Você está na página 1de 12

BENZIMENTO XAMANÂNICO

CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

BENZIMENTO XÂMANICO
1

O Benzimento Xamânico é um trabalho busca nas nossas raízes ancestrais os saberes


do cuidar profundo e intuitivo, e que utiliza a arte dos rezos e bênçãos bem como os
recursos da natureza ( ervas, sons, aromas e incensos, cores, pedras e cristais) nas
limpezas e harmonizações do corpo e alma.

Oh GRANDE ESPÍRITO, PAI e MÃE de todos os seres viventes


que caminha nas asas do vento e sua voz se faz nos trovões.
Abençoe toda a humanidade, traga luz a nossas mentes.
Que um país não guerreie o outro, que haja paz nos corações.
Que forjem estufas de seus canhões e sementeiras de seus mísseis
Que contemplem a mãe natureza, compreendam suas leis e lições.
Que saibam que a única vitória é a que não deixam derrotados.
Que toda ação e palavras proferidas sejam na direção do amor
Que os víveres de todos os planos possam se sentir amados
Que teus olhos e ouvidos vejam e escutem este clamor.

Que desvaneça o egoísmo e que surja a luz da generosidade.


Que desvaneça a ignorância e que surja a luz da compreensão.
Que desvaneça a falsidade e que surja a luz da verdade.
Que compreendam a felicidade que provém de suas mãos
Que acordem da ilusão das drogas, que saiam da iniqüidade.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

Que alcancem o equilíbrio entre o espírito e a razão.


2

Que se libertem da ilusão da culpa e que vivam a verdade.


Que alcance o estado de Buda e gozem da liberdade.
Que saibam que o que sai do DIVINO também é divindade.
Que o CRISTO interno dos homens já se torne uma realidade.
Que conheçam o espírito de tribo e que vivam em irmandade.
Que todos compreendam de vez, que para um mundo de paz.
Um sorriso e uma mão firme estendida, muita diferença faz.
(Mitakuye Oyasin - oração tradicional da tribo Lakota)

A pintura corporal é um bem cultural de grande valor para os povos indígenas. Elas
são parte da história desta etnia e representam sentimentos do cotidiano, os bens e o
sagrado. São usadas em festas tradicionais da aldeia como os ritos de casamentos,
nascimento e morte, comemorações do dia do índio e no dia-a-dia em apresentações
de dança. Há pinturas para o rosto, braços, costas e pernas, assim como tamanho,
significado e momento certo para usá-las, que devem ser conhecidos pela pessoa que
a está usando. Homens e mulheres casadas usam pinturas simples para não chamar
muito a atenção, enquanto que os solteiros e solteiras usam pinturas e artefatos que
chamem bastante a atenção, com a intenção de seduzir a pessoa do sexo oposto.
Os materiais usados para fazer estas pinturas são: jenipapo, urucum, carvão,
barro-vermelho e branco.
- VERMELHA: é usada para a guerra;
- PRETA: usada no luto de parente;
- BRANCA: significa paz.
O corpo é pintado com urucum para as festas, lutas, trabalhos e retomadas das
terras. Já a pintura com jenipapo é usada quando vão dançar e nas batalhas. Nas
pinturas femininas não fazem parte os símbolos das aldeias pois as mulheres são
símbolos de origem da vida.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

3
Os animais e plantas são aliados essenciais no momento do benzimento, pois através
deles entendemos vários mistérios dessa cultura.

Ervas – cada erva com seu mistério seja em qualquer formato, plantas, aromas,
fumaças, bebidas, servem para doenças e problemas espirituais.
Animais - a força e a destreza de cada animal, obedece o chamado da curandeira,
através dos cantos, fumaças e evocações.
Som – seja no tambor, maracá, pau de chuva, chocalhos desperta o poder de cura e
desprende a “doença” ajudando na cura.
Outros – água, cachimbo, pedras, carvão, rapé, sananga e outros artefatos também
compõe as seções de cura.
Pajelança - série de rituais que o pajé indígena realiza em certas ocasiões com um
objetivo específico de cura ou magia.
O MAIS IMPORTANTE EM CASO DE CURA XAMÂNICA É A CONEXÃO COM OS
ANTEPASSADOS.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

Na cultura tribalista não existe o altar como temos em religiões cristãs, por exemplo,
4
toda a cura é trabalhada no chão, em tapetes de palhas de taboa ou semelhante, ou
com o paciente em redes.

