Você está na página 1de 1

Uma nota curta sobre São Pedro (Butrus) no Islã Sunita

(Imad Jafar)

Na Tradição Islâmica, São Pedro — referido como “Simão, o Puro” (Shim'ûn al-Safa)
por, pelo menos, um autor clássico muçulmano — é honrado como o líder dos discípulos de
Jesus e como o legítimo sucessor de Jesus (a.s.). Ele é apresentado como um fiel seguidor
da Lei Mosaica que creu que Jesus (a.s.) era o Messias verdadeiro e predito pelos profetas
do passado. No famoso comentário alcorânico frequentemente atribuído a Ibn 'Abbâs (m.
687), São Pedro é referido como “o escolhido dentre eles [os discípulos]” e é também
retratado como o porta-voz para os outros discípulos em, pelo menos, uma ocasião durante
o ministério de Cristo (a.s.) (veja essa exegese (tafsîr) particular, sobre o Alcorão 5:112,
onde é dito que “Simão transmitiu a mensagem [do banquete do Céu] para [o resto
d]eles”).
O polímata abássida 'Ali ibn Rabban al-Tabari (m.c. 850) alude a São Pedro como
“o líder dos discípulos” e retoricamente pergunta aos cristãos aos quais ele se destina no
40v do seu Al-Radd 'alâ al-Nasâra: “Qual homem dentre vocês é mais confiável que Simão
Pedro?” Em 6:25r, 8:33r e outras seções do seu Kitâb al-Dîn wa-l-Daula, ele chama São
Pedro de “Simão, a Pedra” de acordo com Mateus 16:18. Continua afirmando que Cristo
(a.s.) deu a São Pedro “a guarda sobre a sua comunidade” (Kitâb al-Dîn wa-l-Daula,
9:37r). De modo semelhante, a obra famosa e polêmica Al-Radd al-Jamîl, atribuído por
alguns ao grande Abu Hâmid al-Ghazâli (m. 1111), refere-se a São Pedro como “o mais
importante dos seus discípulos [isto é, de Cristo (a.s.)].” A Tradição Islâmica também
preserva a tradição de São Pedro pregando por algum tempo em Antioquia e Roma, e
alguns exegetas clássicos sentiram que os homens justos referidos no Alcorão 36:13-19
seriam São Pedro e mais dois outros discípulos de Jesus (a.s.) (talvez São Judas Tadeu e
São João). Essa interpretação da passagem foi, entretanto, rejeitada por muitos outros
exegetas.
Em suma, a percepção geral sobre São Pedro na Tradição Clássica Islâmica é bem
compilada pelo proeminente teólogo axarita al-Shahrastâni (m. 1153), que comenta:
“Simão Pedro foi legatário (wasi) dele [isto é, de Cristo (a.s.)], sendo o melhor dos seus
discípulos em conhecimento, ascetismo e boas maneiras (adab).” Deveria ser notado,
contudo, que a Tradição Islâmica nunca retratou São Pedro como aquele que se desviou
dos ensinamentos de Jesus (a.s.) de nenhuma forma. Pelo contrário, o peso da “alteração”
(tahrîf) da mensagem original de Cristo (a.s.) é frequentemente posto sobre Paulo de Tarso
na literatura islâmica.

Traduzido ao português por: Ya'qûb 'Abd al-Jabbâr Ghîmârâish (al-Brâzîli al-Tijâni)