Você está na página 1de 12

1

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


Departamento de Ciências de Educação
Curso de Licenciatura em Ensino de Geografia

As Implicações Socioambientais do Crescimento Demográfico nas Grandes Cidades de


Moçambique: Caso da Cidade da Maxixe

Marta Fernando Mahocha

Massinga, Abril de 2021


2

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


Departamento de Ciências de Educação
Curso de Licenciatura em Ensino de Geografia

As Implicações Socioambientais do Crescimento Demográfico nas Grandes Cidades de


Moçambique: Caso da Cidade da Maxixe

Marta Fernando Mahocha

Trabalho de Campo a ser submetido na


Coordenação do Curso de Licenciatura
em Ensino de Geografia do ISCED.

Tutor: Msc. Genito Patrício Maigara.

Massinga, Abril de 2021


3

Índice

1.0.Introdução ............................................................................................................................. 4

1.1. Objectivos ............................................................................................................................ 4

1.1.1. Geral ................................................................................................................................. 4

1.1.2. Específicos ........................................................................................................................ 4

1.2. Metodologia ......................................................................................................................... 5

2.0. Estudo das Implicações Sócioambientais do Crescimento Demográfico na Cidade de


Maxixe ........................................................................................................................................ 6

2.1. Um Conceito para Geografia de Moçambique .................................................................... 6

2.2. Crescimento demográfico .................................................................................................... 6

2.3. Localização e Descrição da Cidade da Maxixe ................................................................... 7

2.4. Implicações socioambientais do crescimento demográfico na cidade da Maxixe .............. 8

2.4.1. Poluição ............................................................................................................................ 8

2.4.2. Saúde e Alimentação ........................................................................................................ 9

2.4.3. Educação ........................................................................................................................... 9

2.4.4. Habitação e Desemprego ................................................................................................ 10

3.0. Conclusão .......................................................................................................................... 11

Referências bibliográficas ........................................................................................................ 12


4

1.0.Introdução

Esta pesquisa é resultado de uma pesquisa sobre as implicações socioambientais do


crescimento demográfico nas grandes cidades de Moçambique: Caso da Cidade da Maxixe,
um tema propostos como segundo teste da cadeira de Geografia de Moçambique leccionada
no curso de Licenciatura em Ensino de Geografia no Instituto Superior de Ciências e
Educação a Distância. O mesmo, tem como objectivo fundamental avaliar as implicações
socioambientais do crescimento demográfico nas grandes cidades de Moçambique no caso
específico da cidade da Maxixe.

O crescimento demográfico nos últimos anos é uma realidade não só a nível mundial, assim
como nas diferentes cidades moçambicanas. Como sendo uma cidade e não somente cidade,
mas cidade económica a nível da província de Inhambane, Maxixe acompanha sem excepção
a evolução dessa solução a nível provincial bem como nacional.

Portanto, o crescimento demográfico em qual região do mundo é acompanhado pelas diversas


implicações socioambientais, é por essa e outras razoes que surge este trabalho para avaliar o
crescimento demográfico apresentando as consequências deste crescimento.

Nas últimas três décadas, as concepções sobre o meio ambiente evoluíram bastante com a
multiplicidade de preocupações que passaram a ser incorporadas à temática.

Nesta respectiva, pode-se compreender que o crescimento da população tende a aumentar nos
últimos anos o que implica, por parte das autoridades, o desdobramento dos esforços com a
responder as implicações socioambientais que acompanham essa evolução da população.

Quanto a organização o trabalho apresenta: a introdução, objectivos, desenvolvimento do


trabalho, considerações finais e por fim as referências bibliográficas.

1.1. Objectivos

1.1.1. Geral

Avaliar as implicações socioambientais do crescimento demográfico nas grandes cidades de


Moçambique no caso específico da cidade da Maxixe.

