Você está na página 1de 4

Extraído para fins didáticos de:

Teixeira, M. L; Zaccarelli, L.M. Os desafios da atuação socialmente responsável. In: Hanashiro,


D.; TEIXEIRA, M. E ZACCARELLI, L. (org). Gestão do fator humano: uma visão baseada em
stakeholders. São Paulo: Saraiva, 2008.

BALANÇO SOCIAL

O balanço social é outra forma de comunicação das empresas com a sociedade. Ele consiste
em uma avaliação para medir e julgar os fatos sociais vinculados à empresa, tanto
internamente (empresa/empregado) quanto externamente (empresa/comunidade).

De acordo com Siqueira (2003), os balanços sociais brasileiros são inspirados no modelo
francês, concentrando-se no ambiente interno das empresas e apresentam um viés positivo.
Para o autor

O balanço social deve demonstrar não só os efeitos positivos da atividade econômica,


mas também seus efeitos daninhos, como a emissão de efluentes, a poluição do ar e a
devastação de áreas verdes, por exemplo. O que se deseja obter é uma ferramenta que
permita à sociedade perceber se, ao longo do processo produtivo, a empresa forneceu
uma contribuição social positiva ou negativa. Não se esquecendo, obviamente, de seu
papel como fonte de informações para a tomada de decisão.

Em seu artigo Balanços Sociais Brasileiros: uma análise do seu estágio atual, publicado por
Siqueira em 2003, o autor analisa o balanço social de 22 empresas de grande porte distribuídas
pelos setores de energia, financeiro, concessionárias de serviços públicos, siderúrgicas, aterial
de construção, farmacêutico, automotivo, transporte, papel e celulose, cosméticos,
comunicações, petróleo e alimentos.

De acordo com a pesquisa realizada, o autor revela que, das 22 empresas, apenas sete
apresentaram algum aspecto negativo decorrente de sua atividade econômica e, mesmo
assim, de forma limitada.

A Biobrás oferece uma sentença com informação negativa, frente a um relatório com
quatro páginas. Na Azaléia e na Acesita há apenas uma linha informando sobre
acidentes de trabalho – não podendo esquecer que esta informação está dentro do
padrão sugerido pelo IBASE, cujo modelo foi adotado por ambas empresas. É
importante não esquecer que o balanço social da Acesita é consideravelmente extenso,
contendo 21 páginas.

De acordo com Siqueira (2003), existe um viés positivo nos conceitos e apresentações dos
balanços sociais por parte da empresa.

Analisando-se o modelo de balanço social proposto pelo Ibase, e disponível no seu site,
verifica-se que contempla indicadores sociais internos e externos, ambientais, do corpo
funcional e informações relevantes quanto ao exercício da cidadania empresarial. No entanto,
as informações relativas a aspectos negativos limitam-se apenas ao número total de acidentes
de trabalho, número total de reclamações e críticas dos consumidores. Os demais indicadores
ou são por si só positivos ou neutros, dependendo de uma análise mais profunda para se
conhecer se a contribuição da empresa, para o ambiente interno e externo, é mais positiva ou
negativa e com base em quais parâmetros.

Esse modelo de balanço social encontra, no entanto, respaldo em alguns autores como
Perottoni e Cunha (1997), para os quais o balanço social é um conjunto de informações
econômicas e sociais, que tem por objetivo a divulgação de informações sobre o desempenho
econômico e financeiro das empresas e sua atuação em benefício da sociedade mostrando,
como indica Siqueira, um viés positivo das informações, que no entendimento de Sucupira
(apud Siqueira, 2003) , é decorrente da visão do balanço social como peça de marketing
destinado a contribuir para um diferencial competitivo das empresas.

A utilidade de marketing do balanço social é condenada por Souza (1997), ao afirmar que
“balanço social não pode ser uma peça de marketing, mas uma demonstração responsável”.

1. Como você analisa as posições de Siqueira, Souza, Perottoni e Cunha quanto ao


balanço social? Com quem você concorda? Por quê?
2. A partir da análise da estrutura do balanço social do IBASE (em anexo) indique que
outros indicadores são importantes e que deveriam ser monitorados através de um
balanço social?
3. No Balanço Social da UNISINOS, é possível identificar as dimensões abaixo? Em caso
positivo, apresente alguns exemplos e faça uma avaliação:
a. Econômica: atividade econômica;
b. Ambiental: meio ambiente e práticas de trabalho e ao trabalho decente;
c. Social: direitos humanos, sociedade e responsabilidade pelo produto.
4. De acordo com o Balanço, quais os indicadores sociais que melhoraram e quais os que
decaíram?
5. Esta questão é somente para os alunos de Gestão de RH -Na condição de Gestor de
Recursos Humanos, considerando os indicadores sociais, que políticas de Recursos
Humanos você priorizaria para o próximo exercício de modo a melhorar estes
indicadores?
6. Esta questão é somente para os alunos de Relações Públicas – Apresente uma
sugestão para melhorar a Comunicação Interna em relação às ações de
Responsabilidade Social desenvolvidas pela Unisinos.
7. Entre os Projetos Sociais da Universidade, qual o que mais se aproxima do projeto
pensado para o seu grupo? Seria possível que o projeto de seu grupo agregasse valor a
algum projeto já desenvolvido pela Unisinos? Comente!

