Você está na página 1de 8

CONJUNTOS (CONT.

) Simbolizamos a interseção de A com B


IGUALDADE DE CONJUNTOS assim:
C = A ∩ B.
Dois conjuntos são iguais quando tem Se A = {1, 5, 6, 7, 8, 15} e B = {2, 4, 6,
os mesmos elementos. Assim, se A = {x 7, 10} Então A ∩ B = C = {6, 7}.
/ x é letra da palavra banana}, ou seja, Graficamente, a representação desse
se A = {b, a, n, a, n, a} e B = {b, a, n}, conjunto interseção fica assim, em que
temos: A = B. C é a área roxa:
Se A não for igual a B, escrevemos: A ≠
B (lê-se: A é diferente de B).

OPERAÇÕES ENTRE
CONJUNTOS
Nessa parte do nosso estudo de
conjuntos aprenderemos que eles
também podem operar entre si. As DIFERENÇA - Dados dois conjuntos
operações básicas entre os conjuntos A e B, chamamos conjunto diferença A
são: União, Interseção, Diferença e – B ao conjunto C dos elementos de A
Complementação. que não pertencem a B e da mesma
forma é chamado conjunto diferença de
UNIÃO - Dados dois conjuntos A e B, B – A ao conjunto D dos elementos de
chamamos conjunto união, ou reunião B que não pertencem a A.
de A e B, ao conjunto C dos elementos Analogamente, podemos entender a
que pertencem ao conjunto A ou ao diferença entre dois conjuntos da
conjunto B. mesma forma que a diferença entre dois
Simbolizamos a união de A com B números. Por exemplo, 5 – 3 = 2 pode
assim: C = A Ս B. ser compreendido da seguinte forma: de
Por exemplo: cinco unidades retira-se três unidades e
Se A = {1, 5, 6, 7, 8, 15} e B = {2, 4, 6, restam duas unidades. Em conjuntos, no
7, 10} Então A Ս B = C = {1, 2, 4, 5, 6, exemplo A - B, de um conjunto A
7, 8, 10, 15}. retira-se os elementos que também são
Graficamente, a representação desse de B e resta os elementos que pertencem
conjunto união fica assim, em que C é a apenas a A.
área em verde: Por exemplo:

Seja A = {1, 2, 3, 4, 5} e B = {2, 4, 6,


8}

A – B = {1, 3, 5} (de A foi retirado os


elementos que também pertenciam a
B) .

B – A = {6, 8} (de B foi retirado os


INTERSEÇÃO - Dados dois conjuntos elementos que também pertenciam a
A e B quaisquer, o conjunto interseção é A).
o conjunto formado pelos elementos
comuns de A e B, ou seja, é o conjunto Na figura abaixo verificamos essas
C cujos elementos pertencem tanto ao diferenças graficamente, em que a
conjunto A quanto ao conjunto B. diferença é representada pela parte em
azul:
COMPLEMENTAÇÃO - Dados dois
conjuntos A e B, com A  B,
chamamos conjunto complementar de A
em relação a B à diferença B – A.
Em outras palavras, podemos definir o
conjunto complementar de A em
relação a B assim:

