´
tiva e um sinal de maturidade. Mas uma palavra de cautela:
˜
nao se trata de um pedido de casamento. Por isso, tenha
´
bom senso. Ser muito formal ou serio demais pode intimidar
´
a garota em vez de atraı-la.
˜
O que elas dizem: “Eu nao leio pensamentos. Para me
conhecer melhor, um rapaz precisa ser sincero, direto e sim-
plesmente falar o que sente.” — Nina.
´ ´ ´
“Se alguem que ja e meu amigo por algum tempo dis-
´
sesse que esta interessado em mim, poderia parecer es-
tranho no começo, mas eu o admiraria por ter falado.”
— Helen.
˜
˘ Respeite a decisao dela. E se sua amiga disser que
˜ ´ ˆ ´
nao quer um relacionamento mais serio? Voce mostrara que
˜
a respeita aceitando a decisao dela. Continuar insistindo se-
´
ria falta de maturidade. Na verdade, seria egoısmo da sua
ˆ ˜ ´ ´
parte se voce nao aceitar — e ate ficar ofendido. — 1 Corın-
tios 13:11.
˜
O que elas dizem: “Fico irritada quando digo um nao
bem claro, e o rapaz continua insistindo.” — Colleen.
˜
“Expliquei a um rapaz que nao estava interessada nele,
mas ele ficou insistindo para saber meu telefone. Eu queria
˜ ´
ser gentil. Afinal, nao deve ter sido facil criar coragem para
˜
expressar seus sentimentos. Mas nao teve jeito, precisei ser
bem firme com ele.” — Sarah.
˜
O que nao fazer
˜ ˆ
Alguns jovens acham que nao tem dificuldade para con-
˜ ´
quistar as garotas. Sao ate capazes de competir com os co-
˜
legas para ver quem consegue chamar a atençao de mais
˜
garotas. No entanto, esse tipo de competiçao resulta em so-
200 os jovens perguntam
´ ´ ˜ ´ ˆ
frimento e lhe trara ma reputaçao. (Proverbios 20:11) Voce
pode evitar isso se tiver em mente o seguinte.
˜
˘ Nao flerte. Ao flertar, a pessoa usa palavras lisonjei-
˜
ras e uma linguagem corporal provocativa, mas nao tem in-
˜ ˆ
tençao de manter um relacionamento romantico honroso.
˜
Açoes e atitudes como essas desconsideram o conselho da
´ ˜
Bıblia de tratar ‘as mulheres mais jovens como a irmas, com
´
toda a castidade’. (1 Timoteo 5:2) Rapazes que agem assim
˜ ˜ ˜ ´
nao sao bons amigos e serao pessimos maridos. Garotas de
bom senso sabem disso.
O que elas dizem: “Acho muito feio quando um rapaz
me elogia e eu sei que ele disse a mesma coisa para minha
ˆ
amiga no mes passado.” — Helen.
“Certa vez, um rapaz bonito começou a flertar comigo e
˜
nao parava de falar de si mesmo. Quando uma outra moça
´ ´
se juntou a nos, ele fez a mesma coisa com ela. E daı, com
´
uma terceira. Foi ridıculo!” — Tina.

˜
plano de açao!
˜
Eu poderia ser mais educado nas seguintes situaçoes:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Para saber conversar melhor, eu vou . . .


MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
˜ ˜
˘ Nao brinque com os sentimentos dela. Nao pense
´
que ter amizade com uma moça e a mesma coisa que ter
ˆ ˆ
amizade com um rapaz. Por que? Veja bem: se voce elogiar
a roupa nova de um amigo ou se conversar sempre com ele
ˆ ´ ˆ
ou lhe fizer confidencias, dificilmente ele achara que voce se
´
sente atraıdo a ele. Mas, se fizer a mesma coisa com uma ga-
´ ˆ ´
rota, ela podera muito bem pensar que voce esta interessa-
do nela.
˜
O que elas dizem: “Acho que os rapazes nao entendem
˜
que nao podem tratar as moças do mesmo jeito que tratam
seus amigos.” — Sheryl.
“Um rapaz consegue meu telefone e me envia uma men-
´
sagem de texto. O que ele esta querendo? Mesmo que sejam
` ˆ
apenas mensagens de texto, as vezes voce pode ficar envol-
´ ´
vida demais, mas sera que realmente da para conhecer al-
´ ´
guem por meio de mensagens de texto?” — Marcia.
˜
“Acho que os rapazes nao fazem ideia da facilidade com
que uma moça se envolve emocionalmente, ainda mais se o
´ ˜ ´
rapaz for atencioso e simpatico. Nao e que ela esteja deses-
´
perada. Eu so acho que a maioria das garotas quer se apai-
´
xonar e esta procurando a ‘pessoa certa’.” — Alison.

´ ´ ˆ
˜ Como voce pode saber a diferença
NO PROXIMO CAPITULO
entre amor e paixao?

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Como voce pode mostrar que respeita a si mesmo?
˘ Como pode mostrar que respeita o modo de pensar
e os sentimentos de uma garota?

202 os jovens perguntam


29
o
te am

Como vou ´ e am
o
em t
saber
´ se tamb

e mesmo
amor?
Responda as` seguintes
perguntas:
1. Como voceˆ definiria “amor”?
MMMMMMMMMMMMMM
ı...........................................................
MMMMMMMMMMMMMM
...........................................................
2. Como voceˆ definiria “paixao”?
˜
MMMMMMMMMMMMMM
.............................................................
MMMMMMMMMMMMMMMM
...................................................................
˜ qual a diferença entre
3. Na sua opiniao,
os dois?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
ˆ ˜
PROVAVELMENTE voce nao teve dificuldade em responder
` ´ ´
as perguntas acima. Afinal e facil ver a diferença entre amor e
˜ ˆ ˜ ´ ˜
paixao quando voce nao esta envolvido na situaçao.
ˆ ˆ
Mas isso pode mudar assim que voce ve o garoto ou a ga-
ˆ
rota dos seus sonhos. De repente voce se apaixona, e nada
ˆ ´ ´
mais o interessa. Voce acha que e o amor da sua vida. Mas e
´ ´ ˜ ˆ
mesmo? Sera que e amor ou paixao? Como voce pode desco-
brir? Para saber a resposta, primeiro vamos considerar como
o seu conceito sobre o sexo oposto provavelmente mudou nos
´
Como vou saber se e mesmo amor? 203
´
ultimos anos. Por exemplo, considere as seguintes pergun-
tas:
ˆ
˘ O que voce pensava sobre o sexo oposto quando tinha
5 anos?
ˆ
˘´ O que voce pensa sobre o sexo oposto agora?
´ ˆ
E provavel que suas respostas mostrem que, quando voce
chegou na puberdade, passou a encarar os do sexo oposto de
modo diferente. Brian, de 12 anos, diz: “Agora noto que as ga-
˜
rotas sao um pouco mais bonitas do que pareciam.” Elaine, de
´
16 anos, lembra-se de uma mudança que aconteceu ha poucos
anos. “Todas as minhas amigas começaram a falar sobre garo-
tos”, diz ela, “e eu me apaixonava facilmente por qualquer ga-
roto”.
ˆ ´ ´
Agora que voce esta se sentindo mais atraıdo aos do sexo
oposto, como pode lidar com esses fortes sentimentos? Em
˜
vez de fingir que eles nao existem — o que certamente vai tor-
´ ˆ
na-los ainda mais fortes —, voce pode usar essa oportunidade
˜ ˜
para aprender algo sobre atraçao, paixao e amor. Entender es-
ˆ ´
ses tres aspectos de um relacionamento pode poupa-lo de so-
´ ´
frimento desnecessario e ajuda-lo, com o tempo, a encontrar o
amor verdadeiro.
˜ ˆ ˆ
ATRAÇAO @ O que voce ve
“Eu e meus amigos estamos sempre falando sobre garotas.
´ ´
Tentamos conversar sobre outras coisas, mas e so passar uma
garota bonita que esquecemos do
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Jovens que começam


´
que estavamos falando!” — Alex.
“Um rapaz que olha para mim,
e terminam relaciona- tem um sorriso bonito e um andar
ˆ ˜
mentos rom anticos confiante chama minha atençao.”
´ ´ — Laura.
sem leva-los a serio, ˜ ´
de certo modo estao ´
E normal se sentir atraıdo a al-
“treinando” para se ´ ´
guem bonito. O problema e que o
divorciar depois de ˆ ˆ
se casarem.
que voce ve nem sempre corres-
` ˆ
ponde a realidade. Por que? Por-

204 os jovens perguntam LEIA


LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
´ ´ ASSUNTO
ESTE ASSUNTO
NO
NO VOLUME
VOLUME 2,
2, CAP
CAPITULOS
ITULOS 1 E 3
´ ˜ ˜
“Mesmo muitas aguas nao sao capazes

= de ´ extinguir o amor,
´ nem podem os
proprios rios leva-lo de enxurrada.”
ˆ ˜
— Cantico de Salomao 8:7.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

ˆ ´
que as aparencias enganam. A Bıblia diz: “Como uma argola
´
de ouro, para as narinas, no focinho dum porco, assim e a mu-
´ ´
lher que´ e bonita, mas que se desvia da sensatez.” (Proverbios
´
11:22) E claro que o mesmo princıpio se aplica aos rapazes.
˜ ˆ
PAIXAO @ O que voce sente
“Fiquei muito apaixonada por um garoto quando eu tinha
12 anos e, quando esse sentimento passou, descobri por que
eu gostava dele. Era apenas porque todas as minhas amigas
estavam interessadas em garotos — e ele era um garoto. Era
esse o motivo.” — Elaine.
´
“Gostei de muitas garotas, mas na maioria das vezes eu so
ˆ
olhava a aparencia. Quando eu realmente conhecia a persona-
˜ ´ ˜ ´
lidade delas, via que nao eramos tao compatıveis como eu ima-
ginava.” — Mark.
˜
A paixao pode parecer amor. Na realidade, o amor in-
ˆ
clui sentimentos romanticos. Mas cada um deles se baseia
˜
em coisas totalmente diferentes. A paixao surge de uma rea-
˜ ˆ ´ ˜
çao passageira ao que se ve. Alem disso, nao enxerga as fra-
quezas da outra pessoa e exage-

˜
ra suas qualidades. Por isso, a SUGESTAO
˜ ´ ˜ ´
paixao e tao duravel quanto um ˆ
Para saber se voce co-
˜
castelo de areia. “Nao dura mui- nhece bem uma pessoa
to tempo”, diz uma garota cha- ´
a quem se ` sente atraıdo,
ˆ
mada Fabiana. “Voce pode se responda as perguntas
´
´ ´ do quadro da pagina 39
sentir atraıda a alguem num dia,
ˆ (para as garotas) ou da
e um mes depois sentir a mes- ´
pagina 40 (para os rapa-
ma coisa — mas por outra pes- zes), no Volume 2.
soa.”
´
Como vou saber se e mesmo amor? 205
˜ ´ ˜ ´
A paixao e tao duravel quanto ´ ´
um castelo de areia, que em pouco tempo e levado pela agua
ˆ
AMOR @ O que voce sabe
ˆ
“Acho que, no caso do amor, voce tem um motivo para se
´ ´ ˜
sentir atraıdo a alguem, mas um bom motivo — nao um moti-
´
vo egoısta.” — David.
˜
“Na minha opiniao, o amor verdadeiro deve aumentar com
´ ˆ ˜
o tempo. No inıcio, voces sao bons amigos. Depois, aos poucos,
ˆ ˜
voce gosta do que passa a conhecer sobre a pessoa, e entao co-
meça a ter sentimentos que nunca teve antes.” — Judith.
O amor baseia-se em conhecer bem a pessoa: suas qualida-
˜ ´ ´
des e seus defeitos. Por isso, nao e de admirar que a Bıblia des-
creva o amor como sendo muito mais do que um sentimento.
´ ˆ
Ela diz que, entre outras coisas, “o amor e longanime e benigno.
. . . Suporta todas as coisas, acredita todas as coisas, espera to-
das as coisas, persevera em todas as coisas. O amor nunca fa-
´
lha”. (1 Corıntios 13:4, 7, 8) O amor faz a pessoa agir dessa ma-
˜
neira com base no que ela sabe sobre o outro, nao no que ela
˜
quer acreditar nem na falta de informaçoes.
Um exemplo de amor verdadeiro
´ ´
O relato da Bıblia sobre Jaco e Raquel ilustra muito bem o
amor verdadeiro. Eles se conheceram perto de um poço, onde
´ ` ´
Raquel tinha ido dar agua as ovelhas de seu pai. Jaco sentiu-se
´ ˆ
imediatamente atraıdo a ela. Por que? Um dos motivos foi que
ˆ ´
ela era “bonita de rosto e de corpo”. — Genesis 29:17, Bıblia na
Linguagem de Hoje.
206 os jovens perguntam
‘‘
´
O amor consegue vencer obstaculos, mas
˜
a paixao geralmente acaba assim que as
ˆ
circunstancias mudam ou surgem problemas.
Leva muito tempo para desenvolver o amor
verdadeiro.

’’
— Daniella

˜
Mas lembre-se que o amor verdadeiro nao se baseia apenas
ˆ ´ ´
na aparencia fısica. Jaco descobriu que Raquel era mais do que
´ ˜
uma mulher bonita. De fato, a Bıblia diz que nao demorou mui-
´ ˜
to para Jaco sair da fase da atraçao. Ele estava ‘amando Ra-
ˆ
quel’. — Genesis 29:18.
´ ˜ ´
Final feliz de uma historia de amor? Nao, porque a historia
´
estava longe de acabar. O pai de Raquel fez Jaco esperar sete
anos para poder se casar com ela. Independentemente de isso
˜ ´ ` ´
ter sido justo ou nao, o amor de Jaco foi posto a prova. Jaco
˜
nao teria esperado por ela se o que ele sentisse fosse apenas
˜ ´ `
paixao. So o amor verdadeiro pode resistir a prova do tempo.
˜ ´ ´
Entao, o que aconteceu? A Bıblia diz: “Jaco passou a servir sete
anos por Raquel, mas eles se mostraram aos seus olhos como
ˆ
apenas alguns dias, por causa do seu amor por ela.” — Gene-
sis 29:20.
ˆ ´
O que voce pode aprender do exemplo de Jaco e Raquel?
Que o amor verdadeiro pode passar pela prova do tempo.
˜
plano de açao!
´ ´ ˜
Para saber se o que sinto por alguem e paixao ou amor,
eu vou . . .
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
´ ˜ ˆ ´
Tambem, que ele nao se baseia apenas na aparencia fısica. Na
˜ ´
verdade, seu futuro marido ou esposa talvez nao seja alguem
ˆ ` ´
que voce ache muito atraente a primeira vista. Barbara, por
´ ˜
exemplo, conheceu um rapaz que ela admite que de inıcio nao
ˆ
a atraiu muito. “Mas, quando passei a conhece-lo melhor”, lem-
ˆ ˜
bra-se ela, “as coisas mudaram. Notei que Estevao se preocu-
pava com as outras pessoas e sempre colocava os interesses
`
dos outros a frente dos seus. Essas eram as qualidades que eu
sabia que fariam de um homem um bom marido. Eu me senti
´ ´
atraıda a ele e comecei a ama-lo”. O resultado foi um casamen-
to bem-sucedido.
ˆ
Quando voce for maduro o suficiente para namorar com o
objetivo de se casar, como vai saber se encontrou o amor verda-
˜
deiro? Seu coraçao talvez queira falar mais alto, mas tome uma
˜ ´ ´
decisao bem pensada, baseada em princıpios bıblicos. Conheça
˜ ˆ ˆ
melhor a pessoa, nao olhe apenas para a aparencia. De tem-
po para que o relacionamento se desenvolva. Lembre-se que
˜
a paixao geralmente dura pouco. Mas o amor verdadeiro fica
´
mais forte com o tempo e se torna um “perfeito vınculo de
˜
uniao”. — Colossenses 3:14.
ˆ
Esteja certo de que voce pode encontrar esse tipo de amor
´ ˜ ˆ ˆ
— se aprender a olhar alem da atraçao (o que voce ve) e da pai-
˜ ˆ ˆ ´ ˜
xao (o que voce sente). As tres paginas a seguir o ajudarao a fa-
zer exatamente isso.
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULO Suponhamos que voce tenha
´
encontrado o amor verdadeiro. Como saber se esta
preparado para o casamento?

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que
˜ Deus
˜ criou os humanos com sentimentos de
atraçao tao fortes pelo sexo oposto?
˘ Por que acabam muitos dos ´ relacionamentos que os
adolescentes dizem que e amor?

208 os jovens perguntam


ˆ
o que voce faria?
´ ˜ ´ ˆ
Eduardo e Julia estao namorando ha tres meses, e
´ ´ ´
Julia diz que “esta perdidamente apaixonada”. Eduardo e
´
obcecado por ela — ate mesmo diz como ela deve se vestir e
˜
com quem ela pode ou nao ter amizade. Ele a tratava como
´
uma princesa — ate a semana passada. Eduardo deu um
´
tapa em Julia quando a pegou conversando com outro
garoto.
´
Ele diz: “Julia devia saber que eu morro de medo de
ˆ ´ ´
perde-la. Fico louco so de pensar que alguem pode roubar
minha namorada! Estou arrependido de ter batido nela. Mas
˜ ˆ
fiz isso porque nao suporto nem mesmo ve-la olhando para
´ ´
outra pessoa. Alem do mais, eu ja pedi desculpas.”
´
Ela diz: “Meus pais dizem que o Edu e muito dominador,
´ ˜
mas na verdade ele so tem padroes elevados. Por exemplo,
ele nunca tentou me forçar a fazer sexo. E, quando ele me
˜
bateu — o que eu nao contei aos meus pais —, bem . . . eu
´
estava conversando com outro garoto. O Edu tem ciumes de
` ´ ´
mim, e as vezes eu ate gosto disso. O que importa e que ele
pediu desculpas e prometeu que nunca mais vai fazer isso.”
´
Agora e sua vez: Consegue ver sinais de aviso nesse
relacionamento? Em caso afirmativo, quais?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
´
O que Julia deveria fazer?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
ˆ
O que voce faria?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
´
Como vou saber se e mesmo amor? 209
ˆ
o que voce faria?
˜ ´
Edson e Larissa estao namorando ha dois meses, e
´ ´
ele ja percebeu como ela e briguenta, principalmente
´
com os pais. Na realidade Larissa esta sempre discutindo
com os pais, e geralmente ela vence. Ela tem o “dom” de
´ ´
bater o pe ate que seus pais se cansem e cedam. Larissa
´ ˜
ja disse para Edson que tem seus pais na palma da mao.
˜
Ele diz: “Larissa fala tudo o que pensa. Ela` nao
´
aceita conselho de ninguem — nem dos pais. As vezes o
´ ˜ ´ `
pai dela e irritante mesmo, nao e a toa que ela perde a pa-
ˆ ˜ ´
ciencia com ele. Mas isso nao significa que ela so sabe
´
gritar. Ela chora, fica emburrada e tambem se faz de boa-
zinha — tudo para conseguir o que quer dos pais.”
˜ ˆ ´
Ela diz: “Para mim nao importa quem voce e ou o que
ˆ ˜
voce faz, eu falo mesmo, nao meço as palavras. Meu na-
´
morado sabe que sou assim, ele ja viu como eu ajo com
os meus pais.”
´
Agora e sua vez: Consegue ver sinais de aviso nesse
relacionamento? Em caso afirmativo, quais?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
O que Edson deveria fazer?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
ˆ
O que voce faria?
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................

210 os jovens perguntam


´ ˜
e amor ou paixao?
˜
Tente descobrir a palavra que falta nas declaraçoes
abaixo. Preencha os espaços com a palavra amor ou
˜
paixao.
´
1. “O(A) 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 e cego(a) e quer continuar assim.
˜
Nao gosta de encarar a realidade.” — Calvin.
2. “Se tenho de mudar minha personalidade quando estou
´ ´
perto de uma garota a quem me sinto atraıdo, isso e
9 9MMMMMM
9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 .” — Thomas.
3. “Talvez alguma coisa na pessoa o incomode. Mas, se
ˆ
for 9MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce vai querer continuar com ela
e tentar resolver o problema.” — Ryan.
´ ˆ ´
4. “Se e 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce esta disposto a levar em con-
˜ ˆ
sideraçao apenas as coisas em que voces dois concordam.”
´
— Claudia.
´ ˆ ˜
5. “Quando e 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce nao tenta esconder
ˆ ´
quem voce realmente e.” — Evelyn.
´ ´
6. “O(A) 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 e uma forma egoısta de conseguir
ˆ
o que voce quer — talvez apenas para dizer que tem um
namorado.” — Allison.
7. “O(A) 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 reconhece as falhas e os defeitos
ˆ
da pessoa, e ainda assim voce consegue conviver com ela.”
— Amanda.
´ ˆ
8. “Quando e 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce simplesmente se sente
´ ` ˜ ˆ
atraıdo a pessoa e nao consegue explicar por que.” — David.
´ ˆ
9. “Se e 9 MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce acha que a outra pessoa
nunca erra.” — Sheila.
´ ˆ ˜
10. “Quando e 9MMMMMM 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 , voce nao olha para outras
pessoas do sexo oposto como antes, porque tem um senso
de lealdade.” — Daniel.
˜
Respostas: Paixao: 1, 2, 4, 6, 8 e 9. Amor: 3, 5, 7 e 10.
´
Como vou saber se e mesmo amor? 211
30
Voceˆ encontrou a
pessoa perfeita para voc˜ e,ˆ
e pelo tempo que estao
namorando´ ja´ da´ para
saber que e amor. Logo
podera´ sentir a felicidade
do casamento.
´ Mas sera´
que sentira mesmo?
Quando voceˆ esta´ para˜
tomar uma das decisoes
mais importantes da vida,
começa a se perguntar . . .

Estamos
realmente
preparados
para o
casamento?
´ ´
E NORMAL ter duvidas sobre o
´
casamento, ate mesmo quando
ˆ
voce ama muito a outra pessoa.
´ ˜
Com tantos casamentos infelizes e um numero tao grande de
´ ´ ´ ˆ
divorcios, e compreensıvel que voce queira pensar bem antes
de tomar esse passo que vai mudar totalmente a sua vida.
´ ´
Como saber se esta preparado para isso? Agora e a hora de
parar de sonhar acordado e considerar algumas realidades
sobre o casamento. Por exemplo:
´
˝ SONHO 1 “Podemos viver so de amor.”
˜
Realidade: O amor nao vai pagar suas contas nem resol-
ver seus problemas financeiros. Pesquisadores descobriram
´ ´
que o dinheiro e uma das principais causas de divorcios e de
brigas entre casais. Um conceito distorcido sobre o dinheiro
´
pode prejudica-lo em sentido espiritual e emocional, e pode
desgastar o relacionamento com seu marido ou sua esposa.
´ ˆ ˜
(1 Timoteo 6:9, 10) O que voce pode aprender disso? Nao es-
˜
pere se casar para depois conversar sobre como vao usar o
dinheiro.
´ ´
A Bıblia diz: “Quem de vos, querendo construir uma tor-
˜
re, nao se assenta primeiro e calcula a despesa?” — Lucas
14:28.
˜ ˆ
Sugestao: Converse com seu futuro conjuge agora — an-
˜
tes de se casarem — sobre como administrarao o dinheiro.
´
(Proverbios 13:10) Considere algumas perguntas: Como va-
mos usar nosso dinheiro? Teremos uma conta conjunta ou
contas separadas? Qual dos dois tem mais habilidade para
cuidar de um orçamento e providenciar que as contas sejam
´
pagas?1 Quanto dinheiro cada um podera gastar sem consul-
´
tar o outro? Agora e a hora de começarem a trabalhar em
equipe. — Eclesiastes 4:9, 10.
˝ SONHO 2 “Vamos formar um casal perfeito porque con-
´
cordamos em tudo — nos nunca discordamos!”
ˆ
Realidade: Se voces nunca discordam, provavelmente
´
e porque procuram evitar assuntos que poderiam causar
´ ´
1 Proverbios 31:10-28 descreve a “esposa capaz” como alguem que cuidava de
grandes´ responsabilidades
´ diretamente relacionadas com os assuntos financeiros
da famılia. Veja os versıculos 13, 14, 16, 18 e 24.

