Você está na página 1de 4

Ficha de Preparação para o Teste de História

1. Refere o nome do povo que se fixou na região atual de Itália e em que data fundou a
cidade;
O nome do povo era os latinos.
Roma fundou-se em 753 a.c.

2. Identifica no mapa as áreas por onde se expandiu o império romano e as etapas inerentes
a essa expansão;
1º Fase - Os Romanos conquistaram a Península Itálica. Depois de derrotarem
Cartago, passaram a dominar várias regiões em África, as costas mediterrânicas da
Península Ibérica, a Sardenha, Córsega e Sicília.

2º Fase – Roma conquistou o Mediterrâneo Oriental (Grécia, a Macedónia, parte da


Ásia menor, a Síria, a Judeia).

3º Fase – Roma conquistou várias regiões da Europa (Gália, Península Ibérica,


Britânia, Dácia), para além de outras regiões.

3. Menciona o nome pelo qual foi designado o mar Mediterrâneo e porquê;


Após as conquistas, os Romanos passaram a chamar ao Mediterrâneo “Mar Nostrum”,
pois, todas as regiões do império (com exceção da Grã-Bretanha) ficavam nas suas
margens.

4. Descreve as razões que levaram à expansão romana;


- Segurança: ao princípio, os Romanos tiveram de se defender dos ataques dos seus
vizinhos e, para não serem derrotados, tiveram de os submeter
- Motivações económicas: ao conquistarem territórios os Romanos ficavam com os seus
bens e riquezas (produtos agrícolas, minérios, escravos, etc.)
- Motivações sociais: novos cargos para os militares, novos mercados para os homens de
negócios e novas propriedades rurais para os colonos
- Ambição dos seus chefes: os chefes políticos procuravam honra e glória através de
novas conquistas

5. Caracteriza o exército romano;


Era grandioso, profissional, obediente bem equipado e dividido em legiões. Com várias
estratégias de combate.

6. Diz o que foi a Pax Romana;


Pax Romana era a paz imposta pelos romanos, através do seu exército para evitar revoltas
dos povos dominados.

7. Menciona os fatores que facilitaram a integração dos povos dominados;


Fatores de integração:
- Exército poderoso: depois da conquista, as legiões de soldados mantinham-se nas terras
conquistadas para garantir a paz – pax romana (paz armada com o exército a controlar
qualquer tentativa de revolta)
- Estabelecimento da administração pública: os habitantes passaram a ser governados por
autoridades administrativas locais e a obedecer ao poder central – o poder do imperador
- Direito romano: todos os habitantes do Império tinham que seguir as mesmas leis romanas
- O latim: língua oficial que passou a ser falada na maior parte das populações do Império
- Vasta rede de estradas: ligava todas as regiões do Império
- Direito de cidadania: privilégio que aos poucos passou a ser alargado a todos os habitantes
do Império, tornando-os cidadãos, adquirindo assim o direito de voto e proteção legal

8. Define romanização;
A romanização é a influência da cultura romana transmitida aos povos conquistados, esses
povos tornam-se parecidos com os romanos, que recebem os hábitos, os costumes, as
leis, a língua, a numeração, a arte e a religião.

9. Explicita a dificuldade sentida pelos romanos na conquista da Península Ibérica;


A conquista da Península Ibérica foi difícil. Deveu-se à resistência de alguns povos, como
os lusitanos, que viviam na região entre os rios Douro e Tejo, chefiados por Viriato.

10. Refere as marcas deixadas pelos romanos na Península Ibérica;


Pontes, teatros, barragens, aquedutos e até pequenas vilas (pequenos aldeamentos).

11. Indica os produtos e as atividades desenvolvidas pelos romanos na Península Ibérica;


 a agricultura: produzia trigo e vinha
 o artesanato: desenvolvimento da cerâmica, têxteis e metalurgia
 a exploração mineira
 a pesca
 a extração de sal

12. Explica por que se diz, que o tipo de economia romana era comercial, urbana, monetária e
esclavagista;
A economia romana era uma economia urbana, comercial, monetária e esclavagista,
pois era realizada em função das cidades, baseava-se no comércio e devido à ativa
circulação da moeda.

13. Menciona o tipo de produtos chegados a Roma provenientes das várias regiões do império
provenientes das várias rotas comerciais;
O cobre, ouro , peles, azeite, cerâmica, especiarias, vinho e vidro.

