Você está na página 1de 30

Revista PróUnim | Novembro 2009 | 1

Cinco anos
mudando histórias na
construção de um Novembro de 2009

mundo melhor
2 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 3

Conheça o novo site


do PróUnim.
Ele mudou para melhor
Acesse o endereço eletrônico www.prounim.com.br e
fique por dentro dos projetos do Programa de Ação
Social da Unimed Cuiabá (PróUnim) e da Política de
Responsabilidade Socioambiental da Cooperativa.

Lançada no dia 24 de setembro, a Política de Res-


ponsabilidade Socioambiental estabelece compro-
missos, diretrizes e parâmetros de acompanhamento
das ações da Unimed Cuiabá em responsabilidade
socioambiental para os próximos dez anos.
4 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 5

SUMÁRIO SUMÁRIO
Diretoria Projetos Esportivos
pág 06 pág 36
Com a palavra, as diretoras Projeto Atletas

Projetos de reinserção social e educativos Projetos Colaboradores


pág 10 pág 42
Projeto Parque Atalaia Coral dos colaboradores
Projeto Canção de Roda Apoio às reuniões sociais
Projeto Educando Biblioteca
Creche Jardim Mossoró Incentivo à prática esportiva

Projetos Culturais Patrocínio / Obras


pág 24 pág 48
Coral Mestre Albertino Casa do Hemofílico
Projeto “Siminina” Ala pediátrica da Santa Casa – Brinquedoteca
Escola Municipal de Educação Senador Darcy Ribeiro Enfermaria infantil do Hospital do Câncer
Lactário do Hospital Universitário Júlio Müller
Biblioteca / Ambulatório de triagem auditiva do Hospital Júlio Müller
Pronto Socorro e Hospital Municipal de Várzea Grande/MT
Projetos de parceria em saúde
pág 30
Eles também são o PróUnim
Associação Criança Feliz pág 52
Creche Espírita Caminho Redentor
Projeto Via Láctea Eles também ajudam a construir a
De cara limpa contra as drogas história do PróUnim
Associação Espinha Bífida de Mato Grosso
Lar Espírita Wantuil de Freitas
Apae-MT
Uniodonto-MT
6 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 7

Uma vitória de todos PróUnim, cinco anos


de sonhos realizados

Diretoria
“É gratificante para o PróUnim ter a oportunidade de ser protagonista em um trabalho cujo objetivo
principal é a transformação social, por meio da inclusão de cidadãos que não têm acesso aos programas No ano de 2004 iniciamos uma nova história na realidade desta Cooperativa cuiabana ao ser criado o
governamentais. Mais importante ainda é propiciar que mais pessoas possam ser mobilizadas em ativida- Programa de Ação Social da Unimed Cuiabá (PróUnim), onde voluntários dedicaram o seu tempo pessoal
des voluntárias. Há aqueles que estão necessitados de auxílio enquanto de outro lado, existe a moti- de forma espontânea, magnífica, com muito amor, sem remuneração financeira. Com muita gratidão, feli-
vação e disposição de outros em se doar. Assim, promovendo a ligação dos que precisam com os que cidade, carinho de todos que foram beneficiados com os projetos há um reconhecimento social unânime
podem ajudar, é possível contribuir para tornar a vida melhor para mais pessoas. em todas as camadas sociais deste estado de Mato Grosso.
Após cinco anos de um incessante trabalho, posso dizer que, graças à dedicação e ao trabalho de mui- Nesses cinco anos conseguimos ampliar substancialmente os projetos apoiados e os desenvolvidos pelo
tas pessoas, somos vitoriosos. E todas as conquistas só foram possíveis com o engajamento dos mui- próprio programa. E as ações seguem nas mais variadas áreas, o que nos deixa absolutamente antenados
tos que aceitaram e buscaram a missão de ajudar e mudar vidas. Hoje, a Unimed Cuiabá, por meio do com as propostas do Cooperativismo idealizado em Rochdale (1844), no que diz respeito à educação, forma-
trabalho desenvolvido pelo PróUnim, é considerada referência nacional em responsabilidade social. ção e preocupação com a comunidade.
Diretoria

Esta é só uma das formas de retorno aos cooperados, colaboradores e clientes da Unimed Cuiabá. O Prounim é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), reconhecida pelo Ministério
Mais importante do que a credibilidade pública, está o aprendizado de cada um. Quem participa da Justiça em 20 de fevereiro de 2008 (lei nº 9.790/1999), tendo como seus principais parceiros a Unimed
dos projetos tem a exata noção de que não só as pessoas beneficiadas pelos projetos ganham algo. Cuiabá, os cooperados e os colaboradores. A sua administração tem autonomia política, administrativa e
Quero agradecer a Deus, porque Ele me deu a chance de passar pela vida contribuindo para me- financeira. Pratica uma gestão direcionada aos projetos próprios da Unimed Cuiabá, de entidades públicas,
lhorar a vida de pessoas que eu nem conhecia. Agradeço minha família por ter entendido os perío- filantrópicas e outras parcerias.
dos de ausência. Cada degrau superado no PróUnim, foi também, para mim, de superação pessoal. Com o lançamento da Política de Responsabilidade Socioambiental da Singular, em 24 de setembro de
Espero que o programa siga esse caminho, de ajudar e beneficiar cada vez mais pessoas, mudando 2009, ratificamos esse compromisso. É uma forma de fazer com que ações como as desenvolvidas pelo
vidas e transformando histórias.” PróUnim continuem sendo levadas à frente, no mínimo, pelos próximos dez anos.
Ivana Fares, presidente do PróUnim Dr. Kamil Fares, médico cooperado e presidente da Unimed Cuiabá
8 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 9

Cinco anos gratificantes Experiência desafiadora


“Avalio que o PróUnim começou a atingir um estado de “Fico muito emocionada e satisfeita por ter tido a oportunidade de
evolução em que conseguiu o reconhecimento da socie- participar do PróUnim. O trabalho desenvolvido, voltado para a melho-
dade e do público interno, colaboradores e cooperados, da ria da comunidade e das pessoas, atingiu o seu objetivo. Um exemplo
Unimed Cuiabá. Estes cinco anos foram muito gratifican- marcante foi a criação de uma cooperativa por um grupo de mulheres
tes para mim, pela prática do trabalho voluntário e pelas do Parque Atalaia, que era atendido pelo PróUnim. As participantes, com
conquistas obtidas. Todos os projetos, hoje, sem exceção, a melhoria da auto-estima, tiveram a segurança de se tornar indepen-
atingiram um nível avançado de profissionalismo, e todos dentes do Programa. Outro projeto que causa muita satisfação é o
estão muito bem estruturados. Encontrar com essas crianças, Canção de Roda. Ele foi idealizado após tomar-se conhecimento que

Diretoria
algumas trabalhando na Cooperativa, é um motivo de orgulho, muitas crianças deficientes auditivas não conseguiam adaptar-se com oss
porque eles aproveitaram a oportunidade dada. Se eles não aparelhos auditivos, o que lhes causava grande sofrimento junto à família,
tivessem essa chance, qual a perspectiva de futuro que teriam? na escola e no convívio social. Chegamos a conclusão que essas crianças neces-
A credibilidade alcançada foi uma conquista tremenda, pois com o resultado do trabalho sitavam de orientação por profissionais habilitados. Muitas voluntárias dão apoio
a sociedade abriu as portas para parcerias e novos patrocínios. Hoje temos uma equipe aos projetos. Mas o voluntariado ainda não faz parte da cultura do povo brasilei-
sólida, que atinge as metas propostas. Estes cinco anos foram de um aprendizado que me ro. Trabalhar como voluntário em uma organização fundada na responsabilidade
impôs, inclusive, uma pós-graduação em gestão de pessoas. Para o futuro vou continuar me social, e não na filantropia, é um desafio. O voluntário deve ser preparado para o
dedicando a algum projeto de voluntariado. Isto já está no meu projeto de vida, melhorar trabalho que vai realizar junto à instituição; deve entender que a instituição tem
a vida das pessoas. Agradeço a ajuda de todas as pessoas que se dispuzeram a nos ajudar o seu programa, as suas metas, o seu método de trabalho. Porém, ser voluntário é
nestes anos todos. Espero comprometimento das pessoas que vão conduzir o PróUnim nos participar da transformação das pessoas para melhor. Desejo às novas gestões que
próximos anos para que o trabalho que implantamos continue por muito tempo.” virão muito sucesso e que os projetos sociais se fortifiquem.”
Maria Alice Thommem Pereira, vice-presidente Margarete Blanch M. Spadoni, diretora de projetos

Uma realização pessoal “Uma lição de solidariedade.”