Estamos realmente preparados para o casamento? 213


´ ˜

=
“O homem deixar` a seu pai e sua mae, eˆ
tem de se apegar a sua
´ esposa, eˆ eles tem
de tornar-se uma so carne.” — Genesis 2:24.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
ˆ ˜ ˜
desentendimentos. Mas no casamento voces nao poderao se
˜
dar ao luxo de fazer isso. Na verdade, nao existem duas pes-
soas imperfeitas que combinem em tudo, por isso alguns de-
˜ ´ ˆ
sacordos sao inevitaveis. (Romanos 3:23; Tiago 3:2) Voces
˜
nao devem pensar apenas no fato de que sempre concordam
´
um com o outro, mas tambem no que acontece quando dis-
˜ ´
cordam. Uma uniao forte e formada por duas pessoas que
conseguem reconhecer francamente uma diferença e se es-
´
forçam para resolver o assunto de forma madura e amigavel.
´ ˜ ´ ´
A Bıblia diz: “Nao va dormir com raiva.” — Efesios 4:26,
Contemporary English Version.
˜ ˆ
Sugestao: Reflita em como voce tem lidado com desen-
˜
tendimentos com seus pais e seus irmaos. Faça uma tabela
` ´ ` ´
parecida a da pagina 93 deste livro ou a da pagina 221 do Vo-
lume 2. Anote acontecimentos que tenham provocado um de-
ˆ ˜
sacordo, como voce reagiu e que reaçao teria sido melhor.
ˆ
Por exemplo, se, por causa de um desentendimento, voce foi
˜
furioso para o seu quarto e bateu a porta, escreva uma reaçao
que seria melhor e que serviria para resolver o problema em
´ ´ ˆ
vez de piora-lo. Se desde ja voce aprender a reagir melhor a
´
um desentendimento, estara desenvolvendo uma habilidade
muito importante para um ca-

˜
SUGESTAO samento feliz.
Converse com um casal ˝SONHO 3 “Depois que eu me
mais velho e pergunte a casar, todos os meus desejos
˜
eles que
´ conselho dariam sexuais serao satisfeitos.”
a recem-casados sobre Realidade: O casamento
como ter um casamento ˜ ´ ˆ
bem-sucedido. — Prover-
´ nao e garantia de que voce vai
bios 27:17. poder fazer sexo a hora que
quiser. Lembre-se de que seu
´
(Continua na pagina 218)
214 os jovens perguntam
EXEMPLO A SEGUIR

Rute
´
A viuva Rute foi um excelente exemplo de lealdade.
Ela preferiu ficar com Noemi, sua sogra idosa, em vez de
´
voltar para uma vida mais confortavel na cidade onde nas-
˜ ´
ceu. Embora sua decisao diminuısse suas chances de en-
˜
contrar um marido, Rute nao pensou apenas em si mes-
ma. Seu amor por Noemi e o desejo de ficar com o povo
´
de Jeova eram mais importantes para ela do que o desejo
de se casar. — Rute 1:8-17.
ˆ ´ ˜
Voce esta pensando em se casar? Entao imite o exem-
˜ ˜
plo de Rute. Nao leve em conta apenas as suas emoçoes e
˜ ˆ ˆ
analise que qualidades farao de voce um bom conjuge. Por
ˆ ´ ´ ´ ´
exemplo, voce e leal e altruısta? Segue os princıpios bı-
blicos mesmo quando isso vai contra os desejos de sua
˜
carne imperfeita? Rute nao procurou desesperadamente
ˆ
um conjuge. Mas, com o tempo, ela encontrou um marido
que era uma pessoa madura e que tinha as mesmas quali-
dades que ela — acima de tudo, amor a Deus. O mesmo
ˆ
pode acontecer com voce.
´
esta preparado para se casar?
´ ˆ
Considere as perguntas nestas duas paginas. Voce
´
pode usa-las como base para uma conversa com seu
ˆ
futuro conjuge. Leia os textos citados.
dinheiro
✔ Como voceˆ encara o dinheiro? — Hebreus 13:5, 6.
˚
´
˚
✔ De que maneiras esta demonstrando que usa o dinheiro
´
de modo responsavel? — Mateus 6:19-21.
ˆ ´ ´
˚ Voce tem dıvidas? Em caso afirmativo, o que esta

´ ´
fazendo para paga-las? — Proverbios 22:7.
˚
✔ Quanto pretende gastar com seu casamento? Se vai
´ ´
precisar fazer dıvidas, que valor acha razoavel?
— Lucas 14:28.
ˆ ˜
˚
✔ Depois de se casarem, voces dois vao precisar
˜ ˜
trabalhar? Nesse caso, como vao lidar com a questao
´ ´
dos horarios diferentes e do transporte? — Proverbios
15:22.
˜ ˜
˚
✔ Onde vao morar? Quanto vao gastar com aluguel,
˜ ˜
alimentaçao, roupas e outras coisas, e como vao pagar
´
essas despesas? — Proverbios 24:27.
´
famılia
✔ Voceˆ se da´ bem com seus pais e seus irmaos?
˚
˜
ˆ
— Exodo 20:12; Romanos 12:18.
˚
✔ Como resolve os desentendimentos em casa?
— Colossenses 3:13.
✔ Se voceˆ e´ mulher, de que maneiras demonstra um
˚
´
“espırito quieto e brando”? — 1 Pedro 3:4.
´
˚
✔ Pretendem ter filhos? (Salmo 127:3) Caso contrario, que
´ ˜
metodo de controle de natalidade vao usar?
ˆ ´
˚ Se voce e homem, como planeja tomar a liderança em

´
cuidar da espiritualidade de sua famılia? — Mateus 5:3.
personalidade
ˆ ´
˚
✔ De que maneiras voce demonstra que e uma pessoa
´
trabalhadora? — Proverbios 6:9-11; 31:17, 19, 21, 22, 27.
ˆ ´ ´
˚ Como voce demonstra que e altruısta? — Filipenses 2:4.

ˆ ´
˚ Se voce e homem, de que maneiras mostra que pode
´
exercer autoridade como Cristo exerceu? — Efesios 5:25,
28, 29.
✔ Se voceˆ e´ mulher, da´ evidencias
˚
ˆ
de que consegue se
´
sujeitar a quem tem autoridade? — Efesios 5:22-24.

Estamos realmente preparados para o casamento? 217


˜ ´
(Continuaçao da pagina 214)
ˆ
futuro conjuge, como todo ser humano, tem sentimentos que
˜ ´
precisam ser levados em consideraçao. A verdade e que have-
´ ˜ ˆ ˜ ´ ˜
ra ocasioes em que seu conjuge nao estara com disposiçao
˜ ˜ ´
para ter relaçoes sexuais. O casamento nao da o direito de a
pessoa exigir que suas necessidades sejam satisfeitas. (1 Co-
´ ´ ´ ´
rıntios 10:24) O fato e que e importante ter autodomınio tan-
´
to como solteiro quanto como casado. — Galatas 5:22, 23.
´ ´
A Bıblia diz: “Que cada um de vos saiba obter posse do
´ ˜ ˜
seu proprio vaso em santificaçao e honra, nao em cobiçoso
apetite sexual.” — 1 Tessalonicenses 4:4, 5.
˜
Sugestao: Avalie bem seus desejos sexuais e suas ati-
tudes com respeito ao sexo, e como podem afetar seu fu-
ˆ ´ ´
turo casamento. Por exemplo, voce e escravo do habito da
˜ ´
masturbaçao, que reflete egoısmo? Tem o costume de ver
˜
pornografia? Costuma ficar olhando com intençoes imorais
para pessoas do sexo oposto? Pergunte-se: ‘Se tenho dificul-
dades de controlar meus desejos sexuais antes do casamen-
´
to, como vou conseguir controla-los depois?’ (Mateus 5:27,
˜ ˆ ˆ
28) Outra questao: Voce tem a tendencia de flertar e ficar
´ ´ ˜
com varias pessoas, e por isso ganhou ma reputaçao entre
ˆ
os do sexo oposto? Nesse caso, como voce pretende evitar
ˆ ´
essa tendencia depois do casamento, quando precisara di-
˜
recionar sua afeiçao a apenas uma
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Em um casamento
ˆ
pessoa — seu conjuge? — Prover-
bios 5:15-17.
´

´
bem-sucedido,˜ mari- ˝ SONHO 4 “O casamento me fara
do e esposa feliz.”
ˆ sao bons
amigos, tem ˜ boa co- Realidade: Uma pessoa soltei-
municaçao, sabem ra infeliz geralmente se torna uma
resolver desentendi- ˆ
mentos e encaram pessoa casada infeliz. Por que?
˜ ´
sua relaç˜ ao como Porque a felicidade e determinada
uma uniao para toda mais pela atitude da pessoa do que
ˆ ´
a vida. pelas suas circunstancias. (Prover-
ˆ ˆ
bios 15:15) Os que tem a tenden-

218 os jovens perguntam


˜
Nao entre no casamento
sem primeiro
´ saber
´ em
que “aguas” esta
entrando

cia de encarar a vida de modo


negativo se concentram em
geral no que falta num rela-
cionamento, em vez´ de no que
ele proporciona. E bem me-
lhor cultivar e manter uma ati-
ˆ ´
tude positiva enquanto voce e
solteiro. Depois, quando estiver
´ ˆ
casado, refletira o que voce tem de
´ ˆ
melhor e contribuira para que o seu conjuge faça o mesmo.
´ ´
A Bıblia diz: “E muito melhor ficar satisfeito com o que se
tem do que estar sempre querendo mais.” — Eclesiastes 6:9,
´
Bıblia na Linguagem `
de Hoje.
˜
Sugestao: As vezes, expectativas irrealistas causam uma
atitude negativa. Em uma folha separada, escreva duas ou
ˆ ˆ
tres expectativas que voce tem sobre o casamento e depois se
˜
pergunte: ‘Minhas expectativas sao baseadas mais em fanta-
´
sias do que na realidade? Foram influenciadas pela mıdia,
´
talvez por filmes e livros de romance? Sera que as minhas
˜
plano de açao!
Um traço de personalidade que vou melhorar agora
ˆ para
´
ter um bom relacionamento com meu futuro conjuge e:
M,MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
´

‘‘
´ ˜ ´
O casamento e uma decisao seria. E impor-
˜ ´ ´
tante nao so saber o que e o casamento, mas
´
tambem conhecer a pessoa com quem vai se
casar.

’’
— Audra

expectativas se concentram no que o casamento vai propor-


˜
cionar para mim — talvez acabar com a minha solidao, satis-
˜
fazer o meu desejo por sexo ou melhorar a minha reputaçao
ˆ
entre os colegas? Nesse caso, voce precisa parar de pensar
´
apenas em si mesmo e começar a pensar tambem no seu fu-
ˆ ´ ˆ
turo conjuge. Para ajuda-lo a fazer isso, aliste duas ou tres ex-
ˆ
pectativas que voce tem sobre o casamento e que envolvam
ˆ ˆ
tanto voce como seu futuro conjuge.
Os sonhos considerados aqui podem comprometer sua
felicidade no casamento. Por isso se esforce para mudar esse
´
modo de pensar e substituı-lo por um ponto de vista realista.
´ ˆ
As perguntas nas paginas 216 e 217 podem ajudar voce e seu
ˆ
futuro conjuge ao passo que se preparam para o que pode ser
ˆ ˜
uma das maiores bençaos da sua vida — um casamento feliz!
ˆ ´
— Deuteronomio 24:5; Proverbios 5:18.
´ ´
NO PROXIMO CAPITULO
ˆ O fim de um namoro pode ser como
se parte de voce morresse. Como lidar com isso?

COMO RESPONDERIA?

´ ´
˘ Em alguns paıses,
´ um grande numero de casamentos
acaba em divorcio. Por que acha que isso acontece?
˘ Quais os perigos de se casar apenas para fugir dos
problemas em casa?
´ ´ ´
˘ Por que sera importante aplicar os princıpios bıblicos
no seu casamento?

220 os jovens perguntam


31

Como posso superar


o fim do namoro?
“Depois de seis meses de namoro e cinco anos
˜ de
amizade, ele quis terminar
˜ o namoro. Mas nao deu
nenhuma satisfaçao. Simplesmente parou de falar ˜
comigo. Eu me senti abandonada. Foi uma decepçao
muito grande. Eu me perguntava: ‘O que fiz de
errado?’ ” — Raquel.
221
O FIM de um namoro pode causar muita tristeza e profundo
ˆ
desanimo. Veja o caso de Jorge e Susana, que namoraram por
dois anos e ficaram muito apegados. Durante o dia, Jorge en-
˜
viava mensagens de texto a Susana com expressoes de afeto.
De vez em quando, dava presentes para mostrar que pensava
nela. “Jorge realmente tentava me ouvir e me entender”, disse
Susana. “Ele fazia com que eu me sentisse especial.”
˜
Nao demorou muito e eles estavam falando sobre casa-
´
mento e onde iriam morar. Jorge chegou ate a pensar em
˜
comprar as alianças. Entao, de repente, ele terminou o na-
moro! Susana ficou arrasada. Ela continuou com sua rotina,
˜
mas estava desnorteada. “Eu nao conseguia nem pensar di-
˜
reito e nao tinha forças para nada”, disse ela.1
´
Por que doi tanto
ˆ ´ ˜ `
Se voce ja esteve numa situaçao parecida a de Susana,
´
talvez tenha se perguntado: ‘Sera que algum dia as coisas
˜ ´ ´ ´
voltarao ao normal?’ Sua angustia e compreensıvel. “O amor
´ ˜ ˜ ˆ
e tao forte como a morte”, escreveu o Rei Salomao. (Cantico
˜
de Salomao 8:6) Assim, o fim de um namoro talvez tenha
ˆ ´
sido uma das experiencias mais traumaticas da sua vida. De
´
fato, muitos dizem que terminar um namoro e como se parte
ˆ ´ ´ ´
de voce morresse. A pessoa pode ate passar por estagios tı-
picos do luto, tais como:
˜ ˜ ´
Negaçao. ‘Nao pode ser o fim. Ele mudara de ideia em
um ou dois dias.’
ˆ
Raiva. ‘Como ele pode fazer
? ˆ
VOCE SABIA . . .

A maioria dos namoros˜


isso comigo? Eu o odeio!’
˜
Depressao. ‘Ninguem me
´
´
entre adolescentes nao ama. Nunca ninguem vai me
acaba em casamento. amar.’
E os casamentos ˆ entre ´
adolescentes tem 1 Embora as pessoas citadas ´ neste capı-
´ ´ um tulo sejam mulheres, os princıpios
´ consi-
alto ındice de divorcio. derados aqui se aplicam tambem aos ho-
mens.

222 os jovens perguntam


˜

Aceitaçao. ‘Isso vai passar. ˜
´ SUGESTAO
Doeu, mas ja estou melhoran-
do.’ Susana,´ mencionada ´
´ ´ ˆ no inıcio deste capıtulo,
A boa notıcia e que voc e fez
´
pode chegar ao estagio da acei- ´ uma lista de textos
˜ ´ bıblicos e` os˜ tinha
taçao. Mas sera que vai demorar sempre´ a mao para
´ ajuda-la quando se
muito? Isso depende de varios
fatores, incluindo quanto tempo sentia esmagada
˜ pelas
´ suasˆ emoçoes. Talvez
durou o namoro e ate que pon- voce possa fazer o
to ele chegou. Enquanto isso, mesmo com alguns dos
ˆ
como voce pode lidar com a dor textos
´ citados neste
˜ capıtulo.
de um coraçao partido?
A vida continua
´ ˜ ´
Pode ser que ja tenha ouvido a expressao: o tempo e o
´
melhor remedio. Logo que se termina um namoro, essas pa-
˜ ´
lavras talvez nao tragam nenhum consolo, porque o tempo e
˜ ˆ
apenas parte da soluçao. Para ilustrar: quando voce se corta,
´ ˆ
na hora doi, mas com o tempo sara. Primeiro, voce preci-
´
sa estancar o sangramento e aliviar a dor. Tambem tem de
˜
cuidar para que o corte nao infeccione. O mesmo se aplica
´
a uma ferida emocional. Na hora doi, mas existem alguns
ˆ
passos que voce pode dar para aliviar a dor e para que a
˜
amargura nao infeccione a ferida.

O fim de um namoro
pode ser comparado
´ a
um corte — e doloroso,
mas com o tempo sara

Como posso superar o fim do namoro? 223


o que posso aprender do fim do namoro?
Ele explicou por que terminou o namoro? Em caso
´
afirmativo, escreva o motivo abaixo, quer o ache valido,
˜
quer nao.
ı ..................................................................................................
..................................................................................................
˜
Na sua opiniao, que outros motivos poderiam estar
envolvidos?
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................
´
Ao olhar para tras, acha que poderia ter feito alguma coisa
ˆ
para evitar o fim do namoro? Em caso afirmativo, o que?
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................
´ ˆ ˆ
Sera que essa experiencia ajudou voce a ver onde pode
melhorar em sentido espiritual ou emocional?
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................
ˆ ´
O que voce faria diferente no proximo namoro?
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................

224 os jovens perguntam


=
´ ´
‘Jeova est
˜ a sarando
´ os quebrantados de
coraçao e esta tratando seus pontos
doloridos.’ — Salmo 147:3.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
´ ˆ ´
O tempo fara a parte dele. E voce, fara a sua? Experimente o
seguinte.
˜ ˜ ´
˘ Nao reprima sua dor. Nao ha nada de errado em se
´ ´
entregar ao choro. Afinal, a Bıblia diz que ha um “tempo de
´
ficar triste” e ate mesmo um “tempo de chorar”. (Eclesiastes
˜ ˜ ´
3:1, 4, Nova Traduçao na Linguagem de Hoje) Chorar nao e
´
sinal de fraqueza. Ate mesmo Davi, um corajoso guerreiro,
admitiu o seguinte quando estava angustiado: “Todas as noi-
´
tes a minha cama se molha de lagrimas, e o meu choro en-
charca o travesseiro.” — Salmo 6:6, NTLH.
´ ´ ´
˘ Cuide da sua saude. Exercıcio fısico e boa alimenta-
˜ ˜ ˆ
çao ajudarao voce a repor a energia gasta com o sofrimento
emocional causado pelo fim do namoro. “O treinamento cor-
´ ´ ´
poral e proveitoso”, diz a Bıblia. — 1 Timoteo 4:8.
´ ˆ
A que aspectos da sua saude voce talvez precise dar mais
˜
atençao?
ı ..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................
˜
˘ Mantenha-se ocupada. Nao pare de fazer as coisas
˜ ´
que gosta. E agora, mais do que nunca, nao se isole. (Prover-
bios 18:1) A companhia de pessoas que se importam com
ˆ ´
voce lhe dara algo positivo em que se concentrar.
ˆ
Que alvos voce pode estabelecer para se manter ocu-
pada?
..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................

Como posso superar o fim do namoro? 225


˘ Ore a Deus sobre seus sentimentos. Isso talvez seja
´
um desafio. Depois do fim de um namoro, alguns ate mesmo
´
se sentem traıdos por Deus. Pensam: ‘Orei tanto para encon-
´ ´
trar alguem, e agora veja so o que aconteceu!’ (Salmo 10:1)
´ ´ ´
Mas
´ sera que e correto pensar que Deus e um casamenteiro?
˜ ´ ˜ ´ ´
E claro que nao. Alem disso, Deus nao e responsavel quando
´ ´ ´
alguem quer terminar o namoro. Mas uma coisa sobre Jeova e
ˆ ˜
certa: ‘Ele cuida de voce.’ (1 Pedro 5:7) Entao expresse seus
˜ ´
sentimentos em oraçao. A Bıblia declara: “Fazei conhecer as
˜
vossas petiçoes a Deus; e a paz de Deus, que excede todo
´ ˜
pensamento, guardara os vossos coraçoes e as vossas facul-
dades mentais por meio de Cristo Jesus.” — Filipenses 4:6, 7.
Enquanto tenta superar a dor do fim do namoro, sobre que
´ ˆ ´
coisas especıficas voce pode orar a Jeova?
ı ..................................................................................................
..................................................................................................
..................................................................................................

˜
plano de açao!
Para me ajudar a seguir em frente depois do fim de um
namoro, eu vou . . .
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................
´
Para ser um namorado (ou namorada) melhor no proximo
namoro, eu poderia fazer o seguinte:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
‘‘ O tempo permitira´ que voceˆ veja as coisas
de modo bem mais claro. Suas emoçoes
˜ ˜ ˆ
˜ nao
estarao tao agitadas, por isso voce podera
´
que conseguiu supera-la. Alem
´
˜ de modo realista e sentir
encarar a situaçao
˜

´ disso, podera´
entender melhor quem voce e´ e o que vai
ˆ
procurar num namorado, bem como o que
fazer para evitar passar por isso de novo.
— Carolina

`
Olhe a frente
’’
Depois de se restabelecer, seria bom analisar exatamen-
te o que aconteceu no namoro. Quando estiver preparada
`
para fazer isso, pode ser de ajuda anotar suas respostas as
perguntas do quadro “O que posso aprender do fim do na-
´
moro?”, ´ na pagina 224.
˜ ´ ˆ
E verdade que as coisas nao saıram como voce queria.
˜
Mas lembre-se: durante uma tempestade, parece nao haver
´ ´
nada alem de um ceu escuro e muita chuva. Com o tempo,
´ ´
porem, a chuva para e o ceu clareia. As jovens citadas neste
´ ´ ´
capıtulo descobriram que, com o tempo, e possıvel seguir em
ˆ ´ ´
frente. Tenha certeza de que voce tambem conseguira!
´ ´ ˆ
NO PROXIMO CAPITULO O que voce pode fazer para se
proteger de predadores sexuais?

COMO RESPONDERIA?

˘ O que descobriu sobre si mesmo nesse namoro que


terminou?
ˆ
˘ O que voce aprendeu sobre o sexo oposto?

Como posso superar o fim do namoro? 227


˜ ˜
Todo ano, milhoes de pessoas sao estupradas ou
abusadas˜ sexualmente, e as pesquisas mostram que os
jovens sao o alvo principal. Por exemplo, estima-se que
´
nos Estados Unidos cerca da metade das vıtimas de
estupro
´ tem menos de´ 18 anos. Visto que o abuso
ˆ ˆ sexual˜
e muito comum hoje, e fundamental que voce de atençao
a esse assunto.