1.1.2. Específicos

 Definir os conceitos básicos sobre crescimento demográfico;


 Localizar e descrever a cidade da Maxixe;
5

 Identificar implicações socioambientais do crescimento demográfico na cidade da


Maxixe.

1.2. Metodologia

Para a concretização desta pesquisa, se privilegiou o trabalho de campo e a revisão


bibliográfica, ou seja a procura de autores, obras que tratam sobre o assunto em estudo.

Segundo Gil, (2002), a pesquisa é bibliográfica “quando é elaborada a partir de material já


publicado, constituído principalmente de livros, artigos de periódicos e actualmente com
material disponibilizado na Internet” (p.44).

E de acordo com mesmo autor a pesquisa de campo:

É desenvolvida por meio da observação directa das actividades do grupo


estudado e de entrevistas com informantes para captar suas informações e
interpretações do que ocorre no grupo. Esses procedimentos são geralmente
conjugados com muitos outros tais como: a análise de documentos,
filmagem e fotografias (Gil, 2002, p.53).

Nesta abordagem, observou-se directamente a cidade de Maxixe com objectivo de avaliar as


implicações socioambientais do crescimento demográfico, não só, foi colhidas algumas
experiências de vida de alguns munícipes com a finalidade de colher diferentes pontos de
vista sobre as implicações do crescimento demográfico nesta cidade.
6

2.0. Estudo das Implicações Sócioambientais do Crescimento Demográfico na Cidade de


Maxixe

Nesta secção iremos descrever os conceitos básicos com finalidade de trazer alguns subsídios
que poderão facilitar a compreensão deste trabalho e por fim são apresentadas as implicações
do crescimento demográfico na cidade económica na província de Inhambane (Maxixe).

2.1. Um Conceito para Geografia de Moçambique

Segundo Sotaria (s/d) “a geografia de Moçambique é uma disciplina que estuda os fenómenos
físicos geográficos e socioeconómicos de Moçambique, ou seja, relaciona os aspectos físicos
com os humanos” (p.8).

De uma forma geral, pode-se dizer que a Geografia de Moçambique estuda os fenómenos
geográficos a nível do território moçambicano.

Portanto, o objecto de estudo da Geografia de Moçambique são os fenómenos físicos e sociais


que ocorrem em Moçambique e o seu método é observação.

Por esse motivo, usaremos a Geografia de Moçambique para compreender ou avaliar as


implicações socioambientais do crescimento demográfico na cidade da Maxixe, pois esta, é
uma cidade localizada no território Moçambicano.

2.2. Crescimento demográfico

O crescimento populacional ou crescimento demográfico é a mudança positiva do número de


indivíduos de uma população. Nesta definição a autora percebe que o crescimento
populacional corresponde ao aumento da população numa determinada região.

Portanto, no caso concreto desta pesquisa, crescimento demográfico na cidade da Maxixe


seria o aumento da população nesta urbe.

A seguir pode-se acompanhar a evolução da população na cidade e distrito da Maxixe com


base nos resultados dos recenseamentos ou censos populacionais dos anos 2007 e 2017.

Tabela 1: Evolução da População na Cidade da Maxixe nos últimos 2 Censos.

Recenseamento Ano de Recenseamento População Total (Maxixe)

2º 1997 93.985

3º 2007 111.771
7

4º 2017 123.868

Fonte: INE (2007, 2017).

Portanto conforme pode se ver na tabela a população a nível da cidade da Maxixe tende a
crescer. Este crescimento é acompanh
acompanhado por vários impactos socioambientais,
socioambientais como é o caso
do aquecimento global – uma consequência que é observada a nível mundial – , poluição do
meio ambiente, pobreza,, entre outras implicações a serem desenvolvidas ao longo deste
trabalho.