“Se pudesse voltar no tempo, faria tudo de novo. O benefício que o trabalho do PróUnim trouxe
“Sou muito feliz com as ações que foram planejadas nestes cinco anos a um povo carente é imensurável. Vejo nossa atuação como complemento daquilo que nossos
pelo PróUnim. Tive o privilégio de ser convidada a participar, como vo- governantes não conseguem fazer. E perceber que este trabalho, que começou com cinco vo-
luntária, dessa diretoria de sucesso. Criamos uma Oscip (Organização da luntárias, mudou a vida das pessoas é gratificante. Até me arrependo de não ter iniciado como
Sociedade Civil de Interesse Público) e nos dedicamos com muito carinho voluntária antes e agradeço o PróUnim, que foi uma benção na minha vida. Nesse momento, o
em ajudar as pessoas. Tudo foi feito da melhor forma, com muito profis- dinheiro nem passa pela cabeça, maior é a gratificação sentida com o resultado social desse traba-
sionalismo. Sou formada em Serviço Social e procurei, durante este perío- lho. O PróUnim, hoje, é um nome forte. Ele já nasceu grande e representa a Unimed Cuiabá. Dessa
do, seguir esse caminho. O resultado que hoje posso ver me deixa muito p
parceria mantivemos alguns dos valores que temos na Cooperativa, como
Diretoria

contente. Hoje, o PróUnim é um programa maduro, capaz de seguir e isso transparência. Participar do PróUnim é uma lição de solidariedade. Tem
eu considero uma realização pessoal. Fui coordenadora do projeto Canção de Roda uma coisa que ninguém pode dar no meu lugar, o tempo que investi
e acompanhei o desenvolvimento de crianças que, até então, não tinham nenhuma nesse projeto. E isso retornou para mim de uma forma maravilhosa. E a
perspectiva de inclusão social. Graças ao trabalho das voluntárias, como eu, e das você que não sabe como ajudar, seja no PróUnim, seja em outro lugar,
profissionais essas crianças podem hoje interagir com todas as outras pessoas. O um conselho: estamos de braços abertos para receber pessoas que
PróUnim veio para brilhar em Cuiabá e brilhou por causa do voluntariado. Assim, foi contribuam conosco. Não importa o que você sabe fazer, sempre
possível cada um de nós empenhar o melhor em troca do bem. Não quero e não existe alguma coisa que pode e precisa ser feita. E sempre somos
vou parar. Serei, para sempre, voluntária do PróUnim”. mais fortes quando agimos juntos”.
Janice Maria L. Ponce, diretora assistente social Mujacir Carlos Sousa Ponce, diretora financeira
10 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 11

reinserção social
e educativos
Projetos de
Oportunidade. Muitas vezes, esta é a chave para a
evolução de pessoas. Centenas de exemplos de pes-
soas que só precisavam de uma chance para vencer
podem ser contadas pelos moradores do Parque
Atalaia, em Cuiabá. Hoje, o bairro tem o orgulho de
mostrar inúmeros casos de superação, demonstrando
que, para muitos, uma oportunidade é a certeza de um
futuro melhor. Como resultado, além de um aumento no
aproveitamento escolar, uma cooperativa de trabalho foi
criada e hoje garante o sustento a muitas famílias.
O Projeto Canção de Roda, composto de crianças e ado-
llescentes portadores de deficiência auditiva, conseguiu a
integração destes jovens à sociedade e mostrou que nem só
in
as palavras comunicam. Funcionando em um espaço cedido
pela Unimed Cuiabá, o Canção de Roda iniciou suas ativida-
pe
Projetos de reinserção social e educativos des em 2005, com três profissionais e um número restrito de
Atuação: Oferecimento de atividades de lazer, crianças. Quatro anos depois, o projeto já possui sede própria, e
crian
físicas, artísticas e culturais de caráter diversifica- conta com toda a estrutura necessária para o acompanhamento
do; facilitação e promoção de inclusão social do psicoterapêutico e fonoaudiológico dos jovens e de suas famílias.
psicot
portador de deficiência auditiva; construção de Projeto Educando é o desdobramento das atividades reali-
O Proj
prédio para o atendimento de crianças. zadas pelo Parque Atalaia e Canção de Roda. Nele, os jovens,
Projetos atendidos: Projeto Parque Atalaia; adquirem conhecimentos de informática e são preparados
adquir
Projeto Canção de Roda; Projeto Educando; e para iningressarem na vida profissional. O PróUnim acredita na
Projeto Creche Jardim Mossoró. educação como fator de mobilização, integração e crescimen-
educa
Pessoas atendidas: 470. to da ssociedade. E, por isso, continuará apoiando e trabalhan-
do na promoção da educação.
12 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 13

Projeto Parque Atalaia


“Trabalho há dois anos para o PróUnim. Dou aulas para crianças, adolescentes e
mulheres. Na parte da manhã, das 8h às 9h, e das 13h às 16h. Conheço o projeto
desde o início. Fui convidada pela Dona Ivana. Não faço nem ideia de quantas
pessoas já ensinei. Temos um caso de um menino que queria comprar uma chu-
teira e não tinha condições, o Marcos. Vendendo um chaveiro em forma de jaca-
ré, que ensinamos ele a fazer, conseguiu realizar o sonho de comprar a chuteira.
Além de ensinarmos eles a fazer, ensinamos a vender, a precificar o que produ-
zem. Temos casos de mulheres que se sentem sozinhas, e aí passam a encarar as
aulas como terapia. As meninas são extremamente caprichosas. A gente percebe
que melhora a vida dessas pessoas. Basta ver como eles agiam quando entraram
aqui e como estão hoje. Para mim, trabalhar aqui é gratificante. Em primeiro lu-
gar, porque conseguimos mudar as visões que muitas crianças tinham. Aqui é um
bairro carente, cheio de problemas.”
Odenir Cardoso de Resende, professora de artesanato

“Estou no projeto há cinco anos. Participo das aulas


do coral e artesanato. Já fiz capoeira, reforço escolar e
flauta. O reforço eu precisei por algumas notas baixas
e me ajudou bastante, consegui recuperar as notas. Vim
para o projeto graças ao meu irmão que adorava aqui
e me incentivou a vir. Aqui no bairro não temos muitos
recursos, muitas opções. Se não tivéssemos o projeto não
teríamos perspectiva. O projeto me ensina sempre. Amo
cantar e quero muito continuar a fazer as aulas. Mesmo
quando crescer, nunca vou me esquecer desta oportunida-
“Me emociono de que o PróUnim me deu.”
Brenda Guerra de Oliveira, aluna do Parque Atalaia
em falar deles.”

“Já estou aqui há dois anos e meio. Ajudar


dar essas ccrianças
rianças
i é gratif
gratificante
ifii cante d
demais.
em ais
i VVer
er aon-
Projetos de reinserção

de essas crianças já chegaram e onde podem chegar. Tenho uma paixão muito gran- “Dou aula de capoeira há cinco anos. Conheci o projeto graças a meu professor,
social e educativos

de por todas elas. Tive alunos que me causaram muitos problemas e hoje tomaram que dava aulas aqui. Ele faleceu em um acidente e passei a dar aulas no lugar
um rumo na vida. Não é fácil lidar com crianças e adolescentes, ainda mais em um dele. Vi inúmeros casos de crianças que deixaram más companhias, más amizades
lugar com tanta violência. Eu me emociono ao falar deles, porque são lições de vida graças ao projeto. Um exemplo é um aluno que tinha más influências e hoje é um
e aprendo a cada dia mais. Quando cheguei aqui, estava muito assustada. Acho que dos melhores. Sabemos da nossa responsabilidade. Se dermos espaço, as coisas
sou uma mãe para eles, além de amor, corrijo, oriento. Fomos nos conhecendo aos ruins se aproximam. Sou muito amigo das crianças, já desenvolvi essa relação com
poucos e hoje não me vejo fora daqui. Só de me imaginar longe do projeto começo eles. De todos os projetos que eu já trabalhei e trabalho, aqui é o melhor lugar.
a chorar. Aqui é a minha casa. Este trabalho feito pelo PróUnim é gratificante, forma Exatamente porque há uma opção para as crianças e existem oportunidades para
uma equipe que faz daqui um lugar melhor.” os adolescentes, que estão iniciando a vida adulta. Aqui no projeto, somos uma fa-
Elaine Lima Araújo Corrêa, coordenadora do projeto mília e construímos uma relação com estas crianças, que poderiam ter outro rumo,
não fosse a capoeira e o PróUnim”.
Richard Maurício dos Santos, professor de capoeira
14 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 15
“Aprendo trabalhos manuais há um ano aqui no
“Falar do Projeto Parque Atalaia, do PróUnim, é uma satisfação. Quando comecei a traba- projeto do Parque Atalaia. Para mim, as atividades
lhar aqui, estava no primeiro semestre do curso de Pedagogia. Uma das coisas que me funcionam como uma terapia. Antes, não sabia fazer
deixa realizada é que a teoria que aprendo na faculda- nenhum tipo de trabalho manual e, graças ao empe-
de coloco em prática no projeto. Meu maior orgulho nho da professora, faço bons trabalhos, elogiados por
é poder ajudar as crianças a se verem como pessoas todos. O projeto do Parque Atalaia é muito impor-
importantes, capazes de fazer a diferença. Me toca ver, tante para toda a comunidade. Me sinto muito feliz
por exemplo, um senhor de 60 anos que quer conhecer aqui porque conheço pessoas que foram ajudadas e

Projetos de reinserção
social e educativos
as letras para poder ler a bíblia. Busco trazer os ensina- tiveram suas vidas mudadas com as atividades desen-
mentos para o cotidiano dessas pessoas, para que eles se volvidas pelo PróUnim.”
apropriem de suas histórias e se engajem na luta por uma Lucilei Rezende de Souza, aluna do Parque Atalaia
sociedade melhor. E isso o PróUnim tem feito ao dar esta
oportunidade a um povo tão carente.”
Roseli Barbosa de Oliveira, professora de reforço escolar

