Você está na página 1de 4

Laboratório de Química Analítica 2 (119296) – Turma C

FICHA DE LABORATÓRIO: Volumetria de Óxido-Redução


Determinação de H2O2 por permanganimetria
Nome:___________________________________________________________NOTA____________

Complete as tabelas e responda as questões abaixo. Apresente o desenvolvimento do cálculo para


rastreamento de possíveis erros.

1) Apresente a equação balanceada envolvida na padronização do KMnO4 e com os resultados


experimentais obtidos para padronização de KMnO4, preencha a tabela.

Ensaios Massa Volume Permanganato (mL) Concentração (mol L-1)


Oxalato
1a Alíquota 0,1056 15,8 0,01975
2a Alíquota 0,1088 16,3 0,01973
3a Alíquota 0,1097 16,4 0,01977
Média 0,01975
D.P. 0,00002
C.V. 0,19 %
Incerteza 0,000038
I.C. ( 95%)* 0,01975+/- 0,00016

2) Apresente a equação balanceada envolvida na determinação de H2O2 e com os resultados experimentais


obtidos para análise da amostra de água oxigenada, complete a tabela.

Ensaios Volume (mL) Concentração H2O2% (m/v) Volumes


1a Alíquota 16,9 2,83 9,346
2a Alíquota 17,2 2,89 9,512
3a Alíquota 17,0 2,86 9,401
Média 2,86 9,420
D.P. 0,026 0,0845
C.V. 1,350 % 1,350 %
Incerteza 0,039 0,127
I.C. ( 95%)* 2,860 +/- 0,017 9,420 +/- 0,550

3) Faça o teste t (95% de confiança) para comparar o volume de H2O2 no rótulo da amostra e o valor
determinado experimentalmente, discuta como seu resultado ficou posicionado em relação à média e ao
intervalo de confiança, e discuta possíveis causas de erros.

A hipótese nula não é aceita, ou seja, o valor de H2O2 no rótulo da amostra e o valor determinado
experimentalmente são diferentes entre si, em um nível de confiança de 95%. E assim, é rejeitada a
igualdade entre o valor da média obtida experimentalmente e a referência adotada. E também o intervalo
de confiança obtido para o valor médio não concorda, estatisticamente, com o valor dado no rótulo de água
oxigenada.
As possíveis causas de erros podem ser desde o manuseio correto dos equipamentos, como a utilização
correta da micropipeta, até as condições de armazenamento da amostra analisada, que pode se decompor
sob ação da luz. Levando em conta também a grande dificuldade da localização do menisco na bureta, que
pode ocasionar um erro.

4) Responda as questões solicitadas na vídeo aula.

UnB 1
Laboratório de Química Analítica 2 (119296) – Turma C
Alguns cuidados que devem ser tomados para preparar a solução de permanganato antes da padronização é
a remoção do dióxido de manganês por filtração, antes da padronização, isso aumenta significativamente a
estabilidade das soluções padrão de permanganato. E antes dessa filtração, a solução do reagente deve ficar
em repouso por cerca de 24 horas ou ser aquecida por um período curto para acelerar a oxidação da matéria
orgânica, e o papel não ser empregado na filtração, porque o permanganato reage com ele para formar mais
dióxido de manganês.

Em relação ao uso do termômetro, não é adequada a sua utilização pelo fato dele causar perda da amostra,
que pode grudar em suas extremidades. E para não perder amostra teríamos que lavar ele com água fria o
que iria causa perca da noção da temperatura, causando erros na nossa determinação.

Utiliza-se H2SO4 concentrado para que ocorra a formação dos íons Mn2+, que ocorre somente em
soluções de ácidos fortes, e também para evitar a formação de dióxido de manganês.

UnB 2
Laboratório de Química Analítica 2 (119296) – Turma C

UnB 3
Laboratório de Química Analítica 2 (119296) – Turma C

UnB 4

Você também pode gostar