2.3. Localização e Descrição da Cidade da Maxixe

O Município (Cidade) de Maxixe localiza-se


localiza se na faixa costeira da Província de Inhambane, na
região Sul de Moçambique, entre as coordenadas 23° 52′ 0″ de Latitude Sul e 35° 21′ 0″ de
Longitude Leste. Com uma superfície de 282 ²,, maxixe é limitado ao Norte pelo distrito
de Morrumbene através do rio Nhanombe, a Sul pelos distritos de Jangamo e de Homoine, a
Este pela cidade de Inhambane através
através da Baía do mesmo nome e a Oeste pelos distritos de
Homoine e de Morrumbene.

Figura 1: Localização Geográfica da Cidade da Maxixe


Fonte: Fernando e Lima (2012)

Segundo Fernando
do e Lima (2012) “ o surgimento da cidade de Maxixe está relacionado com a
povoação vizinha da cidade de Inhambane, visto que foram razões de ordem militar que
levaram com que em meados do século XIX se estabelecesse um posto militar, para onde se
dirigiram tropas vindas de Inhambane, em ordem de defesa da região” (p.6).
8

2.4. Implicações socioambientais do crescimento demográfico na cidade da Maxixe

Não há dúvidas de que o crescimento demográfico nas grandes assim como nas pequenas
cidades é acompanhado por diversas implicações sócio ambientais que tem consequências que
afectam a própria população.

Por exemplo, segundo Ferreira e Lopes (2020) “as fábricas que continuam poluindo, as
florestas estão sendo destruídas, os rios poluídos com o despejo de esgotos, além de resíduos
tóxicos das grandes fábricas, sem contar o lixo hospitalar que ainda causa transtorno no
manejo e descarte”.

Por outro lado, Hogan (1991) destaca que o crescimento demográfico já foi responsabilizado
por todos os males do mundo moderno, tais como: desertificação, fome, esgotamento de
recursos, degradação ambiental, entre outras implicações.

A seguir apresentamos as principais implicações socioambientais do crescimento demográfico


de forma específica na cidade de Maxixe, iremos começar com a poluição.

2.4.1. Poluição

A poluição atmosférica é umas das implicações ambientais que se observa na grande cidade
económica da Maxixe. Apesar dos esforços da edilidade no que diz respeito a recolha de lixo
ainda pode-se observar em algumas regiões desta urbe quantidades de lixos acumulado em
lugares abertos, o que e torna um atentado à saúde pública.

Figura 2: Lixo ao relento


Fonte: Autora (2021)
9

Outra implicação socioambiental é o desflorestamento, devido ao crescimento demográfico


nesta autarquia verifica-se uma tendência crescente de procura de carvão, carvão este que é
obtido através de desflorestamento.

Portanto, o desflorestamento é uma grande ameaça para o meio ambiente e tem


consequências severas que já se manifestam actualmente como é o caso de aquecimento
global.

Face a esta situação, deu para perceber o descontentamento dos munícipes quanto à gestão do
lixo nesta cinde, uma vez que os mesmos, alegam pagarem taxas de lixos mensalmente mas
não conseguem ver o efeito das referidas taxas pagas.

De uma forma geral a incapacidade de gestão de lixo por parte da edilidade pode estar
associado ao grande ou elevado índice de crescimento populacional nesta urbe.

2.4.2. Saúde e Alimentação

Vários estudos indicam que o crescimento demográfico é acompanhado por grandes desafios
na área de saúde e alimentação. A cidade da Maxixe, não fica de fora a esses desafios. É que
quanto maior for a população, maior será a procura de alimentos. E, olhando para a situação
actual em que boa parte da população desta urbe depende muito mais da agricultura para o seu
sustento e a agricultura não mostra indicadores positivos para a produção de comida, fica
ainda mais complicada para a maior parte da população.

O acesso à saúde, tal como à educação, ainda contínua deficiente, apesar dos esforços que tem
vindo a ser envidados. A falta de pessoal qualificado, insuficiência de recursos financeiros e
os aspectos socioculturais, constituem os principais factores que travam o acesso equitativo
dos serviços da cidade da Maxixe.

