Você está na página 1de 13

Professor Emerson Maciel

▪ Consiste no uso de acontecimentos


históricos e contemporâneos, dados
numéricos, relato de um caso, isto é,
uma situação da realidade para tecer
a reflexão. Exemplo:
O Período Colonial do Brasil, ao longo dos séculos XVI e
XIX, foi marcado pela tentativa de converter os índios ao
catolicismo, em função do pensamento português de
soberania. Embora date de séculos atrás, a intolerância
religiosa no país, em pleno século XXI, sugere as mesmas
conotações de sua origem: imposições de dogmas e
violência. No entanto, a lenta mudança de mentalidade
social e o receio de denunciar dificultam a resolução dessa
problemática, o que configura um grave problema social.
▪ Esta estrutura joga no texto dois posicionamentos críticos
sobre o mesmo assunto para serem discutidos
posteriormente
No limiar do século XXI, a intolerância religiosa é um
dos principais problemas que o Brasil foi convidado a
administrar, combater e resolver. Por um lado, o país é
laico e defende a liberdade ao culto e à crença
religiosa. Por outros, as minorias que se distanciam do
convencional se afundam em abismos cada vez mais
profundos, cavados diariamente por opressores
intolerantes.
Para propor uma discussão
inicial, o redator pode
começá-la com uma citação
que tenha a ver com a
temática a ser tratada.
De acordo com Albert Camus, escritor argelino do século XX, se
houver falhas na conciliação entre justiça e liberdade, haverá
intempéries de amplo espectro. Nesse sentido, a intolerância
religiosa no Brasil fere não somente preceitos éticos e morais,
mas também constitucionais estabelecidos pela Carta Magna do
país. Dessa forma, observa-se que a liberdade de crença
nacional reflete um cenário desafiador seja a partir de reflexo
histórico, seja pelo descumprimento de cláusulas pétreas.
O envelhecimento da população brasileira não é um
problema a ser enfrentado. Ledo engano. O país precisa,
urgentemente, tomar medidas direcionadas aos efeitos do
envelhecimento da população brasileira. Nesse sentido
percebe-se que o fator econômico somado aos fatores de
mobilidade e saúde são preocupações a serem tratadas de
agora para que o país não venha a padecer no futuro.
Brás Cubas, o defunto-autor de Machado de Assis, diz em suas
"Memórias Póstumas" que não teve filhos e não transmitiu a
nenhuma criatura o legado da nossa miséria. Talvez hoje ele
percebesse acertada sua decisão: a postura de muitos brasileiros
frente a intolerância religiosa é uma das faces mais perversas de
uma sociedade em desenvolvimento. Com isso, surge a
problemática do preconceito religioso que persiste
intrinsecamente ligado à realidade do país, seja pela
insuficiência de leis, seja pela lenta mudança de mentalidade
social.
Ineficaz. É o mínimo que se pode dizer sobre a atuação do
Governo Federal e Estadual diante dos altos índices de
violência nas grandes e médias cidades brasileiras. O fato é
influenciado pelas falhas governamentais nos quesitos
educação e segurança. Dessa forma, são necessárias
medidas urgentes nesses setores, a fim de minimizar a
situação de caos vivenciada.
O filme "sempre ao seu lado", baseado em fatos, demonstra
uma relação de real afetividade entre um cachorro e seu
dono. Infelizmente, nos dias atuais, essa relação nem sempre
é a mesma, visto que muitos animais são vítimas de maus-
tratos e abandono, cotidianamente. Com isso, percebe-se que
há uma defasagem tanto no setor cultural quanto na
própria educação do país, que impede a resolução, de
forma efetiva, da problemática supracitada.
▪ Se quisermos, como nação, combater os problemas gerados, será
necessário trazer a seriedade do assunto para discussão.
▪ Por isso, caso se queira uma redução no número de abusos sexuais
contra crianças e adolescentes, são necessárias medidas de
conscientização e encorajamento social.
▪ Caso o país queira reverter tal situação, terá de estudar medidas firmes
e eficazes de combate.
▪ Caso a sociedade queira metamorfosear o atual quadro, terá de estudar
medidas de combate firmes e eficazes.
▪ Caso o Brasil queira erradicar o problema em questão, terá que
potencializar o processo educacional e fomentar a eficiência estatal
contra a impunidade.
Em seu caderno, redija uma introdução (Entre 5 a 7 linhas)
para cada tema apresentado a seguir, adequando-se ao
modelo de sua preferência:

1) Caminhos para combater a violência escolar


2) Alternativas para combater os maus-tratos aos animais
3) Os efeitos do bullying na sociedade brasileira
4) Inclusão de pessoas com deficiência
5) Causas e consequências da violência urbana

Você também pode gostar