Você está na página 1de 9

APRESENTAÇÃO DA CF 2011

Quaresma é tempo de escuta da Palavra, de oração, de jejum e da


prática da caridade como caminho de conversão, tendo como horizonte
a celebração do Ministério Pascal de nosso Senhor Jesus Cristo. E
somos convidados a aproveitar esse tempo de graça, valorizando os
canais pelos quais esta se comunica: a oração, a participação nos
sacramentos da penitência e da eucaristia, as práticas devocionais
deste período, de modo especial a Via Sacra e o Santo Rosário.

No mundo em que vivemos, somos diariamente interpelados por


tantos rostos sofredores, que clama por nossa solidariedade. A Igreja
samaritana não pode passar adiante, na presença de tantos irmãos e
irmãs que dela esperam acolhida fraterna, ombro amigo, mãos
generosas, que os ajude em sua caminhada para o Pai.

A Campanha da Fraternidade é um excelente auxílio para bem


vivermos a Quaresma. Com sua metodologia característica do Ver-
Julgar- Agir, baseada, a cada ano, num Tema e num Lema, a
Campanha da Fraternidade nos oferece uma ótima oportunidade para
superarmos qualquer dicotomia entre fé e vida.

Este ano, a CNBB propõe que todas as pessoas de boa vontade


olhem para a natureza e percebam como as mãos humanas estão
contribuindo para o fenômeno do aquecimento global e as mudanças
climáticas, com sérias ameaças para a vida em geral, e a vida humana
em especial, sobretudo a dos mais pobres e vuneráveis. É nesse
contexto que a CNBB propõe para 2011, a Campanha da Fraternidade
com o tema “Fraternidade e a vida no planeta”, e como lema “A criação
geme dores de parto (Rm 8,22)”.

Na medida em que cada cristão ou cristã for capaz de vivenciar


seriamente o próprio batismo, sua conversão diária não será mais mera
questão de retórica, mas será uma dimensão permanente em sua vida.

Que o Senhor da Vida nos abençoe a todos em nossa caminhada


quaresmal, e mais ainda, em nossa marcha diuturna, na direção do
Reino que nos foi preparado antes da fundação do mundo (cf. Ef1).
Associados à morte de Cristo pelo Batismo, nós o seremos, também, na
sua ressurreição. E Deus será tudo em todos.

Dom Dimas Lara Barbosa


Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro – Secretário Geral da CNBB
APRESENTAÇÃO

“Ah, juventude rosto do mundo.


teu dinamismo logo encanta quem te vê...”

A Campanha da Fraternidade convida-nos a pensar e agir em prol


da vida no planeta. É um momento propício para tornar nossas
palavras atitudes e realidade. É um convite para que sejamos seres de
relações, seres cuidadores. “Quando Amamos, cuidamos e quando
Cuidamos amamos”.

Esta frase nos ajuda a refletir sobre a necessidade de sermos


seres cuidantes, pois do ponto de vista ético, o cuidado é aquela
condição prévia que permite o eclodir da inteligência e da amorosidade.
O cuidado torna-se um sentido que se concretiza em preocupação,
desvelo e solicitude pelo outro, pela humanidade, pelo planeta. Ele se
traduz num ato de respeito e compreensão pela liberdade e pelo espaço
do outro. O cuidado possui um sentido ético e ecológico, pois sem esta
atitude, nada que é vivo, sobrevive. O cuidado é a força maior que se
opõe à lei suprema da entropia, o desgaste natural de todas as coisas
até sua morte térmica, pois tudo o que cuidamos dura muito mais.
Portanto, falar em cuidado com a pessoa humana é falar de
humanidades, de vidas, o nosso bem maior.

Uma história contada é uma maneira de comunicar-se e


interligar-se com o mundo, quando escutamos e retransmitimos, vamos
gerando sintonia, reciprocidade, empatia, via nos movendo e fazendo
girar o mundo. Precisamos ir ao encontro do outro, conversar, sentar
junto, discutir e refletir para juntos construirmos ações de preservação
da vida em nosso planeta.

Que essa história nos motive a sermos criativos e cuidantes do


nosso planeta azul.

