Você está na página 1de 497

CESPE SERVIÇO SOCIAL

Em consonância com o entendimento do STJ, assinale a opção correta no que


concerne à LOAS. 
 a)
A aposentadoria no valor de um salário mínimo percebida por idoso integrante do
grupo familiar deve ser incluída no cálculo da renda familiar per capita, para fins de
apuração da condição de miserabilidade, a qual constitui requisito para a concessão do
benefício assistencial previsto na LOAS.

 b)
O direito à concessão do benefício assistencial da LOAS pode ser exercido a qualquer
tempo, não havendo prescrição do fundo de direito quando a autarquia previdenciária
nega a concessão do benefício na via administrativa. 

 c)
Caso questione em juízo o cancelamento unilateral de benefício previdenciário de
pessoa hipossuficiente, a DP não agirá em consonância com a jurisprudência sobre o
tema, pois, constatada a irregularidade na concessão do benefício, a autarquia
previdenciária não estará obrigada a conceder a oportunidade para o exercício do
contraditório e da ampla defesa.

 d)
A DP, ao questionar judicialmente o indeferimento da concessão do benefício de
prestação continuada a pessoa com deficiência hipossuficiente, deve comprovar, por
outros meios, que essa pessoa não tem condições de prover a própria manutenção, já
que a comprovação da renda per capita inferior a um quarto do salário mínimo não é
suficiente para presumir a miserabilidade. 

 e)
Caso o salário de contribuição de um segurado supere o valor legalmente fixado como
critério de baixa renda, eventual ação judicial movida pela DP para a obtenção do
auxílio-reclusão não terá êxito, pois a jurisprudência não admite, para a concessão do
referido benefício, que o julgador flexibilize o critério econômico para o deferimento do
benefício.

A) ERRADO. Não se inclui a renda do idoso no cálculo da renda per capita. Art. 34,
parágrafo único, Estatuto do Idoso e interpretação confirmada pela juris pacificada do STJ.
B) CERTO. "Em outras palavras, o direito à obtenção de benefício previdenciário é
imprescritível, apenas se sujeitando ao efeito aniquilador decorrente do decurso do lapso
prescricional as parcelas não reclamadas em momento oportuno" (AgRg no AREsp
506.885/SE, Rel. Ministro SÉRGIO KUKINA, PRIMEIRA TURMA, julgado em 27/05/2014,
DJe 02/06/2014).
C) ERRADO. "É firme o entendimento desta Corte de que a suspensão ou cancelamento
de benefício previdenciário concedido mediante fraude pressupõe, necessariamente, prévio
e regular procedimento administrativo, no qual seja assegurado ao beneficiário o direito à
defesa, ao contraditório e ao devido processo legal." (AgRg no REsp 1373645/RS, Rel.
Ministro NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO, PRIMEIRA TURMA, julgado em 12/05/2015, DJe
21/05/2015).
D) ERRADO. A renda per capita de até 1/4 é suficiente para comprovar a situação de
pobreza. Contudo, (e aqui está a tentativa de confundir o candidato) se a renda for
superior, existem outros meios para comprovar a situação de miserabilidade.
(Juris STJ a conferir).
E) ERRADO. "À semelhança do entendimento firmado por esta Corte, no julgamento do
Recurso Especial 1.112.557/MG, Representativo da Controvérsia, onde se reconheceu a
possibilidade de flexibilização do critério econômico definido legalmente para a concessão
do Benefício Assistencial de Prestação Continuada, previsto na LOAS, é possível a
concessão do auxílio-reclusão quando o caso concreto revela a necessidade de proteção
social, permitindo ao Julgador a flexiblização do critério econômico para deferimento do
benefício, ainda que o salário de contribuição do segurado supere o valor legalmente fixado
como critério de baixa renda." (AgRg no REsp 1523797/RS, Rel. Ministro NAPOLEÃO
NUNES MAIA FILHO, PRIMEIRA TURMA, julgado em 01/10/2015, DJe 13/10/2015)

A influência da teoria social de Marx na categoria profissional vincula-se à


compreensão de que as relações sociais são sempre mediatizadas por situações e
instituições que revelam/ocultam relações sociais imediatas.
CERTA
"Na medida em a prática conservadora foi sendo desqualificada, com toda a razão, não se
investiu em análises sobre o fazer profis- sional e nem se gestaram formas inovadoras de
ação profissional, compatíveis com o perfil estabelecido pelo novo currículo, sendo a
preocupação maior, entre os docentes/pesquisadores, se apropriar do novo marco teórico
indicado pelo currículo de 1982. (Nogueira, 2010, p. 5).
 A esse respeito, convém recordar que a partir da década de 1980-90 é destaca- do o
protagonismo do Serviço Social crítico. Ou seja, a teoria social de Marx passa a ser
articulada de maneira mais efetiva com a profissão, por intermédio, inicialmente, das
análises de Iamamoto em 1982 no livro Relações sociais e Serviço Social no Brasil, teoria
que apreende o ser social a partir de mediações. Portanto, os fatos e dados passam a ser
vistos como indicadores, e não como fundamentos do horizonte analítico. Isto é, as
relações sociais são sempre mediatizadas por situações, instituições que ao
mesmo tempo revelam/ocultam as relações sociais imediatas."
A “viagem de volta”:*66 significados da pesquisa na formação e prática
profissional do Assistente Social

Inicialmente, o serviço social brasileiro manteve relação com a Igreja Católica e


assumiu caráter conservador, calcado na teoria social positivista. A partir dos anos
1950, passou a ser influenciado pelo serviço social norte-americano, fundamentado
em pensamento de cunho liberal.
ERRADA
De inicio teve forte influência com o NEOTOMISMO. A partir da década de 1940 com o
POSITIVISMO !
O processo de institucionalização do serviço social no Brasil foi um dos recursos utilizados
pelo Estado e pelo empresariado para enfrentar a questão social em um momento em que as
manifestações cotidianas adquiriram expressão política.
CERTA
Entre as vertentes do movimento de reconceituação do serviço social, a chamada
vertente modernizadora é caracterizada pela incorporação de abordagens
funcionalistas, estruturalistas e sistêmicas, de matriz positivista, cuja perspectiva se
baseia na modernização tecnológica e em processos de relações interpessoais como
mediações do desenvolvimento social e do enfrentamento da marginalidade e da
pobreza.
CERTA

A perspectiva modernizadora ou estrutural funcionalista não possui discussões de cunho


político, de transformação da sociedade. Esforça-se para que o A. Social colabore com o
desenvolvimento do país.( W. Gontran) 

Fundamentada nas abordagens funcionalistas, estruturalistas e posteriormente sistêmicas,


todas de matriz positivista, tal perspectiva , segundo Yazbek (2000), configurou para a
profissão um projeto renovador tecnocrático, pautado na busca da eficiência e eficácia que
norteou a produção do conhecimento teórico e a ação profissional. Direcionada a uma
modernização conservadora e à melhoria do sistema através do desenvolvimento social e
do enfrentamento da pobreza na perspectiva de integração da sociedade, recorreu-se aos
recursos da modernização tecnológica e a processos interpessoais. 

Caso um profissional assistente social seja exonerado por defender os princípios da


ética profissional, ele deve ser substituído por outro profissional da mesma
categoria, no período de análise dos motivos da exoneração.

ERRADA

Fere o código de ética, um profissional assumir no lugar do outro, por defender os


princípios do código de ética e ser exonerado.

É vedado ao assistente social o uso da técnica de devolução — baseada em


informações colhidas em estudo e comumente utilizadas pela área de psicologia —,
visto que se trata de terapia não prevista nas competências do assistente social.

ERRADA

Na entrevista de devolução, o psicólogo deve ter o cuidado em abordar com as partes os


principais aspectos que foram levantados na avaliação e que serão descritos no relatório a
serem anexados nos autos.  Na entrevista de devolução algumas idéias e colocações que
ampliarão o entendimento da situação, geralmente complexa. A devolução dos dados ajuda
as pessoas a enfrentar as novas situações que se apresentam no cotidiano. 
no texto: http://www.cressrj.org.br/site/wp-content/uploads/2015/09/web-PRAXIS84.pdf
"Olhar o sujeito em sua integridade é uma premissa da entrevista. Na visão da assistente
social Gizelly Ilha, do Consultório na Rua da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, que
atende pessoas em situação de rua na região do centro da cidade, esse instrumento é
dinâmico e pode dar conta de uma realidade maior que a demanda imediata do usuário.
Perceber de forma crítica o entorno da população e devolver o resultado da entrevista
como análise concreta também é um dos prismas da entrevista.
PORTANTO, percebe-se que a técnica de devolução também pode ser usada pelo
Assistente Social.

De acordo com o Código de Ética Profissional do Assistente Social, a ampliação e a


consolidação da cidadania constituem princípio fundamental e visam à garantia dos
direitos civis, sociais e políticos da população.

CERTA

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

Reconhecimento da liberdade como valor ético central e das demandas políticas a ela
inerentes - autonomia, emancipação e plena expansão dos indivíduos sociais;

 Defesa intransigente dos direitos humanos e recusa do arbítrio e do autoritarismo;

 Ampliação e consolidação da cidadania, considerada tarefa primordial de toda sociedade,


com vistas à garantia dos direitos civis sociais e políticos das classes trabalhadoras;

 Defesa do aprofundamento da democracia, enquanto socialização da participação política e


da riqueza socialmente produzida;

 Posicionamento em favor da eqüidade e justiça social, que assegure universalidade de


acesso aos bens e serviços relativos aos programas e políticas sociais, bem como sua gestão
democrática;

 Empenho na eliminação de todas as formas de preconceito, incentivando o respeito à


diversidade, à participação de grupos socialmente discriminados e à discussão das diferenças;

 Garantia do pluralismo, através do respeito às correntes profissionais democráticas


existentes e suas expressões teóricas, e compromisso com o constante aprimoramento
intelectual;

 Opção por um projeto profissional vinculado ao processo de construção de uma nova ordem
societária, sem dominaçãoexploração de classe, etnia e gênero;

 Articulação com os movimentos de outras categorias profissionais que partilhem dos


princípios deste Código e com a luta geral dos trabalhadores;

 Compromisso com a qualidade dos serviços prestados à população e com o aprimoramento


intelectual, na perspectiva da competência profissional;

 Exercício do Serviço Social sem ser discriminado, nem discriminar, por questões de inserção
de classe social, gênero, etnia, religião, nacionalidade, opção sexual, idade e condição física.

Análises sobre a avaliação de programas sociais têm demonstrado que, quanto mais
rigorosos e restritos forem os critérios de acesso e permanência dos usuários
nesses programas, mais focados e seletivos tendem a ser tais programas. Portanto,
é essencial associar os critérios de acesso e de permanência à abrangência do
programa social, a fim de indicar a universalidade dele. 

CERTA

Na avaliação de uma intervenção em que se proponha realizar mudanças no


contexto geral, deve-se adotar o critério de efetividade, por ser o único que permite
o questionamento dos objetivos e, principalmente, da capacidade de execução da
ação planejada.

ERRADA

Não é um único recurso que permite questionar os objetivos da ação planejada !

Iniciar-se o planejamento de uma intervenção pela identificação de problemas


apresenta vantagens metodológicas, e o valor político atribuído a eles é um dos
critérios a ser utilizado para selecioná-los. 

CERTA

Para delinear os projetos e as ações no processo de planejamento, recomenda-se


descrever o problema identificado, com a atenção centrada nos seus efeitos.

ERRADA

Plano e programa distinguem-se principalmente pelo nível de agregação de


decisões e pelo detalhamento das operações de execução. Há maior nível de
agregação de decisões no plano que no programa, e neste há mais detalhamento
das operações a serem executadas que no plano.

CERTA

Plano: Traça decisões gerais, mais abrangente, genérico. Há vários programas dentro dele.
Programa: setoriza o plano e envolve o conjunto de ações que serão desenvolvidas em
determinado período. (W. Gontran) 

Por constituir a reafirmação do projeto ético-político profissional, o projeto de


trabalho deve expressar os valores e os compromissos assumidos pelo assistente
social e, portanto, deve ser instrumento de transformação da realidade.

CERTA

Um projeto de trabalho, para além da formulação técnica e precisa – que é essencial –,


deve constituir instrumento potente de impacto sobre a realidade, e seu produto deve
apontar a transformação dessa realidade. Necessita ser um elemento
fundamental de reafirmação do projeto ético-político profissional e, portanto,
construído para ser um elemento que indique, tanto para a instituição como
para a população usuária, os compromissos assumidos pela profissão. Ele deve
ser o reflexo do compromisso com a emancipação dessa população e da negação do papel
de controle e tutela das classes subalternas. 

Na formulação de um projeto de intervenção, a explicitação dos pressupostos


teóricos é dispensada, uma vez que é de domínio público o referencial dialético-
crítico da categoria profissional.

ERRADA

É essencial que o profissional consiga lançar mão de sua sólida bagagem teórica-
metodológica na intervenção 

"Um elemento fundamental e essencial a todo projeto diz respeito à filiação teórica com a
qual é construído o projeto de trabalho. Embora seja de domínio público a identificação da
profissão com o referencial dialético-crítico, ainda é possível encontrar propostas com
outras filiações teóricas. Assim, é necessário clarificar quais são os pressupostos teóricos
que vão dar concretude ao trabalho". 

Nas pesquisas sociais, as etapas de levantamento de dados e de revisão bibliográfica são


primordiais, porque oferecem um panorama da questão a ser estudada e, portanto,
contribuem para a delimitação do tema. 
CERTA

A utilização de métodos qualitativos é indicada primordialmente para pesquisas cujo


conhecimento acumulado da área seja replicável e cujo objeto de estudo seja
amplamente conhecido. 

ERRADA

Com base nos pressupostos da reforma psiquiátrica, julgue os itens que se


seguem.

A reforma psiquiátrica redireciona o modelo assistencial em saúde mental e


preconiza a substituição progressiva dos hospitais psiquiátricos de grande porte
por centros de atenção psicossocial (CAPS).

No que se refere à elaboração de propostas de intervenção na área social e ao


trabalho com famílias, julgue o item seguinte.

O trabalho social com famílias deve embasar-se na concepção de família


estruturada e compreendida como uma unidade doméstica cuja função primordial
consista em assegurar as condições materiais para o desenvolvimento de seus
integrantes.

ERRADO
Essa visão de família é conservadora, a perspectiva crítica de Família é concebida na
sua condição histórica e as configurações que ela assume ao longo do tempo e das
culturas estão condicionadas às diferentes formas de relações sociais
estabelecidas. “A família, independentemente dos formatos ou modelos que assume é
mediadora das relações entre os sujeitos e a coletividade, delimitando, continuamente
os deslocamentos entre o público e o privado, bem como geradora de modalidades
comunitárias de vida. Todavia, não se pode desconsiderar que ela se caracteriza como
um espaço contraditório, cuja dinâmica  cotidiana de convivência é marcada por
conflitos e geralmente, também, por desigualdades, além de que nas sociedades
capitalistas a família é fundamental no âmbito da proteção social.” PNAS, 2004, p.34
No que se refere à elaboração de propostas de intervenção na área social e ao
trabalho com famílias, julgue o item seguinte. 

A identificação institucional insere-se entre os elementos constitutivos do projeto


de trabalho. Assim, as respostas aos questionamentos relacionados ao tipo de
instituição, à finalidade e ao modo como se estabelecem as relações de poder
fornecem ao assistente social a identificação mínima necessária para construir uma
proposta exequível.

CERTO
"Para além da instituição, é necessário reconhecer quem são os cidadãos
usuários desse serviço, quais são suas características, quais refrações da questão
social estão sendo objeto de atendimento, como eles organizam seu modo de vida e
de resistência" Couto, Berenice Rojas. Formulação de projeto de trabalho profissional.
2009

No que se refere à elaboração de propostas de intervenção na área social e ao


trabalho com famílias, julgue o item seguinte. 

O projeto de trabalho materializa o compromisso assumido pelo profissional de


serviço social junto à instituição e à população usuária desse serviço, assim como
lhe confere substância política, contribuindo para consolidar uma identidade
profissional capaz de responder pela tarefa de planejar, assessorar e propor
intervenções na realidade social.

CERTO
"projeto de trabalho não é um mero instrumento e, muito menos, um manual a ser
seguido; ele deve condensar as possibilidades e os limites colocados ao profissional
para executar suas tarefas e deve iluminar sua constante avaliação da eficácia de seus
instrumentos, técnicas e conhecimentos para atingir as metas propostas, que devem
estar articuladas aos elementos presentes no espaço sócio-ocupacional, como também
referendarem os compromissos profissionais." Couto, Berenice Rojas. Formulação de
projeto de trabalho profissional. 2009 

Com relação ao planejamento estratégico, julgue o próximo item.

Para a superação da visão tradicional de planejamento, voltada para a previsão do


futuro, é necessário que se busque viabilidade para criar o futuro, considerando-o
uma ferramenta de ampliação do arco de possibilidades humanas.

CERTO
O planejamento apresenta distintos conceitos, porém, para analisar esta questão é
preciso entender que alguns autores consideram o planejamento tradicional como
a capacidade de predição do futuro materializado no diagnóstico, enquanto o
planejamento Estratégicoprecede a ação para criar o futuro, não para predizê-lo,
mas, analisa a realidade a partir de situações e chaves de interpretações possíveis.

Com relação ao planejamento estratégico, julgue o próximo item.

O planejamento estratégico fixa-se em respostas no curto prazo e busca a


eficiência com base na ênfase à técnica e aos instrumentos.
ERRADO
O  planejamento  estratégico  para  o  Serviço  Social  pode  ser  entendido  como 
a  forma  contemporânea  de planificação  (traduzida  pela  linguagem,  por 
conceitos,  técnicas,  desenhos  organizativos,  formatos  de  projetos  e orçamentos),
que apresenta sinteticamente: missão, valores, análise de ambiente interno e externo,
projeção de cenários, desafios, objetivos, estratégias, ações e indicadores de
avaliação. BAPTISTA, Myrian Veras. Planejamento Social: intencionalidade e
instrumentação. São Paulo: Veras Editora; Lisboa, CPIHTS, 2000. (Série livro-texto;
1). 

Com relação ao planejamento estratégico, julgue o próximo item. 

No planejamento estratégico de uma organização, deve-se priorizar o


estabelecimento de objetivos concretos e discutir, a cada cinco anos, as questões
relacionadas ao futuro e ao desenvolvimento organizacional.

ERRADO
Entendo que o  planejamento estratégico abrange a categoria estratégia, conferindo
visibilidade e agregando ao processo as noções de mobilização, negociação,
movimentos, manejo de técnicas, recursos, enfim, todos os meios necessários a se
enfrentar uma situação complexa.

No que diz respeito a planos, programas e projetos, julgue o item subsequente .

O projeto, instrumento técnico-administrativo, é a unidade mais operativa da


execução, ou seja, dá consistência ao que foi desenhado no plano e concretude às
intenções e objetivos.
CERTO
projeto é a menor unidade do processo de planejamento. Trata-se de um instrumento
técnico-administrativo de execução de empreendimentos específicos, direcionados para
as mais variadas atividades interventivas e de pesquisa no espaço público e no espaço
privado. BAPTISTA, Mirian Veras – Planejamento instrumentalidade, intencionalidade e
instrumentação. 2ª Ed. Editora Veras, São Paulo, 2007

No que diz respeito a planos, programas e projetos, julgue o item subsequente .  

O projeto, cuja condução compete exclusivamente aos administradores, representa


a maior expressão do planejamento estratégico.

ERRADO
o projeto é um documento que sistematiza e estabelece o processo da racionalização
de decisões da equipe e NÃO EXCLUSIVAMENTE aos administradores, além do que ele
o Plano é que apresenta o maior nível de agregações de decisões, enquanto o Projeto
apresenta o maior nível de detalhamento das operações a serem executadas.

No que diz respeito a planos, programas e projetos, julgue o item subsequente .  

Diferentemente do projeto, o programa não é, a princípio, definido no tempo,


tendo, de certa forma, caráter permanente, embora não deva ser considerado
eterno.

CERTO

No que diz respeito a planos, programas e projetos, julgue o item subsequente .  

Os indicadores de resultados, que compõem o plano de ação, constituindo o meio


para gerenciá-lo e verificar se o resultado está sendo atingido, são fontes
importantes para a avaliação.
CERTO

Julgue o item a seguir, relativo à avaliação de programas e políticas sociais.  

Em relação à distinção das vantagens da utilização de avaliadores externos ou


internos, reconhece-se que os primeiros logram maior credibilidade junto ao público
externo e apoiam-se em julgamentos menos parciais.
CERTO
A posição de agente externo e sua capacidade profissional contribuirá para apontar
caminhos e  auxiliar na  desvelação de  questões que a equipe e o profissional,
sozinhos, não podem identificar, compreendo que se assemelha ao papel do assessor.

Julgue o item a seguir, relativo à avaliação de programas e políticas sociais.  

O objetivo da avaliação de processo, ou de implementação, é esclarecer o grau de


conformidade do programa em relação ao plano original, ao passo que o propósito
da avaliação de impacto, ou de resultado, é verificar se os efeitos finais foram
atingidos.
CERTO
Avaliação: elemento valorativo. Quando há emissão de juízo antes (ex-ante) e durante
ou após (ex-post). 
Ex-ante: precede a implementação
Ex-post: durante ou final; emite juízo de valor; verifica a continuidade ou não da ação
Avaliação de Processos: verifica o uso dos meios, metodologia, instrumentos, técnicas
se são adequadas para alcançar o objetivo esperado (verifica se vai alcançar o
resultado)
Avaliação de impacto: verifica se os resultados ultrapassam ou não os  previamente
previstos (verifica se os resultados foram alcançados e se tiveram algum impacto que
ultrapassou o previsto
Esses conceitos foram um resumo dos livros que tenho lido de planejamento e Serviço
Social

Julgue o item a seguir, relativo à avaliação de programas e políticas sociais.  

A avaliação multicêntrica corresponde a uma forma de avaliação realizada em


diversos locais por meio de estudos experimentais, em larga escala, de grandes
programas sociais.
CERTO
gnificado de Multicêntricoadj. Que tem muitos centros. = POLICÊNTRICO(multi- +
cêntrico) http://www.priberam.pt/dlpo/multic%C3%AAntrico

***A palavra é utilizada geralmente na área da saúde onde "significa que a pesquisa é
desenvolvida em vários centros pelo país para permitir que os dados ao final sejam
comparados." http://revistavivasaude.uol.com.br/Edicoes/53/artigo60696-1.asp/

Julgue o item a seguir, relativo à avaliação de programas e políticas sociais.  

A avaliação formal assemelha-se à informal no que se refere aos procedimentos


utilizados para obtenção e análise de informações, julgamento de valor e tomada
de decisão.
ERRADO

Julgue o item a seguir, relativo à avaliação de programas e políticas sociais.  

A qualidade das informações e a produção de impacto significativo junto ao


público-alvo são reconhecidas como vantagens da realização de processos
avaliativos em programas pontuais.
ERRADO
Acredito que o erro da questão venha ser "programas pontuais" porque o processo
avaliativo em programas ao invés de representar uma iniciativa pontual, deve
a avaliação ser concebida como um processo contínuo.
Reportar abuso

Com referência às demandas e exigências para o trabalho do serviço social em


empresas, julgue o item subsequente. 

As demandas por consultorias especializadas em gestão de pessoas surgem, para


as empresas, em um momento em que a ampliação das políticas de recursos
humanos é caracterizada, principalmente, pela combinação de sistema de
benefícios e serviços sociais, como, por exemplo, políticas de incentivo à
produtividade do trabalho.

CERTO
Questão retirada do artigo: Serviço Social em empresas: consultoria e prestação
de serviço - Maria Cristina Giampaoli
Revista Serviço Social e Sociedade n 114 ano 2013.
(http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-
66282013000200004&script=sci_arttext)
"As consultorias especializadas em gestão de pessoas surgem, para as
empresas, num momento em que a ampliação das políticas de recursos
humanos, principalmente e não só, é caracterizada pela combinação de
sistema de benefícios e serviços sociais como políticas de incentivo à
produtividade do trabalho. Novas exigências são requeridas ao assistente
social, na conjuntura atual. Competências e atribuições misturam-se com
intervenções tradicionais, em novos contextos, próprios da
contemporaneidade, como, por exemplo, intervenções nos casos
provenientes de incidentes críticos, de sequestro, assaltos, desastres,
acidentes etc."

Com referência às demandas e exigências para o trabalho do serviço social em


empresas, julgue o item subsequente. 

Entre as iniciativas das empresas capitalistas para o estabelecimento de novas


formas de controle da força de trabalho, cita-se a adoção de critérios meritocráticos
de julgamento no sistema de avaliação de desempenho.
CERTO

Com referência às demandas e exigências para o trabalho do serviço social em


empresas, julgue o item subsequente. 

Análises sobre as mudanças nos processos de produção e as exigências feitas ao


serviço social nas empresas apontam para a urgente necessidade de estas abrirem
mão da formação generalista e se apropriarem do conhecimento e habilidades
específicas apoiadas em correntes teóricas de outras áreas de conhecimento para
melhor responderem às novas requisições.

ERRADO

Julgue o item seguinte , relativo ao trabalho em equipe como estratégia para


promover mudanças nos processos de trabalho.
A submissão às normas é secundária no trabalho em equipe, de modo a impedir
interferência na autonomia de seus integrantes.

ERRADO

Julgue o item seguinte , relativo ao trabalho em equipe como estratégia para


promover mudanças nos processos de trabalho. 

O desenvolvimento do trabalho em equipe na perspectiva interdisciplinar isenta os


diferentes profissionais de exporem suas análises particulares, a partir da
compreensão de que, frente a objetos comuns, ocorre unificação das identidades.

ERRADO
Para efetivar a chamada interdisciplinaridade é fundamental para qualquer profissão
ater-se para o fato de que não se encontra isolada de outras profissões, além disso,
ter a plena consciência de que para bem interagir com as mesmas, é sempre
necessário saber definir e ser competente em seu campo. Este é um elemento
fundamental para que haja, de fato, troca entre os saberes – o que define a equipe
interdisciplinar. 
Diferença entre multidisciplinaridade e interdisciplinaridade:
Multidisciplinar: Não leva reflexão à prática; Não há reciprocidade entre os saberes;
Relação Vertical; "Cada um por si"
Interdisciplinar: Reflexivo; há reciprocidade; aprendizagem mútua; relação horizontal;
diferentes percepções da realidade; apreensão da totalidade. Não há diluição de
saberes

Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político da


categoria, julgue o item .

O gerenciamento, o planejamento e a execução direta de bens e serviços pelo


assistente social devem levar ao fortalecimento da gestão democrática e
participativa, viabilizando propostas em favor dos cidadãos.
CERTO

Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político da


categoria, julgue o item. 

Na perícia social, o profissional pode valer-se de instrumentos e técnicas de


interação direta e indireta.
CERTO

A perícia, no âmbito do judiciário, diz respeito a uma avaliação, exame ou vistoria,


solicitada ou determinada sempre que a situação exigir um parecer técnico ou
científico  de uma determinada área do conhecimento, que contribua para o juiz
formar a sua convicção para a tomada de decisão.  [...]  A perícia, quando solicitada a
um profissional de Serviço Social, é chamada de perícia social, recebendo esta
denominação por se tratar de estudo e parecer cuja finalidade é subsidiar uma
decisão, via de regra, judicial. Ela é realizada por meio do estudo social e implica na
elaboração de um laudo e emissão de um parecer. Para sua construção, o profissional
faz uso dos instrumentos e técnicas pertinentes ao exercício profissional, sendo
facultado a ele a realização de entrevistas, contatos, visitas, pesquisa documental e
bibliográfica que considerar necessárias para a análise e a interpretação da situação
em questão e a elaboração de parecer. pp.43-44. CFESS, Conselho Federal de Serviço
Social (org.).  O Estudo social em perícias, laudos e pareceres técnicos: contribuições
ao debate no judiciário, penitenciário e na previdência social. 8 ed. São Paulo: Cortez,
2008.
Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político
da categoria, julgue o item. 

O parecer social deve prestar esclarecimentos e análises a fim de subsidiar


tomadas de decisões.
CERTO
O Parecer  emitido pelo assistente social, pode ser emitido enquanto parte final ou
conclusão de um laudo, bem como resposta à determinação da autoridade judiciária a
respeito de alguma questão constante em processo. Ou seja, diz respeito as análises e
esclarecimentos, tendo como base os conhecimentos específicos do Serviço Social, a
questões relacionadas a decisões judiciais. Finalização de caráter conclusivo ou
indicativo. P.47 CFESS, Conselho Federal de Serviço Social (org.).  O Estudo social em
perícias, laudos e pareceres técnicos: contribuições ao debate no judiciário,
penitenciário e na previdência social. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2008.
Reportar abuso

Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político da


categoria, julgue o item . 

Segundo as diretrizes curriculares do serviço social, a dimensão técnico-operativa


deve subordinar-se à teórico-metodológica e à ético-política.
ERRADO
Não há subordinação entre as dimensões, ao passar pela chamada “maturidade
acadêmica e profissional” o Serviço Social considera que estas se na
contemporaneidade, as 3 dimensões (ético-política, teórico-metodológica e técnico-
operativa) devem ser de domínio do profissional definindo novos requisitos para o
status de competência profissional.

Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político da


categoria, julgue o item . 

O laudo social é resultante do processo de perícia social e deve conter o registro


das informações mais relevantes do estudo realizado e o parecer social.
CERTO
É resultante do processo de perícia social (avaliação, exame técnico ou científico da
área do Serviço Social). É,  portanto, o registro escrito e fundamentado dos estudos e
conclusões da perícia (ou seja, que envolve uma avaliação detalhada do que foi
estudado) no qual o perito emite seu parecer e eventualmente responde a quesitos
que lhe foram propostos pelo juiz e/ou pelas partes interessadas. 
CFESS, Conselho Federal de Serviço Social (org.).  O Estudo social em perícias, laudos
e pareceres técnicos: contribuições ao debate no judiciário, penitenciário e na
previdência social. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

Com relação às competências e atribuições privativas do assistente social, julgue o


item a seguir.

Embora assessoria e consultoria estejam entre as ações de competência do


assistente social, elas podem ser realizadas por profissionais de outras áreas
quando não forem do serviço social.

CERTO
A assessoria no campo da competência profissional refere-se às ações
desenvolvidas pelo assistente social a partir de sua competência no âmbito do
conhecimento coletivo. “No campo das competências
profissionais identificamos duas frentes de assessoria/consultoria. Uma que os
profissionais de Serviço Social  vêm desenvolvendo mais, que é a assessoria  à 
gestão  das  políticas  sociais.  Atualmente, várias são as experiências  de
assessoria prestada por assistentes sociais aos diferentes sujeitos envolvidos nesta
área, como por exemplo: aos gestores públicos, privados e filantrópicos; aos conselhos
tutelares, conselhos de  direitos e de políticas; aos  profissionais  que  atuam  nos 
setores  públicos  e  privados;  aos movimentos  sociais;  entre  outros.  Sobre  essa 
frente  é  importante que os integrantes  da categoria  profissional  tenham  clareza 
dos  objetivos e  intenções  dessa  demanda.[...] Ainda no campo das competências
profissionais existe uma outra frente, em potencial, de assessoria, mas  pouco 
explorada pelos assistentes sociais, que é a assessoria a organização política dos
usuários.” MATOS, Maurílio Castro. Assessoria, consultoria, auditoria e supervisão
técnica. In: Serviço social: direitos e competências profissionais. CFESS/ABEPSS, 2009,
p. 9.
Com relação às competências e atribuições privativas do assistente social, julgue o
item a seguir. 

No âmbito da política de assistência social, a elaboração de laudos, o estudo social


e o parecer técnico individual ou familiar são instrumentos técnico-operativos
importantes na viabilização do acesso dos cidadãos aos serviços socioassistenciais.
CERTO
Com relação às competências e atribuições privativas do assistente social, julgue o
item a seguir. 

A elaboração, execução e avaliação de projetos, estudos, pesquisas, planos e


programas na área de serviço social são atribuições privativas do assistente social,
que, com base no código de ética pode utilizar variados instrumentos e técnicas.
CERTO
Com relação às competências e atribuições privativas do assistente social, julgue o
item a seguir. 

Na área de serviço social, a categoria mediação relaciona-se à atuação dos


profissionais como mediadores de conflitos de diversas naturezas, na tentativa de
conciliar os interesses das partes envolvidas.
CERTO
Segundo Martinelli (1993, p. 136), Mediações são categorias instrumentais pelas
quais se processa a operacionalização da ação profissional. Expressam-se pelo
conjunto de instrumentos, recursos, técnicas  e  estratégias  e  pelas  quais  a  ação
profissional  ganha  operacionalidade  e  concretude. São instâncias de passagem da
teoria para a prática, são  vias  de  penetração  nas  tramas  constitutivas  do real.
MARTINELLI, M. L. Notas sobre mediações: alguns elementos para sistematização da
reflexão sobre o tema. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano 14, n. 43, p. 136-
141, dez. 1993. "Na mediação, o mediador não decide, mas somente administra o
procedimento para que as partes decidam o conflito. Semelhante ao resultado da
conciliação, sendo o procedimento positivo, faculta-lhes a redação e assinatura de um
termo de acordo para o cumprimento espontâneo. Caso se entenda necessário, pode
valer-se de duas testemunhas." (afirmação do CESPE/DPF/2014) 
No que concerne às políticas sociais integrantes da seguridade social, julgue o
item que se segue.

Na Política Nacional de Assistência Social, a proteção social especial diferencia-se


da proteção social básica, por se referir a atendimento feito em situações de
violação de direitos.
CERTO
A Proteção Social Especial (PSE) destina-se a famílias e indivíduos em situação de risco
pessoal ou social, cujos direitos tenham sido violados ou ameaçados. Para integrar as
ações da Proteção Especial, é necessário que o cidadão esteja enfrentando situações
de violações de direitos por ocorrência de violência física ou psicológica, abuso ou
exploração sexual; abandono, rompimento ou fragilização de vínculos ou afastamento
do convívio familiar devido à aplicação de medidas.
A Proteção Social Básica tem como objetivo a prevenção de situações de risco por
meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições e o fortalecimento de
vínculos familiares e comunitários. Destina-se à população que vive em situação de
fragilidade decorrente da pobreza, ausência de renda, acesso precário ou nulo aos
serviços públicos ou fragilização de vínculos afetivos (discriminações etárias, étnicas,
de gênero ou por deficiências, dentre outras).
Fonte: MDS 

No que concerne às políticas sociais integrantes da seguridade social, julgue o


item que se segue. 

A Política Nacional de Assistência Social e o Sistema Único de Assistência Social


classificam as necessidades sociais conforme sua complexidade.

CERTO
No que concerne às políticas sociais integrantes da seguridade social, julgue o
item que se segue. 

Segundo o Sistema Único de Assistência Social, os centros de referência


especializados de assistência social devem realizar ações socioassistenciais de
proteção social básica.
ERRADO

Segundo o Sistema Único de Assistência Social, os centros de referência especializados


de assistência social (CREAS)devem realizar ações socioassistenciais de proteção social
especial.

No que concerne às políticas sociais integrantes da seguridade social, julgue o item


que se segue. 

Na previdência social pública, os assistentes sociais devem orientar suas ações


profissionais priorizando as diretrizes previstas nos documentos institucionais.
ERRADO

No que concerne às políticas sociais integrantes da seguridade social, julgue o


item que se segue. 

Na década de 80 do século passado, o projeto de Reforma Sanitária no Brasil


propôs uma série de alterações no modo de se conceber a saúde pública, mas não
definiu um modelo assistencial que se pautasse na integralidade e equidade das
ações.

ERRADA
O Movimento da Reforma Sanitária constituiu-se no maior fórum de debates sobre a
saúde do país e contou com a participação de diversas categorias profissionais,
representando  um importante marco na história da sociedade brasileira. Trouxe
importantes e profundas mudanças para a saúde pública,  para além da reforma
administrativa e financeira do setor, como também, transformações nos âmbitos
político-jurídico, político-institucional e político-operativo, constitui-se numa reforma
social baseada na democratização da saúde, do Estado e da sociedade e no
reconhecimento do Estado como garantidor e responsável pelas políticas sociais. Ver
Dalva Costa.

Com relação às diferentes políticas sociais setorizadas, julgue o item subsequente.

No âmbito da área de promoção e assistência social, circunscritas à Política


Nacional do Idoso, está prevista a criação de incentivos e de alternativas de
atendimento ao idoso sob as formas de centros de convivência, centros de cuidados
diurnos, casas-lares, oficinas abrigadas de trabalho e atendimentos domiciliares.
CERTO
LEI N. 8.842, DE 4 DE JANEIRO DE 1994
CAPÍTULO IV - Das Ações Governamentais
Artigo 10 - Na implementação da política nacional do idoso, são competências dos
órgãos e entidades públicos:
I - na área de promoção e assistência social:
a) prestar serviços e desenvolver ações voltadas para o atendimento das necessidades
básicas do idoso,
mediante a participação das famílias, da sociedade e de entidades governamentais e
não-governamentais.
b) estimular a criação de incentivos e de alternativas de atendimento ao
idoso, como centros de convivência, centros de cuidados diurnos, casas-
lares, oficinas abrigadas de trabalho, atendimentos domiciliares e outros;
c) promover simpósios, seminários e encontros específicos;
d) planejar, coordenar, supervisionar e financiar estudos, levantamentos, pesquisas e
publicações sobre a situação social do idoso;
e) promover a capacitação de recursos para atendimento ao idoso;

Com relação às diferentes políticas sociais setorizadas, julgue o item subsequente.  

São objetivos gerais da Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência:


prevenção dos agravos que determinam o aparecimento de deficiências, proteção
da saúde da pessoa com deficiência e reabilitação dessa pessoa na sua capacidade
funcional, para garantir a ativação ao trabalho de quem apresenta condições para o
desempenho de atividades laborais.
ERRADO
Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência-2010 elenca suas principais
diretrizes, a serem implementadas solidariamente nas três esferas de gestão e
incluindo as parcerias interinstitucionais necessárias, são: a promoção da qualidade de
vida, a prevenção de deficiências; a atenção integral à saúde, a melhoria dos
mecanismos de informação; a capacitação de recursos humanos, e a organização e
funcionamento dos serviços. Não cita objetivos gerais.

Com relação às diferentes políticas sociais setorizadas, julgue o item subsequente.  

A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora deve priorizar os


trabalhadores envolvidos em relações ou em atividades precárias de trabalho com
vistas a alcançar equidade na atenção dispensada ao universo dos trabalhadores
brasileiros e superação das desigualdades sociais.
CERTO

Com relação às diferentes políticas sociais setorizadas, julgue o item subsequente.  

Contribuir para a identificação e erradicação do trabalho infantil e para a proteção


do trabalho do adolescente é um dos objetivos da Política Nacional de Saúde do
Trabalhador e da Trabalhadora.
CERTO
DOS OBJETIVOS
Art. 8º São objetivos da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora:
g) contribuição na identificação e erradicação de trabalho infantil e na proteção do
trabalho do adolescente;

Com relação às diferentes políticas sociais setorizadas, julgue o item subsequente.  


Conforme a Política Nacional do Idoso, o repasse dos recursos financeiros
necessários à implantação das ações é de responsabilidade exclusiva da União.
ERRADA
Errado.
 Art. 19. Os recursos financeiros necessários à implantação das ações afetas às áreas
de competência dos governos federal, estaduais, do Distrito Federal e municipais serão
consignados em seus respectivos orçamentos.

Julgue o item a seguir, relativo à atuação profissional do assistente social em


programas institucionais.

O acolhimento de idosos em situação de risco social caracteriza a dependência


econômica para os efeitos legais, independentemente do vínculo familiar entre o
idoso e o acolhedor.
CERTO
O art 36 da Lei 10.741/2003  dispõe sobre o acolhimento de idosos em situação de
risco social, por adulto ou núcleo familiar, caracteriza a dependência econômica, para
os efeitos legais.

Julgue o item a seguir, relativo à atuação profissional do assistente social em


programas institucionais. 

Na atuação em programas de prevenção da saúde do trabalhador, o assistente


social pode intervir com ações socioeducativas como a orientação e o
acompanhamento social.

CERTO

Julgue o item a seguir, relativo à atuação profissional do assistente social em


programas institucionais. 

No enfrentamento profissional referente à drogadição, a socialização das


informações traduz-se como uma ação de fortalecimento do usuário do serviço,
que, bem informado, tem maior acesso a seus direitos e pode mudar a sua
realidade.

CERTO

Julgue o item a seguir, relativo à atuação profissional do assistente social em


programas institucionais. 

Em contexto organizacional, se houver questões relacionadas à saúde mental dos


indivíduos atendidos pelo assistente social, esse profissional está autorizado a
realizar intervenção por meio de ações terapêuticas.
ERRADO

Ver Parecer Jurídico do CFESS 11/09 que dispões sobre a SUSTAÇÃO DE QUALQUER
ATO OU MEDIDA contrária as “Práticas Terapêuticas”. 

Julgue o item a seguir, relativo à atuação profissional do assistente social em


programas institucionais. 

Segundo o Estatuto do Idoso, a política de atendimento ao idoso engloba a União,


os estados, o Distrito Federal e os municípios, e, entre suas linhas de ação, estão
os programas e as políticas de assistência social em caráter suplementar.
CERTO
Art. 47. São linhas de ação da política de atendimento:
I – políticas sociais básicas, previstas na Lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994;
II – políticas e programas de assistência social, em caráter supletivo, para aqueles
que necessitarem;
III – serviços especiais de prevenção e atendimento às vítimas de negligência, maus-
tratos, exploração, abuso, crueldade e opressão;
IV – serviço de identificação e localização de parentes ou responsáveis por idosos
abandonado sem hospitais e instituições de longa permanência;
V – proteção jurídico-social por entidades de defesa dos direitos dos idosos;
VI – mobilização da opinião pública no sentido da participação dos diversos segmentos
da sociedade no atendimento do idoso.

Com referência às diversas possibilidades, áreas e demandas profissionais do


assistente social, julgue o item seguinte.

Novas possibilidades e demandas profissionais do assistente social estão


relacionadas à reestruturação de processos de trabalho e à tendência de
deslocamento das ações governamentais, o que ocorre devido à descentralização
das políticas sociais.
CERTO

Tal tendência de deslocamento da satisfação de necessidades da esfera pública para


esfera privada ocorre em detrimento das lutas e de conquistas sociais e políticas
extensivas a todos. 

Com referência às diversas possibilidades, áreas e demandas profissionais do


assistente social, julgue o item seguinte. 

Novas demandas profissionais e dos espaços ocupacionais são determinadas pelo


movimento de reconceituação, o qual é responsável pelo fortalecimento do serviço
social tradicional.

ERRADO

Com referência às diversas possibilidades, áreas e demandas profissionais do


assistente social, julgue o item seguinte. 

Novas possibilidades e demandas de atuação profissional estão diretamente


relacionadas à tomada de posição expressa nos textos do Seminário de Araxá, que
marca o processo de renovação do serviço social.
ERRADO
O documento de Araxá foi o princípio de discussão teórica, embasado na corrente
positivista, se desenvolveu na perspectiva modernizadora.

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

Na esfera judiciária, os assistentes sociais são chamados a intervir, de forma


decisiva, no encaminhamento e na definição e aplicação de sentenças relativas à
violação de direitos.
ERRADO
De forma decisiva não, consultiva.

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

O trabalho do assistente social na área sociojurídica se restringe àquele


desenvolvido no interior das instituições estatais que formam o sistema de justiça,
ou seja, o Ministério da Justiça e as secretarias de justiça dos estados.

ERRADA

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

A ampliação das possibilidades e demandas de atuação profissional do assistente


social tem ocorrido de forma desordenada e carente de amparo legal que as
legitime.
ERRADA

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

A centralidade da questão social como matéria do serviço social permite que se


considere a inserção profissional do assistente social nos Poderes Legislativo e
Judiciário, haja vista essas esferas não possuírem função executiva das políticas
sociais públicas.
CERTA

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.

As diversas dimensões do exercício profissional do serviço social (ético-política,


teórico-metodológica, técnico-operativa e crítico-investigativa) dizem respeito
exclusivamente à intencionalidade do projeto profissional e à intervenção do
profissional.
ERRADA

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

A apropriação de novos espaços profissionais implica a consolidação do saber


profissional expresso pelo uso de instrumentos técnico-operativos, tais como
pareceres e laudos que, elaborados em conjunto, devem advir do consenso entre
os participantes da equipe, dispensando-se posicionamento específico vinculado à
sua atribuição.
ERRADA
ver RESOLUÇÃO CFESS Nº 557/2009
Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

As competências profissionais do assistente social, assim como suas atribuições


privativas, estão associadas a um projeto que, nas últimas décadas, adequou a
profissão às exigências de seu tempo, redimensionando-a no âmbito teórico-
metodológico e político.

CERTO

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

A propósito da dimensão ético-política da profissão de serviço social, deve-se levar


em conta a vinculação dos profissionais a partidos políticos de esquerda
comprometidos com a modernização das políticas sociais.
ERRADA

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A mundialização do capital possibilitou a ampliação de empregos e impôs maior


intervenção do Estado no atendimento às necessidades sociais.
ERRADA

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A expressão dominante do sistema produtivo e de seu respectivo processo de


trabalho - taylorismo-fordismo - vigorou na grande indústria, em quase todo o
século XX, com base na produção em massa de mercadorias e estruturada a partir
de uma produção homogeneizada e verticalizada.
CERTA
Sobre o modelo de produção taylorista/fordista esse autor salienta:
“De maneira sintética, podemos indicar que o binômio  taylorismo/fordismo, expressão
dominante do sistema produtivo e de seu respectivo processo de trabalho, que vigorou
na grande indústria, ao longo praticamente de todo o século XX, sobretudo a partir da
segunda década, baseava-se na  produção emmassa  de mercadorias, que se
estruturava a partir de uma produção mais  homogeneizada  e
enormemente  verticalizada” (ANTUNES, 1999, p. 36).

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A expressão “classe que vive do trabalho” inclui a totalidade da classe trabalhadora


que vende sua força de trabalho e engloba tanto os trabalhadores improdutivos
quanto os produtivos.
CERTA
Em  seu livro  Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do
trabalho,Ricardo Antunes (1999) cria a expressão “classe-que-vive-do-trabalho”,
objetivando conferir validade contemporânea e amplitude social ao conceito marxiano
de classe trabalhadora usa esse termo para incorporar a totalidade do trabalho coletivo
assalariado,visto que nem todo trabalhador produtivo é assalariado  e nem todo
trabalhador assalariado é produtivo.

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 
A reestruturação produtiva diz respeito ao processo de mudança no modo de
produção capitalista com vistas a sua dinamização.
Acredito que o erro esteja em "dinamização" o capital não busca ser mais dinâmico e
sim explorar cada vez mais o trabalhador pagando menos. Daí os processos de
flexibilização, terceirização...

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A acumulação flexível apoia-se na flexibilidade dos processos de trabalho,


caracterizando-se pelo surgimento de novos setores de produção e de novas
maneiras de fornecimento de serviços financeiros e por envolver rápidas mudanças
dos padrões de desenvolvimento desigual.
CERTA

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

Alguns fatores marcantes da era flexível são o fortalecimento da luta contra a


exploração capitalista, a organização dos trabalhadores, a força dos sindicatos e a
formação da consciência de classe.
ERRADA

A respeito da história e da constituição da categoria profissional do serviço social,


julgue o próximo item.

Do ponto de vista legal, o conjunto CFESS-CRESS é uma autarquia pública, sendo


assim, por sua natureza, não deve vincular-se a organizações da sociedade civil
nem a movimentos sociais.
ERRADA

A respeito da história e da constituição da categoria profissional do serviço social,


julgue o próximo item. 

O processo histórico de ruptura no serviço social brasileiro foi influenciado


fortemente pelo movimento progressista latino-americano, então sob a liderança
da Escola de Trabalho Social de Costa Rica.

ERRADA

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social.

Os debates e reflexões acerca da ética ocorridos na década de 80 do século


passado promoveram a ruptura com concepções filosóficas conservadoras,
fundadas no neotomismo, que tinham por fundamento a lógica da harmonia e da
neutralidade.

CERTA

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social. 

As dimensões política e ética do projeto ético-político explicitam-se no


compromisso com a radicalização da emancipação política que tem como horizonte
a emancipação humana.
CERTA

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social. 

Pode-se afirmar que o III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais - Congresso


da Virada -, realizado em 1979, contribuiu para a consolidação de uma consciência
profissional e para a construção do projeto ético-político do serviço social.

CERTA

Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço


social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte.

A exigência de que em cada capital de estado, de território e no Distrito Federal


haja um CRESS é estabelecida pelo Código de Ética dos Assistentes Sociais de
1986.

ERRADA
Questão Errada. É estabelecida pela Lei que dispõe sobre a profissão de Assistente
Social , a Lei 8662/93, no Art. 12. Em cada capital de Estado, de Território e no Distrito
Federal, haverá um Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) denominado segundo
a sua jurisdição, a qual alcançará, respectivamente, a do Estado, a do Território e a do
Distrito Federal.

Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço


social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte. 

Apesar de o sigilo profissional constituir um direito do usuário a ser defendido pelo


assistente social, tal prerrogativa poderá ser dispensada em caso de atuação em
equipe multiprofissional, haja vista que todas as informações relativas ao usuário
devem ser transmitidas à equipe.
ERRADA

Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço


social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte. 

A referida lei sofreu uma alteração recente para que fosse incorporado artigo que
trata da duração do trabalho do assistente social, definida em 30 horas semanais
CERTA

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

A ampliação das possibilidades e demandas de atuação profissional do assistente


social tem ocorrido de forma desordenada e carente de amparo legal que as
legitime.
ERRADO

No que tange às áreas e demandas profissionais do assistente social, julgue o item


subsequente. 

A centralidade da questão social como matéria do serviço social permite que se


considere a inserção profissional do assistente social nos Poderes Legislativo e
Judiciário, haja vista essas esferas não possuírem função executiva das políticas
sociais públicas.
CERTO

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.

As diversas dimensões do exercício profissional do serviço social (ético-política,


teórico-metodológica, técnico-operativa e crítico-investigativa) dizem respeito
exclusivamente à intencionalidade do projeto profissional e à intervenção do
profissional.
ERRADO

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

A apropriação de novos espaços profissionais implica a consolidação do saber


profissional expresso pelo uso de instrumentos técnico-operativos, tais como
pareceres e laudos que, elaborados em conjunto, devem advir do consenso entre
os participantes da equipe, dispensando-se posicionamento específico vinculado à
sua atribuição.
ERRADO
ver RESOLUÇÃO CFESS Nº 557/2009

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

As competências profissionais do assistente social, assim como suas atribuições


privativas, estão associadas a um projeto que, nas últimas décadas, adequou a
profissão às exigências de seu tempo, redimensionando-a no âmbito teórico-
metodológico e político.

CERTO

Com relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.  

A propósito da dimensão ético-política da profissão de serviço social, deve-se levar


em conta a vinculação dos profissionais a partidos políticos de esquerda
comprometidos com a modernização das políticas sociais.
ERRADO

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A mundialização do capital possibilitou a ampliação de empregos e impôs maior


intervenção do Estado no atendimento às necessidades sociais.
CERTO

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A expressão dominante do sistema produtivo e de seu respectivo processo de


trabalho - taylorismo-fordismo - vigorou na grande indústria, em quase todo o
século XX, com base na produção em massa de mercadorias e estruturada a partir
de uma produção homogeneizada e verticalizada.
CERTO

Sobre o modelo de produção taylorista/fordista esse autor salienta:


“De maneira sintética, podemos indicar que o binômio  taylorismo/fordismo, expressão
dominante do sistema produtivo e de seu respectivo processo de trabalho, que vigorou
na grande indústria, ao longo praticamente de todo o século XX, sobretudo a partir da
segunda década, baseava-se na  produção emmassa  de mercadorias, que se
estruturava a partir de uma produção mais  homogeneizada  e
enormemente  verticalizada” (ANTUNES, 1999, p. 36).

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A expressão “classe que vive do trabalho” inclui a totalidade da classe trabalhadora


que vende sua força de trabalho e engloba tanto os trabalhadores improdutivos
quanto os produtivos.
CERTO
Em  seu livro  Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do
trabalho,Ricardo Antunes (1999) cria a expressão “classe-que-vive-do-trabalho”,
objetivando conferir validade contemporânea e amplitude social ao conceito marxiano
de classe trabalhadora usa esse termo para incorporar a totalidade do trabalho coletivo
assalariado,visto que nem todo trabalhador produtivo é assalariado  e nem todo
trabalhador assalariado é produtivo.

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A reestruturação produtiva diz respeito ao processo de mudança no modo de


produção capitalista com vistas a sua dinamização.

ERRADO

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

A acumulação flexível apoia-se na flexibilidade dos processos de trabalho,


caracterizando-se pelo surgimento de novos setores de produção e de novas
maneiras de fornecimento de serviços financeiros e por envolver rápidas mudanças
dos padrões de desenvolvimento desigual.

CERTO

Acerca do trabalho na era da reestruturação reprodutiva e da mundialização do


capital, julgue o item. 

Alguns fatores marcantes da era flexível são o fortalecimento da luta contra a


exploração capitalista, a organização dos trabalhadores, a força dos sindicatos e a
formação da consciência de classe.
ERRADA

A respeito da história e da constituição da categoria profissional do serviço social,


julgue o próximo item.

Do ponto de vista legal, o conjunto CFESS-CRESS é uma autarquia pública, sendo


assim, por sua natureza, não deve vincular-se a organizações da sociedade civil
nem a movimentos sociais.

ERRADA
VER O MOTIVO
A respeito da história e da constituição da categoria profissional do serviço social,
julgue o próximo item. 

O processo histórico de ruptura no serviço social brasileiro foi influenciado


fortemente pelo movimento progressista latino-americano, então sob a liderança
da Escola de Trabalho Social de Costa Rica.

ERRADA
VER O MOTIVO

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social.

Os debates e reflexões acerca da ética ocorridos na década de 80 do século


passado promoveram a ruptura com concepções filosóficas conservadoras,
fundadas no neotomismo, que tinham por fundamento a lógica da harmonia e da
neutralidade.

CERTO

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social. 

As dimensões política e ética do projeto ético-político explicitam-se no compromisso


com a radicalização da emancipação política que tem como horizonte a
emancipação humana.
CERTO

Julgue o item a seguir, com relação ao debate ético contemporâneo e à busca da


consolidação do projeto ético-político do serviço social. 

Pode-se afirmar que o III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais - Congresso


da Virada -, realizado em 1979, contribuiu para a consolidação de uma consciência
profissional e para a construção do projeto ético-político do serviço social.
CERTO
VER O MOTIVO
Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço
social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte.

A exigência de que em cada capital de estado, de território e no Distrito Federal


haja um CRESS é estabelecida pelo Código de Ética dos Assistentes Sociais de
1986.
ERRADO
Questão Errada. É estabelecida pela Lei que dispõe sobre a profissão de Assistente
Social , a Lei 8662/93, no Art. 12. Em cada capital de Estado, de Território e no Distrito
Federal, haverá um Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) denominado segundo
a sua jurisdição, a qual alcançará, respectivamente, a do Estado, a do Território e a do
Distrito Federal.

Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço


social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte. 

Apesar de o sigilo profissional constituir um direito do usuário a ser defendido pelo


assistente social, tal prerrogativa poderá ser dispensada em caso de atuação em
equipe multiprofissional, haja vista que todas as informações relativas ao usuário
devem ser transmitidas à equipe.
ERRADO

Com relação às disposições da legislação que regulamenta a profissão de serviço


social (Lei n.º 8.662/1993), e do código de Ética dos Assistentes Sociais, de 1986,
julgue o item seguinte. 

A referida lei sofreu uma alteração recente para que fosse incorporado artigo que
trata da duração do trabalho do assistente social, definida em 30 horas semanais.
CERTO

Acerca da avaliação de programas e políticas sociais, julgue os itens a seguir.

A abordagem sequencial — segundo a qual as políticas sociais são sucessão de


ações — limita-se a uma visão linear e etapista da avaliação, embora apresente a
vantagem de propor um quadro de análise simples.

CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com a literatura especializada sobre
metodologias avaliativas, a abordagem sequencial apresenta a vantagem de propor um
quadro de analise simples, que atribui ordem ao complexo processo de ações e
decisões no campo da formulação, implementação e avaliação de políticas sociais. Os
limites da abordagem sequencial, contudo, são muito mais expressivos: apresenta
visão linear e etapista. Para aprofundar a leitura ver texto de Boschetti - Avaliação de
políticas, programas e projetos sociais, 2009.

Acerca da avaliação de programas e políticas sociais, julgue os itens a seguir.

A avaliação de uma política social é, necessariamente, determinada e direcionada


pelos fundamentos teóricos que sustentam as análises dos avaliadores, ainda que
seja adotado um rigoroso instrumental metodológico.
CERTO
A análise e a avaliação de uma política social, por mais que se adote um rigoroso
instrumental metodológico, serão sempre determinadas e direcionadas pelas
referências teóricas adotadas pelos avaliadores, que atribuirão sentido e significado ao
conteúdo da avaliação.

Acerca da avaliação de programas e políticas sociais, julgue os itens a seguir.

A abordagem qualitativa difere da avaliação da qualidade dos serviços no que se


refere ao seu uso na avaliação de programas.

CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – A abordagem qualitativa não deve ser confundida com a
avaliação da qualidade dos serviços, que se baseia na otimização, eficiência, eficácia,
efetividade, equidade, legitimidade e aceitabilidade. A avaliação da qualidade dos
serviços está ancorada em dados quantitativos

Acerca da avaliação de programas e políticas sociais, julgue os itens a seguir.

A proposta de avaliação por triangulação de métodos contempla, no processo de


avaliação, a integração objetiva e subjetiva bem como os atores, tomados por
objetos de análise do projeto e do programa e sujeitos de autoavaliação.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE –Além da integração objetiva e subjetiva no processo de
avaliação, a avaliação por triangulação de métodos inclui os atores do projeto e do
programa não apenas como objetos de análise, mas, principalmente, como sujeitos de
autoavaliação

Acerca da avaliação de programas e políticas sociais, julgue os itens a seguir.

A mesma relação entre custo e benefício estabelecida para a avaliação de mercado


deve ser aplicada à avaliação de políticas sociais públicas, haja vista que o objetivo
de ambos os setores é atender ao maior número de pessoas com a menor
quantidade de recursos.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – Muitos estudos consideram que a relação custo-benefício
não se pode aplicar às políticas sociais públicas com o rigor e intencionalidade com que
se aplica ao mercado, visto que seu objetivo não é (e não deve ser) o de atender ao
maior número de pessoas com o menor dispêndio e recursos. A avaliação de
políticas sociais públicas deve ser orientada pela intencionalidade de apontar em
que medida as políticas e programas sociais são capazes e estão conseguindo expandir
direitos, reduzir a desigualdade social e propiciar a equidade. As políticas sociais
devem ser tratadas como um processo de formulação, execução e consolidação de
direitos e serviços sociais que devem ser permanentes e universais.

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes.

No planejamento estratégico, a pactuação não integra o planejamento e a busca


por respostas a situações complexas, sendo uma ação restrita aos gestores.
ERRADO

JUSTIFICATIVA do CESPE – O planejamento estratégico abrange a categoria


estratégia, conferindo-a visibilidade, por agregar ao processo as noções
de mobilização, negociação, movimentos, manejo de técnicas, recursos, enfim, todos
os meios (táticos) necessários a se enfrentar uma situação complexa.

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes.

Ao se analisar a eficácia do planejamento com base em estudo do impacto daquilo


que foi planejado sobre a situação, examinam-se apenas os efeitos diretos da
intervenção realizada, não se efetuando uma pesquisa.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – A eficácia é analisada com base em estudo da adequação
da ação para o alcance dos objetivos e das metas previstos no planejamento e o quão
esses objetivos e metas foram alcançados. Nessa análise, são estudados não apenas
os efeitos diretos, resultantes da intervenção, mas também os efeitos indiretos. A
avaliação de eficácia vai exigir, em geral, uma pesquisa própria, ou o estabelecimento
de um instrumental de controle que, além de acompanhar o desempenho e
o rendimento do trabalho propriamente dito, incida sobre as mudanças ocorridas na
realidade sobre a qual se está trabalhando. O estudo do impacto do planejado sobre
a situação refere-se à avaliação da efetividade.

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes. 

A reciprocidade entre gestão democrática e planejamento estratégico verifica-se em


face da tendência em se romper com as hierarquias verticais rígidas de comando e
promover-se um tipo de comunicação horizontal intensiva nas organizações.
CERTA
JUSTIFICATIVA do CESPE – A gestão pública democrática estabelece uma relação de
reciprocidade com o planejamento estratégico. Isso ocorre, primeiramente, porque
tendem a romper, nas organizações, com as hierarquias verticais rígidas de
comando, promovendo um tipo de comunicação horizontal intensiva (colegiada). Além
disso, buscam ultrapassar a democracia representativa, combinando-a com a
democracia participativa ou direta.

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes. 

O planejamento limita-se ao momento específico de montagem de um plano de


ação para a realização de determinada atividade que será efetuada em curto prazo.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – O planejamento apresenta as seguintes características: é
um processo permanente e contínuo, pois é realizado de forma sistemática dentro da
empresa e não se esgota na simples montagem de um plano de ação; visa relacionar,
entre várias alternativas disponíveis, determinado curso de ação, em função de suas
consequências futuras e das possibilidades de sua execução e realização. O curso de
ação escolhido pode ter uma duração variável — desde curto a longo prazo — e pode
ter uma amplitude igualmente variável — abrangendo a empresa como um todo e até
uma unidade de trabalho.
Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue
os itens seguintes. 

O planejamento operacional é detalhado e analítico; abrange cada tarefa ou


operação bem como a etapa de supervisão; e deve estar intrinsecamente
relacionado ao planejamento tático.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– O planejamento operacional, efetuado no nível operacional
da empresa, envolve a supervisão, sendo detalhado e analítico bem como
direcionado para o curto prazo e a cada tarefa ou operação. O
planejamento operacional volta-se ao que fazer, como fazer e para quem fazer,
visando otimizar e maximizar os resultados. Esse tipo de planejamento deve estar
intrinsecamente relacionado ao planejamento tático e ao planejamento estratégico.
Reportar abuso

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes. 

O planejamento situacional, um método de planejamento constituído por


momentos não sequenciais, mas simultâneos, compreende o momento explicativo,
no qual se realiza o diagnóstico, selecionando-se problemas e discutindo-se suas
causas em relação aos fenômenos e às estruturas sociais básicas.

CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Planejamento situacional é um método de planejamento
constituído por quatro momentos não sequenciais, simultâneos e em constante
processo. Um desses momentos é o explicativo, equivalente ao diagnóstico, etapa em
que são selecionados problemas e discutidas suas causas ao nível dos fenômenos
(fenoestrutura) e das estruturas sociais básicas (genoestrutura).

Com relação ao planejamento como proposta de intervenção na área social, julgue


os itens seguintes. 

Na concepção atual de planejamento, plano e ação caracterizam processos


totalmente opostos que devem ocorrer em momentos diferentes.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – A dicotomia plano versus ação opõe processos
supostamente antagônicos, mas que, na verdade, são parte de um único momento. Na
ação concreta, o plano desenvolve-se e faz-se imprescindível. Os métodos de
planejamento tradicionais, ao ignorar a variável política, impedem o diálogo entre
plano e gestão, relação absolutamente imprescindível para coadunar o planejar com
o fazer.

No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.

A avaliação requer a construção de um sistema de indicadores específicos que


possibilite aferir se os objetivos da proposta estão sendo adequadamente
conduzidos ou se foram alcançados.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Tratando-se de avaliação, os indicadores são parâmetros
quantificados ou qualitativamente elaborados que servem para indicar se os objetivos
de uma proposta estão sendo adequadamente conduzidos ou foram alcançados. Cada
investigação avaliativa deve construir seu sistema de indicadores específicos. Mesmo
quando um conjunto de variáveis pode ser usado para vários projetos, os indicadores
devem sinalizar condições específicas da realidade em avaliação. Por exemplo, a
quantidade e a qualidade de informações preexistentes pode determinar a necessidade
de produzir novas informações. A maioria dos projetos inicia-se com uma análise
diagnóstica, ponto de partida para a construção de indicadores.
No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.

De acordo com os pressupostos da pesquisa de natureza qualitativa, segundo a


qual é necessário conhecer a experiência social do sujeito, e não somente suas
circunstâncias de vida, a realidade vivida pelo sujeito é conhecida a partir dos
significados por ele atribuídos.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Entre os pressupostos que fundamentam o uso de
metodologias qualitativas de pesquisa incluem-se o reconhecimento da singularidade
do sujeito; o reconhecimento da importância de se conhecer a experiência social do
sujeito; e o reconhecimento de que conhecer o modo de vida do sujeito pressupõe
o conhecimento de sua experiência social.

No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.

A validação das pesquisas qualitativas requer quantidade adequada de observações


efetuadas; constância e exatidão no registro dos dados aferidos; e possibilidade de
expansão das conclusões a outros contextos.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – As pesquisas qualitativas são validadas pela presença
dos seguintes aspectos: quantidade de observações efetuadas, constância e exatidão
no registro dos dados aferidos e possibilidade de estender as conclusões a outros
contextos. Nesse sentido, essas pesquisas não são menos científicas que as
quantitativas, se a análise que se faz dos fenômenos compreende as exigências de um
sistema de explicação mais amplo.

No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.  

De acordo com o paradigma da complexidade, a formulação do objeto de pesquisa


deve ser efetuada com o intuito de ampliar o foco de análise para aumentar a
disseminação das diferentes linhas teóricas que devem estar presentes na
investigação.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com o paradigma da complexidade e da
pesquisa interdisciplinar, deve-se empreender um enquadramento focado e delimitado
do objeto de investigação. Ao se buscar o dialogo/debate entre duas ou mais
perspectivas diferentes de abordagem do objeto, aumenta-se o risco de uma dispersão
teórica e metodológica. Entre as principais estratégias para compensar essa
tendência inclui-se a busca de um enquadramento bastante preciso do objeto.

No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.  

A adoção de estratégia participante em pesquisa realizada em ambientes


institucionais implica incluir, necessariamente, a participação efetiva dos
pesquisadores envolvidos na gestão do trabalho investigativo.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Estratégias participantes são um dos tipos de estratégias
institucionais que contam com a participação orgânica do pesquisador na realidade
social em foco, mas não implica participação dos envolvidos na gestão de seu trabalho
investigativo. Essa estratégia fundamenta-se no modelo clássico de
pesquisa participante originado na antropologia e etnografia contemporânea, na qual
os pesquisadores conviviam intimamente e por períodos de média ou longa duração
com os grupos humanos investigados, visando poder interpretar por dentro a cultura e
a subjetividade.

No que diz respeito à pesquisa social, julgue os itens que se seguem.  

Na investigação realizada em ambientes organizacionais, consideram-se como


fontes primárias as fontes que foram captadas e sistematizadas a partir de alguma
forma de elaboração teórico-analítica.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – Recursos e fontes primários referem-se a todo material
que não recebeu um tratamento analítico e que é constituído, geralmente,
pelos registros cotidianos e regulares nas organizações e na vida pessoal, grupal e
social dos indivíduos.

Julgue os próximos itens, relativos a balanço social.

O balanço social de uma organização consiste em um demonstrativo de que a


instituição tem por objetivo não só a geração de lucros, mas também o
desempenho social.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– O balanço social tem como foco demonstrar publicamente
que a intenção da organização não é somente a geração de lucros com um fim em si
mesmo, mas o desempenho social, o que é feito por meio da prestação de contas do
seu desempenho sobre o uso e a apropriação de recursos que originalmente não lhe
pertenciam, prática que reafirma o compromisso e a responsabilidade da
organização para com a sociedade.

Julgue os próximos itens, relativos a balanço social.

Ao elaborar o balanço social anual de uma organização, os dirigentes devem


priorizar a divulgação das avaliações financeiras, a fim de subsidiar a tomada de
decisões relativas ao quantitativo de recursos humanos.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– O balanço social favorece a todos os grupos que interagem
com a empresa. Aos dirigentes fornece informações úteis à tomada de decisões
relativas aos programas sociais que a empresa desenvolve. Entre os benefícios
proporcionados pela implementação do balanço social destacam-se: identificação
do grau de comprometimento social da empresa com a sociedade, os empregados e o
meio ambiente; evidenciação, mediante indicadores, das contribuições à qualidade de
vida da sociedade; e avaliação da administração por meio de resultados sociais, e não
somente de resultados financeiros.

Considerando que profissionalização e trabalho são direitos estabelecidos pelas


legislações, julgue os itens subsecutivos no que se refere ao trabalho do
adolescente.

Horário especial para o exercício das atividades refere-se a um dos princípios da


formação técnico-profissional do adolescente.
CERTO

JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com o art. 63, do Estatuto da Criança e do


Adolescente (Lei n.º 8.069/1990), a formação técnico-profissional deve estar de acordo
com o princípio referente à concessão de horário especial para o exercício das
atividades.

Considerando que profissionalização e trabalho são direitos estabelecidos pelas


legislações, julgue os itens subsecutivos no que se refere ao trabalho do
adolescente. 

Os direitos trabalhistas e previdenciários são assegurados apenas ao adolescente


aprendiz com idade igual ou superior a dezesseis anos.
JUSTIFICATIVA do CESPE– De acordo com o art. 65 do Estatuto da Criança e do
Adolescente (Lei n.º 8.069/1990), ao adolescente aprendiz, maior de quatorze anos de
idade, são assegurados os direitos trabalhistas e previdenciários.
Considerando o neoliberalismo e o contexto atual, bem como a relação entre
Estado e sociedade, julgue os itens seguintes.

Em consequência das medidas de ajuste liberal realizadas a partir da década de 80


do século passado na América Latina e em conformidade com o paradigma da
eficiência e efetividade na gestão, as políticas de combate à pobreza foram
substituídas, em grande medida, pelas políticas de busca da universalização do
acesso aos serviços básicos.
ERRADO

JUSTIFICATIVA do CESPE – A partir da segunda metade da década de 80 do século


passado, por meio dos diversos tipos de políticas e programas sociais vigentes na
América Latina, foi realizado um trânsito do paradigma da universalização do acesso
a serviços básicos para a redução ou combate à pobreza resultante das políticas de
ajuste estrutural. Tais políticas, em consonância com o paradigma da efetividade e
eficiência na gestão, instituíram a focalização, a privatização e a descentralização como
um mecanismo de gestão e distribuição de recursos.

Considerando o neoliberalismo e o contexto atual, bem como a relação entre


Estado e sociedade, julgue os itens seguintes. 

Os Estados nacionais têm favorecido, atualmente, o desenvolvimento de políticas


industriais com o intuito de fortalecer seus mercados internos e ampliar a
competitividade no cenário internacional.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – As políticas neoliberais comportam algumas orientações e
condições que se combinam, em face da inserção de um país na dinâmica
do capitalismo contemporâneo, marcada pela busca de rentabilidade do capital por
meio da reestruturação produtiva e da mundialização. Entre essas orientações e
condições incluem-se atratividade, adaptação, flexibilidade e competitividade. Os
Estados nacionais têm dificuldades em desenvolver políticas industriais, restringindo-se
a tornar os territórios nacionais mais atrativos às inversões estrangeiras. Os Estados
locais convertem-se em ponto de apoio das empresas. Uma das funções econômicas
do Estado passou a ser a garantia dessa atratividade, a partir das novas relações
entre este e grupos mundiais, nos quais o Estado tem um lugar cada vez mais
subordinado e, paradoxalmente, estrutural.

Considerando o neoliberalismo e o contexto atual, bem como a relação entre


Estado e sociedade, julgue os itens seguintes. 

O terceiro setor tem o papel tanto de limitador do poder do Estado quanto de


substituto de suas funções, sendo um mecanismo que contribuiu para a
sustentação da hegemonia neoliberal.
JUSTIFICATIVA do CESPE– Como espaço de lutas políticas e projetos contra-
hegemônicos, a sociedade civil surge vinculada à vida associativa, sendo um terceiro
setor, situado entre o Estado e o mercado, cujo papel não é apenas limitar seu poder,
mas também substituí-lo em várias de suas funções. Associada a este arranjo teórico-
prático e político, destacou-se como um dos pilares da hegemonia neoliberal na
construção de consensos que suprimiram a legitimidade do Estado no enfrentamento
da “questão social”.

Com base na Lei de Regulamentação da Profissão de Assistente Social, julgue os


itens subsequentes, relativos às atribuições privativas desse profissional.

Prestar orientação social a indivíduos e grupos em ambientes institucionais constitui


atribuição privativa do assistente social.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com o art. 4.º da Lei de Regulamentação da
Profissão (Lei n.º 8.662/1993), constituem competências do assistente social
encaminhar providências e prestar orientação social a indivíduos, grupos e à
população. Portanto, Prestar orientação social a indivíduos e grupos em ambientes
institucionais não é atribuição privativa do assistente social.

Com base na Lei de Regulamentação da Profissão de Assistente Social, julgue os


itens subsequentes, relativos às atribuições privativas desse profissional. 

Planejar, organizar e administrar serviços sociais constituem atribuições privativas


do assistente social.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com o art. 4.º da Lei de Regulamentação
da Profissão (Lei n.º 8.662/1993), entre as competências do assistente social incluem-
se planejar, organizar e administrar benefícios e serviços sociais. Portanto, planejar,
organizar e administrar serviços sociais não são atribuições privativas do assistente
social.

Com base na Lei de Regulamentação da Profissão de Assistente Social, julgue os


itens subsequentes, relativos às atribuições privativas desse profissional. 

Estudos, pesquisas, planos, programas e projetos relativos à área de serviço social


podem ser realizados unicamente por profissional assistente social.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– De acordo com o art. 5.º da Lei de Regulamentação da
Profissão (Lei n.º 8.662/1993), constituem atribuições privativas do assistente social
coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos,
programas e projetos na área de serviço social.
Com relação aos aspectos éticos orientadores da atuação do profissional de serviço
social, julgue os itens que se seguem.

Relatórios de gestão e roteiros de entrevistas são considerados materiais técnicos


de caráter não sigiloso que viabilizam a continuidade do serviço social e a defesa
dos interesses dos usuários.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Segundo o art. 4.º da Resolução CFESS n.º 556/2009,
material técnico refere-se aos instrumentos de caráter não sigiloso produzidos para
o exercício profissional nos espaços sócio-ocupacionais que viabilizam a continuidade
do serviço social e a defesa dos interesses dos usuários. São materiais técnicos
relatórios de gestão, relatórios técnicos, pesquisas, projetos, planos, programas
sociais, fichas cadastrais, roteiros de entrevistas, estudos sociais e outros
procedimentos operativos.

Com relação aos aspectos éticos orientadores da atuação do profissional de serviço


social, julgue os itens que se seguem.

O material técnico relativo a atendimento realizado por assistente social, dado seu
caráter reservado, deve ser arquivado, obrigatoriamente, no mesmo espaço físico
ocupado pelo referido profissional.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– De acordo com os artigos 4.º e 5.º da Resolução CFESS n.º
493/2006, o material técnico utilizado e produzido no atendimento é de caráter
reservado, sendo seu uso e acesso restrito aos assistentes sociais. Desde que
respeitadas essas condições, o arquivo desse material pode estar em outro espaço
físico.

Com relação aos aspectos éticos orientadores da atuação do profissional de serviço


social, julgue os itens que se seguem. 

A supervisão direta de estágio de serviço social deve ser realizada necessariamente


na mesma instituição e local onde o estagiário executa suas atividades de
aprendizado, pois, caso contrário, a responsabilidade ética dos envolvidos será
apurada, mediante procedimentos processuais previstos no Código Processual de
Ética, garantindo-se o direito de defesa e do contraditório.
CERTO

No que se refere à conciliação e mediação, alternativas para a resolução de


conflitos, julgue os próximos itens.

Durante a mediação, o mediador apenas administra o procedimento para que as


partes envolvidas no conflito tomem a decisão e, caso consintam, assinem um
termo de acordo para cumprimento.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Na mediação, o mediador não decide, mas somente
administra o procedimento para que as partes decidam o conflito. Semelhante ao
resultado da conciliação, sendo o procedimento positivo, faculta-lhes a redação e
assinatura de um termo de acordo para o cumprimento espontâneo. Caso se entenda
necessário, pode valer-se de duas testemunhas.

No que se refere à conciliação e mediação, alternativas para a resolução de


conflitos, julgue os próximos itens.

A escolha de técnicas como paráfrase e brainstorming  no curso da mediação


condiciona-se à fase em que se encontra o procedimento e objetiva, entre outros
aspectos, sintetizar o conteúdo das falas e suscitar alternativas.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Na mediação, a escolha de técnicas depende da fase do
procedimento. Ora tem como foco melhorar a comunicação entre as partes, ora
suscitar alternativas, ora verificar a viabilidade das opções eleitas, entre outras várias
finalidades. As técnicas mais utilizadas são as seguintes:
• paráfrase: o mediador reformula a frase, sem alterar o sentido original, para
organizar, sintetizar e neutralizar seu conteúdo;
• brainstorming(tempestade de ideias): o mediador incentiva a criatividade quando os
que estão sendo mediados não conseguem, por si, propor opções. Essa técnica é
realizada inicialmente para gerar ideias sem críticas (falar aquilo que vem à mente,
sem pensar) e, em seguida, analisar e selecionar as ideias mais valiosas.

No que se refere à conciliação e mediação, alternativas para a resolução de


conflitos, julgue os próximos itens.

A conciliação, por ser um procedimento abrangente, não conta com a participação


de um coconciliador, tendo por objetivo principal tratar o relacionamento entre as
pessoas envolvidas no conflito.
ERRADO

Acerca da aposentadoria por invalidez e do auxílio-doença previdenciário, julgue os


itens subsecutivos.

O segurado que estiver recebendo auxílio-doença e desejar retornar ao trabalho


voluntariamente terá seu benefício mantido até que seja realizada perícia médica
da previdência social.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– O auxílio-doença cessa pelo retorno voluntário ao trabalho
sem prévia perícia médica – alta antecipada.

Acerca da aposentadoria por invalidez e do auxílio-doença previdenciário, julgue os


itens subsecutivos.

Não é permitida concessão de aposentadoria por invalidez, em nenhuma hipótese,


caso a doença tenha sido originada anteriormente à filiação na previdência social.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– Não tem direito à aposentadoria por invalidez quem, ao se
filiar à previdência social, já tiver doença ou lesão que geraria o benefício, a não ser
quando a incapacidade resultar no agravamento da enfermidade.

Acerca da aposentadoria por invalidez e do auxílio-doença previdenciário, julgue os


itens subsecutivos. 

No processo de aposentadoria por invalidez de pessoas acometidas por acidente de


qualquer natureza, dispensa-se a carência, ou seja, a exigência de doze
contribuições mensais.
CERTO
PESQUISAR MOTIVO

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento.
Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à
atuação e a intervenções adequadas do profissional do serviço social.

Se, em entrevista, o assistente social abordar o consumo de álcool, deverá ater-se


em repassar a Antônio as informações sobre os efeitos e as consequências da
substância, visto que essa atitude é comprovadamente eficiente, mesmo quando
desvinculada de um programa de prevenção.

ERRADA
 JUSTIFICATIVA do CESPE – Repassar informações sobre efeitos e consequências do
uso de álcool e drogas é útil, porém de validade questionável, quando feito de forma
isolada e desconectada de um programa de prevenção desenhado de forma a respeitar
as características de sua população-alvo. Ver: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de
Atenção à Saúde. A Política do Ministério da Saúde para Atenção Integral a Usuários de
Álcool e outras Drogas/Ministério da Saúde. 2.ª ed. rev. ampl. – Brasília: Ministério da
Saúde, 2004, p. 29

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento. 

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à atuação
e a intervenções adequadas do profissional do serviço social.

