Você está na página 1de 2

Atividade Consolidação

2021.1

Disciplina: Direito das Obrigações e Prof. Liz Santana liz.santana@unifacs.br


Responsabilidade Civil

Turma: DIR 137 NR01 Data:

Leia os casos abaixo e identifique nas relações jurídicas obrigacionais descritas a


classificação que estudamos, considerando a modalidade, o objeto, os sujeitos, o
conteúdo ou expectativa, o elemento acidental, a liquidez e o modo de execução. Para
tanto utilize os artigos do Código Civil.

01. FRIFOI pessoa jurídica de direito privado estabeleceu contrato de compra e


venda na condição de compradora com RAÇAFORTE, vendedora, em
12/01/2020. O objeto do contrato é “entrega de 2000 cabeças de gado da raça
Aberdeen Angus”. O valor pactuado foi de R$ 20.000,00 por cabeça, com
pagamento inicial de 20% no ato da assinatura do contrato. O tempo que ficou
acordado para a entrega dos gados foi de 12 meses, visto que A FRIFOI atua no
mercado de revenda da carne e estimaram tratar-se de tempo necessário para o
abate. O conflito entre as partes iniciou quando em 15/12/2020, antes da
concentração e entrega do pactuado, os animais foram acometidos por uma
doença respiratória, muitos morreram e a RAÇAFORTE foi autuada pelo órgão de
fiscalização e impedida de comercializar os animais. Tendo em vista tal
acontecimento a FRIFOI exigiu o cumprimento da obrigação já que possui
contratos firmados para revenda da carne e caso não os cumpra, terá que pagar
multa e indenizações. Nesse caso, argumenta a empresa credora trata-se de dar
coisa incerta e nos termos do CC/02 a devedora tem que arcar com o risco e
entregar as cabeças de gado não importando a dificuldade ou o custo. Ademais,
alega haver culpa da devedora por falta de cuidados com o objeto pactuado que
era depositário, requerendo ainda perdas e danos.
A RAÇAFORTE por sua vez, alega que não possuir culpa pelo adoecimento dos
animais e que a determinação de não os vender para o consumo ainda não é
definitiva e que ele poderia entregar as 2000 cabeças de gado naquelas
condições. Afirma que em vista da pandemia de covid está em dificuldades não
tendo condições adquirir as cabeças de gado de terceiros, e que a manutenção
do contrato seria excessivamente onerosa para empresa.
Tendo em vista os argumentos trazidos pelas empresas:

a. Identifique as obrigações aqui descritas tendo em consideração a


classificação das instruções
b. Elabore parecer que contenha uma resolução para o caso dado, contendo
embasamento doutrinário, embasamento legal e jurisprudência que
corrobore sua argumentação.

02. Gabriela Novaes MEI, Tayrone Greton MEI e Caruzo Borba MEI, realizaram
contrato de compra e venda de chocolate puro da CHOCOBOM. A entrega da
coisa estava prevista para dia 22/03/2021, para que consigam cumprir a
produção e entregas da Páscoa. Ocorre que na data aprazada, a CHOCOBOM
mandou entregar em seus endereços chocolate hidrogenado, material diverso
do pactuado. Questionada pelos credores a empresa apontou a cláusula 03 do
contrato que ao se referir ao objeto fazia menção a chocolate puro ou chocolate
hidrogenado e que, a escolha pelo material cabia a empresa, não havendo o que
reclamar. Os credores, afirmaram que, embora não conste do contrato a escolha
caberia a eles e não empresa e que não poderiam ser obrigados a aceitar coisa
diversa.
Tendo em vista os argumentos das partes:

a. Identifique as obrigações descritas considerando a classificação das


instruções
b. Elabore parecer que contenha uma resolução para o caso dado, contendo
embasamento doutrinário, embasamento legal e jurisprudência

03. Cris Patrius, Mana Patrius e ZicoPatrius são devedores de Renato Bonfim. A
prestação envolvida é dar relógio herdado. Antes da tradição, o relógio se
perdeu, por negligência destes, caiu e espatifou-se. Sendo assim o que ocorre
com a obrigação? Renato Bonfim poderá cobrar algo de Mana Patrius, o que
poderá cobrar? Sendo a culpa apenas de Cris Patrius, quanto Renato Bonfim
poderá cobrar de Zico Patrius? Responda as indagações e não esqueça de
justificar apontando os artigos do Código Civil.

04. Rogerio Silva contrata Martina Mota para que ela elabore um contrato de
decoração para a sua casa, cuja chave acabou de receber. Martina entrega o
projeto na data aprazada, mas Rogério não o aprova, pretendendo exigir perdas
e danos de Martina pelo descumprimento da obrigação. Sendo assim classifique
a obrigação nascida do contrato; A argumentação de Rogério tem respaldo na
legislação?