Você está na página 1de 128

Linhas Cruzadas 3.

pmd 1 18/2/2014, 13:56


Linhas Cruzadas 3.pmd 2 18/2/2014, 13:56
Linhas Cruzadas 3.pmd 3 18/2/2014, 13:56
Copyright© 2014 by Luis Carlos de Morais Junior / et al
Direitos em Língua Portuguesa reservados aos autores através da
®
QUÁRTICA EDITORA.

Arte Final de Capa


Teresa Akil

Imagem de Capa - Fotolia.com


9 motivi© goccedicolore

Revisão
Os autores

Editoração
Quártica Editora

CIP - Brasil. Catalogação-na-fonte


Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ.

M825L
Morais, Percília de Oliveira
Linhas cruzadas / Percília de Oliveira Morais. [et al]. - 1. ed. - Rio
de Janeiro : Quártica, 2014
128p. : 21 cm

ISBN 978-85-7801-297-7

1. Poesia brasileira. I. Título.

14-09523. CDD - 869.91


CDU - 821.134.3(81)-1

QUÁRTICA® EDITORA
CNPJ 32.067.910/0001-88 - Insc. Estadual 83.581.948
Av. Presidente Vargas, 962 sala 1411- Centro
20071-002 - Rio de Janeiro - RJ
Caixa Postal 150 - 20001-970 - Rio de Janeiro - RJ
Telefax: 2223-0030/ 2263-3141
site: www.litteris.com.br

Linhas Cruzadas 3.pmd 4 18/2/2014, 13:56


PERCÍLIA DE OLIVEIRA MORAIS

Linhas Cruzadas 3.pmd 5 18/2/2014, 13:56


6

Linhas Cruzadas 3.pmd 6 18/2/2014, 13:56


NA MÁQUINA

(este poema e “Voar” são letras de canções que fiz com minha mãe; eu
queria ser seu parceiro, mas ela não aceitava a ideia de que pudesse escrever
um poema; então, eu lhe disse: vá falando o que lhe vier à cabeça; ela assim
o fez, e eu só tive que ajeitar aqui e ali para que suas frases soltas ganhassem
o forte impacto estético que têm.)

O dia chuvoso
Bananas na sacola
Mel
O pão de forma
A roupa na máquina
Eu
Estou cansada

Estender a toalha
Limpar a casa
Vou tomar banho
Eu
Não sei falar
Não sei dizer
A palavra que
Te diria tudo
Eu sou burra
Uma ignorante
Ah me desculpe
Eu
Estou cansada

Linhas Cruzadas 3.pmd 7 18/2/2014, 13:56


VOAR

Ai como é linda a vida


Mas eu não sei viver
Eu queria ser um passarinho Voar
O mundo a fora
Sem ter satisfações a dar
E só amar
E não ter pressa certa de
Chegar
Olhando o mundo
As coisas
As pessoas
Você é tão linda
Me ensina a voar

Linhas Cruzadas 3.pmd 8 18/2/2014, 13:56


LUIZ CARLOS DE MORAIS

Linhas Cruzadas 3.pmd 9 18/2/2014, 13:56


10

Linhas Cruzadas 3.pmd 10 18/2/2014, 13:56


MUNDO DE VENTURAS

(os poemas do meu pai são na maioria letras de músicas que ele fez, letra e
música)

Relembro agora o que passou e estou magoado


Querendo aquele amor recomeçar
Eu sou o mesmo que deixaste abandonado
Na noite fria de um vazio sem par
Recordo as vezes em que já tão cansado
Adormecia junto ao peito de meu bem
Sonhando com um mundo de venturas
Jurando nunca mais gostar de alguém
Naquela noite em que chorava a natureza
E a lua na tormenta se escondia
Tu foste embora sem saber que me matavas
A cada passo que de mim fugias
Mas se tem direito alguém que sofre eu te peço
Perdoa-me querida pelo mal que me causaste
E em troca te amarei cada segundo
Até que a morte me leve deste mundo

11

Linhas Cruzadas 3.pmd 11 18/2/2014, 13:56


LINHAS CRUZADAS

As linhas telefônicas cruzaram


Sua voz apareceu na confusão
Naquele momento senti no peito
Uma fisgada me ferindo o coração
– Alô, alô! – alguém dizia
– Responda por favor! – e na ansiedade de te escutar
Eu não sabia o que diria pra te interessar
Você facilitou a minha parte
Disse até com muita arte:
– Eu gostaria de te conhecer...
No outro dia pra minha felicidade
Te encontrei lá na cidade
E hoje aqui estou para te ver

12

Linhas Cruzadas 3.pmd 12 18/2/2014, 13:56


AMOR IDEAL

Quero dizer a você meu amor um segredo


Saiba que sinto por ti um grande amor
Um grande amor
Que é puro sublime e real
Será para nós
O amor ideal
Quando querida sentires o mesmo que sinto
E em nossos lábios um beijo de amor se formar
Será para nós
Tudo maravilhoso
Para o amor que chegou
Para tudo afinal
O amor ideal

13

Linhas Cruzadas 3.pmd 13 18/2/2014, 13:56


UMA MULHER

Uma mulher
Para ser bem mulher
Tem que amar
Uma mulher
Para ser bem mulher
Tem que saber perdoar
Eu meu amor já pedi
Implorei a chorar
Mas mesmo assim
Você não quis voltar
Para eu te amar!

Tudo aqui tem seu fim


Já não precisas de mim
Em parte o culpado fui eu
Mas na virada da vida
Quando quiseres guarida
Podes vir que este amor é só teu!
O apaixonado sou eu!

14

Linhas Cruzadas 3.pmd 14 18/2/2014, 13:56


O QUE EU QUERIA

Sim
Eu só voltei porque ainda te amo
Agora sei que cometi um engano
Jamais devia te deixar assim

Sim
Eu só queria que você soubesse
Foi o ciúme que me fez partir
Amargamente eu já me arrependi

Queria que você me desse outra vez a mão


Humildemente vim pedir perdão
Por todo o mal que eu te causei

Queria que você esquecesse tudo o que passou


Reacendesse a chama desse amor
Que por orgulho um dia eu apaguei

15

Linhas Cruzadas 3.pmd 15 18/2/2014, 13:56


Linhas Cruzadas 3.pmd 16 18/2/2014, 13:56
PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA MORAIS

Linhas Cruzadas 3.pmd 17 18/2/2014, 13:56


18

Linhas Cruzadas 3.pmd 18 18/2/2014, 13:56


VENTO SUL
(os poemas de meu irmão também são letras)

Talvez venha pelo ar


Talvez vento sul trará
Tudo que puder chegar
Nuvens chuva lua cheia
Mais de 10000 gotas
Correndo nas minhas veias
O meu sangue gela por você
E só esquenta em te ver
A brisa vai levar
Grãos de areia
E vai fazer
Um templo de pedra pra você
Só pra te proteger
De tudo que não for
Chuva brisa e luar
Sol vento e amor
Talvez venha de outras terras
Talvez de dentro do mar
Ou da poeira estelar
Quem sabe até do meu olhar
E se Zeus trancar
Os ventos na caverna
Os nossos sonhos
Não vão ter asas pra voar
Talvez Noto nos trará

19

Linhas Cruzadas 3.pmd 19 18/2/2014, 13:56


AURORA

Clareia o mar
Enche de som o ar
E tudo que move
E tudo que é vida
O sol queima a minha pele e a sua
A brisa vai mostrar que vale a pena viver
Nos olhos a força da manhã vai enfeitiçar
Você vai se lembrar desse amor, ser liberdade e ser a paz
Os cantos e as asas vão se projetar no ar
Vão te mostrar como é bom voar
O vento vai realçar a força do tempo sobre você
Envelhecer é natural como acordar, amanhecer, aurora

20

Linhas Cruzadas 3.pmd 20 18/2/2014, 13:56


SONHO,AMANHECER

E amanheceu, no mar as ondas clareiam


Avisam do seu olhar, à visão do seu olhar
Nasceu o sol, e as nuvens se foram
No meu sonho

E chegou a noite, e o vento pôs-se a soprar,


Nasceu a primeira estrela, nasceu a primeira estrela...
Brilho no olhar, reflete a estrela
Que eu pretendo alcançar

21

Linhas Cruzadas 3.pmd 21 18/2/2014, 13:56


HOPE

When you are down and feeling like a mouse


And you start do cry
And all you want is look to the ground
And you wanna die
See the shine of sky
See the wind blowing in your face
And stop to cry.
But if the tears can’t stop to bud inside your eyes,
And if you don’t know what’s smile and life is black like night.
Let the tears fall in face, and don’t stop to cry.
Tell Him all you wanna do,
And Lord will help you.