Caso Antônio continue resistente em submeter-se ao tratamento para a


dependência do álcool, não é indicado encaminhá-lo ao Centro de Atenção
Psicossocial, visto que sua recusa altera o projeto terapêutico individual e significa
o descumprimento do contrato terapêutico, o que fará que ele seja desligado desse
centro e encaminhado a outro tipo de serviço.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Em serviços de tratamento, o projeto terapêutico de cada
usuário deve ser construído individualmente e comporta um conjunto de ações com
o objetivo de incentivar o aumento de sua autonomia, organizar sua
permanência/frequência na instituição, entre outras. Esse projeto deve estar atrelado a
um contrato terapêutico, e nos casos de não cumprimento deste por parte do usuário,
em hipótese alguma isso deve significar seu desligamento, cerceamento ou exclusão,
mesmo que parcial, do acesso 
irrestrito aos serviços. Deve ser recontratado com o usuário um novo projeto para que
ele possa efetivamente cumpri-lo.  Segundo a Portaria n.º 3.088, de 23 de dezembro
de 2011, art. 7.º O ponto de atenção da Rede de Atenção Psicossocial na atenção
psicossocial especializada é o Centro de Atenção Psicossocial. § 3.º O cuidado, no
âmbito do Centro de Atenção Psicossocial, é desenvolvido por intermédio de
Projeto Terapêutico Individual, envolvendo em sua construção a equipe, o usuário e
sua família, e a ordenação do cuidado estará sob a responsabilidade do Centro de
Atenção Psicossocial ou da Atenção Básica, garantindo permanente processo de
cogestão e acompanhamento longitudinal do caso.

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento. 

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à atuação
e a intervenções adequadas do profissional do serviço social.

No processo de intervenção do assistente social junto ao servidor, faz-se necessário


compreender que, quanto maior o nível de vulnerabilidade e de perda de
autonomia do usuário, maior deve ser a quantidade de recursos ofertados pela
equipe que o assiste. Esse princípio denomina-se equidade e caracteriza-se como
um dos eixos de sustentação do Sistema Único de Saúde.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Quanto maior o nível de vulnerabilidade e de perda de
autonomia do usuário do serviço, maior deve ser a quantidade de recursos ofertados
pela equipe que o assiste. Esse princípio – oferta maior de recursos aos mais
necessitados – é denominado equidade, um dos eixos de sustentação do Sistema
Único de Saúde.

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento.

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à atuação
e a intervenções adequadas do profissional do serviço social.  

Durante o atendimento a Antônio, recomenda-se adotar a abordagem da redução


de danos, estratégia que possibilita aumentar o grau de liberdade e de
corresponsabilidade do usuário bem como o ajuda a traçar metas voltadas para a
mudança no seu estilo de vida.
CERTO

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento.

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à
atuação e a intervenções adequadas do profissional do serviço social. 

No caso de o assistente social utilizar-se, como meio de intervenção, de uma


entrevista com o referido servidor, está contraindicado o uso da técnica de
reflexão, pois a mesma direciona-se apenas à identificação do problema,
limitando-se a tomada de consciência.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– A técnica de reflexão pretende oferecer ao usuário a
possibilidade de examinar as suas crenças ou supostas formas de conhecimento à luz
dos fundamentos que as sustentam. Para isso, exige do usuário a consciência de que,
se dada situação é problemática, quando se identificam as condições que o
influenciam, é possível gerar hipóteses de soluções e testar as hipóteses. A reflexão
tem caráter retrospectivo, nela o sujeito reflete sobre a ação. Para isso, em um
primeiro momento, busca-se, por meio dela, descobrir como ocorreu o
fenômeno, descrevendo-se as condições, os fatores ou mecanismos na produção do
evento e, posteriormente, busca-se explicação e análise das conexões existentes entre
os elementos que o determinaram, a fim de que sejam identificadas as contradições e
localizadas as necessidades.

Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente


administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública.
Nos últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair
durante o expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento
no desempenho de suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram
motivados pelo consumo de bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre
resistente a se tratar, foi encaminhado ao setor competente da instituição para
início de um plano de tratamento.

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à
atuação e a intervenções adequadas do profissional do serviço social. 

Se a situação exigir atendimento concomitante de profissionais do serviço social e


da psicologia, o relatório final da intervenção, com a emissão de opinião técnica,
poderá ser elaborado pelo assistente social, desde que seja assinado pelos dois
profissionais.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– De acordo com a Resolução CFESS n.º 557/2009, art. 4°:
Ao atuar em equipes multiprofissionais, o assistente social deverá garantir
a especificidade de sua área de atuação. Parágrafo primeiro - O entendimento ou
opinião técnica do assistente social sobre o objeto da intervenção conjunta com outra
categoria profissional e/ ou equipe multiprofissional, deve destacar a sua área de
conhecimento separadamente, delimitar o âmbito de sua atuação, seu objeto,
instrumentos utilizados, análise social e outros componentes que devem estar
contemplados na opinião técnica. Parágrafo segundo - O assistente social deverá emitir
sua opinião técnica somente sobre o que é de sua área de atuação e de sua atribuição
legal, para qual está habilitado e autorizado a exercer, assinando e identificando seu
número de inscrição no Conselho Regional de Serviço Social.

No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue os itens que se
seguem.

Ao se elaborar o laudo ou parecer social de um usuário, deve-se evitar fazer


referências à postura e ao comportamento dos envolvidos no decorrer do estudo,
pois essas impressões são consideradas análises de julgamento moral.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Alguns profissionais costumam fazer referências iniciais do
que perceberam com relação à postura e ao comportamento dos envolvidos no
decorrer do processo avaliativo, iniciando seus textos com essas sinalizações.
Essas referências são importantes quando há conflitos entre os usuários (no caso de
grupo de família) ou quando algum deles compareceu à entrevista visivelmente
alcoolizado. Caso seja possível marcar nova entrevista, o fato pode ser discutido com o
próprio usuário. Cabe ao profissional decidir eticamente o que deve ou não ser
registrado.
No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue os itens que se
seguem.

Considerando-se que, ao elaborar o parecer social, cabe ao assistente social emitir


opinião acerca de uma situação social com base em análise essencialmente teórica,
é vedado a esse profissional o levantamento de hipóteses a respeito das possíveis
consequências dessa situação.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– De acordo com a literatura da área, o parecer social
diz respeito ao esclarecimento e análise, com base em conhecimentos específicos do
Serviço Social, de uma questão relacionada a decisões a serem tomadas. Trata-se de
exposição e manifestação sucinta, enfocando objetivamente a questão ou a situação
social analisada, os objetivos do trabalho solicitado e apresentado, portanto, é uma
análise referenciada em fundamentos teóricos, éticos e técnicos inerentes ao
Serviço Social. Esse parecer também deve conter uma análise prospectiva e levantar
hipóteses acerca de possíveis consequências da situação

No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue os itens que se
seguem. 

Na elaboração do laudo social de um usuário, os marcos da história de vida deste


constituem importantes dados de análise. Essas informações geralmente compõem
a introdução do laudo, o desenvolvimento assume características de análise, e a
avaliação final direciona-se à conclusão e às sugestões para resolução do problema.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Conforme literatura da área, os marcos significativos da
história de vida são também um dado importante de análise, especialmente
para profissionais que lidam com depoimentos verbais, com manifestos. Esse histórico
deve ser breve, com o relato do que é sumamente importante para melhor
entendimento da situação e da análise do profissional. Desse modo, o histórico de
vida assume papel introdutório no corpo do texto, e o desenvolvimento assume
características de análise. A avaliação final encaminha para a conclusão e para as
sugestões.

O conceito de redes, além de ter trazido inovações para a gestão social pública,
introduziu novos valores e habilidades na condução do trabalho social. Com relação
a esse assunto, julgue os itens subsecutivos.

As redes primárias são constituídas por organizações governamentais que,


considerando os princípios da igualdade e da eficiência, atuam na prevenção de
situações de risco.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– As redes primárias ou de proteção espontânea são aquelas
que se organizam na perspectiva do apoio mútuo e da solidariedade, como nas
relações afetivas, de parentesco, de proximidade com amigos, vizinhos e nas relações
entre os indivíduos de uma mesma comunidade. Essas formas de rede são tecidas no
cotidiano, estimuladas pelas demandas de apoio na convivência e, frequentemente,
passam despercebidas pelos sujeitos que nela se inserem e se relacionam.

O conceito de redes, além de ter trazido inovações para a gestão social pública,
introduziu novos valores e habilidades na condução do trabalho social. Com relação
a esse assunto, julgue os itens subsecutivos.

Embora o termo rede não conste no texto do Estatuto da Criança e do Adolescente


(ECA), a necessidade de uma ação pública intersetorial está prevista na definição
do paradigma da proteção integral ao segmento infanto-juvenil, contida nesse
documento.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – No Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) não se
utiliza o termo “rede”, mas, ao se prever, nesse esse documento, a proteção integral
ao segmento infanto-juvenil como paradigma, configura-se a necessidade de uma ação
pública articulada. Nessa ação, têm papel importante as organizações da sociedade,
tanto na sua participação no conselho municipal quanto na parceria com o poder
público, por meio da oferta de serviços sociais. Todas as referências para a garantia
dos direitos sociais previstos no ECA assinalam que, para ser eficaz, a formação de
uma política de atenção integral à criança e ao adolescente deverá promover
relações, conexões e articulações entre os diversos serviços setoriais.

O conceito de redes, além de ter trazido inovações para a gestão social pública,
introduziu novos valores e habilidades na condução do trabalho social. Com relação
a esse assunto, julgue os itens subsecutivos. 

A ação em rede, em qualquer área, pressupõe a apreensão da realidade social


como um todo complexo. Nessa perspectiva, compreendendo-se que os fatos são
multicausais e multidependentes entre si, chega-se à noção de totalidade.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Conforme literatura acerca do assunto, a fruição da ação
em rede provoca uma retomada da totalidade, ou seja, exige apreender a realidade
social e nela agir como em um todo complexo, um todo que é tecido junto.
Assim, impõe-se uma perspectiva que integre, organize e totalize os fatos.

O conceito de redes, além de ter trazido inovações para a gestão social pública,
introduziu novos valores e habilidades na condução do trabalho social. Com relação
a esse assunto, julgue os itens subsecutivos. 

Em uma rede de proteção social, a generalização de temas possibilita maior


quantidade de respostas a demandas sociais e potencializa a eficácia da proposta
da rede.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – De acordo com literatura acerca do assunto, o que agrega
valor à proposta de uma rede de proteção social é a boa definição de seu foco de
atuação. A existência de um objetivo bem definido pode ser decisivo para o
sucesso dessa rede. Uma rede de proteção social precisa estar focada em seu objetivo
e sua(s) temática(s). Uma generalização para muitos temas pode incorrer em
descaracterização, perda de foco e consequente perda de potência da rede.

Acerca das concepções de família e de suas relações com o Estado, julgue os itens
subsequentes.

O trabalho com as famílias deve fundamentar-se no conceito de núcleo familiar, o


qual vem sendo fortalecido nas recentes mudanças relacionadas às diferentes
maneiras de exercer as funções de sobrevivência e de desenvolvimento dos
membros da família.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – A suspensão de qualquer juízo de valor acerca do que
deva ser uma família estruturada possibilita que a família seja pensada em seus
múltiplos jeitos de ser e existir. Observando que, atualmente, funções essenciais à
sobrevivência e ao desenvolvimento dos diversos membros da família não são
exercidas exclusivamente por este ou aquele membro em particular, concluímos que a
imagem mais condizente com essa realidade é a de uma rede de relações que  pode
ser fortalecida, ampliada, substituída, acrescida etc. Portanto, se a família não é mais
um núcleo, e sim uma rede, nosso trabalho com ela terá de se abrir para o novo

Acerca das concepções de família e de suas relações com o Estado, julgue os itens
subsequentes. 

As políticas familistas baseiam-se na ideia de que a principal responsável pelo bem-


estar e pela provisão das necessidades humanas é a família, o que significa que a
satisfação das necessidades das famílias está atrelada à participação de seus
membros na esfera mercantil.
CERTO

JUSTIFICATIVA d CESPE– Conforme literatura consagrada na área, o familismo está


presente nos sistemas de proteção social em que a política pública considera que as
unidades familiares devem assumir a principal responsabilidade pelo bem-estar de seus
membros. Isso corresponde a uma menor provisão de bem-estar por parte do Estado e
a satisfação das necessidades das famílias passa a depender cada vez mais da
participação de seus membros na esfera mercantil.

Acerca das concepções de família e de suas relações com o Estado, julgue os itens
subsequentes. 

A família representa um espaço de socialização de seus membros e permite a


formação de identidades e histórias de vida, independentemente do lugar que
ocupa no mercado de trabalho.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Definição consensual na área. Destaca-se a importância da
família como um espaço de socialização, proteção e formação dos indivíduos.
A capacidade da família de prover as necessidades de seus membros encontra-se
estreitamente dependente da posição que ocupa nas relações de produção e no
mercado de trabalho. A família é responsável pelo cultivo da sociabilidade e
das relações de reciprocidade, permitindo forjar identidades, projetos e histórias de
vida.

Pedro, de setenta e cinco anos de idade, viúvo, aposentado, além de apresentar


vários problemas de saúde, foi diagnosticado com demência. O único bem que o
idoso possui é um veículo, e, por isso, reside com a filha Maria, o genro João e os
três netos em uma casa alugada, próxima a uma escola. Eventualmente, os alunos
dessa escola praticam atitudes preconceituosas contra o idoso.

Com base nessa situação hipotética e nas disposições do Estatuto do Idoso e da


Política Nacional do Idoso, julgue os itens a seguir.

Considere que João, sem o consentimento de Maria, tenha induzido Pedro a


outorgar uma procuração em seu nome para a venda do veículo, o único bem do
idoso. Nesse caso, a ação do genro não caracteriza crime passível de reclusão, já
que, além de ajudar a esposa nos cuidados com o sogro, ambos residem na mesma
casa.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Lei n.º 10.741/2003, art. 106. Induzir pessoa idosa sem
discernimento de seus atos a outorgar procuração para fins de administração de bens
ou deles dispor livremente: Pena – reclusão de 2 a 4 anos.

Pedro, de setenta e cinco anos de idade, viúvo, aposentado, além de apresentar


vários problemas de saúde, foi diagnosticado com demência. O único bem que o
idoso possui é um veículo, e, por isso, reside com a filha Maria, o genro João e os
três netos em uma casa alugada, próxima a uma escola. Eventualmente, os alunos
dessa escola praticam atitudes preconceituosas contra o idoso. 

Com base nessa situação hipotética e nas disposições do Estatuto do Idoso e da


Política Nacional do Idoso, julgue os itens a seguir.

Considere que, ao ser atendido no centro de saúde próximo de sua residência,


foram identificados sinais de negligência em Pedro. Nesse caso, havendo suspeita
de situação de violência, o serviço de saúde deverá notificar, compulsoriamente, o
Ministério Público.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– Lei n.º 10.741/2003, art. 19. Os casos de suspeita ou
confirmação de violência praticada contra idosos serão objeto de
notificação compulsória pelos serviços de saúde públicos e privados à autoridade
sanitária, bem como serão obrigatoriamente comunicados por eles a quaisquer dos
seguintes órgãos: 
I – autoridade policial; 
II – Ministério Público; 
III – Conselho Municipal do Idoso; 
IV – Conselho Estadual do Idoso; 
V – Conselho Nacional do Idoso. 
§ 1º Para os efeitos desta Lei, considera-se violência contra o idoso qualquer ação
ou omissão praticada em local público ou privado que lhe cause morte, dano ou
sofrimento físico ou psicológico.

Pedro, de setenta e cinco anos de idade, viúvo, aposentado, além de apresentar


vários problemas de saúde, foi diagnosticado com demência. O único bem que o
idoso possui é um veículo, e, por isso, reside com a filha Maria, o genro João e os
três netos em uma casa alugada, próxima a uma escola. Eventualmente, os alunos
dessa escola praticam atitudes preconceituosas contra o idoso. 

Com base nessa situação hipotética e nas disposições do Estatuto do Idoso e da


Política Nacional do Idoso, julgue os itens a seguir.

Se Pedro for inscrito em um programa habitacional subsidiado com recursos


públicos para compra de moradia própria, ele será priorizado em razão da reserva
de unidades habitacionais para atendimento a idosos.
CERTO
Certo
 Art. 38. Nos programas habitacionais, públicos ou subsidiados com recursos públicos,
o idoso goza de prioridade na aquisição de imóvel para moradia própria, observado o
seguinte:
    I - reserva de pelo menos 3% (três por cento) das unidades habitacionais
residenciais para atendimento aos idosos;      (Redação dada pela Lei nº 12.418, de
2011
      II – implantação de equipamentos urbanos comunitários voltados ao idoso;
       III – eliminação de barreiras arquitetônicas e urbanísticas, para garantia de
acessibilidade ao idoso;
       IV – critérios de financiamento compatíveis com os rendimentos de aposentadoria
e pensão.
       Parágrafo único.  As unidades residenciais reservadas para atendimento a idosos
devem situar-se, preferencialmente, no pavimento térreo.      (Incluído pela Lei nº
12.419, de 2011)

Pedro, de setenta e cinco anos de idade, viúvo, aposentado, além de apresentar


vários problemas de saúde, foi diagnosticado com demência. O único bem que o
idoso possui é um veículo, e, por isso, reside com a filha Maria, o genro João e os
três netos em uma casa alugada, próxima a uma escola. Eventualmente, os alunos
dessa escola praticam atitudes preconceituosas contra o idoso. 

Com base nessa situação hipotética e nas disposições do Estatuto do Idoso e da


Política Nacional do Idoso, julgue os itens a seguir. 

Conforme o Estatuto do Idoso, as escolas devem incluir conteúdos sobre o


envelhecimento e a valorização do idoso em seu currículo mínimo a fim de eliminar
os preconceitos existentes na sociedade.
CERTO
Art 22 do estatuto do idoso
Nos currículos mínimos dos diversos níveis de ensino formal serão inseridos conteúdos
voltados ao processo de envelhecimento, ao respeito e à valorização do idoso, de
forma a eliminar o preconceito e a produzir conhecimentos sobre a matéria.

Considerando o disposto na Lei n.º 7.853/1989, julgue os próximos itens, acerca do


apoio às pessoas com deficiência.

É garantido a todas as pessoas portadoras de deficiência o atendimento domiciliar


de saúde, independentemente do grau de deficiência.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Art. 2.º. Ao Poder Público e seus órgãos cabe assegurar às
pessoas portadoras de deficiência o pleno exercício de seus direitos básicos,
inclusive dos direitos à educação, à saúde, ao trabalho, ao lazer, à previdência social,
ao amparo à infância e à maternidade, e de outros que, decorrentes da Constituição e
das leis, propiciem seu bem-estar pessoal, social e econômico. II – na área da saúde:
e) a garantia de atendimento domiciliar de saúde ao deficiente grave não internado.

Considerando o disposto na Lei n.º 7.853/1989, julgue os próximos itens, acerca do


apoio às pessoas com deficiência.

Às pessoas com deficiência que não tenham acesso aos empregos comuns o poder
público deve estimular a criação e a manutenção de empregos, inclusive de tempo
parcial.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Art. 2.º. Ao Poder Público e seus órgãos cabe assegurar às
pessoas portadoras de deficiência o pleno exercício de seus direitos básicos, inclusive
dos direitos à educação, à saúde, ao trabalho, ao lazer, à previdência social, ao
amparo à infância e à maternidade, e de outros que, decorrentes da Constituição e das
leis, propiciem seu bem-estar pessoal, social e econômico. III – na área da
formação profissional e do trabalho: b) o empenho do Poder Público quanto ao
surgimento e à manutenção de empregos, inclusive de tempo parcial, destinados às
pessoas portadoras de deficiência que não tenham acesso aos empregos comuns.

Considerando o disposto na Lei n.º 7.853/1989, julgue os próximos itens, acerca do


apoio às pessoas com deficiência.

As ações públicas, coletivas ou individuais, relativas aos interesses das pessoas com
deficiência são passíveis de intervenção do Ministério Público, o qual, para
resguardar o interesse dessas pessoas, poderá requisitar de qualquer pessoa física
ou jurídica informações, exame ou perícia, em prazo não inferior a dez dias úteis.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Art. 5.º. O Ministério Público intervirá obrigatoriamente
nas ações públicas, coletivas ou individuais, em que se discutam interesses
relacionados à deficiência das pessoas. Art. 6.º. O Ministério Público poderá instaurar,
sob sua presidência, inquérito civil, ou requisitar, de qualquer pessoa física ou jurídica,
pública ou particular, certidões, informações, exame ou perícias, no prazo que
assinalar, não inferior a 10 dias úteis.

Considerando o disposto na Lei n.º 7.853/1989, julgue os próximos itens, acerca do


apoio às pessoas com deficiência. 

Diferentemente das entidades da administração pública, cometerá crime punível


unicamente por meio de pagamento de multa a empresa privada que negar, sem
justa causa, emprego ou trabalho a alguém em razão de sua deficiência.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE– Art. 8.º. Constitui crime punível com reclusão de 1 a 4
anos, e multa: III – negar, sem justa causa, a alguém, por motivos derivados de sua
deficiência, emprego ou trabalho.

Tendo como referência a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), a Política


Nacional de Assistência Social (PNAS) e o Sistema Único da Assistência Social
(SUAS), julgue os próximos itens.

A assistência social objetiva a proteção social, que, por sua vez, visa à garantia da
vida, à redução de danos e à prevenção da incidência de riscos por meio de ações
como, por exemplo, a promoção da integração dos cidadãos ao mercado de
trabalho.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Lei n.º 8742/1993 - LOAS. Art. 2.º. A assistência social
tem por objetivos: I – a proteção social, que visa à garantia da vida, à redução de
danos e à prevenção da incidência de riscos, especialmente: a) a proteção à família, à
maternidade, à infância, à adolescência e à velhice; b) o amparo às crianças e aos
adolescentes carentes; c) a promoção da integração ao mercado de trabalho; d)
a habilitação e reabilitação das pessoas com deficiência e a promoção de sua
integração à vida comunitária; e e) a garantia de 1 (um) salário-mínimo de benefício
mensal à pessoa com deficiência e ao idoso que comprovem não possuir meios
de prover a própria manutenção ou de tê-la provida por sua família

Tendo como referência a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), a Política


Nacional de Assistência Social (PNAS) e o Sistema Único da Assistência Social
(SUAS), julgue os próximos itens. 

A proteção social básica objetiva especificamente amparar a população que vive em


situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, da privação e(ou) que
apresenta fragilização de vínculos afetivo-relacionais e de pertencimento social.
ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– A proteção social básica tem como objetivos prevenir
situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, e
o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Destina-se à população que vive
em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação (ausência de
renda, precário ou nulo acesso aos serviços públicos, dentre outros) e, ou, fragilização
de vínculos afetivos – relacionais e de pertencimento social (discriminações
etárias, étnicas, de gênero ou por deficiências, dentre outras). (Política Nacional de
Assistência Social – PNAS. Brasília, novembro, 2005, p. 33).

Tendo como referência a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), a Política


Nacional de Assistência Social (PNAS) e o Sistema Único da Assistência Social
(SUAS), julgue os próximos itens. 

A LOAS objetiva estabelecer normas técnicas para a implementação da assistência


social, além de expressar o esforço coletivo da sociedade em englobar fatos e
valores da vida contemporânea, de modo a atribuir-lhes vigência jurídica.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Conforme literatura consagrada na área, a LOAS é um
documento que, não obstante seu caráter formal, é produto e expressão de debates e
embates políticos e, por isso, apresenta indefinições e supressões de termos e
palavras que tornam menos conciso o significado da assistência social. Ela não significa
um mero instrumento jurídico para regular tecnicamente a assistência social, mas um
documento juspolítico, que expressa o esforço coletivo, de englobar fatos e valores da
vida contemporânea.

Tendo como referência a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), a Política


Nacional de Assistência Social (PNAS) e o Sistema Único da Assistência Social
(SUAS), julgue os próximos itens. 

A LOAS apresenta uma concepção de assistência social calcada em uma perspectiva


a-histórica e distanciada da análise da relação entre Estado e sociedade.
ERRADA
JUSTIFICATIVA do CESPE – Conforme literatura consagrada na área, a LOAS expressa
uma concepção de assistência social que a percebe como fruto da relação de
antagonismo e reciprocidade entre Estado e sociedade, dentro de uma perspectiva
histórica.

Tendo como referência a Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), a Política


Nacional de Assistência Social (PNAS) e o Sistema Único da Assistência Social
(SUAS), julgue os próximos itens. 

As diretrizes da PNAS incluem a centralidade na família para a concepção e a


implementação de benefícios, serviços, programas e projetos de assistência social.
Essa concepção também está preconizada no SUAS, que, além de priorizar a
centralidade na família e na matricialidade sociofamiliar, estabelece padrões de
atendimento, nomenclatura dos equipamentos, indicadores de avaliação e
resultados.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Concebendo a assistência social como dever do Estado, a
PNAS fixa como diretrizes: IV – Centralidade na família para concepção e
implementação dos benefícios, serviços, programas e projetos. (Política Nacional de
Assistência Social – PNAS. Brasília, novembro, 2005, p. 33). A centralidade na família e
a matricialidade sociofamiliar são preconizadas também no SUAS, sistema de gestão da
política de assistência social no Brasil, no qual são estabelecidos padrões de
atendimento, como eixos de atuação, nomenclatura dos equipamentos, qualidade dos
atendimentos, indicadores de avaliação e resultados.

Acerca da assistência social, julgue os itens subsequentes.

O SUAS consolida o modo de gestão compartilhada, o cofinanciamento e a


cooperação técnica entre os três entes federativos que, por conseguinte, operam a
proteção social não contributiva no âmbito da seguridade social.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE - A NOB/SUAS disciplina a gestão pública da Política
de Assistência Social no território brasileiro, executada de modo sistêmico pelos entes
federativos, em consonância com a CF, a LOAS e as legislações complementares a ela
aplicáveis. O SUAS é um sistema público não contributivo, descentralizado e
participativo que tem por função a gestão do conteúdo especifico da assistência social
no campo da proteção social brasileira. Em termos gerais, o SUAS consolida o modo
de gestão compartilhada, o cofinanciamento e a cooperação técnica entre os três entes
federativos que, de modo articulado e complementar, operam a proteção social
não contributiva deseguridade social no campo da assistência social. 
Particularmente, acredito que caberia recurso para alteração do gabarito para
ERRADO, porque quando a Banca coloca que o SUAS [...] operam a proteção social
não contributiva no âmbito da SEGURIDADE SOCIAL (inclui a saúde - que tem o SUS
como sistema; a assistência social - que tem o SUAS como sistema; previdência social)
cujo princípio da universalidade do atendimento é compreendido da seguinte forma,
com relação à saúde e assistência social qualquer pessoa pode participar da proteção
social patrocinada pelo Estado.  Porém, a previdência social é, a princípio, restrita a
quem exerce atividade remunerada, pois tem regime contributivo. A figura do
segurado facultativo foi criada para garantir a universalidade de atendimento da
previdência social. Portanto, são sistemas diferenciados que garantem a proteção
social na Seguridade Social.

Acerca da assistência social, julgue os itens subsequentes.

A concessão e o financiamento dos benefícios eventuais, ou seja, aqueles


destinados a complementação dos serviços de proteção social especial, são de
responsabilidade exclusiva do governo federal.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Lei n.º 8742/1993 – LOAS. Art. 22. Entendem-se por
benefícios eventuais as provisões suplementares e provisórias que
integram organicamente as garantias do SUAS e são prestadas aos cidadãos e às
famílias em virtude de nascimento, morte, situações de vulnerabilidade temporária e
de calamidade pública. § 1º A concessão e o valor dos benefícios de que trata este
artigo serão definidos pelos Estados, Distrito Federal e Municípios e previstos nas
respectivas leis orçamentárias anuais, com base em critérios e prazos definidos
pelos respectivos Conselhos de Assistência Social.

Acerca da assistência social, julgue os itens subsequentes

As entidades e organizações de assistência social incluem as organizações que


prestam atendimento aos beneficiários da política de assistência social de forma
continuada e planejada, por meio da concessão de benefícios de prestação social
básica ou especial.
CERTO
JUSTIFICATIVA do CESPE – Lei n.º 8.742/1993, art. 3.º - Consideram-se entidades e
organizações de assistência social aquelas sem fins lucrativos que, isolada ou
cumulativamente, prestam atendimento e assessoramento aos beneficiários abrangidos
por esta Lei, bem como as que atuam na defesa e garantia de direitos. § 1.º São de
atendimento aquelas entidades que, de forma continuada, permanente e
planejada, prestam serviços, executam programas ou projetos e concedem benefícios
de prestação social básica ou especial, dirigidos às famílias e indivíduos em situações
de vulnerabilidade ou risco social e pessoal, nos termos desta Lei, e respeitadas
as deliberações do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), de que tratam os
incisos I e II do art. 18.

Acerca da assistência social, julgue os itens subsequentes

Os projetos de enfrentamento à pobreza visam, prioritariamente, incluir as famílias


pobres nos programas de transferência de renda.

ERRADO
JUSTIFICATIVA do CESPE– Lei n.º 8742/1993 – LOAS. Art. 25. Os projetos de
enfrentamento da pobreza compreendem a instituição de investimento econômico-
social nos grupos populares, buscando subsidiar, financeira e tecnicamente, iniciativas
que lhes garantam meios, capacidade produtiva e de gestão para melhoria das
condições gerais de subsistência, elevação do padrão da qualidade de vida,
a preservação do meio-ambiente e sua organização social.

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.

A concepção de identidade atribuída ao serviço social fundamenta-se no


entendimento¸ de viés determinista, de que identidade e consciência devem ser
pensadas como abstrações.
ERRADA
VER O MOTIVO

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.

A identidade atribuída pelo capitalismo foi fixada como elemento definidor da


prática do serviço social, em um processo de fetichismo e de distanciamento da teia
das relações sociais.
CERTO
VER O MOTIVO

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.

A identidade atribuída ao serviço social pelo capitalismo ratificava a função


econômica da prática social e sua orgânica articulação com a classe dominante.
CERTO

Acerca da institucionalização do serviço social na América Latina  e no Brasil, julgue


o  item  que se segue.

No Brasil, o trabalho do serviço social na área de desenvolvimento de comunidade


ocorreu sob influência de programas da Organização das Nações Unidas (ONU) e de
outros organismos internacionais, cuja estratégia era integrar os esforços da
população aos planos nacionais e regionais de desenvolvimento.
CERTO

Acerca da institucionalização do serviço social na América Latina  e no Brasil, julgue


o  item  que se segue.

O documento de Teresópolis, produto do seminário promovido pelo Centro


Brasileiro de Cooperação e Intercâmbio de Serviço Social (CBCISS), remete a
profissão à consciência de sua inserção na sociedade de classes.
ERRADA
VER A JUSTIFICATIVA

Acerca da institucionalização do serviço social na América Latina  e no Brasil, julgue


o  item  que se segue.

Sob influência norte-americana, o serviço social brasileiro fundamentou seus


primeiros objetivos político–sociais, orientando-se pelo ideário liberal e tecnicista da
ação profissional em face da questão social.
ERRADA
VER A JUSTIFICATIVA
Acerca da institucionalização do serviço social na América Latina  e no Brasil, julgue
o  item  que se segue.

No período em que o serviço social transita para a profissionalização, duas


encíclicas papais tiveram um papel sumariamente importante para seu
desenvolvimento: Rerum Novarum e Quadragésimo Anno .
CERTO

A respeito do projeto ético-político do serviço social, julgue o  próximo  item.

Pensar o projeto profissional supõe articular uma dimensão pluralista, na qual todas
as tendências profissionais são tidas como supostamente paritárias, e uma
dimensão corporativa centrada na autodefesa dos interesses específicos.
ERRADA
VER A JUSTIFICATIVA

A respeito do projeto ético-político do serviço social, julgue o  próximo  item.

A tensão política entre os projetos profissionais revelou-se no momento em que


surgiu uma oposição ao tradicionalismo profissional, vertente praticamente
hegemônica no serviço social brasileiro até os anos de 1960, com o qual se
estabeleceu uma ruptura no III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais (CBAS).
CERTO

No lapso das duas últimas décadas, a fecunda literatura profissional, no âmbito da


renovação crítica do serviço social, voltada aos fundamentos do serviço social
tratou, sob diferentes ângulos, a natureza particular da profissão na divisão social e
técnica do trabalho.

                                                                                 Marilda Vilela Iamamoto.


O serviço Social na Cena Contemporânea. In.  Programa de Capacitação em
Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília,
UnB/CEFSS, 2009, p. 37.

Considerando o tema abordado pelo fragmento de texto acima,  julgue o


item  que se segue.

A tese da correlação de forças propõe o paradigma das relações interpessoais como


eixo central da intervenção profissional, cujo ponto de partida é a situação-
problema.
ERRADA
VER TEXTO DA MARILDA MAS ACHO QUE RELAÇOES INTERPESSOAIS QUE ERROU
O ITEM. SERIAM RELAÇÕES DE CLASSE.

No lapso das duas últimas décadas, a fecunda literatura profissional, no âmbito da


renovação crítica do serviço social, voltada aos fundamentos do serviço social
tratou, sob diferentes ângulos, a natureza particular da profissão na divisão social e
técnica do trabalho.

                                                                                 Marilda Vilela Iamamoto.


O serviço Social na Cena Contemporânea. In.  Programa de Capacitação em
Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília,
UnB/CEFSS, 2009, p. 37.
Considerando o tema abordado pelo fragmento de texto acima,  julgue o
item  que se segue.

A tese da assistência social compreende a profissão como uma intervenção


mediadora na relação do Estado com os setores excluídos e subalternizados da
sociedade, concretizando a função reguladora do Estado na vida social.
CERTA

No lapso das duas últimas décadas, a fecunda literatura profissional, no âmbito da


renovação crítica do serviço social, voltada aos fundamentos do serviço social
tratou, sob diferentes ângulos, a natureza particular da profissão na divisão social e
técnica do trabalho.

                                                                                 Marilda Vilela Iamamoto.


O serviço Social na Cena Contemporânea. In.  Programa de Capacitação em
Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília,
UnB/CEFSS, 2009, p. 37.

Considerando o tema abordado pelo fragmento de texto acima,  julgue o


item  que se segue.

A tese da função pedagógica do assistente social fundamenta-se no vínculo


estabelecido com as classes sociais, o qual se materializa por meio dos efeitos da
ação profissional na maneira de pensar e de agir dos sujeitos envolvidos no
processo da prática.
CERTA
PESQUISAR A FUNÇÃO PEDAGÓGICA

 No lapso das duas últimas décadas, a fecunda literatura profissional, no âmbito da
renovação crítica do serviço social, voltada aos fundamentos do serviço social
tratou, sob diferentes ângulos, a natureza particular da profissão na divisão social e
técnica do trabalho.

                                                                                 Marilda Vilela Iamamoto.


O serviço Social na Cena Contemporânea. In.  Programa de Capacitação em
Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília,
UnB/CEFSS, 2009, p. 37.

Considerando o tema abordado pelo fragmento de texto acima,  julgue o


item  que se segue.

Na ausência de referencial crítico-dialético, a tese do sincretismo e da prática


indiferenciada acentua a análise de manutenção, quanto a sua operacionalidade, de
uma mesma estrutura da prática interventiva.
CERTA
PESQUISAR TEORIAS DO SS

Com relação às condições e relações de trabalho e espaços  sócio-ocupacionais do


assistente social, julgue o   item  subsecutivo.

A mercantilização e refilantropização do atendimento às necessidades sociais, por


serem estratégias de respostas político institucionais a questão social, não
apresentam consequências para as condições e relações de trabalho do assistente
social.
ERRADA
Com relação às condições e relações de trabalho e espaços  sócio-ocupacionais do
assistente social, julgue o   item  subsecutivo.

Nas ultimas décadas, os estudos e pesquisas na área centraram-se na análise do


processamento do trabalho do assistente social em suas múltiplas determinações,
em uma profícua associação entre os fundamentos do serviço social e o trabalho
profissional cotidiano em seus diferentes espaços sócio-ocupacionais.
ERRADA
PESQUISAR PROFICUA

Com relação às condições e relações de trabalho e espaços  sócio-ocupacionais do


assistente social, julgue o   item  subsecutivo.

Acerca do mercado de trabalho do assistente social, os estudos constatam que


mesmo com a predominância majoritária do trabalho assalariado em instituições
públicas de natureza estatal, encontra-se em crescimento nos últimos anos o
exercício profissional privado autônomo do assistente social, por subcontratação
individual por parte das empresas de serviços ou de assessoria na prestação de
serviços aos governos, de caráter temporário.
CERTO

Com relação aos fundamentos éticos do serviço social, julgue o   item a seguir.

A relação entre ética e a política, na trajetória da profissão, pôs-se como problema


no momento de reafirmação das dimensões subjetivas da política como foco da
intervenção profissional.
ERRADA

Com relação aos fundamentos éticos do serviço social, julgue o    item a seguir.

A moral objetiva, um sistema normativo reprodutor dos costumes, em resposta a


exigências de integração social, vincula-se ao indivíduo singular e à vida cotidiana,
e estabelece conexão entre motivações do indivíduo singular e exigências éticas
humano-genéricas, vinculadas a diferentes formas de práxis.
CERTO

Com relação aos fundamentos éticos do serviço social, julgue o    item a seguir.

O utilitarismo moral é uma das expressões do modo capitalista de se comportar,


pois, obscurecidas pelo poder das coisas, as relações humanas são valorizadas
segundo sua utilidade e, assim, inverte-se o valor das relações e necessidades
humanas.

CERTA

A respeito das diretrizes curriculares dos cursos de serviço social,  julgue o


item  subsequente.

O núcleo de fundamentos teórico-metodológicos da vida social compreende um


conjunto de fundamentos teórico- metodológicos e ético-políticos para conhecer o
ser enquanto totalidade histórica.

CERTO
A respeito das diretrizes curriculares dos cursos de serviço social,  julgue o
item  subsequente.

A concepção instrumental da autonomia constitui um dos núcleos fundantes


centrais da formação profissional em serviço social, conforme prerrogativas da
Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e remete a
qualificação de quadros técnicos profissionais capaz de responder ao atual
panorama ocupacional.
ERRADA
VER O MOTIVO

A respeito da lei de regulamentação da profissão e resoluções do Conselho Federal


de Serviço Social, julgue o  item  seguinte.

A direção de serviço técnico de serviço social em entidades públicas ou privadas,


constitui atribuição privativa do assistente social.

CERTO

A respeito da lei de regulamentação da profissão e resoluções do Conselho Federal


de Serviço Social, julgue o  item  seguinte.

É facultado ao Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), aos Conselhos


Regionais de Serviço Social (CRESS) e às seccionais o uso de símbolo, imagem e
escritos religiosos em suas dependências, sendo vedado o uso dos mesmos em
campanhas de publicidade de alcance coletivo.
ERRADO
VER O MOTIVO

No que diz respeito à formulação de projeto de intervenção  profissional, julgue


o  item  a seguir.

O assistente social, ao elaborar proposta de intervenção, deve identificar as metas,


relacioná-las aos objetivos e explicitar os indicadores, cuja função é mensurar a
efetividade do trabalho.
CERTA
VER O MOTIVO

No que diz respeito à formulação de projeto de intervenção  profissional, julgue


o  item  a seguir.

Ao realizar a leitura da realidade, o assistente social deve prescindir do


conhecimento da tensão existente entre trabalho e capital, a fim de elaborar um
conhecimento descritivo da sociedade, conforme preconiza o projeto ético-político
de sua profissão.
ERRADA
NÃO SEI O PORQUÊ.

No que diz respeito à formulação de projeto de intervenção  profissional, julgue


o  item  a seguir.
Ao elaborar um projeto de trabalho, o assistente social deve explicitar a filiação
teórica em que se embasou. Uma das teorias que podem fundamentar esse
profissional é a teoria dialético-critica, cuja visão de mundo compreende as
refrações da questão social como produto intrínseco do capitalismo.
CERTO

Com relação à pesquisa, elemento constitutivo do trabalho do  assistente social e


precondição do exercício profissional gratificado,  julgue o   item  que se segue.

O assistente social deve fazer uso da pesquisa exploratória para compreender


questões presentes na realidade concreta que já foram objeto de estudos
sistematizados e de bibliografia consolidada.
ERRADA
PESQUISAR MOTIVO

Com relação à pesquisa, elemento constitutivo do trabalho do  assistente social e


precondição do exercício profissional gratificado,  julgue o   item  que se segue.

A amostra estratificada, em que a totalidade das pessoas é dividida em subgrupos


por faixa de idade, escolaridade ou outros critérios, permite sortear certo número
de elementos em cada estrato para a composição da amostra final, conservando-se
na amostra a mesma proporção em que cada estrato participa na totalidade.
ERRADA
PESQUISAR MOTIVO

Com relação à pesquisa, elemento constitutivo do trabalho do  assistente social e


precondição do exercício profissional gratificado,  julgue o   item  que se segue.

Para se determinar os grupos que serão observados em uma amostra deve-se


adotar uma abordagem qualitativa, ao passo que para se definir os sujeitos que
apresentam os atributos a serem conhecidos deve-se utilizar uma abordagem
quantitativa.
ERRADA
PESQUISAR MOTIVO

Com relação à pesquisa, elemento constitutivo do trabalho do  assistente social e


precondição do exercício profissional gratificado,  julgue o   item  que se segue.

O questionário é um instrumento de pesquisa composto por uma série de perguntas


a serem aplicadas pessoalmente pelo próprio pesquisador, dispensando-se a
realização do pré-teste para a verificação da necessidade de se modificar as
perguntas.
ERRADA

Com relação à pesquisa, elemento constitutivo do trabalho do  assistente social e


precondição do exercício profissional gratificado,  julgue o   item  que se segue.

A investigação realizada no exercício profissional do assistente social caracteriza-se


como uma pesquisa científica fundamentada em conhecimento teórico e prático,
conhecimentos que têm a mesma natureza e significados.
ERRADA
Acerca da avaliação de planos, programas e projetos sociais, julgue
o  item  seguinte.

A avaliação por triangulação de métodos compreende a análise das estruturas, dos


processos e dos resultados, bem como a compreensão das relações envolvidas na
implementação das ações e a visão dos atores sobre o projeto.
CERTA

Acerca da avaliação de planos, programas e projetos sociais, julgue


o  item  seguinte.

Na concepção atual da maioria dos pesquisadores e avaliadores, a investigação


avaliativa assemelha-se à pesquisa acadêmica, tanto em nível teórico quanto em
nível prático, haja vista que ambas as formas de análise assumem papéis gerenciais
semelhantes e atuam junto a um mesmo público.
ERRADA

Acerca da avaliação de planos, programas e projetos sociais, julgue


o  item  seguinte.

A realização de avaliação na área social intensificou-se no Brasil a partir da década


de 90 do século XX, devido, entre outros fatores, às exigências dos órgãos
internacionais que financiam projetos sociais.
CERTO

No que se refere ao processo de planejamento voltado à intervenção profissional,


julgue o   item  subsequente.

No estudo da situação, investigam-se detalhadamente as informações sobre


determinada situação tomada como problema com o objetivo de elaborar respostas
teóricas à problemática em análise
ERRADA
VER O MOTIVO

No que diz respeito à assessoria e consultoria no serviço social, julgue


o  item  subsecutivo.
Cabe ao assistente social, antes de solicitar processo de consultoria, elaborar
projeto de prática contendo as demandas por respostas pontuais a questões
pendentes que estão dificultando o desenvolvimento do trabalho a ser realizado.
CERTO
No que diz respeito à assessoria e consultoria no serviço social, julgue
o  item subsecutivo.

O assessor tem autoridade de mando sobre a equipe que está avaliando, devido à
sua eminente qualificação profissional e ao seu posicionamento externo à equipe.
ERRADO

Com relação à dimensão técnico-operativa do serviço social, julgue o  item  a


seguir.

A realização de entrevistas familiares e de visitas domiciliares permite ao


assistente social conhecer a estrutura de relações das famílias e entender sua
organização e o modo como dispõem de seus próprios recursos e dos advindos das
redes sociais primária e secundária.
CERTO

Com relação à dimensão técnico-operativa do serviço social, julgue o  item a seguir.

As ações socioeducativas fundamentam-se em dois pilares, socialização das


informações e o processo reflexivo, consistindo de ações planejadas e conectadas
ao conjunto de outras ações desenvolvidas no âmbito dos processos
socioassistenciais, político-organizativos e de planejamento e gestão.
CERTO

Com relação à dimensão técnico-operativa do serviço social, julgue o  item a seguir.

O instrumental, o conjunto articulado de instrumentos e técnicas que permite a


operacionalização da ação profissional, abrange o campo das técnicas, dos
conhecimentos e das habilidades.
CERTO

A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o  item  que se


segue.
O parecer social, uma exposição e manifestação sucinta com enfoque objetivo
sobre a situação social analisada, é o meio empregado pelo profissional de serviço
social para realizar esclarecimentos e análise acerca de questões relacionadas a
decisões a serem tomadas.
CERTO

A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o  item  que se


segue.

O estudo social é um instrumento empregado pelo assistente social para conhecer e


interpretar a situação que motiva sua intervenção profissional, que pode se utilizar,
ainda, de dados obtidos em visita domiciliar.
CERTO

A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o  item  que se


segue.

Apesar de o laudo social ser um documento elaborado de modo detalhado,


consistente e fundamentado, ele não pode ser usado como um meio de prova.
ERRADO

Em relação à questão social e ao serviço social, julgue o  item  subsecutivo.

O estabelecimento de relações entre questão social e direitos implica o


reconhecimento do indivíduo social com suas iniciativas e de sua capacidade de
resistência e de enfrentamento das adversidades, uma vez que a essência humana
forma-se pelas relações sociais historicamente determinadas.
CERTO

Em relação à questão social e ao serviço social, julgue o  item  subsecutivo.

A concepção de questão social predominante entre os profissionais de serviço social


e delineada nas diretrizes curriculares é aquela que define a questão social como a
um fato social.
ERRADO
Acerca dos fundamentos e das concepções das políticas sociais, julgue o  item  que
se segue.

Ao empregar a política social distributiva, o poder público estabelece critérios que


dão acesso a vantagens a uma categoria, em detrimento de outras, visando maior
equilíbrio na distribuição de bens, o que pode causar conflitos de interesses.
ERRADO

No que diz respeito à relação entre o Estado e sociedade e o neoliberalismo, julgue


o  item  seguinte.
Na literatura crítica é unânime o entendimento de que o neoliberalismo propõe um
Estado que seja “menos Estado", isto é, um Estado que não intervenha na
regulação da vida social e econômica da sociedade.
ERRADA
No que diz respeito à relação entre o Estado e sociedade e o neoliberalismo, julgue
o  item  seguinte.

De acordo com o conceito gramsciano de Estado ampliado e articulado à


hegemonia, há uma dinâmica entre o Estado e a sociedade civil segundo a qual um
não pode ser pensado sem o outro, havendo-se uma totalidade.
CERTO

No que diz respeito à relação entre o Estado e sociedade e o neoliberalismo, julgue


o  item  seguinte.

O renascimento da sociedade civil ocorrido na década de 70 do século passado


está estritamente associado a tendências conservadoras que a usavam como arena
representativa dos interesses privados e coorporativos e suporte para a ofensiva
neoliberal.

ERRADO

Com base nas políticas de seguridade social, julgue o  item  seguinte.


A implantação da Lei Orgânica de Assistência Social acarretou a extinção de alguns
benefícios existentes anteriormente no âmbito da previdência social, quais sejam:
renda mensal vitalícia, auxílio-natalidade e auxílio-funeral.
CERTO

Com base nas políticas de seguridade social, julgue o   item  seguinte.


O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, de caráter estritamente
assistencial, visa promover a oferta de serviços socioeducativos a crianças e
adolescentes com idade máxima de quatorze anos que foram retirados da situação
de trabalho.
ERRADO

Com base nas políticas de seguridade social, julgue o  item  seguinte.


O brasileiro civil que trabalha para a União no exterior, seja em organismos oficiais
brasileiros ou internacionais dos quais o Brasil seja membro efetivo, é segurado
obrigatório da previdência social brasileira, desde que não seja segurado pela
legislação vigente no país do domicílio.

CERTO
Com base nas políticas de seguridade social, julgue o   item  seguinte.

No âmbito do Sistema Único de Saúde, a internação domiciliar com indicação


médica destina-se exclusivamente aos usuários idosos, dependentes de cuidados
paliativos.
ERRADO

Com base nas políticas de seguridade social, julgue o   item  seguinte.


A política de redução de danos à saúde decorrentes do uso de drogas visa intervir
especificamente no consumo de drogas por usuários que desejam interromper esse
uso.
ERRADO

Com base nas políticas de seguridade social, julgue o  item  seguinte.


Caso o primeiro pagamento de um benefício previdenciário seja feito após o prazo
estabelecido em lei, esse pagamento deverá ser atualizado com base em critérios
do INSS, regra que não se aplica a benefício de prestação continuada pertencente
à assistência social.

ERRADA

A fim de melhorar suas condições habitacionais, Luísa pode se inscrever no


programa Minha Casa, Minha Vida, em que terá prioridade de atendimento pelo
fato de ter pessoa com deficiência na família.
CERTO

  Luísa, dona de casa, e seu marido Mário, aposentado, são os responsáveis pelos
netos, de quem cuidam desde crianças: Joana, de 17 anos de idade, está terminando o
ensino médio e quer fazer um curso superior, mas não realizou a prova do Exame
Nacional do Ensino Médio (ENEM); Antônio, 15 anos de idade, diagnosticado com
síndrome de Down, que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e foi
convidado para ser aprendiz em uma empresa próxima a sua casa; e Mônica, 21 anos
de idade, casada, que contou para a avó que seu marido a agride física e
psicologicamente, inclusive perseguindo-a até o trabalho. Ademais, Luísa soube que
seu irmão, atual cuidador de seu pai, faz uso abusivo de álcool e deixa-o sem
alimentação adequada e sem acompanhamento médico.

Com base nessa situação hipotética, julgue o  item  subsequente.


Quanto à Mônica, o juiz poderá afastá-la do local de trabalho por até seis meses,
mantendo seu vínculo trabalhista, se entender que tal medida a protege.
CERTO
 Luísa, dona de casa, e seu marido Mário, aposentado, são os responsáveis pelos
netos, de quem cuidam desde crianças: Joana, de 17 anos de idade, está terminando o
ensino médio e quer fazer um curso superior, mas não realizou a prova do Exame
Nacional do Ensino Médio (ENEM); Antônio, 15 anos de idade, diagnosticado com
síndrome de Down, que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e foi
convidado para ser aprendiz em uma empresa próxima a sua casa; e Mônica, 21 anos
de idade, casada, que contou para a avó que seu marido a agride física e
psicologicamente, inclusive perseguindo-a até o trabalho. Ademais, Luísa soube que
seu irmão, atual cuidador de seu pai, faz uso abusivo de álcool e deixa-o sem
alimentação adequada e sem acompanhamento médico.

Com base nessa situação hipotética, julgue o  item  subsequente.


Quanto ao irmão de Luísa, cuidador de seu pai, pode-se aplicar medida de
proteção prevista no Estatuto do Idoso, qual seja: inclusão da pessoa de
convivência do idoso em programa oficial ou comunitário de tratamento para
dependência de drogas.
CERTO
Luísa, dona de casa, e seu marido Mário, aposentado, são os responsáveis pelos netos,
de quem cuidam desde crianças: Joana, de 17 anos de idade, está terminando o
ensino médio e quer fazer um curso superior, mas não realizou a prova do Exame
Nacional do Ensino Médio (ENEM); Antônio, 15 anos de idade, diagnosticado com
síndrome de Down, que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e foi
convidado para ser aprendiz em uma empresa próxima a sua casa; e Mônica, 21 anos
de idade, casada, que contou para a avó que seu marido a agride física e
psicologicamente, inclusive perseguindo-a até o trabalho. Ademais, Luísa soube que
seu irmão, atual cuidador de seu pai, faz uso abusivo de álcool e deixa-o sem
alimentação adequada e sem acompanhamento médico.

Com base nessa situação hipotética, julgue o  item  subsequente.


Essa composição familiar pode ser classificada como família nuclear, com núcleo
estruturante em Luísa e Mário.
ERRADA
Luísa, dona de casa, e seu marido Mário, aposentado, são os responsáveis pelos netos,
de quem cuidam desde crianças: Joana, de 17 anos de idade, está terminando o
ensino médio e quer fazer um curso superior, mas não realizou a prova do Exame
Nacional do Ensino Médio (ENEM); Antônio, 15 anos de idade, diagnosticado com
síndrome de Down, que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e foi
convidado para ser aprendiz em uma empresa próxima a sua casa; e Mônica, 21 anos
de idade, casada, que contou para a avó que seu marido a agride física e
psicologicamente, inclusive perseguindo-a até o trabalho. Ademais, Luísa soube que
seu irmão, atual cuidador de seu pai, faz uso abusivo de álcool e deixa-o sem
alimentação adequada e sem acompanhamento médico.

Com base nessa situação hipotética, julgue o  item  subsequente.


Se contratado como aprendiz, Antônio deixará de receber o BPC imediatamente,
pois é proibido o recebimento concomitante de remuneração e benefício. Uma vez
cessada a contratação, Antônio poderá requerer novamente o benefício.
ERRADO

A respeito dos direitos da criança e do adolescente, julgue o   item   que se segue.


O Estatuto da Criança e do Adolescente faz contraponto ao último Código de
Menores, de 1927, segundo o qual a criança pobre era assunto das varas de
família, dado o pressuposto de que sua situação irregular decorria da falta de
estrutura familiar.
ERRADO
A respeito dos direitos da criança e do adolescente, julgue o   item   que se segue.
Os conselhos de direitos da criança e do adolescente são órgãos consultivos
encarregados pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e
do adolescente.
ERRADO
VER O MOTIVO

A respeito da atuação profissional do assistente social, julgue o  item  subsequente.

A emissão de pareceres conjuntos entre o assistente social e outros profissionais é


permitida apenas quando a situação for discutida pela equipe multidisciplinar e
encaminhada a outras instituições para continuidade do atendimento.
ERRADA
A respeito da atuação profissional do assistente social, julgue o  item  subsequente.
O profissional assistente social que trabalha trinta horas semanais pode ter, no
máximo, três estagiários de serviço social.
CERTO
A respeito da atuação profissional do assistente social, julgue o
item  subsequente.
O assistente social que exerce supervisão direta de estágio em serviço social está
submetido a todas as regras emanadas pelo Conselho Federal de Serviço Social
(CFESS), inclusive as normas técnicas e éticas que regulamentam o exercício
profissional e a fiscalização.
CERTO

A respeito da atuação profissional do assistente social, julgue o  item  subsequente.


Ao ser demitido de uma instituição, é dever do assistente social repassar todo o
material técnico ao profissional que vier substituí-lo. Caso isso não ocorra, o
material deve ser lacrado na presença de um representante do CRESS e reaberto
pelo assistente social substituto, também na presença de um representante do
CRESS.

CERTO

A respeito da atuação profissional do assistente social, julgue o  item  subsequente.


Quando intimado por autoridade competente a prestar depoimento como
testemunha, o assistente social se restringirá a prestar esclarecimentos e emitir
opiniões desde que sejam de natureza técnica.

ERRADA

No que diz respeito à dimensão técnico-operativa no âmbito do serviço social,


julgue os itens a seguir.
A eficácia e a eficiência das ações profissionais, bem como a cientificidade da
técnica na obtenção da qualidade das informações, são fatores abordados
unilateralmente pela concepção fundamentada nas racionalidades formal-abstrata e
instrumentalista.

CERTO
Com o predomínio do pensamento neoliberal na sociedade burguesa a tendência é a
de se individualizar a problemática social. Quer dizer, o que historicamente se tem
nomeado como a “questão social” é vista na ordem burguesa como um processo
diluído entre múltiplas questões exclusivas, específicas e determinado por fatores não
entrelaçados, que visa uma intervenção tecnicista-instrumentalista dos profissionais
com “eficácia e eficiência” nos aspectos singulares  da “questão social”, abordando-a
como problemática individual

No que diz respeito à dimensão técnico-operativa no âmbito do serviço social,


julgue os itens a seguir.
De acordo com a concepção fundamentada na racionalidade crítico-dialética, o
instrumental consiste em um conjunto articulado, orgânico e indissociável de
instrumentos e técnicas que, juntamente com outros elementos, servem de base
para a ação do profissional de serviço social
CERTO
Com relação a políticas e programas sociais brasileiros dirigidos a segmentos,
julgue os itens seguintes.
A concessão do benefício de prestação continuada a pessoas com deficiência
depende da prova da deficiência, confirmada unicamente pela perícia médica, que,
de acordo com nova regulamentação, é procedimento diagnóstico absoluto de
impedimentos físicos

ERRADA
LEI Nº 12.470, DE 31 DE AGOSTO DE 2011.
Altera(...)  à Lei no 8.742, de 7 de dezembro de 1993 - Lei Orgânica de Assistência
Social, para alterar regras do benefício de prestação continuada da pessoa com
deficiência; (...)
§ 2o  Para efeito de concessão deste benefício, considera-se pessoa com deficiência
aquela que tem impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou
sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua
participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais
pessoas.
§ 6º  A concessão do benefício ficará sujeita à avaliação da deficiência e do grau de
impedimento de que trata o § 2o, composta por avaliação médica e avaliação social
realizadas por médicos peritos e por assistentes sociais do Instituto Nacional de Seguro
Social - INSS.

Com relação a políticas e programas sociais brasileiros dirigidos a segmentos,


julgue os itens seguintes. 
A concessão de órtese e de prótese à pessoa portadora de necessidade especial
está vinculada ao atendimento de reabilitação, devendo a prescrição desses
aparelhos ser realizada com base em criteriosa avaliação funcional

CERTO

INISTÉRIO DA SAÚDE
 
SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE
 
PORTARIA Nº 146, DE 14 DE OUTUBRO DE 1993
 
5 - A indicação das próteses e órteses poderá ser efetuada por qualquer profissional
médico da especialidade relativa ao equipamento e encaminhada à comissão técnica
da unidade cadastrada, para apreciação, de acordo com os critérios fixados pela
Secretaria Estadual/Municipal de Saúde.

MINISTÉRIO DA SAÚDE
 
SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE
 
PORTARIA Nº 116, DE 9 DE SETEMBRO DE 1993
4 - O fornecimento de equipamentos deve se restringir aos usuários do Sistema Único
de Saúde que estejam sendo atendidos pelos serviços públicos e/ou conveniados
dentro da área de abrangência de cada regional de saúde.

Com relação a políticas e programas sociais brasileiros dirigidos a segmentos,


julgue os itens seguintes. 
A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem compreende a
população masculina na faixa etária de 25 a 59 anos, grupo que corresponde à
principal parcela da força produtiva do país e que exerce significativo papel
sociocultural e político.
CERTO

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO  INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM


Fonte: http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2008/PT-09-CONS.pdf
Desta forma, grande parte da fundamentação da Política de Atenção Integral à  Saúde
do Homem se estabeleceu mediante um recorte estratégico da população de  homens,
focando homens adultos. Considerando que meninos e idosos são levados  aos
serviços de saúde, o recorte etário de homens na faixa de 25 a 59 anos, apesar  de
não configurar restrição da população alvo da política, foi uma estratégia 
metodológica necessária para a consideração da problemática a ser enfrentada na 
atenção especializada. Este grupo etário corresponde a 41,3 % da população  
masculina ou a 20% do total da população do Brasil. Ele corresponde a parcela 
preponderante da força produtiva, e além do mais exerce um significativo papel 
sociocultural e político.

Com relação a políticas e programas sociais brasileiros dirigidos a segmentos,


julgue os itens seguintes. 

Dada a necessidade de implantação de medidas voltadas à redução dos riscos de


transmissão do HIV no sistema prisional brasileiro, foi recomendada, por
organismos internacionais, a realização de testagem obrigatória em todos os
reclusos
ERRADA

O direito do Estado em garantir atendimento adequado em saúde a população


carcerária brasileira é legítimo, porém isso não é a mesma coisa que dar ao estado o
direito de testagem obrigatória. O indivíduo não pode ser obrigado a se submeter a
nenhum teste ou exame.O indivíduo tem inclusive o direito de recusar qualquer
tratamento, conforme está descrito nos direitos do usuário. 

Com relação a políticas e programas sociais brasileiros dirigidos a segmentos,


julgue os itens seguintes. 

Os princípios constantes do Estatuto da Criança e do Adolescente fundamentam-se


na Convenção Internacional dos Direitos da Criança realizada em 1989, segundo a
qual, o ato infracional praticado por adolescente consiste em ato de natureza
antissocial
ERRADO
GABARITO ERRADO.

A natureza jurídica —no ato infracional praticado por adolescente— é


sancionatória, de cunho pedagógico.

Nos casos em que o ato infracional é praticado por criança, a natureza jurídica é
protetiva.

No que se refere ao abuso sexual intrafamiliar de crianças e à violência doméstica e


familiar, julgue os itens que se seguem.
Na primeira entrevista com a vítima de violência doméstica, o assistente social deve
fazer uma série de perguntas, previamente elaboradas, para a obtenção de
informações referentes ao ato de violência.
Realmente, quanto se trata da primeira entrevista deve-se realizar a escuta qualificada,
para depois elaborar as perguntas...

No que se refere ao abuso sexual intrafamiliar de crianças e à violência doméstica e


familiar, julgue os itens que se seguem.
A priorização da intervenção individual circunscrita à criança vítima de abuso sexual
intrafamiliar justificada pela necessidade de garantia de proteção de sua
privacidade, integridade física e psíquica, com sua retirada do núcleo familiar, pode
incorrer na violação do direito à convivência familiar e comunitária.

CERTO
o que a questão quis dizer é que devemos priorizar a retirada do agressor do ambiente
familiar. A criança é a prioridade, e deve permanecer no ambiente familiar para que
não seja prejudicada novamente (em respeito ao Plano de Convivência Familiar e
comunitária). Claro que nem sempre é possível a retirada do agressor, muitas vezes
ele é que detêm do poder familiar, econômico, etc. Mas como profissionais devemos
tentar de todas as maneiras

No que se refere ao abuso sexual intrafamiliar de crianças e à violência doméstica e


familiar, julgue os itens que se seguem. 

A categoria de violência doméstica abrange as relações interpessoais apenas pela


via da consanguinidade, reiterando a dimensão de sacralidade da instituição
familiar.
ERRADA
Violência doméstica
Todo ato ou omissão praticada por pais, parentes ou responsáveis, contra criança,
adolescente, idoso, pessoa com deficiência, ou por um cônjuge contra o outro, sendo
capaz de causar dano físico, sexual e/ou psicológico à vítima. A violência doméstica
difere da violência intrafamiliar por incluir pessoas que convivem no espaço doméstico
sem função parental

Nos últimos anos, as consequências negativas do consumo de álcool e de outras


drogas no Brasil têm sido identificadas como um problema prioritário para o setor
saúde. A respeito desse assunto, julgue os próximos itens.

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde, vinculada à Organização Mundial


de Saúde, é inadequada e ineficaz a adoção da internação involuntária ou
compulsória como estratégia central para o tratamento da dependência de drogas.
CERTO
A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), ligada à Organização Mundial de
Saúde (OMS), emitiu na quarta-feira (8) nota técnica sobre internação involuntária e
compulsória de pessoas que usam drogas. A OPAS/OMS “considera inadequada e
ineficaz a adoção da internação involuntária ou compulsória como estratégia central
para o tratamento da dependência de drogas”.
“As agências recomendam claramente que seja priorizada a implantação de ações e
serviços de saúde comunitários com características voluntárias. As internações
compulsórias só devem ser utilizadas em circunstâncias claramente definidas como
excepcionais e, mesmo assim, devem respeitar os direitos humanos previstos na
legislação internacional”.
“A internação compulsória é considerada uma medida extrema, a ser aplicada apenas a
situações excepcionais de crise com alto risco para o paciente ou terceiros, e deve ser
realizada em condições e com duração especificadas em Lei. Ela deve ter justificativa
clara e emergencial, além de ter caráter pontual e de curta duração”, diz o documento.

Nos últimos anos,as consequências negativas do consumo de álcool e de outras


drogas no Brasil têm sido identificadas como um problema prioritário para o setor
saúde. A respeito desse assunto, julgue os próximos itens.

A Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco é um tratado internacional de


saúde pública cujo princípio norteador é o direito das pessoas à informação sobre a
gravidade dos riscos decorrentes do consumo de tabaco.
CERTO
Art 3 - O objetivo da presente Convenção e de seus protocolos é proteger as gerações
presentes e futuras das devastadoras conseqüências sanitárias, sociais, ambientais e
econômicas geradas pelo consumo e pela exposição à fumaça do tabaco,
proporcionando uma referência para as medidas de controle do tabaco, a serem
implementadas pelas Partes nos níveis nacional, regional e internacional, a fim de
reduzir de maneira contínua e substancial a prevalência do consumo e a exposição à
fumaça do tabaco.

Nos últimos anos,as consequências negativas do consumo de álcool e de outras


dogas no Brasil têm sido identificadas como um problema prioritário para o setor
saúde. A respeito desse assunto, julgue os próximos itens.  

A ampliação do emprego das formas de contenção farmacológica, espacial e


institucional em usuários de substâncias psicoativas é um dos pressupostos que
fundamentam a reforma psiquiátrica.

ERRADA
Relatório Nacional de Saúde Mental Intersetorial.
"(...) reafirma   de  forma unívoca e incondicional os princípios mais gerais da reforma
psiquiátrica em curso no país, como a 
superação do modelo asilar, com construção de uma rede  substitutiva
diversificada, e  garantia dos 
direitos   de  cidadania  das  pessoas   com  transtorno   mental   e   seus   familiares.

Questão Errada, reforma psiquiátrica não se trata da contenção farmacológica, mas da
superação do modelo asilar que se mostrou ineficaz e gerador de outros males aos
pacientes em tratamento.

Nos últimos anos,as consequências negativas do consumo de álcool e de outras


dogas no Brasil têm sido identificadas como um problema prioritário para o setor
saúde. A respeito desse assunto, julgue os próximos itens. 

O direito à autonomia e à autodeterminação, o combate ao estigma, ao preconceito


e à discriminação e o respeito aos direitos humanos são princípios que devem
fundamentar o tratamento de pessoas dependentes de drogas.
CERTO

De acordo com o Censo nos Estabelecimentos de Custódia e Tratamento


Psiquiátrico 2011, pesquisa financiada pelo Ministério da Justiça, por meio do
Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), há 3.989 homens e mulheres
vivendo em regime de clausura para tratamento psiquiátrico compulsório, por
determinações judiciais, nos hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico e em
alas psiquiátricas de presídios em todo o Brasil. A partir dessas informações, julgue
os itens subsequentes.

Entre as ações do Programa de Volta para Casa inclui-se o auxílio-reabilitação,


recurso dado por seis meses a pessoas com transtornos mentais que passaram por
internação psiquiátrica por período superior a cinco anos ininterruptos

Errada
Art. 3o São requisitos cumulativos para a obtenção do benefício criado por esta Lei
que:
  I - o paciente seja egresso de internação psiquiátrica cuja duração tenha sido,
comprovadamente, por um período igual ou superior a dois anos;
  II - a situação clínica e social do paciente não justifique a permanência em ambiente
hospitalar, indique tecnicamente a possibilidade de inclusão em programa de
reintegração social e a necessidade de auxílio financeiro;
  III - haja expresso consentimento do paciente, ou de seu representante legal, em se
submeter às regras do programa;
  IV - seja garantida ao beneficiado a atenção continuada em saúde mental, na rede de
saúde local ou regional.
Art. 2o O benefício consistirá em pagamento mensal de auxílio pecuniário, destinado
aos pacientes egressos de internações, segundo critérios definidos por esta Lei.
 § 3o O benefício terá a duração de um ano, podendo ser renovado quando necessário
aos propósitos da reintegração social do paciente.
O Programa “De Volta Para Casa”, criado pelo Ministério da Saúde, é um programa de
reintegração social de pessoas acometidas de transtornos mentais, egressas de longas
internações, segundo critérios definidos na Lei nº 10.708, de 31 de julho de 2003, que
tem como parte integrante o pagamento do auxílio-reabilitação psicossocial.
BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA DE VOLTA PARA CASA
  Podem ser beneficiários do Programa “De Volta Pa ra Casa” as pessoas acometidas
de transtornos mentais egressas de internação psiquiátrica em hospitais cadastrados
no SIH-SUS, por um período ininterrupto igual ou superior a dois anos, quando a
situação clínica e social não justifique a permanência em ambiente hospitalar e indique
a possibilidade de inclusão em programa de reintegração social. Pessoas residentes em
moradias caracterizadas como serviços residenciais terapêuticos ou egressas de
Hospitais de Custódia eTratamento Psiquiátrico, em conformidade com a decisão
judicial (Juízo de Execução Penal), também podem ser beneficiários do auxílio.

De acordo com o Censo nos Estabelecimentos de Custódia e Tratamento


Psiquiátrico 2011, pesquisa financiada pelo Ministério da Justiça, por meio do
Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), há 3.989 homens e mulheres
vivendo em regime de clausura para tratamento psiquiátrico compulsório, por
determinações judiciais, nos hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico e em
alas psiquiátricas de presídios em todo o Brasil. A partir dessas informações, julgue
os itens subsequentes.
Os serviços residenciais terapêuticos, localizados essencialmente em áreas rurais,
destinam-se exclusivamente aos moradores de rua com transtornos mentais
severos egressos de hospitais de custódia
ERRADA
Questão errada
O Serviço Residencial Terapêutico (SRT) – ou residência terapêutica ou simplesmente
"moradia" – são casas localizadas no espaço urbano, constituídas para responder às
necessidades de moradia de pessoas portadoras de transtornos mentais graves,
institucionalizadas ou não.
Segundo a CARTILHA "RESIDENCIAS TERAPETICAS" do MINISTÈRIO DA SAÚDE (ver
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/cidadao) o Serviço Residencial Terapêutico
(SRT) – ou residência terapêutica ou simplesmente "moradia" – são casas localizadas
no espaço urbano, constituídas para responder às necessidades de moradia de pessoas
portadoras de transtornos mentais graves, institucionalizadas ou não.
E mais:
o número de usuários pode variar desde 1 indivíduo até um pequeno grupo de no
máximo 8 pessoas, que deverão contar sempre com suporte profissional sensível às
demandas e necessidades de cada um. O suporte de caráter interdisciplinar (seja o
CAPS de referência, seja uma equipe da atenção básica, sejam outros profissionais)
deverá considerar a singularidade de cada um dos moradores, e não apenas projetos e
ações baseadas no coletivo de moradores. O acompanhamento a um morador deve
prosseguir, mesmo que ele mude de endereço ou eventualmente seja hospitalizado. O
processo de reabilitação psicossocial deve buscar de modo especial a inserção do
usuário na rede de serviços, organizações e relações sociais da comunidade. Ou seja, a
inserção em um SRT é o início de longo processo de reabilitação que deverá buscar a
progressiva inclusão social do morador.

Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens
a seguir.
No laudo social, o profissional deve elaborar, com base na descrição, análise
aprofundada sobre a situação em estudo.
CERTA
LAUDO SOCIAL-   O laudo resulta de um estudo mais minucioso e aprofundado sobre
determinada problemática, que contem um parecer bem fundamentado acerca de
determinada problemática atendida pelo profissional.
...O laudo oferece elementos de base social para formação de um juízo e tomada de
decisão que envolve direitos fundamentais e sociais. Documento RESULTANDO de
PERÍCIA SOCIAL, ele apresenta o registro das informações mais significativas do
estudo e da análise realizada(CFESS, 2007).
O LAUDO, exige uma análise mais aprofundada, em que a descrição serve de ponto de
apoio às inferências do profissional quanto a problemática que está avaliando. Ele
precisa ir além do descrito pura e simplesmente. Suas considerações extrapolam o
descritivo e situam-se na análise feita. Não basta descrever situações, mas analisá-las
à luz de conhecimentos específicos do campo de atuação, com a ponte necessária à
identificação de uma ótica do saber.
FONTE:MAGALHÃES, Selma Marques. Avaliação e linguagem: relatórios, laudos e
pareceres. São Paulo: Veras Editora,2003.

Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens
a seguir.
O estudo socioeconômico deve abranger a coleta de informações da realidade
sociofamiliar do indivíduo e da família relativas a questões que afetam as suas
relações sociais em âmbito demográfico, psicossocial, cultural e da saúde.

CERTO

Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens
a seguir. 

Perícia social distingue-se de estudo social, que é a base da formulação do laudo


social e da emissão do parecer técnico final.
CERTO
PERÍCIA SOCIAL-A perícia, quando solicitada a um profissional de Serviço social, é
chamada de perícia social, recebendo esta denominação por se tratar de estudo e
parecer cuja finalidade é subsidiar uma decisão, via de regra, judicial. Ela é realizada
por meio do estudo social e implica na elaboração de um laudo e emissão de um
parecer. para sua construção o profissional faz uso dos instrumentos e técnicas
pertinentes ao exercício da profissão, sendo facultado a ele a realização de tantas
entrevistas, contatos,visitas, pesquisa documental e bibliografia que considerar
necessárias para análise e a interpretação da situação em questão e a elaboração de
parecer. Assim, a perícia é o estudo social, realizado com base nos fundamentos
teórico-metodológicos, ético-político e técnico operativo, próprios do serviço social, e
com finalidade relacionada a avaliações e julgamento.(CFESS,2007,p.43-44)

Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens
a seguir. 

No parecer social — um documento único, de caráter provisório, dependente de


aprovação de instância superior —, é emitida a opinião conjunta sobre determinada
situação do assistente social e dos demais profissionais que compõem a equipe
multiprofissional.
ERRADA
PARECER SOCIAL-é uma das partes que integram o estudo social, onde o assistente
social, tomando por base os dados coletados ao longo do estudo social, cuja análise
sempre se dá a luz do referencial teórico, é onde o profissional expressa a sua posição
técnica de como alguma situação em questão(que gerou o estudo social) poderá ser
solucionado(JESUS;ROSA;PRAZERES,2004)

O projeto ético-político do serviço social baseia-se na lei de regulamentação dessa


profissão, no respectivo código de ética e nas diretrizes curriculares. Com relação
ao exercício profissional do assistente social, julgue os itens a seguir.

A ideologia neoconservadora é fortalecida nas instituições sob formas de controle


pautadas na racionalidade tecnocrática e sistêmica, em que o empregado é
requisitado para executar um trabalho repetitivo e burocrático, pragmático e
heterogêneo.
CERTA
A ideologia neoconservadora tende a se irradiar nas instituições sob formas de controle
pautadas na racionalidade tecnocrática e sistêmica tendo por finalidade a
produtividade, a competitividade e a lucratividade, onde o profissional é requisitado
para executar um trabalho repetitivo e burocrático, pragmático e heterogêneo, que
não favorece atitudes críticas e posicionamentos políticos. Instituições voltadas para a
coerção, como prisões, delegacias, casas para jovens infratores, abrigos, instituições
jurídicas, demandam ao assistente social atividades de controle e censura: avaliações
de situações que envolvem os sujeitos criminalizados moralmente e julgados como
irrecuperáveis pelo poder dominante. A ideologia dominante está incorporada nessas
instituições de diversas formas, como mostram vários estudos (Wacquant, 2007;
Batista, 2003a, 2003b). 

O projeto ético-político do serviço social baseia-se na lei de regulamentação dessa


rofissão,no respectivo código de ética e nas diretrizes curriculares.Com relação ao
xercício profissional do assistente social, julgue os itens a seguir. 

As bases sociais do atual projeto ético-político do serviço social em prisões,


delegacias, casas para jovens infratores e instituições jurídicas estão em
consonância com a moralização da criminalidade e com as atividades que envolvem
critérios de avaliações de classe e condição social
ERRADA
Errada.
...O discurso dominante é o da naturalização e moralização da criminalidade; as
práticas de encaminhamento são seletivas, baseadas, muitas vezes, em critérios que
envolvem avaliações morais, de classe e condição social. O assistente social precisa
estar capacitado para enfrentar esse discurso, de forma a não reproduzi-lo
reeditando o conservadorismo profissional, a não atender às novas
requisições do estado policial, para não incorporá-las exercendo a coerção.
Esse enfrentamento ético-político supõe estratégias coletivas de capacitação
e organização política, de discussão nos locais de trabalho, de articulação
com outras categorias, entidades e com os movimentos organizados da
população usuária.

O projeto ético-político do serviço social baseia-se na lei de regulamentação dessa


rofissão,no respectivo código de ética e nas diretrizes curriculares.Com relação ao
xercício profissional do assistente social, julgue os itens a seguir.  

No contexto atual, as entidades representativas dos assistentes sociais brasileiros


vêm construindo sua organização política em uma perspectiva de defesa da
centralidade da família na proteção social e militarização da vida cotidiana.

O neoconservadorismo busca legitimação pela repressão dos trabalhadores ou pela


criminalização dos movimentos sociais, da pobreza e da militarização da vida cotidiana.
Essas formas de repressão implicam violência contra o outro, e todas são mediadas
moralmente, em diferentes graus, na medida em que se objetiva a negação do outro:
quando o outro é discriminado lhe é negado o direito de existir como tal ou de existir
com as suas diferenças...
...Assim, considerando que o cenário atual pode ser facilitador da reatualização de
projetos conservadores na profissão, mas entendendo também que nossa trajetória de
lutas, inserida no universo de resistências da sociedade brasileira permite esse
enfrentamento, quero afirmar que do ponto de vista ético-político a busca de ruptura
com o conservadorismo no Serviço Social - princípio e objetivo que norteou (norteia)
o projeto ético-político nesses trinta anos - é neste momento renovado como um
grande desafio: o enfrentamento de suas novas formas ético-políticas e manifestações
teórico-práticas....
• Nesse sentido, o enfrentamento do neoconservadorismo, sob o ponto de vista
profissional, é de caráter político em dois aspectos articulados. Por um lado, é preciso
que nossa organização política esteja fortalecida e renovada com novos quadros,
supondo o trabalho de base, junto à categoria, com as entidades de representação, as
unidades de ensino, os profissionais e alunos. Por outro lado, só conseguiremos
consolidar politicamente o nosso projeto, na direção social pretendida, se tivermos
uma base social de sustentação; logo, é fundamental a articulação com os partidos,
sindicatos e entidades de classe dos trabalhadores, com os movimentos populares e
democráticos, com as associações profissionais e entidades de defesa de direitos. E o
avanço político do nosso projeto está articulado ao avanço dessas forças sociais mais
amplas. Ao mesmo tempo, é preciso ter clareza de que essa luta é limitada, uma vez
que ela envolve dimensões que extrapolam a profissão.

Julgue os próximos itens, com base na Lei de Regulamentação da Profissão de


Serviço Social (Lei n.º 8.662/1993) e acréscimos previstos na Lei n.º 12.317/2010.

Planejamento, organização e administração de serviços sociais e de unidades de


serviço social são atribuições privativas do assistente social.
ERRADA
De Serviço Social é diferente de em Serviço Social.
Segundo a Lei de Regulamentação da profissão- LEI 8.662, DE 7 DE JUNHO DE 1993:

Art. 4º - Constituem competências do Assistente Social: I - elaborar, implementar,


executar e avaliar políticas sociais junto a órgãos da administração pública, direta ou
indireta, empresas, entidades e organizações populares; II - elaborar, coordenar,
executar e avaliar planos, programas e projetos que sejam do âmbito de atuação do
Serviço Social com participação da sociedade civil; III - encaminhar providências, e
prestar orientação social a indivíduos, grupos e à população; IV - (Vetado); V - orientar
indivíduos e grupos de diferentes segmentos sociais no sentido de identificar recursos
e de fazer uso dos mesmos no atendimento e na defesa de seus direitos; VI - planejar,
organizar e administrar benefícios e Serviços Sociais; VII - planejar, executar e avaliar
pesquisas que possam contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar
ações profissionais; VIII - prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração
pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades, com relação às
matérias relacionadas no inciso II deste artigo; IX - prestar assessoria e apoio aos
movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais, no exercício e na
defesa dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade; X - planejamento,
organização e administração de Serviços Sociais e de Unidade de Serviço Social; XI -
realizar estudos sócio-econômicos com os usuários para fins de benefícios e serviços
sociais junto a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e
outras entidades.

ulgue os próximos itens, com base na Lei de Regulamentação da Profissão de


Serviço Social (Lei n.º 8.662/1993) e acréscimos previstos na Lei n.º
12.317/2010. 

