Você está na página 1de 12

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

SIMULADO

NECROPSIA

Técnico de Necropsia

- Necropsia SIMULADO NECROPSIA Técnico de Necropsia Elaborado por: Rômulo Bolivar ( Língua Portuguesa) Carlos

Elaborado por:

Rômulo Bolivar (Língua Portuguesa) Carlos Germano (Conhecimentos de Anatomia) Pedro Antônio (Conhecimentos de Fisiologia)

( Língua Portuguesa) Carlos Germano ( Conhecimentos de Anatomia) Pedro Antônio ( Conhecimentos de Fisiologia) 1

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

Língua Portuguesa

“BRASILEIRO, HOMEM DO AMANHÔ (Paulo Mendes Campos)

Há, em nosso povo, duas constantes que nos in- duzem a sustentar que o Brasil é o único país brasi- leiro de todo o mundo. Brasileiro até demais. Colu- nas da brasilidade, as duas colunas são: a capaci- dade de dar um jeito; a capacidade de adiar. A primeira é, ainda, escassamente desconheci- da, e nada compreendida, no exterior; a segunda, no entanto, já anda bastante divulgada lá fora, sem que, direta ou sistematicamente, o corpo diplomático con- tribua para isso. Aquilo que Oscar Wilde e Mark Twain diziam ape- nas por humorismo (“Nunca se fazer amanhã aquilo que se pode fazer depois de amanhã”), não é, no Brasil, uma deliberada norma de conduta, uma dire- triz fundamental. Não, é mais, é bem mais forte do que qualquer princípio da vontade: é um instinto ine- lutável, uma força espontânea da estranha e surpre- endente raça brasileira. Para o brasileiro, os atos fundamentais da existência são: nascimento, repro- dução, procrastinação e morte (esta última, se pos- sível, também adiada). Adiamos em virtude de um verdadeiro e inevitável estímulo inibitório, do mesmo modo que protegemos os olhos com a mão, ao surgir, na nossa frente, um foco luminoso intenso. A coisa deu em reflexo condi- cionado: proposto qualquer problema a um brasilei- ro, ele reage, de pronto, com as palavras: logo à tarde, só à noite, amanhã, segunda-feira; depois do Carnaval; no ano que vem. Adiamos tudo: o bem e o mal, o bom e o mau, que não se confundem, mas, tantas vezes, se de- semparelham. Adiamos o trabalho, o encontro, o al- moço, o telefonema, o dentista (o dentista nos adia),

a conversa séria, o pagamento do imposto de renda,

as férias, a reforma agrária, o seguro de vida, o exa-

me médico, a visita de pêsames, o conserto do auto- móvel, o concerto de Beethoven, o túnel para Nite-

rói, a festa de aniversário da criança, as relações com

a China, tudo. Até o amor. Só a morte e a promissó-

ria são, mais ou menos, pontuais entre nós. Mesmo assim, há remédio para a promissória: o adiamento bi ou trimestral das reformas, uma instituição sacros-

santa no Brasil. Quanto à morte, não devem ser esquecidos dois poemas típicos do Romantismo: na “Canção do Exí- lio”, Gonçalves Dias roga a Deus não permitir que ele morra sem que volte para lá, isto é, para cá. Já Álvares de Azevedo tem aquele poema famoso, cujo refrão é sintomaticamente brasileiro: “Se eu morres-

Como se vê, nem os românticos acei-

se amanhã

”.

tavam morrer hoje, postulando a Deus prazos mais confortáveis. Sim, adiamos por força de um incoercível destino nacional, do mesmo modo que, por obra do fado, o francês poupa dinheiro, o inglês confia no Times, o português adora bacalhau, o alemão trabalha com

furor disciplinado, o espanhol se excita com a morte,

o japonês esconde o pensamento, o americano es- colhe a gravata sempre mais colorida.

O brasileiro adia; logo, existe.

A divulgação dessa nossa capacidade autóctone

para a incessante delonga transpõe as fronteiras e o

Atlântico. A verdade é que já está nos manuais. Ain- da há pouco, lendo um livro francês sobre o Brasil, incluído numa coleção quase didática de viagens, en- contrei, no fim do volume, algumas informações es- senciais sobre nós e a nossa terra. Entre endereços

de embaixadas e consulados, estatísticas, indicações

culinárias, o autor intercalou o seguinte tópico:

DES MOTS : Hier = ontem; Aujourd’hui = hoje; Demain = amanhã. Le seul important est le dernier. A única palavra importante é última.

