Você está na página 1de 2

ENTRADA e FINAL

1 – Salve, o nosso Santo padroeiro, / foi soldado e foi guerreiro, / mas lutou só pelo bem, / São Sebastião
lutou no exército de Deus também.

E não bastou, / não, não, não, não, não. / Uma flecha não bastou / pra calar a sua voz. / São Sebastião, São
Sebastião, rogai por todos nós!

2 – Salve, o nosso Santo preferido, / São Sebastião querido / mora em nosso coração. / Força, fé e amor e a
esperança em Cristo redentor.

3 – Salve, o nosso Santo glorioso, / Santo humilde e poderoso / vence a morte pelo amor. / São Sebastião,
morrer por Cristo é ser vencedor.

ATO PENITENCIAL

1 – Em cada caminho que ponho meus pés, / encontro a ti naqueles que passam estendendo as mãos. /
Chamando Tu estás, eu não quis ouvir, / fechado em mim faltou-me coragem pra exercer a missão.

Senhor, eu te peço perdão / pelas vezes que não acreditei / que juntos podemos fazer / deste mundo, um
mundo de irmãos. / Senhor, eu te peço perdão, / pois o medo não me deixa agir. / Faze-me um instrumento, /
um profeta que fala de ti.

2 – Ouvindo a palavra, eu pude entender / que estando sozinho, sem o outro, não estou em ti. / O outro
aparece mendigando o pão, / querendo a partilha e, não sendo profeta, também disse não.

HINO DE LOUVOR

Glória, glória! Anjos no céu / cantam todos seu amor! / E na terra, homens de paz: / “Deus merece o louvor!”
1 - Deus e Pai, nós vos louvamos, / adoramos, bendizemos, / damos glória ao vosso nome, / vossos dons
agradecemos!
2 - Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unigênito do Pai, / vós, de Deus Cordeiro Santo, / nossas culpas perdoai!
3 - Vós que estais junto do Pai, / como nosso intercessor, / acolhei nossos pedidos, / atendei nosso clamor!
4 - Vós somente sois o Santo, / o Altíssimo, o Senhor, / com o Espírito Divino, / de Deus Pai no esplendor!

ACOLHIDA DA SAGRADA ESCRITURA

É como a chuva que lava, / é como o fogo que arrasa. / Tua Palavra é assim, / não passa por mim sem deixar
um sinal. (bis)

1 – Tenho medo de não responder, / de fingir que não escutei. / Tenho medo de ouvir teu chamado, / virar pro
outro lado e fingir que não sei. (2x)

2 – Tenho medo de não perceber, / de não ver teu amor passar. / Tenho medo de estar distraído(a), /
magoado(a) e ferido(a), e, então, me fechar. (2x)

3 – Tenho medo de estar a gritar / e negar-te o meu coração. / Tenho medo do Cristo que passa, / oferece
uma graça e eu lhe digo que não. (2x)

SALMO
Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ manifestai os seus prodígios entre os povos!

1 - Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!/ Cantai e bendizei seu
santo nome!

2 - Dia após dia anunciai sua salvação,/ manifestai a sua glória entre as nações,/ e entre os povos do universo
seus prodígios!

3 - Ó família das nações, dai ao Senhor,/ ó nações, dai ao Senhor poder e glória,/ dai-lhe a glória que é devida
ao seu nome!/ Oferecei um sacrifício nos seus átrios.

4 - Adorai-o no esplendor da santidade,/ terra inteira, estremecei diante dele!/ Publicai entre as nações: “Reina
o Senhor!”/ pois os povos ele julga com justiça.

ACLAMAÇÃO

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. 

1 - Disse a Mãe de Jesus aos serventes: / “Fazei tudo o que Ele disser.”

OFERENDAS

1 - Quando faltou vinho naquela festa, Maria, / tu percebeste: em todos, havia aflição. / Olhaste para teu Filho
e pediste a ele, / e Jesus te atendeu, / a graça aconteceu, / a água foi transformada em vinho pra todos.
2 - Quando faltou a alegria em minha vida, / tu percebeste o cansaço em meu coração. / Olhaste para teu
Filho e pediste a ele, / e Jesus te atendeu, / veio e me socorreu. / Hoje eu canto alegre o mesmo canto teu.

“O Senhor fez em mim maravilhas (3x), Santo é o Senhor!” (bis)

LOUVAÇÃO

Só por ti, Jesus, quero me consumir / Como vela que queima no altar, / Me consumir de amor. / Só em ti,
Jesus, quero me derramar, / Como rio se entrega ao mar, / Me derramar de amor.

Pois Tu és o meu amparo, o meu refúgio, / És a alegria de minh’alma. / Só em ti repousa a minha esperança,
não vacilarei, / e, mesmo na dor, quero seguir até o fim. / Só por ti, Jesus. (2x)

COMUNHÃO

Se houver amor na vida, se houver, sempre, união, Jesus faz de água vinho e multiplica o pão.

1. Nas bodas de Caná, o vinho terminou, Maria ao perceber, ao filho seu falou.

2. Para atender os noivos, Jesus vai sem demora, na era dos milagres, antecipar a hora.

3. Maria pede aos servos que queiram executar aquilo que seu Filho lhes vai determinar.

4. A água, simples água, humilde, tão banal, Jesus, co’amor transforma em vinho especial.

5. Se um dia, faltar vinho na vida do casal, Jesus fará, na certa, da água um vinho igual.