22

Linhas Cruzadas 3.pmd 22 18/2/2014, 13:56


Não quero olhar…
Não quero olhar…

Tudo que acontece tudo que eu vejo


Não vai dar pra esquecer ou pra trocar por um beijo
Eu não sou cego nem vulgar pra mudar
O meu ponto de vista

Esse seu jeitinho assim meio calado


Eu confesso é demais me deixa até desnorteado
A vontade é forte pra aguentar
Mas eu não tô afim de tentar

Tudo bem, tudo bem eu não estou com ninguém


Mas não é assim eu não perdi a cabeça
Vê se me deixa em paz
Eu já disse eu não quero mais não

Não quero olhar


Pra você
Não quero olhar
Pra você

23

Linhas Cruzadas 3.pmd 23 18/2/2014, 13:56


GOTAS CRISTALINAS

Vagava pelo vento e pelo ar


O seu cheiro doce o seu olhar
E as nuvens que no vento forte
Anunciavam sua morte
E o sol era azul
Mas seus cabelos lhe roubavam
E ele perdia
Todo amarelo
A terra era rosa e a rosa morria
Tudo era vida menos o dia
O amor que eu achara em seus olhos
Foi em gotas cristalinas
Cristalinas de luar
Seus olhos eram frios como a pedra
E eu não consegui
Consegui lhe beijar

24

Linhas Cruzadas 3.pmd 24 18/2/2014, 13:56


I’M FEELING WE’LL

I’m feeling well when you come


I’m feeling well and smile again
I’m feeling well when you stay near me
And we walk everyday with the moon

I’m feeling you


I’m feeling you
I love the trees the ocean
The mountains and you
I’m feeling you
I’m feeling you
I’ll never let you
Because I love you

Our road is long and beauty


In my memories I have you
We go to our road and I see a lot of beaches
And I forgot me in the streets where we go

I’m feeling you


I’m feeling you
I love the trees the ocean
The mountains and you
I’m feeling you
I’m feeling you
And every day I have to say to you

25

Linhas Cruzadas 3.pmd 25 18/2/2014, 13:56


DODGE AZUL

A estrada
Ainda é a mesma
De quando eu a vi

A estrada
Ainda tem as curvas
Que eu conheci

Na estrada
Passam muitos carros
Mas só um dodge azul

Toca o som
Que sacudiu os caras
No velho tempo

Rock’n’roll
Heavy metal
Blues underground

26

Linhas Cruzadas 3.pmd 26 18/2/2014, 13:56


ESPUMA

A areia da praia
A espuma do mar
O algodão doce
Na mão da menina

Há uma palavra
Há um olhar
Querendo sair

27

Linhas Cruzadas 3.pmd 27 18/2/2014, 13:56


COR DA VONTADE

Sonho escorrendo
De seus cabelos claros
Cor de vontade
De ver você agora

Olhe pra mim


Do jeito que você olhava
Abra sua mente
E deixe eu te conhecer

Faça por favor


Eu amar você

Faça por favor


Eu ter um motivo pra viver

28

Linhas Cruzadas 3.pmd 28 18/2/2014, 13:56


LITTLE BIRD

Everyday a little Bird


Eat it from my window
Every time I think in every time
That I had with you
And anyone knows
What’s happening inside my mind
But I don’t know
What’s happening inside you
Inside you

And if everyday
My song is loud and free
And if you
Do not understand it
Everybody knows
What they mean to say is true
But I don’t know
What’s happening inside you
Inside you

But I just want you to know


Ok it’s true:
I love you

29

Linhas Cruzadas 3.pmd 29 18/2/2014, 13:56


AGORA

Tudo é nada
Amor é vida
Agora
Eu quero você

Tudo me faz
Lembrar seu jeito
Seu beijo seus pelos
Você

O vento sopra
A chuva cai
Mas eu não morro
Sem você

Todos os dias
Eu quero te ter
Agora
Eu quero
Amar você

30

Linhas Cruzadas 3.pmd 30 18/2/2014, 13:56


O AMOR

Quando a fonte da saudade secar


Quando a brisa soprar
E derrubar as flores do campo
Do campo
Quando o sol surge de manhã
Atrás do monte
Ele vem com vontade
E brilha pra saudar
O amor
O amor
E se o mar secar
E o céu desabar
E seus sonhos caírem
Em cima de você
Mas se ainda restar
Um olhar
Energia
De amor
De amor
Você vai brilhar
De novo
Vai suportar
A sua dor
Por amor

Mesmo que o canto deste blues


Seja mudo e ninguém ouça
Mesmo que o grito seja fraco
Desesperado
E quase louco

31

Linhas Cruzadas 3.pmd 31 18/2/2014, 13:56


Eu te digo
Não
Não viveu
Quem não sofreu
Quem não chorou
Quem não brigou
Quem não sorriu
Quem não morreu
Não

Por amor

32

Linhas Cruzadas 3.pmd 32 18/2/2014, 13:56


APOCALIPSE

Existia um lugar
Fora da nossa relação de tempo e espaço
Em que os homens viviam em completa paz com a natureza
Mas um dia
Nasceu um homem
Que quebrou todo esse sistema

Cor de caramelo
Solto nessa brisa
Gosto de morango
Perdido em minha cabeça
Sem sentido algum

Tetra tetra campeonato


Cloreto de carbono
Bromato de potássio
Redutor reduzindo a vida

E um passarinho voa no céu

Como o passarinho voa no céu?

Fonte de água
Água poluída
Sons que se embolam
No meu labirinto
Mordida sinistra
Neste pão

33

Linhas Cruzadas 3.pmd 33 18/2/2014, 13:56


Força de vontade
De se entender
Força de vontade
De se destruir

Perdido nos sonhos tão sujos


Cheios de poeira
Desejo ardente
De ser dono do que
Sobrar do mundo

Não quero mais estar aqui


Como eu consigo respirar aqui?

E pior que a poluição


É esse seu odor
(Você não vale porra nenhuma)
Você não vale nada

34

Linhas Cruzadas 3.pmd 34 18/2/2014, 13:56


OFICINAS

Cor natureza
Sonho pré-fabricado
Linha de montagem
Da vida
Oficinas para seres
Que não se vendem
Arco e flecha
Pedras e chibatas
Tudo é instrumento
Do veículo da morte
Que é o homem

Ser o que quiser


Sentir a natureza
Voar sobre a brisa
E a montanha
A estrada e a favela

Sentir as dores
Do mundo e da cidade
Ser culpado de se matar
Se omitir se aprisionar
Querer ser a bissetriz da liberdade
Com a natureza

35

Linhas Cruzadas 3.pmd 35 18/2/2014, 13:56


SONHO 3

E amanhecia novamente
Como o sol do verão
E as lágrimas do orvalho
Cobriam toda a cidade

Aquela noite cansada


De chorar porque você se foi
Pra nunca mais
Uma folha de árvore

Tenra como a sua boca


Fazia lembrar o último beijo
O adeus engasgado
E um sorriso forçado

E a maior dor do mundo


A saudade

36

Linhas Cruzadas 3.pmd 36 18/2/2014, 13:56


OCEAN

You never will return


Cause there is an ocean between us

I say I love you


And you look around you don’t know what is true

That all I say to you


Stay in the time stay in the sky like the blue

Você nunca voltará


E eu sei que o meu amor não morrerá

Eu digo eu amor você


E o seu ser só sossega em saber

Que tudo que eu te digo


Está no vento está no céu como o azul

37

Linhas Cruzadas 3.pmd 37 18/2/2014, 13:56


POEMA

Um grito solitário no meio da multidão:


– Paz!

38

Linhas Cruzadas 3.pmd 38 18/2/2014, 13:56


ÁGUA SANTA
(1981)

Cores de plantas me mostram


A chegada da estação
E eu devorando o cenário
Aprendendo como é bom

Vento sudoeste traz chuva


E nuvens
Pra completar a beleza
A vontade de amar e sonhar...

Algo mais claro que o orvalho da manhã


Algo mais belo que os pássaros cantando
Alguém vai chamar, você vai ouvir o grito

Quando o sol se puser no horizonte


Quando os cabelos voarem no ar,
Você vai sentir a força da força.

Falta coragem nos meus cantos


Vento que sopra vai passando o tempo
E eu vou ficando calado aqui
E eu vou ficando sem nunca dizer...

Olha meu olhar olhando você


Gosto de saber que gosto de você

39

Linhas Cruzadas 3.pmd 39 18/2/2014, 13:56


HEART BREAK

Baby I’m alone now


Baby I’m alone now, baby
U in front of me
U in front of me my baby
I’m so lonely, I’m so lonely my baby
You’re in my way, you’re in my life, you’re in my mind, baby

But
You can’t feel the tears
You can’t feel the fears
You never change
You never hurt baby
Heart break, baby u don’t know what’s heart break

I got a bad desire, I got a bad desire baby


I need your love, I’m stuck to you, don’t run away
You make me so hot, you make me feel on fire
Don’t look at me out of the corner of your eyes baby

Baby please shelter me


Baby please let me attack your country
Baby please look at me
Baby please let me touch your lips

But

40

Linhas Cruzadas 3.pmd 40 18/2/2014, 13:56


NÃO VENHA ME DIZER
(1985)

Não venha me dizer que eu não sou para você


Porque eu não sou negro ou judeu
Por que é que eu sou ateu?
Nunca mais tomei banho de chuva,
Minha voz te perturba?
Será que há um jeito de tentar alguém?
Se há eu não sei bem...

Não interessa mais saber, se estou certo, se eu não presto


Mas por favor não olhe para mim como quem não quer nada
Não olhe para mim como quem não diz nada não...

E os dias vão passando, não sei se há mais jeito


Não sei se é certo ou errado, ficar aqui parado.
Quanta vontade de te apertar, não sei se devo tentar,
Você não fala nada de novo, já estou pegando fogo...

Mas não interessa mais saber, se estou certo, se eu não presto


Mas por favor não olhe para mim como quem não quer nada
Não olhe para mim como quem não diz nada não...

Não venha me dizer, por que é que eu não sou pra você?
Porque eu não sou negro ou judeu?
Por que é que eu sou ateu?
Nunca mais tomei banho de chuva, minha voz te perturba,
Será se há um jeito de tentar alguém?
Se há eu não sei bem...

41

Linhas Cruzadas 3.pmd 41 18/2/2014, 13:56


SER
(1980)

Sou vento que sopra


E que só se termina,
Quando engolem minha alma
No meio da noite.

Sou brisa serena


Que estanca a veia,
E o sangue que jorra
No meio da noite.

Sou som que atormenta


O menino que dorme,
E o vampiro que sai
No meio da noite.

Sou cor de vontade,


Vontade maluca,
Maluca morena
No meio da noite.

Sou noite que sempre


Sonho com você.
Pois você se clareia
No meio da noite.