Ora, esse francês astuto agarrou-nos pela per- na. O resto eu adio para a semana que vem.

01. Numere a segunda coluna de acordo com a pri- meira, considerando o significado que os vocá- bulos abaixo assumem no texto, está(am) correta(s) apenas:

I

-

sistematicamente

de

maneira

II

-

procrastinação

adiamento

III -

confortáveis

impetuosidade

IV

- autóctone

aborígine

V

-

furor

dilatada

a)

I, II e IV

b)

I, II e V

c)

II,III e V

d)

II, III, IV e V

e)

Todas.

02.

No que se refere à estrutura, o texto I pode ser considerado predominantemente:

a)

Narrativo, expondo a sequência de fatos de ma- neira jocosa.

b)

Descritivo, retratando o brasileiro de maneira hu- morada.

c)

Descritivo, retratando o brasileiro por sua capa- cidade de dar jeitinho e adiar.

d)

Dissertativo, comprovando a partir de evidências objetivas o caráter atrasado do brasileiro e suas peculiaridade para resolver seus problemas.

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

e)

Dissertativo, expondo a partir de evidências sub- jetivas o caráter procrastinador do brasileiro e sua maneira peculiar de resolver seus problemas.

 

amanhã aquilo que se pode fazer hoje”. A transformação deste conhecido provérbio naquele “antiprovérbio” pode provocar o riso

03.

As duas constantes que mais caracterizam o povo brasileiro, segundo o texto, são:

a)

porque aquele propõe uma correção no sentido do verdadeiro provérbio;

b)

uma vez que aquele sugere um conselho desa- bonador;

a)

nunca ser atualizado e jamais cumprir os prazos;

b)

“ajeitar” as coisas e nunca conjugar o verbo “pos-

c)

já que este está parcialmente errado;

tergar”;

d)

pois o conteúdo da segunda parte daquele en- cerra o contrário do que se esperava;

c)

sempre “achar uma saída” e delongar sistemati-

camente;

e)

porquanto este apresenta um duplo sentido.

d)

geralmente procrastinar e compulsivamente di- latar os prazos;

08.

Marque a afirmação que, segundo o texto, “ex- plica” a mania de adiar, tão cultivada pelos bra- sileiros.

e)

sempre “quebrar um galho” e adiar as coisas assistematicamente.

04.

“O brasileiro adia; logo, existe.” A frase não passa de uma imitação cômica do pensamento cartesiano: “Penso; logo, existo.” Marque o item que melhor reescreve esse segmento, man- tendo o sentido da frase de Descartes.

a)

Os brasileiros são dominados por uma tendên- cia natural e incontrolável.

b)

Os brasileiros constituem uma raça ímpar e in- vejável.

c)

Os brasileiros se deixam escravizar pelo relógio.

d)

Os brasileiros pensam que, com o adiamento, ganham mais tempo para o melhor exercício de suas tarefas.

a)

A

prova de que eu existo é que eu penso.

b)

Eu penso porque existo.

c)

Eu só adio porque existo.

e)

Os brasileiros, de acordo com um famoso co- mercial de televisão, “gostam de levar vantagem em tudo”.

d)

Eu existo da mesma forma que penso.

e)

Se penso, é porque adio.

05.

No trecho “Adiamos tudo: o bem e o mal, o bom

09.

“Quanto à morte, não devem ser esqueci- dos dois poemas típicos do Romantismo”.O trecho destacado poderia ser reescrito sem pre- juízo da forma: “Quanto à morte, não se de- vem esquecer dois típicos poemas do Ro- mantismo”. Considerando as transformações dos períodos

e

o mau, que não se confundem, mas, tantas

vezes, se desemparelham. Adiamos o trabalho,

o

encontro, o almoço, o telefonema, o dentista

(o dentista nos adia)” os parênteses:

a)

Apresentam uma ironia sobre o adiamento do brasileiro.

b)

Inserem uma informação indispensável ao en- tendimento da idéia principal do texto.

