Você está na página 1de 3

MÓDULO III/2002 - QUÍMICA INORGÂNICA- Cálculos Estequiométricos 24

CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

As leis ponderais (Lei de Lavoisier e Lei de Proust) 6,02.1023 6,02.1023 6,02.1023


fórm. De moléc. de fórm. de
podem nos informar as quantidades desconhecidas de um CaO CO2 CaCO3
dos participantes da reação.
O estudo que permite efetuar esses cálculos de  3º PASSO: Relacionar o que já se sabe (valores do 2º
quantidades em reações químicas denomina-se passo) com os dados do problema.
estequiometria (do grego stoicheion (elemento) e
metrein (medir)). CaO ⇔ CO2 Por regra de três simples
Nosso estudo será na forma de exemplos, 1mol 44g 44 gCO2 .4molsCaO
conforme se segue: 4mol X = = 176 gCO2
X 1molCaO
s
 EXEMPLO 1: Seja a reação de obtenção do SO 2 a São necessários 176g de CO2 para
partir do enxofre e oxigênio. Sabe-se que 32g reagirem com 4 mols de CaO.
de enxofre reagem completamente com 32g de
oxigênio, para formar 64g de SO2. Calcule a  EXEMPLO 4: Calcule a quantidade de fórmulas
massa de enxofre que reage com 0,97g de mínimas de CaO necessária para neutralizar
oxigênio. completamente 9,8g de H2SO4.
 1º PASSO: Escrever a reação balanceada.  1º PASSO: Escrever a reação balanceada.
S + O2  SO2 CaO + H2SO4  CaSO4 + H2O
 2º PASSO: Relacionar a equação ao número de mols,
massa molar, quantidade de espécies químicas.  2º PASSO: Relacionar a equação ao número de mols,
S + O2 SO2 massa molar, quantidade de espécies químicas.

1 mol de S 1 mol de O2 1 mol de SO2 CaO + H2SO4  CaSO4 + H2O
32g 32g 64g 1 mol de 1 mol de 1 mol de 1 mol de
6,02.1023 6,02.1023 6,02.1023 CaO H2SO4 CaSO4 H2O
moléculas de moléculas de moléculas de 56g 98g 136g 18g
S O2 SO2
6,02.1023 6,02.1023 6,02.1023 6,02.1023
 3º PASSO: Relacionar o que já se sabe (valores do 2º fórm. de moléc.. de fórm. de moléc. de
passo) com os dados do problema. CaO H2SO4 CaSO4 H2O

S ⇔ O2 Por regra de três


32g 32g simples  3º PASSO: Relacionar o que já se sabe (valores do 2º
passo) com os dados do problema.
0,97 gO2 .32 gS
X 0,97g X= = 0,97 gS CaO ⇔
H Por regra de três simples
32 gO2 SO4
2
9,8 gH SO .6,02.10 23 fórmulasCaO
A massa de 0,97g de enxofre reage 6,02.1 X = 2 4
= 6,02.10 2
completamente com 0,97g de oxigênio 023 98 gH 2 SO4
98g
fórm.
9,8 gH 2 SO 4 .6,02.10
23
fórmulasCaO
X = CaO = 6,02.10 22 fórmulasCaO
 EXEMPLO 2: Calcule quantos mols de H2SO4 são 98 gH 2 SO4
necessários para reagir com 18 mols de NaOH. X 9,8g
 1º PASSO: Escrever a reação balanceada. São necessárias 6,02.1022 fórmulas de CaO para
H2SO 2 2 reagirem com 9,8g de H2SO4.
+  + H2O
4 NaOH Na2SO4
Os cálculos estequiométricas também pode ser
 2º PASSO: Relacionar a equação ao número de mols, feitos em função do volume de gases nas
massa molar, quantidade de espécies químicas. mesmas condições de temperatura e de pressão.
H2SO4 + 2 NaOH Na2SO4 + 2 H2O Para um gás a 0ºC e sob pressão de 1atm (CNTP

