Você está na página 1de 37

SISTEMA NERVOSO E

SENSORIAL

Profª. Nara Rubia


• Controla e coordena as funções de todos os
sistemas do organismo e ainda, recebendo
estímulos aplicados à superfície do corpo é
capaz de interpretá-los e desencadear
respostas.
Corpo celular: O corpo celular recebe a informação derivada dos dendritos;
Axônio: é uma parte do neurônio responsável pela condução dos impulsos
elétricos que partem do corpo celular;
Bainha de mielina: Isolante elétrico e participa no aumento da velocidade da
condução do impulso elétrico;
Célula de Schwann: é a que produz a mielina que envolve os axônios;
Nodo de Ranvier: Facilita um movimento mais ágil do impulso nervoso que vai
ocorrendo em saltos, já que o impulso saltatório só acontece com a presença de
mielina.
Terminal Axônio: fornece ligação com os dendritos;
• É dividido em:

→Sistema Nervoso Central


(SNC), responsável pela
recepção, interpretação de
estímulos e desencadeador de
respostas;

→Sistema Nervoso Periférico


(SNP) responsável por conduzir
os estímulos ao SNC assim
como levar as respostas ao
organismo como um todo.
Telencéfalo
Cérebro
Diencéfalo

Encéfalo Mesencéfalo
(Crânio)
Tronco
Ponte
Encefálico
Sistema
Nervoso Cerebelo Bulbo
Central

Nervos
Medula
Sensoriais
Espinhal
(Canal
Nervos
Vertebral)
Motores
• Medula Espinhal: Estende-se da base do crânio até a primeira vértebra
lombar; contém 31 pares de nervos espinhais (nervos sensoriais e
motores).

• Tronco Encefálico: Constituído pelo bulbo (contém centros para a


regulação das funções cardiovasculares, mantendo e controlando a
respiração e coordenando os reflexos de deglutição, vômito, tosse e
espirro), ponte (regulação da respiração e envio das informações do
cérebro ao cerebelo) e mesencéfalo (sistema de conexão dos sistemas
auditivos e visuais). Encéfalo

• Cerebelo: Coordenação do movimento, planejamento e execução;


manutenção da postura e coordenação dos movimentos da cabeça e
dos olhos.

• Cérebro: Responsável pela memória, sensações, raciocínio, emoções e


movimentos.
Substância Branca: Conduzir os
impulsos nervosos do corpo para
o cérebro;
Substância cinzenta: Produzir e
coordenar os impulsos nervosos
nos atos involuntários ou
inconscientes;
• Representa 78% do peso do encéfalo; responsável pela memória, sensações,
raciocínio, emoções e movimentos.

• Camada superficial – substâncias cinzentas (córtex cerebral)

• Fissura longitudinal – divide em dois hemisférios, cada um dividido em 4 lobos


principais:

→ Lobo frontal – é o maior lobo; controla o


afeto, a personalidade, o raciocínio.
→ Lobo parietal – sensorial (tato,
temperatura, dor)
→ Lobo temporal – sensitivo para paladar,
olfato e audição; memória de curto prazo.
→ Lobo occipital – sensações visuais.
Lobo Frontal:

Lobo Parietal:
• O cerebelo atua na manutenção do equilíbrio corporal e como
coordenador dos movimentos da musculatura esquelética, recebendo
informações de diversas partes do corpo.

• Como o cérebro, também está dividido em dois hemisférios e lobos.


• Relaciona-se com os ajustes dos movimentos, equilíbrio, postura e
tônus muscular.
• O tronco encefálico interpõe-se entre a medula e o cérebro.
• Situa-se ventralmente ao cerebelo;
• Conecta a medula espinhal com as estruturas encefálicas
localizadas superiormente.
→ Bulbo: Contém centros para a
regulação das funções
cardiovasculares, mantendo e
controlando a respiração e
coordenando os reflexos de
deglutição, vômito, tosse e espirro;

→ Ponte: Regulação da respiração e


envio das informações do cérebro ao
cerebelo;

→ Mesencéfalo: Sistema de conexão dos


sistemas auditivos e visuais;
• São responsáveis por proteger o encéfalo e a medula espinhal, formadas por
lâminas (ou membranas) de tecido conjuntivo.
→ Dura-Máter: mais externa e mais espessa;
→ Aracnóide: encontra-se ao meio dos folhetos onde se ramificam delicadas
fibras até a pia-máter, dando a idéia de uma teia de aranha. **Granulações
aracnóideas são responsáveis pela produção do líquor;
→ Pia-Máter: é a mais fina e a mais intimamente relacionada com o encéfalo e
medula espinhal;
• Está presente no espaço subaracnóide e nos
ventrículos, sendo formado cerca de 500ml/
dia/adulto.
• É quimicamente pobre em proteínas e dentre
suas principais
funções está a
proteção do sistema
nervoso central,
agindo como
amortecedor de
choques.
Cranianos
(Encéfalo) (12 Sensitivos
pares)
Nervos
Espinhais
(Medula) (31 Motores
pares)
Sistema
Gânglios
Nervoso
Periférico Fibras Sensitivas Viscerais (SNA)

Terminações Fibras Motoras


Nervosas

Terminações
Nervosas Livres
• Nervos: São formados por fibras nervosas
unidas por tecido conjuntivo, tendo
função de levar ou trazer informações ao
SNC.
→ Nervos Cranianos: se originam no
encéfalo;
→ Nervos Espinhais: se originam na medula;

• Gânglios: São aglomerados de corpos


celulares de neurônios localizados fora do
sistema nervoso central

• Terminações Nervosas: Estão presentes


nas extremidades de fibras sensitivas e
motoras, ou seja, são especializadas para
receber estímulos da superfície ou
interior do corpo.
• É um sinal elétrico transmitido através do
axônio.
• Inicia-se nos dendritos, com um estímulo que
desencadeia uma alteração nas cargas elétricas
dos neurônios, até os terminais axônicos.
• Esse sinal é transmitido de neurônio para um
neurônio, um órgão ou um tecido.
SNC

Somático (Ext.) Visceral (Int.)