Certa vez, atravessando um rio, Cuidado viu um pedaço de terra


argilosa: cogitando, tomou um pedaço e começou a lhe dar forma.
Enquanto refletia sobre o que criara, interveio Júpiter. Cuidado pediu-
lhe que desse espírito à forma de argila, o que ele fez de bom grado.
Como Cuidado quis então dar seu nome ao que tinha dado forma,
Júpiter proibiu e exigiu que fosse dado seu nome. Enquanto Cuidado e
Júpiter disputavam sobre o nome, surgiu também a Terra (tellus)
querendo dar o seu nome, uma vez que havia fornecido um pedaço do
seu corpo. Os disputantes tomaram Saturno como árbitro. Saturno
pronunciou a seguinte decisão, aparentemente equitativa: “Tu, Júpiter,
por teres dado o corpo, deves receber o corpo. Como porém foi o
Cuidado quem primeiro o formou, ele deve pertencer ao Cuidado
enquanto viver (Heidegger, 1995).
Inspirados, nessa história, desejamos que este caderno contribua
para que façamos deste tempo especial, momento de oração, reflexão e
ação. Que a juventude reunida em grupo, recrie criativamente a
esperança e colorido da vida.

Que saibamos cuidar da vida que há dentro da gente e em todo


lugar.

Que saibamos cuidar da vida que há na terra e no mar...” (Pe.


Osmar Coppi)

Bons Encontros!
PRIMEIRO ENCONTRO

Os jovens estão preocupados com a vida no Planeta

Introdução

O planeta terra é o mais belo do sistema solar, lugar repleto de


energia. No entanto, nas últimas décadas tem sido motivo de
preocupação pelo descuido e exploração dos seus recursos. Estamos
vivendo um momento na história em que percebemos que o ser humano
não é único a usar a biosfera. Os animais, as plantas também precisam
deste entorno para continuar vivendo. Estamos interligados e
interconectados (as), somos responsáveis por esse cuidado.

A intervenção humana na natureza é tão extremada que corremos


o risco de uma destruição da diversidade existente em nosso planeta. E,
a terra pode continuar viva sem o ser humano, mas o ser humano não
vive se a Terra estiver devastada.

Ambiente: Preparar o ambiente do encontro com recortes de


jornais sobre a temática: vida do planeta, buscando dados atuais e
procurando reportagens sobre diversos aspectos relacionados com o
tema. Montar cartazes com os dados que estão no anexo 1. Providenciar
aparelho de cd.

Acolhida

A coordenação do encontro dá as boas vindas aos jovens


participantes convidando-os a dar uma volta pelo espaço e contemplar
as reportagens do jornal. Após um tempo de contemplação motivar os
jovens a escolherem a reportagem que mais chama a sua atenção.
Enquanto os jovens vão caminhando pelo espaço coloque para tocar a
música Planeta Água.
Canto: Planeta Água – Guilherme Arantes (Anexo 2)

Aprofundamento temático

1. O atual modelo de desenvolvimento pauta-se pelo aumento da


produção, do consumo, da obsolescência programada e do desperdício
resultando devastação do meio ambiente, esgotamento dos recursos e
extinção de espécies.

2. A juventude brasileira está preocupada com o tema da ecologia,


da vida no planeta, e essa preocupação é reconhecida no Brasil, atesta
a pesquisa realizada pela MTV – Dossiê Universo Jovem 4. A pesquisa
teve como pergunta norteadora: Como a geração que vai usufruir por
mais tempo do planeta percebe o próprio planeta e até onde vai seu
interesse pelo assunto?

3. Segundo os/as jovens informações não significam boa atuação,


o que motivam eles a contribuir na defesa do planeta, é a importância
que atribuem às questões ambientais. A consciência sobre o assunto é
um legado familiar e escolar e do acesso à informação de qualidade.

4. A temática meio ambiente é hoje um assunto pelo qual os


jovens têm interesse e conhecimento, aparece na atualidade como um
tema transversal nas escolas e é constantemente pautada pelos motivos
de comunicação. Ao falarem sobre meio ambiente trazem também a
discussões sobre: lixo, reciclagem e aquecimento global.

5. Alguns resultados do Dossiê:

- Quando questionado sobre os temas que lhe causam maior


preocupação, sete grandes temas dominam a vida do jovem brasileiro:
violência (43%); desemprego (39%); drogas (32%); fome (26%);
aquecimento global (24%); desigualdade social (23%) e poluição (20%).

- Quando o assunto é a nível mundial, os temas mais


preocupantes para os jovens são: o aquecimento global (40%); as
guerras (36%); a fome e o terrorismo (23%); a violência (22%) e a
desigualdade social (18%).