2.4.3. Educação

Segundo Sotaria (s/d), em Moçambique, todas as pessoas têm o direito à Educação. Contudo,
o acesso a educação no nosso país ainda constitui um grande desafio não só do governo como
também para toda a sociedade moçambicana.

O crescimento demográfico tem implicações significativas no sector da educação na grande


cidade económica de Inhambane – Maxixe – podendo se observar, situações de escolas onde
se verifica a insuficiência de sala de aulas, um exemplo concreto da Escola Primária do I e II
Graus de Mawewe, onde os alunos estudam nas mangueiras ou ao ar livre.
10

Não só, a insuficiência de recursos humanos contribui significativamente para a baixa


qualidade de ensino nessa autarquia, uma vez que um professor esta para 60 a 70 alunos em
cada escola.

De uma forma geral, crescimento demográfico urbana, associado a sua expansão e deficiente
ordenamento territorial, concorre para a degradação das já precárias condições de saneamento
do meio na cidade da Maxixe e, consequentemente, a proliferação de doenças ambientais:
malária, cólera, diarreia entre outras.

2.4.4. Habitação e Desemprego

De acordo com Sotaria (s/d) “em qualquer país, há uma relação directa entre o crescimento da
sua população e a taxa de desemprego. Este facto, não poderia ser diferente em Moçambique.
A taxa de desemprego define a relação entre a população desempregada e a população em
idade activa” (p. 246).

A semelhança da cidade da Maxixe o crescimento demográfico gera o desemprego,


principalmente na camada juvenil. Este fenómeno foi notado a partir de grande número de
jovens que se fazem às ruas como vendedores ambulantes para ganhar o sustento de cada dia.

Quanto à situação habitacional, no centro da urbe não é possível identificar a falta de


habitação para a população, mas, percorrendo 3 a 4 km um pouco fora da cidade, mas, ainda
na área municipal é possível observar grande parte da população que possui casas construídas
por material precário (pau a pique, maticada pelo matope e coberta a capim), sem no entanto
oferecer condições mínimas de habitabilidade.
11

3.0. Conclusão

O crescimento da população urbana, associado a sua expansão e deficiente ordenamento


territorial, concorre para a degradação das já precárias condições de saneamento do meio na
cidade de Maxixe e, consequentemente, a proliferação de doenças ambientais como a malária,
cólera, diarreia, entroutras.

Em forma de conclusão, o crescimento populacional tem contribuído muito com o estrago da


natureza. Portanto, todos os anos são colocadas grandes frotas de veículos nas ruas e, apesar
da fiscalização, o grau de poluição emitidos pelas descargas dos veículos ainda é muito
preocupante.

De uma forma geral, as principais implicações socioambientais do crescimento demográfico


na cidade da Maxixe são: a poluição do meio ambiente, fraca qualidade dos serviços de
educação e saúde, a falta de alimentação o que aumenta os índices de pobreza a nível local e o
desemprego e falta de habitação.
12

Referências bibliográficas

Fernando, A. & Lima, S. do C. (2012). Caracterização dos resíduos sólidos urbanos do


município de Maxixe - Moçambique. Caminhos de Geografia, Uberlândia, 13 (42), p.
335-345.

Ferreira, M. da C. & Lopes, J. F. (2020). O Crescimento Populacional e os Impactos


Ambientais. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed.
06, Vol. 02, pp. 188-195.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar Projectos de Pesquisa. 4ª Ed., Editora Atlas, S.A.

Hogan, D. J. (1991). Crescimento demográfico e meio ambiente. Revista Brasileira de


Estudos de População, 8 (1/2), p. 61-71.

INE. (2007). Estatísticas do Distrito de Cidade Da Maxixe. Maputo.

INE. (2017). Estatísticas do Distrito de Cidade Da Maxixe. Maputo.

Sotaria, G. C. (s/d). Manual do Curso de Licenciatura em Gestão Ambiental: Geografia de


Moçambique. ISCED: Beira, Moçambique.

Você também pode gostar