I.

- Não é certo que o diretor viaje.

- Não é certa a viagem do diretor.

c)

Explicitam uma ratificação das idéias principais do texto.

II.

- É necessário que todos participem.

- É necessária a participação de todos.

d)

Poderiam ser substituídos por pontos ou vírgulas.

III.

- É ótimo que V Sª. colabore.

e)

Poderiam ser substituídos por travessões ou vír- gulas.

- É ótima a vossa colaboração.

IV.

- É justo que todos ajudem.

 

- É justo a ajuda de todos.

06.

o Brasil é o único país brasileiro de todo o

 

mundo. Brasileiro até demais.” Assinale a afirmativa correta com relação ao em- prego do adjetivo em destaque:

Estão corretas:

a) I, II e III

b) III e IV

a)

Foi empregado com um sentido denotativo.

c) I e II

b)

Atribui aos que nascem no Brasil uma caracte- rística ímpar.

d) II e III

e) I e IV

c)

Tem o mesmo valor semântico que o vocábulo “estrangeiro”.

10) O texto se apresenta, do início ao fim, dentro de um clima irônico. Assinale o único trecho onde

d)

Não trata com exclusividade os nativos do Brasil.

e)

07.

Refere-se ao povo do Brasil com especial afeto.

“Nunca se fazer amanhã aquilo que se pode fazer depois de amanhã” não passa de um arremedo satírico do provérbio “Nunca se fazer

a)

NÃO são verificados traços de ironia.

o adiamento bi ou trimestral das reformas, uma instituição sacrossanta no Brasil.”

b)

“Até o amor.”

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

c) procrastinação e morte (esta última, se pos- sível, também adiada).” d) “

sem que, direta ou sistematicamente, o cor-

d)

a ética é fundamental para a vida um comum.

e)

a ética é norteadora de nossas obras e reflexões.

 
 

po diplomático contribua para isso.”

13.

Assinale o fato histórico brasileiro que, segundo o texto, teria servido, à epoca em que ocor- reu, para tentar corrigir uma distorção ética.

e) “Só a morte e a promissória são, mais ou me- nos, pontuais entre nós.”

a)

Proclamação da República;

 

“ENTRE O BEM E O MAL”

b)

Abolição da Escravatura;

 

(fragmento) (Marisa Lajolo - HISTÓRIAS

SOBRE

ÉTICA -

c)

Independência do Brasil;

d)

Dia do Fico;

 

Coleção “Para Gostar de Ler”, Editora Ática)

e)

Abertura dos portos às nações amigas.

Todos nós, mulheres e homens, adultos e jo- vens, passamos boa parte da vida tendo de optar en-

14.

“Muitas e muitas vezes, é na solidão da consci- ência de cada um de nós, homens e mulheres, pequenos e grandes, que certo e errado se en- frentam.” O(s) comentário(s) correto(s) sobre o segmento destacado se encontra(m) em:

tre o certo e o errado, entre o bem e o mal. Na reali- dade, entre o que consideramos Bem e o que consi- deramos Mal. Mas, apesar da longa permanência e universalidade da questão, o que se considera certo

o que se considera errado muda ao longo da histó- ria e ao redor do globo terrestre. Ainda hoje, em certos lugares, a pena de morte autoriza o Estado a matar em nome da justiça. Em

e

I.

Estaria correto o empregar uma vírgula após a palavra “é”.

II.

Ocorre no trecho um exemplo de prosopopéia ou personificação.

outras sociedades, o direito à vida é inviolável e nem

III.

O

emprego de artigo antes de “homens”, mulhe-

Estado nem ninguém tem direito de tirar a vida

alheia. Tempos atrás, era tido como legítimo espan- carem-se crianças, escravizarem-se povos, mutila- rem-se mulheres. Nesta virada de século, embora ainda se saiba de casos de espancamento de crian- ças, de trabalho escravo e de violência contra mulhe- res, todos estes comportamentos são publicamente condenados na maior parte do mundo. Mas a opção entre o certo e o errado não se coloca apenas na esfera de temas polêmicos que atraem os holofotes da mídia. Muitas e muitas ve- zes, é na solidão da consciência de cada um de nós, homens e mulheres, pequenos e grandes, que certo

o

res”, “pequenos”, “grandes”, “certo”, “errado” im- plicaria mudança de sentido do segmento.

a)

I e II;

b)

II

e III;

c)

I e III;

d)

I,

II e III;

e)

Nenhuma.

