Você está na página 1de 3

AS NOVE FACES DO FEMININO

TIPO 4 – A DONA DA PAIXÃO

“... Somos todos diferentes, eu principalmente...”

Na infância:

Relatam ter passado por uma sensação de abandono, da perda de amor. Isso
pode ter sido algo real (como a morte de um familiar querido) ou psicológico
(como o nascimento do irmão caçula). Isso gerou nelas a sensação de que foram
comparadas e que perderam, por isso foram abandonadas. Isso gera nelas uma
sensação incomoda da qual elas fogem, a sensação de inferioridade.

Ex: Como sou a primogênita sempre fui muito mimada por todos. Mas aí nasceu meu
irmãozinho e todas as atenções se voltaram para ele. Isso me causou estranheza,
então em muitos momentos eu me via competindo com ele pela atenção dos meus
pais. Até que, inconscientemente, descobri que a maneira de continuar sendo amada
era também cuidar do meu irmão. Passei então a sempre está com ele e cuidar dele.
Assim, todos achavam lindo como nós erámos tão unidos e eu continuava sendo
percebida.
ANNANDA ALVES DOS SANTOS
Visão Geral annandhalves@gmail.com
963.342.742-87
– Por sentir que não era amada no presente viaja em busca do
sentimento no futuro (a esperança de um sonho) ou no passado (os
velhos e bons tempos).
– Cria ilusões para substituir o amor que não tem...
– Vive a sensação de que falta algo à vida e os outros têm o que lhe
falta.
– Baixa autoestima.
– Tem atração pelo distante e inalcançável.
– Românticas e dramáticas!
– Sensibilidade aguçada tanto para perceber os sentimentos dos
outros como sentir a atmosfera do ambiente.
– Vivem voltadas para si mesmas criando novas situações de
“maldade” e acabam sendo rejeitadas e abandonadas.
– Acredita que as regras não se aplicam a elas, basta ouvir que algo é
proibido que quer fazer, como forma de se opor a autoridade e lutar
por sua liberdade!
– Não se interessa por possuir coisas – desejar é mais importante que
possuir!
– Há 3 tipos básicos: as basicamente deprimidas, as basicamente
hiperativas (agitadas) e as oscilantes de humor.
– Pedem conselho e logo o rejeitam!
– Nos relacionamentos há um padrão de vai e vem!

@oandredoeneagrama
AS NOVE FACES DO FEMININO
Ferida Central ou do que ela foge: Ela evita a sensação de inferioridade,
pois isso desperta nela o medo do abandono. Esse abandono pode ter acontecido
no útero ou na infância, quando ela se sentiu deixada de lado ou não desejada pelos
pais. Por isso, elas criam a estratégia de fugir para fantasia através do mecanismo
de defesa.

Mecanismo de Defesa: Introjeção e Sublimação

Para as pessoas do eneatipo 4 sentir é estar vivo! Por isso elas têm um
mundo emocional interno tão intenso. Inconscientemente elas buscam intensificar
essas emoções e dessa maneira parecerem diferentes dos demais. Elas
desenvolvem o mecanismo da Introjeção, que é absorver os sentimentos dos
outros como se fossem deles. Dessa maneira, mantêm o mundo emocional interno
sempre vivo. Isso faz com que elas consigam lidar com a vida cotidiana, que pode
parecer monótona e chata.
Além da introjeção os 4 utilizam a Sublimação. Esse mecanismo é o ato de
expressar seus sentimentos através da arte, pode ser compondo músicas, poesias,
pintando quadros, dançando ou fazendo qualquer outra expressão artística. Nem
todo tipo 4 é artista, mas elas têm, ao menos, o interesse por algum tipo de arte.
A ideia dessa Sublimação é fugir da vida real para uma realidade mais
interessante. Nos dias de hoje, alguns tipos 4 têm utilizado os jogos (vídeo games,
principalmente os de realidade virtual) para fugir e escapar para um mundo mais
ANNANDA ALVES DOS SANTOS
interessante.
annandhalves@gmail.com
963.342.742-87
Ex: Eu sou uma pessoa que me importo com as outras. Nunca me esqueci do dia em
que minha amiga falou para mim que estava sendo traída. Eu senti como se fosse
comigo. Enquanto ela narrava os fatos que a faziam sofrer eu sentia a raiva crescer
dentro de mim. Assim que ela terminou de falar eu me lembro de ter dito: Amiga,
espero nunca encontrar esse teu ex-namorado, pois sou capaz de dar uma tapa nele!
Para mim, na realidade, eu sentia como se a traição tivesse sido comigo.

