Você está na página 1de 8

You Can Trust

boletim 220AP

VR9030A Ground Fault Relay


K
N
LA
B
BOLETIM 220A VR9030A
Ground Fault Relay
O VR9030A é um relê da família
VR90XX, desenvolvido para inte-
grar sistemas de excitação de mo-
tores síncronos ou geradores.
Este tipo de aplicação, necessita
que o campo seja monitorado para
se detectar uma primeira ocorrên-
cia de fuga à terra no campo, evi-
tando assim que uma segunda fal-
ta em outro ponto danifique o sis-
VR9030A ALGUNS RELÊS DA FAMÍLIA VR90XX tema.
O relê pode detectar falta à terra
O VR9030A é um membro da família de Um botão de “Reset” frontal e uma entra-
mesmo com a máquina parada e
relês de baixo custo e de funções dedica- da de “Reset” remoto com contato seco excitação desligada, não depen-
das para aplicações em sistemas de con- “Normalmente Aberto”, permite resetar o dendo da tensão de excitação para
trole e proteção de motores síncronos e ge- relê em caso de detecção de falta. detecção da falta.
radores. Um botão frontal e uma entrada de “Trip /
Ao contrário de relês tipo multifunção, o Teste” remoto com contato seco “Normal-
uso de diversos relês com funções dedica- mente Aberto”, permite forçar a atuação VR9030A
das permite a escolha somente das funções do mesmo remotamente para efeito de tes- • Alimentação de 110 VCA ou
requeridas, com a diminuição da comple- te.
220 VCA, especificada no pedido.
xidade. Adicionalmente, em caso de falha Três LEDs (Light Emiting Diode) frontais
de um dos relês do sistema, o mesmo pode indicam o status do relê a saber: “Power • Isolação de 1000 V entre alimen-
ser focalmente substituído ou retirado do On”, “Armed” e “Trip”. O primeiro sinali- tação e campo.
sistema por “By Pass” para operação za a presença de alimentação, o segundo a • Pode ser aplicado em campos de
emergencial. condição armado, ou seja, monitorando o até 600 VCC.
O VR9030A é um relê que se destina a sistema e o terceiro a condição de ocorrên- • Sensibilidade mínima de 500
monitorar uma eventual primeira ocorrên- cia da falta. Ohms para falta no borne negativo
cia de falta à terra (fuga de corrente para a Dois bornes permitem a seleção de dois do campo.
terra) no campo da máquina. Um único retardos (Delay) de atuação pré-programa- • Sensibilidade máxima depen-
ponto de fuga numa primeira ocorrência, dos internamente (0,5 Segundos ou 5 Se- dendo da porção do campo na qual
sem a monitoração, normalmente não in- gundos).
ocorrer a falta.
terfere no funcionamento do sistema, po- O sinal de falha está disponível em conta-
rém caso ocorra um segundo ponto de fuga, tos secos tipo SPDT (NC, Commom, NO). • Botão de Teste / Trip Frontal.
o sistema (campo ou excitatriz) poderá ser O relê VR9030A pode ser aplicado em cam- • Botão de Reset Frontal.
danificado. Desta maneira o relê VR9030A pos com até 600 VCC de tensão máxima. • Entrada para contato seco “Test
poderá ser utilizado para ativar um alarme / Trip” remoto.
somente, em vez de prover o trip do siste- • Entrada de contato seco “Reset”
ma, permitindo ao usuário efetuar a para- remoto.
da controlada e programada do sistema • Saída contato seco N.A / N.C.
para manutenção. (SPDT).
O relê VR9030A utiliza uma tensão isola- • Seleção de tempo de retardo de
da da alimentação para circular uma cor-
0,5 Seg ou 5 seg.
rente em uma eventual falha, inclusive al-
guma ocorrida no borne de campo negati- • Indicação de status e atuação por
vo, não dependendo desta maneira da ten- LEDs.
são de excitação para detectar à falha. • Caixa DIN 100 x 75 mm, para
Em caso de ocorrência de falta a terra mo- trilhos ou fixação por parafusos.
mentânea (>0.5 Seg. ou > 5 Seg.), o relê • Possui limitação de corrente in-
atua e permanece atuado mesmo que a fal- terna em caso de ocorrência de falta
ta tenha desaparecido. à terra, protegendo o relê.