Definição 2 - Se um conjunto A está


contido em um conjunto B sabemos que
todo elemento de A também é elemento
de B, mas podem existir elementos em
B que não estão em A. O conjunto
formado por estes elementos é CONJUNTOS NUMÉRICOS
chamando complementar de A em O homem durante sua evolução foi cada
vez mais se aprimorando a fim de
relação a B e sua representação é: perpetuar sua existência, ele logo criou
utensílios para caça, inventou a roda,
Em diagrama temos, em que a área mais descobriu o fogo e com o passar do
tempo ainda inventou símbolos para
escura refere-se a
representar os números. Mas e os
números, como nasceram? Já se passou
pela sua cabeça como se deu isso? Bom,
esse nascimento deu-se de forma
natural, como não poderia ser
diferente. Aquele que tenha um certo
conhecimento de história já deve ter
percebido que desde o início da
civilização a principal ocupação do
homem era cuidar de seu rebanho para
seu sustento. Mas como esse pastor iria
saber se alguma ovelha tinha fugido ou
sido raptada se não havia números para
que ele contasse quantas ovelhas tinha?
Como iria comparar com a quantidade
de ovelhas do dia anterior? O homem
criou uma forma curiosa de contar suas Repare que ℕ⊂ℤ. No conjunto ℤ
ovelhas: para cada ovelha em seu distinguimos dois subconjuntos:
rebanho, uma pedra ele adicionava em • Conjunto dos números inteiros não
um saco, tendo certeza de que a negativos (ℤ+)
quantidade de pedras no saco era a ℤ+ = {0, 1, 2, 3, ...}
mesma de ovelhas em seu rebanho, • Conjunto dos números inteiros não
podendo ainda conferir essa quantidade positivos (ℤ-)
no dia seguinte, pois se sobrassem ℤ- = {..., -3, -2, -1, 0}
pedras no seu saco após a conferência,
ele saberia que teria prejuízo. Repare que o zero é elemento neutro, ou
Foi dessa forma que se iniciou o seja, não tem sinal, portanto não pode
processo de contagem, da necessidade ser considerado nem positivo e nem
de se contar algo, e após essa negativo, por isso consta em ambos os
necessidade, paulatinamente, foram subconjuntos do conjunto dos números
nascendo outros tipos de números que inteiros. Em geral convencionamos
não fossem inteiros positivos, como o ainda o seguinte: um asterístico (*)
zero (0) e os números negativos: -1, -2, acrescido à letra que designa o
-3, ... conjunto, significa que o zero foi
excluído do mesmo. Assim:
Conjunto dos Números Naturais (ℕ) ℤ * = {..., -3, -2, -1, 1, 2, 3, ...}
O conjunto dos números naturais é ℤ+ * = {1, 2, 3, 4, …}
formado pelos primeiros números que
nasceram naturalmente conforme dito Conjunto dos Números Racionais (ℚ)
no texto anterior, como o próprio nome Pense um pouco, o que te lembra a
sugere. Ele é composto por todos os palavra racional? Se você pensou na
números inteiros e positivos e é palavra “razão” acertou, pois um
representado pelo símbolo ℕ dessa número racional é qualquer número que
forma: pode ser escrito como uma razão. Mas o
ℕ = {1, 2, 3, 4, 5, 6, ...} que seria razão? Será que podemos
associar essa razão àquela frase
Como podemos perceber este conjunto filosófica de Shakespeare em Hamlet:
é ordenado, ou seja, tem uma ordem Ser ou não ser, eis a questão?
definida e é infinito. Em Matemática, razão tem um sentido
um pouco diferente daquela em
filosofia, não tem nada a ver com o
racional humano, mas com a razão entre
dois números. E para representarmos
uma razão entre dois números
utilizamos a fração, que, por sua vez,
além de representar parte de um todo,
também representa uma divisão. Então,
podemos dizer que um número racional,
Conjunto dos Números Inteiros (ℤ) que é um número que pode ser escrito
O conjunto dos números inteiros como uma razão, é qualquer número
contém o conjunto ℕ, dos números que pode ser representado através de
naturais e ainda o oposto desses uma fração. Portanto, se escolhermos
números naturais mais o número zero. qualquer número natural, esse número
Eis o conjunto ℤ: também será um racional? A resposta é
sim, pois o que nos impediria de
ℤ = {..., -3, -2, -1, 0, 1, 2, 3, ...}
escrever 6/3 ao invés de 2 senão a que o resultado desses números foi um
facilidade em escrever mais rápida e número com vírgula e infinitas casas
sucintamente? decimas, apesar de você ter apenas
Seguindo esse raciocínio, qualquer conseguido enxergar algumas casas em
número inteiro, quer seja positivo ou sua calculadora. Você deve ter
negativo, pode ser escrito como uma percebido também que não existe
fração, incluindo o zero. Daí se segue nenhum padrão entre os algarismos
que ℤ⊂ℚ. Mas esse conjunto dos decimais, ao contrário das dízimas
racionais tem outros representantes periódicas, que recebem esse sobrenome
além de ℤ, pois se estamos contando “periódica” justamente pela existência
com os números inteiros em forma de desse padrão ou período. E é justamente
fração para compor ℚ, devemos este padrão que possibilita essa dízima a
também incluir qualquer número ser escrita como uma fração, portanto se
fracionário, positivo ou negativo, esses números citados acima tem como
incluindo as dízimas periódicas (que resultado um número com infinitas
também podem ser escritas em forma de ordens decimais sem padrão algum, ou
fração). Por fim, os números decimais seja, não periódicos, eles não podem ser
com um número finito de casas representados por uma fração, então são
decimais também devem constar em ℚ, irracionais.
pois estes também podem ser Por incrível que pareça, existem
representados em forma de fração. infinitos números irracionais, e essa
Assim, o conjunto dos números qualidade é atribuída à, por exemplo,
racionais representa-se dessa forma: raiz quadrada de qualquer número que
não seja um quadrado perfeito (1, 4, 9,
ℚ = {números decimais finitos, frações, 16, 25, 36, 49, ....). Outros números
ℤ, dízimas periódicas} irracionais, como são frequentemente
Formalmente, devemos dizer que ℚ é usados na Matemática, recebem
todo aquele que pode ser representado representações como π =
na forma fracionária p/q com 3,1415926535..., e = 2,718...(usado em
numerador e denominador inteiros e o bases logarítmicas) etc.
denominador diferente de zero. Em
linguagem Matemática: Conjunto dos Números Reais (ℝ)
Podemos perceber que um número não
pode ser racional e irracional ao mesmo
Conjunto dos números irracionais (Π tempo, ou seja, ou é um ou é outro, e se
ou I) unirmos ℚ e Π em um único conjunto
Ao contrário dos números racionais, os formaremos o conjunto dos números
irracionais são aqueles números que não reais. Formalmente dizemos que
podem ser representados como uma ℝ=ℚ∪Π
razão, ou seja, não tem como colocá-los Unindo todos os conjuntos em um só
em forma de fração. E a esse grupo de diagrama e ainda lembrando que
números chamamos de números ℕ⊂ℤ⊂ℚ⊂ℝ temos:
irracionais. Você deve estar tentando
imaginar algum número que você
conheça que seja irracional, mas eles
são mais comuns que se imagina. Tente
com uma calculadora encontrar os
seguintes resultados e procure algo em
comum entre esses resultados: √ 2 , √ 3 ,
√ 5 , √3 7 ,√5 10 . Você deve ter percebido
Atividades para o 1º manhã e Anexo

