Você está na página 1de 4

CÁLCULO I – MATEMÁTICA/ADMINISTRADORES 2020-2

ÁLGEBRA DE MATRIZES
MATRIZES Adição e Subtração de Matrizes
Se A e B são matrizes da
Definição. Uma matriz é uma lista de mesma dimensão, então a soma A + B
números dentro de um colchete, por é a matriz obtida somando cada
exemplo:
elemento aij de A e bij de B
 −4 5 12  resultando aij + bij . Por exemplo: sejam
0 1 8
1 −4 5   ,  2 1 0 5 −2 1 
A=  , B =
 − 
7 0 −2

3 10 9
 A =  −1 0 2  , B = 3 1 −1 e
 −6 0 −1  4 −2 7  1 −3 2 
3 calcule A + B .
1 7
C= , D =  −2  e  2 + 5 1 + (−2) 0 +1 
11 13 
 1  A + B =  −1 + 3 0 +1 2 + (−1) 
E =  2 0.5 0 −2 / 3 .  4 + 1 −2 + (−3) 7 + 2 

Cada número em uma matriz é 7 −1 1


chamado de elemento da matriz. =  2 1 1 .
 
A matriz A é uma matriz de dimensão 5 −5 9
2  3 , isto é, tem 2 linhas e 3 colunas.
Ou seja, uma A é uma matriz Multiplicação de uma Matriz por um
retangular de 2  3 . A matriz B é uma Escalar
matriz retangular de 4  3 . Enquanto a Sejam A uma matriz e k um
matriz C é uma matriz quadrada de escalar. O produto kA é a matriz obtida
dimensão 2  2 . As matrizes D e E são pela multiplicação de cada elemento de
matrizes coluna e linha de dimensão A por k . Por exemplo:
3 1 e 1 4 respectivamente.  1 −2  1 3 −2  3  3 −6
3 = = 
A posição de um elemento em uma −2 1  −2  3 1 3  −6 3 
matriz é dada pela interseção de uma Multiplicação de duas Matrizes
linha e uma coluna, por exemplo, Dadas as duas matrizes A e B .
considere uma matriz quadrada: Para realizar o produto, observe a
matrizes de esquerda à direita: verifica-
 a11 a12 a13  1 −1 3  se se o número de colunas da matriz A
A =  a21 a22 a23  =  2 5 1  . é igual ao número de linhas de B .
 a31 a32 Depois multiplica-se cada linha de A
a33  5 11 −1
por cada coluna de B . Por exemplo,
a11 = 1 , neste caso o subíndice me diz calcule AB , onde
que este elemento está na posição da  2 3  5 0 2
linha 1 e coluna 1. Os elementos a11 = 1 , A=  e B =  −1 7 11
 3 2  
a22 = 5 e a33 = −1 está na diagonal
Assim, começa-se por multiplicar a linha
principal da matriz.
1 de A pela coluna 1 de B , vem:

PROF. DR. JORGE L. P. FELIX UFFS-2020-2 AULAS REMOTAS: uffs.webex.com/meet/jorge.felix


CÁLCULO I – MATEMÁTICA/ADMINISTRADORES 2020-2

 2 3  5 0 2 O det A é dado pela soma de seis


3 2  −1 7 =
  11 produtos, três com sinal positivo e três
com sinal negativo.
 2  5 + 3  ( −1)  
 .  1 −1 2  1 −1 2 1 −1
   
det  −2 3 0  = −2 3 0 −2 3
De seguida, multiplica-se a linha 1 de A  1 1 1  1 1 1 1 1
pela coluna 2 de B ; multiplica-se a linha
1(3)(1) + (−1)(0)(1) + 2(−2)(1)
1 de A pela coluna 3 de B . Obtém-se:
−2(3)(1) − 1(0)(1) − (−1)(−2)(1)
 2 3  5 0 2  = −9
3 2  −1 7 11 =
   Casos em que o determinante é igual
7 2  0 + 3  7 2  2 + 3 11 a zero
    (a) Quando todos os elementos de uma
 
linha ou coluna são nulos
7 21 37 
= . Repete-se o 0 0 0 0 3 1 
    
det  2 3 4  = 0 , det 0 4 2  = 0
 
procedimento, multiplica-se a linha 2 da
 0 5 6  0 5 3 
matriz A pelas colunas 1, 2 e 3 de B ,
obtém-se:
(b) quando duas linhas (colunas) são
 7 21 37  iguais ou uma linha (coluna) é múltiplo
AB =  . da outra linha (coluna)
13 14 28
 5 2 3 −3
DETERMINANTES  
det  4 5 6  = 0 , linha 2 e linha 3
4 5 6 
Definição. Sendo A uma matriz 
quadrada, chama-se determinante de são iguais.
A , representado por det A ou A , ao
SISTEMA LINEARES
número que se pode obter, operando
com os elementos, de acordo com as O seguinte sistema de equações
definições: lineares ( m equações e n incógnitas)

Determinante de ordem 2 2x − 3 y = 5
a a x + 2 y = −3
det A = 11 12 = a11a22 − a12 a21
a21 a22
é equivalente a equação matricial
EXEMPLO: 2 −3  x   5 
1 2   y  =  −3
1 2     
det   = 1(4) − 2(3) = −2
3 4  2 −3
Onde 1 2  é a matriz dos
Determinante de ordem 3  
O cálculo de det A pela regra de  x
coeficientes,   é a matriz coluna das
Sarrus.  y

PROF. DR. JORGE L. P. FELIX UFFS-2020-2 AULAS REMOTAS: uffs.webex.com/meet/jorge.felix


