Você está na página 1de 2

# Alta obstétrica #

Vitoria Voigt dos Santos, 18 anos

# G1Pv1A0

# 1 PPV - Parto vaginal às 20h11 do dia 11/04/21

# IG 40s (US 04/09/20 – 8s + 5d)

# TS A+

# Pré-natal em Julho de Castilhos: 13 consultas

# Vacinas: dTpa(24/11/20); HepB imune; Influenza 08/09/20

# Sorologias no pré-natal NR

# Labs da internação (11/04/21): Hb 12,9 | Htc 38,2 | Leuco 18100- bast 5% - segmentados
74,6% | Plaq 188000 | TS A + | Cr em amostra de urina 131,16 | Prot em amostra de urina
21,07 | Toxo IgG R e IgM NR | HbsAg NR | VDRL NR | HIV NR (Relação P/C 0,16).

História do parto: Gestante vem à maternidade do HCS no dia 11/04/21, às 08:50, proveniente
de Júlio de Castilhos. Refere contrações e sangramento de pequena quantidade, negando
contrações, perdas líquidas vaginais e demais. Paciente encaminhada ao PPP2, controlado BCF
a cada 5 minutos, mantendo basal de 120-135 bpm. Paciente evolui com parto vaginal às
20h11 do dia 11/04/21, na posição lateralizada por opção da paciente. Ocorre desprendimento
de ovoide cefálico em variedade de posição OP, com proteção perineal e controle de descida,
desprendimento de espádua anterior com auxílio manual e posterior involuntária,
desprendimento de ovoide córmico e consequentemente nascimento. RN nasce às 20h11min
do dia 11/04/21, RN do sexo masculino, vivo, ativo, apresentando choro espontâneo, com
irritabilidade reflexa, bom tônus muscular, FC > 100bpm, recebeu APGAR 9/10 recepcionado e
aos cuidados do pediatra. Realizado clampeamento e secção oportunos do cordão umbilical o
mesmo seccionado pelo pai, sob supervisão da equipe. Administrado 10 UI de ocitocina IM em
deltoide direito. Ocorre dequitação com manejo ativo da placenta, após 5 min do nascimento,
na forma Baudelocque Schultze. Revisado canal vaginal constatado laceração de grau II em
furcula, com sutura. No momento, 24h pós-parto, paciente deambulando sem dificuldades e
com boa aceitação da dieta VO. Refere hábitos urinários presentes e preservados, ainda não
evacuou, porém refere presença de flatus. RN com boa pega sem dificuldades na
amamentação. Sem dores ou desconforto ou outras queixas. Apta a alta hospitalar.

SV das últimas 24h: PA 110/70 - 130/80 mmHg | FC 87 - 107 bpm | Tax 35,6 - 36,6 ºC | SatO2:
96-98% | FR 19-22 ipm

Exame físico:

Mamas: pequeno volume, ausência de fissuras aparentes ou ingurgitamento até o momento


Ap. Abd.: depressível, ausência de dor à palpação superficial e profunda

Útero: contraído e palpável abaixo da cicatriz umbilical, indolor à palpação

Lóquios: presente em pequena quantidade, sem coágulos

Extremidades: sem edema, panturrilhas livres, pulsos palpáveis e simétricos

TEC < 3seg.

Avaliação:

1º PPV

Puerpério fisiológico

Apta a alta hospitalar.

Conduta:

- Mãe com tempo de alta,

- Oriento aleitamento materno exclusivo durante 6 meses.

- Agendar consulta na UBS em 7 dias para avaliação do puerpério e nova consulta em 30 dias
para planejamento de anticoncepção.

- Abstinência sexual por pelo menos 45 dias.

- Prescrevo Sulfato Ferroso 1cp VO/dia por 90 dias, Diclofenaco 50mg de 8/8h por 5 dias,
Dipirona 500mg de 6/6h, se dor ou febre e Millar 3 a 4 vezes por dia no mamilo, se fissuras.

- Retornar à Maternidade do HCS em caso de sangramento aumentado, febre ou se julgar


necessário, no período de 42 dias. Após, procurar setor de emergência.

Dda Luísa | Dra Gabriela Signori

Você também pode gostar