32

Como posso
me proteger de
predadores sexuais?
˜
“Ele me agarrou e me jogou no chao antes que eu
percebesse o que estava acontecendo. Fiz tudo o que
pude para impedi-lo. Peguei um ‘spray’ de pimenta
que tinha comigo, mas ele ˜ o jogou longe. Tentei
gritar, mas minha voz nao´ saiu. Eu empurrei, chutei,
dei socos e arranhei, ate que senti uma faca me
furando. Fiquei totalmente sem forças.” — Annette.
´
O NUMERO de predadores sexuais aumenta a cada dia, e ge-
˜
ralmente os jovens sao o alvo principal. Alguns jovens, como
˜
Annette, sao atacados por um estranho; outros, por um vizi-
nho. Esse foi o caso de Natalie, que com apenas 10 anos foi
abusada sexualmente por um adolescente que morava perto
˜ ´
da sua casa. “Fiquei tao assustada e envergonhada que no inı-
˜ ´
cio nao contei a ninguem”, diz ela.
˜ ´ ´
Muitos jovens sao molestados por alguem da famılia.
“Dos 5 aos 12 anos de idade, fui abusada sexualmente por
meu pai”, diz uma mulher chamada Carmen. “Quando eu ti-

228 os jovens perguntam


nha 20 anos, finalmente falei com ele sobre o assunto. Ele dis-
se que sentia muito pelo que tinha feito, mas, alguns meses
depois, me expulsou de casa.”
´
Hoje em dia, o numero de abusos sexuais por parte de um
´ ´
vizinho, um amigo ou um membro da famılia e assustador.1
˜ ˜ ´
Mas a exploraçao de jovens nao e algo novo. Esse tipo de
´ ´ ´ ´
conduta detestavel existia ate mesmo na epoca em que a Bı-
blia foi escrita. (Joel 3:3; Mateus 2:16) Vivemos em tempos
´ ˜ ˆ ˜ ´
crıticos. Muitas pessoas nao tem “afeiçao natural”, e e comum
´
meninas (e ate mesmo meninos) serem exploradas sexual-
´ ˜
mente. (2 Timoteo 3:1-3) Embora nenhum tipo de prevençao
ˆ ´
possa garantir sua segurança, voce pode fazer varias coisas
˜
para se proteger. Considere as seguintes sugestoes:
Esteja sempre atento. Quando estiver fora de casa, pres-
˜ ´ ´
te atençao no que esta acontecendo na sua frente, atras de
ˆ ` ` ˜
voce, a sua direita e a sua esquerda. Alguns lugares sao peri-
` ´
gosos, principalmente a noite. Na medida do possıvel, evite
˜
esses lugares ou pelo menos procure nao passar por eles so-
´
zinho. — Proverbios 27:12.
˜ ˆ ˜
Nao de a impressao errada. Evite flertar ou se vestir
de modo provocante. Esse tipo de comportamento pode dar
˜ ˆ ´
a impressao de que voce esta interessada em fazer sexo
˜ ´
— ou que, pelo menos, nao acharia isso ruim. — 1 Timoteo
2:9, 10.
ˆ ´
Estabeleça limites. Se voce esta namorando, converse
com a outra pessoa sobre que conduta seria apropriada ou
˜ ˜
nao.2 Depois de estabelecer os limites, nao se coloque em si-
˜ ˆ
tuaçoes comprometedoras em que voce poderia sofrer um
´
abuso. — Proverbios 13:10.
˜ ´
Tenha coragem de falar. Nao ha nada de errado em di-
˜ ˜
zer com firmeza: “Nao faça isso!” ou “Tire as maos de mim!”
˜
Nao deixe de fazer isso por causa do medo de perder seu
˜
˜ 1 Alguns casos envolvem garotas
˜ que sao estupradas
˜ pelo namorado, quando
sao forçadas a fazer sexo ou sao drogadas para nao resistir.
˜ ´
2 Para mais informaçoes, veja o Volume 2, Capıtulo 4.

Como posso me proteger de predadores sexuais? 229


ˆ
“se voce me amasse . . .”
´
Ha um tipo de predador sexual que, em vez de forçar as
˜
garotas a fazer sexo, apela de modo astuto para as emoçoes
delas. De que maneira? Por dizer coisas como: “Todo mundo
´
faz sexo”, “Ninguem nunca vai ficar sabendo” ou, conforme
´ ˆ
mencionado no Capıtulo 24 deste livro, “Se voce me amasse,
˜ ´
faria isso”. Nao se deixe enganar por alguem que tenta fazer
ˆ ˜
voce acreditar que sexo e amor sao a mesma coisa. A verdade
´ ´ ´
e que quem pensa assim esta buscando apenas a sua propria
˜ ˜ ´ ˆ
satisfaçao. Nao esta pensando em voce nem no seu bem-
estar. Em contraste, um homem de verdade vai colocar seus
interesses na frente dos dele e mostrar que tem força para
˜ ´
apoiar os padroes de moral de Deus. (1 Corıntios 10:24) Um
˜
homem de verdade nao vai tratar as mulheres como objetos
sexuais. Em vez disso, vai encarar ‘as mulheres mais jovens
˜ ´
como a irmas, com toda a castidade’. — 1 Timoteo 5:1, 2.

ˆ ˜
namorado. Se ele terminar com voce por esse motivo, nao va-
ˆ
lia a pena ficar com ele. Afinal, voce merece um homem de
ˆ ´
verdade, que respeite voce e seus princıpios.1
Tome cuidado quando estiver on-line. Nunca comparti-
˜
lhe informaçoes pessoais nem fotos que identifiquem os luga-
ˆ ˆ
res onde voce costuma estar.2 Se voce receber uma men-
´ ˜
sagem de teor sexual, geralmente a melhor resposta e nao
ˆ
responder. O silencio serve como
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Nos Estados Unidos,


˜
barreira, deixa sem açao a maioria
dos predadores que agem pela in-
mais de 90% dos ternet.
˜ ´
menores que sao vı- ´
1 Naturalmente, esse conselho tambem se
timas de abuso aplica caso uma garota pressione um rapaz a fa-
sexual conhecem o zer sexo.
˜
molestador. 2 Para
´ mais informaçoes, veja o Volume 2,
Capıtulo 11.

230 os jovens perguntam


´ ´ ´
“Nos
´ ultimos dias havera tempos crıticos, ˜

=
difıceis de manejar. Pois os homens ser˜ ao
amantes de si mesmos, ´. . . sem afeiçao
natural, . . . sem
` autodomınio, ferozes, sem
´
amor a bondade.” — 2 Timoteo 3:1-3.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜ ´ ˜
Essas sugestoes podem ajuda-lo a nao se tornar uma pre-
´ ´ ´
sa facil. (Proverbios 22:3) Mas a realidade e que nem sempre
ˆ ´ ˆ
voce podera ter pleno controle das circunstancias. Por exem-
´
plo, talvez nem sempre possa ter a companhia de alguem ou
ˆ ´
evitar lugares perigosos. Pode ser que voce ate more num lu-
gar perigoso.
ˆ ˆ ´
Talvez voce saiba por experiencia propria que coisas ruins
podem acontecer apesar dos seus esforços para evitar pro-
´ ˆ
blemas. Como Annette, ja citada, talvez voce tenha sido pega
`
desprevenida e dominada a força. Ou, como Carmen, pode
ˆ ´
ser que voce tenha sido vıtima de abuso quando era criança e
˜ ˜
por isso nao tinha controle sobre a situaçao, ou nem mesmo
ˆ
entendia plenamente o que estava acontecendo. Como voce
pode lidar com os sentimentos de culpa que geralmente ator-
mentam os que sofreram abuso sexual?
Como lidar com os sentimentos de culpa
Annette ainda luta contra os sentimentos de culpa
pelo que aconteceu. “Sou minha

˜
maior inimiga”, diz ela. “Fico re- SUGESTAO
passando na mente o que acon- ˆ ´
Se voce foi vıtima de
teceu naquela noite. Acho que abuso sexual, fa´ça uma
eu deveria ter lutado mais para lista de textos bıblicos
´
´ que podem consola-lo.
impedi-lo. A verdade e que, de-
pois que ele me feriu com a faca, Por exemplo: Salmo
˜ 37:28;´ 46:1; 118:5-9;
fiquei paralisada de medo. Nao Proverbios 17:17 e
pude fazer mais nada, mas sinto Filipenses 4:6, 7.
que deveria ter feito.”
Como posso me proteger de predadores sexuais? 231
´

‘‘
´ falar sobre o que aconteceu,
E muito difıcil
mas e a melhor coisa que voceˆ pode fazer.
´
Falar ajuda a diminuir a tristeza e a raiva,
e a recuperar as forças.

’’
— Natalie

´ ˜
Natalie tambem luta contra sentimentos de culpa. “Nao
deveria ter confiado tanto nos outros”, diz ela. “Meus pais ti-
` ˜ ´
nham dito a mim e a minha irma que devıamos ficar juntas
´ ˜
quando brincassemos fora de casa, mas eu nao obedeci. Por
isso acho que dei ao meu vizinho a oportunidade de abusar de
´
mim. O que aconteceu afetou minha famılia, e me sinto res-
´ ´
ponsavel por ter causado tanto sofrimento a eles. Isso e o que
mais me incomoda.”
ˆ
Se voce se sente como Annette ou Natalie, como pode li-
dar com esses sentimentos? Primeiro, tente sempre pensar
ˆ ˆ ˜
que, se voce sofreu abuso, voce nao se envolveu nessa situa-
˜
çao porque quis. Alguns minimizam esse assunto dando a
˜ ´
desculpa de que “os homens sao assim mesmo” e que as vıti-
´
mas de abuso queriam que isso acontecesse. Mas ninguem
ˆ ´ ˜ ´
quer ser estuprado. Se voce foi vıtima desse ato tao horrıvel,
ˆ ˜
voce´ nao tem culpa!
˜ ˆ ˜ ´ ´
E claro que ler a declaraçao “voce nao tem culpa” e facil;
´
acreditar nisso pode ser muito mais difıcil. Alguns guardam
˜
para si o que aconteceu e sao atormentados pela culpa e
´
por outros sentimentos negativos. Mas quem sera beneficia-
ˆ ˆ ˆ
do pelo silencio — voce ou quem abusou de voce? Vale a
˜
pena considerar outro modo de lidar com a situaçao.
Fale sobre o que aconteceu
´ ˜ ´
A Bıblia nos diz que, no auge da sua afliçao, o justo Jo dis-
˜
se: “Vou externar a minha preocupaçao . . . Vou falar na
´ ˆ ´
amargura da minha alma!” (Jo 10:1) Voce sera beneficiado se
fizer o mesmo. Conversar com uma pessoa de confiança so-

232 os jovens perguntam


´
bre o que aconteceu pode, com o tempo, ajuda-lo a conviver
˜
com a situaçao e aliviar seus sentimentos aflitivos.
ˆ ´ ˜ ´
De fato, se voce e cristao, e importante falar com um
˜
anciao sobre o que aconteceu. As palavras consoladoras
´
de um pastor amoroso podem garantir-lhe que, como vıti-
ˆ ˜
ma de abuso sexual, voce nao se tornou impuro por causa
do pecado de outra pessoa. Foi isso que Annette descobriu.
Ela diz: “Conversei com uma amiga
achegada, e ela me incentivou a
˜
falar com dois anciaos da minha
˜
congregaçao. Foi bom ter feito
isso. Eles conversaram comigo
´
varias vezes e disseram exata-
mente o que eu precisava ouvir

Os sentimentos causados
pelo abuso podem ser ˆ
muito pesados para voce
carregar
˜ sozinho. Por que
nao busca
´ a ajuda de
alguem com quem
possa conversar?

˜
plano de açao!
Quando me sentir culpado pelo que aconteceu, eu vou . . .
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
˜ ˜
— que o que aconteceu nao foi culpa minha. Nao tive culpa
de nada do que aconteceu.”
Falar sobre o que aconteceu e expressar seus sentimen-
ˆ
tos pode evitar que voce seja consumido pela ira e pelo res-
´ ´
sentimento. (Salmo 37:8) Tambem pode ajuda-lo a se sentir
aliviado, talvez pela primeira vez em muito tempo. Natalie
comprovou isso depois que conversou com seus pais sobre o
abuso. “Eles me apoiaram”, diz ela. “Eles me incentivaram
a falar, e isso ajudou a diminuir a tristeza e a raiva que eu
´ ˜
sentia.” Natalie tambem encontrou consolo na oraçao. Ela
diz: “Conversar com Deus me ajudou, especialmente quando
˜ ´
eu sentia que nao conseguiria me abrir com mais ninguem.
`
Quando eu oro, posso falar a vontade. Isso faz com que eu me
sinta realmente em paz e tranquila.”1
ˆ ´
Voce tambem pode descobrir que existe um ‘tempo para
se curar’. (Eclesiastes 3:3) Confie em amigos apoiadores que
˜ ˜
sao como os anciaos descritos como “abrigo contra o vento e
´
como esconderijo contra o temporal”. (Isaıas 32:2) Cuide de
´ ´
sua saude fısica e emocional. Descanse o suficiente. E, acima
´
de tudo, confie em Jeova, o Deus de todo o consolo, que em
´ ´
breve trara um novo mundo, onde ‘os proprios malfeitores se-
˜ ´ ˜
rao decepados, mas os que esperam em Jeova possuirao a
terra’. — Salmo 37:9.
´ ˜ ˜
1 Algumas vıtimas de abuso estao propensas a ter depressao profunda. Nesses
´ ˜
casos, seria bom consultar um medico. Para mais informaçoes sobre como lidar
´
com sentimentos aflitivos, veja os Capıtulos 13 e 14 deste livro.

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Quais os benefıcios de falar sobre o que aconteceu?
ˆ ˜ ´
˘ Se voce nao falar sobre
ˆ o assunto, o que podera
acontecer com voce e com outros?

234 os jovens perguntam


SEXO, MORAL E AMOR
4 ˆ
minhas anotações
ˆ ´
Estabeleça tres normas de conduta que voc
´ e esta decidido
a seguir
´ ´ e escreva-as abaixo. Diga tambem por que acha
que e sabio viver segundo cada uma dessas normas.1

ı 1.

2.

3.

˜ ´
1 Por exemplo: “Nao vou fazer sexo antes de me casar, e acho que essa e a me-
˜ ˜
lhor decisao porque . . .” Tenha certeza de escrever o que reflete as suas convicçoes
˜
morais, nao as de outra pessoa.

235
237 Fumo
´
246 Alcool
5COMPORTAMENTO AUTODESTRUTIVO
252 Drogas
33
´
´ Ser
˜ a que fumar
e tao perigoso assim?
Veja as alternativas ı

ao lado e ponha ✔O Sou curioso
O Estou estressado
um  nas que ✔ O Quero ser aceito pelos colegas
ˆ ✔
se aplicam a voce. O Estou preocupado com meu peso

237
ˆ ´
SE VOCE marcou qualquer uma das alternativas da pagi-
˜
na 237, entao tem algo em comum com seus colegas que fu-
´
mam ou que ja pensaram em fazer isso.1 Por exemplo:
Matar a curiosidade. “Eu ficava imaginando como devia
˜ ˜
ser a sensaçao. Entao peguei um cigarro com uma garota na
escola e fumei escondido.” — Tracy.
Lidar com o estresse e querer ser aceito. “Os colegas
na escola dizem: ‘Eu preciso fumar!’ Depois dizem aliviados:
´
‘Pronto! Agora da para continuar o dia!’ Assim, quando eu fica-
´
va estressada, tambem queria fumar.” — Nikki.
´ Perder peso. ´
“Algumas garotas fumam para ficar magras.
E muito mais facil do que fazer dieta.” — Samantha.
ˆ
Mas, antes que voce acenda seu primeiro cigarro — ou o
´ ˜
proximo —, pare e pense. ´ Nao seja como um peixe que tenta
´
morder a isca num anzol. E verdade que ele talvez ate consiga
´
comer um pedaço da isca, mas paga com a propria vida! Por
´
isso siga o conselho da Bıblia e use suas “claras faculdades de
`
pensar”. (2 Pedro 3:1) Responda a seguinte pergunta:
ˆ
O que voce realmente sabe sobre fumar?
Marque verdadeiro ou falso.
ı
a. Fumar vai diminuir meu estresse. ✔ Falso
O Verdadeiro O
b. Consigo porˆ para fora praticamente
toda a fumaça. ✔ Falso
O Verdadeiro O
´
c. Fumar so vai afetar minha saude ´
quando eu for mais velho. ✔ Falso
O Verdadeiro O
d. Fumar vai me deixar mais atraente
para os do sexo oposto. ✔ Falso
O Verdadeiro O
´
e. O unico prejudicado
serei eu mesmo. ✔ Falso
O Verdadeiro O
f. Para Deus, nao ˜ faz diferença
˜ ✔ Falso
se eu fumo ou nao. O Verdadeiro O
´
1 Embora este capıtulo fale sobre os que fumam cigarro, os problemas e os peri-
´
gos apresentados tambem se aplicam aos que mascam tabaco.

238 os jovens perguntam


´
Fumar e como
ˆ morder uma
isca: voce consegue uma
recompensa, mas a um
preço muito alto

Respostas
´ ´
a. Falso. Embora fumar traga um alıvio temporario para
ˆ
o estresse resultante dos sintomas de abstinencia, cientistas
´
constataram que na verdade a nicotina aumenta o nıvel de hor-
ˆ
monios do estresse.
b. Falso. Alguns estudos indicam que seu corpo absorve
´ ˆ
mais de 80% das partıculas da fumaça do cigarro que voce
inala.
c. Falso. Embora os riscos aumentem
` a cada cigarro fu-
˜ ´
mado, alguns efeitos sao imediatos. As vezes, um cigarro e su-
´
ficiente para deixar alguem viciado. Sua capacidade pulmonar
´ ˆ ´
diminuira, e voce provavelmente tera uma tosse persistente.
´ ´
Sua pele ficara mais enrugada e isso acontecera de modo pre-
˜
coce. Fumar aumenta o risco de disfunçao sexual, ataques de
ˆ ˜
panico e depressao.
d. Falso. O pesquisador Lloyd Johnston constatou que
˜
adolescentes que fumam sao
“menos atraentes para a es-
magadora maioria dos do sexo
ˆ
VOCE SABIA . . .

O tabaco sem fumaça


?
oposto”. — como o fumo de mas-
e. Falso. Milhares de fuman- car — pode liberar mais
tes passivos morrem todo ano. nicotina ´ que o cigarro e
´ cont em umas 25
Fumar vai prejudicar sua famılia,
´ ˆ ´ subs-
seus amigos e ate seus animais tancias cancerıgenas
˜ que aumentam o risco
de estimaçao. ˆ
de cancer de garganta
f. Falso. Aqueles que que- e de boca.
rem agradar a Deus devem se
´ ´ ˜
Sera que fumar e tao perigoso assim? 239
‘‘ Quando alguem ´ me oferece um cigarro,
˜
simplesmente dou um sorriso e digo: ‘Nao,
˜ ˆ
obrigada, nao quero ter cancer.’

’’
— Alana

´ ´ ˜ ´
purificar de “toda imundıcie da carne”. (2 Corıntios 7:1) Nao ha
´
duvida de que fumar polui o corpo. Se quiser fumar e dessa
ˆ
forma ficar impuro e prejudicar a si mesmo e a outros, voce
˜ ´ ´
nao podera ser amigo de Deus. — Mateus 22:39; Galatas
5:19-21.
Como resistir
˜ ˆ ´
Entao, o que voce vai fazer se alguem lhe oferecer um ci-
garro? Na maioria dos casos, basta uma resposta simples,
˜ ˜ ´
mas firme, como: “Nao, obrigado! Eu nao fumo.” Se alguem in-
´ ˆ ´
sistir ou ate zombar de voce, lembre-se de que a escolha e sua.
ˆ ´
Voce podera dizer:
´ ˜
˘ “Ja pensei nos riscos envolvidos e decidi nao entrar nes-
sa.”
˘ “Planejei coisas importantes para a minha vida e vou
´
precisar estar respirando para realiza-las.”
ˆ ´
˘ “Voce esta querendo tirar minha liberdade de escolha?”
´ ´ ˆ
Como os jovens ja mencionados neste capıtulo, voce talvez
´ ˆ
ache que seu maior inimigo e voce mesmo. Se esse for o caso,
argumente com essa “voz interior”, refletindo em perguntas
como:
˘ ‘Fumar vai fazer bem para mim? Por exemplo, se eu de-
´ ´
cidir fumar so para ser aceito pelos colegas, sera que vou ser
˜
aceito mesmo, visto que nao tenho quase nada em comum
´
com eles? Sera que realmente quero ser aceito por pessoas
´
que ficariam felizes de ver que estou prejudicando minha sau-
de?’
´
˘ ‘Sera que fumar vai sair caro para o meu bolso, prejudi-
´ ˆ
car minha saude e diminuir o respeito que outros tem por
mim?’

240 os jovens perguntam


´
ser
´ a que fumar maconha
e mesmo prejudicial?
´
“Alguns dizem que fumar maconha e um
modo de fugir dos problemas e que a maconha
˜
nao tem nenhum efeito colateral”, diz Ellen,
ˆ ´ ´
que mora na Irlanda. Voce ja ouviu comenta-
rios como esses sobre a maconha? Compare
alguns mitos com os fatos.
˜ ´
Mito. A maconha nao e prejudicial.
˜
Fato. Alguns efeitos permanentes que sao conhecidos ou
´ ˜ ` ´ ˜
dos quais ha suspeitas sao: danos a memoria, diminuiçao da
capacidade de aprendizagem, enfraquecimento do sistema
´ ` ´
imunologico e danos a saude sexual tanto de homens como
´
de mulheres. Tambem podem incluir crises de ansiedade, psi-
coses e paranoia. Filhos de mulheres que fumam maconha
˜ ´
sao mais propensos a ter problemas comportamentais, defi-
˜ ˜
cit de atençao e mais dificuldade de tomar decisoes.
´
Mito. Fumar maconha e menos prejudicial do que fumar
cigarro.
`
Fato. A fumaça da maconha, comparada a fumaça do
˜
cigarro, pode depositar quatro vezes mais alcatrao nas vias
´ ´
respiratorias e transportar para a corrente sanguınea uma
´
quantidade cinco vezes maior do letal monoxido de carbono.
Fumar cinco cigarros de maconha pode liberar a mesma
´
quantidade de toxinas cancerıgenas que um maço de cigar-
ros.
˜
Mito. A maconha nao vicia.
Fato. Adolescentes com problemas mentais ou emocio-
nais podem ficar rapidamente viciados em maconha. Outros
´ ´
podem ficar viciados apos o uso prolongado. Alem disso, pes-
quisas mostram que adolescentes que fumam maconha cor-
rem um risco muito maior de usar outras drogas viciadoras,
´
como a cocaına.
´ ´ ˜
Sera que fumar e tao perigoso assim? 241
 SUGESTAO ˘ ‘Estou disposto a vender
˜
minha amizade com Deus pelo
Evite arranjar desculpas,
´ preço de um cigarro?’
talvez pensando: ‘So vou ˆ ´
dar mais uma tragada’. Mas e se voce ja fuma? O
Pensar assim geralmente que pode fazer para se libertar
´ ´
leva a uma recaıda. desse vıcio?
— Jeremias 17:9.
Como parar
1. Esteja decidido. Escreva
seus motivos para parar e sempre consulte essa lista. Algo que
´
pode dar muita força e o desejo de ser puro aos olhos de Deus.
´
— Romanos 12:1; Efesios 4:17-19.
ˆ ´
2. Busque ajuda. Se voce tem fumado escondido, agora e
´ `
hora de contar isso a alguem e buscar ajuda. Conte as pessoas
´ ˆ
de quem esconde o vıcio que voce vai parar de fumar e peça
ˆ
ajuda a elas. Se voce quer servir a Deus, ore pedindo a ajuda
˜
dele. — 1 Joao 5:14.
´
3. Marque uma data para parar. Marque em seu calenda-
´
rio um dia especıfico para parar de fumar dentro de duas se-
` ´
manas. Diga a sua famılia e aos amigos que vai parar nesse
dia.
4. Jogue fora. Antes de chegar o dia de parar, faça uma
´
busca em seu quarto, carro e roupas para ver se ha algum ci-

˜
plano de açao!
Se um colega de escola me pressionar a fumar, eu vou . . .
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
=
“Devemos nos livrar de tudo o que
contamina . . . o corpo.”
´ ´ ´
— 2 Corıntios 7:1, Bıblia Facil de Ler.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

garro. Jogue fora todos que encontrar, bem como isqueiros,


´
fosforos e cinzeiros.
ˆ
5. Descubra como aguentar os sintomas de abstinencia.
´
Beba bastante suco ou agua e durma mais. Lembre-se que o
´ ´ ´ ˜
desconforto e temporario, mas os benefıcios sao permanen-
tes!
˜ ˜
6. Evite tentaçoes. Fique longe de lugares e situaçoes que
´ ˆ
podem tenta-lo a fumar. Talvez voce precise parar de se asso-
´
ciar com colegas que fumam. — Proverbios 13:20.
˜
Nao seja enganado
´ ˜ ´
Todo ano, a industria do tabaco gasta bilhoes de dolares
´
com publicidade. Quem e seu alvo principal? Um documento
´
interno de uma industria de tabaco diz: “O adolescente de hoje
´ ˜
e o nosso cliente de amanha.”
˜
Nao deixe que as empresas de tabaco peguem seu dinhei-
´
ro. Sera que vale a pena morder essa isca? Nem essas empre-
sas nem seus colegas que fumam querem realmente o seu me-
´
lhor. Em vez de dar ouvidos a eles, ouça os conselhos da Bıblia
´
e aprenda a “tirar proveito”. — Isaıas 48:17.
´ ´
ˆ Seus amigos o pressionam a beber?
NO PROXIMO CAPITULO
Saiba por que voce precisa conhecer seus limites.