Para que possamos buscar o pensamento tribalista, de cura, ou xamânica, devemos


entender o mundo como é visto e como interage nesse processo.
Através dos povos andinos, os povos Queshua (Inca) têm uma forma simplista de
entender os mundos e como permeá-los através desses ensinamentos na busca da
cura exata e necessária para aquele paciente em questão.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

o mundo debaixo, onde estão todos nossos antepassados chamados de Uku Pacha,
5
o mundo imediato onde estamos nós chamado de Kay Pacha
o mundo de cima onde vivem os deuses, chamado de Hanan Pacha

Entendendo que muitos falam em transe, vamos falar em estado meditativo, estamos
no mundo imediato, portanto no meio, e podemos atravessar tanto o mundo de cima
quanto o debaixo para obter as informações. E como faremos?

EXERCICIO 01
Todo povo indígena busca na técnica da observação, o seu equilíbrio e sua cura.
Sente debaixo de uma arvore, encoste as costas o máximo que puder no tronco
dessa arvore, veja tudo o que está em volta, observe sons, cores, aromas. Faça
isso por 10 minutos. Depois feche os olhos e imagine você e a árvores serem a
mesma coisa, imagine-se fazer parte desse tronco frondoso, das folhas, frutos e
imagine que as raízes são – você, procure perceber até onde suas raízes
chegam, procure buscar as curvas que elas fazem, o que procuram. Depois
respirem fundo 3 vezes, e em sentimento de gratidão, abra os olhos. Olhe para
o verde, e sinta o cheiro!

Quais suas sensações e observância?


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

SOBRE AS ERVAS
6
Seja no cachimbo ou como defumação, as ervas tem poder curativo e emanam para a
pessoa, sua energia mesmo com a união do fogo e do ar.
Guiné – descarrego, quebra de feitiço, vencer as demandas, limpeza energética e
espiritual.
Folha de Amora – enfrentamento, combate, coragem.
Folha de Pitanga – prosperidade (não é dinheiro), expansão comercial, alegria e bem
estar.
Camomila - ligada ao sol, prosperidade, equilíbrio, harmonia emocional e espiritual.
Dissolve a energia do rancor e da raiva.
Folha de Laranjeira - Equilíbrio familiar, relacionamentos, atenua as energias que
estão em desordens, equilíbrio físico, emocional e espiritual.
Abre Caminho - varredura de energias nocivas, retira larvas espirituais, desperta
energia estagnada, trabalha energias incompletas proporcionando novos caminhos.
Mulungu - trabalha no plano mental ordenando e disciplinando, abre a mente para
estudos, sabedoria, conhecimento, e equilibra o sono.
Alfavaca – Purificação e equilíbrio, ativa dons ancestrais.
Cebola – a casca da cebola ativa o a comunicação com nossa ancestralidade e
comunicação mediúnica.
Anis Estrelado – defesa espiritual, proteção e coragem, trabalha sonhos e intuição
Verbena - Defesa e contra ataque de inimigos físicos e espirituais, protege o corpo
energético.
Capim Cidreira (Capim limão) – ligado a energia ancestral, desperta sonhos, purifica a
alma, proporciona pensamento elevado
Unha de gato - restituição física e psíquica, retira as energias negativadas e as que
causam doenças físicas e mentais, limpeza energética.
Alecrim - Proteção da mente e espirito, reativação energética, alegria, proporciona
momentos felizes.
Pimenta Rosa - disciplina, saúde mental, auto empoderamento, ativa autoestima ,
libido.
Cravo - excelente depurativo de energias pesadas e de inveja

