Você está na página 1de 29

Aula 7 - Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

Universidade de Brasília
Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade
Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais

Disciplina: Contabilidade Geral 3


Professores: Ludmila Melo Souza | José Lúcio Tozetti Fernandes

1
Contextualização
2

CPC 09
Trata da apresentação
da DVA de forma
Lei 11.638/07 detalhada
Determinou a
obrigatoriedade da
Parecer de Orientação evidenciação da
CVM 24/92 – Fipecafi Demonstração do Valor
Incentivava fortemente Adicionado (DVA)
a elaboração por
parte das Companhias
Abertas
Objetivo da DVA
3

Demonstrar o valor da riqueza econômica:


 gerada pelas atividades da empresa como resultante de um esforço
coletivo e;
 sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a sua criação.

Presta informações a todos os agentes econômicos


interessados na empresa, tais como empregados,
clientes fornecedores, financiadores e governo.
4 O que é Valor Adicionado?
Demonstrar o valor da riqueza econômica
gerada pelas atividades da empresa como resultante de um esforço
coletivo e;
sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a sua
criação
Valor adicionado
5

Riqueza criada pela empresa, medida pela

❑ diferença entre o valor das vendas e os insumos adquiridos de terceiros;


❑ e recebido, em transferência à entidade, por terceiros.

Fundamenta-se em conceito macroeconômico


pois visa apresentar a parcela que a empresa
tem na formação do Produto Interno Bruto (PIB)
Valor Adicionado Contábil versus Valor Adicionado Econômico

Contábil Econômico

❑ Baseia-se na realização da  Baseia-se na produção


Receita  Juros
❑ Regime de Competência  Lucros
❑ Medida da Riqueza  Salários
Vendas
(-) Insumos adquiridos de terceiros
(-) Depreciação
❑ Em síntese: Diferença entre o
valor recebido de terceiros pelas Lembrem-se de
Introdução à Economia e
receitas menos o valor Contabilidade Nacional!
repassado a terceiros para
aquisição dos insumos
utilizados neste processo
Valor Adicionado Contábil versus Valor Adicionado Econômico

Contábil Econômico

Em princípio, a soma dos valores adicionados pelas


empresas, profissionais liberais, governo e demais
agentes econômicos totalizaria o PIB.
Valor adicionado contábil
8

A riqueza gerada é demonstrada na DVA:


 Capital
 Juros a financiadores externos

 Lucro dos sócios

 Trabalho
 Mão de obra

 Governo
 Tributos
Valor adicionado contábil
9

As informações disponibilizadas na DVA são importantes para:


❑ Analisar a capacidade de geração de valor e a forma de distribuição das
riquezas de cada empresa;

❑ Auxiliar no cálculo do PIB e de indicadores sociais;

❑ Fornecer informações sobre os benefícios (remunerações) obtidos por cada


um dos fatores de produção (trabalhadores e financiadores – acionistas ou
credores) e governo;

❑ Auxilia a empresa a informar sua contribuição na formação da riqueza da


região, Estado, país etc. em que se encontra instalada.
Modelo e técnica de elaboração
10

 As informações são extraídas da Contabilidade,


especialmente da Demonstração do Resultado do Exercício

 Baseia-se no Regime de Competência


Modelo
11

Descrição 20X1 20X0


1. Receita
1.1. Vendas de Mercadorias, Produtos e Serviços
1.2. Outras Receitas
1.3. Receitas relativas à construção de ativos próprios
1.4. PECLD (Constituição | Reversão)

2. Insumos adquiridos de terceiros (inclui impostos)


2.1. Custo dos produtos, mercadorias e serviços
2.2. Materiais, energia, serviços outros, etc.
2.3. Perda | Recuperação de valores ativos
2.4. Outros (especificar)

Continua
Modelo
12

Continuação

Descrição 20X1 20X0


3. Valor adicionado bruto (1-2)
4. Depreciação, amortização e exaustão
5. Valor adicionado líquido produzido pela
entidade (3 - 4)
6. Valor Adicionado recebido em transferência
6.1. Resultado da Equivalência Patrimonial
6.2. Receitas financeiras
6.3. Outras
7. Valor adicionado a distribuir

Continua
Modelo
13

Continuação

Descrição 20X1 20X0


8. Distribuição do valor adicionado
8.1. Pessoal
8.2. Impostos, taxas e contribuições

8.3. Remuneração de capital de terceiros


8.4. Remuneração de capital próprio
* O total do item 8 deve ser igual ao total do item 7
14 Técnica de elaboração
Descrição Elaboração

1. Receita

1.1. Vendas de Mercadorias, Produtos Inclui os valores de ICMS, IPI, PIS e COFINS
e Serviços incidentes sobre as receitas, ou seja, corresponde à
receita bruta ou faturamento bruto

1.2. Outras Receitas Inclui valores oriundos, principalmente, por baixa


por alienação de ativos não circulantes, tais como:
ganhos ou perda na baixa do imobilizado, ganho
ou perda na baixa dos investimentos, etc.