 

15.

“Em outras sociedades, o direito à vida é inviolá- vel e nem o Estado nem ninguém tem direito de tirar a vida alheia.” A alternativa que reescreve corretamente a frase:

e

errado se enfrentam.

a)

Noutras sociedades, o direito a vida é inviolável

 

A

ética é o domínio deste enfrentamento.

e

nem o estado nem ninguém tem o direito de

Nem sempre, no entanto, as decisões entre cer-

retirar a vida dos outros.

 

to

e errado, bem e mal dizem respeito a fazer ou não

b)

Em outros grupos sociais, direito à vida é algo inviolável. Nem o Estado nem ninguém tem o direito de violar a vida alheia.

Em outras sociedades, o direito a vida é inviolá- vel e nem o Estado nem ninguém tem o direito de violar à vida.

fazer determinada coisa, praticar ou não praticar de- terminado ato. Nossas decisões éticas ficam, muitas vezes, sujeitas apenas a juízos e opiniões. Ou seja, agimos e pensamos segundo nosso senso ético.

c)

11.

De acordo com o primeiro parágrafo do texto, os conceitos de certo / errado e bem / mal

d)

Em outra sociedade; o direito à vida é inviolável

nem o Estado nem alguém têm direito de vio- lar a vida.

e

a)

são inquestionáveis;

b)

variam na razão direta das pessoas;

e)

Noutras sociedades, é inviolável o direito à vida

c)

não variam na razão inversa dos homens;

nem ninguém nem o Estado têm o direito de violar a vida.

e

d)

são mutáveis e efêmeros;

e)

dependem do estado de espírito das criaturas.

 
 

16.

“Tempos atrás, era tido como legítimo espanca-

12.

Também se pode inferir do texto que

rem-se crianças

”Fora

de contexto, a inversão

a)

a ética só é inerente aos adultos.

para “crianças espaçarem-se” implicaria ambigui- dade, fenômeno que não ocorre na escrita de:

b)

a noção de ética se aprimora com a velhice.

c)

existe um tipo de ética para cada faixa etária.

a)

Estou fazendo um livro para uma editora que me

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

ocupa o dia todo.

b)

A

suplente já disse ao presidente que seu docu-

mento está atualizado.

c)

O

ladrão viu a batida da porta.

d)

Sairemos do cinema na última lá pela última sessão.

e)

Com sua família tão intrometida, mudaremos de endereço em breve.

17.

“Nesta virada de século, embora ainda se saiba de casos de espancamento de crianças, de tra- balho escravo e de violência contra mulheres, todos estes comportamentos são publicamente condenados na maior parte do mundo.”

O

emprego da primeira vírgula se justifica por:

a)

Introduzir um idéia de concessão.

b)

Separar funções sintáticas repetidas.

c)

Marcar o deslocamento de um termo adverbial.

d)

Inserir um comentário do autor.

e)

Isolar o aposto.

18.

Do título “Entre o bem e o mal”, a troca da última palavra por seu homônimo “mau” seria um exem- plo de inadequação vocabular. Em todos os itens abaixo , foram trocados os significados dos ho-

mônimos ou parônimos que constituem os pa- res, exceto em:

a)

infringir = aplicar castigo / infligir = transgredir

b)

tensão = intento / tenção = rigidez

c)

eminente = em via de ocorrer / iminente =

elevado

d)

fluir = correr / fruir = desfrutar

e)

tachar = fixar preço / taxar = censurar

19.

“Mas, apesar da longa permanência e univer-

salidade da questão, o que se considera certo e

o

que se considera errado muda ao longo da

história e ao redor do globo terrestre.”

O

elemento destacado introduz no texto uma

 

idéia:

a)

Relativa.

b)

Consecutiva.

c)

Adversativa.

d)

Concessiva.

e)

Conformativa.

20.

Para a autora,

I.