“Trabalho no Parque Atalaia há quase 4 anos e tenho muito orgulho em assumir essa
responsabilidade. Entrei aqui como estagiária e já neste momento vi que estava se-
guindo minha vocação de trabalhar com crianças. Hoje sou, com muito orgulho, uma
colaboradora da Unimed Cuiabá. Aqui dentro pude ver que ela faz jus ao lema de
buscar melhorar a vida das pessoas, ainda mais com o PróUnim, que para mim é tudo.
Trabalhar aqui me deixa mergulhada em profundas emoções, é estar envolvida no
crescimento das crianças, na construção de um conceito de cidadania. A maior prova
disso foi o caso de um garoto que tinha o sonho de entrar na Escola Técnica Federal
(Cefet). Preparamos uma programação especial e ele pode realizar esse sonho. É ma-
ravilhoso ensinar crianças a descobrir um novo mundo, cheio de histórias, símbolos e
ver seus olhos brilhando. Agradeço ao PróUnim por esta oportunidade.”
Vilany Angela da Silva, professora de reforço escolar ílias
am renda a inú meras fam
Atividades manua is ger

“Nunca vou esquecer as


pessoas do projeto.” “O Parque Atalaia representa tudo para mim. Sem ele,
Projetos de reinserção

“Um dia, meus amigos me chamaram para participar do nem sei o que seria de mim. Graças à ajuda dos profes-
social e educativos

projeto. Fiz curso de trabalhos manuais, coral e flauta. Fi- sores e da coordenadora, me tornei uma pessoa melhor. r.
quei lá 4 anos. Antes disso só tinha a escola como opção E, além disso, conheci minha grande paixão no projeto:
ou então ficar na rua. Aí fui escolhida para participar do a capoeira. Com ela, já viajei para participar de eventos,,
projeto educando. Nem faço ideia de como seria minha fui escolhido para integrar o projeto Educando e, hoje,
vida sem o PróUnim, acho que já até teria ido por outros sou um aprendiz na Unimed Cuiabá. Aprendi que por
caminhos. Vejo muitos amigos que não tiveram chance, mais que você passe necessidade, você veja sua mãe
inclusive uma amiga que morreu. Eu nunca vou esquecer chorar e sofrer, nunca vá por caminhos aparentemente
as pessoas do projeto. As pessoas me ajudaram e ajudam mais fáceis, nunca faça as coisas erradas. Siga sempre
bastante. E sem o Programa, com certeza, não seria hoje de cabeça erguida, bola para frente e nunca, nunca
estagiária na Unimed Cuiabá.” mesmo, desista dos seus sonhos.”
Jamile Silva da Cruz, aluna do Parque Atalaia Gleydson Oliveira Costa, aluno do Parque Atalaia
16 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 17
“Aqui no Canção de Roda a gente aprende mais do

Projeto Canção de Roda que ensina. Na verdade a gente atende as crian-


ças e, com a convivência com elas, que vêm de
diversos ambientes, a gente vai aprendendo. Assim,
participamos de um imenso projeto de ação so-
cial. Qualquer benefício que elas tenham é muito
“Meu trabalho aqui no Canção de Roda é o de responder pelas necessidades do gratificante para nós enquanto profissional. Busca-

Projetos de reinserção
projeto. Além disso, organizamos todas as pastas dos pacientes. O contato com as mos um trabalho em parceria com pais, escolas e

social e educativos
crianças, uma vez que comecei aqui no projeto como fonoaudióloga por um ano, crianças. É muito bom contarmos com um grande
continua. Vejo uma grande evolução em diversas crianças, graças também ao traba- apoio e possibilitarmos a integração deste público
lho de ressocialização realizado sem deixarmos tão diferenciado. A proximidade com elas e com as
de lado a reabilitação. A alegria que sentimos famílias cria um vínculo muito forte. Para mim tudo o
com tudo isso é compartilhada com as mães e que foi desenvolvido aqui até hoje me transmite dois
pais, que sempre nos agradecem, porque sem sentimentos: superação e gratificação.”
isso não teriam condições. Conheço vários casos Viviane Cardoso da Silva, fonoaudióloga
de crianças que são tratadas como ‘bichinhos’,
deixados de lado e, com um trabalho realizado “O grande aprendizado é o da superação. Ver crianças que não ou-
com as famílias, notamos uma evolução. Eu vejo vem nada, não falam nada, e passam a emitir o primeiro som é sen-
o PróUnim como um fator muito bom para a sacional. Nosso trabalho causa uma capacidade de relacionamento
sociedade. Primeiro, porque elas não teriam essa nas crianças. São inúmeros os casos cuja evolução nos emociona.
oportunidade, que representa um grande diferen-- A gente sabe que o sonho de qualquer pai ou mãe é ver seu filho
cial. O PróUnim faz a diferença, oferece a estas falando normalmente. Também temos este sonho, mas buscamos
pessoas a chance de mudarem de vida, mudarem controlar essa expectativa e essa ansiedade. Para mim é muito legal
a postura e se tornarem cidadãos melhores.” trabalharmos a parte de ação social, o amor ao próximo, que apren-
Lygia Cristina Metello Alécio, responsável técnica demos muito aqui. Hoje, depois de anos do projeto, ver muitos deless
evoluírem, e nós também, é motivo de muita alegria.”
Carla Cristina Corrêa Fortes, fonoaudióloga

“Coisas como esta não têm preço.”


“Apesar de estar aqui há pouco tempo, já trabalhava com “Já passaram por mim mais de 50 crianças. Aqui no projeto, mui-
crianças deficientes auditivas. Aqui, como em qualquer outro ta coisa me marcou, mas a forma como nos adaptamos ao nos
Projetos de reinserção

lugar, percebo a ansiedade dos pais, que nos tratam como depararmos com a realidade das crianças atendidas é o melhor.
social e educativos

se fôssemos os salvadores dos filhos. A responsabilidade Aprendi muito com as crianças. Criamos um apego tão grande
imensa que temos é paga com a alegria imensa delas em que não conseguimos imaginar um fim para este projeto. No Can-
buscar evoluir. Os mais crescidos também têm chances ção de Roda trabalhamos não só a reabilitação como a formação
de melhorar, e a expectativa deles e da família é sempre para essa criança, que muitas vezes vêm de ambientes com
grande. Eles ainda se preocupam muito com a questão de problemas. É recompensador ver que a integração destas crian-
emprego, principalmente por conta do preconceito, que di-- ças chegou ao ponto delas buscarem cursos profissionalizantes,
minuiu, mas ainda existe. Ouvi um relato de uma mãe que emprego. E trabalhamos esta parte com eles, mostrando a
passeando com a filha pela rua, constatou que ela está importância dos estudos. Não tem preço aquilo que estas
percebendo os sons existentes ao redor e ela veio agrade-- crianças já conquistaram. Digo sempre que se um dia sair,
cer isso. São coisas como esta que não têm preço.” trabalho como voluntária.”
Roseline Figueiredo de Campos, fonoaudióloga Sâmia Ribeiro, fonoaudióloga
18 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 19
“Já falava um pouco antes, mas graças ao trabalho
daqui passei a falar melhor, depois das sessões
com as fonoaudiólogas. Em casa, faço trabalhos
manuais, artesanais, como chaveiros e vendo. Meus
pais precisam muito de mim, principalmente meu
pai que é deficiente visual. Adoro cada momento
“Trabalho há três anos no PróUnim. Vejo aqui e fiz muitos amigos. Sou uma pessoa religiosa
que além de reabilitarmos, formamos

Projetos de reinserção
e um dos meus passatempos é assistir a DVDs re-
essas crianças. A maioria das crianças com

social e educativos
ligiosos, todos com legendas. Me sinto uma pessoa
as quais eu trabalhei são personagens de normal, consigo andar bem pela cidade, mas tomo
histórias que mexem comigo. Todas elas são muito cuidado, principalmente com carros.”
diferentes e eu pego um pouquinho de cada Euclides José dos Santos Filho, 18 anos, partici-
uma delas. No PróUnim, pude adaptar um pante do projeto Canção de Roda
trabalho realizado por mim, em Botucatu
(SP), à realidade destas crianças, que chega-
vam aqui muitas vezes sem escrever nada.
E hoje elas têm evoluído. A força de vontade delas é algo que mexe muito
comigo. É recompensador ensinar estas crianças e vê-las escrevendo sozinhas,
até mesmo uma cartinha para nós. Quero que o Canção de Roda cresça cada
vez mais, para que estas histórias se multipliquem. Até porque considero essas
crianças como se fossem meus filhos.”
Cristiana Mascaro Bento Cibantos, fonoaudióloga

“Elas ajudam meus filhos,


assim como me ajudaram.”
“Tenho dois filhos deficientes auditivos. Eles participam das ati-
vidades, mas em casa falam por LIBRAS, tanto comigo, que sou Acompanhamento fonoaudiológico e terapêutico garante inserção social das crianças

deficiente auditivo, quanto com minha mulher, que também é.