1.3. Receitas relativas à construção de Inclui valores relativos à construção de ativos


ativos próprios próprios, tais como: materiais, mão de obra,
aluguéis, serviços terceirizados, etc.

1.4. PECLD (Constituição | Reversão) Inclui valores relativos à perdas estimadas


apropriadas ao resultado, bem como sua reversão.
15
2. Insumos adquiridos de terceiros Elaboração
(inclui impostos)

2.1. Custo dos produtos, mercadorias Insumos adquiridos de terceiros, tais como: mão de
e serviços obra, material direto e outros tratados como custo
do produto vendido.

2.2. Materiais, energia, serviços Inclui valores relativos à utilização de materiais


outros, etc. diversos, utilidades e serviços de terceiros.
Exemplo: as despesas da DRE (inclusos os tributos,
recuperáveis ou não).

2.3. Perda | Recuperação de valores Inclui valores reconhecidos no resultado, tanto a


ativos constituição quanto a reversão, de perdas
estimadas com desvalorização e redução ao valor
recuperável dos ativos.

2.4. Outros (especificar) Demais valores reconhecidos no resultado,


caracterizados como insumos adquiridos de
terceiros.
16
Descrição Elaboração

3. Valor adicionado bruto (1-2)


4. Depreciação, amortização e Inclui despesas com depreciação, amortização e
exaustão exaustão contabilizadas no período.
5. Valor adicionado líquido
produzido pela entidade (3 - 4)
6. Valor Adicionado recebido em Corresponde à riqueza gerada por outras empresas,
transferência positiva ou negativa.
6.1. Resultado da Equivalência
Corresponde à REP, positiva ou negativa.
Patrimonial
Corresponde à receitas financeiras independente da
6.2. Receitas financeiras origem, inclusive variações cambiais ativas, desde que
consideradas no Resultado do Exercício.
Demais receitas recebidas em transferência, que
6.3. Outras transitaram pelo resultado. Exemplo: dividendos de
investidas pelo custo, aluguéis, direitos de franquia
Corresponde à riqueza gerada pela empresa
7. Valor adicionado a distribuir
acrescida da riqueza gerada por outras empresas e
17
recebidas em transferência.
Descrição Elaboração
8.1. Pessoal Parcela da riqueza distribuída ao corpo funcional (o que na
DRE pode estar contido no CPV ou despesa com pessoal)
dividida em:
• Remuneração direta
• Benefícios
• FGTS
8.2. Impostos, taxas e Inclui IR, CSLL, INSS que sejam ônus do empregador e
contribuições quaisquer outros impostos e contribuições a que a empresa
esteja sujeita divididos em:
Federais | Estaduais | Municipais

8.3. Remuneração de Valores pagos ou creditados aos financiadores externos de


capital de terceiros capital e deve ser apresentada:
• Juros
• Aluguéis
• Outras
8.4. Remuneração de Valores pagos ou creditados aos sócios e acionistas e deve
capital próprio ser evidenciado da seguinte forma:
• Dividendos
• JSCP
• Lucros retidos ou prejuízos
18
• Participação de não controladores
19 Exemplo prático
Fipecafi (2018)
Balanço Patrimonial da Cia ABC em 31.12.X0

20
DRE de X1
Faturamento Bruto 291.500
(–) IPI Faturado (26.500)
Receita Bruta de Vendas 265.000
(–) ICMS Faturado (47.700)
Vendas Líquidas 217.300
(–) CPV (103.320)
Lucro Bruto 113.980
Despesa com Pessoal (12.200)
Despesa com PECLD (3.500)
Despesa de Depreciação (12.000)
Despesa com Utilidades e Serviços (280)
Despesa de Aluguel (2.000)
Receita Financeira 500
Despesa Financeira (1.500)
Resultado da Equivalência Patrimonial 1.800
LAIR 84.800
IR/CS (20.750)
21 Lucro/Prejuízo 64.050
Confecção da DVA
22

Informações Complementares:

✓ Compras à vista de mercadorias no valor de R$120.000, sendo ICMS


de 18% (R$21.600) e IPI de 10% (R$12.000), ou seja, compras
líquidas de R$94.800.

✓ Venda de 70% das mercadorias disponíveis pelo valor de R$265.000,


mais IPI de 10% (R$26.500), com incidência de ICMS de 18%
($47.700), ou seja, vendas líquidas de R$217.300.

✓ Pagamento à vista de salários no valor de R$12.200, sendo R$1.982


referentes à contribuições devidas de INSS e R$10.218 são salários,
13 salário, férias, etc.

✓ Despesas com utilidades e serviços correspondem ao consumo de


energia elétrica no valor de R$280, isento de tributos.