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

Macela Flor - Acalma energias em desordens, equilíbrio mental, aumenta


7
concentração, elimina energias ruins vindas de intenções.
Erva Doce - equilíbrio e bem estar, proporciona concentração e ativa arquivos do
inconsciente.
Alfazema - Limpeza espiritual, mental e emocional
Louro – equilíbrio energético
Malva - reestabelecimento da alma, coragem, força para enfrentamentos, acelera
mudanças.
Melissa - Elava consciência, desperta sonhos, vidência e intuição. Dissolve
sentimentos de tristeza, magoa e ressentimento.
Cabelo de Milho - Ideal para tratamento de doenças causadas por questões
espirituais, depressão, traumas profundos
Ipê Roxo - Expurga mal do corpo e espirito
Jasmim - Equilíbrio mental, autoconhecimento, bem estar físico e espiritual
Rosa Branca - Equilibrio emocional e espiritual, dissolve magoas profundas, desperta o
perdão.
Coentro - Grande estimulante mental, empodera, ativa conquistas, autoestima, e
desperta a energia sexual.
Menta - desperta a coragem, renova forças, ativa defesa espiritual, e poder de
superação.
Salvia Branca- aumenta a capacidade criativa, o dinamismo, expulsa pensamentos e
intenções maléficas, sentimentos negativos.
Manjericão - Defesa física e espiritual, trabalha medos, frustrações, cria barreira
energética, equilibra ambiente, dissolve discussões familiares
Canela - Desperta clarividência, está relacionada a cura, proporciona vitalidade,
prosperidade e trabalha a fertilidade. Desperta sentimentos adormecidos
Urucum - Proteção do corpo, energético e mental

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

TRABALHANDO COM AS ERVAS


8
1. Cachimbo o cachimbo é um ótimo ativador para trabalhar cura com as ervas,
fazer a fumaçada na pessoa, ou nome, descola as larvas espirituais e através da
fumaça trabalha o elemento ar, movimentando energias paradas e dissolvendo
nós.
2. Defumação - com o rolo de ervas, e a ajuda de penas, espalhamos as fumaças
na região da cabeça e corpo inteiro, com rezos ou cantos.
3. Chá - a ingestão da energia da planta equilibra o mental e energético
4. Escalda Pés - excelente equilibrador, e de ação rápida

PENAS

1. Pena de Urubu – ajuda na dissolução de traumas, medos, negatividade,


depressão, pensamento suicida.
2. Pena de Galinha de Angola – elimina demanda, intenções negativas, quebra
negatividade.
3. Pena de galinha – pode ser trabalhado em crianças e idosos com sensibilidade
maior e ajuda a equilibrar emocionalmente, energeticamente, alivia, alegra

TAMBOR E MARACÁ
São dois instrumentos excelentes que proporcionam aprofundamento no campo
energético e na memória.
Tambor – são as batidas do coração, cadenciados e harmônico, expande a
consciência e altera a energia elevando a sintonia.
Maracá – descola as larvas espirituais, miasmas e induz a pessoa a entrar na
consciência, absorvendo melhor os processos de cura.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

ORAÇÃO SIOUX
9
Esquecemos de agradecer à terra, que nos deu nosso lar.
Esquecemos de agradecer aos rios, lagos e oceanos, que nos dão suas águas.
Esquecemos de agradecer às árvores, que nos dão frutos e sementes.
Esquecemos de agradecer ao vento, que nos traz a chuva para molhar as plantas.
Esquecemos de agradecer ao sol, que nos dá calor e luz.
Todos os seres da Terra – as árvores, os animais, o vento e os rios dão-se uns aos
outros.
Portanto, tudo está em equilíbrio.
Esquecemos nossas promessas para começar a aprender como permanecer em
equilíbrio com toda a Terra.

“Oh! grande espírito cuja voz eu escuto nos ventos”

“Oh! grande espírito, cuja voz eu escuto nos ventos, e cuja respiração dá vida a todo o
mundo – escute-me.
Eu estou perante você, um dos seus filhos. Eu sou pequeno e fraco. Eu preciso de sua
Força e Sabedoria. Deixe-me caminhar em sua beleza e faça meus olhos observarem
para sempre o pôr do sol vermelho e púrpura.
Faça minhas mãos respeitarem as coisas que você fez, meus ouvidos aguçados para
escutar sua voz.
Faça-me sábio, para que eu possa conhecer as coisas que Você ensinou ao meu povo,
as lições que Você escondeu em cada folha e em cada rocha.
Eu busco a força não para ser superior a meus irmãos, mas para ser capaz de lutar com
meu maior inimigo: “Eu mesmo”. Prepare-me para ir até Você, com as mãos limpas e
olhos corretos, então, quando a vida desvanecer-se assim como o pôr-do-sol, meu
espírito irá até Você sem nenhuma mancha.
Deixe sua voz sussurrar em nossos ouvidos através do vento oeste no final do dia.
Deixe-nos ser confortados com amor por nossos irmãos e irmãs sem nenhuma guerra.
Deixe-nos preservar boa saúde mentalmente e fisicamente para solucionar nossos
problemas e realizar algo para as futuras gerações. “Deixe-nos ser sinceros com nós

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

mesmos e nossa juventude e fazer do mundo um lugar melhor para viver.” Atribuída
10
ao Chefe Sioux Falcão Amarelo.