Constitui atribuição privativa do assistente social a realização de estudos


socioeconômicos com os usuários para fins de benefícios junto a órgãos da
administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades.
ERRADA
Errado. É competência do Assistente Social, e não atribuição privativa.
Segundo a Lei de Regulamentação da profissão- LEI 8.662, DE 7 DE JUNHO DE 1993:
Art. 4º - Constituem competências do Assistente Social:
XI - realizar estudos sócio-econômicos com os usuários para fins de benefícios e
serviços sociais junto a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas
privadas e outras entidades.

Julgue os próximos itens, com base na Lei de Regulamentação da Profissão de


Serviço Social (Lei n.º 8.662/1993) e acréscimos previstos na Lei n.º 12.317/2010.  

A realização de laudos periciais e pareceres acerca da matéria de serviço social são


atribuições privativas do assistente social.
Art. 5º Constituem atribuições privativas do Assistente Social:
        I - coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas,
planos, programas e projetos na área de Serviço Social;
        II - planejar, organizar e administrar programas e projetos em Unidade de
Serviço Social;
        III - assessoria e consultoria e órgãos da Administração Pública direta e indireta,
empresas privadas e outras entidades, em matéria de Serviço Social;
        IV - realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres
sobre a matéria de Serviço Social;
        V - assumir, no magistério de Serviço Social tanto a nível de graduação como
pós-graduação, disciplinas e funções que exijam conhecimentos próprios e adquiridos
em curso de formação regular;
        VI - treinamento, avaliação e supervisão direta de estagiários de Serviço Social;
        VII - dirigir e coordenar Unidades de Ensino e Cursos de Serviço Social, de
graduação e pós-graduação;
        VIII - dirigir e coordenar associações, núcleos, centros de estudo e de pesquisa
em Serviço Social;
        IX - elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras
de concursos ou outras formas de seleção para Assistentes Sociais, ou onde sejam
aferidos conhecimentos inerentes ao Serviço Social;
        X - coordenar seminários, encontros, congressos e eventos assemelhados sobre
assuntos de Serviço Social;
        XI - fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos Federal e Regionais;
        XII - dirigir serviços técnicos de Serviço Social em entidades públicas ou privadas;
        XIII - ocupar cargos e funções de direção e fiscalização da gestão financeira em
órgãos e entidades representativas da categoria profissional.

As resoluções do Conselho Federal de Serviço Social são importantes instrumentos


de orientação e normatização do exercício profissional dos assistentes sociais. Com
base nessas resoluções, julgue os itens seguintes.

Ao atuar em equipes multiprofissionais, o assistente social deve garantir a


especificidade de sua área de atuação separadamente, bem como seu objeto,
instrumentos utilizados, análise social e outros componentes que devem constar da
opinião técnica
CERTA
Resolucao CFESS 557-2009

Art. 4°. Ao atuar em equipes multiprofissionais, o assistente social deverá garantir a


especificidade de sua área de atuação. 
Parágrafo primeiro - O entendimento ou opinião técnica do assistente social sobre o
objeto da  intervenção conjunta com outra categoria profissional e/ ou equipe
multiprofissional, deve destacar  a sua área de conhecimento separadamente, delimitar
o âmbito de sua atuação, seu objeto,  instrumentos utilizados, análise social e outros
componentes que devem estar contemplados na  opinião técnica. 
Parágrafo segundo - O assistente social deverá emitir sua opinião técnica somente
sobre o que é  de sua área de atuação e de sua atribuição legal, para qual está
habilitado e autorizado a exercer,  assinando e identificando seu número de inscrição
no Conselho Regional de Serviço Social. 
Parágrafo terceiro - No atendimento multiprofissional a avaliação e discussão da
situação poderá  ser multiprofissional, respeitando a conclusão manifestada por escrito
pelo assistente social, que  tem seu âmbito de intervenção nas suas atribuições
privativas. 

As resoluções do Conselho Federal de Serviço Social são importantes instrumentos


de orientação e normatização do exercício profissional dos assistentes sociais. Com
base nessas resoluções, julgue os itens seguintes.

O assistente social, na qualidade de perito judicial ou assistente técnico, sempre


que for convocado a comparecer a audiência, por determinação ou solicitação de
juiz, curador ou promotor de justiça, deve prestar esclarecimentos e formular sua
avaliação fundamentada nas informações sobre fatos, principalmente aqueles
presenciados ou que tomou conhecimento em decorrência de seu exercício
profissional
ERRADA
RESOLUÇÃO CFESS N° 559, de 16 de setembro de 2009 

Art. 1º. O Assistente Social, na qualidade de perito judicial ou assistente técnico,


sempre que for  convocado a comparecer a audiência, por determinação ou solicitação
do Juiz, Curador,  Promotor de Justiça ou das partes se restringirá a prestar
esclarecimentos, formular sua  avaliação, emitir suas conclusões sempre de natureza
técnica, sendo vedado, nestas  circunstâncias, prestar informações sobre fatos,
principalmente em relação aqueles presenciados  ou que tomou conhecimento em
decorrência de seu exercício profissional. 

As resoluções do Conselho Federal de Serviço Social são importantes instrumentos


de orientação e normatização do exercício profissional dos assistentes sociais. Com
base nessas resoluções, julgue os itens seguintes. 

É consentido ao assistente social depor na condição de testemunha quando


intimado perante determinação ou solicitação de juiz.
ERRADO
RESOLUÇÃO Nº 559, de 16 de setembro de 2009
Art. 5º. Quando intimado perante a autoridade competente a prestar depoimento
como testemunha, qualquer profissional assistente social deverá comparecer e declarar
que está obrigado a guardar  sigilo profissional, sendo VEDADO depor na
condição de testemunha. 

As sociedades pré-capitalistas apresentavam escassas atenções às necessidades


sociais, sendo geridas por um Estado que via o desprovido como um perigo à
ordem pública. Considerando o período histórico referido, julgue os próximos itens,
relativos aos fundamentos e à história da política social.

O sistema Speenhamland, sem destaque e sobreposição aos demais sistemas,


diferenciou-se ao instituir a ideia de direito do trabalhador, e não apenas do
incapaz, à proteção social pública.
CERTA
CLÁUDIA C. GÓIS
As autoras são Assistentes Sociais e Pós-graduandas em Políticas Sociais e Processos
de Gestão, curso mantido pelas Faculdades Integradas Antonio Eufrásio de Toledo em
Presidente Prudente/SP. O presente artigo é parte de Monografia orientada pela  Profa.
Ms. Andrea M.T. Pennacchi e apresentada para obtenção de título de Especialista.     
Políticas sociais comparadas (1)  
Quando se busca na História os primórdios das políticas públicas adotadas pelo Estado
para atender à sua população mais necessitada, encontra-se que o conceito de
Proteção Social se identifica em sua origem com o conceito de Renda Mínima e que
surgiu na Grã Bretanha em 1795 na forma de um abono salarial, no seio de uma
sociedade capitalista em formação, onde o mercado de trabalho livre ainda era
incipiente.
A Lei Speenhamland[1] foi implantada na Grã Bretanha a partir dessas políticas sociais
e determinou mudanças nas formas de proteção social que eram adotadas na
Inglaterra desde 1536, até então (Lei dos Pobres)[2]. Essa lei reconhecia o direito de
todos os homens receberem um mínimo social do Estado para garantir sua
subsistência, independentemente da cobrança de impostos ou taxas contributivas.
Apesar de teoricamente ser uma grande conquista social, a Lei Speenhamland foi
criada durante a expansão da Revolução Industrial e, portanto, não teve o êxito
esperado por seus mentores. As características competitivas do período exigiam o
rompimento de qualquer entrave que impedisse a disseminação do trabalho livre e ao
proclamar que nenhum homem deveria temer a fome porque a paróquia local se
responsabilizaria em oferecer sustento a ele e à sua família por menos que ganhasse, a
referida Lei foi duramente criticada - por significar a fixação do trabalhador à sua
micro-região de origem e por representar um impedimento à formação de um
proletariado industrial nas regiões mais urbanizadas.
Em 1834, para atender aos ditames do Liberalismo, o sistema de proteção social foi
revisto na Poor Law Amendment Act, que transformou um auxilio aos necessitados que
antes era universal, em seletivo e residual. Essa Lei revisionista permitiu a formação de
um mercado de trabalho mais competitivo e desprotegido, abrindo espaço para a
ampliação do processo de industrialização e para a consolidação de uma economia de
mercado.  Ou seja, o conceito de renda mínima como um direito de cada cidadão foi
bruscamente abolido e aos pobres, voltou a ser atribuída a responsabilidade de
garantir sua própria sobrevivência.

As sociedades pré-capitalistas apresentavam escassas atenções às necessidades


sociais, sendo geridas por um Estado que via o desprovido como um perigo à
ordem pública. Considerando o período histórico referido, julgue os próximos itens,
relativos aos fundamentos e à história da política social. 

De modo geral, as leis dos pobres constituíram um conjunto de regulações sociais


assumidas pelo Estado, advindas da constatação de que a caridade cristã não
conseguia conter possíveis desordens que poderiam ocorrer da lenta substituição
da ordem feudal pela capitalista.

CERTA
Durante o século XVI, a Inglaterra passou por um aumento populacional onde
repercutiram em diversas cidades inglesas migrações de trabalhadores rurais para
áreas urbanas a procura de trabalho, essas pessoas nem sempre eram absorvidas nos
campos de trabalho e aumentava na Inglaterra o número de miseráveis que ficavam
perambulando nas ruas inglesas gerando diversos problemas sociais.

Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/a-lei-dos-pobres-1601-primeira-lei-


assistencialista-e-politica-de-bem-estar-social/101885/#ixzz32pbyr4Cy
“A Lei dos Pobres foi criada em 1601, no final do reinado da Rainha Elizabeth. Assim
como temos hoje, na época houve a necessidade da criação dessa lei, a partir de
alguns fatores básicos que contribuíram para isso, dos quais, são: o aumento excessivo
da população, o fato da igreja pregar que era dever do estado suprir as necessidades
dos menos favorecidos e, por ultimo um controle hegemônico perante a população.
Agora perceba a coincidência, a Lei dos Pobres consistia basicamente em: Um fundo
monetário a todos que não tinham trabalho ou condição de sustentar seus filhos, mas
tinham força o suficientes para trabalhar, assim, essas pessoas deveriam trabalhar
para o estado e para a igreja.

As sociedades pré-capitalistas apresentavam escassas atenções às necessidades


sociais, sendo geridas por um Estado que via o desprovido como um perigo à
ordem pública. Considerando o período histórico referido, julgue os próximos itens,
relativos aos fundamentos e à história da política social. 

Entre as codificações previstas pelas leis dos pobres, instituiu-se uma tipologia de
regulação social a partir da diferenciação de categoria de pobres a serem
atendidos: os pobres impotentes (idosos e enfermos); os pobres capazes para o
trabalho (mendigos fortes); os pobres capazes para o trabalho, mas que se
recusavam a fazê-lo (corruptos) e as crianças dependentes (órfãs ou
abandonadas).
CERTA
Dentre a literatura conhecida, estas tipologias apresentadas são inexistentes.
Conforme Behring e Bochetti (1998) no que tange as Leis dos Pobres, ou leis
elisabetanas, instituidas entre 1531 e 1601, "essas legislações estabeleciam distinções
entre "pobres merecedores" (aqueles comprovadamente incapazes de
trabalhar e alguns adultos capazes considerados pela moral da época como
pobres merecedores, em geral nobres empobrecidos) e 'pobres não
merecedores' (todos que possuiam capacidade, ainda que mínima, para
desenvolver qualquer atividade laborativa)."

As sociedades pré-capitalistas apresentavam escassas atenções às necessidades


sociais, sendo geridas por um Estado que via o desprovido como um perigo à
ordem pública. Considerando o período histórico referido, julgue os próximos itens,
relativos aos fundamentos e à história da política social.

A residência e a naturalidade, princípios previstos nas leis dos pobres e ainda


utilizados atualmente, são condições para o direito à assistência social local.
CERTA
Entendi que a sistematização das politicas assistenciais de atendimento ocorre
pela territorialização.
E a própria LOAS estabelece  a assistência social como direito do cidadão, ou seja,
brasileiro.
São critérios de residência e de naturalidade, encontrados também nas mencionadas
leis dos pobres.

Com relação às transformações no capitalismo contemporâneo e seus


desdobramentos na seguridade social brasileira, julgue os itens a seguir.  

As propostas de privatização, focalização e seletividade acompanham um padrão


constitucional universalista e de direitos de cidadania.

ERRADA
Se há focalização e seletividade não é possível que haja um padrão constitucional
universalista

Com relação às transformações no capitalismo contemporâneo e seus


desdobramentos na seguridade social brasileira, julgue os itens a seguir. 

O predomínio contemporâneo da monetarização da seguridade social brasileira


rompe com o padrão capitalista de Estado neoliberal meritocrático.
ERRADA

Com relação às transformações no capitalismo contemporâneo e seus


desdobramentos na seguridade social brasileira, julgue os itens a seguir.  
As transformações do capitalismo contemporâneo, ao difundir os ideários
neoliberais, fortalecem o Estado de bem-estar social e rompe com a perspectiva de
Estado penal, que defende a militarização da vida social.

ERRADA
Os ideais do neoliberalismo apontam no sentido de reduzir as ações estatais na área
social. Logo, o Estado de Bem Estar Social tende a ser precarizado pela adoção de uma
direção neoliberal pelos governantes. 

No que se refere ao Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens que se seguem.

Consideram-se portas de entrada às ações e aos serviços de saúde nas redes de


atenção à saúde os serviços de atenção primária, de atenção de urgência e
emergência, de atenção psicossocial e os especiais de acesso aberto.
CERTA

DECRETO Nº 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011.


Art. 9o  São Portas de Entrada às ações e aos serviços de saúde nas Redes de Atenção
à Saúde os serviços:
I - de atenção primária;
II - de atenção de urgência e emergência;
III - de atenção psicossocial; e
IV - especiais de acesso aberto.

No que se refere ao Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens que se seguem.

As comissões intergestores são instâncias de pactuação consensual entre os entes


federativos para definição das regras da gestão compartilhada do SUS.
CERTA
Art. 2º, IV, do Decreto nº 7508/2011 - Comissões Intergestores - instâncias de
pactuação consensual entre os entes federativos para definição das regras da gestão
compartilhada do SUS.

No que se refere ao Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens que se seguem.
É vedada a participação complementar dos serviços privados no âmbito do SUS.
ERRADA
Art. 4º, § 2º, da Lei nº 8080/90 - A iniciativa privada poderá participar do Sistema
Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.

As entidades de assistência social integram o Sistema Único de Assistência Social


como prestadoras complementares de serviços socioassistenciais e como
cogestoras, mediante a participação nos conselhos de assistência social. Acerca
das entidades de assistência social, julgue os itens a seguir.

Entidades de assessoramento prestam serviços e executam programas ou projetos


voltados prioritariamente para o fortalecimento dos movimentos sociais e das
organizações de usuários.

ERRADA
Entidades de Assistência Social
A política de assistência social é realizada por meio de um conjunto integrado de ações
e de iniciativas públicas e da sociedade. Esta atuação da sociedade ocorre por meio
das organizações e entidades de assistência social, que não possuem fins lucrativos e
que desenvolvem, de forma permanente, continuada e planejada, atividades de
atendimento e assessoramento, e que atuam na defesa e garantia de direitos. 

As entidades de assistência social fazem parte do Sistema Único de Assistência Social


como prestadoras complementares de serviços socioassistenciais e como co-gestoras,
por meio da participação nos conselhos de assistência social.

As entidades de atendimento são aquelas que prestam serviços, executam programas


ou projetos e concedem benefícios de prestação social básica ou especial, dirigidos às
famílias e indivíduos em situações de vulnerabilidade ou risco social e pessoal,
conforme Resolução CNAS nº 109/2005, Resolução CNAS nº 33/2011 e Resolução
CNAS nº 34/2011.

As entidades de assessoramento prestam serviços e executam programas ou projetos


voltados prioritariamente para o fortalecimento dos movimentos sociais e das
organizações de usuários, formação e capacitação de lideranças, dirigidos ao público
da política de assistência social, conforme Resolução CNAS nº 27/2011.

As entidades de defesa e garantia de direitos prestam serviços e executam programas


e projetos voltados prioritariamente para a defesa e efetivação dos direitos
socioassistenciais, construção de novos direitos, promoção da cidadania,
enfrentamento das desigualdades sociais, articulação com órgãos públicos de defesa
de direitos, dirigidos ao público da política de assistência social, conforme Resolução
CNAS nº 27/2011

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.

A concepção de identidade atribuída ao serviço social fundamenta-se no


entendimento¸ de viés determinista, de que identidade e consciência devem ser
pensadas como abstrações.

ERRADO

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.

A identidade atribuída pelo capitalismo foi fixada como elemento definidor da


prática do serviço social, em um processo de fetichismo e de distanciamento da
teia das relações sociais.

CERTO
" O fetiche da prática, fortemente impregnado na estrutura da sociedade, se apossou
dos assistentes sociais, insuflando-lhe um sentido de urgência e uma prontidão para a
ação que roubavam qualquer possibilidade de reflexão crítica" ( Martinelli, 2003)

O serviço social, no cenário histórico, surge com uma identidade  atribuída pelo
capitalismo. Considerando a afirmativa, julgue o  item a seguir.
A identidade atribuída ao serviço social pelo capitalismo ratificava a função
econômica da prática social e sua orgânica articulação com a classe dominante.

CERTA
As entidades de assistência social integram o Sistema Único de Assistência Social
como prestadoras complementares de serviços socioassistenciais e como
cogestoras, mediante a participação nos conselhos de assistência social. Acerca
das entidades de assistência social, julgue os itens a seguir.
Entidades de atendimento prestam serviços, executam programas ou projetos e
concedem benefícios de prestação social básica ou especial.

CERTA
As entidades de atendimento são aquelas que prestam serviços, executam programas
ou projetos e concedem benefícios de prestação social básica ou especial, dirigidos às
famílias e indivíduos em situações de vulnerabilidade ou risco social e pessoal,
conforme Resolução CNAS nº 109/2005, Resolução CNAS nº 33/2011 e Resolução
CNAS nº 34/2011.

Com base na política da previdência social brasileira, julgue os itens seguintes.  

As reformas promovidas na previdência social brasileira após a Constituição Federal


de 1988 promoveram a instituição do regime de previdência privada complementar
facultativo para os servidores públicos.
CERTA
1) O que é o Regime de Previdência Complementar? 
É um dos regimes que integram o Sistema Brasileiro de Previdência, de caráter 
privado, autônomo, facultativo e contratual, cujo objetivo é proporcionar um 
benefício adicional ao participante, buscando a manutenção do seu padrão de 
vida após a aposentadoria. Podem ser participantes os empregados das empresas, 
servidores da União, Estados, Distrito Federal e Municípios ou os associados de 
entidades classistas, profissionais ou setoriais. 
2) O que é o Regime de Previdência Complementar do Servidor? 
É o Regime de Previdência Complementar já utilizado na iniciativa privada, que 
a União está instituindo para os futuros servidores, com a finalidade de 
possibilitar o recebimento de um benefício adicional, tendo em vista que o valor 
de sua aposentadoria não poderá exceder o limite(*) 
do benefício pago pelo 
Regime Geral da Previdência Social.

Com base na política da previdência social brasileira, julgue os itens seguintes.

Entre os eixos centrais das reformas promovidas na previdência social brasileira


após a Constituição Federal de 1988 consta a substituição do tempo de contribuição
pelo tempo de serviço.
ERRADA
É o contrário: após reformas da previdência, não existe mais "tempo de serviço".
Agora só há "tempo de contribuição"...

A respeito dos fundamentos de elaboração de pesquisa e de intervenção social,


julgue os itens seguintes. 

Em comparação a outros métodos de coleta de dados, a observação é a que menos


exige do pesquisador, cabendo a ele apenas o olhar atento e o registro das
situações vivenciadas para posterior análise.
ERRADA

A respeito dos fundamentos de elaboração de pesquisa e de intervenção social,


julgue os itens seguintes.
Na perspectiva marxista, a inexistência da neutralidade no processo de
conhecimento pode ser explicada pelo fato de a relação sujeito/objeto ser uma
relação de externalidade, ou seja, o sujeito se afasta do objeto e o analisa a partir
da consciência do pesquisador e com base na orientação teórica por ele escolhida.
ERRADA

A respeito dos fundamentos de elaboração de pesquisa e de intervenção social,


julgue os itens seguintes.

O estudo de caso é generalizável a proposições teóricas, ou seja, ele pode expandir


e generalizar teorias, mas não pode propor generalizações no sentido de enumerar
frequências do acontecimento de um fenômeno.
CERTA
"A segunda preocupação diz respeito ao fato de os estudos de caso não fornecerem
bases para generalização científica. Para Yin (1990) o estudo de caso é generalizável a
proposições teóricas e não a populações ou universos. Neste sentido, ele não
representa uma amostra, e a meta do investigador é expandir e generalizar teorias
(generalização analítica) e não enumerar freqüências (generalização estatística)."

A respeito dos fundamentos de elaboração de pesquisa e de intervenção social,


julgue os itens seguintes. 

Nas pesquisas qualitativas e quantitativas, a revisão de literatura auxilia a


substanciar o problema de pesquisa e a elaboração de hipóteses.
CERTA

A respeito dos fundamentos de elaboração de pesquisa e de intervenção social,


julgue os itens seguintes. 

A entrevista do tipo qualitativa é indicada para pesquisas em que se pretende


explicar as condutas sociais, o que exige a compreensão e a interpretação dos
atores sociais entrevistados sobre suas realidades
CERTA
A entrevista na pesquisa qualitativa, ao privilegiar a fala dos atores sociais, permite
atingir um nível de compreensão da realidade humana que se torna acessível por meio
de discursos, sendo apropriada para investigações cujo objetivo é conhecer como as
pessoas percebem o mundo. Em outras palavras, a forma específica de conversação
que se estabelece em uma entrevista para fins de pesquisa favorece o acesso direto ou
indireto às opiniões, às crenças, aos valores e aos significados que as pessoas
atribuem a si, aos outros e ao mundo circundante. Deste modo, a entrevista dá voz ao
interlocutor para que ele fale do que está acessível a sua mente no momento da
interação com o entrevistador e em um processo de influência mútua produz um
discurso compartilhado pelos dois atores: pesquisador e participante. Ao contrário,
quando o foco de investigação é o comportamento humano, ou seja, a forma como as
pessoas agem no cotidiano e não somente falam sobre ele, existem outras técnicas,
tais como a observação participante e a observação sistemática que permitem melhor
atender a estes objetivos.
A observação participante é uma modalidade de observação bastante empregada em
estudos de natureza antropológica e sociológica e se distingue da observação
sistemática pelo fato de esta última defender o distanciamento entre o observador e o
fenômeno a ser observado, assim como a objetividade da observação, garantida pela
adoção de procedimentos rigorosos de registros. De maneira distinta, a observação
participante parte da premissa de que a apreensão de um contexto social específico só
pode ser concretizada se o observador puder imergir e se tornar um membro do grupo
social investigado. Só então, poderá compreender a relação entre o cotidiano e os
significados atribuídos por este grupo.
Toda técnica de pesquisa tem alcances e limites demarcados e, para que seus
resultados sejam confiáveis, são necessários, além da coerência com o paradigma
escolhido e com o objeto de estudo, o conhecimento e o domínio da técnica pelo
pesquisador, o que é perfeitamente aplicável no caso da entrevista.
Com relação ao planejamento como processo técnico-político e à avaliação de
planos, programas e projetos, julgue os itens a seguir.
O programa possui um maior nível de detalhamento das operações a serem
executadas que o projeto, e este, por sua vez, tem maior nível de agregação de
decisões que o plano.
ERRADA

PLANO – É o documento mais abrangente e geral, que contém estudos, análises


situacionais ou diagnósticos necessários à identificação dos pontos a serem atacados,
dos programas e projetos necessários, dos objetivos, estratégias e metas de um
governo, de um Ministério, de uma Secretaria ou de uma Unidade.

PROGRAMA – É o documento que indica um conjunto de projetos cujos resultados


permitem alcançar o objetivo maior de uma política pública.

PROJETO - É a menor unidade do processo de planejamento. Trata-se de um


instrumento técnico-administrativo de execução de empreendimentos específicos,
direcionados para as mais variadas atividades interventivas e de pesquisa no espaço
público e no espaço privado.

Com relação ao planejamento como processo técnico-político e à avaliação de


planos, programas e projetos, julgue os itens a seguir.

Há uma tendência atual em resgatar o planejamento tradicional ou normativo,


segundo o qual a noção de estratégia é absorvida para que se imprima sentido
político à gestão pública.
ERRADA
A tendência atual resgata o planejamento estratégico e não o tradicional e normativo.

O planejamento tradicional ou normativo trabalha em uma perspectiva em que o 


planejamento é definido como mecanismo por meio do qual se obteria o controle dos  
fatores e das variáveis que interferem no alcance dos objetivos e resultados
almejados.  Nesse sentido, ele assume um caráter determinista em que o objeto do
plano, a  realidade, é tomada de forma estática, passiva, pois, em tese, tende a se
submeter às  mudanças planejadas.

O planejamento estratégico, por sua vez, se desenvolveu dentro de uma  concepção


de administração estratégica que se articula aos modelos e padrões de  organização da
produção, construídos no contexto das mudanças do mundo do  trabalho e da
acumulação flexível, a partir da segunda metade do século XX. Essa  concepção de
administração e de planejamento procura definir a direção a ser seguida  por
determinada organização, especialmente no que se refere ao âmbito de atuação,  às
macropolíticas e às políticas funcionais, à filosofia de atuação, aos macroobjetivos e 
aos objetivos funcionais, sempre com vistas a um maior grau de interação dessa 
organização com o ambiente.  Essa interação com o ambiente, no entanto, é
compreendida como a análise das  oportunidades e ameaças do meio ambiente, de
forma a estabelecer objetivos,  estratégias e ações que possibilitem um aumento da
competitividade da empresa ou  da organização.

No que se refere às expressões da questão social na atualidade, seu


enfrentamento e a intervenção crítica do serviço social, julgue os itens que se
seguem.
Com a acentuada expressão da questão social, dada a submissão das dimensões
da vida social ao valor de troca, há o fortalecimento do discurso em torno da
defesa dos direitos, pois quanto mais se destroem as condições de vida, maior é o
apelo à valorização dos direitos.

CERTA

No que se refere às expressões da questão social na atualidade, seu enfrentamento


e a intervenção crítica do serviço social, julgue os itens que se seguem.

Compreender o indivíduo como um ente singular e genérico, partícipe e produtor de


sua espécie, determinado pelas interações a que é submetido e pelo seu tempo
histórico, é fundamental para entender a capacidade de resistência e de
conformação desse indivíduo frente às opressões e violências vivenciadas,
estabelecendo-se, assim, a relação entre questão social e direitos.

CERTA

Com relação às políticas de educação e trabalho no âmbito do sistema


penitenciário, julgue os próximos itens.

São previstas políticas de atendimento educacional à criança que esteja em


estabelecimento penal devido à privação de liberdade de sua genitora.
CERTA
DECRETO Nº 7.626, de 24 de novembro de 2011 que institui o Plano Estratégico de
Educação no âmbito do Sistema Prisional.

Art. 3º  São diretrizes do PEESP:


I - promoção da reintegração social da pessoa em privação de liberdade por meio da
educação;
II - integração dos órgãos responsáveis pelo ensino público com os órgãos
responsáveis pela execução penal; e
III - fomento à formulação de políticas de atendimento educacional à criança que
esteja em estabelecimento penal, em razão da privação de liberdade de sua mãe.

Com relação às políticas de educação e trabalho no âmbito do sistema


penitenciário, julgue os próximos itens.

O trabalho é facultativo para as pessoas condenadas à pena privativa de liberdade.


No entanto, caso o sujeito opte por trabalhar, seu regime de trabalho será regido
pelo disposto na Consolidação das Leis do Trabalho.
ERRADA
Lei de execuções penais. 

Art. 28. O trabalho do condenado, como dever social e condição de dignidade humana,
terá finalidade educativa e produtiva.

§ 1º Aplicam-se à organização e aos métodos de trabalho as precauções relativas à


segurança e à higiene.

§ 2º O trabalho do preso não está sujeito ao regime da Consolidação das Leis do


Trabalho.

Com relação às políticas de educação e trabalho no âmbito do sistema


penitenciário, julgue os próximos itens.

A remuneração do trabalho da pessoa condenada à privação de liberdade deve


atender, entre outros destinos, à indenização de danos causados pelo crime, desde
que seja determinado judicialmente e não reparado por outros meios, e ao
ressarcimento do Estado quanto às despesas realizadas com a manutenção do
condenado, em proporção definida.
CERTA
O artigo 39 do Código Penal garante que: 
O trabalho é direito e dever do preso. Será sempre remunerado (em valor não inferior
a três quartos do salário mínimo), mas devendo a remuneração atender à reparação
do dano do crime, assistência à família etc. (LEP, art.29). Garante-lhe, ainda, este art.
9 do CP, os benefícios da Previdência Social. Assim, embora o trabalho do preso não
fique sujeito ao regime da Contratação das Leis do Trabalho (LEP, art 28), ele tem
direito aos benefícios previdenciários.

O sistema prisional é contemplado apenas pela educação básica na modalidade de


educação de jovens e adultos.

O sistema prisional é contemplado apenas pela educação básica na modalidade de


educação de jovens e adultos.
ERRADA

Com base na legislação protetora da criança e do adolescente, julgue os itens


subsequentes, acerca da prática do ato infracional.
A remissão implica necessariamente a comprovação da responsabilidade e pode
incluir a aplicação de qualquer uma das medidas socioeducativas previstas em lei.
ERRADA
Remissão judicial – Oportunidade   A remissão, conforme o dispositivo no art. 127 do
ECA, não implica necessariamente o reconhecimento ou comprovação da
responsabilidade, podendo incluir eventualmente a aplicação de qualquer das
medidas previstas em lei, exceto a colocação em regime de semiliberdade e a
internação.Assim, a autoridade judiciária, atendendo às circunstâncias e conseqüências
do fato, ao contexto social, bem como à personalidade do adolescente e sua maior ou
menor participação no ato infracional (ECA, art. 126), poderá utilizar-se do instituto
como perdão puro ou simples ou, quando acompanhada de medida, instrumento de
mitigação das conseqüências decorrentes da infração penal.   A remissão constituirá
forma de extinção do processo quando implicar perdão ou quando vier acompanhada
de medida auto-executável, como a advertência. Será concedida como forma de
suspensão do processo quando a medida incluída na remissão carecer de execução,
razão pela qual o processo fica sobrestado até o adimplemento da obrigação.   A
qualquer momento, antes da sentença, poderá o juiz conceder a remissão, inclusive
quando da própria audiência de apresentação. Ultimada a fase de instrução (ECA, art.
186), a autoridade judiciária deverá sentenciar o feito, não mais podendo utilizar-se do
instrumento da remissão, porquanto apto o processo a receber decisão definitiva,
pondo termo à lide.
Com base na legislação protetora da criança e do adolescente, julgue os itens
subsequentes, acerca da prática do ato infracional. 
Quando o ato infracional é realizado por criança, devem ser acionadas as medidas
de proteção e não as medidas socioeducativas. Para tal, considera-se a idade da
criança na data do fato
CERTA

Com relação ao trabalho do assistente social com famílias e as concepções e as


formas de organização desse trabalho, julgue os itens que se seguem.

Estudos demonstram que as famílias pobres são, geralmente, constituídas de um


núcleo apoiado na figura paterna, que é o responsável pelo provimento das
necessidades básicas
ERRADA
Recentemente, temos visto que a tendência maior nas famílias mais carentes é de
apoio na figura materna.

Com relação ao trabalho do assistente social com famílias e as concepções e as


formas de organização desse trabalho, julgue os itens que se seguem.

A consolidação da família como instância de caráter privado implicou a


transferência de problemas gerados pelas relações de produção para o interior da
família, o que contribuiu para a absorção e a desativação de conflitos sociais

CERTA

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir.

Um pré-requisito para requerimento do auxílio-reclusão é a apresentação de


certidão que comprove a prisão do segurado. A continuidade do benefício está
sujeita à comprovação de sua permanência na condição de presidiário, com
frequência definida pela previdência social.

 REQUISITOS PARA A CONCESSÃO DO AUXÍLIO-RECLUSÃO O primeiro requisito para a


concessão do auxílio-reclusão é, obviamente, a prisão, entendida de forma ampla,
como qualquer restrição à liberdade imposta pelo Estado. Pode ser de natureza penal,
civil ou administrativa, cautelar ou definitiva. Em que pese a denominação atribuída ao
benefício, não é só a reclusão, em sentido estrito, que dá direito ao recebimento;
também a detenção, como espécie de pena privativa de liber- dade prevista no Código
Penal, pode dar causa à sua conces- são2. Mesmo a prisão simples, tipo de sanção
prevista na Lei de Contravenções Penais, pode ensejar o pagamento, desde que
cumprida em regime semi-aberto. 

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir.

São considerados dependentes do segurado da previdência social, inclusive para


recebimento do auxílio-reclusão, apenas o cônjuge, os filhos e os pais do segurado.
ERRADO
Dependentes
Esposo (a) / Companheiro (a)
Filhos (as)
Filho equiparado (menor tutelado e enteado)
Pais
Irmãos (ãs)
http://www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=401

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir. 

Considere que uma pessoa portadora de necessidade especial que receba o


benefício de prestação continuada (BPC/LOAS) tenha sido contratada, como
aprendiz, para realização de atividade remunerada. Nessa situação, essa pessoa
terá o benefício suspenso imediatamente devido a essa contratação.
ERRADA
Decreto nº 6.214 - Regulamenta o Benefício de Prestação Continuada 
No artigo 4º, Inciso VI , parágrafo 2º diz o seguinte:

Para fins do disposto no inciso VI do caput, não serão computados como renda mensal
bruta familiar:
    
I - benefícios e auxílios assistenciais de natureza eventual e temporária;
II - valores oriundos de programas sociais de transferência de renda;
III - bolsas de estágio curricular;
IV - pensão especial de natureza indenizatória e benefícios de assistência médica,
conforme disposto no art. 5o;
V - rendas de natureza eventual ou sazonal, a serem regulamentadas em ato conjunto
do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do INSS; e
VI - remuneração da pessoa com deficiência na condição de aprendiz. 

Art. 5º - O beneficiário não pode acumular o Benefício de Prestação Continuada com
qualquer outro benefício no âmbito da Seguridade Social ou de outro regime, inclusive
o seguro-desemprego, ressalvados o de assistência médica e a pensão especial de
natureza indenizatória, bem como a remuneração advinda de contrato de
aprendizagem no caso da pessoa com deficiência, observado o disposto no inciso VI do
caput e no § 2o do art. 4o.   Parágrafo único. A acumulação do benefício com a
remuneração advinda do contrato de aprendizagem pela pessoa com deficiência está
limitada ao prazo máximo de dois anos.

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir. 

Considere que Horácio esteja cumprindo pena de privação de liberdade há três


meses. Considere, ainda, que Horácio, quando foi preso, trabalhava em uma firma,
havia seis meses, com registro na carteira de trabalho. Nessa situação, se a esposa
de Horácio solicitar o pedido, junto à previdência social, de recebimento do auxílio-
reclusão, ela fará jus ao benefício.
CERTA
No auxílio reclusão não é exigido tempo mínimo de contribuição. Para a concessão do
benefício, é necessário, dentre outros requisitos, que a reclusão tenha ocorrido no
prazo de manutenção da qualidade de segurado.
Acredito que a colocação desse "seis meses" foi apenas para tentar confundir o
candidato. 

É importante lembrar que, caso o segurado recluso exerça atividade remunerada como
contribuinte individual ou facultativo, tal fato não impedirá o recebimento de auxílio-
reclusão por seus dependentes

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir. 

São princípios comuns a todas as políticas que compõem a seguridade social no


Brasil a universalidade e a dimensão contributiva.
ERRADA
A SEGURIDADE SOCIAL ESTÁ ASSENTADA NO TRIPÉ: ASSISTÊNCIA SOCIAL,
PREVIDÊNCIA SOCIAL E SAÚDE.
A ASSISTÊNCIA SOCIAL impõe requisitos legais e independe de contribuição. E será
prestada a quem dela necessitar, independentemente de contribuição, pois não
apresenta natureza de seguro social, sendo realizada com recursos do orçamento da
seguridade social, previstos no art. 195, além de outras fontes, e organizada com base
na descentralização político-administrativa, cabendo a coordenação e as normas gerais
à esfera federal e a coordenação e a execução dos respectivos programas às esferas
estadual e municipal, bem como a entidades beneficentes e de assistência social; e na
participação da população, por meio de organizações representativas, na formulação
das políticas e no controle das ações em todos os níveis.
A SAÚDE independe de contribuição e é direito de todos e dever do Estado, garantido
mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de
outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua
promoção, proteção e recuperação.
A PREVIDÊNCIA SOCIAL é um direito daqueles que contribuem para seu custeio, a
manutenção do sistema. Ou seja, depende de contribuição

Com relação à legislação social e às leis da seguridade social, julgue os itens a


seguir. 

Para efeitos de concessão do benefício de prestação continuada, é considerada


família incapaz de sustentar a pessoa portadora de necessidade especial ou idosa
aquela que está inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo
Federal, com renda mensal de até dois salários mínimos.
ERRADA

Decreto nº 6.214 -  Regulamenta o Benefício de Prestação Continuada.

Art. 4º, Inciso IV - família incapaz de prover a manutenção da pessoa com deficiência
ou do idoso: aquela cuja renda
mensal bruta familiar dividida pelo número de seus integrantes seja inferior a um
quarto do salário mínimo.

Conforme disposto na Lei n.º 8.080/1990, julgue os itens que se seguem, relativos
à Política de Saúde no Brasil.

A participação de capital estrangeiro no apoio às ações e aos projetos de


assistência à saúde da população privada de liberdade no Brasil somente é possível
por meio de doações de organismos internacionais vinculados à Organização das
Nações Unidas, de entidades de cooperação técnica e de financiamento e
empréstimos.
CERTA
Lei 8.080/1990

Art. 23. É vedada a participação direta ou indireta de empresas ou de capitais


estrangeiros na assistência à saúde, salvo através de doações de organismos
internacionais vinculados à Organização das Nações Unidas, de entidades de
cooperação técnica e de financiamento e empréstimos.

Conforme disposto na Lei n.º 8.080/1990, julgue os itens que se seguem, relativos
à Política de Saúde no Brasil. 

É um objetivo da vigilância sanitária a promoção de ações de prevenção de doenças


e agravos, como tuberculose, hanseníase, diabetes, hipertensão e DST/AIDS, no
ambiente dos presídios
ERRADA
Lei: 8080/1990

ART: 6º
 
§ 1º Entende-se por vigilância sanitária um conjunto de ações capaz de eliminar,
diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes
do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de
interesse da saúde, abrangendo:
I - o controle de bens de consumo que, direta ou indiretamente, se relacionem com a
saúde, compreendidas todas as etapas e processos, da produção ao consumo; e
II - o controle da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com
a saúde.
§ 2º Entende-se por vigilância epidemiológica um conjunto de ações que proporcionam
o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores
determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de
recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.
§ 3º Entende-se por saúde do trabalhador, para fins desta lei, um conjunto de
atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância
sanitária, à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa à
recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e
agravos advindos das condições de trabalho, abrangendo:
I - assistência ao trabalhador vítima de acidentes de trabalho ou portador de doença
profissional e do trabalho;
II - participação, no âmbito de competência do Sistema Único de Saúde (SUS), em
estudos, pesquisas, avaliação e controle dos riscos e agravos potenciais à saúde
existentes no processo de trabalho;
III - participação, no âmbito de competência do Sistema Único de Saúde (SUS), da
normatização, fiscalização e controle das condições de produção, extração,
armazenamento, transporte, distribuição e manuseio de substâncias, de produtos, de
máquinas e de equipamentos que apresentam riscos à saúde do trabalhador;
IV - avaliação do impacto que as tecnologias provocam à saúde;
V - informação ao trabalhador e à sua respectiva entidade sindical e às empresas sobre
os riscos de acidentes de trabalho, doença profissional e do trabalho, bem como os
resultados de fiscalizações, avaliações ambientais e exames de saúde, de admissão,
periódicos e de demissão, respeitados os preceitos da ética profissional;
VI - participação na normatização, fiscalização e controle dos serviços de saúde do
trabalhador nas instituições e empresas públicas e privadas;
VII - revisão periódica da listagem oficial de doenças originadas no processo de
trabalho, tendo na sua elaboração a colaboração das entidades sindicais; e
VIII - a garantia ao sindicato dos trabalhadores de requerer ao órgão competente a
interdição de máquina, de setor de serviço ou de todo ambiente de trabalho, quando
houver exposição a risco iminente para a vida ou saúde dos trabalhadores.
Conforme disposto na Lei n.º 8.080/1990, julgue os itens que se seguem, relativos
à Política de Saúde no Brasil. 

São considerados fatores determinantes e condicionantes de saúde a alimentação,


a moradia, a educação, o trabalho, mas não o lazer.
ERRADA
Lei 8.080/1990

Art. 3º A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, entre outros, a


alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a
educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais; os níveis de
saúde da população expressam a organização social e econômica do País.

Conforme disposto na Lei n.º 8.080/1990, julgue os itens que se seguem, relativos
à Política de Saúde no Brasil. 

É permitido que hospitais privados integrem o SUS, desde que em caráter


complementar, sendo reservada a preferência para os filantrópicos e sem fins
lucrativos.
CERTA
Lei nº 8.080   de 19 de Setembro de 1990.   Art. 4º -
§ 2º - A iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde-SUS, em
caráter  complementar. 
Art. 24. Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura 
assistencial à população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde-SUS 
poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada. 
 Parágrafo único. A participação complementar dos serviços privados será formalizada 
mediante contrato ou convênio, observadas, a respeito, as normas de direito público.  
Art. 25. Na hipótese do artigo anterior, as entidades filantrópicas e as sem fins
lucrativos  terão preferência para participar do Sistema Único de Saúde-SUS. 

A respeito das competências do profissional de serviço social, julgue os itens a


seguir.

A competência teórico-metodológica requer do profissional de serviço social


conhecimento da realidade política, econômica e cultural do ambiente em que atua,
evitando, assim, análises superficiais dos fenômenos e uma atuação pautada pelo
pragmatismo
CERTA

A respeito das competências do profissional de serviço social, julgue os itens a


seguir.

No âmbito da competência ético-política, é importante que o profissional do serviço


social se posicione frente à realidade social, fugindo, assim, da neutralidade na
intervenção profissional.
CERTA

A respeito das competências do profissional de serviço social, julgue os itens a


seguir.

A competência técnico-operativa, conjunto de habilidades técnicas necessárias para


o desenvolvimento das ações do profissional, é a principal competência da
formação em serviço social, destacando-se, portanto, das demais.
ERRADA

A respeito das competências do profissional de serviço social, julgue os itens a


seguir.

As competências do assistente social são determinadas estritamente pelo contexto


de trabalho do profissional, sendo esse, inclusive, um dos pressupostos que
influenciaram a elaboração do atual código de ética do assistente social.
ERRADA

Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da


profissão, julgue os itens seguintes.

É correto afirmar que a participação do assistente social na elaboração e


gerenciamento de políticas e programas sociais é tanto um direito, segundo o
código de ética, como uma atribuição privativa do assistente social.

ERRADA

Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da


profissão, julgue os itens seguintes. 

O planejamento e a realização de pesquisas são competências do assistente social


que podem contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar ações
profissionais.
CERTA

Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da


profissão, julgue os itens seguintes.,

O compromisso com o aprimoramento intelectual constante, previsto no código de


ética, está relacionado unicamente à qualidade dos serviços prestados e, nesse
sentido, ao atendimento da demanda das empresas.
ERRADA

Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da


profissão, julgue os itens seguintes.,

O sigilo profissional é imprescindível para o desenvolvimento das ações do


profissional do serviço social, não podendo ser quebrado em hipótese alguma, sob
pena de comprometimento da continuidade das ações.

ERRADA
Segundo o Art. 18 do Código de Ética do Assistente Social, a quebra do sigilo
profissional só é admissível quando se tratarem de situações cuja gravidade possa,
envolvendo ou não fato delituoso, trazer prejuízo aos interesses do/a usuário/a, de
terceiros/as e da coletividade.
Parágrafo único: A revelação será feita dentro do estritamente necessário, quer em
relação ao assunto revelado, quer ao grau e número de pessoas que dele devam
tomar conhecimento.

Portanto, a questão está errada uma vez que o sigilo poderá ser quebrado somente
na hipótese supramencionada.
Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da
profissão, julgue os itens seguintes.,

Um desafio para o assistente social é conciliar princípios éticos e prática


profissional, visto que, em muitos casos, o projeto de trabalho das instituições não
está afinado com os objetivos e valores defendidos pelo código de ética.
CERTA

Com base no código de ética do assistente social e na lei de regulamentação da


profissão, julgue os itens seguintes.,
O assistente social, empregado de empresa pública, que responde a processo
administrativo interno por incoerências na utilização de verbas, referente à
execução de projeto de nclusão digital realizado sob sua responsabilidade, poderá
responder processo também junto ao Conselho Regional de Serviço Social, pois
feriu o código de ética da profissão.
CERTA
No que tange a avaliação de políticas e programas sociais, julgue os próximos itens.

Com base em uma pesquisa de avaliação do Programa Bolsa Família de 2012, que
aponta, entre outros resultados, maior frequência e progressão escolar dos
beneficiários e melhoria na qualidade dos cuidados de saúde recebidos por
mulheres grávidas, dois dos grandes objetivos desse programa, é correto afirmar
que o Bolsa Família apresentou efetividade.
CERTA
Efetividade - alcance dos objetivos 
Eficacia - alcance das metas ( resultados)
Eficiência - relação custo beneficio  (recursos)

No que tange a avaliação de políticas e programas sociais, julgue os próximos itens.

A análise das políticas sociais, na perspectiva do método materialista histórico


dialético, requer tanto a decomposição do discurso quanto do fenômeno, buscando
a totalidade do processo por meio da compreensão de seus nexos causais mais
profundos.
CERTA

No que tange a avaliação de políticas e programas sociais, julgue os próximos itens.

Na análise do impacto de um programa social e do alcance dos objetivos propostos,


avaliação e monitoramento são sinônimos.
ERRADA

Acerca das demandas e estratégias do serviço social em empresas, julgue os itens


subsequentes.

A técnica do trabalho com redes é uma estratégia de intervenção capaz de atender


às mais diversas demandas, em conformidade com a atuação multiprofissional do
serviço social nas empresas, podendo ser utilizada de forma genérica e por
qualquer profissional, visto que não requer abordagem específica.

ERRADA

Acerca das demandas e estratégias do serviço social em empresas, julgue os itens


subsequentes. 

Além de trabalhar com responsabilidade e certificação social, o profissional da área


de serviço social é requisitado para intervir em problemas que, de alguma forma,
interferem no processo de produção da empresa, como acidentes, alcoolismo,
absenteísmo e conflitos familiares.
CERTA

Acerca das demandas e estratégias do serviço social em empresas, julgue os itens


subsequentes

O trabalho do serviço social tem a peculiaridade de atuar na contradição


capital/trabalho, pois o assistente social age tanto no processo de produção e
reprodução dos interesses de preservação do capital, quanto nas demandas do
trabalhador.
CERTA

Acerca das demandas e estratégias do serviço social em empresas, julgue os itens


subsequentes .

A entrevista do assistente social, instrumento importante no atendimento às


demandas dos trabalhadores e de suas famílias, deve ser realizada com
planejamento prévio, finalidade clara e disposição para escuta.
CERTA

Acerca das demandas e estratégias do serviço social em empresas, julgue os itens


subsequentes 

A flexibilização dos processos de trabalho, bem como a acumulação capitalista e as


inovações tecnológicas causaram efeitos também para os assistentes sociais nas
empresas, traduzidos na exigência de um profissional multidisciplinar, com
raciocínio lógico e disposição para novas aptidões.
CERTA

Os processos de trabalho relacionam-se a questões de poder e saber, que


configuram um campo de possibilidades e limites de ação definidos em estratégias
subjetivas e objetivas. O que está em jogo na intervenção não são manifestações
isoladas, mas questões complexas, que para serem compreendidas implicam a
consideração do reconhecimento legal, da disponibilidade de recursos, das relações
inter e intrainstitucional e das condições de trabalho e vida da população. Nesse
sentido, é importante trabalhar o empowerment ou o fortalecimento do oprimido.

Acerca da análise institucional e das estratégias de resolução de conflitos, julgue os


próximos itens.

A conciliação tem sido cada vez mais utilizada como estratégia para resolução de
conflitos, muito embora implique o risco de uma ditadura da harmonia — o que
geraria uma sociedade, que se preocupa mais em reprimir a manifestação da
discórdia, do que em evitar suas causas.
CERTA

Os processos de trabalho relacionam-se a questões de poder e saber, que


configuram um campo de possibilidades e limites de ação definidos em estratégias
subjetivas e objetivas. O que está em jogo na intervenção não são manifestações
isoladas, mas questões complexas, que para serem compreendidas implicam a
consideração do reconhecimento legal, da disponibilidade de recursos, das
relações inter e intrainstitucional e das condições de trabalho e vida da população.
Nesse sentido, é importante trabalhar o empowerment ou o fortalecimento do
oprimido. 

Acerca da análise institucional e das estratégias de resolução de conflitos, julgue


os próximos itens.

As instituições, mesmo que possuam normas e objetivos próprios, estão inseridas


nas relações entre o Estado e a sociedade civil e, nesse sentido, são reguladores
das crises do desenvolvimento capitalista.

CERTA

Os processos de trabalho relacionam-se a questões de poder e saber, que


configuram um campo de possibilidades e limites de ação definidos em estratégias
subjetivas e objetivas. O que está em jogo na intervenção não são manifestações
isoladas, mas questões complexas, que para serem compreendidas implicam a
consideração do reconhecimento legal, da disponibilidade de recursos, das relações
inter e intrainstitucional e das condições de trabalho e vida da população. Nesse
sentido, é importante trabalhar o empowerment ou o fortalecimento do oprimido. 

Acerca da análise institucional e das estratégias de resolução de conflitos, julgue os


próximos itens.

O profissional de serviço social deve examinar a instituição em que está inserido


para compreender suas normas, regras, tradições e finalidades, considerando que o
assistente social não deve interferir na dinâmica institucional ao desenvolver seu
projeto de trabalho.
ERRADO

Os processos de trabalho relacionam-se a questões de poder e saber, que


configuram um campo de possibilidades e limites de ação definidos em estratégias
subjetivas e objetivas. O que está em jogo na intervenção não são manifestações
isoladas, mas questões complexas, que para serem compreendidas implicam a
consideração do reconhecimento legal, da disponibilidade de recursos, das relações
inter e intrainstitucional e das condições de trabalho e vida da população. Nesse
sentido, é importante trabalhar o empowerment ou o fortalecimento do oprimido. 

Acerca da análise institucional e das estratégias de resolução de conflitos, julgue os


próximos itens.

A mediação é uma técnica utilizada na resolução de conflitos em instituições, que


se caracteriza pela abordagem informal, baseada no diálogo, na cooperação e no
respeito entre os participantes, considerada, portanto, sinônimo da conciliação no
aspecto judicial.
ERRADO

A respeito de planejamento e intervenção na área social, julgue os itens a seguir.

A fim de que a organização possa de fato alcançar os objetivos propostos, o


planejamento estratégico deve prever o consenso, uma vez que nas instituições e
organizações existem conflitos e interesses contraditórios.
CERTA

A respeito de planejamento e intervenção na área social, julgue os itens a seguir.

Compatibilidade e coerência interna são qualidades esperadas de um projeto nas


relações entre suas partes e nas relações com outros níveis de programação.
CERTA
A respeito de planejamento e intervenção na área social, julgue os itens a seguir.

O planejamento é a etapa de sistematização das atividades e procedimentos


necessários ao alcance de resultados e metas, cuja unidade básica e elementar é o
programa.
ERRADA

Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente


para a prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.

A entrevista é um instrumento de pesquisa passível de ser utilizado em diversos


segmentos da população; já o questionário, por sua vez, apresenta como
desvantagem o fato de que muitos formulários podem ser devolvidos sem resposta.
CERTA

Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente


para a prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.

Para a elaboração de um projeto de pesquisa, é importante selecionar o maior


número possível de obras para compor a bibliografia, pois esse exercício
seguramente permitirá ao pesquisador avançar na definição do tema e do problema
de pesquisa.
ERRADA

Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente


para a prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.

O conhecimento da dimensão social está intrinsecamente relacionado às finalidades


do trabalho, aos valores e pressupostos ético-políticos, ideológicos e culturais.
CERTA

Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente


para a prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.

O estudo de caso, sendo uma pesquisa de natureza exploratória que possibilita a


apreensão do problema em diferentes nuances, prevê somente a utilização de
técnicas qualitativas em sua execução.
ERRADA

Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente


para a prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.  

Em um projeto de pesquisa, devem constar os fundamentos e as diretrizes da


pesquisa, sendo item indispensável a apresentação da metodologia.
CERTA

Acerca das novas demandas e áreas de atuação que se apresentam para o serviço
social, julgue os itens que se seguem.

Um espaço crescente e expressivo de atuação do assistente social é o trabalho de


base nas áreas de educação, mobilização e organização popular, não obstante o
retrocesso no desenvolvimento dos processos de organização sindical e social,
ocorridos a partir da década de 90 do século passado.
ERRADA
Acerca das novas demandas e áreas de atuação que se apresentam para o serviço
social, julgue os itens que se seguem.

Na assessoria, o assistente social deve se posicionar como o profissional


responsável pela condução do processo, desempenhando, portanto, papel
centralizador nas decisões.
ERRADA

Acerca das novas demandas e áreas de atuação que se apresentam para o serviço
social, julgue os itens que se seguem.

Se, historicamente, a área de atuação do profissional de serviço social concentrava-


se nos setores estatais, atualmente o foco do trabalho deslocou-se para atividades
de planejamento e gestão e para a formulação e avaliação de políticas, inserindo o
assistente social em equipes multiprofissionais.
CERTA

Acerca das novas demandas e áreas de atuação que se apresentam para o serviço
social, julgue os itens que se seguem. 

O profissional de serviço social não deve se concentrar na delimitação de um saber


específico quando atua em equipes interdisciplinares, pois esta perspectiva requer
basicamente que os profissionais se atenham a um referencial teórico comum.
ERRADA

Acerca das novas demandas e áreas de atuação que se apresentam para o serviço
social, julgue os itens que se seguem. 

A assessoria à gestão das políticas sociais, prestada, por exemplo, aos gestores
públicos, privados e filantrópicos, aos conselhos tutelares e aos conselhos de
direitos, é uma das frentes de assessoria/consultoria desenvolvidas pelos
assistentes sociais.
CERTA

A respeito das políticas da seguridade social, julgue os itens subsequentes.

O fato de uma empresa pública adotar política de responsabilidade social confere a


ela direito de requerer certificação de entidade beneficente de assistência social,
concedida pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.
ERRADA

A respeito das políticas da seguridade social, julgue os itens subsequentes.  

O auxílio-doença é um benefício social que exige do segurado prazo mínimo de


contribuição de dezoito meses para todas as doenças, incluindo aquelas em que o
início da incapacidade, desde que controlada, seja anterior à qualidade de segurado
ERRADA
O auxílio-doença é um benefício do INSS concedido ao trabalhador ou segurado da
Previdência Social  impedido de trabalhar por doença ou acidente por mais de 15 dias
consecutivos. No caso dos trabalhadores com carteira assinada, os primeiros 15 dias
são pagos pelo empregador, exceto o doméstico, e a Previdência Social paga a partir
do 16º dia de afastamento do trabalho.
Para os demais segurados inclusive o doméstico, a Previdência paga o auxílio desde o
início da incapacidade e enquanto a mesma perdurar. Em ambos os casos, deverá ter
ocorrido o requerimento do benefício. Para concessão de auxílio-doença é necessária a
comprovação da incapacidade em exame realizado pela perícia médica da Previdência
Social.
Para ter direito ao benefício, o trabalhador tem de contribuir para a Previdência Social
por, no mínimo, 12 meses (carência). Esse prazo não será exigido em caso de acidente
de qualquer natureza (por acidente de trabalho ou fora do trabalho) ou de doença
profissional ou do trabalho.
Não tem direito ao auxílio-doença quem, ao se filiar à Previdência Social, já tiver
doença ou lesão que geraria o benefício, a não ser quando a incapacidade resulta do
agravamento da enfermidade.
O trabalhador que recebe auxílio-doença é obrigado a realizar exame médico periódico
e, se constatado que não poderá retornar para sua atividade habitual, deverá
participar do programa de reabilitação profissional para o exercício de outra atividade,
prescrito e custeado pela Previdência Social, sob pena de ter o benefício suspenso.

Terá direito ao benefício sem a necessidade de cumprir o prazo mínimo de contribuição


e desde que tenha  qualidade de segurado desde quando do início da incapacidade, o
trabalhador acometido de tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, neoplasia
maligna, cegueira, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença de
Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, doença de Paget em
estágio avançado (osteíte deformante), síndrome da imunodeficiência adquirida
(AIDS), contaminação por radiação (comprovada em laudo médico) ou hepatopatia
grave.
Quando o trabalhador perder a qualidade de segurado, as contribuições anteriores só
serão consideradas para concessão do auxílio-doença se, após nova filiação à
Previdência Social, houver pelo menos quatro contribuições que, somadas às
anteriores, totalizem, no mínimo, a carência exigida (12 meses).
O auxílio-doença deixa de ser pago quando o segurado recupera a capacidade e
retorna ao trabalho ou quando o benefício se transforma em aposentadoria por
invalidez.
A empresa poderá requerer o benefício de auxílio-doença para seu empregado ou
contribuinte individual que lhe preste serviço e, nesse caso, terá acesso às decisões
referentes ao benefício.

Prazo para pagamento  do INSS  se encerra hoje

O pagamento da contribuição previdenciária, referente ao mês de agosto, de


contribuintes individuais, facultativos e empregadores domésticos deve ser realizado
hoje. A partir desta data, as contribuições atrasadas são cobradas com multa diária de
0,33%, regida pela taxa Selic mensal.
O cidadão deve ficar atento às alíquotas de contribuição. Assim, quem recolhe sobre o
salário mínimo, deve ter como referência o mínimo atual (R$ 678) pagando R$ 135,60
referentes à alíquota de 20%.
No caso dos empregados domésticos, 12% se referem à contribuição do empregador e
8% à do trabalhador. Para os contribuintes que optaram pelo plano simplificado de
contribuição previdenciária, a alíquota é de 11% sobre o salário mínimo, o que
significa uma contribuição de R$ 74,58.

A respeito das políticas da seguridade social, julgue os itens subsequentes.  


O programa Farmácia Popular fornece, gratuitamente, medicamentos definidos para
tratamento dessas doenças a todo cidadão portador de hipertensão arterial e(ou)
diabetes melito, independentemente de estar abaixo da linha de pobreza.
CERTA

Acerca da legislação direcionada ao idoso e às pessoas com deficiência, julgue os


itens a seguir:
Quando necessitar e estiver impossibilitado de se locomover, mesmo que esteja
recolhido em instituição filantrópica de acolhimento, é garantido ao idoso
atendimento domiciliar pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
CERTA
Acerca da legislação direcionada ao idoso e às pessoas com deficiência, julgue os
itens a seguir:

Segundo a política nacional para integração de pessoa portadora de deficiência,


todas as empresas são obrigadas a empregar uma porcentagem de trabalhadores
com deficiência.
ERRADA
 Não são TODAS as empresas. Vejam:
Decreto 3298/99
Art. 36. A empresa com cem ou mais empregados está obrigada a preencher de
dois a cinco por cento de seus cargos com beneficiários da Previdência Social
reabilitados ou com pessoa portadora de deficiência habilitada, na seguinte proporção:
  I - até duzentos empregados, dois por cento;
  II - de duzentos e um a quinhentos empregados, três por cento;
  III - de quinhentos e um a mil empregados, quatro por cento; ou
  IV - mais de mil empregados, cinco por cento.

Acerca da legislação direcionada ao idoso e às pessoas com deficiência, julgue os


itens a seguir: 

A Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS) distingue o benefício assistencial


destinado ao idoso daquele reservado à pessoa com deficiência, mesmo que
nenhum deles consiga prover a própria manutenção nem tê-la atendida por sua
família, uma vez que é exigida do primeiro grupo contribuição previdenciária de, no
mínimo, dezoito meses.
ERRADO

Acerca da legislação direcionada ao idoso e às pessoas com deficiência, julgue os


itens a seguir: 

A garantia dos direitos dos idosos é de inteira responsabilidade de suas famílias; a


cargo do poder público ficam apenas os casos comprovados de abandono familiar.
ERRADO

Com relação à política nacional de saúde do trabalhador e da trabalhadora, julgue


os itens seguintes.

Segundo essa política, é essencial a participação dos trabalhadores em processos


de identificação de situações de risco em ambientes de trabalho e de repercussões
sobre sua saúde, bem como em planejamento, acompanhamento e avaliação de
intervenções sobre condições geradoras de agravos relacionados a trabalho.
CERTO

Com relação à política nacional de saúde do trabalhador e da trabalhadora, julgue


os itens seguintes.

Segundo essa política, é essencial a participação dos trabalhadores em processos


de identificação de situações de risco em ambientes de trabalho e de repercussões
sobre sua saúde, bem como em planejamento, acompanhamento e avaliação de
intervenções sobre condições geradoras de agravos relacionados a trabalho.
CERTA
Com relação à política nacional de saúde do trabalhador e da trabalhadora, julgue
os itens seguintes. 

A referida política direciona-se prioritariamente a pessoas e grupos em situação de


maior vulnerabilidade, como aqueles inseridos em atividades informais e de maior
risco para a saúde, submetidos a formas nocivas de discriminação, ou a trabalho
infantil.
CERTA

Julgue os itens seguintes, acerca da saúde do trabalhador e das exigências


apresentadas a assistentes sociais.

A expressão saúde do trabalhador surgiu no final dos anos 70 do século passado no


contexto de debates relativos à reforma sanitária brasileira, influenciada pelo
movimento da reforma sanitária italiana.
CERTA

Julgue os itens seguintes, acerca da saúde do trabalhador e das exigências


apresentadas a assistentes sociais. 

O trabalho do assistente social no campo da saúde do trabalhador deve ser


realizado em consonância com o projeto profissional atual, segundo o qual cabe ao
profissional mediar com o coletivo de trabalhadores e intervir sobre determinantes
de problemas relacionados ao processo produtivo.
CERTA

Julgue os itens seguintes, acerca da saúde do trabalhador e das exigências


apresentadas a assistentes sociais. 
Novas formas de gestão da força de trabalho e precarização de relações sob a
reestruturação produtiva contribuem para surgimentos de patologias decorrentes
da sobrecarga, como o burnout, uma síndrome psicológica resultante de estresses
interpessoais crônicos no trabalho.
CERTA

Fadiga, depressão, falta ou exagero de apetite, dores musculares, irritação, estresse. Em


uma sociedade onde “tempo é dinheiro”, esses sintomas são muito fáceis de ser
encontrados. O médico Sérgio Roberto de Lucca, professor do Departamento de Saúde
Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas
(Unicamp), explica o que é o Distúrbio Osteo-Muscular Relacionado ao Trabalho (D.O.R.T.)
e uma nova síndrome que tem se tornado cada vez mais popular entre os trabalhadores, a
de Burnout.
O Distúrbio Osteo-muscular Relacionado ao Trabalho inclui uma série de doenças do
aparelho osteo-muscular resultantes de uma atividade repetitiva ou uma atividade de
esforço, de modo geral, uma atividade antiergonômica. Manifesta-se principalmente pela
síndrome do carpo (lesão causada por movimentos repetitivos do punho), a epicondilite
[degeneração dos tendões que se originam no cotovelo] e a síndrome de impacto do
ombro [inflamação no tendão supraespinhoso, localizado no ombro].
Segundo estatísticas do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social], o D.O.R.T. é a segunda
causa de afastamento do trabalho: são aproximadamente 9 mil casos por mês.
A síndrome de Burnout (do inglês to burn out, queimar por completo), também chamada
de síndrome do esgotamento emocional /profissional,caracterizada pela manifestação
inconsciente do esgotamento, é um transtorno mental. A relação do D.O.R.T com os
transtornos mentais ocorre depois do afastamento da pessoa do trabalho. A gente observa
que as pessoas que ficam afastadas têm dificuldade de exercer as suas habilidades
domésticas por causa da lesão e daí vem alguns dos distúrbios, como depressão, em uma
espécie de síndrome pós-traumática. Segundo o INSS, os transtornos mentais – incluindo a
síndrome de Burnout – são a terceira causa de afastamento do trabalho.Tal esgotamento
ocorre por causa de grandes esforços realizados no trabalho que fazem com que o
profissional fique mais agressivo, irritado, desinteressado, desmotivado, frustrado,
depressivo, angustiado e que se avalia negativamente. Foi assim denominada pelo
psicanalista nova-iorquino, Herbert J.Freudenberger, após constatá-la em si mesmo, no
início dos anos 1970. É uma doença do trabalho e está registrada no Grupo V da CID-10
(Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde).
Sua principal característica é o estado de tensão emocional e estresse crônicos provocado
por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes. A síndrome se
manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto
e intenso.A pessoa que apresenta tal síndrome, além de manifestar as sensações acima
descritas, perde consideravelmente seu nível de rendimento e de responsabilidade para
com as pessoas e para com a organização que faz parte. Pode ocorrer em profissionais de
diferentes áreas que possuem contato direto com pessoas. Também apresenta
manifestações fisiológicas como cansaço, dores musculares, falta de apetite, insônia, frieza,
dores de cabeça freqüente e dificuldades respiratórias.
A Síndrome de Burnout pode ser prevenida quando os agentes estressores no trabalho são
identificados, modificados ou adaptados à necessidade do profissional, quando se prioriza
as tarefas mais importantes no decorrer do dia, quando se estabelece laços pessoais e/ou
profissionais dando-os importância, quando os horários diários não são sobrecarregados de
tarefas, quando o profissional preocupa-se com sua saúde e quando em momentos de
descontração assuntos relacionados ao trabalho não são mencionados.

Descrição
Problemas de relacionamento com colegas, clientes e chefes, a falta de cooperação entre
os colegas de trabalho, de equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal e também de
autonomia são grandes causadores do nível máximo de estresse. Fortes candidatos são
aqueles conhecidos como workaholics, que se identificam bastante com o trabalho, vivem
para ele e têm níveis de exigência muito altos. O desejo de ser o melhor e sempre
demonstrar alto grau de desempenho é outra fase importante da síndrome: o portador de
Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional.
Pessoas com a síndrome apresentam sintomas como fadiga, cansaço constante, distúrbios
do sono, dores musculares e de cabeça, irritabilidade, alterações de humor e de memória,
dificuldade de concentração, falta de apetite, depressão e perda de iniciativa. Essa soma de
mal-estares pode levar ao alcoolismo, ao uso de drogas e até mesmo ao suicídio. No dia-a-
dia, a pessoa fica ainda arredia, isolada, passa a ser irônica, cínica e a produtividade cai.
Muitas vezes, o profissional acredita que a melhor opção seja tirar férias; entretanto,
quando volta, descansado, retoma a postura anterior.
O que tem início com satisfação e prazer, termina quando esse desempenho não é
reconhecido. Nesse estágio, necessidade de se afirmar, o desejo de realização profissional
se transforma em obstinação e compulsão o paciente nesta busca sofre alem de problemas
de ordem psicológicas também forte desgaste físico gerando fadiga e exaustão. Patologia
que atinge membros da Segurança Publica, da Saúde Publica e da Educação.
Estágios
São doze os estágios de Burnout:
Necessidade de se afirmar ou provar ser sempre capaz
Dedicação intensificada – com predominância da necessidade de fazer tudo sozinho e a
qualquer hora do dia (imediatismo);

Descaso com as necessidades pessoais – comer, dormir, sair com os amigos começam a
perder o sentido;

Recalque de conflitos – o portador percebe que algo não vai bem, mas não enfrenta o
problema. É quando ocorrem as manifestações físicas;

Reinterpretação dos valores – isolamento, fuga dos conflitos. O que antes tinha valor sofre
desvalorização: lazer, casa, amigos, e a única medida da auto-estima é o trabalho;
Negação de problemas – nessa fase os outros são completamente desvalorizados, tidos
como incapazes ou com desempenho abaixo do seu. Os contatos sociais são repelidos,
cinismo e agressão são os sinais mais evidentes;

Recolhimento e aversão a reuniões (anti-socialização);

Mudanças evidentes de comportamento (dificuldade de aceitar certas brincadeiras com


bom senso e bom humor);

Despersonalização (evitar o diálogo e dar prioridade aos e-mails, mensagens, recados etc);
Vazio interior e sensação de que tudo é complicado, difícil e desgastante;

Depressão – marcas de indiferença, desesperança, exaustão. A vida perde o sentido;

E, finalmente, a síndrome do esgotamento profissional propriamente dita, que corresponde


ao colapso físico e mental. Esse estágio é considerado de emergência e a ajuda médica e
psicológica uma urgência

Sintomas
Os sintomas são variados: fortes dores de cabeça, tonturas, tremores, muita falta de ar,
oscilações de humor, distúrbios do sono, dificuldade de concentração e problemas
digestivos. Segundo Dr. Jürgen Staedt, diretor da clínica de psiquiatria e psicoterapia do
complexo hospitalar Vivantes, em Berlim, parte dos pacientes que o procuram com
depressão são diagnosticados com a síndrome do esgotamento profissional. O professor de
psicologia do comportamento Manfred Schedlowski, do Instituto Superior de Tecnologia de
Zurique (ETH), registra o crescimento de ocorrência de “Burnout” em ambientes
profissionais, apesar da dificuldade de diferenciar a síndrome de outros males, pois ela se
manifesta de forma muito variada: “Uma pessoa apresenta dores estomacais crônicas,
outra reage com sinais depressivos; a terceira desenvolve um transtorno de ansiedade de
forma explícita”, e acrescenta que já foram descritos mais de 130 sintomas do esgotamento
profissional.

Burnout é geralmente desenvolvida como resultado de um período de esforço excessivo no


trabalho com intervalos muito pequenos para recuperação. Pesquisadores parecem
discordar sobre a natureza desta síndrome. Enquanto diversos estudiosos defendem que
burnout refere-se exclusivamente a uma síndrome relacionada à exaustão e ausência de
personalização no trabalho, outros percebem-na como um caso especial da depressão
clínica mais geral ou apenas uma forma de fadiga extrema (portanto omitindo o
componente de despersonalização).

Os estudantes são também propensos ao burnout nos anos finais da escolarização básica
(ensino médio) e no (ensino superior); curiosamente, este não é um tipo de burnout
relacionado com o trabalho, mas com o estudo intenso continuado com privação do lazer,
de atividades lúdicas, ou de outro equivalente de fruição hedónica. Talvez isto seja melhor
compreendido como uma forma de depressão. Os trabalhos com altos níveis de stress ou
consumição, podem ser mais propensos a causar burnout do que trabalhos em níveis
normais de stress ou esforço. Profissionais de TI, policiais,taxistas, bancários, controladores
de tráfego aéreo, engenheiros, músicos,professores,e artistas parecem ter mais tendência
ao burnout do que outros profissionais. Os médicos parecem ter a proporção mais elevada
de casos de burnout (de acordo com um estudo recente no Psychological Reports, nada
menos que 40% dos médicos apresentavam altos níveis de burnout)

Diagnóstico
O diagnóstico leva em conta o levantamento da história do paciente e seu envolvimento e
realização pessoal no trabalho.
Identificar a síndrome de burnout , no entanto, não é simples. Embora depressão,
ansiedade e sentimento de inferioridade sejam comuns nesse quadro, o problema pode se
manifestar de maneira bem particular. Segundo os especialistas, identificar quem entra em
colapso costuma ser mais simples, mas os prejuízos à saúde, tanto corporal quanto
psíquica, aparecem muito antes disso.
Isso se deve especialmente à alta exigência do mercado de trabalho contemporâneo aliado
à grande competitividade entre os profissionais, o que torna mais complexo o diagnóstico
da síndrome. A própria percepção do trabalhador se torna comprometida. “Existe essa idéia
corrente de que o estresse é praticamente normal e de que a pessoa tem de dar conta de
várias coisas ao mesmo tempo. Em determinados períodos, estamos sob mais pressão,
mas isso costuma ser pontual. Quando não é, o ambiente é nocivo e pode levar ao
esgotamento”, explica a Dra. Mara Fernandes Maranhão, psiquiatra do Núcleo de Medicina
Psicossomática e Psiquiatria da Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein
Tratamento
Tanto para D.O.R.T quanto para transtorno mental, o tratamento começa com o
afastamento provisório da pessoa. No caso de D.O.R.T, esse afastamento pode acontecer
por um período de um a seis meses. A experiência mostra que o tratamento tem durado de
quatro a seis meses até a recuperação das lesões. Quando a pessoa retorna ao trabalho,
tem que realizar uma atividade compatível com o seu estado, porque, se voltar às
condições anteriores ao afastamento, vai ter novamente a lesão. No caso de transtorno
mental, o profissional deve fazer psicoterapia, no sentido de conseguir se equilibrar com
sua condição de trabalho. Atividade física regular e exercícios de relaxamento também
ajudam a controlar os sintomas.
Recomendações
Não use a falta de tempo como desculpa para não praticar exercícios físicos e não desfrutar
momentos de descontração e lazer.

Mudanças no estilo de vida podem ser a melhor forma de prevenir ou tratar a síndrome de
burnout ;

Conscientize-se de que o consumo de álcool e de outras drogas para afastar as crises de


ansiedade e depressão não é um bom remédio para resolver o problema;
* Avalie quanto as condições de trabalho estão interferindo em sua qualidade de vida e
prejudicando sua saúde física e mental. Avalie também a possibilidade de propor nova
dinâmica para as atividades diárias e objetivos profissionais

Julgue os itens seguintes, acerca da saúde do trabalhador e das exigências


apresentadas a assistentes sociais. 

Os programas de saúde devem priorizar atividades de recuperação da saúde


daqueles trabalhadores que já adoeceram ou sofreram algum acidente em
detrimento de trabalhadores que ainda não tiveram manifestações de problemas de
saúde.
ERRADO

Julgue os itens seguintes, acerca da saúde do trabalhador e das exigências


apresentadas a assistentes sociais. 

A necessidade de uma direção essencialmente técnica para desenvolvimento de


ações nesse campo predomina em debates profissionais de assistentes sociais
acerca da saúde do trabalhador, que é entendida como expressão concreta das
contradições das relações sociais de produção.
ERRADA

No que se refere ao processo de aposentaria e seus programas preparatórios e à


qualidade de vida no trabalho, julgue os itens subsecutivos.

Os primeiros programas de preparação para a aposentadoria surgiram no Brasil na


década de 50 do século passado, com a finalidade de implantar uma política social
voltada aos trabalhadores na fase de desligamento do processo produtivo
ERRADA

No que se refere ao processo de aposentaria e seus programas preparatórios e à


qualidade de vida no trabalho, julgue os itens subsecutivos.
Programas de preparação para aposentadoria devem incluir em suas ações o
aconselhamento do servidor sobre decisão de ficar ou não na organização.
ERRADA

No que se refere ao processo de aposentaria e seus programas preparatórios e à


qualidade de vida no trabalho, julgue os itens subsecutivos. 

A criação e a manutenção de programas de preparação para aposentadoria, tanto


no setor público quanto no privado, devem ser realizadas com, no mínimo, três
anos de antecedência do afastamento das atividades
ERRADA
O programa de preparação para a aposentadoria deve ser realizado
com antecedência de dois anos do afastamento do empregado

No que se refere ao processo de aposentaria e seus programas preparatórios e à


qualidade de vida no trabalho, julgue os itens subsecutivos. 

Os programas de qualidade de vida no trabalho não são normativos; eles visam


apenas atender a desejos e expectativas dos trabalhadores na realização de suas
tarefas.
ERRADA

No que se refere ao processo de aposentaria e seus programas preparatórios e à


qualidade de vida no trabalho, julgue os itens subsecutivos. 

O processo de enxugamento, desestruturação, flexibilização das relações de


trabalho e redução de direitos, ocorrido na burocracia brasileira no final do século
passado, mobilizou os servidores para a busca da aposentadoria precoce.
CERTA

Com base nos pressupostos da reforma psiquiátrica, julgue os itens que se seguem.

No modelo de reforma psiquiátrica, o cuidado a paciente em estado de crise mental


aguda exige necessariamente internação em hospital psiquiátrico especializado
ERRADA

Com base nos pressupostos da reforma psiquiátrica, julgue os itens que se


seguem.

A reforma psiquiátrica redireciona o modelo assistencial em saúde mental e


preconiza a substituição progressiva dos hospitais psiquiátricos de grande porte
por centros de atenção psicossocial (CAPS).

CERTA

Julgue os próximos itens relativos ao uso de álcool, tabaco e outras drogas e às


ações de prevenção no ambiente de trabalho.

A convenção-quadro para o controle do tabaco recomenda a adoção de medidas


eficazes para promover o abandono do consumo do tabaco em locais de trabalho
como, por exemplo, o acesso a medicamentos
CERTA

Julgue os próximos itens relativos ao uso de álcool, tabaco e outras drogas e às


ações de prevenção no ambiente de trabalho.
Na atenção a usuários de drogas, os princípios éticos básicos em saúde mental
fundamentam-se nos pressupostos de valorização da autonomia do sujeito, de um
mínimo de internação involuntária e em apoio farmacológico capaz de possibilitar a
tomada de decisões e redirecionar a vida.
CERTA

Julgue os próximos itens relativos ao uso de álcool, tabaco e outras drogas e às


ações de prevenção no ambiente de trabalho.

As ações de prevenção ao uso de drogas no ambiente de trabalho, orientadas pelo


modelo jurídico-moral, valorizam a informação acerca dos perigos decorrentes do
uso de drogas ilícitas por considerar que são as mais perigosas.
CERTA

Julgue os próximos itens relativos ao uso de álcool, tabaco e outras drogas e às


ações de prevenção no ambiente de trabalho.

A prevenção indicada, adotada para pessoas que já apresentam sinais de uso


abusivo de álcool e outras drogas, deve considerar os problemas funcionais, de
saúde, familiares e sociais relacionados ao padrão de consumo de cada indivíduo ou
grupo.
CERTA

Considerando as mudanças no mundo do trabalho, a partir da reestruturação


produtiva e do contexto histórico, julgue os itens que se seguem

O processo de reestruturação produtiva vivenciado nas últimas décadas foi


intensificado pelo modelo chinês de produtividade: subcontratação de trabalhadores
sem especialização e centralização das unidades de produção nos países
periféricos.
ERRADA
Centralização não, descentralização.

Considerando as mudanças no mundo do trabalho, a partir da reestruturação


produtiva e do contexto histórico, julgue os itens que se seguem

As propostas de saída neoliberal para a crise do Welfare State incluíam a


restauração da taxa de desemprego e um Estado com restrições nos gastos sociais.
Contudo, o crescimento do desemprego, ao contrário do esperado, levou ao
aumento da demanda por proteção social e, consequentemente, por aumento dos
gastos públicos.
CERTA

Acerca do projeto ético-político do serviço social, julgue os itens seguintes.

