Você está na página 1de 2

ENTRADA e FINAL

1 – Salve, o nosso Santo padroeiro, / foi soldado e foi guerreiro, / mas lutou só pelo bem, / São Sebastião
lutou no exército de Deus também.

E não bastou, / não, não, não, não, não. / Uma flecha não bastou / pra calar a sua voz. / São Sebastião, São
Sebastião, rogai por todos nós!

2 – Salve, o nosso Santo preferido, / São Sebastião querido / mora em nosso coração. / Força, fé e amor e a
esperança em Cristo redentor.

3 – Salve, o nosso Santo glorioso, / Santo humilde e poderoso / vence a morte pelo amor. / São Sebastião,
morrer por Cristo é ser vencedor.

ATO PENITENCIAL

1 – Em cada caminho que ponho meus pés, / encontro a ti naqueles que passam estendendo as mãos. /
Chamando Tu estás, eu não quis ouvir, / fechado em mim faltou-me coragem pra exercer a missão.

Senhor, eu te peço perdão / pelas vezes que não acreditei / que juntos podemos fazer / deste mundo, um
mundo de irmãos. / Senhor, eu te peço perdão, / pois o medo não me deixa agir. / Faze-me um instrumento, /
um profeta que fala de ti.

2 – Ouvindo a palavra, eu pude entender / que estando sozinho, sem o outro, não estou em ti. / O outro
aparece mendigando o pão, / querendo a partilha e, não sendo profeta, também disse não.

HINO DE LOUVOR

Glória, glória! Anjos no céu / cantam todos seu amor! / E na terra, homens de paz: / “Deus merece o louvor!”
1 - Deus e Pai, nós vos louvamos, / adoramos, bendizemos, / damos glória ao vosso nome, / vossos dons
agradecemos!
2 - Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unigênito do Pai, / vós, de Deus Cordeiro Santo, / nossas culpas perdoai!
3 - Vós que estais junto do Pai, / como nosso intercessor, / acolhei nossos pedidos, / atendei nosso clamor!
4 - Vós somente sois o Santo, / o Altíssimo, o Senhor, / com o Espírito Divino, / de Deus Pai no esplendor!

ACOLHIDA DA SAGRADA ESCRITURA

É como a chuva que lava, / é como o fogo que arrasa. / Tua Palavra é assim, / não passa por mim sem deixar
um sinal. (bis)

1 – Tenho medo de não responder, / de fingir que não escutei. / Tenho medo de ouvir teu chamado, / virar pro
outro lado e fingir que não sei. (2x)

2 – Tenho medo de não perceber, / de não ver teu amor passar. / Tenho medo de estar distraído(a), /
magoado(a) e ferido(a), e, então, me fechar. (2x)

3 – Tenho medo de estar a gritar / e negar-te o meu coração. / Tenho medo do Cristo que passa, / oferece
uma graça e eu lhe digo que não. (2x)

SALMO
Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ manifestai os seus prodígios entre os povos!

1 - Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!/ Cantai e bendizei seu
santo nome!

2 - Dia após dia anunciai sua salvação,/ manifestai a sua glória entre as nações,/ e entre os povos do universo
seus prodígios!

3 - Ó família das nações, dai ao Senhor,/ ó nações, dai ao Senhor poder e glória,/ dai-lhe a glória que é devida
ao seu nome!/ Oferecei um sacrifício nos seus átrios.

4 - Adorai-o no esplendor da santidade,/ terra inteira, estremecei diante dele!/ Publicai entre as nações: “Reina
o Senhor!”/ pois os povos ele julga com justiça.

ACLAMAÇÃO

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. 

1 - Disse a Mãe de Jesus aos serventes: / “Fazei tudo o que Ele disser.”

OFERENDAS

1 - Quando faltou vinho naquela festa, Maria, / tu percebeste: em todos, havia aflição. / Olhaste para teu Filho
e pediste a ele, / e Jesus te atendeu, / a graça aconteceu, / a água foi transformada em vinho pra todos.
2 - Quando faltou a alegria em minha vida, / tu percebeste o cansaço em meu coração. / Olhaste para teu
Filho e pediste a ele, / e Jesus te atendeu, / veio e me socorreu. / Hoje eu canto alegre o mesmo canto teu.

“O Senhor fez em mim maravilhas (3x), Santo é o Senhor!” (bis)

LOUVAÇÃO

Só por ti, Jesus, quero me consumir / Como vela que queima no altar, / Me consumir de amor. / Só em ti,
Jesus, quero me derramar, / Como rio se entrega ao mar, / Me derramar de amor.

Pois Tu és o meu amparo, o meu refúgio, / És a alegria de minh’alma. / Só em ti repousa a minha esperança,
não vacilarei, / e, mesmo na dor, quero seguir até o fim. / Só por ti, Jesus. (2x)

COMUNHÃO

Se houver amor na vida, se houver, sempre, união, Jesus faz de água vinho e multiplica o pão.

1. Nas bodas de Caná, o vinho terminou, Maria ao perceber, ao filho seu falou.

2. Para atender os noivos, Jesus vai sem demora, na era dos milagres, antecipar a hora.

3. Maria pede aos servos que queiram executar aquilo que seu Filho lhes vai determinar.

4. A água, simples água, humilde, tão banal, Jesus, co’amor transforma em vinho especial.

5. Se um dia, faltar vinho na vida do casal, Jesus fará, na certa, da água um vinho igual.

Você também pode gostar