- Quando pensam no futuro, dois temas ligados ao meio ambiente


se destacam entre as principais preocupações: o aquecimento global
(34%) e a falta de água (24%).

- Os jovens entrevistados mostraram desenvoltura ao falar sobre a


importância de se valorizar e preservar a natureza, os animais, a água,
a Amazônia, e relacionam educação e conscientização como
fundamentais para evitar a destruição, o desmatamento, a extinção das
espécies e a poluição.

- A maior preocupação dos jovens a nível mundial é o


aquecimento global/efeito-estufa com 52%, em nível de Brasil com 27%
é o tema do desmatamento e quando refere-se a cidade o que mais
preocupa são: 28% a poluição do ar; 19% a grande quantidade de lixo
urbano e doméstico e 17% com a poluição dos rios e da água.

Aprofundando a Fé

A Palavra de Deus nos ilumina para o aprofundamento de nossa


fé:
Leitura da missão do profeta (Ez 33,1-9)
Refletindo a Palavra de Deus na Bíblia e na vida

1. Como refletir a partir da Palavra do Senhor, a nossa


responsabilidade e as nossas atitudes com o planeta? Somos
convocados como cristãos a sermos “sentinelas”, como reconhecemos e
denunciamos os males causados pelos homens e mulheres ao planeta
terra?

2. Confrontando a Palavra do Senhor que escutamos com a


notícia que escolhemos como podemos ter atitudes de cuidadores com o
planeta terra?

3. As pesquisas demonstram que os jovens são melhores


informados sobre a situação do planeta terra, e suas preocupações com
meio ambiente diz respeito à: aquecimento global/efeito-estufa,
desmatamento, a poluição do ar, a grande quantidade de lixo urbano e
doméstico e a poluição dos rios e da água. Como essas preocupações
podem tornar-se atitudes iluminadas pela Palavra do Senhor?

Aprofundando nossas práticas

1. Para que possamos ter e propor atitudes promovendo


consciência ambiental e ecológica, precisamos conhecer e compreender
bem os assuntos implicados para a preservação e a vida no planeta, que
tal seu grupo fazer uma pesquisa sobre os dados apontados por
pesquisas, sites com temáticas sobre ecologia, meio ambiente,
preservação ambiental, biodiversidade.

2. Veja dicas de sites e vídeos no anexo 3.

3. Além de pesquisas, dados e fatos, vejam na cidade onde


residem, quais as informações que vocês podem obter sobre a
preservação do meio ambiente e envolvimento juvenil? Que iniciativas
existem e quais outras poderiam ser promovidas?

Técnica de grupo

Preparar o ambiente como indicado, colocar as cadeiras em


círculo, para que todos possam se olhar e facilitar a comunicação.
Motive a participação e o envolvimento.

Roda de conversa:

1. Convide a todos/as a olhar as reportagens e os cartazes que


estão dispostos pelo ambiente que foi organizado.

2. Convide a cada um e cada uma a escolher a que mais lhe


chamou a atenção. Enquanto isso deixe tocar a música Planeta Água de
Guilherme Arantes ou outra que escolher relacionada à temática do
encontro.

3. Chame todos/as para sentar e motive para que cada jovem


possa dizer à reportagem que escolheu e por que lhe chamou a atenção.

4. Depois que todos falarem socialize o texto do aprofundamento


temático, enriquecendo com dados e com falas das reportagens e dos
participantes.

5. Promova uma discussão coletiva sobre o assunto, fazendo


acontecer uma roda de conversa, onde todos/as possam participar
dando opinião, discordando e contribuindo para o enriquecimento do
assunto estudado.

6. Após a conversa, convidar para que seja proclamada a Palavra


de Deus (Ez 33,1-9).

7. Fazer a partilha da palavra partindo das questões colocadas,


cuidar para que todos/as falem e se expressem.

8. Pensando as práticas do grupo, organizar o trabalho a fim de


que cada jovem ou em pequenos grupos se comprometam de pesquisar
mais sobre o tema e compartilhar num próximo encontro.

9. Para concluir nosso encontro, ler o poema:

Meio Ambiente

Desde o início, tudo mudou


O meio ambiente, já se transformou,
Tapamos nossos olhos, para não ver
Tudo que está acontecendo

Não queremos perceber


Animais famintos, outros extintos
As florestas mudaram
Muitas árvores derrubaram.

O povo consumista, não quer saber


A natureza pede ajuda,
Sem ninguém pra socorrer

A mata está sufocada


As pessoas ficam caladas
Fábricas, fumaças...
Dinheiro sujo, só desgraça.
Temos que agir,
O mundo vai cair
Talvez caia em cima de nós.
E ninguém escutará nossa voz.