1) Represente os conjuntos A = {-
4, - 2, 0, 2, 7, 8}, B = {- 5, 2, 4,
6, 7, 8} e C = {- 6, - 4, 2, 3, 4,
6} no diagrama de Venn e em
seguida determine:

3) Sabendo que A = {0, 1, 2, 3, 4,


5, 6, 7}, B = {7, 8, 9, 10} e C =
{2, 4, 7, 8, 10}, quais são os
elementos do conjunto
(A∩B) UC?

4) O conjunto C tem 10 elementos;


a) A Ո B = o conjunto D,15 elementos; o
b) C Ս B = conjunto C Ո D, 6 elementos.
c) C – A = Determine o numero de
elementos do conjunto C Ս D.
2) Os conjuntos numéricos incluem
os seguintes conjuntos: Naturais
(ℕ), Inteiros (ℤ), Racionais (ℚ),
Irracionais (I), e Reais (ℝ) .
Sobre os conjuntos citados faça
a relação da definição que
corresponde a cada um deles

5) Sendo A = {1,2,3,5,7,8} e B =
{2,3,7}, indique qual é o
complementar de B em A?
que corresponde a cada um
deles

Atividade para o 1º ano tarde


5) Dados os conjuntos A=
1) Como são chamados dois
{2,3,4}, B= {4,5} e C=
conjuntos que tem interseção
{2,3,5}. Determine:
vazia?
a) A Ս B=

b) A Ս B Ս C=
2) Sejam os conjuntos A = {a,
b, c, d}, B= {c, d, e, f, g} e
c) A Ո B=
C= {b, d, e, g}. Determinar:
a) B – A =
d) B Ո C=
b) A – C =

3) O que é o conjunto
Interseção?

4) Os conjuntos numéricos
incluem os seguintes
conjuntos: Naturais (ℕ),
Inteiros (ℤ), Racionais (ℚ),
Irracionais (I), e Reais (ℝ).
Sobre os conjuntos citados
faça a relação da definição
Atividades para alunos PCDs 2) Os conjuntos abaixo são iguais
(=) ou diferentes (≠)?
1) Dados os conjuntos

Represente no diagrama os
conjuntos
a)
3) Escreva a quantidade de
elementos de cada conjunto e,
depois, use os sinais igual (=) ou
diferente (≠).

b)

4) Observe os números na tabela,


depois escreva-os nos diagramas
dos conjuntos correspondentes.

Você também pode gostar