Projetos de reinserção

Conhecia uma das fonoaudiólogas por meio da Secretaria Munici-


social e educativos

pal de Educação. Depois de um tempo, conheci o projeto e tive a “Venho há um ano participar das atividades do Canção de
oportunidade de reencontrá-la. Fiquei muito feliz. Elas ajudam meus Roda. Gosto muito de todas as pessoas, tenho muitos amigos
filhos, assim como me ajudaram. Trabalhava com serviços gerais. aqui. Aprendo muito e vejo que estou evoluindo. O trabalho
Graças ao apoio dessa fonoaudióloga, decidi voltar a estudar. Traba- das fonoaudiólogas é muito bom, ainda mais porque mi-
lhava durante o dia e estudava à noite. Consegui me formar, passei nha surdez tem um nível profundo. Me tornei uma criança
no concurso e me tornei professor de LIBRAS. Sou uma pessoa feliz, melhor, quase normal. Estudo no sexto ano de uma escola
porque minha família tem evoluído muito. Temos uma relação pro- pública comum e amo jogar futebol, soltar pipa e andar
funda com a Unimed Cuiabá e o PróUnim. Além dos meus filhos se- de bicicleta. Com o apoio dos meus pais, que também são
rem ajudados, minha esposa é colaboradora da Farmácia Unimed.” deficientes auditivos, e do PróUnim vivo muito mais feliz.”
Everaldo Aparecido de Oliveira, pai de uma criança atendida Murilo Bernardes Franco de Oliveira, 11 anos, participante
pelo Canção de Roda do Canção de Roda
20 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 21

“Sou voluntária desde o início do


PróUnim, antes mesmo dele ser efetiva- “...O voluntariado é bom para
mente lançado. Desde muito tempo faço
trabalho voluntário. Somei isso ao fato de
e todos, para quem é ajudado e

Projetos de reinserção
ter trabalhado como assistente social e terr
para quem ajuda.”

social e educativos
me aposentado e me dediquei ao Canção
de Roda. Vou ao Projeto todas as semanas
“A
A gente viu o PróUnim nascer, nesta gestão, e foi
e lá faço entrevistas sociais com os respon-
uma
u coisa de grande importância criada, para a nossa
sáveis pelas crianças. Isso, para mim, é ótimo,
Cooperativa,
C como um projeto de Responsabilidade
me dá uma alegria muito grande. Doar meu
Social.
S O PróUnim mostrou para a população, para a
tempo e ver os resultados aparecerem é
sociedade
s como um todo, a existência da responsabi-
muito gratificante. Acho que todos aqueles
lidade
l social da Unimed Cuiabá. Atendendo as crian-
que pretendem ingressar no voluntariado
ças
ç do Canção de Roda, pude ver a necessidade dos
deveriam fazer isso. Porque você preenche seu tempo com algo útil e faz o bem,
cooperados
c participarem. O PróUnim é muito impor-
mudando para melhor a vida de muitas pessoas.”
tante e os cooperados devem manter esse programa e
Lourice Gonçalves de Souza, voluntária
se engajar mais. Sinto muita emoção em poder dar um
pouco do meu tempo, mesmo com uma vida corrida,
para os que necessitam. E vejo o quão necessário isso é
na vida dessas pessoas. O voluntariado é bom para todos,
para quem é ajudado e para quem ajuda.”

“Temos muitos exemplos de jovens Dr. Paulo Ponce, cooperado da Unimed Cuiabá

que se tornaram referência nas escolas.”


“Ver o Canção de Roda, após completar quatro anos, é muito
bom. É fácil perceber o quanto já foi feito por essas crianças. “Fui convidada pela dona Janice Ponce para assessorá-la na
Temos muitos exemplos de jovens que se tornaram referên- implementação do Canção de Roda. Sei que o fato de partici-
cia nas escolas. E ser voluntária de um projeto como esse me parmos, como mulheres de cooperados, dá ainda mais trans-
enche de orgulho. Após me aposentar consegui tornar realida-- parência ao trabalho realizado. Vejo o PróUnim como aquilo
Projetos de reinserção

de um sonho antigo: poder ajudar as pessoas. Mesmo tendo que atende plenamente o que planejamos, seja na questão
social e educativos

sido convidada para continuar a trabalhar na empresa, preferii da responsabilidade social, administrativa e financeira. E isso
dar o meu tempo para outras pessoas e ajudar naquilo que anima os cooperados, ainda mais, a doarem, porque eles sa-
sei. Esta é uma forma que encontrei de retribuir a Deus tudoo bem que aquilo que é investido é realmente aplicado. Ajudar
aquilo que ele me deu. Desejo, do fundo do meu coração, as crianças, como fazemos, é algo que me enche de orgulho.
que esse projeto continue e que mais e mais pessoas passem m Só ganhei com esse trabalho, porque cresci e me desenvolvi
a fazer parte dessa bela história”. como pessoa. É uma pena que no Brasil isso ainda não seja
Maria Tereza do Couto, voluntária cultuado, mas espero que mais pessoas venham, de coração
aberto, porque é muito bom se doar.”
Maritza Prado Barros, voluntária
22 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 23

Projeto Educando Creche Jardim Mossoró


“Não consigo me imaginar “Sou responsável pela creche do Jardim Mossoró há 16 anos, mas já trabalho com
crianças há 40. Trabalho o máximo que posso, mesmo com 76 anos. Sempre traba-
sem a ajuda do PróUnim.” lhei e procuro me manter em atividade. Cuido hoje de muitos filhos daqueles que
criei. Me sinto vitoriosa por ver muitas crianças se tornarem adultos corretos. Temos

Projetos de reinserção
“Participar do Educando foi muito bom porque pude melhorar minha qualificação. Ao
atualmente 100 crianças no local e o PróUnim é nosso parceiro desde 2006. Rece-

social e educativos
final do curso, fiquei em primeiro lugar e fui escolhido
do
bemos um barracão para as crianças poderem estudar. Antes, elas estudavam em-
para trabalhar na Unimed Cuiabá. Fiquei muito feliz
baixo da mangueira, no sol. O Programa também nos ajuda com mantimentos. Sou
também porque minha irmã também entrou e hoje
muito grata ao PróUnim pela ajuda. Sou muito feliz, não querendo ser mais feliz que
somos dois a ajudar em casa. Quando vim aqui a pri-
os outros. Fora da creche criei 22 filhos alheios e 3 biológicos e isso é uma vitória, me
meira vez fiquei meio perdido. No futuro, quero muito
enriquece. Não sei o que seria de mim se não pudesse fazer isso que eu faço. Se for
crescer dentro da Cooperativa. Sei que sou privilegiado,,
para ficar sem a creche, sem cuidar dessas crianças, tenho que ir para bem longe, para
porque muitas pessoas queriam estar aqui e não estão.
tentar esquecer isso, porque elas foram e são a minha vida”.
Um conselho que deixo é o de nunca parar de lutar,
Cristina Pereira de Melo, responsável
nunca desistir. Não consigo me imaginar sem a ajuda
do PróUnim. Agora só preciso mostrar trabalho aqui, poiss
quero me aposentar na Unimed Cuiabá.”
Vagner da Silva, ex-aluno do Projeto Educando

”Trabalho há dois anos com o PróUnim. Fui convidado


dado a participar de um desafio:
oferecer um curso de informática para meninos e meninas do Parque Atalaia. Mas não
era só isso. A idéia era oferecer a esses adolescentes a oportunidade de, pelo mundo
do computador e da internet, encontrar formas de ver e participar, com igualdade, da
realidade do trabalho e da educação. Hoje, oferecemos novamente esta oportunidade
a adolescentes do Projeto Canção de Roda e para as senhoras e senhores do Coral
Mestre Albertino. Para mim e para todos que trabalham comigo fica sempre a certe-
za que no PróUnim temos a possibilidade de sonhar e nos desafiar e nossa principal
motivação é sabermos que não precisaremos ganhar para sermos vencedores.”
Aisllan Diego de Assis, professor do Projeto Educando
Projetos de reinserção

“Ter me destacado
destaca nas atividades do Parque Atalaia me ajudou
a ser uma das escolhidas para o projeto educando. Como tinha
social e educativos

alguns conhecimentos, pude até ajudar meus colegas. Achei mui-


to legal ter ajudado. Como sou jovem, tinha mais facilidade em
explicar as coisas para o pessoal, que tem a mesma linguagem
que eu. Eu achei bom porque me tirou de muitas coisas que não
acrescentavam nada na minha vida. Após ter sido escolhida e
começado a trabalhar na Unimed Cuiabá, penso em ficar efetiva- a-
mente, pois quero muito ser dentista e sei que a Cooperativa au--
xilia os estudantes pagando parte do estudo. Costumo dizer quee
Crianças da Creche jardim Mossoró
só quem acredita no impossível sabe a beleza de seus sonhos.”
Gisele Silva de Moura, ex-aluna do Projeto Educando
24 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 25

Culturais
Projetos
O incentivo à cultura é uma das bandeiras
do PróUnim. E o programa acredita que este
trabalho deve ser voltado a pessoas de todas
as idades. O Coral Mestre Albertino, composto
por pessoas da chamada “melhor idade”, dá uma
lição de vida a cada apresentação. E, para manter
essas verdadeiras aulas de cidadania, o PróUnim
patrocina viagens, como a realizada em 2008 para
p
Poços de Caldas (MG), doou novos instrumentos
Po
musicais, uniformes, além de manter o contrato da
m
regente, Luciene Rodrigues de Morais.
reg
Projetos culturais As ccrianças também são contempladas com estas
Atuação: Oferecimento e promoção de atividades parcerias do PróUnim. O Projeto Siminina, que atende
parc
culturais, para pessoas de todas as idades. 1480 crianças em Cuiabá, conta com a ajuda do pro-
Projetos atendidos: Coral Mestre Albertino, grama. Assim é possível desenvolver ações educativas,
gram
Projeto “Siminina”, Fanfarra da Escola Municipal de artísticas, lúdicas e socioculturais, resgatando acima de
artístic
Educação Senador Darcy Ribeiro. tudo a auto-estima e reforçando os laços familiares. A
Pessoas atendidas: 278. musicalidade também está presente no apoio à Fanfarra
musica
Darcy Ribeiro, uma das mais tradicionais da cidade e que,
agora, possui novos uniformes. O orgulho de pais, profes-
sores e músicos é visível.
26 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista
RevistaPróUnim
PróUnim| |Novembro
Novembro 2009
2009 | 27