COMO RESPONDERIA?

ˆ
˘ Mesmo conhecendo os perigos, por que voce ainda
pode se sentir tentado a fumar?
˜ ´
˘ O que o convenceu de que fumar nao e uma boa ideia?

´ ´ ˜
Sera que fumar e tao perigoso assim? 243
os efeitos do cigarro no seu corpo
´
Compare as pessoas saudaveis que aparecem
nas propagandas de cigarro com o que ele
realmente faz com o seu corpo.

Boca e gargantaˆ
Pode causar cancer

ˆ ´
Cancer de lıngua

˜
Coraçao Endurece
´ e estreita
as arterias,
˜ impede queˆ o
coraçao receba oxigenio
suficiente e aumenta ´ o risco
de doenças ´ cardıacas em
´
ate quatro vezes
Arteria entupida

˜ ´
Pulm ´ oes Destroi os
alveolos pulmonares,
˜
causa inflamaçao ´ nas
vias respiratorias e
aumenta
ˆ o risco de
˜
cancer de
´ pulmao
em ate 23 vezes

˜
Pulmao de um fumante

244
´
Cerebro
Aumenta o risco
de ´ derrame em
ate quatro vezes

Pele Pode causar


envelhecimento
precoce

Dentes Causa
manchas

Rins
Causa
ˆ
cancer

ˆ ˆ
Estomago Causa cancer
ˆ ˆ
Pancreas Causa cancer
ˆ
Bexiga Causa cancer
´ 34

E errado participar
de bebedeiras?
`
Como responderia as seguintes perguntas?
Ponha um  na sua resposta.
Alguns dos seus colegas bebem
apesar de ser menores de idade ı ˜
✔ Nao
ou participam de bebedeiras? O Sim O
´
Seus colegas ja o pressionaram
´ ˜
✔ Nao
a tomar bebidas alcoolicas? O Sim O
ˆ ´
Voce ja participou de
˜
uma bebedeira? O Sim O
✔ Nao
´
O QUE e bebedeira? Alguns a definem simplesmente como
´ ´
beber ate se embriagar. Um ´ relatorio do Instituto Nacional
de Combate ao Abuso do Alcool e ao Alcoolismo (dos EUA)
´ ´
procurou ser mais especıfico. Disse que bebedeira e “geral-
mente definida como consumo de cinco ou mais drinques se-
guidos, no caso dos homens, e de quatro ou mais drinques
seguidos, no caso das mulheres”.
ˆ ´
Se voce ja se sentiu tentado a beber demais ou a beber
˜ ´ ´
sem ter idade para isso, nao e o unico. Muitos jovens abusam
´
do alcool.1 Mas pergunte-se: ‘Por que quero beber e o que sei
´
sobre os efeitos que o alcool pode ter sobre mim?’ Por exem-
ˆ ˜
plo, voce definiria as declaraçoes abaixo como verdadeiras ou
falsas? Ponha um  na sua resposta, e depois considere os
fatos.
´
a.Os jovens bebem so porque ı
´ ✔ Falso
gostam do sabor do alcool. O Verdadeiro O
˜
b.Visto que sao mais novos e mais
´
saudaveis, os adolescentes sofrem
menos os efeitos do abuso
´ ✔ Falso
do alcool do que os adultos. O Verdadeiro O
˜ ˆ ✔ Falso
c.Uma bebedeira nao vai matar voce. O Verdadeiro O
´
d. A Bıblia condena
´
completamente o alcool. O Verdadeiro O ✔ Falso
´ ˆ
e. A unica consequencia das
˜ ´ ✔ Falso
bebedeiras sao problemas de saude. O Verdadeiro O

a. Os jovens bebem so´ porque gostam do sabor do al- ´


cool. Resposta — Falso. Em uma pesquisa de conscientiza-
˜ ´ ´
çao do consumo de alcool, realizada na Australia, 36% dos jo-
vens entrevistados disseram que bebiam principalmente para
“se enturmar com os colegas”. Numa pesquisa nos Esta-
dos Unidos, 66% dos entrevistados disseram que bebiam por
´ ´
1 Veja o quadro “Quem esta fazendo isso?”, na pagina 249.
´
E errado participar de bebedeiras? 247
=
˜ ´
‘O beberrao ficara pobre.’
´
— Proverbios 23:21.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙
˜
causa da pressao dos colegas. Contudo, mais da metade dis-
se que bebia para esquecer os problemas.
b. Visto que sao ˜ mais novos e mais saudaveis, ´ os ado-
lescentes sofrem menos os efeitos do abuso do alcool ´ do
que os adultos. Resposta — Falso. “Uma nova pesquisa su-
˜
gere que os jovens que bebem estao brincando com o perigo”,
ˆ
disse um artigo na revista Discover. Por que? “Jovens que be-
bem demais podem perder uma quantidade significativa da
sua capacidade mental.”
ˆ ´ ´ ´
O consumo cronico de alcool tambem esta associado com
o aumento de acne, rugas prematuras, ganho de peso, depen-
ˆ ´ ´ ´
dencia de alcool e vıcio de drogas. Tambem pode causar gran-
´ ˜
des danos ao sistema nervoso, ao fıgado e ao coraçao.
c. Uma bebedeira nao ˜ vai matar voc e.ˆ Resposta
´ ˆ
— Falso. O excesso de alcool diminui a quantidade de oxige-
´ ˜
nio que chega ao cerebro, podendo interromper funçoes or-
ˆ ˆ ˆ
ganicas vitais. Os sintomas podem incluir vomito, inconscien-
˜
cia e respiraçao lenta e irregular. Em alguns casos, resulta em
morte.
´
d. A Bıblia condena com-
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Segundo um estudo
pletamente o alcool. ´
ta — Falso. A Bıblia nao con-
´
´
Respos-
˜

realizado nos EUA, “a dena as bebidas alcoolicas, nem


´
probabilidade de faltar e contra os jovens se diverti-
` ˜ rem. (Salmo
as aulas, nao conseguir ´ 104:15; Eclesias- ˆ
acompanhar o ritmo es- tes 10:19) E claro que voce pre-
colar, ferir-se e´ danificar cisa ser maior de idade para
propriedades e oito ve- beber. — Romanos 13:1.
zes maior entre os que ´
frequentemente se en- Mas a Bıblia adverte contra
´ ´
volvem em bebedeiras”. o abuso do alcool. “O vinho e
´
zombador, a bebida inebriante e

248 os jovens perguntam


´
quem esta fazendo isso?
Segundo um estudo realizado com alunos do ensino
´ ´ ´ ´
medio na Escocia, na Inglaterra e no Paıs de Gales, ate
25% dos jovens de 13 e 14 anos “afirmaram ter bebido pelo
´ ˜
menos cinco drinques em uma unica ocasiao”. Cerca de
´
50% dos entrevistados com 15 e 16 anos disseram ja ter fei-
´
to o mesmo. De acordo com o Departamento de Saude e
˜
Serviços Humanos, dos EUA, “cerca de 10,4 milhoes de ado-
lescentes de 12 a 20 anos disseram que tomavam bebidas
´ ˜
alcoolicas. Desses, 5,1 milhoes participavam ocasionalmen-
˜
te em bebedeiras e 2,3 milhoes bebiam demais e participa-
ˆ
vam em bebedeiras pelo menos cinco vezes por mes”. Um
´ ´
estudo feito na Australia revelou que, naquele paıs, mais ga-
rotas do que rapazes se envolvem em bebedeiras — consu-
´
mindo entre 13 e 30 drinques numa unica noite!

˜ ´ ´ ´
turbulenta, e quem se perde por ele nao e sabio”, diz Prover-
´ ˆ
bios 20:1. A bebida alcoolica´ pode fazer voce agir de maneira
´
ridıcula e sofrer zombarias. E verdade que momentaneamen-
ˆ
te pode dar prazer, mas se voce beber demais ela “morde
´
igual a uma serpente”, deixando-o com inumeros problemas.
´
— Proverbios 23:32.
´
e. A unica ˆ
consequencia das bebedeiras sao ˜ problemas
´
de saude. Resposta — Falso. Se

ˆ ˆ ´ ´ ˜
voce ficar bebado, ficara vulnera- SUGESTAO
vel a todo tipo de maus-tratos, in- Identifique os motivos
cluindo estupro. Ao mesmo tem- ˆ
de voce querer beber.
´
po, podera se tornar uma ameaça Depois tente pensar
para os outros, agindo totalmente em alternativas
´ maisˆ
´ saudaveis para voce
fora do seu normal. A Bıblia alerta se divertir ou amenizar
ˆ ˜
que, se voce beber demais, “nao sentimentos aflitivos.
´
conseguira pensar nem falar de
´
E errado participar de bebedeiras? 249
‘‘ Quando meus colegas de escola me oferecem
˜ preciso beber para
bebida, digo a eles que nao
me divertir.

’’
— Mark

´
modo claro”. (Proverbios 23:33, Today’s English Version) Em
ˆ ˆ
resumo, voce vai agir como um tolo! Outras consequencias
ruins incluem amizades desfeitas, baixo rendimento na esco-
´ ´
la e no trabalho, ficha criminal, alem de pobreza. — Prover-
bios 23:21.
˜
O mais importante: leve em consideraçao o dano espiri-
´ ´
tual que o excesso de bebidas alcoolicas pode causar. Jeova
ˆ ˜
Deus quer que voce o sirva ‘de toda a mente’ — nao com uma
´
mente danificada pelo abuso do alcool. (Mateus 22:37) A Pa-
˜
lavra de Deus condena nao apenas “excessos com vinho” mas
´ ˜
tambem “competiçoes no beber”. (1 Pedro 4:3) Portanto, en-
´ ´ `
volver-se em bebedeiras e contrario a vontade do Criador e
´ ˆ ˜
impedira que voce tenha uma relaçao achegada com Deus.
´ ˜
Qual sera a sua decisao?
ˆ ´
Voce simplesmente acompanhara seus colegas que be-
´ ˜
bem demais? A Bıblia diz: “Nao sabeis que, se persistirdes em
´
vos apresentar a alguem como escravos, para lhe obedecer,
sois escravos dele, porque lhe obedeceis?” (Romanos 6:16)
˜
plano de açao!
Se meus colegas quiserem que eu participe de uma
bebedeira com eles, vou dizer . . .
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
´
O alcool pode morder
como uma serpente

ˆ
Voce quer mesmo se tornar escravo dos seus colegas ou do
´
alcool?
ˆ ´
O que voce deve fazer se adquiriu o habito de participar
de bebedeiras? Peça ajuda imediatamente por conversar com
´
seus pais ou com um amigo maduro. Ore a Jeova e implore
´
sua ajuda. Afinal, ele e “uma ajuda encontrada prontamente
˜
durante afliçoes”. (Salmo 46:1) Participar de bebedeiras e be-
˜
ber sem ter idade muitas vezes acontece por causa da pressao
´
dos colegas. Por isso, talvez seja necessario fazer mudanças
˜ ´ ´
radicais na escolha de seus amigos.1 Nao sera facil fazer essas
´ ˆ ´
mudanças, mas com a ajuda de Jeova voce podera conseguir!
˜ ´ ´
1 Para mais informaçoes, veja os Capıtulos 8 e 9 deste livro e o Capıtulo 15 do
Volume 2.

´ ´ ´ ´ ´
NO PROXIMO CAPITULO E possıvel vencer o vıcio das drogas.
Descubra como.

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que seus colegas querem que outros participem


com eles em bebedeiras?
´
˘ Beber demais vai tornˆ a-lo mais atraente para o sexo
oposto? Por que voce responde assim?

´
E errado participar de bebedeiras? 251
35

Como posso me
libertar das drogas?
ˆ ´ ´
VOCE e viciado em drogas? Talvez saiba que esse vıcio preju-
´
dica sua mente e seu corpo. Pode ser que ate tenha tentado
ˆ ´ ˜
vence-lo, mas tenha tido uma recaıda. Se esse for o caso, nao
´
se desespere. Outros conseguiram vencer o vıcio das drogas, e
ˆ ´ ˆ ˜
voce tambem pode! Veja o que tres pessoas de formaçoes bem
diferentes disseram sobre como conseguiram se libertar.
NOME Marta ˜ ˜
MEU PASSADO Minha mae nao era casada quando eu nasci, por
˜
isso eu e minha irma fomos criadas sem o pai. Quando eu ti-
nha uns 12 anos, comecei a ir a discotecas com uma tia que
gostava muito de dançar. Eu era bem extrovertida e logo me
´
envolvi com pessoas que tinham maus habitos. Comecei a ex-
´
perimentar drogas com 13 anos. Depois passei a usar cocaına.
No começo usar drogas me dava prazer, mas depois comecei
˜
a ter alucinaçoes e medo de tudo. E, quando o efeito das dro-
gas passava, eu tinha pensamentos suicidas. Eu queria largar
˜
as drogas, mas nao tinha força de vontade.
COMO CONSEGUI ME LIBERTAR Comecei a pen-
´ `
sar em Deus e ate fui a igreja algumas vezes.
´
Mas isso so fazia eu me sentir pior. Aos
18 anos, fui morar com meu namora-
do e tivemos um filho, isso aumen-
tou meu desejo de mudar de esti-
lo de vida. Uma antiga amiga, que
tinha se mudado para uma casa
`
em frente a minha, foi me visitar e
perguntou como eu esta-
va. Eu me abri com ela.

252
‘‘ Por viver segundo os elevados padroes˜
´
da Bıblia, encontrei felicidade e sentido
na vida.

’’
— Marta

˜ ´
Entao ela disse que tinha se tornado Testemunha de Jeova e
´
me ofereceu um estudo da Bıblia, eu aceitei.
˜
Aprendi que meu estilo de vida nao agradava a Deus e que
eu tinha que largar as drogas e o cigarro. Mas as drogas me do-
´ ´
minavam. Eu implorava a Jeova Deus varias vezes por dia
´
para ele me ajudar a me libertar dos meus vıcios. Queria agra-
´ ´
dar a ele. (Proverbios 27:11) Depois de estudar a Bıblia e me
´
associar com as Testemunhas de Jeova por seis meses, con-
segui largar as drogas. Agora minha vida tem mais sentido.
˜
Nao fico mais deprimida o tempo todo. Conheci um homem
˜ ´
cristao que e uma excelente pessoa e me casei com ele. Criei
´ ´
meu filho segundo os princıpios bıblicos. Sou muito grata a
´ ˜
Jeova por ter ouvido minhas oraçoes e me ajudado.
NOME Márcio ´
MEU PASSADO Cresci na periferia de Santo Andre, uma cidade
˜
populosa no Estado de Sao Paulo, Brasil. Comecei a fumar, a
´
usar drogas e a roubar quando ainda era bem jovem. Varios
amigos meus roubavam carros e vendiam drogas. Um deles
oferecia drogas de graça aos jovens do nosso bairro. Depois
que estavam viciados, tinham de comprar drogas dele.
´
A polıcia sempre fazia batidas no nosso bairro.
´
Varias vezes fui preso por pe-
quenos crimes e uma vez por
´
suspeita de trafico de drogas.
Muitas vezes guardei em casa
coisas roubadas e armas de
uma quadrilha.
As pessoas tinham medo
de mim. Meus olhos sempre
? ˆ
VOCE SABIA . . .

O uso de drogas pode


estavam vermelhos. Eu nunca sor-
˜
ria. Na verdade, a expressao do
meu rosto era assustadora. Meu
alterar ˜
´ a estrutura apelido era “Tufao”, porque eu cau-
do cerebro. sava problemas por onde passava.
´
Tambem bebia muito e levava uma
vida imoral. Muitos dos meus amigos morreram ou acabaram
˜ ´
presos. Fiquei tao deprimido que amarrei uma corda numa ar-
vore e tentei me enforcar.
COMO ME LIBERTEI DAS DROGAS Pedi a ajuda de Deus. Depois
de algum tempo, entrei em contato com as Testemunhas de
´ ´
Jeova e comecei a estudar a Bıblia. Aprendi que Deus tem um
´
nome, Jeova, que ele se importa com as pessoas e que ajuda
˜
os que se esforçam em viver segundo os seus padroes. (Salmo
83:18; 1 Pedro 5:6, 7) Eu tinha de fazer muitas mudanças.
´
Uma das mais difıceis foi aprender a sorrir.
´
Eu pedia constantemente a ajuda de Jeova e aplicava os
´ ´
princıpios da Bıblia na minha vida. Por exemplo, parei de sair
com meus anteriores “amigos” e de frequentar bares. Em vez
disso, preferi a companhia de pessoas que viviam de acordo
˜ ´ ´ ˜
com os padroes da Bıblia. Tem sido uma luta difıcil, mas nao
˜ ´
sou mais um ladrao nem um encrenqueiro. E ja faz mais de dez
anos que estou livre das drogas.
NOME Craig
MEU PASSADO Cresci numa
fazenda no Estado da Aus-
´
tralia do Sul. Meu pai era
´
alcoolatra, e ele e minha
˜
mae se separaram quan-
do eu tinha 8 anos. Mi-
˜
nha m ae se casou de
´
novo, e fiquei com ela ate
os 17 anos. Naquele ano,
aprendi a tosquiar ovelhas

254 os jovens perguntam


=
´ ´
“Jeova e minha força e meu poder.”
´
— Isaıas 12:2.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

e passei a andar com grupos de tosquiadores que viajavam a


´
serviço. Comecei a usar varios tipos de drogas e a beber mui-
to. Deixei o cabelo crescer, passei parafina e fiz tranças com
contas entrelaçadas. Eu me tornei uma pessoa ciumenta e
agressiva, e passei a ter um temperamento ruim. Fui parar na
cadeia mais de uma vez.
´
Eu me mudei para uma pequena cidade da Australia Oci-
dental e fui morar com minha namorada, que era garçonete
´ ´ ´ ´
num hotel. Nos fumavamos e bebıamos, e tınhamos nossa
´ ˜
propria plantaçao de maconha.

˜
COMO ME LIBERTEI DAS DROGAS SUGESTAO
´ ´
Tınhamos acabado de colher Se possıvel, evite pes-
maconha quando as Testemu- soas, lugares
´ `
nhas de Jeova bateram a porta ´ e coisas ˆ
ligadas ao vıcio que voce
da nossa casa velha e malcon- tinha. As pesquisas mos-
˜ tram que apenas ver uma
servada. Nao fui logo aceitan-
do o que elas disseram. Em dessas coisas ou pes-
vez disso, com o tempo pro- soas pode desencadear
um forte desejo de usar
vei a mim mesmo que o que drogas.
´ ´
a Bıblia diz e verdade. Depois
˜
plano de açao!
´
Se eu tiver uma recaıda, eu vou . . .
ı ..........................................................................................................................
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
..........................................................................................................................

..........................................................................................................................
´ ´
Vencer um vıcio e como
escapar de uma ˆ casa em
chamas — voce´ vai deixar
coisas para tras, mas vai
salvar sua vida

fui lutando contra cada um dos


meus problemas.
Logo aprendi que tinha de me
´
livrar do vıcio da maconha. O que
estava envolvido nisso? Eu tinha tra-
balhado muito para cultivar e colher a maconha, por isso de
´ ´ ´ ˜
inıcio pensei em da-la para alguem. Mas decidi que nao era
˜ ˜ ´ ˜
uma boa soluçao, entao destruı toda a maconha. A oraçao foi
´
muito importante para me ajudar a superar o vıcio das drogas
´ ´
e do alcool. Pedi a ajuda do espırito de Deus para lutar e ven-
´
cer tudo que eu tinha de enfrentar. Tambem parei de me asso-
´ ˆ
ciar com pessoas que eram ma influencia para mim. Ao passo
´
que aprendia e aplicava os ensinamentos da Bıblia, adquiri a
´
estabilidade emocional necessaria para vencer algumas falhas
´ ´
de personalidade. Minha namorada tambem estudou a Bıblia e
´ ´
mudou seus habitos e seu estilo de vida. Nos nos casamos e
hoje temos a alegria de criar dois filhos. Por 21 anos, temos
´ ´
tido uma saude melhor. Tremo so de pensar como minha vida
˜ ´
teria sido se eu nao tivesse recebido a ajuda de Jeova para mu-
dar meu estilo de vida.

COMO RESPONDERIA?

´
˘ Por que uma pessoa precisa fazer mudanças drasticas
no seu estilo de vida se quiser se libertar das drogas?
˘ Como aprender a verdade sobre Deus pode ser de
ajuda?

256 os jovens perguntam


COMPORTAMENTO AUTODESTRUTIVO
5 ˆ
minhas anotações
Escreva por que voce talvez se sinta tentado a fumar,
participar de bebedeiras ou usar drogas.
ı

ˆ
Descreva como voce pode se divertir ou amenizar
sentimentos aflitivos sem recorrer a um comportamento
autodestrutivo.

257
ˆ
259 Aparelhos eletronicos
˜
265 Diversao
6SEU TEMPO LIVRE
36

Sou viciado
em aparelhos
ˆ
eletronicos?

