Você está na página 1de 23

Curso Online:

Básico de Logística-Supply Chain


Seja Bem Vindo ao Curso Online Gratuito iEstudar !
O Curso Gratuito Online da iEstudar, através de sua metodologia EAD,
apresenta ao aluno um conteúdo teórico informativo básico sobre:

• Elementos da cadeia de suprimentos e distribuição comercial


• Gerenciamento de compras
• Operações Globais: Management
• Supply Chain Management: Estratégia
• Armazenagem
• Six Sigma na Cadeia de Abastecimento
• Supply Chain Processo de Re-Design
• Transporte de Carga
• Warehousing
• Os desafios da logística e interação com as áreas de negócio
• Abordagem multi-setor: indústria, consumo e serviços
Logística e Cadeia de Suprimentos

Basicamente, a gestão da cadeia de suprimentos é responsável pelos


métodos e sistemas operacionais ligados ao produto, direta ou indiretamente.
Por exemplo, cumpre as tarefas de compras, depósitos, inventários – da
produção até a pesquisa de satisfação do cliente.

Logística

●Função técnica dentro da cadeia de suprimentos;


●Processo interno de uma empresa, às vezes terceirizado para uma empresa

própria de logística;
●Objetiva baixos custos, modelo de distribuição just in time de produtos e

centros de distribuição.

Cadeia de Suprimentos

●Visão estratégica que abrange logística, aquisição e planejamento;


●Trabalha com fornecedores, fabricantes e outros parceiros externos;

●Objetiva vantagem competitiva ao trabalhar com parceiros externos para

impulsionar a inovação e redução de custos em todas as etapas da produção.


Gestão da Produção e Custos

Os custos com estoque dependem do volume de produtos com os quais


uma empresa trabalha e do período que um material precisa
permanecer alocado. Assim, quanto maior o tempo e a quantidade de
produtos, mais elevada será a despesa.

●Os gastos com estoque se dividem em:


●Custo de produto

●Custo de falta do produto

●Custo de manutenção

Processos logísticos bem-sucedidos estão relacionados à


rapidez e à eficiência nas etapas de recebimento e distribuição de
produtos.
Problemas como acidentes e roubos de cargas são, infelizmente, muito
comuns nas estradas brasileiras. Assim, a necessidade de investir em
práticas de gestão de risco faz com que o preço final do frete fique ainda
mais elevado.

Um planejamento tributário bem pensado e estruturado é vital para que a


empresa tome conhecimento de isenções fiscais, evite multas, ou até
busque sistemas de sociedade diferenciados para reduzir a cobrança de
taxas.

São impostos que incidem na logística:

●IRPJ
●CSLL

●PIS/PASEP

●CONFINS

●IPI

●ICMS

●ISSQN
Análise e Avaliação de Projetos

Neste processo, procura-se desenvolver alternativas que permitam


aumentar os riscos positivos (oportunidades) e minimizar os riscos
negativos (ameaças).

As estratégias possíveis para riscos negativos são eliminar,


transferir e mitigar.

Os riscos positivos podem-se explorar, compartilhar ou melhorar.


Aceitar é outra estratégia possível, tanto para ameaças quanto para
oportunidades. Ao planejar as respostas, é muito importante designar
um responsável para cada risco.
Gestão da Cadeia de Suprimentos

O gerenciamento de uma rede interligada de negócios envolvidos na


provisão final de pacotes produto e serviço requeridos por clientes
finais (Harland, 1996).

A gestão da cadeia de suprimentos abrange todo o movimento e


armazenamento de matéria prima, trabalho em processo de inventário,
e produtos acabados do ponto de origem até o ponto de consumo
(cadeia de suprimentos).

Supply chain management (SCM) ferramenta usada a


tecnologia possibilita gerencia cadeia de suprimentos eficácia e
eficiência. Sendo nos tempos modernos exigências do cliente, que
influencia diretamente na concorrência entre empresas.
As estratégias envolvidas na decisão de comprar versus fazer estão cada vez
mais sendo estudadas e abordadas.
Isso porque as organizações encontram-se num momento em que não
conseguem mais se diferenciar tanto da concorrência, em questões de
produtos ou posicionamentos, e estão focando cada vez mais em estratégias
focadas na área de Supply Chain.

Quinn e Hilmer (1994) sugerem formas mais detalhadas de identificar as


competências centrais de uma empresa. São sete pontos que devem ser
analisados:

1-focalizar conhecimentos e habilidades, não produtos ou funções


2-desenvolver competências de longo prazo
3-limitar o número de competências
4-escolher as melhores fontes
5-dominar a área de conhecimento
6-focalizar as necessidades do cliente
7- alinhar os sistemas organizacionais
Estoques, Armazenamento e Demanda

A atividade de gestão de estoque é considerada estratégica e


sua função é controlar os aspectos relacionados ao
abastecimento da linha de produção e à disponibilização de
produtos para venda.

