Você está na página 1de 2

RESUMO

O texto de Victor Olgyay tem como premissa desvendar os fatores chave


para determinar a relação entre o “clima” e a arquitetura em sua forma. Em
princípio relatando como o clima foi, e ainda é, um aspecto importantíssimo no
aprimoramento da técnica e do projeto das criações humanas. Assim Olgyay
disserta sobre como pode ser traçado as escalas climáticas para a busca pelas
soluções em cada situação, tendo, assim, o máximo do conforto possível.
Para o prosseguimento da análise, o autor esbarra com a definição da
moradia, para tal é composta tanto por um local que serve de abrigo de
intempéries quanto o significado dela para o seu morador, a liberdade para o
homem ao permitir a residência em qualquer local independente da situação
climática.
Seguindo, o autor agora discorre sobre os tópicos que são intrínsecos ao
clima, são esse: temperatura (calor/frio), umidade, vento, chuva e radiação
solar e, também, a falta de tais elementos.

PALAVRAS-CHAVE
Clima; adaptação; moradia; conforto; interação.

IDEAÇÃO
A relação entre clima e a ideia de moradia estão intrinsecamente
conectadas.

CITAÇÕES
[...] “em todo caso, as tentativas de solucionar os problemas do clima
devem ter consequências importantes na forma." pág. 112

"Quanto mais agudas são as condições climáticas, mais limitada e fixa


será a forma e haverá menos variação do que se poderia chamar de
“funcionalismo climático puro”." pág. 113

"Estas moradias não são soluções individuais, mas soluções de grupo


que representam uma cultura e sua resposta às características de uma região
— Seu clima geral e seu microclima, seus materiais típicos e sua topografia.”
Pág. 115
“A interação de todos estes fatores explica a similaridade das soluções
separadas por milhares de anos e quilômetros e as diferenças entre soluções,
aparentemente, em áreas e condições parecidas." pág. 115

"Minha intenção é examinar soluções para as diferentes forças


ambientais em áreas diferentes em vez de utilizar o método tradicional de
descrever “os mecanismos clássicos do controle térmico” para as principais
zonas climáticas." pág. 117

CONCLUSÃO
O autor determina que o clima, em seus múltiplos fatores, assim como
faz parte essencial da história das criações humanas tem peso importante no
avanço das técnicas de tais, das culturas e na liberdade do homem. Assim
como é vasta a interferência do clima também é os estudos para contorná-la ao
se ter diversos estudos pelo mundo para se habitar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Ao ler o texto de Victor Olgyay, compreendi e concordo com as análises
quanto a vasta é a intercessão entre clima e moradia. Como o conforto é a obra
entre essas duas partes. As críticas somente são quanto ao formato de
expressividade do autor em repetir alguns pontos e a uma pequena falta de
clareza ao explicar cada tipo de solução dos fatores do clima. Talvez mais
representações gráficas poderiam otimizar o entendimento e deixa-lo mais
“leve”.

Você também pode gostar