T3
VR9030A BOLETIM 220A

CARACTERÍSTICAS:
M O TO R or
O VR9030A Ground Fault Relay pos- G E N E R AT O R
sui as seguintes características principais:
(+) F IE L D ( V EX C+ )

• Construção: em caixa DIM para uso E X C IT E R


V F+ CU RRENT IS O L AT IO N
SEN SE AC / DC CONV TR A N SFO RM ER

T
IF

UL
em trilho ou com parafusos. IF
(R E F )
(V S + )

FA
R
(-) (V S - )

IF
• Alimentação: 110 VCA ou 220 VCA IF
IF
IF
/ 3VA selecionada no pedido. L O G IC
IF A M P L IF IE R
IF
• Faixa Admissível de Tensão de Ex-
citação: 0 a 600 VCC. R E L AY

• Seleção de Retardo (Delay): 0,5 Seg P. S U P P LY P. S U P P LY


com bornes 15 / 16 abertos e 5 Seg com TR A N SFO RM ER

bornes 15 / 16 Fechados.
• Relê de Saída: Contatos secos para
até 2A / 250VCA ou 0,5A / 50 VCC. PRINCÍPIO DE OPERAÇÃO:
• Tensão de saída de monitoração: 25 No diagrama de princípio acima pode-se IF = (VS + (VEXC x P% /100)) / RFaul
VCC. entender a operação do mesmo. Uma fon-
• Limitação de corrente: 10 mA te interna de tensão CC tem o seu positivo Pode-se perceber então que a sensibilidade
• Indicação Luminosa por LEDs: ligado ao borne negativo (ou zero confor- aumenta conforme a falta ocorra cada vez
“Power On”, “ARMED” e “TRIPPED”. me a convenção) do campo. O negativo mais próxima do lid positivo do campo.
desta mesma fonte é ligado ao terra do sis-
• Tempo para Atuação: 0,5 Seg OU 5 tema (onde esta aterrado a carcaça da má- Detectada a presença de corrente pelo tem-
Seg. quina). po selecionado, a lógica do relê irá promo-
• Tensão presente nas entradas de Em caso de ocorrência de uma falta (Fuga ver a atuação do mesmo.
“Teste” e “Reset”: 12 VCC. de corrente entre campo e carcaça do ge-
rador) o circuito de corrente contínua do
relê apresenta continuidade (fecha), ocor-
SELEÇÃO DE TEMPO ATUAÇÃO rendo uma corrente CC que é detectada e
D e l ay C o ntr o l Tr i p ocasiona a comutação do relê de falha in-
terno após o tempo selecionado.
B15 / B 16 ON 0 .5 Se g Caso a falta ocorra no borne negativo do
campo, a corrente cujo caminho e sentido
B 15 / B 16 OFF 5 Se g
pode ser verificado no diagrama será:

IF = VS / RFaut

Neste caso a sensibilidade é mínima, sendo


igual a 500 Ohms.

Caso ocorra a falta em qualquer outro pon-


to do campo; a tensão existente naquele
ponto, durante a operação, proveniente da
excitatriz, se soma com a tensão gerada in-
ternamente no relê, aumentando a sensibi-
lidade, conforme as curvas no gráfico ao
lado. A corrente IF para a porcentagem P%
em que ocorrer a falta, sendo que 0% se
refere ao lid negativo e 100% se refere ao
lid positivo será então:

T4
BOLETIM 220A VR9030A

EXEMPLO DE APLICAÇÃO.