Coral Mestre Albertino “Participo do Coral, que leva o nome do meu pai, desde a fun-
dação. Já participei de outros corais, junto com a Luciene como
regente. É uma grande alegria fazer parte desse coral, é um orgu-
“O PróUnim, com certeza, ajudou a lho grande, porque ele representa a história do papai, que sempre

resgatar a dignidade...” nos criou com músicas. Fiquei muito contente com a ajuda do
PróUnim, já pensou? Uma empresa do tamanho da Unimed Cuiabá
“Esse grupo foi formado de forma independente, em nos ajudar é maravilhoso. Esse trabalho do PróUnim nos ajuda a
2006. Trabalho com idosos há oito anos. E os grupos não o erguer o nome do meu pai. Fico arrepiada quando ouço a frase:
davam continuidade, por um motivo ou outro. Aí montei Agora vai cantar o Coral Mestre Albertino.”
esse grupo, e tínhamos grandes dificuldades, porque tudo Terezinha Cecília da Silva, participante
saia do nosso bolso. Tínhamos uma história, mas o PróUnim m
nos deu suporte. Fazemos tudo com amor e melhoramos a
qualidade de vida dessas pessoas. O PróUnim tem me dado o
o apoio para fortalecer o respeito e valorização do trabalho
com essas pessoas, que por serem idosas já são discrimina-
das. O PróUnim, com certeza, ajudou a resgatar a dignidade “Vim para Cuiabá em 2002, do Rio de Janeiro. Sou
dessas senhoras e desses senhores.” uma paraibana que rodou o Brasil, morei em Salva-
Luciene Rodrigues de Moraes, regente dor (BA). Na Paraíba me formei professora e no Rio
desempenhei minha profissão. Meu sobrinho, que
tem relação com a Unimed Cuiabá, me contou do
“Participo do coral desde o início, já tenho muitas his-
projeto. Aí me animei e comecei a participar. Fiz mui-
tórias para contar, mas a mais legal foi a da viagem até
tos amigos, me considero amiga de todos. O Coral
Poços de Caldas (MG). Se não fosse a participação do
é maravilhoso, porque é formado por pessoas sem
PróUnim ela não teria acontecido. O PróUnim tem nos
formação musical, mas com a garra da Luciene é um
ajudado muito, com uniformes, com instrumentos, enfim,
grupo fantástico. O apoio do PróUnim é uma coisa
parece que depois da entrada do Programa muitas coisas
maravilhosa, nos sentíamos abandonados, mas agora
boas têm nos acontecido. Se não fosse isso, estaríamos
temos a chance, com a proteção do Programa e o
capengando. O PróUnim é o nosso apoio.”
“Sou professora aposentada de canto orfeônico trabalho da Luciene, de seguir em frente e evoluir-
Louzineth Nascimento César, participante
e dei aulas em Avaré (SP). Estou há dois anos em mos ainda mais.”
Cuiabá e há um ano no Coral. Tive alguns proble- Maria Natividade Guedes, participante

“Sou uma pessoa feliz e realizada.” mas de saúde e vim para cá. Amo essa cidade, o
povo é excelente. Estava com depressão e, por
meio de uma cliente da minha filha, conheci o
Projetos Culturais


“Participo do coral desde 2001. Sou aluno da maestrina e faço o acompa-
projeto. Funciona como uma terapia. O apoio do
nhamento
n com o violão. A ajuda do PróUnim veio em boa hora, porque
PróUnim é um prêmio para nós, nos dá muita
estávamos
e quase nos dissipando. A Luciene é uma guerreira, luta muito para
segurança. O PróUnim é nosso pai e mãe e isso é
nos
n ajudar. E o PróUnim foi Deus que mandou. O apoio do PróUnim é muito
muito importante para nós. Nos sentimos queridos
bom,
b porque antes tínhamos que fazer cotas para conseguir as coisas e 80%
pelas pessoas e não nos falta nada.”
das pessoas são de baixa renda. Agora, graças ao apoio, isso não é mais uma
Judith Moraes de Rezende, participante
preocupação nossa. Nos apresentamos uniformizados e orgulhosos, do coral
e da parceria. Não bastasse isso, agora vamos ter aulas de informática, graças
ao PróUnim, e isso caiu do céu. Sou deficiente visual e vou poder aprofun-
dar ainda mais os meus conhecimentos. Sou uma pessoa feliz e realizada.”
João Francisco de Aquino, participante
28 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 29

Projetos Culturais
Projeto “Siminina”
“O Programa Siminina é uma iniciativa da Prefeitura de Cuiabá, desenvolvida pela
Apresentação da fanfarra Darcy Ribeiro
Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. Ele atende
meninas de 07 a 14 anos que moram em bairros carentes da cidade, proporcionan-
do as orientações necessárias para o pleno desenvolvimento da condição cidadã.
Atualmente encontram-se inseridas no projeto cerca de 1480 crianças e adolescentes.
A parceria com o PróUnim se faz importante a cada dia porque acreditamos que somen-
te por meio da arte, da educação e da cultura é que poderemos proporcionar um futuro
Escola Municipal de Educação
melhor às crianças de Cuiabá, e isso conseguimos com os incentivos do PróUnim.”
Celcita Pinheiro, secretária municipal de Assistência Social e Desenvolvimeto da
prefeitura de Cuiabá
Senador Darcy Ribeiro
“Trabalho há 25 anos com fanfarras e sempre busquei
algum tipo de apoio do Poder Público, que quase nun-
ca veio. Quando tivemos alguma ajuda, ela era tardia.
Nossa sorte foi ter encontrado no PróUnim um parcei-
ro rápido, que abraçou nossa causa e nos deu condi-
ções de seguir em frente. Para se ter uma ideia, até
Projetos Culturais

nossas camisetas utilizadas nas apresentações foram


doadas pelo PróUnim. Fico muito feliz em saber que o
PróUnim veio para ajudar estes projetos que contam
com pouco apoio e muito precisam. Torço muito para
que, no futuro, este Programa continue colaborando
conosco e com diversas pessoas que se dedicam a
ajudar o próximo, espalhadas pela cidade.”
Projeto realiza diversas apresentações Juciney Valdomiro dos Reis,
no ano
regente da Fanfarra Darcy Ribeiro

Fotos: Arquivo “Siminina”


30 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 31

de parceria
em saúde
Projetos
Sabedor da importância de um apoio, o PróUnim mantém
parcerias com diversas instituições, com o intuito de melhorar
a qualidade de vida de centenas de pessoas. Além do auxílio
financeiro, da doação de medicamentos e alimentos a entidades,
o trabalho em conjunto com o PróUnim demonstra claramente
Projetos de parceria em saúde
a credibilidade e abre novas oportunidades para outros parcei-
Atuação: Doação de recursos financeiros, de me-
ros. Agindo assim, o Programa amplia seu raio de ação e encoraja
dicamentos e equipamentos médicos, camisetas e
as instituições a continuar o atendimento às pessoas carentes da
papel reciclado coletado em parceiros; atendimento
comunidade. Hoje, com o crescimento do PróUnim, as principais
médico e odontológico.
instituições e os maiores projetos são contemplados com essa ajuda.
Entidades atendidas: Associação Criança Feliz,
E o panorama futuro é ainda mais promissor, com novas parcerias e a
Projeto Sorriso, Creche Espírita Caminho Redentor,
ampliação das que já existem.
Projeto Via Láctea, Lar Espírita Wantuil de Freitas,
Associação Espinha Bífida, APAE-MT e Secretaria
Estadual de Justiça e Segurança Pública.
Pessoas atendidas: 1986.
32 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 33

Projeto Via Láctea


Parcerias com entidades fazem a diferença

Associação Criança Feliz


“A mudança social causada é grande”
“A importância desta parceria com o PróUnim é enorme. Graças a ela, pudemos com-
provar uma mudança no perfil nutricional das crianças de nossa comunidade. E isto é
mérito do Programa, uma vez que o auxílio se destina ao combate à desnutrição infantil
e um projeto voltado à saúde bucal. Toda essa ação ajuda e muito no desenvolvimento
do nosso trabalho e agrega aos nossos outros projetos desenvolvidos. Eu e as 1250 crian-
ças atendidas pela Creche Criança Feliz desejamos muitas felicidades e parabenizamos o
PróUnim pelo magnífico trabalho realizado. Que todos os projetos perdurem por muito tempo.
A mudança social causada é grande e não pode parar.”
Wellyngton Alessandro Dolce, presidente
Projetos de parceria em saúde

Creche Espírita “O PróUnim colabora conosco, mensalmente, com um auxílio financeiro. Como nosso projeto
não tem outra utilidade senão ajudar inúmeras pessoas carentes, os recursos vêm ao encon-

Caminho Redentor tro de nossas necessidades para custear medicamentos, alimentos, enfim, dar todo o apoio
a inúmeras famílias ajudadas. Graças a essa parceria já atendemos a mais de 700 pessoas e,
“O PróUnim nos ajuda com duas coisas que consideramos fundamentais: os medicamentos e um auxílio atualmente, auxiliamos cerca de 240 famílias. Quero agradecer a toda a diretoria do Programa,
financeiro. A importância disso é que nós simplesmente não funcionaríamos sem esses medicamen- que nunca se negou a nos ajudar. Que continuem nesta batalha, pois, com certeza, já mudaram
tos, que custam muito caro. As crianças atendidas por nós dependem dos remédios e com o PróUnim para melhor a vida de muitas pessoas carentes.”
podemos continuar o atendimento. Temos um caso, por exemplo, de um interno que se alimenta por Haroldo Peixoto da Silva, presidente
gastrostomia, cuja sonda é trocada anualmente pelo PróUnim. Ou seja, essa criança depende da ajuda
do Programa para viver. Posso resumir a importância do PróUnim para nós em uma palavra: fundamental.
Sou muito grato por esta parceria e espero que ela continue e se desenvolva por muitos e muitos anos.”
Carlos Rinaldi, presidente
34 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 35