Aferente Eferente Aferente Eferente

SNA
Sensibilidade Movimentos
Geral dos músculos
esqueléticos Simpático e
Parassimpático
Propriocepção
Músculo liso
Músculo Cardíaco
Glândulas
• Recebem informações do ambiente por meio
de receptores especializados na periferia e
transmitem as informações por uma série de
neurônios e retransmissões sinápticas do SNC.
Córtex Cerebral

• Receptores Sensoriais: Neurônio de Terceira Ordem

Tálamo
→Mecanorreceptores;
→Fotorreceptores; Tronco
Encefálico
→Quimiorreceptores; Neurônio de Segunda Ordem

→Termorreceptores;
→Nociceptores; RECEPTOR Neurônio de
Medula Espinhal
Primeira Ordem
• Processa Informações sobre o Tato, Posição,
Dor e Temperatura.

→Mecanorreceptores;
→Termorreceptores;
→Nociceptores;
• O sistema visual detecta e interpreta o estímulo luminoso, que
se apresenta como ondas eletromagnéticas. O olho pode
distinguir duas qualidades de luz: seu brilho e seu
comprimento de onda.

• Estruturas do Olho:

→ Esclera: É a parte branca do olho que serve de proteção.


→ Córnea: É uma estrutura transparente e resistente que permite a
passagem da luz para dentro do olho e ajuda a focalizá-la na retina.
→ Íris: É a parte que dá a cor dos olhos. Controla a entrada de luz através
da pupila.
→Pupila: É uma abertura na íris que aumenta ou diminui, controlando a
quantidade de luz que penetra no olho.
→ Cristalino: É uma lente biconvexa que auxilia na focalização da imagem
sobre a retina.
→ Retina:É responsável pela transmissão das imagens recebidas pelo
cérebro, através do nervo óptico.
• Estruturas do Olho:

→ Esclera
→ Córnea
→ Íris
→Pupila
→ Cristalino
→ Retina
• A audição, o sentido de ouvir, envolve a transdução das
ondas sonoras em sinal elétrico, que então pode ser
transmitido para o sistema nervoso, assim como
propicia meios que permitem o equilíbrio corporal.

• Estruturas da Orelha:

→ Orelha Externa: Composta pelo pavilhão auricular responsável


por captar o som e direcionar as ondas para o canal auditivo;
→ Orelha Média: Composta pela membrana timpânica e
ossículos auditivos (martelo, bigorna e estribo) responsável
pela amplificação do som. A membrana timpânica separa a
orelha externa da média;
→ Orelha Interna: É a porção sensorial do sistema auditivo,
formado pela cóclea, responsável pela conversão da onda
sonora em sinal elétrico e pelo aparelho vestibular,
responsável pelo equilíbrio corporal;
• Este sistema está interligado aos
sentidos químicos, envolvendo a
detecção do estímulo químico e a
transdução desses estímulos em
sinais elétricos, transmitindo-os
ao Sistema Nervoso.

• Moléculas odoríferas, dispersas


o ar, atingem os receptores
olfativos por meio da cavidade
nasal.

• A transdução olfatório envolve a conversão do sinal químico em


elétrico, iniciado no epitélio olfatório.
• O segundo sentido químico é a gustação.

• Substâncias químicas são detectadas e traduzidas


por quimiorreceptores localizados nos botões
gustativos dentro das papilas gustativas.

• Os sabores são misturas de


4 qualidades gustativas
elementares:
→Doce;
→Salgado;
→Azedo;
→Amargo;
• É um sistema involuntário que controla e
modula basicamente as funções dos órgãos.
• Apresenta duas divisões principais:
→SNA Simpático;
→SNA Parassimpático;

• De modo geral, esses dois sistemas têm


funções contrárias (antagônicas). Um corrige os
excessos do outro.
Pode ser definido, como uma resposta involuntária rápida, consciente ou não, que
visa uma proteção ou adaptação do organismo sendo originado de um estímulos
externos, realizada antes mesmo do cérebro tomar conhecimento do estímulo
periférico, consequentemente, antes deste comandar uma resposta, efetuada
então, a partir de uma decisão tomada na substância cinzenta da medula
espinhal e/ou do bulbo.
A paraplegia traduz-se na perda de controle e sensibilidade dos
membros inferiores, impossibilitando o andar e dificultando
permanecer sentado. Normalmente as lesões que resultam em
paraplegia situam-se ao nível da coluna dorsal ou coluna
lombar sendo que quanto mais alta for a lesão maior será a área de
impacto, abrangendo o controle e sensibilidade, uma vez que
a medula é afetada.

A tetraplegia ou quadriplegia é quando uma paralisia afeta todas as


quatro extremidades, superiores e inferiores, juntamente à
musculatura do tronco. À impossibilidade de mover os membros
associam-se, em grau variável, distúrbios da mecânica respiratória,
podendo causar demência leve.
Atividade
Fazer um resumo sobre a anatomia e fisiologia do
sistema nervoso central e periférico, descrevendo as
principais função e estruturas.

Descreva como é dividido o sistema nervoso


autonomo, e as principais respostas no coração e
pulmão.

Descreva o mecanismo do arco reflexo espinhal. Sua


resposta deve contemplar o estímulo, o receptor
(sensorial), as vias de condução até a ação
desempenhada.