42

Linhas Cruzadas 3.pmd 42 18/2/2014, 13:56


DO TEMPO AO VENTO
(1981)
Letra: Maria Cristina

Eu venho do tempo, e vou ao vento


Pra te encontrar
Eu tenho raízes, e dias felizes
Mas vou me mudar
Eu venho da fome, em busca do homem,
Em busca da fé
Eu tenho molduras, eu tenho censuras
Sou mais que mulher
Eu venho do medo, eu venho do choro,
Não sei pra onde vou
Me ensinaram a ser assim, tão leviana,
Me ditaram as regras do amor

Hoje eu sou tão pó, hoje eu sou tão só...

Eu venho do escravo, eu venho da marca


Que meu pai me deixou
Eu venho do sonho, do mundo tristonho
Que minha mãe me legou
Eu venho do tempo, e vou ao vento
Tirando algemas e seus problemas
Rompendo laços, fugindo a abraços
Que querem me prender
Eu venho do tempo, e vou ao vento,
Pra te encontrar
Eu tenho raízes e dias felizes, mas vou me mudar

Hoje eu sou tão pó, hoje eu sou tão só.

43

Linhas Cruzadas 3.pmd 43 18/2/2014, 13:56


ANTISSOCIAL
(1988)

São tantas coisas, soltas nesta sala


Não me põem medo mas inibem minha fala
O que interessa é não se incomodar
Traçar o caminho em frente sem parar

E eu tremo eu choro preso nesta selva


Meu corpo tem medo, só resta o coração
É anarquista, guerrilheiro é selvagem
Arrasta sua sina de pulsar e descompassar
Eu sou antissocial
Eu sou antissocial
Eu sou antissocial – mas eu sei que eu sou normal

Linda donzela, não trema, não se iluda


A vida é uma farsa a verdade nos assusta
Você me intimida me tira do normal
São tantas coisas, eu, caí na sua teia

E tô acostumado com os restos ficar


Como cinzeiro, pega as cinzas do que é bom
Você me resgata, quer meu sangue minha carne
Eu sou covarde tenho medo da batalha

Não desanime, pois eu amo a sua força


Me dá coragem pra te olhar numa boa
Antissocial, o sistema é minha caça
Mas sem aventura a vida não tem graça

44

Linhas Cruzadas 3.pmd 44 18/2/2014, 13:56


VESTIDO DE NUVENS
(1982)

Vou navegar no céu azul,


Eu vou buscar os seus lábios
Vou te fazer bailar

Vou navegar no céu azul,


Eu vou buscar os seus lábios
Vou te fazer bailar.

Eu vou voar solto no espaço,


Vou flutuar no ar
Quero sentir seu olhar...

45

Linhas Cruzadas 3.pmd 45 18/2/2014, 13:56


CASCAVEL
(1981)

Quando o sol se acende em luz, nada é mais secreto que o chão,


Rasteiro, calmo, ágil e sinistro, rastro longo de uma cascavel.
Voa alto e longe pelo céu, beija fruto, beija flor
Tão seguro parado no ar, traz de volta o vento para a mata.
E se o voo desse beija-flor faz você olhar para o alto,
Beija fruto, beija cascavel, beija-flor voando pelo céu,
Voar, voar, voar...
Se o veneno desta cascavel, faz o cordeirinho voar no céu,
Se as presas desta cascavel, fazem o cordeirinho voar no céu,
Voar, voar, voar...
Se o veneno desta linda cascavel, faz o cordeirinho no céu voar
Com o veneno entranhado nas veias, o feitiço se desprende na
mente.
O espírito é energia. Cordeirinho, beija-flor, cascavel

46

Linhas Cruzadas 3.pmd 46 18/2/2014, 13:56


EU NÃO LIGO
(1984)

Tanto pra nada, tanta vontade,


Quanto tempo mais, eu não ligo
Quando o sol de verão
Queima a minha pele
Eu mergulho direto pra você,
O mar vira pedra, o mergulho é infinito
Não sei o que vou fazer, eu não ligo.

Como te abordar, como te conhecer,


Fazer você me notar, como te esquecer
Eu não ligo.
Quando eu pichei o seu nome
No poste da esquina
Escrevi também que gosto de você
Você passa por mim olhando para o chão
Finge que não nota que eu te encaro,
Eu não ligo

Não eu não corro atrás,


Não eu não sonho,
Não eu não falo nada
Não consigo dormir, eu não ligo,
Quando o som do vento frio
Invade sua casa,
Eu viro Zéfiro só pra te ver,
A cor do seu cabelo é creme de padaria,
Um dia o sol vai morrer, eu não ligo.

47

Linhas Cruzadas 3.pmd 47 18/2/2014, 13:56


Waiting for another day
Just want to see you again
Feeling with my backs on the wall
When I start to fall in love
Passion make me feel so good
I’m afraid but it’s true

I was crying not so long ago


I miss you, God only knows
Without you I live on my own
Beside you time running so
One by one moments pass by
Need more time to reach for the sky and say

I wanna love you babe all night long


Just to hold you when the day is done
More than need babe I love you
Want to touch you while I warm you
And when the dawn is come
We need to be strong
We can’t share love all night long

48

Linhas Cruzadas 3.pmd 48 18/2/2014, 13:56


Who knows what love can do?
My life I want to give to you
Walking in your city lights
Want you need you more than I
More than I can say to you
I don’t want to love you

My feets walking through the nights


Searching for your body in the dark
My heart is on fire
My brain want awhile
All my body wants be near
Just to whisper in your ear

49

Linhas Cruzadas 3.pmd 49 18/2/2014, 13:56


EU
(1985)

Eu esto vivo, estou aqui,


Basta você me tocar pra sentir.
Nada mudou, nada é igual,
Dizem as pessoas sou um cara normal, eu...
É consequência desta influência,
Todo eu tem as suas tendências,
E pra ficar com os pés no chão,
Prefiro levar uma vida de cão, eu...

Não quero mais saber,


Não tenha nada a ver,
Com essa gente.
Eu sou mais eu, sempre serei eu
(BIS)

Com 3 dias que eu nasci,


Do berço de cabeça no chão caí,
Mamãe chorava, papai gritava,
E eu com minha solidão brincava, eu...
Na escola que eu estudei,
Dizem que eu era gordo era gay,
Meus brinquedos eu destruí,
E da escola logo, logo eu fugi, eu...

Não quero mais saber,


Não tenho nada a ver,
Com essa gente
Eu sou mais eu, sempre serei eu
(BIS)

50

Linhas Cruzadas 3.pmd 50 18/2/2014, 13:56


PALESTINA
(1988)

Eu era moço, bem menos de 16,


Meus pais morreram, num bombardeio francês.
Tropas de Paz da ONU, mataram meu irmão.
E eu sempre fugi, me jogando no chão.
No campo eu treinava, o fuzil pesava mais que eu.
Aos 17 eu fui preso por um comando judeu

Vocês podem me parar, me fuzilar


Vocês podem me matar ou só gritar.

No paredão eu sinto as balas


Olho pra cima e não vejo o céu, eu vejo fumaça e os caças de
Israel
No mar, no horizonte, bem longe donde eu estou
Há uma esquadra ianque, pronta pra acabar com o que sobrou
Estou em Beirute, dentro de um bairro cristão
Estou levando a morte, não, eu não perdi a razão

Vocês pode me parar, me fuzilar


Vocês pode me matar ou só gritar.

O carro não tem freios, eu não sei bem se estou vivo


Terra paz e liberdade, é tudo que eu acredito
Escravo do medo, do ódio e da religião
Meu carro bomba vai, não eu não perdi a razão
Está escrito, tudo que que vai acontecer
Não vou desistir, vou acabar com você

Vocês pode me parar, me fuzilar


Vocês pode me matar ou só gritar.

Mas a verdade nunca morre


51

Linhas Cruzadas 3.pmd 51 18/2/2014, 13:56


Are you ready for this, are you waiting for,
Are you thinking about what you have to do, do what you want,
Say me what you want…

When the day is done, when the sun goes down


When I try to touch the sky and feel the ground
Baby I’m alone,
Baby I’m not alone

Please understand me now, I never what to hurt you


Please understand me now, I really really really love
But if I’m ready for this, if I’m waiting for
If I’m thinking about what I have to do
Do what I want, say you what I want

I don’t blame you, I don’t blame me


I think that is just the way it is
Do what you want, say me what you want

52

Linhas Cruzadas 3.pmd 52 18/2/2014, 13:56


VIDA NOTURNA
(1983)

Não quero me entregar à magia desta dança,


Eu quero mais é pensar no tempo que passou
E tudo que eu perdi, que ficou ao Deus dará,
Eu quero ouvir tocar o velho Jimi na vitrola.

E me soltar no ar
Com vento frio rasgando a cara

Sou um pouco de tudo que se passa nesta noite,


Sou estrelas, sou cachaça, sou polícia e sou ladrão,
Sou zona, sou Ipanema, sou bagana e sou tesão,
Sou olhar, sou lágrimas sou sorriso e confusão,

Na inocência de quem sonha,


Na malícia de quem tem os pés no chão.

Não dá mais pra ficar aqui a te escutar,


Tô precisando sentir o frio desta madrugada,
Eu tô querendo me largar em cada esquina esta rua,
Eu tô sentindo o cheiro doce, amargo da loucura.

As minhas sombras são minhas,


Estão pra todo lado que eu vou.

Uma é o medo,
Outra é o ódio,
Outra a solidão
E a tristeza.

53

Linhas Cruzadas 3.pmd 53 18/2/2014, 13:56


Tony trabalhava no porto, empresa faliu, ele está
Sem sorte, sem emprego,
Sem sorte

Gina é garçonete no centro, banca tudo sozinha,


Ela traz seu dinheiro
Pra casa por amor

Diz que temos que nos agarrar ao que nós temos


Pois não faz diferença se nós temos ou não,
Nós temos um ao outro e isso é o que importa no amor
E foda-se o resto

Oh é uma parte do que é


Oh vivendo pela fé
Pegue minha mão e vamos
Ficar juntos oh vivendo pela fé

Gina sonha em ir embora,


Ela chora de noite e Tony diz
Tudo bem, um dia vai ficar

Tony não consegue dormir


Pega a guimba do cigarro
Acende e se alivia, que dia.