Tarefas executadas dentro do armazém são de natureza


operacional. Tais como:

●recebimento de materiais;
●separação de produtos;

●alocação nas prateleiras;

●consolidação de pedidos.
Os materiais em estoque devem ser contabilizados para apurar os custos
envolvidos e estimar o preço de venda para o mercado consumidor. Os níveis
de estoque também têm influência na sua capacidade de abastecer a linha
de produção e atender à demanda dos consumidores.

O número de itens em estoque — sejam eles matérias-primas ou produtos


acabados — é uma fonte de preocupação para os gestores. Por isso, a
melhor forma de equilibrar os artigos consumidos e planejar o
reabastecimento é realizar o controle diário das movimentações.

O espaço físico de um armazém deve refletir as características dos tipos de


materiais que abriga. Por exemplo, os produtos químicos devem ser mantidos
isolados para evitar contaminação e acidentes. Já os materiais de consumo
podem ser armazenados em prateleiras para aproveitar melhor o local.
As empilhadeiras e elevadores são equipamentos comuns no cotidiano de
um depósito.
São fundamentais para a movimentação de grandes volumes ou de um
número elevado de caixas empilhadas.
Essa é uma forma de otimizar o tempo na separação de produtos e
consolidação das cargas para transporte.

As vantagens da automatização são:

●integração
●entre robótica e sistemas de gestão;

●possibilidade de separação computadorizada dos pedidos;

●ampliação do uso de esteiras para retirar os itens das prateleiras.

Com materiais diversificados e em grandes quantidades, a identificação


de cada item torna-se um desafio. Uma das soluções disponíveis é a
classificação de todo o estoque mantido pela empresa.
Sistema de Transporte e Distribuição

O transporte é uma das principais funções logísticas. Além de representar


a maior parcela dos custos logísticos na maioria das organizações, tem
papel fundamental no desempenho de diversas dimensões do Serviço ao
Cliente.

As principais funções do transporte na Logística estão ligadas


basicamente às dimensões de tempo e utilidade de lugar.
Um dos principais pilares da Logística Empresarial moderna é o conceito
de Logística Integrada.

Através deste conceito as funções logísticas deixam de ser vistas de


forma isolada e passam a ser percebidas como um componente
operacional da estratégia de Marketing.
Imagem: José Claro. Centro de distribição numa cadeia de abastecimento (Adaptado de Ballou, 1999). Wikipédia, a enciclopédia livre.
Na escolha de um Centro de Distribuição devemos ter em conta
o seguinte (Farah, 2002, pag. 45):

●A diversificação dos canais de distribuição;


●A dimensão da área a ser atendida e os requisitos mínimos necessários

para efetuar um serviço com qualidade e eficiência;


●As características do produto a ser entregue;

●A estrutura operacional mínima necessária.

●Como armazéns intermédios, os centros de distribuição precisam estar

atentos às novas procuras empresariais.

Para agregar conhecimento, a plataforma de Cursos Online Grátis da


iEstudar disponibiliza gartuitamente o Curso Vistoria de Containers.
Matricule-se já com um clique no botão abaixo:
Sistema de Informação e Inovação

A gestão da cadeia de suprimentos de uma empresa requer muito


planejamento e controle para que suas diferentes e etapas e processos
sejam executados da melhor maneira possível.
Para isso, é importante não só avaliar as necessidades e recursos do
negócio, como investir em Tecnologia da Informação na Logística. Essa
medida permite obter ganhos de produtividade, gestão e economia financeira.

A Tecnologia da Informação na logística permite que os gestores consigam


redesenhos de processos ligados ao planejamento de demanda,
armazenagem e distribuição. Esses novos fluxos podem ser mais eficazes,
entregando maior desempenho e resultados para a empresa.

O Warehouse Management System (WMS), ou Sistema de Gerenciamento


de Armazém, é uma tecnologia muito importante para os centros de
distribuição. Ela integra processos e tecnologias com eficiência, além de
registrar as movimentações ocorridas no armazém. Nesse sentido, ela marca
o local e horário em que uma ação foi realizada e calcula os recursos e o
tempo que levou.
Avaliação de Desempenho

Os indicadores de desempenho (KPIs) logísticos são utilizados para rastrear,


visualizar e otimizar todos os processos relevantes do departamento de
logística.