De cara limpa Associação Lar Espírita


contra as drogas Espinha Bífida Wantuil de
“O PróUnim humanizou a Unimed Cuiabá, mudou a cara da Cooperativa. A parce-
ria com a Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso alavancou nosso pro-
de Mato Grosso Freitas
jeto. Desde o início, o Programa foi nosso parceiro e o envolvimento foi tanto que “Diante das dificuldades que enfrentamos com rela- “A parceria com o PróUnim representa para nós um
os próprios colaboradores da Unimed Cuiabá utilizaram a nossa camiseta. Nossa ção ao consumo de materiais, medicamentos e insu- ganho em credibilidade. Fazer parte do quadro de
intenção, após mais este êxito, é o de fortalecer nossa parceria que nos é muito va- mos, o auxílio do PróUnim é fundamental. Lutamos entidades beneficiadas por uma instituição séria,
liosa. Como cidadã, posso afirmar que as pessoas notaram essa postura da Unimed, há cinco anos com o Estado pela inclusão de verbas como é o caso do Programa, é para nós motivo de
de querer o bem, de ser generoso. Isso fez toda a diferença. A comunidade já olha a para o auxílio das mães e das crianças, mas a demora orgulho. Além dos 250 alunos, que estudam do jar-
Unimed Cuiabá com outros olhos”. é muito grande. Assim, o PróUnim garante a sobrevi- dim até a oitava série, oferecemos inúmeros cursos
Elaine Fernandes, delegada adjunta da Delegacia de Repressão a Entorpecentes vência dessas crianças com a doação de medicamen- profissionalizantes em nossa obra. O pagamento
e idealizadora do projeto tos de uso contínuo, uma vez que 90% das famílias dos profissionais e a compra dos materiais é banca-
atendidas por nós são de pessoas carentes. Em nome do, em uma parte, pelo PróUnim, o que, para nós, é
de todas as mães, quero agradecer o envolvimen- um auxílio grandioso, uma vez que realizamos, em
to da Unimed Cuiabá, em especial do PróUnim. A média, 7 mil atendimentos semanais. Quisera todas
qualidade de vida de 134 crianças está nas mãos do as cooperativas tivessem um projeto como o PróU-
Programa. Torço para que o PróUnim cresça ainda nim. Que outras empresas se espelhem no trabalho
mais e possa ajudar a um número maior de pessoas.” realizado. Nós ricos não podemos viver em uma
Maria Dalva Albert Maelher, fundadora ilha, cercados de pobreza. Parabéns ao PróUnim
por intermediar este contato.”
Dr. Márcio Monteiro, presidente

Apae-MT
“...ele abre inúmeras
portas para as crianças.” Uniodonto-MT
“Vejo o PróUnim como um forte trabalho de Respon- “A Uniodonto-MT tem na parceria com o PróUnim
Projetos de parceria em saúde

sabilidade Social, assumido pela Unimed Cuiabá. Para um forte elo entre instituições que têm a visão
nós, da Apae, essa ajuda dada pelo Programa é o de promover ações de cidadania e saúde com
que, muitas vezes, nos levanta das dificuldades e nos responsabilidade social e ambiental voltada para
ajuda no desenvolvimento de nossas atividades edu- comunidades carentes. Nos bairros Jardim Mossoró
cativas. Mesmo quando o PróUnim não doa, ele abre e Parque Atalaia, o Comitê de Estudos da Uniodon-
inúmeras portas para as crianças. A parceria é tão to ministra palestras educativas de higiene bucal,
importante para nós que o PróUnim já tem o certifi- dicas sobre alimentação saudável, distribui kits
cado de empresa amiga da Apae, que é uma forma de higiene bucal e faz orientação de escovação
singela que temos para agradecer. Como cidadã, só e aplicação de flúor tópico nas crianças. Para a
PróUnim mantém apoio a grandes campanhas tenho elogios ao trabalho desenvolvido e espero que Uniodonto-MT, os projetos são conjugados a partir
essa parceria continue por muito tempo.” de valores comuns às duas instituições, focadas
Alda Elizabeth Iglesias Azevedo, presidente em ações sociais de sustentabilidade”.
Vânia Rainho, diretora da Uniodonto-MT
36 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 37

Esportivos
Projetos
As olimpíadas no Brasil ocorrem somente em 2016, mas o
clima olímpico já é uma realidade no PróUnim. O projeto
Atletas apóia e incentiva o desenvolvimento físico, a for-
mação educacional e profissional de jovens promessas do
esporte. Com ajuda financeira e equipamentos de ponta, esses
novos talentos já despontam em competições nacionais, tra-
zendo muito orgulho e esperança de que o nosso futuro seja
de grandes vitórias no esporte. Em um país carente de ídolos e
Projetos esportivos de apoio à prática esportiva, o programa quebra paradigmas e
Atuação: Incentivo ao desenvolvimento físico, for- acredita, antes de tudo, que para formar um vencedor no esporte
mação educacional e profissional de jovens com é preciso trabalhar um campeão na vida.
até 18 anos, que possuem perfil para desenvolver
atividades especificas em competições esportivas.
Projetos atendidos: Projeto Atletas.
Pessoas atendidas: 07.
38 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 39

Projeto Atletas “Sou atleta patrocinada pelo PróUnim há um ano. O apoio


que recebo não é só financeiro. Também ganho equipamen--
tos e um plano de saúde, que me ajudam bastante. O apoio o

Projetos Esportivos
é muito importante para mim, porque sem ele seria muito
difícil conseguir treinar e disputar as competições. Lembro
que, uma vez, pedimos dinheiro às pessoas na rua para
custearmos a passagem de ida para São Paulo e hoje não
precisamos mais. Meu maior sonho, como atleta, é disputar
os jogos olímpicos. E esse primeiro passo só é possível com
o apoio do PróUnim. Muito obrigado.”
Ana Caroline Campos Silva, atleta patrocinada pelo PróUnim m

“Consigo me desenvolver e me tornar


uma pessoa melhor.”
Projetos Esportivos

“Adoro o Canção de Roda. Aqui, elas me ensinam a conhecer e entender os sons,


além de exercitar a minha voz. Moro com meus pais e minha irmã e todos ouvem e “Desde o ano passado sou patrocinado pelo PróUnim. Graças ao apoio, tenho uma
falam normalmente. Eles já perceberam minha evolução desde que iniciei as ativida- oportunidade real de crescimento. Além da ajuda financeira, o Programa me
des. Além disso, aqui fiz alguns amigos. Como atleta, luto há oito anos e já ganhei possibilita viajar para disputar competições e representar o Estado. Inclusi-
46 medalhas. Com o patrocínio consegui viajar para diversos Estados como Bahia, ve, estive em Brasília para disputar a Copa Centro-Oeste de natação. No
Paraná, Goiás e Rio Grande do Norte. Este apoio é muito importante para mim. Com final de agosto, estive em Nova Mutum (MT) e conquistei quatro me-
ele, consigo me desenvolver e me tornar uma pessoa melhor.” dalhas de ouro. Sei que estas conquistas só são possíveis porque sou
Williams Pereira de Figueiredo, atleta de caratê patrocinado pelo PróUnim e apoiado, incentivado e isso tem sido feito pelo PróUnim e por minha
participante do Canção de Roda família. Ainda pretendo trazer mais alegrias a eles e, quem sabe, um dia
ser um campeão olímpico.”
Felipe Nascimento Cândido, atleta patrocinado pelo PróUnim
40 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 41

“...é a única forma que tenho de


me manter em atividade.”

Projetos Esportivos
“A oportunidade que recebo do PróUnim, para treinos e competições é a
única forma que tenho de me manter em atividade. Com a ajuda, posso viajar
para disputar as competições, treinar todos os dias, além de ter um auxílio
financeiro, equipamentos e um plano de saúde. E saber que represento um
programa que ajuda muitas pessoas que, como eu, não tinham uma oportu-
nidade, é um motivo a mais de orgulho. Espero
que o PróUnim me acompanhe por muito tempo, po,
até o momento da minha maior realização que é
disputar os jogos olímpicos”.
Edson Pereira Chaves, atleta patrocinado
pelo PróUnim

“Como atleta apoiada pelo PróUnim, recebo uniformes,


viagem, plano de saúde e uma ajuda financeira. Treino no
ginásio Dom Aquino, em Cuiabá, todos os dias na parte da
Projetos Esportivos

tarde. Só consigo fazer isso e me desenvolver porque existe essa


ajuda. Comecei no atletismo pelo meu irmão que treinava atletismo. Eu queria
ir, ele me levou e comecei a treinar. Hoje, ele não pratica mais e só eu conti-
nuo. Graças a essa ajuda, ganhei os campeonatos brasileiro e sul-americano de
cross country, que foram realizados em Santa Catarina e no Chile. Também venci
o campeonato brasileiro de atletismo de pista, em Minas Gerais. Espero que o
PróUnim continue esse trabalho, pois assim como eu, o programa ajuda muitas
pessoas a mudarem de vida e crescerem”.
Patrícia Lemos da Silva, atleta patrocinado pelo PróUnim
Apoio já rendeu diversos títulos nacionais e internacionais
42 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 43