Nós temos que nos agarrar,


Prontos ou não
Nós vivemos na luta
Pois é tudo que temos

54

Linhas Cruzadas 3.pmd 54 18/2/2014, 13:56


VIOLA
(1986)

Seu Deus talvez entenda


Que eu não fiz por mal
São coisas da cabeça
Insegurança só

Vontade leviana de brincar por aí


Sem mais, sem porquê, como eu vou me divertir

Seu Deus talvez nem possa


Ouvir eu falar assim
Preso na plenitude
Criança tem que correr

Eu pulo, eu tento, chamar sua atenção


Contra o tempo, e é em vão

Talvez eu esteja errado


Eu posso me controlar
Mas meu desejo agora
Não me deixa parar

Eu peço, por favor,


Não dá pra me aturar?
Pense, fique calma
Só você me amar
Seu Deus vai perdoar

55

Linhas Cruzadas 3.pmd 55 18/2/2014, 13:56


SEGUNDO
(1982)

Meu olhar brilha como o sol, atrás da lua,


Nuvens tentam buscar o movimento dos teus cabelos,
Fios soltos no espaço, irritam minha retina, eu mergulho na
mente,
Procurando o brilho, sorriso, corpo e rosto
E quando vejo o seu olhar, penso, sonho, eu fico solto no ar
Cada piscar de olhos abre uma nova era, há mais coisas guardadas
na minha boca
E eu não sei o que falar, cada fio, do teu cabelo, é um raio de sol
Cada tom do teu sorriso, é uma lança que corta minha pele, invade
minha alma
E paralisa meus nervos, a respiração, algo mais forte que o não.

56

Linhas Cruzadas 3.pmd 56 18/2/2014, 13:56


ESTE É SEU

Este é seu,
O momento é tão claro, está marcado
No meu ser, é a graça de viver

Não se preocupe, não pense não,


Tudo está em tuas mãos.
O gosto de se notar, o florescente em teu olhar

Eu só quero te tocar,
O vento cuidará do que restar,
Varrendo mente, limpando a aura
Com um sopro, levar o que não aconteceu

Força vem do medo,


O medo é a arma pra matar,
A morte assusta quem nunca viu
O brilho do teu olhar.

Viver é coisa boa,


Amar é poesia,
Te deixar passar sem te tentar,
Pra mim isto é loucura.

57

Linhas Cruzadas 3.pmd 57 18/2/2014, 13:56


NOVA REPUGNA

A gente passa a vida inteira a procurar


E tanta grana voa
Nos bares e bocas daqui
A gente sonha muito mesmo sem sentir

E não dá pra segurar ou tentar ficar


Sem entrar na resistência
A geração deflagra sons
Nas nossas cabeças
Alienados, só vomitam besteiras

É a mesmice a caretice desta aldeia


Amam as estrelas que jogam nos seus ombros

E não dá pra segurar


Ou tentar
Ficar passivo nem entrar na
Resistência e lutar pra incomodar
Só lutar pra incomodar

58

Linhas Cruzadas 3.pmd 58 18/2/2014, 13:56


E mais um dia passa eu longe de você
Não sei o que sentir, o que pensar e dizer
Você não me liga eu estou aqui a esperar
Preciso ouvir sua voz, algo que não vou aguentar

São tantas, muitas coisas


Esta saudade vai me matar

Eu vou ligar, eu sinto falta de você


Está dentro de mim
Mais forte do que possa dizer

Lembro daquele dia que te conheci


Meus olhos não queriam sair de cima de ti
Às vezes eu me pego
Pensando em te amar

Ai que coisa gostosa, teu corpo deitado na cama


Não me deixa, tão só assim
Pega o fone, liga pra mim

59

Linhas Cruzadas 3.pmd 59 18/2/2014, 13:56


S.U.B. (SOFT-URBI-BLUES)
(1988)

Eu tenho muito pra dizer


E é melhor pra você
Quem sabe como eu vou fazer
Não vou me arrepender
É só ficar ao meu lado e você vai ver

Tudo que eu vou nos dar


Muito mais que se imagina
Só ter coragem pra
Olhar e se entregar
É só deitar ao meu lado

E sentir o toque
Dos meus dedos o seu corpo
Sem mais se preocupar

Só ter coragem pra se ligar em mim e me amar


É só ter

Não vai ser forçação


Letra grande é embromação
Quem vai dizer que não foi assim
Basta você acreditar em mim
Ligar o rádio e ouvir a louca coisinha chamada amor

Som sub-urbi-domini
Soft não é ware é gente
Só você sorrir pra mim
E o amor é maior que a cama
Nada cabe dentro de nada

60

Linhas Cruzadas 3.pmd 60 18/2/2014, 13:56


LUA LOUCA
(1980)

Quando olhei a lua louca


Cheia de pelos molhados e despenteados,
Era uma tarde tão simples,
Meninos voavam e os velhos os abatiam.

Quando me cegaram os olhos


Com luzes acesas,
Eu me perdi nas dunas
Do seu corpo.

E você estava na praia,


Surfando na areia,
Deitada no mar, olhando
A lua louca...

E eu estava em sua toalha


Cheio de desejo,
Olhando calado
A beira do mar.

61

Linhas Cruzadas 3.pmd 61 18/2/2014, 13:56


ARCO-ÍRIS

Se o véu dos meus cantos


Se confundir com as cores
Deste seu olhar
Deste arco-íris
O vento vai te fazer chorar sopra

Se o sopro desta brisa


Traz melodia que invade
A minha mente
Sai de você menina
Sopra brisa
Levanta seus cabelos
Lua vem grande e vem bonita

Vem brisa
Levanta areia
Arranha meu rosto a frio
Calor do sopro
Da natureza
Sopra brisa
Se aquela nuvem fosse
De algodão doce
Em forma de rosa
Eu dava pra ela
Pra você
Chove nuvem
Depois da chuva
Vem o arco-íris
A íris do meu olhar
Está cega pela vontade
De ver o mar
Refletido nos seus olhos

62

Linhas Cruzadas 3.pmd 62 18/2/2014, 13:56


O sol deixa seu reino
Um dia é muito pouco
Eu tenho pressa de viver
A vida é muito curta
E o céu é azul
E o sol é rubro
E os homens não voam
E você é linda

63

Linhas Cruzadas 3.pmd 63 18/2/2014, 13:56


PASSAR!

Dia a dia é sempre o mesmo dia


Começa passa e termina
Eu sim, não, talvez, quem sabe
Essa angústia um dia acabe

Não sei se é medo de perder


Ou apenas o vazio
Tanto tempo já me sinto só
Que não me incomoda nem o frio

Já vai passar, passar, mudar


Nada queima, quando é cinza
Vai passar, passar, mudar
Feche os olhos e prossiga
Sem ver o mal que há

A noite é pior que o dia


Cães e gatos nas calçadas
E os demônios espreitam as ruas
Nossas mentes estão nuas
Conscientes, inconscientes curiosas
Olham pro escuro
Seus corpos frágeis indefesos
Trancados atrás dos muros

A dor é maior que o amor


Nada anestesia a mente
Os temores crescem em sua volta
Não há fuga desta roda
Boi indo pro matadouro
Pinto sem galinha
Não dá pra escapar

64

Linhas Cruzadas 3.pmd 64 18/2/2014, 13:56


Segura e a onda
E comece a pensar
Que

65

Linhas Cruzadas 3.pmd 65 18/2/2014, 13:56


RETALHOS
(1983)

Meu olhar quem sabe um dia vai mudar


Talvez ele mude os de vocês...
Com toda pompa de um rei
Com toda força, projétil que fura alguém.

Meu sábio amigo que gosta de me ver chorar


Eu quero um dia poder te tocar
Sois velho, mais velho que a imaginação
E sopra sempre levando os nossos sonhos pra longe.

Tirando a esperança, me deixando


Com poucas palavras que fogem de mim.
Meus vinte anos, trinta ou mais
Não há cura pra quem brinca e não termina aqui.

Eu quero falar, mas não quero abrir a boca


O sangue estanca se você mandar cauterizar
Não há morfina que faça cessar
A dor que eu sinto começa no fim,

Do teu sono, morto estás


Enquanto dormes és criança
Embalada pelo medo

66

Linhas Cruzadas 3.pmd 66 18/2/2014, 13:56


Não há na terra firme
Nem no salgado mar
Algo como o teu olhar
Esse olhar é teu
Este penar é meu

Sinto-me como uma pedra


A querer se mexer
Esta saudade me fere
Eu nunca te esquecerei
Esta saudade me mata
Eu nunca te esquecerei

(Estes são dois poemas que Paulo escreveu criança no seu


caderno.)

67

Linhas Cruzadas 3.pmd 67 18/2/2014, 13:56


LIBERTAR
(1984)

Amanhã é dia, como outro dia,


Quem sabe é dia de te amar.
Eu como criança transo o meio-dia,
E as meninas luas do teu olhar.
Vens como esfinge, era de Aquarius,
Me morde; me devora.
Eu faço guerrilha, távola redonda,
Idade média e você chora.

Eu quero é libertar, eu quero é libertar


Eu quero é libertar minhas asas e voar com você.

Todo o bom menino reza Ave Maria


Três vezes antes de se deixar,
Eu como profano rezar é pecado,
Menina eu quero te sonhar.
Fonte dos desejos, forno micro-ondas,
Pomba molhada não voa,
Solta no deserto espada samurai,
Sete covas do Saara.

Eu quero é libertar, eu quero é libertar,


Eu quero é libertar...

(Paulo riscou esses versos:


O teu lindo corpo, solta nuvem no ar.
Tira a luz do sol, traz a chuva,
Doce e tensa como o teu gostar.)