O conceito de certo e errado se enfrentam na consciência humana.

II.

A

maioria de nós passa boa parte do tempo op-

tando entre o certo e o errado.

III.

O conceito de certo e errado transforma-se com

o

tempo.

Está (ao) correta(s) a(s) afirmação(ões):

a)

I

b)

II

c)

I e II.

d)

I e III.

e)

I,

II e III.

Conhecimentos de Anatomia

21.

Os componentes celulares que estão presen- tes tanto em células de eucariontes como de procariontes são:

a)

membrana plasmática e mitocôndrias

b)

mitocôndrias e ribossomos

c)

ribossomos e lisossomos

d)

lisossomos e membrana plasmática

e)

membrana plasmática e ribossomos

22.

A

síntese de proteína, a respiração celular e a

digestão intracelular estão relacionadas, respec- tivamente, com:

a)

mitocôndrio, ribossomo, lisossomo

b)

complexo de Golgi, mitocôndrio, ribossomo

c)

retículo endoplasmático, plasto, centríolo

d)

centro celular, lisossomo, mitocôndrio, lisossomo

e)

ribossomo, mitocôndrio, lisossomo

23.

Células animais, quando privadas de alimento, passam a degradar partes de si mesmas como fonte de matéria-prima para sobreviver. A orga-

nela citoplasmática diretamente responsável por essa degradação é:

a)

o

complexo de Golgi

b)

o

centríolo

c)

o

lisossomo

d)

a

mitocôndria

e)

o

ribossomo

24.

Com relação à reprodução humana, é correto afirmar que:

a)

formação de gêmeos é conseqüência da fecun- dação de um óvulo por dois espermatozóides.

a

b)

a

produção de ovócitos primários ocorre desde

o

nascimento até a menopausa da mulher.

c)

espermatogênese ocorre durante toda a vida do homem.

a

d)

a

laqueadura das tubas uterinas é um método

contraceptivo, pois impede a produção de óvu-

los, causando esterilidade irreversível.

e)

NRA

25.

O uso da camisinha é considerado um método eficaz para a prática do sexo seguro. Entre as finalidades desse método, não se incluir:

a)

impedir a formação do zigoto.

b)

bloquear a passagem do sêmen.

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

c)

evitar o contágio de doenças sexualmente trans- missíveis.

IV.

O

fenômeno é conhecido como osmose e envol-

ve gasto de ATP

 

d)

dificultar a formação do gameta masculino.

 

e)

NRA

 

O

estudante está correto:

 

a)

em todas as suas conclusões.

 

26.

Ao preparar um lanche foram usados pão fran-

b)

somente nas conclusões I e II

cês, maionese, filé mignon, queijo e alface. O primeiro desses ingredientes a sofrer ação de enzimas digestivas é:

c)

somente nas conclusões II e IV

d)

somente nas conclusões II e III.

e)

somente nas conclusões I, II e III.

a)

a alface

d) o filé mignon

 

b)

o queijo

e) o pão francês

30.

Um organismo pluricelular necessita transpor-

c)

a maionese

tar, de forma eficiente e rápida, informações para todas as células que fazem parte de seu corpo. quanto mais eficiente for esta sinalização de acontecimentos, melhor a resposta do indivíduo

27.

Considere as funções abaixo:

I.

sintetizar uréia a partir de amônia e gás carbôni- co, retirados do sangue.

e

melhor deve ser sua adaptação ao meio.

II.

Degradar álcool e outros substâncias tóxicas, desintoxicando o organismo.

Quais os sistemas envolvidos diretamente nes- se processo de sinalização?

III.

Destruir hemácias velhas ou anormais, transfor- mando a hemoglobina em bilirrubina.

a)

Nervoso, respiratório e circulatório

 

b)

Respiratório, digestório e locomotor

 

c)

Respiratório, excrertor e digestório

 

No organismo humano, elas são executadas pelo:

d)

Nervoso, hormonal e circulatório

e)

Respiratório, hormonal e locomotor

a)

pâncreas e pelos rins

 

b)

fígado e pelos rins

31.