Colaboradores
Projetos
Além do auxílio à comunidade, o PróUnim trabalha
para uma melhor qualidade de vida dos colabora-
dores da Unimed Cuiabá. Atividades culturais para os
colaboradores são garantidas pela biblioteca do PróU-
nim, que possui um acervo de 800 exemplares. Muito
utilizada para pesquisas acadêmicas, as obras ampliam
o conhecimento e possibilitam um aumento na capa-
citação. A prática de esportes entre os colaboradores
Projeto colaboradores também é trabalhada. Corredores e jogadores de futebol
Atuação: Incentivo à prática esportiva, à leitura e já possuem o auxílio do programa, que custeia equipa-
às atividades culturais; apoio às reuniões sociais; e mentos esportivos e inscrições em diversas competições.
distribuição de cadernos universitários. As gestantes também são ajudadas pelo PróUnim, que or-
Projetos atendidos: Incentivo à prática esportiva, ganiza um chá de bebê entre as colaboradoras, aumentan-
biblioteca, apoio às reuniões sociais, distribuição do o congraçamento e a integração. Tudo isso possibilitou
de cadernos aos colaboradores e coral. a obtenção, por parte da Cooperativa, do título de uma das
Pessoas atendidas: 625 pessoas. 150 melhores empresas para você trabalhar.
44 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 45

Coral dos colaboradores

Projetos Colaboradores
“...o coral é
uma benção.”
“Acho esta iniciativa do PróUnim “Desde que entrei na Unimed Cuiabá par- “Para mim, participar do coral é uma “Já nos tornamos
ótima. Participava de uma orquestra
no tempo do colégio e o coral, hoje,
ticipo do coral. Isso tem me ajudado mui-
to, porque sou regente do coral da minha
grande oportunidade de ter novos
contatos, aprender algo novo e fazer
uma família...”
funciona como uma terapia. É tão igreja, a Assembleia de Deus do Três Bar- amigos. Sempre gostei de música, mas “Estou há três meses no coral. Fui convidado por uma co- “Como já sou antiga no coral, posso dizer que esta
bom que, depois dos ensaios, fico ras. O entrosamento com este grupo está só canto no coral. Neste pouco tempo lega e isso foi muito bom. O coral me faz um bem incrível. regente é fantástica. Foi um achado do PróUnim. Ela
com a música na cabeça e me pego sendo excelente, porque não encontramos tenho aprendido bastante. Ainda estou Tudo é muito bom. Os ensaios, a professora, a música, nos deixa à vontade, tem uma dinâmica incrível. A
cantarolando. Quando chega o mo- sempre os colegas, uma vez que a Unimed em fase de preparação da voz, mas tudo isso tem me ajudado bastante a diminuir o estresse. animação dos ensaios contagia a todos nós. A gente
mento de nos apresentarmos dá um Cuiabá é muito grande. Não gosto de per- estou evoluindo. Sempre depois dos Adoro as apresentações, embora fique um pouco nervoso sempre fica receoso na hora da apresentação, mas é
nervoso, mas logo passa. Já somos der os ensaios, porque eles me ajudam a ensaios voltamos mais tranquilos e no começo. Acho o PróUnim um marco para a história da porque sabemos da responsabilidade de carregar es-
um grupo bem auda a cada um de sair da rotina de trabalho, funcionam como com mais vontade. Me apresentar para Unimed Cuiabá. É o melhor Programa que existe. Além dos tas duas marcas, a do PróUnim e da Unimed Cuiabá.
nós. É muito bom trabalhar em uma um diferencial. Existir aqui, na Cooperativa, o público foi uma experiência nova e trabalhos que envolvem a comunidade, o PróUnim valoriza Me sinto orgulhosa em fazer parte de uma empresa
empresa preocupada com o social, o PróUnim é muito bom, porque ele ajuda me sinto privilegiada por dois motivos: os colaboradores da Cooperativa e é comum ouvirmos his- que tem a preocupação com a Responsabilidade
com o que pode melhorar a vida a mostrar os talentos que existem aqui. trabalhar na Unimed Cuiabá e partici- tórias de pessoas ajudadas. Já nos tornamos uma família e, Social. Vivo um sonho e, por isso, tenho medo que
das pessoas. Me sinto muito feliz”. Para resumir, o coral é uma benção”. par do coral apoiado pelo PróUnim”. mas acaba o ensaio, não vejo a hora do próximo começar”. um dia tudo isso acabe”.
Thaís Fernanda de Souza Almeida Cinei Erias da Cruz Célia Passos Amarildo Monteiro dos Reis Elisabete Maria Presa Nogueira
46 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 47

Apoio às reuniões sociais

prática esportiva
“O PróUnim faz o pagamento das inscrições, taxa de arbitragem e dá os uni-
formes para a nossa equipe de futebol. Isso é muito importante para nós, que

Incentivo à
“O PróUnim vem auxiliar as gestantes e isso, aliado ao curso promovido pela somos 25 colaboradores. Assim, todos os anos nós participamos das competi-
Unimed Cuiabá, faz com que sintamos a importância que temos. Se todos pu- ções, como a Copa Sesc, que vencemos uma vez, e a Copa Contaud. Conheço
dessem receber esse tipo de atenção, de preocupação, seria muito melhor. O os projetos do PróUnim, participo e contribuo porque sei que eles realmente
chá que realizei foi muito bom para encontrar os amigos da Cooperativa, pessoas ajudam as pessoas. Espero que essa ajuda continue, para nós e para os projetos,
que eu sei que não poderiam ir se fosse em outro lugar. Sei de casos de colegas pelos próximos anos.”
que ganharam esta reu- u- Alexander Fremiot, colaborador
nião e não precisaram
comprar fralda até a
criança fazer seis, sete
meses. Como colabora-
dora me sinto orgulhosa
em trabalhar em uma
empresa que possui um
forte trabalho de respon- n-
sabilidade social”.
Rita de Cássia da Silva,,
colaboradora
Com o apoio, colaboradores participam
de competições
Encontros permitem maior interação entre os colaboradores

Biblioteca
“A possibilidade de pegar livros é sempre boa,
porque amplia muito os nossos conhecimentos.
Isso colabora com o nosso crescimento, só vem
agregar valores. Desde o começo do ano, quando
Projetos Colaboradores

retornei à empresa, faço uso dos livros. Inclusive


pedi alguns livros jurídicos, minha área de atua-
ção, e fui atendido. Estas publicações são impor-
tantes para o atendimento de nossos trabalhos,
porque os livros são sempre uma fonte segura de
informação. Vejo que a Responsabilidade Social
é o caminho a se pensar para o futuro. O próprio
consumidor vai seguir por esse caminho e o fato
de a Unimed Cuiabá ter um programa consolida-
de 800 obras
Espaço conta com acervo do é um grande diferencial”.
Rodrigo Palomares, colaborador
48 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 49

Patrocínio / Obras
O trabalho realizado pelo PróUnim também passa pela
atenção especial à saúde. O Programa de Ação Social da
Patrocínio / Obras Unimed Cuiabá auxilia hospitais e entidades que promo-
Atuação: Elaboração de projetos arquitetônicos; vem o tratamento e a recuperação de pessoas. Com doa-
reforma de instalações; doação de mobiliário; ção de materiais, móveis, equipamentos, além de recursos
doação de recursos financeiros. financeiros, são apoiadas diversas iniciativas que visam me-
Entidades atendidas: Casa do Hemofílico, Santa lhorar a qualidade do atendimento à população. Não satis-
Casa de Misericórdia de Cuiabá, Hospital do Cân- feito em apenas entregar o material, o PróUnim disponibili-
cer, Hospital Universitário Júlio Müller e Fundação zou, em alguns casos, o plano arquitetônico e custeou obras.
de Saúde de Várzea Grande. Desta forma, o programa tem a certeza de que cumpre o
Pessoas atendidas: Não estimado. seu papel, de amenizar a dor das pessoas e oferecer apoio,
amor e esperança.
50 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 51
APOIOS E PATROCÍNIOS:

- Casa do Hemofílico
“No Hospital Universitário Júlio Müller fazemos um trabalho de detecção da Objetivo: Reforma das instalações da Casa
deficiência auditiva em crianças. O PróUnim, além de nos fornecer a estru- que hospeda acompanhantes e portadores de
tura necessária para a realização da avaliação, nos deu a oportunidade de hemofilia em tratamento em Cuiabá.
prosseguir no tratamento visando a ressocialização destas crianças por meio Forma de atuação: Doação do projeto, con-

Patrocínio / Obras
do Canção de Roda. Só tenho elogios a fazer para esta diretoria que nos re- tratação de arquiteto, execução da obra com
cebeu de braços abertos. Vimos no Programa um real interesse em nos ajudar. todos os custos e doação de TV e geladeira.
Graças a esse trabalho, muitas crianças carentes, que não possuíam condições Parceria: Associação dos Hemofílicos de
de realizar o teste da orelhinha passaram a contar com essa possibilidade. Fi- Mato Grosso.
camos muito felizes com essa preocupação que nos torna um dos únicos entes
públicos a oferecer este tipo de exame.” - Ala pediátrica da Santa Casa – Brinquedoteca
Martha Takishima, chefe do serviço de triagem auditiva neonatal do Objetivo: Reforma das instalações da ala pediátrica.
Hospital Universitário Júlio Muller Forma de atuação: Doação do material e móveis
para decoração da brinquedoteca.
Parceria: Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

- Enfermaria infantil do Hospital do Câncer


Objetivo: Reforma das instalações da enfer-
maria pediátrica.
Forma de atuação: doação de recurso financeiro.
Parceria: Casa da Criança / Associação dos Amigos das
Crianças com Câncer (AACC).