68

Linhas Cruzadas 3.pmd 68 18/2/2014, 13:56


My life has been so blue since I lost you
My heart is dying now, is hurt without you

And I’m surviving day by day


All my pride is fade away

I’m waiting for the light that we can see


Someone come close to me
To take me by the hand
And turn me alive again

69

Linhas Cruzadas 3.pmd 69 18/2/2014, 13:56


AMÉRICA DO SUL
(1981)

Un hombre, un borracho
Arriba una colina.
Mirando el cielo,
Mirando un verde campo,
Mirando las aguas de un riachuelo.

Alienado olhando sem ver o amanhã,


Alto como a colina olhando o burguês,
Mas é ilusão de ótica o patrão pequenininho,
Pois ele faz a fome do povo.

Bêbado em cima da colina olhando as terras,


Faminto sem sentir o frio do vento forte,
Lágrimas escorrendo dele e das nuvens,
Sem saber que a esperança nunca morre.

Céu azul, lágrimas que saem do silêncio,


Covas saturadas de corpos
Apodrecendo, sonhos diluídos
Ilusões...

Sorriso dourado, plantação verde de esperança,


Olhos avermelhados de fome e revolta,
De cachaça e de drogas,
E de chorar...

Vazando o olhar que olha para a colina esperando


A dor sair pelas ventas
E pela boca,
Pelos olhos e pelas orelhas,
Pela morte...

70

Linhas Cruzadas 3.pmd 70 18/2/2014, 13:56


Magras e fracas silhuetas,
No campo, trabalhando e esperando,
Mas de trás da cordilheira há outro lugar
Onde homens são explorados até a morte.

Un hombre muerto
Arriba una colina,
Mirando el cielo,
Mirando un rojo campo,
Sueño que las aguas quieren llevar.

71

Linhas Cruzadas 3.pmd 71 18/2/2014, 13:56


MULHER

Eu a chamo de querida
Ela é minha vida
Não ligo mais pra nada
Só vivo pra satisfazer

Não tenho mais vontade


Escravo do meu medo
Cheio de desejo
Só faço o que ela quer

Ela é uma deusa


Eu sou um cara normal
Ela faz tudo o que quer
Ela é mulher

Eu acordo todo dia


Vou à padaria
Açougue e jornaleiro
Depois faço o seu café

Não não ligo


Motivo de risadas
Todos me condenam
Me chamam de babaca
Só faço o que ela quer

72

Linhas Cruzadas 3.pmd 72 18/2/2014, 13:56


URUTU

As presas do urutu
Cortam a carne castigada
Deste povo que não vive
Só suporta, só aguenta
Chora meu sertão

Voa meu jurutaí


Vai repousar bem longe
Vai buscar aquele olhar
No lugar mais sereno
Que existe aqui

Voa com o sonho dúbio


De um dia retornar
E encontrar tudo limpo
No chão deste açude

Há no rio um jaburu
Que descansa suas asas
Que viu tudo o que passou
Quem ficou, quem morreu
Chorar Araguaia

Há um bicho estranho
Solto pelos nossos campos
É a fome e a miséria
Que vieram para cá com os povos de além-mar

(Eu cantava assim, e o Paulo incorporou:


Que vieram nas poltronas dos boeings de além-mar)

73

Linhas Cruzadas 3.pmd 73 18/2/2014, 13:56


INTRAVENOSA
(1985)

Eu não sei dizer o porquê,


Quando olho na janela
Eu me lembro de você,
E o menino com o balão na mão
Vai brincando na calçada
Sem pensar em nada.
E as nuvens por trás do convento
Vão mudando de forma
Conforme bate o vento,
E o som de cada silêncio
É mais forte quando eu sinto –
Você respirar, a música no rádio, tudo é tão vulgar, eu preciso te
achar...

São milhões eu sou mais um, e assim vai girando o mundo todo
azul,
Não há como se encontrar, só se enxerga tudo aquilo que é
proibido.
Tudo que se faz por aqui, não é nem a metade do que eu vou
sentir,
E o menino sentado no chão, vai olhando para o alto –
Brilhando com o balão, a música no rádio, tudo é tão vulgar, eu
preciso te achar...

Não tenho mais, nem porquê, nem saco pra esperar,


Só depende de nós, eu vou à luta.
Solta e livre, mundana, uma mulher que não é santa, e a música
no rádio...

74

Linhas Cruzadas 3.pmd 74 18/2/2014, 13:56


Eu não sei dizer o porquê, quando eu olho na janela
Eu me lembro de você, e o menino com o balão na mão
Vai brincando na calçada, sem pensar em nada.
Tudo que se faz por aqui, não é nem a metade
Do que eu vou sentir, não, e o menino estirado
No chão, fuzilado por tentar –
Brincar com o balão, e a música no rádio, tudo é tão vulgar, eu
preciso te achar...

75

Linhas Cruzadas 3.pmd 75 18/2/2014, 13:56


WHY CAN’T THIS NIGHT GO ON FOREVER

Lost in twilights, the memories


Precious moments you and me
We’ve been old friends all through the years
Pictures, postcards sharing tears

What’s in your heart there’s never time to say


Need you tonight love don’t fade away
I see your city lights as I walk away
Why can’t this night go on forever

Without love, we want survive


Run together through the nights
Tell me secrets that make you cry
Where’s the another we gotta try

What’s in our hearts there is never time to say


Need you tonight love don’t fade away
Like a photography that time wanna erase
Why can’t this night go on forever

76

Linhas Cruzadas 3.pmd 76 18/2/2014, 13:56


I should have known better
To let you go alone
Is time like this
I can wait on my own
Wasted days and sleepless nights
And I can wait to see you again
I find I spend my time waiting
On your call
How can I tell you baby
My backs against the wall
Need you by my side
To tell you it’s alright
But I don’t think, I can’t take anymore
I can’t stop this feeling to be this way before
But with you I found the key to open any door
I can feel my love for you go
Stronger day by day
And I can wait to see you again
So I can hold you in my arms

77

Linhas Cruzadas 3.pmd 77 18/2/2014, 13:56


CARRIE

When light goes down, I see no reason


For you to cry, we’ve been through this before
In every time, in every season
God knows I’ve tried
So please don’t ask for more

Ain’t you see it in my eyes


This might be our last goodbye
Care, Carrie, things they change my friend
Carry, Carrie, maybe we’ll meet again

I read your mind, with no intentions


Of being unkind, I wish I could explain
If all takes time, a whole lot of patience
If it’s a crime, how come I feel no pain

78

Linhas Cruzadas 3.pmd 78 18/2/2014, 13:56


ESTRELAS
(1983)

Meu ego em cada olhar,


Sonda as coisas,
Se amar é poesia,
Toda pomba é livre pra voar,
Liberdade pra bem quiser amar.

Qualquer dia de sol


Traz melanina.
Manhã de hoje eu vi
Nas nuvens do ar, arco do teu olhar,
Céu azul, nublado, turvo.

Sou como Prometeu, espero tuas presas


Morderem a minha barriga,
E cada segundo eu quero mergulhar
No mar da tua pele e achar você.

Meu sangue vira água,


Minha mitral dilata,
Meu coração pulsar,
Bruxaria, vício de estar
A teu lado, mais forte do que um quasar.

Eu brinco de roda, não quero mais parar,


Só vejo seus cabelos, raios da lua.

Vem vamos procurar.


De nave estelar,
Caminho que nos leve, pràs estrelas...

79

Linhas Cruzadas 3.pmd 79 18/2/2014, 13:56


Linhas Cruzadas 3.pmd 80 18/2/2014, 13:56
CAIO REIS MORAIS

Linhas Cruzadas 3.pmd 81 18/2/2014, 13:56


82

Linhas Cruzadas 3.pmd 82 18/2/2014, 13:56


A SANIDADE DA GRADE

As grades na minha frente choram pelo silêncio.


Jovens, velhos, ricos e pobres diferenças...
Mas a tristeza é igual.
A noite que cai e com ela as portas fecham.
Todos os dias na mesma loucura.
Drogas todos tomam todos ficam em uma calma doentia.
Como pode o mundo girar todos seguirem o fluxo e eu continuar
parado.
E as grades me dizem: não confunda estático com veloz...
Mesmo sem compreender inclino a cabeça em posição de
reverência.
As grades são sábias? Ou estou ficando maluco?
Mais um dia menos um dia tanto faz.
Já se passaram seis meses e agora as grades não falam mais
comigo...
Pra onde foi toda aquela sabedoria?
Será que minha sanidade voltou?
Perguntas não calam e minha amiga já não fala mais comigo...
Mas um mês se passa então digo adeus às grades portas tristezas
e à calma induzida
Sem olhar pra trás eu sigo mas as lembranças os amigos de
momento que fiz aqui dentro
Estarão para sempre na minha insanidade

83

Linhas Cruzadas 3.pmd 83 18/2/2014, 13:56


A VERDADE POR TRÁS DO SORRISO

Que raiva da vida uma mãe sofrida


Após tantos anos ausente
Finalmente assume pro filho
Que todos os problemas de sua vida
Vieram depois de seu nascimento
Que preferia tê-lo abortado
Como fez com todos os outros
É mãe sinto muito mas quem criou esse mostro foi você
E sinceramente agora eu entendo o porquê
De ser assim se amor verdadeiro na minha existência passou
longe de mim
Falsidade sempre a minha frente
Mas dessa vez não vi
Pois estava em um lugar diferente
Em um sorriso amarelo e enrugado
Onde eu buscava segurança e conforto
Acabaram as ilusões com isso o amor se foi também
Não vou ser mais enganado
Falsos abraços olhares e sorrisos
Hoje depois de 23 anos você mostrou sua verdadeira face
E por incrível que pareça me sinto aliviado e surpreso
Aliviado por não desperdiçar mais o meu apreço
E surpreso de não ter previsto
Pois se nenhuma mulher até hoje foi verdadeira comigo
Eu já devia estar preparado para me decepcionar com minha
própria mãe também
Essa é a verdade por trás do sorriso