Nos seres humanos a oxigenação do sangue ocorre, com maior intensidade, ao nível dos al- véolos pulmonares, no interior dos pulmões. Os movimentos respiratórios que facilitam a entra- da do ar nos pulmões e, conseqüentemente, a sua saída,ocorrem pela ação:

c)

fígado e pelo pâncreas

d)

pâncreas, somente

e)

fígado,somente

28.

Se pudéssemos marcar uma única hemácia do sangue de uma pessoa, quando de sua passa- gem por um capilar sanguíneo do pé, e seguir seu trajeto pelo corpo a partir dali, detectaríamos sua passagem, sucessivamente, pelo interior de:

a)

da traquéia e dos brônquios

 

b)

do diafragma e da pleura

c)

do mediastino e dos músculos peitorais

d)

dos músculos intercostais e do diafragma

a)

artérias — veias — coração — artérias — pul- mão — veias — capilares

e)

da faringe e da laringe

 

b)

artérias — coração — veias — pulmão — veias

32.

O

controle da frequência respiratória humana é

coração — artérias — capilares

feito pelo

baseado na taxa de

sanguí-

c)

veias — pulmão — artérias — coração — veias

neo, que é transportado principalmente na for- ma de Indique a alternativa que preenche correta e res- pectivamente os espaços da frase acima:

pulmão — artérias — capilares

d)

veias — pulmão — artérias — coração — veias

pulmão — aterias — capilares

e)

veias — coração — artérias — pulmão — veias

a)

cérebro,O 2 , oxiemoglobina;

 

coração — artérias — capilares

b)

cerebelo,CO 2 , carboemoglobina;

 

c)

bulbo, CO 2 , bicarbonato;

29.

Hemácias humanas foram colocadas em um tubo de ensaio que continha um meio líquido. Após algum tempo, o líquido tornou-se avermelhado. Um estudante chegou às seguintes conclusões:

d)

cerebelo, O 2 , oxiemoglobina;

e)

cérebro, CO 2 , bicarbonato.

33.

A

maior parte do gás carbônico eliminado pelas

I.

O meio em que as células estavam, era hipo- tônico.

células no seu metabolismo é transportado no sangue:

II.

O fenômeno observado é causado pela entrada de água nas células, provocando sua ruptura.

a)

combinado com a hemoglobina

 

b)

pelas hemácias

III.

A hemoglobina, presente no citoplasma das he- mácias, misturou-se ao meio, tornando-o ver- melho.

c)

na forma de íon bicarbonato dissolvido no plasma.

d)

combinado com íons hidrogênio.

 

e)

pelos leucócitos

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

34.

A

ausência ou disfunção dos rins pode causar a

morte devido ao acúmulo de resíduos altamente tóxicos no sangue. Contudo,essa disfunção pode ser compensada por aparelhos que realizam a hemodiálise,que farão a filtração dos resíduos:

a)

nitrogenados do catabolismo protéico.

b)

nitrogenados do anabolismo glicídico.

c)

hidrogenados do anabolismo glicídico.

d)

nitrogenados do catabolismo glicídico.

e)

hidrogenados do catabolismo glicídico

35.

O

rato-canguru (Dipodomys merriami) é tido

como um exemplo clássico de espécie adap- tada a ambiente áridos. Esse roedor habita re- giões desérticas da América do Norte, nas quais não há água líquida disponível para ser bebida. Sua alimentação é quase que exclusi-

vamente à base de sementes secas. Sobre

esse roedor, foram apresentadas as quatro afir- mações seguinte:

I.

A urina apresenta concentração salina superior

à do plasma.

II.

A respiração fornece parte da água necessária à

sua manutenção.

III.

Os rins são atrofiados.

IV.

A

produção e a liberação do hormônio antidiuré-

tico (ADH) no sangue são reduzidas.

São corretas apenas as afirmativas:

a)

I e II

b)

II e III

c)

II e IV

d)

I,

II e III

e)

II,

III e IV

36.

Os animais têm adaptações para:

I.

remover produtos finais do metabolismo.

II.

manter diferentes íons em concentrações ade- quadas.

III.

manter a água do organismo em quantidades adequadas

O

sistema excretor está relacionado:

a)

apenas com I.

b)

apenas com I e II.

c)

apenas com I e III.

d)

apenas com II e III.

e)

apenas com I, II e III.

37.