V R 9030 A
REM OTE
N . C . FA IL RESET O esquema ao lado mostra as ligações
básicas do relê.
REM OTE Os bornes 11 e 12 devem ser conectados
N . O . FA IL T R IP / T E S T ao “Lid Negativo” do campo e ao “Ter-
ra” (Ground) do sistema respectivamen-
CLOSE FO R te. Não podem ser ligados invertidos.
D E L AY = 5 S e g . Normalmente selecione um tempo de 5
G R O UN D F A U LT R E LA Y
RESET

Seg para a atuação do mesmo, já que esta


falha não exige atuação imediata, evitan-
M O TO R or
G E N E R AT O R do assim atuação por ruídos ou correntes
TE S T

(+) induzidas espúrias.


(+)
F IE L D E X C IT E R
(-)
(-)

START UP:
1- Selecione o retardo requerido abrindo
(0,5 Seg) ou fechando (5 Seg) os bornes
14
15 e 16.
13
V N = 600V 2- Efetue a fiação conforme esquema ao
12
lado, utilizando cabos adequados. Note
11 que a carcaça do gerador ou excitatriz
V N = 500V
10 rotativa deve estar aterrada no mesmo ter-
9 ra ligado ao borne 12. O borne 11 deve
V N = 400V
8 ser ligado obrigatoriamente no borne de
7 tensão zero (ou negativa conforme a no-
V N = 300V
6 menclatura utilizada) do campo.
5
V N = 200V
3- Com a máquina parada efetue um teste
4 pressionando-se o botão de teste pelo
3 tempo necessário (0,5 ou 5 seg).
V N = 100V
2 4- Caso o teste acima resulte positivo, efe-
V N = 50V
1 tue um segundo teste ligando-se momen-
taneamente um resistor de 450 Ohms /
10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 % 0.25 Watt entre campo - e Terra.
F ield R a te F a u lt - % 5- Caso os testes acima resultem positi-
vo, o relê está OK e operacional. Repita
os testes dos itens 3 e 4 acima com a má-
quina girando e excitada.
6- Durante os testes, os contatos de saída
devem ser checados para se verificar a
efetiva atuação. Cuidado para não efetu-
ar o trip do sistema durante o teste.

T5
VR9030A BOLETIM 220A

MANUAL DO USUÁRIO: OUTLINE: OUTROS PRODUTOS VARIX:


Este boletim acompanha o manual do usu- Excitatrizes Estáticas e AVRs:
ário, juntamente com a Folha de Dados A Varix possui um linha completa de Exci-
do relê, contendo os dados relativos ao tatrizes Estáticas para motores e gerado-
tipo específico comprado, bem como in- res, com dezenas de modelos de
formações úteis para o futuro, como nú- 1 :
V R 9030A
110 VA C servoreguladores e AVRs inclusive digitais.
2 : 110 VA C
mero de pedido, data de compra e núme- 3 :
4 :
5 :
NOT CONNECTED
NOT CONNECTED
NOT CONNECTED Além de componentes a Varix fornece tam-
ro de série, além das condições de forne- 6 :
7 :
8 :
NOT CONNECTED
N . O . R E L AY
C O M M O N R E L AY bém sistemas completos de excitação.
9 : C O M M O N R E L AY
cimento e termos de garantia padrão Va- 10 :
11 :
N . C . R E L AY
F IE L D -

rix. Este conjunto forma o manual do usu-


12 : GROUND
Retificadores de Grande Porte:

125 mm
13: NOT CONNECTED
14 : NOT CONNECTED
15 : N . O . T IM E R

ário para este equipamento. 16 :