´
“Eu amo trocar mensagens de texto! Para mim, e
a melhor coisa do mundo. Acho que minha vida gira
em torno disso.” — Adriano.
ˆ ´
QUANDO seus pais entraram na adolescencia, a TV e o radio
ˆ ´
eram os aparelhos eletronicos mais comuns. Naquela epoca,
´
os telefones eram apenas telefones — so serviam para trans-
mitir vozes e tinham de ficar conectados na parede. Acha isso
muito ultrapassado? Uma garota chamada Anna acha que
sim. “Parece que meus pais cresceram na Idade da Pedra”,
´ ˜
conta ela. “So agora eles estao pegando o jeito de usar algu-
˜
mas funçoes do celular!”
ˆ
Sou viciado em aparelhos eletronicos? 259
ˆ ˜ ´
Hoje voce pode receber uma ligaçao, ouvir musica, ver um
programa, jogar videogame, enviar um e-mail, tirar fotos e
´
acessar a internet — tudo isso usando um unico aparelho
ˆ
que cabe no bolso. Visto que voce cresceu na companhia de
computadores, celulares, aparelhos de TV e da internet, tal-
˜ ´
vez nao veja nada de mais em usa-los o tempo todo. Mas
ˆ ´
pode ser que seus pais achem que voce esta viciado. Se eles
˜ ˜ ˜
expressarem preocupaçao, nao desconsidere a opiniao de-
˜
les achando que estao desatualizados. “Quem responde antes
´ ˜ ´
de ouvir”, disse o sabio Rei Salomao, “mostra que e tolo”.
´
— Proverbios 18:13, Pastoral.
ˆ ˜ ˜
Voce nao entende por que seus pais estao preocupados?
´
Faça o teste a seguir para ver se esta ficando viciado em al-
ˆ
gum tipo de aparelho eletronico.
‘Estou viciado?’
´ ´ ˜
Certa enciclopedia define vıcio como “repetiçao habitual
´ ˜
de certo comportamento descontrolado que alguem nao con-
˜ ˆ
segue ou nao quer parar, apesar de suas consequencias pre-
´
judiciais”. Veja a seguir tudo que esta envolvido nessa defini-
˜ ˜ ˆ ´
çao. Leia as citaçoes e observe se voce ja disse ou fez algo
parecido. Depois escreva suas respostas.
Comportamento descontrolado. “Eu ficava horas jogan-
do videogame. Isso atrapalha-
? ˆ
VOCE SABIA . . .
ˆ
Se hoje voce colocar em
va meu sono e dominava mi-
nhas conversas. Eu me isolava
´
da minha famılia e ficava com-
um site ´ fotos suas ou co-
mentˆ arios sobre o que pletamente envolvido nos mun-
´
voce faz, daqui a muitos dos imaginarios dos jogos ele-
˜ ˆ ´
anos essas informa˜ çoes tronicos.” — Andre.
ainda poderao ser ˜
´ aces- Na sua opini ao, quanto
sadas por possıveis ´
empregadores e outras tempo por dia seria razoavel
ˆ
pessoas. gastar com aparelhos eletroni-
cos? ı .....................
mmmm
260 os jovens perguntam
=
˜ ´ ´
“Nao te tornes sabio
´ aos teus proprios
olhos. Teme a Jeova e desvia-te do mal.”
´
— Proverbios 3:7.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´ ˜
Qual e a opiniao dos seus pais? ı .....................
mmmm
ˆ
No total, quanto tempo voce realmente gasta por dia en-
viando mensagens de texto, vendo TV, colocando fotos e co-
´
mentarios num site, jogando videogame ou fazendo coisas
mmmm
desse tipo? .....................
ˆ
Depois de analisar suas respostas, voce diria que usa os
ˆ ✔ Nao˜
aparelhos eletronicos de modo descontrolado? O Sim O
˜ ˜
Nao consegue ou nao quer parar. “Meus pais me veem
enviando mensagens de texto o tempo todo e me dizem que
˜ ´
estou exagerando. Mas isso n´ ao e nada comparado com ou-
˜
tros jovens da minha idade. E claro que, em comparaçao com
meus pais, eu passo muito mais tempo enviando mensagens.
˜ ´ ˜ ˆ
Mas nao da para comparar nossas geraçoes — eles tem
40 anos e eu 15.” — Adriano.
´ ˆ
Seus pais ou amigos ja disseram que voce gasta tempo de-
ˆ
mais usando algum tipo de aparelho eletronico?
✔ Nao ˜
O Sim O
ˆ ˜ ˜
Voce nao quis ou nao conseguiu usar menos esse apare-
✔ ˜
lho? O Sim O Nao

ˆ ˜
Consequencias prejudiciais. SUGESTAO
“Meus amigos trocam mensagens Para controlar o uso
´ ˜
o tempo todo, ate quando estao do celular, deixe seus
´
dirigindo. Isso e muito perigoso.” amigos
´ saber
˜ que ha-
— Julie. veraˆ ocasi
˜ oes em que
“Quando ganhei meu primeiro voce nao vai respon-
der imediatamente
celular, passava o tempo todo fa- mensagens de texto,
˜
zendo ligaçoes ou enviando men- e-mails ou chamadas.
˜
sagens. Nao conseguia pensar em
ˆ
Sou viciado em aparelhos eletronicos? 261
‘‘
´
Algumas coisas me ajudaram a vencer o vıcio
de ver TV: eu me obriguei a limitar o tempo
que gastava com isso, sempre conversava´ com
˜ sobre
minha mae esse problema e tambem
orava bastante.

’’
— Kathleen

˜ ´ ´
mais nada. Isso prejudicou minha relaçao com a famılia e ate
com alguns amigos. Hoje, quando saio com meus amigos e es-
tamos conversando, percebo como eles me interrompem e di-
´
zem: ‘So um segundo, preciso responder uma mensagem.’
´
Esse e um dos motivos de eu ter me afastado um pouco des-
ses amigos.” — Shirley.
ˆ ´
Voce ja leu ou enviou mensagens enquanto dirigia, duran-
˜ ˜
te uma aula ou uma reuniao crista? ı O Sim O ✔ Nao ˜
ˆ
Voce fica interrompendo uma conversa com parentes ou
amigos para responder e-mails e mensagens de texto ou aten-
˜ ✔ Sim O Nao ˜
der ligaçoes? O
ˆ ˆ ´
O tempo que voce gasta com aparelhos eletronicos esta
✔ Nao ˜
prejudicando seu sono ou seus estudos? O Sim O
ˆ
Ve necessidade de fazer algumas mudanças? Em caso afir-
˜
mativo, considere as seguintes sugestoes.
´
Como encontrar equilıbrio
ˆ ˆ
Se voce usa algum aparelho eletronico, como computador
ou celular, faça a si mesmo as quatro perguntas a seguir. Por
´
aplicar os conselhos baseados na Bıblia e seguir as simples
˜ ˜ ˆ ´
orientaçoes sobre o que fazer e o que nao fazer, voce evitara
´ ˜
problemas e ficara no controle da situaçao.
´ ´ ˆ
˘ Qual e o conteudo? “Encham a mente de voces com tudo
´ ´ ´
o que e bom e merece elogios, isto e, tudo o que e verdadeiro,
´
digno, correto, puro, agradavel e decente.” — Filipenses 4:8,
´
Bıblia na Linguagem de Hoje.
262 os jovens perguntam LEIA
LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO VOLUME 2, CAPITULO 30
ˆ
Voce controla
ˆ seus aparelhos ˆ
eletronicos ou eles controlam voce?

 O que fazer: Manter contato com os


´ ´
amigos e a famılia, e compartilhar notıcias
˜ ´ ´
encorajadoras e opinioes. — Proverbios 25:25; Efesios 4:29.
˜
 O que nao fazer: Espalhar boatos prejudiciais, trocar
´
mensagens de texto ou fotos imorais, ou assistir a vıdeos ou
programas imorais. — Colossenses 3:5; 1 Pedro 4:15.
´
˘ Quando usar? “Para tudo ha um tempo determinado.”
— Eclesiastes 3:1.
 O que fazer: Estabelecer um limite de tempo para en-
˜
viar e receber mensagens, fazer ligaçoes, ver TV ou jogar
videogame.
˜ ˆ
 O que nao fazer: Deixar que os aparelhos eletronicos
ˆ ´
roubem o tempo que voce reservou para os amigos e a famı-
lia, para os estudos ou para participar em atividades espiri-
´
tuais. — Efesios 5:15-17; Filipenses 2:4.
˜
plano de açao!
Se eu tiver problema com o uso de
aldk fjaçlsdkfj asçldkfj açs eu vou gastar apenas
ı ..............................................................,
çlk ajsçl por semana com isso.
.....................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
çl aksjdçflaksjd fçalksdj fçalskdj fçalskdjf açsldkfja ç
..........................................................................................................................
çlka jsdçlfkaj sdçflkajs dçflkajs dçflkajs dçflkajs dçflj
..........................................................................................................................
˜
˘ Com quem estou me associando? “Nao sejais desencami-
´ ˜ ´ ´
nhados. Mas associaçoes estragam habitos uteis.” — 1 Co-
´
rıntios 15:33.
ˆ
 O que fazer: Usar os aparelhos eletronicos para forta-
lecer a amizade com pessoas que o incentivam a criar bons
´ ´
habitos. — Proverbios 22:17.
˜ ˆ
 O que nao fazer: Enganar a si mesmo. Voce vai acabar
`
agindo, falando e pensando igual as pessoas com quem esco-
lhe se associar por meio de e-mails, mensagens de texto, TV,
´ ´
vıdeos ou internet. — Proverbios 13:20.
˘ Quanto tempo estou gastando? ‘Certifiquem-se das coi-
sas mais importantes.’ — Filipenses 1:10.
´
 O que fazer: Manter um registro do tempo que esta
ˆ
gastando com aparelhos eletronicos.
˜ ´
 O que nao fazer: Ignorar os comentarios de seus ami-
ˆ
gos ou os conselhos de seus pais se eles disserem que voce
´ ´
esta gastando tempo demais com tecnologia. — Proverbios
26:12.
ˆ
Falando sobre o uso equilibrado de aparelhos eletroni-
´
cos, Andre, mencionado antes, resume bem o assunto: “Eles
˜ ´ ˜
sao divertidos, mas so por um tempo. Aprendi a nao deixar
˜ ´
que a tecnologia cause divisao entre mim e a famılia ou os
amigos.”
´ ´
NO PROXIMO CAPITULO
ˆ Como convencer seus pais a deixar
voce se divertir?

COMO RESPONDERIA?

´ ˆ ´
˘ Por que talvez seja difıcil para voce perceber
ˆ que esta
viciado em algum tipo de aparelho eletronico?
´ ˆ ˜
˘ O que podera acontecer
ˆ se voce nao controlar o uso de
aparelhos eletronicos?

264 os jovens perguntam


37
˜
Por que meus pais nao
querem que eu me divirta?
´ ˜
Para Alice, uma adolescente˜ na Australia, as manhas
de segunda-feira na escola sao sempre iguais e
estressantes.
Ela diz: “Todas as minhas colegas ficam falando ´ sobre
o que fizeram no fim de semana. Contam historias que
parecem muito empolgantes, como a quantas ´ festas
foram, ´ quantos garotos beijaram — e ate como fugiram
da polıcia! Parece` assustador, mas divertido!
˜ Elas
chegam em casa as cinco da manha, e os pais nem
ligam. Mas eu tenho de estar na cama antes mesmo de
começar a noite delas.
“Depois de me contarem suas aventuras do fim de
semana,
` minhas
˜ colegas
˜ perguntam o que eu ˜ fiz. . . .
Fui as reuni ˜ oes cristas e participei na pregaçao. Tenho
a sensaçao de que ˜ perdi algo de
˜ bom. Por isso, acabo ˜
dizendo que nao fiz nada. Entao perguntam por que nao
fui com elas.
“Quando a segunda-feira ´ termina, seria ˜ de esperar que
as coisas ficassem mais faceis. Mas nao ficam. A partir
da ter´ ça, todo mundo começa a falar dos planos para
o proximo˜ fim de semana. E eu fico sentada escutando.
Fico tao deslocada!”
´ ˜ ˆ
SUAS segundas-feiras na escola tambem sao assim? Voce
˜ ´
talvez tenha a sensaçao de que existe um mundo la fora cheio
˜ ˜ ˆ
de diversao, mas seus pais nao deixam voce entrar nele. Em
´ ˆ
outras palavras, e como se voce estivesse num parque de di-
˜ ˜ ˜
versoes, mas nao tivesse permissao para andar em todos os
˜ ˆ
brinquedos. Nao que voce queira fazer tudo que seus colegas
ˆ
fazem. Voce quer apenas se divertir de vez em quando. Por
ˆ ´
exemplo, o que voce mais gostaria de fazer no proximo fim
de semana?
ı O Sair para dançar O Assistir a um show ✔ Outra coisa
O
O Ir a uma festa O Ir ao cinema .........................
açl sdkfj açsldkfj asçldkfj asçdlfj

ˆ
Voce precisa se divertir. Na verdade, o Criador quer que
ˆ
voce aproveite sua juventude. (Eclesiastes 3:1, 4) E, embora
` ˜ ´ ˆ
as vezes nao pareça, seus pais tambem querem que voce se
ˆ ˜ ´
divirta. Mas eles provavelmente tem duas preocupaçoes va-
ˆ
lidas: (1) o que voce vai fazer e (2) com quem.
ˆ
E se voce receber um convite para sair com os amigos,
˜ ˜ ˆ
mas nao sabe como seus pais vao reagir? Considere tres op-
˜ ˆ
çoes e suas consequencias.
˜ ´
˝
˜
OPÇAO A NAO PERGUNTE — VA E PRONTO
ˆ ˆ
Por que voce talvez pense em fazer isso: Voce quer
impressionar seus amigos por
? ˆ
VOCE SABIA . . .

Se´ tiverem alguma


´
mostrar que e independente.
Acha que sabe mais que seus
˜
duvida, pais amorosos pais ou nao liga muito para a
˜ ´
preferem ser cautelosos. opiniao deles. — Proverbios
˜
Se nao entenderem ˆ ´ o 14:18.
que voce esta pedindo ˆ
Consequencias: Seus ami-
ou se acharem que gos talvez fiquem impressiona-
faltam
˜ algumas informa- ´ ´ ˜
çoes ´ importantes, e bem dos, mas tambem vao desco-
ˆ ˆ
prov brir algo sobre voce — que voce
˜ avel que digam ˜ ´
nao e de confiança. Se voce en-
ˆ
“nao”.
´
gana seus pais, tambem pode
266 os jovens perguntam
=
ˆ ´
“Se sabio, filho
˜ meu, e alegra
´
meu coraçao.” — Proverbios 27:11.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

´
enganar seus amigos. Alem disso, se seus pais descobrirem,
˜ ˜ ´ ´ ´
ficarao tristes e se sentirao traıdos, e e bem provavel que es-
˜ ˜
tabeleçam algumas restriçoes como puniçao. Desobedecer
˜ ´ ´
aos seus pais e sair sem pedir permissao e uma pessima es-
´
colha. — Proverbios 12:15.
˜ ˜ ´
˝
˜
OPÇAO B NAO PERGUNTE — E NAO VA
ˆ ˆ
Por que voce talvez pense em fazer isso: Voce pensa no
´ ´
convite e conclui que e contra os seus princıpios ou que al-
˜ ˜ ´
guns dos convidados nao sao boa companhia. (1 Corıntios
ˆ ˜
15:33; Filipenses 4:8) Ou voce talvez queira ir, mas nao tem
˜
coragem de pedir permissao.
ˆ ˆ ˜ ˜ ´
Consequencias: Se voce nao vai porque sabe que nao e
´ ˜
uma boa ideia, se sentira mais confiante ao dizer “nao” aos
ˆ ˜ ´ ˜
seus amigos. Mas, se voce nao vai so porque nao tem cora-
gem de pedir aos seus pais, vai acabar ficando em casa de
´ ´ ˜ ´
mau humor, achando que e o unico que nao esta se diver-
tindo.
˝
˜
OPÇAO C PERGUNTE — E ESPERE PARA VER
ˆ ˆ
Por que voce talvez pense em fazer isso: Voce reconhe-
ce a autoridade de seus pais

´ ˜
e confia no criterio deles. SUGESTAO
ˆ
(Colossenses 3:20) Voce Quando for a uma´ festa, pla-
˜
ama seus pais e nao quer neje como poder a ir embora
´ ˆ
magoa-los saindo escon- caso algo de errado. Antes
dido com os amigos. (Pro- de sair de casa, saiba o que
´ vai fazer ou´ dizer para
v erbios 10:1) Isso tam-
´ ´ ˆ que,
bem lhe da a oportunidade se necess ario, voc e possa
sair da festa
ˆ com a
de expressar seu ponto de consciencia tranquila.
vista.
˜
Por que meus pais nao querem que eu me divirta? 267
‘‘ Como eu era bobo quando era mais novo!
Algumas coisas ‘divertidas’ que eu fazia,
˜
no final, nao eram nada divertidas. Voce
˜
ˆ
tem de arcar com as consequencias das
˜
suas açoes. Eu me arrependo de nao ter
ˆ

ouvido meus pais.

’’
— Brian

ˆ ˜
Consequencias: Seus pais vao se sentir amados e res-
˜
peitados. E, se nao virem nada de mais no seu pedido, talvez
digam “sim”.
˜
Por que os pais talvez digam “nao”
˜
E se seus pais disserem “nao”? Isso pode ser frustrante.
´
Mas entender o ponto de vista deles pode ajuda-lo a lidar
˜
com as restriçoes. Por exemplo, talvez seja por causa de um
ou mais dos motivos abaixo.
ˆ
Mais experiencia. Se pudesse escolher, provavelmente
preferiria nadar numa praia onde houvesse salva-vidas. Por
ˆ ˆ ´
que? Porque, enquanto voce se diverte na agua, tem pouca
˜ ˆ ˜
noçao do perigo. Mas os salva-vidas tem uma visao melhor
dos riscos.
Do mesmo modo, por serem mais experientes, seus pais
ˆ ˜
podem enxergar perigos que voce nao percebe. Como os sal-
˜ ´
va-vidas na praia, o objetivo dos seus pais nao e estragar sua
˜ ´
diversao, mas ajuda-lo a evitar perigos que poderiam tirar
sua alegria.
ˆ ˆ
Amor por voce. Seus pais querem muito protege-lo. Por
ˆ ´ ˜ ´
amor a voce, eles dizem “sim” quando da, e “nao” quando e
´ ˆ ˜
necessario. Quando voce pede a permissao deles para fazer
algo, eles perguntam a si mesmos: ‘Se atendermos ao pedi-
´ ˆ
do, poderemos lidar com as possıveis consequencias?’ Eles
´ ˜ ˆ
so dirao “sim” a si mesmos — e a voce — se tiverem boa
´
dose de certeza de que nada de ruim lhe acontecera.
268 os jovens perguntam LEIA
LEIA MAIS
MAIS SOBRE
SOBRE ESTE
ESTE ASSUNTO
ASSUNTO
´
NO VOLUME 2, CAPITULO 32
Como salva-vidas ˆ numa
praia,
˜ seus pais tem uma
visao melhor das coisas
´
que podem prejudica-lo

Como aumentar suas chances de ouvir um “sim”


˜
Quatro fatores estao envolvidos.
Honestidade: Primeiro, seja honesto consigo mesmo e
pergunte-se:
´ ‘Por que realmente quero sair com meus ami-
˜ ´
gos? E porque gosto ´ do que eles vao fazer ou e porque´ quero
ser igual a eles? E porque estou interessado em alguem que
´ ´ ´
vai estar la?’ Daı, seja honesto com seus pais. Eles ja foram
ˆ ´ ´
jovens e conhecem bem voce. Por isso, e provavel que descu-
˜
bram quais sao seus reais motivos. Se falar a verdade, eles
˜ ˆ
vao gostar disso e voce vai se beneficiar da sabedoria deles.
´ ˜ ´
(Proverbios 7:1, 2) Mas, se nao for sincero, perdera a con-
´
fiança deles e tera menos chances de ouvir um “sim”.
˜
plano de açao!
ˆ
Se minha consciencia ficar perturbada com o que eu vir ou
ouvir quando estiver no cinema ou numa festa, eu vou . . .
assdflfak jsdfçlaksjd fçalksdj façlsdkjf açsldkfja sçdlj
ı ..........................................................................................................................
çlkajs dçflaksjd fçalskdj fçalskdjf açsldkfj asçldkfj aç
..........................................................................................................................
Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre
esse assunto:
çlaksdj fçalskdjf çalskdjf açsldkfj açsldkfj açsldkfj al
..........................................................................................................................
çlka jsdçlkfja sdçlfkja sdçlfkaj sdçflkajs dfçlaksjd fçlj
..........................................................................................................................
˜
Momento certo: Nao bombardeie seus pais com um
monte de pedidos assim que eles chegarem do trabalho ou
quando estiverem concentrados em outros assuntos. Fale
` ˜
com eles quando estiverem mais a vontade. Mas nao deixe
´
para a ultima hora, pressionando-os a darem uma resposta.
˜ ˜ ˜ `
Eles nao vao gostar de ter de tomar uma decisao as pressas.
˜ ˆ ˆ
Por outro lado, vao gostar se voce pedir com boa anteceden-
´
cia, pois isso lhes dara tempo para pensar.
˜
Detalhes: Nao seja vago. Explique em detalhes o que
˜ ´ ˜
quer fazer. Os pais nao gostam quando a resposta e “Nao
sei”, principalmente quando perguntam: “Quem vai estar
´ ´ ´
la?”, “Havera algum adulto responsavel?” ou “Que horas vai
acabar?”.
˜
Atitude: Nao encare seus pais como inimigos. Conside-
´
re-os seus aliados — porque, no fim das contas, e o que eles
˜ ˆ
realmente sao. Se os encarar dessa maneira, voce provavel-
˜
mente vai parecer menos briguento e eles vao ser mais coo-
˜ ˆ ˜
peradores. Evite expressoes como: “Voces nao confiam em
´
mim”, “Todo mundo vai estar la” ou “Os pais dos meus ami-
˜ ˆ ´
gos vao deixar”. Mostre a seus pais que voce e maduro o su-
˜
ficiente para aceitar e respeitar a decisao que eles tomaram.
ˆ ´ ´
Assim, voce ganhara o respeito deles. E, da proxima vez, tal-
vez fiquem mais dispostos a dizer “sim”.

COMO RESPONDERIA?
ˆ ˜
˘ Por que voce talvez nao queira dizer aos seus pais
˜ tudo
que eles precisam saber para tomar uma decisao?
ˆ ˆ
˘ Quais podem
˜ ser as consequencias de voce esconder
informaçoes importantes de seus pais para eles
dizerem “sim” ao seu pedido?

270 os jovens perguntam


SEU TEMPO LIVRE
6 ˜
minhas anotações
Descreva
˜ uma ocasiˆ ao recente em que seus pais disseram
“nao” quando voce pediu para fazer alguma coisa, e escreva
o que acha que leva seus pais a agir assim algumas vezes.

ı açlksdjf açlskdjf açlsdkjf açlskdj fasçlkj daçlkfj a


lkj
çlkj
çl
kj çl
kj
ˆ ˜
Aliste algumas coisas que voce aprendeu nesta seçao que
poderiam aumentar as chances de seus pais dizerem “sim”
a seus pedidos.
çlkj çl
kj ç
lkj
çlk
j çl
kj
çlkj
çlk
j lç
271
kj
˜
ADORAÇAO ˜
273 Ter prazer na adoraçao
280 Alvos
7
38

Como posso
sentir prazer em
adorar a Deus?
´ ˜
Edu,
´ de 16 anos, esta deitado na cama. A mae, em
pe na porta do quarto, ˆ diz com firmeza: ˜ “Eduardo,
levante-se! Voc ˜ e sabe que temos reuni´ao hoje!” Os`
pais de ˜ Edu sao ˜ Testemunhas de Jeova, e assistir ´ as
reunioes cristas faz parte ˜ da rotina da fam ılia. Mas,
´
ultimamente, Edu nao sente vontade de frequenta-las.
˜
“Ah, mae!”, ele reclama, “tenho que ir mesmo?”
´
“Pare˜ de reclamar e va se arrumar”, responde ela.
“Nao quero chegar atrasada de novo!” Ela se vira e
começa a ir embora.
˜
“Veja ´ bem, mae”, Edu desabafa enquanto ´ ela ainda
esta perto ˜ o suficiente
˜ para ouvir. “Essa e a sua
religiao, mas nao quer dizer que seja a
minha.” Ele sabe que ela ouviu, pois
percebe pelo´ som dos seus passos que
ela para. Daı, sem responder, ela volta
a caminhar.
˜
Edu sente um pouco ˜ de culpa. Ele ´ nao ˜
quer magoar sua mae. Mas ´ tambem ˜ nao
quer pedir ´ desculpas. A unica opçao que
tem e . . .
´
Suspirando, ele começa a se arrumar. Daı
diz para si mesmo: “Mais cedo ´ ou mais ˜ tarde ˜
vou ter de tomar minha propria ˜ decisao. Nao
sou ˜ como os outros no Sal ao do ˜ Reino.
Nao consigo me ver como cristao.”