Todos nós já experimentamos a salivação esti- mulada pela visão ou pelo aroma da comida. Essa resposta é um reflexo autônomo, assim como é o ato de deglutir após a estimulação táctil que ocorre na boca. É correto afirmar que reflexo autônomo da salivação:

a)

depende do envolvimento do sistema nervoso central

b)

depende de estímulo luminoso coordenado pelo sistema nervoso periférico

c)

é ação combinada envolvendo sistema nervoso periférico,enzima e atividade endócrina

d)

depende de estímulo coordenados por mensa- gens neuro-hormonais do sistema nervoso simpático,mas não do parassimpático.

e)

NRA

38.

O sistema nervoso autônomo (SNA) é subdividi- do em simpático e parassimpático,os quais têm atividades,em geral, antagônicas,reguladas pela liberação das catecolaminas, respectivamente. Um dos importantes efeitos desencadeados pela ativação simpática é:

a)

contração da pupila

b)

a constrição dos brônquios

c)

a diminuição da atividade mental

d)

o aumento da freqüência cardíaca

e)

o aumento do peristaltismo

39.

Um tumor na cabeça que causa distúrbio no equi- líbrio postural de um indivíduo, provavelmente, está localizado no:

a)

bulbo raquidiano

b)

hipotálamo

c)

cerebelo

d)

lobo olfativo

e)

lobo óptico

40.

Os canais semicirculares e a cóclea ou caracol são responsáveis, respectivamente, pelo(a):

a)

equilíbrio e equilíbrio

b)

equilíbrio e audição

c)

audição e audição

d)

audição e equilíbrio

e)

percepção térmica e visão nos peixes

Conhecimentos de Fisiologia

41.

Qual das seguintes proteínas musculares tem um papel importante na contração tanto da mus- culatura lisa quanto da estriada?

a)

calmodulina;

b)

troponina;

c)

tropomiosina;

d)

actina;

e)

cadeias leves de miosina.

42.

A velocidade de difusão de uma partícula atra- vés de uma membrana aumenta se:

a)

a área da membrana diminui;

b)

a espessura da membrana aumenta;

c)

o tamanho da partícula aumenta;

d)

o gradiente de concentração da partícula au- menta;

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

e)

a lipossolubilidade da partícula aumenta.

d)

coração;

 

e)

rim.

43.

Todos os processos de transporte seguintes re- querem energia, exceto o movimento:

50.

Em geral, a porcentagem do débito cardíaco que

a)

do sódio para fora das células nervosas;

flui a um determinado órgão está relacionada com

b)

do cálcio para o interior do retículo sarcoplas- mático;

do hidrogênio para o interior da luz dos néfrons distais;

a

sua atividade metabólica em comparação com

c)

os outros órgãos do corpo. Essa relação é verda- deira para os seguintes órgãos, exceto:

a)

o

cérebro;

d)

da glicose para o interior do tecido adiposo;

b)

o

coração;

e)

do potássio para o interior das células musculares.

c)

a

musculatura esquelética;

 

d)

os intestinos;

44.

Qual dos seguintes itens é o melhor da pré-carga?

e)

os rins.

a)

volume sanguíneo;

 

b)

pressão venosa central;

51.

A

hemorragia produz todas as seguintes reações

c)

pressão em cunha capilar pulmonar;

de compensação, exceto:

d)

volume diastólico final ventricular esquerdo;

a)

vasoconstrição arterial;

e)

pressão diastólica final ventricular esquerda.

b)

vasoconstrição venosa;

 

c)

aumento da secreção de catecolaminas;

45.

Qual das condições a seguir faz com que a pres- são de pulso aumente?

d)

bradicardia;

e)

hemodiluição.

a)

taquicardia;

 

b)

hipertensão;

52.

A

vitamina B12 é absorvida sobretudo no:

c)

hemorragia;

a)

estômago;

d)

estenose aórtica;

b)

duodeno;

e)

insuficiência cardíaca.

c)

jejuno;

 

d)

íleo;

46.

Qual dos seguintes itens é maior nos vasos ar- teriais pulmonares do que nos sistêmicos?

e)

colon.

a)

fluxo sanguíneo;

53.