Caroline M. Costa
Duque de Caxias – RJ – por correio eletrônico1

Anexo 1

1. No Brasil, apenas 8% dos municípios brasileiros têm coleta


seletiva do lixo.

2. A reciclagem no Brasil historicamente tem sido sustentada


pelos catadores de rua informais. Estima-se que existam mais de 200
mil catadores de rua e mais de 40 mil pessoas vivendo diretamente da
coleta de lixo em lixões2.

3. A Mata Atlântica brasileira, no passado, foi o segundo bosque


mais extenso da América do Sul e do qual se conservam
aproximadamente 10%, numa área fragmentada em parcelas diminutas
(80% dos remanescentes têm uma extensão inferior a 0,5 quilômetro
quadrado).

4. Seria uma catástrofe biológica de magnitude incomensurável.


Ver-se-ia anulado o trabalho de pelo menos 3,8 bilhões de anos, data
provável da aparição da vida; e dos 5-7 últimos milhões de anos, desde
que surgiu a espécie humana; e dos últimos cem anos, desde que
apareceu o Homo sapiens. Cairia todo este trabalho realizado pelo
universo inteiro de energia, informações e de diferentes formas de
matéria. É preciso se lembrar que, até agora, não foram identificadas
cientificamente, e de forma irrefutável, outras inteligências no universo.
Somos, como espécie homo, uma singularidade sem comparação no
cosmo.

5. Contamos com um corpo de trinta bilhões de células; um


cérebro com cem milhões de neurônios em contínua sinapse, complexo
em sua psique e sua consciência, carregada de informações coletadas
desde que irrompeu o cosmo com o chamado “Big Bang”. E que se foi
enriquecendo com emoções, sonhos, arquétipos e símbolos.

6. Dados confiáveis dos cientistas afirmam que a Terra já


ultrapassou sua capacidade de autorregeneração em 30% e o ser
humano está consumindo hoje o que deveria consumir amanhã.

1
http://www.pucrs.br/mj/poema-ecologia-16.php Acessado em 12 de agosto de 2010.
2
Fonte: Almanaque Brasil Socioambiental – Dados 2007.
Anexo 2 - Planeta Água (Guilherme Arantes)

Água que nasce na fonte Águas que movem moinhos


Serena do mundo São as mesmas águas
E que abre um Que encharcam o chão
Profundo grotão E sempre voltam humildes
Água que faz inocente Pro fundo da terra
Riacho e deságua Pro fundo da terra...
Na corrente do ribeirão... Terra! Planeta Água
Águas escuras dos rios Terra! Planeta Água
Que levam Terra! Planeta Água...
A fertilidade ao sertão Água que nasce na fonte
Águas que banham aldeias Serena do mundo
E matam a sede da população... E que abre um
Águas que caem das pedras Profundo grotão
No véu das cascatas Água que faz inocente
Ronco de trovão Riacho e deságua
E depois dormem tranqüilas Na corrente do ribeirão...
No leito dos lagos Águas escuras dos rios
No leito dos lagos... Que levam a fertilidade ao sertão
Água dos igarapés Águas que banham aldeias
Onde Iara, a mãe d'água E matam a sede da população...
É misteriosa canção Águas que movem moinhos
Água que o sol evapora São as mesmas águas
Pro céu vai embora Que encharcam o chão
Virar nuvens de algodão... E sempre voltam humildes
Gotas de água da chuva Pro fundo da terra
Alegre arco-íris Pro fundo da terra...
Sobre a plantação Terra! Planeta Água
Gotas de água da chuva Terra! Planeta Água
Tão tristes, são lágrimas Terra! Planeta Água...(2x)
Na inundação...

Anexo 3

Sites:
Instituto do meio ambiente: http://www.ibema.org.br
Temas sobre ecologia e meio ambiente: http://www.mundo-
jovem.pucrs.br/tema-ecologia-2010.php
Dossiê Universo Jovem 4:
http://www.aartedamarca.com.br/Dossie4_Mtv.pdf
Biodiversidade: http://www.agua.bio.br/botao_d_P.htm

Vídeos:
htpp://www.youtube.com/watch?v=5humo0Xk-
V0&playnext=1&vídeos=xww_ogrZ4vA&feature=rec-LGOUT-farside_rn-
3r-1-HM