273
ˆ ´ `
VOCE ja se sentiu como Edu? As vezes acha que participa
˜ ˜
em atividades cristas apenas por obrigaçao, enquanto ou-
tros fazem isso porque gostam? Por exemplo:
´ ˜
˘ Estudar a Bıblia parece apenas mais uma liçao de
casa?
˜ ˜
˘ Nao gosta de participar no serviço de pregaçao?
˜
˘ Geralmente fica entediado nas reunioes?
˜ ˆ
Se a sua resposta for sim, nao desanime. Voce pode
aprender a sentir prazer em servir a Deus. Veja como.
´
˝DESAFIO 1 Estudar a Bıblia
˜ ´ ´ ˆ ˜ ´
Por que nao e facil. Talvez voce ache que nao e do tipo
´
que gosta de estudar. Parece que seu perıodo de concentra-
˜ ´ ´ ´
çao e curto — e muito difıcil ficar sentado e se concentrar.
´ ˆ ´
Alem disso, voce ja tem muito que estudar para a escola.
ˆ ´
Por que voce precisa fazer isso. Alem de ser inspirada
´ ´ ´ ´
por Deus, a Bıblia tambem “e util para ensinar a verdade,
condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa
´ ´
de viver”. (2 Timoteo 3:16, Bıblia na Linguagem de Hoje) Es-
´ ˆ
tudar a Bıblia e meditar no que le pode lhe abrir novos ho-
˜
rizontes. Sejamos realistas, sem esforço nao se consegue
nada que realmente valha a pena. Se quiser se sair bem num
esporte, precisa aprender as regras e treinar. Se quiser ficar
´
em forma, precisa fazer exercıcios. Do mesmo modo, se qui-
ser aprender sobre o seu Criador, precisa estudar a Palavra
de Deus.
O que outros jovens dizem. “Um mo-
mento decisivo na minha vida foi quando co-
´
mecei o ensino medio. Meus colegas faziam
todo tipo de coisa errada, e precisei tomar al-
˜ ´ ´
gumas decisoes: ‘Sera que e isso o que eu
´ ˜
quero? Sera que meus pais estao realmente
me ensinando a verdade?’ Precisei descobrir
por mim mesma.” — Tshedza.
274 os jovens perguntam
“Sede transformados por reformardes´ a

= vossa mente, a fim de provardes


´ a vos
mesmos a boa, e aceitavel, e perfeita
vontade de Deus.” — Romanos 12:2.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

“Sempre acreditei que o que aprendi era a verdade, mas


´
precisei provar isso a mim mesmo. Tive de torna-la minha
˜ ´ ˜
religiao em vez de encara-la apenas como a religiao da mi-
´
nha famılia.” — Nelson.
ˆ
O que voce pode fazer. Faça um programa personaliza-
ˆ
do de estudo pessoal. Voce escolhe o que estudar. Por onde
˜
começar? Por que nao avalia e examina suas crenças por
´
pesquisar a Bıblia a fundo, talvez com a ajuda de um livro
´
como O Que a Bıblia Realmente Ensina? 1
ˆ
Comece agora! Ponha um  em dois ou tres assuntos
´ ˆ
bıblicos a seguir, que voce gostaria de conhecer melhor ou,
se preferir, escreva alguns de sua escolha.
O
✔ Deus existe?
O
✔ Como posso ter certeza de que os escritores
´
da Bıblia foram inspirados por Deus?
´
1 Publicado pelas Testemunhas de Jeova.

ˆ
Se voce quiser ficar fisicamente
´ em
forma, precisa fazer exercıcios. Se quiser
ficar espiritualmente em forma, precisa
estudar a Palavra de Deus

275
˜ ˜ ˜
O
✔ Por que devo acreditar na criaçao e nao na evoluçao?
✔ O que e´ o Reino de Deus, e como posso provar que ele existe?
O
O
✔ Como posso explicar minha crença sobre o que acontece
na morte?
´ ˜
O
✔ Por que devo estar convencido de que havera uma ressurreiçao?
✔ Como posso saber com certeza qual e´ a religiao
O
˜
verdadeira?

ı ..................................................................................................
mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..................................................................................................
´
˝
DESAFIO 2 Participar no ministerio
˜ ´ ´
Por que nao e facil. Falar com outras pessoas sobre a
´
Bıblia — ou encontrar um colega de escola ao fazer isso —
pode ser assustador.
ˆ
Por que voce precisa fazer isso. Jesus deu a seguin-
´
te ordem a seus seguidores: ‘Fazei discıpulos, ensinan-
do-os a observar todas as coisas que vos ordenei.’ (Ma-
´
teus 28:19, 20) Mas existem outros motivos alem desse.
Pesquisas mostram que em alguns lugares a grande maio-
´
ria dos adolescentes acredita em Deus e na Bıblia. No en-
˜ ˆ
tanto, esses mesmos jovens nao tem esperança real para
ˆ ´
o futuro. Visto que voce estuda a Bıblia, tem exatamente
˜
as informaçoes que muitos dos
˜
? ˜ ´
ˆ
VOCE SABIA . . .

Nao e errado examinar


seus colegas estao procurando e
das quais precisam. Por falar a
ˆ
outros sobre suas crenças, voce
suas crenças. Na reali- ´
dade, se sentira melhor consigo mes-
˜ questionar-se e ´
mo e, acima de tudo, alegrara o
ent
´ ao fazer pesquisas ˜ ´ ´
e uma boa maneiraˆ de coraçao de Jeova. — Proverbios
saber se o que voce ´ 27:11.
acredita sobre Deus e
realmente verdade.
O que outros jovens dizem.
— Atos 17:11. “Eu e meu amigo preparamos in-
˜
troduçoes eficazes, e aprende-
276 os jovens perguntam
˜
mos a vencer objeçoes e a fazer revisitas. Assim que comecei
´
a me esforçar mais, o meu prazer no ministerio aumentou.”
— Nelson.
˜ ´
“Uma irma em especial tem me ajudado bastante. Ela e
´
seis anos mais velha do que eu, e me leva ao ministerio e
` ´ ˜
as vezes para tomarmos o cafe da manha juntas. Ela me
mostrou textos animadores que me ajudaram a ajustar meu
modo de pensar. Percebo que passei a me interessar mais
pelos outros por causa do maravilhoso exemplo dela. Ja-
´
mais poderei recompensa-la por tudo o que ela tem feito por
mim.” — Shontay.
ˆ ˜
O que voce pode fazer. Com a autorizaçao de seus pais,
´ ˜
faça amizade com alguem na congregaçao que seja mais ve-
ˆ ´
lho que voce e com quem possa participar no ministerio.
´ ´
(Atos 16:1-3) A Bıblia diz: “O ferro se aguça com o proprio
´
ferro. Assim um homem aguça a face de outro.” (Proverbios
´ ´ ˜
27:17) Ha muitos benefıcios de se associar com irmaos de
ˆ ˆ ´
mais idade que tem bastante experiencia. “Na realidade, e
´ ˜
muito facil conviver com os irmaos mais velhos”, diz a jovem
Alexis, de 19 anos.
´
Comece agora! Escreva abaixo o nome de alguem na
˜ ´ ´
sua congregaçao que, alem de seus pais, poderia ajuda-lo no
´
ministerio.
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
` ˜ ˜
˝ DESAFIO 3 Assistir as reunioes cristas
˜ ´ ´
Por que nao e facil. Depois de ficar sentado o dia inteiro
´
na sala de aula, ouvir palestras bıblicas por uma hora ou
mais pode parecer uma eternidade.
ˆ ´
Por que voce precisa fazer isso. A Bıblia ordena a to-
˜
dos os cristaos: “Consideremo-nos uns aos outros para
˜
nos estimularmos ao amor e a obras excelentes, nao
´
deixando de nos ajuntar, como e costume de alguns, mas
Como posso sentir prazer em adorar a Deus? 277
‘‘ A religiao ˜ que pratico nao
˜ e´ mais apenas a
religiao dos meus pais, e´ a minha religiao.
˜ ˜
´ ´ ˜
Jeova e o meu Deus, e nao quero fazer nada
que prejudique a minha relaçao ˜ com ele.
— Samantha

encorajando-nos uns aos outros, e tanto mais quanto vedes


chegar o dia.” — Hebreus 10:24, 25. ´ ´
’’
O que outros jovens
˜ ` dizem.´ “E´ indispensavel˜
se prepa-
rar para as reunioes. As vezes e so uma questao de motiva-
˜ ˆ ´ ˜
çao. Quando voce se prepara, e um prazer estar na reuniao,
´
pois consegue acompanhar o que esta sendo considerado e
´
pode ate participar.” — Elda.
“A certa altura comecei a perceber que, quando eu dava
´ ˜
comentarios nas reunioes, elas se tornavam muito mais in-
´
teressantes para mim.” — Jessica.
ˆ
O que voce pode fazer. Reserve tempo para se preparar
´
e, se puder, comente. Isso vai ajuda-lo a se sentir mais envol-
˜
vido nas reunioes.
˜
plano de açao!
MM minutos por dia lendo a Bıblia, ´
Pretendo gastar .........
e vou gastar MMMMM
......................... por semana preparando
˜ ˜
as reunioes cristas.
˜ ˜
Para prestar mais atençao nas reunioes, eu vou . . .
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..........................................................................................................................
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

Eu gostaria de perguntar aos meus pais o seguinte sobre


esse assunto:
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................

MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
..........................................................................................................................
´

Para ilustrar: o que e mais ˜
SUGESTAO
divertido, ver algum esporte na
˜ Use um caderno para
televisao´ ou praticar esse es-
´ anotar os pontos ˜
porte? E claro que da mais pra- principais das reunioes.
zer participar do que apenas O tempo
˜ ´ vai passarˆ
assistir. Por que nao tenta en- mais rapido, e voce vai
˜ aprender com mais faci-
carar as reunioes assim?
lidade.
Comece agora! Escreva
´ ˆ
abaixo o horario em que voce
pode gastar 30 minutos por semana se preparando para
˜ ˜
uma reuniao da congregaçao.
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ı ..................................................................................................
ˆ ´ ˜
Por experiencia propria, muitos jovens estao confirman-
˜
do como sao verdadeiras as palavras do Salmo 34:8, que
´ ´ ´ ´
diz: “Saboreai e vede que Jeova e bom.” Sera que da prazer
˜ ´
apenas ouvir falar de um prato delicioso? Nao e melhor sa-
´ ˜
borea-lo? O mesmo acontece com nossa adoraçao a Deus.
´
Saboreie e veja por si mesmo como e gratificante participar
´ ˜
em atividades espirituais. A Bıblia diz que a pessoa que nao
´ ´ ´
e apenas ouvinte, mas que tambem faz a obra de Deus, “sera
ˆ
feliz em faze-la”. — Tiago 1:25.

´ ´
NO PROXIMO CAPITULO Aprenda a estabelecer — e a
alcançar — alvos.

COMO RESPONDERIA?

˘ Por que
´ as atividades espirituais podem parecer
monotonas para um adolescente?
ˆ ˜
˘ Em qual dos tres aspectos
´ da adora
ˆ çao a Deus
analisados neste capıtulo voce gostaria de melhorar?

Como posso sentir prazer em adorar a Deus? 279


eles estabeleceram alvos
´ ˆ ˜ ´
A Bıblia diz: “Voces nao sabem como sera a sua vida
˜ ´
amanha.” (Tiago 4:14, Bıblia na Linguagem de Hoje) Em
alguns casos, a morte chega de modo inesperado durante
ˆ
a juventude. Ao ler as experiencias de Catrina e Kyle, veja
´
como eles fizeram um bom nome perante Jeova Deus du-
rante o pouco tempo em que viveram, por estabelecer e al-
cançar alvos espirituais. — Eclesiastes 7:1.
Catrina morreu aos 18 anos de idade, mas aos 13 anos
´
ja tinha feito um “plano de vida” — uma lista dos alvos que
´ ´
queria alcançar. Seus alvos incluıam: entrar no ministerio
´
de tempo integral, servir em um paıs onde houvesse neces-
´
sidade de instrutores da Bıblia e trabalhar com seu pai na
˜ ˜
construçao de Saloes do Reino. Ela escreveu: “Dediquei mi-
´
nha vida a Jeova Deus!” O objetivo de Catrina era “viver de
˜
acordo com os padroes de Deus, de um modo que o fizesse
feliz”. No seu funeral, foi dito que ela era “uma linda jovem,
que tinha planejado que toda a sua vida girasse em torno
´
do serviço de Jeova”.
Desde pequeno, Kyle foi ensinado a ter alvos. Depois de
perder a vida em um grave acidente de carro, aos 20 anos
de idade, seus parentes encontraram um “livro de alvos”
˜
que sua mae o ajudou a fazer quando ele tinha apenas
´
4 anos. Seus alvos incluıam se batizar, fazer discursos no
˜ ´
Salao do Reino e servir na sede das Testemunhas de Jeova,
˜ ˜
onde ele poderia participar na produçao de publicaçoes
que ajudariam as pessoas a aprender sobre Deus. Depois
de analisar o livro de alvos de Kyle, feito tantos anos antes,
˜
sua mae disse: “Ele alcançou todos os seus alvos.”
ˆ ˆ ˜
Que alvos voce estabeleceu para si mesmo? Voce nao
´ ˜
sabe o que acontecera com a sua vida amanha. Por isso,
´
aproveite ao maximo cada dia da sua vida, usando seu tem-
´
po do modo mais recompensador possıvel, assim como
´ ˆ
Catrina e Kyle. Imite o apostolo Paulo, que pode dizer perto
do fim da sua vida: “Tenho travado a luta excelente, tenho
´ ´
corrido ate o fim da carreira, tenho observado a fe.”
´ ´ ´ ´
(2 Timoteo 4:7) O proximo capıtulo o ajudara a fazer
exatamente isso!

281
39

Como alcançar
meus alvos?
Qual das coisas alistadas
abaixo voceˆ gostaria de ter?
ıO✔ Mais confiança
✔ Mais amigos
O
✔ Mais felicidade
O

ˆ
NA VERDADE, voc e
ˆ
pode ter todas as tres!
Como? Por estabelecer
´
alvos e alcança-los. Ana-
lise o seguinte:
ˆ
Mais confiança. Quando voce estabelece alvos pequenos
´
e os alcança, passa a ter a confiança necessaria para buscar
´
alvos maiores. Tambem se sente mais confiante ao enfrentar
` ˜
os desafios do dia a dia, como o de resistir a pressao dos co-
legas.
Mais amigos. As pessoas gostam de estar na companhia
´
de quem tem alvos razoaveis, ou seja, que sabe o que quer e
se esforça para conseguir isso.
Mais felicidade. Convenhamos: ficar entediado ou espe-
˜
rando as coisas acontecerem na sua vida nao tem graça. Mas,
ˆ ˆ
quando voce estabelece alvos e os alcança, voce se sente rea-
´ ´ ˜
lizado. Pronto para começar? As proximas paginas serao de
ajuda.1
˜ ´ ´
1 Essas sugestoes se aplicam a alvos de curto prazo, mas os princıpios tambem
se aplicam a alvos de longo prazo.

282 os jovens perguntam


´ ´

‘‘ ficar desanimado se voceˆ nao


E facil ˜ tem
nada para se concentrar ou para aguardar.
Mas, quando estabelece e alcança alvos,voceˆ
se sente bem consigo mesmo.

’’
— Reed

1IDENTIFIQUE
1. Faça uma lista dos seus alvos. Divirta-se ao fazer
˜ ´
isso! Nao pense muito, apenas escreva o maximo de ideias
que puder. Tente criar pelo menos dez possibilidades.
2. Avalie suas ideias. Quais parecem mais empolgan-
˜
tes? Mais desafiadoras? A realizaçao de qual delas o deixaria
mais orgulhoso? Lembre-se, geralmente os melhores alvos
˜ ˆ ˆ
sao aqueles que tem mais significado para voce.
3. Priorize. Numere seus alvos na ordem em que gostaria
´
de alcança-los.

Exemplos de alvos ´ de outra


Amizade Fazer amizade com alguem antiga.
´ uma amizade
faixa etaria. Restabelecer ´
´ e Fazer pelo menos 90 minutos de exercıcio
Saud
horas por dia.
por semana. Dormir oito ´
cola Me lhorar minhas notas em Matematica.
Es ` ˜ legas.
Resistir a pressao dos co
´
ıblia 15 minutos por dia.
Espiritualidade Ler a B um colega de classe esta
a
Falar de minhas crenças
semana.
2 Coloque no papel.

PLANEJE Fixe um prazo. Afinal,


˜
Para cada alvo um alvo sem prazo nao
ˆ passa de um sonho!
que voce escolheu,
faça o seguinte:
Planeje os passos
envolvidos.

´
Preveja os obstaculos.
´
Daı, pense em
ˆ
como vence-los.

Assuma o compromisso.
Prometa a si mesmo que
´
vai fazer o maximo para
alcançar esse alvo. Depois
assine e coloque a data.

? ˆ
VOCE SABIA . . .

Quanto maior o alvo,


maior o senso
˜ de
realizaçao!

284 os jovens perguntam


gar a ´
Aprender espanhol para premeu paıs
estrangeiros que vivem no
1.° de julho

Passos ˜
saçao.
1. Arrumar um guia de conver
semana.
2. Aprender dez palavras por
soas falando espanhol.
3. Ouvir outras pes ´ a
´ observe minha gramatic
4. Pedir´ que alguem
e pronuncia.
´ ´
Possıveis obstaculos
´ espanhol.
Ninguem que eu conheço fala
ˆ
Como posso vence-los
´
˜ espanhol
Baixar gravaçoes de audio em
do “site” www.j w.org.
..... ..... ..... ..... ..... ..... ..... ..... ....
..... ..... ..... ..... ..... ..... ..... .....
Data
Assinatura

˜
Os alvos sao como˜ a planta
de uma construçao — leva
´

˜
tempo para concretiza-los SUGESTAO
˜
Nao se preocupe
` em
seguir a risca um´
plano. Seja flexıvel e
faça ajustes conforme
for progredindo para
alcançar seu alvo.
=
“Os planos do diligente seguramente
resultam em vantagem.”
´
— Proverbios 21:5.
˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙ ˙

˜ `
3 MAOS A OBRA!
Comece imediatamente. Pergunte-se:
´ ‘O que posso fa-
ˆ
zer hoje para alcançar meu alvo?’ E verdade que voce talvez
˜ ˜
nao tenha planejado todos os detalhes, mas nao deixe que
´
isso o impeça de começar. A Bıblia diz: “Quem fica esperan-
do que o vento mude e que o tempo fique bom nunca planta-
´ ´ ´
ra, nem colhera nada.” (Eclesiastes 11:4, Bıblia na Linguagem
ˆ
de Hoje) Veja o que voce pode fazer hoje — mesmo que seja
pouco — e faça.
Veja diariamente sua lista de alvos. Lembre-se do moti-
ˆ
vo de cada alvo ser importante para voce. Acompanhe seu
´
progresso pondo um  (ou a data do termino) ao lado de
ˆ
cada passo que voce completou.
˜
Use a imaginaçao. Pense no futuro e imagine-se alcan-
˜ ´
çando seu alvo. Sinta a satisfaçao de ter conseguido. Daı,
´ ˆ
pense em cada passo que foi necessario para voce alcançar
´
esse alvo. Por ultimo, imagine-se concluindo cada um desses
˜ ˆ ´
passos e tenha em mente a satisfaçao que voce sentira ao al-
˜ `
cançar seu alvo. Agora, maos a obra!

COMO RESPONDERIA?
´ ´
˘ E sabio tentar alcançar muitos alvos ao mesmo tempo?
— Filipenses 1:10.
˘ Ter alvos significa planejar cada minuto de sua vida?
— Filipenses 4:5.

286 os jovens perguntam


´
EXEMPLO A SEGUIR

Timoteo
´ ˜
Timoteo estava para sair de casa — nao para fugir,
´
mas para se tornar companheiro do apostolo Paulo no ser-
´ ´
viço missionario. Talvez Timoteo estivesse no fim da ado-
ˆ ´ ´
lescencia, e ele ja era um jovem responsavel de quem ‘os
˜ ˆ
irmaos em Listra e Iconio davam bom relato’. (Atos 16:2)
´
Paulo confiava que Timoteo podia realizar grandes coisas
no serviço de Deus. E ele realmente fez isso! Nos anos se-
´ ˜
guintes, Timoteo viajou muito, formando congregaçoes e
˜ ´
edificando os irmaos. Paulo gostava muito de Timoteo por
causa de suas excelentes qualidades. Tanto que, 11 anos
˜
depois, Paulo disse aos filipenses: “Nao tenho a nenhum
˜ ` ´
outro de disposiçao igual a dele, que cuidara genuinamente
´
das coisas referentes a vos.” — Filipenses 2:20.
ˆ ´ ` ˜
Voce esta se colocando a disposiçao para ser usado
ˆ ˜
no serviço de Deus? Se estiver, grandes bençaos o aguar-
´
dam! Jeova realmente valoriza os jovens que ‘se oferecem
´ ˆ
voluntariamente’. (Salmo 110:3) Alem disso, voce pode
´ ˜ ´
ter certeza de que Jeova Deus ‘nao e injusto para se
esquecer de sua obra’. — Hebreus 6:10.
˜
ADORAÇAO
7 minhas anotações
Escreva abaixo o que o convence de que existe um Deus
amoroso.
ı MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ˆ
Escreva dois
` alvos que˜ voce gostaria de estabelecer com
respeito a sua adoraçao.

MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
288 os jovens perguntam
MMMMMMMMMMMMMMM
ˆ
A P E N D I C E

OS PAIS
PERGUNTAM
“Como fazer com que meu filho converse comigo?”
´
“Devo estabelecer um horario para
meu filho chegar em casa?”
“Como ajudar minha filha a ter um conceito
equilibrado sobre dietas?”

˜
Essas sao algumas das 17 perguntas respondidas
ˆ ´ ´
neste Apendice. A materia esta dividida em seis se-
˜ ˆ ´
çoes e faz referencia a capıtulos do Volume 1 e do Vo-
´
lume 2 de Os Jovens Perguntam — Respostas Prati-
cas.
´ ´
Leia a materia. Se possıvel, converse sobre ela
ˆ
com seu conjuge. Depois use os conselhos para aju-
ˆ ´
dar seus filhos. As respostas que voce encontrara
˜ ´ ˜ ˜
aqui sao confiaveis. Nao sao baseadas na sabedoria
humana, que pode falhar, mas na Palavra de Deus, a
´ ´
Bıblia. — 2 Timoteo 3:16, 17.