84

Linhas Cruzadas 3.pmd 84 18/2/2014, 13:56


AS HORAS PASSAM

As horas passam e você não vem


Não fala, mas sinto você aqui
Sempre que vou dormir você vem a minha mente
Cansei de ser insistente
Na insanidade do meu ser acabei te perdendo
Meu pensamento primário ainda ecoa
Eu sempre estou melhor sozinho...
Será?
As horas passam e não te esqueço
Os anos passam desapareço
Você volta e me dá um sorriso
Tudo em vão mais uma vez
Muito tempo pra te esquecer e com um sorriso tudo volta
As horas passam e não sei o que fazer

85

Linhas Cruzadas 3.pmd 85 18/2/2014, 13:56


Como é horrível dividir a vida com uma pessoa amargurada
Não importa o que você possa dizer ela nunca está errada
Não importa os conselhos dados eles são como tiros na água
Na insanidade do meu lar tento não explodir
Mas é tanto maluco pressionando minha ferida
Que é impossível viver
Então eu explodo destruo tudo a minha frente com um grito da
alma que nunca é ouvida
E por mais que eu grite e quebre a razão é sempre dela
Como é difícil dividir a vida com uma pessoa amargura
Uma pessoa que te culpa por todas as dificuldades da vida
Como eu queria outra vida

86

Linhas Cruzadas 3.pmd 86 18/2/2014, 13:56


EU COMIGO MESMO

Um coração superficial e raso.


A deriva em pensamentos aflitos.
Uma alma acostumada com a maldade da vida.
Um olhar triste acompanhado de uma lágrima.
E o silêncio mórbido que ecoa no ambiente.
Achei que podia ser diferente.
Mas as portas se fecham te deixando no escuro.
As paredes se apertam, os cômodos se inundam.
É denso,viscoso e vermelho.
A tristeza vira desespero.
Mais um dia na agonia de viver comigo mesmo.
As lembranças são fortes e eu tento ser um pouco mais.
Entregue a um escuro espaço, estagnado, estático.

19/02/2013

87

Linhas Cruzadas 3.pmd 87 18/2/2014, 13:56


MISÉRIA

Miséria por onde ando


Miséria para onde olho
Miséria onde vivo
Que país mais fudido
Políticos polidos, corruptos
Povo alienado e influenciável
Trabalhador mas sempre roubado
Fecho meus olhos fico imóvel e tampo os ouvidos
Ainda assim sinto seu toque, calafrios
Miséria sempre a espreita não existe vida perfeita
Só há uma escolha a ser feita
Morre ou aceita?

88

Linhas Cruzadas 3.pmd 88 18/2/2014, 13:56


Na eterna culpa que não me abandona o passado vem me
assombrar
No correria do dia a dia ele não deixa eu entrar
Bebo fumo como durmo estudo faço amor mas
Nada tira o vazio que a culpa deixou
Como me sinto impotente perante a minha própria mente
Tento mentir pra mim mesmo mas as mentiras me perseguem
Tento sentir-me feliz mas a felicidade me traz culpa
Maldita consciência que não me deixa viver
Não seria mais fácil ser um daqueles que não sentem remorso
Pra mim não dá, não consigo suportar essa culpa a me corroer
Só mais um dia no meu viver

89

Linhas Cruzadas 3.pmd 89 18/2/2014, 13:56


Nunca olhei tão profundamente para o seu interior
Como faz diferença não conhecê-la tão bem
Como faz diferença não te levar a sério
Passam os dias e a vida continua
Um brilho distante me lembra seu nome
A cor no horizonte me lembra seus olhos
As nuvens chegando me trazem tristeza
Um lugar vazio à mesa a esperar
Um retorno que nunca irá acontecer
Não por eu ter feito o que fiz e sim por ela ter sido você
A noite cai o pensamento se vai
Como faz diferença...

90

Linhas Cruzadas 3.pmd 90 18/2/2014, 13:56


Um copo parado na mesa 
Olhos vermelhos como fogo da natureza
Vendo o mundo correr em seus longos saltos
Assisto as crianças perdendo a pureza 
Vejo amigos virando inimigos, inimigos sumindo e desconhecidos
sendo considerados
Lembro de brigas antigas mas o copo continua ali parado
Nessa imensidão de amarelo que cabe na mão
Não tenho certeza do que vem depois
Não tenho certeza se vai ser feliz ou não
A noite cai e o copo que estava parado agora repousa quebrado
no chão
Vida longa, curta, feliz ou triste?
Vida despreocupada...
Outro dia com o mesmo semblante. 
Com olhos vermelhos e meio tonto me deito na cama.
Que saudade do primeiro copo...

91

Linhas Cruzadas 3.pmd 91 18/2/2014, 13:56


Uma lembrança vem no meio da minha paz
Um sonho, um pesadelo...
Mais uma hora de desespero...
Meus sonhos já foram maiores
Minhas ambições calavam o mundo
Mas hoje hoje é diferente me chamam de vagabundo
Mais um menos um não importa
O futuro veio bater na minha porta
Com medo do que ele guardava pra mim não cheguei a atendê-
lo
Mais um menos um há muito tempo não me sinto inteiro
O dia passa semanas e meses
Uma vez escutei que era pra sempre
Mas se nessa vida nada é pra sempre...
O mundo então está cheio de promessas vazias
Eu continuo aqui vivendo mais um dia

92

Linhas Cruzadas 3.pmd 92 18/2/2014, 13:56


Seus olhos castanhos com esse céu azul de fundo
Eu mergulho no profundo olhar
É tão essa energia é tão densa
Preciso sair daqui ao redor carne e calor
Tentei passar sair fugir...
Mas teu olhar me prende cada vez mais
Então você me fala que eu já não olho na sua cara
Como posso eu?
Continuo a te olhar mergulhar e morrer?
Não aguento mais a incerteza do viver
Você ainda não percebeu que sempre foi você

93

Linhas Cruzadas 3.pmd 93 18/2/2014, 13:56


Um rio que corre ininterruptamente
Uma sereia morena de olhar distante...
Levada pela correnteza...
Se um dia senti um aperto tão grande não consigo lembrar
Se bem que a sereia já foi branca dos olhos de breu
E o rio já foi um mar revolto
Fico pensando no futuro lembrando do passado e esqueço o
presente
Sou um tanto quanto ausente inconstante e imprevisível
Te via sorrindo com olhar perdido
Mais uma vez perdi pra mim mesmo
As sereias já não me olham mais
Me importar pra quê...

94

Linhas Cruzadas 3.pmd 94 18/2/2014, 13:56


Mais uma noite de prazer...
No dia seguinte não ligo para você...
Mais uma em meio a tantas...
Que esperam até hoje uma ligação...
Será que não tenho coração...
Desde que acabou há 2 anos...
Pulo de colchão em colchão...
17 19 21 os números mudam...
A reação não.
Mais uma noite pensando em como ir embora...
Tentando não acordar a de agora...
Será que não tenho coração...
Desde que acabou há 2 anos...
Consigo sair sento no bar às 6 da manhã.
Peço uma gelada e um cigarro a varejo.
Um gole, uma tragada e sem querer te vejo...
Mas na minha cabeça apenas ódio e desejo.
Será que não tenho coração...

95

Linhas Cruzadas 3.pmd 95 18/2/2014, 13:56


Linhas Cruzadas 3.pmd 96 18/2/2014, 13:56
LUIS CARLOS DE MORAIS JUNIOR

Linhas Cruzadas 3.pmd 97 18/2/2014, 13:56


98

Linhas Cruzadas 3.pmd 98 18/2/2014, 13:56


POETA,AE
(1976-1996)

Gotas de orvalho caídas


Nas caras
No mundo
Nas coisas da vida
Nas flores
Nos fatos
Nos matos
Na relva

Selva de pedra & cavalo de aço


Robôs de carbono trotam para o trabalho
O frio do dia se explica pelo cabaço
Espiritual e não pelo cansaço
Nem pôr um ato falho
Bom pra caralho

Enquanto que subjetividades aljofradas de hialino perolário


Secretam
O riso
Calcário
Gotas de orvalho caídas na relva

99

Linhas Cruzadas 3.pmd 99 18/2/2014, 13:56


DESEJOS ESCABROSOS

De ter
Braços dignos e signos
Malignos
Por vez
Por vê-
La me
Contento
Fomento esfaimado
Desejos escabrosos
Como adorar
Divinizar
Viver a amar
Seus braços

100

Linhas Cruzadas 3.pmd 100 18/2/2014, 13:56


ESCRITA

Oprimido e sofrido
Ouvi teu gemido
Por trás da cortina
Dos heliotrópios
Eu sabia
Tu piscaste
Num biscate
De amor
O esqueceu?
O matou?
Quer me matar?
Matar o tempo?
Perfeito feito vestido
Te vestes de brisa
Nasaliza
Meu sonho
Minha canção
Sintetiza
Minha barriga
Meu coração
E enigma
Amiga

Eu sabia
Cedo voltavas
Só não imaginavas
Traria eu
Para ti
Esta foto mal tirada
A dependurarei
Na parede de meu quarto
Em frente de nossa cama

101

Linhas Cruzadas 3.pmd 101 18/2/2014, 13:56


Para que
Todas as vezes
De berrarmos noite a dentro
De olharmos teu umbigo
E me fazeres cócegas
Ou simplesmente amar
Vejas Liza Minelli
Impedindo que eu me entregue
Totalmente

102

Linhas Cruzadas 3.pmd 102 18/2/2014, 13:56


GATOS FAVELA

Anda por essas ruas


Pedras espalhadas calçadas tomadas por carros
Ruas cheias de gente e de carros velozes
Anda pelas calçadas pisando rápido
Quase querendo sair daí – mas
Como alguém sai de algo que não é fechado?
E sem voltar pro quarto
Prà casa grande do burguês
Nem prà senzala fractal da favela
Cheia de celas solitárias
Cheias de chatos
Carrapatos
Que grudam em alguém e sugam tudo
Para depois dormir e sonhar
Com ruas e grutas cheias de gente
E de gatos