CÁLCULO I – MATEMÁTICA/ADMINISTRADORES 2020-2

5
incógnitas e   é a matriz constante.
 −3  IMPORTANTE: Da matriz aumentada
Simbolicamente vem usada: final que resulta após das OE, a matriz
de coeficientes tem que ser matriz
Ax = b
triangular superior. Chama-se matriz
Também é equivalente a matriz triangular superior a matriz quadrada
aumentada: cujos elementos abaixo da diagonal
principal são todos.
 2 −3 5 
1 2 −3 . [a] Iniciar pelo pivô diferente de zero da
 
primeira coluna da posição a11 = 1
OPERAÇÕES ELEMENTARES QUE
PRODUZEM MATRIZES EQUIVALENTES [b] Devemos zerar os elementos abaixo
do pivô: a21 = 2 e a31 = 3 . Fazendo as
O método básico de resolver um
sistema linear é substituir o sistema seguintes OE por linha:
dado por um sistema novo que tem o
mesmo conjunto solução, e é mais a  2
L2  L2 −  21  L1 = L2 −   L1
simples de resolver.  a11  1
Este sistema novo é geralmente
obtido numa sucessão de passos a  3
aplicando os seguintes três tipos de L3  L3 −  31  L1 = L3 −   L1
 a11  1
operações para eliminar
sistematicamente as incógnitas 1 1 2 | 9 
chamadas operações elementares Obtém-se: 0 2 −7 | −17 
sobre linhas:  
0 3 −11 | −27 
(a) troca de duas linhas: Lk  Ll
[c] Repete-se o procedimento na
(b) multiplicação da linha por um escalar segunda coluna do pivô a22 = 2 .
não nulo: Lk  cLl Fazendo a seguinte OE por linha:
(c) substituição de uma linha por c a  3
L3  L3 −  32  L2 = L3 −   L2 . Resulta:
vezes a outra linha mais pela mesma  a22  2
linha: Lk  cLi + Lk
1 1 2 | 9 
EXEMPLO. Resolver o sistema linear: 0 2 −7 | −17  .
 
x + y + 2z = 9 0 0 −1/ 2 | −3 / 2 
2 x + 4 y − 3z = 1
[d] A matriz dos coeficientes está na
3x + 6 y − 5 z = 0 forma triangular superior, podemos
aplicar o algoritmo de substituição
SOLUÇÃO. Na forma de matriz
regressiva:
1 1 2 | 9
aumentada:  2 4 −3 | 1  (−1/ 2) z = −3 / 2 ; z = 3 . Substituir na

 3 6 −5 | 0 segunda linha: 2 y + (−7)(3) = −17 ; y = 2
e este substituir na primeira linha:
x + (2) + 2(3) = 9 ; x = 1 .

PROF. DR. JORGE L. P. FELIX UFFS-2020-2 AULAS REMOTAS: uffs.webex.com/meet/jorge.felix


CÁLCULO I – MATEMÁTICA/ADMINISTRADORES 2020-2

Sugestão: compare sua resolução com:


https://youtu.be/sqgMAjP5M48
EXERCÍCIOS
[5] O aluno Romário tenta resolver o
[1] Multiplicação de matrizes. Ache o
sistema linear:
produto indicado, caso exista:
2 x1 − 2 x2 + x3 = 3
[a] AB , [b] BA , [c] CD , [d] DC , [e] EF
3x1 + x2 − x3 = 7
2 2
[f] FE , [g] A , [h] C x1 − 3x2 + 2 x3 = 0
Onde as matrizes são:
E obteve a seguinte matriz aumentada:
2 1
1 −1 0 1 1 −3 2 | 0 
A =  1 0  , B= , 0 1 −0.7 | 0.7  e a partir deste
 −1 2  2 1 2 0  
0 0 −0.2 | 0.2 
2 6 1 2 obtém os resultados: x1 = 2 , x2 = 0 e
C= , D= ,
 −1 −3 3 6  x1 = −1 . Concorda com Romário de ter
 −5 chegado a essa matriz aumentada por
E =  2 −3 0 , F =  2  .
  escalonamento? Justifique.
 −2
[6] Resolver o sistema linear pelo
[2] Resolver o sistema linear de método de escalonamento:
dimensão 2x2 pelo método da inversa: 10 x1 + x2 − 2 x3 = 2
a a12   x   b1  x1 − ax2 + x3 = 3
Se  11 =
a22   y  b2 
então
 a21 2 x1 − x2 − 10 x3 = 3

−a12   b1  Onde a é o número de dois últimos


x 1  a22
 y  = (a a − a a )  −a a11  b2 
dígitos da matrícula aluno. Se a for
  11 22 21 12  21
menor de 10 adicione a este 20 ( a +20).
Importante: em cada passo deve
 2 −5  x   7 
Em: −2 4   y  =  −6 . Compare o mostrar o que OE fez. Verifique seus
     resultados no sistema linear original.
procedimento e o resultado com:
https://youtu.be/JoJ3-7M5RKQ Sugestão: Instale o software livre
SCILAB 6.0.1 ou 6.0.2 no seu
[3] Resolver o sistema linear usando computador. Com este ambiente pode
operações elementares por linha: verificar a solução de um sistema linear.
 2 −5  x   7  Inserir as instruções no Prompt (- - >):
−2 4   y  =  −6 .
     - - > A=[ 10 1 -2;1 -18 1;2 -1 -10] [enter]
[4] Resolver o sistema linear usando - - > b=[2;3;3] [enter]
operações elementares por linha (outros
chamam de forma escalonada reduzida - - > x=inv(A)*b [enter]
por linha):
x+ y+z =3
x + 2 y + 3z = 0
x + 3 y + 4 z = −2
PROF. DR. JORGE L. P. FELIX UFFS-2020-2 AULAS REMOTAS: uffs.webex.com/meet/jorge.felix

Você também pode gostar