˜
290 Comunicaçao
297 Regras
ˆ
302 Independencia
307 Sexo e namoro
˜
311 Questoes emocionais
315 Espiritualidade
ˆ
Apendice 289
˜
COMUNICAÇAO

´ ´
Sera que realmenteˆ ha algum problema em
discutir com meu conjuge ou com meus filhos?
˜ ˜ ´
No casamento, as diferenças de opiniao sao inevitaveis.
ˆ ˜
Mas voces podem decidir como vao lidar com elas. Os jovens
˜ ˜
COMUNICAÇAO

sao profundamente afetados pelas discussoes dos pais. Isso


´ ´
e algo preocupante, pois o seu casamento e, na verdade, um
˜

modelo que seus filhos talvez sigam quan-


˜
do se casarem. Nao seria melhor usar as di- VEJA´ O VOLUME 1,
˜
ferenças de opiniao como oportunidade para CAP ITULO 2,
E O VOLUME 2,
´
dar um bom exemplo de como resolver de- CAPITULO 24
sentendimentos? Tente fazer o seguinte:
´ ´
Escute. A Bıblia nos diz para sermos ‘rapidos no ouvir, va-
˜
garosos no falar, vagarosos no furor’. (Tiago 1:19) Nao colo-
que lenha na fogueira ‘retribuindo mal por mal’. (Romanos
´ ˆ ˜ ˆ
12:17) So porque o seu conjuge nao quer ouvir quando voce
˜ ˆ
fala, nao significa que voce deva fazer o mesmo.
Esforce-se para explicar em vez de criticar. De forma cal-
ˆ ˆ
ma, diga a seu conjuge como o que ele ou ela faz afeta voce.
ˆ
(“Eu fico triste quando voce . . .”) Resista ao impulso de acu-
ˆ ˜ ˆ
sar e criticar. (“Voce nao gosta de mim.” “Voce nunca me es-
cuta.”)
ˆ ` ´
De um tempo. As vezes e melhor deixar o assunto de
ˆ
lado e continuar a conversa mais tarde, quando os animos ti-
´ ´ ´
verem se acalmado. A Bıblia diz: “O princıpio da contenda e
´ ´
como alguem deixando sair aguas; portanto, retira-te antes
˜ ´
de estourar a altercaçao.” — Proverbios 17:14.

290 os jovens perguntam


ˆ ´
Peça desculpas ao conjuge —` e, se necessario, aos fi-
lhos. Brianne, de 14 anos, diz: “As vezes, depois de briga-
˜
rem, meus pais pedem desculpas a mim e a meu irmao
˜
mais velho, porque sabem como suas discussoes nos afe-
˜ ˆ
tam.” Uma das liçoes mais valiosas que voce pode ensinar
´
aos filhos e dizer humildemente “me desculpe”.
´ ˆ
Mas e se o problema e que voce discute com seus fi-
ˆ ˜ ´
lhos? Veja se, sem querer, voce nao esta pondo lenha na
˜ ´
fogueira. Por exemplo, considere a situaçao no inıcio do
´ ´
Capıtulo 2, na pagina 15 deste livro. Consegue identificar
˜ ´
algumas coisas que a mae de Rachel fez que contribuıram
˜ ˆ
para a discussao? Como voce pode evitar discutir com seu fi-
lho adolescente? Tente o seguinte:
ˆ
˘ Evite generalizar dizendo coisas como “Voce sem-

COMUNICAÇAO
ˆ ´ ˜
pre . . .” ou “Voce nunca . . .”. Isso so provoca uma reaçao
´ ´ ˜
defensiva. Afinal, e provavel que essas declaraçoes sejam
´
exageradas, e seu filho sabe disso. Talvez ele tambem saiba
ˆ ´
que o motivo de voce estar generalizando e mais porque
´
esta irritado do que por causa da irresponsabilidade dele.
˜
˘ Em vez de fazer acusaçoes que começam com a pala-
ˆ
vra “voce”, tente expressar como o comportamento do seu
ˆ
filho afeta voce. Por exemplo, diga: “Eu me sinto . . . quando
ˆ ˜
voce . . .” Acredite ou nao, no fundo seu filho se importa com

˜
ˆ
seus sentimentos. Se voce lhe mostrar como a atitude dele
ˆ ´ ´
afeta voce, e mais provavel que ele coopere.1
´ ´ ˜
˘ Por mais difıcil que seja, espere ate que suas emoçoes
´
estejam sob controle. (Proverbios 29:22) Se o motivo da dis-
˜ ´
cussao envolve tarefas domesticas, converse com seu filho
sobre esse assunto. Escreva em detalhes o que se espera
´ ˜ ˆ
dele e, se necessario, deixe claro quais serao as consequen-
˜
cias se ele nao obedecer. Mesmo achando que o ponto de
´ ˆ
vista dele esta errado, ouça-o com paciencia. A maioria dos
adolescentes reage melhor a um ouvido atento do que a um
˜
sermao.
˜ ´
1 Ao mesmo tempo, nao o faça sentir-se culpado a fim de motiva-lo.
ˆ
Apendice 291
˘ Antes de concluir precipitadamente que a rebeldia to-
ˆ
mou conta do seu filho, reconheça que muito do que voce
´
observa e parte do desenvolvimento natural dele. Ele pode
´ ´ `
retrucar so para provar que esta amadurecendo. Resista a
˜ ˜
tentaçao de se envolver em discussoes. Lembre-se: o modo
ˆ ` ˜ ˜
como voce reage as provocaçoes ensina uma liçao a seu fi-
ˆ ˆ
lho. De o exemplo, mostrando paciencia e longanimidade, e
´ ´
seu filho provavelmente vai imita-lo. — Galatas 5:22, 23.



Quanto meu filho deveria


saber sobre o meu passado?
˜ ˆ ´
Imagine-se na seguinte situaçao: voce esta jantando com
ˆ
COMUNICAÇAO

seu conjuge, sua filha e alguns amigos. Durante a conversa,


´ ˆ
um deles menciona alguem que voce namorou antes de co-
ˆ
˜

nhecer seu conjuge. Sua filha quase deixa o garfo cair. “Quer
ˆ
dizer que voce namorou outra pessoa?”, pergunta ela es-
ˆ ˜ ´
pantada. Voce nao tinha contado essa histo-
ria para sua filha. Agora ela quer saber mais. VEJA´ O VOLUME 1,
ˆ CAPITULO 1
O que voce vai fazer?
Normalmente, as perguntas dos filhos devem ser bem
recebidas. Afinal, quando eles fazem perguntas e prestam
˜ ´ ˆ ˜
atençao nas respostas e sinal de que voces estao se comu-
˜ ´
nicando. E nao e isso o que a maioria dos pais quer?
ˆ ´
Mas quanto do seu passado voce deve contar? E claro
ˆ ˜
que voce prefere nao revelar nada que seja constrangedor.
ˆ
No entanto, contar algumas das dificuldades que voce teve
pode ser de ajuda para os seus filhos. Como assim?
´
Veja um exemplo. O apostolo Paulo certa vez confessou:
´ ´
“Quando quero fazer o que e direito, esta presente em mim
´ ´
aquilo que e mau. . . . Homem miseravel que eu sou!” (Ro-
´
manos 7:21-24) Jeova Deus inspirou essas palavras para
´
que fossem registradas e preservadas na Bıblia para nosso
´
benefıcio. E realmente nos beneficiamos delas, pois quem
˜ ˜
nao se identifica com essas expressoes sinceras de Paulo?

292 os jovens perguntam


Da mesma forma, ouvir a respeito de suas boas deci-
˜
soes e seus erros pode ajudar seus filhos a se identificar
ˆ ´ ˆ ˜ ˜
mais com voce. E verdade que voces sao de geraçoes dife-
rentes. Mas, embora os tempos tenham mudado, a nature-
˜ ´ ´
za humana nao mudou — nem os princıpios bıblicos. (Salmo
ˆ
119:144) Falar dos desafios que voce enfrentou e como os
superou pode ajudar seus filhos adolescentes a lidar com os
problemas deles. Um jovem chamado Carlos diz: “Quando
ˆ
voce fica sabendo dos desafios que seus pais enfrentaram,
ˆ
descobre que eles se parecem muito com voce.” Ele acres-
´ ˆ
centa: “Da proxima vez que tiver um problema, voce vai se
´
perguntar se seus pais tambem passaram por isso.”
ˆ
Um lembrete:
´ nem tudo que voce contar precisa virar um
ˆ ˜

COMUNICAÇAO
conselho. E verdade que voce nao quer que seu filho tire
˜ ´
conclusoes erradas ou ate se sinta justificado de cometer ´ os
ˆ
mesmos erros que voce. Em vez de dar um conselho (“E por
ˆ
isso que voce nunca deve . . .”), simplesmente diga como
ˆ ´
voce se sente (“Ao olhar para tras, eu gostaria de nunca ter
´
feito isso porque . . .”). Assim, seu filho podera aprender va-
˜ ˆ ´
liosas liçoes de sua experiencia de vida sem achar que esta
˜ ´
ouvindo um sermao. — Efesios 6:4.



˜
Como fazer com que meu
filho converse comigo?
Quando seus filhos eram pequenos, provavelmente fala-
ˆ ˆ
vam com voce sobre tudo. Se voce perguntasse algo, eles
ˆ
logo respondiam. Na verdade, em geral voce nem precisa-
˜
va fazer perguntas; as informaçoes simplesmente jorravam
´
como agua. Em contraste, tentar fazer com que seus filhos
˜
adolescentes falem pode parecer em vao, como tentar tirar
´ ˆ
agua de um poço seco. Voce talvez pense: ‘Eles conversam
˜
com os amigos. Por que nao conversam comigo?’
˜ ˆ
Nao deixe que o silencio de seus filhos adolescentes
ˆ ˜ ˜
faça voce achar que eles o estao rejeitando ou que nao
VEJA´ O VOLUME 1, ˆ
CAPITULOS 1 E 2
Apendice 293
ˆ ´
querem que voce se envolva na vida deles. A verdade e que
ˆ
agora eles precisam de voce mais do que nunca. Algo posi-
´
tivo e que as pesquisas revelam que a maioria dos adoles-
´ ´
centes ainda da valor aos conselhos dos pais — ate mesmo
´
mais do que aos dos colegas ou da mıdia.
˜ ˆ
Entao, por que eles resistem tanto em dizer a voce o que
pensam? Veja o que alguns jovens disseram sobre o motivo
˜ ´
de nao quererem conversar com os pais. Daı, reflita nas per-
´
guntas e procure os textos bıblicos citados.
´
“Acho difıcil me aproximar do meu pai porque ele tem
muita coisa com que se preocupar, tanto no trabalho
˜ ´
como na congregaçao. Parece que nunca e uma boa
hora para falar com ele.” — Andrew.
COMUNICAÇAO

´ ˜
‘Sera que, sem perceber, passo a impressao de que es-
˜

tou ocupado demais para conversar com meus filhos? Em


´
caso afirmativo, como posso ser mais acessıvel? Quando
posso tirar tempo para conversar regularmente com meus fi-
ˆ
lhos?’ — Deuteronomio 6:7.
˜
“Chorando, fui conversar com a minha mae por causa
˜
de uma discussao na escola. Eu queria que ela me
consolasse, mas ela apenas me repreendeu. Depois
˜
disso, nao a procurei mais para conversar sobre
coisas importantes.” — Kenji.
´ ˜
‘Qual e a minha reaçao quando meus filhos me procu-
ram para falar de um problema? Mesmo se for preciso dar
˜ ´
correçao, sera que posso aprender a ouvi-los com empatia
antes de dar um conselho?’ — Tiago 1:19.
“Sempre que os pais dizem que podemos contar algo
˜ ˜
a eles e que nao vao ficar bravos, parece que mesmo
´
assim eles acabam ficando irritados. Daı, o filho se
´
sente traıdo.” — Rachel.
‘Se meus filhos me contam algo que me deixa aborreci-
˜ ´
do, como posso controlar minha reaçao inicial?’ — Prover-
bios 10:19.

294 os jovens perguntam


˜
“Muitas vezes, quando me abri com minha mae sobre
´
assuntos bem ıntimos, ela simplesmente contou logo
em seguida para as amigas dela. Perdi a confiança
nela por um bom tempo.” — Chantelle.
˜
‘Mostro consideraçao pelos sentimentos dos meus filhos
˜
por nao espalhar assuntos pessoais que eles me confiden-
´
ciam?’ — Proverbios 25:9.
“Gostaria de falar com meus pais sobre muitas
´
coisas. So preciso da ajuda deles para começar a
conversa.” — Courtney.
´
‘Sera que posso tomar a iniciativa de conversar com
´
meus filhos adolescentes? Qual e a melhor hora para fazer
isso?’ — Eclesiastes 3:7.

COMUNICAÇAO
˜ ˆ ´
Como pai ou mae, voce so tem a ganhar se criar meios
de se comunicar com seus filhos. Veja o que aconteceu com
˜
uma jovem do Japao, de 17 anos, chamada Junko. “Uma
˜
vez”, diz ela, “confessei a minha mae que eu me sentia mais
`
a vontade com meus colegas de escola do que com os ir-
˜ ˜
maos cristaos. No dia seguinte, encontrei uma carta dela
´ ´
na minha escrivaninha dizendo que ela tambem ja havia se
´
sentido assim. Alem disso, ela mencionou algumas pessoas
´ ˜

˜
citadas na Bıblia que serviram a Deus mesmo quando nao
´ ´
havia nenhum amigo para encoraja-las. Ela tambem me elo-
giou pelo esforço que eu havia feito para cultivar boas ami-
˜ ´
zades. Fiquei surpresa ao saber que eu nao era a unica que
˜ ´
tinha enfrentado esse problema. Minha mae tambem tinha
˜ ˜
passado por essa situaçao. Fiquei tao feliz de saber disso
´
que ate chorei. O que ela me disse me encorajou muito e me
´
deu mais força para fazer o que e certo”.
˜
Assim como a mae de Junko descobriu, os adolescentes
ˆ ˆ ˆ
tem a tendencia de se abrir com os pais quando tem certeza
˜ ˜
de que seus pensamentos e sentimentos nao serao ridicula-
ˆ
rizados nem criticados. Mas o que voce pode fazer se seu fi-
lho adolescente parece ficar irritado ou com raiva quando
ˆ
Apendice 295
ˆ `
conversa com voce? Resista a vontade de reagir da mesma
maneira. (Romanos 12:21; 1 Pedro 2:23) Em vez disso, em-
´ ˆ
bora pareça difıcil, de o exemplo do tipo de linguagem e de
ˆ
comportamento que voce espera que seu filho tenha.
´
Lembre-se do seguinte: ate se tornarem adultos, os ado-
˜ ˜
lescentes estao numa fase de transiçao. Os especialistas
ˆ ´
tem notado que, durante esse perıodo, o comportamen-
´ ´ ˜
to dos adolescentes e instavel — em certas ocasioes agem
como se fossem mais velhos, e em outras agem como crian-
ˆ
ça. Se isso acontece com seu filho, o que voce pode fazer
— especialmente quando ele se comporta como criança?
˜
Controle-se para nao ir logo criticando seu filho ou para
˜ ˜
nao se envolver numa discussao infantil. Em vez disso, con-
´ ´
COMUNICAÇAO

verse com ele, tratando-o como alguem que esta sendo trei-
´
nado para ser adulto. (1 Corıntios 13:11) Por exemplo, se ele
˜

ˆ ´
agir como criança e disser “Por que voce esta sempre pegan-
´ ˆ
do no meu pe?”, voce talvez se sinta tentado a reagir com
´ ˜
raiva. Mas, se fizer isso, perdera o controle da situaçao e
´ ´ ˜
e provavel que se envolva numa discussao. Por outro lado,
ˆ ˆ ´
voce poderia simplesmente dizer: “Parece que voce esta bra-
˜
vo. Por que nao conversamos sobre isso mais tarde, quando
ˆ ´
estiver mais calmo?” Desse modo, voce tera o controle da si-
˜ ´ ˜
tuaçao. E isso resultara numa conversa, nao numa discus-
˜
sao.

296 os jovens perguntam


REGRAS

´
Devo estabelecer um horario
para meu filho chegar em casa?
´
Para ajuda-lo a responder a essa pergunta, imagine-se
˜ ´
na seguinte situaçao: ja se passaram trinta minutos da hora
ˆ
de seu filho voltar para casa quando voce ouve a porta da
ˆ
frente abrir devagar. Voce pensa: ´ ‘Ele espe-
VEJA´ O VOLUME 1,
ˆ
ra que eu esteja dormindo.’ E claro que voce

REGRAS
CAPITULO 3, ˜ ˆ ´
E O VOLUME 2, nao foi dormir. Na verdade, voce esta sen-
´
CAPITULO 22 tado perto da porta desde a hora que seu
filho deveria ter chegado. Ele entra e seus
ˆ
olhares se encontram. O que voce vai dizer? O que vai fa-
zer?
ˆ ˜ ´
Voce poderia nao levar o assunto a serio, concluindo que
˜
‘os jovens sao assim mesmo’. Ou poderia ir a outro extremo
ˆ
e dizer: “Voce nunca mais vai sair de casa!” Em vez de agir
por impulso, primeiro ouça; talvez haja um bom motivo para
´ ´
ele ter chegado tarde. Daı podera usar o atraso do seu filho
˜
para ensinar uma importante liçao. Como?
˜ ˜
Sugestao: Diga a seu filho que conversarao sobre o as-
˜
sunto no dia seguinte. Entao, numa hora apropriada, expli-
que como vai lidar com o assunto. Alguns pais tentaram o
seguinte: se o filho volta para casa depois da hora marcada,
´ ´
na proxima vez que sair tera de chegar meia hora antes.
Por outro lado, se ele sempre volta para casa na hora cer-
´ ´
ta e mostra que e confiavel, talvez mereça mais liberdade,
como por exemplo chegar mais tarde de vez em quando.
ˆ
Apendice 297
´
E importante que seu filho entenda de modo claro que hora
´ ˜
deve voltar para casa e qual sera o castigo se ele nao res-
´ ´ ˆ
peitar o horario estipulado. Daı, voce precisa cumprir sua pa-
lavra.
´ ´
Note, porem, que a Bıblia diz: “Seja a vossa razoabilida-
de conhecida.” (Filipenses 4:5) Assim, antes de impor um
´
horario, talvez queira conversar com seu filho sobre o assun-
ˆ ˜
to, permitindo que ele de uma sugestao e explique as ra-
˜ ˜
zoes. Leve em consideraçao o que ele sugerir. Se ele tem
´ ˆ ´
se mostrado alguem de confiança, voce podera atender seu
´
pedido, se esse for razoavel.
A pontualidade faz parte da vida. Assim, estabelecer um
´
horario para seu filho chegar em casa envolve mais do
ˆ ˜
que apenas mante-lo longe das ruas. Trata-se de uma liçao
´
que vai beneficiar seu filho por toda a vida. — Proverbios
REGRAS

22:6.



Como posso lidar com os conflitos


sobre roupas com os meus filhos?
˜ ´
Considere a situaçao mencionada na pagina 77 ´ deste li-´
vro. Agora imagine que Heather seja sua filha. E impossı-
˜ ´
vel nao notar a roupa que ela esta usando — pouca roupa
˜ ˜ ´ ´
na sua opiniao. Sua reaçao e imediata: “Suba ja e troque
˜
de roupa, mocinha, ou nao vai a lugar ne-
˜ VEJA´ O VOLUME 1,
nhum!” Uma reaçao assim pode muito bem CAPITULO 11
˜
dar resultado. Afinal, sua filha nao tem mui-
˜ ˆ ´
ta escolha a nao ser obedecer. Mas como voce pode ensina-
˜ ´
la a mudar o modo de pensar, e nao so a roupa?
˘ Primeiro, lembre-se do seguinte: seu filho ou sua filha
ˆ
adolescente deve se importar com as consequencias da fal-
´ ˆ
ta de modestia tanto quanto ou mais do que voce. No fun-
˜ ˜
do, eles nao querem parecer tolos ou chamar atençao inde-
ˆ ˜ ˜
sejada. Com paciencia, diga que estilos indecentes nao vao

298 os jovens perguntam


´
deixa-los mais bonitos e explique os motivos.1 Sugira outras
˜
opçoes.
´
˘ Segundo, seja razoavel. Pergunte-se: ‘Essa roupa viola
´ ´ ´ ˜
algum princıpio bıblico ou e apenas uma questao de gosto?’
´ ´ ˜
(2 Corıntios 1:24; 1 Timoteo 2:9, 10) Se for uma questao de
´ ˆ ˜
gosto, sera que voce poderia fazer uma concessao?
˜ ˜ ˜ ´
˘ Terceiro, nao diga apenas quais estilos nao sao aceita-
veis. Ajude seu filho ou sua filha a escolher roupas que se-
˜ ´
jam apropriadas. Por que nao usa a planilha nas paginas 82
e 83 deste livro para raciocinar com seu filho? Realmente,
´
valera a pena o tempo e o esforço!
ˆ ˜
1 Os adolescentes
˜ geralmente se preocupam
´ muito com a aparencia. Entao tome cui-
dado para nao passar a ideia de que ha algo errado com o corpo deles.



REGRAS
Devo permitir que meu filho ˆ
se divirta com jogos eletronicos?
ˆ ˆ
Os jogos eletronicos mudaram bastante desde que voce
era adolescente. Como pode ajudar seu filho a identificar os
´ ´
possıveis perigos e a evita-los?
˜ ´
VEJA´ O VOLUME 2,
Nao adianta condenar a industria dos jo-
CAPITULO 30 gos como um todo ou afirmar categorica-
˜
mente que eles sao pura perda de tempo.
˜
Lembre-se: nem todos os jogos sao prejudiciais. Mas eles
podem viciar. Por isso, analise quanto tempo seu filho gasta
´
jogando. Alem disso, avalie o tipo de jogos que parece atrair
ˆ ´
seu filho. Voce ate poderia perguntar a ele:
´
˘ Qual e o jogo que seus colegas mais gostam?
˘ O que acontece no jogo?
ˆ
˘ Por que voce acha que tantas pessoas gostam desse
jogo?
Talvez descubra que seu filho sabe mais sobre jogos ele-
ˆ ˆ ´ ´
tronicos do que voce imaginava. Pode ate ser que ele ja
ˆ
Apendice 299
ˆ ´
tenha se divertido com jogos que voce considera improprios.
˜
Se esse for o caso, nao fique bravo. Aproveite a oportunida-
´
de para ajuda-lo a desenvolver suas faculdades perceptivas.
— Hebreus 5:14.
˜
Faça perguntas que ajudarao seu filho a entender por
´ ´
que ele se sente atraıdo a jogos improprios. Por exemplo, po-
deria perguntar algo como:
´ ˜ ˆ
˘ Sente-se excluıdo porque nao deixamos voce jogar
esse jogo?
Alguns jovens talvez brinquem com certos jogos para ter
o que conversar com os colegas. Caso isso se aplique ao
ˆ ˜ ˜
seu filho, voce provavelmente nao vai lidar com a situaçao
´
do mesmo modo que faria se ele se sentisse atraıdo a jo-
˜
gos muito violentos ou com conotaçao sexual. — Colossen-
ses 4:6.
REGRAS

Mas e se ele gosta dos aspectos negativos de um jogo?


Alguns jovens talvez logo se defendam, dizendo que essas
˜
cenas geradas por computador nao os afetam. Eles argu-
´ ˜
mentam: ‘So porque faço uma coisa na tela, nao quer di-
zer que vou fazer na vida real.’ Se o seu filho pensa assim,
considere com ele o Salmo 11:5. Como as palavras desse
´ ˜ ´
versıculo deixam claro, nao e apenas ser violento que de-
ˆ ´
sagrada a Deus, mas amar a violencia tambem. O mesmo
´ `
princıpio se aplica a imoralidade sexual ou a qualquer outra
conduta imoral condenada pela Palavra de Deus. — Salmo
97:10.
ˆ ˜
Se os jogos eletronicos sao um problema para o seu fi-
lho, tente o seguinte:
˜ ˆ
˘ Nao deixe seu filho brincar com jogos eletronicos num
lugar isolado, como o quarto dele.
´
˘ Estabeleça regras basicas — por exemplo, nada de jo-
˜
gos antes de jantar, de terminar a liçao de casa ou de fazer
outra atividade importante.