A continuidade da ofensiva do capital e o enfraquecimento das lutas e da


resistência dos movimentos organizados do trabalho ameaçam a consolidação do
projeto profissional do serviço social, pois questionam a manutenção das bases
teóricas, organizativas e ético-políticas conquistadas nos últimos trinta anos.
CERTA

Acerca do projeto ético-político do serviço social, julgue os itens seguintes.

Apesar de o projeto ético-político do serviço social ter a liberdade como valor


central, ele se distingue da concepção liberal por compreender que a liberdade é
exercida quando há possibilidades de escolhas entre alternativas concretas.
CERTA

No que tange aos aspectos históricos da constituição da categoria profissional do


serviço social e à sua dimensão organizativa, julgue os itens a seguir.
A consolidação do serviço social como profissão no Brasil ocorreu à medida que os
movimentos organizados do trabalho se tornavam mais expressivos na sociedade e
o Estado ausentava-se de suas responsabilidades sociais.
ERRADA

No que tange aos aspectos históricos da constituição da categoria profissional do


serviço social e à sua dimensão organizativa, julgue os itens a seguir.  
O conjunto CFESS/CRESS compreende a atividade de fiscalização do exercício
profissional de assistentes sociais como instrumento de luta capaz de politizar,
organizar e mobilizar a categoria na defesa de seus espaços de atuação
profissional.
CERTA

No que tange aos aspectos históricos da constituição da categoria profissional do


serviço social e à sua dimensão organizativa, julgue os itens a seguir.  

Os postulados filosóficos tomistas que marcaram o serviço social incluem a noção


de dignidade da pessoa humana, sua perfectibilidade, a compreensão da sociedade
como união dos homens para realizar o bem comum (como bem de todos) e a
necessidade da autoridade para cuidar da justiça geral.
CERTA

No que se refere a responsabilidade social corporativa, julgue os itens


subsequentes.
As práticas relacionadas com a reputação e a imagem da empresa, difundidas por
meio de um código de conduta, não se caracterizam como de responsabilidade
social por serem de caráter moral e determinante do comportamento individual.
ERRADA
No que se refere a responsabilidade social corporativa, julgue os itens
subsequentes. 

Os reflexos das mudanças provocadas pela globalização de orientação neoliberal


vêm gerando uma nova cultura empresarial que preconiza a ideia de intervenção
social voltada exclusivamente para o público interno das empresas.
ERRADA

No que se refere a responsabilidade social corporativa, julgue os itens


subsequentes. 

O balanço social, uma publicação anual que contém informações sobre projetos e
benefícios sociais da empresa, torna público a sua ação na responsabilidade social
corporativa.
CERTA

Os instrumentos e as técnicas presentes nos procedimentos profissionais do


assistente social constituem acervo imparcial e essencialmente técnico.
ERRADA
ERRADO
"...a configuração dos procedimentos e do instrumental técnico-operativo acompanha
as alterações históricas da base sócio-organizacional do Serviço Social e está marcado
por tratamentos diferenciados conferidos pelos diversos projetos profissionais.
Ainda que alguns instrumentos e técnicas constituam o acervo interventivo dos
assistentes sociais desde os primórdios, eles são acionados como parte
dos procedimentos que constituem um processo de intervenção nas relações sociais.
Assim, o instrumental coloca-se como um conjunto articulado historicamente, pois faz
parte do atendimento de necessidades reais, permeadas pelas relações sociais. Não
se constituindo, portanto, um acervo neutro e meramente técnico,  embora assim
seja apresentado pelo pensamento dominante, racionalista-formal." FONTE:
Desvendando as determinações sócio-históricas do instrumental técnico-operativo  do
Serviço Social na articulação entre demandas sociais e projetos profissionais* Rosa
Lúcia Prédes Trindade

A configuração do instrumental técnico-operativo acompanha as transformações


históricas do serviço social e compõe-se de tratamentos diferenciados conferidos
pelos diversos projetos profissionais.
CERTA

A instrumentalidade do serviço social possui natureza não condicionada às


demandas institucionais em que os assistentes sociais atuam.
CERTA

A efetivação de um estudo social requer clareza quanto à finalidade pretendida,


conhecimento do tema e escolha dos recursos para a operacionalização do trabalho
profissional, como entrevista, visita familiar, observação e estudos bibliográficos.
CERTA

O laudo social expressa a elaboração conclusiva do estudo social, com a


apresentação concisa e clara dos resultados. 
CERTA
Laudo Social contém em seu interior o Estudo Social, que é composto pelos dados
gerais do periciado, a expressão q dá visibilidade à questão social em pauta, a
metodologia utilizada, a situação familiar e social, a história do sujeito, a análise geral
do caso e o parecer final.
O parecer social é constituído por relatório detalhado elaborado pelo assistente
social, cuja emissão dependerá de determinação judicial.
ERRADA
Para subsidiar uma decisão judicial é usado a Perícia Social. Finalidade: Avaliação e
Julgamento, que são expressos no Laudo Social.

Em caso de emissão de pareceres, laudos e perícias e de manifestações de


assistentes sociais, deve-se garantir a delimitação, em separado, da opinião técnica
desse profissional quando a atuação for realizada em equipes multiprofissionais,
ainda que o objeto de intervenção seja comum a outras categorias.
CERTA

No campo sociojurídico, pareceres e laudos fundamentados em estudos sociais têm


valor probatório em processos judiciais.
CERTA

Se determinada parte envolvida em demanda judicial tiver interesse de indicar


assistente técnico para emitir parecer favorável a sua causa, será impedida de o
fazer, tendo em vista que a única perícia social válida é a realizada por assistente
social nomeado como perito pelo juiz da demanda.
ERRADA
Sendo a perícia uma prova de extrema relevância, pode a parte interessada apresentar
a quesitos e indicar assistente técnico para acompanhá-la. Esta circunstância possibilita
melhor debate da causa, com a análise de todas as vertentes do caso, apresentando
elementos para eventual impugnação das conclusões do laudo oficial. Nas comarcas
onde não existe corpo técnico de assessoramento, diante da relevância da demanda,
pode-se nomear perito assistente social e psicólogo que não pertençam ao quadro do
Judiciário, uma vez que no interesse do menor, todas as alternativas para a regular
instrução do processo devem ser realizadas. 

A análise estratégica tem como objetivo responder questionamentos acerca da


adequação do diagnóstico da situação-problema, das bases teóricas, da
racionalidade técnica, dos dados empíricos e da dimensão proposta para o
programa
CERTA

A elaboração do plano de pesquisa da avaliação requer a definição de um marco


teórico de referência, que deve explicitar a concepção de avaliação orientadora do
processo avaliativo.
CERTA

Em sua intervenção, é facultado ao assistente social trabalhar tanto com entrevistas


não estruturadas quanto com entrevistas semiestruturadas, já que ambas utilizam o
diálogo aberto com os entrevistados.
CERTA

As redes secundárias são constituídas por grupos de ajuda mútua ou informais, a


exemplo do grupo de pais que se organizam para levar os filhos à escola.
CERTA

Ao conduzir uma entrevista no âmbito judicial, o assistente social deverá solicitar


ao entrevistado que repita as informações já fornecidas anteriormente para outro
profissional e(ou) que constam nos autos do processo, como mecanismo de
verificação da confiabilidade das informações.
ERRADA

A socialização das informações, fundamentada no acesso do usuário a seus direitos


com vistas à alteração de sua realidade, constitui-se em alternativa para a
tradicional orientação vinculada à normativa legal e ao enquadramento institucional
dos usuários.
CERTA

Possui caráter semelhante a um inquérito policial a visita domiciliar realizada pelo


assistente social com o objetivo de garantir proteção a uma criança vítima de
maus-tratos no âmbito familiar.
ERRADA

Segundo o sistema único de assistência social (SUAS), em conformidade com a


diretriz da matricialidade sociofamiliar, é de inteira responsabilidade das famílias a
responsabilidade pelo sustento e pela guarda e educação de crianças e
adolescentes.
ERRADA

Por constituir-se em núcleo e por possuir alto potencial protetivo, as famílias em


situação de extrema pobreza deverão ser incentivadas a assumirem o cuidado de
seus membros em detrimento da presença do Estado no âmbito privado familiar.
ERRADO

Na definição de família, deve-se considerar prioritariamente o indicador domicílio,


referente à estrutura física de uma residência particular de pessoas que se ligam
somente por laços consanguíneos.
ERRADA
No contexto organizacional, a equipe de pesquisadores deve, necessariamente, ser
externa à instituição a fim de impedir a interferência de interesses de ordem
administrativa, técnica, cultural e política na investigação.
ERRADA

Em uma investigação, o pesquisador deverá considerar a relevância do tema, que


se traduz na importância e no potencial de contribuição da pesquisa para a
resolução de problemas teóricos e para o ambiente científico, profissional e social.
CERTA

A pesquisa avaliativa é considerada intermediária entre a pesquisa acadêmica e a


avaliação normativa convencional nas organizações.
CERTA
A pesquisa avaliativa é um instrumento promissor para a qualificação das políticas e
programas sociais, sublinhando-se o  compromisso político de quem a conduz e
demanda, bem como a potencialidade da sua aplicação em diferentes realidades.
No campo teórico da avaliação, a despeito das discussões conceituais acerca do que é
avaliação, é consenso que, essencialmente, se trata de realizar um julgamento de valor
sobre uma intervenção que seja capaz de produzir informações cientificamente válidas
e socialmente reconhecidas sobre a intervenção ou sobre algum de seus componentes
(Brousselle et al., 2011). A avaliação pode ser de dois tipos: avaliação normativa ou
pesquisa avaliativa. Este estudo caracterizou-se como uma pesquisa avaliativa, pois
através de procedimentos científicos buscou-se compreender o “como” e o “porque”
(Brousselle et al., 2011) das mudanças ocorridas no processo de implantação nos
campos da intervenção, no caso da EBBS, os municípios piloto. O percurso histórico
dos processos de avaliação pode ser dividido em quatro gerações, sendo que cada
uma privilegia um dos seguintes aspectos: mensuração, descrição, julgamento e
negociação (Brousselle et al., 2011). A avaliação que tem seu foco na negociação, e
que foi empregada nesta pesquisa avaliativa, é denominada avaliação de quarta
geração. Esta perspectiva avaliativa pressupõe, em seu processo, trocas e tomadas de
decisões compartilhadas entre os avaliadores e os envolvidos na intervenção. Sem
perder seu caráter científico, ela não se distancia de sua função social e política,
considerando não somente os fatos, mas também os contextos onde se dão as
atividades da intervenção avaliada (Guba & Lincoln, 2011). Consideramos que a
avaliação deve ter a função de gerar análises sobre os processos de trabalho e efeitos
de aprendizagens, com intuito de possibilitar decisões coletivas nas quais diferentes
atores se responsabilizem por juntos promover mudanças (Passos & Benevides, 2009).

Considerando que o processo de intervenção profissional do assistente social requer


tomada de decisões detalhada em planos, programas e projetos, no caso específico
de uma proposta relacionada à estrutura organizacional, o profissional deverá
elaborar um programa.
ERRADO

O fluxograma representa graficamente o movimento dos elementos que compõem a


ação planejada, ao passo que o cronograma representa graficamente o tempo
estimado para a execução das tarefas planejadas.
CERTA

Comparada a outros tipos de pesquisa, a pesquisa em ação da intervenção


profissional possibilita ao pesquisador responder mais imediatamente às questões
postas pela prática.
CERTA
O autor apresenta a pesquisa-ação como uma estratégia metodológica da pesquisa
social na qual:
a)  Há uma ampla e explícita interação entre pesquisadores e pessoas implicadas na
situação investigada;
b)  Desta interação resulta a ordem de prioridade dos problemas a serem pesquisados
e das soluções a serem encaminhadas sob forma de ação concreta;
c)  O objeto de investigação não é construído pelas pessoas e sim pela situação social
e pelos problemas de diferentes naturezas encontrados nesta situação;
d)  O objetivoda pesquisa-ação consiste em resolver ou, pelo menos, esclarecer os
problemas da situação observada;
e)  Há, durante o processo, um acompanhamento das decisões, das ações e de toda a
atividade intencional dos atores da situação;
f)  Apesquisa não se limita a uma forma de ação (risco de ativismo): pretende-se
aumentar o conhecimento dos pesquisadores e do conhecimento ou o “nível de
consciência” das pessoas e grupos considerados. (THIOLLENT, 1996, p. 16).

O movimento de reconceituação, cuja principal característica é a hegemonia das


ideias marxistas, questionou a realização de práticas de orientação funcionalista e
fenomenológica do serviço social tradicional.
ERRADA
Movimento de Reconceituação do Seso: Base teórica e metodológica eclética, o
movimento foi inicialmente polarizado pelas teorias desenvolvimentistas. Em seus
desdobramentos, especificamente a partir de 1971, este movimento representou as
primeiras aproximações do Serviço Social à tradição Marxista.
No Brasil, o Movimento de Reconceituação coincide com o período da Ditadura militar,
em 1965 a 1975 foi impulsionado pela intensificação das lutas sociais que se
refratavam. Ele se expressa um amplo questionamento da profissão (suas finalidades,
fundamentos, compromissos éticos e políticos, procedimentos operativos e formação
profissional), dotado de várias vertentes e com nítidas particularidades nacionais.
A questão está errada por causa dos termos "hegemonia das ideias marxistas", pois no
movimento de reconceituação coexistiam a perspectiva modernizadora (funcionalista),
a de reatualização do conservadorismo com recurso à fenomelogia e a intenção de
ruptura (marxista), ao final de todo processo do movimento é que culminou e
atualmente a categoria profissional é hegemonicamente marxista. mas, durante o
movimento existiam vertentes diferentes.

O serviço social brasileiro, que sofreu a influência da doutrina social católica, ao


entrar em contato com a matriz positivista, reafirma o pensamento conservador,
mediatizado pelas ciências sociais.
CERTA
O Serviço Social tem sua gênese vinculada ao ideário católico.
No entanto, ao buscar a tecnificação, segue pela matriz positivista, que oferece um
cariz técnico ao conservadorismo da época.
 
Iamamoto chama esse movimento de "arranjo teórico doutrinário".

Na perspectiva neoliberal, as políticas sociais focalizadas são identificadas com a


pobreza extrema e dirigidas aos fracassados socialmente, o que provoca a
estigmatização dos beneficiários.
CERTA

A política de assistência social visa atender às necessidades sociais e de proteção


dos desiguais, em contraposição aos requerimentos da rentabilidade econômica.
Como consequência, impõe um chamamento à promoção da justiça, o que garante
sua condição de direito de cidadania e de componente da seguridade social.
CERTA

A condição de pobreza extrema motiva a suspensão do poder familiar, uma vez que
a carência de recursos materiais leva à não garantia dos direitos da infância.
ERRADA
A pobreza das sociedades europeias pré-capitalistas propiciou a elaboração de
políticas sociais que garantiam o bem comum e combatiam as desigualdades
surgidas e evitou, com isso, que na revolução industrial a pobreza fosse
exacerbada.
ERRADA

O agravamento da pobreza em detrimento de crescente riqueza acumulada no


século XIX fortaleceu a organização dos trabalhadores, que, na época,
reivindicavam proteção social e trabalhista, bem como representação política
parlamentar.
CERTA

Com fundamento no projeto ético-político profissional do serviço social e em seus


desdobramentos na atualidade, julgue o item abaixo.

O projeto atual, cuja gênese remonta à década de 1970, consolidou-se nos anos
1990, contraditoriamente ao avanço das ideias neoliberais, que hoje representam
um dos principais desafios para o projeto coletivo da profissão.
CERTA

A supervisão direta de estagiários de serviço social que integram uma equipe


interdisciplinar poderá ser realizada por qualquer profissional de nível superior com
formação na área de ciências humanas.
ERRADA

O assistente social, no exercício da profissão, tem o dever de denunciar, às


autoridades e aos órgãos competentes, casos de violação dos direitos humanos,
como maus-tratos, discriminação, preconceito, agressão ou falta de respeito à
integridade física, social e mental do cidadão.
CERTA

Defesa intransigente dos direitos humanos

Na fixação de pena em casos de práticas que caracterizam o cerceamento da


liberdade e o policiamento dos comportamentos, devem ser levados em
consideração os antecedentes profissionais do infrator e as circunstâncias de
ocorrência da infração.
CERTA

A transferência das responsabilidades governamentais para organizações do


terceiro setor representa tendência de deslocamento da satisfação de necessidades
da esfera pública para a esfera privada, o que provoca mudanças nas demandas de
atendimento do assistente social.
CERTA

Na esfera judiciária, o assistente social deve contribuir para a superação da


aplicação discriminatória das leis quando se trata do acesso aos direitos e à justiça.
CERTA

O trabalho interdisciplinar é realizado em situações em que o objeto de intervenção


é comum a diferentes profissões, o que leva a uma diluição das competências e da
identidade dos profissionais de diferentes áreas.
ERRADO

O assistente social, na qualidade de perito judicial ou assistente técnico, quando


convocado a comparecer em audiência, obriga-se a prestar informações acerca dos
fatos presenciados e de que tenha conhecimento em razão do exercício
profissional.
ERRADO
RESOLUÇÃO Nº 559 DE 2009 
Art. 1º. O Assistente Social, na qualidade de perito judicial ou assistente técnico,
sempre que for  convocado a comparecer a audiência, por determinação ou solicitação
do Juiz, Curador, Promotor de Justiça ou das partes se restringirá a prestar
esclarecimentos, formular sua  avaliação, emitir suas conclusões sempre de natureza
técnica, sendo vedado, nestas circunstâncias, prestar informações sobre fatos,
principalmente em relação aqueles presenciados ou que tomou conhecimento em
decorrência de seu exercício profissional. 

O assistente social travesti e o(a) assistente social transexual tem o direito a


inclusão e uso do nome social nos documentos de identidade profissional e nas
assinaturas dos documentos relacionados à atividade de trabalho.
CERTA
Na Resolução CFESS nº 615/11 consta que:
Art. 1º. Fica assegurado às pessoas travestis e transexuais, nos termos desta
resolução, o direito à escolha de tratamento nominal a ser inserido na Cédula e na
Carteira de Identidade Profissional, bem como nos atos e procedimentos promovidos
no âmbito do CFESS e dos CRESS; 
Art. 3º. Fica permitida a utilização do nome social nas assinaturas decorrentes do
trabalho desenvolvido pelo(a) assistente social, juntamente com o número do registro
profissional;

As principais mediações profissionais do assistente social são as políticas sociais,


ainda que não solucionem totalmente as expressões da questão social.
CERTA

A política social constitui estratégia de ação pensada, planejada e avaliada, cuja


execução compete exclusivamente ao Estado.
ERRADA

O caráter público de uma política social define-se pelo tamanho do agregado social
que lhe demanda atenção, sem considerar o princípio do interesse comum.
ERRADA

A lei garante o auxílio-reclusão aos dependentes de segurado recolhido à prisão em


regime fechado ou semiaberto que não receba remuneração da empresa, auxílio-
doença, aposentadoria ou abono de permanência em serviço.
CERTA

Com a definição dos direitos humanos e sociais como de responsabilidade pública e


estatal garantida pela Constituição Federal de 1988, a assistência social no Brasil
passou a ser considerada política pública, no contexto da previdência social.
ERRADA
Junto a Previdência e não nela.

Art. 1º A Seguridade Social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa


dos poderes públicos e da sociedade, destinado a assegurar o direito relativo à saúde,
à previdência e à assistência social.
Parágrafo único. A Seguridade Social obedecerá aos seguintes princípios e diretrizes: 
a) universalidade da cobertura e do atendimento;
b) uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e
rurais;
c) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços;
d) irredutibilidade do valor dos benefícios;
e) eqüidade na forma de participação no custeio;
f) diversidade da base de financiamento;
g) caráter democrático e descentralizado da gestão administrativa com a participação
da comunidade, em especial de trabalhadores, empresários e aposentados.

A Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) e a política nacional de assistência


social (PNAS) surgiram imediatamente após a extinção da legião brasileira de
assistência social (LBA), devido à necessidade de rompimento com os modelos
autoritários de gestão. 
ERRADA

A Legião Brasileira de Assistência Social - LBA foi extinta através do art. 19 da  MEDIDA
PROVISÓRIA N.º 813, DE 1º DE JANEIRO 1995 Dispõe sobre a organização da
Presidência da República e dos Ministérios, e dá outras providências. 

Art. 19. Ficam extintos:  I - as Fundações Legião Brasileira de Assistência (LBA) e


Centro Brasileiro para a Infância e  Adolescência (CBIA), vinculadas ao Ministério do
Bem-Estar Social;  II - o Ministério do Bem-Estar Social;  III - o Ministério da
Integração Regional;  IV - no Ministério da Justiça:  a) o Conselho Superior de Defesa
da Liberdade de Criação e Expressão;  b) a Secretaria de Polícia Federal;  c) a
Secretaria de Trânsito.  V - a Secretaria de Projetos Especiais, no Ministério da
Administração Federal e Reforma do  Estado.

A Lei Orgânica de Assistência Social é promulgada em 7 de dezembro de 1993, ou


seja, antes da extinção da LBA. 
A Política Nacional de Assistência Social, por sua vez, só é aprovada no ano de 2004.
Muito tempo após a extinção da LBA.

A Afirmação acima está ERRADA.

Os parâmetros para atuação de assistentes sociais na política de assistência social


contêm recomendação de que a intervenção profissional deve limitar-se à execução
de atividades descritas nos documentos institucionais em razão da urgência de
respostas à pobreza extrema. 
ERRADA

O benefício de prestação continuada, vinculado à previdência social, é a garantia de


um salário mínimo mensal a todas as pessoas com deficiência moderada e grave e
a todos os idosos a partir de sessenta anos.
ERRADA

O benefício de superação da extrema pobreza na primeira infância (BSP) foi criado


para atender às famílias em situação de extrema pobreza excluídas do Programa
Bolsa Família.
ERRADA
O que é o Benefício para Superação da Extrema Pobreza?
 
O Benefício para Superação da Extrema Pobreza - BSP, lançado em 2012 no âmbito da
Ação Brasil Carinhoso, é um dos benefícios que compõem o Programa Bolsa Família,
assim como o Benefício Básico, Benefício Variável e o  Benefício Variável Jovem, entre
outros.
 
O BSP tem como objetivo garantir renda mínima de R$ 70,00 por pessoa da família
beneficiária do PBF que, mesmo recebendo outros benefícios do Programa (Básico,
Variável, Benefício Variável Jovem, entre outros), permanecem em situação de
extrema pobreza.
 
Quem poderá receber o Benefício para Superação da Extrema Pobreza?
 
Todas as famílias que já recebem benefício do PBF e continuam com renda per capita
familiar inferior ou igual a R$ 70,00 mensais.
 
Qual o valor do Benefício para Superação da Extrema Pobreza?
 
O valor total pago será o necessário para que cada pessoa da família tenha uma renda
superior a R$ 70,00.
 
Atenção: O BSP é pago por família beneficiária e não por pessoa da família.

O Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM)


visa preservar a vida de crianças e adolescentes ameaçadas de morte, exceto
daquelas que tenham envolvimento com o tráfico, para as quais há programas
específicos.
ERRADA
O Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM)
visa preservar a vida de crianças e adolescentes ameaçadas de morte, exceto daquelas
que tenham envolvimento com o tráfico, para as quais há programas específicos. 

INCLUSIVE aquelas que tenham envolvimento com o tráfico, para as quais há


programas específicos. 

Art. 3o  O PPCAAM tem por finalidade proteger, em conformidade com a Lei no 8.069,
de 13 de julho de 1990, crianças e adolescentes expostos a grave ameaça no território
nacional.
§ 1o  As ações do PPCAAM podem ser estendidas a jovens com até vinte e um anos,
se egressos do sistema socioeducativo.
§ 2o  A proteção poderá ser estendida aos pais ou responsáveis, ao cônjuge ou
companheiro, ascendentes, descendentes, dependentes, colaterais e aos que tenham,
comprovadamente, convivência habitual com o ameaçado, a fim de preservar a
convivência familiar.

A reavaliação da manutenção, da substituição ou da suspensão das medidas


socioeducativas pode ser solicitada a qualquer tempo, se o adolescente apresentar
desempenho adequado ou se não se adaptar ao seu plano individual.
CERTA

O atual ordenamento jurídico brasileiro de defesa dos direitos da criança e do


adolescente é reconhecido como um dos mais avançados do mundo, embora a
história das políticas destinadas para esse público possua uma ampla tendência de
controle das famílias por parte do Estado.
CERTA

O Sistema de Garantia dos Direitos de Crianças e Adolescentes (SGD) é


predominantemente um sistema de atendimento direto às crianças e aos
adolescentes cujos direitos sejam violados. Cada instituição que compõe esse
sistema desempenha uma função exclusiva, de promoção e proteção de direitos ou
de controle institucional. 
ERRADA
ERRADO

O Sistema de Garantia de Direitos da criança e do adolescente, o SGD, é a articulação


e  a integração das instituições públicas e da sociedade civil, com o objetivo de aplicar
os  instrumentos normativos e os existentes para garantir os direitos, seja na esfera 
estadual, federal, distrital ou municipal. o SGD é formado por três eixos:  promoção,
controle e defesa e envolve vários órgãos e instituições do poder público e  da
sociedade civil, como Poder Judiciário, Ministério Público, delegacias, hospitais, 
abrigos, fundações e vários outros

A atribuição da delegacia especializada de proteção à criança e ao adolescente do


Acre (DEPCA) consiste em apurar os casos de infração penal praticada contra
crianças e adolescentes.
ERRADA

Entre as mudanças introduzidas pelo ECA e reiteradas pelo Plano Nacional de


Promoção, Proteção e Defesa da Convivência Familiar e Comunitária, destaca-se o
reordenamento das entidades de acolhimento institucional. Acerca desse tema,
assinale a opção correta.
 a) As mudanças promovidas pelo Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa
da Convivência Familiar e Comunitária redefiniram a natureza dos serviços de
acolhimento de crianças e adolescentes, que passaram a ser de natureza, unicamente,
público-estatal. 
 b) Nos casos de adolescentes ameaçados de morte e incluídos em projetos
específicos, tais como o Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente Ameaçados
de Morte — PPCAM, deve-se recorrer, necessariamente, ao acolhimento institucional.
 c) Cabe à equipe interdisciplinar do Poder Judiciário em primeira instância
recomendar o acolhimento institucional da criança e do adolescente que se encontra
vulnerável, para assegurar o cumprimento da medida de proteção. 
 d) As entidades de acolhimento institucional são consideradas serviços de
proteção social de alta complexidade do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). 
 e) As entidades de acolhimento institucional devem oferecer suporte permanente
às crianças e adolescentes, para garantir- lhes a proteção integral.

São considerados serviços de Proteção Social Especial (PSE) de Alta Complexidade


aqueles que oferecem atendimento às famílias e indivíduos que se encontram em
situação de abandono, ameaça ou violação de direitos, necessitando de acolhimento
provisório, fora de seu núcleo familiar de origem.

Esses serviços visam a garantir proteção integral a indivíduos ou famílias em situação


de risco pessoal e social, com vínculos familiares rompidos ou extremamente
fragilizados, por meio de serviços que garantam o acolhimento em ambiente com
estrutura física adequada, oferecendo condições de moradia, higiene, salubridade,
segurança, acessibilidade e privacidade. Os serviços também devem assegurar o
fortalecimento dos vínculos familiares e/ou comunitários e o desenvolvimento da
autonomia dos usuários. 

De acordo com a Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009, que dispõe sobre


a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais, quatro serviços compõem a PSE
de Alta Complexidade: Serviço de Acolhimento Institucional (que poderá ser
desenvolvido nas modalidades de abrigo institucional, casa-lar, casa de passagem ou
residência inclusiva); Serviço de Acolhimento em República; Serviço de Acolhimento
em Família Acolhedora; e Serviço de Proteção em situações de Calamidade Pública e
de Emergência.
Fonte: http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/protecaoespecial/altacomplexidade

Considerando que o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE)


regulamenta a execução das medidas destinadas a adolescente que pratique ato
infracional, assinale a opção correta.
 a) No processo socioeducativo, a aplicação do princípio do fortalecimento dos
vínculos familiares e comunitários será prioritária aos adolescentes de até quatorze
anos de idade. 
 b) O PIA será elaborado pela equipe técnica do respectivo programa de
atendimento e encaminhado ao Poder Judiciário no prazo máximo de quinze dias.
 c) Serão asseguradas as condições necessárias para que a adolescente submetida
à medida socioeducativa de privação de liberdade permaneça com o seu filho até 30
dias após o nascimento.
 d) O Plano Individual de Atendimento (PIA) é um instrumento que deve ser
utilizado somente pelos profissionais que atuam com adolescentes em medida de
internação.
 e) A gravidade do ato infracional, os antecedentes e o tempo de duração da
medida não são fatores que, por si, justifiquem a não substituição da medida por outra
menos grave.

Letra E
L12.594 -Art. 42.  As medidas socioeducativas de liberdade assistida, de semiliberdade
e de internação deverão ser reavaliadas no máximo a cada 6 (seis) meses, podendo a
autoridade judiciária, se necessário, designar audiência, no prazo máximo de 10 (dez)
dias, cientificando o defensor, o Ministério Público, a direção do programa de
atendimento, o adolescente e seus pais ou responsável. 
§ 2o  A gravidade do ato infracional, os antecedentes e o tempo de duração
da medida não são fatores que, por si, justifiquem a não substituição da
medida por outra menos grave. 

Em relação à adoção internacional, assinale a opção correta.


 a) Pelas normativas internacionais, a Autoridade Central Estadual está impedida
de solicitar complementação do estudo psicossocial do postulante estrangeiro à
adoção, dado que esse estudo já é realizado no país de acolhida.
 b) Nos casos de adoção internacional de criança ou adolescente brasileiro, a
preferência é dada aos brasileiros residentes no exterior.
 c) O laudo de habilitação à adoção internacional que autoriza a formalização do
pedido de adoção à Autoridade Central Estadual tem validade máxima de seis meses.
 d) Nas adoções internacionais indeferidas pelo país de origem, se o Brasil for o
país de acolhida, o processo de adoção será cancelado por inexistência de regras.
 e) No processo de adoção internacional de adolescente maior de doze anos de
idade, brasileiro ou domiciliado no Brasil, dispensa-se, por qualquer meio, o seu
consentimento.

Resposta correta: Letra B


Art. 51 . . .
§ 2o  Os brasileiros residentes no exterior terão preferência aos estrangeiros, nos
casos de adoção internacional de criança ou adolescente brasileiro.

Conforme o disposto no ECA, no que se refere a adolescente com prática de ato


infracional, é correto afirmar que
 a)o orientador da medida socioeducativa em meio aberto deve exigir a imediata
matrícula do adolescente na escola.
 b)o período máximo de internação não poderá exceder o prazo de cinco anos. 
 c)o adolescente, quando em privação de liberdade, perde o direito de ser
informado sobre a sua situação processual.
 d)a internação do adolescente não pode ultrapassar seis meses, em respeito à
condição peculiar de pessoa em desenvolvimento.
 e)adolescentes portadores de doença ou deficiência mental devem receber
tratamento especializado e individualizado.

A) Errada
Art. 101. Verificada qualquer das hipóteses previstas no art. 98, a autoridade
competente poderá determinar, dentre outras, as seguintes medidas:
III - matrícula e freqüência obrigatórias em estabelecimento oficial de ensino
fundamental;

B) Errada
Art. 121. A internação constitui medida privativa da liberdade, sujeita aos princípios de
brevidade, excepcionalidade e respeito à condição peculiar de pessoa em
desenvolvimento.
§ 3º Em nenhuma hipótese o período máximo de internação excederá a três anos.

C) Errada
Art. 124. São direitos do adolescente privado de liberdade, entre outros, os seguintes:
IV - ser informado de sua situação processual, sempre que solicitada;

D) Errada

E) Certa
Art. 112. . . . .
§ 3º Os adolescentes portadores de doença ou deficiência mental receberão
tratamento individual e especializado, em local adequado às suas condições.

O Conselho Tutelar:
 a) não pode realizar acordos extrajudiciais de alimentos com recepção de valores
de pensão.
 b) aplica as medidas socioeducativas previstas no ECA, dado que é órgão de
segurança pública.
 c) deve atuar com o objetivo de suprir as ausências e faltas de outros órgãos que
integram o Sistema de Garantia dos Direitos.
 d) caracteriza-se como uma entidade de atendimento e execução direta e
sistemática das medidas aplicadas a crianças e adolescentes.
 e) tem competência para emitir autorizações para permitir que crianças viajem
pelo território nacional.

Art. 136. São atribuições do Conselho Tutelar:


I - atender as crianças e adolescentes nas hipóteses previstas nos arts. 98 e 105,
aplicando as medidas previstas no art. 101, I a VII;
II - atender e aconselhar os pais ou responsável, aplicando as medidas previstas no
art. 129, I a VII;
III - promover a execução de suas decisões, podendo para tanto:
a) requisitar serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social,
previdência, trabalho e segurança;
b) representar junto à autoridade judiciária nos casos de descumprimento injustificado
de suas deliberações.
IV - encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração
administrativa ou penal contra os direitos da criança ou adolescente;
V - encaminhar à autoridade judiciária os casos de sua competência;
VI - providenciar a medida estabelecida pela autoridade judiciária, dentre as previstas
no art. 101, de I a VI, para o adolescente autor de ato infracional;
VII - expedir notificações;
VIII - requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou adolescente quando
necessário;
IX - assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária para
planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente;
X - representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos
previstos no art. 220, § 3º, inciso II, da Constituição Federal;
XI - representar ao Ministério Público, para efeito das ações de perda ou suspensão do
pátrio poder.  
        XI - representar ao Ministério Público para efeito das ações de perda ou
suspensão do poder familiar, após esgotadas as possibilidades de manutenção da
criança ou do adolescente junto à família natural. (Redação dada pela Lei nº 12.010,
de 2009)   Vigência
        Parágrafo único.  Se, no exercício de suas atribuições, o Conselho Tutelar
entender necessário o afastamento do convívio familiar, comunicará incontinenti o fato
ao Ministério Público, prestando-lhe informações sobre os motivos de tal entendimento
e as providências tomadas para a orientação, o apoio e a promoção social da
família. (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)   Vigência
Art. 137. As decisões do Conselho Tutelar somente poderão ser revistas pela
autoridade judiciária a pedido de quem tenha legítimo interesse.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

No que concerne ao trabalho com grupos nos diferentes espaços ocupacionais do


assistente social, assinale a opção correta.
 a) Na orientação não diretiva de grupos, a mudança é controlada, se dá de fora
para dentro e pretende-se a adequabilidade do comportamento.
 b) Considera-se característica básica do trabalho a compreensão diagnóstica dos
indivíduos e grupos, não apenas na situação imediata que os envolve, mas enquanto
inseridas em um contexto sociocultural.
 c) Desde que coordenado por um líder democrático, o tamanho do grupo não
compromete a realização dos objetivos pré- estabelecidos.
 d) O autoconhecimento e a autoaceitação são características não exigidas do
coordenador de um grupo; elas podem interferir na postura de neutralidade necessária
para o desempenho do seu papel.
 e) A condução de um grupo de orientação não diretiva leva em consideração o
grupo enquanto elemento reforçador do comportamento individual.

Assinale a opção correta no que se refere à conciliação e mediação como


alternativas para a resolução de conflitos.
 a) Os mediadores devem opinar e propor as alternativas para resolução de
conflitos, uma vez que são treinados para tal procedimento.
 b) Na mediação, as partes envolvidas no desacordo sentam-se à mesa em busca,
exclusivamente, de respostas às suas demandas pessoais.
 c) A mediação é antecedida por uma etapa universalmente chamada de pré-
mediação, que objetiva informar os procedimentos e os princípios éticos do processo
de mediação.
 d) A mediação tem, na construção de acordos, a sua vocação maior, ou seja, seu
único objetivo.
 e) A conciliação ocorre sempre em mais de uma reunião e permite que as partes
possam refletir e conversar com seus pares e com sua rede social para com eles
avaliar o resultado da intervenção.

A respeito dos relatórios de atendimento direto ao usuário, assinale a opção


correta.
 a)Os relatórios de inspeção dispensam a inclusão de parecer do profissional que
realizou a visita.
 b)Os relatórios de visitas domiciliares resultam das visitas dos profissionais às
casas das pessoas e também a escolas, creches, programas de acolhimento
institucional, enfim, nos lugares onde os usuários interagem.
 c)Os relatórios informativos são utilizados unicamente nas atividades de triagem.
 d)O relatório deve ser elaborado seguindo um roteiro pré- estabelecido e que
priorize os critérios burocráticos definidos pela instituição a que o profissional está
vinculado.
 e)No relatório a ser elaborado após a visita é vedado ao assistente social registrar
aspectos analíticos.

O conhecimento da realidade requer estudos e diagnósticos. A esse respeito,


assinale a opção correta.
 a) Os estudos sobre os problemas de determinada localidade devem seguir
prioritariamente a lógica setorizada, para garantir sua abrangência.
 b) O conhecimento da realidade é a base fundamental para a construção do plano
de assistência social, que visa responder efetivamente às necessidades e aos anseios
da população.
 c) Estudos e diagnósticos devem apresentar, preferencialmente, a síntese das
ações desenvolvidas em uma instituição.
 d) Indicadores são itens que compõem o cronograma de um projeto.
 e) No diagnóstico, os dados em si têm significado importante independentemente
dos outros dados do território em estudo.

No que diz respeito aos níveis de gestão no SUAS e às responsabilidades dos


municípios, é correto afirmar que
 a) o SUAS, para garantir uma gestão centralizada, definiu responsabilidades
apenas para as secretarias de assistência social dos estados.
 b) a gestão inicial segue as normas estabelecidas pelo Conselho Municipal de
Assistência Social, que prescreve as condições mínimas para a execução das ações do
município.
 c) o consórcio público é uma opção a ser ativada pela União para potencializar a
capacidade gestora e reguladora da política de assistência social.
 d) a coordenação do Sistema Municipal de Assistência Social é de competência da
gestão estadual. Essa função articula os planos, programas e projetos do município.
 e) os municípios que se habilitam para a gestão inicial devem cumprir diversos
quesitos, como, por exemplo, comprovar a criação de um conselho, de um fundo
municipal e a elaboração de planos de assistência social.
Lei Organica da Assistência Social nº 8742/93 art. 30 transcreve quais são os
requisitos. A NOB/SUAS de 2005 descreve as responsabilidades da gestão inical, as
quais são:
- municiar (garantir) e manter atualizadas as bases de dados dos subsistemas e
aplicativos da REDE SUAS, componentes do sistemas nacional;
- inserir no cadastro unico das familias em situação de maior vulnerabuilidade social e
risco conforme critérios do Programa bolsa familia;
- preencher o plano de ação no sisitema SUAS-WEB e apresentar o relatório de gestão
como forma de prestação de conta.  

Assinale a opção correta a respeito da intervenção em situações familiares por


assistentes sociais.
 a) A intervenção em famílias vulneráveis deve fundamentar-se necessariamente
no modelo de família nuclear.
 b) Na intervenção junto a famílias, é necessário adotar a concepção de que os
momentos de transição provocados pelos acontecimentos próprios da vida familiar
geram mudanças nas suas formas de inserção na sociedade.
 c) A intervenção em situações familiares especiais é de caráter eminentemente
terapêutico, na medida em que seu objetivo é dar sustentabilidade ao processo de
reorganização das famílias.
 d) As intervenções em situações sintomáticas são, em sua grande maioria, de
baixa complexidade e exigem uma conduta mais flexível do profissional.]
 e) O principal objetivo da intervenção em situações familiares complexas é a
adaptação das famílias às normas da instituição a que está vinculada.

A criança deve ser afastada de sua família nos casos:


 a) diagnosticados como deficiência mental, quando identificada a dificuldade dos
pais em cuidar da criança e a inoperância da rede local de serviços especializada.
 b) em que os pais biológicos estiverem desempregados por mais de um ano.
 c) de violência sexual ou em situações de negligência grave que não possam ser
solucionados imediatamente e que comprometam a integridade física e emocional da
criança.
 d) de encarceramento dos pais ou responsáveis, mesmo que haja um parente que
possa se responsabilizar pelo cuidado.
 e) de falta de recursos materiais, que geralmente são insuficientes, ainda que a
família esteja incluída em programa oficial de auxílio.

Assinale a opção correta no que se refere ao Programa de Erradicação do Trabalho


Infantil (PETI).
 a) O PETI é gerido pelo Ministério do Trabalho e Emprego e desenvolvido
prioritariamente por organização não governamental.
 b) Crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil há mais de dois anos
constituem o público alvo do PETI.
 c) O PETI caracteriza-se como um programa isento de condicionalidades, ou seja,
não é exigido um compromisso dos responsáveis para que as crianças e adolescentes
participem.
 d) Diferentemente do Programa Bolsa Família, o PETI dispensa a inserção da
criança e do adolescente no CADÚNICO para concessão de benefício.
 e) O PETI é um programa do governo federal que tem o objetivo de erradicar
todas as formas de trabalho de crianças e adolescentes menores de 16 anos e de
garantir a sua participação em atividades socioeducativas.

Assinale a opção correta acerca dos fundamentos históricos e teórico-


metodológicos do serviço social.
 a) Um dos fundamentos da vertente modernizadora, oriunda do movimento de
reconceituação do serviço social, corresponde à necessidade de tomada de consciência
por parte do profissional de serviço social acerca de seu papel na sociedade de classes.
 b) O serviço social surgiu no cenário histórico brasileiro como uma área cuja
identidade é designada mediante uma perspectiva capitalista.
 c) De acordo com a totalidade dos estudiosos do serviço social, a gênese dessa
área de atuação na América Latina relaciona-se a iniciativas individuais de filantropos.
 d) O processo de profissionalização do serviço social dissocia-se das atividades de
implementação de políticas sociais.
 e) O projeto ético-político do serviço social defendido atualmente pelas entidades
organizativas da profissão fundamenta-se na perspectiva teórico-metodológica, que
compreende a prática institucionalizada do assistente social como o conjunto de ações
voltadas a indivíduos com desajustes familiares e sociais.

Com relação à construção e aos desafios do projeto ético-político do serviço social


no Brasil, assinale a opção correta.
 a) Do ponto de vista estritamente profissional, o projeto ético-político profissional
do serviço social implica, em primeiro plano, o compromisso do profissional com a
realização dos objetivos finalísticos da instituição a qual se vincula.
 b) O projeto ético-político do serviço social brasileiro foi construído no início dos
anos 60 do século passado, como resposta à instauração da ditadura militar.
 c) São necessários recursos políticos e organizativos, assim como debates e
investigações teóricas e práticas, para que determinado projeto profissional seja
adotado hegemonicamente pela respectiva categoria profissional.
 d) O III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais, conhecido como o Congresso
da Virada, reforça a perspectiva ético-política vinculada a vertente funcionalista.
 e) O projeto ético-político profissional do serviço social consiste tão somente em
um conjunto de leis e normas voltadas ao estabelecimento de uma prática profissional
pautada em uma visão humanista e solidária.

A respeito de fundamentos éticos e ética profissional, assinale a opção correta. 


 a) O pertencimento dos assistentes sociais a um projeto profissional que responda
aos seus ideais e projeções profissionais e societárias contribui para a materialização
da consciência ética entre os profissionais.
 b) A legitimação da ética de uma profissão dá-se a partir da elaboração de seu
respectivo código de ética.
 c) A dimensão ética da profissão de assistente social fundamenta-se, desde sua
origem, na teoria da emancipação proletária.
 d) A moral profissional independe do conjunto de sujeitos envolvidos na ação
profissional, visto que consiste pontualmente na ação profissional de um indivíduo
singular.
 e)A formação profissional é o único referencial de preceitos éticos disponível ao
assistente social.

Considerando as previsões legais relativas à área de serviço social, assinale a


opção correta.
 a) Os fundamentos da formação profissional, nos quais se fundam as diretrizes
curriculares dos cursos de serviço social, contrapõe-se ao atual projeto ético-político
hegemônico dos assistentes sociais.
 b) A avaliação e a elaboração de parecer por equipe multiprofissional devem
confluir em uma única conclusão de caráter também multiprofissional.
 c) Na lei de regulamentação da profissão de assistente social — Lei n.º
8.662/1993 —, são estabelecidas as atribuições privativas do assistente social, tais
como a relativa à elaboração de provas e à presidência e composição de bancas de
exames e comissões julgadoras de concursos, ou de outra forma de seleção para
assistentes sociais por meio da qual sejam aferidos conhecimentos inerentes ao serviço
social.
 d) De acordo com o Código de Ética Profissional do Assistente Social — Resolução
CFESS n.º 273/1993 e alterações —, constitui dever do assistente social apoiar e(ou)
participar dos movimentos sociais e organizações populares vinculados à luta pela
consolidação e ampliação da democracia e dos direitos de cidadania.
 e) Caso uma pessoa seja contratada para prestar serviços de assistência social e a
denominação do cargo por ela ocupado seja genérica, é dispensável sua inscrição no
conselho regional de serviço social.

Assinale a opção correta acerca dos fundamentos, instrumentos e técnicas de


pesquisa social.
 a) A coleta de dados de um informante por meio da técnica denominada história
de vida permite ao pesquisador fazer generalizações sobre a vida do entrevistado.
 b) Em uma abordagem marxista, são consideradas a historicidade dos processos
sociais e dos conceitos, as condições socioeconômicas de produção dos fenômenos e
as contradições sociais.
 c) Conforme a natureza das fontes utilizadas para a abordagem e tratamento do
objeto, a pesquisa pode classificar-se em exploratória, descritiva ou explicativa.
 d) A entrevista não diretiva consiste em uma técnica de coleta de informação
mediante a qual são solicitadas informações diretamente aos sujeitos pesquisados.
 e) A entrevista estruturada corresponde a um conjunto de questões
sistematicamente articuladas que se destinam a levantar informações escritas a fim de
conhecer a opinião dos entrevistados sobre os assuntos em estudo.

Com relação à etapa de concepção do planejamento, assinale a opção correta.


 a) No momento normativo/prescritivo, um dos momentos de operacionalização do
planejamento, aborda-se o modo de examinar a viabilidade política do plano.
 b) No momento tático-operacional, versa-se sobre o processo de construção da
viabilidade política das operações não viáveis na situação inicial.
 c) O planejamento tradicional assemelha-se ao planejamento estratégico: ambos
consideram os distintos atores no processo social.
 d) O conceito de realidade no planejamento tradicional é explicado com base na
teoria das situações e da apreciação situacional.
 e) Entre as definições de planejamento inclui-se a que o caracteriza como o
processo técnico-político resultante da interação, do conflito, da cooperação e das
alianças entre os atores.

Creio que esse trecho de um texto da Joaquina Barata define bem o que está posto na
opção E:
"O planejamento estratégico absorve a categoria estratégia e lhe dá visibilidade por
agregar ao processo a noção de mobilização, de negociação, de movimento, de
manejo de técnicas, recursos, enfim, todos os meios (táticos) necessários para
enfrentar o(s) oponente(s) ou uma situação complexa. Daí que os seguintes
procedimentos, interrelacionados, passam a fazer parte do exercício de planejar: ?
Identificação do “terreno” ou “cenário” em que se desenvolverá a ação e suas
tendências. ? Identificação de “aliados”, “oponentes”, “interessados”, “neutros” e, em
alguns casos, até “inimigos”, mapeando a natureza e consistência de seus vínculos.

A respeito de operacionalização e avaliação de planos e programas, assinale a


opção correta.
 a) A totalidade é a perspectiva que preside a avaliação de eficiência, que se
relaciona, por sua vez, ao estudo dos efeitos da ação sobre a questão objeto do
planejamento.
 b) A avaliação participativa é a técnica que combina os procedimentos das
avaliações externa e interna com o objetivo de superar as dificuldades e os limites de
cada um desses métodos avaliativos.
 c) A avaliação é processo por meio do qual se busca a adequação permanente do
que foi planejado e executado com o que foi intencionado na etapa de planejamento.
 d) A elaboração do plano de pesquisa de avaliação, uma das atividades
preliminares ou preparatórias da avaliação, consiste na etapa de definição prévia dos
seguintes aspectos: passos fundamentadores do estudo avaliativo, marco teórico de
referência, universo do programa, definição de objetivos e metas.
 e) O programa consiste no documento em que os objetivos e metas são
sistematizados e compatibilizados a fim de o uso dos recursos ser otimizado.

4-AVALIAÇÃO /MONITORAMENTO
Pode ser o maior conteúdo dialético do planejamento. É o caminho onde oplanejador
poderá aferir a efetividade eo impacto que sua ação e decisãotiveram sobre
as outras etapas do processo. Identifica ganhos e dificuldades, provê os agentes
sociais deinformações que levam ao aperfeiçoamento e ao controle social pela
sociedade.
Pode ser realizada DURANTE o planejamentoestratégico, e não só ao serem
concluídas as atividades, ou seja, independenteda formalização em documentos.
Baptista diz queavaliar é tomar partido em relação à realidade analisada. 

Considerando a dimensão técnico-operativa do serviço social, assinale a opção


correta.
 a) A visita domiciliar, o instrumento mais utilizado pelos profissionais de serviço
social, consiste em um meio eficaz de verificação das informações obtidas nos
atendimentos individuais, devendo, por isso, continuar sendo amplamente empregada.
 b) Define-se estudo social como o processo de conhecimento, análise e
interpretação de determinada situação social.
 c) A fim de garantir sigilo, a entrevista deve ser realizada exclusivamente de
forma individual.
 d) A função dos instrumentos nas atividades de intervenção profissional do
assistente social é meramente técnica, não tendo caráter político ou ideológico.
 e) Atualmente, prioriza-se a realização de entrevista por meio de conversa
informal, sem a definição prévia de objetivos, em detrimento da realização de
entrevistas estruturadas. 

Assinale a opção correta acerca das ações socioeducativas.


 a) O processo reflexivo, característico das ações socioeducativas, pode acontecer
por meio da interpenetração de dois elementos imprescindíveis: o dialogo e a
problematização.
 b) As ações educativas realizadas por assistentes sociais voltam-se
exclusivamente para a singularidade da demanda.
 c) As ações socioeducativas, em virtude de vincularem-se à formação de
consciência crítica, devem ser realizadas somente por meio de abordagem grupal ou
coletiva. 
 d) As ações socioeducativas constituem-se mediante processos já consolidados
institucionalmente, não sendo, portanto, plausíveis de reconstrução.
 e) Caso seja requerida do assistente social alguma informação, ele deve limitar-se
a dar as informações relativas às formas de organização dos serviços, respeitando,
dessa forma, os princípios norteadores da ação socioeducativa.

Com relação à questão social, assinale a opção correta.


 a) A lógica financeira do regime de acumulação, a qual tende a provocar crises e,
consequentemente, recessão, consiste em uma das mediações históricas à produção
da questão social na cena contemporânea.
 b) De acordo com a perspectiva sociológica crítica, a questão social consiste em
uma ameaça à ordem e à coesão, caracterizando-se como uma nova questão social.
 c) A questão social é um fenômeno recente, típico do esgotamento dos
denominados trinta anos gloriosos da expansão capitalista.
 d) A garantia dos direitos sociais à população pauperizada brasileira é assegurada
pelas constantes mudanças nas relações entre Estado e sociedade civil, traduzidas na
ampliação dos programas sociais em face da questão social.
 e) Os conceitos de questão social e exclusão social são sinônimos, atribuindo,
ambos, uma característica negativa — a falta de — ao termo social.

A respeito de questão social e direitos da cidadania, assinale a opção correta.


 a) O estabelecimento da relação entre questão social e direitos implica o
reconhecimento do indivíduo social como um ser conformado em face das situações de
opressão e de exploração.
 b) Os direitos sociais, aqueles que exigem a participação ativa da sociedade,
fundamentam-se no princípio da liberdade individual.
 c) As novas exigências de qualificação, principalmente no âmbito do domínio das
novas tecnologias da informação, são o principal desafio dos profissionais de serviço
social no século XXI.
 d) As políticas públicas, instrumentos de enfrentamento da questão social,
caracterizam-se pela ação exclusiva do Estado.
 e) A questão social foi a base, em grande medida, da fundação sócio-histórica da
profissão de assistente social, que decorreu do enfrentamento desta questão pelo
Estado, pelo empresariado e pelos movimentos das classes trabalhadoras no processo
de constituição e afirmação dos direitos sociais.

Com base na Constituição Federal de 1988 (CF), assinale a opção correta.


 a) A remuneração do trabalhador que exerce suas funções no turno da noite deve
ser superior à do trabalhador que exerce suas funções no período diurno.
 b) Aos menores de dezesseis anos é proibida a realização de trabalho noturno,
perigoso ou insalubre, e aos menores de doze anos, salvo na condição de aprendiz, é
proibida a realização de quaisquer trabalhos.
 c) O direito a creche e pré-escolas é assegurado mediante a prestação de
assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento até seis anos de
idade.
 d) Os direitos sociais previstos na CF assegurados pelo capítulo da seguridade
social circunscrevem-se tão somente às políticas de saúde e previdência.
 e) Entre os direitos dos trabalhadores rurais encontra-se a garantia de piso
salarial de dois salários mínimos, independentemente da complexidade do trabalho
desenvolvido.

Com base na CF, assinale a opção correta acerca da seguridade social.


 a) Os objetivos norteadores das ações no âmbito da seguridade social incluem a
uniformidade e a equivalência da distribuição de benefícios e da prestação de serviços
às populações urbanas e rurais e a seletividade da cobertura e do atendimento a essas
populações.
 b) O caráter democrático e descentralizado da administração da seguridade social
é assegurado pela gestão bipartite entre governo e trabalhadores.
 c) A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa
exclusiva dos poderes públicos, destinadas a assegurar os direitos individuais.
 d) O financiamento da seguridade social é realizado mediante recursos
provenientes unicamente do orçamento da União.
 e) As entidades beneficentes de assistência social que atendam às exigências da
lei isentam-se de contribuir para a seguridade social.

letra A e b incorretas
 Os objetivos norteadores das ações no âmbito da seguridade social incluem a
uniformidade e a equivalência da distribuição de benefícios e da prestação de serviços
às populações urbanas e rurais e a seletividade da cobertura e do atendimento a essas
populações.
Compete ao Poder Público, nos termos da lei, organizar a seguridade social, com base
nos seguintes objetivos:
I - universalidade da cobertura e do atendimento;
II - uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e
rurais;
III - seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços;
IV - irredutibilidade do valor dos benefícios;
V - eqüidade na forma de participação no custeio;
VI - diversidade da base de financiamento;
VII - caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão
quadripartite, com participação dos trabalhadores, dos empregadores, dos
aposentados e do Governo nos órgãos colegiados.
letra C incorreta
Art. 194. A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa
dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à
saúde, à previdência e à assistência social.
letra D incorreta
Art. 195. A seguridade social será financiada por toda a sociedade, de forma direta e
indireta, nos termos da lei, mediante recursos provenientes dos orçamentos da União,
dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e das seguintes contribuições
sociais:
I - do empregador, da empresa e da entidade a ela equiparada na forma da lei,
incidentes sobre: 
a) a folha de salários e demais rendimentos do trabalho pagos ou creditados, a
qualquer título, à pessoa física que lhe preste serviço, mesmo sem vínculo
empregatício;
b) a receita ou o faturamento; 
c) o lucro; 
II - do trabalhador e dos demais segurados da previdência social, não incidindo
contribuição sobre aposentadoria e pensão concedidas pelo regime geral de
previdência social de que trata o art. 201;
III - sobre a receita de concursos de prognósticos.
IV - do importador de bens ou serviços do exterior, ou de quem a lei a ele equiparar.

A Lei n.º 11.340/2006 (Lei Maria da Penha) resguarda os direitos da mulher contra
a violência doméstica e familiar, caracterizada como forma de violação dos direitos
humanos. Em relação a essa temática e ao que dispõe a referida norma, assinale a
opção correta.
 a) O termo gênero representa a aceitação do determinismo biológico como
decisivo para a compreensão da relação entre homem e mulher.
 b) A referida lei, além de estabelecer que os crimes nela previstos sejam julgados
exclusivamente nos juizados especializados, prevê a aplicação de penas de
pagamentos de cestas básicas para os casos de violência de menor gravidade.
 c) A concessão de medidas protetivas de urgência está condicionada à realização
de audiência das partes e à manifestação do Ministério Público, não podendo tais
medidas ser novamente concedidas no prazo de trinta dias.
 d) À equipe de atendimento multidisciplinar é vedado emitir, verbalmente, opinião
técnica em audiência quando o agressor estiver presente.
 e) A violência de gênero, transmitida de geração para geração, configura modelos
patriarcais de família, em que o poder masculino impõe à mulher uma cultura de
subjugação.
A = Na verdade o termo gênero, na forma com que utilizado pela LMP, não representa
apenas o determinismo biológico, ou seja, não importa a mera diferença de sexo para
que se possa compreender a natureza das relações entre homem e mulher. Do
contrário, é necessário o estudo de todo um contexto social, em que se possa
visualizar a mulher como inserida em situação hierarquicamente inferior, ou em
condição de óbvia inferioridade (vulnerabilidade) em relação ao homem. QUESTÃO
ERRADA
 
B = A aplicação da pena de pagamento de cestas básicas é expressamente vedada
pela LMP (art. 17). QUESTÃO ERRADA
 
C = A concessão das medidas protetivas não se condiciona a estes requisitos, devendo
ser aplicadas sempre que as circunstâncias ou a segurança da ofendida o exigirem
(art. 22, § 1º), não carecendo de audiência prévia das partes, ou mesmo de anterior
manifestação do MP (art. 19, § 1º). QUESTÃO ERRADA
 
D = À equipe de atendimento multidisciplinar é permitido fornecer subsídios ao juiz, de
forma verbal, em audiência, não mencionando a legislação qualquer necessidade da
ausência do agressor (art. 30). QUESTÃO ERRADA
 
E = A cultura de subjugação da mulher e, por consequência, da violência de gênero,
tem, com efeito, sério lastro em um modelo patriarcal de família, típica das antigas
gerações. QUESTÃO CERTA.

Considerando os princípios adotados no Estatuto da Criança e do Adolescente


(ECA) e seus dispositivos, assinale a opção correta.
 a) O ECA prevê a aplicação da medida socioeducativa de advertência somente nos
casos em que houver provas suficientes da autoria do ato infracional cometido pelo
adolescente.
 b) Sendo educativa a natureza da medida de reparar o dano, a autoridade
competente não poderá determinar, nos casos de impossibilidade de cumprimento da
medida, a sua substituição por outra de caráter semelhante.
 c) O ECA estabelece que a medida socioeducativa de liberdade assistida seja
adotada sempre que se afigurar como mais adequada para acompanhar, auxiliar e
orientar o adolescente. Ao orientador do adolescente é incumbida a função de
apresentar relatório do caso, contendo as informações a respeito das condutas que
demonstrem afastamento, ou não, da tendência para a prática de novo ato infracional.
 d) No ECA, são adotados os mesmos princípios e medidas que embasam o Código
Penal no que se refere às providências do Estado para afastar a pessoa do crime: a
privação da liberdade.
 e) Dada a obrigatoriedade de aplicação de medida socioeducativa a adolescente
que tenha cometido ato infracional, a autoridade competente deve adotar, como
parâmetro básico para determinar o tratamento no sistema punitivo, a gravidade da
infração.

Assinale a opção correta a respeito das análises e concepções de família.


 a) A ampliação da expectativa de vida da população brasileira, além de possibilitar
maior convivência entre as gerações, fortalece os vínculos familiares e,
consequentemente, reduz o nível de dificuldades decorrentes dos acontecimentos
próprios do curso de vida das famílias.
 b) Nas relações estabelecidas ao longo dos anos entre família e Estado, a família,
independentemente de suas condições de vida, é reconhecida como capaz quando
protege e cuida de seus membros, e incapaz, quando falha, tanto nos aspectos
materiais quanto nos socioafetivos.
 c) No Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e
Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária, família natural é concebida como a
estrutura familiar do tipo nuclear, ou seja, preconiza-se um modelo ideal de família
com ênfase no desempenho adequado dos papéis sociais de cada membro familiar.
 d) No Brasil, existe uma política familiar específica apoiada no atual padrão
homogêneo de política social.
 e) Tratando-se de intervenção profissional que envolva família, tomada como
sujeito central, recomenda-se a adoção de modelos de atenção vinculados à
perspectiva da normatividade/estabilidade e o atendimento direto para restaurar a
capacidade de desempenhar funções.
Essa questão foi elaborada baseada na referência abaixo:
Revista Virtual Textos & Contextos, nº 3, dez. 2004, Trabalho com Famílias: um
desafio para os Assistentes Sociais, Regina Célia Tamaso Mioto. Disponível versão on-
line

A respeito das políticas e programas sociais dirigidos a idosos, pessoas com


deficiência, população em situação de rua e crianças e adolescentes, assinale a
opção correta. 
 a) De acordo com o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados
de Morte, a inclusão dessa população no programa é de responsabilidade do Poder
Judiciário, dos conselhos tutelares e do Ministério Público.
 b) De acordo com o estabelecido no Estatuto do Idoso e na Política Nacional do
Idoso, a população idosa, caracterizada como segmento homogêneo, compreende as
pessoas com sessenta e cinco anos de idade ou mais.
 c) Consoante o documento ratificado pelo Brasil na Convenção sobre os Direitos
das Pessoas com Deficiência, constituiu um avanço significativo na esfera dos direitos
humanos a compreensão de que o fator limitador da pessoa com deficiência
corresponde à própria deficiência, o que indica, necessariamente, a presença de uma
doença a ser tratada.
 d) O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência — Viver sem Limite —
tem como referência fundamental a constatação de que o agravamento da deficiência
deve-se, principalmente, ao estado físico e emocional da pessoa, independentemente
de suas condições socieconômicas.
 e) De acordo com a Política Nacional para a População em Situação de Rua, o
padrão básico de qualidade e segurança da rede de acolhimento temporário deve
orientar-se prioritariamente pela retirada do morador da rua e seu encaminhamento,
sempre que possível, à área rural.

O Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte – PPCAAM O


PPCAAM, Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, é 
coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República
e tem  por finalidade proteger, em conformidade com a Lei n° 8.069/90, crianças e
adolescentes  expostos a grave ameaça no território nacional. As ações do PPCAAM
podem ser estendidas a jovens com até vinte e um anos, se  egressos do sistema
socioeducativo. A proteção do PPCAAM poderá ser estendida aos pais ou responsáveis,
ao cônjuge ou  companheiro, ascendentes, descendentes, dependentes, colaterais e
aos que tenham,  comprovadamente, convivência habitual com o ameaçado, a fim de
preservar a convivência  familiar. O PPCAAM em benefício do protegido poderá aplicar
isolada ou cumulativamente as  seguintes ações: 1. transferência de residência ou
acomodação em ambiente compatível com a proteção; 2. inserção dos protegidos em
programas sociais visando à proteção integral; 3. apoio e assistência social, jurídica,
psicológica, pedagógica e financeira; e 4. apoio ao protegido, quando necessário, para
o cumprimento de obrigações civis e  administrativas que exijam seu comparecimento.
No caso de adolescentes que estejam cumprindo medida socioeducativa aplicada com 
base na Lei n° 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), poderá ser solicitado
ao juiz  competente as medidas adequadas para sua proteção integral, incluindo sua
transferência para  cumprimento da medida em outro local. A proteção concedida pelo
PPCAAM e as ações dela decorrentes são proporcionais à  gravidade da ameaça e à
dificuldade de preveni-las ou reprimi-las por outros meios. Podem solicitar a inclusão
de ameaçados no PPCAAM: 1. o Conselho Tutelar; 2. o Ministério Público; e 3. a
autoridade judicial competente. Todas as solicitações para inclusão no PPCAAM
deverão ser acompanhadas de  qualificação do ameaçado e da ameaça. O ingresso no
PPCAAM do ameaçado desacompanhado de seus pais ou responsáveis  legais dar-se-á
mediante autorização judicial, expedida de ofício ou a requerimento dos órgãos e 
autoridades indicados acima, que designarão o responsável pela guarda provisória.

Assinale a opção correta a respeito do conselho tutelar.


 a) As decisões do conselho tutelar só podem ser revistas pelo juizado da infância
e da juventude mediante requerimento do cidadão que se sentir prejudicado pelas
decisões ou do MP.
 b) O conselho tutelar exerce funções de caráter técnico e integra-se formalmente
ao Poder Judiciário. 
 c) Os membros do conselho tutelar detêm, assim como o juiz, competência para
aplicar e executar medidas de proteção a crianças e adolescentes.
 d) As atividades do conselho tutelar podem ser interrompidas, a qualquer
momento, em caso de ausência de recursos humanos, uma vez que seu
funcionamento permanente não é obrigatório.
 e) É assegurada a participação, no conselho tutelar, de entidades representativas
de classe.

a) As decisões do conselho tutelar só podem ser revistas pelo juizado da infância e da


juventude mediante requerimento do cidadão que se sentir prejudicado pelas decisões
ou do MP. Art. 137. As decisões do Conselho Tutelar somente poderão ser revistas pela
autoridade judiciária a pedido de quem tenha legítimo interesse

b) O conselho tutelar exerce funções de caráter técnico e integra-se formalmente ao


Poder Judiciário. Art. 136. São atribuições do Conselho Tutelar: ....

 c) Os membros do conselho tutelar detêm, assim como o juiz, competência para
aplicar e executar medidas de proteção a crianças e adolescentes. Falso... não foi
descrito em lei...

d) As atividades do conselho tutelar podem ser interrompidas, a qualquer momento,


em caso de ausência de recursos humanos, uma vez que seu funcionamento
permanente não é obrigatório. Art. 131. O Conselho Tutelar é órgão permanente e
autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento
dos direitos da criança e do adolescente, definidos nesta Lei.

e) É assegurada a participação, no conselho tutelar, de entidades representativas de


classe. Art. 132.  Em cada Município e em cada Região Administrativa do Distrito
Federal haverá, no mínimo, 1 (um) Conselho Tutelar como órgão integrante da
administração pública local, composto de 5 (cinco) membros, escolhidos pela
população local para mandato de 4 (quatro) anos, permitida 1 (uma) recondução,
mediante novo processo de escolha. (Redação dada pela Lei nº 12.696, de 2012)

Considere que um adolescente, em cumprimento de medida socioeducativa,


apresente indícios de dependência de álcool e outras drogas, bem como de
transtorno mental. Nessa situação, impõe-se como medida necessária
 a) informar a impossibilidade de manter sigilo das condições de saúde do
adolescente no âmbito de sua família e da escola, se estiver estudando.
 b) a suspensão imediata da execução da medida socieducativa e encaminhamento
do adolescente à sua família de origem. 
 c) oferecer ao adolescente o mínimo possível de informações a respeito da sua
doença e de seu tratamento.
 d) a avaliação do adolescente por equipe técnica multidisciplinar e multissetorial. 
 e) prioridade para a internação compulsória do adolescente.

Aternativa D:

Do atendimento a adolescente com transtorno mental e com dependência de álcool e


de substância psicoativa. art. 64 O adolescente em cumprimento de medida
socioeducativa que apresente indícios de transtorno mental, de deficiência mental, ou
associadas, deverá ser avaliado por equipe técnica multidisciplinar e multissetorial. Lei
nº 12. 594 de 18 de Janeiro de 2012.

A lei que instituiu o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo


 a) garante o direito de o adolescente submetido ao cumprimento de medida
socioeducativa peticionar, por escrito ou verbalmente, a qualquer autoridade ou órgão
público e de ser respondido em até quinze dias.
 b) estabelece, como competência da União, o desenvolvimento e a oferta de
programas próprios de atendimento a adolescente ao qual seja aplicada medida
socioeducativa.
 c) recomenda a edificação de unidades socioeducacionais para adolescentes em
regime de internação em áreas rurais e integradas a estabelecimentos penais.
 d) exige dos dirigentes de programa de atendimento em regime de semiliberdade
comprovação de conclusão do ensino médio e experiência de trabalho de, no mínimo,
seis meses.
 e) determina que as unidades de internação mantenham, ininterruptamente, os
convênios com os estabelecimentos educacionais externos responsáveis em receber os
adolescentes em condições de frequentar a escola. 

LEI Nº 12.594, DE 18 DE JANEIRO DE 2012.


Art. 49.  São direitos do adolescente submetido ao cumprimento de medida
socioeducativa, sem prejuízo de outros previstos em lei: 
IV - peticionar, por escrito ou verbalmente, diretamente a qualquer autoridade ou
órgão público, devendo, obrigatoriamente, ser respondido em até 15 (quinze) dias; 

Em relação ao que preconiza a legislação referente à adoção e guarda de criança


no Brasil, assinale a opção correta.
 a) A situação da criança ou adolescente inserido em programa de acolhimento
familiar deve ser reavaliada a cada dois anos. 
 b) Cabe à autoridade judiciária fundamentar o superior interesse da sociedade
caso julgue necessária a permanência da criança ou do adolescente em programa de
acolhimento institucional por período superior a cinco anos.
 c) Para efetivar a adoção por pessoa ou casal residente ou domiciliado fora do
país, exige-se o estágio de convivência da criança ou adolescente durante quinze dias
no território do adotante.
 d) A adoção poderá ser deferida ao adotante que, após inequívoca manifestação
de vontade, venha a falecer no curso do procedimento, antes de prolatada a sentença.
 e) No processo de colocação em família substituta, por meio de guarda ou
adoção, exige-se que a criança de até onze anos de idade manifeste seu
consentimento em audiência.

LEI Nº 12.010, DE 3 DE AGOSTO DE 2009.


“Art. 19.  ...........................................................................
§ 1º  Toda criança ou adolescente que estiver inserido em programa de acolhimento
familiar ou institucional terá sua situação reavaliada, no máximo, a cada 6 (seis)
meses, devendo a autoridade judiciária competente, com base em relatório elaborado
por equipe interprofissional ou multidisciplinar, decidir de forma fundamentada pela
possibilidade de reintegração familiar ou colocação em família substituta, em quaisquer
das modalidades previstas no art. 28 desta Lei. 
§ 2o  A permanência da criança e do adolescente em programa de acolhimento
institucional não se prolongará por mais de 2 (dois) anos, salvo comprovada
necessidade que atenda ao seu superior interesse, devidamente fundamentada pela
autoridade judiciária.

“Art. 28.  .........................................................................


§ 1o  Sempre que possível, a criança ou o adolescente será previamente ouvido por
equipe interprofissional, respeitado seu estágio de desenvolvimento e grau de
compreensão sobre as implicações da medida, e terá sua opinião devidamente
considerada. 
§ 2o  Tratando-se de maior de 12 (doze) anos de idade, será necessário seu
consentimento, colhido em audiência. 
 
§ 6o  A adoção poderá ser deferida ao adotante que, após inequívoca manifestação de
vontade, vier a falecer no curso do procedimento, antes de prolatada a sentença.”
(NR) 
“Art. 46.  ............................................................................
§ 3o  Em caso de adoção por pessoa ou casal residente ou domiciliado fora do País, o
estágio de convivência, cumprido no território nacional, será de, no mínimo, 30 (trinta)
dias. 

Com base na política e na legislação brasileira sobre drogas, assinale a opção


correta.
 a) Em consonância com as tendências internacionais e com o posicionamento do
governo federal, a atual Política Nacional Antidrogas direciona-se, prioritariamente,
para a erradicação das drogas.
 b) Com a edição da Lei n.º 10.409/2002, há o reconhecimento das diferenças
entre a figura do traficante e a do usuário/dependente, os quais passaram a ser
tratados de modo diferenciado.
 c) A Lei no 11.343/2006, que instituiu o Sistema Nacional de Políticas Públicas
sobre Drogas, prescreve medidas de prevenção do uso indevido, atenção e reinserção
social de usuários e dependentes de drogas.
 d) O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack  e outras Drogas concentra suas
ações no combate ao tráfico do crack  por meio de atividades estruturantes de
natureza repressiva e coordenadas pelo Conselho Nacional de Justiça.
 e) É consensual o entendimento de que a judicialização é a estratégia mais viável
para solucionar o problema do uso indevido de drogas, dada a possibilidade de
ressocialização do usuário por meio da internação.
De acordo com a lei que regula a profissão de assistente social, são atribuições
privativas desse profissional
 a) prestar assessoria e apoio aos movimentos sociais em matéria relacionada às
políticas sociais, no exercício e na defesa dos direitos civis, políticos e sociais da
coletividade.
 b) orientar indivíduos e grupos de diferentes segmentos sociais com o objetivo de
identificar recursos e de fazer uso deles para o atendimento e a defesa de seus
direitos.
 c) planejar, executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para a análise da
realidade social e para subsidiar ações profissionais.
 d) realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres
sobre o serviço social.
 e) elaborar, coordenar, executar e avaliar, com a participação da sociedade civil,
planos, programas e projetos no âmbito do serviço social.
Art.5 Lei 8.662-93 QUE REGULAMENTA A PROFISSÃO DE ASSISTENTE SOCIAL.

ATRIBUIÇÕES PRIVATIVAS DO ASSISTENTE SOCIAL

I  - Coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos e


programas e projetos na área de serviço social.

II - Planejar, organizar e administrar programas e projetos em unidade de serviço


social.

III - Assessoria e consultoria a orgãos da Adm.Pública direta e indireta, empresas


privadas e outras entidades, em matéria de serviço social.

IV - Realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre


a matéria de Serviço Social.

V - Assumir, no magistério de Serviço Social tanto a nível de graduação como pós-


graduação, disciplinas e funções que exijam conhecimentos próprios e adquiridos em
curso de formação regular.

VI - Treinamento, avaliação e supervisão direta de estagiários de Serviço Social.

VII - Dirigir e coordenar unidades de ensino e cursos de Serviço Social, de Graduação e


Pós-Graduação.

VIII - Dirigir e coordenar associações, núcleos, centros de estudo e de pesquisa em


Serviço Social.

IX - Elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras de


concursos ou outras formas de seleção para Assistentes Sociais, ou onde sejam
aferidos conhecimentos inerentes ao Serviço Social.

X - Coordenar seminários, encontros, congressos e eventos assemelhados sobre


assuntos de Serviço Social.

XI - Fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos Federal e Regionais.

XII - Dirigir serviços técnicos de Serviço Social em entidades públicas ou privadas.

XIII - Ocupar cargos e funções de direção e fiscalização da gestão financeira em


orgãos e entidades representativas da categoria Profissional.
De acordo com o estabelecido na Lei n.º 8.212/1991, que dispõe sobre a
organização da seguridade social, assinale a opção correta.
 a) A assistência social consiste na política social destinada ao atendimento das
necessidades emergenciais, como a de proteção à velhice, condicionada à contribuição
à seguridade social.
 b) A irredutibilidade do valor dos benefícios constitui uma diretriz da seguridade
social.
 c) O direito à saúde é assegurado a todos os brasileiros, sendo a execução dos
serviços de saúde organizada mediante o princípio da descentralização, com direção
única da União.
 d) A instituição da previdência complementar obrigatória exige do trabalhador
contribuição adicional.
 e) Cabe ao Conselho Nacional de Seguridade Social estabelecer as diretrizes
gerais e as políticas de integração entre as áreas, observado o que dispõe a
Constituição Federal.
A) ERRADA - para citar uma das fundamentações: LOAS - Art. 1º A assistência
social, direito do cidadão e dever do Estado, é Política de Seguridade Social não
contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado
de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às
necessidades básicas.

B) CERTA - Lei 8.212/91 e Decreto 3.048/99 - Art. 1º §1º A Seguridade Social


obedecerá aos seguintes princípios e diretrizes:

  I - universalidade da cobertura e do atendimento;


  II - uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e
rurais;
  III - seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços;
   IV - irredutibilidade do valor dos benefícios , de forma a preservar-lhe o poder
aquisitivo;
   V - eqüidade na forma de participação no custeio;
   VI - diversidade da base de financiamento; e
   VII - caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão
quadripartite, com participação dos trabalhadores, dos empregadores, dos
aposentados e do governo nos órgãos colegiados.
C) ERRADA
CF/88 - Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede
regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único, organizado de acordo
com as seguintes diretrizes:
I - descentralização, com direção única em cada esfera de governo ;
II - atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo
dos serviços assistenciais;
III - participação da comunidade.

D) ERRADA
CF/88 - Art. 202. O regime de previdência privada, de caráter complementar e
organizado de forma autônoma em relação ao regime geral de previdência social, será
facultativo, baseado na constituição de reservas que garantam o benefício contratado,
e regulado por lei complementar.
E) ERRADA 
Lei 8.212/91: Art. 5º As ações nas áreas de Saúde, Previdência Social e Assistência
Social, conforme o disposto no Capítulo II do Título VIII da Constituição Federal, serão
organizadas em Sistema Nacional de Seguridade Social, na forma desta Lei.
Art. 8º As propostas orçamentárias anuais ou plurianuais da Seguridade Social serão
elaboradas por Comissão integrada por 3 (três) representantes, sendo 1 (um) da área
da saúde, 1 (um) da área da previdência social e 1 (um) da área de assistência social. 
Art. 9º As áreas de Saúde, Previdência Social e Assistência Social são objeto de leis
específicas, que regulamentarão sua organização e funcionamento.
    Os aritgos 6º e 7º da referida lei, que tratavam do Conselho Nacional da Seguridade
Social, foram revogados pela Medida Provisória 2.216-37, de 2001.