1 mol de 2 mol de 2 mol de 2 mols de - condições normais de temperatura e pressão)
H2SO4 NaOH Na2SO4 H2O sempre encontraremos 1 mols de moléculas
98g 80g 142g 36g desse gás no recipiente ocupando um espaço
12,04.102 (volume) de 22,4 litros. Portanto, 22,4L é
6,02.1023 12,04.1023 6,02.1023 3
moléc. De fórm. De fórm. de
moléc. De conhecido como VOLUME MOLAR. Os
H2SO4 NaOH Na2SO4
H2O coeficientes estequiométricos também podem
indicar relações entre volumes ocupados pelos
 3º PASSO: Relacionar o que já se sabe (valores do 2º gases nas mesmas condições de temperatura e
passo) com os dados do problema. pressão, nesse caso usamos "V" para indicar a
H N quantidade em volume dos gases envolvidos na
⇔ reação.
2SO4 aOH Por regra de três simples
2 1molH 2 SO4 .18molsNaOH
1 mol X = = 9molH 2 SO4
mols
2molH 2 SO4  EXEMPLO 5: Qual o volume de gás amônia (em
18 Litros) que se obtém quando 9,0L de gás
X
mols hidrogênio reagem com nitrogênio nas mesmas
São necessários 9mols de H2SO4 para condições de P e T?.
reagirem com 18mols de NaOH.  1º PASSO: Escrever a reação balanceada.
2
 EXEMPLO 3: Calcule a massa de CO2 necessária N2(g) + 3 H2(g) 
NH3(g)
para reagir com 4 mols de CaO.  2º PASSO: Relacionar a equação ao número de mols,
 1º PASSO: Escrever a reação balanceada. massa molar, quantidade de espécies químicas e
CaO + CO2  CaCO3 volumes.
2
 2º PASSO: Relacionar a equação ao número de mols, N2(g) + 3 H2(g) 
NH3(g)
massa molar, quantidade de espécies químicas. 1 mol 3 mol 2 mol
de N2 de H2 de NH3
CaO + CO2  CaCO3 28g 6g 34g
1 mol de 1 mol de 1 mol de 6,02.102 18,06.1023 12,04.1023
S O2 SO2 3
moléc. moléc. De
56g 44g 100g moléc.. De NH3

Professor Fabiano Ramos Costa - fabianoraco@bol.com.br - www.quimicahpg.hpg.com.br


MÓDULO III/2002 - QUÍMICA INORGÂNICA- Cálculos Estequiométricos 25
de N2 H2
1V 3V 2V
H2 ⇔ NH3 Por regra de três
 3º PASSO: Relacionar o que já se sabe (valores do 2º 3V 2V simples
passo) com os dados do problema. 9 9,0H 2 .2VNH 3
X X = = 6NH 3
,0L 3VH 2
Com 9,0L de hidrogênio, obtém-se 6L de
NH3.