103

Linhas Cruzadas 3.pmd 103 18/2/2014, 13:56


DICIONÁRIO DE TERMOS BRASILEIROS

E
elegante - adj. comum capacidade de encantar de passear pela
tarde com jeito de bela da tarde ou então sendo masculino
não ser um babaca cretino que ou aquele que convive com
o que convém sem perder o rebolado etc. ver os quadros-
fotos-folhinha body painting e tudo o mais e uma thurman
no elegante film/movie onde está o coração where the
heart is e o mistério de Ariadne
seu porte é tão elegante
brilha
seus olhos são cintilantes
brincam
ela sempre está
onde o espírito está
ela sempre está
lá lá lá lá lá lá lá

F
fome - s. f. é uma dor no estômago bem forte, por mais que
cresça com nada se parece. Perante ela tudo desaparece:
respeito pelo outro, por si próprio, ou sensatez. Não há
mais nada como uma sensação direita nas ventas de quem
venta pelas vendas deste templo de corsários e reais. Às
vezes ele pensa que dispensa: feijão com arroz e batata e
tudo que ele compra nas Casas da Banha, e por vezes fica
assanhado, pensando que se assanha e se multiplica em
orgias de alegria e felicidade tamanho família mas cada
um é por si uma máquina celibatária e celebra a sede e
comemora a fome. Some e se refortalece. Ela é um homem.
Tem seus próprios arranjos. Perante ela tudo desaparece,
se desvanece, se

104

Linhas Cruzadas 3.pmd 104 18/2/2014, 13:56


VÁ, GINA!

Na aurora boreal do seu cabelo


Esconde-se o doer
Na sua australidade a sua loucura
Resfolega a besta amor
Enquanto um cara que pensa que é santo na alto do Himalaia
No Tibete
Nu medita e derrete a neve
E não pega pneumonia
Como o brother neste verão fervente
Pegou pegou e pegou
Até dizer: Chega!
O cousin também se mandou de certa forma
Ele tinha feito aquele poema dizendo
Que ele fora violado por um guanumbi
Recebera uma pancada de violão
E outras frases dissonantes e concertos de quebrar guitarra
Sozinho no seu quarto até pirar
E agora eu estou aqui quase enlouquecendo
Como eu poderia tê-lo salvo?
Meu irmãozinho.
Um dia uma tarde gostosa em sua casa nós brincávamos e
Brigávamos e falávamos tanto de música e cantávamos e tal
Iríamos fazer um grupo chamado Realengo’s Dolls
Mas eu e o Paulo morávamos no Méier, o cousin é que morava

Com dúzias e dúzias de irmãs
Fizemos muitos poemas e Vá, Gina! era um deles
Com estes versos iniciais, dos três:
Na aurora boreal do teu cabelo
Esconde-se o doer
Na sua australidade a sua loucura
Resfolega a besta amor

105

Linhas Cruzadas 3.pmd 105 18/2/2014, 13:56


O resto não lembro
A gente jogou fora ou se perdeu
O nome do nosso livro:
Delírios de três panacas no esmeril da vida
Parece que adolescente é bem mais real e realista e realizado
Ou isto é idealização?
A gente pensa que do lado de alguém é a casamata mais segura
Mas o amor salva
Sem salvar mas salva
E a gente berra nu e doido no meio da selva
Adulto não vê selva, não vê tempestade
Não vê a verdade
Mesmo com óculos telescópio e microscópio
Mas ela está na ponta de nosso nariz
Eu sabia e sei e sempre saberei que
Teu lado é a casamata mais segura
Todo dia acaba o mundo
E
Cada vez mais com mais FORÇA
RESFOLEGA A BESTA AMOR

106

Linhas Cruzadas 3.pmd 106 18/2/2014, 13:56


ANTI-CAP

um pouco de poema que traga de tudo em si:


uma floração louca e espouca;
pois é muita, mas.
depois de tudo que se passou se pensaria:
que o melhor seria guardar a viola
no saco ou então reclamar pela estrada
a fora, às margens, amargurado.
mas é melhor amar.
eu sei que é desigual, que é rápido demais,
que tem muito mágico e trapaceiro,
que essa gente vende tudo por dinheiro
que muitos dos melhores ficam pra trás
e tantos tantos tantos imbecis ditam. tá dito.
mas o jogo vale a pena, vale pagar pra ver,
há muita coisa em jogo,
e o fogo é FOGO
ninguém pode vender/vencer, pode ver.

107

Linhas Cruzadas 3.pmd 107 18/2/2014, 13:56


SOLO DE G

Clara manhã
Os solitários caras nas suas casinhas
Canções solidárias no rádio
Comovem o coração
O sol brilha radiante
E muitas cigarras cantam
A solidão é uma invenção humana
Assim como tanta coisa
O ócio e o lazer, o tédio e o vício,
O fósforo e a tv, etc. e tal
Esta cidade é linda e é maravilhosa
Alegre no céu no mar e nas montanhas
E nas pernas
Faz um calor impossível no avião
E a cidade toda imunda unida dispersa inunda guarda a chuva
E há favelas sobre favelas
E barracos sobre barracos e barros correndo nas águas
E barrancos que sambam balança balança numa composição
Úmida

108

Linhas Cruzadas 3.pmd 108 18/2/2014, 13:56


KOAN

De noite as casas
Iluminadas. Então
Escuridão

Madrugada
Névoa passos crianças
Homens vão trabalhar

A sacola na
Pia da cozinha. No
Quintal o canto

O gato olhou
Uma mosca pousada
No sofá. Voou.

Bambus curvam-se ao vento


Asas e arbustos pelo caminho
O céu na poça d’água

109

Linhas Cruzadas 3.pmd 109 18/2/2014, 13:56


NECESSIDADE
Música: Paulo
Letra: Luis

da mão presa em teu punho


ligado a teu braço
te espreito em meu peito com a tarde
ao ver mulheres nuas
comida aos meus pés
a água em meus olhos e a cidade
tudo o que eu preciso
a música e o ar
o azul que meu pobre peito invade
eu homem do chão terra
plantado e vivido
te estreito em meu peito
necessidade

110

Linhas Cruzadas 3.pmd 110 18/2/2014, 13:56


UM BEIJO SEU
Letra e música: Paulo e Luis

Eu vou voar
No céu azul
Eu vou buscar
O paraíso

Eu vou cortar
Os preconceitos
Eu vou subir
Até à lua
Para achar
Para ganhar
Pra conquistar
Um beijo seu

Um beijo seu
É o luar
Que gosta de embriagar

Um beijo seu
É como o mar
Na escura noite a chamar

Um beijo seu
É como um céu
No qual passarinho eu só quero
Voar

111

Linhas Cruzadas 3.pmd 111 18/2/2014, 13:56


KANSAS SONG
Ideia e música: Paulo
Letra: Luis

When I go to Arkansas riding my almost tired almost horse


I may see a lot of bullets that there are blowing from my gun
Hence falls near me a black hen but I really never mind
I do like eating hens of any kind
And then I go
But I return
When I go to the West I must fight many almost girls of course
And I listen to that singer who’s always singing his so sunken
song
And I see many pink pigs blowing in the wind
But I really don’t mind I always win
And then I go
In Kansas song
When I go to meet Mary who loves and who wanna marry me
Merry I wear my best blue jeans thinking where I could get to
hide me
And I see a yellow cow I know what I’ll do my boy
By reason of this call me cowboy
And then I go
In Kansas song

112

Linhas Cruzadas 3.pmd 112 18/2/2014, 13:56


BOSSA
Música e letra em português: Paulo
Letra em inglês: Luis

O teu olhar caiu no meu


A tua boca na minha se perdeu
Foi tudo lindo foi
Romance de verão
Como se começa uma paixão

O céu azul
A areia e o mar
O sol brilhava
Como nosso olhar
Aí eu perguntei
Não soube explicar
Como é bom poder se apaixonar

Your pretty eyes


Were in my eyes
Your kissing,
Sweet mouth
Was in mine
It was so marvelous
A summer love affair
It’s the passion
That’s coming back

The blue sky


The sand and the sea
The sun was brightening
More than we could see
And then I asked you
We could not explain
It’s so good to be in love again

113

Linhas Cruzadas 3.pmd 113 18/2/2014, 13:56


E SÓ VOCÊ
Música: Paulo e Luis
Letra: Luis

Eu vou me plantar aqui


Pra esperar você crescer
E vou olhar para o sol
Que faça você crescer
Crescer e entender meu amor
Ser e conviver amor
Eu vou olhar para o azul
Da minha mente e do céu
E vou orar pelo sol
Rosa de fogo do céu
Eu vou plantar flores no mundo
Que linda ao amanhecer
Vai encontrar juntos eu
E você
E só você
I’m gonna plant me here
Waiting for you just grow up
And I’ll pray for the sun
That will make you grow up
Grow up and see it my love
How to live together my love
I’m gonna stare the blue
Of your mind and the sky
And I’ll pray for the sun
Rose of fire of the sky
I’m gonna seed flowers in world
That wonderful when morning comes
Will meet we both together
Oh my love
Just me and you

114

Linhas Cruzadas 3.pmd 114 18/2/2014, 13:56


BANDEIRA
Música: Paulo
Letra: Luis

Sou cleptomaníaco dos teus beijos


Sou cleptomaníaco de você
E isso é tão bandeira tão na cara
Que só você não vê
Às vezes cai a tarde e eu disparo
E fico a imaginar você agora
Agora tão sem mim e muito embora
Nosso encontro diário
Às vezes me permito navegar
Nas ondas do oceano tão mutante
Constante tanto em mim e não obstante
Eu mais leve que o ar
A chuva às vezes cai junto com a tarde
Em cima das ideias e confuso
Eu fujo do silêncio além alarde
Te recusar recuso
Amor sempre conosco mora n’alma
Dos jovens que renascem dia a dia
Ah mor ideia-caos confusa calma
Do-i-da alegria
Amada eu nunca mais vou te esquecer
Minha esperança nunca vai morrer
De um dia te rever
Amor

115

Linhas Cruzadas 3.pmd 115 18/2/2014, 13:56


BANHEIRA BLUES
Música: Paulo
Letra: Luis

Isso não é causa


Calça tua calça precaução
Padrões eróticos
Patrões caóticos trovão
Restabelece
Se fortalece em tomar
Uns pirulitos
De uns pivetes
Piolhos pintados de pink a piar
Nesta banheira
Nada com a tua nadadeira
Ou pé de pato
E permanece com o pé atrás
(Você tem que conhecer
A velha história
Da banheira com sabão)

116

Linhas Cruzadas 3.pmd 116 18/2/2014, 13:56


NATURE
Música e letra: Paulo e Luis

Gonna fly in the sky


Gonna try get the sun
With my wax wings
The way turned lost
A lost blind man
A bird whose eyes
Are sharp as the way
In this sky I fly
But I still have a dream
That’s get the sunshine
With my wax wings
Welcome to the Nature!