Com base no estabelecido na Lei n.º 8.080/1990, que dispõe sobre as condições
para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o
funcionamento dos serviços correspondentes, assinale a opção correta. Nesse
sentido, considere que a sigla SUS, sempre que empregada, refere-se ao Sistema
Único de Saúde.
 a)
Constitui objetivo do SUS a assistência às pessoas por intermédio, exclusivamente, de
ações de recuperação da saúde.
 b)
Vigilância sanitária é definida como as ações que regulam a produção e circulação de
bens.
 c)
O atendimento e a internação domiciliares poderão ser realizados sem a concordância
do paciente e de sua família, desde que por indicação do médico que assiste o
paciente. 
 d)
É vedada a participação da iniciativa privada no SUS.
 e)
São fatores determinantes e condicionantes da saúde da população a alimentação, a
moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o
transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais.
a) Constitui objetivo do SUS a assistência às pessoas por
intermédio, exclusivamente, de ações de recuperação da saúde. Art. 5º São
objetivos do Sistema Único de Saúde SUS:
...III - a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e
recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das
atividades preventivas.
b) Vigilância sanitária é definida como as ações que regulam a produção e circulação
de bens.§ 1º Entende-se por vigilância sanitária um conjunto de ações capaz de
eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários
decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de
serviços de interesse da saúde, abrangendo:
...c) O atendimento e a internação domiciliares poderão ser realizados sem a
concordância do paciente e de sua família, desde que por indicação do médico que
assiste o paciente. § 3o  O atendimento e a internação domiciliares só poderão ser
realizados por indicação médica, com expressa concordância do paciente e de sua
família.
d) É vedada a participação da iniciativa privada no SUS. § 2º A iniciativa privada
poderá participar do Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.
e) São fatores determinantes e condicionantes da saúde da população a alimentação, a
moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o
transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais. [CORRETA]Art. 3º A
saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, entre outros, a alimentação,
a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o
transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da
população expressam a organização social e econômica do País .
Assinale a opção correta com base na Lei n.º 8.742/1993, que dispõe sobre a
organização da assistência social.
 a) O índice de gestão descentralizada do SUS consiste em apoio financeiro da
União à gestão dos serviços, programas, projetos e benefícios de assistência social, no
âmbito exclusivo dos municípios.
 b) Constitui competência do Conselho Nacional de Assistência Social fixar normas
para a concessão de registro e certificado de fins filantrópicos às entidades privadas
prestadoras de serviços e assessoramento de assistência social.
 c) Entre os objetivos do Sistema Único de Assistência Social inclui-se a
consolidação da gestão compartilhada, o cofinanciamento e a cooperação técnica entre
os entes federativos, que, de modo articulado, operam a proteção social não
contributiva. 
 d) O benefício de prestação continuada corresponde à garantia de pagamento de
um quarto do salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com mais de
sessenta e cinco anos de idade que comprovem não possuir meios de prover o próprio
sustento nem de tê-lo provido por sua família.
 e) Entidades de atendimento são definidas como as que prestam serviços
eventuais de assistência social a famílias de baixo poder aquisitivo e executam projetos
voltados prioritariamente para a defesa e efetivação dos direitos dessa.
lei 8.742
Art. 6o  A gestão das ações na área de assistência social fica organizada sob a forma
de sistema descentralizado e participativo, denominado Sistema Único de Assistência
Social (Suas), com os seguintes objetivos: (Redação dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
I - consolidar a gestão compartilhada, o cofinanciamento e a cooperação técnica entre
os entes federativos que, de modo articulado, operam a proteção social não
contributiva; (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)

Com base na Lei n.º 8.213/1991, que dispõe sobre os planos de benefícios da
previdência social, assinale a opção correta.
 a) Para fins de dependência do segurado do regime geral de previdência social,
considera-se companheira ou companheiro somente a pessoa casada civilmente.
 b) A concessão de aposentadoria por invalidez pode prescindir da verificação da
condição de incapacidade mediante exame médico-pericial, desde que o estado de
invalidez seja atestado por médico que atue no serviço público.
 c) É devido salário-maternidade, pelo período de cento e oitenta dias, à segurada
da previdência social que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de
criança de até um ano de idade.
 d) Uma das finalidades da previdência social é assegurar a todas as pessoas
comprovadamente incapacitadas para o trabalho os meios indispensáveis à sua
manutenção, independentemente de contribuição.
 e) Entende-se como regime de economia familiar a atividade desenvolvida sem a
utilização de empregados permanentes, na qual o trabalho dos membros da família
seja indispensável à própria subsistência e ao desenvolvimento socioeconômico do
núcleo familiar.

a) ERRADA Para fins de dependência do segurado do regime geral de previdência


social, considera-se companheira ou companheiro somente a pessoa casada
civilmente. Considera-se companheira ou companheiro a pessoa que mantenha união
estável com o segurado ou segurada.
 b) ERRADA  A concessão de aposentadoria por invalidez pode prescindir da verificação
da condição de incapacidade mediante exame médico-pericial, desde que o estado de
invalidez seja atestado por médico que atue no serviço público.
 c) ERRADA  É devido salário-maternidade, pelo período de cento e oitenta dias, à
segurada da previdência social que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de
adoção de criança de até um ano de idade
O salário-maternidade é devido às seguradas empregadas, trabalhadoras avulsas,
empregadas domésticas, contribuintes individuais, facultativas e seguradas especiais,
por ocasião do parto, inclusive o natimorto, aborto não criminoso, adoção ou guarda
judicial para fins de adoção.
Considera-se parto o nascimento ocorrido a partir da 23ª semana de gestação,
inclusive em caso de natimorto.
A segurada desempregada terá direito ao salário-maternidade nos casos de demissão
antes da gravidez ou, caso a gravidez tenha ocorrido enquanto ainda estava
empregada, desde que a dispensa tenha sido por justa causa ou a pedido.
O benefício será pago durante 120 dias e poderá ter início até 28 dias antes do parto.
 d) ERRADA  Uma das finalidades da previdência social é assegurar a todas as pessoas
comprovadamente incapacitadas para o trabalho os meios indispensáveis à sua
manutenção, independentemente de   contribuição
A previdência social é um seguro social, mediante contribuições previdenciárias,
com a finalidade de prover subsistência ao trabalhador, em caso de perda de sua
capacidade laborativa.  
 e)  CERTA Entende-se como regime de economia familiar a atividade desenvolvida
sem a utilização de empregados permanentes, na qual o trabalho dos membros da
família seja indispensável à própria subsistência e ao desenvolvimento socioeconômico
do núcleo familiar.

A respeito da atuação em equipe multiprofissional e interdisciplinar, assinale a


opção correta.
 a) Uma equipe de trabalho multiprofissional é sempre interdisciplinar.
 b) A equipe multidisciplinar compõe-se de mais de um profissional da mesma área
envolvida no trabalho a ser realizado.
 c) A equipe interdisciplinar reúne disciplinas com objetivos diferenciados e
profissionais mediados pelo diálogo entre si.
 d) Na equipe transdisciplinar, as relações internas são hierarquizadas.
 e) Os trabalhos em parceria são intrinsecamente interdisciplinares.

Marque a opção correta:


 a) A principal normativa relacionada ao exercício profissional da categoria dos
assistentes sociais consiste nas diretrizes curriculares elaboradas pela Associação
Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social.
 b) A reestruturação produtiva de uma empresa intervém exclusivamente nas
práticas empresariais e nas ações dos trabalhadores da empresa.
 c) A hegemonia da perspectiva modernizadora dos anos 60 do século XX, cujas
reflexões inscrevem-se nos textos do Seminário de Araxá e Teresópolis, contribuiu para
o estabelecimento da tecnificação pragmática no trabalho do assistente social.
 d) O mercado de trabalho para assistentes sociais encontra-se tradicionalmente
no terceiro setor, sendo as entidades sociais o maior empregador dessa categoria.
 e) As transformações ocorridas na área de serviço social repercutem sobre o
mercado de trabalho, influenciando diretamente o processo de elaboração das
normativas das entidades nacionais da categoria, o que não acontece no processo de
elaboração das políticas sociais.
Acredito que o fragmento do texto está se referindo às modificações que a profissão
sofreu em alguns períodos históricos, "demandando e redesenhando suas funções e
atribuições", dessa forma, devemos levar em consideração três períodos que foram
muito importante nesse processo:
1. Perspectiva Modernizadora: Atinge seu auge nos encontros de Araxá(1967) e
Teresópolis(1970), esta vertente se caracteriza pelo esforço de tornar o serviço social
uma profissão capaz de contribuir para o processo de desenvolvimento do país. Matriz
teórica: positivismo; 
2. Reatualização do Conservadorismo: Serviço Social como ajuda psicossocial,
matriz teórica: Fenomenologia;
3.Intenção de Ruptura: Busca "romper" com a herança teórico-metodológica do
pensamento conservador, enfatiza e desenvolve a discussão sobre o método dialético,
avanço na produção do conhecimento, a partir de uma leitura equivocada de Marx,
profissão é militância política, se vê como duas faces de uma mesma moeda.  
Observando a questão, percebemos que os  itens A,B,D e E estão errados, pois não
seguem um raciocínio lógico do enunciado da questão. A única alternativa que está
correta é a letra C, pois de fato explica o que foi a Perspectiva Modernizadora, em que
época aconteceu e qual o seu objetivo.
Devemos tomar cuidado com esse tipo de questão, pois o enunciado queria saber que
tipo de modificação a profissão do/a Assistente Social sofreu em um desses três
períodos. E a letra C é a que explica o primeiro período.
No período da Perspectiva modernizadora houve a tecnificação pragmática da
profissão. 

O projeto de intervenção profissional


 a) corresponde ao texto em que são organizadas, de maneira sistemática, as
ações técnico-profissionais e ético-políticas fundamentadas em conhecimentos teóricos
e sócio-históricos obtidos mediante investigação.
 b) consiste essencialmente em documento demarcador do espaço de atuação do
assistente social.
 c) compõe-se da etapa de identificação do espaço territorial onde o projeto será
desenvolvido, que é o primeiro e mais importante passo deste projeto. 
 d) compreende diversas etapas, sendo a etapa de formulação independente da
etapa de problematização teórico-histórica do objeto de intervenção.
 e) constitui-se de uma formulação técnica, clara e precisa, por meio da qual
devem ser afirmados os objetivos institucionais e o compromisso profissional com a
instituição.

No Brasil, a ruptura do modelo tradicional de serviço social ocorreu a partir da


segunda metade dos anos 70 do século XX; até então, a renovação desse modelo
estava inscrita no marco desenvolvimentista-modernizante, compatível com as
exigências do projeto ditatorial.
CERTA
No Brasil, o serviço social afirmou-se como profissão, nos anos 50 do século XX,
por meio da vinculação com o setor privado em contexto de ampliação da relação
democrática do Estado junto à sociedade civil.
ERRADA
Anos 30.
A gênese da reconceituação do serviço social na América Latina está relacionada ao
questionamento sobre o papel da profissão em face do subdesenvolvimento bem
como a determinados condicionantes, entre os quais, o surgimento de novos
sujeitos políticos e o impacto da Revolução Cubana.
CERTA
O processo de renovação crítica do Serviço Social é atrelado ao circuito sócio-político e
histórico da América Latina anos de 1960; períodomarcado pela efervescência dos
movimentos sociais, determinado tanto pela crise mundial do padrão de acumulação
capitalista, gerados após a II Guerra, como à inserçãodos países latinos na nova
divisão internacional do trabalho com a implantação dapolítica econômica
desenvolvimentista que veio para ampliar as contradições e asdesigualdades sociais.
Em meio a toda essa efervescência política, destaca-se ainda os impactos da
Revolução Cubana e os movimentos políticos vinculados ao socialismo e ao marxismo
como a experiência do Chile
A afirmação da consagrada divisão de trabalho entre cientistas sociais e assistentes
sociais representa a principal conquista do processo de reconceituação do serviço
social.
ERRADA
Segundo Netto  a  principal  conquista  do  Movimento  de Reconceituação  foi  à
recusa  por parte dos assistentes sociais em serem meros executores das políticas
sociais, assim, segundo o autor através  do  processo  de requalificação
principalmente  com  a  introdução  destes  profissionais  no  âmbito  da  pesquisa
acadêmica  foi  possível  romper  com  a  “divisão  consagrada  de  trabalho  entre
cientistas  sociais  (os  teóricos)  e  assistentes  sociais  (os  profissionais  da  prática)”
NETTO,  J.  P  P.  O  Movimento  de  Reconceituação  –  40  anos  depois.  Rev.
Serviço  Social e Sociedade, nº. 84. São Paulo: Cortez, 2005, p. 21-36. 
Desde o final da década de 80 do século passado, o serviço social brasileiro convive
com a expressão de diferentes posicionamentos teórico-metodológicos e político-
ideológicos, observando-se a diversificação das demandas de trabalho e a
consequente consolidação da condição dos profissionais da área como executores
de políticas sociais.
CERTA
Segundo Yazbek:   "É nesse contexto histórico, pós Constituição de 1988 que os
profissionais de serviço social, iniciam o processo de ultrapassagem da condição de
executores de políticas sociais, para assumir posições de planejamento e gestão dessas
políticas."
Em face dos desafios da atual conjuntura sociopolítica associada ao modelo
capitalista, o serviço social busca refazer e reconstruir, nas relações sociais, as
práticas individuais, podendo alcançar, ao mesmo tempo, as dimensões de síntese
e a criação de novas propostas coletivas.
CERTA
No Brasil, a recente reestruturação dos processos de trabalho e das formas de
gestão no âmbito da administração pública favorece a inserção dos profissionais do
serviço social nos poderes Legislativo e Judiciário, ainda que a natureza das
atividades ali desenvolvidas não configure área de competência e de atribuição
privativa do assistente social.
ERRADA
A matriz positivista caracteriza-se pela abordagem das relações sociais dos
indivíduos no plano de suas vivências imediatas, como fatos, ou dados, que se
apresentam em sua objetividade e imediaticidade.
CERTA
O aperfeiçoamento dos instrumentos e técnicas de intervenção no serviço social,
com metodologias de ação pautadas na busca de padrões de eficiência, sofisticação
de modelos de análise, diagnóstico e planejamento, apoia-se na orientação
marxista.
ERRADA
Segundo YAZBEC: "É a perspectiva positivista que restringe a visão de teoria ao âmbito
do verificável, da experimentação e da fragmentação. Não aponta para mudanças,
senão dentro da ordem estabelecida, voltando-se antes para ajustes e conservação.
Particularmente em sua orientação funcionalista, esta perspectiva é absorvida pelo
Serviço Social, configurando para a profissão propostas de trabalho ajustadoras e um
perfil manipulatório, voltado para o aperfeiçoamento dos instrumentos e técnicas para
a intervenção, com as metodologias de ação, com a "busca de padrões de eficiência,
sofisticação de modêlos de análise, diagnóstico e planejamento; enfim, uma
tecnificação da ação profissional que é acompanhada de uma crescente burocratização
das atividades institucionais." (Yazbek, 1984,71)"
O elemento constitutivo do projeto ético-político que se relaciona com a
explicitação de princípios e valores ético-políticos materializa-se, entre outros
aspectos, pela produção de conhecimentos no interior do serviço social.
CERTA
O comprometimento do serviço social com os interesses da classe trabalhadora,
que permitiu a construção do projeto ético-político-profissional, ocorreu após o
período marcado pelos ideais do movimento de reconceituação do serviço social,
que coincidiu com a aprovação da Constituição de 1988.
ERRADA
O movimento de reconceituação é anterior a CF 88.
A dimensão jurídico-política da profissão de assistente social restringe-se aos
componentes construídos e legitimados pela categoria profissional, tais como o
código de ética, a lei de regulamentação e as novas diretrizes curriculares dos
cursos de serviço social.
ERRADA
A dimensão jurídico-política da profissão faz parte dos componentes que materializam
o projeto ético-político que são:
- Dimensão da produção de conhecimento no interior do Serviço Social: é a esfera da
sistematização das modalidades práticas da profissão, onde se apresentam os
processos reflexivos do fazer profissional.
- Dimensão político-organizativo da profissão: fóruns de deliberação e as entidades
representativas ( conjunto CFESS/CRESS, ABEPSS e as demais associações político-
profissionais, movimento estudantil representado pelo conjunto dos CA’s e DA’s e pela
ENESSO). É aqui que são tecidos os traços gerais do projeto, quando são reafirmados
(ou não) determinados compromissos e princípios.
- Dimensão jurídico-política da profissão: aparato político-jurídico estritamente
profissional (Código de Ética Profissional e a Lei de Regulamentação da Profissão – Lei
8.662/93 e as novas Diretrizes Curriculares do MEC; aparato jurídico-político de caráter
mais abrangente (conjunto das leis advindas do capítulo da Ordem Social da
Constituição Federal de 1988).
Texto adaptado da Coletânea de Leis – CRESS 17ª Região/ES e do texto de Marcelo
Braz Moraes dos Reis (professor da ESS/UFRJ. Conselheiro do CFESS - Gestão 2002-
2005/2005-2008, ex-diretor CRESS 7a Região), intitulado “Notas sobre o Projeto Ético
Político do Serviço Social”.
Em http://cress-es.org.br/projetoetico.htm

A docência no curso de serviço social, tanto em nível de graduação quanto no de


pós-graduação, deve ter caráter interdisciplinar, não sendo privativa do assistente
social a atribuição de assumir as disciplinas que exijam conhecimentos próprios e
adquiridos no referido curso de formação regular.
CERTA
Art. 5º Constituem atribuições privativas do Assistente Social:

VII - dirigir e coordenar Unidades de Ensino e Cursos de Serviço Social, de graduação


e pós-graduação;
A atuação do assistente social em terapias individuais ou coletivas requer formação
complementar e reconhecimento dos conselhos regionais de serviço social.
ERRADA
RESOLUÇÃO CFESS Nº 569, de 25 de março de 2010      Ementa: Dispõe sobre a
VEDAÇÃO da realização de  terapias associadas ao título e/ou ao exercício  profissional
do assistente social.   
Art. 1º. A realização de terapias não constitui atribuição e competência do assistente
social.    Art. 2º. Para fins dessa Resolução consideram-se como terapias individuais,
grupais e/ou comunitárias:    a. Intervenção profissional que visa a tratar problemas
somáticos, psíquicos ou psicossomáticos,  suas causas e seus sintomas;  b. Atividades
profissionais e/ou clínicas com fins medicinais, curativos, psicológicos e/ou 
psicanalíticos que atuem sobre a psique.    Art. 3º. Fica vedado ao Assistente Social
vincular ou associar ao título de assistente social e/ou ao  exercício profissional as
atividades definidas no artigo 2º desta Resolução;    Parágrafo primeiro – O Assistente
Social, em seu trabalho profissional com indivíduos, grupos e/ou  famílias, inclusive em
equipe multidisciplinar ou interdisciplinar, deverá ater-se às suas habilidades, 
competências e atribuições privativas previstas na Lei 8662/93, que regulamenta a
profissão de assistente  social.    Parágrafo segundo – A presente Resolução assegura
a atuação profissional com indivíduos, grupos,  famílias e/ou comunidade,
fundamentada nas competências e atribuições estabelecidas na Lei 8662/93,  nos
princípios do Código de Ética do Assistente Social e nos fundamentos históricos,
teóricos e  metodológicos do Serviço Social previstos na Resolução CNE/CES/MEC nº
15, de 13 de março de 2002,  garantindo o pluralismo no exercício profissional. 
O profissional que, no exercício de funções, atividades ou tarefas atribuídas ao
assistente social, ocupe cargo de designação genérica está isento de registro no
conselho regional de serviço social.
ERRADA
A conjuntura brasileira recente, marcada pela redução de direitos sociais, impõe
limites à atuação do profissional do serviço social no que diz respeito ao
engajamento político na defesa dos referidos direitos, condicionando-se o
assistente social a atender às demandas do projeto neoliberal.
ERRADA
Ainda que não esteja capacitado pessoal e tecnicamente, o assistente social deve
assumir a responsabilidade por atividades demandadas pelos usuários do serviço.
ERRADA
A origem da moral atende a necessidades práticas de regulamentação do
comportamento dos indivíduos, cumprindo uma função social no processo de
reprodução das relações sociais.
CERTA
De acordo com a perspectiva marxista, a ética orienta a reflexão humana em
direção à realização da liberdade no horizonte da emancipação, pois, fazendo parte
das escolhas humanas, as ações éticas interferem, de algum modo, nos processos
sociais.
CERTA
O tratamento moral da questão social revela-se na defesa de um projeto que busca
assegurar a ordem, constituindo as lutas políticas indícios de uma desordem que
deve ser combatida.
CERTA
A ética é um modo de ser prático-social que, para se objetivar, supõe a
participação consciente e racional do indivíduo que dispõe de um grau relativo de
liberdade, de autonomia, para avaliar, escolher, deliberar e projetar suas ações.
CERTA
A relação entre questão social e direitos exige o reconhecimento do indivíduo
social, com sua capacidade de resistência e conformismo frente às situações de
opressão e de exploração vivenciadas.
CERTA
A relação entre questão social e direitos exige o reconhecimento do indivíduo
social, com sua capacidade de resistência e conformismo frente às situações de
opressão e de exploração vivenciadas.
ERRADA
No marco da teoria social crítica, a questão social é considerada um fenômeno
recente, típico do trânsito do padrão de acumulação no esgotamento dos trinta
anos gloriosos da expansão capitalista.
ERRADA
A questão social, cujas múltiplas expressões são alvo do exercício profissional do
assistente social, encontra-se na base da profissionalização do serviço social como
atividade auxiliar e subsidiária na reprodução da força de trabalho, revelando,
assim, o seu caráter contraditório.
CERTA
A saúde da família, considerada um conjunto de ações vinculadas à atenção básica,
direcionadas para distintos grupos populacionais, constitui a principal estratégia de
atenção à saúde no país.
CERTA
Em relação à política nacional de humanização do SUS, a transversalidade implica
reconhecer que as diferentes especialidades e práticas de saúde podem interagir
com a experiência daquele que é assistido.
CERTA
A atual concepção de saúde do trabalhador considera o aspecto social como
determinante das condições da saúde, apregoando tanto o tratamento de doenças
como — e sobretudo — sua prevenção por meio de ações de promoção da saúde.
CERTA
O primeiro nível de atenção do SUS é o atendimento básico efetuado por
profissionais da medicina. Esse nível se caracteriza por ações de proteção da saúde
que visam ao diagnóstico, ao tratamento e à reabilitação dos pacientes.
ERRADA
De acordo com a política nacional de assistência social, os serviços de proteção
social especial, que requerem acompanhamento individual e maior flexibilidade nas
medidas protetivas, devem ser realizados nos centros de referência da assistência
social.
ERRADA
Nos CREAS
O princípio da democratização, presente na Constituição Federal de 1988 (CF) e na
Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), materializa-se em diferentes instâncias,
inclusive na deliberativa, na qual estão incluídas as comissões intergestoras.
ERRADA
A gestão financeira da assistência social se efetiva por meio de fundos geridos
pelos próprios conselhos de assistência espalhados pelo país.
ERRADA
Os objetivos da seguridade social fundamentam-se, entre outros aspectos, no
caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão bipartite
com participação dos aposentados e dos empregadores.
ERRADA
Depreende-se dos princípios constitucionais da seguridade social e de sua
efetivação que as fontes de recursos para seu financiamento são diversificadas e
que esse financiamento tem caráter progressivo.
ERRADA
Não, no caso só a Previdência Social.
Depreende-se dos princípios constitucionais da seguridade social e de sua
efetivação que as fontes de recursos para seu financiamento são diversificadas e
que esse financiamento tem caráter progressivo.
ERRADA
O princípio organizador das políticas sociais brasileiras voltadas à população
economicamente ativa e aos inativos ampara-se no assalariamento formal no
mercado de trabalho.
CERTA
A aposentadoria por invalidez é um benefício concedido ao segurado incapacitado
para o trabalho — inclusive para aquele incapacitado por acidente de qualquer
natureza —, desde que ele tenha contribuído por, no mínimo, seis meses.
ERRADA
Aposentadoria por invalidez: Essa aposentadoria é concedida às pessoas que, por
doença ou acidente, forem consideradas sem condições de trabalhar por um médico da
Previdência Social. 
Para ter direito a essa aposentadoria, o trabalhador tem que contribuir para a
Previdência Social por no mínimo 12 meses, no caso de doença. Se for acidente, esse
prazo de carência não é exigido, mas é preciso estar inscrito na Previdência Social.
Integram os sistemas de ensino dos estados e do Distrito Federal somente as
instituições mantidas pela rede pública.
ERRADA
De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB/1996

Art. 17. Os sistemas de ensino dos Estados e do Distrito Federal compreendem:


I - as instituições de ensino mantidas, respectivamente, pelo Poder Público estadual e
pelo Distrito Federal;
II - as instituições de educação superior mantidas pelo Poder Público municipal;
III - as instituições de ensino fundamental e médio criadas e mantidas pela iniciativa
privada;
IV - os órgãos de educação estaduais e do Distrito Federal, respectivamente.
Parágrafo único. No Distrito Federal, as instituições de educação infantil, criadas e
mantidas pela iniciativa privada, integram seu sistema de ensino.

De acordo com a Lei Maria da Penha, a violência contra a mulher caracteriza-se


pela lesão corporal, de modo que um dano patrimonial, por exemplo, não pode
caracterizar ato de violência doméstica e familiar contra a mulher. 
ERRADA
Art. 7o  da LEI MARIA DA PENHA -

  São formas de violência doméstica e familiar contra a mulher, entre outras:


I - a violência física, entendida como qualquer conduta que ofenda sua integridade ou
saúde corporal;
II - a violência psicológica, entendida como qualquer conduta que lhe cause dano
emocional e diminuição da auto-estima ou que lhe prejudique e perturbe o pleno
desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar suas ações, comportamentos,
crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação,
isolamento, vigilância constante, perseguição contumaz, insulto, chantagem,
ridicularização, exploração e limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que
lhe cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação;
III - a violência sexual, entendida como qualquer conduta que a constranja a
presenciar, a manter ou a participar de relação sexual não desejada, mediante
intimidação, ameaça, coação ou uso da força; que a induza a comercializar ou a
utilizar, de qualquer modo, a sua sexualidade, que a impeça de usar qualquer método
contraceptivo ou que a force ao matrimônio, à gravidez, ao aborto ou à prostituição,
mediante coação, chantagem, suborno ou manipulação; ou que limite ou anule o
exercício de seus direitos sexuais e reprodutivos;
IV - a violência patrimonial, entendida como qualquer conduta que configure retenção,
subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho,
documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os
destinados a satisfazer suas necessidades;
V - a violência moral, entendida como qualquer conduta que configure calúnia,
difamação ou injúria.

O Programa Nacional de Direitos Humanos–3 recomenda a realização de


campanhas sobre paternidade responsável, bem como a ampliação da licença-
paternidade, como forma de contribuir para a corresponsabilidade e para o
combate ao preconceito relativo à inserção das mulheres no mercado de trabalho.
CERTA
Diretriz 7. Objetivo Estratégico VI
Responsável: Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República
i)Realizar campanhas envolvendo a sociedade civil organizada sobre paternidade
responsável, bem como ampliar a licença-paternidade, como forma de contribuir para
a corresponsabilidade e para o combate ao preconceito quanto à inserção das
mulheres no mercado de trabalho.
Conforme as deliberações das Nações Unidas sobre a mulher, a concepção de
gênero vai além do aspecto biológico e inclui a compreensão das relações entre
homens e mulheres como produto de padrões socioculturais.
CERTA
Os princípios fundamentais emanados das diretrizes das Nações Unidas para a
prevenção da delinquência juvenil recomendam a realização de programas
preventivos direcionados aos jovens, prioritariamente àqueles a partir de doze anos
de idade.
ERRADA
Segundo o Manual: Normas e Princípios das Nações Unidas em Matéria de Prevenção
ao Crime e Justiça Criminal, pg 78 (Princípios Orientadores das Nações Unidas para a
Prevenção da Delinquência Juvenil), encontramos:

1. A prevenção da delinquência juvenil é uma parte essencial da prevenção ao crime


na sociedade. Com a participação em atividades lícitas e socialmente úteis e com a
adoção de uma orientação humanística em relação à sociedade e à vida, os jovens
podem desenvolver atitudes não criminosas.
2. A prevenção bem-sucedida da delinquência juvenil exige esforços por parte de toda
a sociedade para assegurar o desenvolvimento harmonioso dos adolescentes, com
respeito e promoção de sua personalidade desde os estágios iniciais da infância.
3. Para efeitos de interpretação destas diretrizes, deve-se seguir uma orientação
centrada na criança. Jovens devem ter um papel ativo e manter uma parceria com a
sociedade e não serem considerados meros objetos de socialização ou controle.
4. Na implementação destas diretrizes, o bem-estar dos jovens desde os estágios
iniciais da infância deve ser o foco de qualquer programa preventivo, de acordo com o
sistema legal nacional.
Assim, concluímos que o processo de prevenção à que se refere a questão,
deve inicir cedo, não aos 12 anos, mas já nos estagios iniciais da infancia...
A Previdência Social tem por fim assegurar aos seus beneficiários meios
indispensáveis de manutenção, por motivo de incapacidade, de idade avançada, de
tempo de serviço, de desemprego involuntário, de encargos de família e de
reclusão ou morte daqueles de quem os dependentes dependiam economicamente.
CERTA
De acordo com as alterações recentes da LOAS, consideram-se entidades de
assistência social somente as entidades de atendimento no âmbito da proteção
social básica, que executam serviços dirigidos às famílias, desde que em caráter
continuado, permanente e planejado.
ERRADA
 São de atendimento aquelas entidades que, de forma continuada,
permanente e planejada, prestam serviços, executam programas ou projetos
e concedem benefícios de prestação social básica ou especial, dirigidos às
famílias e indivíduos em situações de vulnerabilidade ou risco social e
pessoal, nos termos desta Lei, e respeitadas as deliberações do Conselho
Nacional de Assistência Social (CNAS), de que tratam os incisos I e II do art.
18.(Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
Art. 3o  Consideram-se entidades e organizações de assistência social aquelas sem fins
lucrativos que, isolada ou cumulativamente, prestam atendimento e assessoramento
aos beneficiários abrangidos por esta Lei, bem como as que atuam na defesa e
garantia de direitos. (Redação dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 1o  São de atendimento aquelas entidades que, de forma continuada, permanente e
planejada, prestam serviços, executam programas ou projetos e concedem benefícios
de prestação social básica ou especial, dirigidos às famílias e indivíduos em situações
de vulnerabilidade ou risco social e pessoal, nos termos desta Lei, e respeitadas as
deliberações do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), de que tratam os
incisos I e II do art. 18. (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 2o  São de assessoramento aquelas que, de forma continuada, permanente e
planejada, prestam serviços e executam programas ou projetos voltados
prioritariamente para o fortalecimento dos movimentos sociais e das organizações de
usuários, formação e capacitação de lideranças, dirigidos ao público da política de
assistência social, nos termos desta Lei, e respeitadas as deliberações do CNAS, de que
tratam os incisos I e II do art. 18. (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 3o  São de defesa e garantia de direitos aquelas que, de forma continuada,
permanente e planejada, prestam serviços e executam programas e projetos voltados
prioritariamente para a defesa e efetivação dos direitos socioassistenciais, construção
de novos direitos, promoção da cidadania, enfrentamento das desigualdades sociais,
articulação com órgãos públicos de defesa de direitos, dirigidos ao público da política
de assistência social, nos termos desta Lei, e respeitadas as deliberações do CNAS, de
que tratam os incisos I e II do art. 18. (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
O Estatuto do Idoso prevê aplicação de multa para os casos de omissão quando o
profissional de saúde ou o responsável pelo estabelecimento de saúde tiver
conhecimento de crimes praticados contra idosos em instituições de longa
permanência e não comunicar os fatos à autoridade competente.
CERTA
Art. 57. Deixar o profissional de saúde ou o responsável por estabelecimento de saúde
ou instituição de longa permanência de comunicar à autoridade competente os casos
de crimes contra idoso de que tiver conhecimento: Pena – multa de R$ 500,00
(quinhentos reais) a R$ 3.000,00 (três mil reais), aplicada em dobro no caso de
reincidência.
Constitui responsabilidade do estabelecimento de ensino notificar às autoridades —
conselho tutelar, juiz competente da comarca e representante do Ministério Público
— a relação de alunos com faltas acima de 50% do percentual permitido em lei.
CERTA
LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996    Estabelece as diretrizes e
bases da educação nacional.
Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as
do seu sistema de ensino, terão a incumbência de:
VIII – notificar ao Conselho Tutelar do Município, ao juiz competente da
Comarca e ao respectivo representante do Ministério Público a relação dos
alunos que apresentem quantidade de faltas acima de cinqüenta por cento
do percentual permitido em lei.(Incluído pela Lei nº 10.287, de 2001)

De acordo com a Lei Nacional de Adoção, os pretendentes à adoção domiciliados no


Brasil devem apresentar, entre outros, atestado de sanidade física e mental,
certidão de antecedentes criminais e certidão negativa de distribuição cível.
CERTA
Certidão negativa de distribuição cível:  Esta Certidão Informa a existência de processo
em nome do requisitante nos Fóruns da Justiça Federal do Estado (cível, fiscal e
criminal). Também conhecida como Certidão Negativa de Processos ou Nada Consta. 
O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil visa amenizar, por meio da
concessão de bolsas para famílias de crianças e adolescentes envolvidos no
trabalho precoce, a prática do trabalho exercido por menores de dezoito anos de
idade — salvo no caso de menores a partir dos dezesseis anos de idade que
trabalhem na condição de aprendiz.
ERRADA
Amenizar não, erradicar!
O tipo mais frequente de violência a que estão sujeitas as crianças e os
adolescentes é a violência conjuntural, relacionada, principalmente, ao fato de que
muitos deles se originam de famílias em precária situação socioeconômica.
ERRADA
O Estatuto da Igualdade Racial, instituído em 2010, considera população negra o
conjunto de pessoas que se autodeclaram pretas e pardas, conforme o quesito cor
ou raça usado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
CERTA
Situações decorrentes de desigualdades étnicas que acarretem lesões e ameaças de
lesão aos interesses da população negra devem ser apreciadas pelo Poder
Judiciário em ação civil pública, entre outros instrumentos.
CERTA
A atual lei sobre drogas trata o uso de drogas como uma questão de polícia, na
medida em que obriga os usuários a se submeterem a tratamento, contribuindo
para o aumento da demanda judicial por tratamento e para que o atendimento no
Sistema Único de Saúde seja tratado como uma questão que depende de
determinação judicial.
ERRADA
Drogas como questão de saúde.
Análises críticas das ações preventivas relativas ao uso de drogas realizadas no país
destacam o seu caráter amedrontador e a falta de precisão das informações
veiculadas. Essas análises recomendam que sejam utilizadas formas inovadoras de
prevenção que alcancem a população em situação de rua.
CERTA
A globalização da economia é um dos fatores determinantes para o movimento
observado atualmente da epidemia do tabagismo e de doenças relacionadas ao
tabaco de países desenvolvidos para países em desenvolvimento.
CERTA

Segundo o Manual AÇÃO GLOBAL PARA O CONTROLE DO TABACO O 1 TRATADO


INTERNACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA pg. 05:"Ao longo das últimas décadas, a
globalização da economia contribuiu para a expansão desse comércio. O contexto
econômico criado através da globalização tem permitido que as grandes companhias
transnacionais de tabaco possam dirigir seus esforços de expansão para países com
baixo custo de produção e com um elevado potencial de consumo. Esse processo
resultou em uma grande expansão deste mercado para países do Leste Europeu, da
América Latina, da Ásia e da África nos últimos anos. Foi assim que países como o
Japão, Tailândia e Taiwan, após a entrada das grandes transnacionais de cigarros nos
seus mercados internos, experimentaram um importante aumento de consumo de
cigarros".
Em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/inca../acao_global.pdf

Nas situações em que se configure omissão ou abuso por parte dos pais ou do
responsável, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê a destituição do
poder familiar como medida de proteção, por meio de ação do Ministério Público.
CERTA
O ECA estabelece que os adolescentes com doença ou deficiência mental em
cumprimento de medida socioeducativa de semiliberdade devem receber
tratamento individual e especializado, em local adequado às suas condições.
CERTA
De acordo com o ECA, a medida de internação, cujo prazo máximo é de dois anos,
visa, prioritariamente, à sanção.
ERRADA
De acordo com o ECA, a medida de internação, cujo prazo máximo é de três anos,
visa, prioritariamente, à sanção.

A internação não possui prazo determinado, ou seja a sentença que a  executa não
traz o prazo que a medida vai durar, ela poderá ter a duração de até 3  anos e em
hipótese alguma excederá esse prazo, sendo que a cada seis meses  será reavaliada
em decisão judicial fundamentada que justificará a sua manutenção  ou o seu término,
conforme disciplina o art. 121, §§ 2º e 3º, do ECA. Dessa forma,  o adolescente sujeito
a medida de internação apenas sabe que não ficará internado  por prazo superior a 3
anos, qualquer possibilidade de liberação antes desse prazo  é mera expectativa. 
O questionário, como instrumento de coleta de dados, deve ser preenchido pelo
entrevistador durante a entrevista face a face.
ERRADA
O processo de planejamento implica pensar antes de agir, analisar cada uma das
possibilidades e suas respectivas vantagens e desvantagens, ou seja, visa traçar os
possíveis caminhos em direção ao futuro, sem, contudo, predizê-lo.
CERTA
O assistente social deve ser capaz de entender as demandas que lhes são
colocadas, mediando os interesses em determinada direção ético-política e
reconstruindo o objeto da intervenção.
CERTA
São documentos resultantes da planificação o plano — documento que detalha a
política, as diretrizes, metas e medidas instrumentais —, o programa — que
sistematiza e estabelece o traçado prévio da operação de um conjunto de ações —
e o projeto — instrumental mais próximo da execução.
ERRADA
A atitude investigativa como processo analítico intelectual busca a reconstrução do
objeto de intervenção profissional. Para tanto, exige-se uma sistematização da
prática, de forma a se garantir, por um lado, a centralidade da teoria/método e, por
outro, a sua instrumentalização na dimensão técnico-operativa.
CERTA
A formulação de um projeto de intervenção apoiado na teoria dialético-crítica tem
como referência os fatos observados, com o objetivo de se evidenciarem as
relações entre esses fatos.
ERRADA
Partindo-se da premissa de que, intuitivamente, o pesquisador está sempre
investigando, é correto afirmar que toda investigação é uma pesquisa científica
que, por isso, produz conhecimento teórico.
ERRADA
É importante saber que toda a investigação é um processo sistemático de pesquisa de
saber, porém nem toda a investigação é científica.
Pesquisa científica é um processo de pesquisa sistemática que se baseia em princípios
conjuntos de carácter empírico-racional, estando o carácter empírico relacionado com o
esforço que o cientista faz para validar a sua teoria a partir da experiência.
O carácter racional da investigação científica baseia-se na adopção de regras de lógica.
O raciocínio lógico seguido numa investigação científica, é geralmente de dois tipos:
dedutivo ou indutivo. 
O raciocínio dedutivo parte de ideias gerais e abstratas de modo a extrair dados
específicos e particulares, partido-se assim do geral para o particular e a conclusão
obtida só é correta se as premissas de que se parte forem verdadeiras. A conclusão
está assim tão ligada às premissas que a verdade destas desencadeia a verdade da
conclusão. 
No raciocínio indutivo o percurso lógico é efectuado na direção contrária, sendo a
partir do estudo de um número limitado de casos que é esperado fazer emergir uma
relação significativa entre eles, com a possibilidade da generalização a novos casos. 
Laudos e relatório resultam de um estudo realizado a partir da avaliação de um
profissional, que pode apresentar, ainda, um parecer sobre o que foi analisado. A
diferença entre laudo e parecer reside na natureza da fundamentação técnica de
ambos.
CERTA
Na condução de entrevista no contexto judicial, recomenda-se ao assistente social
colher informações sobre os antecedentes do entrevistado, evitando, dessa forma,
que este seja obrigado a repetir informações que já constem dos autos processuais.
CERTA
Como a modalidade de entrevista semiestruturada facilita a obtenção de dados,
além de possibilitar a compreensão de sua dinâmica, os assistentes sociais a têm
frequentemente adotado.
CERTA
A socialização das informações relativas aos direitos sociais, para além da simples
orientação da legislação e dos atos normativos, constitui um processo político que
visa tornar transparente para o usuário o significado das políticas sociais.
CERTA
Na elaboração de um parecer, deve-se levar em consideração a observação e os
estudos socioeconômicos, que exigem aproximação com a realidade social dos
sujeitos demandantes da ação. Essa aproximação pode ser efetuada
exclusivamente por meio de visita domiciliar.
ERRADA
A intervenção em situações familiares consiste em identificar as fontes de
dificuldades familiares e as possibilidades de mudança, as quais pressupõem
transformações das relações internas das famílias e das relações delas com a
sociedade.
CERTA
A parceria incrementada no mesmo espaço profissional, onde diferentes ângulos de
intervenção são produzidos, ainda que não ocorra sistematização de uma proposta
comum, configura uma prática interdisciplinar.
ERRADA
O fenômeno do welfare state  configura-se por meio de sistemas nacionais de
proteção social marcados pela homogeneidade de suas políticas, todas de caráter
universal e redistributivo. 
ERRADA
O QUE É O WELFARE STATE? - Definição Comum - Sistema que envolve
responsabilidade estatal para garantir o bem-estar básico dos cidadãos. Seu estudos
tem recebido pouquíssima atenção conceitual. Seus estudos são motivados por outros
interesses teóricos quanto a: poder, industrialização, contradições capitalistas, Sistema
de proteção social, crise fiscal etc. Ajudam a legitimação do sistema? Ajudam ou
contradizem o mercado? O que significa bem-estar básico?
  - O Welfare state não pode ser compreendido só em termos de direitos e garantias.
  - É preciso, ainda, considerar de que forma as atividades estatais se entrelaçam com
família em termos de provisão social.
  · DIREITOS E "DESMERCADORIZACÃO" - Quando os mercados prevalecem o bem
estar dos indivíduos passam depender inteiramente de relações monetários. A
desmercadorização do bem-estar ocorre quando a prestação de um serviço é vista
como uma questão de direito ou quando uma pessoa pode manter-se sem depender
do mercado. A mera presença de previdência ou da assistência social não gera
necessariamente uma desmercadorização significativa se os indivíduos não se
emanciparem ao ponto de não dependerem do mercado.
  · REGIME DE WELFARE STATES - Welfare State Liberal - (E.E.U.U, Canadá e
Austrália) = Predominância da assistência social aos pobres, reduzidos benefícios
universais e modestos planos de previdência social. É o menos desmercadorizantes, o
mais restritivo quanto ao reconhecimento de direitos e o mais associado à lógica do
mercado.
  · Welfare State Conservador - Corporativo - (França, Alemanha, Itália). Estrutura-se
como provedor de benefícios sociais alternativas ao mercado.4 Efetiva o direito social
amplo porém associado às diferenças de classe e de status. O Impacto redistributivo.
  · Welfare State Social Democrata (Dinamarca, Suécia, Finlândia, Noruega) Pressupõe
maior desmercadorização e universalização dos direitos sociais. Exclui a via do
mercado, constituindo um sistema de solidariedade universal em que todos possam ter
acesso a serviços sociais de qualidade e desfrutar dos mesmos direitos.

Fonte: AS TRÊS ECONOMIAS POLÍTICAS DO WELFARE STATE -ESPING ANDERSON


Profª.: Socorro Osterne*

*  Doutora em Serviço Social (UFPe); Livre Docente em Serviço Social (UECE);


Professora Adjunta do Curso de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em
Políticas Públicas e Sociedade da Universidade Estadual do Ceará.
No campo das políticas sociais, a experiência brasileira do período tecnocrático-
militar caracteriza-se pela implementação de políticas de caráter
desenvolvimentista.
ERRADA
PERIODO TECNOCRATICO MILITAR
            Como nos períodos anteriores, este também se subdivide de 1964 a 1985, vai
do governo de Castelo Branco até o de Figueiredo que termina em 1985. As principais
mudanças deste é que o Estado deixa de ser populista, tornando-se tecnocrático, as
reformas institucionais que acompanharam essas modificações resultaram na
reestruturação da maquina estatal, privilegiando o planejamento direto, a
racionalização burocrática e a supremacia do saber técnico sobre a participação
popular. Neste contexto surgiram no país a valorização do capital estrangeiro e o
conceito de política social, levando em consideração, o desenvolvimento do país.
            Nos primeiros anos da era tecnocrática, que vai de 1964 até 1967, o governo
procurou dar continuidade aos programas das políticas anterior, sempre buscando
atender os interesses do mercado. A partir de 1967 até 1974 a política social deixou de
ser vista apenas como um suplemento da economia e se consolidou como um dos
meios mais importantes pra acumulação de capital. Sobretudo o período de 1974 até
1979 foi quando houve grandes modificações na economia do país, a partir da metas
de Juscelino. Estes períodos são marcados pela falta de interesse do governo em
atender as classes pobres, seus principais interesses era o desenvolvimento de obras
faraônicas, temos como exemplo a construção da Transamazônica. Dessa forma se
houvesse agitação sociais, em busca de   reformas sociais o Estado reagia de forma
opressiva. O período de 1980 a 1985, sob o governo de Figueiredo, foi marcado pela
diminuição dos gastos sociais, em decorrência do aumento do déficit publico herdada
do governo anterior. Este período foi marcado pela opressão da sociedade que lutava
por democracia e questionava a situação das populações pobres. Assim a postura do
Governo de não atender precisamente as questão sociais, ocasionou o aumento do
desemprego e da miséria no país.

As políticas sociais vigentes no Brasil até meados da década de 80 do século XX


apoiaram-se no princípio do mérito, ou seja, na posição ocupacional e de renda do
indivíduo, no interior da estrutura produtiva.
CERTA
A principal contribuição da perspectiva marxista para a abordagem das políticas
sociais consiste no tratamento de processos sociais como fatos sociais.
ERRADA
Fatos não! São fenômenos sociais.
Na perspectiva do Estado liberal, um dos pressupostos essenciais das políticas
sociais é a ideia de que o bem-estar individual maximiza o bem-estar coletivo.
CERTA
A concepção de Estado como produtor exclusivo de política pública privilegia a
relação dialética entre Estado e sociedade.
ERRADA
A intervenção do Estado em demandas sociais é o único fator que determina a
natureza pública de uma política social.
ERRADA
As políticas sociais públicas são aquelas que se identificam diretamente com os
direitos individuais e são guiadas pelo princípio da igualdade
ERRADA
A história das políticas sociais vincula-se à história da sociedade capitalista e à
consolidação dos modernos Estados nacionais.
CERTA
A inclusão do campo da saúde do trabalhador no âmbito do direito universal à
saúde e na competência do Sistema Único da Saúde foi determinada pela política
nacional de segurança e saúde do trabalhador.
ERRADA
O texto da Carta Magna, em seu artigo 198, afirma ainda que “ ... As ações e serviços
de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema
único...” e, em seu artigo 200, está definido que “... ao Sistema Único de Saúde
compete... executar as ações de saúde do trabalhador...”, assim como “... colaborar na
proteção do meio ambiente, nele compreendido o do trabalho...”
A II Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador exerceu importante papel na
demarcação política da competência do Ministério do Trabalho e Emprego para
esse ministério coordenar as ações de promoção e recuperação da saúde dos
trabalhadores.
ERRADA
A implementação da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador
(RENAST) ocorre por meio da estruturação da rede de centros de referência em
saúde do trabalhador.
ERRADA
Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador é composta por 178
Centroes estaduais e regionais de referência em saúde do trabalhador e por uma rede
sentinela de 1.000 serviços médicos e ambulatoriais de média e alta complexidade
responsáveis por diagnosticar os acidentes e doenças relacionados ao trabalho e por
registrá-los no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-NET). Uma
das diretrizes da Política Nacional de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, a
Renast responde pela execução de ações curativas, preventivas, de promoção e de
reabilitação à saúde do trabalhador brasileiro.
Entre os desafios profissionais no âmbito da saúde, incluindo- se a saúde do
trabalhador, está o enfrentamento à ameaça, representada pela expansão da
focalização e redução de financiamento público, ao projeto de reforma sanitária.  

CERTA
A deterioração das condições de trabalho constitui objeto de intervenção
profissional do assistente social.

CERTA
A concepção de saúde do trabalhador amplia a de saúde ocupacional na medida em
que incorpora a participação do trabalhador, como sujeito e protagonista, no campo
de produção de conhecimentos e de intervenção social.
CERTA
A legislação previdenciária considera, entre os segurados obrigatórios, o brasileiro
ou o estrangeiro domiciliado e contratado no Brasil para trabalhar como empregado
em sucursal ou agência de empresa nacional no exterior.
CERTA
Consideram-se beneficiários do RGPS, na condição de dependentes do segurado, o
enteado e o menor tutelado equiparados a filhos, mediante declaração do
segurado, desde que comprovada a dependência econômica.CERTA
Lei nº 8.213/91: Art.15. Mantém a qualidade de segurado, independentemente de
contribuições:
I - sem limite de prazo, quem está em gozo de benefício;
II - até 12 (doze) meses após a cessação das contribuições, o segurado que deixar de
exercer atividade remunerada abrangida pela Previdência Social ou estiver suspenso
ou licenciado sem remuneração;
III - até 12 (doze) meses após cessar a segregação, o segurado acometido de doença
de segregação compulsória;
IV - até 12 (doze) meses após o livramento, o segurado retido ou recluso;
V - até 3 (três) meses após o licenciamento, o segurado incorporado às Forças
Armadas para prestar serviço militar;
VI - até 6 (seis) meses após a cessação das contribuições, o segurado facultativo.
Consideram-se beneficiários do RGPS, na condição de dependentes do segurado, o
enteado e o menor tutelado equiparados a filhos, mediante declaração do
segurado, desde que comprovada a dependência econômica.
De acordo com o art. 16 da lei 8.213/1991 são "beneficiários do Regime Geral de
Previdência Social, na condição de dependentes do segurado:
CERTA
       I - o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado, de
qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido ou que tenha deficiência
intelectual ou mental que o torne absoluta ou relativamente incapaz, assim declarado
judicialmente;   
     II - os pais;
     III - o irmão não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um)
anos ou inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental que o torne absoluta
ou relativamente incapaz, assim declarado judicialmente;    (Redação dada pela Lei nº
12.470, de 2011)
          § 1º A existência de dependente de qualquer das classes deste artigo exclui do
direito às prestações os das classes seguintes.
        § 2º .O enteado e o menor tutelado equiparam-se a filho mediante declaração do
segurado e desde que comprovada a dependência econômica na forma estabelecida
no Regulamento. (Redação dada pela Lei nº 9.528, de 1997)"

Para a concessão do auxílio-acidente, exige-se que o segurado tenha o tempo


mínimo de doze meses de contribuição e não perceba, cumulativamente, outro
benefício previdenciário. 
ERRADA
PESQUISAR dados ATUAIS
Para concessão de pensão por morte, não se exige tempo mínimo de contribuição,
mas é necessário que o óbito tenha ocorrido enquanto o trabalhador tivesse a
qualidade de segurado.
CERTA
Em situações de adoção e guarda de criança com até um ano de idade, à segurada
contribuinte é garantido o salário- maternidade pelo período de cento e vinte dias.
CERTA
PESQUISAR dados ATUAIS
A aposentadoria por invalidez é devida ao segurado considerado incapaz e
insuscetível de reabilitação para o exercício de atividade que lhe garanta a
subsistência, condicionada a comprovação de incapacidade por exame médico-
pericial realizado pela previdência social.
CERTA
Configura acidente de trabalho a ocorrência de lesão corporal que cause ao
segurado no exercício de seu trabalho, a serviço da empresa, dano ou perda ou
redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. 
CERTA
Mas incompleta.
Entre as prestações, expressas em benefícios e serviços do RGPS, encontra-se a
aposentadoria por tempo de serviço.
ERRADA
Hoje no RGPS:
Quatro Aposentadorias: Aposentadoria por invalidez, Aposentadoria por idade,
Aposentadoria por tempo de contribuição e Aposentadoria Especial.
Três Auxilios: Auxilio Doença, Auxilio acidente e Auxilio reclusão.
Dois Salarios: Salário maternidade e Salário familia.
Dois Serviços: Reabilitação profissional e Serviço Social.
Uma pensão: Por morte
A vigilância da saúde dos trabalhadores em relação ao trabalho não pode implicar
para eles nenhuma perda de vencimentos, devendo ser gratuita e, na medida do
possível, realizar-se durante as horas de trabalho
CERTA
Toda informação relativa à função exercida ou ao estado de saúde de um
trabalhador com deficiência deve ser divulgada nos diferentes setores da empresa
com a intenção de promover a discussão sobre a discriminação no ambiente de
trabalho.
ERRADA
Os procedimentos de segurança do trabalho são determinados por normas
regulamentadoras, de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas,
sob fiscalização, em âmbito nacional, da Secretaria de Segurança e Saúde no
Trabalho.
CERTA
A realização de atividades relacionadas com a segurança e medicina do trabalho,
inclusive a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, é de
competência de instância estadual, por meio das secretarias de estado do
trabalho.
ERRADA
PESQUISAR
No que diz respeito a ações relativas à segurança do trabalho, cabe
exclusivamente ao Estado, quando for necessário, o fornecimento de roupas e
equipamentos de proteção adequados a fim de prevenir os riscos de acidentes ou
de efeitos prejudiciais para a saúde.
ERRADA
Experiências multidisciplinares caracterizam-se pela existência de relações de
poder expressas na hierarquização dos saberes e no restrito diálogo entre os
profissionais.

CERTA
Eduardo Mourão Vasconcelos conceitua Multidisciplinaridade e Interdisciplinaridade da
seguinte forma

Multidisciplinariadade: traz como uma das principais características a negação da


cooperação, ou seja, apesar de produzir simultaneamente, sob o mesmo objetivo,
parece não haver relações existentes entre as disciplinas. Este tipo de cooperação esta
muito presente nos ambulatórios. Assim considero que o dialogo entre os profissionais
neste espaço é restrito, onde observa-se que sua comunicação fica restrita ao pedido
de parecer, ficando visível as existencia das relações de poder.

Interdisciplinaridade:há uma axiomática comum, um gupo de disciplinas conexas, com


uma tendência de horizontalização das relações poder, com a tendência a criação de
um saber autônomo. Na interdisciplinaridade auxiliar há uma apropriação de
contribuições de outras disciplinas de forma subordinada (ele ilustra esta situação com
o conceito de paramédica). A interdisciplinaridade que o autor defende é a estrutural,
onde há reciprocidade, enriquecimento mútuo, com a tendência à horizontalização do
poder

FONTE: VASCONCELOS, E. M. Serviço Social e Interdisciplinaridade: o exemplo da


saúde mental. In:  VASCONCELOS, Eduardo Mourão et alli (org.). Saúde Mental e
Serviço Social: o desafio da subjetividade e da interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez. 
O trabalho em equipe interdisciplinar permite que o parecer acerca de determinada
situação seja emitido conjuntamente pelos profissionais nela envolvidos, de modo
que o assistente social pode manifestar-se por escrito a respeito de áreas de
atuação diferentes da sua.
ERRADA
PESQUISAR
A atitude plural no trabalho interdisciplinar pressupõe a conciliação entre as
distintas expressões teóricas que fundamentam as correntes profissionais.
ERRADA
Entre os parâmetros utilizados para determinar a pertinência do trabalho em equipe
está identificar a tarefa a ser realizada e verificar se ela possibilita a criação de
propósito comum para os membros da equipe que seja mais do que a soma de seus
objetivos individuais. 

ERRADA
No trabalho em equipe, é indispensável impedir a instalação de conflitos, a fim de
se manter a harmonia entre competências e backgrounds profissionais distintos e a
colaboração interdisciplinar.
ERRADA

No modelo de práticas colaborativas, os profissionais contribuem para promover a


segurança e a alta qualidade dos serviços, tendo em vista sua autonomia,
sua expertise e a ausência de hierarquia.
CERTA
A Política Nacional sobre Drogas preconiza a prevenção fundamentada na filosofia
da responsabilidade compartilhada, com a construção de redes sociais que visem à
melhoria das condições de vida e promoção geral da saúde.
CERTA
1. PREVENÇÃO
1.1 Orientação geral
1.1.1 A efetiva prevenção é fruto do comprometimento, da cooperação e da
parceria entre os diferentes segmentos da sociedade brasileira e dos órgãos
governamentais, federal, estadual e municipal, fundamentada na filosofia da
“Responsabilidade Compartilhada”, com a construção de redes sociais que visem à
melhoria das condições de vida e promoção geral da saúde.
RESOLUÇÃO Nº3/GSIPR/CH/CONAD, DE 27 DE OUTUBRO DE 2005

Recomenda-se que as ações de prevenção ao abuso e à dependência de álcool e


outras drogas na empresa tenham como foco o trabalhador e que sejam adotadas
estratégias que visem à qualidade de vida, à preservação das relações
Interpessoais, à segurança e à produtividade.
CERTA
Entre as categorias conceituais de qualidade de vida no trabalho inclui-se a
oportunidade de crescimento e segurança, que podem ser dimensionados a partir
de indicadores como a perspectiva de avanço salarial.
CERTA
A temática da qualidade de vida no trabalho assumiu maior relevância na década
de 80 do século passado, quando se deu um esgotamento da organização do
trabalho de corte toyotista,  ao qual se associava a mão de obra multifuncional e
bem qualificada. 
ERRADA
Os termos gerenciamento participativo e democracia industrial, próprios de
perspectivas teóricas que abordam a qualidade de vida no trabalho,
redimensionaram-se semanticamente para incluir a centralização do gerenciamento,
a partir da década de 90 do século passado, devido ao avanço da globalização.
ERRADA
Os programas de qualidade de vida no trabalho são mecanismos sem caráter
normativo que visam, predominantemente, satisfazer os desejos e expectativas dos
trabalhadores no desenvolvimento de suas atividades.
ERRADA
O conceito de qualidade de vida no trabalho origina-se de abordagens cartesianas,
em que se busca a apreensão por meio das sensações e da aplicabilidade prática.
ERRADA
Nas empresas, o assistente social, ao mesmo tempo em que interfere na
reprodução da força de trabalho, por meio da administração de benefícios sociais
ou salários indiretos, exerce o papel de mediador nas relações entre empregado e
empresa, que contribuem para a intensificação do controle e do disciplinamento
dos trabalhadores.
CERTA
Com a flexibilização da atividade produtiva e as consequentes mudanças na
organização do trabalho, exige-se do assistente social maior envolvimento
ideológico e material com o processo de trabalho.
CERTA
Historicamente, a exigência de novas respostas profissionais às preocupações do
serviço social foi mais intensa no movimento de reconceituação na década 60 do
século passado.
ERRADA
Década de 70.
O projeto profissional do serviço social caracteriza-se pela perspectiva corporativa,
voltada para a autodefesa dos interesses específicos e imediatos da categoria
profissional.
ERRADA
Diante do conjunto de transformações da sociedade, impõe-se ao serviço social
compreender o ideário da sociedade solidária e intervir em favor da consolidação
desse ideário. 
ERRADA
Os espaços ocupacionais do assistente social são todos dotados de racionalidade
hegemônica, pautada pela lógica capitalista.
ERRADA
Segundo Iamamoto:"Os espaços ocupacionais do assistente social têm lugar no Estado
– nas esferas do  poder executivo, legislativo e judiciário  –, em empresas privadas
capitalistas, em  organizações da sociedade civil sem fins lucrativos e na assessoria a
organizações e movimentos sociais. Esses distintos espaços são dotados de
racionalidades e funções distintas na divisão social e técnica do trabalho, porquanto
implicam relações sociais de natureza particular, capitaneadas  por diferentes sujeitos
sociais.

Na prestação de serviços sociais, é imprescindível que o assistente social adote a


pedagogia da participação, influenciada pela ideologia desenvolvimentista
modernizadora.
ERRADA
Na moderna administração de recursos humanos, o processo de desenvolver
pessoas consiste, entre outros aspectos, em capacitar e incrementar o
desenvolvimento pessoal e profissional.
CERTA
A avaliação institucional interna e externa deve ser investigativa e diagnóstica,
disponibilizada aos trabalhadores, usuários e gestores, com vistas a serem
alcançados os objetivos institucionais.
CERTA
Na área de gerenciamento de recursos humanos em empresas, a demanda pela
atividade profissional do assistente social orienta-se para a realização de atividade
educativa e para a intervenção em aspectos da vida privada do trabalhador
CERTA
A gestão de pessoas pode ser entendida como o conjunto de decisões integradas
concernentes às relações de emprego que influenciam a eficácia dos empregados e
das organizações.
CERTA
O planejamento realiza-se a partir de um processo de aproximações perante
questões que, em dado momento histórico, demandam respostas mais complexas
que aquelas construídas no nível imediato da prática profissional.
CERTA
O planejamento normativo caracteriza-se pelo exercício da liberdade e participação,
estando, no centro de sua reflexão, a estratégia para o processo de tomada de
decisão. 
ERRADA
PESQUISAR
Plano, programa e projeto não se confundem com o planejamento, pois são meios
pelos quais este se expressa. 
CERTA
A formulação de um plano deve partir de caracterização da situação e evidenciar os
pontos críticos sobre os quais a ação profissional deve incidir, sendo de
competência do profissional a leitura da realidade ou o aprofundamento do
diagnóstico. 
ERRADA
No planejamento, os objetivos, por corresponderem às finalidades, referem-se às
diretrizes políticas muito gerais, ou seja, à filosofia da ação.
ERRADA
No planejamento, cada objetivo deve ser preciso e explicitar os diversos resultados
esperados, a fim de garantir a eficácia de sua análise e interpretação.
ERRADA
A dominação é resultado de uma relação social de poder desigual, configurando a
subordinação de uns ao poder de outros, sendo a dominação carismática aquela
apoiada no costume e na fidelidade entre as partes.
ERRADA
No cerne de relações sociais, moldadas pelas lutas, Max Weber percebe de fato que a
dominação está assentada em uma verdadeira constelação de interesses, monopólios
econômicos, dominação estabelecida na autoridade, por isso ele acrescenta a cada tipo
de atividade tradicional, afetiva ou racional um tipo de dominação particular.Weber
definiu as dominações como a oportunidade de encontrar uma pessoa determinada
pronta a obedecer a uma ordem de conteúdo determinado.
Dominação Legal (onde qualquer direito pode ser criado e modificado através de um
estatuto sancionado corretamente), tendo a “burocracia” como sendo o tipo mais puro
desta dominação. Os princípios fundamentais da burocracia, segundo o autor são a
Hierarquia Funcional, a Administração baseada em Documentos, a Demanda pela
Aprendizagem Profissional, as Atribuições são oficializadas e há uma Exigência de todo
o Rendimento do Profissional. A obediência se presta não à pessoa, em virtude de
direito próprio, mas à regra, que se conhece competente para designar a quem e em
que extensão se há de obedecer. 
Dominação Tradicional (onde a autoridade é, pura e simplesmente, suportada pela
existência de uma fidelidade tradicional); o governante é o patriarca ou senhor, os
dominados são os súditos e o funcionário é o servidor. O patriarcalismo é o tipo mais
puro desta dominação. Presta-se obediência à pessoa por respeito, em virtude da
tradição de uma dignidade pessoal que se julga sagrada. Todo o comando se prende
intrinsecamente a normas tradicionais (não legais) ao meu ver seria um tipo de “lei
moral”. 
Dominação Carismática (onde a autoridade é suportada, graças a uma devoção afetiva
por parte dos dominados). Ela assenta sobre as “crenças” transmitidas por profetas,
sobre o “reconhecimento” que pessoalmente alcançam os heróis e os demagogos,
durante as guerras e revoluções, nas ruas e nas tribunas, convertendo a fé e o
reconhecimento em deveres invioláveis que lhes são devidos pelos governados. A
obediência a uma pessoa se dá devido às suas qualidades pessoais.  Weber coloca que
a forma mais pura de dominação carismática é o caráter autoritário e imperativo. 
Fonte: http://meuartigo.brasilescola.com/sociologia/os-tipos-dominacao-segundo-max-
weber.htm

No processo de avaliação, é necessário distinguir a avaliação política da avaliação


de política, que se caracteriza pela identificação dos princípios, critérios e diretrizes
que fundamentam a decisão sobre a realização de determinado programa.
ERRADA
Nos dizeres de MIOTO: "Segundo Carvalho (1997), a avaliação contém três
características processuais: é contínua e permanente, da concepção inicial aos
resultados do projeto; inclui os atores envolvidos na apreciação dos resultados e
implica em favorecer aos integrantes, sejam usuários ou membros da equipe gestora,
o exercício da ação reflexiva.
De início, algumas pontuações conceituais são necessárias, como a distinção entre
avaliação política e avaliação de políticas. A avaliação políticadiz respeito aos princípios,
critérios e diretrizes que fundamentam a decisão sobre a realização de determinado
programa, têm um cunho mais valorativo e abrigam uma concepção de justiça que
pode ser ou não explicitada (FIGUEIREDO & FIGUEIREDO, 1986)" (pg. 25,26).
Portanto, o erro da questão foi a inversão das colocações.
Sistematização, Planejamento e Avaliação das Ações dos Assistentes Sociais no Campo
da Saúde - Raquel Raichelis
O processo de avaliação constitui ferramenta que auxilia o trabalhador a identificar,
para si e para a organização, as competências que ele possui e as que terá de
buscar desenvolver ou incrementar, devendo as competências individuais estar
alinhadas às competências essenciais da própria organização.
CERTA
Na concepção empresarial, liderança significa capacidade de apreender com rapidez
e de encorajar equipes de trabalho, concebendo-se líderes atualmente como
instrutores que exigem mais compromisso do que submissão e se concentram em
qualidade e no serviço ao cliente, mais que em números.
CERTA
A Política de Atenção Integral aos Usuários de Álcool e outras Drogas recomenda,
nos ambientes de trabalho, a realização de práticas educativas que estimulem a
percepção, a reflexão e a articulação das pessoas, de forma pragmática e
responsável. 
CERTA
Entre os profissionais envolvidos no tratamento de usuários de substâncias
psicoativas, constitui consenso recomendar que estes sejam tratados somente no
que diz respeito ao uso de drogas, excluindo-se do tratamento outras necessidades.
ERRADA
O modelo jurídico-moral — que tem a finalidade de resolver a questão do uso de
drogas impedindo o acesso a essas substâncias por meio da repressão ao tráfico —
é frequentemente utilizado como forma de controle social.
CERTA
O Ministério da Saúde orienta que, para o tratamento de usuários de substâncias
psicoativas, deve ser priorizada a internação em instituições fechadas, por, no
mínimo, nove meses, para garantir a efetividade da intervenção.
ERRADA
A explicação do consumo de drogas, sob o ponto de vista do modelo de doença,
apoia-se na concepção da inexistência, ou de um forte abrandamento, da
responsabilidade da pessoa que está doente sobre o que lhe acontece. 
CERTA
As transformações societárias contemporâneas não afetam o assistente social em
sua condição de trabalhador assalariado, uma vez que o assistente social detém
total liberdade em sua ação profissional. 
ERRADA
A relação da profissão com o ideário católico marcou a gênese do serviço social
brasileiro, em um contexto de expansão e secularização do mundo capitalista,
sendo a questão social tratada como problema moral e religioso.
CERTA
A noção de dignidade da pessoa humana e a natural sociabilidade do homem são
consideradas postulados filosóficos tomistas, que marcaram a gênese do serviço
social brasileiro.
CERTA
O Serviço Social surge como resultado do conjunto de mudanças ocorridas nas esferas
das relações e processos de trabalho e dos novos arranjos e desenhos do Estado, das
políticas sociais e dos próprios movimentos sociais. 
Entre os postulados filosóficos tomistas que marcaram o Serviço Social tem-se a noção
de dignidade da pessoa humana; sua perfectibilidade, sua capacidade de desenvolver
potencialidades; a natural sociabilidade do homem, como ser social e político. 

A vertente marxista, originada no movimento de reconceituação do serviço social,


remete a profissão ao enfrentamento da pobreza na perspectiva de integração do
homem na sociedade.
ERRADA
Segundo Yazbek (2009, p. 149), as 3 principais vertentes que emergiram no bojo do
Movimento de Reconceituação são:
A vertente modernizadora caracterizada pela incorporação de abordagens
funcionalistas, estruturalistas e mais tarde sistêmicas (matriz positivista), voltadas a
uma modernização conservadora e melhoria do sitema pela mediação do
desenvolvimento social e do enfrentamento da marginalidade e da pobreza na
perspectiva de integração da sociedade. (…) Configuram um projeto renovador
tecnocrático fundado na busca da eficácia e eficiência para nortear a produção do
conhecimento e a intervenção profissional;A fenomenologia, que emerge como
metodologia dialógica, que, apropriando-se da visão de pessoa e comunidade, dirige-
se ao vivido humano, aos sujeitos em suas vivências, atribuindo o Serviço Social com a
tarefa de auxiliar a abertura desse sujeito existente, singular em relação aos outros e
ao mundo de pessoas. Valoriza o diálogo e a transformação das pessoas, sendo
analisada por José Paulo Netto como uma reatualização do conservadorismo inicial da
profissão;A vertente marxista que remete a profissão à consciência de sua inserção na
sociedade de classes e que no Brasil vai configurar-se, em um primeiro momento,
como uma aproximação ao marxismo sem o recurso ao pensamento de Marx.
Considera-se que a dimensão política do exercício profissional na perspectiva
militantista e messiânica, conquista do movimento de reconceituação do serviço
social, fundamenta a literatura recente do trabalho profissional.
ERRADA
A reconceituação, movimento ou processo que emergiu em 1965, constitiu um
marco na história do serviço social latino-americano. Uma das conquistas desse
movimento foi redimensionar a imagem da profissão, qualificando-a para a
intervenção no plano da formulação de políticas públicas.
O processo de descentralização das políticas sociais pós-Constituição Federal de
1988 requisita ao assistente social ações exclusivamente socioassistenciais,
caracterizando-o como profissional no âmbito da execução terminal de políticas
sociais.
ERRADA
As ações socioeducativas e(ou) de educação em saúde objetivam, exclusivamente,
o fornecimento de informações e a adesão dos usuários e famílias às práticas
definidas pela equipe de saúde.
ERRADA
A concepção de humanização, na perspectiva ampliada, oportuniza à equipe de
saúde analisar os determinantes sociais do processo saúde-doença, as condições de
trabalho e os modelos assistencial e de gestão.
CERTA
O assistente social, ao participar de trabalho em equipe de saúde, tende a diluir as
particularidades da profissão, de tal forma que suas competências, atribuições e
habilidades tornam-se comuns aos demais profissionais.
ERRADA
No exercício de sua atividade profissional, o assistente social, nas ações em
conjunto com a equipe de saúde, deve priorizar as demandas técnico-
administrativas, entre elas a solicitação e regulação de ambulância para remoção e
alta.
ERRADA
Nos estudos qualitativos, o foco principal é conhecer e explicar a dimensão dos
fenômenos em suas variáveis mensuráveis.

ERRADA
Na pesquisa qualitativa, exige-se distanciamento do pesquisador do objeto de
pesquisa para garantir neutralidade e cientificidade. 
ERRADA
A técnica de pesquisa denominada grupo focal trabalha com a reflexão expressa na
fala dos participantes, permitindo que apresentem seus conceitos e concepções
sobre determinado tema.
CERTA
O processo de sistematização da prática no serviço social permite identificar e
problematizar as condições do exercício profissional e indica a necessidade de
elaboração do projeto de intervenção.
CERTA
O assistente social, na elaboração de seu projeto de trabalho, deve definir os
indicadores que serão utilizados para a intervenção e avaliação do processo. 

CERTA
O assistente social, ao ser requisitado para assessorar órgãos da administração
pública direta e indireta, deve assumir exclusivamente a responsabilidade de
operacionalizar as ações planejadas, uma vez que, na assessoria, exige-se a
intervenção direta do profissional.
ERRADA
Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública direta e indireta,
empresas privadas e outras entidades, em matéria de serviço social, constitui
atribuição privativa do assistente social.
CERTA
A intervenção e a investigação no âmbito do serviço social compreendem
dialeticamente o modo de ser da profissão, expresso nas competências e
atribuições profissionais. 

CERTA
Caso seja solicitado ao assistente social da escola pública o parecer social da
situação apresentada, o profissional deverá recusar-se a realizá-lo, por se tratar de
atividade específica do campo sociojurídico.

ERRADA
É permitido ao assistente social, em situações como a de Fabíola, utilizar-se de
abordagem terapêutica familiar, por tratar-se de uma competência do assistente
social.
ERRADA
No caso de realização de estudo social, o assistente social deverá adotar,
exclusivamente, o critério socioeconômico para avaliar se Fabíola terá condições de
permanecer com o(a) filho(a) após seu nascimento.
ERRADA
No processo de intervenção na situação apresentada, o assistente social, se
necessário, poderá utilizar-se de visita domiciliar. No uso desse instrumento, o
planejamento e a definição clara dos objetivos serão requisitos importantes.
CERTA
O projeto profissional do serviço social brasileiro foi fundado na luta política por
liberdade, trabalho e direitos, contra o pragmatismo, o conservadorismo e a
suposta neutralidade, defendidos pelo serviço social tradicional.
CERTA
Um dos princípios éticos fundamentais da categoria profissional consiste no
reconhecimento da liberdade como valor ético central e das demandas políticas a
ela inerentes — autonomia, emancipação e plena expansão dos indivíduos sociais.
CERTA
A supervisão direta de estágio no serviço social é regulamentada pela instituição de
ensino a que o curso pertence. 
ERRADA
A ética pode se objetivar por meio de ações motivadas por valores e teleologias
dirigidas à realização de direitos e conquistas coletivas.
CERTA
As atribuições privativas do assistente social são definidas pelas diretrizes
curriculares e regulamentadas pelo código de ética profissional.
ERRADA
As atribuições privativas do assistente social são definidas, na verdade, pela LEI N°
8.662, que versa sobre a REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO.
Estabelecer relações entre questão social e direitos implica reconhecer o indivíduo
social com sua capacidade de resistência e conformismo frente às situações de
opressão e de exploração vivenciadas.
CERTA
A lógica liberal tem como referência a procura do interesse próprio pelos indivíduos
no desejo de melhorar as condições de existência, ou seja, os indivíduos são
conduzidos pela mão invisível do mercado.
CERTA
No Brasil, as políticas sociais nasceram livres da dependência econômica e política
ocorrida no plano internacional e apoiaram-se no pleno emprego.
ERRADA
A seguridade social caracteriza-se por um sistema híbrido, que conjuga direitos
derivados e dependentes do trabalho, com direitos de caráter universal e direitos
seletivos.
CERTA
Na organização da seguridade social, um dos objetivos a considerar consiste em
democratizar e descentralizar a administração, mediante gestão bipartite, com
participação dos trabalhadores e do governo nos órgãos colegiados.
ERRADA
A concepção de seguridade social na forma da Constituição Federal de 1988
constitui um amplo conjunto de ações destinadas a assegurar os direitos sociais: a
educação, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança e a
previdência social universal.
ERRADA
Constituem instâncias colegiadas de participação no Sistema Único de Saúde, em
cada esfera de governo, a conferência de saúde e o conselho de saúde, ambos de
caráter consultivo.
ERRADA
Conferências: Periodicidade de quatro anos para a realização das Conferências de
Saúde;
Espaços destinados a analisar os avanços e retrocessos do SUS e a propor diretrizes
para a formulação das políticas de saúde;

Devem ser PARITÁRIAS, ou seja, ter igualdade na porcentagem de participantes.


Conselhos:
Caráter permanente e deliberativo;
Verifica se a assistência à saúde prestada no estado ou no município está atendendo
às necessidades da população;
Órgão COLEGIADO composto por REPRESENTANTES DO GOVERNO, PRESTADORES DE
SERVIÇO, PROFISSIONAIS DE SAÚDE E USUÁRIOS
Logo, errada a questão: o caráter do conselho é deliberativo e não consultivo
A perspectiva territorial incorporada pelo Sistema Único de Assistência Social leva
em consideração a lógica da proximidade do cidadão e baseia-se na necessidade de
oferta de serviços e programas nos territórios vulneráveis.
CERTA
Os benefícios, tanto os de prestação continuada quanto os eventuais, compõem a
proteção social básica, dada a natureza de sua realização.
CERTA

A previdência social garante a renda do contribuinte e de sua família somente em


casos de morte ou velhice do contribuinte.
ERRADA
A nova Lei de Nacional de Adoção estabelece que, nos casos de criança e
adolescente indígenas, é obrigatório que sua colocação familiar ocorra
prioritariamente no seio da comunidade a que pertence.
CERTA
Os casos das mães que manifestem o interesse em entregar seus filhos para
adoção devem, obrigatoriamente, ser encaminhados ao conselho tutelar para que
sejam tomadas as providências legais.
ERRADA
O texto da nova Lei Nacional de Adoção está centrado na garantia do direito de
crianças e adolescentes à convivência familiar e comunitária conforme estabelecem
o ECA e a Constituição Federal. 
CERTA
Quando for verificada omissão dos pais no ingresso de crianças no ensino
fundamental, a autoridade competente deverá determinar que a matrícula seja
obrigatoriamente efetuada. 
CERTA
O ECA determina que as atividades de escolarização dos adolescentes, em
cumprimento de medida de semiliberdade, sejam obrigatoriamente desenvolvidas
no interior das unidades de atendimento socioeducativo de semiliberdade.
ERRADA
ECA - Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990
Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.
Art. 120. O regime de semi-liberdade pode ser determinado desde o início, ou
como forma de transição para o meio aberto, possibilitada a realização de atividades
externas, independentemente de autorização judicial.
§ 1º São obrigatórias a escolarização e a profissionalização, devendo, sempre
que possível, ser utilizados os recursos existentes na comunidade.
§ 2º A medida não comporta prazo determinado aplicando-se, no que couber, as
disposições relativas à internação.
Recomenda-se que os órgãos gestores de sistema socioeducativo de natureza
público-estatal sejam vinculados, necessariamente, à secretaria de planejamento e
gestão estadual. 
ERRADA
Os casos de maus-tratos que envolvam alunos do ensino fundamental devem ser
comunicados ao conselho tutelar pelos dirigentes ou pelo professor, sob pena de
pagamento de multa de três a vinte salários de referência.
CERTA
A legislação atual obriga os pais de alunos sorologicamente positivos a informar à
direção e aos professores a sua condição, bem como a exigir a sua permanência na
escola em classe especial.
ERRADA
A Declaração de Salamanca, considerada um dos mais importantes documentos que
visam à inclusão social, apresenta os procedimentos-padrão das Nações Unidas
para a equalização de oportunidades para pessoas portadoras de deficiências.
CERTA
Denomina-se bullying todas as atitudes agressivas, intencionais e repetidas que
ocorram sem motivação evidente, adotadas por um ou mais estudantes, contra
outro, que causem dor e angústia e sejam executadas dentro de uma relação
desigual de poder.
CERTA
Recomenda-se que, no planejamento das atividades de prevenção ao uso indevido
de drogas, o retardamento do uso e a redução dos riscos sejam elencados como
objetivos a serem atingidos. 
CERTA
O ECA prevê a aplicação de pena de detenção de seis meses a um ano para os
proprietários de estabelecimento comercial que venderem bebida alcoólica a
crianças e(ou) adolescentes.
ERRADA

"Art. 81. É proibida a venda à criança ou ao adolescente de: II - bebidas alcoólicas;"


A violação deste dispositivo acarreta a aplicação das penalidades previstas no
artigo243 do ECA , que assim dispõe:
"Art. 243. Vender, fornecer ainda que gratuitamente, ministrar ou entregar, de
qualquer forma, a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos
componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização
indevida  "
Portanto, aquele que vender bebida alcoólica a uma criança ou adolescente deverá ser
punido pela prática do crime do artigo 243, sujeitando-se às penas de 2 a 4 anos de
detenção.
No entanto, o adolescente ou criança que estiver consumindo bebida alcoólica não
estará cometendo ato infracional, posto que tal conduta não é prevista como crime.
Deste modo, o adolescente não sofrerá a imposição de medida sócio-educativa.
Os conteúdos programáticos do projeto educativo a ser desenvolvido em todos os
estabelecimentos de ensino do país para a prevenção do HIV e AIDS devem estar
em consonância com as diretrizes do Programa Nacional de Controle das Doenças
Sexualmente Transmissíveis e AIDS do Ministério da Saúde.
CERTA
Compete aos estados e aos municípios, com o apoio da União, realizar
recenseamento da população em idade escolar para o ensino fundamental, bem
como dos jovens e adultos que não tiveram acesso a esse nível de ensino.
CERTA
A educação infantil deve ter a proposta pedagógica baseada em avaliação
sistemática com finalidade de ascensão e acesso ao ensino fundamental. 
ERRADA
Nos estabelecimentos de ensino fundamental e de ensino médio, é obrigatório o
estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena, resgatando as contribuições
desses dois grupos étnicos na formação da sociedade nacional.
CERTA
O atendimento educacional dos alunos com necessidades especiais deve ser
realizado preferencialmente em escolas ou classes especiais, independentemente
do nível de complexidade da situação do aluno. 
ERRADA
Cabe ao Estado garantir a oferta de educação especial à criança a partir dos dois
anos de idade.
ERRADA
Os cursos e exames supletivos são exclusivamente realizados no nível de conclusão
do ensino médio e por adolescentes com mais de quinze anos de idade. 
ERRADA
Uma das indicações do PNDH 3 é a implantação de um sistema nacional de registro
de ocorrência de violência escolar, incluindo as práticas de violência gratuita e
reiterada entre estudantes.
CERTA
O PNDH 3 preconiza o investimento na Política de Reforma Psiquiátrica,
fomentando a criação de unidades de internação que garantam às pessoas com
transtorno mental o acesso irrestrito a esse tipo de tratamento.
ERRADA
O PNDH 3 propõe a disseminação do uso dos sistemas braile, tadoma, escrita de
sinais e libras tátil para inclusão das pessoas com deficiência em todo o sistema de
ensino.
CERTA
Promoção e proteção dos direitos das pessoas com deficiência e garantia da
acessibilidade igualitária.
(...)
e)Disseminar a utilização dos sistemas braile, tadoma, escrita de sinais e libras tátil
para inclusão das pessoas com deficiência em todo o sistema de ensino.