A utilização de KPIs garante que você esteja sempre avaliando sua


performance em relação a um benchmark estático. Dessa forma, as
flutuações se tornam imediatamente visíveis e, se o desempenho se
mover na direção errada, você poderá responder rapidamente, fazendo os
ajustes necessários. 12

10

Coluna 1
A definição dos indicadores de 6
Coluna 2

desempenho logístico vai depender 4


Coluna 3

das características gerais do seu


2
negócio e da sua composição logística.
0
Linha 1 Linha 2 Linha 3 Linha 4
Logística Sustentável

As empresas Coca-Cola estão apostando em uma série de


práticas sustentáveis no transporte de suas cargas. E diversas
empresas com atuação mundial já têm dado a devida importância
ao conceito de logística sustentável, incluindo metas e boas
práticas de adoção.

No Brasil, existem algumas iniciativas que envolvem sindicatos,


órgãos do setor e companhias interessadas no assunto.

A logística assume um papel importante na dinâmica de qualquer


empresa. É por meio dela que prazos são cumpridos, os acordos
são honrados com excelência, o cliente consegue ter suas
expectativas atendidas e, assim, melhorar a rentabilidade média do
negócio, bem como melhora a sua imagem perante o mercado.
A logística sustentável é aquela na qual há uma otimização na entrega do
produto, atendendo às expectativas do cliente no que concerne a tempo e
custo.

Ao mesmo tempo, otimiza o uso dos recursos necessários, evitando


emissões de gases poluentes em excesso na atmosfera, desperdícios
de insumos, entre outras ações.

Para se enquadrar nessa categoria, é preciso também:

●incentivar a geração de empregos, principalmente a partir de funcionários


locais;
●melhorar a distribuição de renda;

●aprimorar a qualidade de vida daqueles que trabalham para a empresa.

Implementação do Decreto Nº 7.746 de 5 de junho de 2012.


A partir da elaboração do Plano de Logística Sustentável (PLS), é
possível criar iniciativas que auxiliem não só a criar um ambiente
que respeite o meio ambiente, mas que também melhorem os
resultados a curto e a longo prazo da empresa, bem como criar
meios objetivos de mensuração para conferir os avanços da
implementação.
Agradecemos por escolher a iEstudar.

Blog https://iestudar.com/blog/

Site https://iestudar.com/
Referências Bibliográficas

Sobre o autor:
EQUIPE TRUCKPAD.Qual é a diferença entre Logística e Cadeia de Suprimentos?
Disponível em:
https://blog.truckpad.com.br/dicas-de-logistica/diferenca-logistica-e-cadeia-de-suprimentos/
Pesquisa equipe IEstudar em: 19/03/2020

Patrus Transportes. Conheça os 7 principais custos logísticos e como otimizá-los.


Disponível em:
https://patrus.com.br/blog/conheca-os-7-principais-custos-logisticos-e-como-otimiza-los/

Walter Puppo.Gerenciamento de Riscos na Cadeia de Suprimentos.


Disponível em:
https://www.ilos.com.br/web/gerenciamento-de-riscos-na-cadeia-de-suprimentos/

Wikipédia, a enciclopédia livre.


Disponível em:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gest%C3%A3o_da_cadeia_de_suprimentos

Blog Logística.ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE GESTÃO DE ESTOQUE E ARMAZENAGEM.


Disponível em:
https://www.bloglogistica.com.br/gestao/entenda-as-diferencas-entre-gestao-de-estoque-e-armazenagem/

Peter Wanke. O PAPEL DO TRANSPORTE NA ESTRATÉGIA LOGÍSTICA.


Disponível em:
https://www.ilos.com.br/web/o-papel-do-transporte-na-estrategia-logistica/

Design Instrucional iEstudar


Pesquisa equipe IEstudar em: 08/05/2020
Wikipédia, a enciclopédia livre.Centro de distribuição.
Disponível em:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Centro_de_distribui%C3%A7%C3%A3o

Patrus Transportes. 7 exemplos que provam o impacto da Tecnologia da informação na Logística.


Disponível em:
https://patrus.com.br/blog/7-exemplos-que-provam-o-impacto-da-tecnologia-da-informacao-na-logistica/

Siteware.O QUE SÃO INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO: 5 EXEMPLOS PARA USAR EM SUA
EMPRESA.
Disponível em:
https://www.siteware.com.br/processos/o-que-sao-indicadores-desempenho-logistico/

EQUIPE TRUCKPAD. Logística sustentável é o foco de grandes empresas no Brasil.


Disponível em:
https://blog.truckpad.com.br/dicas-de-logistica/logistica-sustentavel/

Prestex. O que é logística sustentável e qual a sua importância para as empresas?


Disponível em:
https://www.prestex.com.br/blog/o-que-e-logistica-sustentavel-e-qual-a-sua-importancia-para-as-empresas/

Design Instrucional iEstudar


Pesquisa equipe IEstudar em: 08/05/2020