✓ Distribuição de dividendos de R$30.000.


Confecção da DVA
23

1. Receita de Vendas
✓ Vendas: corresponde, na DRE, ao faturamento bruto
considerando o ICMS e o IPI;
✓ Perdas estimadas de crédito de liquidação duvidosa do
período, conforme a DRE
Confecção da DVA
24

2. Insumos adquiridos de terceiros


✓ Materiais e energia corresponde a utilidades também extraído
da DRE, referente ao consumo de energia.
✓ Custo dos produtos e serviços vendidos
• Considera o CMV | CPV | CSV pelo seu valor bruto, ou seja,
o valor constante na DRE acrescido dos impostos incidentes
sobre a compra.
• Assim, ao CPV de R$103.320 da DRE é acrescido:
• ICMS: (R$103.320/0,82) x 0,18: R$22.680
• IPI: (R$103.320/0,82) x 0,10: R$12.600
• Portanto, o CPV para a DVA é igual a R$138.600

Lembrem-se dos conceitos de Contabilidade Comercial!


Confecção da DVA
25

3. Valor Adicionado Bruto (diferença entre receitas e insumos adquiridos)

4. Depreciação, Amortização e Exaustão


✓ Corresponde à despesa de depreciação do exercício no valor de
R$12.000 (*Há exceções para empresas industriais)

5. Valor Adicionado Líquido pela Entidade (valor adicionado bruto –


depreciação)

6. Valor Recebido em Transferência


✓ Resultado da Equivalência Patrimonial extraído da DRE, R$1.800
✓ Receitas Financeiras extraídas da DRE, R$500

7. Valor Adicionado Total a Distribuir (riqueza passível de distribuição, ou


seja, a gerada pela empresa e a passível de transferência)
Confecção da DVA
26

8. Distribuição do Valor Adicionado


a. Pessoal:
◼ Remuneração direta: corresponde a despesa de pessoal constante
na DRE excluídos os encargos sociais (R$1.982)

b. Impostos, taxas e contribuições


◼ Federais: inclui o IR conforme consta na DRE, o valor do INSS
(R$1.982) e o IPI líquido (R$13.900 – que é a diferença entre o IPI
incidente sobre as vendas – R$26.500 e o IPI incidente na aquisição
dos produtos vendidos – R$12.600)
◼ Estaduais: refere-se ao ICMS calculado pela diferença entre o ICMS
incidente sobre vendas, R$47.700 e, o ICMS incidente sobre o CPV,
R$22.600.
◼ Municipais: refere-se à IPTU e ISS
Confecção da DVA
27

8. Distribuição do Valor Adicionado


c. Remuneração de Capital de Terceiros
 Juros: refere-se à despesa financeira extraída da DRE, R$1.500

 Aluguéis: refere-se à despesa de aluguel extraída da DRE, R$2.000

d. Remuneração de Capital Próprio


 Dividendos: corresponde à remuneração dos proprietários
 Lucros retidos/prejuízos: parcela do lucro que não foi distribuído aos
proprietários (R$64.050 – R$30.000), sendo destinado à reservas
DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO
1 . RECEITA 288.000
1.1) Vendas de mercadorias, produtos e serviços 291.500
1.2) Outras receitas -
1.3) Receitas relativas à construção de ativos próprios -
1.4) PECLD . Reversão/(Constituição) (3.500)
(-) 2 . INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS (138.880)
2.1) CPV / CMV / CSP (138.600)
2.2) Materiais, energia, serviços de terceiros e outros (280)
2.3) Perda/Recuperação de valores ativos -
2.4) Outras (especificar) -
= 3 . VALOR ADICIONADO BRUTO 149.120
(-) 4 . DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO E EXAUSTÃO (12.000)
= 5 . VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA ENTIDADE 137.120
(+) 6 . VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA 2.300
6.1) Resultado de equivalência patrimonial 1.800
6.2) Receitas financeiras 500
6.3) Outras -
= 7 . VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR 139.420
continua...
28
...continuação
= 7 . VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR 139.420
= 8 . DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO 139.420
8.1) Pessoal 10.218
8.1.1 . Remuneração direta 10.218
8.1.2 . Benefícios -
8.1.3 . FGTS -
8.2) Impostos, taxas e contribuições 61.652
8.2.1 . Federais 36.632
8.2.2 . Estaduais 25.020
8.2.3 . Municipais -
8.3) Remuneração de capitais de terceiros 3.500
8.3.1 . Juros 1.500
8.3.2 . Aluguéis 2.000
8.3.3 . Outras -
8.4) Remuneração de capitais próprios 64.050
8.4.1 . Juros sobre o capital próprio -
8.4.2 . Dividendos 30.000
8.4.3 . Lucros retidos/Prejuízo do exercício 34.050
29

Você também pode gostar