117

Linhas Cruzadas 3.pmd 117 18/2/2014, 13:56


CARA VELA
Música: Paulo
Letra: Luis

Citação: “O porto – nada” de Caetano Veloso

Canções que são cantadas dão vontade de voltar


Não há mais no oceano um motivo pra viajar
Terra natal terra natal
Eu hei de retornar a minha terra natal
Os nautas estão mortos e enterrados pelo mar
De nauta resta eu e esta vontade de voltar
Meu Portugal meu Portugal
Eu hei de retornar a minha terra natal

118

Linhas Cruzadas 3.pmd 118 18/2/2014, 13:56


CANTIGA
Música: Paulo
Letra: Luis

No dia chuvoso
No seu castelo eu apareci
Foi num outono
E as cerejeiras perdiam suas folhas
Num dia chuvoso
Dia tristonho
No seu castelo eu apareci
Espessas pedras
Não permitiram que ouvisses meu cantar

Tinha nas mãos ua rem


Que arrancara ao próprio cor
Não era adamante nem
Ouro ou esplandecente mor

Daria aa filha do rey


De mh cor mh coraçón
Mh valimento e mha ley
Justo no tempo y sazón

Pero he mal de fermosura


Provocar todo o leuar
Toda coyta van tristura
E o real duro velar

Ginete verde
Cascos pisando
Bagos de uva roxa
Da face fêmea
Lágrima azul
Corre e se cristaliza

119

Linhas Cruzadas 3.pmd 119 18/2/2014, 13:56


CLÁSSICO

Ao Paulo

Tudo que está no mar


Vai passar
Mas vai voltar
Onda bate na praia
Insiste até que suma
Com força de gigante
Que segue adiante
Depois se torna espuma
Que no vento sumiu
Tudo de vida saia
E nada mais comprove que existiu

chove

120

Linhas Cruzadas 3.pmd 120 18/2/2014, 13:56


IRMÃO

Tua coragem sempre me animou


E a tua alegria me alegrou
Eu briguei muito com você
Mas foram brigas de amor
E a gente sempre briga
Com o que nos intriga
Você sempre estará comigo
Onde quer que eu vá
Vou ser sempre seu amigo
Sempre vou te amar
A sua presença está (também) na música
Que você fez tão linda para sempre
E em toda e qualquer música
Você está ainda mais agora

Sempre

121

Linhas Cruzadas 3.pmd 121 18/2/2014, 13:56


Tá na hora de acordar
Vamos todos levantar
Abrir a janela e respirar
Sair para o sol
Para passear
E de mãos dadas namorar
Tomando sorvete ao luar
Tomar sorvete de luar
Tomar sorvete luar
Mar sorvete luar
Sair para passear
Para se lembrar
De esquecer o que era pra lembrar
Sair para pescar
Para se lembrar
De esquecer
Tudo que eles lhe falaram
Tudo que você falou
Tudo que eles ensinaram
Tudo que você pescou

122

Linhas Cruzadas 3.pmd 122 18/2/2014, 13:56


CRUSH

Bush vence a guerra erra


E o mundo fica mais perto
Mais louco mais certo mais errado
É mundo pra todo lado
Mais bom
E mais melhor
Mais ruim mais pior
O presidente dos usa dos eua venceu
E o resto do povo se fodeu
O bush vence porque quer
Faz e acontece e se entristece
Ele toma o mundo
Fundo
E assim torna tudo
Mundo
Quando bush vence os povos
Novos e velhos ele é um nervo
Que enlouquece
Se bush vence
Perde

123

Linhas Cruzadas 3.pmd 123 18/2/2014, 13:56


ANJOS FAVELA

Quando eu era menino eu tocava uma coisa laranja na garganta


Isso era bomba
Era um refrigerante que mentia para todo mundo que era feito
De laranja
Era pra caramba
Bom e coisa ruim
Eu cresci e aprendi a beber coisas mais que líquidas
Coisas mais aflitas
Como me preocupar com as bombas de bush
E o emprego do sistema das notícias
Das finanças das crendices vitaminas
E tudo que irrita a retina e o coração
Eu aprendi a não ter raiva de mim mesmo
A não ficar com medo
E não comprar o não
O crush que era feito de arremedo
A moeda do presidente falso
E tudo que eu embolso no segredo
Do fracasso do que posso
Tudo isso eu esqueço e passo o rodo dos cristais
Do diamante feito de átomos carnais
Da consciência que eu tenho
Acordo cedo
E não cedo

124

Linhas Cruzadas 3.pmd 124 18/2/2014, 13:56


ENERGISMO

Mais um poema para o nosso querido livro ANJOS FAVELA


Só mais um este de duas páginas para que o livro tenha
Apenas vinte e cinco páginas e eu talvez tenha a grana
Pra pagar a edição que é cara muito cara e a gente é que paga
Na adolescência bolei um movimento cultural chamado ANJOS
FAVELA
E falei pra todos os colegas pedindo poemas de todos
Ia procurar o Raul Seixas e pedir pra ele escrever a introdução
Ele seria o nosso mentor de mentira junto com Augusto dos
Anjos
Ainda haveria músicas artes visuais etc e tal que foram feitas
Assim como eu escrevi os meus poemas anjos favelados naquela
época
Mas ninguém levou a sério e nem cheguei a falar com
Malucobeleza
Tinha um programa um manifesto a estética do esgotismo
Depois veio o projeto pan dorga e outros mil projetos
Que viravam poesia e poesias e poesias e mais poesias milhares
E milhares de páginas que eu escrevia feito um alucinado
Pela noite e pelo dia cheio de tesão saindo pra todo lado
Eu ainda me sinto assim e sou adulto acho que meu espírito
É tesudo é anjo favelado é pan é projeto é manifesto é maluco
Beleza e desbeleza ao mesmo tempo em muitos pluriversos
E acho que isso tudo é muito comum e normal todos somos
assim
Meio isto meio aquilo meio algo que não se define
E isto faz de nós a mesma coisa que somos
Somos nós fazemos o que bem queremos e cismamos disto
Depois veio o energismo que é o meu novo estilo de fazer poesia
Aqui do lado me gera se o fruto da planta no ventre da terra
Pro qual a vontade de felicidade e de novas eras o transplantara
A felicidade também é semente que se planta e se rega se quiser

125

Linhas Cruzadas 3.pmd 125 18/2/2014, 13:56


E faz nascer plantas e mais plantas um jardim de quimeras e
realidades
A felicidade é toda uma floresta e cada olhar e beijo é uma planta
rara
Há ali trepadeiras macacos cedros papagaios araras vitória régia
Que é a consubstancialização ou a transubstancialização da hora
Que o pensamento real se faz real por querer e plantar e ser feliz
E consumir e produzir em escala geométrica
O ser humano encontrará a paz o ser humano é em si sua própria
paz
Então não tem porque nem então nem nem nem nenhuma outra
balela
Há terra há baleias periquitos amebas sardinhas pedras e
cachoeiras
Tudo de bom somos nós e o que não é bom somos nós enganados
bobos
Basta de tanto bastar é melhor desligar a máquina que mostra
Pequenas imagens torcidas da vida e simplesmente olhar a vida
Com suas imagens sem fim tão lindas e tão coloridas e cheias de
vida
A mesma lua espia faz milênios gagárin napoleão cleópatras
crítias
E ouve de ianques romanos e helenos frases bem semelhantes e
fictícias
Isto é as mesmas besteiras e mentiras
O mesmo impulso de amar faz o jacaré o gato o leão o pato e o
carrapato
Saírem pro dia irem à luta caírem na vida atrás de faturar
O homem é tudo que ele conhece e muito mais
A gente pode ser tudo que a gente puder sonhar
Mais ar mais ar pedia o velho filósofo
Mais disco pra dançar ou funk ou reggae ou samba pede a nova
cocota
Os dois dão os braços dão as mãos dão os pés dão uns amassos

126

Linhas Cruzadas 3.pmd 126 18/2/2014, 13:56


E vamos ver agora quem é que vai vaiar
Bem, agradeço a atenção de vocês e o carinho com que leram
meu livro
Espero que tudo agora esteja bem mais claro nesta viela angélica

127

Linhas Cruzadas 3.pmd 127 18/2/2014, 13:56


ESTE LIVRO FOI IMPRESSO NA CIDADE DE SÃO PAULO/SP, EM FEVEREIRO
DE 2014, PELA PSY7 GRÁFICA, PARA QUÁRTICA EDITORA EM SISTEMA

DIGITAL DE CAPA E MIOLO.

Linhas Cruzadas 3.pmd 128 18/2/2014, 13:56