EXERCÍCIOS

1. (Cefet-PR) Em uma das etapas de tratamento da água ocorre a e) 8,0g de H2 com 2,4.1023 moléculas de O2.
adsorção de partículas em uma massa gelatinosa constituída de
hidróxido de alumínio. Esta substância é preparada pela adição de 8. (U. São Francisco-SP) A chuva ácida que cai em certas regiões
Ca(OH)2 e Al2(OH)3 à água contida em tanques de tratamento. O danifica as estátuas de mármore (CaCO3). Considerando-se que a
número de mols de Al2(SO4)3 que devem reagir com suficiente chuva ácida contenha ácido sulfúrico (H2SO4), a reação que ocorre
Ca(OH)2 para formar 10 mols de hidróxido de alumínio é: é: CaCO3 + H2SO4  CaSO4 + H2O + CO2. Considerando-se que a
a) 1. chuva ataca por dia 1 grama de mármore, podemos afirmar que são
b) 2. desprendidos diariamente: (Dados: massa molar: CaCO3 = 100g,
c) 3. volume molar do gás nas CNTP = 22,4L)
d) 4.
e) 5.
a) 0,01mol de CO2.
b) 0,01mol de CO2.
2. (U. Católica de Salvador-BA) Na reação de óxido de alumínio com c) 22,4L de CO2nas CNTP.
ácido sulfúrico forma-se sulfato de alumínio., Al2(SO4)3. Para obter- d) 2,24L de CO2 nas CNTP.
se 3mols deste sulfato, quantos mols de ácido são necessários? e) 44g de CO2.
a) 3.
b) 6.
c) 9. 9. (U. S. Judas Tadeu-SP) A sacarose (C12H22O11) é um alimento
d) 12. extremamente importante para os animais (racionais e irracionais),
e) 15. pois o metabolismo dos açúcares envolve reações exotérmicas que
são as principais fontes de energia para o trabalho químico,
mecânico e elétrico das células. O metabolismo de acuares, durante
3. (U. Católica de Salvador-BA) Considere a informação: cal viva +
a respiração, leva à formação de CO2 e H2O. C12H22O11 + O2  CO2
água  cal hidratada (hidróxido de cálcio). A quantidade de cal + H2O. Uma pessoa que ingere uma colher das de chá (5cm 3) de
hidratada formada pela reação de água com 2,0 mols de cal viva é: sacarose precisa de quantos litros de oxigênio (CNTP) para
a) 1,0mol. transformar todo o carboidrato em energia? (Dadas as massas
b) 1,5mol. atômicas: H = 1u, C = 12u, O = 16u; densidade do açúcar
c) 2,0mol. branco = 1,6g/mL)
d) 2,5mol. a) 0,524L.
e) 3,0mol. b) 6,28L.
c) 3,56L.
4. (F. Belas Artes-SP) Para formar um mol de óxido de alumínio a d) 22,4L.
partir do alumínio puro, segundo a reação: 4 Al + 3 O2  2 Al2O3, a e) 11,2L.
massa necessária, em gramas, de oxigênio é de: (Dado: O = 16u)
a) 96. 10. (Cesgranrio-RJ) O H2S reage com o SO2, segundo a reação: 2
b) 24. H2S + SO2  3 S + 2 H2O. Assinale, entre as opções abaixo, aquela
c) 12. que indica o número máximo de mols que pode ser formado quando
d) 48. se faz reagir 5 mols de H2S com 2 mols de SO2:
e) 16. a) 3.
b) 4.
5. (Osec-SP) Pode-se considerar que 1 (um) litro de gasolina contém c) 6.
7 mols de octano (C8H18). Que quantidade de dióxido de carbono é d) 7,5.
liberada na atmosfera quando seu automóvel consome 40 litros de e) 15.
gasolina? (resposta em quilogramas) C8H18 + 25/2 O2  8 CO2 +
9 H2O. 11. (Mackenzie-SP) Na reação equacionada: X + Y  XY, a razão
a) 100kg. entre as massas de X e Y é de 0,5. Ao se adicionar 30,0g de X a
b) 56kg. 90,0g de Y, obtêm-se 90,0g de produto XY. Pode-se dizer que:
c) 25kg. a) há excesso de 30,0g de Y.
d) 110kg. b) a Lei de Lavoisier não foi obedecida.
e) 90kg. c) A Lei de Proust não foi obedecida.
d) Há excesso de 15,0 de X.
6. (F. Santo André-SP) Considere a reação: H2SO4 + 2 NaOH  e) Reagiram 20,0g de X e 70,0g de Y.
Na2SO4 + 2 H2O. A massa de sulfato de sódio, Na 2SO4, produzida
com 5 mols de água é: (Massas atômicas: H = 1u, Na = 23u, 12. (Vunesp-SP) Considere a reação em fase gasosa: N2 + 3H2  2NH3.
S = 32u, O = 16u) Fazendo-se reagir 4L de N2 com 9L de H2 em condições de pressão
a) 355g. e temperatura constantes, pode-se afirmar que:
b) 200g. a) os reagentes estão em quantidades
c) 39,4g. estequiométricas.
d) 19,7g.
e) 2,5g.
b) O N2 está em excesso.
c) Após o término da reação, os reagentes serão
totalmente convertidos em amônia.
7. Pode-se obter 72g de água, ao reagir:
d) A reação se processa com aumento do volume
a) 1,2.1023 moléculas de H2 com 2,0mols de O2. total.
b) 2,4.1023 moléculas de H2 com 32g de O2. e) Após o término da reação, serão formados 8L de
c) 3,6.1024 moléculas de H2 com 64g de O2. NH3.
d) 2,4.1024 moléculas de H2 com 2,0mols de O2.

Professor Fabiano Ramos Costa - fabianoraco@bol.com.br - www.quimicahpg.hpg.com.br


MÓDULO III/2002 - QUÍMICA INORGÂNICA- Cálculos Estequiométricos 26
13. (Fesp-SP) Uma amostra de 200g de CaCO3 impuro, com 90% de a) 88g de CO2 e 36g de H2O.
pureza, reage com excesso de HCl, conforme a equação de reação: b) 88g de CO2 e 32,4g de H2O.
CaCO3 + 2 HCl  CaCl2 + CO2 + H2O. A massa de água formada e c) 79,2g de CO2 e 32,4g de H2O.
a massa de CO2 formado serão: (Dados: Ca = 40, C = 12, O = 16,
H = 1, Cl =35,5) d) 88g de CO2 e 40g de H2O.
e) 97,8g de CO2 e 40g de H2O.

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS


SOLICITAR GABARITOS POR EMAIL (quimicahpg@ieg.com.br )

Professor Fabiano Ramos Costa - fabianoraco@bol.com.br - www.quimicahpg.hpg.com.br