17 :
18 :
N . O . T IM E R
N . O . R E M O T E T R IP / T E S T
N . O . R E M O T E T R IP / T E ST
Controlados, refrigerados a ar ou à água,
19 :
20 :
N. O. R EM OTE RESET
N. O. R EM OTE RESET até 100.000 Ampéres.
Controladores de Potência:
APLICAÇÃO: Monofásicos, Bifásicos e Trifásicos, até
O usuário deve entender perfeitamente as 2000 Ampéres, PWM ou ângulo de fase.
características, limitações e proteções an-
tes de especificar e aplicar qualquer equi- Contatores de Estado Sólido e Chaves
pamento. Estáticas:
Entre os aspectos mais importantes res- 100 mm Monofásicos, Bifásicos e Trifásicos até
saltamos os seguintes: correntes e tensões 2000 Ampéres, para alta frequência de
máximas, cuidados com ruídos eletromag- manobras.
néticos ou ripple nos sinais, que possam Soft Starters:
interferir com os mesmos e principalmen- Até 1200 Ampéres nominais, com todos os
te entender perfeitamente as característi- recursos disponíveis usualmente, como Par-
cas de operação do equipamento. ON
tida Suave, Parada Suave, Energy Saver,
75 mm

O desenho de aplicação deste boletim é TE ST RE SET


ARM E D Booster, Brake e diversas proteções.
fornecidos como exemplo. Cabe ao usuá-
Chopper para motores CC:
rio o correto dimensionamento e esque- G R O U ND F A U LT R ELA Y
TR IPE D
VR 9030A
ma real de aplicação. A Varix pode forne- Aplicáveis em pontes rolantes, monovias,
cer toda a engenharia necessária bem carros de transporte etc.
como equipamentos completos e sistemas. Chopper para motores de anéis:
Substitui os vários bancos de resistências
do rotor e propicia controle linear.
C O D IG O D E E N C O M E N D A Relês de proteção para motores e gera-
dores:
VR9030A / X Linha de baixo custo, em caixas DIM, apre-
P O WER 1 = 1 1 0 VC A
X SU P P LY 2 = 2 2 0 VC A
sentando ótima confiabilidade e facilidade
de aplicação.
EXEM PLO : Transmissores de Sinais para RTD e
VR 9 0 3 0 A/1 : R e lê de Falta a Te rra, Alim e ntaç ão Termopares:
1 1 0 VC A.
Compactos e encapsulados, com saída 4 a
20 mA verdadeiro, a dois fios, sem neces-
sidade de alimentação separada.
Crowbar e Supressores de Transientes
ativos:
Aplicáveis em excitação de motores e ge-
radores.
Relê Digital programável para monito-
ração de Disjuntores e Contatores:
Para cargas e processos importantes.

T6
K
N
LA
B
Varix Electronics Headquarter:
Rua Phellipe Zaidan Maluf 1501 - Distrito Industrial Unileste
Piracicaba - SP - CEP13.422.190 - Phone: (55) (19) 3424.4000 - Fax: (55) (19) 3424.4001
www.varix.com.br email: info@varix.com.br

Varix Electronics USA:


10001 NW 50 Th Street - Bldg. 102-A
Fort Lauderdale - Florida - 33351
Toll Free: 1-800-238 6696 - Phone: (954) 572 5535 - Fax: (954) 572 0331

• EXCITATRIZES ESTÁTICAS PARA GERADORES.


• EXCITATRIZES ESTÁTICAS PARA MOTORES SÍNCRONOS.
• AVRS -AUTOMATIC VOLTAGE REGULATORS.
• SOFT STARTERS PARA MOTORES.
• CONTROLADORES DE POTÊNCIA.
• CESS - CONTATORES DE ESTADO SÓLIDO.
• RETIFICADORES CONTROLADOS ATÉ 150.000 A.
• CHOPPERS PARA MOTORES.
• RELÊS DE PROTEÇÃO PARA SISTEMAS DE EXCITAÇÃO.
• RELÊ DIGITAL DE SUPERVISÃO DE DISJUNTORES.
• TRANSMISSORES E TRANSDUTORES.
• CONTROL BOX PARA MOTORES SÍNCRONOS.
• CROWBAR PARA MOTORES SÍNCRONOS.
• CROWBAR PARA PROTEÇÃO CONTRA TRANSIÊNTES.
Sistema de Qualidade • EQUIPAMENTOS DE TESTE AUTOMÁTICO.
Certificado ISO 9002 • EQUIPAMENTOS ESPECIAIS.

Você também pode gostar