Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADADE ESTADUAL DO PIAUI

CCECA /PEDAGOGIA - BLOCO 08 TARDE 2020.1


EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - EJA / Prof. Me. Adersino Moura
Grupo 03: CAROLINE MAGALHAES/ KARLANE PAULA/ JENNY KALINE
FERREIRA/ NAYRA DANIELA FRANCO/ GABRIELA CARVALHO/ WESLANE
DE SOUSA.

FICHAMENTO DE CONTEÚDO - “TENDENCIAS HISTORICAS DA


EDUCAÇÃO DE JOEVNS E ADULTOS NO BRASIL: DA
SUBORDINAÇÃO A TENTATIVA DE EMANCIPAÇÃO.”

Políticas para a EJA na “Era FHC” (pg. 185/187);

PEREIRA, Josué Vidal. Tendências Históricas da Educação dos Jovens e Adultos no


Brasil: da subordinação a tentativas de emancipação. Educativa. Goiânia, v.17, n.1,
p.175-2000, jan./jun.2014-Disponível em:
http://seer.ucg.br/index.php/educativa/article/view/3599/2099

O trabalho do texto aqui fichado baseia-se na visão do autor sobre as tendências


Históricas da Educação dos Jovens e Adultos no Brasil: da subordinação a tentativas de
emancipação

. No artigo base o autor apresenta, em ideias gerais, um panorama histórico da educação


de jovens adultos no Brasil, sendo da dependência do grupo o subtópico referente as
políticas para EJA na “era FHC” que fala sobres os programas instituídos para o combate
ao analfabetismo, seus acertos e erros, fracassos e sucessos, por fim trazendo uma crítica
sobre a eficiência de tais programas.
UNIVERSIDADADE ESTADUAL DO PIAUI
CCECA /PEDAGOGIA - BLOCO 08 TARDE 2020.1
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - EJA / Prof. Me. Adersino Moura
Grupo 03: CAROLINE MAGALHAES/ KARLANE PAULA/ JENNY KALINE
FERREIRA/ NAYRA DANIELA FRANCO/ GABRIELA CARVALHO/ WESLANE
DE SOUSA.

FICHAMENTO DE CONTEÚDO - TRANSFORMAÇÕES NAS


POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO BRASIL
NO INÍCIO DO TERCEIRO MILÊNIO

A EJA na agenda nacional de políticas educacionais /3.1 expectativas e frustrações da


primeira década do terceiro milênio (pg. 206/211);

DI PIERRO, M. C.; HADDAD, Sérgio. Transformações nas políticas de Educação de


Jovens e Adultos no Brasil no início do terceiro milênio: uma análise das agendas
nacional e internacional. Cadernos CEDES, v. 35, p. 197-217, 2015

O trabalho do texto aqui fichado baseia-se na visão dos autores sobre as transformações
nas políticas de Educação de Jovens e Adultos no Brasil no início do terceiro milênio: uma
análise das agendas nacional e internacional.

Neste artigo os autores analisam as transformações da EJA no início do sec. XXI com
relação aos direitos da modalidade e aos fóruns internacionais que ocorreram. Destacam
a ampliação de seus direitos e a sua implementação nas políticas da educação básica,
traz também o resultado da EJA que acabou por frustrar as expectativas, ficando longe
das metas, e assim evidenciando que a política da educação continuada ainda não se
fixou na sociedade.
UNIVERSIDADADE ESTADUAL DO PIAUI
CCECA /PEDAGOGIA - BLOCO 08 TARDE 2020.1
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - EJA / Prof. Me. Adersino Moura
Grupo 03: CAROLINE MAGALHAES/ KARLANE PAULA/ JENNY KALINE
FERREIRA/ NAYRA DANIELA FRANCO/ GABRIELA CARVALHO/ WESLANE
DE SOUSA.

FICHAMENTO DE CONTEÚDO - UMA ANÁLISE DA


DESCENTRALIZAÇÃO E DO FINACIAMENTO PÚBLICO DA

As políticas públicas e o financiamento de educação de jovens e adultos no início do


terceiro milênio (pg. 11/15);

DI PIERRO, M. C.; PINTO, J. M. de R. Uma análise da descentralização e do


financiamento público da alfabetização e educação básica de jovens e adultos no
Brasil: Documento de referência para o 2º Relatório Global sobre Educação e
Aprendizagem de Adultos (GRALE), apresentado ao Instituto da Unesco de Aprendizagem
ao Longo da Vida (Hamburgo, Alemanha). S. l., fev. 2012, 30 p. Disponível em:
http://mariaclaradipierro.com.br/relatorios-de-pesquisa/

O trabalho do texto aqui fichado baseia-se na visão dos autores sobre a análise da
descentralização e do financiamento público da alfabetização e educação básica de
jovens e adultos no Brasil.

No presente artigo os autores descrevem através da investigação de dados como as


políticas públicas para a EJA tem sido insuficientes. Examinando como tem se dado a
situação da EJA desde a década de 1990, através da análise da distribuição da
responsabilidade pelas esferas do governo e o financiamento que tem sido feito a essa
modalidade de ensino. Com esse intuito o artigo investiga, também, como o conceito de
“parceria” tem sido aplicado no ensino de jovens e adultos.

ALFABETIZAÇÃO E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO


BRASIL