Entre outros aspectos, o PNDH 3 recomenda o fortalecimento de programas de


educação no campo e nas comunidades pesqueiras que estimulem a permanência
dos estudantes na comunidade.
CERTA
A garantia do acesso dos povos indígenas à educação formal bilíngue, sob a
responsabilidade dos Ministérios da Educação e da Justiça, em parceria com a
Fundação Nacional do Índio, constitui recomendação do PNDH 3.
CERTA
Eixo Orientador III do PNDH 3
"j)Garantir o acesso à educação formal pelos povos indígenas, bilíngues e com
adequação curricular formulada com a participação de representantes das etnias
indigenistas e especialistas em educação.
Responsáveis: Ministério da Justiça; Ministério da Educação."
Cabe à autoridade policial, no atendimento à mulher vítima de violência doméstica
e familiar, fazer o registro da ocorrência. Somente nos casos de violência física
deve-se providenciar seu encaminhamento ao instituto médico-legal.
CERTA
Art. 11. No atendimento à mulher em situação de violência doméstica e familiar, a
autoridade policial deverá, entre outras providências:
I – garantir proteção policial, quando necessário, comunicando de imediato ao
Ministério Público e ao Poder Judiciário;
II – encaminhar a ofendida ao hospital ou posto de saúde e ao Instituto
Médico Legal;
III – fornecer transporte para a ofendida e seus dependentes para abrigo ou local
seguro, quando houver risco de vida;
IV – se necessário, acompanhar a ofendida para assegurar a retirada de seus
pertences do local da ocorrência ou do domicílio familiar;
V – informar à ofendida os direitos a ela conferidos nesta Lei e os serviços disponíveis.

A Lei Maria da Penha, que alterou o Código Penal, não possibilita que agressores de
mulheres no âmbito doméstico ou familiar tenham a prisão preventiva decretada. 
ERRADA
Dependendo da situação, o juiz pode conceder medidas protetivas de urgência à
mulher vítima de violência, entre elas, o afastamento do agressor do lar.
CERTA
O Estatuto do Idoso recomenda a inclusão de conteúdos relativos ao processo de
envelhecimento e à valorização da pessoa idosa nos currículos mínimos dos
diversos níveis de ensino formal.
CERTA
No caso em que houver suspeita de maus-tratos a pessoa idosa, os profissionais de
saúde devem comunicar tal fato ao Ministério Público, para que sejam tomadas as
devidas providências. 
CERTA
Na perspectiva tradicional, o trabalho a ser desenvolvido com a família referida no
texto fundamenta-se na concepção de papéis familiares associados a um modelo de
família-padrão.
CERTA
Atualmente, há consenso, entre os estudiosos do assunto, de que as
transformações da família ocorrem, principalmente, no âmbito das expectativas
sociais sobre suas tarefas e obrigações.
ERRADA
Com relação a teoria e metodologia do serviço social, julgue os itens a seguir.
A matriz marxista foi utilizada no serviço social como o primeiro suporte teórico-
metodológico à qualificação técnica de sua prática, por meio da apreensão
instrumental e imediata do ser social.
ERRADA
Com relação a teoria e metodologia do serviço social, julgue os itens a seguir.
A teoria social pode ser definida como uma construção intelectual que proporciona
explicações aproximadas da realidade. Assim sendo, supõe um padrão de
elaboração, ou seja, um método de abordagem do real.
CERTA

Acerca do atual projeto ético-político do serviço social, julgue os itens seguintes.


O conjunto da categoria profissional consiste em uma unidade não homogênea e
se configura em um espaço plural do qual podem surgir projetos profissionais
diferentes.
CERTA
O projeto ético, político e profissional do serviço social implica prioritariamente
compromisso com a competência tecnocrática, correspondendo ao permitido e ao
autorizado pelas instâncias dos organismos empregadores.
ERRADA
Os projetos profissionais, de forma geral, vinculam-se à prescrição de normas para
o comportamento dos profissionais.
CERTA
Os projetos profissionais, de forma geral, vinculam-se à prescrição de normas para
o comportamento dos profissionais.
CERTA
Os princípios éticos norteadores do projeto profissional do serviço social são
instituídos no ideário da pós-modernidade e induz a uma ação profissional voltada
aos procedimentos burocráticos basilares das relações capitalistas contemporâneas.
ERRADA
Segundo Iolanda Guerra, a instrumentalidade do exercício profissional como mediação
permite a passagem das ações meramente instrumentais para o exercício profissional
critico e competente. Como mediação, a instrumentalidade permite também o
movimento contrário:  que as referências teóricas, explicativas da lógica e da dinâmica
da sociedade, possam ser remetidas à compreensão das particularidades do exercício
profissional e das singularidades do cotidiano
Na elaboração de respostas mais qualificadas ao âmbito organizacional, o assistente
social deve investir em uma instrumentalidade inspirada na dimensão operativa do
mercado de trabalho, restringindo a intervenção profissional à sua dimensão
tecnicista.
ERRADA

Sob a influência da tradição marxista no contexto atual, o serviço social


superdimensiona o saber-fazer, por meio de aportes teórico- analíticos que
abordam as relações sociais individuais no plano das vivências imediatas.
ERRADA

Os desdobramentos das mudanças societárias ocorridas ao longo dos anos 90 do


século passado, e as repercussões dessas mudanças nos dias atuais, manifestam-
se, no âmbito do exercício profissional do assistente social, na alteração de suas
condições de trabalho, as quais refletem as novas demandas encaminhadas à
profissão e as respostas mobilizadas para respondê-las.
CERTA
A ruptura com o histórico conservadorismo, a partir do movimento de
reconceituação, provocou a instauração de um ambiente em que não há
possibilidade de interferência de correntes teórico- metodológicas herdeiras da
perspectiva modernizadora, de caráter sistêmico, no serviço social brasileiro da
atualidade.
ERRADA
O trabalho realizado, no espaço organizacional, sob a perspectiva interdisciplinar,
como pressupõe um objeto comum a diferentes profissões, prescinde das visões
analíticas particulares dos profissionais das diferentes áreas.
ERRADA
Prescindir significa "não precisar de", "dispensar", "abstrair". Então na questão,
significa dizer que o trabalho interdisciplinar dispensa, não precisa da visão de cada
profissional e essa afirmação está ERRADA.
No atual projeto ético-político do serviço social, constam recomendações ao
assistente social inserido em equipe interdisciplinar nas empresas relativas à
necessidade da dispensa de investigações teórico-práticas para a condução dos
trabalhos, em razão de o espaço organizacional ser isento de confiabilidade.
ERRADA
Todo trabalho desenvolvido em parceria entre profissionais de áreas distintas, por
ser desenvolvido em um mesmo espaço profissional, é considerado interdisciplinar.
ERRADA
A atuação em equipe interdisciplinar permite ao assistente social e aos profissionais
de outras áreas regulamentadas a elaboração, emissão e(ou) subscrição de opinião
técnica sobre matéria de serviço social, por meio de pareceres, laudos e perícias.
Na formulação desses documentos, a participação das diversas áreas é ampla, sem
a delimitação do objeto de cada uma.
ERRADA
Mesmo considerando que as empresas cobram dos assistentes sociais organicidade
em relação aos seus objetivos, a vivência cotidiana desses profissionais com as
contradições sociais pode estabelecer possibilidades para a expansão da
consciência crítica e para o alinhamento dos objetivos profissionais com as reais
necessidades dos trabalhadores.
CERTA
Estudos identificam que, no Brasil, na década de 80 do século XX, houve
ampliação do mercado de trabalho do assistente social nas empresas, motivada
pelo processo de organização política da classe trabalhadora, por meio da
fundação de partidos, sindicatos e comissões de fábrica.
ERRADA
As novas formas de gestão e de relações de trabalho, fundadas no
participacionismo e na colaboração dos trabalhadores com a gestão empresarial,
são propostas pelo empresariado para dar legitimidade às mudanças tecnológicas e
organizacionais.
CERTA
A implementação de programas participativos com base na gestão da qualidade
total faz parte do conjunto de iniciativas de organizações calcadas no sistema
capitalista para estabelecer novas formas de controle da força de trabalho, tais
como a formulação de critérios meritocráticos de julgamento no sistema de
avaliação de desempenho.
CERTA
Os programas participativos adotam estratégias para elevar os padrões de
qualidade e confiabilidade dos processos, produtos e serviços e para estimular a
participação dos trabalhadores por meio de incentivos materiais e simbólicos.
CERTA
Os programas de qualidade de vida no trabalho, na perspectiva empresarial,
promovem, por meio dos serviços sociais e das ações socioeducativas, o
enquadramento de hábitos e cuidados com saúde, alimentação, lazer, entre outros,
e representam, portanto, uma intervenção normativa sobre a vida do trabalhador
dentro e fora da empresa.
CERTA
As demandas apresentadas pelas organizações empresarias ao assistente social em
programas de qualidade de vida baseiam-se em levantamento sobre o nível de
satisfação no trabalho, o qual é utilizado para instrumentalizar as ações
contempladas na política de recursos humanos.
CERTA
As empresas, com o intuito de promover o envolvimento dos trabalhadores com as
metas empresariais, passam a adotar técnicas e métodos de gerenciamento
participativo.
CERTA
No âmbito do gerenciamento de recursos humanos, o exercício profissional do
assistente social adquire nova racionalidade técnica e ideológica, combinando
velhas e novas demandas e exigindo, portanto, o uso de estratégias que
assegurem sua legitimidade social.
CERTA
O assistente social, ao mesmo tempo em que interfere na reprodução da força de
trabalho, por meio da administração de benefícios sociais, exerce o papel de
mediador nas relações entre empregado e empresa. Dessa forma, o assistente
social, ao implementar, nas empresas, programas que integram família e
comunidade, pode contribuir para a intensificação do controle e do disciplinamento
dos trabalhadores.
CERTA
Os programas de treinamento desenvolvidos nas empresas integram a estratégia de
qualidade e produtividade e seu maior investimento concentra-se na requalificação
comportamental.
CERTA
Os temas abordados nas atividades de treinamento organizadas pelo assistente
social nas empresas incluem o desenvolvimento de equipes, a cooperação
intergrupal e o relacionamento interpessoal.
CERTA
Atualmente, observa-se o crescimento dos investimentos empresariais na
qualificação da força de trabalho, os quais estão direcionados para o
estabelecimento de uma lógica, voltada para a objetividade do trabalho.
ERRADA
A presença de responsabilidade social nas organizações surgiu em um contexto de
valorização do papel das empresas, em que sua credibilidade adquirida
historicamente ganhou visibilidade, por meio de suas ações socialmente
responsáveis.
ERRADA

O atual discurso empresarial sobre a responsabilidade social corporativa reforça as


práticas filantrópicas tradicionais e faz clara referência à participação das empresas
na manifestação dos problemas sociais do país.
ERRADA
Há consenso entre os estudiosos sobre responsabilidade social no âmbito
organizacional no sentido de que a assistência sempre fez parte da cultura
empresarial brasileira e se desenvolveu independentemente da tutela do Estado.
CERTA
As reflexões críticas acerca das estratégias de investimento na área social pelas
empresas demonstram que a valorização da imagem da empresa pode aumentar a
motivação de seus trabalhadores e, consequentemente, a produtividade. Os custos
do investimento nessa área são repassados ao preço do produto final e, por isso,
não oneram as empresas.
CERTA
A literatura específica sobre gestão organizacional recomenda que a
responsabilidade social esteja associada intrinsecamente à ética e à transparência.
CERTA
Tendo-se o mercado como órgão regulador das relações sociais, o bem-estar social
tende a ser transferido para o Estado, enquanto o alívio da pobreza extrema é de
responsabilidade exclusiva do trabalho voluntário de diferentes segmentos sociais.
ERRADA
A consolidação dos direitos constitui condição para a ampliação da cidadania, que
se concretiza por meio de políticas sociais entendidas, prioritariamente, como
decorrentes da boa gestão tecnocrática.
ERRADA
A análise das políticas sociais como processo e resultado de relações complexas e
contraditórias entre Estado e sociedade é própria da perspectiva idealista, na qual
sujeito e objeto são historicamente situados e estão em relação de igualdade
quanto ao seu papel no mundo.
ERRADA
A análise das políticas sociais como processo e resultado de relações complexas e
contraditórias entre Estado e sociedade é própria da perspectiva MARXISTA OU
DIALÉTICA.
As caixas de aposentadorias e pensões (CAP) consistiram nas primeiras medidas
legais de proteção aos trabalhadores. A obrigatoriedade de criação das CAPs foi
estabelecida pela Lei Eloy Chaves.
CERTA
A Lei Eloy Chaves, publicada em 24 de janeiro de 1923, consolidou a base do sistema
previdenciário brasileiro, com a criação da Caixa de Aposentadorias e Pensões para os
empregados das empresas ferroviárias. Após a promulgação desta lei, outras empresas
foram beneficiadas e seus empregados também passaram a ser segurados da
Previdência Social.
O termo cidadania regulada relaciona-se à estratificação ocupacional e vincula
cidadania a profissão regulamentada. Para a concepção subjacente a esse termo,
os direitos do cidadão restringem-se aos direitos do lugar que ocupa no processo
produtivo, tal como reconhecido por lei.
CERTAA
A seguridade social brasileira, ao orientar-se exclusivamente pelo modelo
bismarckiano, incorpora uma lógica social de direito não contributivo, por meio da
implantação de um amplo sistema de proteção social.
ERRADA
A previdência bismarckiana incorpora a lógica de direito contributivo.
1º A Seguridade Social (Saúde + Assistência Social + Previdência Social) não se
fundamenta exclusivamente no modelo Bismarckiano.
Previdência Social se fundamenta no Modelo Bismarckiano (Alemanha, final sex
XIX) Pois tal modelo só cobre os riscos dos beneficiários que fizeram contribuição
direta.
Saúde e Assistência Social se fundamentam no Modelo Beveridgeano (Inglaterra, após
II GM) Pois tal modelo garante a proteção estatal ao cidadão contra os riscos em geral,
nem necessidade de prévia contribuição.

2º Então a Seguridade Social não incorpora uma lógica social de direito NÃO
CONTRIBUTIVO, uma vez que a Previdência Social (incluída na Seguridade Social) só
funciona mediante contribuição.
Historicamente, nos países capitalistas, o acesso ao trabalho não constitui
condição para garantir o direito à seguridade social, uma vez que esta é concebida
como um direito universal.
ERRADA
A atual configuração da previdência social brasileira limita a lógica de produção e
reprodução do capitalismo, na medida em que seus fundamentos colidem com as
ideias neoliberais.
ERRADA
O termo seguridade social expressa, primordialmente, a garantia da prestação de
benefícios previdenciários aos trabalhadores com vínculo formal de trabalho.
ERRADA
A seguridade social brasileira ou segurança social consiste num conjunto de
políticas sociais cujo fim é amparar e assistiro cidadão e a sua família em situações
como a velhice, a doença e o desemprego.
A Constituição brasileira em seu título VIII (da Ordem Social), traz entre os artigos 194
a 204, a base da regulamentação da seguridade social no Brasil. O artigo 194, em
seu caput determina que a seguridade social é composta de três pilares:
previdência social: mecanismo público de proteção social e subsistência
proporcionados mediante contribuição; assistência social: política social de proteção
gratuita aos necessitados; saúde pública: espécie da seguridade social (por efeito da
Constituição) destinada a promover redução de risco de doenças e acesso a serviços
básicos de saúde e saneamento.
A seguridade social, no que tange a gestão do Regime Geral de Previdência Social, é
organizada pelo Ministério da Previdência Social e executada principalmente pelo
Instituto Nacional do Seguro Social, com o auxílio das secretarias estaduais de
assistência social. Estão também diretamente envolvidos na seguridade social o
Ministério da Saúde (e as respectivas secretarias dos estados da federação), o
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e o Ministério do Trabalho e
Emprego.
Há ainda os Regimes Próprios de Previdência, sob a gestão dos entes federativos
(estados, municípios, distrito federal) que os criarem. Igualmente a Saúde e a
Assistência Social podem ser assumidas pelos entes federativos.
A seguridade social é uma obrigação constitucional do Estado brasileiro, o que não
significa que outros órgãos (filantrópicos ou com finalidade de lucro/iniciativa privada)
também não possam atuar nas áreas previdenciárias (previdência privada, por
exemplo), saúde pública (planos particulares) e assistência social (entidades
religiosas).
Nesse caso, os órgãos podem firmar convênios com os entes públicos e seguirem leis
gerais para que possam atuar com uniformidade e responsabilidade.
A assessoria no campo da competência profissional refere-se às ações
desenvolvidas pelo assistente social a partir de sua competência no âmbito do
conhecimento coletivo.
CERTA
Acho que está certa por fazer referência ao âmbito da competência profissional e não
do Serviço Social. Se fosse Serviço Social seria no âmbito do conhecimento especifico.

O processo de planejamento e gestão contempla a criação de protocolos — entre


serviços, programas e instituições — que servem de base para o trabalho da equipe
profissional.
CERTA
A concretização do planejamento em sua dimensão ético- política requer um
conjunto de mediações que favoreça a construção de uma nova cultura.
CERTA
A eficácia diz respeito ao estudo da adequação da ação para o alcance dos
objetivos e das metas previstos no planejamento.
CERTA
É consenso na literatura que o processo de avaliação só ocorre quando este estiver
sido formalizado por meio da apresentação de relatório final.
ERRADA
O assistente social, ao se deparar com condições de trabalho inadequadas e que
possam prejudicar os usuários, deve limitar- se a informar essa situação à
instituição empregadora.
ERRADA
O ato de deixar de pagar regularmente as anuidades e as contribuições devidas ao
conselho regional de serviço social constitui infração disciplinar, e pode resultar na
cassação da inscrição profissional do assistente social, depois de decorridos três
anos da sua suspensão.
CERTA
De acordo com o Código de Ética, a quebra de sigilo só é admissível em situações
cuja gravidade possa, envolvendo ou não fato delituoso, trazer prejuízo aos
interesses do usuário, de terceiros e da coletividade.
CERTA
Caso um projeto de pesquisa já tenha sido aprovado em comitê de ética, é
permitido ao assistente social fazer registros, sem informar à população envolvida
na pesquisa, de materiais visuais e audiovisuais do trabalho desenvolvido.
ERRADA
Código de Ética Profissional dos Assistentes Sociais
Art 2º. Constituem direitos do assistente social:
i) liberdade na realização de seus estudos e pesquisas, resguardados os direitos de
participação de indivíduos ou grupos envolvidos em seus trabalhos;
Art. 5º. São deveres do assistente social nas suas relações com o usuário:
d) informar à população usuária sobre a utilização de materiais de registro audiovisual
e pesquisas a ela referentes e a forma  de sitematização dos dados obtidos;

O assistente social que se sentir prejudicado, em relação a seu trabalho e a sua


reputação profissional, por colega de profissão deve recorrer à justiça comum, visto
que o seu Código de Ética não trata das relações entre profissionais.
ERRADA
CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DOS ASSISTENTES SOCIAIS
CAPÍTULO III  Das Relações com Assistentes Sociais e outros Profissionais 
Art. 11 - É vedado ao assistente social:
d) prejudicar deliberadamente o trabalho e a reputação de outro profissional
No atendimento aos usuários de álcool e outras drogas, a intervenção do
assistente social abrange o cerceamento de comportamentos e o manejo clínico do
tratamento.
ERRADA
A reunião de equipe, um instrumental técnico aplicado no cotidiano, pode ser
empregada com o objetivo de solucionar problemas na equipe, de discutir situações
específicas, de redimensionar o trabalho realizado, de avaliar atividades ou
meramente com o objetivo de estudar em grupo.
CERTA
A visita domiciliar, quando solicitada ao assistente social pela equipe de recursos
humanos de uma organização, deve objetivar sua inserção na esfera da vida
privada do trabalhador e, consequentemente, submetê-lo à disciplina empresarial.
ERRADA
As Visitas domiciliares: Conceito: Segundo AMARO (2003), “é uma prática
profissional, investigativa ou de atendimento, realizada por um ou mais
profissionais, junto aos indivíduos em seu próprio meio social ou familiar”, a
autora também nos revela que a entrevista possui pelo menos três técnicas
embutidas como: a observação, a entrevista e a história ou relato oral.
Finalidade: A finalidade da visita domiciliar é específica, guiada por um
planejamento ou roteiro preliminar. As visitas domiciliares têm a finalidade
de fazer acompanhamento relacionados às condições de moradia, saúde, a
fim de elaborar o relatório de visita domiciliar e emissão de parecer social. 
Constitui direito do assistente social a inviolabilidade do local de trabalho e dos
respectivos arquivos e documentações, garantindo-se, dessa forma, o sigilo
profissional.
CERTA
Art. 2º Constituem direitos do/a assistente social
d- inviolabilidade do local de trabalho e respectivos arquivos e documentação,
garantindo o sigilo profissional;
Na realização de entrevista, no exercício profissional, o assistente social deve
estimular as reflexões em torno da problemática apresentada pelo usuário e evitar
dar conselhos.
CERTA
Segundo Cardoso (2008),"Num processo de Entrevista Social, é necessário apurar a
escuta, desenvolver interesse em saber o que o outro realmente está dizendo e seus
interesses. Desenvolver uma atenção articulada com o processo de Observação
Sensível." (p. 39)
"Não convém que o profissional seja especulativo, a conversa deve fluir naturalmente,
com condução técnica por parte do profissional. Cabe a ele, nortear pontos
importantes, sendo aconselhável elaborar um roteiro prévio, para que o objetivo seja
alcançado e se mantenha o foco no que será tratado ali". (p. 40)
"O momento da Entrevista Social  permite a expressão de interesses e de
subjetividades de tal forma que o singular vai ganhar uma expressão coletiva. Os
usuários têm um modo de pensar a vida, uma vivência histórica e uma forma singular
de estar no mundo. Pensam as coisas de determinada forma, porque tem um jeito
único, exclusivo de ser. Tem a ver como constrói sua vida em família, em sociedade,
com amigos, no trabalho. Isto é singular, próprio das experiências particulares de cada
um". (p. 53).
As recentes reformas da previdência social brasileira possibilitaram a ampliação
significativa do número de segurados da previdência pública, reduzindo, assim, o
avanço dos planos de previdência privada, observado em período anterior à
reforma.
ERRADA
ERRADO
Ocorreu o contrário. No Brasil, as novas regras derivadas da Emenda Constitucional –
EC n. 20/98 representaram, com efeito, a imposição de perdas aos segurados, uma
vez que o eixo da reforma foi o aumento da idade média de concessão do
benefício, implicando extensão do período contributivo, redução dos gastos no curto
prazo pela postergação da concessão e redução dos gastos no longo prazo pela
concessão por menor período (CECHIN, 2002, p. 23). Trata-se de trabalhar mais,
contribuir mais e receber menos, estreitando a relação entre contribuições e benefícios
pela nova regra de cálculo.

A causa considerada teria sido a "queda" do número de contribuintes em relação aos


beneficiários inativos, pelos privilégios do sistema, pela incorporação à conta da
previdência de benefícios assistenciais não contributivos, ou, especialmente, pela
aposentadoria integral do servidor público. O foco foi a aposentadoria do servidor
público.
O uso de instrumental técnico requer interações de comunicação oral e escrita, o
que pressupõe a utilização de linguagens por parte do assistente social. Caso seja
necessário utilizar a modalidade escrita, deve-se empregar o padrão culto e técnico
de língua.
CERTA
O assistente social da escola pública em questão, no planejamento de suas ações,
não deverá contemplar a saúde sexual e reprodutiva, pois trata-se de um assunto
de saúde e, portanto, de responsabilidade exclusiva da área de saúde pública.
ERRADA
Estudos revelam que, na análise das particulares condições de trabalho do
assistente social, recoloca-se o clássico dilema entre causalidade e teleologia, bem
como entre momentos de estrutura e momentos de ação.
CERTA
Transitar da análise da instituição Serviço Social para o seu exercício agrega, portanto,
um complexo de novas determinações e mediações essenciais para elucidar o
significado social do trabalho do assistente social. Sintetiza tensões entre o
direcionamento socialmente condicionado que o assistente social pretende imprimir ao
seu trabalho concreto, condizente com um projeto profissional coletivo, e as exigências
que os empregadores impõem aos seus trabalhadores assalariados especializados. Em
outros termos, estabelece-se “a tensão entre projeto ético-político e alienação do
trabalho, indissociável do estatuto assalariado” (IAMAMOTO, 2007). Repõe-se, assim,
nas particulares condições do trabalho do assistente social, o clássico dilema entre
causalidade e teleologia, entre momentos de estrutura e momentos de ação, exigindo
articular, na análise histórica, estrutura e ação do sujeito.
De acordo com a perspectiva positivista, a desigualdade é considerada uma lei
natural e imutável; por isso, só é possível lidar com os problemas decorrentes da
divisão social e técnica do trabalho a partir do desenvolvimento de corporações e
instituições cuja função seja a coesão social.
CERTA
Apesar de caracterizarem uma nova institucionalidade na democratização das ações
públicas, os conselhos de políticas, de direitos e tutelares podem ser utilizados por
aqueles que apostam na reiteração do conservadorismo político, fundamentado em
tradicionais práticas clientelistas e no cultivo do favor e da apropriação privada da
coisa pública, segundo interesses particularistas.
CERTA
No exercício profissional, o assistente social, tendo como fundamentos os princípios
ético-políticos do projeto profissional, deve basear-se em uma análise flexível e
fragmentada da realidade, corroborando com as tendências contemporâneas do
mundo do trabalho capitalista.
ERRADA
Na perspectiva funcionalista, os processos sociais são tratados como fatos sociais.
Para conhecer esses fatos, o pesquisador deve, então, estudá-los de fora, como
coisas exteriores, visto que, segundo essa orientação teórica, o objeto se sobrepõe
ao sujeito.
CERTA
No âmbito do serviço social, há um distanciamento entre as dimensões investigativa
e interventiva, reflexo do distanciamento entre a teoria e prática, vivenciada tanto
no processo de formação profissional quanto na ação do assistente social.
ERRADA
O processo de investigação social compõe o conjunto de práticas profissionais do
assistente social e é essencial para o processo de aperfeiçoamento e valorização da
ação desse profissional na construção de novas formas de relações sociais.
CERTA
Nos processos de avaliação de políticas sociais, é importante, tanto quanto ter
conhecimento e domínio sobre tipos e métodos avaliativos, reconhecer o papel
fundamental dessas políticas na garantia de direitos para a população.
CERTA
Uma das distinções entre avaliação e análise de políticas sociais é o fato de a
avaliação se preocupar com os efeitos e implicações das políticas sociais na
realidade, enquanto a análise de políticas sociais tem por objetivo compreender sua
conformação e estrutura — seus traços constitutivos —, bem como seu caráter
como ação pública.
CERTA
O movimento de reconceituação do serviço social produziu reflexões sobre as
práticas institucionais e, independentemente das correlações de forças existentes
no interior das instituições, transformou significativamente o fazer profissional do
assistente social.
ERRADA
As relações que materializam a prática institucional são sempre consensuais, pois,
no âmbito de uma instituição, dirigentes, técnicos executores e beneficiários da
ação possuem os mesmos interesses.
ERRADA
Embora a prática do assistente social seja, normalmente, determinada pela
submissão aos interesses do poder institucional, por meio da intervenção de redes
o profissional tem a possibilidade de ampliar o poder, o saber e os capitais da
população por ele atendida, apesar da influência institucional.
CERTA
Ao apreender o Estado como Estado ampliado e a instituição como aparelho
contraditório, os assistentes sociais a serviço tão somente da classe dominante
reproduzem as relações de dominação.
Ao apreender o Estado como Estado ampliado e a instituição como aparelho
contraditório, os assistentes sociais a serviço tão somente da classe dominante
reproduzem as relações de dominação.
ERRADA
O erro está em Estado ampliado, baseado no Welfare State, Keynesianismo.
Estado ampliado é aquele que se propõe a realizar políticas públicas para atender as
sequelas da Questão Social. A alternativa estaria correta se no lugar de Estado
ampliado, houvesse Estado mínimo, tipico de países neoliberais.
O assistente social, ao considerar o Estado como bem-estar e a instituição como
aparelho funcional, baseia sua prática profissional em uma concepção acrítica das
relações sociais.
CERTA
A compreensão do Estado como instrumento e de instituição como aparelho de
reprodução da força de trabalho e das relações sociais norteia o fazer do assistente
social para o exercício de uma prática transformadora da realidade social, pois é
capaz de mudar a relação capital/trabalho que estrutura a sociedade capitalista.
ERRADA
O trabalho do assistente social na instituição judiciária foi, historicamente,
direcionado pelo modelo de abordagem individual, particularmente as etapas
metodológicas da investigação e do diagnóstico que compõem o estudo social,
mesmo após o movimento de reconceituação.
CERTA
O estudo social é requerido a assistentes sociais, psicólogos, pedagogos ou outros
profissionais que compõem o quadro de profissionais do Poder Judiciário.
ERRADA
Na área jurídica, o estudo social tem sido utilizado, fundamentalmente, com a
finalidade de aplicar as medidas judiciais dispostas no Estatuto da Criança e do
Adolescente e na legislação civil referente à família.
ERRADA
O estudo social na atualidade vem como forma de subsidiar (e não aplicar) as ações do
judiciário na aplicação de medidas impostas no Estatuto da Criança e do Adolescente e
na legislação referente à família 
A recente revalorização do parecer social compõe um processo que visa
sistematizar e aprimorar os meios de intervenção social, com a finalidade de dar
materialidade ao projeto ético- político da profissão.
CERTA
O laudo e(ou) parecer social compõem o rol de informações utilizadas pela
instituição jurídica na procura da verdade, constituindo, assim, instrumentos de
poder, pois colaboram, não raras vezes, de modo determinante, para a definição do
futuro de crianças, adolescentes e famílias.
CERTA
A perícia social, composta por estudo, laudo e emissão de parecer é embasada nos
fundamentos teórico-metodológicos, ético-políticos e técnico-operativos do serviço
social, destina- se a subsidiar avaliações e julgamentos.
CERTA
No processo de elaboração de estudo social, perícia social, laudo social e parecer
social, não são requeridas dos assistentes sociais informações de caráter jurídico ou
a interpretação da lei, mas conhecimentos específicos do serviço social, que
contribuam para o processo de aplicação justa da lei.
ERRADA
As ações sistemáticas relativas ao tratamento e prevenção de drogas, no Brasil,
foram redirecionadas, em 2003, com o lançamento da Política do Ministério da
Saúde para a Atenção Integral aos Usuários de Álcool e outras Drogas.
CERTA
O despreparo dos profissionais que lidam com a problemática do uso
indevido/abusivo de álcool e outras drogas constitui fator capaz de contribuir para a
não adesão dos usuários aos serviços de atendimento voltados ao enfrentamento
desse fenômeno.
CERTA
Segundo estimativa amostral realizada pelo Centro Brasileiro de Informações sobre
Drogas Psicotrópicas, a partir de dados do IBGE, denominada Levantamento
Domiciliar, verificou-se que o consumo de álcool e tabaco são as drogas com menor
incidência entre a população brasileira.
ERRADA
As comissões intergestoras no âmbito do Sistema Único de Saúde, ao incorporarem
o segmento dos usuários em sua composição, ampliam a participação da sociedade
civil na política pública de saúde.
ERRADA
As comissões intergestoras Bipartites e Tripartes são compostas por secretários de
saúde dos Conselhos de Saúde Municipal, Estadual e Nacional, ou seja , essas
comissões são voltadas para a Gestão do SUS e com isso não fazem parte da
composição os usuários.
DECRETO Nº 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011, Regulamenta a Lei no 8.080, de 19 de
setembro de 1990,:
Art. 31.  Nas Comissões Intergestores, os gestores públicos de saúde poderão ser
representados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS, pelo
Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde - CONASEMS e pelo Conselho
Estadual de Secretarias Municipais de Saúde - COSEMS.
Modelo de atenção à saúde refere-se às combinações tecnológicas estruturadas
para a resolução de problemas e o atendimento de necessidades de saúde
individuais e coletivas.
CERTA
As formas de regulação neoliberais produziram, no campo da proteção social, maior
protagonismo do Estado como provedor social.
ERRADA
O Estado Neoliberal, é individualista e prioriza suas ações no campo econômico, onde o
capital se aflora. Sendo um Estado distante, e mínimo no tocante a proteção social.
Sendo assim, um Estado que se omite a desenvolver ações que lhe compete,
transferindo o que é da sua responsabilidade para o 3º setor e a sociedade civil, está
longe de ser um provedor social. Para tanto, é preciso fazer o que lhe é obrigação.
Criar políticas públicas eficientes e universais, programas, projetos, investindo de fato
num campo que é esquecido, quando deveria ser priorizado.
O ambiente de crise do capital e do neoliberalismo favorece a ampliação das
possibilidades preventivas e redistributivas das políticas sociais.
ERRADA
Se o Estado é Neoliberal, e trabalha a favor do capital, e o capital está em crise. Nesse
momento, há uma redução nas ações sociais, um retrocesso a muitas conquistas. Não
há ampliação de possibilidades preventivas e redistributivas das políticas sociais. O
Estado não tem essa preocupação. A preocupação se pauta na reestruturação
produtiva, em como reerguer a estrutura economica, já que o capital encontrou em
crise. Daí surgem, o desemprego, o trabalho informal, o subemprego, o desrespeito ao
que preconiza a CLT e dentre outros problemas.
O estado de bem-estar deve ser identificado como uma instituição unívoca em
todos os países capitalistas industrializados, em razão de seu processo histórico.
ERRADA
unívoco 
adj. 1. Que designa vários objectos distintos, mas do mesmo género, com o mesmo
sentido: Planeta é termo unívoco de Vénus e de Marte. 2. [Gramática]  Que designa
com o mesmo som objectos diferentes: Fole é palavra unívoca do saco de pele em que
se transporta a farinha e do utensílio com que se ateia o lume. 3. Inequívoco. 4. Que é
susceptível de uma só interpretação. 5. Homónimo.
O Estado pode ser definido como uma condensação de forças sociais, ou seja, uma
arena de conflitos de interesses.
ERRADA
O modelo beveridgiano que orienta o sistema previdenciário brasileiro tem
possibilitado a universalização dos direitos e a cobertura da classe trabalhadora.
ERRADA
No Brasil, os princípios do modelo bismarckiano predominam na previdência social, e
os do modelo beveridgiano orientam o atual sistema público de saúde (com exceção
do auxílio doença, tido como seguro saúde e regido pelas regras da previdência) e de
assistência social, o que faz com que a seguridade social brasileira se situe entre o
seguro e a assistência social (BOSCHETTI, 2006).
O crescimento das demandas decorrentes do acirramento do desemprego, das
desigualdades e do pauperismo provocou a predominância das políticas de
assistência social, que alguns autores têm denominado de assistencialização da
seguridade social.
CERTA
Segundo Aldaiza Sposati, a universalização da proteção social exige superar o embate
entre sua alternativa securitária, vinculada ao trabalho, e a de cidadania, assentada em
padrões civilizatórios da sociedade. A resistência a esse alargamento é profunda e
ultrapassa o campo conservador, liberal ou de direita. Analistas progressistas também
reagem a ele negativamente. Ambos taxam-no como assistencialista, sem esclarecer
se tal adjetivo advém da sua vinculação com a assistência social ou pelo fato de seu
acesso não ser de caráter securitário, embora indiretamente contributivo. Alguns
afirmam que se trata de medida neoliberal difundida pelo Banco Mundial para
fortalecer a alternativa da previdência privada. Pelo regime de capitalização individual,
cabem ao Estado apenas os benefícios assistenciais voltados aos mais pobres. A
presença de benefícios socioassistenciais pautados na proteção da cidadania, mesmo
ao lado da previdência pública brasileira, seria, para esses “progressistas”, uma
manifestação neoliberal de “assistencialização” da previdência. Por esse modo restrito
de entender a complexa realidade brasileira, que termina por defender a máxima da
formiga, a consolidação e consequente expansão da política de assistência social seria
uma ameaça à previdência social.
Os espaços ocupacionais do assistente social têm lugar no Estado, em empresas
privadas, organizações da sociedade civil sem fins lucrativos e na assessoria a
organizações e movimentos sociais, entre outros.
CERTA
Compete ao assistente social, quando convocado a comparecer a audiência por
determinação de juiz, como testemunha, relatar detalhadamente os fatos
presenciados no desempenho de seu exercício profissional.
ERRADA
Código de Ética do Assistente Social
Resolução CFESS n. 273, de 13 de março de 1993
Capítulo VI - Das Relações do Assistente Social com a Justiça
Artigo 19º - São deveres do Assistente Social:
a. apresentar à justiça, quando convocado na qualidade de perito ou testemunha, as
conclusões do seu laudo ou depoimento, sem extrapolar o âmbito da competência
profissional e violar os princípios éticos contidos neste Código.
b. comparecer perante a autoridade competente, quando intimado a prestar
depoimento, para declarar que está obrigado a guardar sigilo profissional nos termos
deste Código e da Legislação em vigor.
Artigo 20º - É vedado ao Assistente Social:
a. depor como testemunha sobre situação sigilosa do usuário de que tenha
conhecimento no exercício profissional, mesmo quando autorizado;
b. aceitar nomeação como perito e/ou atuar em perícia, quando a situação não se
caracterizar como área de sua competência ou de sua atribuição profissional, ou
quando infringir os dispositivos legais relacionados a impedimentos ou suspeição.
Na relação com os usuários, a ética profissional se objetiva por meio de ações
determinadas pelo empregador.
ERRADA
Não é o empregador que dita a ética para o profissional. Pois ética profissional regula o
relacionamento do profissional com o usuário, visando a dignidade humana e a
construção do bem-estar no contexto sócio-cultural de determinada profissão. O
usuário é único e devemos tratá-lo como tal.
Cada profissão é regulamentada a partir de conduta de ética e estatutos especificos.
A doutrina jurídica vigente no que diz respeito à garantia dos direitos da criança e
do adolescente reconhece incondicionalmente o Estado como a esfera primeira de
atenção ao segmento constituído por crianças e adolescentes.
ERRADA
Art. 277 - É dever da família da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança
e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à
educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à  dignidade, ao respeito, à
liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda
forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. (CF.
1988). O Estado vem em terceiro lugar no rol dos respónsáveis por tal dever.
Todos os atos e normas estabelecidos pelos conselhos dos direitos da criança e do
adolescente, para produzirem efeitos, devem ser de conhecimento público, não
cabendo, portanto, a manutenção de casos sigilosos no domínio de atuação desses
conselhos.
ERRADA
tem atos que são sigilosos para manter a privacidade das crianças e adolescentes, não
são públicos.
Existem atos que serão provativos as partes e somente seus procuradores, advogados,
isso para evitar constrangimentos ilegais e manutenção da honra objetivas das crisnças
envolvidas.
Entre as inovações constitucionais, identifica-se a diretriz para as ações na área da
assistência social que determina a participação da população na formulação das
políticas e no controle das ações em todos os níveis, inclusive na política de
atendimento aos direitos da criança e do adolescente.
O artigo 227 da Constituição Federal do Brasil diz na sua íntegra : “É dever da família,
da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta
prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à
profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência
familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência,
discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.”
Esse artigo teve o peso de um milhão e meio de assinaturas, a partir da emenda
popular denominada “Criança, prioridade nacional”, liderada pelo Movimento Nacional
dos Meninos e Meninas de Rua (MNMMR) e Pastoral do Menor, que mobilizou a
sociedade brasileira de norte a sul, e que não deixou sombra de dúvida quanto ao
anseio da população por mudanças e pela remoção daquilo que se tornou comum
denominar entulho autoritário – que nessa área se identificava com o Código de
Menores. 
(...)

A partir da Constituição de 1988 e do Estatuto da Criança e do Adolescente, as


crianças brasileiras, sem distinção de raça, classe social, ou qualquer forma de
discriminação, passaram de “objetos” a sujeitos de direito, em condição de pessoas em
desenvolvimento, e a quem se deve assegurar prioridade absoluta na formulação de
políticas públicas e destinação de recursos nas dotações orçamentárias das diversas
instâncias político-administrativas do País.
Outros importantes preceitos do Estatuto da Criança e do Adolescente, que marcam a
ruptura com o velho paradigma da situação irregular são:
·         a prioridade do direito à convivência familiar e comunitária e,
conseqüentemente, o fim da política de abrigamento indiscriminado;
·         a priorização das medidas de proteção socioeducativas, deixando de focalizar a
política da infância nos abandonados e delinqüentes;
·         a integração e a articulação das ações governamentais e não-governamentais
na política de atendimento;
·         a garantia do devido processo legal e a defesa ao adolescente a quem se
atribua a autoria de ato infracional;
·         municipalização do atendimento.

(...)

Os Conselhos de Direitos foram criados por determinação do Estatuto da Criança e do


Adolescente e existem nas instâncias Municipal, Estadual e Federal.  Implantar e fazer
funcionar o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente é garantir o direito de
participação do cidadão na definição das ações de atendimento às crianças e
adolescentes. É construir novas relações entre governo e cidadão, para a co-
responsabilidade na construção de políticas públicas adequadas às reais necessidades
de cada município, de cada comunidade. 
De acordo com o Protocolo de Palermo, o deslocamento de pessoas, o emprego de
meios ilícitos (força, engano, coação) e a exploração do trabalho forçado — seja o
objetivo final do deslocamento a exploração de natureza sexual ou econômica —
são elementos fundamentais para a identificação da situação de tráfico de
pessoas.
CERTA
Protocolo Adiconal à Convenção de Palermo

DECRETO Nº 5.017, DE 12 DE MARÇO DE 2004.


Artigo 3
Definições
a) A expressão "tráfico de pessoas" significa o recrutamento, o transporte, a
transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou uso
da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de
autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos
ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre
outra para fins de exploração. A exploração incluirá, no mínimo, a exploração da
prostituição de outrem ou outras formas de exploração sexual, o trabalho ou serviços
forçados, escravatura ou práticas similares à escravatura, a servidão ou a remoção de
órgãos;
Os casos de abandono de crianças com até quatro anos de idade são passíveis de
punição com detenção de seis meses a três anos. Nesses casos, as penas poderão
ser aumentadas quando o abandono for realizado por um irmão maior de vinte e
um anos.
CERTA
Código Penal Brasileiro Art. 133. Abandonar pessoa que está sob seu cuidado, guarda,
vigilância ou autoridade, e, por qualquer motivo, incapaz de defender-se dos riscos
resultantes do abandono:
Pena — detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos.
§1º Se do abandono resulta lesão corporal de natureza grave:
Pena: — reclusão, de 1(um) a 5 (cinco) anos.
§ 2º Se resulta a morte:
Pena: — reclusão de 4 (quatro) a 12(doze) anos.
§ 3º As penas cominadas neste artigo aumentam-se de um terço:
I — se o abandono ocorre em lugar ermo;
II — se o agente é ascendente ou descendente, cônjuge, irmão, tutor ou curador da
vítima.
III — se a vítima é maior de 60 (sessenta) anos ( inciso introduzido pela Lei n° 10.161,
de 1° de outubro de 2003)
A relação sexual entre um estrangeiro e uma brasileira pode ser caracterizada como
turismo sexual quando houver conduta que constitua agressão ao exercício da sua
sexualidade.
CERTA
A gravidez na faixa etária de dez a quatorze anos de idade representa uma
violação de direito, pois, no Brasil, relações sexuais nessa faixa etária, sob o ponto
de vista jurídico, são consideradas abuso.
CERTA
Segundo o Unicef, no Brasil, relações sexuais antes dos 15 anos são consideradas
abuso, do ponto de vista jurídico, e, portanto, a gravidez entre meninas de 10 a 14
anos é uma violação de direitos.
Dados recentes comprovam que a iniquidade é um dos principais fatores que
impedem que os adolescentes mais pobres e vulneráveis continuem sua
escolarização e os expõe a situações de abuso, exploração e violência.
CERTA
UNICEF: investimento na adolescência para romper os ciclos da pobreza e da
iniquidade
Publicado por viviane em 28/02/11

Investir na proteção e no desenvolvimento da população mundial de 1,2 bilhão de


adolescentes pode romper ciclos de pobreza e iniquidade, segundo o relatório global
do UNICEF Situação Mundial da Infância 2011 – Adolescência: Uma fase de
oportunidades. O relatório inova nesta edição ao abordar a adolescência como um
período de oportunidades, invertendo a lógica que costuma reduzi-la a uma fase de
riscos e vulnerabilidades.
Segundo a publicação, investimentos realizados nas duas últimas décadas permitiram
grandes avanços para os períodos inicial e intermediário da infância. Entre os avanços
alcançados desde 1990, estão a redução de 33% na taxa global de mortalidade de
menores de 5 anos e a eliminação quase total das diferenças de gênero nas matrículas
na escola primária em diversas regiões em desenvolvimento.
No entanto, menos avanços foram observados em áreas que afetam os adolescentes.
Mais de 70 milhões de adolescentes em idade de frequentar os anos finais do ensino
fundamental estão fora da escola. No Brasil, as reduções na taxa de mortalidade
infantil entre 1998 e 2008 significam que foi possível preservar a vida de mais de 26
mil crianças; no entanto, no mesmo período, 81 mil adolescentes brasileiros, entre 15
e 19 anos de idade, foram assassinados.
Segundo o relatório, poderemos tornar sustentáveis as conquistas obtidas na primeira
década de vida com políticas nacionais e programas específicos que ofereçam aos
adolescentes acesso à educação de qualidade, saúde e proteção.
“A adolescência é um momento crucial. Essa fase oferece uma oportunidade para
consolidar os ganhos que obtivemos na primeira infância ou pode significar a
possibilidade de se perder essas conquistas”, afirmou Anthony Lake, Diretor Executivo
do UNICEF. “Precisamos concentrar mais intensamente os nossos esforços nos
adolescentes – principalmente nas meninas adolescentes –, investindo na sua
educação e saúde e em outras medidas para envolvê-los nos processos de melhoria de
sua própria vida”.
Segundo o relatório, é na segunda década da vida que as iniquidades aparecem de
forma mais evidente. Os dados disponíveis comprovam que a iniquidade é um dos
principais fatores que impedem que os adolescentes mais pobres e vulneráveis
continuem sua escolarização e os expõem a situações de abuso, exploração e
violência.
Situação da adolescência no Brasil
Além dos dados sobre o Brasil incluídos no relatório, o UNICEF também divulgou hoje
o Caderno Brasil, publicação que contextualiza para a realidade brasileira as reflexões e
dados do relatório global.
O Brasil é um país jovem: 30% dos seus 191 milhões de habitantes têm menos de 18
anos e 11% da população possui entre 12 e 17 anos, uma população de mais de 21
milhões de adolescentes. Por isso, é essencial atender às necessidades específicas da
adolescência nas suas políticas. Caso contrário, corre-se o risco de que um grupo tão
significativo e estratégico para o desenvolvimento do País fique invisível em meio às
políticas públicas que focam prioritariamente na primeira fase da infância e na fase
seguinte da juventude.
Em consonância com o relatório mundial, a situação dos adolescentes no Brasil
demonstra que atualmente as oportunidades para sua inserção social e produtiva ainda
são insuficientes, tornando-os o grupo etário mais vulnerável em relação a
determinados riscos, como o desemprego e subemprego, a violência, a degradação
ambiental e redução dos níveis de qualidade de vida. As oportunidades são ainda mais
escassas quando são levadas em consideração outras dimensões da iniquidade além
da idade, como renda, condição pessoal, local de moradia, gênero, raça ou etnia.
Desafios
Os adolescentes enfrentam hoje um conjunto sem precedentes de desafios globais,
incluindo o incerto cenário econômico internacional, as taxas de desemprego entre os
jovens, o aumento do número e da intensidade das crises humanitárias e dos conflitos,
mudança climática e degradação ambiental, além da rápida urbanização.
Levando em consideração que esses desafios provavelmente se agravarão na próxima
década, será preciso oferecer aos adolescentes as habilidades e o conhecimento
necessários para que eles possam enfrentá-los. Para isso, são necessários
investimentos focados nas seguintes áreas-chave: coleta e análise de dados; educação
e capacitação; participação; criação de um ambiente que ofereça proteção e apoio aos
adolescentes; e resolução dos desafios relacionados à pobreza e às iniquidades.
“Milhões de jovens em todo o mundo estão esperando que todos nós atuemos mais
intensamente em seu favor. Proporcionar a todos os jovens as ferramentas de que
precisam para melhorar sua vida promoverá uma geração de cidadãos
economicamente independentes, atuantes na sociedade e capazes de contribuir
ativamente para a promoção de melhorias em suas comunidades”, afirmou Lake
No Brasil, o trabalho infanto-juvenil e a proteção ao adolescente trabalhador com,
no mínimo, dezesseis anos de idade tem amparo legal na CF, no Estatuto da
Criança e do Adolescente e na Consolidação das Leis do Trabalho.
CERTA
Questão equívocada, visto que o adolescente maior de 14 anos, conforme art.65 do
ECA tem assegurado os direitos trabalhistas e previdenciários, e não somente os
adolescesntes de 16 anos ou mais, conforme descreve a questão.
A Lei Nacional de Adoção permite que a adoção seja realizada por maiores de
dezoito anos de idade, independentemente do seu estado civil.
CERTA
Qualquer pessoa pode adotar, isoladamente (em regra, não se admite haja mais de
uma adoção sobre a mesma pessoa, ou mais de um adotante sobre o mesmo
adotado), inclusive ascendentes e irmãos do adotando, os cônjuges ou companheiros
com família estabilizada, bastando que pelo menos um seja maior de 18 anos (idade
mínima para ser adotante), e haja diferença de 16 anos em relação ao adotado. O
tutor ou o curador também pode adotar o pupilo ou o curatelado, dês que tenha
prestado contas de sua administração e saldado eventual débito pendente.
A concepção de família adotada no Plano Nacional de Convivência Familiar e
Comunitária fundamenta-se na compreensão da diversidade das organizações
familiares no contexto histórico, social e cultural.
CERTA
Família: definição legal e contexto sócio-cultural A Constituição Brasileira de 1988
define, no Art. 226, parágrafo 4: “entende- se como entidade familiar a comunidade
formada por qualquer um dos pais e seus descendentes”. Também o Estatuto da
Criança e do Adolescente (ECA), em seu Art. 25, define como família natural “a
comunidade formada pelos pais ou qualquer deles e seus descendentes”. Estas
definições colocam a ênfase na existência de vínculos de filiação legal8, de origem
natural ou adotiva, independentemente do tipo de arranjo familiar onde esta relação
de parentalidade e filiação estiver inserida. Em outras palavras, não importa se a
família é do tipo “nuclear”, “monoparental”, “reconstituída” ou outras.
No caso de destituição do poder familiar que implicar modificação de guarda, será
obrigatória a oitiva da criança ou adolescente, desde que respeitados seu estágio
de desenvolvimento e seu grau de compreensão sobre as implicações da medida.
CERTA
Gabarito: CERTO.
Penso que a resposta encontra-se no art. 161, §3º, da Lei n. 8.069/90 - Estatuto da
Criança e do Adolescente:
Seção II - Da Perda e da Suspensão do Poder Familiar.
Art. 161. Não sendo contestado o pedido, a autoridade judiciária dará vista dos autos
ao Ministério Público, por cinco dias, salvo quando este for o requerente, decidindo em
igual prazo. [...]
§ 3o  Se o pedido importar em modificação de guarda, será obrigatória, desde que
possível e razoável, a oitiva da criança ou adolescente, respeitado seu estágio de
desenvolvimento e grau de compreensão sobre as implicações da medida.
A criança, sempre que possível será ouvida previamente por equipe interprofissional e
o adolescente, obrigatoriamente será ouvido em audiência, sendo determinante o seu
consentimento. art. 28, par. 1o e 2o do ECA.
O acompanhamento e a orientação constituem estratégias de intervenção no
âmbito do serviço social, pois são capazes de interferir na vida de indivíduos,
grupos e famílias, e, se comprometidos com o atual projeto ético-político da
profissão, contribuem para o fortalecimento da democracia, para o acesso a direitos
e para a emancipação da população atendida pelo assistente social.
CERTA
Os instrumentos, técnicas e estratégias de intervenção — ou seja, os
procedimentos operativos — devem constituir processo independente e autônomo
das direções teórico- metodológica e(ou) ético-política do serviço social, a fim de
manter seu caráter de ação neutro e, por isso, mais eficaz.
ERRADA
Para uma ação profissional ser eficaz, teória e prática devem caminhar juntas, jamais
separadas. Os intrumentos, a técnica da intervenção não podem está separadas,
devem está vínculadas.
A adoção de trabalho em grupo não é uma técnica recomendada no âmbito do
serviço social, pois o agrupamento de diferentes pessoas, com distintos pontos de
vista e que vivenciem diversas situações sociais, torna ineficaz o processo educativo
da ação profissional do assistente social.
ERRADA
A finalidade principal da avaliação de políticas sociais é estabelecer uma valoração
ou julgamento sobre o significado e os efeitos dessas políticas, tendo por
parâmetro a relação de causalidade entre objetivos, desempenho e resultados
alcançados.
CERTA
As vítimas de exploração sexual comercial tendem a desenvolver estratégias de
sobrevivência, como, por exemplo, a síndrome de Estocolmo, que se caracteriza por
atitudes como adotar o comportamento e a maneira de pensar do explorador para
obter sua aprovação.
CERTA
Síndrome de Estocolmo é um estado psicológico particular desenvolvido por pessoas
que são vítimas de sequestro. A síndrome se desenvolve a partir de tentativas da
vítima de se identificar com seu captor ou de conquistar a simpatia do sequestrador.
A síndromerecebe seu nome em referência ao famoso assalto de Norrmalmstorgdo
Kreditbanken em Norrmalmstorg, Estocolmoque durou de 23 de Agostoa 28 de
Agostode 1973. Nesse acontecimento, as vítimas continuavam a defender seus
captores mesmo depois dos seis dias de prisão física terem terminado e mostraram um
comportamento reticente nos processos judiciais que se seguiram. Duas das vítimas se
casaram com os sequestradores após o término do processo. O termo foi cunhado pelo
criminólogoe psicólogoNils Bejerot, que ajudou a polícia durante o assalto, e se referiu
à síndrome durante uma reportagem. Ele foi então adoptado por muitos psicólogos no
mundo todo.
A síndromeé relacionada a captura da noivae tópicos semelhantes na antropologia
cultural.
As vítimas começam por identificar-se emocionalmente com os sequestradores, a
princípio como mecanismo de defesa, por medo de retaliação e/ou violência. Pequenos
gestos gentis por parte dos captores são frequentemente amplificados porque, do
ponto de vista do refém é muito difícil, senão impossível, ter uma visão clara da
realidade nessas circunstâncias e conseguir mensurar o perigo real. As tentativas de
libertação, são, por esse motivo, vistas como uma ameaça, porque o refém pode
correr o risco de ser magoado. É importante notar que os sintomas são consequência
de um stressfísico e emocional extremo. O complexo e dúbio comportamento de
afectividade e ódio simultâneo junto aos captores é considerado uma estratégia de
sobrevivência por parte das vítimas.
É importante observar que o processo da síndromeocorre sem que a vítima tenha
consciência disso. A mente fabrica uma estratégia ilusória para proteger a psiqueda
vítima. A identificação afectiva e emocional com o sequestrador acontece para
proporcionar afastamento emocional da realidade perigosa e violenta à qual à pessoa
está sendo submetida. Entretanto, a vítima não se torna totalmente alheia à sua
própria situação, parte de sua mente conserva-se alerta ao perigo e é isso que faz com
que a maioria das vítimas tente escapar do sequestrador em algum momento, mesmo
em casos de cativeiro prolongado.
Não são todas as vítimas que desenvolvem traumas após o término da situação.
A escolha dos instrumentos, técnicas ou estratégias e dos modelos de abordagem
individual, familiar ou de grupos a serem adotadas pelos assistentes sociais, no
âmbito das instituições sociais, independe do objetivo da ação profissional.
ERRADA
Para que op profissional possa intervir numa dada realidade, é importante
primeiramente conhecer essa tal realidade, em seguida definir os objetivos da ação, e
finalmente escolher qual o intrumento, a estratégia para desenvolvimento da sua ação.
Para que o profissional tenha uma intervenção segura, eficaz e eficiente o
instrumental, a técnica deve está de acordo com o problema. Não sendo assim, sua
ação não causará mudança, muito menos impacto na tal realidade e o seu trabalho
não terá sentido.
O projeto de trabalho do assistente social, que constitui elemento importante para
organizar a ação investigativa do profissional, conta com os seguintes elementos
constitutivos: objeto, objetivos, metas, indicadores e avaliação.
CERTA
A avaliação e a análise de políticas sociais são processos independentes e que não
se complementam, pois tratam as políticas sociais a partir de abordagens
conflitantes e contraditórias.
ERRADA
" Uma das distinções entre avaliação e análise de políticas sociais é o fato de a
avaliação se preocupar com os efeitos e implicações das políticas sociais na realidade,
enquanto a análise de políticas sociais tem por objetivo compreender sua conformação
e estrutura — seus traços constitutivos —, bem como seu caráter como ação pública".
Com a implantação do Sistema Único de Saúde, suprimiu-se o sistema privado de
atenção médica supletiva e o sistema de desembolso direto.
ERRADA
Art.199 da CF/88
"A assistência à saúde é livre a iniciativa privada.
Parágrafo 1° As instituições privadas poderão participar de forma
complementar do sistema único de saúde , segundo diretrizes deste,
mediante contrato direto público ou convênio, tendo prefêrencia as entidades
filantrópicas e as sem fins lucrativos."
Com o advento da CF/88 o SUS recebeu essa característica complementar com o
setor privado.
A questão está ERRADA ao afirmar que isso foi suprimido.
Os parâmetros para a atuação de assistentes sociais na PAS fundamentam-se na
concepção ampliada de assistência social, definida como política pública exclusiva
de proteção social no âmbito da seguridade social brasileira.
ERRADA
"A concepção de Assistência Social e sua
materialização em forma de proteção social básica e especial (de média e
alta complexidades) conforme previsto na PNAS/SUAS, requer situar e
articular estas modalidades de proteção social ao conjunto das proteções
previstas pela Seguridade Social. Dito de outro modo, a Assistência Social
não pode ser entendida como uma política exclusiva de proteção social,
mas se deve articular seus serviços e benefícios aos direitos assegurados
pelas demais políticas sociais, a fim de estabelecer, no âmbito da
Seguridade Social, um amplo sistema de proteção social".
CFESS, Cartilha: Parametros para a Atuação de assistentes Sociais na Política de
Assistencia Social.
Os parâmetros para a atuação de assistentes sociais na PAS propõem alternativas
de inspiração neoliberal para a refilantropização da assistência social.
ERRADA
O agir profissional do assistente social não possui caráter educativo, pois sua ação
pode reproduzir ou não valores e práticas culturais e políticas, por meio de ações
de cunho material, sociopolítico ou ainda ideológico-cultural.
ERRADA
Os assistentes sociais também participam da reprodução das relações socias que se faz
por meio da reprodução de valores, de modos de vida e de práticas culturais e
políticas. Nesse sentido, as ações profissionais são dotadas de caráter educativo e se
desenvolvem mediatizadas pelas políticas sociais que garantem o acesso aos serviços,
programas e benefícios sociais. 
Os parâmetros para a atuação de assistentes sociais na PAS objetivam a
consolidação da assistência social como política de governo, voltada
prioritariamente às ações emergenciais.
ERRADA
As ações profissionais dos assistentes sociais na proteção social básica no âmbito
do Sistema Único de Assistência Social devem priorizar o atendimento dirigido às
situações de violação de direitos.
ERRADA
Segundo a PNAS/2004
A Proteção social básica tem como objetivo prevenir situações de risco e fortalecimento
de vínculos familiares e cumunitários. Destina-se a população que vive em situação
de vulnerabilidade soocial decorrente da pobreza e outros traços como discriminação
racial,gênero e outras.
O rol dos direitos sociais é maior e possui políticas públicas mais complexas:
Os direitos sociais do homem consistem em: o direito à vida (direitos da mãe,
direitos da infância, direito das famílias numerosas); direito à igualdade do homem e
da mulher; direito a uma educação digna do homem; direito de imigração e de
emigração; direito de livre escolha para aderir às diversas associações econômicas,
políticas e culturais.
Entre as funções que o serviço social desempenha como instituição, identifica-se a
função mediadora, que se processa, na prática, conforme a situação conjuntural,
que leva em conta os interesses e as demandas sociais, e conforme a situação
contextual, que corresponde aos objetivos institucionais.
CERTA
A instituição deve ser percebida como o ponto de convergência das instâncias
econômica e política bem como da ideológica, que constitui o ponto de junção
simbólica entre infraestrutura e superestrutura de uma formação social.
CERTA
A instituição é considerada uma entidade política e configura-se como espaço
contraditório, na medida em que há relações de poder que favorecem o monopólio
de um determinado grupo social.
CERTA
No quadro das organizações, a análise institucional deve caracterizar os agentes
institucionais com base em suas posições estratégicas e nas injunções que sofrem
em razão do contexto. Entre os agentes institucionais, destacam-se o público, que
encarna o princípio do controle democrático, e o mandante, que representa os
grupos sociais dominantes e seus interesses.
CERTA
Na definição da metodologia de trabalho com famílias, a consciência de lidar com
um objeto-sujeito em constante mutação ampara-se na concepção de família como
unidade doméstica fundamentada nos laços de consanguinidade e cuja estrutura de
relações é construída com base na extensão desses laços.
ERRADA
A estrutura familiar (composição) é determinante para o modo de relacionamento
interpessoal de uma família.
ERRADA
O consenso existente sobre as transformações da família tem se concentrado apenas
nos aspectos referentes à sua estrutura e composição, pois as expectativas sociais
sobre suas tarefas e obrigações continuam preservadas. Ou seja, espera-se um mesmo
padrão de funcionalidade das famílias, independente do lugar em que estão localizadas
na linha da estratificação social, padrão este calcado em postulações culturais
tradicionais referentes aos papéis paterno e materno, principalmente. (Mioto,2001).
De acordo com a legislação em vigor, para se trabalhar com a concepção de
matricialidade, deve-se observar a lógica da cidadania e do direito, e as práticas
adotadas devem reiterar o caráter disciplinador.
ERRADA
De acordo com estudos recentes, vem-se fortalecendo a perspectiva político-
ideológica que propõe uma divisão de responsabilidades entre a sociedade e o
Estado no que se refere à proteção social, de tal forma que, no âmbito privado, a
família assuma o papel do Estado.
CERTA
As práticas sociais indicam que persiste o desequilíbrio na distribuição do trabalho
doméstico, bem como na sua dinâmica e organização, permanecendo o padrão
tradicional no que diz respeito aos papéis socialmente atribuídos aos homens e às
mulheres.
CERTA
Para o desenvolvimento de um trabalho com famílias, é importante conhecer os
espaços físicos e geográficos, bem como a realidade da oferta dos serviços e
programas existentes e do acesso a eles, dados que podem ser verificados por
meio de indicadores sociais amplos.
CERTA
Entre as características do trabalho socioeducativo com famílias, inclui-se a
necessidade de obtenção de um conjunto de informações, análises e tendências
gerais em relação às mudanças ocorridas no âmbito da instituição familiar.
Por meio do método indutivo, parte-se de verdades universais para se obterem
conclusões particulares.
ERRADA

Métado indutivo é aquele que parte de questões particulares ate chegar a conclusões
generalizadas!!
Para o marxismo, a ética e a ciência são duas formas de consciência em relação
dialética com as condições materiais de sua produção, e, para a fenomenologia, o
componente ético é absoluto na relação da ciência com a sociedade.
CERTA
A pesquisa científica pode ser identificada como sistematização de dados, sendo,
por isso, considerada fundamental ao processo de conhecimento.
ERRADA
Nas situações em que o entrevistador vise obter resultados uniformes, recomenda-
se o uso da entrevista estruturada, que possibilita a comparação imediata por meio
de tratamentos estatísticos.
CERTA
No processo de pesquisa, durante uma entrevista, a introdução de um
questionamento estranho ao universo do entrevistado pode ser considerada uma
das principais distorções que frequentemente invalidam as informações recolhidas.
CERTA
No desenvolvimento de pesquisa qualitativa, é relevante compreender o contexto e
as situações específicas de determinada questão; para tanto, o estudo de caso é
importante, pois permite conhecer a história e a complexidade do que está sendo
estudado.
CERTA
Os estados e municípios são responsáveis pelo gerenciamento da rede de serviços
de assistência em AIDS, cuja sustentabilidade é garantida por meio de parcerias
público-privadas.
ERRADA
A rede de serviços de assistência em AIDS que integra o Sistema Único de Saúde é
composta por unidades dispensadoras de medicamentos, unidades de referência
para tratamento (os serviços de assistência especializada), hospitais de referência,
hospitais-dia e unidades de atendimento domiciliar terapêutico ( homecare).
CERTA
Recomenda-se a utilização do grupo focal, técnica de pesquisa qualitativa, de
natureza diretiva, que coleta dados por meio de entrevista realizada em grupo,
para identificar os fatores determinantes a uma maior adesão à terapia com uso de
antirretrovirais.
ERRADA
A entrevista com o grupo focal é uma técnica qualitativa, não diretiva, cujo resultado
visa ao controle da discussão de um grupo de pessoas, inspirada em técnicas de
entrevista não direcionadas e em técnicas grupais usadas na Psiquiatria.
- Entrevista diretiva
Nesse tipo, o entrevistador utiliza um roteiro com uma série de questões, cuja
complexidade vai aumentando gradualmente.
- Entrevista não-diretiva
É feita com base na relação entre o entrevistador e o entrevistado. As questões são
elaboradas no momento, de acordo com as respostas.
Nas pesquisas em que utilizam grupos focais, o relatório dos resultados
relacionados à avaliação da organização de serviços deve conter o registro de todas
as falas decorrentes das interações entre os participantes do grupo, o que
possibilita generalizações acerca do tema discutido.
ERRADA
Em pesquisas, embora a composição dos grupos focais de pacientes atendidos nos
serviços ambulatoriais de DST/AIDS deva ser homogênea, características
heterogêneas devem ser preservar, de modo que os participantes se sintam
confortáveis na discussão para expressarem suas percepções e opiniões sobre os
temas tratados.
CERTA
O modelo de redução de danos desvia a atenção do uso de drogas propriamente
dito para suas consequências e efeitos prejudiciais ao usuário e à sociedade,
enquanto o modelo moral compreende o uso de drogas como ilegal e propõe a
redução da oferta por meio de proibição e punição.
CERTA
Em debate recente, cientistas sociais discutiram os modelos biomédico, religioso e
jurídico de tratamento de dependentes de crack e concluíram que esses modelos
culpabilizam o usuário, deixando de lado sua subjetividade e o contexto social
específico.
CERTA
Atualmente, no que se refere à atuação dos profissionais do serviço social junto a
usuários de crack, recomenda-se o ensino de formas de redução de danos, medida
de saúde pública que contribui para reforçar os direitos à cidadania plena.
CERTA
Redução de risco e redução de dano são expressões similares, que podem ser
usadas como sinônimos para a compreensão do conceito de redução de danos.
ERRADA
ção do risco ou redução do dano são termos frequentemente usados como sinônimos.
O risco se relaciona à possibilidade de que um evento possa ocorrer, o dano deve ser
visto como a ocorrência do próprio evento. Desse enfoque, evitar o dano seria uma
atitude mais pragmática do que evitar o risco (nem sempre ocorre necessariamente
um dano, em uma situação onde há risco).
A redução de riscos é uma política social que visa diminuir, atenuar ou controlar os
efeitos negativos do consumo de drogas, que se traduzem em problemas na esfera
social ou na perspectiva individual do consumidor. As principais características de um
programa de redução de riscos têm a ver com o fácil acesso para a população
consumidora (daí a criação de unidades de apoio móveis), e com a operacionalização
de estratégias que contribuam para a melhoria das condições de vida dos
toxicodependentes.
Redução de danos é um conjunto de políticas e práticas cujo objetivo é reduzir os
danos associados ao uso de drogas
psicoativas em pessoas que não podem ou não querem parar de usar drogas. Por
definição, redução de danos foca
na prevenção aos danos, ao invés da prevenção do uso de drogas; bem como foca  em
pessoas que seguem usando drogas. 
Nos tratamentos em que se adota a estratégia de redução de danos, o projeto
terapêutico de cada usuário deve estar atrelado a um contrato terapêutico, e, caso
o usuário não cumpra esse contrato, é recomendável efetivar seu desligamento e
encaminhá-lo a outro serviço de natureza distinta.
ERRADA
Os princípios que norteiam a profissão de assistente social, na perspectiva da
competência profissional, incluem o compromisso com a qualidade dos serviços
prestados à população e o compromisso com o aprimoramento intelectual.
CERTA
O projeto ético-político do serviço social brasileiro norteia-se por escolhas teóricas,
éticas e políticas que se pautam na expansão dos direitos sociais por meio da
universalização dos bens e serviços.
CERTA
Os elementos éticos de um projeto profissional restringem-se a normatizações
morais e à prescrição de direitos e deveres.
ERRADA
A ética profissional, considerada a partir de uma perspectiva de totalidade, deve ser
relacionada à moralização da realidade e dos conflitos sociais.
ERRADA
No enfrentamento da questão social como expressão particular do antagonismo de
classes, a conexão entre ética e política deve ser minimizada, de modo a impedir o
controle político-ideológico do Estado sobre os problemas de natureza moral
individual.
ERRADA
O termo de consentimento livre e esclarecido, apoiado na resolução que trata da
pesquisa com seres humanos e que criou a Comissão Nacional de Ética em
Pesquisa, tem sua fundamentação filosófica orientada pela concepção
teórica principialista , à qual se alinha a orientação do atual Código de Ética dos
Assistentes Sociais.
ERRADA
O principialismo se baseia na caracterização de quatro princípios fundamentais que
servem de base para o agir humano: Beneficência; Não Maleficência; Justiça e
Autonomia. Estes quatro princípios são considerados como sendo deveres prima
facie  e  são base histórica da moralidade entre profissionais de saúde.
No exercício de sua atividade profissional, o assistente social deve informar o
usuário acerca da natureza de sua intervenção apenas quando esta estiver
relacionada à realização de pesquisa social.
ERRADA
A identificação sistemática e contínua de áreas críticas, de necessidades, de
oportunidades e de ameaças é um dos objetivos do estudo de situações.
CERTA
Para entender uma situação específica, não se pode tratá-la de maneira isolada de
seu contexto social, assim como as propostas que digam respeito a estruturas
parciais só podem abrir caminhos para mudanças mais amplas caso haja articulação
com propostas que visem à mudança na sociedade.
CERTA
A temporalidade é a característica básica dos projetos, que devem ter início e fim
definidos claramente em função da destinação dos recursos.
CERTA
Em uma organização, a representação gráfica do tempo estimado para a execução
das atividades planejadas denomina-se fluxograma.
ERRADA
Fluxograma é um tipo de diagrama, e pode ser entendido como uma representação
esquemática de um processo, muitas vezes feito através de gráficos que ilustram de
forma descomplicada a transição de informações entre os elementos que o compõem.
Podemos entendê-lo, na prática, como a documentação dos passos necessários para a
execução de um processo qualquer. É uma das Sete ferramentas da qualidade. Muito
utilizada em fábricas e industrias para a organização de produtos e processos.
O Diagrama de fluxo de dados (DFD) utiliza do Fluxograma para modelagem e
documentação de sistemas computacionais.
O Fluxograma, é como a disposição das organizações de um projeto arquitetônico irá
interagir. Existem várias formas dentro do fluxograma imperial, bem como, dentro do
fluxograma exterial do espaço amostral disfarçado. São eles:
a) De cores: Com verde e amarelo predominando;
b) De números: Com 0 e 1 predominando;
c) De swarps: Com clips e fareways predominando.
Resumindo, O termo Fluxograma designa uma representação gráfica de um
determinado processo ou fluxo de trabalho, efetuado geralmente com recurso a figuras
geométricas normalizadas e as setas unindo essas figuras geométricas. Através desta
representação gráfica é possível compreender de forma rápida e fácil a transição de
informações ou documentos entre os elementos que participam no processo em causa.
O fluxograma pode ser definido também como o gráfico em que se representa o
percurso ou caminho percorrido por certo elemento (por exemplo, um determinado
documento), através dos vários departamentos da organização, bem como o
tratamento que cada um vai lhe dando. A existência de fluxogramas para cada um dos
processos é fundamental para a simplificação e racionalização do trabalho, permitindo
a compreensão e posterior optimização dos processos desenvolvidos em cada
departamento ou área da organização.
O correto seria CRONOGRAMA, e não fluxograma.
O gerenciamento de projeto inícia-se na fase de implantação e termina na fase de
balanço da aplicação dos recursos financeiros.
ERRADA
Os processos e funções que compõem o conjunto estruturado e interativo do
gerenciamento de projeto incluem as relações de trabalho, que envolvem
motivação, supervisão, desenvolvimento de equipes e gerenciamento de conflitos.
CERTA
A responsabilidade sobre a condução do método de planejamento de projetos
orientado para objetivos (ZOOP) é do gerente da instituição executora, com a
participação dos servidores ligados diretamente a ele.
ERRADA
O ZOOP é participativo, todos os envolvidos no contexto.
O desagravo público constitui um direito a que o assistente social faz jus quando
sua honra profissional é atingida, e, para exercê-lo, é necessário entrar com uma
representação junto ao Conselho Federal de Serviço Social, ao qual compete a
apuração dos fatos.
ERRADA
De acordo com a RESOLUÇÃO CFESS Nº 443/2003, que dispõe acerca do desagravo
público:
    "Todo assistente social, devidamente inscrito no CRESS de seu âmbito de atuação,
que no exercício de suas atribuições e funções profissionais, previstas pela Lei
8.662/93, for ofendido ou atingido em sua honra profissional ou que deixar de ser
respeitado em seus direitos e prerrogativas previstas pelas alíneas “a”, “b”, “c”, “d”,
“f”, “g”, “h” e “i” do artigo 2º do Código de Ética Profissional do Assistente Social,
poderá representar perante o Conselho Regional onde esteja inscrito, para apuração
dos fatos contra quem der ensejo ou causa a violação de seus direitos ou
prerrogativas."
 O erro da questão está na parte em que fala que a representação se dá junto ao
Conselho Federal de Serviço Social, visto que a resolução do CFESS dispõe que a
representação é perante o Conselho Regional e não Federal.
De acordo com a Lei n.° 8.662/1993, é atribuição privativa do assistente social
prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública direta e indireta,
bem como a empresas privadas, em matéria relacionada ao serviço social.
CERTA
É atribuição privativa do assistente social encaminhar providências e prestar
orientação social a indivíduos, a grupos e à população em geral.
ERRADA
De acordo com a Lei Federal 8662, esta é uma COMPETÊNCIA do Assistente social,
Art. 4º inciso III.
Uma dica para não confundir competências com atribuições privativas, é pensar da
seguinte forma:
-As privativas sempre relacionam-se (ou contém em seu texto) a matéria de Serviço
Social ou representação de classe.
Ex. art. 5º  II- planejar, organizar e administrar pragramas e projetos em Unidade de
Serviço Social;
XI -fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos federal e regional;

Lei 8662 / 93 - Art. 5º Constituem atribuições privativas do Assistente Social:


I - coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos,
programas e projetos na área de Serviço Social;
II - planejar, organizar e administrar programas e projetos em Unidade de Serviço
Social;
III - assessoria e consultoria e órgãos da Administração Pública direta e indireta,
empresas privadas e outras entidades, em matéria de Serviço Social;
IV - realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre
a
matéria de Serviço Social;
V - assumir, no magistério de Serviço Social tanto a nível de graduação como
pósgraduação,
disciplinas e funções que exijam conhecimentos próprios e adquiridos em
curso de formação regular;
VI - treinamento, avaliação e supervisão direta de estagiários de Serviço Social;
VII - dirigir e coordenar Unidades de Ensino e Cursos de Serviço Social, de graduação
e
pós-graduação;
VIII - dirigir e coordenar associações, núcleos, centros de estudo e de pesquisa em
Serviço Social;
IX - elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras de
concursos ou outras formas de seleção para Assistentes Sociais, ou onde sejam
aferidos
conhecimentos inerentes ao Serviço Social;
X - coordenar seminários, encontros, congressos e eventos assemelhados sobre
assuntos de Serviço Social;
XI - fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos Federal e Regionais;
XII - dirigir serviços técnicos de Serviço Social em entidades públicas ou privadas;
XIII - ocupar cargos e funções de direção e fiscalização da gestão financeira em órgãos
e
entidades representativas da categoria profissional.
Em alteração recente da Lei n.° 8.662/1993, que dispõe sobre a profissão do
assistente social, foi incluído artigo que estabelece em quarenta horas semanais a
duração do trabalho do assistente social.
ERRADA
No dia 26 de agosto de 2010, o presidente Lula sancionou o Projeto de Lei da Câmara
(PLC) 152/08, que fixa em 30 horas semanais sem redução de salário a jornada de
trabalho dos assistentes sociais. O PLC foi publicado como Lei nº 12.317 em 27 de
agosto de 2010 e acrescenta um dispositivo ao artigo 5º da lei que regulamenta a
profissão (Lei no 8.662, de 7 de junho de 1993), que passou a vigorar como:“Art.5°-
A. A duração do trabalho do Assistente Social é de 30 (trinta) horas semanais”.
O exercício da profissão de assistente social é prerrogativa dos possuidores de
diploma de curso superior em serviço social, sendo a designação de assistente
social privativa daqueles habilitados na forma da lei, ou seja, inscritos no conselho
regional de sua jurisdição.
CERTA
Regulamentação da Profissão 
Lei 8662, de 7 de junho de 1993. Art 1. É livre o exercício da profissão de Assistente
Social em todo o território nacional, observadas as condições estabelecidas nesta Lei. 
Art. 2. somente poderão exercer a profissão de Assistente Social:
I - Os possuidores de diploma em curso de graduaçâo em Serviço Social, oficialmente
reconhecido, expedido por estabelecimento de ensino superior existente no País,
devidamente registrado no órgão competente;
II - os possuidores de diploma de curso superior  em Serviço Social, em nível de
graduação ou equivalente, expedido por estabelecimento de ensino sediado em países
estrangeiros, conveniado ou não com o governo brasileiro, desde que devidamente
revalidado e registrado em órgão competente no Brasil;
III - os agentes sociais, qualquer que seja sua denominação com funções nos vários
órgãos públicos, segundo o disposto no art. 14 e seu parágrafo único da Lei 1.889, de
13 de junho  de 1953.
Parágrafo único. O exercício da profissão de Assistente Social requer prévio registro
nos Conselhos Regionais que tenham jurisdição  sobre a área de atuação do
interessado nos termos desta Lei.