- Lactário do Hospital Universitário Júlio Müller


Objetivo: Reforma do lactário e expansão do banco
de leite.
Forma de atuação: Execução da obra de reforma
Intervenções melhoram qualidade do atendimento
(projeto e acompanhamento arquitetônico) e
recursos financeiros para suprir os custos da obra.
Parceria: Projeto “Abraça Júlio Müller”.

“Buscamos a parceria com o PróUnim e com a Unimed Cuiabá porque sabemos que estas - Biblioteca / Ambulatório de triagem auditiva do Hos-
instituições comungam dos princípios cooperativistas de dar atenção à comunidade. Nossa pital Júlio Müller
atuação nesse sentido é pautada pela formação, mas vimos no Abrigo Bom Jesus de Cuiabá Objetivo: Reforma e ampliação da biblioteca e doação de
Patrocínio / Obras

a necessidade de nossa ação. Então, nos mobilizamos para melhorar uma ala do Abrigo, a mobiliário para otimização do ambulatório do serviço de
das pessoas com pouca mobilidade. E por conhecermos a credibilidade do PróUnim, com- triagem auditiva neonatal do Hospital Júlio Müller.
provada por uma atuação sólida ao longo do tempo, fizemos um convite a eles. O resul-
tado poderá ser conferido em breve, com a melhora na vida de inúmeras pessoas. Somos - Fundação de Saúde de Várzea Grande/MT – Pronto
gratos ao PróUnim por mais esta parceria e queremos ser parceiros em mais ações de Socorro e Hospital Municipal
desenvolvimento das pessoas.” Objetivo: Otimizar o atendimento da ala pediátrica.
Qualidade de vida dos pacientes é
Miramir Alcântara, assessora de projetos especiais da colocada em primeiro lugar Forma de atuação: Doação de maca, mesa, longarina e
Central Sicredi de Mato Grosso ar condicionado.
52 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 53
“No meu caso, já ajudava outras instituições, devido a minha formação
religiosa. Com o PróUnim, pude aliar meu lado profissional, como jornalis-

Eles também são o PróUnim ta, a meu desejo de ajudar o próximo. Vejo o trabalho do PróUnim como
algo realizado de forma extremamente competente, profissional. Assim,
Não são números ou letras que fazem o sucesso do PróUnim. O programa é com voluntárias engajadas e de boa formação de caráter, ficou fácil

Eles também são o PróUnim


feito de pessoas, cada uma com sua história e trajetória, que se uniram em tor- desenvolver o trabalho. Para ajudar, é necessário ter muita disposição. E
no de um ideal: modificar a comunidade transformando a vida das pessoas. De essas diretoras voluntárias estão sempre antenadas às novidades, dispos-
diversas formações, estas pessoas entregam aquilo que só elas podem oferecer: tas a quebrar paradigmas. Só estão aqui trabalhando pessoas que gostam m
tempo e disposição. E, por isso, construíram o sucesso do PróUnim. A estes, e a daquilo que fazem. Hoje, com o amadurecimento dos projetos, sinto um
tantos outros, um muito obrigado, de milhares de crianças, jovens, adultos e idosos orgulho de mãe. Vi essas crianças, os projetos, nascerem e crescerem. E o
que, hoje, possuem um real motivo para sorrir e seguir em frente. reconhecimento que recebemos das pessoas beneficiadas é muito maior
do que prêmios, e olha que o PróUnim recebeu muitos prêmios. Espero
que mais frutos venham desse trabalho.”
Roseli Arruda, jornalista

Voluntários doam aquilo


que só eles podem doar:
tempo e disposição

Voluntárias são a alma do Programa

“Não é preciso dar muito para


ajudar os outros”
“Como ortodontista, trato alguns pacientes que são contemplados pelo PróUnim. m.
Eles também são o PróUnim

“Poder ajudar crianças e pessoas necessitadas e ver a alegria estampada Faço o acompanhamento de crianças dos projetos dos atletas e do Canção de
no rosto delas é algo que não tem explicação. Só essa satisfação nos faz Roda. Gosto muito de fazer esse trabalho voluntário, porque acho que as pesso--
querer ajudar sempre mais. E é exatamente por isso que eu e a equipe que as que podem, devem ajudar e atender pessoas que não podem pagar por isso..
compõe o meu escritório temos procurado fazer a diferença. Cada projeto Os atletas ganham muito em estética, em conforto ao sorrir, e isso favorece o
que desenvolvemos é um filho e vê-los crescer e contribuir com a melhora convívio social deles. E os pacientes do Canção de Roda, além desses ganhos,
das pessoas é gratificante. Até porque é muito ver aquilo que foi pensado têm uma melhora na dicção, na comunicação, porque a melhora da oclusão
e executado com carinho melhorando a vida das pessoas. Ser voluntário ajuda na emissão de sons. Acho que o papel do PróUnim é muito importante e
em um país que não cultua isso é como a fábula do beija-flor que buscava
e tem conseguido, além de resultados diretos, ajudar as pessoas com tratamen-
áágua para apagar um incêndio na floresta enquanto o leão ficava tirando tos e auxílio na área de saúde e social. Ele dá um bom exemplo e mostra que,
ssarro. Somos beija-flores, pequenos, mas se cada um fizer a sua parte, não com esforço e vontade, a gente poderia ter um mundo mais equilibrado. A gente não precisa
ttenho dúvidas de que vamos tornar nosso país melhor”. dar muito para ajudar os outros. Espero que o PróUnim continue nesse caminho, cresça mais e
Rodrigo Esteves, arquiteto que, além desses projetos, consiga mais parcerias e ajude cada vez mais pessoas.”
Carolina Spadoni, voluntária
54 | Revista PróUnim | Novembro 2009 Revista PróUnim | Novembro 2009 | 55
“Como cooperado da Unimed Cuiabá, tenho mui-
to orgulho em contribuir com o PróUnim. Deci-
di ajudar este programa porque via os recursos
aplicados em nossa comunidade. E vejo uma ação
eficiente, cada vez se expandindo mais. Para mim,
essa ajuda dá às pessoas menos favorecidas me-
lhores condições de vida. E o fato da Cooperativa
ter abraçado a responsabilidade social, ter desen-
volvido muito bem estes trabalhos, é muito bom. A
Expediente
credibilidade alcançada pelo PróUnim é ótima para
nós, como médicos, porque nossa missão é a de salvar PróUnim Comissão Técnica
vidas. Espero que o PróUnim, para o futuro, expanda www.prounim.com.br Ademir C. Pereira
ainda mais suas atividades e atinja novas pessoas e prounim@unimedcuiaba.com.br Augusto C. R. de Oliveira
novas regiões carentes da cidade”. Eloar Vicenzi
Jairo Lew, médico cooperado da Unimed Cuiabá Conselho de Administração João Bosco de Almeida Duarte
Nadim Amui Júnior
Salvino Teodoro Ribeiro
Presidente - Ivana Pigatto Kamil Fares
Vice-Presidente - Maria Alice Thommem Pereira
Conselho Fiscal
Diretora de Projetos - Margarete Blanch M. Spadoni
Clóvis Botelho
Diretora Assistente Social - Janice Maria L. Ponce
Apoio a iniciativas governamentais e eventos Rodrigo Fonseca Caetano
festivos levam alegria a muitas pessoas Diretora Financeira - Mujacir Carlos Sousa Ponce
Márcio Alencar de Souza

Conselho Fiscal Comitê Educativo


Ayrdes Pivetta
Titulares Sandoval Carneiro Filho
Erleno Pereira de Aquino Zuleide Cabral
Célia Garcia Barbosa
Paulo Ricardo Brustolin da Silva Comissão de Defesa Profissional e Cooperativismo
Vivaldo Naves
Suplentes Rodney Mady
Roberto Sabóia Bicudo Miguel Angel Claros Paz
“Participar do PróUnim, para mim, é uma coisa muito boa. Por-
Eles também são o PróUnim

Rubens Carlos de Oliveira Junior


que entrego um pouquinho do meu salário para ajudar pessoass Produção:
Ruth Souza Oliveira
que fazem parte da minha cidade, minha comunidade. Contri- Pau e Prosa Comunicação
buo com o programa desde o começo, acho que fui uma das Edição:
Unimed Cuiabá
primeiras colaboradoras a ajudar. E ver tudo isso acontecer, Luiz Fernando Vieira
www.unimedcuiaba.com.br
para mim, que estou há 22 anos na Cooperativa, é um motivo Redação:
de satisfação, além de me emocionar. Porque não há nada Luiz Fernando Vieira e Gláucio Farina
Conselho de Administração Fotos:
melhor do que ver a minha Unimed Cuiabá, a Cooperativa
que me deu tudo, crescer e desenvolver um trabalho como Márcio Trevisan e Júnior Silgueiro (Foto e Prosa)
Presidente – Kamil Fares Arte:
este não tem preço. Por exemplo, é uma maravilha ver jovens ajudados com isso serem
Vice-Presidente – Cetímio Vieira Zagabria Tiago Osorski de Mattos e Fernanda Martins
meus colegas de trabalho, atuando como aprendizes aqui. Espero que o programa con-
Diretor Financeiro – Roberto de S. Bicudo (65) 3664 3300
tinue crescendo com garra e força, como tem sido, e se expanda ainda mais.”
Diretor de Mercado – Rubens Carlos de O. Júnior www.paueprosa.com.br
Evaína Leite de Freitas, colaboradora da Unimed Cuiabá
Diretor Secretário – Erleno P. de Aquino contato@paueprosa.com.br
56 | Revista PróUnim | Novembro 2009