14. Caracteriza a sociedade romana-distingue os vários grupos sociais;

No Império romano existiam grandes desigualdades sociais:

 ordem senatorial:

 ocupavam altos cargos na administração central e no exército

 possuíam grandes propriedades rurais, os latifúndios

 possuíam grandes fortunas

 ordem equestre:

 cavaleiros que passaram a dedicar-se à administração do Império, ao comércio e


aos negócios

 possuíam grandes fortunas, embora um pouco inferiores aos membros da ordem


senatorial

 plebe:

 pequenos proprietários de terras e camponeses – plebe rural


 artesãos – plebe urbana

 libertos:

 antigos escravos que obtiveram o direito à liberdade, mas não tinham os mesmos
direitos que os membros da plebe

 escravos:
 eram homens não livres e a eles cabiam-lhe os trabalhos mais duros.

15. Mostra como os romanos ocupavam os seus tempos livres;


Os mais ricos frequentavam as termas, que tinham dois recintos: a palestra para exercício
físico e os banhos públicos. Nas termas também existiam espaço para atividades culturais.
Assistiam ainda a espetáculos como o teatro, as corridas de quadrigas e os combates de
gladiadores, muito populares sobretudo entre os plebeus.
.
16. Em que data se iniciou o regime imperial e quem foi o 1º imperador de Roma?
1º Imperador foi Octávio Cesar Augusto – 27 a.C a 14 d.C

17. Quais os poderes do imperador?


Dirigia a política externa;
Comandava o exército;
Fasas leis;
Dirigia as finanças;
Controlava a administração pública;
Nomeava os senadores;
Era o chefe da religião (era o supremo sacerdote e era-lhe prestado culto).

18. Diz o que é o urbanismo aplicado nas cidades romanas;


As cidades de Roma eram construídas segundo planos rigorosos, com ruas traçadas
perpendicularmente e com sistemas de esgotos.
O centro da cidade era sempre o FORÚM, onde se localizavam edifícios relacionados com
a administração da cidade e os templos .

19. Caracteriza os elementos usados na arquitetura romana; 


- Recebeu influencias gregas;
- Arco de volta perfeita, abóbada de berço e cúpula.

20. Refere as características das grandes obras arquitetónicas romanas;


As construções tinham carácter utilitário (tudo servia para alguma coisa) e grandioso (pois
serviam para mostrar a grandeza do império).

21. Identifica os vários edifícios e espaços das cidades romanas e a sua função;
- Coliseu – Função Lazer
- Templo de Júpiter – Função Religioso
- Palácios Imperiais – Função Política
- Termas de Trajano – Função Cultural

22. Descreve os principais aspetos da escultura romana;


Os Romanos produziam estátuas e relevos com grande realismo. Representavam
imperadores e outros chefes políticos, deuses, membros de famílias importantes e cenas
de batalha.

23. Destaca os temas mais representados na pintura e nos mosaicos romanos; 


Eram feitos a fresco nas paredes (sobre estuque fresco), representava entre outros temas,
paisagens, cenas mitológico-religiosas e cenas do quotidiano.

24. Destaca as áreas do saber desenvolvidos pela civilização romana;


Literatura, Gramática, História.

25. Caracteriza a religião romana e identifica os principais deuses e respetivos poderes;


Religião Politeístas – adoravam vários deuses e praticavam várias formas de culto.
- Júpiter – deus dos céus e tempestades;
- Marte – deus da guerra;
- Minerva – deusa da sabedoria e da guerra;
- Juno – deusa do casamento;
- Neptuno – deus dos mares;
- Apolo – deus do sol e das artes;
- Diana – deusa da caça e da Lua;
- Vénus – deusa do amor e da beleza

26. Descreve a origem do cristianismo;


O Cristianismo surgiu na Judeia durante o império Romano.
O povo Judeu (ou Hebreu) tinha uma religião monoteísta.
O povo judaico tinha uma forte vontade religiosa e política de libertação do domínio
romano e acreditava na vinda de um grande líder, um messias salvador

27. O Cristianismo trouxe ideias fundamentais e inovadoras. Identifica-as;


- Há um só Deus;
- Todos os homens são iguais e filhos de Deus;
- O dever dos Homens é amar a Deus e amar ao próximo como a si mesmo;
- Aqueles que cumprirem estas ideias alcançaram a salvação e a vida eterna.

28. Quais as dificuldades enfrentadas pelos cristãos para expandirem a sua religião e como foi
aceite pelos imperadores aceitaram o cristianismo.
Os cristãos foram alvo de perseguições mandadas pelos imperadores.
As ideias dos primeiros cristãos assustavam Roma porque eles não concordavam com a
adoração ao imperador como Deus vivo e pregavam igualdade entre os homens.
Dessa forma, no decorrer dos séculos, essa religião de apelo popular foi conseguindo cada
vez mais adeptos.
Os romanos acharam mais conveniente se aproximarem dela do que continuarem a
persegui-la.
Em 313, o próprio imperador Constantino converteu-se ao cristianismo e permitiu o culto
dessa religião em todo o Império.
Em 380, o imperador Teodósio declarou o Cristianismo religião única e oficial.

Você também pode gostar