Referências Bibliográficas:

PEROTONI, M. A.; CUNHA, A. S. Balanço Social. Revista Brasileira de Contabilidade. Brasilia, n.


104, mar./abr.1997.

SIQUEIRA, J. R. Balanços sociais brasileiros: uma análise de seu estágio atual. Anais do 3º
Congresso USP de controladoria e contabilidade. São Paulo, 2003 (Texto em CD-ROM)
SOUZA, H. Empresa pública e cidadã. Folha de S. Paulo. São Paulo, 6 maio 1997.

Respostas do questionário:

1- Utilizo essa passagem do texto de Siquei(2003) como exemplo- “O balanço social deve
demonstrar não só os efeitos positivos da atividade econômica, mas também seus
efeitos daninhos, como a emissão de efluentes, a poluição do ar e a devastação de
áreas verdes, por exemplo. O que se deseja obter é uma ferramenta que permita à
sociedade perceber se, ao longo do processo produtivo, a empresa forneceu uma
contribuição social positiva ou negativa. Não se esquecendo, obviamente, de seu papel
como fonte de informações para a tomada de decisão.”

Concordo plenamente com a posição de Siqueira, a melhor maneira de identificar os


pontos a serem refinados é quando os tornamos visíveis. Assim como conversamos na
aula de hoje (16/04/21), só é possível apontar mudanças quanto podemos quantificar,
essa é a maneira mais contundente que temos em nossa atualidade gerencial.

3- Nas primeiras dez páginas do balanço social já pude encontrar menções de diversos
projetos que batem diretamente nas teclas solicitadas na questão. A Unisinos como
Universidade ao meu ver tem uma das maiores obrigações e capacidades de realizar
grandes entradas positivas na vida das pessoas. Por ser um centro de ensino que
teoricamente é o lugar que desmembra o conhecimento, divide entre muitos e
transforma o ser humano em alguém consciente e capacitado é supeeer necessário
demonstrar essa caminhada. Até mesmo puxar essa caminhada de fronte.

A- “Projeto Tecnosociais oferece assessoria gratuita a coletivos que buscam autonomia


financeira por meio do trabalho em conjunto.”

B- “Programa de Ação Socioeducativa na Comunidade (Pasec)”


“PROJETO REVITALIZA BIBLIOTECA NA COMUNIDADE JUSTO Ação arrecadou livros e
reforçou laços com os moradores locais”

C- “Programa “Remição e Leitura” permite que detentos tenham a pena diminuída a


partir da leitura de obras clássicas, filosóficas ou científicas”
“Oficinas desenvolvidas pelo Pró-Maior mostram que o empoderamento e o exercício
da cidadania podem acontecer em qualquer idade”

4-
A maior queda que pude notar foi no indicador “PROJETOS, AÇÕES E CONTRIBUIÇÕES
PARA A SOCIEDADE”, em geral a quantidade de pessoas beneficiadas pelos projetos
diminuiu consideravelmente, ainda mais quando se trata de ações que beneficiam
diretamente a vida das pessoas.
No indicador “INDICADORES SOBRE O CORPO FUNCIONAL” é visível o crescimento em
direção a igualdade, mesmo a passos pequenos podemos perceber o rumo do
emparelhamento de cargos e salários, assim como o aumento na diversificação do
corpo funcional da universidade.

6- Fiquei com bastante dúvida nesta questão. A Unisinos é um mundo de ideias e


projetos. O mais próximo que consegui chegar de alguma ideia que beneficiasse foi em
torno da criação de um espaço que categorize todas elas e que tipo de infraestrutura
ou informações em todos os níveis cada projeto tem acesso. Talvez dessa maneira
projetos sociais pudessem conversar entre si, em questão de ideias, divulgação,
aprimoramento, expansão e evolução de infraestrutura.

7- A minha ideia de projeto social é uma idealização de um projeto particular, que tem
um grande cunho social, o nome do projeto é “projeto muda”. Que consiste
basicamente em produzir uma armação vertical de mudas de frutíferas e vegetais.
Claro que possui muito mais detalhes, mas ideia central é essa, introduzir a cultivação
de alimentos dentro da casa das pessoas, de modo que a longo prazo influencie
financeiramente também.