A

remoção dos esfíncter pilórico está associada a:

b)

pressão arterial;

a)

uma diminuição da complacência gástrica;

c)

resistência;

b)

um aumento do débito ácido máximo;

d)

constrição induzida pela hipóxia;

c)

um aumento do débito ácido basal;

e)

constrição induzida pelo estímulo simpático.

d)

um aumento da velocidade de esvaziamento gás- trico de sólidos;

47.

A maior porcentagem do volume sanguíneo é en- contrada:

e)

um aumento do nível sérico de gastrina.

a)

no coração;

54.

A

absorção das vitaminas lipossolúveis requer:

b)

na aorta;

a)

fator intrínseco;

c)

nas artérias e arteríolas distribuidoras;

b)

quimotripsina;

d)

nos capilares;

c)

lípase pancreática;

e)

nas vênulas e veias.

d)

amilase pancreática;

 

e)

pepsina.

48.

Qual das seguintes células é um granulócito?

 

a)

linfócito;

55.

A

secreção ácida gástrica é estimulada pela pre-

b)

eritrócito;

sença das seguintes substâncias, exceto:

c)

neutrófilo;

a)

acetilcolina;

d)

plaqueta;

b)

cafeína;

e)

monócito.

c)

gastrina;

 

d)

histamina;

49.

Em qual dos seguintes órgãos a velocidade do fluxo sanguíneo se altera MENOS durante o exercício?

e)

norepinefrina.

56.

Uma deficiência do surfactante pulmonar:

a)

pele;

a)

diminui a tensão superficial dos alvéolos;

b)

cérebro;

b)

diminui a alteração da pressão intra-alveolar neces- sária pra atingir um determinado volume corrente;

c)

intestino;

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

c)

diminui a complacência pulmonar;

d)

diminui o trabalho respiratório;

e)

aumenta a capacidade residual funcional (CRF).

57.

Durante a expiração forçada, os músculos que se contraem ativamente incluem:

a)

os esternocleidomastóideos;

b)

o diafragma;

c)

os músculos abdominais;

d)

os intercostais;

e)

os escalenos.

58.

Um espirômetro pode ser utilizado para mensu- rar diretamente:

a)

a capacidade residual funcional;

b)

a capacidade inspiratória;

c)

o volume residual;

d)

a capacidade pulmonar total;

e)

inspiração de incentivo.

59.

A secreção de renina pelos rins aumenta com o aumento da:

a)

pressão arterial média;

b)

taxa de filtração glomerular;

c)

atividade nervosa simpática;

d)

síntese de angiotendina II;

e)

secreção do hormônio natriurético atrial.

60.

Qual das afirmativas a seguir sobre a prolactina é correta?

a)

ela inicia a ovulação;

b)

ela produz a ejeção do leite durante a sucção;

c)

ela inibe o crescimento do tecido mamário;

d)

sua secreção é inibida tonicamente pelo hipo- tálamo;

e)

sua secreção é aumentada pela dopamina.

Degrau Cultural

Simulado - Necropsia

Simulado - Necropsia

Degrau Cultural

DEGRAU CULTUTAL ALCÂNTARA: Rua Manoel João Gonçalves, 414 / 2º andar * (21) 2603-8480 CINELÂNDIA:
DEGRAU CULTUTAL
ALCÂNTARA: Rua Manoel João Gonçalves, 414 / 2º andar * (21) 2603-8480
CINELÂNDIA: Praça Mahatma Gandhi, 2 / 2º andar * (21) 2279-8257
CENTRO: Rua da Alfândega, 80 / 2º andar * (21) 3970-1015
COPACABANA: Av. N. Sra. Copacabana, 807 / 2º andar * (21) 3816-1142
DUQUE DE CAXIAS: Av. Presidente
Kennedy, 1203 / 3º andar * (21) 3659-1523
MADUREIRA: Shopping Tem-Tudo / Slj 18 * (21) 3390-8887
MEIÉR: Rua Manuela Barbosa,
23 /
2º andar * (21) 3296-8857
NITERÓI: Rua São Pedro,
151 / Sobreloja * (21) 3604-6234
TAQUARA: Av. Nelson Cardoso, 1.141 / 3º andar * (21) 2435-2611