De acordo com o Código de Ética do Assistente Social, o assistente social que for
demitido de uma instituição deve repassar ao profissional que o substitua todo o
material técnico existente, exceto o de caráter sigiloso, que deve ser incinerado.
ERRADO
A descentralização político-administrativa e o comando único inscritos
na LOAS constituem diretrizes cuja finalidade é transferir às instâncias municipais o
poder de execução sob o comando único do Ministério de Desenvolvimento Social e
Combate à Fome.
ERRADA
Conforme o Art. 5º da Lei 8.742/93 - I - descentralização política-administrativa para
os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, e comando único em cada esfera de
governo;
II - participação da populãção, por meio de organizações representativas, na
formulação das politicas e no controle das ações em todos os níves
III primazia da responsabilidade do Estado na condução da política de assistência
social em cada esfera do governo
As comissões intergestoras de assistência social que atuam nas três esferas de
governo configuram o sistema descentralizado e participativo de composição
paritária.
ERRADA
ei 8742:
Art. 16.  As instâncias deliberativas do Suas, de caráter permanente e composição
paritária entre governo e sociedade civil, são: 
        I - o Conselho Nacional de Assistência Social;
        II - os Conselhos Estaduais de Assistência Social;
        III - o Conselho de Assistência Social do Distrito Federal;
        IV - os Conselhos Municipais de Assistência Social.
acredito que o erro da questão é afirmar que se tratam de comissões, quando na
verdade são os conselhos 
O Fundo Nacional de Assistência Social, vinculado ao Ministério de Desenvolvimento
Social e Combate à Fome e detentor de personalidade jurídica própria e autonomia
administrativa e financeira, tem por finalidade financiar prestação de serviços,
programas e projetos de assistência social.
ERRADA
Questão errada, pois ao contrário da afirmação do enunciado, os fundo não têm
personalidade jurídica.   De fato, os fundos especiais são formados por um patrimônio
despersonalizado, destinado a uma finalidade específica. Neste sentido:   “Os fundos
especiais são instrumentos de descentralização da administração financeira.
Constituem uma universalidade de receitas vinculadas a despesas específicas.
Administrados pelo órgão público indicado na lei, subordinam-se ao controle externo
do Tribunal de Contas.   “Os fundos especiais são entes DESPERSONALIZADOS, não
passando de uma universalidade de recursos vinculados a determinadas despesas.
Art. 28. O financiamento dos benefícios, serviços, programas e projetos estabelecidos
nesta lei far-se-á com os recursos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios, das demais contribuições sociais previstas no art. 195 da Constituição
Federal, além daqueles que compõem o Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS).
§ 1o  Cabe ao órgão da Administração Pública(Ministério de Desenvolvimento Social e
Combate à Fome) responsável pela coordenação da Política de Assistência Social nas 3
(três) esferas de governo gerir o Fundo de Assistência Social, sob orientação e controle
dos respectivos Conselhos de Assistência Social. (Redação dada pela Lei nº 12.435, de
2011)
Não é entidade (detentor de personalidade jurídica) e sim órgão ente despersonificado.
A emissão e a renovação de certificados de entidades beneficentes de assistência
social, de competência do Conselho Nacional de Assistência Social, concretizam-se
por meio de resoluções.
ERRADA
A Lei Nº 12.101/2009 modificou o regime jurídico de concessão do Certificado de
Entidades Beneficentes de Assistência Social (CEBAS). Agora, a concessão e renovação
da certificação não são mais responsabilidade do Conselho Nacional de Assistência
Social (CNAS), mas dos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da
Saúde e da Educação, de acordo com a atuação de cada entidade.
O MDS editou a Instrução Normativa nº 01/2010, publicada no Diário Oficial da União
em 3/01/2011, alterada pela Instrução Normativa nº 02/2011, publicada no DOU em
18/01/2011.
A Instrução Normativa nº 01/2010 estabelece procedimentos relativos à certificação de
entidades beneficentes de assistência social, no âmbito do Ministério do
Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS.
Entre as funções da LOAS, destaca-se a de regulamentar o que foi assegurado
na CF, haja vista que o reconhecimento do direito, por si só, não é suficiente para
o seu exercício.
CERTA
Essa questão remete a conhecimentos de Direito Constitucional.
Lembrando que as normas de eficácia plena são aquelas que desde a entrada em vigor
da Constituição, produzem todos os efeitos essenciais, todos os objetivos visados pelo
legislador constituinte. Incidem direta e indiretamente sobre a matéria objeto; vale
dizer: as normas de eficácia plena são aquelas que produzem seus efeitos jurídicos
desde a entrada em vigor da Constituição (incidem imediatamente e dispensam
legislação complementar).
Esse não é o caso da Saúde, Assistência e tantos outros direitos assegurados
contitucionamente que após a promulgação necessitaram de normas
regulamentadoras.
Inclusive o mandado de injução é o instrumento político cabivel quando um direito não
estiver regulamentado e isso impedir sua plena efetividade.
É o caso do direito a greve dos servidores civis.
Assim, não é correto dizer que o reconhecimento do direito, por si só, não é suficiente
para o seu exercício
Entre os princípios que regem a política de assistência social, inclui-se o da
supremacia do atendimento às necessidades sociais em relação às exigências de
rentabilidade econômica, o qual está relacionado à garantia de acesso ao seguro
social.
ERRADA
Em consonância com o disposto na LOAS, capítulo II, seção I, artigo 4º, a Política
Nacional de Assistência Social rege-se pelos seguintes princípios democráticos:
I – Supremacia do atendimento às necessidades sociais sobre as exigências de
rentabilidade econômica;
II – Universalização dos direitos sociais, a fim de tornar o destinatário da ação
assistencial alcançável pelas demais políticas públicas;
III – Respeito à dignidade do cidadão, à sua autonomia e ao seu direito a benefícios e
serviços de qualidade, bem como à convivência familiar e comunitária, vedando-se
qualquer comprovação vexatória de necessidade;
IV – Igualdade de direitos no acesso ao atendimento, sem discriminação de qualquer
natureza, garantindo-se equivalência às populações urbanas e rurais;
V – Divulgação ampla dos benefícios, serviços, programas e projetos assistenciais, bem
como dos recursos oferecidos pelo Poder Público e dos critérios para sua concessão.
A lei NÃO garante o acesso ao seguro social.

De acordo com os críticos da desregulamentação das políticas públicas e dos


direitos sociais, uma das principais consequências dessa ação é a transferência, à
iniciativa privada, da assistência à população pobre.
CERTA
Associa-se ao pensamento neoliberal a adoção da política de refilantropização no
trato das sequelas da questão social.
CERTA
Um dos argumentos comumente utilizados para explicar a crise fiscal dos estados
consiste em associar as conquistas sociais acumuladas a gastos sociais excessivos,
que estariam na origem dessa suposta crise.
CERTA
Atualmente, observa-se uma clivagem das políticas de assistência social, que se
fundamentam em duas concepções opostas: a da privatização e a da
assistencialização da proteção social.
CERTA
Mota identifica nos argumentos pró-reforma da seguridade a propensão de uma
clivagem da política social em torno de dois pólos: a privatização e a assistencialização
da proteção social, instituindo, ao mesmo tempo, as figuras do cidadão-consumidor e
do cidadão-pobre, este último objeto da assistência social (MOTA, 1995).
No Estado capitalista, amplia-se o campo de ação da assistência social à medida
que se criam condições para o acesso da população à saúde e à previdência social
públicas.
ERRADA
Na década passada, o Ministério da Seguridade Social foi fragmentado com a
criação do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
ERRADA
INSS foi criado com base no Decreto nº 99.350 de 27 de junho de 1990, que fundiu o
Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social - IAPAS, com
o Instituto Nacional de Previdência Social - INPS.
No Brasil, a reforma da previdência social, implementada ao longo dos anos 1990 e
2000, ocorreu devido ao deficit entre receita e despesa, assim como hoje ocorre
com a reforma da previdência proposta pelo governo de Nicolas Sarcozy, na França.
ERRADA
O modelo de reforma da França  aumenta a idade mínima de aposentadoria de 60
para 62 anos de idade; a idade que garante benefícios previdenciários plenos passaria
de 65 para 67 anos. Também se prevê aumento na contribuição individual dos
funcionários públicos, para equiparação com a taxa praticada no setor privado.
Esse projeto tem motivado manifestações em toda a França, algumas delas com
incidentes violentos. As greves e protestos chegaram a paralisar parcialmente a
distribuição de combustíveis no país, afetaram os correios, o transporte público e o
sistema escolar.
Para os críticos, a reforma é um golpe contra a tradição de benefícios sociais da
França, penaliza de modo exagerado o trabalhador, além de supostamente reduzir a
oferta de emprego para os jovens, ao manter os trabalhadores mais velhos por mais
tempo em atividade.
A alegação de que a moralidade básica do trabalho e o sentido de responsabilidade
individual são destruídos pelas políticas de transferência de renda aos mais pobres,
sem que deles se exija esforço ou mérito, corresponde a uma visão progressista do
papel do Estado.
ERRADA
No passado, as ações de seguridade apoiavam-se na política de previdência, ao
passo que, na atualidade, fundamentam-se na política de assistência, considerada
uma política estruturadora, que substitui todas as outras, e não, um meio de
acesso a outras políticas e a outros direitos.
CERTO
O processo de formulação de uma Política Pública ocorre dentro de uma arena política
(policy arena), que é
definida, entre outros fatores, pelos objetivos específicos de cada política e pelo grau
de conflito e de consenso que
pode gerar.
Frey (2000, p.224) subdivide a policy arena,  os processos de conflito e de consenso da
seguinte maneira:
Políticas distributivas: que representam baixo grau de conflito já que beneficiam um
número grande de pessoas,
embora em pequena escala;
Políticas redistributivas: que têm um alto grau de conflito, pois implicam no desvio e
recolocação de recursos entre
as diferentes camadas e grupos da sociedade;
Políticas regulatórias: que, como o próprio termo indica, regulam o processo por meio
de portarias, decretos e
proibições. Tanto podem buscar atender aos interesses restritos como também podem
buscar distribuir
igualitariamente os recursos nas várias instâncias da sociedade;
Políticas constitutivas ou estruturadoras: são as que determinam e/ou modificam as
regras do processo e afetam
as demais políticas. 
De acordo com o que dispõe o Estatuto do Idoso acerca de alimentos, a obrigação
alimentar é solidária, razão por que o idoso pode optar entre os prestadores, que
têm a obrigação de prover cestas básicas em número compatível com a renda per
capita familiar do idoso.
ERRADA
De acordo com o Estatuto do Idoso,
Art.11 - os alimentos serão prestados ao idoso na forma da lei civil.
Art.12 - A obrigação alimentar é solidária, podendo o idoso optar entre os prestadores.
Art.13 - As transações relativas a alimentos poderão ser celebradas perante o
Promotor de Justiça ou Defensor Público, que as referendará, e passarão a ter efeito
de título executivo extrajudicial nos termos da lei processual civil.
art.14 - Se o idoso ou seus familliares não possuírem condições econômica de prover o
seu sustento, impõe-se ao Poder Público esse provimento, no âmbito da assistência
social.
Ao idoso é garantida por lei a faculdade de buscar refúgio, auxílio e orientação.
CERTA
Na implementação da PNI, compete aos órgãos e às entidades públicas
desenvolver formas de cooperação, por meio de parcerias público-privadas, entre
secretarias de saúde municipais e centros de referência em geriatria e
gerontologia, para o treinamento de equipes de saúde multiprofissionais, desde
que esses centros constituam organizações não governamentais.
ERRADA
LEI Nº 8.842, DE 4 DE JANEIRO DE 1994.

Art. 10. Na implementação da política nacional do idoso, são competências dos órgãos
e entidades públicos:
I - na área de promoção e assistência social:
II - na área de saúde:
e) desenvolver formas de cooperação entre as Secretarias de Saúde dos Estados, do
Distrito Federal, e dos Municípios e entre os Centros de Referência em Geriatria e
Gerontologia para treinamento de equipes interprofissionais;
É obrigação do Estado garantir à pessoa idosa a proteção à vida e à saúde,
mediante efetivação de políticas sociais públicas que possibilitem o envelhecimento
saudável e em condições de dignidade.
CERTA
Art. 9º É obrigação do Estado, garantir à pessoa idosa a proteção à vida e à saúde,
mediante efetivação de políticas sociais públicas que permitam um envelhecimento
saudável e em condições de dignidade.
Ao idoso que esteja no domínio de suas faculdades mentais é assegurado o direito
de optar pelo tratamento de saúde que lhe for reputado mais favorável.
CERTA
Previsão no art. 17 do Estatuto do Idoso (Lei 10741/03):

Art . 17.Ao  idoso que esteja no domínio de suas faculdades mentais é assegurado


o direito de optar pelo tratamento de saúde  que lhe for reputado mais favorável.
Parágrafo  unico.  Não estando o idoso em condições de proceder
à opção, esta será feita:
I   –  pelo  curador, quando o idoso for interditado;
II   –  pelos  familiares,   quando  o  idoso  não  tiver curador ou este não puder ser
contactado em tempo hábil;
III   –  pelo médico,  quando ocorrer  iminente  risco  de  vida  e  não  houver  tempo 
hábil  para  consulta  a  curador  ou  familiar;
IV  –  pelo  próprio  médico,   quando  não  houver  curador  ou  familiar  conhecido,  
caso  em  que  deverá  comunicar  o  fato  ao
Ministério  Público.
A cobrança, pelas administradoras de plano de saúde, de valores diferenciados dos
idosos, em razão da idade, configura espécie de discriminação, vedada por lei.
CERTA
É o que dispõe o §3º do art. 15 do Estatuto do Idoso (Lei 10741/03):
Art15.   É  assegurada  a  atenção  integral  à  saúde  do  idoso,   por  intermédio  do 
Sistema  Único  de  Saúde  –  SUS, garantindo-lhe  o  acesso  universal  e  igualitário,  
em  conjunto  articulado  e  contínuo  das  ações  e  serviços,   para  a  prevenção,  
promoção, proteção  e  recuperação  da  saúde,   incluindo  a  atenção  especial  às 
doenças  que  afetam  preferencialment e  os  idosos.
(...)
§  3º - É vedada a discriminação do idoso nos planos de saúde pela cobrança de
valores diferenciados em razão da idade.
É assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por intermédio do Sistema Único
de Saúde (SUS), garantindo-se a ele o acesso universal e igualitário, em conjunto
articulado e contínuo das ações e serviços, para a prevenção, promoção, proteção e
recuperação da saúde, mediante a atenção especial às doenças que afetam
preferencialmente os idosos.
CERTA
Art. 15. É assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por intermédio do Sistema
Único de Saúde – SUS, garantindo-lhe o acesso universal e igualitário, em conjunto
articulado e contínuo das ações e serviços, para a prevenção, promoção, proteção e
recuperação da saúde, incluindo a atenção especial às doenças que afetam
preferencialmente os idosos.
Na implementação da PNI, compete a órgãos e entidades públicos prevenir,
promover, proteger e recuperar a saúde do idoso, mediante auxílio da rede privada
de atendimento à saúde.
ERRADA
Lei 8842/94
Art. 10. Na implementação da política nacional do idoso, são competências dos órgãos
e entidades públicos:
I - (...)
II - na área de saúde:
a) (...)
b) prevenir, promover, proteger e recuperar a saúde do idoso, mediante programas e
medidas profiláticas;
Portanto, não é "mediante auxílio da rede privada de atendimento à saúde" como
afirma a questão.
Art. 15. É assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por intermédio do Sistema
Único de Saúde – SUS, garantindo-lhe o acesso universal e igualitário, em conjunto
articulado e contínuo das ações e serviços, para a prevenção, promoção, proteção e
recuperação da saúde, incluindo a atenção especial às doenças que afetam
preferencialmente os idosos.
Os ministérios das áreas de saúde, educação, trabalho, previdência social, cultura,
esporte e lazer devem elaborar proposta orçamentária, no âmbito de suas
competências, visando ao financiamento de programas nacionais compatíveis com
a PNI
A resposta está na Lei 8.842/94:
Art. 8º À União, por intermédio do ministério responsável pela assistência e promoção
social, compete:
(. . .)
 V - elaborar a proposta orçamentária no âmbito da promoção e assistência social e
submetê-la ao Conselho Nacional do Idoso.
        Parágrafo único. Os ministérios das áreas de saúde, educação, trabalho,
previdência social, cultura, esporte e lazer devem elaborar proposta orçamentária, no
âmbito de suas competências, visando ao financiamento de programas nacionais
compatíveis com a política nacional do idoso.
Embora seja garantida a assistência à saúde do idoso nos diversos níveis de
atendimento do SUS, a PNI recomenda expressamente que se priorize a atenção
básica.
ERRADA
Art. 15. É assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por
intermédio do Sistema Único de Saúde – SUS, garantindo-lhe o acesso universal
e igualitário, em conjunto articulado e contínuo das ações e serviços, para a
prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde, incluindo a atenção
especial às doenças que afetam preferencialmente os idosos.
§ 1° A prevenção e a manutenção da saúde do idoso serão
efetivadas por meio de:
I – cadastramento da população idosa em base territorial;
II – atendimento geriátrico e gerontológico em ambulatórios;
III – unidades geriátricas de referência, com pessoal especializado
nas áreas de geriatria e gerontologia social;
IV – atendimento domiciliar, incluindo a internação, para a
população que dele necessitar e esteja impossibilitada de se locomover, inclusive
para idosos abrigados e acolhidos por instituições públicas, filantrópicas ou sem
fins lucrativos e eventualmente conveniadas com o Poder Público, nos meios
urbano e rural;
V – reabilitação orientada pela geriatria e gerontologia, para
redução das seqüelas decorrentes do agravo da saúde.
§ 2° Incumbe ao Poder Público fornecer aos idosos, gratuitamente,
medicamentos, especialmente os de uso continuado, assim como próteses, órteses
e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação.
§ 3° É vedada a discriminação do idoso nos planos de saúde pela
cobrança de valores diferenciados em razão da idade.
§ 4° Os idosos portadores de deficiência ou com limitação
incapacitante terão atendimento especializado, nos termos da lei.
Cometerá infração administrativa, punível com multa de três a vinte salários
mínimos de referência, aplicada em dobro em caso de reincidência, o médico, o
professor ou o responsável por estabelecimento de atenção à saúde ou de ensino
fundamental, pré-escola ou creche que, tendo conhecimento de maus-tratos
contra crianças ou adolescentes, deixar de comunicar o fato à autoridade
competente.
CERTA
ECA - Art. 245. Deixar o médico, professor ou responsável por estabelecimento de
atenção à saúde e de ensino fundamental, pré-escola ou creche, de comunicar à
autoridade competente os casos de que tenha conhecimento, envolvendo suspeita
ou confirmação de maus-tratos contra criança ou adolescente:
Pena - multa de três a vinte salários de referência, aplicando-se o dobro em caso
de reincidência.
Com a implantação do ECA, despareceram os traços culturais de subalternidade e
marginalização no trato às crianças e aos adolescentes que cometem infração.
ERRADA
É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente o atendimento no ensino
fundamental, mediante programas suplementares de material didático-escolar,
transporte, alimentação e assistência à saúde.
CERTA
Segundo o ECA:
Art. 54. É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente:
VII - atendimento no ensino fundamental, através de programas suplementares de
material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde.

Os estabelecimentos de atendimento à saúde, nos casos de internação de criança


ou adolescente, devem proporcionar condições para a permanência, em tempo
integral, durante o período de internação, de um dos pais do menor de idade ou do
adulto por ele responsável.
CERTA
Correto. O Estatuto da Criança e do Adolescente, logo no capitulo I - intitulado  Direito
a vida e a saúde ressalta as politicas publicas de preservaçao de tais direitos e reserva
também artigos para proteçao a gestante. No caso da questao, é praticamente texto
literal do art. 12, segue:
O Estatuto da Criança e do Adolescente, logo no capitulo I - intitulado  Direito a vida e
a saúde ressalta as politicas publicas de preservaçao de tais direitos e reserva também
artigos para proteçao a gestante. No caso da questao, é praticamente texto literal do
art. 12, segue:
Art. 12. Os estabelecimentos de atendimento à saúde deverão proporcionar condições
para a permanência em tempo integral de um dos pais ou responsável, nos casos de
internação de criança ou adolescente.
Embora seja garantida a assistência à saúde do idoso nos diversos níveis de
atendimento do SUS, a PNI recomenda expressamente que se priorize a atenção
básica.
ERRADA
Art. 15. É assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por intermédio do Sistema
Único de Saúde – SUS, garantindo-lhe o acesso universal e igualitário, em conjunto
articulado e contínuo das ações e serviços, para a prevenção, promoção, proteção e
recuperação da saúde, incluindo a atenção especial às doenças que afetam
preferencialmente os idosos.
§ 1° A prevenção e a manutenção da saúde do idoso serão efetivadas por meio de:
I – cadastramento da população idosa em base territorial;
II – atendimento geriátrico e gerontológico em ambulatórios;
III – unidades geriátricas de referência, com pessoal especializado nas áreas de
geriatria e gerontologia social;
IV – atendimento domiciliar, incluindo a internação, para a população que dele
necessitar e esteja impossibilitada de se locomover, inclusive para idosos abrigados e
acolhidos por instituições públicas, filantrópicas ou sem fins lucrativos e eventualmente
conveniadas com o Poder Público, nos meios urbano e rural;
V – reabilitação orientada pela geriatria e gerontologia, para redução das seqüelas
decorrentes do agravo da saúde.
§ 2° Incumbe ao Poder Público fornecer aos idosos, gratuitamente, medicamentos,
especialmente os de uso continuado, assim como próteses, órteses e outros recursos
relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação.
§ 3° É vedada a discriminação do idoso nos planos de saúde pela cobrança de valores
diferenciados em razão da idade.
§ 4° Os idosos portadores de deficiência ou com limitação incapacitante terão
atendimento especializado, nos termos da lei.
Cometerá infração administrativa, punível com multa de três a vinte salários
mínimos de referência, aplicada em dobro em caso de reincidência, o médico, o
professor ou o responsável por estabelecimento de atenção à saúde ou de ensino
fundamental, pré-escola ou creche que, tendo conhecimento de maus-tratos contra
crianças ou adolescentes, deixar de comunicar o fato à autoridade competente.
CERTA
ECA - Art. 245. Deixar o médico, professor ou responsável por estabelecimento de
atenção à saúde e de ensino fundamental, pré-escola ou creche, de comunicar à
autoridade competente os casos de que tenha conhecimento, envolvendo suspeita
ou confirmação de maus-tratos contra criança ou adolescente:
Pena - multa de três a vinte salários de referência, aplicando-se o dobro em caso
de reincidência.
Com a implantação do ECA, despareceram os traços culturais de subalternidade e
marginalização no trato às crianças e aos adolescentes que cometem infração.
ERRADA
É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente o atendimento no ensino
fundamental, mediante programas suplementares de material didático-escolar,
transporte, alimentação e assistência à saúde.
CERTA
Os estabelecimentos de atendimento à saúde, nos casos de internação de criança
ou adolescente, devem proporcionar condições para a permanência, em tempo
integral, durante o período de internação, de um dos pais do menor de idade ou
do adulto por ele responsável.
CERTA
Correto. O Estatuto da Criança e do Adolescente, logo no capitulo I - intitulado  Direito
a vida e a saúde ressalta as politicas publicas de preservaçao de tais direitos e reserva
também artigos para proteçao a gestante. No caso da questao, é praticamente texto
literal do art. 12, segue:
Art. 12. Os estabelecimentos de atendimento à saúde deverão proporcionar condições
para a permanência em tempo integral de um dos pais ou responsável, nos casos de
internação de criança ou adolescente.
Em circunstâncias especiais, como na ocorrência de agravos inusitados à saúde
pública, entre os quais se incluem os casos que possam fugir ao controle da direção
estadual do SUS ou os que representem risco de disseminação nacional, pode a
União executar ações de vigilância epidemiológica e sanitária.
CERTA
Correta a questão de acordo com a Lei 8.080 - parágrafo único do artigo 16:
A União poderá executar ações de vigilância epidemiológica e sanitária em
circunstâncias especiais, como na ocorrência de agravos inusitados à saúde, que
possam escapar do controle da direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS) ou
que representem risco de disseminação nacional.
Os recursos necessários à realização das finalidades do SUS, previstos na lei de
diretrizes orçamentárias, provêm do orçamento destinado à seguridade social.
ERRADA
De acordo com a lei 8080: Art. 31. O orçamento da Seguridade Social destinará ao
Sistema Único de Saúde-SUS,  de acordo com a receita estimada, os recursos
necessários à realização de suas finalidades, previstos em propostas elaborada pela
sua direção nacional, com a participação dos órgãos de previdência social e da
assistência social, tendo em vista as metas e prioridades estabelecidas na Lei de
Diretrizes Orçamentárias.
O Sistema Único de Saúde será financiado, nos termos do art. 195, com
recursos do orçamento da seguridade social, da União, dos Estados, do Distrito Federal
e dos
Municípios, além de outras fontes.
(*) Emenda Constitucional nº 29, de 2000.
O processo de planejamento e orçamento do SUS é descendente, do nível federal
até o local, ouvidos os órgãos deliberativos; na proposta de orçamento, devem ser
compatibilizadas as necessidades da política de saúde com a disponibilidade de
recursos em planos de saúde da União, do Distrito Federal, dos estados e dos
municípios.
ERRADA
SUS - Lei 8080 - Art. 36. O processo de planejamento e orçamento do Sistema Único
de Saúde-SUS será ascendente, do nível local até o federal, ouvidos seus órgãos
deliberativos, compatibilizando-se as necessidades da política de saúde com a
disponibilidade de recursos em planos de saúde dos Municípios, dos Estados, do
Distrito Federal e da União.
São fatores determinantes e condicionantes da saúde, entre outros, a alimentação,
a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a
educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais.
CERTA
Um dos objetivos do SUS é proporcionar assistência às pessoas por intermédio de
ações de promoção e recuperação da saúde, com a realização cooperada das ações
assistenciais e das atividades preventivas.
ERRADA
a resposta certa é : a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção,
proteção, e recuperação da saúde, com a realização INTEGRADA das ações
assistenciais e das atividades preventivas e não cooperada!!

Funcionário com depressão, encaminhado para a assistente social do recursos


humanos, recomenda-se usar, na entrevista inicial, a técnica de questionamento,
visto que é nesse momento que se definem a dinâmica de trabalho e a forma de
coleta dos dados.
CERTA
Para atender o empregado e sua família, o assistente social precisa, por exemplo,
dispor de um espaço físico com ventilação adequada e porta fechada, de forma a
garantir o sigilo, e, caso constate inadequações nas condições de atendimento, o
profissional tem, sob pena de notificação, o dever de informar à instituição em que
trabalha, por escrito, a situação encontrada.
CERTA
Nessa situação, uma equipe interdisciplinar deve intervir, e o posicionamento
técnico da equipe deve ser expresso mediante a emissão de parecer conjunto.
ERRADA
Parecer não pode ser conjunto.
A realidade do empregado, tal como apreendida pelo assistente social durante a
conversa mantida na entrevista, deve ser documentada por meio de um relatório, o
qual deve ser arquivado de tal forma que possa ser acessado, sempre que
necessário, pelos profissionais que compõem a equipe que atendeu ao servidor.
CERTA
Mas para mim, outros profissionais não devem ter acesso aos arquivos de serviço
social.
A perícia social corresponde ao processo de discussão, em parceria com outros
profissionais, para a tomada de decisão sobre os procedimentos a serem adotados
no atendimento ao servidor e a seus familiares após a confirmação do diagnóstico
de depressão.
ERRADA
Perícia Social não é em parceria com outros profissionais. 
Na perícia, quando solicitada a um profissional de Serviço Social, é chamada de perícia
social, recebendo esta denominação por se tratar de estudo e parecer cuja finalidade é
subsidiar uma decisão, via de regra, judicial. Ela é realizada por meio do estudo social
e implica na elaboração de um laudo e emissão de um parecer. Para sua construção, o
profissional faz uso dos instrumentos e técnicas pertinentes ao exercício profissional,
sendo facultado a ele a realização de entrevistas, contatos, visitas, pesquisa
documental e bibliográfica que considerar necessárias para a análise e a interpretação
da situação em questão e a elaboração de parecer. 
Perícia Social: conforme emana a Lei nº 8662/1993 de Regulamentação da Profissão,
em seu artigo 4º Constituem competências do Assistente Social inciso XI – “realizar
estudos sócio-econômicos com os usuários para fins de benefícios e serviços sociais
junto a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras
entidades” e em seu artigo 5º Constituem atribuições privativas do Assistente Social,
em seu inciso IV – “realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e
pareceres sobre a matéria de Serviço Social. 
A intervenção profissional, sob a perspectiva de ajustamento social e de
psicologização da questão social, transforma em patologias as demandas por
direitos sociais.
CERTA
A comunicação escrita pelo assistente social, que tem por finalidade registrar os
atendimentos individuais e coletivos, deve limitar-se ao fato apresentado pelo
empregado e por sua família, e ser desprovida de conteúdo ideológico.
ERRADA
A participação complementar dos serviços privados nas ações de saúde executadas
pelo SUS deve ser formalizada mediante contrato ou convênio, observadas as
normas de direito público.
CERTA
Os grupos socioeducativos, que consistem em grupos de aprendizagem a partir do
desenvolvimento de atitudes e compreensão das situações vivenciadas por seus
integrantes, podem ser usados como forma de prevenção a situações como a
apresentada.
CERTA
Para obter informações sobre a situação do empregado, nessa situação, a primeira
medida a ser tomada pelo profissional de serviço social deve ser a convocação da
família para ir até a instituição, e, somente no caso de impossibilidade de
comparecimento da família, a visita domiciliar deverá ser agendada.
ERRADA
Acredito que a o assistente social não deve chamar a família na empresa e expor o
funcionário.
Considerando a Lei n.º 8.742/1993, denominada Lei Orgânica de
Assistência Social (LOAS), julgue os itens que se seguem. 
O benefício de prestação continuada, a que fazem jus às pessoas idosas que
atendam aos requisitos previstos em lei para a concessão do benefício, deve ser
revisto anualmente para avaliação da continuidade das condições que lhe deram
origem.
ERRADA
De acordo com o Art. 21 da LOAS, O benefício de prestação continuada deve ser
revisto a cada dois anos para avaliação da continuidade das condições que lhe deram
origem.
Para mudar uma situação ou realidade em determinado setor, é necessário
planejamento, que pressupõe o conhecimento do modo como se engendram e
estruturam as diferentes instâncias de poder que atuam dentro e fora desse setor e
que agem sobre ele.
CERTA
O pagamento de auxílio por natalidade ou morte às famílias com renda per
capita mensal inferior a um quarto do salário mínimo inclui-se entre os serviços
assistenciais eventuais previstos na LOAS.
ERRADA
Na LOAS estão previstos três tipos de Benefícios Eventuais:
a) Os compulsórios, porque são inegociáveis e infensos a opções quanto à
obrigatoriedade
de sua provisão, contidos no caput do art. 22. Esses benefícios “visam
ao pagamento de auxílio por natalidade ou morte às famílias cuja renda mensal
per capita seja inferior a ¼ do salário mínimo”;
b) Os de caráter facultativo, porque são sujeitos a opções quanto a sua provisão.
Esses benefícios, previstos § 2º do art. 22 da LOAS, “podem” ser criados “para
atenderem necessidades advindas de situações de vulnerabilidade temporária,
com prioridade para a criança, a família, o idoso, a pessoa portadora de deficiência,
a gestante, a nutriz e nos casos de calamidade pública”;
c) Os subsidiários, contidos no § 3º do art.22, que consistem numa transferênciaem
dinheiro
“no valor de 25% do salário mínino para cada criança de até 06 anos de idade”, tendo
como
critério de elegibilidade a renda familiar per capita inferior
a ¼ do salário mínimo. Trata-se, portanto, de uma modalidade de BEs que, além
de depender da vontade política dos governantes (e do élan da sociedade para
pressioná-los), dependerá também de recursos materiais e de financeiros para
que sejam executados. Esses recursos são escassos nos orçamentos públicos;

d) Todos esses tipos de Benefícios Eventuais são da alçada do governo municipal


e, por conseguinte, deverão ser regulamentados pelos Conselhos de Assistência
Social dos Estados, Distrito Federal e Municípios, mediante critérios e prazos
definidos pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) – e, logicamente,
deverão ser bancados pelos Municípios.

Considera-se a questão errada porque não são serviços e sim benefícios assistenciais
segundo a LOAS.

No atendimento a pessoas com AIDS, a intervenção do assistente social


compreende também o manejo e tratamento de problemas psíquicos e somáticos
associados à doença.
ERRADA
Deveria ser o psicólogo no caso.
As ações e os serviços de saúde executados diretamente pelo SUS ou mediante
participação complementar da iniciativa privada devem ser organizados de forma
centralizada e hierarquizados em níveis de complexidade crescentes.
ERRADA
As ações e os serviços de saúde executadospelo SUS seja diretamente ou mediante
participação complementar da iniciativa privada devem ser organizados de forma
regionalizada e hierarquizada em níveis de complexidade crescentes.  As ações e
serviços de saúde, executados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), seja diretamente
ou mediante participação complementar da iniciativa privada, serão organizados de
forma regionalizada e hierarquizada em níveis de complexidade crescente
Recorrer às pessoas como fontes de informação requer do pesquisador a definição
de uma amostra que assegure o caráter representativo da informação coletada.
CERTA
A credibilidade das conclusões de uma pesquisa independe da escolha de
indicadores nela utilizados, bem como do acúmulo de informações por eles gerados
ERRADA
A observação realizada com o objetivo de coletar informação tem natureza
essencialmente subjetiva e, portanto, ocasional.
ERRADA
Uma maneira de obter informação consiste em colher depoimentos por meio de
questionário padronizado, que é um instrumento adequado para interrogar as
pessoas.
CERTA
A pesquisa qualitativa é compreendida como um método multifocal, que envolve a
abordagem interpretativa e a configuração natural dos fenômenos.
CERTA
As fontes de informações utilizadas na pesquisa decorrem de documentos
impressos, tais como publicações institucionais, artigos de jornais e periódicos,
inclusive os relatos pessoais de experiências, assim como diários íntimos.
CERTA
O assistente social, ao exercer a função de planejador ante as demandas
institucionais e a população usuária, deve escolher um desses lados para manter a
direção ético-política mais próxima da realidade.
ERRADA
Acredito que o assistente social não deva se posicionar nem pela instituição nem
pelo usuário mas pela legislação e por seu código de ética.
A utilização de métodos quantitativos em processos de investigação é recomendada
quando já se dispõe de informações acerca das características do objeto de sua
intervenção.
CERTA
O trabalho do assistente social deve ser norteado por um plano de ação
profissional, definido como o instrumental mais próximo da execução e
reconhecido pelo detalhamento das atividades e pela construção de estratégias
coletivas.
ERRADA
Na concepção e perspectiva estratégica, a elaboração de projetos específicos deve
ocorrer em momento anterior à elaboração do plano.
ERRADA
O plano é anterior ao projeto. É maior, o projeto é como se fosse a execução do
plano.
A definição de papéis, responsabilidades e limites dos diversos sujeitos envolvidos
no processo de análise e planejamento de uma situação concreta é considerada
elemento fundamental do planejamento tradicional ou normativo.
ERRADA
Achei a questão errada de cara. 
Mas procurando encontrei esse texto:
O “diagnóstico” tradicional, único e objetivo, já não existe mais, no lugar surgem
várias explicações situacionais. Como os demais atores possuem capacidades
diferenciadas de planejamento, a explicação da realidade implica em diferentes graus
de governabilidade sobre o sistema social.
Não há mais comportamentos sociais previsíveis e relações de causa-efeito
estabelecidas. O “juízo estratégico” de cada ator determina a complexidade do jogo
aberto e sem fim. A realidade social não pode mais ser explicada por modelos
totalmente analíticos, a simulação estratégica assume nesse contexto uma relevância
destacada.
O Método do Planejamento Estratégico e Situacional é antes de tudo um potente
enfoque metodológico, com alguns princípios e visões filosóficas sobre a produção
social, a liberdade humana e o papel dos governos, governante e governados. A
análise de problemas, a identificação de cenários, a visualização de outros atores
sociais, a ênfase na análise estratégica são elementos fundamentais e diferenciadores
do PES em relação a outros métodos de planejamento. 
Entende-se por planejamento o conjunto de estratégias e dispositivos de
antecipação de contextos e situações que permitem a alocação de recursos e
investimentos para a construção social de sistemas e ambientes.
CERTA
O planejamento estratégico fornece à organização instrumentos necessários para
análise de conteúdo, das potencialidades e fragilidades da organização, da
viabilidade e dos riscos de diferentes alternativas de ação que orientem as
atividades institucionais.
CERTA
A natureza linear das fases do ciclo de um projeto caracteriza o planejamento
estratégico; por essa razão, o momento da avaliação deve restringir-se ao final da
fase de implementação.
ERRADA
A pesquisa avaliativa acerca das práticas sociais fundamenta-se em julgamentos
originários de noções do senso comum e em técnicas não sistemáticas de
observação.
ERRADA
Um dos desafios do processo de avaliação está relacionado à natureza complexa,
multifacetada e abrangente do objeto de investigação, que se transforma no
durante o processo de pesquisa e é transformado por esse processo.
CERTA
Com relação à avaliação de programas e de políticas sociais na área de saúde,
julgue o item que se segue.
A dimensão subjetiva dos diversos atores envolvidos no processo de avaliação deve
ser considerada de modo a preservar a interferência de suas percepções no referido
processo avaliativo.
ERRADA
Com relação à avaliação de programas e de políticas sociais na área de saúde,
julgue o item que se segue.
As restrições impostas pelos métodos quantitativos no campo da avaliação de
programas têm estimulado o desenvolvimento de novas estratégias metodológicas,
como avaliações multicêntricas e estudos de caso múltiplos com níveis de análises
imbricados.
CERTA
A polissemia conceitual e a diversidade de abordagens caracterizam essa avaliação
como uma disciplina científica com elevado grau de desenvolvimento
ERRADA
Diferentemente do monitoramento, essa avaliação pontual corresponde ao
acompanhamento sistemático de determinados serviços em execução.
ERRADA
Quanto às concepções acerca de instituições, julgue os itens a seguir.
O conceito de instituição relaciona-se à ideia de um conjunto de regras mais ou
menos formais, ou seja, considera tanto as regras do jogo social quanto as de uma
comunidade particular, partindo dos costumes e abrangendo direito ou a
constituição de uma nação.
CERTA
As instituições democráticas são aquelas relacionadas diretamente com os partidos
políticos.
ERRADO
Julgue o item seguinte, relativos à intervenção em redes sociais.
Os grupos de ajuda mútua podem ser considerados redes secundárias informais,
por propiciarem a seus integrantes a oportunidade de partilharem suas histórias de
vida.
Relativos à intervenção em redes sociais: Os grupos de ajuda mútua podem ser
considerados redes secundárias informais, por propiciarem a seus integrantes a
oportunidade de partilharem suas histórias de vida.
CERTA
Na esfera dos serviços sociais, a ação e a estratégia prevalecem claramente sobre o
que é estabelecido pelas normas vigentes, ao mesmo tempo em que a estrutura da
rede social caracteriza- se pela flexibilidade, diferenciação e complementaridade
entre os diversos atores e as funções que desempenham.
ERRADA
Diante dos fragilizados laços que ligam cada sujeito a outro, os operadores das
redes sociais devem criar redes primárias que garantam a proteção necessária para
os sujeitos.
ERRADA
Nas situações em que as redes sociais não assumem a responsabilidade por seus
membros, faz-se necessário recorrer a um serviço institucional, para se acionar, na
referida rede, movimentos que ultrapassam as fronteiras da rede social primária e
que se voltam para a rede social secundária.
CERTA
As famílias pertencentes às camadas populares organizam-se em rede, com a
participação de parentes e de pessoas da comunidade, em torno da questão da
sobrevivência, diferenciando-se das famílias de camadas médias, que se organizam
em núcleos centrados no parentesco.
CERTA
Assistentes sociais adotam, preferencialmente, na sua intervenção, as entrevistas
semiestruturadas porque elas possibilitam a obtenção de dados e também porque
permitem o diálogo aberto com os entrevistados.
CERTA
Sempre que o assistente social realizar uma entrevista, independentemente de seu
objetivo, ele deve evitar obter informações antecedentes à situação em análise,
para manter o foco no processo de conhecimento da realidade atual do usuário.
ERRADA
A escuta, sendo recurso intrínseco à entrevista, possibilita, entre outras técnicas, a
reflexão, cujo caráter retrospectivo permite ao usuário descrever e explicar o
fenômeno, além de analisar as conexões existentes entre os elementos que o
determinam.
CERTA
Julgue o próximo item, quanto às formas de registros mais comumente utilizadas
pelo assistente social no cotidiano profissional. 
Depois de anexado aos documentos relativos a um usuário, o relatório social
elaborado pelo assistente social pode ser modificado, não sendo necessário
informar ou justificar aos demais profissionais envolvidos no atendimento o motivo
da referida alteração.
ERRADA
Para que o estudo social a ser realizado fortaleça o trabalho do assistente social, é
recomendada a adoção de um modelo único, com conteúdos similares, elaborado a
partir de roteiro ou formulário definido anteriormente.
ERRADA
Ao elaborar relatório social ou laudo, o assistente social deve descrever
detalhadamente as informações registradas durante a realização do estudo, sem,
contudo, interpretar os dados, para evitar a explicitação de seu posicionamento
político.
ERRADA
A eliminação das barreiras ao acesso universal defendidas pelo Brasil se somam às
estratégias de negociação contra as restrições de entrada e permanência de
pessoas em países que estejam relacionadas ao vírus da imunodeficiência humana
(HIV), bem como contra a criminalização em razão do HIV, da orientação sexual e
da identidade de gênero.

CERTA
A resposta nacional à epidemia insere-se na concepção de saúde como direito de
todos, assegurada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pela sociedade civil, que
se mobiliza permanentemente para implantá-la.
CERTA
Homens que fazem sexo com homens (HSH) e os usuários masculinos de drogas
injetáveis (UDI) apresentam mais risco de infecção pelo HIV do que as mulheres.
CERTA
A estratégia da abordagem sindrômica das doenças sexualmente transmissíveis
(DST) vem sendo adotada pelo Ministério da Saúde, por meio da realização do
diagnóstico precoce e do tratamento adequado, com o objetivo de se reduzir o
risco de disseminação e se prevenirem sequelas.
CERTA
Entre as políticas de saúde que visam ampliar o acesso ao diagnóstico da AIDS,
inclui-se a testagem, que é realizada pelas redes laboratoriais, ofertada pelos
serviços de saúde e caracterizada como compulsória para os indivíduos que
apresentam alto grau de vulnerabilidade e risco.
ERRADA
O Centro de Atenção Psicossocial — Álcool e Drogas (CAPS — AD) deve atender
aos usuários de crack nas situações de crise, desde que elas não impliquem riscos
imediatos que justifiquem internação clínica.
CERTA

Para ampliar o acesso ao cuidado aos usuários de crack nos serviços de saúde, o
Ministério da Saúde recomenda a homogeneização da abordagem aos usuários,
tendo em vista as características da substância, bem como o fato de os referidos
usuários, em sua totalidade, terem rompido com sua rede de relações sociais,
familiares e de trabalho.
ERRADA
A vulnerabilidade e a relação com o cuidado são consideradas pontos consensuais
para a caracterização dos usuários de crack/cocaína.
CERTA
A abordagem biopsicossocial do uso de drogas considera a importância da
interação entre os fatores biológicos e farmacológicos da substância, a estrutura
psíquica do indivíduo e os fatores culturais e sociais relacionados ao seu consumo
CERTA
O plano integrado de enfrentamento visa promover e ampliar a participação
comunitária nas políticas e ações de prevenção do uso, tratamento, reinserção
social e ocupacional dos usuários de crack e outras drogas.
CERTA
A redução de danos, geralmente considerada por pesquisadores e profissionais da
área como a forma mais racional e humanista de cuidado com a saúde pública,
engloba conhecimentos das ciências médicas, da psicologia, das ciências sociais,
entre outras áreas.
CERTA
A redução de danos tem como perspectiva central o entendimento de que as
consequências do uso de drogas são sempre danosas; desse ponto de vista,
preconiza-se que, em algum momento da história, o ser humano não mais usará
drogas.
ERRADA
O consenso de Washington possibilitou a adequação dos países periféricos às
necessidades da acumulação capitalista, como a redução do superavit  primário
atribuído ao gasto público, sobretudo o gasto social.
ERRADA
Neste encontro foram discutidas e apresentadas práticas isoladas utilizadas por
diversos países. Estas práticas foram sintetizadas, agrupadas e resultaram, no que o
economista inglês John Willianson (um dos diretores do Institute for International
Economic) chamou de “Consenso de Washington". Esta expressão resumiu e tornou
conhecidas as seguintes regras universais: 1. Disciplina fiscal, em que o Estado deve
conciliar seus gastos à arrecadação, estabelecendo um superávit primário e limitando o
déficit operacional público em 2%; 2. Focalização dos gastos públicos, redirecionando
recursos mais do que economicamente justificáveis com a manutenção da máquina
administrativa e subsídios, para setores com maior retorno econômico que favorecem a
distribuição de renda, como por exemplo, em educação, saúde e infra-estrutura; 3.
Reforma fiscal, com ampliação da base sobre a qual incide os tributos, reduzindo
alíquotas marginais, ou seja, maior peso nos impostos indiretos e menor
progressividade nos impostos diretos; 4. Liberalização financeira, eliminando restrições
com o objetivo de que uma taxa de juros real e positiva seja determinada pelo
mercado; 5. Estabelecer regras para que a taxa de câmbio seja competitiva, por meio
da unificação do sistema de câmbio múltiplo, com o objetivo de estimular as
exportações; 6. Liberalização do comércio exterior, com redução quantitativa das
restrições tarifárias de importação e estímulos á exportação; 7. Eliminação de barreiras
ao Investimento Externo Direto (IED); 8. Privatização, com o afastamento do Estado
das atividades do setor privado, por meio da venda das empresas estatais; 9.
Desregulamentação por meio da redução da legislação de controle do processo
econômico e das relações trabalhistas; 10. Garantia jurídica da propriedade
intelectual. 
A questão está errada em usar o termo REDUZIR para o superavit primário. Quando o
que se estabeleceu foi que deveria-se buscar a todo custo o AUMENTO, ELEVAÇÃO DO
SUPERÁVIT PRIMÁRIO. Deixando o economês de lado, o superávit primário é o
resultado da arrecadação do governo (suas receitas) menos o total de seus gastos,
descontando apenas os juros para o pagamento da dívida. Simplificando ainda mais,
podemos considerar o superávit como a formação de caixa do governo. retrata a
preocupação do governo em economizar.
A partir da década de 90 do século XX, a acumulação capitalista relacionada ao
atendimento das necessidades sociais correspondeu à transferência da
responsabilidade da esfera estatal para a sociedade civil.
CERTA
A reforma do Estado, implementada em meados da década de 90, viabilizou o
controle social da sociedade civil na prestação dos serviços sociais públicos.
ERRADA
O terceiro setor consolidou a ampliação dos espaços democráticos de direito, tais
como os conselhos e as conferências.
ERRADA
Segundo os neoliberais, na época, a gestão estatal dos recursos sociais, apesar da
crise fiscal, era eficaz.
ERRADA
A educação, que passa por ampliações devido à reforma universitária em curso,
configura-se como uma das políticas da seguridade social.
ERRADA
O ministério da seguridade social foi extinto nos anos 90 do século passado, com a
regulamentação das políticas integrantes.
ERRADA
Na Europa Ocidental, durante os anos de ouro do capital, as conquistas no campo
da seguridade social difundiram a ideia de que o capitalismo foi o responsável pelas
altas taxas de lucro e equidade.
CERTA
O intuito da reforma previdenciária, iniciada no governo de Fernando Henrique
Cardoso, era inscrever na Constituição Federal elementos que viabilizassem a
transferência dos sistemas de previdência para o setor privado.
CERTA
Com a flexibilização da CLT, as relações de trabalho modificaram-se e viabilizaram
melhores condições de empregabilidade ao trabalhador.
ERRADA
A colocação de uma criança ou de um adolescente em família substituta deve ser
feita mediante guarda, tutela ou adoção, independentemente da situação jurídica
do menor. Os grupos de irmãos serão colocados sob adoção, tutela ou guarda da
mesma família substituta, ressalvada a comprovada existência de risco de abuso ou
outra situação que justifique plenamente a excepcionalidade de solução diversa,
procurando-se, em qualquer caso, evitar o rompimento definitivo dos vínculos
fraternais.
CERTA
A educação básica pode organizar-se em séries anuais, períodos semestrais, ciclos,
alternância regular de períodos de estudos, grupos não seriados, com base na
idade, na competência e em outros critérios, ou, ainda, apresentar forma diversa
de organização, sempre que isso for recomendável por interesse do processo de
aprendizagem.
CERTA
No Brasil, a atenção integral à saúde dos idosos é assegurada pelo SUS, que deve
garantir o acesso universal e igualitário, em conjunto articulado e contínuo das
ações e serviços, para prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde,
incluindo a atenção especial às doenças que afetam preferencialmente os idosos.
CERTA
O assistente social não é obrigado a prestar serviços profissionais incompatíveis
com as suas atribuições, seus cargos ou suas funções, constituindo-se um dos seus
direitos a autonomia no exercício da profissão.
CERTA
É dever do assistente social garantir a plena informação e discussão sobre as possibilidades
e consequências das situações apresentadas nas suas relações com os usuários, sem
precisar respeitar as decisões deles caso sejam contrárias aos valores e às crenças
individuais dos assistentes sociais.
ERRADA
Podem ser atribuições do assistente social a assessoria e consultoria de órgãos da
administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades, em
matéria de serviço social.
CERTA

O processo de implantação e efetivação das diretrizes curriculares do serviço social


ocorreu quando os impactos da contrarreforma do Estado atingiram a política do
ensino superior no Brasil e, em particular, os cursos de serviço social.
CERTA
Compete ao Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) funcionar como Tribunal
Superior de Ética Profissional.
ERRADA

Código de ética do assistente socialResolução CFESS n. 273, de marçde 1993Art. 1- Compete


ao CFESS: c. Como tribunal superior de Ética Profissional, firmar jurisprudência na observância
deste código e nos casos omissos.

Trabalho infantil, trabalho forçado, saúde, segurança, liberdade de associação e


direito aos acordos coletivos, discriminação, práticas disciplinares, horas de
trabalho, compensação e sistemas de gestão são áreas de que trata a SA 8.000.
CERTA
A norma ISO 14.000 visa diminuir o impacto provocado pelas empresas que
utilizam recursos naturais, geram poluição ou causam danos ambientais por meio
de seus processos de produção.

CERTA
A SA 8000 é norma internacional que define os requisitos referentes às práticas
sociais relacionadas a emprego por fabricantes e seus fornecedores.
CERTA
A organização da assistência social tem como base a centralização político-administrativa
para os estados, o Distrito Federal, os municípios, com comando único das ações na esfera
federal.
ERRADA
De acordo com a LOAS, é competência do DF a execução dos projetos de enfrentamento
da pobreza, incluindo a parceria com organizações da sociedade civil.
CERTA
Benefícios eventuais são aqueles que visam ao pagamento de auxílio por natalidade ou
morte às famílias cuja renda mensal  per capita  seja inferior a1/4 do salário mínimo.
CERTA
Condicionam os repasses financeiros aos municípios, aos estados e ao DF a efetiva
instituição e funcionamento de conselho de assistência social; a composição
paritária entre governo e sociedade civil; o fundo de assistência social, com
orientação e controle dos respectivos conselhos de assistência social; e o plano de
assistência social.
CERTA
Considera-se incapaz de prover a sua manutenção a pessoa idosa ou portadora de
necessidades especiais pertencente a família cuja renda mensal seja inferior a 1/4
do salário mínimo
ERRADA
Considera-se incapaz de prover a sua manutenção  a pessoa idosa ou portadora de
necessidades especiais pertencente a família cuja renda mensal seja inferior a 1/4 do salário
mínimo.
§ 3o  Considera-se incapaz de prover a manutenção da pessoa com deficiência ou idosa a
família cuja renda mensal per capita seja inferior a 1/4 (um quarto) do salário mínimo.
considera-se incapaz  a família com renda inferior a 1/4 do salário mínimo.

A assistência social realiza-se de forma integrada às políticas setoriais, visando ao


enfrentamento da pobreza, à garantia dos mínimos sociais, ao provimento de
condições para atendimento às contingências sociais e à universalização dos
direitos sociais.
CERTA

No que concerne ao marco regulatório da saúde no Brasil, julgue o próximo item.

Entende-se por vigilância epidemiológica o conjunto de ações que garantem a


eliminação, a diminuição ou a prevenção dos riscos à saúde e organizam a
intervenção nos problemas relacionados ao meio ambiente, à produção e circulação
de bens e à prestação de serviços de interesse da saúde.

ERRADA
Lei 8.080 de 19/09/1990  Art. 6º § 2º Entende-se por vigilância epidemiológica um conjunto de
ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos
fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de
recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

É vedada a participação direta ou indireta de empresas ou de capitais estrangeiros


na assistência à saúde, salvo as doações provenientes de organismos internacionais
vinculados à Organização das Nações Unidas (ONU), de entidades de cooperação
técnica e de financiamento e empréstimos.

CERTA

Foi determinado pela Lei nº 8.080/90 (art. 23) que seria vedada a participação direta ou
indireta de empresas ou de capitais estrangeiros na assistência à saúde, salvo através de
doações de organismos internacionais vinculados à Organização das Nações Unidas (ONU), de
entidades de cooperação técnica e de financiamento e empréstimos. A Lei nº 8.080/90 (art.
15, inciso XII) determina ainda que a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios
poderão executar, em seu âmbito administrativo, a realização de operações externas de
natureza financeira de interesse da saúde, desde que autorizadas pelo Senado Federal. Isso
significa dizer que qualquer empréstimo, convênio ou acordo firmado pelos entes federativos
com instituições internacionais somente poderá ser feito após aprovação do Senado Federal.
Participação da iniciativa privada no SUS COMPLEMENTAR, com preferência para entidades
filantrópicas; entidades sem fins lucrativos. É vedada a participação direta ou indireta de
empresas ou de capitais estrangeiros na assistência à saúde, salvo através de (art. 23): doações
de organismos internacionais vinculados à ONU; entidades de cooperação técnica;
financiamento e empréstimos.

A reforma sanitária no Brasil compõe o conjunto de contrarreformas em curso


desde a década de 80 do século XX.

ERRADA

No Brasil, a noção de Reforma Sanitária vem sendo associada à


de movimento. Isso traz implicações importantes. Movimento significa processo,
fenômeno dinâmico e inacabado. Sendo um processo em curso e sem final
predeterminado, demarcar seu início também é tarefa complexa.

Os estudos sobre o tema no mais das vezes datam o início do movimento em


meados dos anos setenta, na criação de uma série de instituições empenhadas
na universalidade e eqüidade da assistência à saúde. É o caso do CEBES - Centro
Brasileiro de Estudos de Saúde - de 1976, e da ABRASCO -Associação Brasileira
de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - de 1979.

O projeto da reforma sanitária propõe uma relação diferenciada do Estado com a


sociedade, para incentivar a presença de novos sujeitos sociais na definição da
política de saúde, por meio de conselhos e conferências.

CERTA

O Projeto de Reforma Sanitária, construído na década de 1980, tem como uma de suas
estratégias o Sistema Único de Saúde (SUS) e foi fruto de lutas e mobilização dos profissionais
de Saúde, articulados ao movimento popular. Tem como preocupação central assegurar que o
Estado atue em função da sociedade, pautando-se na concepção de Estado democrático e de
direito, responsável pelas políticas sociais e, por conseguinte, pela saúde. Como aspectos
significativos destaca-se: democratização do acesso, universalização das ações,
descentralização, melhoria da qualidade dos serviços com adoção de um novo modelo
assistencial pautado na integralidade e eqüidade das ações (Bravo, 1996). Sua premissa básica
consiste na Saúde como direito de todos e dever do Estado. O projeto de Reforma Sanitária
propõe uma relação diferenciada do Estado com 3 a Sociedade, incentivando a presença de
novos sujeitos sociais na definição da política setorial, através de mecanismos como os
conselhos e conferências.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e o Conselho Nacional de


Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS) têm representação no Conselho
Nacional de Saúde.

CERTA

§ 3° O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de


Secretários Municipais de Saúde 
http://conselho.saude.gov.br/legislacao/lei8142_281290.htm

Com a ofensiva neoliberal no Brasil, o projeto de saúde articulado ao mercado tornou-se


hegemônico na segunda metade da década de 90.

CERTA

No Brasil, o projeto da reforma sanitária começa a ser questionado no início dos


anos 1990 e, na segunda metade dessa década, consolida-se o projeto de saúde
articulado ao mercado ou privatista. Este último é pautado na política de ajuste, que tem
como tendência a contenção dos gastos com a racionalização da oferta e a descentralização
com isenção de responsabilidade do poder central. Ao Estado cabe garantir um mínimo aos que
não podem pagar, ficando para o setor privado o atendimento aos cidadãos consumidores.
Como principais características destacam-se: o caráter focalizado para atender às populações
vulneráveis, a privatização dos serviços e o questionamento da universalidade do acesso.

Maria Inês Souza Bravo

A Lei Orgânica da Saúde (LOS) dispõe acerca das condições para promoção,
proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços
correspondentes, entre outros assuntos.

CERTA

A ofensiva neoliberal trouxe ao Brasil, a partir do Plano Diretor da Reforma do Estado


(PDRE), a estratégia de reestruturação do capital para saída da crise que teve início na
década de 70 do século XX.

CERTA

Crise internacional do sistema capitalista, que ocorreu entre as décadas de 1970 e


1980, que foi marcada pela ruptura do padrão de acumulação vigente desde o pós-guerra.
Esse período se caracteriza, na esfera da produção, predominantemente, pelo modelo
fordistataylorista e pela organização de um padrão de intervenção estatal keynesiano. Isso
significa que a produção industrial se dá em série, por meio de produtos padronizados para
consumo de massa. Neste sistema produtivo, é possível racionalizar a produção e aplicar a
ciência ao trabalho humano, através do estudo dos movimentos e do padrão rigoroso de tempo
na execução das tarefas. 
Em 1995 é eleito Fernando Henrique Cardoso (FHC) que, sob o argumento da crise do Estado,
dá seguimento ao projeto neoliberal do governo Collor. Para tanto, sistematiza uma ampla
reforma na máquina estatal - formulada pelo então ministro da Reforma do Estado,
o economista Bresser Pereira - explicitada no Plano Diretor da Reforma do Estado
do Ministério da Administração e Reforma do Estado (PDRE-Mare), o qual defendia
e estabelecia diretrizes para a reforma administrativa do Estado brasileiro.
 O modelo denominado de Estado social-liberal, por Bresser Pereira que, contraditoriamente,
renega oficialmente os princípios neoliberais, propõe um pacto de modernização que pressupõe
liberalização comercial, privatizações, disciplina fiscal, estabilização monetária (Plano Real) e
reforma gerencial do Estado. Os fundamentos desse ideal de Estado indicam claramente a
retração do mesmo, a mercantilização e a submissão dos direitos sociais à racionalidade
econômica, ou seja, um retrocesso na construção democrática.  

A incapacidade financeira e administrativa do serviço público, identificada pelo excesso de


regulação, rigidez burocrática, privatismo e ineficiência, determina a necessidade de
garantir condições que permitam atender com maior eficiência, melhor qualidade e menor
custo às demandas dos cidadãos.

A incapacidade financeira e administrativa do serviço público, identificada pelo


excesso de regulação, rigidez burocrática, privatismo e ineficiência, determina a
necessidade de garantir condições que permitam atender com maior eficiência,
melhor qualidade e menor custo às demandas dos cidadãos.

ERRADA

É correto inferir do texto apresentado que os cidadãos e as organizações sociais devem


assumir a responsabilidade pelo bem-estar e pelo futuro da sociedade.

ERRADA

O capitalismo contemporâneo, marcado pela mundialização, pela reestruturação


produtiva e pelo neoliberalismo, é mais um momento de sono da razão na história
da humanidade, em nome da fantasia do consumo, como se o mercado fosse a
única possibilidade de plena realização da felicidade. 

E. Behring. Acumulação capitalista, fundo público e política social. :


Boschetti et al. (orgs.). Política social no capitalismo: tendências
contemporâneas. São Paulo: Cortez, 2009 (com adaptações). 

A partir das ideias do texto acima e dos assuntos a elas relacionados, julgue
o  item.. 

Nessa época, o Estado, ao reduzir a prestação direta de serviços sociais, mantém-


se como regulador e provedor, configurando uma administração gerencial e
eficiente.
As conquistas do movimento de reconceituação incluem o foco no pluralismo
profissional, conceito que rompeu com a ideia de que a identidade do serviço social
tem como base a homogeneidade das práticas profissionais.

CERTA

J.P. Netto em seu livro Ditadura e Serviço Social dá ênfase aos fatores que desencadearam o
processo de renovação do Serviço Social e destaca os aspectos que se caracterizam como  os
nós da erosão do Serviço Social tradicional:
a) a instauração do pluralismo teórico, ideológico e político no marco profissional, deslocando
uma sólida tradição de monolitismo ideal;   b) a crescente diferenciação das concepções
profissionais (natureza, funções, objeto, objetivos e práticas do Serviço Social), derivada do
recurso diversificado a matrizes teórico-metodológicas alternativas, rompendo com o viés de
que a profissionalidade implicaria uma homogeneidade (identidade) de visões e de
práticas; c) a sintonia da polêmica teórico-metodológica profissional com as discussões
em curso no conjunto das ciências sociais, inserindo o Serviço Social na interlocução acadêmica
e cultural contemporânea como protagonista que tenta cortar com a subalternidade
(intelectual) posta por funções meramente executivas; d) a constituição de segmentos de
vanguarda, sobretudo mas não exclusivamente inseridos na vida acadêmica, voltados para a
investigação e a pesquisa (NETTO, p. 135-136, 2006).

A institucionalização do serviço social como profissão foi influenciada pelo


desenvolvimento capitalista e pela expansão urbana, processos marcados pela
constituição e expansão do proletariado e da burguesia industrial na América
Latina.

CERTA

As novas necessidades sociais engendradas nesse processo determinavam e legitimavam a


intervenção de profissionais tecnicamente qualificados, demandados a partir do
desenvolvimento capitalista industrial e da expansão urbana. Foi no processo de emergência
das classes sociais – proletariado e burguesia nacional – que o Serviço Social se desenvolveu e
se legitimou como profissão.

O processo de desgaste das práticas tradicionais do serviço social está relacionado


a particularidades do contexto político-social dos países latino-americanos, a
exemplo do Brasil.

ERRADA

O  desgaste  do  Serviço  Social  tradicional  foi  um  fenômeno  continental:  a movimentação
sóciopolítica contestadora que emerge na sociedade com incidência no terreno  ideocultural,  na
prática  dos  setores  vinculados  a  Igreja  e  no  movimento estudantil  fertilizavam  o  Serviço
Social  e  contribuem  para  a  emersão  de  um  novo projeto  profissional,  que  nem  de
longe  foi  um  projeto  unitário  e  homogêneo, evidenciando  projetos  distintos:  se
inicialmente  inscrevia-se  no  bojo  da  proposta desenvolvimentista  –  com  a  profissão
buscando  redimensionar-se,  teórica  e praticamente,  para  atender  a  superação  do
subdesenvolvimento  –  no  decorrer  do movimento  incorporam-se  parâmetros
teóricoanalíticos  de  inspiração  marxista (ALENCAR, 1994, p. 331).

  No período 1961-1964 no Brasil, se inicia o desenvolvimento de uma perspectiva crítica ao


Serviço Social ‘tradicional’, quando os setores da categoria profissional dos assistentes
sociais esboçam  algumas  tentativas  aos  processos  de  lutas  por  mudanças.  “Esses
profissionais  são impulsionados por uma profunda agitação política que ganha força no Brasil e
em toda a América Latina,  ante  a  crise  do  modelo  desenvolvimentista,  gerando
frustrações  em  amplos  setores”. (SILVA E SILVA, 2006, p. 27).
Entre as indagações que suscitaram o movimento de reconceituação inclui-se o
questionamento sobre a necessidade de adequação dos procedimentos realizados
pelos profissionais da área às demandas de cada contexto regional e nacional.

CERTA

Os profissionais se unem então contra o tradicionalismo, sendo o marco inicial da


Reconceituação o I Seminário Regional Latino-Americano de Serviço Social Latino-Americano de
Serviço Social, em 1967, que desencadeou o Movimento de Reconceituação na América Latina e
no Brasil.
[...] Neste marco, indagaram-se sobre o papel da profissão em face de expressões
concretamente situadas da "questão social", sobre a adequação dos procedimentos
profissionais em face das nossas realidades regionais e nacionais, sobre a eficácia das ações
profissionais, sobre a pertinência de seus fundamentos pretensamente teóricos e sobre o
relacionamento da profissão com os novos protagonistas que surgiam na cena político-social.
(NETTO, 2005, p. 9)

O marco da renovação do serviço social brasileiro foi a edição do Código de Ética


da profissão, aprovado no III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais, que ficou
conhecido como o Congresso da Virada.

ERRADA

O III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais, realizado em São Paulo no ano de 1979,
denominado “Congresso da Virada” tornou-se emblemático por ser o tempo de florescimento
das possibilidades objetivas e subjetivas que permitiram às forças políticas do trabalho
expressar suas lutas pela implementação do Estado de direito. Ocorre no início do período da
transição democrática brasileira, e este momento se reflete no interior da profissão, sendo
decisivo para a constituição de um Serviço Social crítico no lastro do Movimento de
Reconceituação, colaborando na criação de bases teóricas e político-organizativa da profissão.
Este processo, coletivamente construído, redundou no que hoje denominamos de “projeto
ético-político-profissional”. Marcou uma articulação conjunta das entidades de Serviço Social
ABESS/CFES/ENESSO, para repensar sobre questões da profissão e as estratégias para utilizar e
qualificar a ética, a crítica, a política e tecnicamente a formação e o exercício
profissional. Nãofoi editado, nesse Congresso um Código de Ética, apesar dessas novas
reflexões influenciar na edição de códigos de ética que viriam posteriormente.
CFESS/CRESS

A perspectiva desenvolvimentista predominante no serviço social no período pós-


Constituição de 1988 é fundada nas ideias de justiça social e de transformação
social, as quais se manifestam, no exercício profissional, a partir da postura de
liderança assumida pelo profissional quando da sua atuação junto à população. 

ERRADA

A partir da metade dos anos 1960 foi o período no qual o Serviço Social obteve um
significativo desenvolvimento em termos de instrumentos e técnicas utilizados pela
profissão sob a égide da ideologia desenvolvimentista. Isto se deu no contexto histórico-
político que permeava o país neste período, implicando mudanças efetivas no discurso, formas
de intervenção e no projeto profissional da categoria. Este processo que se estende até a
década de 1970, foi um movimento histórico caracterizado por uma crise do paradigma
tradicional na profissão e foi o primeiro passo para romper com o Serviço Social Tradicional. Os
grandes pesquisadores e teóricos da profissão denominaram este marco como “Movimento de
Reconceituação” do Serviço Social.

No Brasil, os primeiros objetivos políticos e sociais do serviço social foram


orientados pelo posicionamento de cunho humanista conservador, o qual divergia
dos ideários liberal e marxista.

CERTA

É,  pois,  na  relação  com  a  Igreja  Católica  que  o  Serviço  Social  brasileiro  vai 
fundamentar a formulação de seus primeiros objetivos político/sociais orientando-se por posic
ionamentos  de cunho humanista conservador contrários aos ideários liberal 
e marxista na busca de recuperação da hegemonia do pensamento social da Igreja face 
à "questão social". Entre os postulados filosóficos tomistas que marcaram o emergente 
Serviço  Social  temos  a  noção  de  dignidade  da  pessoa  humana;  sua  perfectibilidade, 
sua capacidade de desenvolver potencialidades; a natural sociabilidade do homem, ser 
social e político; a compreensão da sociedade como união dos homens para realizar o  bem 
comum  (como  bem  de  todo) e  a  necessidade  da  autoridade  para  cuidar  da  justiça geral.

A concepção de que o assistente social pode transformar-se em intelectual orgânico


— ou seja, em um indivíduo que, ao assumir um compromisso com a população,
tenha capacidade de atuar em defesa de alternativas teóricas e práticas que
fortaleçam o saber e o poder do povo — é fundamentada no pensamento de Marx.  

ERRADA

A noção de poder é tratada a partir de sugestões de Gramsci, acopladas a elaborações de M.


Foulcault sobre os micropoderes dos aparatos institucionais:
O assistente social é concebido como um intelectual orgânico, podendo contribuir para uma
nova correlação de forças, uma nova hegemonia: como consenso das classes dominadas e
capacidade que a classe operária tem de conquistar a consciência de seus aliados na formação
do novo bloco histórico. Essa linha de análise abriu caminho a novas ações, a partir do lugar de
trabalho dos profissionais, situando a ação profissional concreta em uma perspectiva política.
Segundo essa acepção, o objeto do trabalho do assistente social é uma questão disputada, um
objeto de luta formado pelas relações de força, de poder e de saber para a conquista pelas
classes subalternas de lugares, recursos, normas e espaços ocupados pelas classes dominantes.

As relações de trabalho dos assistentes sociais devem ser desvinculadas da reforma


do Estado e associadas às mudanças ocorridas no mundo do trabalho. 

ERRADA

O neoliberalismo consolida-se, no Brasil, a partir da década de 1990 com a


abertura da economia brasileira ao mercado internacional, demarcando um
contexto em que o Estado cada vez mais se desresponsabiliza pela "questão
social", em que o mercado surge como regulador da vida social, onde as
condições e relações de trabalho estão cada vez mais precarizadas e os
trabalhadores estão perdendo direitos historicamente conquistados. Tal
quadro tem como característica uma forte investida na intensificação da
exploração do trabalho, principalmente por meio do surgimento de
ocupações precarizadas. Deste modo, os profissionais de Serviço Social
também vêm sendo consideravelmente impactados por esses fenômenos,
que devem ser tomados com centralidade na análise das dificuldades que se
avolumam no âmbito do trabalho profissional, dada a sua condição de
assalariamento. Com isso, nota-se a importância de aprofundar os
princípios preconizados no projeto ético-político profissional e, nesse
sentido, urge articular possibilidades de enfrentamento dessa conjuntura.

As mudanças que, gradativamente, ocorreram no mercado de trabalho do


assistente social diversificaram os espaços ocupacionais e fizeram emergir novas
requisições e demandas, as quais subordinaram a autonomia profissional ao peso
do poder institucional. 

ERRADA

Hoje, as mediações entre Estado e sociedade, que envolvem tanto a esfera


da racionalização material quanto da reprodução e do controle social,
determinam as atuais alterações desencadeadas na intervenção profissional
do assistente social. Essas alterações redefinem o conjunto das práticas
sociais, desenvolvendo-se de forma particular nos diferentes espaços
ocupacionais e expressando-se, basicamente, em dois níveis: [...] um, mais
visível e imediato, relaciona-se com questões que afetam diretamente o exercício
profissional, como é o caso das alterações no mercado de trabalho e nas
condições de trabalho do profissional; o outro, mais amplo e complexo, refere-se
tanto ao surgimento de novas problemáticas que podem ser mobilizadoras de
competências profissionais estratégicas, como à elaboração de proposições
teóricas, políticas, éticas e técnicas que se apresentem como respostas
qualificadas ao enfrentamento das questões que lhe são postas (MOTA; AMARAL,
2006, p. 25).

Entre os efeitos dos processos de terceirização e de subcontratação de serviços de


assistentes sociais incluem-se a ampliação significativa dos postos de trabalho, a
diminuição do volume de tarefas e a melhoria das relações entre os profissionais da
área.

ERRADA

Essa dinâmica de precarização atinge também o trabalho profissional do


assistente social, afetado pela insegurança do emprego, precárias formas de
contratação, intensificação do trabalho, baixos salários, pressão pelo aumento da
produtividade e de resultados imediatos, ausência de horizontes profissionais de
mais longo prazo, falta de perspectivas de progressão e ascensão na carreira,
ausência de políticas de qualificação e capacitação profissional, entre outros.

No âmbito do Serviço Social, intensifica se a subcontratação de serviços


individuais dos assistentes sociais por parte de empresas de serviços ou de
assessoria, de "cooperativas" de trabalhadores, na prestação de serviços aos
governos e organizações não governamentais, acenando para o exercício
profissional privado (autônomo), temporário, por projeto, por tarefa, em função das
novas formas de gestão das políticas sociais.

As consequências desses processos para o trabalho social nas políticas públicas


são profundas, pois a terceirização desconfigura o significado e a amplitude do
trabalho técnico realizado pelos assistentes sociais e demais trabalhadores
sociais, desloca as relações entre a população, suas formas de representação e a
gestão governamental, pela intermediação de empresas e organizações
contratadas. Além disso, as ações desenvolvidas passam a ser subordinadas a
prazos contratuais e aos recursos financeiros destinados para esse fim, implicando
descontinuidades, rompimento de vínculos com usuários, descrédito da população
para com as ações públicas.

https://www.unifesp.br/campus/san7/images/servico-
social/Texto_Raquel_Raichelis.pdf e

Essa dinâmica de flexibilização/precarização atinge também o trabalho do


assistente social, nos diferentes espaços institucionais em que se realiza, pela
inse- gurança do emprego, precárias formas de contratação, intensificação do
trabalho, aviltamento dos salários, pressão pelo aumento da produtividade e de
resultados imediatos, ausência de horizontes profissionais de mais longo prazo,
falta de pers- pectivas de progressão e ascensão na carreira, ausência de políticas
de capacitação profissional, entre outros.

O assistente social como trabalhador assalariado: desafios frente às violações de


seus direitos - Raquel Raichelis** 

.As estratégias de habilitação técnico-operativa do assistente social incluem


estimular o profissional a escolher instrumentais que se adaptem às
intencionalidades e ao direcionamento social do seu trabalho, de modo que os
resultados obtidos a partir da análise da realidade não sejam prejudicados.

CERTA

Os pressupostos estruturantes do projeto ético-político do serviço social começaram


a ser questionados, no plano do conhecimento, a partir do fortalecimento da razão
instrumental e do pensamento conservador em detrimento das concepções da
teoria marxista e da razão dialética.

CERTA

Netto (1989b, p. 143), ao dar sua contribuição ao debate sobre as questões


teóricas e metodológicas, destaca duas posições no processo de produção do
conhecimento do social no âmbito do racionalismo contemporâneo: a primeira,
denominada razão instrumental, manipulatória ou a miséria da razão, como
resultado da elaboração teórica, é um modelo que a razão elabora e cria com base
no objeto empiricamente dado; a segunda, denominada vertente crítico-dialética é
analisada como tradição marxista, razão dialética, teoria social crítica em que a
reflexão teórica “reconstrói o processo do objeto historicamente dado” (p. 143).  

O projeto ético-político do serviço social brasileiro incorpora princípios e valores


morais que se fundamentam na matriz teórica modernizadora.

ERRADA

No Brasil, a construção do projeto profissional do serviço social fundamenta-se nas


ideais da reconceituação e da redemocratização da sociedade.
CERTA

No Brasil, todos os códigos de ética do assistente social preconizaram o sigilo


profissional, ainda que, nas primeiras versões desse texto, a referência ao sigilo
apresentasse vinculação moral com a doutrina cristã.

CERTA

No Brasil, todos os Códigos de Ética do(a) assistente social instituídos no decorrer da história
da profissão trataram sobre a questão do sigilo ou de seu sinô- nimo segredo, ainda que
representasse uma forte vinculação moral da doutrina cristã. O Código de Ética de 1947, em
sua seção primeira, item 2, preconizava como dever fundamental “guardar rigoroso sigilo,
mesmo em depoimentos policiais, sobre o que saiba em razão de seu ofício”. Não havia o
esclarecimento sobre em que condições determinadas informações sigilosas poderiam ser
reveladas. No Código de Ética de 1965, em seu capítulo terceiro, tratava-se especifica - mente
do segredo profissional. Art. 15. O assistente social é obrigado pela Ética e pela Lei (art. 154 do
Código Penal) a guardar segredos sobre todas as confidências recebidas e fatos de que tenha
conhe- cimento ou haja observado no exercício de sua atividade profissional, obrigando-se a
exigir o mesmo segredo de todos os seus colaboradores. (CFAS, 1965, p. 3) A permissão da
revelação de um segredo profissional, previsto nesta norma- tiva, era concedida apenas para
“evitar um dano grave, injusto e atual ao próprio cliente, ao assistente social, a terceiros e ao
bem comum” e “após terem sido em- pregados todos os recursos e todos os esforços, para
que o próprio cliente se dis- ponha a revelá-lo”, dentro do estritamente necessário, conforme
preceituava os parágrafos 1º, 2º e 3º do artigo 15º do dito Código. A questão do sigilo
profissional nesse Código representava uma obrigação moral e legal ao(à) assistente social. No
Código seguinte, de 1975, o(a) assistente social deveria observar o segre- do profissional no
seu exercício, sobre todas as confidências recebidas, fatos e 90 Serv. Soc. Soc., São Paulo, n.
117, p. 84-93, jan./mar. 2014 observações escolhidas no seu exercício, abstendo-se de
transcrever informações de natureza confidencial, e tal como previsto no Código de Ética
anterior, era ad- missível a quebra de sigilo apenas quando pudesse causar um dano grave ao
“clien- te”, ao assistente social ou ao bem comum. Para Barroco (2010), o Código de Ética de
1986 tornou-se uma marca da opção da profissão por uma prática vinculada aos interesses da
classe trabalhadora, o que fica evidenciado no parágrafo primeiro do artigo 4º do referido
Código: “A quebra do sigilo só é admissível, quando se tratar de situação cuja gravidade possa
trazer prejuízos aos interesses da classe trabalhadora” (CFAS, 1986, p. 4). No que estabelece o
atual Código de Ética Profissional do Assistente Social (1993), a revelação do sigilo profissional
implica uma falta que tem sanções disci- plinares. Nesse Código de Ética, o seu capítulo V trata
diretamente do sigilo pro- fissional como direito e dever profissional, sendo que o artigo 18
estabelece: “A quebra do sigilo só é admissível, quando se tratar de situações cuja gravidade
possa, envolvendo ou não fato delituoso, trazer prejuízos aos interesses do usuário, de
terceiros ou da coletividade”. No parágrafo único diz que a revelação será feita dentro do
estritamente necessário. Tem-se ainda o Capítulo VI, das relações do assistente social com a
justiça, em que o profissional pode declarar obrigação com a guarda do sigilo profissional.
Quer dizer, não se trata apenas de um direito, mas de uma obrigação.

No âmbito dos conselhos de fiscalização da profissão do serviço social, decisões,


deliberações e atos de quaisquer naturezas praticados pelos conselhos regionais de
serviço social podem ser objetos de interposição de recurso pelos interessados no
CFESS.

CERTA
Se, no exercício da profissão, o assistente social tiver de decidir sobre a
necessidade de expor informações de uma situação de natureza confidencial,
recomenda-se que, antes de tomar qualquer decisão, o profissional considere a
opinião do usuário sobre a possibilidade de compartilhamento de informações
referentes ao seu atendimento. 

CERTA

O profissional penalizado com a cassação do registro profissional poderá requerer


sua reabilitação bem como a reativação de seu registro profissional junto ao CFESS
três anos após a aplicação da pena.

ERRADA

Resolução CFESS Nº 660/2013


Art. 64. Após decorridos 5 (cinco) anos de aplicação da pena de cassação do exercício
profissional, poderá o/a penalizado/a requerer sua reabilitação, perante o Conselho Regional de
Serviço Social respectivo, solicitando a reativação de seu registro profissional.

No âmbito dos conselhos de fiscalização da profissão do serviço social, decisões,


deliberações e atos de quaisquer naturezas praticados pelos conselhos regionais de
serviço social podem ser objetos de interposição de recurso pelos interessados no
CFESS.

CERTA

Mantido indeferimento dos Conselhos, caberá recurso ao CFESS em prazos estipulados.

De acordo com o Código de Ética do Serviço Social, constituem atribuições


privativas do assistente social encaminhar providências e prestar orientação social a
indivíduos, grupos e população em geral.

ERRADA

BIZU: Atribuições privativas dizem respeito À MATÉRIA DE SERVIÇO SOCIAL.

Como o usuário do serviço social deve ser atendido em um espaço físico adequado,
cabe ao assistente social comunicar formalmente ao órgão ou à instituição em que
trabalha caso haja, no local de atendimento, alguma inadequação ética, física ou
técnica que impeça a realização do seu trabalho.

CERTA

São deveres do Assistente Social: - denunciar falhas nos regulamentos, normas e programas da
instituição em que trabalha, quando os mesmos estiverem ferindo os princípios e diretrizes
deste código,mobilizando, inclusive, o Conselho Regional, caso se faça necessário.