300 os jovens perguntam


˘ Destaque o valor de participar em atividades que en-
´ ´
volvam exercıcio fısico.
˘ Observe enquanto seu filho joga — ou, melhor ainda,
jogue com ele de vez em quando.
Naturalmente, para orientar seu filho na escolha de di-
˜ ˆ
versao, voce precisa dar o exemplo. Assim, pergunte-se:
˜
‘Que tipo de programas de TV e filmes eu assisto?’ Nao se
˜
engane: se suas regras forem incoerentes, seus filhos vao
perceber isso.



E se meu filho for viciado em celular, ˆ


computador ou outros aparelhos eletronicos?
Seu filho adolescente gasta tempo demais na internet,
envia e recebe muitas mensagens pelo celular ou tem um re-

REGRAS
lacionamento melhor com o aparelho de MP3 do que com
ˆ ˜ ˆ
voce? Entao, o que voce pode fazer?
˜ ˜
Uma opçao seria apenas tirar o aparelho dele. Mas nao
ˆ
descarte todos os aparelhos eletronicos como sendo prejudi-
´ ´ ˆ
ciais. Afinal, e provavel que voce mesmo use alguma forma
˜ ´
de tecnologia que nao existia na epoca dos seus pais. Assim,
em vez de simplesmente confiscar o apare-
VEJA´ O VOLUME 1,
CAPITULO 36
lho do seu filho — a menos que haja um for-
˜
te motivo para isso —, por que nao aproveita
´
a oportunidade para treina-lo a usar a tecnologia com sabe-
˜ ˆ
doria e moderaçao? Como voce pode fazer isso?
Tire tempo para conversar sobre o assunto com seu filho.
˜ ˜
Primeiro, diga quais sao suas preocupaçoes. Segundo, ouça
´
o que ele tem a dizer. (Proverbios 18:13) Terceiro, pensem
˜ ´ ˜
juntos em algumas soluçoes praticas. Nao tenha medo de
´
estabelecer limites firmes, mas seja razoavel. “Quando tive
um problema por causa de mensagens de texto”, conta uma
˜
adolescente chamada Helen, “meus pais nao tiraram meu
celular; eles estabeleceram regras. O modo como lidaram
ˆ
Apendice 301
˜ ´
com a situaçao me ajudou. Consigo ter equilıbrio mesmo
˜ ˜
quando eles nao estao por perto para me vigiar”.
˜
E se seu filho ficar na defensiva? Nao conclua que seu
conselho entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Mas seja
ˆ
paciente
´ e de a ele algum tempo para pensar no assunto.
´ ˆ
E provavel que ele concorde com voce e faça as mudanças
´
necessarias. Muitos jovens pensam como uma adolescente
´
chamada Roberta, que diz: “No inıcio, fiquei ofendida quan-
do meus pais me disseram que eu estava viciada no compu-
tador. Mas, com o tempo, quanto mais eu pensava no assun-
to, mais percebia que eles estavam certos.”

ˆ
INDEPENDENCIA

Quanta privacidade devo dar ao meu filho?


´
A resposta a essa pergunta pode ser difıcil. Por exemplo,
´ ˆ
e se seu filho esta no quarto com a porta fechada? Voce en-
traria de repente, sem bater? E se sua filha esquece o celu-

302 os jovens perguntam


ˆ
lar ao sair apressada para a escola? Voce daria uma olhada
nas suas mensagens de texto?
˜ ˜ ´
Essas nao sao perguntas faceis de res-
VEJA´ O VOLUME 1, ˜ ˆ
CAPITULOS 3 E 15 ponder. Como pai ou mae, voce tem o direi-
´
to de saber o que esta acontecendo na vida
˜ ˆ
do seu filho adolescente e tem a obrigaçao de protege-lo.
ˆ ˜ ´
Mas voce nao podera vigiar para sempre cada passo dele.
´
Como manter o equilıbrio?
Primeiro, tenha em mente que o desejo de ter privacida-
´
de nem sempre significa que seu filho esta fazendo algo
errado. Muitas vezes, faz parte do amadurecimento. A pri-
`
vacidade ensina os adolescentes a ser independentes, a
´
medida que fazem suas proprias amizades e resolvem seus

INDEPENDENCIA
´
problemas usando sua “faculdade de raciocınio”. (Romanos
´
12:1, 2) Isso os ajuda a se tornarem adultos responsaveis.
´ ´
A privacidade tambem lhes da a oportunidade de meditar
˜ ´
antes de tomar decisoes e de responder a perguntas difı-
´
ceis. — Proverbios 15:28.
Segundo, reconheça que tentar controlar cada detalhe
da vida do seu filho pode resultar em ressentimento e rebel-

ˆ
´ ´
dia. (Efesios 6:4; Colossenses 3:21) Sera que isso significa
ˆ ˜ ˜
que voce nao deve se envolver na vida dele? Nao, porque
ˆ ´ ˜ ´
voce ainda e o pai ou a mae. No entanto, o objetivo e que
ˆ ˆ
seu filho venha a ter uma consciencia treinada. (Deuterono-
´ ´
mio 6:6, 7; Proverbios 22:6) Afinal, orientar e mais eficaz do
que vigiar.
Terceiro, converse sobre o assunto com seu filho adoles-
˜ ´ ˜ ˆ
cente. Ouça suas preocupaçoes. Ha ocasioes em que voce
ˆ ´
poderia ceder? Deixe claro para seu filho que voce lhe dara
˜
uma medida de privacidade, desde que ele nao traia sua
˜ ˆ
confiança. Diga quais serao as consequencias se ele deso-
´
bedecer, e cumpra sua palavra quando necessario. Tenha
´ ´
certeza de que e possıvel dar a seu filho certa privacidade
˜
sem precisar abrir mao de seu papel como pai dedicado.
ˆ
Apendice 303


Quando meu filho


deve sair da escola?
˜
“Meus professores sao muito chatos!” “Fico atolado com
tantos deveres de casa!” “Eu me mato de estudar e mal con-
˜
sigo passar de ano — entao, para que tanto
VEJA´ O VOLUME 1,
esforço?” Por esses motivos, alguns jovens CAPITULO 19
sentem vontade de largar a escola antes de
estarem preparados para o mercado de trabalho. Se seu filho
ˆ
quer largar a escola, o que voce pode fazer? Tente o seguinte:
˜ ˆ
˘ Analise seu conceito sobre a educaçao. Voce achava
˜
que a escola era uma perda de tempo, como uma prisao, e
´ ´
que teria de suporta-la ate poder buscar objetivos mais im-
INDEPENDENCIA

˜
portantes? Entao, esse conceito pode ter influenciado seus
´ ˜ ´
filhos. A verdade e que uma boa educaçao os ajudara a ob-
´ ´ ´
ter ‘sabedoria pratica e raciocınio’ — qualidades necessarias
´
para eles alcançarem seus objetivos. — Proverbios 3:21.
ˆ

˜
˘ Proporcione condiçoes apropriadas. Alguns filhos po-
deriam tirar notas melhores se soubessem como estudar
— ou se tivessem o ambiente apropriado para isso. Esse am-
biente talvez inclua uma escrivaninha bem-organizada, com
˜ ˆ
ferramentas de pesquisa e iluminaçao suficiente. Voce pode
ajudar seu filho a fazer progresso — na escola ou em senti-
˜
do espiritual — por proporcionar condiçoes apropriadas para
que ele pondere, ou reflita, em novos pensamentos e ideias.
´
— Note 1 Timoteo 4:15.
˘ Participe. Encare os professores e orientadores como
˜
aliados, nao como inimigos. Conheça-os. Saiba seus nomes.
Converse com eles sobre os objetivos e os desafios de seu
filho. Se ele estiver tirando notas baixas, procure saber o
´
motivo. Por exemplo, sera que ele acha que se for bem na
´ ˜
escola se tornara alvo de zombaria e agressoes? Ele tem
problema com algum professor? Tem dificuldade em alguma
´ ´ ´
materia? O currıculo escolar deve ajuda-lo a atingir seu po-
˜ ´ ´
tencial, nao sobrecarrega-lo. Outra possibilidade: Sera que

304 os jovens perguntam


˜
suas dificuldades estao relacionadas a algum problema de
´ ˆ
saude, como vista fraca ou alguma deficiencia de aprendiza-
gem?
ˆ ˜
Quanto mais voce se interessar na instruçao de seu filho,
˜
tanto a escolar como a espiritual, maiores serao as chances
de ele ser bem-sucedido. — Salmo 127:4, 5.



Como ´ vou saber se meu filho


esta pronto para sair de casa?
´
Serena, mencionada no Capıtulo 7 deste livro, tem receio
ˆ
de sair da casa dos pais. Por que? Ela comenta um dos mo-
tivos: “Mesmo quando quero comprar algo

INDEPENDENCIA
VEJA´ O VOLUME 1, ´ ˜
CAPITULO 7 com meu proprio dinheiro, meu pai nao dei-
´
xa. Ele diz que esse e o papel dele. Assim,
˜ ´
a ideia de ter de pagar minhas contas me assusta.” Nao ha
´ ˜
duvida que o pai dela faz isso com a melhor das intençoes,
ˆ ´
mas voce acha que ele esta ajudando Serena a se prepa-
´ ´
rar para cuidar da sua propria casa no futuro? — Proverbios
31:10, 18, 27.
´ ˜

ˆ
Sera que seus filhos sao superprotegidos e por isso mal
ˆ
preparados para viver sozinhos? Como voce pode saber?
´ ˜
Analise os quatro pontos a seguir, que tambem sao mencio-
´ ´
nados no Capıtulo 7, no subtıtulo “Estou Preparado?”, mas
˜
agora do seu ponto de vista, como pai ou mae.
Administrar o dinheiro. Seus filhos mais velhos sabem
˜
preparar uma declaraçao de renda? Sabem o que precisam
´
fazer para estar de acordo com as leis tributarias? (Roma-
˜ ´
nos 13:7) Sao capazes de comprar a credito de forma res-
´ ´
ponsavel? (Proverbios 22:7) Conseguem fazer um orçamen-
´ ´
to domestico e viver de acordo com ele? (Lucas 14:28-30) Ja
˜
sentiram a satisfaçao de comprar algo com o dinheiro que
˜
ganharam trabalhando? Que dizer da satisfaçao ainda maior
de dar do seu tempo e recursos para ajudar outros? — Atos
20:35.
ˆ
Apendice 305
´
Cuidar das tarefas domesticas. Suas filhas e seus filhos
ˆ
sabem cozinhar? Voce os ensinou a lavar e passar? Se di-
˜
rigem, conseguem fazer com segurança manutençoes sim-
´ ´
ples no carro, como trocar um fusıvel, o oleo ou um pneu fu-
rado?
Relacionamentos. Quando seus filhos mais velhos se de-
ˆ ˜
sentendem, voce age como juiz, impondo a soluçao do pro-
´
blema? Ou ensinou-os a resolver o assunto de forma pacıfica
e depois dizer-lhe como conseguiram fazer isso? — Mateus
5:23-25.
ˆ
Rotina espiritual. Voce simplesmente diz a seus filhos em
˜ ´
que eles devem acreditar ou usa de persuasao? (2 Timoteo
`
3:14, 15) Em vez de sempre responder as perguntas que
INDEPENDENCIA

˜ ˆ
eles fazem sobre questoes religiosas e morais, voce os ensi-
´ ´
na a desenvolver “raciocınio”? (Proverbios 1:4) Gostaria que
´
eles seguissem sua rotina de estudo pessoal da Bıblia? Ou
seu exemplo deixa a desejar?1
ˆ

´ ´
Sem duvida, treinar os filhos nessas areas exige tempo e
ˆ
muito esforço. Mas voce vai ver que tudo isso valeu a pena
quando chegar o dia, ao mesmo tempo triste e alegre, de
lhes dar um abraço de despedida.
´
1 Veja as paginas 315-318.

306 os jovens perguntam


SEXO E NAMORO

Devo conversar com meu


filho sobre sexo?
˜ ´
A questao do sexo esta sendo apresentada a crianças
´ ´

SEXO E NAMORO
consideravelmente novas. A Bıblia predisse ha muito tempo
´ ´
que os “ultimos dias” seriam marcados por “tempos crıticos,
´ ˜
difıceis de manejar”, em que as pessoas nao teriam “autodo-
´
mınio” e seriam “mais amantes de prazeres do que amantes
´
de Deus”. (2 Timoteo 3:1, 3, 4) A moda
VEJA´ O VOLUME 1, ´
CAPITULOS 23, 25 E 32; do sexo sem compromisso e uma das
˜
E O VOLUME
´ 2, muitas indicaçoes do cumprimento des-
CAPITULOS 4 -6, 28 E 29
sa profecia.
´ ˆ
O mundo de hoje e muito diferente daquele em que voce
´ ˜
foi criado. Em alguns sentidos, porem, os problemas sao os
˜
mesmos. Portanto, nao fique apavorado ou intimidado pelas
´ ˆ
mas influencias que rodeiam seus filhos. Em vez disso, este-
´ ´
ja determinado a ajuda-los a fazer o que o apostolo Paulo
˜ ´
exortou aos cristaos uns 2 mil anos atras: “Revesti-vos da ar-
madura completa de Deus, para que vos possais manter fir-
˜ ´
mes contra as maquinaçoes do Diabo.” (Efesios 6:11) O fato
´ ˜ ˜
e que muitos jovens cristaos estao travando uma luta excelen-
´ ˆ
te para fazer o que e certo, apesar das influencias negativas
ˆ
que os cercam. Como voce pode ajudar seus filhos a fazer o
mesmo?
´
Uma maneira e por iniciar uma conversa com seu filho,
´ ˜ ˜
usando alguns capıtulos da Seçao 4 deste livro e das Seçoes
´ ˆ ´
1 e 7 do Volume 2. Esses capıtulos contem textos bıblicos
ˆ
Apendice 307
que nos fazem pensar. Alguns destacam exemplos da vida
´ ˜
real, tanto de servos de Jeova que tomaram posiçao a favor
´ ˆ ˜
do que e certo e receberam as bençaos dele, como de outros
ˆ
que ignoraram as leis de Deus e sofreram as consequencias.
ˆ ´
Outros textos contem princıpios que podem ajudar seus filhos
´ ˆ ˆ
a reconhecer o grande privilegio que eles — e voce — tem de
˜
viver de acordo com as leis de Deus. Por que nao planeja re-
´
capitular logo essa materia com eles?



Devo deixar meu filho


começar a namorar?
˜
SEXO E NAMORO

Mais cedo ou mais tarde seus filhos vao ter de lidar com
o assunto do namoro. “Eu nem preciso fazer nada!”, diz Phil-
lip. “As garotas me convidam
´ para sair e fico pensando: ‘O
´ ˜ ˜
que eu faço agora?’ E difıcil dizer nao, porque algumas sao
muito bonitas.”
ˆ VEJA´ O VOLUME 2,
O melhor que voces como pais podem CAPITULOS 1-3
´
fazer e falar com seus filhos adolescentes
´
sobre o assunto, talvez usando o Capıtulo 1 do Volume 2
como base para essa conversa. Descubra como seu filho se
´
sente a respeito dos
` desafios que enfrenta na escola ou ate
˜ ˆ ˜
na congregaçao. As vezes, voce pode aproveitar ocasioes in-
formais para falar sobre isso, por exemplo, quando estiver
ˆ
‘sentado na sua casa e andando pela estrada’. (Deuterono-
´
mio 6:6, 7) Seja qual for o caso, lembre-se de ser “rapido no
ouvir, vagaroso no falar”. — Tiago 1:19.
´ ˜
Se seu filho demonstrar interesse em alguem, nao entre
ˆ
em panico. “Quando meu pai descobriu que eu tinha um na-
morado, ficou muito chateado”, diz uma adolescente. “Ele
tentou me assustar com perguntas sobre se eu estava pre-
´
parada para me casar. Quando se e jovem, isso faz com que
ˆ
voce fique com vontade de continuar o relacionamento para
˜
provar que seus pais estao errados.”

308 os jovens perguntam


Se seus filhos adolescentes sabem que o assunto do na-
˜
moro nao pode nem ser mencionado, algo ruim pode acon-
tecer. Ele ou ela pode querer namorar escondido. Uma jo-
ˆ
vem diz: “Quando os pais fazem um escandalo por causa do
´
namoro, isso so faz com que os jovens queiram esconder
´
mais ainda seu relacionamento. Em vez de termina-lo, sim-
˜
plesmente vao continuar namorando escondido.”
ˆ ˜
Voces ter ao resultados bem melhores se falarem de
modo franco sobre o assunto. Brittany, de 20 anos, diz:
“Meus pais sempre foram muito abertos comigo no que diz
respeito a falar sobre namoro. Eles se preocupam em saber
em quem estou interessada, e acho isso muito bom! Meu pai
vai falar com a pessoa e, se houver qualquer motivo de preo-

SEXO E NAMORO
˜ ˜
cupaçao, ele e minha mae falam comigo. Em geral, eu aca-
bo perdendo o interesse antes mesmo de começar a namo-
rar.”
´ ˆ
Depois de ler o Capıtulo 2 do Volume 2, voce talvez se
´
pergunte: ‘Sera que meu filho ou minha filha namoraria sem
´
eu saber?’ Veja o que varios jovens dizem sobre por que al-
˜
guns se sentem tentados a namorar escondido, e entao re-
flita nas perguntas que se seguem.
˜
“Alguns jovens nao encontram apoio emocional em
casa, por isso decidem buscar esse apoio num
namorado ou numa namorada.” — Wendy.
ˆ ´ ˜
Voce que e pai ou mae, como pode se certificar de que
as necessidades emocionais de seus filhos sejam satisfeitas
´ ´
de modo adequado? Nesse respeito, sera que ha aspectos
ˆ ˜
em que voce pode melhorar? Se esse for o caso, quais sao?
“Quando eu tinha 14 anos, um estudante de
ˆ
intercambio me pediu em namoro. Eu aceitei,
pois a ideia de ter os braços de um rapaz em volta
´
de mim era agradavel.” — Diane.
ˆ
Se Diane fosse sua filha, como voce lidaria com o as-
sunto?
ˆ
Apendice 309
´
“Os celulares tornam facil namorar escondido.
˜ ˆ ˜ ´
Os pais nao tem noçao do que esta acontecendo!”
— Annette.
ˆ
Que medidas voce pode tomar a respeito do modo como
seus filhos usam o celular?
˜ ˜ ˜
“Quando os pais nao dao a devida atençao ao que
˜
seus filhos estao fazendo e com quem, fica muito
´
mais facil namorar escondido.” — Thomas.
´ ´ ˆ
Sera que ha maneiras de voce se envolver mais na vida
de seu filho adolescente e ainda assim dar-lhe certa medida
de liberdade?
˜ ˜
“Muitas vezes, os pais nao estao em casa nos
SEXO E NAMORO

´ ˜ ˜
mesmos horarios que os filhos. Ou entao sao muito
ˆ
ingenuos no que diz respeito a deixar seus filhos sair
com outras pessoas.” — Nicholas.
ˆ
Pense no melhor amigo do seu filho. Voce sabe realmen-
˜
te o que eles fazem quando estao juntos?
“Alguns talvez namorem escondido porque seus pais
˜
sao rigorosos demais.” — Paul.
´ ´
Sem transigir nas leis e nos princıpios bıblicos, como
ˆ
voce pode ‘deixar que a sua razoabilidade seja conhecida’?
— Filipenses 4:5.
ˆ
“Na minha adolescencia, eu tinha baixa autoestima e
era muito carente. Comecei a trocar ‘e-mails’ com um
˜
rapaz de uma congregaçao vizinha e me apaixonei.
Ele fazia com que eu me sentisse especial.” — Linda.
Consegue pensar em como os pais de Linda poderiam
ter suprido melhor suas necessidades em casa?
´ ˜
Talvez queira usar o Capıtulo 2 do Volume 2 e esta seçao
ˆ
do Apendice como base para uma conversa com seu filho. A
˜ ´
comunicaçao sincera e franca e a melhor maneira de evitar
´
que os filhos escondam dos pais o que fazem. — Proverbios
20:5.

310 os jovens perguntam


˜
QUESTOES
EMOCIONAIS

Como devo reagir se meu ´

QUESTOES EMOCIONAIS
filho falar sobre suicıdio?
´ ´
Em certas partes do mundo, o numero de suicıdios entre
´
jovens e assustador. Nos Estados Unidos, por exemplo, o sui-
´ ´
cıdio e a terceira principal causa de morte
VEJA´ O VOLUME 1, entre jovens de 15 a 25 anos; e, nas duas
´ ´ ´ ´

˜
CAPITULOS 13 E 14,
E O VOLUME 2,
ultimas decadas, o ındice de suicıdio en-
´
CAPITULO 26 tre os jovens de 10 a 14 anos dobrou. Cor-
ˆ ´
rem maior risco os que tem algum disturbio
´ ´ ´ ´
mental, os com historico de suicıdio na famılia e os que ja
´
tentaram o suicıdio. Os sinais de aviso de que um jovem pode
´
estar pensando em tirar a propria vida incluem:
´
˘ Isolar-se da famılia e dos amigos.
´
˘ Mudança nos habitos alimentares e no sono.
˘ Perda de interesse em atividades que gostava
de realizar.
˘ Mudança marcante de personalidade.
´
˘ Uso de drogas ou abuso de alcool.
˘ Desfazer-se de objetos de que gostava muito.
˘ Falar sobre a morte ou se interessar por assuntos
relacionados com ela.
´
Um dos maiores erros que os pais podem cometer e igno-
´ ´ ˜
rar esses sinais de aviso. Leve a serio qualquer indıcio. Nao
´ ´
va logo concluindo que seu filho esta apenas passando por
uma fase.
ˆ
Apendice 311
´ ˜
Alem disso, nao tenha vergonha de buscar ajuda para seu
˜ ´
filho se ele sofre de depressao profunda ou outro disturbio
ˆ ´
mental. E, se voce suspeita que seu filho adolescente esta
´
pensando em cometer suicıdio, pergunte isso a ele. Alguns
´
talvez achem que falar sobre o assunto vai incentiva-lo a co-
´ ˜ ´
meter suicıdio, mas isso nao e verdade. Muitos jovens se sen-
tem aliviados quando os pais conversam com eles sobre isso.
˜
Entao, se seu filho admitir que tem pensamentos suicidas,
´ ´
descubra se ha algum plano nesse sentido e, se houver, ate
´
que ponto e detalhado. Quanto mais detalhado for o plano,
ˆ ˆ
com mais urgencia voce deve agir.
QUESTOES EMOCIONAIS

˜ ˜
Nao presuma que a depressao simplesmente vai passar.
˜
E, se parecer que ela realmente passou, nao pense que o pro-
´ ´
blema esta resolvido. Pelo contrario, essa fase pode ser a
ˆ ´
mais perigosa. Por que? Porque, quando um adolescente esta
˜
profundamente deprimido, ele pode nao ter forças para levar
adiante suas ideias suicidas. Mas, quando os sentimentos de
tristeza passam e o jovem volta a ter energia, ele pode ter for-
´
ças para cometer o suicıdio.
´ ´
Realmente e tragico que, em resultado do desespero, al-
guns jovens pensem em acabar com a vida. Por estarem aten-
tos aos sinais e agirem logo, os pais e outros adultos que se
˜

preocupam com esses jovens podem ‘falar consoladoramen-


` ´
te as almas deprimidas’ e ser um refugio para eles. — 1 Tes-
salonicenses 5:14.



Devo esconder meu


pesar dos meus filhos?