Vício Emocional: Inveja (Comparações)

A inveja é o movimento do coração de buscar algo mais intenso, que dê mais


significado a vida. Portanto a 4 passa a olhar a sua volta e perceber como as
pessoas, as situações e as experiências dos outros podem ser mais empolgantes
que a dela. Internamente a 4 se compara com os outros, na expectativa de perceber
como ela pode ser mais feliz. Esse movimento faz com que as 4 entrem em um ideal
de que desejar é mais importante que possuir. Por esse motivo, muitas pessoas
desse tipo relatam que perdem o interesse quando conseguem algo, ou quando
algo ou alguém é fácil demais. Elas buscam sempre o que é mais difícil.
Elas não percebem isso, assim como, não percebem que muitas vezes criam
problemas onde não existe, o que gera vários conflitos na relação. Alguns relatam
que quando está tudo muito bem, têm medo da relação cair na monotonia.

@oandredoeneagrama
AS NOVE FACES DO FEMININO
Apesar de se compararem com os outros as 4 detestam que façam isso com
eles. É interessante que podem até ter a atitude de se autocriticarem, só para os
outros ressaltarem suas qualidades.

Ex: Para mim, foi chocante perceber que tenho inveja, até porque sempre achei esse
um dos sentimentos mais horríveis. Eu sabia que tinha uma Inveja Branca, aquela
que não deseja mal aos outros. Na realidade, muitas vezes eu costumava dizer que
admirava os outros. Hoje percebo claramente a inveja, pois eu me flagro na
comparação com os demais. Um dos principais comportamentos era o mau hábito
que tinha de, em todas as discussões de relacionamento, eu acabava por comparar
minha relação com meu namorado, com a dele e a ex-namorada. Ele ficava furioso,
mas para mim era claro, que parecia que ele era mais atencioso e carinhoso com ela,
mas comigo era mais frio. O que me dava medo de cair nossa relação na rotina e, por
isso, eu estava sempre buscando novas maneiras de reascender a chama. Mas parecia
que só eu me preocupava com isso, o que gerava vários conflitos sem motivo.
Fixação: Melancolia (Sensação de falta)

Existe um pensamento constante na cabeça das 4 que é:

ANNANDA ALVES DOS SANTOS


Sinto falta de algo em mim, preciso de algo que me complete. Tem algo diferente em mim, mas
annandhalves@gmail.com
não consigo encontrar. 963.342.742-87

Essa fixação consiste em estar constantemente com uma sensação de que


falta algo e de que os outros têm o que falta. É como se para elas tudo fosse tão
fácil, enquanto para a eneatipo 4 tudo é sempre tão complicado!
Isso pode levar a momentos de isolamento, reclusão e certa tristeza, que
pode estar sempre presente ou surgir em momentos aleatórios da vida.
Na busca de entender esse incômodo a 4 passa a experimentar o máximo de
experiências que puder. Por isso são conhecidos como As Buscadoras, pois elas
estão sempre querendo viver novas experiências.
Essa sensação pode levar anos sem aparecer, mas quando menos se espera
ela surge e as 4 se retraem, se isolam e se perdem em seus pensamentos. Nesse
momento, eles podem ir para o passado e reviver momentos em que eles eram
felizes ou mesmo momentos de perda e sofrimento. Também é possível elas
“viajarem” para o futuro e visualizarem todo o cenário do que vai acontecer. O mais
importante é que, seja no passado ou no futuro, as tipos 4 conseguem trazer as
emoções para o presente e sentirem intensamente tudo, como se essas fantasias
fossem reais e estivessem acontecendo naquela hora. Isso gera nelas a marca
registrada que é a Oscilação de Humor, pois como suas emoções dependem do que
está passando nas suas cabeças e não no momento real, você pode estar com um 4
sorrindo e depois ele fechar o semblante (para você nada aconteceu, mas para ela
tudo aconteceu!). Pode ter sido uma palavra, uma expressão, um olhar ou qualquer
outra coisa que a fez reviver outro momento, logo outro estado emocional se
manifesta.

@oandredoeneagrama

Você também pode gostar