A ética profissional refere-se à reflexão sobre a moralidade profissional e


fundamenta-se em valores e princípios que direcionam as ações profissionais bem
como orientam os parâmetros que devem nortear a relação dos profissionais com
diferentes realidades sociais.
CERTA
A ideia de liberdade, compreendida como fonte de emancipação, autonomia e plena
expansão dos indivíduos sociais, contrapõe-se ao conceito de liberdade preconizado
pelo liberalismo, o qual concebe a liberdade como livre arbítrio ou a relaciona com
o individualismo.
CERTA
Como bem afirma Ricardo Timm de Souza (2008, p. 52), partindo-se do contexto em que foi
inaugurado o ideal de igualdade, pela Revolução Francesa, não há como falar em “igualdade
neutra”, na medida em que o “sermos livres e iguais” se contrapõe ao modelo feudal “da não
escravidão”, mas que, excluído esse fato, só se legitima, via de regra, quando interesses
“maiores do que ela não estão em jogo”. “É por isso que, em verdade e no bom dizer do povo
lúcido, alguns sempre são mais iguais do que outros”.
“A atomização do indivíduo, tal como referida por DUMONT, fez prevalecer uma tensão
contraditória. Por um lado, a emancipação do indivíduo gerou o individualismo arrebatado;
por outro, uma coletivização ao extremo, isto é, o nivelamento de todas as diferenças
conduziu a pior das tiranias. Esse fato eliminou o ‘caráter carismático’ do vínculo social e abriu
a possibilidade de eliminarem-se os laços de solidariedade que unia as comunidades e que
permitiam toda a estruturação social”.

A concepção dialética compreende a realidade com base no princípio do conflito, da


contradição e da transformação como algo permanente, enquanto a lógica
positivista, por sua vez, investiga leis invariáveis da estrutura social para conservá-
la.

CERTA

O grupo focal, como técnica de pesquisa, caracteriza-se pela realização de uma


conversa em grupo de natureza heterogênea, e a aplicação dessa técnica prescinde
de planejamento ou de uso de roteiro prévio.
ERRADA
A primeira etapa do grupo focal é o seu planejamento. Nessa etapa deve ser definido
o objetivo da pesquisa, isto é, o que se pretende e quais as metas específicas a serem
alcançadas. A partir dos objetivos, é selecionado um moderador e elaborada uma lista
de questões para discussão, compondo um guia de entrevista. Convém ressaltar que essa
lista não será utilizada como se fosse uma lista de perguntas, típica de entrevistas
individuais. Ela realmente deve servir apenas como guia para o moderador. 

O grupo focal é essencialmente uma técnica de coleta de dados, sendo esta a


característica principal deste tipo de grupo. Contudo, é destacada a necessidade de se
orientar por pressupostos teóricos e metodológicos que sustentem sua utilização. Ou
seja, a realização de um grupo focal deve estar orientada por uma metodologia para
obter um resultado que se espere, e também, a utilização do grupo focal para atingir
determinado objetivo, deve ser justificada.
              A perspectiva do grupo focal apresenta-se como uma entrevista em grupo, que
atende a fins específicos em dada investigação Não se trata, contudo, de entrevistar
indivíduos num mesmo espaço físico. Devemos considerar que essa técnica tem seus
fundamentos teórico-metodológicos nas teorias de grupo, na sociologia e na psicologia
social crítica.
           O grupo focal surgiu na década de 1950, quando foi utilizada por Robert Merton
para avaliar a audiência de um programa de rádio. Marton percebeu que as pessoas
tinham dificuldade de dar opinião sobre filmes e programas individualmente, que elas
se expressavam melhor para dar este tipo de opinião quando estavam em grupo.
          Os grupos focais utilizam, portanto, a interação grupal para produzir dados e
insights que seriam dificilmente conseguidos fora do grupo. Os dados obtidos, então,
levam em conta o processo do grupo, tomados como maior do que a soma das opiniões,
sentimentos e pontos de vista individuais em jogo. A despeito disso, o grupo focal
conserva o caráter de técnicas de coleta de dados, adequado, priori, para investigações
qualitativas.
           O pesquisador, utilizando o grupo focal, tem a possibilidade de ouvir diversas
pessoas ao mesmo tempo, além de observar as interações características do processo
grupal. Tem como objetivo obter uma variedade de informações, sentimentos,
experiências, representações de pequenos grupos acerca de um tema determinado.
          
DESENHO E A CONDUÇÃO DA TÉCNICA DE GRUPOS FOCAIS:

Indicações para o uso do grupo focal:

          exploração inicial com pequenas amostragens da população;


          investigação profunda de motivações, desejos, estilos de vida dos grupos;
          compreensão da linguagem e das perspectivas do grupo;
          teste de conceitos e questões para futuras investigações quantitativas;
          acompanhamento de pesquisa qualitativa;
          obtenção de informações sobre um contexto específico;
          obtenção de informações sobre novos produtos, conceitos, fenômenos, etc.

Razões que justificam a escolha dessa técnica. Devemos utilizar grupos focais quando:

 1.       A interação pode fomentar respostas mais interessantes ou novas e idéias


originais;

1. 2.       A pressão de participantes homogêneos facilita suas reflexões, ao mesmo


tempo que incita opiniões contrárias;
2. 3.       O tema não é tão delicado a ponto de dificultar as respostas;
3. 4.       O tema tem a possibilidade de ser discutido por todos os participantes;

A autora utiliza outro autor (AIGNEREN, 2001) para apontar desvantagens do


grupo focal: não permite generalizações; facilmente se confundem os pontos de vista do
grupo como sendo característicos daquele conjunto de indivíduos e não como de um
coletivo social maior, com expressões culturais distintas; geralmente se menospreza a
importância de habilidade do morador na condução da discussão.
 Como se constituem os grupos focais?
É necessário haver um moderador e um observador. No entanto, todos os demais
critérios de Constituição dos grupos focais devem ser coerentes com os objetivos da
pesquisa previamente definidos. Portanto, cabe ao pesquisador definir como o grupo
irá se constituir. Devem ser observadas as seguintes diretrizes:
a)      Devem ser  organizados pelo menos dois grupos para cada variável pertinente ao tema
que será abordado;
b)      Deve-se organizar um número de grupos suficientes para que haja saturação do tema;

 Número de participantes:
Não há consenso quanto ao número de participantes. Alguns autores indicam de seis a
quinze pessoas. Outros autores são mais cautelosos quanto ao número elevado de
participantes e destacam entre outros problemas, a dificuldade de garantir que todos
tenham a oportunidade de falar. Esses autores indicam de oito a dez participantes por
grupo. A autora ressalta que determinadas questões exigem “mini-grupos” para que
sejam abordadas em profundidade.

 Duração e número de encontros:


A duração média sugerida é de 90 a 120 minutos. Se a informação desejada for muito
específica, não deve ultrapassar 40 minutos.
Em geral, a combinação de objetivos de pesquisa claros, a construção de um temário
adequado, e uma equipe de moderador e observador capacitados dispensa mais de um
encontro por grupo. Caso o tema não tenha sido suficientemente debatido, pode-se
marcar novo encontro.

 Local:
O ambiente ideal deve propiciar privacidade, ser confortável, de fácil acesso e estar livre
de barulhos.

 Moderador:
A escolha do moderador deve considerar:
a)      Características pessoais: Abertura para a discussão e a postura de acolhimento diante
dos participantes, o distanciamento com relação ao tema, de forma a acolher posições
contrárias de maneira respeitosa e hábil para escutar os integrantes, e a consciência das
suas intervenções verbais e não verbais.
b)      Estilos de moderação: diz respeito à atitude e ao comportamento do moderador diante
do grupo (mais amigável, provocativo, mais ativo, menos ativo,...). Muitas vezes é o
ritmo do grupo que determina o estilo de moderação. Um moderador mais experiente
pode mudar seu estilo quando o grupo exigir.
c)       Experiência e antecedentes: tendo o moderador conhecimento especializado no tema
de estudo, há a possibilidade de uma mediação mais fluida. O moderador não é mestre,
não é juiz. Por sua vez, o grupo focal não é um texto com respostas certas e erradas.
  Normalmente o moderador é também o pesquisador responsável pela investigação.
  A tarefa básica do moderador é manter o grupo em interação por um tempo de 60 a 90
minutos, com a finalidade de obter dados acerca do tema da pesquisa.
  Quando o pesquisador trabalha com um referencial teórico específico, o papel do
moderador está comprometido também com as premissas desse referencial.

 Observador:
O observador é fundamental para validar a investigação que utiliza o grupo focal. Um
dos papéis mais importantes do observador é analisar a rede de interações presentes
durante o processo grupal. Cabe a ele, também, apontar as reações do moderador com
relação ao grupo, suas dificuldades e limitações. O observador deve ter posição menos
ativa, restringindo-se ao registro de comunicações não verbais, linguagem, atitudes,
preocupações e ordem de respostas que seja considerada importante.
O papel principal do observador é viabilizar a discussão após o término do grupo com o
moderador, quando o primeiro expõe suas impressões e registros, com o intuito de
redefinir o temário, evitar conclusões precipitadas por parte do moderador, avaliar as
interações feitas.

 O temário ou guia de temas:


É elaborado conforme o objetivo do grupo. É uma orientação, um auxílio para a
memorização de questões importantes a ser tratados. Deverá ser flexível o suficiente
para que a discussão transcorra de forma espontânea e ainda assegurar que novas
questões possam ser introduzidas. É aconselhada a formulação do temário, para que o
debate não corra o risco de se tornar uma conversa desestruturada.

 A condução da discussão:


Etapas previstas: abertura, preparação, debate, encerramento, discussão, ação
posterior.
 1.       Introdução: abertura do moderador: O moderador deve fazer breve
introdução, com o objetivo de tranquilizar e estabelecer o enquadre para o grupo; ele se
apresenta e explica os objetivos do grupo; em seguida assegura para os participantes
que não existem opiniões corretas, que as opiniões contrárias são bem vindas. O
moderador pede que falem um de cada vez, e explica que é permitido intervir na fala do
outro, mas que deve ser evitada interrupção desnecessária. Pede-se permissão para
gravar, quando está previsto na pesquisa.
 2.       Etapa I: preparação: O moderador convida os participantes a se
apresentarem. O objetivo é estabelecer boa relação entre os participantes. No final
desta etapa, os vários indivíduos devem estar interagindo e começando a se organizar
em torno do tema.
 3.       Etapa II: conjunto do debate em grupo: O objetivo agora se aproxima mais
dos objetivos da pesquisa: explorar plenamente a natureza da dinâmica das atividades
associadas com os comportamentos dos participantes e observar diretamente a
linguagem e emoções dos participantes associados com a temática tratada.

Nesta hora, o mediador deve dispor da sua habilidade de permitir que o debate
transcorra de forma espontânea, estando atento, porém, para os prováveis desvios do
tema. É essencial a investigação em profundidade. Devem-se recorrer a técnicas que
aprofundem a discussão.
 4.       Etapa III: encerramento do grupo: O encerramento requer a exposição, de
maneira sintética, da discussão promovida pelo grupo focal. Pode-se também esclarecer
dúvidas que tenham ficado pendentes.
 5.       Etapa IV: questões posteriores à avaliação do grupo: É a análise de
implicações do moderador em relação à pesquisa e ao grupo. É hora de avaliar também
a experiência do grupo, e se a divisão do grupo e a temática foram adequadas.
 6.       Etapa V: ação posterior: Esta etapa visa verificar se as necessidades de
informação foram satisfeitas, se são necessários mais grupos, se o temário precisa ser
revisto e se é necessária uma investigação quantitativa de alguns resultados.

 Análise dos dados:


Krueger (2002) apresenta a análise de dados acontecendo de forma concomitante ao
processo de condução do grupo. A postura do moderados, a etapa de ação posterior e a
própria qualidade da transcrição dos dados devem ser consideradas no processo de
análise.
Bardim (1988) considera que o procedimento de análise de grupos focais envolve tanto
uma análise temática quanto uma análise das interações necessariamente interligadas.

Na definição da amostra em uma pesquisa qualitativa, deve-se adotar a


representatividade numérica para garantir a generalização dos conceitos teóricos
que estiverem sendo testados. 

ERRADA

Pesquisa quantitativa que é assim.

A pesquisa qualitativa não se preocupa com representatividade numérica, mas sim


com o aprofundamento da compreensão a partir de um grupo social, de uma
organização etc. Os pesquisadores que adotam a abordagem qualitativa se opõem ao
pressuposto que defende um modelo único de pesquisa para todas as ciências, já que as
ciências sociais têm sua especificidade, o que pressupõe uma metodologia própria. Assim, os
pesquisadores baseados em métodos qualitativos recusam o modelo positivista aplicado ao
estudo da vida social, uma vez que o pesquisador não pode fazer julgamentos, nem permitir
que seus preconceitos e crenças contaminem a pesquisa. (Goldenberg, 1999). 

A respeito da dicotomia entre abordagens quantitativas e qualitativas, a concepção


dialética marxista considera que a qualidade dos fatos e das relações sociais é sua
propriedade inerente e que as referidas abordagens são inseparáveis e
interdependentes.

CERTA

A dialética, na perspectiva marxista, enseja a dissolução das dicotomias entre quantitativo e


qualitativo. Assume que “a qualidade dos fatos e das relações sociais é sua propriedade
inerente e que quantidade e qualidade são inseparáveis e interdependentes”. (MINAYO, 2010,
p. 25.

As críticas sobre o uso de métodos quantitativos para a interpretação de


informações sociais referem-se a crenças do senso comum de que as distorções na
abordagem da realidade podem ser evitadas pela codificação.

CERTA

Minayo (1998) faz uma crítica à metodologia quantitativa afirmando que as abordagens
quantitativas sacrificam os significados no “altar do rigor matemático”. Existe uma crença
ingênua de que as distorções podem ser evitadas pela “codificação”; há evidências de que os
métodos quantitativos simplificam a vida social, limitando-a aos fenômenos que podem ser
enumerados.

Acerca da intervenção profissional com indivíduos, grupos e famílias, julgue o item


seguinte.

A intervenção em situações familiares especiais, tais como prisão, desemprego e


morte, possui caráter essencialmente preventivo, uma vez que seu objetivo consiste
em dar sustentabilidade aos processos de reorganização das famílias. 

CERTA

Partindo desta premissa, o foco é a valorização do ser humano nos campos


educativo/preventivo, de promoção e mediação, desenvolvendo ações que poderão servir de
ferramentas essenciais para a transformação das condições de vida durante o período de
internação, da mesma forma que poderão ser estendidas para a continuidade do tratamento
quando o indivíduo já não estiver mais no contexto institucional.

Na análise da influência das redes de relações primárias no processo de inclusão


social, recomenda-se observar as particularidades de cada família no tocante a
tempo e espaço social, configuração, percurso transgeracional e localização
territorial. 

CERTA

O conceito de família, ao ser abordado, evoca obrigatoriamente, os conceitos de papéis e


funções, como se têm vindo a verificar. Em todas as famílias, independentemente da
sociedade, cada membro ocupa determinada posição ou tem determinado estatuto, como por
exemplo, marido, mulher, filho ou irmão, sendo orientados por papéis.

As famílias como agregações sociais, ao longo dos tempos, assumem ou renunciam funções
de proteção e socialização dos seus membros, como resposta às necessidades da sociedade
pertencente. 

Nesta perspectiva, as funções da família regem-se por dois objetivos, sendo um de nível
interno, como a proteção psicossocial dos membros, e o outro de nível externo, como a
acomodação a uma cultura e sua transmissão. A família deve então, responder às mudanças
externas e internas de modo a atender às novas circunstâncias sem, no entanto, perder a
continuidade, proporcional.

A família tem também, um papel essencial para com a criança, que é o da afetividade. A sua
importância é primordial, pois, considera o alimento afetivo tão imprescindível, como os
nutrientes orgânicos. Sem o afeto de um adulto, o ser humano enquanto criança não
desenvolve a sua capacidade de confiar e de se relacionar com o outro.

As famílias de camadas populares, que são organizadas em rede (participação de outros


parentes e de pessoas da comunidade no convívio e em prol da sobrevivência) e que têm
como foco o sistema de obrigações, diferenciam-se das de camadas médias, que se organizam
em núcleos centrados no parentesco. Esse conhecimento é relativamente difundido.

Diante disso, uma das questões que se impõe é a de compreender como essa organização da
família em rede poderia ser oficialmente assumida pelas instituições – sem necessariamente
passar pela legalização do vínculo ou da responsabilidade, como é geralmente exigido pelo
sistema judiciário – com vistas a contribuir para o fortalecimento de certas estratégias de
sobrevivência dessa população e da própria prevalência da convivência familiar e comunitária.
Nessa perspectiva, podemos entender que pais, sobretudo mães, criam vínculos mais estáveis
com algumas pessoas de sua rede de relações primárias, com as quais estabelecem trocas
recíprocas, para favorecer tanto o cuidado e a proteção de seus filhos quanto à possibilidade
de inserção social, aspectos classicamente assumidos como funções básicas da família. 

Contudo, para se pensar a influência das redes de relações primárias no processo de inclusão
social ou de reenraizamento social (GUEIROS, 2007, p.47), se faz necessário examinar as
particularidades de cada família em termos de tempo e espaço sociais, principalmente no que
se refere à sua configuração e organização, ao seu percurso transgeracional e à sua
localização 

Contudo, para se pensar a influência das redes de relações primárias no processo de


inclusão social ou de reenraizamento social (GUEIROS, 2007, p.47), se faz necessário
examinar as particularidades de cada família em termos de tempo e espaço sociais,
principalmente no que se refere à sua configuração e organização, ao seu percurso
transgeracional e à sua localização territorial.

O envolvimento dos integrantes de um grupo, estimulado pela igualdade de


oportunidades e pela delegação de poder, tanto nas decisões como nas discussões,
caracteriza a natureza participativa de uma proposta de ação. 

CERTA

O papel do facilitador no trabalho em grupo é o de conduzir o processo, conforme


sua expertise, com especial atenção para não direcionar a tomada de decisão do
grupo de acordo com seu posicionamento.

CERTA

A orientação e o acompanhamento realizados por assistentes sociais que adotem o


atual projeto ético-político da profissão têm caráter educativo e interferem
diretamente na formação de condutas e de subjetividades dos usuários dos espaços
sócio-ocupacionais.

CERTA

As ações profissionais são dotadas de caráter educativo e se desenvolvem mediatizadas pelas


políticas sociais que garantem o acesso aos serviços, programas e benefícios sociais
(IAMAMOTO, 1999; YASBEK, 1999; SIMIONATTO, 1999; CARDOSO, MACIEL, 2000; ABREU,
2002; 2004). 
Na esteira desse pensamento, Cardoso e Maciel (2000, p. 142) afirmam que a profissão “se
institucionaliza e se desenvolve na sociedade capitalista como ação de cunho sócio-educativo,
inscrita no campo político-ideológico, nos marcos institucionais das políticas sociais públicas e
privadas”. Abreu (2002), aprofundando essa perspectiva com base no pensamento de Gramsci,
afirma que as atividades desenvolvidas pelos assistentes sociais têm uma “função pedagógica”,
cujo princípio educativo está condicionado pelos vínculos que a profissão estabelece com as
classes sociais.

A socialização das informações apoia-se na garantia do direito de cidadania,


constituindo alternativa à tradicional orientação vinculada à normatividade
legalmente instituída e ao enquadramento institucional dos usuários. 

CERTA
Os instrumentos e as técnicas utilizados pelo assistente social compõem um acervo
profissional fundamentalmente técnico e de natureza imparcial.

ERRADA

Considerando que o parecer social constitui a descrição detalhada de uma questão


ou situação social, para sua elaboração dispensa-se o levantamento de hipóteses
sobre possíveis consequências e a realização de análises prospectivas. 

ERRADA

O parecer social é uma manifestação sucinta e uma finalização de caráter conclusivo ou


indicativo de alternativas; expressa o posicionamento profissional frente a questão em estudo.

Na elaboração de estudo socioeconômico, a entrevista de coleta de dados exime o


assistente social de socializar a conclusão do estudo com o usuário. 

ERRADA

Errado. Conforme preceitua o Código de Ética, é dever do assistente social devolver as


informações colhidas nos estudos e pesquisas aos usuários, no sentido de que estes possam
usá-los para o fortalecimento dos seus interesses.

Os estudos socioeconômicos são constituídos por conhecimentos acerca de uma


determinada situação social, a partir de demandas dos usuários de um serviço, e
têm como finalidade imediata a emissão de um parecer, formalizado ou não, sobre
tal situação. 

CERTA

Operacionalmente, os estudos socioeconômicos/estudo social podem ser definidos como o


processo de conhecimento, análise e interpretação de uma determinada situação social. Sua
finalidade imediata é a emissão de um parecer – formalizado ou não – sobre tal situação, do
qual o sujeito demandante da ação/usuário depende para acessar benefícios, serviços e/ou
resolver litígios. Essa finalidade é ampliada quando se incluem a obtenção e análise de dados
sobre as condições econômicas, políticas, sociais e culturais da população atendida em
programas ou serviços, partir do conjunto dos estudos efetuados como procedimento
necessário para subsidiar o planejamento e a gestão de serviços e programas, bem como a
reformulação ou a formulação de políticas sociais.

O conteúdo de um laudo social deve ultrapassar a simples descrição da


problemática em avaliação, e sua análise deve apoiar-se em conhecimentos
específicos do campo de atuação do profissional.

CERTA

O parecer social deve fundamentar-se no estudo respaldado em provas


documentais apresentadas pelo usuário e deverá ser encaminhado ao solicitante na
forma de relatório social.

ERRADA
Em uma equipe interdisciplinar, a realização de ações coordenadas possibilita o
estabelecimento de identidade entre seus participantes e contribui para a
superação do isolamento dos saberes.

CERTA

O trabalho interdisciplinar exige que uma equipe multiprofissional supere a


abordagem tecnicista, segundo a qual o trabalho de profissionais de diferentes
áreas é enfocado como uma atribuição específica e independente. A
interdisciplinaridade é um processo dinâmico, consciente e ativo, de
reconhecimento das diferenças e de articulação de objetos e instrumentos de
conhecimento distintos, que contribui para a superação do isolamento dos saberes.
A interdisciplinaridade é um processo de trabalho recíproco, que proporciona um
enriquecimento mútuo de diferentes saberes, que elege uma plataforma de trabalho conjunta,
por meio da escolha de princípios e conceitos comuns. Esse processo integra, organiza e
dinamiza a ação cotidiana da equipe de trabalho e demanda uma coordenação, a fim de
organizar as linhas de ação dos profissionais em torno de um projeto comum. 

Entre os profissionais que atuam em equipe multiprofissional, ocorre a troca de


informações e conhecimentos, principalmente a transferência de métodos de uma
disciplina para outra. Isso exige a integração entre as disciplinas e,
consequentemente, eleva os níveis de saber. 

ERRADA

Interdisciplinaridade permite a transferência de métodos de uma disciplina para outra, podendo


gerar apenas uma contribuição epistemológica, o surgimento de uma nova aplicação e até
mesmo de uma nova disciplina científica.

Na atualidade, as políticas de enfrentamento da questão social expressam o


reconhecimento da existência de problemas de cunho social por meio de políticas
de amplo alcance e de caráter universal.

ERRADA

a questão da intervenção dos assistentes sociais, no campo da política social, ao implementar


o projeto profissional, comprometido com a defesa dos direitos sociais de caráter universal.
Nessa perspectiva, trata a política social como um campo contraditório, permeado por
interesses e projetos societários antagônicos, no qual se reatualizam questões diretamente
articuladas à especificidade e à autonomia profissional

CARATER UNIVERSAL NÃO PORQUE A ASSISTENCIA SOCIAL É PARA QUEM DELA NECESSITAR
A questão social se configura a partir de determinantes históricos objetivos, sem
interferência de dimensões subjetivas

ERRADA

Iamamoto (2008), ao analisar a gênese e as determinações históricas e teóricas da questão


social, suas expressões na contemporaneidade, destaca que a interpretação que assume tem a
questão social como indissociável da sociedade capitalista. Sua gênese deriva do caráter
coletivo da produção contraposto à apropriação privada da própria atividade humana – o
trabalho -, das condições necessárias à sua realização, assim como de seus frutos. Observa
ainda que a questão social condensa o conjunto das desigualdades e lutas sociais; suas
configurações integram tanto determinantes históricos objetivos que condicionam a
vida dos indivíduos sociais, quanto dimensões subjetivas, fruto da ação dos sujeitos
na construção da história. Expressa, dessa forma, “uma arena de lutas políticas e culturais
na disputa entre projetos societários, informados por distintos interesses de classe na condução
das políticas econômicas e sociais, que trazem o selo das particularidades históricas nacionais”
(Iamamoto, 2008: 156).

Funcab
Em tempos neol iberais e de tendências neoconservadoras, o projeto ético político
do Serviço Social apresenta uma distinta direção social estratégica que vem sendo
posta em xeque por tais direcionamentos. Para o assistente social, portanto, é
fundamental:
 a)
elaborar estratégias críticas de intervenção profissional articuladas ao entendimento da
totalidade das relações sociais, colaborando dessa forma para a construção de políticas
publicas de qualidade que guardem a mesma direção do projeto ético-político.

 b)
compreender as dinâmicas macrossocietárias e, a partir desse movimento, construir
planos, programas e projetos, negociando com a instituição seus interesses para que
estes atendam às demandas da população usuária dos serviços sociais.

 c)
analisar as contradições da realidade social e como estas impactam a prática
profissional, construindo alternativas de intervenção profissional junto aos movimentos
sociais, pois estes legitimam o projeto ético político do Serviço Social.

 d)
entender os processos sociais na realidade brasileira e articular propostas de
intervenção, mobilizando uma postura crítico-reflexiva para alterar as correlações de
forças institucionais em detrimento do atendimento à demanda da população usuária.

 e)
pensar o projeto profissional articulando uma dupla dimensão: a partir das condições
macros societárias e de seus impactos na profissão, identificando seus limites e
possibilidades e, por outro lado, considerando a construção, por parte dos assistentes
sociais, de respostas de caráter ético - político , técnico - operativo e teórico-
metodológico
Conforme a concepção liberal clássica, a política social é um mecanismo
institucional característico da racionalidade legal contemporânea, que expressa a
concepção republicana de coisa de todos e de ação pública respaldada pelo
interesse comum.
ERRADA
Trata-se de analisar as políticas sociais como processo e resultado das relações complexas e
contraditórias que se estabelecem entre Estado e sociedade civil, no âmbito dos conflitos e luta
de classes que envolvem o processo de produção e reprodução do capitalismo, nos seus
grandes ciclos de expansão e estagnação, ou seja, problematiza-se o surgimento e o
desenvolvimento das políticas sociais no contexto da acumulação capitalista e da luta de
classes, com a possibilidade de demonstrar seus limites e possibilidades. [...] As políticas sociais
são concessões/conquistas mais ou menos elásticas, a depender da correlação de forças na luta
política entre os interesses de classes sociais e seus segmentos envolvidos na questão. No
período de expansão, a margem de negociação se amplia; na recessão, ela se restringe.
Portanto, os ciclos econômicos, que não se definem por qualquer movimento natural da
economia, mas pela interação de um conjunto de decisões ético-politicas e econômicas de
homens de carne e osso, balizam as possibilidades e limites da política social (BEHRING, 2009,
p. 304).

Apesar dos avanços no âmbito da legislação no sentido de que sejam


implementadas ações de inclusão das pessoas com deficiência, ainda é necessário
que se regulamente a garantia de um sistema educacional inclusivo para esse
segmento.
ERRADA
FÁCIL! A Cespe gosta de cobrar o que está quentinho, saindo do forno. A questão erra ao falar
que falta regulamentação, pois a mesma aconteceu esse ano:
CAPÍTULO IV DO DIREITO À EDUCAÇÃO: Art. 27.  A educação constitui direito da pessoa
com deficiência, assegurados sistema educacional inclusivo em todos os níveis e
aprendizado ao longo de toda a vida, de forma a alcançar o máximo desenvolvimento
possível de seus talentos e habilidades físicas, sensoriais, intelectuais e sociais, segundo suas
características, interesses e necessidades de aprendizagem. Parágrafo único.  É dever do
Estado, da família, da comunidade escolar e da sociedade assegurar educação de qualidade à
pessoa com deficiência, colocando-a a salvo de toda forma de violência, negligência e
discriminação.
LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015.  Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com
Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

De acordo com a Política Nacional de Assistência Social, a família é definida como


um grupo de pessoas unidas por laços consanguíneos.

ERRADA

A família para a PNAS - Política Nacional de Assistência Social é o grupo de pessoas


que se acham unidas por laços consanguíneos, afetivos ou de solidariedade

Conforme as diretrizes da Política Nacional do Idoso, o atendimento aos idosos


deve ocorrer, prioritariamente, por meio de suas próprias famílias, e não por meio
de asilos; isso, contudo, não exime os órgãos e as entidades públicas de prestarem
serviços e desenvolverem ações específicas para essa população. 

CERTA

A Política Nacional do Idoso, em seu artigo 3º, inciso I, embora mediante palavras
semanticamente diferentes, praticamente repetiu o Texto Constitucional no que tange à
responsabilidade legal da tríade Família, Sociedade e Estado, enquanto o artigo 4º possui
redação que foi bastante assimilada pelo Estatuto do Idoso, como, exemplificativamente, se
observa do inciso III, ao especificar uma das diretrizes da Política Nacional do Idoso:
“priorização do atendimento ao idoso, através de suas próprias famílias, em
detrimento do atendimento asilar, à exceção dos idosos que não possuam condições
que garantam sua própria sobrevivência”.

Supremacia do atendimento das necessidades sociais; universalização dos direitos


sociais; respeito à dignidade do cidadão; igualdade de direitos no acesso ao
atendimento; e divulgação ampla dos benefícios, serviços, programas e projetos
assistenciais são princípios da Lei Orgânica de Assistência Social.

CERTA

Art. 4º A assistência social rege-se pelos seguintes princípios:


  I - supremacia do atendimento às necessidades sociais sobre as exigências de rentabilidade
econômica;
  II - universalização dos direitos sociais, a fim de tornar o destinatário da ação assistencial
alcançável pelas demais políticas públicas;
  III - respeito à dignidade do cidadão, à sua autonomia e ao seu direito a benefícios e serviços
de qualidade, bem como à convivência familiar e comunitária, vedando-se qualquer
comprovação vexatória de necessidade;
  IV - igualdade de direitos no acesso ao atendimento, sem discriminação de qualquer natureza,
garantindo-se equivalência às populações urbanas e rurais;
  V - divulgação ampla dos benefícios, serviços, programas e projetos assistenciais, bem como
dos recursos oferecidos pelo Poder Público e dos critérios para sua concessão.

Conforme a Lei Orgânica da Saúde, o dever do Estado de garantir a saúde consiste


na formulação e na execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução
de riscos de doenças e de outros agravos, bem como ao estabelecimento de
condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos serviços
para promoção, proteção e recuperação da saúde.

CERTA

Art. 2º A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as


condições indispensáveis ao seu pleno exercício.
§ 1º O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de
políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros
agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário
às ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.

Conforme a Lei Orgânica de Assistência Social, a gestão das ações na área de


assistência social é organizada em sistema descentralizado e participativo, cujos
principais objetivos incluem a consolidação da gestão compartilhada; a integração
entre a rede pública e a rede privada de serviços, programas, projetos e benefícios
de assistência social; e a definição dos níveis de gestão — respeitadas as
diversidades regionais e municipais.

CERTA

II - integrar a rede pública e privada de serviços, programas, projetos e benefícios de


assistência social, na forma do art. 6o-C; (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011

A precarização das relações de trabalho ampliou a forma de compreender a questão


da saúde do trabalhador, ao se valorizar a perspectiva evolutiva e conceitual da
medicina do trabalho. Conforme essa perspectiva, o enfoque principal da
determinação do processo de saúde/doença deve ser individual.
ERRADA

COLETIVA em vez de INDIVIDUAL, pois trabalha a prevenção.

Contextos de precarização, polivalência de funções, redução dos postos de


trabalho, aceleração no ritmo da produção e das ações, além do desemprego
estrutural, da implementação de novas tecnologias e das constantes baixas na
média salarial, demonstram que as condições de trabalho predominantes na
atualidade têm sido cada vez mais prejudiciais à saúde do trabalhador.

CERTA

A denominação saúde do trabalhador surgiu como um conceito legal na Lei


Orgânica da Saúde, que também estabeleceu os procedimentos básicos de
orientação sobre a instrumentalização das ações e dos serviços em saúde do
trabalhador.

ERRADA

Portaria MS/GM 3.908 (30/10/1998) – NOST-Norma Operacional de Saúde do


Trabalhador, que estabelece procedimentos para orientar e instrumentalizar as ações e
serviços de saúde do trabalhador no SUS.

A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, instituída em 2012,


tem como um de seus princípios e diretrizes contemplar todos os trabalhadores, de
modo a priorizar, entretanto, pessoas e grupos em situação de maior
vulnerabilidade, como aqueles inseridos em atividades ou em relações informais e
precárias de trabalho e em atividades de maior risco para a saúde, submetidos a
formas nocivas de discriminação ou ao trabalho infantil. 

CERTA

O trabalho do assistente social na área da saúde do trabalhador assume


características interdisciplinares e intersetoriais, visto que realiza a prestação direta
de serviços e a execução de programas em espaços sócio-ocupacionais como, por
exemplo, centros regionais de referência em saúde do trabalhador, hospitais
públicos ou privados e serviços ambulatoriais referenciados. 

CERTA

Uma das três direções principais para o processo de renovação do serviço social é a
perspectiva modernizadora, que ocorreu do período pós-1964, até meados da
década de 70 do século passado, e teve o propósito de adequar a profissão às
estratégias de desenvolvimento capitalista.

CERTA

Acerca da análise crítica das influências teórico-metodológicas e das formas de


intervenção construídas para o profissional de serviço social em seus distintos
contextos históricos, julgue o item a seguir.

Análises críticas sobre o processo de renovação do serviço social afirmam que, ao


final dos anos 80 do século XX, democratizou-se a relação no interior da categoria e
legitimou-se o direito à diferença ídeo-política.

CERTA
A interlocução do serviço social com a matriz teórico-metodológica apoiada na
teoria social de Karl Marx possibilitou a abordagem da profissão como componente
da organização da sociedade, inserida na dinâmica das relações sociais.

CERTA

O processo de renovação do serviço social brasileiro, que ocorreu por volta dos
anos 70 do século passado, coincide com o desgaste do serviço social tradicional.
Até então, os fundamentos da formação profissional apoiavam-se na literatura de
cunho funcionalista; além disso, orientavam para a prática do bem, refletida em
ações de ajuda material e, também, às pessoas consideradas desajustadas
socialmente.

CERTA

O processo de reconceituação do serviço social, no período de 1965 a 1975, é


marcado pela relação com a perspectiva positivista, a partir da qual prevalece a
visão do homem como ser abstrato e universal, e da sociedade como lugar em que
ocorrem os processos evolutivos, os quais independem da ação humana.

ERRADA

No período de 1965 a 1975, o Centro Brasileiro de Cooperação e Intercâmbio em


Serviços Sociais (CBCISS) encarregou-se de adequar a profissão às exigências
propostas pelos processos sociopolíticos emergentes no pós 1964, influenciado pelo
estruturalismo funcional norte-americano, sem questionar a ordem social e política
vigente (Netto, 2004).

A Reconceituação, ou Reconceptualização profissional, é um movimento datado, que


ocorreu no âmbito latino americano e teve reflexos no Serviço Social brasileiro. Este
emergiu em 1965 e se esgotou por volta de 1975. Propunha a ruptura com o
tradicionalismo profissional e se baseava na luta por transformações na estrutura
capitalista.

O processo de elaboração de um projeto de trabalho envolve um conjunto de


atividades interventivas, as quais se distinguem das atividades investigativas, já
que essas devem ser desenvolvidas em momento posterior às primeiras. 

ERRADA

Investigativa primeiro.

Na elaboração de projetos de intervenção, o profissional de serviço social deve


evitar escolhas e decisões socialmente conflituosas, considerando-se os limites
institucionais impostos pelos espaços ocupacionais.

ERRADA

A coleta de dados, para uma avaliação de processo, deve ser realizada por meio de
abordagens qualitativas, nas quais se incluem técnicas como grupos focais e
observações, além da possibilidade de se incluir abordagens quantitativas, como
inquéritos sobre aceitabilidade e percepção sobre necessidades e serviços.

CERTA
A coleta de dados para uma avaliação de processo usualmente é realizada por meio de
abordagens qualitativas para descrever as atividades e percepções relacionadas ao
programa, especialmente durante os estágios iniciais de seu desenvolvimento e
implantação/implementação (Brasil, 2007). Essas abordagens incluem, mas não se
limitam a técnicas como: observações, entrevistas, grupos focais (equipe do programa,
usuários e outros informantes-chaves) e revisão de documentos da intervenção. Essa
192 caracterização também pode incluir abordagens quantitativas, tais como: inquéritos
sobre aceitabilidade dos usuários e percepção sobre necessidades e serviços.

Nas investigações em ambientes organizacionais, os recursos e as fontes primárias


correspondem aos registros cotidianos e regulares, sejam eles gerenciais, de
produção, de serviços prestados, administração de pessoal, registros de cliente ou
atas de reuniões.

CERTA

O reconhecimento da singularidade do sujeito constitui um dos pressupostos que


fundamentam o uso de metodologias qualitativas de pesquisa.

CERTA

Alguns pressupostos que fundamentam o uso de metodologias qualitativas de pesquisa:


• reconhecimento da singularidade do sujeito; • essas pesquisas partem do
reconhecimento da importância de conhecer a experiência social do sujeito; • o
reconhecimento de que conhecer o modo de vida do sujeito pressupõe o conhecimento
de sua experiência social. As técnicas que podemos trabalhar nesse tipo de pesquisa são
diferenciadas: • observação participante; • visita domiciliar; • recurso da imagem.

As pesquisas qualitativas são validadas com base no número de observações


realizadas, na constância e exatidão dos dados aferidos, além da possibilidade de
aplicar as conclusões a outros contextos.

CERTA

O item está correto, pois se afirma a "possibilidade de expansão das conclusões a outros
contextos". Segundo Tânia Maria Ramos Godói Diniz (O estudo de caso: suas
implicações metodológicas na pesquisa em serviço social, In: MARTINELLI. M. L.
Pesquisa Qualitativa: um instigante desafio. São Paulo: Veras Editora, 1999, p. 47),
"embora a pesquisa através do estudo de caso seja de natureza qualitativa, não existem
impedimentos ao uso de técnicas quantitativas. As pesquisas qualitativas, conforme
Chizzotti (1991), são validadas pela presença dos seguintes aspectos: quantidade de
observações efetuadas, pela constância e exatidão dos dados aferidos, e pela
possibilidade de estender as conclusões a outros contextos. Nesse sentido, não são
menos científicas do que as pesquisas quantitativas, se a análise que se faz dos
fenômenos atentar às exigências de um sistema de explicação mais amplo". O conteúdo
do item não aborda métodos de pesquisa como, por exemplo, o estudo de caso e, sim, a
validação das pesquisas qualitativas.

A pesquisa exploratória é uma metodologia que pode ser usada na primeira etapa
de um processo de investigação, e algumas de suas características são: a exigência
de prazos alongados para que o pesquisador explore seus dados; a busca de ideias
úteis, críticas e norteadoras de novas atitudes em relação ao mundo, e a
possibilidade de aplicação a estudos de realidades organizacionais específicas, que
são pouco conhecidas.
CERTA

Na maioria das vezes, a pesquisa exploratória constitui a primeira etapa de uma


investigação mais ampla. Quando o tema é bastante genérico, torna-se necessário seu
esclarecimento e delimitação, o que exige revisão da literatura, discussão com
especialistas e outros procedimentos. O produto final desse processo passa a ser um
problema mais esclarecido passível de investigação mediante procedimentos mais
sistematizados.

A avaliação de processo deve ser realizada em curto espaço de tempo quando a


intervenção planejada não conseguir recursos financeiros suficientes para fazer
uma avaliação de resultados.

ERRADA

Em situação de escassez de recursos e de tempo, um projeto deve procurar otimizar o


uso de tais limitantes.

As avaliações de processo — visto que usualmente requerem um elemento


comparativo em seu desenho — são metodologicamente mais complexas do que as
avaliações de resultados, em que há a necessidade de haver um grupo controle, ou
um grupo de comparação, que não recebeu a intervenção.

ERRADA

Avaliação de resultados E NÃO DE PROCESSOS: A avaliação de resultados é


metodologicamente mais complexa do que o monitoramento, já que enfoca se, como e
por que as atividades do programa atingiram os seus resultados. Essa avaliação pode
explicar por que alguns resultados não foram alcançados por alguns ou por todos os
participantes do programa; descreve, em extensão ou abrangência, os efeitos do
programa e indica o que poderia ter acontecido na sua ausência. Assim, uma avaliação
de resultado usualmente requer um elemento comparativo em seu desenho: um grupo
controle ou um grupo de comparação.

As avaliações de impacto são consideradas tecnicamente simples, com baixo custo


e abordam os efeitos de uma intervenção de curto prazo

ERRADA

Resultados de curto prazo e resultados intermediários são efeitos de uma combinação de


intervenções, tornando a identificação das relações de causa e efeito cada vez mais
complexas. Assim, as avaliações de impacto requerem desenhos bastante sofisticados,
sendo usualmente de alto custo e realizadas com pouca freqüência.Avaliação de
impacto: Esse tipo de avaliação aborda o efeito do programa nas tendências
epidemiológicas da doença. O impacto raramente pode ser atribuído exclusivamente a
uma única intervenção. Assim, a avaliação de impacto deve ter um desenho rigoroso e
abrangente, que inclua também os efeitos combinados de intervenções convergentes.
Por isso, avaliações de impacto são tecnicamente complexas e de alto custo.

A avaliação é definida como uma forma de pesquisa social aplicada, pois utiliza o
método científico para conhecer e aperfeiçoar as formas de intervenção.

CERTA
Na avaliação das políticas sociais, a relação custo-benefício deve ser aplicada com o
mesmo rigor e intencionalidade com que essa relação se aplica ao mercado, visto
que seu objetivo é atender o maior número de pessoas, com o menor dispêndio de
recursos.

ERRADA

Sendo assim, criticando estes modelos de avaliação que apenas objetivam medir a eficiência e
eficácia das políticas sociais, através da aplicação acrítica de métodos e técnicas, sem uma
análise conjuntural do papel do Estado no enfrentamento das desigualdades sociais; Boschetti
(2009a, p. 576) propõe “[...] uma perspectiva de análise que situa a avaliação das políticas
sociais nas contraditórias relações entre Estado e sociedade no capitalismo”. Muitos desses
estudos não consideram que a relação custo-benefício não pode se aplicar às políticas sociais
públicas com o rigor e intencionalidade com que se aplica ao mercado, visto que seu
objetivo não é (e não deve ser) o de atender o maior número de pessoas com o
menor dispêndio e recursos. Ao contrário, a avaliação de políticas sociais públicas
deve ser orientada pela intencionalidade de apontar em que medida as políticas e
programas sociais são capazes e estão conseguindo expandir direitos, reduzir a
desigualdade social e propiciar a equidade. (BOSCHETTI, 2009a, p. 578).

As avaliações de processo enfatizam as explicações sobre a diferença entre o


pretendido e o realizado em uma intervenção, assim como a extensão e a qualidade
dos serviços prestados, e deve responder a questionamentos acerca da viabilidade,
ou do processo, de implantação da intervenção, por exemplo.

CERTA

Os produtos e resultados de um programa são dependentes de atividades que envolvem


procedimentos específicos. A avaliação desses procedimentos é usualmente referida
como avaliação de processo ou análise de implantação/implementação, que como
qualquer outro tipo de avaliação, deve ter um componente explicativo. A avaliação de
processo possibilita abrir a “caixa-preta” existente em avaliações que focam
exclusivamente os resultados. Ela contribui para a avaliação de resultados porque pode
ajudar a esclarecer se os resultados observados são realmente efeitos do programa,
respondendo a perguntas do tipo “as ações estão onde deveriam estar?”, “as ações estão
ocorrendo conforme o planejado?”.

O plano delineia as decisões de caráter geral do sistema, suas linhas políticas, suas
estratégias, suas diretrizes e responsabilidades, e o programa é a setorização do
plano, já que detalha, por setor, a política, as diretrizes e as medidas
instrumentais. 

CERTA

A sintonia da gestão pública democrática com o planejamento estratégico pode ser


explicada pela necessidade de se ultrapassar a democracia representativa,
combinando-a com a democracia participativa ou direta.

CERTA

Sabe-se que a gestão pública democrática sintoniza com o planejamento estratégico.


Primeiro, porque tende a romper, nas organizações, com as hierarquias verticais rígidas
de comando, promovendo um tipo de comunicação horizontal intensiva (colegiada).
Segundo, porque busca ultrapassar a democracia representativa, combinando-a com a
democracia participativa ou direta.
O planejamento — como processo permanente e metódico de abordagem racional e
científica — supõe uma ação contínua sobre um conjunto de situações em
determinado momento histórico.

CERTA

Os personagens centrais do processo de planejamento atual, diferentemente do


planejamento tradicional, são os profissionais envolvidos na operacionalização dos
planos e projetos.

ERRADA

Certamente que o desencanto com o planejamento tradicional, também chamado


“normativo” por Matus (1985, p. 3), vem orientando a busca de alternativas teóricas e
metodológicas ao planejamento. Todos querem superar o velho enfoque de técnicas ou
métodos, que, por si só, não permitia refletir e encaminhar ações no campo da estratégia
6 política de gestão. Absorver a noção de estratégia implica, no caso das instituições
governamentais e não governamentais, absorver um sentido político para a gestão
pública, concebendo-se a unidade a ser gerida como uma unidade plural (não
consensual), onde a inconformação está presente e a utopia é o horizonte. Além disso, a
sociedade a quem se destinam as ações planejadas é também uma sociedade plural e
multiétnica.

A neutralidade é um dos princípios básicos que fundamentam a atividade de


assessoria realizada pelo assistente social, que deve eximir-se de emitir argumentos
favoráveis ou desfavoráveis acerca de uma determinada ação

ERRADA

Mas, isso não quer dizer que o assessor seja um sujeito neutro. Ao contrário, se o
profissional é credenciado para ser assessor é porque há um reconhecimento da sua
capacidade. Assim, como a premissa da crítica é um pressuposto da democracia, é
importante que o assessor não se omita e indique seus argumentos favoráveis ou não a
tal ação. O espaço para a crítica, de ambos os lados, deve ser garantido e estimulado.

A atividade de assessoria desenvolvida pelos assistentes sociais, no campo das


políticas sociais, tem origem na experiência realizada por vários cursos de serviço
social, a partir da criação de campos próprios de estágio, junto a movimentos
sociais. 

CERTA

Nos anos 2000, a temática assessoria/consultoria continua presente em iniciativas


profissionais, mas ainda pouco problematizadas sobre o que sejam esses processos.
Identificam-se experiências de assessoria com diferentes perspectivas políticas.
Importante se 4 atentar para o grande crescimento dos cursos privados de Serviço Social
e a estratégia destes na construção de campos próprios, dada a impossibilidade de
inserirem o grande número de alunos que têm nas instituições onde atuam os
profissionais de Serviço Social nas diferentes cidades brasileiras. Emerge, então, nesse
período, textos que se intitulam sobre assessoria, mas que na sua maioria são
problematizações ou relatos sobre trabalhos, na sua maioria pontuais, junto a
comunidades, movimentos sociais ou entidades de trabalhadores, frutos dessas
experiências universitárias.
Discutir o exercício profissional acerca da dimensão técnico-operativa e do
instrumental técnico-operativo, em particular, implica discutir o trabalho profissional
como ele se apresenta, independentemente da relação com os aspectos teórico-
metodológicos.

ERRADA

A assessoria/consultoria, também, é uma importante possibilidade que temos de


aprofundar o trânsito entre o conhecimento teórico acumulado pela profissão e a
renovação crítica das suas estratégias técnico-operativas, desafio urgente do atual
projeto de profissão

O conceito de instrumental técnico-operativo inclui ações e procedimentos adotados


pelo profissional na consecução de determinada finalidade.

CERTA

Nessa análise cabe ressaltar um aspecto fundamental: ainda que as chamadas técnicas sociais
apareçam como instrumentos de aplicação imediata, portadores de um poder de racionalização
das ações sociais que prescinde de qualquer definição política, seu caráter social está presente
desde a sua formulação. É diante das exigências de controle dos conflitos sociais, que se torna
necessário o desenvolvimento de uma racionalização da intervenção social. Dessa forma, as
técnicas não são portadoras de uma capacidade imanente de alcançar determinados
resultados, pois são mobilizadas a partir da capacidade teleológica dos sujeitos, no
sentido de pôr finalidades, a partir das necessidades presentes na realidade a ser
transformada. Portanto, há um conteúdo e uma direção social próprios ao uso das técnicas,
que impossibilita qualquer consideração sobre uma possível neutralidade técnica.

O uso de um instrumento de origem tradicional inviabiliza a ruptura de práticas


conservadoras.

Não necessariamente. Ainda que os equívocos políticos e teórico-metodológicos


estejam presentes nessas propostas, a negação do instrumental se refere àqueles próprios
à prática tradicional, havendo uma valorização dos instrumentos e técnicas que
possibilitam redimensionar a prática para um sentido mais coletivo.

Os instrumentos apresentam-se como potencializadores das intencionalidades


teórico-políticas do profissional para a efetivação de sua ação, ao passo que as
técnicas constituem a maneira como o profissional conduz sua prática.

CERTA

A observação, instrumento útil no exercício profissional, pressupõe um conjunto de


reflexões que permite a compreensão diferenciada do mundo

CERTA

As visitas domiciliares podem funcionar como entrevistas semiestruturadas quando


são orientadas por planejamento ou roteiro preliminar com finalidades específicas.

CERTA

É importante destacar que o tempo destinado para a visita domiciliar irá influenciar na observação,
sendo assim para Amaro (2003, p. 57) não se deve ter “[...] a pretensão, portanto de realizar aquela
visitinha rápida, de meia hora ou até menos! Dificilmente, num tempo tão resumido, você terá chances
de perceber algo mais que a cor do móvel [...]” A entrevista também será prejudicada pelo fator
tempo, pois teve todo um planejamento a qual possui um intermédio teórico-metodologica para
condução da mesma, que segundo Amaro (2003, p. 13) é “[...] guiada por uma finalidade específica,
pode-se dizer que geralmente as visitas domiciliares são entrevistas semi-estruturadas, dado que
orientadas por um planejamento ou roteiro preliminar.” Durante a entrevista há uma afirmação da
relação entre o assistente social e o usuário que possui duas relações de acordo com Sarmento:

“[...] relação auxílio (apoio, estímulo, interação, etc ) e uma relação educativa ( para que a pessoa
descubra seus próprios recursos e capacidades, para desenvolver as forças que há nele e, as utilize
eficientemente para solucionar conflitos). [...] é preciso ter clareza do profundo interesse pelas
pessoas, acompanhado de um sincero desejo de lhes ser útil o respeito pelos seus sentimentos e pela
capacidade de traçar seus próprios planos, consolidando a habilidade de orientação. (SARMENTO, 1994,
p. 284)”

E segue relatando que “é preciso saber a maneira de iniciar e terminar uma entrevista, quando fazer e
não fazer perguntas, quando tomar notas, etc.” (SARMENTO, 1994, p. 284) Durante as anotações é
preciso levar em conta que o indivíduo é social, assim e impossível separar a vida individual do seu
convívio social. Deste modo, para Sarmento “[...] precisamos compreender a visita domiciliar como um
instrumento que potencializa as possibilidades de conhecimento da realidade e, que tem como ponto de
referência a garantia de seus direitos onde se exerce um papel educativo de reflexão sobre a qualidade
de vida (SARMENTO, 1994, p. 303)”.

No contexto da visita domiciliar, é recomendável o uso da entrevista diretiva para


coletar informações que auxiliem na confirmação de uma realidade particular.

ERRADA

Acredito que a entrevista diretiva prejudicaria a reflexão e a autonomia do


profissional e de quem está respondendo

A visita domiciliar revela-se como procedimento potencialmente político por permitir


decisões relativas à exclusão e por inclusão social, por influenciar o acesso a
direitos e por promover a cidadania.

CERTA

Durante a visita domiciliar, recomenda-se o uso de gravador como forma de


registro, por possibilitar a fidedignidade das informações coletadas, já que o uso de
bloco de notas, prancheta e caneta é considerado ultrapassado.

ERRADA

Na abordagem profissional, a visita domiciliar operacionaliza-se por meio de


técnicas como a observação, a entrevista e o método biográfico.

CERTA

segundo o método biográfico (história de vida temática) de pesquisa, entrevista,


orientada por um roteiro de questões e, caderno de notas de campoà(AU) .

Nas metodologias do trabalho grupal com famílias, cria-se um espaço de


comunicação e aprendizagem que possibilita a cada membro enxergar a si, a sua
família e a seus pares em seus diferentes ciclos de vida e diante das questões
sociais que o aflige.

CERTA

As relações familiares e sociais são priorizadas nesse contexto, por meio das
histórias narradas pelos representantes da família. O grupo escuta, reflete,
dialoga e troca experiências. Possibilita-se a criação de espaços de
comunicação e aprendizagem, nos quais cada membro consegue enxergar a
si, sua família e seus pares, nos diferentes ciclos de vida e diante das questões
sociais que os afligem.
Com isso, os integrantes do grupo recriam novas histórias, tendo os
coordenadores como facilitadores dessas histórias ressignificadas.
Entendemos que se eu me sinto mal com alguma coisa que compõe a minha
história, e se eu construí essa história culturalmente, eu também posso recriar,
ressignificar essa história culturalmente. E é nesse sentido que trabalhamos
com as histórias das pessoas no grupo.
O processo de trabalho com o grupo também deve possibilitar a reflexão sobre
os modelos e papéis sociais familiares. Muitas famílias dizem que não são
família. E por que não são famílias? Porque, além da exclusão de tudo, ela é
excluída do modelo hegemônico socialmente. Havia uma mulher que não tirava
fotos com os filhos desde que o marido foi embora. Por isso, é muito importante
que as pessoas entendam que aquilo que elas têm e que construíram é uma
família.

No trabalho com grupos, o papel de facilitador deve restringir-se ao monitor, de


modo a revelar suas habilidades na condução do processo, para o alcance dos
objetivos preestabelecidos.

ERRADA

O erro está na palavra restringe-se porque ele não restringe-se somente ao alcance
de objetivos já escolhidos.

O silêncio no trabalho com grupos pode significar o desinteresse do grupo pela


atividade proposta, o que obriga a interrupção imediata do trabalho pelo
coordenador da atividade.

ERRADA

O plantão social realizado por meio de ações burocratizadas, descontínuas e de


caráter individual operacionaliza uma prática que não remete ao contexto atual das
políticas sociais.

CERTA

Conforme resolução do Conselho Federal de Serviço Social, na emissão de laudos,


pareceres, perícias e qualquer manifestação técnica sobre matéria de serviço social,
o profissional deve atuar com ampla autonomia, não sendo obrigado a prestar
serviços incompatíveis com suas competências e atribuições previstas na legislação.

CERTA

RESOLUÇÃO CFESS Nº 557/2009 de 15 de setembro de 2009


Ementa: Dispõe sobre a emissão de pareceres, laudos, opiniões técnicas conjuntos entre o
assistente social e outros profissionais.
Art 2°. O assistente social, ao emitir laudos, pareceres, perícias e qualquer manifestação
técnica sobre matéria de Serviço Social, deve atuar com ampla autonomia respeitadas as
normas legais, técnicas e éticas de sua profissão, não sendo obrigado a prestar serviços
incompatíveis com suas competências e atribuições previstas pela Lei 8662/93.

Na construção do estudo social, cujo documento final concretiza-se com a emissão


do parecer social, o profissional deve pautar-se nos objetivos, nas finalidades, nos
instrumentais e nas técnicas que serão utilizadas na ação. 

CERTA
Quando o assistente social busca conhecer, com profundidade e de forma crítica,
uma determinada situação, objeto da intervenção profissional, nos seus aspectos
socioeconômicos e culturais, ele realiza um(a)

 a)
estudo social

 b)
laudo pericial

 c)
parecer social

 d)
relatório social

 e)
instrução pericial

São instrumentos específicos do assistente social no exercício da profissão:


 a)
Os programas sociais; a perícia social; o laudo social e o parecer social.

 b)
O estudo social; a perícia social; o laudo social e o parecer social.

 c)
O relatório social; o laudo técnico; o parecer social e o estudo social.

 d)
O estudo de caso; a perícia social; o laudo social e o parecer social

Em relação a laudos, pareceres e estudos sociais, assinalar a alternativa CORRETA:


 a)
Parecer e estudo social distinguem-se de laudos.

 b)
Laudos, pareceres e estudos sociais são diferentes apenas na terminologia, mas iguais
na forma.

 c)
No estudo social consta o acervo dos técnicos sob sigilo dos mesmos.

 d)
O relato da Visita Domiciliar deve necessariamente estar presente tanto para
elaboração do laudo quanto do estudo social.

Na perspectiva do dever, para que o usuário tenha sua privacidade


resguardada em conformidade com o Código de Ética do Serviço Social, é
imprescindível que os/as profissionais zelem pelo sigilo em todo o processo da
prática profissional; ou seja, além da preservação da privacidade nos
atendimentos e escutas, também na materialização dos mesmos por meio dos
documentos elaborados, tais como: relatórios sociais, estudos e pareceres,
muitas vezes encaminhados a outras instituições solicitantes, como exemplo
recorrente, ao judiciário.

O relatório de acompanhamento é um instrumento de comunicação voltado para os


profissionais externos à instituição, o que o impede de ser de natureza avaliativa.
ERRADA
Relatório de Acompanhamento – Pode trazer informações, mas envolve a intervenção profissional direta e o contato
mais regular e assíduo com o usuário.
Sua principal característica é a de ser instrumento de comunicação voltado ao próprio profissional que realiza os
atendimentos. Em alguns espaços institucionais esse relatório nem é elaborado, pois os registros do acompanhamento
são feitos em fichários/prontuários. Todavia, o profissional que atua no cotidiano forense precisa registrar seu
acompanhamento sob forma de relatório. Ao avaliar que a intervenção deve ser encerrada, ele a comunica ao Juiz, por
meio de um relatório final.

Em relação aos conceitos de perícia social, estudo social, parecer, pesquisa social
e relatório social, assinale a alternativa correta.
 a)
Perícia social consiste em um instrumento processual no qual o assistente social realiza
um exame técnico de uma situação social a fim de fundamentar uma decisão judicial,
sem emitir parecer.

 b)
Parecer social é estruturado a partir de elementos como identificação, metodologia,
relato analítico e conclusão.

 c)
Pesquisa social consiste em coletar dados a partir de instrumental definido pelo
assistente social.

 d)
Relatório social é o instrumento pelo qual o assistente social realiza exame de
situações sociais com a finalidade de subsidiar uma pesquisa.

 e)
Estudo social é o instrumento utilizado para conhecer e analisar a situação vivida por
determinados sujeitos ou grupos de sujeitos sociais, sobre o qual fomos chamados a
opinar.

Segundo Mioto "a perícia tem uma finalidadeprecípua, que é a emissão de um parecer para
subsidiar a decisão de outrem(muito freqüentementeo juiz) sobre uma determinada situação"
A questão A está errada devido a "sem emitir parecer" no final da questão.
A questão B se refere ao laudo social que possui esta estrutura sendo que a conclusão pode ser
também um parecer social. 
A questão C sobre Pesquisa social estaria correta com a definição da letra D.
O relatório social caracteriza-se como documento específico elaborado por
assistente social, constituído de apresentação descritiva e interpretativa de uma
situação ou expressão da questão social. 
CERTA
O relatório de acompanhamento é um instrumento de comunicação voltado para os
profissionais externos à instituição, o que o impede de ser de natureza avaliativa.
ERRADA
Relatório de Acompanhamento – Pode trazer informações, mas envolve a intervenção profissional direta e o contato
mais regular e assíduo com o usuário.
Sua principal característica é a de ser instrumento de comunicação voltado ao próprio profissional que realiza os
atendimentos. Em alguns espaços institucionais esse relatório nem é elaborado, pois os registros do acompanhamento
são feitos em fichários/prontuários. Todavia, o profissional que atua no cotidiano forense precisa registrar seu
acompanhamento sob forma de relatório. Ao avaliar que a intervenção deve ser encerrada, ele a comunica ao Juiz, por
meio de um relatório final.
A perícia social tem como finalidade subsidiar uma decisão, via de regra, judicial.
Ela é realizada por meio de 

 a)
laudo social.

 b)
abordagem individual.

 c)
pesquisa investigativa.

 d)
parecer social.

 e)
estudo social.

"A perícia é realizada por meio do ESTUDO SOCIAL e implica na elaboração de um laudo e
emissão de um parecer"

O trabalho interdisciplinar requer dos profissionais a capacidade de expor com


clareza as visões particulares de análise e as propostas de ações, diante dos
objetos comuns a diferentes profissões.
CERTA

Integrar equipes multiprofissionais e incentivar o trabalho interdisciplinar


contribuem para o rompimento da univocidade do discurso e da teoria e para a
abertura à interlocução diferenciada com outras profissões.
CERTA

A multidisciplinaridade difere-se da interdisciplinaridade, entre outros aspectos, por


referir-se a um conjunto de ramos especializados de saberes que se agregam em
torno de um tema, uma problemática, mas que não se interpenetram.
CERTA

O tratamento da questão social sob a noção de pobreza é reconhecido desde o fim


da segunda guerra mundial, a partir da crescente presença dos organismos
internacionais.
ERRADA

A cidadania no Brasil, diferentemente da lógica inglesa, foi marcada pela


implantação de direitos sociais em período de supressão de direitos políticos e de
redução de direitos civis.
CERTA

A intervenção exclusiva do Estado, com vistas a assegurar direitos, é pressuposto


básico para a existência da cidadania.
ERRADA

O crescimento do desemprego e de novas formas de pobreza está associado à


emergência de uma nova questão social, e isso se deve à implosão dos históricos
modelos de proteção social. 
ERRADA
A Conferência Nacional de Saúde e a Conferência Nacional de Assistência Social
possuem a mesma periodicidade, ou seja, acontecem anualmente, com o objetivo
de avaliar as políticas das respectivas áreas e propor diretrizes para o
aperfeiçoamento do sistema.
ERRADA

A Conferência Nacional de Saúde, precedida por conferências municipais e


estaduais, é o espaço mais importante do mecanismo de participação social na
área, e tem por objetivo avaliar a situação de saúde e propor diretrizes para a
formulação da política no setor.
Com base na Lei  8.142/1990 as Conferências são fóruns amplos, onde se reúnem
representantes da sociedade (usuários do SUS), profissionais de saúde, dirigentes, prestadores
de serviços de saúde, parlamentares e outros, para avaliar a situação de saúde e propor as
diretrizes para a criação de políticas de saúde, nos três níveis de governo.

O Conselho Nacional de Saúde, reafirmando as deliberações da 13.ª Conferência


Nacional de Saúde, propõe a criação das fundações públicas de direito privado, por
entender que estas fortalecem a gestão do trabalho e o SUS.
ERRADA

O Programa Nacional de Direitos Humanos - PNDH 3, incorpora resoluções da 11a


Conferência Nacional de Direitos Humanos e propostas aprovadas nas várias
conferências nacionais temáticas, dentre elas, a de segurança alimentar,
educação, saúde, habitação, igualdade racial, direitos da mulher, juventude,
crianças e adolescentes, pessoas com deficiência, idosos, meio ambiente. O
respectivo Plano prevê

 a)
a garantia da livre determinação dos povos, o reconhecimento de soberania sobre seus
recursos e riquezas naturais, respeito pleno à sua identidade cultural e a busca de
equidade na distribuição das riquezas. 

 b)
que os direitos humanos constituem condição para a prevalência da dignidade
humana, e que devem ser promovidos e protegidos sob a responsabilidade exclusiva
do Estado.

 c)
primazia dos direitos humanos, os quais se constituem como princípio transversal a ser
considerado nas políticas sociais e não em todas as políticas públicas. 

 d)
investimentos em infraestrutura e modelos de desenvolvimento econômico na área
rural, baseados, em grande parte, no agronegócio, sem a preocupação com a potencial
violação dos direitos de pequenos e médios agricultores e das populações tradicionais. 

 e)
o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) como indicador suficiente para medir o
avanço do país e que pode ocasionar, automaticamente, melhoria do bem-estar para
todas as camadas sociais e refletir, de fato, melhorias nas condições de vida dos
indivíduos. 
A 9.ª Conferência Nacional de Assistência Social foi realizada em 2013 e teve como
tema a gestão e o financiamento na efetivação do SUAS.
CERTA
A 8.ª Conferência Nacional de Saúde, realizada no ano de 1986, é considerada um
marco na história do SUS, pois nela defendeu-se a intensificação da mobilização
popular para garantia da extensão do direto à saúde a toda população e o acesso
igualitário às ações e aos serviços de promoção, proteção e recuperação da saúde.
CERTA
Constituem instâncias colegiadas de participação no Sistema Único de Saúde, em
cada esfera de governo, a conferência de saúde e o conselho de saúde, ambos de
caráter consultivo.
ERRADA
Conferências:

Periodicidade de quatro anos para a realização das Conferências de Saúde;

Espaços destinados a analisar os avanços e retrocessos do SUS e a propor diretrizes para a


formulação das políticas de saúde;

Devem ser PARITÁRIAS, ou seja, ter igualdade na porcentagem de participantes.


        

Conselhos:

Caráter permanente e deliberativo;

Verifica se a assistência à saúde prestada no estado ou no município está atendendo às


necessidades da população;

Órgão COLEGIADO composto por REPRESENTANTES DO GOVERNO, PRESTADORES DE


SERVIÇO, PROFISSIONAIS DE SAÚDE E USUÁRIOS

Logo, errada a questão: o caráter do conselho é deliberativo e não consultivo

No âmbito dos conselhos e conferências de saúde, as equipes de assessoria devem


ter como referência a concepção de neutralidade e de controle social centrado no
poder do Estado.
ERRADA
A Conferência Nacional de Saúde e a Conferência Nacional de Assistência Social
possuem a mesma periodicidade, ou seja, acontecem anualmente, com o objetivo
de avaliar as políticas das respectivas áreas e propor diretrizes para o
aperfeiçoamento do sistema.
ERRADA
Conforme determinação legal, o SUS conta com as seguintes instâncias colegiadas:
conferência de saúde, convocada a cada quatro anos, e conselho de saúde, que
possui caráter permanente e deliberativo.
CERTA

Entre as competências do Conselho Nacional de Assistência Social incluem-se a


aprovação da Política Nacional de Assistência Social; a normatização das ações e
regulação da prestação de serviços de natureza pública e privada no campo da
assistência social; e a fixação das normas para a concessão de registro e certificado
de fins filantrópicos às entidades privadas prestadoras de serviços e
assessoramento de assistência social.
ERRADA
registro e certificado de entidade de fins filantrópicos das entidades e organização de
assistência social
A 8.ª Conferência Nacional de Saúde, realizada no ano de 1986, é considerada um
marco na história do SUS, pois nela defendeu-se a intensificação da mobilização
popular para garantia da extensão do direto à saúde a toda população e o acesso
igualitário às ações e aos serviços de promoção, proteção e recuperação da saúde.
CERTA
A 9.ª Conferência Nacional de Assistência Social foi realizada em 2013 e teve como
tema a gestão e o financiamento na efetivação do SUAS.
CERTA
De acordo com o disposto na Lei n.º 8.142/1990, acerca das transferências
intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde, é requisito para a
transferência de recursos do SUS aos municípios, aos estados e ao Distrito Federal
a existência de fundo de saúde; conselho de saúde; plano de saúde; relatórios de
gestão; contrapartida de recursos para a saúde; além de comissão de elaboração
do plano de carreira, cargos e salários.
CERTA
É condição para os repasses dos recursos do financiamento da assistência social
aos municípios, aos estados e ao Distrito Federal, a efetiva instituição e
funcionamento do Conselho de Assistência Social, do Fundo de Assistência Social,
do Plano de Assistência Social, além da comprovação orçamentária dos recursos
próprios destinados à assistência social.
CERTA
O benefício de prestação continuada (BPC) garante um salário mínimo mensal à
pessoa com deficiência permanente ou ao idoso a partir dos sessenta anos de idade
que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la
provida por sua família; esse benefício é revisto a cada quatro anos, para que se
possa reavaliar a continuidade das condições que lhe deram origem.
ERRADA
Lei 8.742/93 LOAS
Do Benefício de Prestação Continuada
Art. 20.  O benefício de prestação continuada é a garantia de um salário-mínimo mensal à
pessoa com deficiência e ao idoso com 65 (sessenta e cinco) anos ou mais que comprovem não
possuir meios de prover a própria manutenção nem de tê-la provida por sua família.(Redação
dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 10.  Considera-se impedimento de longo prazo, para os fins do § 2odeste artigo, aquele que
produza efeitos pelo prazo mínimo de 2 (dois) anos.   (Inclído pela Lei nº 12.470, de
2011)
  Art. 21. O benefício de prestação continuada deve ser revisto a cada 2 (dois) anos para
avaliação da continuidade das condições que lhe deram origem.(Vide Lei nº 9.720, de
30.11.1998)
O benefício eventual é a garantia de um salário mínimo, uma única vez, aos
cidadãos e às famílias em virtude de nascimento, morte, situações de
vulnerabilidade temporária e de calamidade pública. Esse valor poderá ser revisto
com base nas leis orçamentárias e na arrecadação de estados e municípios, com a
aprovação do conselho de assistência social local.
ERRADA
Dos Benefícios Eventuais
Art. 22.  Entendem-se por benefícios eventuais as provisões suplementares e provisórias que
integram organicamente as garantias do Suas e são prestadas aos cidadãos e às famílias em
virtude de nascimento, morte, situações de vulnerabilidade temporária e de calamidade pública.
(Redação dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 1o  A concessão e o valor dos benefícios de que trata este artigo serão definidos pelos
Estados, Distrito Federal e Municípios e previstos nas respectivas leis orçamentárias anuais, com
base em critérios e prazos definidos pelos respectivos Conselhos de Assistência Social.(Redação
dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 2o  O CNAS, ouvidas as respectivas representações de Estados e Municípios dele
participantes, poderá propor, na medida das disponibilidades orçamentárias das 3 (três) esferas
de governo, a instituição de benefícios subsidiários no valor de até 25% (vinte e cinco por
cento) do salário-mínimo para cada criança de até 6 (seis) anos de idade.(Redação dada pela
Lei nº 12.435, de 2011)
§ 3o  Os benefícios eventuais subsidiários não poderão ser cumulados com aqueles instituídos
pelasLeis no 10.954, de 29 de setembro de 2004, eno 10.458, de 14 de maio de 2002.(Redação
dada pela Lei nº 12.435, de 2011)
O trabalho social com famílias deve embasar-se na concepção de família
estruturada e compreendida como uma unidade doméstica cuja função primordial
consista em assegurar as condições materiais para o desenvolvimento de seus
integrantes.
ERRADA
Essa visão de família é conservadora, a perspectiva crítica de Família é concebida na sua
condição histórica e as configurações que ela assume ao longo do tempo e das culturas estão
condicionadas às diferentes formas de relações sociais estabelecidas. “A família,
independentemente dos formatos ou modelos que assume é mediadora das relações entre os
sujeitos e a coletividade, delimitando, continuamente os deslocamentos entre o público e o
privado, bem como geradora de modalidades comunitárias de vida. Todavia, não se pode
desconsiderar que ela se caracteriza como um espaço contraditório, cuja dinâmica  cotidiana de
convivência é marcada por conflitos e geralmente, também, por desigualdades, além de que
nas sociedades capitalistas a família é fundamental no âmbito da proteção social.” PNAS, 2004,
p.34
Uma importante conquista para a política social no Brasil, instituída pela Lei
Orgânica da Assistência Social, é a que prevê o pagamento de um salário mínimo
mensal à pessoa portadora de deficiência ou ao idoso maior de 65 anos que não
possua meios para prover a própria renda ou de tê-la provida por sua família. Tal
definição se refere
 a)
ao programa Bolsa Escola.

 b)
à aposentadoria por invalidez.

 c)
ao auxílio-doença.

 d)
a benefício eventual – auxílio natalidade.

 e)
ao benefício de prestação continuada

A não inclusão dos planos de preparação para aposentadoria, por tratar-se de um


benefício a longo prazo, direcionado aos trabalhadores que, em pouco tempo,
estarão incapacitados para o trabalho, é uma das mudanças que os modelos de
balanço social adotados no Brasil vêm buscando implementar.
ERRADA
Em trabalho de preparação de aposentadoria desenvolvido com servidores públicos,
o assistente pode utilizar-se do recurso metodológico denominado oficina de
reflexão, tendo em vista que a mesma proporciona aos participantes a definição
dos objetivos, regras, estratégias e decisões do grupo de forma autônoma.
CERTA
A Política Nacional de Saúde Mental busca consolidar um modelo de atenção à
saúde mental aberto e de base comunitária. O referido modelo conta, entre outros,
com
 a)
os centros de atenção psicossocial, com objetivo de concentrar suas atividades de
acordo com a seguinte orientação da Organização Mundial da Saúde: CAPS - adultos e
crianças e CAPS - adolescentes.

 b)
as casas de passagem, destinadas exclusivamente a portadores de transtornos mentais
leves.

 c)
o projeto De Volta para Casa, coordenado pela Secretaria Especial de Direitos
Humanos, dirigido apenas ao dependente crônico de álcool com renda inferior a um
quarto do salário mínimo.

 d)
a família acolhedora, destinada aos usuários que possuem vínculo familiar conflituoso
em decorrência do transtorno mental.

 e)
o Programa Nacional de Avaliação dos Serviços Hospitalares (PNASH/Psiquiatria),
responsável por avaliar e classificar os hospitais psiquiátricos públicos e conveniados.

O Programa Família Acolhedora consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade para


receberem em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de
irmãos em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a
possibilidade de convivência familiar e comunitária. A família de acolhimento representa a
possibilidade de continuidade da convivência familiar em ambiente sadio para a criança ou
adolescente.
A Política Nacional de Saúde Mental tem como uma das suas principais diretrizes a
reestruturação da assistência hospitalar psiquiátrica, objetivando uma redução gradual,
pactuada e programada dos leitos psiquiátricos de baixa qualidade assistencial.
Esta reestruturação da assistência hospitalar psiquiátrica acontece ao mesmo tempo em que
uma rede de atenção aberta e inserida na comunidade se expande. Ao mesmo tempo em que
leitos de baixa qualidade são fechados, um processo responsável de desinstitucionalização de
pacientes longamente internados passa a ter início, com a implantação de Residências
Terapêuticas e a
inclusão de beneficiários no Programa de Volta para Casa. Simultaneamente, uma rede aberta e
diversificada de atenção à saúde mental deve ser implantada, com Centros de Atenção
Psicossocial (CAPS), Centros de Convivência e Cultura, ações de saúde mental na atenção
básica e programas de inclusão social pelo trabalho.
A estratégia de saúde da família, por incorporar os princípios da atenção primária, não
contempla as ações na área de saúde mental, pois exige a intervenção especializada e
prioritariamente do nível terciário.

ERRADA
A inclusão das ações de saúde mental no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS) contribuiu
para a consolidação da Reforma Psiquiátrica Brasileira bem como demanda a reorientação da
práti ca das equipes de saúde da família junto aos usuários com necessidades do campo da
saúde mental
Na proposta de reorganização do modelo de atenção à saúde mental, a estratégia do Centro
de Atenção Psicossocial (CAPS) objetiva contribuir com a progressiva
desinstitucionalização das pessoas com transtornos mentais.

CERTA

As novas normatizações do Ministério da Saúde de 1992, embora regulamentassem os


novos serviços de atenção diária, não instituíam uma linha específica de financiamento
para os CAPS e NAPS; e as normas para fiscalização e classificação dos hospitais
psiquiátricos não previam mecanismos sistemáticos para a redução de leitos. O processo
de redução de leitos em hospitais psiquiátricos e de desinstitucionalização de pessoas
com longo histórico de internação ganha impulso em 2002 com uma série de
normatizações do Ministério da Saúde, que instituem mecanismos para a redução de
leitos psiquiátricos a partir dos macro-hospitais (BRASIL, 2005).
Segundo a Lei n.º 10.216/2001, que dispõe sobre a proteção e os direitos das
pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em
saúde mental, julgue o item subsequente, a respeito dos direitos do doente mental.

Internação involuntária é aquela que ocorre sem o consentimento do paciente e a


pedido de terceiros.
CERTA

Em contexto organizacional, se houver questões relacionadas à saúde mental dos


indivíduos atendidos pelo assistente social, esse profissional está autorizado a
realizar intervenção por meio de ações terapêuticas.
ERRADA
Resolução CFESS 569, de 25 de março de 2010, que dispõe sobre“a VEDAÇÃO da realização de
terapias associadas ao título e/ou ao exercício profissional do assistente social”

O modelo assistencial em saúde mental, que visa à desinstitucionalização das


pessoas portadoras de transtornos mentais, é composto por uma variada rede de
serviços e equipamentos, como os centros de atenção psicossocial (CAPS), os
serviços residenciais terapêuticos (SRT) e o programa de volta para casa.
CERTA
A Política Nacional de Saúde Mental, apoiada na lei 10.216/01,busca consolidar um modelo de
atenção à saúde mental aberto e de base comunitária. Isso é, que garanta a livre circulação das
pessoas com transtornos mentais pelos serviços, comunidade e cidade, e oferece cuidados com
base nos recursos que a comunidade oferece. Esse modelo conta com uma rede de serviços e
equipamentos variados tais como os Centros de Atenção Psicossocial, os Serviços Residenciais
Terapêuticos, os Centros de Convivência e Cultura e os leitos de atenção integral. O programa
de Volta para Casa que oferece bolsas para egressos de longas internações em hospitais
psiquiátricos, também faz parte dessa Política.

O paciente que concorde com sua internação, mas que, pela natureza de seu
transtorno mental, não esteja em condições de formar opinião, manifestar vontade
e compreender a natureza de sua decisão, deve ser submetido à internação
involuntária.
CERTA
O PNDH 3 preconiza o investimento na Política de Reforma Psiquiátrica,
fomentando a criação de unidades de internação que garantam às pessoas com
transtorno mental o acesso irrestrito a esse tipo de tratamento.
ERRADA
Investir na política de reforma psiquiátrica fomentando programas de tratamentos
substitutivos à internação, que garantam às pessoas com transtorno mental a
possibilidade de escolha autônoma de tratamento, com convivência familiar e acesso
aos recursos psiquiátricos e farmacológicos.
A capacidade funcional representa um novo paradigma de saúde, proposto pela Política
Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, por estabelecer a independência e a autonomia como
metas a serem alcançadas na atenção à saúde da pessoa idosa.

CERTA

A assistência à saúde no Brasil pode ser classificada como um sistema dual,


composto pelos segmentos público/estatal e privado, sem vínculo jurídico formal
entre as duas modalidades assistenciais, mas regulados pelo Ministério da Saúde,
direta ou indiretamente, por meio da Agência Nacional de Saúde.

CERTA

A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa propõe um modelo de atendimento


embasado no conceito de envelhecimento saudável, no lugar da concepção de
envelhecimento ativo conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde.

ERRADA

Promoção do Envelhecimento Ativo e Saudável  A promoção do envelhecimento ativo, isto é,


envelhecer mantendo a capacidade funcional e a autonomia, é reconhecidamente a meta de
toda ação de saúde. Ela permeia todas as ações desde o pré-natal até a fase da velhice. A
abordagem do envelhecimento ativo  baseia-se no reconhecimento dos  direitos das pessoas
idosas e nos princípios de independência, participação, dignidade, assistência e autorealização
determinados pela Organização das Nações Unidas (WHO, 2002). Para tanto é
importante entender que as pessoas idosas constituem um grupo heterogêneo. Também será
necessário vencer  preconceitos e discutir mitos arraigados em nossa cultura. Os profissionais
de saúde e a comunidade devem perceber que a prevenção e a promoção de saúde não é
privilégio apenas dos jovens. A promoção não termina quando se faz 60 anos e as ações de
prevenção, sejam elas primárias, secundárias ou terciárias, devem ser incorporadas à atenção à
saúde, em todas as idades.

<