Ouvir com o coração e não com as orelhas.


Sentir com o coração e não com as mãos.
Ver com o coração e não com os olhos.
Falar com o coração e não com a boca.
Pensar com o coração e não com a mente.
Ser único com tudo na Terra.

Os maiores inimigos do homem estão dentro do próprio homem: são


as mágoas, os ressentimentos.

Oração pela libertação dos povos indígenas

Por Eliane Potiguara

Dedicado a marçal tupã-y , cacique guarani nhandewa assassinado em 1983

Parem de podar as minhas folhas e tirar a minha enxada


basta de afogar as minhas crenças e torar minha raiz
cessem de arrancar os meus pulmões e sufocar minha razão
chega de matar minha cantigas e calar a minha voz.
não se seca a raiz de quem tem sementes
espalhadas pela terra pra brotar.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

não se apaga dos avós rica memória


11
veia ancestral: rituais pra se lembrar
não se aparam largas asas
que o céu é liberdade
e a fé é encontrá-la.
rogai por nós, meu pai xamã
pra que o espírito ruim da mata
não provoque a fraqueza, a miséria e a morte.
rogai por nós terra nossa mãe
pra que essas roupas rotas
e esses homens maus
se acabem ao toque dos maracás.
afastai-nos das desgraças, da cachaça e da discórdia,
ajudai a unidade entre as nações.
alumiai homens, mulheres e crianças,
apagai entre os fortes a inveja e a ingratidão.
dai-nos a luz, fé a vida nas pajelanças,
evitai, ó tupã, a violência e a matança.
num lugar sagrado junto ao igarapé
nas noites de luas cheia , ó marçal, chamai
os espíritos das rochas pra dançarmos o toré.
trazei-nos nas festas da mandioca e pajés
uma resistência de vida
após bebermos nossa chicha com fé.
rogai por nós, ave dos céus
pra que venham onças, caititus, siriemas e capivaras
cingir rios juruena, são francisco e paraná.
cingir até os mares do atlântico
porque pacíficos somos , no entanto.
mostrai nosso caminho feito boto
alumiai pro futuro nossa estrela
ajudai a tocar as flautas mágicas
pra vos cantar uma cantiga de oferenda
ou dançar num ritual iamaká.
rogai por nós, ave-xamã
no nordeste, no ul toda a manhã
no amazonas, agreste ou no coração da cunhã.
rogai por nós, araras , pintados ou tatus
vinde em nosso encontro
meu deus Nhendiru!
fazei feliz nossa mintã
que de barrigas índias vão renascer.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social
BENZIMENTO XAMANÂNICO
CONHECIMENTO ANCESTRAL
POR ZINA – SANDRA COVESI

dai-nos cada dia a esperança porque só pedimos terra e paz


12
pra nossas pobres essas ricas crianças.

Uma prece dos índios de etnia Ojibwa: “Grande Espírito, já que procurei entender a
voz do vento e o sopro que me criou, escuta-me”.

“Eu venho a Ti como um de Teus numerosos filhos. Sou falível e pequeno; preciso de
Tua sabedoria e Tua força. Deixa-me andar na Tua beleza, e faz com que meus olhos
sempre percebam o vermelho e a púrpura do entardecer. Faz com que minhas mãos
respeitem as coisas que criastes, e que minhas orelhas consigam entender Tua voz.
Faz-me sábio, de modo que eu possa absorver o que ensinastes a meu povo, e
aprender as lições que escondestes em cada folha e em cada rochedo”.

“Eu Te peço força e sabedoria; não para ser superior a meus irmãos, mas para que
possa vencer o maior inimigo que tenho: eu mesmo. Assim, meu espírito poderá
retornar a ti sem dever nada”.

Quando passamos a ter contato com as orações e forma de visão de mundo indígena,
despertamos a consciência dos três mundos e como são invocadas as forças da
natureza. O mesmo acontece quando trabalhamos com as invocações dos animais
aliados, onde buscamos suas forças, sua concentração, seu andar, e o comportamento
diante da natureza.

Zina - Sandra Covesi julho de 2020 – curso ministrado durante o isolamento social

Você também pode gostar